One Piece RPG
Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Ato 157: Se eu quisesse tua opinião, Eu tirava na Porrada
Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 Emptypor K1NG Hoje à(s) 15:04

» Ato III: Not Fast but Furious
Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 Emptypor Yamazaki Raizo Hoje à(s) 14:36

» Making Wonderful Land a Real Wonder
Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 Emptypor GM.Milabbh Hoje à(s) 14:27

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 Emptypor DarkWoodsKeeper Hoje à(s) 12:16

» X - A vontade de um Rei
Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 Emptypor Kekzy Hoje à(s) 12:09

» [Mini-DarkJohn] O começo de algo
Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 Emptypor DarkJohn Hoje à(s) 11:34

» Mess in Grand Line: The Red-Haired Arrived
Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 Emptypor Akise Hoje à(s) 10:13

» LightPoint!Os herois e amigos se reunem novamente!
Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 Emptypor Noah Hoje à(s) 08:53

» Cap 4: O Silêncio dos Inocentes
Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 04:42

» [Mini- Yoru] Aula de kenjutsu!
Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 Emptypor Yoru-san Hoje à(s) 04:00

» I - As rédeas de Latem City!!
Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 Emptypor Jean Fraga Hoje à(s) 01:42

» Ficha Saito Hiraga
Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 Emptypor Saito Hiraga Hoje à(s) 01:38

» X - Some Kind Of Monster
Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:24

» Chapter I: Seafret - Oceans ♪♫♪
Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 Emptypor Nolan Hoje à(s) 01:09

» [Ficha] - Koji
Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 Emptypor Proto_ Hoje à(s) 00:24

» [MINI-Subaé] OXE! agora a aventura começa mesmo!
Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 Emptypor Subaé Ontem à(s) 22:44

» A primeira conquista
Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 Emptypor Nolan Ontem à(s) 22:01

» O que me aguarda em Ponta de Lança? Espero que belas Mulheres, hihihi
Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 Emptypor GM.Muffatu Ontem à(s) 21:46

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 Emptypor Shogo Ontem à(s) 20:31

» [M.E.P-DarkJohn] O começo de algo
Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 Emptypor Ryoma Ontem à(s) 20:12



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 10, 11, 12, 13  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 71
Warn : Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : Fishman Island

Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!   Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 EmptyQui 19 Nov 2020, 22:29

Relembrando a primeira mensagem :

Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!

Aqui ocorrerá a aventura do(a) revolucionária Azura V. Pendragon. A qual não possui narrador definido.


Equipe One Piece RPG

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Kenshin Himura
Comandante Revolucionário
Comandante Revolucionário


Data de inscrição : 22/04/2012

Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!   Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 EmptySex 25 Dez 2020, 23:55



Antes que a luta se iniciasse, o grande mink bovino concordava com a minha decisão de enviar alguns revolucionários ao resgate, a final se perdermos nossa base significaria perder tudo oque conquistamos até aquele momento. “Duvido muito que algum superior enviasse ajuda tão rápido para que possamos recuperar a base!” Pensava confiante olhando enquanto a agente permanecia debochando das minhas palavras.

O Fato era, desde que tinha chegado na ilha, finalmente tínhamos encontrado um grande exército de cidadães livres querendo libertar essa ilha das garras da marinha e do governo mundial, nunca em sã consciência arriscaria tudo isso mesmo para salvar Wander. “Tenho fé que eles vão conseguir se virar ainda mais com Vênus na equipe de resgate!” A garota era extremamente habilidosa, arriscaria falar que tão habilidosa quanto eu, e olha que não dava o braço a torcer sobre as habilidades das outras pessoas.

Mas por sua vez agente que estava a nossa frente era o meu tipo favorito de inimigo, o famoso debochado, aquele que se acha demais e que é invencível, reconheço que ela realmente pode ser uma pessoa bastante forte, mas desmontar uma pessoa assim era um prazer. E para completar tinha a oportunidade de poder lutar como Alucard lutava, não sabia se conseguiria fazer com tamanha maestria que ele, mas me arrepiava ao lembrar de como ele lutava protegendo Mao assim como me protegia contra seus próprios irmãos.

- Vou tentar dar o meu melhor! Falaria sorrindo para a garota, me aproximava de Mao animada com a batalha a pesar do meu braço estar ainda machucado por conta da minha última luta. “Lutar com o espírito da besta vai ser um pouco complicado!” Pensava passando a mão esquerda em meu braço direito ainda com leves dores.

Mao então questionava a mulher sobre os seus aliados, e sobre que um deles estava invadindo o castelo escalando, enquanto o outro estava desaparecido, meu instinto rapidamente fez eu gritar. - INVASORES! Gritava para os revolucionários que ainda estavam no pátio, a final não havia enviado todas as forças para o resgate. - Impeçam que invadam escalando, inimigo visto escalando o castelo, o outro ainda está desaparecido, toquem os alarmes! Gritava dando ordens para as pessoas que estivessem ali, isso além de ativar todas as defesas do castelo, deixaria livre para que pudéssemos lutar com tudo sem ferir outros revolucionários.

- Chega de papo, vamos dançar! Falaria me virando para a agente, empolgada com a batalha e poderia ser visto em meu rosto, em seguida me abaixaria colocando as mãos na neve e ficando em meus quatro apoios, graças as manoplas a neve não esfriava minhas mãos muito pelo contrário, não duvidaria que se ficasse muito tempo naquele local logo mais a neve começaria a derreter. “Essas manoplas, realmente foram um presente certeiro para lutar nessa ilha!” Pensava com um sorriso em meu rosto, tentava jogar meu peso mais para o braço direito, para que não fosse totalmente penalizada pelo meu ferimento.

Com isso começaria a correr na direção da agente, em zig zag prestando atenção nos golpes que Mao estivesse fazendo, para que assim não fosse pega pelos projeteis da garota, a ideia principal do combate do lobo e da ovelha era fazer com que o inimigo ficasse focado no lobo no caso eu, para que assim a ovelha conseguisse disparar com sucesso. Logo então assim que tivesse próxima da agente, utilizaria do soru para me reposicionar em suas costas, em seguida ainda em meus quatro apoios esticando a perna direita, imbuiria a mesma com o haki do armamento e daria uma rasteira da direita para a esquerda visando desequilibrar a mulher ou então apenas chamar sua atenção para que Mao pudesse efetuar seus disparos.

Caso em meio aos meus movimentos percebesse que vinha algum movimento ofensivo em minha direção, rapidamente tentaria me levantar aproveitando da velocidade para girar e manter a perna esquerda no chão como apoio, em seguida aproveitando do giro levantaria a perna direita desferindo um chute na direção do golpe para assim efetuar o devido bloqueio, tentaria manter o inimigo no bloqueio para que Mao pudesse efetuar os devidos disparos. Em seguida utilizaria do soru para me reposicionar e efetuar o primeiro movimento de ataque.

Em seguida dando um grande salto para me distanciar, dessa vez não pousaria em meus quatro apoios devido ao meu braço direito, olhando na direção da inimiga, correria novamente o mais rápido possível, dessa vez correira normalmente, imbuindo as lâminas da minha manopla com o haki do armamento, mantinha meus dedos em formato de “garra” assim que tivesse a uma distância considerável utilizaria o soru saltando na direção da agente e tentando ignorar a dor em meu braço direito, tentaria desferir uma grande arranhada em seu olho para que assim pudesse debilitá-la, caso tentasse bloquear o golpe desferiria com mais força ainda para tentar quebrar a defesa da mesma e empurrá-la, deixando assim livre para Mao efetuar seus disparos.

Caso percebesse movimentos ofensivos vindo em minha direção, imbuindo meu braço esquerdo com o haki do armamento, rapidamente colocaria o mesmo a minha frente para receber o impacto do golpe, utilizaria do braço direito para dar o devido apoio no bloqueio. Tentaria manter uma pressão em cima da mulher para que Mao aproveitasse o momento para então efetuar os disparos, em seguida utilizaria o soru para me distanciar da mulher.

Caso tem toda a batalha percebesse que a agente tivesse desferindo um golpo para cima de Mao, utilizaria do soru com toda a minha velocidade disponível para então me interferir entre elas, e em seguida mantendo os dois pés fixos no chão imbuiria meu braço esquerdo com o haki do armamento colocando ele na frente formaria um x com os braços para que assim pudesse bloquear a ofensiva que estava fazendo contra Mao.

Alternaria também caso percebesse outras ofensivas contra a garota, me colocaria na frente dos golpes utilizando a perna esquerda de apoio e imbuindo a perna direita com o haki do armamento, rapidamente tentaria arquear a perna para assim bloquear o golpe com a sola da minha bota tentando manter assim a agente ocupada com meus bloqueios e livre para Mao efetuar os disparos.

Historico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t33737-cla-shadows-league
Skÿller
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Skÿller

Créditos : 24
Warn : Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 10010
Masculino Data de inscrição : 10/08/2015
Idade : 25
Localização : Novidades em Breve

Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!   Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 EmptySab 26 Dez 2020, 04:03



Azura embora tenha passado a maior parte do dia anterior lutando, ela parecia bem empolgada para mais uma luta especialmente contra um oponente que parecia ser forte. Mao comentava sobre o agente escalando o castelo, fazendo Azura alertar os revolucionários a tomarem medidas para impedir a sua infiltração - Ele já quebrou o pescoço algumas vezes… Ele tá acostumado com a morte. - a mulher alongava os seus músculos.

Mao usava os seus poderes para poder tentar ler os pensamentos da agente, porém nada de útil podia ser captado: “Se você fizer um bom trabalho ele vai te recompensar! Vamos! VAMOS!” pensava a agente. Era estranho ler a mente daquela mulher, parecia que existiam duas linhas de raciocínio, onde a principal pensava sobre coisas bobas e a secundária sobre a missão: explodir o castelo. Azura também se preparava para a luta, começando a correr na direção da agente - OLHA ELA PARECE UMA GATINHA! - gritou a mulher apontando e rindo.

Mao rapidamente disparou na direção da agente que não perdeu tempo em chutar o chão para levantar um muro, mas o que a mulher mascarada não contava é com o tiro da lágrima de Mao, que acabou por destruir a pedra, acertando o ombro da garota que corria na direção de Azura. A bala não penetrava o ombro dela, mas parecia que pequenas partículas castanhas soltavam do ombro. A amazonas não tinha intenção de bater de frente com a mulher, usando o soru para se mover para atrás dela e realizar uma rasteira, mas a mulher também parecia saber usar Haki do Armamento e, como se isso não bastasse, ela subterrou os seus pés criando assim uma base sólida.

A mascarada se virava para dar um soco em Azura, mas os tiros de Mao acabavam por acertar o antebraço esquerdo dela, causando um desequilíbrio no seu movimento, facilitando o bloqueio para a amazona e então para que ela se distanciasse. A mulher era bem resistente a golpes, mesmo sem ter usado Haki do armamento no braço, os tiros de Mao apenas causaram cortes leves - Só isso?! - gritou a mulher, soltando um riso insano. O primeiro tiro não parecia ter tido muito efeito mas novamente era visível ver um pó castanho saindo, o segundo acabou por destruir uma das suturas e o tiro seguinte parece ter causado a maior parte do dano.

A agente corria na direção de Mao, usando soru para passar diretamente por Azura. A amazona corria na direção de Mao para poder voltar a ser o foco da agente, mas cada passada da mulher fazia o chão próximo a ela tremer, dificultando a tarefa de Azura, mas ainda assim ela acabava por conseguir acompanhar. - Então você gosta de atenção? - disse a mulher rindo. Ela rapidamente trocou o foco novamente para Azura, ela apontou a mão direita para Azura e a esquerda para Mao - Espero que não tenham muito afeto a essas coisas aqui! - então ela fechou as mãos e as duas garotas sentiram as suas pernas começarem a afundar, como se a terra as engolisse.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

As pernas estavam subterradas 20cm e embora parecesse difícil se libertar, não parecia ser impossível, principalmente para Mao que estava mais longe da agente que Azura. A mascarada saltitou até Azura, ela andava às rodas da revolucionária, cantando e fazendo uma estrelinha - Bem… Vamos ver como você recebe a dor? - assim que as mão da garota tocaram no chão, ela criou uma manopla de pedra.

A garota lançou um soco de direita na direção do rosto de Azura, mas ela conseguiu bloquear o soco com sucesso, porém as pedras que formavam a manopla da agente “explodiram” em várias direções em pequenos pedaços, acertando a armadura de Azura. Mesmo protegida pela armadura, o impacto era forte na barriga da mulher, fazendo com que ela perdesse o ar por 2 segundos. - KKYAHAHAHAHAHA! - ria a mulher saltando para longe, saltitando na direção de Mao. As suturas da mulher começaram a deitar mais sangue, mas ela parecia não se incomodar com isso.


Spoiler:
 

Wander Winterfell
Alice
Isara
Random
Piratas
Revolucionários
Elliot
Vênus

____________________________________________________

~Fala~
~Pensamento~

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sabe por que caímos?
Para aprendermos a levantar.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alek
Pirata
Pirata
Alek

Créditos : 3
Warn : Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 10010
Feminino Data de inscrição : 09/06/2013
Idade : 22
Localização : Penumbra - 5ª Rota

Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!   Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 EmptyDom 27 Dez 2020, 23:50





Capítulo X

Ato XXVII




A agente parecia ser realmente muito boa com o controle do terreno, algo que só podia ser obra de algum tipo de Akuma no Mi. Infelizmente, o Bingo Book que eu possuía tinha sido deixado nos meus aposentos, no interior do castelo.

- Droga...! - Dizia, mexendo uma perna de cada vez, tentando puxá-las de dentro da terra moldada pela agente. Enquanto o fazia, já estaria engatilhando a minha pistola da mão destra novamente, mantendo a mão canhota em forma de lente em frente aos olhos.

Aproveitaria-me de seu movimento em avanço rápido de piruetas contra Azura para disparar diversas vezes, em torno de cinco vezes para ser exato, puxando o gatilho rapidamente e tomando o tempo mínimo entre cada disparo para reajustar a mira conforme o movimento da oponente, aproveitando-me do fato de que ela provavelmente estaria mais focada em desferir aquele soco contra Azura. Tais disparos seriam focados em atingir as áreas de seu tronco, braços e pescoço.

Na sequência, quando conseguisse soltar os pés do chão, saltaria para fora da área, criando uma lágrima de um metro de comprimento rapidamente, cortando-a com os dedos que formavam a lente e lançando-a na direção da agente, como um projétil. Faria isso repetidas vezes, aumentando pouco a pouco o tamanho das lágrimas para que a mantivesse ocupada com aquela rajada de disparos, e focada na diferença de tamanho entre eles. Essa distração, então, teria o objetivo de mascarar meus disparos subsequentes, que seriam realizados ao alinhar a pistola em minha frente, na direção da agente e mirar o cano da arma de gelo na direção dos membros inferiores da mascarada. "Bang bang." Realizaria novos disparos, focando atingir as pernas da agente. Entre cada disparo, lançaria uma nova lágrima pelas lentes das mãos e então reajustaria a mira de minha pistola, focando então no ponto futuro do possível movimento da agente, de forma a me anteceder aos seus movimentos e garantir disparos.

Assim que estivesse livre da terra, manteria-me fazendo os movimentos antes descritos enquanto em constante movimento. Tentaria acompanhar a direção que Azura se movesse para não me distanciar tanto, mas ainda manteria a minha própria identidade em meus movimentos, usando até mesmo de artifícios como o Soru para manter a velocidade constante, e estaria mantendo a minha mira considerando o meu próprio Soru e o do inimigo para os meus cálculo mentais de mira.

Caso fosse alvejada, procuraria abaixar-me rapidamente contra golpes na horizontal, desvencilhando-me do chão se necessário ao jogar-me em um mergulho para trás ou para a frente. Se fosse alvejada por golpes retilíneos, como os socos diretos ou movimentos na vertical, realizaria saltos rápidos para as laterais, virando-me na direção do membro atacante e puxando o gatilho duas vezes após mirar rapidamente à queima-roupa.








Objetivos:
 
NPCs:
 




Meu Histórico:
 

____________________________________________________

Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 >
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Falas da Mao
Falas da Aggy
Falas de Players Aliados
Falas de NPCs Aliados
Falas de Inimigos




RIP:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kenshin Himura
Comandante Revolucionário
Comandante Revolucionário
Kenshin Himura

Créditos : 26
Warn : Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 10010
Masculino Data de inscrição : 22/04/2012
Idade : 24

Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!   Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 EmptySeg 28 Dez 2020, 19:27



A batalha seguia de forma interessante, aquele modo de batalha em conjunto de Mao era apenas algo que tinha visto nas memórias da garota, mas agora estando ali, fazendo o papel que um dia fora de Alucard, me deixava completamente animada, a fadiga causada pelo meu ultimo combate nem parecia pesar tanto assim. “Queria ter lutado assim com ele, queria reencontrá-lo e agradecer por tudo que fez por mim!” Pensava enquanto fazia meus movimentos contra a mulher.

A mascarada se mostrava ser alguém habilidosa, ainda mais com o uso desses poderes estranhos que certamente provinham de alguma akuma no mi, os golpes em si não pareciam causar um dano considerável, oque poderia ser cada vez mais complicado para nós, uma vez que eu não estava com minha saúde em cem por cento.

Tentava manter a distância entre Mao e ela, sempre me colocando a frente da mascarada, oque gerou um problema considerável, graças a suas habilidades sentia meu corpo sendo sugado pela terra, como se a neve tivesse ganhando vida e me engolindo. - Droga… Soltava tentando movimentar as pernas. No que eu não conseguia, a mulher aproveitava para vir com tudo desferindo um soco revestido com pedras, mas instintivamente conseguia utilizar meus braços para bloquear o golpe, franzia minha testa ao sentir a dor em meu braço direito, em seguida as pedras na mãos da mulher explodiam se disparando para vários lados.

Uma das pedras atingia o busto da minha armadura com tudo, no que fazia com que eu perdesse o ar por alguns segundos, mas o suficiente para me ver desnorteada. “Foco… Foco...” Repetia para mim mesma em minha mente, assim tentando revestir a perna direita com o haki do armamento e em seguida fazendo o máximo de força possível para quebrar o chão e começar a sair daquele lugar o qual estava sendo puxado. Assim que a perna direita tivesse livre, faria o mesmo movimento com a perna esquerda.

Ofegante com a tentativa e com o meu corpo fadigado, caia ao chão assim que estivesse livre, sabia que aquilo teria levado um tempo considerável, uma vez que os efeitos da dadiva estavam começando a voltar a atacar meu corpo, a pouca energia que tinha conseguido enquanto descansava estava chegando ao fim. - Mao temos que acabar com isso logo, não sei se meu corpo vai aguentar! Existiam muitos fatores para eu acabar sendo um peso morto naquela batalha, a dadiva, a neve que caia em meu corpo.

“Essa invasão tinha de ocorrer agora?” Pensava franzindo meu rosto enquanto observava a mascarada, assim livre tentaria voltar a minha posição de combate novamente, utilizando da mesma tática de jogar o peso para o lado esquerdo do meu corpo.

Forçando os quatro apoios contra o chão, começaria uma corrida com toda a minha velocidade disponível, em zig zag a fim de evitar os disparos provenientes de Mao e assim me aproximar da mascarada. Assim que estivesse em uma distância media saltaria em meus quatro apoios para frente fazendo uma cambalhota até as pernas ficarem na direção da agente, onde eu recolheria a perna esquerda e esticaria a perna direita revestindo a mesma com o haki, e indo como um projetil na direção da mascarada tentando acertar o estômago da mesma com tudo.

Caso percebesse um movimento ofensivo enquanto fizesse meus movimentos, tentaria me levantar o mais rápido possível, utilizando a perna esquerda como base, arquearia a perna direita imbuída com o haki do armamento na direção do golpe, assim bloqueando a ofensiva que fosse desferida em minha direção.

Sentia que era tudo que podia ofensivamente contra a mulher, esperava que Mao pudesse suprimir a falta dos meus ataques, mas uma coisa era certa ainda tinha energia para movimentos defensivos. “Deixarei a ovelha cuidar disso, eu como lobo irei defendê-la!” Pensava enquanto voltava a me posicionar em meus quatro apoios, assim que percebesse uma movimentação ofensiva para cima de Mao, utilizaria do meu soru para me colocar na frente da mascarada, assim me levantaria o mais rápido possível fazendo um movimento em X com meus braços, mantendo o braço esquerdo na frente imbuindo o mesmo com o haki e assim bloqueando o golpe, depois tentaria desfazer o X enquanto desestabilizaria a mulher para que Mao pudesse efetuar seus disparos.

Em outro momento, a mulher tentasse desferir um golpe em minha direção ou na direção da Mao, rapidamente utilizando do soru me colocaria na frente do golpe, forçaria as minhas duas pernas contra o chão dando um pequeno salto em seguida arqueando a perna esquerda com o haki do armamento para assim aparar o golpe, assim que voltasse ao chão daria varias cambalhotas para manter a distancia na luta.

Historico:
 

____________________________________________________

Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 >
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sempre estarão comigo:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t33737-cla-shadows-league
Skÿller
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Skÿller

Créditos : 24
Warn : Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 10010
Masculino Data de inscrição : 10/08/2015
Idade : 25
Localização : Novidades em Breve

Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!   Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 EmptySeg 28 Dez 2020, 23:32





Mao e Azura rapidamente perceberam que estavam lutando contra uma usuária de Akuma no Mi, alguns dos golpes não pareciam ter sido eficazes. Mao disparava na direção da agente que ia na sua direção saltitando enquanto se tentava libertar da terra. A mulher parecia ignorar os tiros, apenas colocando os braços na frente do rosto e imbuindo-os com Haki do Armamento.

Os tiros de Mao deixava a agente ocupada tempo o suficiente para que Azura conseguisse libertar-se - Odeio duplas. - disse a mascarada virando-se para trás e olhando para Azura. Cada golpe acertado de Mao libertava uma pequena quantidade de pó castanho que, aos poucos, parou de sair e era substituído por gotas de sangue. - Tsk… A minha camada. - a mulher começava a contorcer-se, parecia que o seu corpo começava a ceder - CALADO! CALADO! CALADO!  CALA A PUTA DA BOCA CARALHO! - gritava a mulher sozinha. Ela arrancava a máscara dela e olhava para Azura - O seu corpo não vai aguentar? - disse a mulher mostrando um sorriso psicopata no rosto.

Agora sem a máscara dava para ver que a garota tinha um olho vermelho e um olho completamente branco com uma enorme cicatriz na diagonal. Azura começava mais um ataque e a agente fazia o mesmo, chutando a terra e socando o pedaço de pedra contra Azura. Mas isso não era o suficiente para parar o golpe da revolucionária, a sua perna esfarelava a terra como se não fosse nada e acabava por acertar a agente - Roi. Azura, né? - a agente fechou os punhos e então socou o ar levantando um pedregulho que acertava Azura e a lançava para cima cerca de 5 metros.

A mulher usou Geppou para subir até Azura, por um segundo parecia que o olho branco da mulher se tornava azul segundos antes dela socar Azura de volta para o chão. A revolucionária conseguiu se manter de pé, porém o seu rosto estava bastante dolorido e ela sentia o gosto a sangue, felizmente não parecia que nenhum dente estava fora do lugar. O nariz de Azura também deitava algum sangue, porém não era nada muito.

Mao finalmente se libertava do chão e continuava disparando contra a agente que, ao pousar no chão, parecia que a dor deixava de ser prazer e se tornava dor. As costas da mulher estavam completamente marcadas pelas balas de Mao, porém deitavam muito pouco sangue, até que uma das balas finalmente parecia ter atravessado a mulher por completo na região do seu pulmão direito - Você deixou passar! - a mulher gritava colocando a mão no peito.

A mulher começou a correr na direção de Mao, porém Azura bloqueava o soco da mulher enquanto Mao se afastava. A atiradora começava agora a mirar nas pernas da agente e, em questão de segundos, as balas começavam a atravessar as penas dela, fazendo-a cair no chão exausta, porém ainda com um sorriso sadomasoquista no rosto - Ah… Que droga… - dois revolucionários saiam do castelo - Conseguimos capturar o outro agente! Ele tinha alguns equipamentos explosivos com ele! - gritaram os revolucionários. A agente começou a rir - E isso só porque acharam um deles.



Spoiler:
 

Agente

off: tdah tá foda hoje. se falhei alguma coisa me avisem

____________________________________________________

~Fala~
~Pensamento~

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sabe por que caímos?
Para aprendermos a levantar.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alek
Pirata
Pirata
Alek

Créditos : 3
Warn : Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 10010
Feminino Data de inscrição : 09/06/2013
Idade : 22
Localização : Penumbra - 5ª Rota

Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!   Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 EmptyTer 29 Dez 2020, 17:36

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:




Capítulo X

Ato XXVIII




Azura parecia exausta. Mesmo tentando o seu máximo, parecia que o seu corpo não tinha a mesma rapidez e resistência de quando a vi lutar contra o Golem. Algo tinha mudado nesse meio tempo.

No entanto, ainda que estivesse com as suas forças grandemente reduzidas, um fogo ainda era capaz de queimar em seu corpo, guiando os seus movimentos e ardendo forte no campo de batalha. A Ruiva fazia o possível para bloquear os golpes da agente a mim, sendo de grande ajuda enquanto atraía os golpes a si, livrando-me e deixando-me com um amplo espaço para realizar os meus disparos precisos.

A agente bloqueava alguns dos disparos, usando de seu Haki do Armamento para fortalecer seu braço enquanto o fazia. Infelizmente eu ainda não tinha domínio suficiente de meu próprio armamento para conseguir embuir os meus projéteis, e acabava não conseguindo causar tanto impacto com a maioria dos disparos.

A batalha continuava, até que eu finalmente conseguia fazê-la sangrar de verdade, percebendo o brilho de seu liquido rubro manchar a neve alva. Os meus disparos se seguiam, na sequência, acabando com as pernas da agente, que caía ao chão, impossibilitada de continuar.

Sorria para Azura, que parecia ainda mais detonada que a agente. - Você lutou bem. - Diria, em um rápido momento de despreocupação, que logo era interrompido por uma dupla de soldados que surgia, informando a respeito da captura do outro agente.

Arregalava os olhos, mas não me surpreenderia tanto por aquela informação. - Então era isso… Azura, ele deve ter espalhado bombas pela torre, já que estava subindo por lá. - Alertaria a superior, com um tom de voz de preocupação evidente. - Vocês dois, me levem até o agente capturado e chamem outros dois para prender essa vadia aqui. Quero vê-la mais tarde.

Lançaria um sorriso maldoso para a mulher no chão, para que ela ficasse com um pouco de receio com o que estava guardado para ela. No entanto, a verdade é que eu não era desumana a ponto de fazer algo ruim a ela. Sairia então junto aos revolucionários, seguindo-os até onde estivesse o outro agente capturado.

Agacharia-me em frente a ele, certificando-me de que estava corretamente algemado e desarmado. - Estou sem tempo. - Sacaria a pistola, mantendo-a preparada na mão destra. A mão canhota formaria a lente em frente aos olhos, apontando na direção da cabeça do agente com a lente e observando com cuidado. - Entregue o jogo e prometa largar o Governo Mundial que eu posso te libertar vivo em alguma ilha distante daqui, tendo direito a uma viagem de navio. - Manteria o tom de seriedade, quebrando-o apenas no momento da última oração, com um tom cômico.

Esperaria que ele dissesse o que sabia, o que pretendia fazer no castelo e onde estava o seu último companheiro, além da localização das bombas que poderia ter armado. Manteria-me confirmando a veracidade de tais informações visualizando a sua mente superficialmente, apenas o suficiente para saber se passava por ali alguma intenção de desvirtuar a informação verdade. Além do fato de que, ao ser questionado, ele teria de levar a informação verdadeira a mente antes que pudesse desvirtua-la para criar uma mentira.

Caso, no entanto, identificasse que ele estava mentindo, apontaria a pistola contra o seu joelho direito e puxaria o gatilho. Aproximaria-me rapidamente de seu rosto, segurando sua cabeça com as mãos, não esperando pelo fim de seu sentimento de dor e encostando a testa contra a sua, buscando invadir a sua mente e buscar ali através de suas memórias mais recentes pela localização das possíveis bombas e de seu terceiro companheiro.







Objetivos:
 
NPCs:
 




Meu Histórico:
 

____________________________________________________

Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 >
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Falas da Mao
Falas da Aggy
Falas de Players Aliados
Falas de NPCs Aliados
Falas de Inimigos




RIP:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kenshin Himura
Comandante Revolucionário
Comandante Revolucionário
Kenshin Himura

Créditos : 26
Warn : Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 10010
Masculino Data de inscrição : 22/04/2012
Idade : 24

Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!   Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 EmptyTer 29 Dez 2020, 18:54



A batalha chegava em um nível no qual não conseguia mais acompanhar, meu corpo começava a me deixar na mão a nível de não conseguir bloquear o golpe da agente que me lançava longe com um grande soco. “Tsc!” Sentia que a qualquer momento poderia me tornar um grande fardo para Mao ou outras pessoas que pudessem querer nos ajudar naquele momento.

O segundo golpes tinha feito eu sentir uma dor fulminante em meu rosto sentindo o quente do meu sangue se escorrer pelo nariz, por um instante achei que cairia com tudo no chão, mas graças aos meus reflexos conseguia cair em pé, ofegante com a situação sentia minhas vistas começarem a ficar um pouco turvas, creio que finalmente a energia que tinha sido recuperada da batalha contra Halahj chegava ao fim.

Minha boca se enchia do gosto do sangue, e por um seguindo aquilo me fazia rir, Alice tinha acabado de me tratar e veja só la vamos nós de novo, a garota conhece mais meu corpo do que eu mesma por assim dizer. Percebia mais uma investida da mulher contra Mao, e com o resto de energia que me restava conseguia ficar entre as duas bloqueando o golpe, o impacto fazia meu corpo estremecer por completo, parecia que iria desmoronar ali e agora, mas Mao conseguia desferir mais alguns tiros que incapacitavam a agente.

No momento que me via livre do bloqueio, meu corpo caia ao chão, sentindo dores em todos os meus músculos, parecia que tinha acabado de usar a dadiva novamente, ter aquela luta de fato não foi das melhores ideias e isso estava estampado em meu rosto que com a boca aberta tentava puxar o máximo de ar que conseguia. “Finalmente...” Estava contente com o resultado, mas oque passava pela minha cabeça era que se Mao não estivesse ali, provavelmente não conseguiria defender o castelo sozinha.

Logo mais um grupo de revolucionários se aproximava dizendo que tinha capturado o rapaz que estava escalando o castelo, e que em seus pertences havia materiais explosivos, tentava forçar meu corpo a se levantar mas não conseguia os músculos estavam fracos demais para poder se levantar sozinha, e quando a mulher dizia que o agente encontrado era apenas um deles isso me preocupava bastante.

- Mao, infelizmente não posso ajudar nessa missão, com isso eu passo para você, encontre esse agente e todos os explosivos que estejam no castelo, essa é sua prioridade número um! Falava forçando o máximo meu corpo para se levantar. De volta em pé tentava me apoiar no soldado mais próximo a fim de poder continuar de pé.

- Pegue quantos homens precisar para poder conseguir limpar o castelo dessa escória e evitar que tenhamos uma catástrofe! falaria para Mao em seguida me virando para a agente que estava caída a nossa frente. - Joguem ela em uma das celas especiais da prisão juntos com outros akumados! Não podia permitir ela ficar em uma cela comum onde esse poder dela pudesse ser prejudicial a nós, ela precisava ser trancafiada em uma das celas feitas com o metal que pudesse suprimir os poderes dela.

Por fim não menos importante para os revolucionários restantes que estivesse por ali falaria. - Para aqueles que estão livres, reforcem as rodas e fiquem atentos ao pedido de socorro do Wander, qualquer coisa estarei na enfermaria! Terminaria de falar tentando andar com dificuldades rumo a enfermaria, onde Alice pudesse cuidar dos meus ferimentos e me dar um pouco mais de medicamentos.

Historico:
 

____________________________________________________

Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 >
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sempre estarão comigo:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t33737-cla-shadows-league
Skÿller
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Skÿller

Créditos : 24
Warn : Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 10010
Masculino Data de inscrição : 10/08/2015
Idade : 25
Localização : Novidades em Breve

Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!   Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 EmptyTer 29 Dez 2020, 23:22





A luta acabava ali, a agente estava incapacitada e o outro havia sido capturada. Azura não estava nas suas melhores condições para continuar e o dia ainda estava bem no início, fazendo com que ela tivesse bastante tempo para recuperar as forças, mas não sem antes passar a importante missão para a Cabo.

Azura se levantava a custo e um dos soldados a ajudava a levantar enquanto o outro algemava a agente. O soldado que ajudava Azura era significativamente mais baixo que ela, porém ele tentava manter a sua compostura ignorar os peitos da sua superior. Mao perguntava para os soldados a localização do agente capturado e eles informavam imediatamente - Ele não parece ter poderes de akuma no mi mas... Ele era muito rápido, algo nunca visto antes. - completou o revolucionário que ajudava Azura.

Ele levou a Comandante até a enfermaria onde Alice e outros médicos estavam completamente exaustos, porém todos armados e em alerta mesmo o agente ter sido capturado. Alice suspriou e levou a mão ao rosto - Pelo menos respira. - Alice ajudava o soldado a colocar Azura na cama ao lado da de Lazuli, que dormia profundamente, porém vivo. - Eu pedi para Elliot manter o agente longe da enfermaria… - Ela parecia meio nervosa - Ele ia entrar pela janela, mas assim que Elliot o viu ele fugiu para outro andar. - ela limpava o sangue do nariz de Azura - Desculpe se passei por cima de uma ordem sua…

Mao foi até à sala de interrogatório onde estava o agente. Ele tinha o rosto completamente ensanguentado e um ar meio zumbi. O agente pestanejava lentamente, todos os movimentos do seu corpo eram demorados, nem parecia ser a mesma pessoa que havia escalado o castelo como se nada fosse. Ele estava numa sala sozinho algemado e apenas com uma cadeira, um revolucionário tentava interrogar ele mas não tinha sucesso. Mao entrou primeiro na divisão dos revolucionários, onde estava o comandante Luís supervisionando a situação - Ainda bem que acabei a missão mais cedo. comentava o homem.

A entrada de Mao intrigava o homem, porém ele não se opunha em permitir que ela interrogasse o agente. Ela ameaçava o homem, mas ele demorava para responder, o seu corpo tremia bastante - Puxe o gatilho. Prefiro morrer em missão do que ser caçado. - usando os seus poderes Mao via que o homem embora não quisesse morrer, ele também não podia confessar para os revolucionários. - As bombas ainda não foram ativadas. - ele mentia. Elas estavam planejadas para explodir em 2 horas.

Mao disparou contra o joelho dele, fazendo-o gemer de dor, porém ele fazia de tudo para manter a sua voz baixa. Ele lançava um olhar desafiador para a mulher, porém ela não perdia tempo e invadia a sua mente a um nível mais profundo. Ela descobria então que o homem havia colocado quatro explosivos: dois do lado exterior da enfermaria, um na sala de armas dos revolucionários e um na sala de reuniões de Wander. Mao também podia ver que o homem não havia roubado nenhum documento, apenas havia se limitado a deixar as bombas.

Sobre o terceiro companheiro, a última memória que o agente tinha dele era dele se transformando num líquido vermelho muito parecido com sangue e entrando numa das feridas da primeira agente e fechando a ferida com as suturas. O agente começava a rir - E agora? Achou o que queria? - o agente cuspia na cala de Mao, jogando sangue e saliva no seu rosto. - Façam o que quiserem comigo. O governo mandará mais gente para cumprir o meu trabalho.


Spoiler:
 

Agente Homem.
Alice
Comandante Luís

____________________________________________________

~Fala~
~Pensamento~

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sabe por que caímos?
Para aprendermos a levantar.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kenshin Himura
Comandante Revolucionário
Comandante Revolucionário
Kenshin Himura

Créditos : 26
Warn : Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 10010
Masculino Data de inscrição : 22/04/2012
Idade : 24

Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!   Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 EmptyTer 29 Dez 2020, 23:50



A caminhada para enfermaria parecia ser mais longa do que de costume, se não fosse pela ajuda do rapaz que estava me apoiando chegar naquele lugar poderia ser impossível. “Tenho de me recuperar, dessa vez o máximo possível, as coisas podem piorar se Mao ou o pelotão enviado para salvar Wander não derem conta!” Pensava olhando para baixo enquanto seguia a caminhada rumo a enfermaria, negar que estava preocupada seria uma grande mentira, ainda mais pelo que o rapaz tinha dito sobre o agente que faltava ser capturado.

“Minha velocidade poderia ser muito útil nesse momento, se ao menos eu me aguentasse de pé!” Dando os últimos passos enfim chegávamos a enfermaria, assim que abria a porta do local os médicos apontavam armas para nós, com movimento brusco e bastante doloroso levantava meu braço direito falando. - Calma calma, sou eu! Todos ali abaixavam suas armas, Alice murmurava algo que não conseguia entender bem, mas não deixava de dar um sorriso simpático para a garota.

Logo ela ajudava o soldado que estava me carregando me levar de volta para a cama, dessa vez ao lado de Lazuli, ficava feliz em ver que o pirata estava vivo, esperava que o mesmo conseguisse se recuperar o mais rápido possível. “Com essa invasão, parece que a guerra finalmente está batendo a nossa porta!” Toda a ajuda seria bastante bem-vinda ainda mais que ainda não tinha noção da força da comodoro que comandava os marinheiros na ilha.

Confortável na cama, Alice começava a limpar meus ferimentos, a garota então falava que precisou passar por minhas ordens e pedir para Elliot manter o agente longe dali, mal sabia ela que a mesma tinha feito o correto, o motivo de Elliot estar ali era para proteger ela e o Lazuli. - Não se preocupe Alice, o objetivo de Elliot era esse mesmo proteger vocês! A dor em meu corpo voltava como uma pontada aguda que fazia eu franzir meu rosto infelizmente demonstrando a dor.

- Parece que dessa vez eu realmente exagerei! Ter tido a breve sensação de que estava bem e voltar a lutar meio que fez eu extrapolar os limites do meu próprio corpo, onde agora estava sofrendo tudo novamente. - Por favor me de os medicamentos, vou precisar descansar! Recostava a cabeça olhando para o teto, parecer fraca para os outros era a coisa que eu mais detestava, mas ter forçado o corpo daquela forma, até eu não poderia negar que aquilo tinha sido uma burrice, principalmente se Mao não tivesse me ajudado.

- Alice, por favor assim que tiver notícias de Wander ou de Mao me acorde imediatamente, preciso saber se tudo ocorreu bem! Eu tinha de descansar, mas não podia deixar as coisas nas mãos dos Deuses, tinha um trabalho a ser feito em comandar aquela bodega enquanto os outros comandantes não estivessem por ali.

Assim que Alice terminasse o tratamento em meu corpo, tomaria oque fosse dado a mim, em seguida dando um breve sorriso para a mink, me recostaria na cama novamente, deixando os medicamentos fazerem efeito em meu corpo e pegando no sono para assim ter um repouso completo e voltar com tudo.

Historico:
 

____________________________________________________

Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 >
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sempre estarão comigo:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t33737-cla-shadows-league
Alek
Pirata
Pirata
Alek

Créditos : 3
Warn : Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 10010
Feminino Data de inscrição : 09/06/2013
Idade : 22
Localização : Penumbra - 5ª Rota

Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!   Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 EmptyQua 30 Dez 2020, 02:07





Capítulo X

Ato XXIX




O homem se mostrava de difícil acesso, tal qual eu havia imaginado antes, deixando-me apenas uma solução. O cano frio da arma encostou contra o seu joelho, e o dedo deslizou pela arma, puxando o gatilho e disparando o projétil ali mesmo. A dor do agente era o estopim de meu movimento, que pendia para a frente e, com as mãos segurando a sua cabeça pelo pescoço, encostava nossas testas, invadindo a sua mente com os poderes de minha fruta.

Em poucos instantes eu conseguia encontrar o que desejava: Aparentemente haviam quatro explosivos pelo castelo, e eles iam explodir em duas horas. Além disso, o terceiro agente estava dentro da mascarada anterior, se é que isso fazia algum sentido não-erótico.

- Todos vocês. - Diria, virando-me de costas para o agente na sala de interrogatório e deixando-o, à caminho da porta. - Há dois explosivos na área externa da enfermaria, um na sala de armas e outro na sala de reuniões de Wander. Quero que um de vocês prenda a agente mascarada que derrotamos lá fora com algemas de kairouseki, e algemem o homem de líquido que sair dela também. Os outros, quero que encontrem os explosivos, tirem-os de onde estão e os tragam até mim com bastante cuidado. Eles estão programados para explodir em duas horas, mas eu irei desativá-los. - Diria, calma e firmemente, olhando para os outros revolucionários, os quais Azura tinha indicado como o grupo que eu deveria liderar nessa missão.

- Ah, e se passarem perto da enfermaria, chamem um médico pra esse aqui. Ralou o joelho. - Sorriria, puxando a cadeira da sala de interrogatório e sentando-me sobre ela após posicioná-la mais próximo da porta daquele cômodo. Permaneceria ali, aguardando pela movimentação dos revolucionários sob meu comando. - Me tragam um alicate também.








Objetivos:
 
NPCs:
 




Meu Histórico:
 

____________________________________________________

Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 >
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Falas da Mao
Falas da Aggy
Falas de Players Aliados
Falas de NPCs Aliados
Falas de Inimigos




RIP:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Skÿller
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Skÿller

Créditos : 24
Warn : Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 10010
Masculino Data de inscrição : 10/08/2015
Idade : 25
Localização : Novidades em Breve

Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!   Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 EmptyQua 30 Dez 2020, 13:26





A neve do lado de fora do castelo apenas aumentava a sua intensidade, escondendo todas as pegadas de quem esteve lá fora em questão de segundos. Azura apenas precisava agora de um bom descanso e Alice dava para ela um remédio para que pudesse descansar em paz após tantas batalhas.

Já Mao dava ordens para os soldados procurarem os explosivos nos locais indicados e reforçou a ordem de prender a agente com algemas de Kairoseki. - Sim, senhora! - disseram os soldados que ali se encontravam. O comandante entrava na sala - Cabo Mao. - disse o homem cumprimentando-a - Poderia me pôr a par da situação? - o homem entregava para Mao uma mala de ferramenta, cheias de alicates, martelos e pregos, chaves de fendas e até mesmo facas. Pelo estado daqueles equipamentos dificilmente se poderia dizer que eram usados para arrumar as coisas no quartel. - Você tava pedindo um alicate desses, né? - perguntou o homem pensativo porém com um pequeno sorriso.

O agente olhava friamente para a caixa - Agradeço o presente mas terei que recusar. - disse o agente, soltando um pequeno sorriso. O comandante Luís fechava a porta e se encostava contra a parede do outro lado da sala, ele parecia não ter muito interesse em participar do interrogatório, apenas saber o que estava acontecendo. Ele suspirava e tirava um cigarro e apontava para o agente que, embora relutante, acabou por aceitar.

Os soldados corriam de um lado para o outro pelos corredores, alguns espalhando a mensagem sobre as bombas e outros sobre a agente, para que todos pudessem ajudar nas tarefas. - Não vale a pena morrer por uma organização que o trata como um número. - comentou Luís colocando o cigarro na boca do agente. - O que querem mais de mim? Pelo que entendi você nem precisa me fazer perguntas. - disse o agente olhando para Mao.




Spoiler:
 

Agente na sala de interrogatorio
Comandante Luís

____________________________________________________

~Fala~
~Pensamento~

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sabe por que caímos?
Para aprendermos a levantar.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!   Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas! - Página 11 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!
Voltar ao Topo 
Página 11 de 13Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 10, 11, 12, 13  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Grand Line - Paradise (Paradaisu) :: Arstotzka-
Ir para: