One Piece RPG
Song Toia-Trap XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» A primeira conquista
Song Toia-Trap Emptypor Rangi Hoje à(s) 05:10

» Bitch Better Have My Money
Song Toia-Trap Emptypor Kylo Hoje à(s) 03:54

» Pequeno Gigante
Song Toia-Trap Emptypor Teo Hoje à(s) 00:53

» Um novo recruta: o nome dele é Jack!
Song Toia-Trap Emptypor Teo Hoje à(s) 00:53

» Vol 1 - The Soul's Desires
Song Toia-Trap Emptypor Arthur Infamus Ontem à(s) 23:47

» VIII - The Unforgiven
Song Toia-Trap Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 23:41

» Art. 4 - Rejected by the heavens
Song Toia-Trap Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 23:28

» [MINI-*Kan Kin*] *Uma vida de merda*
Song Toia-Trap Emptypor Shideras Ontem à(s) 23:25

» [MINI-Koji] Anjo caído
Song Toia-Trap Emptypor Makei Ontem à(s) 22:53

» [M.E.P] Koji
Song Toia-Trap Emptypor Makei Ontem à(s) 22:52

» ZORO
Song Toia-Trap Emptypor Makei Ontem à(s) 22:52

» The Hero Rises!
Song Toia-Trap Emptypor Achiles Ontem à(s) 21:03

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
Song Toia-Trap Emptypor Furry Ontem à(s) 20:16

» 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia!
Song Toia-Trap Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 19:46

» Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp
Song Toia-Trap Emptypor Kiomaro Ontem à(s) 19:08

» Um Destino em Comum
Song Toia-Trap Emptypor Jean Fraga Ontem à(s) 18:59

» Kit - Jinne
Song Toia-Trap Emptypor GM.Jinne Ontem à(s) 13:17

» [LB] O Florescer de Utopia III
Song Toia-Trap Emptypor GM.Midnight Ontem à(s) 13:07

» Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!
Song Toia-Trap Emptypor Fran B. Air Ontem à(s) 13:05

» Meu nome é Mike Brigss
Song Toia-Trap Emptypor Oni Ontem à(s) 10:27



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Song Toia-Trap

Ir em baixo 
AutorMensagem
ADM.Senshi
Mercenário
Mercenário
ADM.Senshi

Créditos : 10
Warn : Song Toia-Trap 10010
Feminino Data de inscrição : 27/05/2018
Idade : 26

Song Toia-Trap Empty
MensagemAssunto: Song Toia-Trap   Song Toia-Trap EmptyQua 30 Set 2020, 11:12

~ PESSOAL ~

Nome: Song Toia-Trap
Idade: 20
Altura: 1,69cm
Peso: 65kg
Mão predominante: Direita
Sexo: Femino
Raça: Humano
Tamanho/Espécie: Normal
Origem: Desconhecida
Localização: South Blue Briss Kingdom.
Grupo: Civil

~ ATRIBUTOS ~

LEVEL: 1
EXP: 10/25
BERRIES: 50.000
BANCO: 0

HP: 44
SP: 62

DANO: 5 (+2) (+2) = 9 (Normal)
ACERTO: 0 [inapto]  
PONTARIA: 1 ( +3) (+2) = 6 (Normal)
ESQUIVA: 1 (+3) (+2) = 6 (Normal)
BLOQUEIO: 0 [inapto]
RESISTÊNCIA: 3 (Normal)
VELOCIDADE DE ATAQUE: 3


KENBUN-SHOKU HAKI


Citação :
LEVEL: -X-
EXP DO PODER: 000/050

BUSOU-SHOKU HAKI


Citação :
LEVEL: -X-
EXP DO PODER: 000/050

~ ESTILOS DE COMBATE ~

Citação :
Estilo de Combate: Atirador
LEVEL DE COMBATE: 1
EXP DE ESTILO: ~PRIMÁRIO NÃO POSSUI EXP~

~ Perícias ~


Citação :
• Física
• Anatomia Humana
• Atuação

~ Ofícios ~

Citação :

• -X-
• -X-
• -X-
• -X-
• -X-

~ FAMA & REPUTAÇÃO ~

Photoplayer:
Arte Hetza Hellshock:
 
Alcunha:
Recompensa:
Citação :
LINK DOS JORNAIS:

~ AKUMA NO MI ~

Citação :
Nome:
Tipo:
Energia:
Bonificação:

~ EQUIPAMENTOS ~

• ARMA(S)
Nome:
Dano:
Requerimentos:
Custo:

• CABEÇA
-Nome:
Bônus:
Requerimento:
Custo:

• TRONCO
-Nome:
Bônus:
Requerimento:
Custo:

• BRAÇOS
-Nome:
Bônus:
Requerimento:
Custo:

• MÃOS
-Nome:
Bônus:
Requerimento:
Custo:

• PERNAS
-Nome:
Bônus:
Requerimento:
Custo:

• PÉS
-Nome:
Bônus:
Requerimento:
Custo:

~ INVENTÁRIO~


(MÁXIMO DE 10W)





~ EMBARCAÇÕES ~

Nome:
Tipo:
Descrição:
Velocidade:
Número de tripulantes máximos acomodados:
Lotação máxima no transporte:
Número de ilhas sem precisar reabastecer:
HP:
Canhões:

~ TÉCNICAS ~


• -X-
• -X-
• -X-
• -X-
• -X-

~ TÉCNICAS SUPREMAS ~


• -X-
• -X-
• -X-


~ EXTRAS ~

APARÊNCIA: “Ela é como uma lâmina lendária, que ganhou vida própria por intermédio da vontade de alguma deusa dos marés ousada o suficiente para afrontar as estrelas em todos os céus. Seus olhos cinzentos, voluptuosos, trazem uma frieza única e tão apaixonantes, com o poder de fazer até o mais ereto dos homens da fé pularem no mar congelado.” – Pirata desconhecido.

“Olhe lá, uma fada! Tirada do seio arturiano, com beleza embriagante e graça de um cisne celestial, sim! Estonteante, com pele tão alva deveras imaculada, cabelos loiros e compridos, leves como à mais pura seda, dançam como carpas mágicas e lúdicos como gnomos travessos, que parecem querer nos enganar. Oras! Hora estão dourados sob os raios de sol, outras como ouro e prata em noites enluaradas, como se pudessem roubar todo o brilho para si.” – Trovador de Shells Town

“Mesmo com roupas masculinas, era difícil dizer se aquela pessoa era um homem. Suas tatuagens fazia-no perigoso e de certa forma dominador. (Risos) Rosto jovial e triangular, nariz pequeno e fino, como de uma princesa, e que sorriso. Ah...! Cheio de orgulho e tão despreocupado, que parecia dizer que estava entregando uma dativa para o mundo, enquanto sorria por pura generosidade. Seus olhos  azuis cinzentos possuíam anéis dourados, Iris serpentinas, zombavam de todos em quem repousavam, parecia que sabia exatamente o que todos pensavam, porém quando nossos olhos cruzaram-se. Senti um calor dominante quase bélico; vindo desse rapaz. Gelo escalou por minha espinha, arrepiando-me, enquanto minhas mãos suavam em frenesi.” – Baronesa Francisca

“Coxas atléticas e uma bunda com o formato de pêssego, enquanto requebra em um ritmo sem música, olha para mim com um sorriso travesso nos lábios, pequenas montanhas arrebitadas, trabalham em uníssono em uma dança hipnótica.”– Últimos pensamentos....

“Sua voz não era a mais bela ou dominante, mas sabia o que dizer e quando dizer. Não era alto e musculoso como os heróis dos marés muito menos tinha poderes incríveis ou um passado nobre e de fato conheci muitos outros jovens mais belos ou viris que o mesmo.
Oh! ... Mas, que dedos... Tão habilidosos.” – Baronesa Francisca

PERSONALIDADE:
(Song):
 

(Xang):
 

(Xing):
 

HISTÓRIA: O cheiro de lixo, sujeira e aquele quase imperceptível odor de suor e sangue; acordavam os pivetes das periferias de Briss Kingdom, contudo esse não era um dia como os outros. Tinha um homem. Ele, era único! Simplesmente atraindo à atenção de todos: suas roupas eram limpas e cheiravam a flores, muito bem passadas, por sinal. Uma presa muito fácil ou um predador perigoso, foi o que eles pensaram.
– Vocês estão prontas crianças? – disse ele com um frasco nebuloso em mãos, sua voz era suave, mas apresentava um perigo misterioso que simplesmente arrastava-se pelas bordas das entrelinhas.
Eram treze! Treze anos... Em que os trigêmeos estavam nas ruas... Ao menos era o que lembravam. Nascidos com uma inteligência única amadureceram antes das outras crianças: Eles roubavam, enganavam e ate mesmo vendiam o que lhes eram de mais precioso. Contudo, quando Alice abriu seus olhos, que estavam pesados, olhou em sua volta... Apenas o homem estava de pé em sua frente com uma única mão estendida em sua direção.
– Magnífica! –
Apequena criança estendeu sua mão, de forma robótica, trêmula e suja de lama e sangue, em um aperto, mesmo não sabendo exatamente o por que de está tão feliz naquele momento e de certa forma aliviada; ela sorriu antes de cair por exaustão sobre os braços do homem.

O dia exato não importava, pelo menos foi o que Alice sempre pensou, dês de quando abriu os olhos pela primeira vez, isso é com seus novos olhos, depois de ser rasgada e costurada, em um quarto mal iluminado onde o cheiro de mofina permeava e tudo parecia um sonho macabro, e agora seu nome , até onde ela sabia, era Tina Tucker. (Ao menos era como; ele à nomeava entre murmúrios ensandecidos.)

O dr Tucker vinha com suas seringas e aparelhos – Tudo vai ficar bem... – dizia ele antes de começar a trabalhar, Tina começou a cogitar se não era melhor quando ela não enxergava nada. “Ao menos  eu não via esse sorriso asqueroso.”

Presa sobre a cama fria ela perdeu a noção do tempo e entre seus devaneios lúdicos, sonhava com um lugar melhor; um lugar onde não existiam seringas ou tubos que injetavam direto pela garganta seja lá o que (ela nunca soube) e muito menos o senhor Tucker e as vezes em ocasiões decadentes, até mesmo ela não era mais que um monte de... que? (ela gostaria de saber)

Mais uma missão, como todas as outras, alguém precisa ser morto e Tina estava aguardando o alvo praticamente a noite toda, quanto tempo fazia? Ela não sabia parou de contar faz tempo.

Quando os primeiros raios solares esquentaram-lhe aos olhos; lentamente abriu-os com leves piscadas sonolentas, ela havia cochilado afinal! Um suspiro seco e apático sibilou por entre sua máscara, enquanto flexionava os músculos do ombro doloridos para ajeitar o rifle de precisão.

As lembranças vívidas do porão ainda à assombravam, apesar disso agora precisava calcular o ângulo da luz, e a velocidade do vento, a distância também é importante – Eu não posso esquecer.  – com uma lufada seca, buscou a paz necessária para concentrar-se no “alvo”

O tilintar do gatilho quando é puxado, seguido pelo coice e o leve cheiro quase hipnótico da pólvora subindo enquanto queima e um belo “BANG”! Claro, para grande finale um monte da boa e velha massa cinzenta rodopiando e voando para todos os lados em um ritmo quase erótico. Logo alguém estava morto!

“É isso que sou? Um animal que segue ordens; apanha, mas mesmo assim; lambe a mão do dono? Um cão?”  Jogou o rifle, que ainda está com o cano fumegante, para o lado, em seguida puxou o capuz um pouco mais, antes de remover sua máscara e sair pela escada.
 
Song Toia-Trap 213f7310

Mancando em quanto sacudia uma caneca por entre o mar de pessoas,  fingir ser um mendigo cego era o modo mais fácil de afastar os outros, eles simplesmente fugiam tão rápido que era mais eficiente que se fosse o próprio rifle em sua mão.
Assassina, caçadora de recompensas ou apenas a cobaia do senhor Tucker, a grande questão é por que ela? Porque não com outra pessoa.

Deslisando pelo mar robótico de carne seus pensamentos estavam muito longe dali, perdida em seus mais desolados pensamentos, caminhou até uma construção antiga onde poderia observar seu trabalho, afinal a bala poderia ter defletido no último segundo, “No entanto havia todo aquele cérebro voando.” com esse pensamento Tina sentou-se ao chão de pernas cruzadas enquanto fingia ser um mero mendigo, sua caneca de barro balançava em um zigue-zague nem lento ou rápido.

O som de moedas batendo no fundo da caneca vieram acompanhados com uma voz antiga – A vida é como um sopro, não cabe a nós decidir quando ela começa ou termina, simplesmente acontece. –
– ... – Ela ficou em silêncio, afinal ela era “cega” não estúpida, contudo pensou “Então quem decidi? Ta vendo aquele lá? Foi eu que decidiu seu fim... Ou será que não...”  O que é escolha? Ela perguntou-se, foi sua primeira crise existencial.
– Todas as coisas estão escritas nas tabuletas do senhor! –
“Então  eu não tenho escolha, além de abater pessoas?... Ou sou adoida que deve abater as outras coisas?”
– Todos foram criados por um propósito! E nenhum vai dizer: eu não sou útil! Até mesmo um cego tem seu valor... Aos olhos do senhor! –
”...!...” Não era exatamente o que ela estava pensando naquele momento, contudo seu corpo fora muito mais rápidos que sua coerência! Primeiro venho a indignação: quando viu a “coisa”! Não era muito maior que uma criança, isso explica por que a voz parecia sussurra em seu ouvido, com isso, algumas lembranças enterradas assaltaram-na, contudo,  isso não foi o suficiente para, parar seu ímpeto furioso!
Seja lá o que fosse aquele símbolo no colar do anão, bem,  ela usou como faca, que atravessou os olhos da pequena criatura varias e varias de múltiplas vezes (Ela estava fora de si) enquanto rindo de uma forma louca – Pessimus caecus est is qui non vult videre! – (literal: o pior cego é o que não quer vê.) enquanto seu riso maníaco ecoava na catedral, seus orbes oculares viraram para cima ficando completamente brancos.

Quando percebeu com uma onda de ressaca não diferente de um gato sacolejado por uma máquina de lavar, Tina  estava lá de pé, suas mãos tremiam e sua mente estava tão confusa quanto a vários anos atrás. Não estava mais na entrada da estrutura antiga, mas em um lugar muito familiar, o porão; olhou para seus pés. Não era o anão que estava deitado ali, mas o senhor Tuncke, seu pescoço quebrado como de uma galinha. Ela deveria estava feliz, afinal seu inferno havia terminado! No entanto não foi o que aconteceu.

Incapaz de entender o que estava acontecendo; como fora para ali, onde estaria o velho que ela assassinou? (Seria uma ilusão?) ou por que ela sabia falar uma língua estranha. A perturbada garota buscou a solução mais lógica: “Impossível que isso seja real!” Levou as mãos à cabeça enquanto caia de joelhos, seu mundo estava despedaçando-se bem ali diante de seus olhos!

Ela decidiu acabar com tudo! Com olhos vidrados e suor escorrendo pela testa, carregou seu revólver, e o som da trava vibrando trouxe-lhe uma calma resoluta, por conseguinte levou-o aos lábios, vermelhos. Tina sentiu o frio do aço em sua língua quente, o gosto metálico lembrava ao sangue, sua respiração estava tão descompassada que parecia uma bomba relógio preste a detonar.

Então com o tilintar do gatilho quando é puxado, seguido pelo coice e o leve cheiro, quase hipnótico, da pólvora subindo enquanto queima e um belo “BANG”! Claro, para o grande finale! O monte da boa e velha massa cinzenta que deveria rodopiar e voar para todos os lados... não aconteceu, apenas um sangramento nasal e um teto detonado.
Isso obviamente não estava em seus planos.
Alice, Tina? Ou seja lá quem ela fosse! Quando finalmente acordou, horas depois, deu uma gargalhada insana vibrando contra os canos de ferro do porão, do mais profundo do seu anima! Apenas loucura, sofrimento e um pouco de paz podia ser sentindo no riso.

Descobri que o mundo é fictício e você nada mais é que uma peça à mais no grande esquemas das coisas, não é fácil pra ninguém. Ainda pior é saber, que! Seja lá quem for que está no controle, não à quer morta! Pelo menos é assim que ela pensa. Buscando protegesse contra a dura realidade sua pouca sanidade desfragmentou-se em outras duas personalidades! Xang e Xing!
Ela própria decidiu uma nova personalidade para si mesma, de certa forma, criando uma terceira personalidade: esta qual utilizou o nome de Song Toia-Trap. Que nada mais é que o anagrama de protagonista. Completamente absorta em seus devaneios é loucura está decidida em tornasse mais que um miserável “extra”, contudo ela não pensa também em ser um “protagonista” o que ela quer é autonomia, quebrando todas as regras do “Autor”!

~ VANTAGENS E DESVANTAGENS ~

Vantagens:
•Aceleração (Gasta 2 pontos)
Vantagem:
 
História:
 
•Visão Aguçada: (Gasta 2 pontos)
Vantagem:
 
História:
 
•Genialidade (Gasta 2 Pontos)
Vantagem:
 
História:
 
Desvantagens:
•Fantasia (2 pontos):
Desvantagem:
 
Fantasia:
 
•Múltipla Personalidade (1 ponto para cada personalidade adicional):
Desvantagem:
 
Xang O sociopata 1 ponto:
 
Xing A meretriz 1 ponto:
 
~ PERSONAGENS CONHECIDOS ~


PLAYERS:
 

NPC's Importantes:
 

NPC's Criados:
 

~ AVENTURAS CONCLUÍDAS ~

------------------

Link da ficha anterior ou da Mini-Aventura concluída:
link:
 

____________________________________________________


Song Toia-Trap BgSDAYZ

Andando muito tempo por aí
Percebo que não tenho muito onde ir
E todos os caminhos percorridos
São páginas velhas viradas de um livro já lido.

(Jimmy & Rats)

Song Toia-Trap Ali_e_Shi_final
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Song Toia-Trap
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Personagem e Mundo :: Arquivo de Fichas :: Civis-
Ir para: