One Piece RPG
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Em busca da resistência
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 03:11

» Chapter I: Seafret - Oceans ♪♫♪
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 Emptypor GM.Thomas Hoje à(s) 01:37

» Xeque - Mate - Parte 1
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 Emptypor Jacob Allan Hoje à(s) 01:14

» A inconsistência do Mágico
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 Emptypor Jean Fraga Hoje à(s) 00:49

» Hey Ya!
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 23:50

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 Emptypor gmasterX Ontem à(s) 22:51

» Livro Um: Graduação
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 Emptypor Jean Fraga Ontem à(s) 22:48

» A Ascensão da Justiça!
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 Emptypor K1NG Ontem à(s) 22:46

» Ato I - Antes da tempestade
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 Emptypor Razard Ontem à(s) 22:43

» Right Punch, Left Punch!
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 Emptypor Razard Ontem à(s) 22:43

» O Log que vale Dois Bilhões de Berries
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 Emptypor Razard Ontem à(s) 22:42

» Hizumy Mizushiro Mayan
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 Emptypor Mizushiro Hizumy Ontem à(s) 22:36

» X - Some Kind Of Monster
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 22:11

» Takamoto Lisandro
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 21:44

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 Emptypor Madrinck Dale Ontem à(s) 21:09

» Alipheese Fateburn
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 21:02

» Alejandro Alacran
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 20:12

» Wu-HA!
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 Emptypor Oni Ontem à(s) 16:47

» Making Wonderful Land a Real Wonder
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 Emptypor Achiles Ontem à(s) 16:38

» [Mini-Saitoshiba] A Aventura está apenas começando
O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 Emptypor Saitoshiba Ontem à(s) 15:45



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 O Log que vale Dois Bilhões de Berries

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 71
Warn : O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : Fishman Island

O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 Empty
MensagemAssunto: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 EmptySab 10 Out 2020, 13:43

Relembrando a primeira mensagem :

O Log que vale Dois Bilhões de Berries

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) caçadores de recompensa Takamoto Lisandro e Nakamura Blum e dos(as) civis Max Evans e Ares Coldwood. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Masques
Estagiário Narrador
Estagiário Narrador


Data de inscrição : 27/05/2020

O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 EmptyDom 18 Out 2020, 21:23


Act 02
PUTZ




Após certo tempo olhando para pegadas e quaisquer outro tipos de rastros possívelmente deixados por um ser humano, ou animal, as coisas apareciam de modo diferente para mim, ao vê-las eu observava como se fossêm desctacadas falhas, imperfeições que não deveriam estar ali em seu estado natural. A noção básica de rastreio ensinada a mim por Urahara ainda batia em minha mente fazendo com que eu ativamente tentasse encontrá-las, tentando fazer daquilo algo natural para meu corpo, então como prática eu tentava a todo tempo encontrar ditas imperfeições no solo, em plantas quebradas de forma na qual houve interação com algo.

De qualquer forma, havíamos decidido ir até o farol, já que a busca por rastros nesse tipo de terra se mostrava ser complicado demais, dado que cada rastro era efêmero e altamente fácil de se confundir. Chegando no mesmo bateria na porta, esperando que alguém atendesse a tentativa de chamado. Caso alguém respondesse, com uma rápida introdução me apresentava, juntamente do parceiro de busca Urahara:

"Olá, meu nome é Max e esse seria Urahara, não precisamos entrar, só queremos uma informação sobre alguém." Falaria enquanto fazia sinal para que Urahara me desse o cartaz do pirata em questão. Caso o mesmo não me desse eu então falaria "Será que poderia descrever quem estamos procurando para este senhor(a)?"

Esperaria então a resposta da pessoa que morava ou trabalhava, talvez possívelmente os dois naquele recinto, juntamente de Urahara.

Entretanto, se não houvesse resposta de ninguém, eu não poderia apenas eliminar o lugar por não ter ninguém ali, então tentaria abrir a porta de forma devagar para entrar e analisar o lugar cuidadosamente, tentando identificar, se alguém esteve ali recentemente e tentando também a todo tempo estar atento para quaisquer surpresas.

Caso a porta não abrisse, eu não gostaria de arrombar a possível casa de alguem, então viraria para Urahara perguntando "E agora?" . Se porventura os recém-adquiridos ensinamentos de Urahara me ajudasse a identificar quaisquer rastros ao redor de onde estivéssemos apontaria para Urahara o rastro, indagando "Pera, pera, olha só isso aqui... Isso parece recente, dado que conseguimos encontrar. Vamos seguir?"



Objetivo:
 
Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kekzy
Capitão
Capitão
Kekzy

Créditos : 65
Warn : O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 06/11/2013
Idade : 22
Localização : Utopia - 7ª Rota

O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 EmptySex 23 Out 2020, 10:07

Narração




[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]As palavras do Sênior atingiam o centro do alvo. Ele podia esperar que o trio caísse em sua conversa fiada, mas não a reação explosiva da anjinha — Ela não está com a cara muito b... ei, segur--! - o loiro, que estava de frente para Hotwood, tentou alertar, mas era tarde demais. O rosto da prisioneira avermelhava-se, com as veias sobressalentes na lateral do rosto e...

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Em um rápido movimento, a skypiean girou e se livrou das algemas da mulher que tentava prendê-la, acertando a lateral do seu braço. O golpe não chegou a causar-lhe dano relevante, mas foi o suficiente para empurrá-la um tanto e desconcertá-la por tempo o suficiente para se impulsionar em direção ao dito Sênior. A Filha de Deus estava completamente endiabrada! Foi o bastante para surpreendê-lo, mas não para pegá-lo desprevenido. A anjinha, no entanto, era veloz e sua aceleração a fez passar rapidamente pelo trio.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]noutro instante já estava adejando no ar, com a perna erguida em direção à face do homem. Este mexeu as mãos, mas não havia margem o suficiente para desviar. E assim, Ares sentiu o seu pé conectar com a face dele, forçando-o a titubear para trás. Dando continuidade à sua ofensiva, a celestial pairou no ar, preparando-se para seu próximo ataque, que completava o combo. Naquele momento, sentiu algo de errado - mas estava demasiadamente fora de si para se importar - com o seu corpo. Ainda, superando a fina dor espalhada por sua pele, conectou o segundo chute, fazendo a cabeça do homem girar violentamente para o lado e quase derrubando-o.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Quando tocou no chão, ofegante e parcialmente de volta a si, foi que notou diversas ranhuras ao redor de seu corpo: nos braços, no rosto, no pescoço e nas próprias pernas - todas regiões expostas. Os cortes não eram profundos, sendo bem superficiais, fazendo escorrer apenas um fino filete de sangue. Mas como aquilo havia ocorrido? Coldwood não havia visto nada e não fazia ideia de como tinha sido acertada. Porém, estava ali de pé, entre o Sênior e o trio, que se aproximavam por trás, encurralando-a — E-ei, parem ela! - o loiro gritava, mas o moreno ordenava, em seguida — Esperem! - esticando o braço, ele parou o grupo. À frente, o homem se erguia; de seu rosto... saia outro rosto — M-mas que merda...? - o líder do trio parecia confuso, ficando num impasse.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Por baixo da máscara facial - ou seja lá o que fosse aquilo - revelava-se um rosto pálido e um sorriso doentio. Escutava-se um riso baixo e soluçado, o que deixava o trio ainda mais confuso. A cena ajudava Ares a voltar à realidade, visto que já havia saciado o seu desejo furioso de punir o homem, além de ter se machucado misteriosamente e a cena que seus olhos captavam não era usual. Chegava até mesmo a ser nojento em como a pseudo face se desgrudava daquele rosto, deixando um líquido pegajoso entre este e a máscara — S-sênior? - o loiro perguntava — Isso está errado... - a mulher complementava — Não precisam dizer... - o moreno assentia — O que está acontecendo aqui?! Você não era um Sênior do Diyu? - o trio apontava as armas ora para Ares, ora para o homem — Fihz, fihz, fihz, e não sou? - arrancava a máscara de uma vez — Como disse, esta é uma pirata perigosíssima, forte, vocês puderam ver... ocorre que já nos conhecíamos e para pegá-la, precisava de um disfarce, fihz, fihz, fihz... agora me ajudem a pegá-la! - tentava dissimular a situação.

[...]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]No Explosive Hawk, Takamoto terminava os preparativos da sua sobremesa, que seria entregue para Don Karthus, na aposta que haviam firmado pelo Log Pose. Após tomar todos os cuidados necessários, Lisandro, acompanhado de Blumayden, se dirigia ao Farol. Atrás deles, a pata selvagem os seguia, correndo até a lateral do cozinheiro, de onde observava atentamente a sobremesa, ficando para trás ao se descuidar, quando logo corria novamente, como se fosse um gato em perseguição - e o gato preto realmente estava.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]No caminho, Blum e Takamoto deram de cara com Max e Urahara, que haviam se adiantado à dupla e estavam frente a frente com Don Karthus, o qual encontrava-se sentado, com uma mesa de madeira à sua frente — Está no horário de minha sobremesa, não me incomodem... só irei fazer outras apostas após concluir esta, vocês podem esperar - inicialmente, o homem tentava ignorá-los, até escutar que eles estavam atrás de alguém — Huh, e vocês são o que? Caçadores de recompensa? - seu cenho engrossava ao perguntar, encarando-as com uma expressão carrancuda. Urahara ia abrir a boca, quando o pançudo o atropelou — Eu quero escutar deste jovem - dizia, em tom de ordem, ignorando a descrição que o caçador havia dado. E sua voz realmente era potente e grossa o suficiente para sustentar o timbre de autoridade.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Os irmãos se aproximavam por trás de Max, sendo recebidos por Don Karthus — O que interessa chegou! - em suas mãos, estavam garfo e faca — Eu espero que essa sobremesa esteja boa... mais que perder uma aposta, não perca uma aposta me deixando de mau humor... eu decidi, se isso não estiver bom, eu deixarei você careca e terá que limpar o farol por um mês inteiro, sob minhas ordens! - exclamava — Você ainda está disposto? - deixar para falar o que iria exigir após Takamoto ter feito todo o esforço podia ser compreendido como uma estratégia para encurralá-lo. Urahara percebia isso e resmungava — Esse velho... - contorcia os lábios.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Se havia um momento para dar com o pé para trás, esse momento era agora. Lisandro poderia arriscar ficar mais um mês ali ou obter seu passaporte de saída. Podia não parecer muito, mas ficar um mês ali implicaria que o seu grupo teria que obter o sustento necessário para tanto, além de ficar vulnerável aos eventos traiçoeiros que ali ocorriam, visto que era a entrada que os piratas utilizavam para acessar a Grand Line... e o pior, ficaria careca, sob o sol escaldante.

Off

Dar a chance do Taka responder. O foco restou na Ares, já que ela é a única em um momento que necessita de maior desenvoltura, somado ao fato de não ter sido formulado muitas ações possíveis.



____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Handa
Membro
Membro
Handa

Créditos : 6
Warn : O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 8010
Data de inscrição : 20/02/2019
Localização : Farol

O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 EmptySex 23 Out 2020, 13:51

Mentiras


"Repugnante" era a palavra mais leve que eu poderia proferir sobre aquela cena. Durante aqueles momentos em que havia perdido o controle sobre meu corpo eu avançava na direção daquele homem mentiroso, porém, apesar de meus esforços para lhe derrubar, o homem parecia sequer se importar com tudo. Seu rosto se moldava e alterava para algo completamente diferente. Ao mesmo tempo, vários cortes apareciam sobre minha pele, sendo que nem ao menos havia percebido que ele tinha uma espada ou facas consigo "Será que não havia percebido que ele tinha alguma arma?" pensava, já que era a única explicação lógica. Por sorte eu tinha voltado a ter controle sobre tudo e podia pensar de forma racional novamente.

O homem continuava a proferir mentiras sobre mim, mas dessa vez eu tentava ao máximo segurar o desejo de avançar novamente e respirava fundo. - Ei, vocês três! Não conseguem ver que ele está mentindo? Eu não sou nenhuma procurada, tenho até mesmo um jornal aqui comigo se quiserem verificar - falando isso, iria pegar o jornal e jogar na direção deles - Se algum de vocês for especialista, pode tentar procurar por falsificações ou cortes no jornal, garanto que não vão encontrar nenhum. Agora, se me derem licença, eu tenho coisas pessoais a resolver com esse homem aqui, não, com esse demônio! - dizia, me colocando em posição para o combate

Nesse ponto eu não podia me focar muito no trio atrás de mim, especialmente pelo demônio parecer ser muito mais problemático que todos os três juntos, então teria que contar com a menor interrupção deles possível. Iria tentar avançar devagar na direção do encapuzado, procurando encontrar as armas que ele havia usado para me acertar, me preparando para pular para trás ou me abaixar no primeiro sinal de perigo. Tendo me aproximado o suficiente, iria levantar minha perna e tentar lançar um chute horizontal diretamente na região do estômago do homem, porém prestando atenção em suas mãos, utilizando de um pulo e atacando com outro chute com meu outro pé no momento que ele tentasse usar as mãos para agarrar em mim. Tendo feito isso, iria pular para trás novamente, tentando me preparar para qualquer investida deste. Caso ele realmente se mostrasse ter alguma arma, iria prestar bastante atenção em sua trajetória e usaria meus pés para tentar bloquear seus golpes com chutes nos braços ou no lados das lâminas. Após isso iria avançar na direção do demônio, e no momento que ele tentasse usar algum ataque para me parar, tentaria utilizar de toda minha força para acertar seu braço e/ou perna e usar de impulso esse bloqueio para girar e lhe acertar outro chute diretamente em seu peito. Não iria completar o ataque caso o encapuzado não reagisse à investida.

Tendo passado esses movimentos, iria começar um plano para pelo menos sair da caverna e conseguir lutar mais livremente. Observaria o local ao meu redor, procurando prestar atenção no trio de antes, iria me virar na direção deles e falar - Mil perdões, mas acho que meu tempo aqui já deu. Infelizmente estou com pressa, hahaha! - e então usaria da minha aceleração para correr contra a saída. Caso o demônio tentasse me parar, iria utilizar de chutes giratórios para parar seus ataques e lançar ele de volta nem que fossem apenas três centímetros. Não iria parar de correr e caso fosse ameaçado com as armas de fogo, iria procurar desviar delas com pulos, me abaixando, ou até rolando no chão. Caso tivesse espaço ainda iria procurar correr em ziguezague, e contra o homem da cimitarra iria apenas chutar seu braço ou o cabo da arma para tirar ela de sua mão. No momento que algum deles tentasse ficar na frente da passagem, não iria evitar de pular por cima deles, podendo utilizar até mesmo seu rosto para me projetar mais para frente ainda.

Caso fosse capaz de escapar, iria me afastar o máximo possível da caverna e ficar em algum lugar aberto para o combate, me preparando para continuar a luta. "Tenho quase certeza que essa é a primeira vez que encontro problemas assim. A Grand Line é realmente um lugar perigoso... iria pensar, provavelmente ofegante após todos esses acontecimentos.

Objetivos:
 

Histórico:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Masques
Estagiário Narrador
Estagiário Narrador
Masques

Créditos : 33
Warn : O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 27/05/2020
Idade : 22

O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 EmptySab 24 Out 2020, 13:30


Act 03
VERDADES DISTORCIDAS




O que aquele velho tinha contra Caçadores de Recompensas, poderia ter sido um pirata, eu realmente não havia pensado nessa possibilidade, de qualquer forma eu não queria atrapalhar o que estava acontecendo ali. Takamoto e Blum haviam chegado carregando um tipo de sobremesa que eu não irei mentir parecia apetitosa. Embora a reação do velho juntamente com o modo que Urahara ficou uma vez que o velho o cortou cortaram meu apetite.

Minha mente acelerava tentando pensar nas possibilidades do que podia acontecer ali. De qualquer modo eu não tinha tempo e nem o luxo de parecer em choque com as ações do velho. Aproveitaria então a deixa para conversar com Urahara e tentar entender melhor a situação do que estava acontecendo, de qualquer jeito a sobremesa provavelmente teria um motivo maior do que apenas cozinhar para um velho que mora no Farol.

De qualquer jeito meus companheiros acabavam de chegar naquele local e eu, claramente os cumprimentava "Yo Takamoto! Blum! Tudo tranquilo?" Levantava o antebraço esquerdo com a palma da mão aberta acenando para o ruivo e o azulado que chegavam naquele momento.

" Acha que ele era um pirata ou algo do tipo?" Eu perguntaria discretamente a Uraharapara que os outros não ouvissem, afinal não queria estragar os planos de Takamoto e Blum. Independente da resposta do Caçador eu continuava "É melhor não abusar da sorte, embora o farol seja uma grande e talvez a principal localidade dessa ilha talvez devéssemos olhar ao redor."

Aguardaria então a resposta de Urahara, de qualquer jeito a situação me fazia ter não percebido algo de imediato, Takamoto e Blum estavam aqui. A Ares havia ficado no Hawk com Don? Eu então iria verificar com Blum para que deixasse Takamoto a vontade com o velho. "Yo! Blum, tranquilo? A Ares ficou no navio? E então aguardaria a resposta do mesmo.

Se caso Urahara decidisse procurar ao redor da ilha, saindo do farol me despediria de Blum e de Takamoto "Hey, vejo vocês no Hawk, ainda tem algo que precisamos fazer." E iria com Urahara para continuar a busca pelo pirata da ilha.

Caso Urahara decidisse adotar algum outro tipo de estratégia eu seguiria sua deixa a menos que fosse atrapalhar a situação atual, tentaria argumentar discretamente com o mesmo para tentar o fazer entender meu ponto de vista "Calma, calma, não podemos fazer isso... Isso não faz sentido, por que o Takamoto e o Blum iriam atras de um velho com uma sobremesa? Tem algo maior rolando aqui, não podemos atrapallhar."

No mais utilizaria sempre meu temperamento calmo para resistir a quaisquer tipos de insultos ou tentativas de me tirar do sério que o Velho do Farol tentasse, sempre tentando responder algo que encerrasse a conversa por ali assim como "Somos apenas quem gostaríamos de ser... Afinal não é assim com todo mundo. Obrigado pela ajuda, estamos de saída."




Objetivo:
 
Histórico:
 

____________________________________________________


-- Fala --
-- Pensamento --

" If looks could kill, you'd already be dead. "

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

" Scott Ashwood "
Voltar ao Topo Ir em baixo
Blum
Designer
Designer
Blum

Créditos : 28
Warn : O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 27/12/2013
Idade : 19
Localização : Ilha do Gelo

O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 EmptySab 24 Out 2020, 17:48


Cap. III
O Log que vale Dois Bilhões de Berries

O desafio
Um por todos e todos por um

- CARECaa?! - Dava um pulo para trás e rangia os dentes, o velhaco falava tal termo com tanta normalidade, mas eu sabia muito bem que ficar que nem uma bola de boliche não seria algo interessante. Entretanto, tal regra se aplicaria apenas o cozinheiro, talvez ele pudesse suportar virar um segundo sol, mas com certeza não conseguiria passar um mês perdendo seu tempo.

- Que sorte que ele não me incluiu nessa. - Suspirava aliviado de certo modo, pois sabia que não ficaria careca, mas mesmo assim… Ficar parado aqui no Farol seria pior do que ficar naquela ilha de gelo.

Enquanto isto, Masques aparecia tranquilamente falando com a gente, acenaria com as mãos como resposta. Caso ele olhasse meu semblante saberia que a situação estava um tanto tensa. Na sequência, o lutador perguntava sobre Ares, mesmo estando um pouco pertubado, responderia. - A Ares, bem, eu vi ela sair do Hawk. Acho que não devemos nos preocupar com ela, praticamente não tem como arranjar confusão por aqui. - A verdade é que eu ficava preocupado era que apenas o Don estava sozinho no navio.

Enfim chega de enrolação e vamos para a decisão do cozinheiro, encarar o desafio e irmos para Grande Line ou perder e ficarmos preso nesse meio do nada, bem, para quem conhece o Taka não precisava nem pensar muito, ele certamente aceitaria a encrenca. - Taka, você sabe muito bem o que pode acontecer se perdemos… Deve existir outro meio além desse. - Takamoto então sorria e respondia. - Não se preocupe Blum, não há como ele dizer que está ruim, eu me esforcei e coloquei tudo de mim nessa sobremesa.

Esse cozinheiro sempre tomando as decisões menos impensados possíveis, isso de certo me dar nos nervos. - Desculpa, Taka. Mas... - Ele sempre sendo guiado pelo seus sentimentos e coisas do tipo, nunca faz segue as escolhas lógicas e sensatas, e sabe de uma coisa. - Nem a pau vou deixar que tu leve todo protagonismo. Karthus, caso perdemos pode raspar a minha cabeça também! - Não podia simplesmente deixar o ruivo levar toda a responsabilidade, afinal de contas, agora éramos um grupo e tínhamos o mesmo objetivo.

Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________


LEGENDAS:
Falas #0066FF | Pensamentos - #FF6600
-''Arroz'' ~
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Blum em Dom 25 Out 2020, 12:07, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takamoto Lisandro
Narrador
Narrador
Takamoto Lisandro

Créditos : 76
Warn : O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 20
Localização : Minha casa

O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 EmptyDom 25 Out 2020, 11:06




O Log que vale Dois Bilhões de Berries
Caraca.



Max estava junto de Urahara de frente com Karthus que estava com talheres e esperando pela sobremesa, quando me dei conta, o alaranjado levantou sua mão me cumprimentando em consequente fiz o mesmo o saudando de volta. Blum e o pato estavam do meu lado esperando pelo verdadeiro resultado, eu sabia que com toda certeza conseguiria sair dali com o Log Pose, meus pratos não são iguais ou normais, são frutos das minha derrotas e amontoados da minha experiência. Sorri confiante enquanto encarava o desafio a frente, Max falava sobre a pequena anja que estava conosco a algum tempo atrás, olhei para os lados e ouvi as falas de cada um. - Ué, pra mim ela ia ta com vocês. Ela sumiu ein, será que deixou a gente? - Indaguei, mas a celestial disse que eu teria que pagar pelos acontecimentos anteriores, não acho que vai me largar tão fácil assim.

Ela deve está bem, ela sabe lutar. - Falei afirmando, a garota tinha um bom desempenho, senti isso durante o treino de outrora, se fosse para perder, talvez seriam para cerca de três pessoas ou alguém com um poder bem maior, mas ainda acho que Ares esteja só perambulando e dando uma de filha de deus por aí. Karthus não tinha falado o revés da aposta, ficar careca e passar um mês no farol atrapalha em muito nossa viagem a rumo para Grand Line, Blum ficava até com o pé para trás, ele não queria ficar careca assim com nas histórias que ouviu.

Como cozinheiro, a experiência e o conhecimento sempre eram as melhores armas, mas eu usava algo bem mais divertido, a criatividade. Reimaginando e usando tudo ao meu dispor para criar algo novo, este era meu jeito de fazer as coisas, e como homem não gostava de perder, odeio na verdade, porém sempre aprendi com as derrotas e nessa sobremesa que dediquei tanto tempo, sempre pensei em um prato que pudesse arrancar um “Está muito bom” mesmo nos mais difíceis avaliadores. - Não se preocupe Blum, não há como ele dizer que está ruim, eu me esforcei e coloquei tudo de mim nessa sobremesa. - Coloquei o prato na mesa e olhei diretamente no olhos do regente. - Coma! - Blum estava comigo nessa, eu não seria o único a ficar careca se a gente perdesse, mas tinha plena convicção que ganharia aqui e estaria mais um passo para superar meu velho.


Offs/Objetivos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Kekzy
Capitão
Capitão
Kekzy

Créditos : 65
Warn : O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 06/11/2013
Idade : 22
Localização : Utopia - 7ª Rota

O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 EmptySex 30 Out 2020, 21:42

Narração




[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Um pouco distante do Farol, Ares encontrava-se entre o imposto e o trio. A anjinha já havia feito a sua decisão; e na Grande Rota, não existia espaço para hesitação e para rabo preso. O moreno, líder do grupo, agarrava o jornal no ar, com uma das mãos, abrindo-o rapidamente — Eai? - o loiro indagava, alternando o olhar entre ele e Coldwood — Não há nada aqui e é um jornal real - ele jogava-o para o lado, dando a vez para o loiro lê-lo — Se esse é o novo... - estava para dar o jornal para a terceira companheira, a qual gesticulou com a mão, indicando que não era necessário. Era a mais centrada dos três — Não abaixem a guarda - advertia — Sim, ela ainda é suspeita - o líder determinava.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]À frente, o homem ia se erguendo, com uma das mãos apoiando-o. Ares decidia se aproximar com cautela, buscando um bom ângulo para golpeá-lo. A cena era assistida pelo trio — Apesar disso, ele é ainda mais suspeito... - o loiro comentava — Sim. Não tirem as mãos de suas armas, vamos ver o que acontece por agora - essas eram as instruções dadas ao grupo, o qual ainda permanecia atrás de Hotwood, bloqueando a sua rota de fuga. Enquanto isso... — Fihz, fihz, fihz... - a máscara grudenta se desprendia de vez do rosto do homem, o qual ainda tinha o rosto pingando de alguma substância viscosa.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Em sua aproximação analítica, Ares percebia um sutil brilho vindo do interior das mangas do proclamado demônio. Chamava-lhe atenção o suficiente para fazer alguma relação com o ocorrido, ainda que não conseguisse desvendar mais detalhes. Dessa forma, a anjinha furiosa visou desferir um chute na boca do estômago do oponente. Frente a frente, com tempo o suficiente para cada um se analisar, poderia-se dizer que uma abordagem tão direta era um erro diante de um inimigo que havia visto mais dela do que o contrário. Antes do seu pé chegar ao alvo, a lutadora sentiu uma dor lacerante por toda sua perna. Era como se houvesse encarado uma chuva de lâminas, as quais rasgaram sua pele; e os ferimentos não haviam sido tão superficiais quanto antes. Sem o mesmo frenesi de antes, a dor era maior, mas lograva êxito em ver as mangas pretas e largas em um sutil movimento, com um quase invisível rastro prateado que aparecia e sumia diante dos seus olhos.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]A situação da anjinha se complicava ainda mais, quando o oponente desviava de seu chute, realizando um movimento de meia-lua com o corpo, para o lado oposto do golpe. Naquele momento, Ares pôde sentir um estranho frêmito subir-lhe à espinha. Seus olhos haviam se encontrado com o do algoz e, naquele momento, ela soube que estava em um verdadeiro apuro. Os lábios do homem cresciam de ponta a ponta e os olhos se estreitavam, ganhando contornos lúgubres, como se as sombras em seu rosto favorecessem a sua má aparência.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]A esquiva do dito demônio havia deixado-o frente a frente com Ares, a qual ainda recuava de volta a perna para a posição inicial. O senso e experiência em combate contavam muito naqueles momentos. Mais do que poder, em suas diversas formas, um movimento inteligente havia deixado o inimigo em uma posição vantajosa, na qual tinha a iniciativa contra a anjinha. Vuuush! Foi o som que ela escutou quando o carrasco acelerou em sua direção - muito mais rápido do que ela própria podia fazer. Em uma tentativa desesperada de se defender, a taekwondoca valia-se dos pés para se proteger, visando bloquear os ataques. As tentativas só lhe geravam frustração, entretanto, pois a lâmina que estava lhe cortando deslizou como a água que se amolda ao caminho, causando mais um estrago em seu corpo. Mesmo a tentativa de revidar, acertando o braço do oponente, era infrutífera, visto que este serpenteava e recuava após o bote.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Porém, não por muito tempo, pois suas pernas já se flexionavam para mais uma ofensiva. Coldwood encontrava-se em estado de sangria leve, com dor nos membros inferiores, mas ainda capaz de utilizá-los para o combate. O problema era evidente: quanto mais ela os usasse e se estendesse na luta, mais o sangramento se agravaria. E, ainda que o seu desejo fosse sair dali, dar as costas para o oponente preparado, com sede de sangue, começava a ser um pensamento que lhe dava um frio na nuca. Ainda havia outro problema, visto que não tinha a garantia que o grupo deixaria-a sair dali. Entretanto, após a primeira troca de golpes, podia escutar — E-ei! Isso está saindo de controle! - tinha impressão de ser a voz do loiro, a qual carregava bastante receio — Preparem-se! - e em seguida veio a voz do líder. Tudo isso ocorria às costas de Coldwood e toda informação que possuía eram as falas e o tom de voz destes. E a situação lhe exigia uma resposta urgente!

[...]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Frente a frente com Karthus, quando Blumayden comentava sobre a dificuldade e arranjar confusão naquele local, o homem gargalhava — HAHAHA! Confusão é só o que tem por aqui! Zelem por seus companheiros ou poderão perdê-los! - era a advertência que o sábio homem dava, já no Farol a tantos anos — Combinado! HAHAHAHA - ele ria da demonstração de amizade do médico e de sua determinação — Certa vez, um homem me contou que era pior não ter cabelo do que não ter dinheiro, hahaha - colocava a mão sobre a barriga, rindo solitariamente. O conforto do azulado era o felino que andava ao redor de sua perna, consolando-o quanto a possibilidade de ficar careca.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]A sobremesa já encontrava-se na sua frente, disposta sobre a mesa, enquanto suas mãos agarravam os talhares — A cara está boa, vamos ver o gosto... se isso estiver ruim, eu... - Puff! Ao lado de Blum, surgia uma mulher ruiva, de olhos castanhos feito mel, dentes afiados, fantasia de diabrete e um chapéu e botas extremamente semelhantes aos que Nakamura havia comprado em Lvneel para o seu bixinho — Eu voltei! - anunciava, apontando um dos dedos para Don Karthus, com um sorriso largo e o olhar estreito — Minha aposta é muito mais antiga! Você há que comer a minha sobremesa primeiro! - em sua outra mão, ela segurava uma bandeja, na qual encontrava-se pequenos biscoitos em forma de diabinhos — Aposto que você pensou que eu não conseguiria voltar! Acontece que aqui estou! - proclamava, em tom de orgulho.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]A súbita aparição parecia pegar alguns de surpresa, principalmente que Urahara, que parecia estar tendo uma hemorragia nasal e escorava-se ao lado da mesa, quase escorregando até o chão, após perder a circulação sanguínea nas pernas por motivos desconhecidos. Don Karthus, por sua vez, parecia bastante surpreso — Não achei que fosse cumprir sua parte da promessa! Hahahaha, veio com estes rapazes? - indagava — Pois bem, irei provar primeiro os seus e depois o deste jovem. Lamento, seu cabelo terá que esperar - o velho determinava, ao olhar diretamente para Takamoto. Por sua vez, a mulher ruiva se aproximava de Lisandro, segurando o seu braço — Não terá problemas se eu for a primeira, certo? O Don concordou, nyaaah - apertava-o com mais força, trazendo seu membro para próximo dos seios — Eu posso até deixá-lo provar um tiquinho, nyaaah! - dava uma piscadela para o ruivo.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Quando Blum estivesse apto a notar as outras partes da vestimenta da mulher e perceber que parte daqueles itens lhe eram muito familiares e caísse na realidade, começaria a sentir uma sensação estranha tomar-lhe a cabeça. Talvez fosse apenas uma típica enxaqueca, como sua experiência médica poderia dizer-lhe, pelo dia quente e excesso de informações confusas — E sim, peguei carona com este cavalheiro, que me tratou muito bem, nyaah! - com o outro braço, puxava Blum para perto dela, de supetão, trazendo sua cabeça para perto do cangote dela - uma forma de abraçá-lo. Talvez não fosse tão azarado quanto ele pensava...

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Quanto a Max, qualquer que fosse os seus planos com Urahara, eles iam por água a baixo, quando o seu companheiro perdia cada vez mais sangue e não conseguia sequer se erguer, caído sobre as pernas, com a sombrinha erguida acima — Vá, Max... continue procurando algo, que você achará! Nossos amigos estão muito ocupados tentando obter um Log Pose, você pode perguntar ao Don sobre... - por motivos obstrusos, o seu tutor lhe dispensava, sem desviar os olhos da ruiva. Agora, se havia anunciado que estavam de saída, ele deixava o local sozinho. Assim que Evans deu os primeiros passos para deixar o lugar, percebeu outras pegadas que não as de seus companheiros. A direção da trilha era na direção oposta ao navio e eram de pés pequenos e de uma criatura leve, visto que a pegada não era profunda. Ademais, além destas mais recentes, ao olhar com mais cuidado, Max percebera, também, uma trilha mais antiga, quase apagada, mas que parecia guiar para a mesma direção, indo adiante na faixa de terra vermelha. Se ele iria segui-la... quem sabe não pudesse seguir as instruções de Urahara, se é que elas faziam sentido!

Off

O primeiro post da prenda de Takamoto Lisandro começa nesta postagem [1/5]

Quantidade aleatória (1,20) :
13

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Kekzy em Sab 31 Out 2020, 20:29, editado 4 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Handa
Membro
Membro
Handa

Créditos : 6
Warn : O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 8010
Data de inscrição : 20/02/2019
Localização : Farol

O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 EmptySab 31 Out 2020, 02:45

Difficillimum est pugna


Por dois segundos, pensei em gritar. Era a resposta natural, meu corpo não estava acostumado com aquela pressão que estava sentindo. Cortes rápidos e frios atravessando minha pele, muito mais dolorosos do que qualquer soco ou chute que eu havia levado em toda minha vida vivendo nos Blues. Sim, naquele momento, meu corpo começava a se render e minha mente mudava completamente de engrenagem. Por mais que tentasse esconder a dor do momento, usando todas as minhas forças para suprimir a vontade de simplesmente abandonar tudo e chorar, mesmo com pequenos gemidos sendo emitidos de minha boca, eu ainda precisava me manter de pé e continuar a luta de alguma forma. Eu já não estava mais na minha vida pacata e não poderia retornar para ela agora. Se esse é o caminho para me tornar uma com a santidade, então é esse caminho que irei trilhar.

A diferença entre capacidades e habilidades era visível, sendo meu oponente claramente superior. Não poderia mais me dar ao luxo de partir para uma ofensiva desenfreada, e por isso, decidi me acalmar. Respirar fundo e criar uma estratégia era a melhor forma de lidar com aquela situação. Olharia ao redor, para o chão, para as paredes e acima de tudo para meu oponente. Existia algo que eu poderia fazer melhor do que ele? Alguma carta na manga que apenas eu pudesse usar no momento? E foi nesse momento que um "click" atingiu meu cérebro "É isso! Como eu não pensei nisso antes?!" e com todo o pensamento pronto, era hora de botar o plano em ação. Não podia prolongar muito aquela luta pela tremenda dor nas pernas que sentia, mas não teria como fazer aquilo sem muito esforço "Me desculpe corpo, mas espero que você aguente tudo. Pai que está no céu, por favor, mantenha minha alma em um único pedaço ao ser atingida novamente por aquela lâmina..."

Me colocaria em posição, e quase como um gongo soando, os movimentos de meu oponente seriam o sinal para começar a minha estratégia. O primeiro passo era colocar o pé dentro de algum monte de areia, discretamente, e esperar que ele viesse em minha direção. Tentaria focar minha atenção em suas mãos e tentaria me esquivar na posição contrária de seus ataques, caso o mesmo viesse em direção do meu tronco, iria tentar me mover para o lado e ainda manter uma distância entre o rosto dele e meus pés. Caso tentasse ir na cabeça, iria me abaixar o mais rápido possível, esperando que ele mantivesse o braço para frente durante a execução do golpe. Logo que essas condições fossem cumpridas, iria levantar meu pé o mais rápido possível, tentando criar uma pequena cortina e jogar areia em seus olhos. Faria a mesma coisa caso ele avançasse por minhas pernas mais cedo. E mesmo que os olhos dele não fossem afetados, apenas a surpresa e ter que fazer ele fechar a visão por alguns segundos já seria bom o suficiente para lançar um chute horizontal diretamente em sua cabeça, mais especificamente na altura da orelha, queria causar o maior dano possível no instrumento de audição do homem sinistro.

Tendo completado tão ação, de preferência com sucesso, iria me afastar o máximo possível. Dessa vez iria tentar me manter em certa distância do mesmo, esquivando de sua lâmina o máximo que poderia, abaixando, pulando, rolando, e ocasionalmente, entre cada ação, tentaria parecer cada vez mais sem fôlego. Nesse ponto minhas pernas também já estariam desistindo, então utilizar de minha atuação para parecer que meus reflexos estavam mais lentos não seria tão difícil. Tentaria dar a maior sensação de confiança possível nele, porém também tomando cuidado para não fazer com que a atuação realmente tornasse verdade. Enquanto fazia isso, tentaria procurar por estalactites no telhado e me manter em algum ponto próximo delas. Assim que tivesse esse falso senso de vitória em meu oponente, iria ficar próximo delas e em seguida pular o mais alto que eu pudesse, e no meio do salto, tentaria parecer como se tivesse cometido algum tipo de engano, dando mais uma dica para que o homem se aproveitasse da situação. No entanto, se tudo fosse de acordo com o planejado, ele iria utilizar de sua força e sua arma para destruir os rochedos ao invés de meu corpo, a qual procuraria desviar dos golpes em meio ao ar usando de minha aerodinamicidade, buscando escapar com nada muito profundo. No momento que ele o fizesse e nós dois ainda estivermos fora do chão, iria executar mais um chute, este de preferência tentando acertar entre o rosto dele e a pedra, utilizando de sua dureza e a minha força para golpear ele com um pouco mais de força, diretamente no rosto. Caso as rochas caíssem sobre a cabeça dele seria melhor ainda, mas não era exatamente necessário para a próxima etapa.

Agora seria quando o momento da verdade começaria. Usaria de minha atuação para "fugir" para mais adentro da caverna, para a região mais escura. Iria utilizar de gemidos, alguns pequenos gritos, ou até mesmo de sons de falta de ar para fazer ele pensar que estava realmente a fugir e então entraria na escuridão. Caso o homem não quisesse entrar ali por contra própria, buscaria fazer algum tipo de truque como esperar ele vir em alta velocidade e desviar de seu ataque no último momento, tentando acertar mais um chute nele para fazer ele entrar no local com a força da velocidade e da massa do seu corpo, ou simplesmente colocaria o pé no caminho. O mais conveniente seria o melhor. Enquanto ali no escuro, iria fechar meus olhos e focar o máximo possível na audição "Essa é a minha única vantagem sobre ele, ou eu acabo a luta aqui, ou não tenho mais chances" pensava comigo mesmo. Procuraria utilizar de tudo para localizar a presença do homem no escuro, seja seus passos, sua respiração, ou até mesmo o som de sua lâmina cortando o vento. O objetivo ali era ouvir seus movimentos e tentar reagir. O som de lâmina cortante vindo em minha direção seria a indicação para desviar para a direção oposta e devolver um chute forte no mesmo, não importando aonde atingir, apenas utilizando de toda minha força para causar algo. Movimentos de passos indo na direção da luz seriam subjugados por chutes que iria desferir no sinistro, porém prestando atenção ao som de vento cortante e buscando pular ou abaixar dependendo das circunstâncias.

O planejamento era que minhas pernas não teriam sucumbido até o momento. Imaginar que teria tanta dificuldade assim em um combate não estava em meus planos. Sempre me considerei imbatível, mas pelo visto na Grand Line existem pessoas com capacidades muito superiores às minhas, e isso só me deixava mais excitada para tentar ficar mais poderosa naqueles mares.

Objetivos:
 

Histórico:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Blum
Designer
Designer
Blum

Créditos : 28
Warn : O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 27/12/2013
Idade : 19
Localização : Ilha do Gelo

O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 EmptyQui 05 Nov 2020, 19:51


Cap. III
O Log que vale Dois Bilhões de Berries

Na casa do demônio
Suspense

- Não existe nada mais confortante do que o cangote de uma mulher... QUE DIABOS EU TÔ PENSANDO?! – Afastaria-me repetidamente da moça, ainda não podia crer... Mas o gato na verdade era uma gata. De fato era uma vergonha, eu como médico deveria saber diferenciar facilmente. Apertaria os meus punhos e rangeria os dentes. – Droga! – Ah, espera aí, você deve está esperando por isso, né. – QUUUEEÊ?! – Como o nosso gato, quer dizer, a gata, virou uma bela dama? Lançaria um olhar desesperado para cima do velhote. – Será que foi ele que transformou a moça em uma gata? Isso explica porque começou a crescer a barba de Barret, ao invés do cabelo. – Paralisava olhando aquele senhor, meus olhos não podiam me enganar, ele era dono de um poder imensurável.

Estava com medo, pois além de ficar careca, eu poderia ficar que nem um ovo para a vida inteira e será que a ruiva sofreu alguma punição por perder alguma aposta ou algo do tipo? Antes do velho provar a sobremesa eu devia sanar essa minha dúvida. – Desculpe atrapalhar, mas como você virou uma gata? E você também é uma cozinheira? – Aguardaria a gata responder, e eu estava pronto para qualquer tipo de resposta.

Tínhamos que ganhar a aprovação de Karthus a qualquer custo, porém a presença da moça poderia mudar drasticamente nossas chances. Caso a comida dela fosse melhor que a do Taka, talvez, o velhote leve isso como uma competição, não queria que a donzela perdesse e muito menos gostaria de usar uma peruca. – Esse cara é um demônio! – Concluía.

Tomava um choque e relembrava que o velho havia dito, de fato eu não pensava que aqui era perigoso, pois o Farol estava no meio do nada, cercado por montanhas. Mas será que não havíamos caído na armadilha desse malfeitor? Será que a Ares estava realmente segura? Olharia para trás e percebia. – O Max sumiu? – O que será que aconteceria com a gente a partir de agora?

Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________


LEGENDAS:
Falas #0066FF | Pensamentos - #FF6600
-''Arroz'' ~
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Masques
Estagiário Narrador
Estagiário Narrador
Masques

Créditos : 33
Warn : O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 27/05/2020
Idade : 22

O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 EmptySex 06 Nov 2020, 20:05


Act 04
SI VIS PACEM, PARABELLUM




Com o aparecimento de uma bela jovem ruiva no meio da história, pude ver Urahara quase flutuar em sua direção, não imaginava que ele seria do tipo de quem se fissura na aparência de garotas, mas, quem sou eu para julgar. Levando a minha palma esquerda até minha testa em sinal de descrença com qualquer coisa que Urahara tinha tentado falar naquela hora. Para mim não fazia sentido. Mas no momento eu ainda estava focado em meu objetivo de encontrar outras pessoas na ilha, possivelmente o pirata que estávamos atrás.

Assim que começava a deixar o local pude ver certos rastros no chão, rastros relativamente pequenos, talvez o velho morasse com uma criança? Talvez Ares não estava mais no Hawk de qualquer forma comecei a segui-las até que por um momento pude ver de relance outras marcas na terra avermelhada na ilha. Esfreguei meus olhos e por um momento me foquei no que achei ter visto, identificando mais um rastro que com certeza já estava ali a mais tempo, dado o quão deteriorado e absorvido pelo tipo de solo da ilha.

Me agacharia para ver mais de perto para onde elas iam, uma vez determinado o rastro encontrado iria segui-lo para ver onde eu poderia acabar parando. Ficaria atento para que eu não acabasse interferindo com o rastro ou marcando a terra de forma que atrapalhasse a identificação daqueles rastros da criatura leve ou dos mais antigos.

Caso fosse parar em algum lugar onde houvesse algum tipo de construção iria bater na porta, tentando chamar a atenção de qualquer pessoa que pudesse estar ali dentro. Caso ninguém respondesse eu então tentaria abrir a porta da frente para ver se a mesma abria, caso a estrutura fosse abandonada. Porventura se caso alguém abrisse a porta iria indagar: "Com licença senhor(a), poderia me informar se passou por aqui alguém pequeno, possivelmente uma menina de cabelos brancos? Também estou interessado sobre algum pirata que tenha passado na região. Acredito que ele é meu parceiro..." Tentaria então até mentir para tentar fazer com que a situação do Farol não ocorresse novamente.

Caso encontrasse alguma estrutra que não fosse necessáriamente construída pelo homem, mas que poderia servir de esconderijo ou algum lugar que Ares poderia ter entrado, tentaria adentrar o local sem fazer muito alarde.


Objetivo:
 
Histórico:
 

____________________________________________________


-- Fala --
-- Pensamento --

" If looks could kill, you'd already be dead. "

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

" Scott Ashwood "
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takamoto Lisandro
Narrador
Narrador
Takamoto Lisandro

Créditos : 76
Warn : O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 20
Localização : Minha casa

O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 EmptySex 06 Nov 2020, 22:52




O Log que vale Dois Bilhões de Berries
Caraca.



Tudo ia bem, minha sobremesa estava na mesa de Karthus, só faltava ele tascar um pedaço dela em sua boca para a aposta pender para o meu lado, eu ganharia isto de lavada, não ficaria para trás, não perderia para meu velho mais uma vez. Estava preparado para retirar minha faixa branca de minha testa e falar minha famosa frase “Não foi nada!” com todo meu empenho, porém algo surgia, era uma ruiva vestindo trajes especiais parecendo estar em algum festival obscuro, sentia uma pontada em meu peito, seus cachos lembravam vagamente de minha mãe, ela por sua vez também havia feito uma aposta com o regente do Farol. Em uma de suas mãos, uma pilha de biscoitos com coloração avermelhada, o aroma não me era estranho, por mais que conhecesse quase todos os ingredientes dos Blues, recordava vagamente deste aroma.

A mesma tinha um desafio parecido com o meu, ela se aproximava e lançava meu braço em seus seios, joguei meus olhos em direção ao alto enquanto sentia uma pele macia e quente, o volume era ideal. - Ah! Se sua aposta é mais antiga, pode ficar a vontade a tomar a frente, não tem problema. - Afirmei coçando a nuca, porém tinha um problema no que ela havia falado, o Don? Ela conhecia o cowboy mais descarado dos mares? Era inusitado, porém não impossível, Karthus conhecia a garota e não tinha o porque de desesperar para minha sobremesa ser a primeira, o meu prato estava delicioso, ele poderia até mesmo sentir a diferença entre habilidades entre mim e a ruiva.

Claro, pode me dá um desses biscoitos. - Gostaria de provar e lembrar de onde era aquele aroma, se assim pudesse, comeria um deles provando relembrando do ingrediente chave desta receita.


Offs/Objetivos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Log que vale Dois Bilhões de Berries   O Log que vale Dois Bilhões de Berries - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O Log que vale Dois Bilhões de Berries
Voltar ao Topo 
Página 2 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Grand Line - Paradise (Paradaisu) :: Farol-
Ir para: