One Piece RPG
A Ascensão da Justiça! - Página 2 XwqZD3u
One Piece RPG
A Ascensão da Justiça! - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Em busca da resistência
A Ascensão da Justiça! - Página 2 Emptypor Fran B. Air Hoje à(s) 12:32

» I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança
A Ascensão da Justiça! - Página 2 Emptypor Meursault Hoje à(s) 09:29

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
A Ascensão da Justiça! - Página 2 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 02:56

» Caçadoras Eternas: Pesar Crescente!
A Ascensão da Justiça! - Página 2 Emptypor Wild Ragnar Hoje à(s) 02:33

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
A Ascensão da Justiça! - Página 2 Emptypor gmasterX Hoje à(s) 01:30

» União Flasco: Inicio do Sonho
A Ascensão da Justiça! - Página 2 Emptypor ADM.Tidus Hoje à(s) 01:11

» Wu-HA!
A Ascensão da Justiça! - Página 2 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 00:58

» Cap 4: O Silêncio dos Inocentes
A Ascensão da Justiça! - Página 2 Emptypor Wesker Hoje à(s) 00:29

» Cortes e Tiros, resgate na ilha das aranhas!
A Ascensão da Justiça! - Página 2 Emptypor Achiles Ontem à(s) 23:34

» Ato III: Not Fast but Furious
A Ascensão da Justiça! - Página 2 Emptypor Jean Fraga Ontem à(s) 23:19

» Ep 1: O médico e o marinheiro
A Ascensão da Justiça! - Página 2 Emptypor TerryBogard Ontem à(s) 22:58

» Hey Ya!
A Ascensão da Justiça! - Página 2 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 22:47

» 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia!
A Ascensão da Justiça! - Página 2 Emptypor Far Ontem à(s) 22:00

» Livro Um: Graduação
A Ascensão da Justiça! - Página 2 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 21:12

» [Kit] Silver Ash
A Ascensão da Justiça! - Página 2 Emptypor rafaeliscorrelis Ontem à(s) 20:53

» O Log que vale Dois Bilhões de Berries
A Ascensão da Justiça! - Página 2 Emptypor Blum Ontem à(s) 20:48

» Seagull Newspaper - A alegria floresce em Parthenon.
A Ascensão da Justiça! - Página 2 Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 20:39

» O que me aguarda em Ponta de Lança? Espero que belas Mulheres, hihihi
A Ascensão da Justiça! - Página 2 Emptypor Pippos Ontem à(s) 20:09

» [mep] Luna
A Ascensão da Justiça! - Página 2 Emptypor lunabrag Ontem à(s) 19:46

» [mini-luna] Afiando
A Ascensão da Justiça! - Página 2 Emptypor lunabrag Ontem à(s) 19:44



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 A Ascensão da Justiça!

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 71
Warn : A Ascensão da Justiça! - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : Fishman Island

A Ascensão da Justiça! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: A Ascensão da Justiça!   A Ascensão da Justiça! - Página 2 EmptyTer 24 Nov 2020, 17:50

Relembrando a primeira mensagem :

A Ascensão da Justiça!

Aqui ocorrerá a aventura do(a) marinheiro Kenzö Tenma. A qual não possui narrador definido.


Equipe One Piece RPG

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
K1NG
Soldado
Soldado


Data de inscrição : 30/04/2020

A Ascensão da Justiça! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: A Ascensão da Justiça!   A Ascensão da Justiça! - Página 2 EmptyQua 16 Dez 2020, 14:50




A Ascensão da Justiça!

O Caçador



O susto levava Tenma a ficar completamente ereto. Ele saltava da cama ao ouvir a voz da senhora Haori e do senhor Ran. – Haori? Ran? – Gritou. – Estou indo! – Respondeu sem nem se atentar aos perigos que certamente cercariam os dois. A mão corria até a espada, porém não a desembainhava ainda. Pelo som o cego se dirigia até a porta do quarto e consequentemente até as escadas que levavam ao andar inferior.

Atento ao seu redor o recém promovido a Sargento esperava o perigo espreitar em qualquer canto. A lâmina sedenta por sangue corrupto e os punhos cerrados em fúria não estariam nem um pouco satisfeitos em, desta vez, deixar o trabalho feito pela metade. – Caçador, você morre esta noite. – Expressou com fúria. Se fosse um personagem herói de livro fantástico seus olhos estariam flamejando em brasas e suas mãos rachariam o ar em pressa.

Os passos seriam largos e espaçados, queria chegar ao destino, à ajuda do Capitão Ran, o mais rápido possível. Corria contra o tempo, e principalmente contra os inimigos, para ajudar de alguma forma seu superior e, ansiosamente, correr para ajudar também a superiora de seu superior. – Não posso... não devo deixar isso acontecer! Lembre-se da honra da família Naoki! – O sobrenome da família de seu pai ecoava em sua mente, como um canto melancólico e fúnebre que demorava a terminar.

Ouvindo a presença de qualquer pessoa no ambiente o marinheiro seria bem rápido em desembainhar sua lâmina e, em um rápido movimento, preciso na medida do possível, eliminaria o oponente no menor tempo possível. A questão que badalava em sua cabeça não era enfrentar um inimigo e derrota-lo rápido, mas sim não perder tempo para ajudar seus companheiros militares. Esperava enfrentar inimigos menores, provavelmente os mais fracos, porém sem os desrespeitar, como qualquer samurai reluzente em sua honra.

Corria até as escadas, desceria, e tentaria identificar e ilustrar a sala em que o Capitão estava. – Senhor Ran? – Gritaria. A espada frente ao corpo preparada para bloquear golpes diretos e frontais. Enrijeceria seus músculos para ao menos bloquear, ou tentar resistir miseravelmente, a outros golpes não previstos.

Já na sala, caso acertasse o local efetivamente apenas por ouvir os chamados de socorro de Ran e os sons de batalha, identificaria as direções dos oponentes e não demoraria em disparar contra cada um destes vermes e dilacera-los violentamente com o metal afiado. O fio da espada seria apenas um borrão contra os pescoços, peitos, braços, pernas, faces ou qualquer parte do corpo que a lâmina conseguisse acertar. – Morram! Morram! Morram! – Cuspiria sem se atentar a sua calma e muito menos paciência. – Vermes imundos miseráveis e sem direito a vida! – A raiva quanto a piratas, bandidos e qualquer outra raça criminosa era tão grande que não cabia em sua mente.




Histórico:
 

Objetivos:
 

⚓
Voltar ao Topo Ir em baixo
CaraxDD
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
CaraxDD

Créditos : 12
Warn : A Ascensão da Justiça! - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 03/02/2011

A Ascensão da Justiça! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: A Ascensão da Justiça!   A Ascensão da Justiça! - Página 2 EmptyDom 20 Dez 2020, 18:08



A ascensão da Justiça

O caçador pt1





O silêncio e movimentos precisos não eram o maior talento ou preocupação de Tenma. Com passos largos e firmes, tropeçava em móveis, batia em algumas coisas até finalmente se habituar, afinal, não conhecia o local e acabara de acordar.

O homem escolhera auxiliar Ran, andava em um longo corredor até que chegava nas escadas, tropeçou no primeiro degrau, quase caiu, mas segurou-se no corrimão e recuperou seu balanço. Seguindo os sons de briga finalmente conseguiu chegar onde Ran estava, ouvia o homem falando asneiras enquanto bêbado e o som de socos e chutes.

Era difícil para Tenma focar no número de pessoas presentes ali, 5 ou 6, não era muito fácil para o rapaz entender devido ao som da chuva e os trovões constantes, localizar-se era um tanto quanto difícil, mas seguindo o som dos impactos conseguia desferir cortes em pontos aleatórios, sentia cortando carne, mas não com tanta precisão quanto nos dias normais, sua noção espacial era prejudicada acertando alguns móveis, copos e mesas.


Questionava Haori em seu quarrto, entretanto não tinha resposta, estava sozinho. Ao atentar sua audição aos seus arredores ouvia um ronco alto vindo do quarto ao lado, o som da brisa noturna juntamente com o cair da chuva e por fim alguns sons vindos do térreo.

 - Bem na ixquerda diagonal al al al meu amigui- Ran falava com um tom um pouco mais sóbrio, mas ainda com ondulações em sua voz. Assim que seguisse o que Ran falou Tenma conseguiria desferir um golpe mortal em um dos seres ali presentes.

Era estranho, pois assim que Tenma cortava o homem os outros paravam de fazer qualquer barulho. -vUCeis taum desistino?? Tira a mau do bolso e vem aaquii seus malandrinhus... Epa... Ran narrando a situação dava a Tenma uma visão melhor do que estaria acontecendo ao seu redor, no fim de sua frase Ran exclamava com preocupação o que faria Tenma atentar-se.

- Esse é o cara então... haha. Tá na hora. Como o chefe pediu. Segundos após um dos meliantes falar, Tenma ouviria o som de todos eles inspirando até que finalmente o soltavam o ar. Um som estridente dificultava a audição de Tenma. Os meliantes usavam apitos para ensurdecer o rapaz, o caçador já havia planejado tudo.

Tenma sentiria-se tonto ao ouvir o estridente som dos apitos os quais tinham pequenos intervalos para que os homens recuperassem o fôlego. Tenma sentia a vibração do chão, algo se aproximava em alta velocidade vindo do andar superior.

Uma mão toca seu ombro puxando-o para trás de algo.



Histórico
Spoiler:
 




____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por CaraxDD em Sex 25 Dez 2020, 14:33, editado 1 vez(es) (Razão : code)
Voltar ao Topo Ir em baixo
K1NG
Soldado
Soldado
K1NG

Créditos : 15
Warn : A Ascensão da Justiça! - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 30/04/2020

A Ascensão da Justiça! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: A Ascensão da Justiça!   A Ascensão da Justiça! - Página 2 EmptyDom 20 Dez 2020, 23:06




A Ascensão da Justiça!

O Caçador



Os cortes imprecisos lhe causavam ainda mais ansiedade, mas não mais do que o som estridente que lhe fazia ranger de dor. – Gaaaarggh! – Gritava involuntariamente ao sentir seus tímpanos como que estourando com tamanho barulho irritante. Claramente era para tirar uma das suas principais armas: a adição! Porém ele deveria tomar outros caminhos para chegar ao seu destino. – Parem! – Proferia sem ao menos dar conta do que falava. – Caçador miserável. – Rugia como uma besta.

Tenma tentava, milagrosamente, se localizar, porém, seria uma tentativa falha. – Haori? Ran? – Indagava. A preocupação lhe maltratava. A mão corria de volta ao cabo da espada, saindo um pouco dos ouvidos, e tentaria correr para a direção que for. Principalmente na direção das fontes de som. – Graaaaaahh! – Gritava ao chegar cada vez mais perto do som agudo. A lâmina cortaria a primeira coisa que encontrasse, sem nem dar ao trabalho de se concentrar no corte.

Era lógico que estava sendo cercado, o que daria uma oportunidade de executar algum tipo de movimento em área. No dojo onde treinou este tipo de habilidade era bem valiosa, múltiplos inimigos já caíram com o destrutivo balançar de espadas que devastaram casas, ruas e até mesmo prédios. As histórias de seu mestre sempre voltavam a sua mente quando a situação piorava, como é o caso, e nestes momentos, talvez pelo puro instinto samurai ou coisa parecida, o cego posicionava seu corpo para realizar um golpe bem característico. – Ela acompanha o sol... que o dourado de suas pétalas nunca mais te faça chorar e o olho flamejante tenha pena de sua alma pecadora. – Bradou, com pompa e honra. – Girassol!

A lâmina seria devastadora, talvez pela força bruta aplicada para dilacerar qualquer coisa a sua volta. Em um giro de seu tronco tentaria rasgar os bandidos contratados pelo caçador à sua volta. Seria talvez uma tentativa falha de o fazer, porém não deixava de ser uma tentativa.

A voz de Ran era confusa, e em certo momento nem ao menos existia a possibilidade de ouvi-la, e também a preocupação e medo da voz de Haori, agora calada, também fazia seu coração bater mais rápido.

Esperava bastar com aqueles vermes de uma vez, e não pouparia esforços em o fazer. Aos que restaram após a técnica executada seriam alvos do fio de aço que cortaria qualquer inimigo que seu coração ainda batesse.

Por fim, talvez a sua verdadeira preocupação, a mão teria de ser calada. Só esperava que não fosse a mão da senhora Haori. - ... – Suspirou em silêncio.




Histórico:
 

Técnica Utilizada:
 

Objetivos:
 

⚓

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Podem cortar todas as flores, mas não podem deter a primavera.
Voltar ao Topo Ir em baixo
CaraxDD
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
CaraxDD

Créditos : 12
Warn : A Ascensão da Justiça! - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 03/02/2011

A Ascensão da Justiça! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: A Ascensão da Justiça!   A Ascensão da Justiça! - Página 2 EmptySex 25 Dez 2020, 15:26



A ascensão da Justiça

O caçador pt1





Sua lâmina e o estridente som dos apitos finalmente se encontravam. Ouviria o som das gargantas travadas dos homens, do sangue escorrendo pelos seus corpos e finalmente encontraria a paz novamente. Conseguiu desferir apenas dois golpes fatais, mas os demais golpes foram o suficiente para causar uma dor inigualável aos capangas, os quais decidiam que assoprar o apito e continuar naquela área era perigoso demais.

- Nossa parte está feita, corre negada.

Tenma ao desferir seu golpe final tinha sua espada para, a pessoa que estava atrás dele segurava firmemente a lâmina. Seu sangue escorria das mãos, mas o resto do corpo estava tranquilo.
 - Oh meu cumpadi... assim nau vai rolar... respira... não desespera...- A voz de Ran causaria surpresa no rapaz, por pouco ele não desferiu um golpe mortal em um de seus superiores. Ran gentilmente largava a lâmina da espada de Tenma e falava com ele. -meu mano assim nau vai dar... eu luto melhor bêbado mas esse machucado tá me deixando sóbrio...-

Antes que pudesse falar qualquer outra coisa Ran empurrava Tenma para um lado e caia para o outro. Em seguida era possível ouvir 4 flechas acertando a parede atrás da dupla.- Ele chegououou... merda.-

O cheiro de pelo molhado invadia o local, era aquele cheiro similar ao do esgoto, mas sem o cheiro da carne podre. O caçador finalmente fazia sua aparição. Tenma ainda estava afetado pelos apitos, portanto não conseguiu ouvir as flechas vindo em sua direção antes, mas aquele cheiro lhe traria a memória do esgoto.

Ran ouvia vagamnete a respiração de Ran trêmula novamente, ele engolia a seco. - Devolva a Haori agora-

HAHAHA Claro. Ela é toda sua. O corpo de Haori era jogado na direção da dupla.



Histórico
Spoiler:
 




____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
K1NG
Soldado
Soldado
K1NG

Créditos : 15
Warn : A Ascensão da Justiça! - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 30/04/2020

A Ascensão da Justiça! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: A Ascensão da Justiça!   A Ascensão da Justiça! - Página 2 EmptySex 25 Dez 2020, 17:58




A Ascensão da Justiça!

O Caçador



O cego não conseguia compreender o que ocorrera. Era algo simples de entender, quando levado a termos diretos e explicações óbvias, porém ele renegava a acreditar que tal desgraça lhe atingia tão repentinamente. – Haori? Ran? – Falou, sem nem perceber. Suas mãos eram trêmulas e ele não sabia mais o que era real ou fantasia. Ainda que seu inimigo estivesse ali Tenma sabia muito bem, talvez mais do que necessário, que ele não merecia nem um pouco o tom que carregava em seu peito.

A mão ia até o cabo da espada. Seus dedos continham uma força sobre-humana. Em sua cabeça nada mais era importante, tampouco sua vida. A farda pesava em seu corpo assim como a responsabilidade de carregar aquela morte em suas costas por anos, talvez por toda sua vida.

- Eu já cuidei de flores teimosas, já tratei de ervas malignas e também já matei plantas insuficientes. – O cego proferia. Sua voz era linear e bem serena. Os olhos, vazios e sem vida, fitavam a direção que fazia seu coração bater mais rápido. – Das pragas mais destrutivas, você com certeza é uma delas. – Finalizou.

O cego erguia a espada frente ao corpo. Era como um reflexo de uma criança que estava projetada no interior do samurai. Aquele pequeno garoto, que se preocupava apenas em tirar boas notas e não apanhar no fim do dia, agora teria de tirar uma vida e não morrer no fim daquela batalha. A criança, projetada em sua mente, remetia a seus movimentos tomados para aquela que seria a batalha mais importante de sua vida até então.

As pernas se dobravam levemente, a coluna inclinava e suas mãos, primeiro a direita e em seguida a esquerda, seguravam o cabo da espada não com força, mas com vontade. A respiração se tornava única com a figura espectral e ele não mais dizia nada. Os olhos se fechavam lentamente, talvez por algum motivo excepcional.

Sua concentração era completamente no Caçador. Sua voz, seu cheiro, seus passos e movimentos. Tudo! Ele queria rastrear o ser desprezível até o sepulcro de sua vindoura cova. O fio de ferro, imutável e trespassável, não sairia de sua mão até que a vida daquela pestilência viva tivesse chegado ao fim.

Tenma tentaria replicar movimentos que antes já executou com maestria e, agora, manteria a postura e forma perfeita para a luta. O samurai não poderia deixar a queda de seus colegas de trabalho, importantes e memoráveis, afetar sua performance na dança da espada.

A lâmina executaria dois rápidos e fatais movimentos ofensivos. A força aplicada aos mesmos seria extrema assim como a velocidade e precisão. O primeiro teria foco no pescoço do Caçador e o segundo na barriga. Seriam movimentos horizontais e longos. Aceleraria até o mesmo e executaria o mais rápido possível.

O bloqueio deveria ser perfeito, afinal ele estava lidando com uma criatura que nunca antes teve de enfrentar. Os tiros das flechas seriam um problema, ainda mais quando sua audição não estava em total funcionamento. Passara a lâmina para a diagonal, com a ponta reclinada para o lado esquerdo, e ao sinal de qualquer som vindo contra si teria de executar um corte com velocidade igual. Sua aceleração seria de ajuda, ele já havia feito treinamentos como aqueles, porém há muito tempo. Era importante ter ciência dos intervalos entre cada disparo, para que pudesse se aproximar, mesmo que aos poucos, do oponente.

As pernas, ligeiramente dobradas, teriam aplicação para se lançar para frente, em uma corrida, quando necessário. A lâmina frente ao corpo também teria funcionalidade de interceptar e aparar qualquer projétil atirado contra o espadachim.




Histórico:
 

Objetivos:
 

⚓

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Podem cortar todas as flores, mas não podem deter a primavera.
Voltar ao Topo Ir em baixo
CaraxDD
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
CaraxDD

Créditos : 12
Warn : A Ascensão da Justiça! - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 03/02/2011

A Ascensão da Justiça! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: A Ascensão da Justiça!   A Ascensão da Justiça! - Página 2 EmptySeg 28 Dez 2020, 15:23



A ascensão da Justiça

O caçador pt1





O zumbido dos apitos ainda incomodavam Tenma um pouco, mas pouco a pouco, enquanto a vibração ia saindo de seu corpo, sua audição focaria na presença do Caçador, seu inimigo jurado, a criatura pela qual o homem que prezava pela vida guardava um ódio mortal.

Tenma naquele momento via sua vida como floricultor como um mau necessário para a natureza, cortar ervas daninhas, eliminar frutos podres, pétalas envelhecidas, tudo aquilo que era ruim para o resto da flora deveria ser eliminado. O Caçador era uma praga se alimentando de inúmeras vidas ao redor de Tenma, seu ódio era justificado, entretanto não era o seu normal.

As trovoadas, a chuva, a brisa leve entrando por algumas frestas e janelas abertas, tudo isso era ignorado por Tenma, o homem focava 100% de sua atenção na respiração e batimentos cardíacos do Caçador.

Sua mente o ajudaria a se locomover por aquele local, salas fechadas e com muitos objetos às vezes atrapalhavam a movimentação do cego, pois não tinha referência, mas a cada passo que dava prestava atenção nas diferentes vibrações, como o som estava viajando na sala e se algo vinha em sua direção.

- Mesmo depois dos apitos... HAAHAHA Você é bom... pena que... ROAAAAAAAAAAAAAAAAAAAR- O Caçador falava zombando do rapaz e no fim soltava um rugido, tal qual um leão, seu rugido era rouco, alto, confuso e incrivelmente assustador, mas o feroz rugido do Caçador só confundia Tenma um pouco e também confirmava a localização do ser.

Sua velocidade aumentava assim que o Caçador começara a falar. Com maestria Tenma utilizava dois movimentos rápidos, o primeiro fora bloqueado pela besta que o Caçador carregava, era possível ouvir a madeira se partindo e ao mesmo tempo um disparo. Tal disparo cortava parte da bochecha direita e passava ao lado de sua orelha rasgando a parte superior.

Tenma não era abalado por isso, seu corpo só foi jogado alguns centímetros para trás com o bloqueio do Caçador, então ao desferir a segunda parte de seu golpe conseguia sentir a carne sendo rasgada. Seu corte não era tão profundo, mas era uma linha contínua que fazia o Caçador soltar um pequeno grunhido de dor.

Assim que Tenma entrava em guarda novamente o Caçador preparava-se para rugir novamente, por impulso e seguindo o som do rugido Tenma desferia um corte no rosto da criatura, entretanto deixava sua guarda baixa na barriga e acabara sentido 5 garras enormes o perfurando bem no centro do estômago, a perfuração não foi profunda o suficiente para acertar algum órgão devido ao rápido reflexo de Tenma que ao sentir a perfuração trouxe sua espada para baixo e tentou cortar o Caçador.

Ambos saltavam para trás saindo de perto um do outro, Tenma tinha um ferido superficial em seu rosto e um sangramento mais perigoso em sua barriga, já o caçador tinha dois cortes perigosos em seu rosto e barriga, Tenma conseguia ouvir o sangue pingando no chão, tanto o seu quanto o do Caçador e percebia a criatura começar a andar em círculos ao seu redor em alta velocidade.

- cui...da...do... ele... ele.... ele....- Ran proferia algumas palavras, mas seu trauma era mais forte do que ele, mantinha-se imóvel sob o corpo de Haori, não tinha nem mesmo a capacidade de tratar sua tentente, o homem estava em choque profundo.

- Eu vou terminar de arrancar suar tripas no próximo ataque, ceguinho. O ser aumentava sua velocidade.



Histórico
Spoiler:
 




____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
K1NG
Soldado
Soldado
K1NG

Créditos : 15
Warn : A Ascensão da Justiça! - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 30/04/2020

A Ascensão da Justiça! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: A Ascensão da Justiça!   A Ascensão da Justiça! - Página 2 EmptySeg 28 Dez 2020, 17:28




A Ascensão da Justiça!

O Caçador



O sangue que pingava da espada parecia ter um peso, ou sentimento, diferente de tudo o que já cortou. Tenma via nas plantas a vida que muitos seres desprezavam. O caçador? Era só mais um miserável sem direito ao que ele ousava tirar. O cego não aceitava isso de forma alguma e seu próximo movimento, assim como sua postura, justificavam a forma com que ele reagia às respostas indecentes e sem caráter. – Uma casca vazia. – Sussurrava.

O samurai erguia novamente a lâmina. Os ouvidos atentos a sua volta, tentando se concentrar nos passos que lhe envolviam. A respiração, o manejar da arma, o rugido, as falas, articulações e transposições de posição. Literalmente tudo era seu foco quando relacionado ao caçador. O alvo era fatal, o movimento seria perfeito, a arma daria fim a vida do verme infeliz que ousou cruzar seu caminho. – As plantas trazem paz para os que não encontram alegria na vida... simplória é a existência dos que nunca puderam aproveitar. – Proferia, ele se posicionava de forma diferente desta vez. As frases, que pelo menos para ele, eram pesadas e sentimentais. Era uma forma profunda de tentar expressar o que sentia sem nunca ter tido este tipo de relacionamento com outras pessoas.

A lâmina desceria lentamente, diagonalmente, para o chão e em seguida, em um giro ágil e pesado, interromperia o movimento do caçador no exato momento em que ele estivesse se movendo à sua frente. Era como erguer um muro de ferro e aço frente ao corpo veloz e dificultando sua passagem. Estaria na altura do pescoço do ser animalesco, visto pelo inumano rugido, e teria um foco na jugular. Ambas as mãos segurariam a lâmina, além de forçar contra o corpo, ainda vivo, do ser.

Seu ataque tinha a intenção clara de ser fatal. A lâmina teria peso e força, interceptando a passagem do caçador. A postura teria características únicas como a forma com que o tronco e as pernas trabalhavam juntos para adquirir velocidade e impulso, além dos braços eretos e enrijecidos para não sofrerem nenhum tipo de “retruca” do impacto.

Sabia que poderia ser um alvo fácil naquela posição, então trataria de usar de sua facilidade em acelerar o corpo e bloquearia onde quer que fosse atacado, ainda tendo uma peculiaridade de sempre utilizar de força bruta, ainda no bloqueio, para fazer com que o oponente perdesse equilíbrio ou pelo menos o manejo de sua arma.

- Nunca mais ouse entrar no caminho da marinha! – Bradou com firmeza em sua voz. Os olhos do marinheiro estariam lacrimejando. Talvez por pura ação involuntária ele estivesse chorando a morte de uma importante e valiosíssima companheira de sua equipe e, consequentemente, de sua jornada.

A lágrima que descia tinha peso, volume e valor de algo muito importante. Era algo inconcebível, porém ainda mais era algo indescritível. – À morte... – Sussurrava em privado, como que tentando encontrar uma base para receber e, ainda que praticamente impossível, aceitar aquele fato.

Cada vez que se lembrava disso o fio de ferro em suas mãos se tornava mais pesado e letal. Era como se a tristeza afiasse sua arma se tornando um utensílio de matança e chacina. Ele segurava o cabo da espada com mais força, vontade e até mesmo com mais espírito. Via, mais claramente, um motivo para vestir aquela farda e proteger os que não poderiam fazer por si só.




Histórico:
 

Objetivos:
 

⚓

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Podem cortar todas as flores, mas não podem deter a primavera.
Voltar ao Topo Ir em baixo
CaraxDD
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
CaraxDD

Créditos : 12
Warn : A Ascensão da Justiça! - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 03/02/2011

A Ascensão da Justiça! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: A Ascensão da Justiça!   A Ascensão da Justiça! - Página 2 EmptySeg 28 Dez 2020, 19:11



A ascensão da Justiça

O caçador pt1





Os passos ao seu redor lhe davam uma sensação de urgência, a criatura o esperava para lhe tirar a vida da mesma forma que fez com Haori. Tenma não lutava mais por si só, suas intenções eram boas, entretanto o conflito interno era desconcertante. Devia cumprir seu dever como marinheiro e acabar com aquele que ameaçava a paz.

O Caçador percebia a movimentação do homem, sabia que logo seria atacado de alguma forma, retirava de sua aljava algumas flechas e as lançava em direção a Tenma. Sua força no braço não era nada comparada ao estourar de uma besta, mas foi o suficiente para que Tenma utilizasse sua espada para se proteger e deixasse uma pequena abertura.

O esguio caçador movia-se na direção das costelas do lado esquerdo de Tenma, entretanto, como o homem havia se defendido com pura força bruta, para ele voltar a sua base original e dilacerar o corpo do do Caçador foi um trabalho "simples". Sua lâmina atravessava a criatura do abdômen até seu peito. Tenma conseguia ouvir um grito feral, as palavras humanas que eram ditas anteriormente já não estavam mais no vocabulário do ser. Apenas grunhidos como os de um animal preso em uma gaiola. Os grunhidos aumentavam, nada era entendível, apenas sua fúria. Aquilo era o mais puro instinto animal, já não respondia mais como um humano, não tinha lógica nas suas ações e só tentava se desvencilhar da fria lâmina de Tenma. Movia seus braços incansavelmente até que finalmente conseguia dar um arranhão com três de suas garras no lado direito do peito de Tenma rasgando sua roupa e pele consecutivamente.

O golpe faria com que o homem se afastasse instintivamente, levando assim o Caçador ao óbito. A criatura não fazia ideia de que a lâmina alojada em seu corpo era a única coisa que o mantinha vivo. Tenma ouviria o corpo bater no chão e o pobre animal se arrastando ainda tentando buscar forças para eliminar seu adversário, mesmo já basicamente morto o Caçador não desistia, entretanto era um esforço completamente inútil. Ali estava ele, morto, assim como fez com outras vítimas, não havia dó, misericórdia e nem mesmo o sentimento de culpa.

Ao dar suas condolências Tenma iria finalmente sentir seu corpo pedindo por ajuda, o último ataque do Caçador foi o que lhe causou mais dano. A besta atacando como um animal sem prezar pela própria segurança trouxe três enormes cortes do peito até o abdômen de Tenma.

Ouvia atrás dele alguém engolir a seco, lágrimas iam ao chão, Ran hiperventilava, sua saúde mental finalmente atingia sua saúde física, o homem vomitava entre berros de dor e de tristeza.- aca... aca... aca... aaaaaaaaaaaa..... aca bou.... ele... Haori... HAORI HAORI HAORI HAORI HAORI- Balançava o corpo da jovem mulher tentando fazer com que ela voltasse a vida, seu desespero antes era tanto que não percebera que ela ainda tinha um pouco de pulso. Era fraco mas estava ali. - ajuda ajuda ajuda ajuda ajuda ajuda ajuda ajuda ajuda ajuda- O homem não tinha mais forças para nada, seu trauma lhe causou uma quebra total de espírito, nem mesmo a esperança de sua colega estar viva lhe fazia voltar à si.

- a velha a velha a velha... mushi... mushi... liga. salva... a velha.... liga.... haori haori haori haori haori haori- O homem estava beirando à insanidade, dizia algumas palavras, mas não conseguia direcionar ordens ou informações, apenas seu desespero.



Histórico
Spoiler:
 




____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
K1NG
Soldado
Soldado
K1NG

Créditos : 15
Warn : A Ascensão da Justiça! - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 30/04/2020

A Ascensão da Justiça! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: A Ascensão da Justiça!   A Ascensão da Justiça! - Página 2 EmptySeg 28 Dez 2020, 19:38




A Ascensão da Justiça!

O Caçador



- Fim. – A luta chegava ao seu ápice, assim como chegava ao seu fim. O caçador caía morto no chão e a lâmina do marinheiro fora a última coisa que sentiu. Tenma suspirava, não por alívio, mas sim por tristeza. As lágrimas desciam cada vez mais, elas atrapalhavam sua respiração e também lhe faltava ar entre suspiros. – Senhorita Haori. – O marinheiro largava a espada, simplesmente soltando-a, e caminhava na direção da sua colega de trabalho.

O brutamontes desconcertado, ferido e sangrando se ajoelhava frente a mulher. Usaria de seus conhecimentos básicos, até mesmo os mais avançados, até onde a memória o guiava entre os estudos medicinais e de primeiros socorros. Primeiramente tentaria encontrar algum sinal em suas pulsações arteriais. Caso notasse, por mínimo que fosse, gritaria aos berros. – Preciso de equipamentos de primeiros socorros! – A voz, chorosa e dolorida, sairia do fundo da garganta com força. Tentaria reconfortar a mulher por posicionar seu corpo de maneira adequada, com o tronco reto e a cabeça levemente inclinada para cima. Deixaria o pescoço intocável assim como as regiões onde sentisse que havia ferimentos, o que certamente haveria. – Senhor Ran, me ajude a encontrar equipamentos médicos. – Disse, nem percebendo que estaria dando ordens ao seu superior. – Eu vou tentar salvá-la, por favor me ajude! – Completaria.

Caso conseguisse fazer com que a senhorita Haori reagisse aos primeiros socorros, Tenma encontraria alguma forma de fazê-la respirar mais claramente, com facilidade, talvez, e então o faria. Trataria de suas feridas o mais rápido possível, até mesmo rasgaria de sua roupa para realizar os procedimentos de pressão arterial e bloquear a saída de sangue. Faria o máximo do restante de suas energias físicas e mentais para não deixar com que a marinheira pereça para o vil Caçador.

Em caso negativo, o que seria triste e doído, Tenma abraçaria o Ran. Sentia sua dor em perder mais um companheiro para o Caçador e prestaria suas condolências de forma terna e amorosa. As lágrimas não deixariam de descer por seu rosto, além de que mesmo com uma insuportável dor da última batalha, sangue escorrendo e os músculos extremamente exaustos, ele estaria presente para fazer o possível para reconfortar seu superior. – Desculpa não ter sido rápido o bastante... – Se desculparia. De fato, Tenma tinha sim um peso considerável na morte da senhorita Haori e isso seria levado por toda a sua vida. – Vamos honrá-la com nosso juramento à justiça. – Sussurraria, principalmente para si, de forma a concretizar a promessa que fez a seu pai e sua família.

A batalha fez com que o corpo do floricultor chegasse praticamente ao seu extremo. As mãos estariam vermelhas de tanto empunhar a lâmina e sua respiração, ofegante e pesada, estaria expressando o quão cansado estava. O suor se misturaria com o sangue, além de que seus músculos quase não responderiam aos comandos. Era difícil lidar com aquilo, porém teria de seguir em frente.

Após algum tempo junto do Capitão Ran, Tenma se levantaria, pegaria a senhorita Haori no colo, e levaria para algum quarto. Ao menos limparia suas feridas para dar a ela um enterro digno. – Sinto muito... – Em momento algum deixaria de checar sua pressão arterial. Ainda tinha esperanças de que a marinheira pudesse resistir ao aperto da morte.

As lágrimas desta noite nunca seriam esquecidas. Mais uma vez o coração de Tenma batia forte e, lá no fundo, ele sabia muito bem de que estava fazendo a escolha certa em jurar amor a justiça. Novamente, talvez minutos ou horas após a batalha, as lágrimas voltariam a descer. Esperava estar sozinho quando isso ocorresse. – Eu preciso ficar mais forte... eu não posso deixar que mais pessoas morram por minha culpa. – Sua cabeça doía e ele sentia um imenso aperto no coração.




Histórico:
 

Objetivos:
 

⚓

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Podem cortar todas as flores, mas não podem deter a primavera.
Voltar ao Topo Ir em baixo
CaraxDD
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
CaraxDD

Créditos : 12
Warn : A Ascensão da Justiça! - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 03/02/2011

A Ascensão da Justiça! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: A Ascensão da Justiça!   A Ascensão da Justiça! - Página 2 EmptyTer 29 Dez 2020, 00:50



A ascensão da Justiça

O caçador pt1





Uma vitória sem glória, sem aplausos, sem sorrisos... Nem ao menos parecia trazer algum tipo de paz para o vencedor. A dor que o Caçador causou foi muito mais do que a física, ninguém naquele lounge ensanguentado parecia satisfeito com o resultado.

Tenma ajoelhava-se ao lado do corpo de sua colega que a cada segundo estava mais perto da morte. Do outro lado do corpo estaria Ran, imóvel, ainda proferindo as mesmas palavras repetidamente. A quantidade de sangue no local era assustadora, Tenma tinha o privilégio de não conseguir ver nada naquele momento.

Ao tocar o corpo da tenente Tenma percebia perfurações assim como as em seu corpo, o Caçador havia brincado com sua presa, ao invés de utilizar sua besta e flechas o ser utilizou suas próprias garras. Ao tocar o rosto da mulher sentia-o intacto, apenas sangue escorrendo pela sua boca, isso devido às hemorragias que teve. Ambos braços quebrados, suas longas pernas tinham três flechas alojadas em cada joelho, a mulher estava em um estado deplorável, sua vida estava sendo segurada por um fio, um pequeno fio de esperança.

Assim que Tenma começava a tratar sua superior, Ran segurava suas mãos e o empurrava, não era agressivo, ainda estava trêmulo, talvez nem estivesse consciente do que acabara de fazer. Um breve momento de sanidade vinha até sua mente. - Seu sangue... não toque nela com o seu sangue.- Sua cabeça balançava na negativa e o homem voltava a falar frases ininteligíveis, apenas se batendo e soando confuso.

Assim que Tenma gritou por primeiros socorros, pode ouvir no andar de cima uma porta se abrir e passos pesados irem correndo naquela direção. Os corações de todos congelariam por instantes, seria esse mais um inimigo?

Os passos finalmente chegaram até a porta à esquerda de Tenma, a voz do gigante anterior era ouvida. - Os caras já foram?????   Jango, o gigante soava assustado.- Essa merda de leão é o caçador??? O que um mink tá fazendo aqui??????? -Jango soava confuso e nervoso, mas não parava para dar atenção a dupla, se dirigia para o lado de fora, Tenma sentiria a chuva entrar no local pela porta da frente, aquela água gelada era um contraste fortíssimo ao sangue quente que tomava conta da sala.

- Marinheiro-san, suas intenções são boas, mas mantenha-se deitado e longe da garota, você já fez o bastante. Descanse.- A voz da velha era confortante, ela passava certeza, algo que Tenma e Ran já não tinham mais sobre nada, só sentiam medo, cansaço, tristeza e dor. - Sou uma velha amiga dos mares, sei que vou conseguir fazer algo por sua amiga, mas eu preciso que você fique na sua por agora. Tome, trate seus ferimentos um pouco e depois tome isso. Vai te ajudar a dormir, assim que eu terminar com ela eu vou para você. Jango foi procurar por ajuda, nosso Den Den Mushi desapareceu, deve ter sido um dos capangas dessa criatura.- Mesmo na situação crítica que se encontravam a velha conseguia manter a calma, falava enquanto começava a tocar na garota e fazer o tratamento, tentava parar o sangramento principal, uma das garras que havia atravessado o peito da garota deixando alguns órgãos expostos.

Enquanto falava a velha jogou parte de seu kit para Tenma com ataduras, itens necessários para fazer pontos e o mais importante, uma pequena pílula que iria fazer com que o homem dormisse.




Histórico
Spoiler:
 




____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
K1NG
Soldado
Soldado
K1NG

Créditos : 15
Warn : A Ascensão da Justiça! - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 30/04/2020

A Ascensão da Justiça! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: A Ascensão da Justiça!   A Ascensão da Justiça! - Página 2 EmptyTer 29 Dez 2020, 15:01




A Ascensão da Justiça!

Pétala



A batalha lhe trazia um peso, porém ter a ajuda daquela senhora, bem misteriosa por sinal, era algo que lhe trazia certo alívio. É óbvio que o marinheiro queria estar ajudando-a a tratar da senhorita Haori, porém sabia que sua situação também era crítica. As feridas abertas e a exaustão deixavam seu corpo pesado e praticamente morto. – Huh... certo... – Concordou, sem nem entender muito bem. Aceitou os medicamentos e os itens médicos e se retirou de volta ao seu quarto.

Primeiramente tiraria a farda, que estaria impregnada do cheiro do Caçador e de seu sangue. Ele sentia nojo e foi a primeira coisa que fez quando entrou no banheiro. Em seguida tratou de se lavar muito bem. Um banho demorado e, em certos aspectos, filosófico, afinal os temas da culpa e da fraqueza não saíam de sua mente. Até mesmo vislumbres do passado, tais quais a promessa que fez a seu pai e também a sua função quando à sociedade, lhe faziam companhia na solidão. À noite, esperava ele, poderia ser um pouco mais longe neste dia triste e obscuro.

Após o banho, muito bem tomado, diga-se de nota, trataria de seus ferimentos. A água já fez um excelente trabalho em lavar os machucados e as cicatrizes ainda abertas. Ele também tentaria suprir a dor, não gritando, quando fosse enfaixar as feridas e aplicar os medicamentos antibióticos e anti inflamatórios. Após isso, por último, pegaria um copo generoso com água e tomaria enfim a pílula que lhe foi oferecida para que tivesse uma noite de sono. Esperava que de fato ela tivesse tal papel, afinal ele relutava em dormir visto que sua cabeça trabalhava como mil operários.

O sono viria, em algum momento, e Tenma estaria o aguardando para reconfortar ante a tantos pensamentos negativos e prejudiciais. – Por favor... me perdoe... – Mais uma lágrima descia, era solitária e triste, talvez a mais profunda, e esta descia lentamente como que se deleitando do pior estado emocional que o militar sentiu em anos.

INÍCIO DO SONHO

- Mamãe, eu posso te ajudar? – Uma criança, que quando caminhava esbarrava nas coisas, se aproximava de uma linda mulher. – O papai disse que eu não tenho idade pra trabalhar com ele, então eu quis vir te ajudar! – Sorriu inocentemente.

A mulher se abaixava, fazia um carinho na cabeça da criança cega, e em seguida, segurando sua mãozinha, lhe entregava uma flor. Ela fechava a mão da criança e em seguida dava um beijo nos dedinhos de Tenma. – Esta flor está machucada, meu filho. – Disse. – Assim como todas as vidas trate as flores com amor e carinho! – Proferiu. O sorriso simples não saía de seu rosto.

A criança não entendia muito bem oque ela queria dizer com aquilo, mas... era algo que lhe fazia pensar bastante. Ele suspirava para dizer alguma coisa, porém repensava no que diria e escolhia o silêncio, que realmente foi a melhor resposta.

FIM DO SONHO

Acordar traria seus alívios e seus problemas. – Mais um dia... pelo menos estou vivo. – Disse, ainda desmotivado. Suas mãos se abriam frente ao rosto e, mesmo sem enxergar, sabia que elas tiveram um trabalho importante na última noite. Colocaria o pé para fora da cama e daria os primeiros passos na direção da porta. Buscaria alguma veste, mesmo uma antiga de algum outro hóspede que havia esquecido no quarto da estalagem, e vestiria.

Desceria as escadas e procuraria pelo Senhor Ran. Caso visse o gigante ou a senhora também os cumprimentaria com um grato sorriso. – Obrigado por nos ajudar! – Diria. – Como está a senhorita Haori? – Seria a primeira pergunta.




Histórico:
 

Objetivos:
 

⚓

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Podem cortar todas as flores, mas não podem deter a primavera.


Última edição por K1NG em Ter 29 Dez 2020, 21:32, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




A Ascensão da Justiça! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: A Ascensão da Justiça!   A Ascensão da Justiça! - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A Ascensão da Justiça!
Voltar ao Topo 
Página 2 de 4Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Dawn Island-
Ir para: