One Piece RPG
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 XwqZD3u
One Piece RPG
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Ep 1: O médico e o marinheiro
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 Emptypor Rangi Hoje à(s) 01:56

» O som das ondas é o meu chamado... Adeus, meu filho!
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 Emptypor Subaé Hoje à(s) 01:51

» Cortes e Tiros, resgate na ilha das aranhas!
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 Emptypor Koji Hoje à(s) 01:04

» Pandemonium - 9 Brave New World
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:17

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 Emptypor Kyo Ontem à(s) 21:28

» Razão
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 21:27

» Razão
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 21:26

» I did not fall from the sky, I leapt
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 Emptypor Formiga Ontem à(s) 20:33

» Ato I - Antes da tempestade
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 Emptypor Dante Ontem à(s) 19:52

» All we had to do, was cross The Damn Line, Elise!
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 Emptypor King Ontem à(s) 19:23

» Vou te comer
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 Emptypor Scale Ontem à(s) 19:19

» Drake Fateburn
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 Emptypor CrowKuro Ontem à(s) 17:06

» I - Justiça: Um compromisso obstinado!
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 Emptypor Hammurabi Ontem à(s) 16:01

» A HORSE WITH NO NAME
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 Emptypor Skÿller Ontem à(s) 14:40

» Vol 2 - The beginning of a pirate
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 Emptypor GM.Milabbh Ontem à(s) 13:58

» O que me aguarda em Ponta de Lança? Espero que belas Mulheres, hihihi
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 Emptypor GM.Muffatu Ontem à(s) 11:09

» Steps For a New Chapter
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 Emptypor Achiles Ontem à(s) 10:14

» Um novo recruta: o nome dele é Jack!
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 Emptypor Arrepiado Ontem à(s) 08:30

» Em Busca do Crédito Perdido
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 Emptypor PepePepi Qui 04 Mar 2021, 23:55

» A Ascensão da Justiça!
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 Emptypor CaraxDD Qui 04 Mar 2021, 23:28



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 O Log que vale Dois Bilhões de Berries

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 77
Warn : O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : Fishman Island

O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 Empty
MensagemAssunto: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 EmptySab 10 Out 2020, 13:43

Relembrando a primeira mensagem :

O Log que vale Dois Bilhões de Berries

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) caçadores de recompensa Takamoto Lisandro e Nakamura Blum e dos(as) civis Max Evans e Ares Coldwood. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Takamoto Lisandro
Narrador
Narrador


Data de inscrição : 29/12/2013

O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 EmptySex 15 Jan 2021, 01:09




O Log que vale Dois Bilhões de Berries
Fragmentado.



Era um turbilhão, batalhando na cabeça e no coração de Takamoto, sentimentos que subiam e queriam sair, outros tentando manter o controle sobre a consciência do rapaz que apenas tentava entender tudo que perdeu naqueles poucos segundos. O otimismo de antes, a fé que tinha, o poder de proteger, a confiança de sua força, tudo ruiu assim como o farol que uma vez destruiu em meio aos seus delírios. Mesmo tendo sido atingido, jogado longe, machucado, nada se comparava com mente fragmentada do ruivo, seus instintos animais beiravam a insanidade querendo surrupiar toda a essência do cozinheiro, queria lhe impulsionar para frente e arrancar, rasgar, triturar a carne daquele jacaré, queria que a besta sentisse uma dor tão intensa que fosse o suficiente para acalmar o seu coração.

O frenesi era quase inevitável, porém existia um sentimento maior que a fúria, a tristeza e a dor da perda já eram recorrentes na vida de Lisandro. Ele decidiu criar em si a imagem da perseverança e poder para proteger à todos que gostava, era difícil reconhecer que tudo que estava construindo podia ser destruído, seus olhos se tornavam cada vez mais vazios, sua persona se afogava na dor, tinha consigo o trauma de sua mãe, era um peso que carregava nas costas todo dia e todo tempo, escondia o sofrimento por trás de seu sorriso e sua determinação, queria transmitir sua luz mesmo no fundo do poço.

Ficou estático sem dizer uma única palavra, seu irmão rumava até ele clamando por seu nome, ele não reagia, pensava apenas que tudo era sua culpa, não havia sido rápido o bastante, não havia sido inteligente decisivamente, não havia sido forte o suficiente. No final, restava a semelhança de Max com Paco, eram seus amigos e haviam sidos levados por feras na frente do boxeador. Sempre se questionou se não os tivesse conhecido, talvez agora estariam vivos, o jovem se indagava que se talvez sumisse.. Foi somente quando levou um soco de Blum que seu cérebro voltou a funcionar, o médico sabia o que era importante e mostrava que Takamoto precisava voltar.

O brilho que antes havia perdido, a força que duvidava que tinha, aos poucos os reais sentimentos do ruivo retornavam, não era somente culpa que sentia, a raiva se tornava fogo percorrendo todo o seu corpo. Ele somente tinha que fazer o que sempre fez com todos aqueles sentimentos, usar para se impulsionar e ir fazer o que achasse ser o correto, Max não gostaria que se abalasse por sua morte, o azulado tinha razão, este não era o momento para ficar parado.

O ruivo voltava a si mordendo os lábios e engolindo em seco, suas lágrimas desciam com facilidade até o queixo, tinha escutado seu irmão e reconhecia a situação. - Certo. - Afugentou a tristeza, fechou os punhos com força e gritou em direção a Karthus antes de disparar contra a criatura, o velho havia falado demais para alguém que possuía quase toda a culpa. - Trate de tratar dessa garota em primeiro lugar, não quero ver mais sangue derramado! Eu me encarrego de levar o inferno até a criatura! E quando eu voltar, é melhor estar preparado Karthus, pois se Max estiver morto, eu, eu.. - Seus olhos beiravam a de uma assassino, no entanto, não havia uma intenção assassina já que ele não era um. O regente deveria ficar preparado para receber muito mais do que essas palavras rudes, pois se seu companheiro não tivesse mais vida quando acabasse com o jacaré, poderia ser que o Don Karthus tivesse que enfrentar o diabo.

Seu corpo todo se aquecia, Takamoto atiçava seus músculos e fisgava sua mira em um único alvo, a besta seria caçada pelo próprio demônio como Ares sempre fala. Poderia ser o começo da lenda do Diabo Ruivo, sabendo que a criatura estava em vantagem de distância,  boxeador sabia que teria de encurtar seu caminho e olhando para seu irmão se concentrando pensou em uma coisa. - Blum! - Pulou em direção a ele, já tinham praticado essa manobra antes, o garoto possuía grandes habilidades acrobáticas além de ter aprendido os fundamentos do Taekwondo, o ruivo chutava com força as espadas enquanto Blum o direcionava em direção ao jacaré. O avanço seria efetuado na tentativa de alcançar ou chegar próximo do animal, a força de Lisandro já não era mais comum e dado todas as circunstâncias, ele excedia seu limite transformando toda seu sentimentalismo em energia.

Você. Não. Vai. FUGIR!!! - Um monstro enfrentando outro, alcançando ou chegando perto, o lutador já iniciaria seu desfecho com velocidade máxima dado sua aceleração, se tivesse a calda do jacaré a sua disposição, seguraria com força, mesmo que todas as veias dos seus braços rompessem, não deixaria que o jacaré escapasse. - UAAAAAAAAAAAAAAH! - Agarrando o rabo com os dois braços e colocando todo seu peso para frente, era hora de fazer o mesmo que o jacaré fez com ele, jogar ele para bem longe ou direcionar o corpo da criatura para outra direção além da caverna, Takamoto queria ficar entre a caverna e o jacaré, se a o rabo não fosse o alvo, teria que apenas impedir que a criatura de se locomover lhe dando um forte direto para o fazer rodopiar para os lados.

Aquilo não seria mais uma luta, o ruivo estaria preparado para efetuar um massacre. - É melhor cuspir o Max antes que seja tarde demais. - As veias saltavam de sua testa, seu rosto se avermelhava e seus olhos ficavam mais animalescos dado sua agressividade, não se tratava de intimidação, era apenas seu instinto. Esperava que a fera o atacasse, suas balançadas de rabo não funcionariam mais, Takamoto as pegaria para puxar o animal para si e disparar diversos socos em seu abdômen, se tentasse o devorar ou morder, levaria um gancho para levantar todo o seu ser, se tentasse alguma patada teria seus membros quebrados após o cozinheiro os bloquear com ambas as mãos e os apertar ao ponto de quebrar cada osso do animal.


Offs/Objetivos:
 

Histórico:
 

Offs ao Avaliador:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Handa
Membro
Membro
Handa

Créditos : 6
Warn : O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 8010
Data de inscrição : 20/02/2019
Localização : Farol

O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 EmptySab 16 Jan 2021, 00:00

The Battle is to The Strong


Finalmente a hora de enfrentar a criatura demoníaca conhecida como Sobeke havia chegado, e mesmo não me sentindo 100% preparada, era hora de encarar meu destino e decidir de uma vez por todas se era digna ou não. Aquela era a batalha para os fortes, se eu não pudesse vencer aqui não seria capaz de atravessar o resto da Grand Line.

Tendo avançado um pouco, finalmente fitava o local aonde o crocodilo deveria estar, porém sua presença ali era nula e com o pouco que era possível enxergar tudo que conseguia perceber eram caminhos, que por alguns segundos me fizeram ter um certo medo. "Então vamos ter que nos separar para encontrar com ele? Será que ele havia criado alguma estratégia para nos derrubar se irmos pelo mesmo caminho?" era o pensamento que mais me deixava aflita, no entanto aquele pensamento foi respondido com um homem surgindo e temendo por sua vida, enquanto Sobeke vinha atrás, porém o monstro parecia machucado e mais fraco do que quando lhe encarei a primeira vez. Teria sido isso algum tipo de ajuda divina? Quem sabe. O que importava agora era que tínhamos mais chance contra ele, e com isso, rapidamente puxava a espada que me havia sido concedida. "Ainda tenho muito para aprender, mas infelizmente tenho que deixar isso pra depois. Por favor, não quebre agora!", sem dúvidas, a arma quebrar seria meu maior problema naquele instante, porém ainda deveria me manter lutando não importava os obstáculos.

Enquanto todos cercavam Sobeke, dei uma forte respirada e coloquei a espada em posição. Com o que havia aprendido antes, a melhor forma de se enfrentar um inimigo mais forte do que você é fazer com que ele desça para o seu nível, logo, precisava deixar o crocodilo o mais incapaz de lutar possível. Primeiramente iria esperar por uma abertura, aguardando que Sobeke atacasse um dos meus aliados ou que um deles atacasse o monstro, e com isso iria correr na direção do réptil utilizando de minha aceleração para pegar o máximo de impulso possível e saltar até sua cabeça, de preferência quando sua boca estivesse fechada, e, com a espada em mãos, iria perfurar o olho do monstro para que pudesse reduzir sua capacidade de ver ou lançar golpes contra nós. Tendo feito isso, tentaria puxar minha espada de volta e correr pelo corpo da criatura, me afastando de sua mandíbula. Se possível, tentaria me manter encima dele o máximo possível e desviar de eventuais ataques com o rabo pulando para cima ou me abaixando. Então, caso o monstro ainda não tivesse me jogado para fora dele, tentaria avançar na direção de sua cauda e tentaria atravessar a arma nela, ou pelo menos fincar a espada de alguma forma. Com isso, iria me afastar e esperar novamente por alguma abertura, e quando o animal não estivesse prestando atenção sobre mim, pularia e buscaria acertar um golpe diretamente aonde eu deixei a lâmina em sua cauda, tentando prender ela ao máximo no rabo de Sobeke e causar a maior quantidade de dor possível.

Não tinha pretensão de ser atacada pelo crocodilo enquanto realiza tudo aquilo, já que ele provavelmente teria mais atenção nos outros homens ao redor, porém ainda era necessário prestar atenção nisso. Utilizaria do máximo de minha audição para ouvir o animal abrindo ou fechando a boca, andando ou movendo sua enorme cauda contra mim e tentaria desviar o mais perfeitamente possível, seja utilizando de saltos, me abaixando, ou apenas correndo o mais rápido possível. Não podia me deixar machucar naquela situação, visto que ainda não havia me recuperado completamente.

Objetivos:
 

Histórico:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Razard
Civil
Civil
Razard

Créditos : 27
Warn : O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 10010
Masculino Data de inscrição : 27/06/2012
Idade : 25
Localização : Alem do Horizonte

O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 EmptySab 16 Jan 2021, 21:50



TAKAMOTO & BLUMAYDEN




Poucas coisas haviam sido difíceis de digerir como a cena que os irmãos tinham acabado de presenciar. Não havia palavras para descrever o que tinha acontecido, porém uma coisa era certa, aquilo não iria sair de graça! Assim que os dois irmãos se recuperaram do choque, eles agiram de imediato e realizaram uma ação em conjunto para tentar parar o arranque do jacaré.

A ação era bem pensada e muito bem executada. Com uma excelente coordenação eles agiam em sincronia onde o ruivo precisava apenas gritar o nome de seu irmão para que ele já soubesse o que fazer! E assim ele o fazia! Usando as espadas de Blum como apoio e, acumulando a força que o espadachim aplicava, Takamoto se lançava com força para se aproximar do bicho que tentava fugir. A força do movimento era suficiente para lançar o ruivo até bem próximo do animal, precisando de apenas mais um impulso que era rapidamente realizado pelas pernas treinadas do rapaz.

Como a fera ainda estava engatando e ganhando força para fugir, ele não tinha conseguido atingir sua velocidade máxima ainda, dando aos irmãos a chance de agir como queria, ou quase isso. Takamoto conseguia agarrar a cauda do animal como ele havia planejado e aplicando toda sua força naquele agarrão ele conseguia parar o movimento do jacaré. A força usada era tão grande que as veias de seus braços saltavam ao bombear o sangue, porém era somente isso que ele conseguia fazer. O jacaré parecia ser tão forte quanto o ruivo e ele ainda tinha uma vantagem natural de ter OITO pernas que o prendiam com força no chão.

Entretanto, aquela ação dava tempo o suficiente para que Blumayden se aproximasse e com precisão fizesse um corte em uma das pernas da besta fera. O corte não era extremamente profundo, porém acertava a articulação de uma das pernas da criatura. Assim que o corte era feito, o jacaré abria a boca para produzir um som de dor ao mesmo tempo que o sangue do réptil jorrava da ferida recém provocada!

Novamente aproveitando a oportunidade, Takamoto se adiantava no momento de dor da criatura para passar por duas pernas do bicho e aplicar um golpe direto onde seria as costelas do bixo. Um soco potente que acertava em cheio a criatura e a fazia saltar do chão com o impacto. Ao dar o soco, Takamoto conseguia sentir a densidade dos músculos e da pele resistente da criatura e até mesmo sua mão sentia o impacto, como se ele estivesse socando o próprio ferro! Ainda assim, a criatura sofria e o ruivo sabia o porquê: ele havia rachado e possivelmente quebrado alguns ossos do bicho!

Era nítido que a criatura sentia uma dor extrema e que ela logo iria atacar, porém, ela não fazia isso! Muito pelo contrário, ela usava todas as suas forças para fazer algo improvável! Flexionando os oito “joelhos” dela, a criatura dava um salto para fugir dos dois irmãos. O salto era tão alto quanto o que Takamoto havia feito para se aproximar dela, porém, ambos os lutadores conseguiam ver que aquilo não era nem de longe a capacidade máxima da criatura de saltar, pois, além ter uma perna praticamente inutilizada pelo corte de Blum, ela estava com alguns ossos quebrados! Ainda assim ela conseguia fazer aquela façanha e se colocava a dezenas de metros de distância dos rapazes. Depois de "aterrissar", ela não pensou duas vezes e começou a correr na direção das várias entradas de cavernas que havia na montanha! O salto havia sido tão grande que ela estava praticamente na entrada de uma caverna e nos próximos segundos ela já estaria dentro!

Takamoto e Blum não haviam pensado nessa possibilidade, portanto acabavam ficando sem reação enquanto viam a criatura abrir um grande terreno de distância. Por mais que eles quisessem, com aquela distância eles não conseguiriam alcançá-la apenas correndo atrás dela e muito menos conseguiriam fazer a mesma técnica novamente. Por um breve momento, eles viram a chance de vingar Max fugir do alcance deles e por isso começaram a ficar ainda mais frustrados, No entanto, eles não contavam com uma coisa!

- QUAAAAACK! - O grito da pata surpreendeu os dois, mas eles ficaram ainda mais surpresos quando a pata fazia um movimento ágil para passar o pescoço por baixo das pernas deles, um de cada vez, no meio de sua corrida e colocar ambos em sua garupa! - QUAAAAAAAACK! - Gritava mais uma vez o animal que arrancava com toda força para perseguir o jacaré gigante. A velocidade da pata era tão grande que quase jogava ambos os irmãos para trás em sua arrancada, mas eles conseguiam se segurar a tempo e evitar tamanho embaraço.

As passadas ágeis e pesadas do animal mostravam o que ela realmente sabia fazer e aos poucos vocês viam a distância sendo reduzida! Porém, contudo, todavia e entretanto! Por mais rápida que a Pata fosse, ela estava carregando duas pessoas e por isso ela não conseguia ser tão rápida assim! Dessa forma, o Jacaré tinha sua chance de entrar nas cavernas e ali ele estava em seu habitat natural! Por algum motivo a pata não parecia intimidada por entrar no ambiente da criatura e o seguia de imediato, entrando na caverna um pouco depois dele.

Assim que entravam no túnel, a luz reduzia drasticamente a ponto de vocês nem mesmo saberem para onde estavam indo. Vocês estavam completamente à mercê da pata de conseguir seguir o caminho correto, a menos que fossem realmente fazer algo para ajudá-la. Correndo pelo túnel, vocês não sabiam muito bem aonde a pata levava vocês, mas percebiam que ela estava seguindo algo. A criatura já não estava mais aos seus olhos, na verdade poucas coisas estavam dentro daquela caverna escura, porém vocês notaram a pata parar por um momento e abaixar a cabeça na direção do chão antes de retomar uma corrida rápida. Sim, ela estava tentando seguir o bicho pelo cheiro do sangue que jorrava da ferida que Blum havia feito! Além do cheiro do sangue, era possível ouvir a movimentação da criatura pela caverna e assim vocês seguiram por terríveis horas e mais horas de perseguição pela escuridão!

~ Algum tempo depois ~

Mais uma vez vocês sentiam a frustração aumentar à medida que o tempo da perseguição passava. Por alguns momentos vocês não conseguiam escutar nada e apenas seguiam entrando em túneis confiando na habilidade da pata em se localizar. Depois de MUITO tempo entrando na montanha, vocês finalmente ouviam algo e era algo assustador! Por mais que vocês soubessem que ela estava ferida, o som era aterrorizante e parecia ficar ainda mais quando ecoava pela caverna. A parte boa é que o som não parecia estar longe e vinha de um túnel logo ao lado de vocês. Isso significava que o monstro estava perto!




ARES




Não havia muito tempo para pensar em estratégias naquele momento. A criatura aparecia perseguindo um dos membros daquela tribo da caverna e logo todos os guerreiros saiam em ajuda do companheiro. A verdade era que se ele quisesse só fugir, ele teria conseguido chegar na fenda que vocês estavam, pois o Sobeke chegava somente alguns segundos depois, mas ele chegava! E como chegava!

Apesar de estar completamente ferido, a enorme criatura ainda mantinha o olhar intimidador na direção do grupo que saia da fenda e colocava seus escudos em frente ao corpo. Hitvall se posiciona ao centro do grupo e, antes de dar o comando verbal, o líder da tribo olhava na sua direção para acenar positivamente com a cabeça. Aquele era um sinal de que ele iria tentar fazer o máximo para segurar a criatura para que você tivesse a oportunidade de atacar!

Ao notar a movimentação dos guerreiros, a criatura que sangrava pela testa e pela boca, soltava um rugido intimidador! O rugido dela era tão forte e impactante que você sentia o vento empurrar vocês para trás levemente. O som que reverberava pelas paredes ensurdecia você por um momento e o fedor de morte que vinha do hálito dela quase lhe fazia vomitar toda a gororoba que você havia comido, mas você se mantinha firme e de pé!

O rugido dela não só afetava você, ele afetava a todos os homens que até mesmo paravam de correr na direção da criatura com medo dela, mas Hitvall estava ali para liderar aqueles homens. - Não se deixem abalar, homens! Nossa Yaretzi luta ao nosso lado! - Ao falar aquilo, todos olhavam na sua direção e a viam segurando a espada e em modo de combate. Com a visão e inspiração de Hitvall, eles se enchiam de motivação e, em seguida, batiam as lanças no escudo que seguravam. - Hu-hu-hu-hu-hu-hu…. - Em conjunto com os sons das armas, eles faziam sons com a boca e criavam um efeito sonoro que, também com ajuda das paredes da caverna, ecoavam e de certo modo intimidavam o jacaré. Eles haviam mostrado que estavam prontos para lutar!

Desnorteado com aquela reação, o jacaré recuava um único passo e aquilo era mais do que o suficiente para inflar e explodir a força dos homens. Eles avançavam de vez, cercando a criatura de todos os lados e colocando-a contra a parede da caverna. Apesar de estar de costas para a parede, a criatura estava no meio de um túnel e, portanto, tinha uma possível escapatória para ambos os lados. Felizmente essa não era a decisão tomada pelo monstro e logo a luta começou!

Sendo atacada de todos os lados e ângulos possíveis, a criatura tentava lutar mas não conseguia acertar nenhum ataque por conta da pressão que estava sofrendo. Por mais que eles não fossem exímios guerreiros, a falta de habilidade  era compensada pelos números e pela força de vontade deles. Além disso, era nítido que o monstro já não estava mais em uma situação confortável e a cada segundo e ataque ela tentava, mais sangue escorria.

Ares por sua vez aguardava o momento certo para atacar. A princípio ela apenas estava segurando a espada sem uma postura concreta e sem muita segurança, parecendo até que havia esquecido os ensinamentos devido ao calor da batalha. Observando a movimentação da criatura e dos guerreiros, ela tentava procurar por uma brecha até que finalmente encontrava.

O momento não era dos mais belos, pois a criatura abria um flanco inteiro para abocanhar um dos guerreiros e cabecear outros que estavam ao lado da vítima, mas era naquele movimento que Ares atacava! Correndo com toda sua velocidade, passando pela linha de guerreiros, Ares pulava com a espada apontada a frente de seu corpo e como se fosse uma flecha humana ela perfurava o olho da criatura! A façanha havia dado certo, mesmo sem muito controle, de forma desengonçada e até engraçada, a jovem conseguiu fincar a espada no olho do bicho.

Em reação, o animal voltava a rugir de dor e imediatamente balançava a cabeça para tentar tirar aquela que estava perfurando seu olho. A força que a criatura usava para balançar a cabeça levantava Ares do chão mas, ainda agarrada a espada, ela ainda conseguia se manter presa e, aproveitando que a criatura não conseguia mordê-la, ela subia na cabeça dela. Se apoiando na espada, que continuava presa, Ares conseguia ficar no único lugar onde a criatura não conseguiria atacá-la: bem onde seria a “testa” dela! Ali, a celestial conseguia ver o motivo de tanto sangue estar saindo. Havia uma ferida enorme e exposta!

Tomada pela dor e incomodada com a presença da celestial em cima dela, a criatura se balançava completamente. Saltando, se movendo de um lado para o outro, se debatendo contra a parede. Ela fazia de tudo para tentar tirar Ares dali de cima e, para não ser lançada pela criatura, Ares precisava se agarrar na espada e usava todas as suas forças para lutar e continuar ali em cima.

Apesar disso, não havia muito o que Ares pudesse fazer, mas, estando em uma altura privilegiada, Ares conseguia notar algo vindo do túnel à direita. Algo amarelo vinha em altíssima velocidade do túnel, mas você não tinha certeza do que era aquilo. Seria mais um monstro que havia sido atraído pelo som do rugido da criatura ou um aliado? Bom, não demorou muito para ela descobrir pois se locomovia em uma velocidade surpreendente e pouco depois de ajustar a visão, Ares conseguia ver Takamoto e Blumayden se aproximando montados em um animal bípede correndo a toda velocidade!



TAKAMOTO & BLUMAYDEN - PARTE FINAL!




Depois que a pata ouvia o rugido, ela imediatamente entrava no túnel de onde o som havia vindo e usando toda sua velocidade ela seguia pelo corredor. Aos olhos de vocês iam se ajustando à escuridão do local e agora vocês já conseguiam ver mais ou menos, porém, no que parecia ser o final do túnel, vocês conseguiam ver a presença de uma luz! Era uma luz fraca, provocada por tochas e que revelava algo aos vossos olhos à medida que se aproximavam!

Após alguns segundos de corrida, vocês viram o improvável! A criatura, lutando contra um grupo de homens e com, nada mais nada menos do que a companheira perdida de vocês, pendurada na cabeça do bicho! Assim que a pata via a criatura, ela parecia entrar em algum tipo de frenesi, pois a velocidade dela só aumentava e vocês dois se sentiam uma bala em cima dela! Aquele era o momento perfeito para vocês atacarem pois em questão de segundos vocês entrariam voando por cima da criatura!
Ares:
 

NPCs em Cena:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Meus Link: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Handa
Membro
Membro
Handa

Créditos : 6
Warn : O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 8010
Data de inscrição : 20/02/2019
Localização : Farol

O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 EmptyQua 20 Jan 2021, 18:08

The Battle is to The Strong?


Aqueles homens que lutavam ao meu lado eram mais impressionantes do que havia dado crédito. Em apenas alguns momentos eles conseguiram intimidar a criatura e aumentar a moral de seus companheiros com grande facilidade, porém existia um motivo óbvio para eles estarem presos ali e apenas aquilo não seria o suficiente para derrotar Sokebe, e era fácil de ver o porquê. Mesmo ferido e praticamente derrotado, o enorme crocodilo ainda era resistente o suficiente para aguentar ficar de pé contra todos aqueles guerreiros e não se entregar ao abraço da morte.

Naturalmente isso também se aplicava em sua luta contra mim, que mesmo tendo perfurado um ponto vital do monstro, ainda não era o suficiente para fazer com que o réptil se tornasse menos poderoso. Quase não era capaz de me segurar na espada fincada no olho do animal enquanto ele se balançava para todos os lados, no entanto, aquela posição ainda era vantajosa pelo simples fato daquela criatura ter uma ferida exposta naquele ponto, provavelmente causada pelo que ele enfrentou antes de voltar para sua caverna. Sem pensar duas vezes, enquanto permanecia no topo de Sobeke, iria levantar minha perna e descer ela com toda a minha força diretamente naquele machucado, dando um poderoso golpe em um local frágil. "Isso deve causar algum efeito, espero", um pensamento esperançoso para se ter considerando a resistência enorme daquele monstro.

De repente, consigo ver algo amarelo vindo na direção da caverna aonde estávamos. "Será que algum anjo veio me salvar?", pensei e, honestamente, não poderia estar mais errada. Rapidamente eu era capaz de enxergar a figura completa daquilo que estava vindo e não era um anjo, mas sim um grande demônio - Takamoto! - foi minha primeira reação, porém o que mais me surpreendeu foi a alegria e esperança que surgiram em mim quando aquela figura diabólica apareceu, era quase como se eu pudesse conquistar o mundo naquele instante - Vejam bem, meus seguidores!! Meus companheiros chegaram, e um deles é um demônio tão assustador que esse Sobeke parece apenas uma pequena lagartixa em comparação! - gritei, não me importando com a repercussão de uma deusa estar falando que tem como companheiro um demônio. Com a clareza da situação, iria tentar puxar minha espada e voltar para o chão caso ainda não tivesse sido arremessada até lá.

Objetivos:
 

Histórico:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takamoto Lisandro
Narrador
Narrador
Takamoto Lisandro

Créditos : 98
Warn : O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 10010
Masculino Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 20
Localização : Minha casa

O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 EmptySex 22 Jan 2021, 21:48




O Log que vale Dois Bilhões de Berries
Hora do Pal.



Sua força para fugir era ainda mais forte que a minha para para-lo, forcei tudo de mim para fora na tentativa de acompanhar toda aquela fúria criada dentro de mim, havia perdido tempo demais, me sentia triste, fraco, impotente, precisei da ajuda do meu irmão para iluminar mais uma vez essa minha mente miserável. Dei um péssimo exemplo de irmão mais velho, porém não era hora de se abalar! Não sabia se Max estava morto, nem tudo estava perdido, foi com isso em mente que saltei contra o monstro agarrando sua cauda, não deixaria ele sair ileso.

Blum saltava por cima da fera golpeando com sua espada, o verme ainda tinha muita força nas pernas para não parar, só o desacelerar não era o bastante para mim. Tinha mais o que fazer, faria de tudo por Max, passava entre duas pernas e me deparava com uma carapaça tão dura quanto aço. - Isso não é nada! - Mesmo que meus punhos sangrassem, não pararia minha ofensiva, a dor do bicho era eminente, tinha que continuar a forçando, mas a fera tinha um truque na manga para fugir, foi como um disparo de canhão, conseguiu se lançar para frente com um pulo utilizando todas suas pernas de apoio, era quase o mesmo movimento meu e do meu irmão.

O maldito jacaré conseguia ganhar dezenas de metros em vantagem, não consegueriamos perseguir ele com somente nossos pés. Era uma derrota, bati no chão com meu punho, fios de cabelo cobriam minha expressão de amargura, por mais que eu não quisesse acreditar, Max poderia não resistir aos ferimentos, a maldita fera é poderosa, o anseio por vingança atiçava minha raiva e criava ressentimentos, o peso sobre minhas costas aumentava. - Droga! - Batia mais uma vez no solo, tinha me levantado e mais uma vez havia caído, o quão idiota eu sou? Novamente era salvo, o que sempre esquecia era que ao meu redor tinha amigos e aliados, não precisava aguentar tudo sozinho. - Uoooaaah! - O pato passava entre minhas pernas em conjunto de Blum, se ela não havia desistido, porque diabos eu estava parado pensando em desistir?

Eu não sabia controlar a ave, porém ela parecia saber o que estava fazendo, perseguia arduamente a criatura ao qual guardo tanto rancor, foi nas costas do pato entrando naquela caverna escura que notei, ela também tinha se tornado um companheiro para mim, mesmo depois de todos os infortúnios, foi ela que nos reuniu com Max e Ares, se tinha alguém que estivesse sofrendo mais, talvez fosse essa grandona aqui. - Vamos pegar ele. - Passei minhas mãos suavemente em suas penas do pescoço e me coloquei de prontidão, assim que fisgasse os olhos no jacaré, teria de saltar contra ele. - Blum, vou contar com você, estarei na frente, cuide da retaguarda. A cauda ainda é um problema, corte-a em milhões de pedaços.

Finalmente consegui refrescar minha cabeça, colocar ela de volta no lugar, posso até mesmo perder a calma, no entanto, não irei perder para mim mesmo e me entregar mais uma vez. Mesmo demorando na caçada, escutando um rugido tão assustador, seguir em frente era meu único objetivo, foi assim que encontramos mais uma vez aquela besta.

O florescer da minha reação deixou a imagem borrada de Ares passar quase despercebida, o pato tinha alcançado o pináculo de sua velocidade, mesmo com tanto peso, ela deu seu máximo e não poderia desperdiçar este potencial. - Blum. - Ele sabia que me atiraria para frente como uma bala, pulando do pato, acima do jacaré daria para usar toda essa proporção para estabelecer o melhor dos golpes, quem o havia me ensinado foi o alaranjado, faria valer suas técnicas de taek passadas para mim. Iniciaria um mortal aproveitando da gravidade e peso do meu corpo para girar diversas vezes, miraria na cabeça do jacaré sem que acertasse a celestial que gritava meu nome, não deixaria que mais um dos meus fossem aterrorizados pela fera. Sorria, porém não era de felicidade ou para apaziguar o medo, era mais como um sorriso demoníaco. - Morra!

Próximo de sua cabeça, esticaria minha perna destra para atingir meu calcanhar contra a besta, aproveitaria para empurrar seu pescoço para baixo, não pararia por aí, Ares estava na testa do jacaré e ele tinha um ferimento profundo naquele lugar, Blum talvez tivesse lhe dado esse presente. Um dos globos oculares da besta tinha ido para o saco, era bom saber disso, mas não havia tempo para mais análises, com o impacto manteria minha posição e usaria a própria criatura com base para meus pés. - Isso é pelo Max. - Ergueria o punho para cima, sentia cada fibra do meu braço endurecer, minhas veias saltarem e com com veia saltando da minha testa, esmurraria com prazer essa largatixa! - ORAAAAAAAAAAAAAAH!!!

Se somente um soco não bastasse, efetuaria muitos mais, deixei o médico na minha retaguarda houvesse alguma movimentação pela parte traseira do réptil, seria avisado e teria chance de bloquear e continuar na ofensiva, não largaria minha posição por mais que ele se revirar-se ou tentasse me jogar para longe, fincaria meus dedos em suas escamas e só as arrancando fora para sair de cima dele. Se tentasse me abocanhar tirando meu equilíbrio, teria uma resposta a altura, usaria do mesmo estilo de combate de Max para tirar essa maldita mandíbula de perto, em um chute ascendente para cima viraria sua fuça para o alto e depois daria outro chute horizontal para a fazer recuar.

Se caísse ou não desse mais para ficar em cima do jacaré, iria ao solo encarando aquela quantidade massiva de guerreiros, não sabia ao certo de quem eram eles, porém estavam combatendo a criatura e isto já me fazia ficar ao lado deles.  Em casos de ataque do jaré, lidaria com força bruta rebatendo seus ataques com meus punhos, e protegeria aqueles a minha volta.


Offs/Objetivos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Blum
Designer
Designer
Blum

Créditos : 28
Warn : O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 9010
Masculino Data de inscrição : 27/12/2013
Idade : 19
Localização : Ilha do Gelo

O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 EmptySex 22 Jan 2021, 22:27


Cap. III
O Log que vale Dois Bilhões de Berries

Jacaré VS Caçadores
A Oportunidade

Não podia crer, mas havíamos conseguido achar o paradeiro da fera e, além disso, estávamos numa posição bastante vantajosa. – Não podemos deixar essa chance escapar! – Berrava o ruivo. Acenava com a cabeça, e desembainharia as duas espadas. Não perderia a calma, deixaria que espada expressasse tudo que estava sentido e extravasasse a chama que continha em meu peito.

O momento era perfeito e não podíamos pisar na bola, sabia muito bem o estilo do ruivo e que ele avançaria contra a criatura sem prudência alguma, as possibilidades eram diversas, o jacaré podia sair correndo de novo ou quem saber dar um pulo para desviar desse ataque repentino. Por isso, eu confiava na força dos punhos de meu irmão e sabia que ele não iria errar, então, caso o monstro contra-atacasse ou fugisse, apenas chutaria as costas do boxeador para ele se aproximar do alvo ou desviar de um ataque.

Enquanto a mim? Bem, tinha que ficar com a parte chata do trabalho, enquanto Takamoto chamava a atenção, eu deveria cuidar de sua retaguarda. Era sabido que o monstro poderia a qualquer momento atacar com um seu rabo e, levar um golpe daqueles seria fatal, mesmo de raspão. Logo, devia ser cauteloso e interromper essa ação, entretanto, não sou forte o suficiente para conter tamanho impacto, mas podia confiar em um plano. Quando o ataque viesse, giraria todo meu corpo para desviar, contudo havia uma segunda intenção em meu movimento, queria ficar de frente com a parte de baixo da cauda, ou seja, onde não existia a carapaça do réptil. Apertaria as mãos e cravaria as duas lâminas na criatura, e então arrastaria para baixo as espadas, de modo que ocorresse um corte na horizontal longo.

Se não fossemos atacados, seria o momento perfeito para arrancar de vez o membro da criatura, pois aproveitaria-me do ferimento que foi aberto anteriormente. Então juntando as duas espadas faria uma estocada na região ferida do monstro, caso não fosse possível essa região, tentaria mirar em alguma articulação do animal, a fim de deixá-lo indisposto para lutar.

De qualquer forma, estaria sempre atento para desviar de qualquer ataque não previsto da fera, sempre colocando minhas duas espadas na frente a fim de bloquear o golpe e então tentando girar ou mover o corpo para o lado oposto do ataque.


Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________


LEGENDAS:
Falas #0066FF | Pensamentos - #FF6600
-''Arroz'' ~
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Razard
Civil
Civil
Razard

Créditos : 27
Warn : O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 10010
Masculino Data de inscrição : 27/06/2012
Idade : 25
Localização : Alem do Horizonte

O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 EmptyDom 24 Jan 2021, 22:42



NARRATIVA



De cima da cabeça do jacaré, Ares conseguia ver a aproximação veloz de seus companheiros Takamoto e Blumayden! Eles vinham montados na pata que corria em uma velocidade surpreendente e, por isso, a pequena celestial deveria agir rápido. Depois de conseguir se manter na cabeça do Sobeke por tanto tempo, ele estava cansado e parado de se mexer de um lado para o outro. Ares sentia que ele estava cedendo cada vez mais e que seu fim estava próximo e, aproveitando que ele havia parado, ela avistava a ferida do animal e dava um chute forte bem naquele local.

Em reação, o Sobeke grunhiu de dor mais uma vez e, longe do que Ares esperava, balançou a cabeça com força para um dos lados. Aquela ação fez com que a celestial fosse arremessada contra parede da caverna com força. Ela que também já estava debilitada das lutas daquele dia, sentiu o impacto com muita força, retirando o ar de seus pulmões e quase fazendo-a desmaiar. Ao bater na parede da caverna, ela caia em seguida e conseguia ver o animal virando na direção dela. Ele poderia estar quase morto, mas ainda assim, ele estava se mexendo e olhando diretamente para a celestial que já não tinha mais forças nem para se levantar! Aquele provavelmente seria o fim, se seus companheiros não tivessem chegado na hora certa.

Quando o jacaré virou para Ares, o pato passou correndo, com Blum ainda montado nele, pelo lado do bicho enquanto o ruivo pulou por cima da criatura. A cena toda foi extremamente rápida, mas aos olhos de Ares e dos homens que lutavam, aquilo pareceu se mover em câmera lenta. Executando alguns mortais no salto, Takamoto descia com um chute usando o calcanhar do pé e acertando o animal bem na cabeça dele. O golpe por si só era o suficiente para fazer o animal soltar mais um grito de dor e se tremer por inteiro, mas além disso, ele revidava.

Ao receber o primeiro golpe, o jacaré tentava desesperadamente dar uma rabada nos homens que tentavam cercá-lo, porém, Blum estava lá para impedir aquilo. Ainda no começo do movimento, o espadachim agiu com velocidade para passar por baixo do rabo do animal e conseguiu cravar as espadas e segurar o rabo dele. Como ele não era exatamente provido da mesma força do irmão, o médico cravava as espadas na base do rabo do animal, o impedindo de conseguir movê-lo e assim dando a abertura para seu irmão agir novamente.

Takamoto agora ocupava o lugar que Ares estava a segundos atrás. Em cima da cabeça do animal, bem entre seus olhos, o ruivo nem sequer analisava a situação do jacaré, que estava a um fio de perder a vida, e aplicou um soco com toda sua força. O soco era tão forte que o impacto gerava um barulho forte de explosão dentro do crânio do animal e uma onda de ar saia do impacto. De longe, aquele havia sido o soco mais forte que ele ja havia dado em toda sua vida. Regado com a raiva e sentimentos pela perda recente do seu amigo, o ruivo não queria saber de mais nada além de acabar com aquele bicho de uma vez por todas!

E aquilo havia finalmente acontecido! Aquele era o ponto final. O soco havia afundado o crânio do animal gigante e espirrando sangue para todos os lados. Porém, algo estranho havia acontecido. Após usar tanta força no soco, a onda de ar do impacto havia, de alguma forma, arrancando as calças e os sapatos do cozinheiro, deixando-o somente de roupas íntimas em cima da cabeça do jacaré enquanto todos observavam pasmos.

A cena era de fato chocante, ninguém esperava por aquele desfecho, mas finalmente o grupo estava junto novamente. Ares no canto da caverna, escorada na parede, sem forças e toda machucada. Takamoto em cima do jacaré semi desnudo. E Blum segurando o rabo do bicho e coberto de sangue. Além deles, a pata também olhava com espanto para o ruivo e o grupo de soldados, que vestiam roupas tribais, observavam completamente pasmos a derrota do animal sagrado para um homem só de cueca. - Pro-protegam a Yaretzi desse demônio nudista! - Gritava o homem que Ares conhecia como Hitvall e que para Blum e Taka era apenas um homem com um penacho enorme na cabeça.

Ares:
 

NPCs em Cena:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Meus Link: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Blum
Designer
Designer
Blum

Créditos : 28
Warn : O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 9010
Masculino Data de inscrição : 27/12/2013
Idade : 19
Localização : Ilha do Gelo

O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 EmptyTer 26 Jan 2021, 20:48


Cap. III
O Log que vale Dois Bilhões de Berries

Jacaré VS Caçadores
A Oportunidade

Colocava as duas mãos sobre o joelho e tentava recuperar o folego, ainda não tinha caído a ficha, mas de alguma forma conseguíamos levar a besta para vala. – Acho que nunca tive uma roupa tão suja assim. – Pensava ao reparar no estado que se encontrava minhas vestes. Enfim, erguia a cabeça e observava ao redor e conseguia ver uma cena mais extravagantes ao longo dessa jornada, e não era a cabeça do animal estraçalhada, mas sim o caçador que havia executada a besta, era Takamoto, o nudista.

Olhando ao redor e conseguia ver vários... O que são eles mesmos? De qualquer forma, eles apresentavam um pouco de hostilidade por conta do meu irmão está só de cueca. Também percebia que nossa amiga estava bem, mas acho que não é a melhor palavra, digamos que segura, eu devia ver seu estado agora, porém tinha algo a ser feito antes.

- Ei seu taradão, toma ai! – Tiraria meu sobretudo e jogaria ao sem vergonha. – Que diabos? Não sei se fico impressionado pela força do cozinheiro ou pelo fato de tudo acabar de uma forma completamente diferente do esperado. – Mas enfim, parecia que tudo havia do acabado e tínhamos uma pendência muito importante antes de resolver qualquer mau entendido. O ruivo olhava para mim e já sabia o que o mesmo iria dizer, então pediria ajuda do boxeador para virar a criatura. Sabia que o estomago de um réptil é bem diferente de um ser humano, mas praticamente deve ficar na mesma localização, dessa forma, pegaria as duas katanas e abriria a barriga do monstro.

Meus nervos estavam a flor da pele, não sabíamos se iriamos ver nosso companheiro vivo ou morto, uma parte de mim já aceitava que não havia mais o que fazer, porém outra enxergava uma luz na escuridão, um raio de esperança deixava-me ansioso para vislumbrar o final dessa história.

Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________


LEGENDAS:
Falas #0066FF | Pensamentos - #FF6600
-''Arroz'' ~
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takamoto Lisandro
Narrador
Narrador
Takamoto Lisandro

Créditos : 98
Warn : O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 10010
Masculino Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 20
Localização : Minha casa

O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 EmptyQua 27 Jan 2021, 17:37




O Log que vale Dois Bilhões de Berries
Hora da tristeza final.



Não havia nada melhor do que extravasar sem limites, cada golpe foi lançado com toda minha força e minha mente explodindo de tanto ressentimento e determinação, não poderia deixar que uma besta ao qual feriu meu amigo fosse capaz de viver sem pagar pelos seus pecados. Foi assim que finalizei a criatura apreciando toda a cena, a morte e o sangue espirrando sobre mim trouxe um sentimento vazio de vitória, por mais que tivesse vingado Max, poderia ser que meu amigo não estivesse mais entre os vivos. Não liguei para as roupas as quais perdi devido ao meu grande esforço, estava cansado, não de corpo, mas de alma, porém tinha que continuar sendo forte não por mim, mas por Blum e Ares.

Ares ainda não sabia do desfecho do alaranjado, seria rude da minha forma falar de imediato, porém ela precisava saber o quanto antes, a verdade servida fria tinha o pior dos sabores. Tomava cuidado ao tombar do jacaré, todas os guerreiros pareciam perplexos enquanto Blum assimilava o que tinha acontecido, parecia que eles eram aliados de Ares já que me chamavam pelo apelido que a mesma me deu, o demônio, só a parte do nudista estava errada, eu nem tava nu. Tô semi-nu.

Relaxei por um segundo vendo que Ares estava viva, inspirei e soltei o ar, meu irmão me deu seu manto para cuidar das partes baixas, fiz um nó e parecia que estava usando uma saia. Olhei para ele, precisa ter a confirmação de uma coisa, por mais que não quisesse acreditar, tinha que ver com meus próprios olhos, teria que abrir a barriga do réptil para obter a resposta final sobre o paradeiro de Max.

Tudo havia sido muito rápido, Max realmente foi ferido, porém queria acreditar que não estava morto, antes de virar a criatura, iria novamente até o crânio do jacaré e por sua vez, para que nunca mais acordasse ou fingisse sua morte, perfuraria completamente sua cabeça com meu punho, não acho que possa fazer algo com seu cérebro esmagado, assim viraria o corpo do jacaré. Ares teria que esperar alguns segundos, veria também o resultado de um fatídico acidente. - Ares, pode se virar e falar com estes sujeitos que somos amigos, eu o Blum precisamos fazer algo. - Faria um breve pedido.


Offs/Objetivos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Handa
Membro
Membro
Handa

Créditos : 6
Warn : O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 8010
Data de inscrição : 20/02/2019
Localização : Farol

O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 EmptySeg 01 Fev 2021, 00:55

The Battle is to End


Sobeke era uma criatura tenebrosa, mas com a chegada de meus companheiros era difícil de sentir medo, afinal de contas, o próprio diabo havia chegado. Não sabia se aquilo era algo bom ou não, mas se tinha alguém capaz de lidar com uma criatura infernal como esse crocodilo, era ele. Neste impulso de coragem coloquei todas as minhas forças em um golpe na cabeça do monstro, diretamente em seu suposto ponto fraco, e, claramente, meu ataque havia tido efeito por conta disso. Com a dor que sentia, o jacaré me lançava na direção de uma das paredes da caverna e meu corpo era derrotado pela enorme estrutura rochosa. Por muito pouco não havia desmaiado, no entanto, não conseguia me mover e Sobeke estava olhando para mim, claramente se preparando para saborear seu jantar.

Porém, naquele momento, o Diabo Ruivo e o Homem Azul atacavam com tudo que podiam, em especial o Diabo lançando um ataque tão poderoso que nem mesmo suas próprias roubas aguentaram o impacto, rasgando, e deixando ele praticamente sem roupa. Não tinha mais energia para achar se aquilo era correto ou não, apenas conseguia sorrir e ter a felicidade de não só ter me reunido com eles novamente como também de ter sobrevivo ao embate com o monstro que impedia um povo inteiro de seguir em frente. "Acho que não consegui manter minha promessa de guiar este povo para fora daquela situação, mas acho que tudo saiu bem no final. Obrigado meu pai, fazendo com que até o demônio ouvisse sua vontade e ajudasse sua filha"

Não muito após isso, o Ruivo era atacado pelos guerreiros que estavam comigo. Bom, era de se esperar, visto a forma como apresentei ele e as roupas se tornando pó. - Ei, não precisam fazer nada com ele, já falei que é meu companheiro. Além do mais, viram o que ele fez com o Sobeke? Vocês não vão durar muito lutando contra esse demônio - por mais que as palavras fossem um pouco duras, eu sentia que eram necessárias para aquela ocasião. Eles estavam livres finalmente, não podiam sair por aí arranjando briga com quem aparece na frente deles. Apesar que logo me caía a ficha, visto que eu olhava ao redor e não conseguia ver aquela figura laranja que eu havia me sacrificado para tentar salvar.
 - Ei, o que houve com a Criatura Laranja?

Objetivos:
 

Histórico:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Razard
Civil
Civil
Razard

Créditos : 27
Warn : O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 10010
Masculino Data de inscrição : 27/06/2012
Idade : 25
Localização : Alem do Horizonte

O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 EmptyQua 03 Fev 2021, 01:09



NARRATIVA




O grande Sobeke finalmente havia sido derrotado, mas o custo dessa missão havia sido grande demais. Começando por Ares, a celestial sentia todo seu corpo dolorido, sem força e coberta de sangue que escorriam das feridas provocadas pelo mascarado. Se não fosse a ajuda dos guerreiros que a idolatravam como a deusa que ela pensava ser, ela com certeza não conseguiria nem mesmo ficar de pé.

Além de Ares, outras pessoas ali tiveram destinos piores. Olhando em volta, era possível ver o corpo de outros 3 guerreiros estirados no chão da caverna e sem vida alguma. Esses guerreiros não tiveram a mesma sorte de Ares e, mesmo enfrentando o animal ferido, a morte havia encontrado eles.

E por falar em morte, Takamoto e Blumayden já eram uma história diferente de todos. Eles não estavam feridos fisicamente como Ares, ainda que tivessem sofrido escoriações leves das rabadas que levavam, porém era visível nas expressões deles o quanto eles sofriam. Seus verdadeiros ferimentos não estavam em seus corpos, mas sim em suas mentes com a possível morte precoce de seu companheiro e era isso que eles queriam descobrir de uma vez por todas.

Depois de confirmar que Ares estava “bem”, eles precisavam confirmar, ou torcer para não confirmar, o que os olhos deles viram a poucas horas. Takamoto e Blum estavam completamente focados naquela tarefa e simplesmente deixavam de lado qualquer outro assunto de menor importância.

Com a força de um demônio, como dizia a própria Ares, o ruivo levantava o Sobeke sem muitas dificuldades. O fato chamava a atenção dos guerreiros que ajudavam Ares e recolhiam os corpos de seus amigos e familiares que não tinham resistido à batalha. Com o corpo do jacaré gigante deitado de lado, Blum sacou suas espadas mais uma vez e com uma precisão incrível ele usava suas habilidades cirúrgicas para abrir a barriga do réptil.

Ao fazer aquilo, um cheiro horrendo tomava a sala por inteiro. Blum havia conseguido com sucesso abrir o que seria o enorme estômago do bicho e por alguns minutos as primeiras coisas que saíam dali não eram nada agradáveis. Primeiramente, um líquido viscoso saiu junto de sangue e sabe-se lá o que mais. Somente após o liquido sair por inteiro, algo chamou a atenção de todos que viam a cena.

De repente um braço começou a sair da barriga do animal. Ainda que sem movimento, o braço não estava solto e o resto ainda estava dentro da barriga do jacaré. Enquanto Takamoto segurava o corpo morto do jacaré para não virar de barriga para cima ou para baixo, Blum puxava, ainda com esperança, e dali saía o que eles procuravam: o corpo de seu amigo!

Assim que Blum puxava, o corpo era expelido e caía na pedra fria da caverna. Assim como a pedra era fria, o corpo do homem estava completamente frio, sem movimento, com graves feridas espalhadas pelo corpo e com a pele inchada e pálida. Os olhos treinados do medico sabiam o que aquilo significa, porém, seu corpo se movia conta sua vontade e com todas as forças ele tentava fazer os primeiros socorros em uma última tentativa de reanimar o seu amigo. Os esforços de Blum duravam alguns minutos e todos assistiam em silencio, ainda com esperança que desse certo, porém....




...aquele era definitivamente o fim para Max.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Meus Link: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 7 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O Log que vale Dois Bilhões de Berries
Voltar ao Topo 
Página 7 de 8Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Grand Line - Paradise (Paradaisu) :: Farol-
Ir para: