One Piece RPG
Livro Um: Graduação - Página 6 XwqZD3u
One Piece RPG
Livro Um: Graduação - Página 6 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Vou te comer
Livro Um: Graduação - Página 6 Emptypor Hammurabi Hoje à(s) 17:50

» Drake Fateburn
Livro Um: Graduação - Página 6 Emptypor CrowKuro Hoje à(s) 17:06

» I - Justiça: Um compromisso obstinado!
Livro Um: Graduação - Página 6 Emptypor Hammurabi Hoje à(s) 16:01

» A HORSE WITH NO NAME
Livro Um: Graduação - Página 6 Emptypor Skÿller Hoje à(s) 14:40

» Pandemonium - 9 Brave New World
Livro Um: Graduação - Página 6 Emptypor CrowKuro Hoje à(s) 14:32

» Vol 2 - The beginning of a pirate
Livro Um: Graduação - Página 6 Emptypor GM.Milabbh Hoje à(s) 13:58

» All we had to do, was cross The Damn Line, Elise!
Livro Um: Graduação - Página 6 Emptypor Akuma Nikaido Hoje à(s) 12:22

» O que me aguarda em Ponta de Lança? Espero que belas Mulheres, hihihi
Livro Um: Graduação - Página 6 Emptypor GM.Muffatu Hoje à(s) 11:09

» Steps For a New Chapter
Livro Um: Graduação - Página 6 Emptypor Achiles Hoje à(s) 10:14

» Um novo recruta: o nome dele é Jack!
Livro Um: Graduação - Página 6 Emptypor Arrepiado Hoje à(s) 8:30

» Em Busca do Crédito Perdido
Livro Um: Graduação - Página 6 Emptypor PepePepi Ontem à(s) 23:55

» A Ascensão da Justiça!
Livro Um: Graduação - Página 6 Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 23:28

» II - Growing Bonds
Livro Um: Graduação - Página 6 Emptypor Subaé Ontem à(s) 23:05

» O som das ondas é o meu chamado... Adeus, meu filho!
Livro Um: Graduação - Página 6 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 23:04

» O catálogo continua, Baterilla a cidade da beleza
Livro Um: Graduação - Página 6 Emptypor maximo12 Ontem à(s) 22:20

» Ep 1: O médico e o marinheiro
Livro Um: Graduação - Página 6 Emptypor TerryBogard Ontem à(s) 22:18

» Viagem
Livro Um: Graduação - Página 6 Emptypor Rangi Ontem à(s) 20:11

» I did not fall from the sky, I leapt
Livro Um: Graduação - Página 6 Emptypor Moonchild Ontem à(s) 19:46

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Livro Um: Graduação - Página 6 Emptypor Fran B. Air Ontem à(s) 18:41

» 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia!
Livro Um: Graduação - Página 6 Emptypor Yami Ontem à(s) 18:24



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Livro Um: Graduação

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 77
Warn : Livro Um: Graduação - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : Fishman Island

Livro Um: Graduação - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Livro Um: Graduação   Livro Um: Graduação - Página 6 EmptyDom 13 Set - 19:23

Relembrando a primeira mensagem :

Livro Um: Graduação

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Momoko Yuki. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Noskire
Civil
Civil


Data de inscrição : 22/02/2012

Livro Um: Graduação - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Livro Um: Graduação   Livro Um: Graduação - Página 6 EmptySex 29 Jan - 22:27




Capítulo 25 — Xeque Mate!

O sorriso daquele homem me causou um calafrio que percorreu a minha espinha, mas foi o que veio depois que realmente me aterrorizou. O movimento repentino atraiu o meu olhar e o cano da arma brilhou ameaçadoramente por entre as gotas de chuva que caíam. O tempo pareceu desacelerar enquanto via o que parecia ser o fim se aproximando. Para quem queria deixar sua marca na história e ser lembrada por centenas de anos, aquele não era um fim apropriado, para se dizer o mínimo. O ar que tinha em mim foi exalado bruscamente enquanto meu corpo enrijeceu e se preparou. "Preparou"! Minhas mãos apertando a lateral da cadeira com tanta força que os nós dos dedos se sobressaltaram como nunca antes. Meus olhos bem abertos, mas não pela ausência de medo, e sim por acreditar que sequer teria tempo de fechá-los. Minha cabeça recuando involuntariamente, como que para adiar o inevitável o máximo possível. E o click!

Acho que meu cérebro resetou com o susto ou algo do tipo, já que quando voltei a mim a arma já estava sobre a mesa. Precisei de alguns segundos para olhar ao redor e me realocar no espaço e tempo. Ouvia-o e compreendia-o, olhava para o tabuleiro e fazia as minhas jogadas, mas, ao mesmo tempo, minha mente estava… dormente. Talvez entorpecida seja uma palavra melhor. Uma clareza absurda sobre algo em específico, enquanto o resto não passavam de borrões para mim. — A flor... — Deduzi de forma quase inaudível, ligando os pontos do que ele havia mostrado e falado. — Renascer... — Sussurrei ao ouví-lo falar sobre a bomba, só podia ser isso. Minha voz parecia ser de outra pessoa: baixa, serena e sem nem um pouco do tom irritadiço habitual.

Já havia tido noites onde precisei passar a madrugada estudando para um trabalho ou apresentação que teria de fazer no dia seguinte. Há momentos que, mesmo após muito café, o sono bate e sua mente apaga por um milésimo de segundo, com você acordando a meio caminho de bater com a testa na mesa. E era assim que me sentia, sem o controle sobre a minha mente. Como se de fato sonolenta, me levantei e me arrastei até a parede mais próxima, apoiando-me com ambas as mãos por um momento. Após respirar fundo, afastei minha cabeça o máximo possível da parede, ainda mantendo o contato com as mãos, e logo após avancei o mais rápido possível, atingindo-a com a testa. — ACORDE!!!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Bateria uma, duas ou três vezes, quantas fossem necessárias para que aquela letargia saísse de mim. Se ficasse tonta com a pancada, esperaria a tontura passar antes de retornar ao meu lugar, como se nada tivesse acontecido. — Vamos acabar com isso! — Diria da forma mais confiante possível e ficaria feliz se conseguisse trazer de volta a irritabilidade sempre presente, pois significaria que havia retornado ao normal. Ou quase isso.

Decidida, voltei a minha atenção para o jogo. Minha rainha estava em xeque, algo que quase passou despercebido. "Recuar? Bloquear?" Pensei, buscando achar alternativas ao analisar as minhas peças. Contudo, pensei melhor e… "Atacar!" Se o seu Rei está em xeque, você é obrigado a salvá-lo, ao menos isso eu sabia. E era exatamente nisso que eu iria focar, começando ao mover meu bispo B5 para C4. — Xeque! — Diria simplesmente, sem a animação de outrora.

O Rei inimigo estava cercado e eu só via duas opções de movimento para ele. Humildemente eu aceitava que não sabia como e que aquilo havia sido a mais pura sorte, mas obviamente que nunca admitiria para ninguém, muito menos para o palhaço velho à minha frente! Recuperando parte da minha confiança, diria: — Vamos logo, o vencerei na próxima rodada!

Se ele movesse a torre D8 para ficar entre o bispo e o rei (D5), moveria a minha rainha D1 para D5. Caso ao invés disso ele movesse o Rei E6 para E5, o único local possível para mover o Rei, moveria o meu peão F3 para F4. Em ambos os casos, diria logo após meu último movimento. — Xeque... — Encararia-o e forçaria um largo sorriso zombeteiro, apesar de ainda sentir as pernas tremerem devido ao susto. — Mate!

Esticando a canhota, com a destra segurando alguma das minhas peças perdidas, diria: — Me dê o antídoto. Agora, vamos! — Se ele entregasse, correria e o administraria em Rob o mais rápido possível. Depois correria até a porta que levava as escadas e gritaria o mais alto possível: — RENASCER! — Esperando que a distância não fosse tamanha para que a bomba não fosse desativada.

Todavia, se ele indicasse qualquer tipo de resistência, chutaria a mesa com ambas as pernas, objetivando arremessar tabuleiro e peças para o alto. Tentaria correr lateralmente a mesa e puxar ao menos o livro dos seus bolsos, previamente decorado qual, seguindo então rumo às escadas. Se ele me perseguisse, o que era provável, arremessaria a peça na destra alvejando seu olho direito. Mesmo que não o acertasse, esperava ao menos assustá-lo e atrasá-lo momentaneamente. Desceria as escadas correndo, pulando os últimos três degraus de cada lance e gritando "RENASCER" a cada lance, esperando desarmar a bomba e receber auxílio o quanto antes.


Legendas:
  • Narração
  • "Pensamentos."
  • Falas.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Momoko Yuki:
 
Histórico:
 

Guardanapo:
 

Objetivos:
 

Evento do Halloween:
 

OFF:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jean Fraga
Narrador
Narrador
Jean Fraga

Créditos : 17
Warn : Livro Um: Graduação - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 11/04/2020
Idade : 18

Livro Um: Graduação - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Livro Um: Graduação   Livro Um: Graduação - Página 6 EmptySab 30 Jan - 14:37

Livro Um: Graduação


One Bad Day






Horário: 10:00
Temperatura: 20°C
Localização: Las Camp

Após o choque que a situação proporcionava, ela batendo a cabeça contra a porta por onde entrará, voltava a seu ser.

O momento extremo a trouxe boas respostas e por tanto bater a cabeça contra a parede, se recordou de uma aula que teve, sobre um antigo imperador de Kano que morreu envenenado por ‘belladonna’, estava aí a peça que falta nesse grande quebra-cabeça.

Todas peças haviam sido encontradas e só faltava junta-las, mas antes disso, a sua frente seu desafio final, o cientista parecia estar em outra realidade, olhando para o céu e simplesmente sentido as gotas caindo sobre seu rosto e óculos.

Ele já não parecia estar mais naquele plano e aos poucos com um pequeno recipiente em mãos, ele se molhava de algo, transparente, mas com um forte cheiro.

As costas de Yuki, o Sol acabava de aparecer, e o dia chuvoso ia ficando mais iluminado.

Com seu Bispo de b5 para c4, ela forçava Jaques a botar seu rei de e6 para e5, o que com o peão de f3 para f4, botava ele em XEQUE MATE!  

Ele dizia bem baixo, — Você está pronta garota... – Um breve sorriso surgia no homem, mas diferente de qualquer um dos que já havia demonstrado, esse era como um Adeus.

Ele botava em cima da mesa o antidoto como prometido e com um isqueiro em mãos, se ateava.

Sentado e pegando fogo, o homem não demorou muito para morrer, morria de frente para o sol, com um lindo amanhecer que fazia aos poucos a chuva diminuir e parar por completo.

Rapidamente pegando o Antidoto, ela abria o recipiente e aos poucos fazia Rob ingerir, que logo demonstrava sinais positivos, os espasmos diminuíam e a pele começava a melhorar.

Não só isso, mas então Yuki percebia que o livro que haviam roubado anteriormente estava no bolso da frente da roupa do garoto.

O deixando encostado na grade, ela corria e abrindo a porta, ela gritava ‘renascer’, grito que ecoava por todo bloco, o problema era, a bomba continuava apitando e cada vez mais rápido.

Quando parecia que ia explodir e sem tempo de fazer algo, era segurada por alguém, que rapidamente pegava Rob também.

Piscando novamente já estava no ar e podia ver ao fundo o bloco inteiro explodindo, a mesma pessoa de antes que os havia tirado de lá, os protegia, chutando o chão e o fazendo levantar, fazendo os destroços, nem a explosão em si os machucarem.

A poeira baixava e logo havia uma tropa de marinheiros com mangueiras começavam a controlar o fogo.

— Você está bem? – Perguntava agora a pessoa que podia ser identificada, era uma garota, devia ter 17 e pela farda, era marinheira, uma marinheira de patente alta.

Ao lado de Yuki, Estava Annie, — Consegui tira-la do colete que continha bombas e salvar vocês – Olhava o relógio e dizia em tom baixo, — Demorei demais...

Olhando para Rob, a marinheira o segurava e dizia: — Vou leva-los aos médicos! Sigam comigo!

Eram encaminhados até uma unidade medica, Annie estava tratando alguns machucados que ficaram pela rápida retirada do colete de explosivos, Rob entrou em processo de desintoxicação e Momoko recebia dois pontos na cabeça, bater a cabeça contra a parede, também trazia seus problemas.

A marinheira de antes voltava e dizia: — Bom, a graduação de vocês foi adiada em um dia, pelos acontecimentos de hoje, precisamos que você venha conosco, para depor sobre o caso todo.


Off:
 
Informações:
 
Marinheira:
 
Flor:
 
Tabuleiro Ultimo Turno:
 
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Noskire
Civil
Civil
Noskire

Créditos : 80
Warn : Livro Um: Graduação - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 22/02/2012
Idade : 29
Localização : Limbo

Livro Um: Graduação - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Livro Um: Graduação   Livro Um: Graduação - Página 6 EmptyDom 31 Jan - 11:24




Capítulo 26 — Calmaria após a Tempestade

Com o Xeque Mate, me preparei para tudo, ele cedendo ou atacando, para atacar ou fugir, ou foi o que eu pensei. Havia sentido um cheiro estranho ao retornar a cadeira, mas acabei por ignorar dado o estresse e o foco no jogo para vencê-lo, mas ao ver o isqueiro e ligar os pontos, já era tarde demais. — Não! — Gritei, me levantando da cadeira e esticando minha mão para ele, mas por quê? Por que eu queria salvá-lo após tudo aquilo? Vi-o queimar, sem muito o que fazer além de olhar e sentir uma ânsia de vômito no fundo do estômago devido ao cheiro. "Ah, esse cheiro irá me atormentar por um bom tempo!" Ponderei, tristonha.

Mas havia outras prioridades no momento além de imaginar porque ele havia feito aquilo. Peguei o antídoto e corri até Rob, segurando-o nos braços. — Que isso seja de fato o antídoto! — Desejei, não conseguindo imaginar o que sentiria se acabasse dando ainda mais veneno para ele. O efeito veio quase de imediato e, ao que tudo indicava, ele iria melhorar. Suspirei aliviada, lembrando de que havia mais uma pessoa que precisava de mim. "Tudo eu!"

Corri até a porta e gritei a palavra chave para desarmar a bomba, ouvindo os ecos dos corredores vazios em resposta. Além dos ecos, os bipes. "Epa!" Diferente do que havia acontecido com Rob, aquilo não parecia estar melhorando. "Merda! Eu errei a palavra? Seria Tumba? Outubro? Fogo?" Matutei, encostada na porta entreaberta, preparando-me para mais um grito tentativa, provavelmente o meu último.

Contudo, num segundo estava eu, parada e puxando o ar, no outro fui puxada bruscamente para o espaço vazio que havia além do telhado daquela construção. — AAAAHHHHHHHH! — Gritei assustada, pensando a princípio que a explosão havia me arremessado longe, quando na verdade ela aconteceu após tal acontecimento. — Mas que por—? Com um baque atingi o chão, embora não com força para me machucar, e me virei bem a tempo de ver o que parecia ser uma marinheira brincar de arregaçar com o chão e criar uma parede para nos proteger dos destroços e do fogo. — O quê diabos é você?

Me levantando e batendo na roupa para tirar a poeira — O que era bem complicado, dado que minhas roupas estavam encharcadas da chuva — comentei rispidamente: — Aquele monitor levou tanto tempo assim para avisá-los ou foi vocês que demoraram? — Minhas mãos ainda tremiam levemente e, finalmente podendo relaxar, percebi o quão rápido meu coração batia. — Se o velho não fosse um louco desvairado suicida, teríamos morrido todos antes de vocês chegarem! — Ralhei, em parte por ter feito quase tudo sozinha sendo apenas uma civil, em parte por todo o estresse daquele episódio, em parte para descontar o desgosto por ter errado a palavra chave da bomba. — Humpf! — Cruzei os braços e a segui com Annie ao meu lado, enquanto Rob era carregado por ela.

Annie, por sua vez, permanecia calada, sem suas piadinhas sem graça costumeiras. Pelo jeito tudo aquilo havia a afetado também. Respirando fundo e já me arrependendo do que faria, toquei no seu braço uma vez para atrair a sua atenção e indaguei: — Você está bem? — Ouviria sua resposta e, se ela não falasse nada que me fizesse querer matá-la por conta própria, acrescentaria: — O velho disse que eu poderia desarmar a bomba caso adivinhasse a palavra chave, mas eu errei. — Sentindo um nó na garganta, demoraria alguns segundos até concluir de forma quase inaudível: — Desculpe.

Chegando a uma unidade médica que havia próximo, levei dois pontos na testa devido minha atitude imprudente, enquanto os outros dois eram tratados também. Ao que tudo indicava, éramos os únicos feridos, o que era bom dado as proporções da explosão e de tudo mais. Relaxei, por fim, deixando que o médico terminasse de me tratar. — Você não teria um chazinho aí, teria?

A mulher voltou por fim, querendo um depoimento, sobre o qual dei de ombros. — E por que não aqui? Só me trazer um chazinho que dá certo! — Mas caso eu realmente fosse obrigada a acompanhá-la até o QG ou sei lá onde, iria resmungando baixinho, sobre estar cansada após lidar com um terrorista sozinha sem a ajuda de nenhum marinheiro. Chegando ao local, insistiria sobre o chá. — Estou com a garganta seca após negociar com o velho por tanto tempo, preciso de um cházinho! — Esperaria pela bebida tão solicitada e beberia um pouco antes de começar a falar.

Bem, vejamos, tudo começou quando eu e Rob passamos ao lado do antigo laboratório e um velho estranho que estava lá dentro ficou nos encarando pela janela. — Daí já pularia para o sequestro de Rob e a minha perseguição, se é que aquilo poderia ser chamado assim, até encontrá-lo no telhado. — Lá ele disse que eu teria que jogar xadrez e vencê-lo para poder salvar Rob. — Resumiria brevemente a nossa partida, fazendo questão de enfatizar que eu havia vencido, e do que havia acontecido depois até ela nos salvar. — Ele simplesmente tacou fogo nele mesmo após perder para mim. Um louco completo, eu digo!

Omitiria de todo o meu relato o livro, assim como as anotações sobre Kano e tudo relacionado a isso. Ainda bem que o livro havia permanecido com Rob e não estava comigo ali, o que provavelmente levantaria perguntas. Com o livro em seu bolso, provavelmente pensariam ser algo relacionado a Universidade, ou ao menos eu torcia para isso. — E agora, estou livre para ir? — Perguntaria, tomando o resto do chá antes de partir. Dali, onde quer que eu estivesse, seguiria de volta para o meu dormitório.


Legendas:
  • Narração
  • "Pensamentos."
  • Falas.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Momoko Yuki:
 
Histórico:
 

Guardanapo:
 

Objetivos:
 

Evento do Halloween:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jean Fraga
Narrador
Narrador
Jean Fraga

Créditos : 17
Warn : Livro Um: Graduação - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 11/04/2020
Idade : 18

Livro Um: Graduação - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Livro Um: Graduação   Livro Um: Graduação - Página 6 EmptyTer 2 Fev - 22:45

Livro Um: Graduação


Dia Livre




Horário: 10:10
Temperatura: 20°C
Localização: Las Camp


As coisas aconteciam tudo muito rápido, falava com Annie e a garota estava com um rosto vazio, o choque havia sido grande e mal conseguia andar sozinha, andando pausadamente.

O medico que estava lá, pegava um copinho plástico, com uma garrafa térmica, ele enchia o mesmo com um chá de camomila.

Yuki com seu chá em mãos, não via porque não resolver os assuntos por lá, então a marinheira dizia, — Bom se você não se importa em começarmos agora, por mim tudo bem.

Momoko ‘contava’ a história, não exatamente como havia acontecido, mas como a favorecia, apesar das mentiras, conseguia trazer uma boa explicação, durante relatava, a marinheira escriva em um bloco de notas.

— Certo, vamos recolher informações com outras fontes e caso for preciso, entramos em contato novamente... – fechava seu bloco – Melhoras e uma boa formatura...

Yuki era liberada pelos médicos, Annie e Rob foram levados para o hospital da ilha,  o dia começava mas muita coisa já havia acontecido, tinha um dia todo pela frente, visto que a formatura seria só no dia posterior.


Off:
 
Informações:
 
Marinheira:
 
Flor:
 
Tabuleiro Ultimo Turno:
 
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Noskire
Civil
Civil
Noskire

Créditos : 80
Warn : Livro Um: Graduação - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 22/02/2012
Idade : 29
Localização : Limbo

Livro Um: Graduação - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Livro Um: Graduação   Livro Um: Graduação - Página 6 EmptyQua 3 Fev - 21:26




Capítulo 27 — Eu e Meus Botões

"[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]!" Uma marinheira não deveria ser tão inocente, mas talvez ela fosse como Yoko, músculos acima do cérebro. Enfim, o importante é que a sua inocência havia me favorecido, pois odiaria perder o livro por ele ser "evidência", então bebi o restinho do chá que havia no copo, sentindo-me mais calma com o gostinho de camomila suave na minha língua.

Ok, até mais então! — Dei um leve aceno com a cabeça para ela antes de me levantar e buscar pela garrafa com o chá. Na maior cara de pau, a pegaria e encheria o meu copo novamente, saindo do local com o copinho cheio para me fazer companhia até o dormitório. Se notasse alguém olhando feio para mim, faria uma cara de triste, com beicinho e tudo, antes de falar: — Oto nervosa!

Caminharia lentamente até o dormitório, dando ocasionais goles no chá, de forma que tivesse tempo de organizar meus pensamentos. Puxaria o ar frio até encher meus pulmões e esperaria alguns segundos antes de soltar tudo num longo e exaustivo suspiro. "Que dia! E nem é hora do almoço ainda. Ou é?" Estava meio desnorteada em relação ao horário, mas achava que não. Olhei para o alto, buscando o sol e estimando o horário atual. Não foi muito efetivo.

O brilho do revólver surgiu novamente na minha frente e pisquei no susto, suspirando mais uma vez. Havia ficado tão fora de si, que apenas agora pensei na possibilidade de pegar a arma para mim. Nunca havia me encontrado em uma situação onde desejasse ter uma arma, não após sair do orfanato, pelo menos. Mas após o que aconteceu com o velho maluco… "E ainda há Kano..." Lembrei da minha ilha natal e do seu nome rabiscado nas paredes daquele laboratório esquecido pelos deuses. Se havia enfrentado tudo isso aqui, o que me esperava lá? "Tumba, Renascer, Encontro..." Repassava o pouco descoberto, para não dizer nada, várias e várias vezes, mas não conseguia ligar os pontos. A ideia de ter uma arma, então, não me pareceu tão ruim. "Mas qual?"

Isso também levava a minha mente para outro problema. Precisava voltar para Kano o quanto antes. O que quer que fosse acontecer lá, isso se algo de fato acontecesse, seria no dia 26, daqui a três dias. A minha graduação era importante e não conseguia me ver indo embora antes de concluí-la, jogando anos da minha vida e muitas horas de dedicação no lixo. Pior ainda seria voltar após tanto tempo para casa, apenas para dizer aos meus pais que havia largado tudo por causa de uns rabiscos na parede, isso seria inadmissível! Mas então, precisava partir amanhã, logo após a graduação. Mas como? Precisava arrumar um barco — ou melhor, uma passagem, já que não sabia navegar — ainda hoje! Dessa forma, chegaria em Kano no dia 24 e teria pouco mais de um dia para descobrir mais sobre essa tal reunião e como prosseguir.

E isso trazia mais um problema. Com que dinheiro? Parando a caminhada por um momento, puxei a cada vez mais franzina bolsinha de dinheiro e contei meus trocados. "Vinte e cinco mil..." Isso seria o suficiente? Achava que não. Meneando a cabeça, taquei a bolsinha de volta no bolso e voltei a andar. Me arrependi de não ter buscado por um estágio na ilha nesse meio tempo, mas agora era tarde. De qualquer forma, pechincharia no porto antes de me preocupar com isso, talvez estivesse me preocupando a toa. E assim eu esperava que fosse.

Chegando ao dormitório, tomaria o restante do chá, se ainda houvesse algum, e jogaria o copinho na primeira lixeira que visse no caminho, subindo as escadas lentamente até o meu quarto. Parando na porta, mais uma vez encheria os pulmões e suspiraria antes de entrar com um leve sorrisinho no rosto.

Se Yoko estivesse acordada, saudaria: — Yo! Pensei que só acordaria amanhã! — Me sentando na cama, começaria a tirar meu calçado e depois minha roupa. — Sai sem sombrinha e fui pega pela chuva. — Explicaria, se necessário. — Ah, aliás, a graduação foi adiada para amanhã. — Diria como se fosse algo completamente banal. — Algum problema com uma das instalações da universidade, não entendi direito. — Comentaria.

Caso ela ainda estivesse apagada, apenas trocaria de roupa em silêncio antes de partir. "Arma, Rob, Livro, Rob, Dinheiro, Rob… Me pergunto como Rob está..." Mas, antes de tudo isso, havia algo que se sobressai às demais. "Mas a prioridade no momento é a passagem para Kano, então para o porto eu vou!" E, relembrando as minhas idas e vindas da universidade ao porto, refiz o caminho mentalmente antes de fazê-lo com minhas perninhas já cansadas daquele exaustivo dia. Chegando lá, observaria os navios e os transeuntes, em busca de quem abordaria primeiro.


Legendas:
  • Narração
  • "Pensamentos."
  • Falas.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Momoko Yuki:
 
Histórico:
 

Guardanapo:
 

Objetivos:
 

Evento do Halloween:
 

Roupa:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jean Fraga
Narrador
Narrador
Jean Fraga

Créditos : 17
Warn : Livro Um: Graduação - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 11/04/2020
Idade : 18

Livro Um: Graduação - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Livro Um: Graduação   Livro Um: Graduação - Página 6 EmptyQui 4 Fev - 22:54

Livro Um: Graduação


Porto




Horário: 10:30
Temperatura: 20°C
Localização: Las Camp

Enganava a marinheira e com seu copo cheio, seguia seu caminho, por aquela região ter sido evacuada, tirando quem trabalhava no colégio e os marinheiros, não haviam mais pessoas por lá.

Seguia em paz, os pássaros cantando, o sol a cada instante ficando mais forte, o céu ia abrindo e o dia ia ficando bonito.

Um momento sozinho, era ela e seu chá, que esquentava seu corpo após a chuva que tomará e notando como muitas coisas já haviam acontecido, ficava na duvida sobre que horas eram, sabia que era entre nove da manhã e meio dia, mas o horário especifico, dificilmente conseguiria descobrir.

Lembrando-se do que havia passado e do que está por vir, aos poucos Yuki percebia que o caminho poderia ser tão perigoso quanto já foi.

Tinha que ir a Kano, mas antes disso, havia uma graduação a participar, no entretanto, Momoko, já começava os preparativos para sua ida até Kano.

Entrando no dormitório, jogava seu copo em uma lixeira durante a subida para o andar onde ficava seu quarto, abrindo a porta, a mesma cena de quando saiu, Yoko em um profundo sono, a festa que a garota foi, de fato foi longa e cansativa.

Sem fazer muito barulho, ela se trocava, deixa sua roupa molhada e botava um novo conjunto, seguia agora em direção ao porto, por sorte, tinha uma boa recordação do percurso então chegou lá tecnicamente cedo.

O lugar estava cheio, barcos de marinheiros, de pescadores e de carga e ao fundo, bem afastado, alguns barcos com bandeiras que se pareciam piratas.

Opções não faltavam naquele local, assim como, ofertas de emprego em navios eram soltas, para historiadores, cozinheiros, todos precisavam de algum tipo de mão de obra e lá era o melhor lugar para conseguir um emprego em um barco.


Off:
 
Informações:
 
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Noskire
Civil
Civil
Noskire

Créditos : 80
Warn : Livro Um: Graduação - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 22/02/2012
Idade : 29
Localização : Limbo

Livro Um: Graduação - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Livro Um: Graduação   Livro Um: Graduação - Página 6 EmptySeg 8 Fev - 21:32




Capítulo 28 — Troca de Serviços

Yoko ainda estava em coma alcoólico, o que era até bom, já que não precisava dar nenhuma satisfação. Troquei de roupa o mais silenciosamente que consegui e rapidamente parti. Não demorou muito até chegar ao porto e parar por um momento, saindo do caminho dos transeuntes para observar melhor o lugar.

A brisa marítima atingia meu rosto e cabelos e me trazia uma calma similar à quando a chuva caía. Respirei o ar salgado e mantive os olhos fechados por um momento, antes de voltar a focar no meu real objetivo em ir até ali. "Passagem, preciso de uma passagem!"

O primeiro navio que atraiu meu olhar foi um da marinha. Em parte por ser o mais próximo de onde eu estava, mas o principal motivo era o seu tamanho e supremacia diante os demais. Aquela grande vela branca dava a impressão de ser um navio mais novo e conservado do que era de fato. Contudo, Kano possuía sua própria marinha, a Happo, e achava improvável aqueles marines de meia tigela resolverem ir até lá.

Também havia algumas barcaças que imaginava ser de pescadores. Estas eu imaginava não se afastarem tanto da ilha, já que não precisam ir em outra ilha apenas para pescarem. Ao longe, o que pareciam ser navios piratas, mas eu deveria estar enganada. A marinha não deixaria eles atracarem a alguns metros de distância do seu grande e imponente navio, deixariam?

Restava os navios de carga. "Não será uma viagem muito prazerosa..." Pensei com uma careta no rosto, o lábio torcido numa demonstração de nojo, mas parti rumo à embarcação mais próxima. Kano era conhecida por seus minerais, então era provável que uma daqueles navios de carga tivesse vindo de Kano e/ou fosse para lá. Claro que, até agora, tudo havia sido mera especulação da minha mente. Mas eu era uma gênia, então provavelmente tudo era verdade.

Chegando próxima do navio, procuraria por algum tripulante próximo a rampa de (des)embarque ou na muralha e indagaria rispidamente: — Esse navio vai para Kano? Amanhã? — Caso a resposta fosse não, me moveria até o próximo e faria a mesma pergunta. Se nenhum navio de carga fosse para Kano, iria até os teoricamente navios piratas no fim do porto e voltaria passando por todos os outros, inclusive pelos da marinha, não desistiria antes de falar com todos eles.

Se o navio fosse para Kano, mas num dia diferente (como hoje ou depois de amanhã), diria: — O que seria necessário para você considerar mudar o dia de ida? — Encontrando minha possível carona, diria: — Vou com vocês! — Simples assim! Provavelmente me cobrariam algo pela passagem, algum valor que eu esperava ser menor do que o que possuía em meu bolso. Se o energúmeno não fosse direto ao ponto, indagaria: — Quanto você quer para eu ir com você?

Se o valor fosse elevado, negociaria: — Eu posso lhe fazer desembarcar no porto de ouro! — Em Kano há dois portos principais, o de Prata e o de Ouro. Contraditoriamente, o de Prata é o principal, enquanto que o de Ouro é mais usado pelos mineradores. Se o capitão (?) do barco fosse ignorante, acharia que o de Ouro seria algo mais exclusivo e provavelmente gostaria da ideia de usar este ao invés do de Prata. Se ele fosse mais preparado, saberia que poderia negociar minérios por um preço muito melhor no porto de Ouro. De uma forma ou de outra ele sairia lucrando, embora eu não fosse lhe explicar nada disso.

Conseguindo uma carona, ouviria os termos do capitão do navio alugado e ponderaria sobre antes de fechar o acordo. Caso não conseguisse encontrar nenhum navio que pudesse me levar até Kano, observaria os arredores em busca de algum local ou responsável onde pudesse reunir informações sobre os navios que chegariam e partiriam nos próximos dias. Se nada disso fosse possível, procuraria por algum vendedor de barcos e indagaria sobre os preços dos seus barcos mais simples, capazes de me levar até Kano. Obviamente que não possuía dinheiro para comprar um barco e não tinha a menor noção de onde tiraria essa pequena fortuna, mas sem opções, teria de tomar medidas drásticas!


Legendas:
  • Narração
  • "Pensamentos."
  • Falas.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Momoko Yuki:
 
Histórico:
 

Guardanapo:
 

Objetivos:
 

Evento do Halloween:
 

Roupa:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jean Fraga
Narrador
Narrador
Jean Fraga

Créditos : 17
Warn : Livro Um: Graduação - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 11/04/2020
Idade : 18

Livro Um: Graduação - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Livro Um: Graduação   Livro Um: Graduação - Página 6 EmptyTer 9 Fev - 23:01

Livro Um: Graduação


Custo Baixo




Horário: 10:50
Temperatura: 20°C
Localização: Las Camp

Yuki não perdia tempo e já começava a caçar sua carona, conhecendo Kano, já tirava algumas opções da reta.

O que sobrava diante tudo, era os barcos de carga, navios surrados e sempre cheios de mercadorias e pessoas que os usavam como carona, Kano tinha a vantagem dos seus minerais, então achar um que fosse até lá, não seria uma tarefa difícil.

Se aproximava de um, vermelho e com a logo “Baby Dragon”, era grande e devia ter dois decks no seu interior, já na entrada, havia um homem, parecia um dos comandantes do barco.

— Bom dia garota! Vamos sim! Temos que buscar alguns minérios, você trabalha lá? – O homem era menor que Momoko, coçava seu pescoço.

— Vai conosco? Bom, seria ótimo, está faltando tripulantes para ajudar nos trabalhos necessários no barco, o custo é baixo, limpe o seu e ajude na cozinha e temos um acordo, o que acha? Guahahah.

Para Momoko, era seu dia de sorte? Uma carona por um preço tão baixo, o homem complementava, — Partimos amanhã no final da tarde, as dezessete, eai? Se decidiu ?


Off:
 
Informações:
 
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Noskire
Civil
Civil
Noskire

Créditos : 80
Warn : Livro Um: Graduação - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 22/02/2012
Idade : 29
Localização : Limbo

Livro Um: Graduação - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Livro Um: Graduação   Livro Um: Graduação - Página 6 EmptyQua 10 Fev - 21:03




Capítulo 29 — Barganha Inesperada

O custo é baixo, mas baixo quanto? — Indaguei, querendo evitar futuras surpresas. — Não me importo em trabalhar, mas sou péssima cozinhando, esteja avisado! — Curiosa e um pouco receosa, quis saber um pouco mais sobre o grande navio chamado de 'Baby'. — Em qual porto de Kano vocês vão atracar? Vão levar algo ou irão vazio apenas para buscar os minérios? — Se ele se incomodasse com as perguntas, diria: — Eu poderia tentar lhe conseguir um frete até Kano e reduzir seus gastos, mas se não tem interesse... — Daria de ombros e não tocaria mais no assunto, já que precisava daquela carona de qualquer forma. Ponderando por algum tempo, respondi: — Amanhã estarei aqui com minhas bagagens o quanto antes! — Com um aceno de cabeça, fecharia o nosso acordo e seguiria adiante.

Seguiria adiante até o próximo navio de carga, tentando me mesclar em meio aos transeuntes para me ocultar da vista do encarregado do 'Baby Dragon'. Buscaria pelo encarregado do segundo navio e tentaria negociar com ele de forma similar a como fiz com o anterior. Primeiro perguntaria se iria para Kano e quando, pois isso era de suma importância. Depois, caso obtivesse uma boa resposta à primeira pergunta, negociaria o preço e indagaria sobre seus produtos e em qual porto atracaria. Não daria nenhum dinheiro de adiantamento para nenhum dos encarregados, pois o que tinha já era pouco e só decidiria com qual iria depois de negociar com todos.

Terminando aquilo o mais rapidamente possível, seguiria para o hospital principal da ilha, usando minhas memórias como base e pedindo informação aos transeuntes se me perdesse no processo. Chegando lá, forçaria uma expressão mais nervosa e iria até a mesa de informações. — Meu irmão foi trazido para cá mais cedo, seu nome é Rob Edward! Onde posso encontrá-lo? — Menti. Não sabia o estado dele e não queria ser barrada por algo tão banal como não sendo da família ou algo do tipo. Precisava vê-lo de qualquer forma. "Por causa do livro, claro! Sendo admitida, seguiria as instruções dadas.


Legendas:
  • Narração
  • "Pensamentos."
  • Falas.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Momoko Yuki:
 
Histórico:
 

Guardanapo:
 

Objetivos:
 

Evento do Halloween:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jean Fraga
Narrador
Narrador
Jean Fraga

Créditos : 17
Warn : Livro Um: Graduação - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 11/04/2020
Idade : 18

Livro Um: Graduação - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Livro Um: Graduação   Livro Um: Graduação - Página 6 EmptyDom 14 Fev - 3:37

Livro Um: Graduação


Custo Baixo




Horário: 10:30
Temperatura: 20°C
Localização: Las Camp

— Então, como eu disse, basta limpar o seu e ajudar no barco, seja na cozinha, na limpeza dos cômodos ou ajustes necessários em velas .

Ele ria ao ouvir a garota falar sobre ser uma cozinheira ruim, — Você acha que algum de nós é bom? Guahahaha, por que acha que comemos com tanta felicidade quando estamos em terra?

— Iremos até o porto de ouro, o transporte de minérios por lá é mais rápido! – Coçando o queixo continuava, — Nasceu lá? Conhece bem o local hein...

— Vamos vazios e com poucas pessoas no navio, a volta é cheia de pessoas e cargas, - sorria ao ouvir as palavras da garota -, Certo! Estaremos atracados aqui mesmo! No horário que te avisei! Até já!

Yuki queria mais opções em sua mesa, além do navio que havia falado, haviam mais dois que fariam o trajeto, um que cobrava 30 mil berries e outro que estava cobrando 15mil berries, sem a necessidade de trabalhar enquanto viaja.

Tinha três opções, o primeiro partia as 19, o segundo as 18:15 e o terceiro 20 horas, havia coletado informações e agora tinha mais um objetivo, ir até o hospital, lugar que Momoko não tinha o costume de ir.

Depois de procurar e com a ajuda de alguns cidadãos, ela conseguia chegar no hospital, indo até a atendente e falando com a mesma, ela respondia, — Irmão? Uma garota pequena acabou de chegar falando o mesmo, sua irmã? Qual seu sobrenome e nome por favor... – A mulher parecia já ter caído em outras ladainhas como essa e estava atenta para tais coisas.


Off:
 
Informações:
 
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Noskire
Civil
Civil
Noskire

Créditos : 80
Warn : Livro Um: Graduação - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 22/02/2012
Idade : 29
Localização : Limbo

Livro Um: Graduação - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Livro Um: Graduação   Livro Um: Graduação - Página 6 EmptyTer 16 Fev - 10:23




Capítulo 30 — Três Quartos

Possuía três opções, cada embarcação saindo num horário e com um valor distinto. "Bem, amanhã, logo após a graduação, correrei para o porto e sairei no primeiro possível." Decidi, resolvendo não me preocupar com aquilo até então. Até porque, havia outro problema para resolver no momento.

Sem conseguir me conter, inclinei o rosto, olhando para a enfermeira com irritação. Eu fiz questão de dizer o sobrenome do Rob e ela ainda teimava em me barrar? — Sou Yoko..."Oh!" Percebi então que Rob possuía dois nomes e que seu sobrenome era desconhecido para mim. Estava tão acostumada a chamá-lo apenas de Rob que minha mente associou seu segundo nome ao que deveria ser seu nome de família. Buscando uma outra forma de lidar com aquela complicação, mudei rapidamente de tática: — Ah… Então nossa irmã já entrou? Sem problema, vou esperá-la com notícias! — Forçando um sorriso, caminharia até alguma cadeira vaga e me sentaria, esperando de prontidão.

Não sabia que ele tinha uma irmã e, portanto, não sabia como ela parecia. Na verdade, sequer sabia que ele morava em Las Camp, pensei que havia vindo de outra ilha, como eu ou Yoko. Enfim, olharia para as portas/escadas que levavam para os quartos e esperaria pela aparição de uma menina ruiva, esperando que ela fosse minimamente similar ao seu irmão. Periodicamente olharia para o relógio, batendo com o pé no chão e roendo as unhas. Estava perdendo tempo ali, tempo que poderia estar usando para descobrir mais sobre o que aconteceria na minha ilha nos próximos dias. Meu mau humor habitual crescendo exponencialmente.

Se meia hora se passasse e nada da ruiva, iria até a enfermeira mais uma vez. — Minha irmã ainda não voltou, estou preocupada! — Engoliria meu orgulho e suplicaria, esperando que a mulher se apiedasse de mim. Mas se ouvisse outro não como resposta, bateria com ambos os punhos no balcão! — MERDA! — E iria embora.

Se a menina ruiva, ou alguma outra que me fizesse me lembrar de Rob, aparecesse, iria em sua direção, tentando abordá-la distante da enfermeira, de forma que esta não conseguisse nos ouvir. Cochichando, se necessário, diria: — Olá, tudo bem? Você é a irmã de Rob, não é? Como ele está? — Saciaria a minha curiosidade antes de continuar com o que era de fato importante. — Ele está com algo meu, um livro. Eu preciso dele o quanto antes! Será que você poderia me fazer o favor de ir buscá-lo para mim? Ou então fingir ser a minha irmã para que eu possa ir falar com ele brevemente? — Soaria mais calma do que o normal, mas não seria fingimento como tentei com a enfermeira. Realmente gostava de Rob e acho que parte desse sentimento passava para a irmã dele, a qual esperava que não fosse uma pirralha insuportável! Se ela topasse me ajudar, daria um breve sorriso em resposta. — Qual o seu sobrenome, mesmo? — Caso contrário, faria uma careta de desaprovação. — Que seja! — E sairia do hospital.

Se me visse fora do hospital, sem sucesso, caminharia reto por um momento, mas logo volveria os pés e começaria a andar ao redor do estabelecimento. Procuraria por uma forma de entrar despercebida e seguir com meu encontro. "E-e-e-encontro não! Q-quero apenas o livro! Isso, o livro!" Talvez uma porta dos fundos, uma janela aberta ou até mesmo uma roupa de enfermeira secando num varal.


Legendas:
  • Narração
  • "Pensamentos."
  • Falas.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Momoko Yuki:
 
Histórico:
 

Guardanapo:
 

Objetivos:
 

Evento do Halloween:
 

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Livro Um: Graduação - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Livro Um: Graduação   Livro Um: Graduação - Página 6 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Livro Um: Graduação
Voltar ao Topo 
Página 6 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: West Blue :: Las Camp-
Ir para: