One Piece RPG
Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» The Hero Rises!
Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp Emptypor Achiles Hoje à(s) 12:10

» Nova Ficha - Regina "Gina" Drake
Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp Emptypor Gina Hoje à(s) 09:51

» Art. 4 - Rejected by the heavens
Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp Emptypor Ryoma Hoje à(s) 06:47

» Que tal um truque de mágica?
Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 03:17

» O catálogo continua, Baterilla a cidade da beleza
Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp Emptypor maximo12 Hoje à(s) 00:00

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp Emptypor Licia Ontem à(s) 23:32

» Seasons: Road to New World
Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp Emptypor Volker Ontem à(s) 22:37

» Vol 1 - The Soul's Desires
Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp Emptypor Arthur Infamus Ontem à(s) 22:08

» VIII - The Unforgiven
Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 22:00

» The One Above All - Ato 2
Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp Emptypor CrowKuro Ontem à(s) 20:53

» Cortes e Tiros, resgate na ilha das aranhas!
Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp Emptypor Achiles Ontem à(s) 20:49

» Bakemonogatari
Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp Emptypor Milabbh Ontem à(s) 20:39

» Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!
Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 20:25

» Ato 157: Se eu quisesse tua opinião, Eu tirava na Porrada
Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp Emptypor Dante Ontem à(s) 19:52

» [MINI-DoflamingoPDC] A pantera negra da ilha montanhosa
Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp Emptypor Makei Ontem à(s) 19:43

» [Mini - Nice] A espada que dorme.
Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp Emptypor Ryoma Ontem à(s) 19:35

» [M.E.P] Nice
Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp Emptypor Ryoma Ontem à(s) 19:34

» [Mini] Albafica Mino
Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp Emptypor Makei Ontem à(s) 19:16

» [M.E.P] Albafica
Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp Emptypor Makei Ontem à(s) 19:15

» A primeira conquista
Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp Emptypor Rangi Ontem à(s) 18:19



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp

Ir em baixo 
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 65
Warn : Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp Empty
MensagemAssunto: Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp   Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp EmptyDom 22 Nov 2020, 17:01

Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Cory Atom. A qual não possui narrador definido.


Equipe One Piece RPG

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kiomaro
Narrador
Narrador
Kiomaro

Créditos : 7
Warn : Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp 10010
Masculino Data de inscrição : 25/02/2015
Idade : 21
Localização : brasilia

Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp Empty
MensagemAssunto: Re: Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp   Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp EmptySeg 23 Nov 2020, 17:59




Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

err… que lugar é esse?




O torneio de ladrões a bordo daquele navio cheio de nobres havia me proporcionado grandes experiências, e com experiência eu não quero dizer algo como um treino daqueles que eu realizava religiosamente quando ainda não estava pronto para desbravar o mundo sozinho. Uma experiência verdadeira é um pouco diferente disto. O sangue que eu derramei e os roubos que realizei me convenciam que agora eu havia dado um verdadeira passo a frente de realizar minha maior ambição, um primeiro e longo passo eu diria, mas também me convencia de que estava longe demais e isso de alguma forma me enchia de energia. "Será que existem mais pessoas fortes como Cowboyboy? Ou idiotas como aquele tenente Curry Atom? Se existem eu quero encontrá-los e fazer que se lembrem para sempre da face do ladrão que tirou tudo deles…"

Não, eu não me sentia mais o mesmo garoto ingênuo de Toroa Island, muito o Cory sem sobrenome de Yakira Town, eu sentia que algo grandioso a muito tempo adormecido estava despertando dentro de mim e sentia também que aquele aquela ilha que eu podia ver no horizonte, que não emanava nenhum cheiro de rosas como em Toroa, me traria um novo vislumbre do que seria esse novo poder.

"Calma Cory, não é hora de ficar prepotente…".
Minha consciência, sempre sabiá, me alertava dos perigos daquele orgulho desmedido, já havia visto ladrões orgulhosos que foram degolados, como o pobre Jerry…. "Ele achou mesmo que iria conseguir fugir segurando um saco com 30 milhões de berris?", Eu com toda certeza não cairia no mesmo destino desses ladrões descuidados, mas com toda certeza também não abriria mão do meu orgulho, afinal onde já se viu um rei com medo de vestir a própria coroa?

Já distante dos meus devaneios eu daria uma boa olhada para Pietra Profiacce, minha nova companheira, embora eu ainda não soubesse qual seria a extensão da sua lealdade a mim era fato que estávamos juntos por no mínimo interesse mútuo…

Ao saltar daquele navio em movimento eu não fazia ideia se cairia no mar ou na encosta da ilha, não havia tido nem tempo de olhar para baixo após todas aquelas explosões. Se caísse na água minha única preocupação seria sair de lá mais rápido possível mexendo o braço e as pernas o mais rápido que eu conseguisse para não me afogar até chegar a encosta da ilhaenquanto reclamaria com Pietra:  -Que ideia foi essa de se jogar na água em??? Eu nem sei nadar direito! -. Mas se aterrissassemos em terra firme eu usaria das minha habilidades acrobática para minimizar os danos provenientes da queda, para no mínimo não cair de cara no chão e então limparia a poeira, caso houvesse alguma presa no meu corpo, após a queda batendo como se espantasse alguns insetos e então olhando para Pietra com um sorriso ingênuo diria: -É isso que eu chamo de entrada triunfal! Por favor, me diz que não deixou o tesouro lá no navio…- mudaria para um expressão de medo ao pensar em perder toda aquela fortuna, se estivesse com ela eu apenas comemoraria baixinho com sincera felicidade dizendo. -ufa…-

De uma forma ou de outra quando estivessemos em terra firma eu analisaria bem a paisagem, não que isso fosse adiantar de alguma coisa pois eu não fazia ideia de onde estávamos, logo em seguida já perguntaria para Pietra com a cara mais lavada do mundo e um sorriso torto de vergonha por me sentir totalmente perdido: -Então… Onde é que a gente tá?-

caso ela me respondesse eu viraria o rosto e responderia rapidamente independe da ilha que ela dissesse que estávamos: -aaah é claro! Eu já sabia disso, vim pra cá várias vezes quando era criança… Eu acho…- era verdade que havia viajado muito pelo blues junto com Kouha, mas ele nunca me disse nada sobre as ilhas, ele dizia que "estragaria a surpresa'', maldito Kouha….

Se ela não soubesse qual era a ilha eu faria uma expressão de desapontado, não com ela mas com a situação como um todo e diria: -É… então a gente vai ter que sair perguntando, simbora!- e daria um ou dois passos em direção ao centro da ilha, até perceber que isso poderia ser uma péssima ideia e então virar para Pietra dizendo: -Ah pera! A gente é procurado pela máfia né? Acho que não é muito inteligente sair perguntando assim pra todo mundo…-.

Tendo sanado minha dúvida quanto a ilha ou não eu e Pietra tínhamos alguns problema em nossas mãos e eu discutiria com ela o quanto antes sobre nossa situação falando com ela em tom um pouco menos descontraído e mais direto ao ponto: -Ok agora falando sério,… Temos dois grandes problemas. Primeiro e mais óbvio, a máfia nos quer mortos, isso significa que o simples fato de andar por ai pode ser arriscado e isso nos leva ao segundo problema, não podíamos sair dessa ilha a qualquer momento pois não temos um maldito barco…-

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
então levaria a mão ao peito e apresentaria a solução. -Mas não se preocupe, pois eu Cory Atom tenho a solução….- deixaria o suspense no ar por um segundo e abriria um sorriso largo de animação com a minha própria ideia.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

-Vamos roubar um barco!!
- Diria com muita alegria olhando-a no fundo dos olhos não deixando sombra de dúvidas que estava falando sério. Independente dela achar um absurdo ou não eu continuaria apresentando a ideia como algo simplesmente genial: -Pensa comigo, um barco bem grandão, com uma cozinha e vários canhões! E também aquele negócio no meio lá que serve pra virar o barco… Qual o nome mesmo? Timbão? Ah sim e o mais importante! Uma sala com armas!!! Não parece incrível! Em, em??- minha animação nesse ponto já seria incontrolável,  olharia para o céu rindo e imaginando o lindo barco que eu e ela iríamos roubar. -A questão é… Onde que a gente pode encontrar um barco legal? Alguma ideia navegadora?- olharia curioso para ela, como se ela pudesse me dar todas as respostas.

Historico:
 




____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Oni
Pirata
Pirata
Oni

Créditos : 16
Warn : Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp 10010
Masculino Data de inscrição : 19/01/2013
Idade : 23
Localização : Bahia império nagô

Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp Empty
MensagemAssunto: Re: Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp   Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp EmptySeg 23 Nov 2020, 21:13


Narração - Mike Briggs




Cory Atom e Pietra Profiacce mergulhavam no mar fugindo do navio com os tesouros roubados.

Uma confusão de espuma e bolhas os rodeava pontilhando a imensidão azul de asfixia e desespero. O gelo repentino em seus corpos e o peso triplicado dos tesouros roubados eram todo o contato que o tato de ambos possuía com a realidade.

A maré forte empurrou os dois inimigos da máfia com uma força tremenda.... As bolhas surgiam de todas as direções e inclusive de dentro de ambos, e logo ambos perderam até mesmo as direções para as quais as bolhas estavam indo... Já que perderam o conceito de direção em si.

- COF... COF... COF... - Cory podia ouvir Pietra fazendo ao sair da água. O ladrão estava deitado na areia com ondas indo até o meio do seu corpo e usando as energias apenas para respirar e para segurar os tesouros que conseguira. A ex-mafiosa capengava ainda recuperando a respiração e caía de joelhos com as duas mãos no chão, encarando a areia e reavendo a consciência. - Eu calculei que a corrente seria capaz de nos trazer aqui... - Disse a navegadora. - Mas droga, eu sou péssima de cálculo. - Embora fosse bastante séria, parecia estar animada naquele momento, e seu olhar a divertia.

Ambos assistiram o navio sem piloto vagando ao lado de Las Camp, com fumaça escapando dele, nobres saltando do barco e um caos completo.

-Então… Onde é que a gente tá? - Perguntava Cory, ao que Pietra respondia rapidamente de forma quase grosseira: - Las Camp. - Aaah é claro! Eu já sabia disso, vim pra cá várias vezes quando era criança… Eu acho… - Falou isto mesmo sem ter certeza, ao que Pietra apenas piscou os olhos o encarando fixamente, deixando bastante claro que não o levava muito a sério.

- Tanto faz... Vamos assistir um pouco o espetáculo. - A animação dela por estar livre da máfia era evidente. A mafiosa sentou de pernas cruzadas no chão e prosseguiu assistindo os nobres tentando se salvar e a luta da marinha para manter a calma.

Cerca de quarenta minutos se passaram, o suficiente para os dois se secarem sob o sol que fazia, que ia se aproximando do centro do céu.

-Ok agora falando sério,… Temos dois grandes problemas. Primeiro e mais óbvio, a máfia nos quer mortos, isso significa que o simples fato de andar por ai pode ser arriscado e isso nos leva ao segundo problema, não podíamos sair dessa ilha a qualquer momento pois não temos um maldito barco… - Pietra parecia se interessar pelo o que ele dizia. -Mas não se preocupe, pois eu Cory Atom tenho a solução… - Abria um dos olhos mais do que o outro e abaixava a cabeça como se perguntasse ''E essa seria...?'' ao que Cory logo respondia teatralmente. -Vamos roubar um barco!!

Um leve movimento de lábios.

Esta foi toda a reação de alegria que Cory teve da ex-mafiosa, que fazia um olhar determinado e incandescente junto com este movimento de lábios.

-Pensa comigo, um barco bem grandão, com uma cozinha e vários canhões! E também aquele negócio no meio lá que serve pra virar o barco… Qual o nome mesmo? Timbão? Ah sim e o mais importante! Uma sala com armas!!! Não parece incrível! Em, em?? - Ela acompanhava ele com os olhos e se mantinha de braços cruzados. Cory dava diversos passos no entorno dela conforme falava, incapaz de segurar a empolgação. -A questão é… Onde que a gente pode encontrar um barco legal? Alguma ideia navegadora?

Ela piscava de alegria mas mantinha uma expressão impassível com a forma como foi chamada.

- Você faz o plano. Eu faço a fuga. - Ela disse simplesmente e se calou, continuando a encarar o horizonte. Após longos cinco minutos assistindo o caos no navio do Vem Ver Toroa ela voltou a falar. - Mas, bem... Parando pra pensar... Eu tenho algumas informações sobre a ilha. - E então começou a falar sobre as coisas mais importantes da ilha. Como mafiosa e navegadora, Cory pôde perceber que ela sabia bastante sobre todas as ilhas do West Blue, e ele pôde entender a ilha em linhas gerais mesmo sem conhecê-la (leia a descrição da ilha. Tudo o que tá lá vc sabe. - E mais uma coisa... - Ela levantava o dedo. - Aqui é onde vive ''O Hitman''... O mafioso mais inteligente de todo o West Blue... - Seu olhar era sério e carregado de advertênciaa. - ...E irmão mais velho do Cowboyboy.

O navio do Vem Ver Toroa aportava. Já estavam ali havia um bom tempo. O espetáculo havia acabado.

- Você cria o plano. Eu faço a fuga. - Disse e começou a caminhar. Parou. Deixaria que Cory fosse na frente.

Histórico:
 


____________________________________________________

''.....''

- Cindy Vallar  

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

GUAP:
 

Ser Staffer:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kiomaro
Narrador
Narrador
Kiomaro

Créditos : 7
Warn : Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp 10010
Masculino Data de inscrição : 25/02/2015
Idade : 21
Localização : brasilia

Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp Empty
MensagemAssunto: Re: Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp   Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp EmptyTer 24 Nov 2020, 18:27




Sangue e Navalhas! O golpe em Las camp



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Money!


Pietra sem duvida herdou a parte mais insuportável de todos os mafiosos… A inflexibilidade!

Vê-la ouvir meu plano genial sem demonstrar nenhuma reação me deixava sinceramente estarrecido, mas eu não tinha como reclamar de sua companhia, afinal ela me explicou detalhadamente sobre a ilha e assistir aquele show do barco pegando fogo também não foi nada mal….

“Eu faço plano e ela a fuga, parece simples! Ou não…”  Planejar nunca foi um dos meus pontos fortes, ela curiosamente parecia saber bem disso…. -Um plano? Há! Essa vai ser fácil!- Diria para tentando demonstrar controle da situação em quando daria um passo longo à sua frente, embora não soubesse nem como começar direito…  “Mas que merda…. Eu nunca planejei um roubo antes… Não é só chegar e roubar? Droga, acho que vou precisar me esforçar mais que isso se quiser um barco maneiro…” Pensaria ainda mentalizando o fabuloso navio que eu tanto ansiava. Levaria ambas as mãos a cabeça tentando relembrar todas aquelas informações que ela havia me fornecido sobre a ilha para pensar no melhor local para começar:


“Certo Cory… Se você fosse um rico com um barco onde você se esconderia? Se eu não me engano a navegadora inflexivel comentou algo sobre essa cidade estar lotada de nobres, talvez eu deva começar tentar abordar um desses filhos de nobres ingênuos, mas pra isso eu preciso de dinheiro, afinal eles não iriam querer falar com um pé rapado aleatorio, ou seja, antes eu preciso trocar essas jóias e perfume por dinheiro de verdade e então me infiltrar no meio deles! Cory você é um gênio do crime..." Pensaria caminhando lentamente com a navegadora e quando chegassemos a cidade eu ficaria bem mais atento aos detalhes do entorno, me locomovendo de maneira furtiva na qual já era habituado, observando se não havia ninguém suspeito seguindo nossos passos e sinalizando para que a navegadora seguisse meus passos, se observasse qualquer atividade suspeita eu rapidamente tentaria despistar a ameaça ou me misturando as pessoas nas ruas ou passando por entre ruas estreitas e bifurcadas até que chegassemos a sede do banco mundial, onde tentaria negociar um bom preço pelas jóias e o perfume caro. O governo não era uma ameaça para mim, portanto não hesitaria em entrar pela porta da frente como um cliente do banco qualquer e me dirigir até o local onde supostamente se faziam esse tipo de transação para dizer a pessoa encarregada das negociações  do local: -Olá, meu nome é Cory Atom e estou aqui para negociar um bom preço por essas jóias e esse perfume, o que acha de fecharmos tudo por 20 milhões em?- O encararia com um olhar afiado, testando seus conhecimentos sobre a mercadoria. Eu não aceitaria um valor menor que 15 milhões por aquelas mercadorias, para qualquer oferta menor que 15 eu fecharia o semblante e diria: -O que? Você acha que eu sou um amador? isso claramente vale mais de 15 milhões de berris! 17 milhões é minha oferta final....- Caso me oferecessem um valor de 17 milhões ou mais eu aceitaria dizendo: -Tsc, ainda acho que vale mais…. Mas tudo bem, negócio fechado! Pode abrir uma conta pra mim e depositar 12 milhões, o resto eu vou levar…. Ah! Mais uma coisa- Pegaria do bolso o papel com aquela conta do banco mundial do bolso e mostraria para o negociador e diria por pura curiosidade: -Você sabe me dizer de quem é essa conta?- Aguardaria e independente da resposta agradecia com a cabeça e deixaria o local, indo em direção a porta e assim que deixasse o banco começaria a sacudir Pietra comemorando a negociação, caso saíssemos com uma boa quantia: -aeho! Você viu quanto dinheiro? Daria até pra comprar um barco a vista! Mas roubar é mais divertido… Enfim, agora que temos dinheiro está na hora de nós misturarmos aos nobres e conseguir alguns contatos, pode vir comigo, acho que sei um lugar legal pra começar a procurar…- tomaria a frente novamente e olharia ao redor buscando a lanchonete plasma que a navegadora havia mencionado, afinal se havia um lugar onde pessoas de todas as castas sociais se reuniam para conversar séria lá, se eu desse sorte talvez encontrasse um grupo ou dois de nobres gastando suas fortunas com bebidas, ou se desse azar um mafioso mal encarado que reconheceria meu rosto, porém não estava nem um pouco preocupado com aquilo por enquanto, a menos que desse de cara com o tal "hitman" que a Pietra comentou, esse cara sim me dava medo….

Uma vez chegando na tal lanchonete eu me encostaria em um canto vazio e sacaria o livro criptografado do bolso, numa tentativa inútil de tentar entender alguma coisa, enquanto olharia o entorno procurando pessoas bem vestidas como nobres para tentar abordar futuramente.


Histórico:
 



____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Oni
Pirata
Pirata
Oni

Créditos : 16
Warn : Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp 10010
Masculino Data de inscrição : 19/01/2013
Idade : 23
Localização : Bahia império nagô

Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp Empty
MensagemAssunto: Re: Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp   Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp EmptyTer 24 Nov 2020, 21:24


Narração - Mike Briggs



Cory conseguia trocar o perfume e as joias por apenas 17 milhões de Berries. Saber que doze milhões dos dezessete ficariam no banco já eram incentivo o suficiente para que a atendente do banco se convencesse a fazer a troca...

Já estava se afastando quando Cory a perguntou sobre de quem era a conta.

- Esta conta... Bem... Nós não somos permitidos a dizer quem é dono de conta alguma. - Ela começaria. - Mas a pessoa que a possui deixou uma mensagem para quem perguntasse... - A moça puxava um papel do bolso e pigarreava para limpar a voz e dizia bastante constrangida enquanto lia o papel. - ''Para o idiota que conquistar este prêmio... Bem... Se tiver mais sorte em algum roubo e quiser deixar um presente pra mim... Esta é minha caixa postal.''

Pietra gargalhou de uma forma bastante inesperada... A ex-mafiosa sempre séria chegou a colocar a mão na barriga de dor e a secar lágrimas tamanha foi a surpresa com a forma como o Organizador havia conseguido criar expectativa em torno daquele ''prêmio'' idiota. A bem da verdade, a forma como ela ria chegava a ser assustadora... Era como se tivessem roubado risos dela.

Ao sair do banco, Cory até mesmo sentiu um arrepio.

Uma sensação estranha de estar sendo observado o perseguia...

Chegaram à Plasma Plus e começaram a assistir à movimentação.

As notícias sobre o assalto do navio já haviam se espalhado na ilha graças aos nobres. Parecia que toda a marinha da ilha estava atenta para uma tal de Kary Atom, assistente de show de mágica, que diziam ter participado de uma forma bastante suspeita dos acontecimentos do navio. Também falavam sobre uma explosão misteriosa e sobre a forma como acabaram descobrindo que um ladrão misterioso havia roubado todos os nobres que estavam viajando ao mesmo tempo, por mais que todos morassem em casas diferentes e muito distantes...

Cory seguia sentindo-se observado.

Pela forma como os olhos de Pietra iam de um lado para o outro e pela maneira como seus braços estavam cruzados - uma linguagem corporal de alguém na defensiva - ela parecia também ter essa impressão.

- Você sabia, Cory... - Ela começava a dizer. - A forma do Hitman de agir é bem parecida com a do cowboyboy.. Embora ele utilize muito mais o raciocínio do que a visão... - Olhava para os dois lados de novo. - Ele prevê pela lógica aonde suas vítimas estarão... E se antecipa frente a eles... Assim como um jogador de xadrez... E apenas ataca quando a vítima já não tem como fugir...

Uma mão encostava no ombro de Cory Atom.

- Cory Atom... - Dizia.

O ladrão se virava e encarava um homem com o pescoço suturado e várias partes do corpo costuradas, inclusive as roupas.

- Quanto tempo... - Tinha um tom de voz meio devagar, como se fosse alguma espécie de idiota. - Lembra de mim? Eu sou o Jerry... Eai, quer um plaaaano... de roubo?

Jerry:
 

Histórico:
 


____________________________________________________

''.....''

- Cindy Vallar  

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

GUAP:
 

Ser Staffer:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kiomaro
Narrador
Narrador
Kiomaro

Créditos : 7
Warn : Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp 10010
Masculino Data de inscrição : 25/02/2015
Idade : 21
Localização : brasilia

Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp Empty
MensagemAssunto: Re: Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp   Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp EmptyQua 25 Nov 2020, 18:00




Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Jerry, o doido


Ao receber a mensagem da atendente do balcão eu me senti como se ainda estivesse dentro do jogo daquele navio, de forma que mesmo com meu incrível senso de humor não conseguia achar graça alguma da situação. -Não tem graça Pietra!- Reclamava com a navegadora que parecia se divertir com a minha desgraça, sem perceber acabei por soltar uma leve risada da situação após reclamar com ela. “É… Talvez seja um pouco engraçado mesmo… Mas ainda assim o maldito que fez essa pegadinha me paga!”

Passei o caminho todo até a lanchonete pensando naquela mensagem, seria essa mensagem um enigma para um roubo maior? Se fosse certamente a resposta estaria naquele diário de bordo que eu não conseguia ler de forma algum. “Ok, agora é pessoal…. Tenho que desvendar o enigma deste diário o quanto antes!” Pensava enquanto andava cabisbaixo um tanto envergonhado e é quando sinto a estranha sensação de estar sendo seguido, não chego a desviar o caminho visto que já estávamos muito perto da tal lanchonete, mas aquilo me trazia um desconforto estranho….

Ao chegar na lanchonete e receber aquela advertência de Pietra eu fico um tanto quanto amedrontado, embora não fosse do meu feitio ficar dessa maneira aquela navegadora sabia como deixar as pessoas desconfortáveis…. Como uma forma de descontrair aquele clima pesado resolvi me divertir com a situação a provocando um pouco: -Credo Pietra…. Você e sua familia de mafiosos são sempre assim tão bitolados?- Digo dando um toque em sua testa e dando de ombros como se tudo estivesse bem. -A gente ta de boa ok? Além do mais eu já venci aquele otário do Cowboyboy, o irmão dele vai ser tão facil quanto ele…-

E nesse momento sinto um leve toque no meu ombro que faz meu corpo agir involuntariamente num salto de susto e me agarro a Pietra para me socorrer: -SOCORRO PIETRA É O HITMAN!!!- olho para cima já temendo o rosto daquele caçador demoníaco e para minha surpresa me deparo com o de um velho amigo…. Ou algo perto disso.

Jerry….

“Ah… O que dizer do Jerry, ele é o que costumávamos chamar de…. Doido incorrigível! Meu pai por algum motivo adorava a companhia dele e o chamava de “gênio incompreendido”, embora ele sempre nos botasse em situações difíceis. Seus planos megalomaníacos quase levaram a ruína de todo mundo do barco de Kouha diversas vezes, lembra da história dos 30 milhões? Pois é…. Desde então todo mundo achou que ele tinha sido preso e condenado à morte pela marinha, mas conhecendo o sujeito isso deve ter sido mais algum dos seus planos maluco, será que ele conseguiu ficar com os 30 milhões? E como diabos ele fugiu da marinha? Por que ele tem um prego atravessado na cabeça? Jerry é um sujeito de muitos porquês….”

-Jerry seu psicopata quer me matar do coração!!!- Gritaria com ele e sacaria a faca balançando em sua frente para mostrar que estava armado caso ele tentasse outra dessas…. Respiraria fundo para me recompor e guardaria a faca, recomeçando o diálogo. -Que merda Jerry.... achei que você tivesse morrido! Se bem que você parece bem perto disso…- Olharia mais uma vez para suas roupas e rosto todo remendado e me perguntaria por que de todos aqueles ferimentos.

Por um segundo eu chegaria a cogitar aquele seu plano de roubo, mas lembrando de seu histórico me soava uma péssima ideia…. Pior que péssima na verdade, mas não sabia exatamente como dizer para ele que não queria aceitar um dos seus planos suicidas então me esforçar ao máximo dizendo: - Então…. Sabe como é né Jerry…. Na verdade eu já tenho um ótimo plano pronto!-Cory sabia muito bem que não tinha…”. -Então vou deixar passar dessa vez! Mas é bom te ver em cara! Eee….- pegaria Pietra pelo braço e iria em direção a saída enquanto diria baixo perto do seu ouvido para que Jerry não escutasse: -Bora vazar daqui… Esse cara é doido.-

Para um curioso como eu sair daquela maneira sem ouvir o plano de Jerry me causaria completa agonia, mas eu sabia que não poderia dar corta para o plano dele senão ele já tentaria colocar em ação, contudo se ele insistisse de alguma forma em me contar o plano eu saberia que não conseguiria resistir a tentação de saber do que se tratava e então me renderia dizendo cabisbaixo: -Merda… Certo Jerry, me conta do seu plano….-. Porém se Jerry não insistisse eu sairia e tentaria despistar aquele doido pelas ruas, prestando atenção no movimento para caso passasse por algum nobre no meio do caminho poder segui-lo quando despiste Jerry...



Histórico:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp Empty
MensagemAssunto: Re: Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp   Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: West Blue :: Las Camp-
Ir para: