One Piece RPG
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia!
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 Emptypor Far Hoje à(s) 22:00

» Cap 4: O Silêncio dos Inocentes
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 Emptypor Akuma Nikaido Hoje à(s) 21:37

» Livro Um: Graduação
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 Emptypor ADM.Noskire Hoje à(s) 21:12

» [Kit] Silver Ash
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 Emptypor rafaeliscorrelis Hoje à(s) 20:53

» O Log que vale Dois Bilhões de Berries
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 Emptypor Blum Hoje à(s) 20:48

» Seagull Newspaper - A alegria floresce em Parthenon.
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 20:39

» O que me aguarda em Ponta de Lança? Espero que belas Mulheres, hihihi
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 Emptypor Pippos Hoje à(s) 20:09

» [mep] Luna
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 Emptypor lunabrag Hoje à(s) 19:46

» [mini-luna] Afiando
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 Emptypor lunabrag Hoje à(s) 19:44

» Tony Redstorm
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 Emptypor Dante Hoje à(s) 18:26

» Ep 1: O médico e o marinheiro
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 Emptypor Rangi Hoje à(s) 18:22

» 2° Versículo - Return in Peace!
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 Emptypor ADM.Kiodo Hoje à(s) 17:59

» Sonny Delahunt
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 Emptypor Shogo Hoje à(s) 17:31

» [FICHA]Zeus
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 Emptypor Thomas Torres Hoje à(s) 17:02

» Making Wonderful Land a Real Wonder
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 Emptypor Achiles Hoje à(s) 16:18

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 Emptypor Kyo Hoje à(s) 16:00

» Lilith BlackWater
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 Emptypor Skÿller Hoje à(s) 15:50

» Ato 157: Se eu quisesse tua opinião, Eu tirava na Porrada
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 Emptypor K1NG Hoje à(s) 15:04

» Ato III: Not Fast but Furious
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 Emptypor Yamazaki Raizo Hoje à(s) 14:36

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 Emptypor DarkWoodsKeeper Hoje à(s) 12:16



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 O Log que vale Dois Bilhões de Berries

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 71
Warn : O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : Fishman Island

O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 Empty
MensagemAssunto: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 EmptySab 10 Out 2020, 13:43

Relembrando a primeira mensagem :

O Log que vale Dois Bilhões de Berries

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) caçadores de recompensa Takamoto Lisandro e Nakamura Blum e dos(as) civis Max Evans e Ares Coldwood. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Takamoto Lisandro
Narrador
Narrador


Data de inscrição : 29/12/2013

O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 EmptySex 06 Nov 2020, 22:52




O Log que vale Dois Bilhões de Berries
Caraca.



Tudo ia bem, minha sobremesa estava na mesa de Karthus, só faltava ele tascar um pedaço dela em sua boca para a aposta pender para o meu lado, eu ganharia isto de lavada, não ficaria para trás, não perderia para meu velho mais uma vez. Estava preparado para retirar minha faixa branca de minha testa e falar minha famosa frase “Não foi nada!” com todo meu empenho, porém algo surgia, era uma ruiva vestindo trajes especiais parecendo estar em algum festival obscuro, sentia uma pontada em meu peito, seus cachos lembravam vagamente de minha mãe, ela por sua vez também havia feito uma aposta com o regente do Farol. Em uma de suas mãos, uma pilha de biscoitos com coloração avermelhada, o aroma não me era estranho, por mais que conhecesse quase todos os ingredientes dos Blues, recordava vagamente deste aroma.

A mesma tinha um desafio parecido com o meu, ela se aproximava e lançava meu braço em seus seios, joguei meus olhos em direção ao alto enquanto sentia uma pele macia e quente, o volume era ideal. - Ah! Se sua aposta é mais antiga, pode ficar a vontade a tomar a frente, não tem problema. - Afirmei coçando a nuca, porém tinha um problema no que ela havia falado, o Don? Ela conhecia o cowboy mais descarado dos mares? Era inusitado, porém não impossível, Karthus conhecia a garota e não tinha o porque de desesperar para minha sobremesa ser a primeira, o meu prato estava delicioso, ele poderia até mesmo sentir a diferença entre habilidades entre mim e a ruiva.

Claro, pode me dá um desses biscoitos. - Gostaria de provar e lembrar de onde era aquele aroma, se assim pudesse, comeria um deles provando relembrando do ingrediente chave desta receita.


Offs/Objetivos:
 

Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kekzy
Capitão
Capitão
Kekzy

Créditos : 65
Warn : O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 06/11/2013
Idade : 22
Localização : Utopia - 7ª Rota

O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 EmptySex 13 Nov 2020, 20:59

Narração





[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]De um lado, Ares Coldwood, coberta por uma fina camada de sangue, nos mais diversos locais do corpo; do outro, aquele que nomeou como Demônio. Encurralada, a anjinha recorria a uma artimanha ardil, cobrindo parcialmente seu pé na fina areia vermelha que encontrava-se na entrada da gruta. Esperava o avanço de seu oponente para agir, e este não tardou para avançar contra ela, impulsionando-se em alta velocidade. A resposta foi imediata e uma pequena nuvem de sedimentos voou em direção aos olhos do inimigo, momentaneamente cegando-o.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Desta vez, Ares estava atenta o suficiente para notar algo a mais nas mãos do homem. Se anteriormente havia vislumbrado apenas um sutil brilho, agora visualizava a sua fonte. Não era propriamente uma adaga ou uma faca, mas uma lâmina oculta sob a veste. E, se havia uma ali, certamente também havia na outra. Além do que podia confirmar em sua observação, tinha a impressão de ter visto um outro brilho semelhante vindo das mangas do vestuário que o oponente trajava. Talvez não havia sido apenas uma lâmina que a cortara? Assim, com a cautela focada nas mãos do demônio cego, Coldwood escapava de sua rápida ofensiva.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Não só isso, mas a taekwondoca aproveitava a oportunidade para contra-atacar, desferindo um veloz chute horizontal em direção aos ouvidos do homem. Podia sentir o seu pé fazendo contato, em uma sensação sólida que lhe garantia que o golpe havia sido efetivo. Entretanto, não havia pego exatamente onde intentara, visto que o demônio demonstrara a pretensão de recuar enquanto durasse os efeitos negativos em sua visão, fazendo um movimento para trás com a cabeça. Assim, em vez de acertar a sua orelha, acabou acertando entre o referido órgão e o olho.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]O combate continuava e, ao receber o golpe que fez a sua cabeça girar, o homem recebeu-lhe permitindo o corpo fazer o mesmo, de modo que ao complementar o célere giro, já estava em posição de atacar novamente o que estava à sua frente. Ares pôde escutar sons de ar cortado, tão próxima estava, mas conseguira desviar. Para seu infortúnio, no entanto, o efeito de cegueira era apenas passageiro e logo, mesmo com algum incômodo nos olhos, o inimigo já gozava de sua visão e estava apto a lutar novamente. Coldwood, que esquivara, na tentativa de simular cansaço, mesmo percebia que não era necessário, pois já encontrava-se ofegante e seus reflexos só tenderiam a decair a cada movimento, em razão dos ferimentos e da energia investida. Em suma, não havia o que ser simulado, visto que esta era a sua própria realidade.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Em busca de suas alternativas, acostumada a olhar para cima, a anjinha percebia que a caverna possuía algumas estalactites, mas apenas mais a fundo da caverna. Para chegar lá, foi necessário passar pelo inimigo, enquanto este recuperava sua visão. Encontrava-se, então, na posição almejada, mas agora com a saída obstruída. Até então, o plano ocorria como calculado, mas logo a skypiean pulou em direção às estalactites, já intentando desviar dos golpes do carrasco, percebeu um erro em seu cálculo. O homem não era tão forte, não a toa os cortes em sua pele eram superficiais; do contrário, seriam profundos e, neste momento, sequer conseguiria se mover. Talvez estivesse até mesmo morta, mas não estava, pois o demônio era rápido e esguio, mas não possuía metade da força de seu companheiro Takamoto.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Dessa forma, os cortes não foram suficientes para derrubar as estalactites e a anjinha se colocou em uma posição desvantajosa, na qual mesmo errou o chute na face do impostor. Este já estava pronto para atacá-la novamente quando... — Parado - viu uma cimitarra envolver o pescoço do demônios. A mulher do trio correu para o seu lado — Você também, fique onde está - apontou sua espada para a anjinha, que estava de pé, todos próximos — E se tentarem algo, eu explodo tudo isso - o loiro ameaçou, mostrando uma trouxinha que estava em suas mãos — Você, comece a falar - mais uma vez, o líder dava a oportunidade da anjinha se explicar. Quem sabe não era o momento de trazer valiosos aliados para o seu lado... ou ganhar mais perigosos inimigos, ao momento.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Já perto dali, Max encontrara a sua trilha de pegadas e as seguiu. Enquanto andava pelas terras vermelhas, descobriu que o lugar era bem diferente do que pensava. Não haviam construções que não o Farol e um casebre ao lado dele. E a única estrutura geológica eram algumas cavernas que havia visto. As pegadas apontavam para uma específica e logo ele chegou na entrada dela. Olhando para o fundo, viu uma luz de chamas brilhar lá dentro, bem como pegadas super recentes onde estava, uma do tamanho condizente ao de Ares. Escutou alguns barulhos indistintos provenientes do interior da gruta, sem conseguir discernir o que era.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]O que sabia, no entanto, ou o que o seu conhecimento recém-adquirido de rastreio conseguia lhe dizer era que algo ruim estava ocorrendo. Ao menos, era o seu pressentimento ao notar mais quatro conjuntos de pegadas diferentes, além das de Ares. Inclusive, era possível notar que, em dado momento, a sua companheira estivera cercada por três pessoas, além de uma quarta pessoa ter ficado à sua frente. Assim, o que quer que estivesse ocorrendo, não lhe parecia bom. Era necessário agir, apesar de estar sozinho. Seria herói ou buscaria reforços? Sua companheira tinha tempo para isso? E se precisasse de ajuda imediata? E se sua ajuda não fosse suficiente? Eram todas questões a se ponderar rapidamente!

[...]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]De volta ao Farol, Karthus colocava ambas as sobremesas na mesa, deixando a de Takamoto de lado por um instante, a fim de provar primeiro a da gatinha — Eu não virei uma gata. Eu sou uma gata, nyaah! - e em um puff! ela se tornou um gato novamente, que Blumayden bem conhecia. E em outro puff! ela voltou à forma humana — Mas terríveis piratas destruíram meu navio quando meus amigos chegaram ao Farol... sequer tivemos a oportunidade de sair... - sniff, sniff, seus olhos marejavam e ela alternava o olhar entre Takamoto e Lisandro — E então, eu perdi a aposta com Don Karthus, já que meus companheiros estavam gravemente feridos ou... mortos - seu rosto ruborizava sutilmente, enquanto continuava a choramingar — Depois que perdi a aposta, fui expulsa daqui e "presa" pela marinha. Consegui fugir facilmente após voltar para Wars e peguei carona até Lvneel. Após fugir, estavam me procurando, por isso me esgueirava pelos becos junto aos outros gatos, pois eles já sabiam da minha habilidade e eu precisava deixar a poeira passar! - explicava.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Com o passado da mulher revelado e seus olhos brilhando feito pequenas jóias, a fitar o cozinheiro, ela lhe suplicava — Não tem problema mesmo?! E posso ir com vocês, se for necessário? - agarrava com força o braço de Takamoto, colocando o seu rosto próximo à lateral do dele — Por favoor? - repetia. Quanto aos fatos narrados, Nakamura parecia bastante surpreso com que ocorrera; o mundo era verdadeiramente estranho!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]E, finalmente, Don Karthus dava a primeira garfada na sobremesa feita pela diabinha — I-isso está... incrível! - anunciava, regojizando-se na comida e tratando de comer mais um pedaço — Peço que deixe um pouco para os dois! - a mulher pedia — Quero que provem da minha comida e vejam que sou a melhor cozinheira do mundo, nyaah! - exclamava. Don Karthus parecia relutar, mas logo consentia — Se é o desejo da cozinheira... mas deixe um desse por aqui antes de partir! - passava a mão sobre sua barriga — Bem... vamos ao próximo prato - dizia, nem tão animado assim.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Logo, o barbudo também experimentou a sobremesa de Takamoto pela primeira vez e... — Que horrível! Eu nunca comi algo tão assim na vida! - apesar de não ter gostado, Karthus ainda comia o que havia colocado na boca — Eu não irei apenas raspar as suas cabeças! Irei arrancar os seus cabelos à força para que vocês também experimentem o que é um pouco do Inferno! - vociferava, gritando tanto com Takamoto quanto com Blum — Sumam da minha frente! Não, melhor, venham aqui e agora e se ajoelhem para depená-los! - sua fúria não parecia que iria acabar tão cedo assim. O que havia dado de tão errado?! Ainda sobrava bastante da sobremesa feita pelo ruivo; ele desistiria e se entregaria assim tão fácil?!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Off



____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Kekzy em Seg 16 Nov 2020, 09:29, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Handa
Membro
Membro
Handa

Créditos : 6
Warn : O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 8010
Data de inscrição : 20/02/2019
Localização : Farol

O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 EmptySab 14 Nov 2020, 15:26

Sanctus stercore


Por pouco, por muito pouco, eu consegui sobreviver. Meus últimos movimentos foram extremamente mal calculados e quase resultaram numa derrota. Eu acho que é isso que uma luta de verdade é. A partir de agora preciso procurar analisar muito melhor meus oponentes, mas pelo menos acabou, por enquanto...

Rapidamente as três pessoas de antes apareciam, imobilizando tanto a mim quanto o demônio, num belo timing. Fui salva quando tudo estava para dar errado, realmente uma benção de meu pai. Agora, eu precisava me esforçar no lado mental e social da situação, visto que mais uma vez era questionada sobre tudo. Eu precisava pensar direito. "E agora? O que eu faço? Não posso falar sobre vir aqui com o Diabo Ruivo, isso iria causar muitas suspeitas, mas também seria estranho chegar até aqui do nada...acho que vou ter que me introduzir como sempre, mais uma vez" e então respirava fundo e voltava a falar - Eu já falei, meu nome é Ares Coldwood e sou a Filha de... - hesitei. Não havia sido isso que me colocou nessa situação? O fato de ter falado sobre mim mesma de forma tão superior, até mesmo dando minha identidade para completos estranhos e isso sendo usado diretamente contra mim naquele momento. Bom, era hora de largar isso - Eu sou Ares, venho até aqui diretamente do North Blue. Sou apenas uma Civil comum, que por acaso foi criada com uma conduta de combate. Acabei encontrando com vocês por acidente e fui acusada por este homem que estava convosco. Nesse momento meu corpo inteiro está sangrando, eu me sinto exausta e estou sentido dores imensas por toda minha existência. Gostaria muito que vocês pudessem me ajudar antes que eu acabe desmaiando ou morrendo... - e tendo dito tudo isso, eu iria me ajoelhar, com a cabeça baixa, pedindo ajuda para aquelas pessoas.

Pela primeira vez em minha vida, eu pude ver a possibilidade de morrer, a possibilidade de ser derrotada, tudo por conta de ações quase arrogantes e falta de sensibilidade ou razão da minha parte. Eu não poderia chegar em algum local, simplesmente dizer que era a Filha de Deus e esperar automaticamente tudo moldar ao meu redor. Talvez isso fosse uma verdade no North Blue, mas aqui é a Grand Line, não é um local que se conquiste apenas com palavras, eu precisava merecer minha influência e não esperar ela vir naturalmente em meu caminho. Sei que estou destinada a ser grande, mas não posso esperar um caminho fácil e muito menos agir como se ele fosse fácil. Eu sinto quase vontade de chorar e agradecer ao grupo de pessoas que me mostraram isso, mas agora não era exatamente o momento.

Mesmo ajoelhando, iria tomar bastante cuidado e prestar atenção no demônio, utilizaria bastante de minha audição para tentar detectar qualquer ataque suspeito dele e esquivar de acordo. Além disso, eu também precisava ter uma certa confiança no resto do bando - Vocês poderiam se apresentar por favor? Sei que não é uma boa situação, mas quem sabe nos conhecermos poderia ajudar um pouco nesse mal-entendido - e ainda tentaria propôr - Caso puderem me ajudar, eu também posso ajudar vocês. As pessoas que me ajudaram a chegar até aqui estão no Farol ainda, eu acho, então podemos ser de grande ajuda para vocês, caso precisem de algo. Garanto que nenhum deles vai atacar ou fazer algo contra vocês. É uma troca justa, não?

Objetivos:
 

Histórico:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takamoto Lisandro
Narrador
Narrador
Takamoto Lisandro

Créditos : 76
Warn : O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 20
Localização : Minha casa

O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 EmptySeg 16 Nov 2020, 21:12




O Log que vale Dois Bilhões de Berries
Caraca.



Meu coração parava por súbito, não poderia ficar parado, ela era como uma fotografia a qual havia tinha memorizado em meu ser, minha falecida mãe havia morrido por minha culpa, tinha oferecido sua vida pela a minha, trouxe dor a minha família, não poderia deixar que isso acontecesse novamente. Lágrimas caiam dos meus olhos, engolia em seco tentando segurar o choro, eu não queria chorar, tinha que ser forte e aguentar as responsabilidades que viriam das minhas escolhas. A ruiva havia se transformado no mesmo gato ao qual resgatamos, a surpresa não deixava de ser surreal, essas eram as esquisitices que ocorriam na Grand Line, mas nada mais importava, suas súplicas eram o bastante para me deixar ao seu lado não importando o que ela era. - Não precisa se preocupar, é claro que irei te ajudar! - Não conseguia recusar de ajuda-la, evitei gaguejar ao falar, meus braços apenas queriam abraçar e tirar todas as angústias que ela possuía, não deixaria que o mundo ousasse machucá-la enquanto estivesse sobre minha proteção.

Sua história era triste, não podia deixar de me sentir culpado de não estar lá para ajudar, piratas por muitas vezes são os mais ardilosos e traiçoeiros do mundo, ela agarrava meu braço e sem mais delongas, a abraçava com força, o bastante para confortá-la. - Pode viajar conosco, assim como antes, você é bem-vinda. - Tentei sorrir, expulsar os sentimentos ruins com um sorriso, esse era meu forte, resistir a dor cravando os dentes e mostrando que ainda podia seguir em frente.

Estava convicto de minhas decisões, Karthus finalmente iniciava a degustação, mas ocorria algo que me chocava, comeu o prato da ruiva apreciando com gosto, seus olhos brilhavam, a encarei de volta, declarava ser a melhor cozinheira do mundo, porém ainda sou convicto que meu velho tinha ainda mais talento e experiência, fiquei feliz que a mesma recebia aprovação de Karthus, porém a parte chocante veio quando o regente provava meu prato e ficava bravo. Suas palavras eram duras, ele não havia gostado da sobremesa que tinha feito com tanto empenho, dei um passo para trás recuando, no entanto, assim como declarei anteriormente, eu fiz um prato que por mais que ele não queira, teria que dizer que estava delicioso, suas críticas significava uma coisa, eu não tinha conseguido chegar a este patamar.

Encarei o destino sem pestanejar, aposta era aposta, ajoelhei conforme o ordenado, mas existia algo que deveria fazer antes de tudo. - Eu perdi, se está dizendo que não gostou, não há do que reclamar. Mas deixe que eu experimente o prato da garota que o senhor tanto gostou. - Era meu único pedido antes que meu cabelo fosse embora e a calvície virasse meu mais novo melhor amigo, homens deveriam cumprir com suas palavras, não daria um passo para trás como um covarde.


Offs/Objetivos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Masques
Estagiário Narrador
Estagiário Narrador
Masques

Créditos : 33
Warn : O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 9010
Masculino Data de inscrição : 27/05/2020
Idade : 22

O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 EmptyQua 18 Nov 2020, 00:33


Act 05
it's now or never!




Após seguir os rastros presentes no ambiente me deparei com uma estrutura cavernosa, por um momento a analisei, buscando talvez alguma coisa que não estava ali. De qualquer forma voltava minha atenção para os rastros que havia seguido ali. No caso pensei comigo, qualquer pessoa que fosse ali, ou estava em com um grande problema ou estava em um grupo largo. Se considerasse a possibilidade de ser a Ares, a última possibilidade não faria muito sentido pelo fato de te encontrado quase todo mundo a não ser por ela.

Me agacharia por um segundo, focando meu pensamento naquela situação, daria um longo suspiro e batia levemente com as palmas em meu rosto para focar no rosto. Alguém ali pode precisar de mim e por pior que seja a situação quando eu vê-la eu não irei de jeito algum falhar com a pessoa por choque. Me lembrei das situações onde pensei que estava perdido, me lembrei que por algum motivo tudo havia dado certo até aquele momento, me reergueria e utilizando de uma face determinada adentraria a caverna.

Adetrando por um momento, meu coração pulava uma batida, a cena que eu via era Ares, praticamente cercada, ensanguentada e no meu ponto de vista, perto de perder sua vida. Pensei em jogar tudo pro alto e chutar o primeiro que visse porém, utilizando de meu temperamento calmo eu novamente me centrava tentando sobreviver aquele momento e tentar, acima de tudo fazer com que Ares saia dali viva, comigo.

"Com licença senhores!" Afirmaria tentando manter minha voz firme. "Não pude evitar de ver que estão se divertindo, mas vejam bem, quem vocês estão ferindo é uma pessoa de interesse do governo, isso é, ela tem bastante dinheiro e um navio pronto para sair dessa ilha." Coçava a minha nuca enquanto falava, voltando a uma atitude mais séria "Entendam, tem um navio, dinheiro, e tripulação prontos pra fazer o que quiserem, se deixarem ela viva, enquanto isso. Eu deveria saber, faço parte da equipe responsável por auxiliá-la em sua viagem."

Caso os homens que estavam presente ali reagissem negativamente, pendendo para a execução de minha companheira, eu voltaria a falar "Senhores, caso forem matá-la eu aconselho a fazerem em alto mar, eu prometo a vocês" que essa ilha vai para os Ares se tentarem proceder com tal plano. Sacudia a cabeça enquanto dava de ombros "Os senhores podem sair daqui ricos e prontos pra qualquer próxima aventura que quiserem, ou podem não sair daqui."

Caso meus blefes não caíssem, ao observar qualquer movimentação arquearia meu tronco para trás e utilizando de todo potencial da minha energia explosiva realizaria a técnica Call to Arms: Spear! para chamar atenção e tentar fazer com que quem estivesse em minha frente cambaleasse até que atingisse quem ameaçava Ares, tentando atrapalhar o movimento de execução. Caso eles estejam longe uns dos outros, tentaria então utilizar da minha agillidade e acrobacias juntamente da minha aceleração para pelo ou menos chegar perto do homem que ameaçava Ares e então atrapalhar o movimento de com um chute com maior intenção de empurrá-lo em outra direção.

Caso os blefes dessem certo eu tentaria ficar o mais próximo de Ares quanto possível e ficaria atento aos pedidos dos homens, quaisquer que sejam eles. O importante nesse caso seria a proteção de Ares primeiro, qualquer outra coisa iria tentar resolver quando a hora chegasse. Por fim se Ares conseguisse avançar com qualquer plano tentaria sempre apoiá-la em qualquer coisa que ela disser, confirmando as histórias que ela contasse.

Se por ventura não existisse mais o que fazer me ajoelharia diante os homens "Por favor! Não matem ela, eu os imploro ela ainda tem muito o que ver e o que fazer, se forem matar alguém ou ferir alguém que seja eu. Apenas a deixem ir..." Dado que não havia mais o que fazer iria simplesmente me deixar ir, deixar meus instintos de proteção me guiarem para que alguém tenha sido afetado positivamente pela minha jornada, afinal de contas era para isso que tinha vindo até aqui não era? Para ser o herói de alguém.


Técnica Utilizada:
 

Objetivo:
 
Histórico:
 

____________________________________________________


-- Fala --
-- Pensamento --

" If looks could kill, you'd already be dead. "

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

" Scott Ashwood "
Voltar ao Topo Ir em baixo
Blum
Designer
Designer
Blum

Créditos : 28
Warn : O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 9010
Masculino Data de inscrição : 27/12/2013
Idade : 19
Localização : Ilha do Gelo

O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 EmptySab 21 Nov 2020, 14:54


Cap. III
O Log que vale Dois Bilhões de Berries

A grande aposta
Tudo para não ficar careca

- Não posso acreditar nisso. - Daria alguns passos até ficar de frente do cozinheiro. - O Taka perdeu. - Takamoto estava tão em choque com a derrota que só aceitava o que estava por vim, já se ajoelhava e colocava a corda no pescoço. - Irmão… - Seguraria o ombro de Taka e transbordaria um sorriso sereno. - TOMA ESSA! - Socaria a cara do avermelhado.

Esse maldito não ver que o nosso destino estava em jogo aqui. - Eu não irei ficar careca! - Só de me imaginar minha cabeça brilhando junto ao sol me deixava espantado. Ah, por que eu soquei o Taka? Esse já estava aceitando a derrota e isso não era muito seu estilo, além é claro, ainda não tínhamos perdido, era muito cedo para desistir.

Viraria-me para aquele demônio e o questionaria. - Se nossa comida tá ruim assim, por que ainda continua comendo, Karthus?! - Apontaria ao velhote. Eu sabia do nível de culinária do ruivo, não tinha como aquela comida está horrível como havia comentado, apesar de que uma maionese teria enaltecido o sabor da sobremesa.

E ainda tinha outro ponto que talvez o velhote estivesse se enganando, a sobremesa da gata podia está em um nível superior, mas isso não dava o direito do senhor demônio levar essa aposta com uma competição. - Isso não é uma batalha entre cozinheiros. Se ambas comidas estão boas, então todos ganham. - Vociferaria. Talvez, isso não adiantasse de nada, mas falei o que tinha para falar, agora não restava outra coisa se não esperar pelo o futuro cruel e brilhante.

Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________


LEGENDAS:
Falas #0066FF | Pensamentos - #FF6600
-''Arroz'' ~
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Misterioso
Civil
Civil
Misterioso

Créditos : 6
Warn : O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 23/11/2010
Idade : 24

O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 EmptyQui 03 Dez 2020, 21:40







O
Farol

Ares e Max

Ares Coldwood se encontra em uma situação bem complicada; por mais que a luta tenha chegado ao fim - ou talvez seja apenas uma pausa -, agora tem a lâmina de uma espada bem próxima do seu pescoço, restringindo qualquer tipo de ação que pense em tomar. O moreno observa Ares com atenção, aguardando uma resposta para seu questionamento, mas sem deixar o tal "demônio" de lado.

De início a anjinha hesita e encerra uma frase bem no meio, pois sua mente faz uma profunda análise da situação atual, entendendo com mais clareza o seu grande erro; é como uma epifania que torna a celestial em uma pessoa mais esperta e humilde, fruto das suas experiências recentes. A pequena se apresenta de uma forma que nunca fez antes, se ajoelhando e pedindo por ajuda.

- Talvez ela esteja dizendo a verdade, devíamos ajudar. - O loiro levanta a hipótese, parecendo se comover com a cena; mas o moreno fica em silêncio e já a mulher parece um pouco desconfiada. - Será? Não sei não... -

Mas o homem esguio com quem Ares lutou não ficaria calado.

- Fihz, fihz, fihz... Ela está conseguindo enganar perfeitamente todos vocês. Não viram com seus próprios olhos que ela é agressiva e me atacou sem nem hesitar? Ela está tentando engana-los, manipulando vocês para que fiquem contra mim. Está tentando ganhar tempo para que cheguem reforços, não se enganem pela aparência delicada desta criatura maléfica. -

Talvez por uma coincidência enorme, ou talvez ele já tivesse notado, o que ele diz se concretiza quase que no mesmo instante: Alguém aparece para salvar Ares, o suposto reforço citado pelo homem; trata-se de Max Evans, que chega no cenário dando de cara com aquela cena inusitada.

O combatente de cabelo alaranjado tenta controlar a situação na base do diálogo, mas o que ele diz entra em divergência com a versão contada por Ares. - Governo? Então você não é uma civil comum, estava mentindo. - Diz a mulher, lançando um olhar de desaprovação para Ares e aproximando ainda mais a espada do pescoço da anja. - Ora ora, também deseja se juntar a festa? Antes você não deveria se apresentar? hehe. - O loiro questiona, com um sorriso estampado na face e mantendo a postura brincalhona.

Já o moreno afasta a cimitarra do esguio e tenebroso homem, apontando a espada para Max, surpreso e incomodado com o surgimento de mais uma pessoa. - Estou cansado de mentiras, se quer ela de volta terá de revelar a verdade e mostrar provas, não tenho mais motivos para confiar em vocês. - Ele conclui, parecendo firme na decisão.

De repente, um forte tremor se faz presente, tanto o chão quanto as paredes da caverna ficam agitadas; este acontecimento acaba por impedir que Max siga com a negociação, blefe ou ameaça. Não se trata de um tremor natural, está sendo provocado pelo aproximar de alguma coisa, e isso fica evidente quando um rúgido vem das profundezas da caverna.


Seja lá o que for, está se aproximando rapidamente. - Isso não pode ser nada de bom! É melhor sairmos logo daqui. - Diz o loiro, ficando preocupado. Mas quem toma a dianteira é o homem com quem Ares lutou, se aproveitando da distração do moreno com Max e do tremor para fugir; ele dispara em direção da saída a uma velocidade impressionante, passando bem ao lado de Max que só sente um vento agitando suas vestes e cabelo.

A criatura misteriosa se aproxima de maneira barulhenta, provavelmente estão no covil dela e acabaram incomodando-a com todo o barulho que fizeram, o que significa que ela deve estar furiosa, talvez até faminta.

- Vamos! Corram! - Exclama o moreno. Os três prováveis piratas correm na direção de Max, mas não parece que vão alveja-lo, ao invés disto querem ultrapassa-lo e rumar para a saída da caverna.

Ares está livre, porém, sente que suas pernas fraquejam, levou seu corpo a exaustão no combate de instantes atrás e agora sente que não conseguirá correr, o que pode se tornar um grande problema.

Taka e Blum

A história da gatinha parece acertar em cheio o ponto fraco de Takamoto, que precisa se segurar bastante para não chorar feito um bebê. O ruivo anuncia que irá ajudá-la sim, e sem nem hesitar; neste momento vê um genuína expressão de felicidade e agradecimento na face dela; Takamoto abraça a jovem buscando reconforta-la, percebendo a suavidade da pele dela e uma doce fragrância vinda de seu cabelo, é uma cena linda de se ver. - Muito obrigada... - *sniff, sniff* Há fragilidade na voz dela.

...

O grande momento enfim chega, e com ele uma enorme surpresa: Karthus odiou a sobremesa feita por Takamoto. A notícia é chocante, tanto para o ruivo quanto para Blumayden, que se mostra incrédulo diante da situação.

Takamoto se ajoelha e profere algumas palavras, aceitando sua derrota; mas antes que Karthus consiga responder, algo acontece: Blumayden chama a atenção do ruivo e golpeia a face deste com um [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.], derrubando-o. Em seguida, é Blum que protagoniza a cena, apontando para Karthus e contestando aquela decisão. - Tsc... Não é por estar horrível que eu vou desperdiçar! Agora pare de choramingar e venha logo aqui para eu arrancar esse cabelo! - A fúria do homem não parece reduzir, ao invés disso só aumenta.

Por outro lado, o jovem de cabelo azul persiste, vociferando e defendendo seu ponto de vista com determinação. - Quieto! Está questionando a minha decisão?! Você irá cumprir com sua parte do acordo, nem que seja na base da força! - O homem continua com o tom de voz elevado, e revela um olhar sombrio. - Ei velhote! Você não está sendo duro demais com eles? - Urahara tenta intervir, conseguindo afastar seus olhos da gatinha e conter o sangramento nasal, pelo menos por enquanto.

Mas é a ruiva que acalma os ânimos do homem, ao se manifestar com uma expressão triste. - Não briguem, por favoor. - Karthus olha para ela e engole algumas palavras, embora ainda esteja bem aborrecido. A gatinha pega um dos biscoitos que sobraram e novamente agarra o braço de Takamoto, aproximando-o do seu busto; ela gentilmente leva o biscoito até a boca do ruivo, pois escutou o desejo dele. - Espero que goste, nyaah! - Quando instintivamente dá as primeiras mordidas, o jovem caçador de recompensas sente uma textura crocante e um gosto nostálgico, mas não reconhece a origem; o sabor de fato é incrível, exatamente como Karthus julgou, Taka é pego por uma sensação que leva sua mente para outro local, um lugar bem mais tranquilo e reconfortante, é uma sobremesa perfeita para se comer enquanto aprecia uma xícara de chá e a calmaria de um jardim em plena primavera, esta é a sensação que o rapaz tem ao degustar a sobremesa da felina.


Independentemente do que Takamoto diga, seus olhos começam a arder e por isso pisca algumas vezes... E de repente percebe algo bem estranho, o cenário mudou completamente!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Agora está um pouco mais afastado do farol, mas não tanto assim; o céu escureceu consideravelmente, está em um misto entre vermelho e azul escuro; além disso, uma luz vermelha está sendo emanada do topo do farol. O clima também mudou, está frio e ventando.

O ruivo sente que sua cabeça está estranha, o que não justifica a mudança repentina de local e nem o desaparecimento completo de todo mundo que o rodeava. Percebe-se que há um rastro de papeis rasgados que curiosamente vão até o farol, Takamoto ficaria perdido na penumbra da noite se não fossem por diversas velas deixadas no solo dentro de abóboras, formando com isso uma espécie de trajeto que leva ao farol. Além disso tudo, para ficar ainda mais estranho, o jovem começa a escutar alguns ruídos vindos da escuridão e risadas que parecem ser de crianças; teria ele caído em algum tipo de travessura tramada por crianças?


A gatinha pega o último biscoito com formato de diabinho e se aproxima de Blumayden. - Prove também. Aqui, abra a boca e diga nyahhhhhhh. - Ela diz, pegando uma das mãos do rapaz e levando o biscoito em direção da boca dele, empolgada.

Caso Blum de fato aceite comer o biscoito, acabaria tendo sensações similares as que Takamoto teve, e acabaria no mesmo cenário que o companheiro ruivo, porém, não exatamente no mesmo local. Após piscar os olhos, Nakamura Blumayden notaria estar dentro do farol, não escutando nada além do assovio do vento e as ondas do mar; estaria bem no centro do farol, notando ao olhar para cima uma [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] espiral que leva ao topo, onde aparenta haver uma iluminação vermelha bem chamativa. O ambiente estaria úmido, mal iluminado, frio e praticamente abandonado pelas diversas teias de aranhas; quanto a única porta de saída... Trancada.

Por outro lado, se Blum recusar o biscoito, notaria que Takamoto está estranho; o ruivo está calado e com um olhar distante.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Handa
Membro
Membro
Handa

Créditos : 6
Warn : O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 8010
Data de inscrição : 20/02/2019
Localização : Farol

O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 EmptySex 04 Dez 2020, 20:08

Tasukete


E quando eu pensei que jogar meu orgulho fora iria me ajudar em algo, Max entra no local e fala as piores coisas possíveis no momento exato, ao ponto que quase pareceu planejado.

Poucos segundos após me ajoelhar, e ser extremamente honesta, o diabo voltava a falar coisas sobre mim, porém já estava num estado tão fundo que praticamente não conseguia sentir raiva dele para tentar fazer algo e foi nessa hora que tudo foi de mal a pior. No exato momento em que o homem estava falando sobre tudo, Max entrou, e começou a falar diversas asneiras e mentiras sobre nós, o que apenas me fez olhar para ele em pura confusão. Por quê? Por que justo agora? Quando eu estava ganhando nem que fosse um pouco de confiança daquelas pessoas, ele conseguia estragar tudo e me fazer de mentirosa, justamente quando eu estava sendo o mais honesta possível. Naquele ponto nem raiva mais era eu capaz de sentir, apenas pura decepção pelos meus esforços gastos - EU - minha boca começa, mas é rapidamente parada pela minha consciência que consegue rapidamente perceber que aquilo não teria efeito uma terceira vez, e assim, eu apenas me mantenho calada por alguns segundos. E é pouco tempo após isso que as coisas voltam a se complicar...

A caverna começa a tremer e um rugido pode ser ouvido, me fazendo voltar a consciência normal quase que instantaneamente. Minha Boa Audição tornava aquele rugido em quase um aviso de morte no meu ouvido, e como um animal, meus instintos voltavam. Todos ao meu redor pareciam sentir o mesmo e rapidamente começavam suas tentativas de escapatória, e eu também tentava a minha, apenas para perceber que ainda estou perdendo sangue e que provavelmente não vou conseguir sair dali sozinha. "Esse é o pior dia da minha vida". Olhando para aquelas pessoas fugindo, e no rosto de Evans, aquele que havia acabado de complicar extremamente minha situação, era claro que ele era minha única forma de sobrevivência. Então, - Max Evans, eu juro em nome do meu Pai que caso a gente saía vivo disso, nós vamos ter uma boa conversa, mas agora, eu só tenho um pedido...SOCORRO!!! - gritei do fundo da minha garganta.

Objetivos:
 

Histórico:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Masques
Estagiário Narrador
Estagiário Narrador
Masques

Créditos : 33
Warn : O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 9010
Masculino Data de inscrição : 27/05/2020
Idade : 22

O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 EmptySab 05 Dez 2020, 02:30


Act 06
Ore Ga MAMORU!




Ao ouvir que o meu plano havia saído pela culatra passei por uma situação justificadamente assustadora, como um filme em câmera lenta, a cimitarra passava a ser apontada para mim. Não havia como saber que Ares já havia tentado fugir dessa situação. De qualquer modo, minhas pernas estavam firmes para tomar qualquer atitude necessária para salvar Ares daqueles homens, eu não podia falhar.

O que me deixava com medo de falar a verdade naquele instante era simplesmente o fato da possibilidade daqueles homens serem piratas e então a situação poderia ficar pior e por incrível que pareça na minha opinião poderia ficar muito pior. De qualquer forma eu estava para tentar falar a verdade naquele momento, quando senti minhas pernas tremerem, mas não eram só minhas pernas, na verdade todo o ambiente tremia, e por fim um barulho, um rugido ou algo do tipo enchiam minhas orelhas.

Enquanto eu ainda estava tentando observar ou entender o que estava acontecendo, o que era aquela situação, senti um vento passando por mim, senti meu cabelo se mexer de forma conjunta com o vento, quando percebi que o loiro havia sumido. " Woah, isso foi... rápido." Entremeio meus sentimento de realização do quão possivelmente desbalanceados estávamos os outros homens viam em minha direção.

Naquele momento eu cruzava os braços em forma de X, cerrando os olhos pronto para receber qualquer tipo de ataque que viesse á mim. Entretanto os homens só passaram, naquele momento eu ainda pensava em mim me protegendo e na Ares, o que possivelmente eu poderia fazer? Eu não ajudei, se eu fiz algo foi deixar tudo pior, o sonho de me tornar algum tipo de herói estava ficando mais longe e longe.

Então naquele momento, por mais que minha cabeça estava cheia, eu ouvi Ares falando comigo. O seu discurso entrava em minha cabeça sacudindo os pensamentos ruins. Por um momento de clareza eu ouvi uma única palavra: " SOCORRO !!! " E então nada mais importava, ela precisava de mim, alguém precisava de mim.

Naquele momento, eu tentaria dar meu máximo, utilizar toda e qualquer energia que eu tivesse para correr em direção á Ares, tentando utilizar de meu temperamento calmo para combater quaisquer instintos contrários ao meu dever naquele momento salvar a Ares!

Isso era meu objetivo! Era tudo que minha mente dizia, eu tentaria esquivar de quaisquer obstáculos utilizando de meus talentos acrobáticos, seja pulando, deslizando, esquivando para esquerda ou direita, tanto faz, eu estava em um ponto A e precisava chegar naquele ponto B o mais rápido possível.

Tentaria então pegar Ares no colo, tentando passar do jeito que fosse mais rápido, encaixando seus braços na altura do meu pescoço e segurando-a firmemente para não soltar tentaria ainda com máxima determinação  correr com ela para fora da caverna, eu precisava sair dali com Ares. Novamente utilizando de meus talentos acrobáticos para tentar desviar dos objetivos em meu caminho, de forma que não botasse Ares em perigo ou a deixasse para trás.

Caso eu me encontrasse em uma situação onde fosse possível que Ares saísse da caverna, ou escapar da criatura através de um empurrão meu ou jogá-la para frente eu o faria sem dúvidas, a minha situação eu pensaria depois, no momento eu tinha apenas aquele objetivo.

Se porventura, escapássemos da caverna e nos encontrássemos com os homens novamente, eu continuaria a segurar Ares. Caso houvessem quaisquer ataques tentaria me inclinar de forma com que o ataque pegasse em mim, antes que a atingisse. Caso me dessem uma chance para tentar falar a verdade, com uma caria séria diria: " A verdade é que eu e ela somos navegantes de uma tripulação que encontramos por acaso. Eu estava tentando apenas sair da minha ilha e ser quem eu deveria ser e ela eu realmente não sei. Se querem provas eu os levarei ao navio, se não acreditarem, deixe pelo ou menos que ela tente alcançar seu objetivo. " Afinal de contas, se eles não acreditassem em mim eu não poderia fazer mais nada a não ser pedir para que poupassem Ares.



Objetivo:
 
Histórico:
 

____________________________________________________


-- Fala --
-- Pensamento --

" If looks could kill, you'd already be dead. "

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

" Scott Ashwood "
Voltar ao Topo Ir em baixo
Blum
Designer
Designer
Blum

Créditos : 28
Warn : O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 9010
Masculino Data de inscrição : 27/12/2013
Idade : 19
Localização : Ilha do Gelo

O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 EmptySab 05 Dez 2020, 16:06


Cap. III
O Log que vale Dois Bilhões de Berries

Acorde, Taka!
Jogada arriscada

- Danou-se de vez! – A fera ficou completamente enraivecida, embora que a felina e nosso companheiro conseguiram amenizar um pouco a fúria do demônio. O futuro já era quase certo iriamos ficar careca e não tínhamos mais nenhuma luz para podermos livrar dessa maldição.

O meu gato, digo, a gata, na verdade a humana gata ofereceria-me um daquele maravilhoso doce que deixou o velhote de boca caída e vez a gente perder nossa dignidade, era tentador, porém. – Desculpe, não estou com fome agora. – Já tinha perdido meu apetite com essa tamanha desgraça, a única coisa que faria eu me sentir bem novamente era o amável e delicioso arroz com mayo.

Apertava os punhos e ia em direção ao meu executor, estava tudo acabado, devia aceitar a derrota igual ao cozinheiro, falando nele... Ao olhar para Takamoto ele parecia está mais do em choque. – Taka? – Chamaria a atenção do ruivo e caso o mesmo não respondesse perguntaria novamente. – O que aconteceu com esse cara? – Meu olhar assumia uma posição de espanto. – Será que ficar com a cabeça pelada o deixou desse jeito? – Iria até o meu irmão e o analisaria corretamente, meu instinto de médico dizia-me que tinha algo ali, ele não era tão fraco para ficar assim por conta dessa aposta.

Abriria os olhos do cozinheiro e puxaria a língua dele. – Esse cara tá em outra dimensão! – Se não foi a aposta que fez isso com ele, o que pode ter acarretado isso? – Antes dele apagar... Hmm... Ele comeu o... – Olharia aterrorizada para a gata. – O QUE DIABOS HAVIA nesse doce?! – Engolia a saliva. – Se esse cara tá ruim, isso quer dizer que o velhote também esteja sobre o mesmo efeito. – Olharia novamente para Takamoto. – Já sei! – Levantaria-me e argumentaria. – Vamos cumprir com a aposta, mas não podemos fazer isso agora. Eu sou um médico, meu irmão ficou atordoado pela grande carga de emoções que ele sentiu aqui, e precisará de um pouco de ar para poder se recuperar e continuarmos a aposta. Você deve concordar que não é nada honroso em tirar os cabelos de alguém sem está com sua plena consciência. – Enrolaria o velhote.

Caso o mesmo aceitasse, pediria para o caçador de recompensas me auxiliar a deixar o ruivo fora da casa de Karthus. – Muito bem, agora é só enrolar até que o velhote recupere sua consciência. – Era um tiro no escuro, mas como o demônio havia comido a refeição da gata, provavelmente ele podia estar sobre o efeito da droga e era só questão de tempo até ele recuperar sua devida consciência e talvez pudesse mudar sua opinião. Além disso, ganharia mais tempo para algum dos nossos companheiros chegar aqui e poderíamos aumentar a aposta pedir uma segunda chance.


Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________


LEGENDAS:
Falas #0066FF | Pensamentos - #FF6600
-''Arroz'' ~
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takamoto Lisandro
Narrador
Narrador
Takamoto Lisandro

Créditos : 76
Warn : O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 20
Localização : Minha casa

O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 EmptySab 05 Dez 2020, 23:00




O Log que vale Dois Bilhões de Berries
Caraca².



Blum não estava nada contente com o resultado e eu muito menos, tinha que engolir em seco as críticas do regente e assim aceitar as consequências da minha aposta. De joelhos, apenas supliquei uma coisa, queria provar o prato da garota que me derrotou, ela levou a sobremesa até minha boca, peguei com meus lábios sem sentir o gosto, olhei nos olhos dela tão rubros quanto fogo. Não havia razão para hesitar, coloquei para dentro e senti minha língua se permear com tamanha doçura e sutileza, porém tinha algo mais na receita, sentia uma forte lembrança em conjunto com as sensações impostas pelo doce.

A nostalgia de uma vez sentir na ilha de gelo, meus olhos começavam a arder como se tivesse acabado de virar uma garrafa de pimenta vermelha, mas não sentia qualquer ardor em minha boca. Pisquei algumas vezes sentindo todo o ambiente se escurecer, não conseguia enxergar Blum e muito menos Don Karthus, por um momento me perdi da minha mente e fiquei estático tentando entender o que estava se passando. - Blum?! Urahara?! - Busquei por meus companheiros sem resposta, o céu estava tão escuro e no horizonte conseguia ver uma luz vermelha tenebrosa, o farol era tão assustador assim? Aquela estrutura parecia me chamar de alguma forma, em meus pés papéis criando uma trilha até aquela edificação.

Levantei sem pestanejar, não sabia ao certo o que estava acontecendo, mas nesses últimos meses já havia passado por loucuras ainda maiores, minha mente não seria quebrada tão facilmente. - Droga, tô entendendo é nada. - Cocei minha nuca buscando lembrar do que tinha acontecido anteriormente, só havia comido o biscoito, do biscoito vim parar aqui, se não fosse alguma entidade como Treze, só poderia dizer acabei de ser drogado novamente, a experiência anterior foi horrível.

Senti um calafrio percorrer minha espinha, crianças invisíveis rindo e sons estranhos, meu coração acelerava de súbito, mas não era hora de tremer na base por mais que estivesse nervoso. - Ei, alguém! Aparece aí! - Falei enquanto caminhava na direção proposta pelos papéis, teria de resolver o que ocorria nesse momento, é meu dever retornar a realidade, ainda tinha de pagar com a aposta e conseguir o Log Pose de algum jeito. - Seja quem for, cai dentro! - Gritaria forçando meu corpo a seguir em frente.


Offs/Objetivos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 3 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O Log que vale Dois Bilhões de Berries
Voltar ao Topo 
Página 3 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Grand Line - Paradise (Paradaisu) :: Farol-
Ir para: