One Piece RPG
Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!
Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 2:13

» Hey Ya!
Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 Emptypor Takamoto Lisandro Hoje à(s) 1:02

» Sophia Aldebaran Rockfeller
Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 Emptypor ADM.Noskire Hoje à(s) 0:12

» Hitsujino Ukigumo Morone Antropfiev Nibelumgo Oam-oam
Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 Emptypor ADM.Noskire Hoje à(s) 0:07

» Laith Kinder, a Serpente Vermelha
Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 22:08

» A Ascensão da Justiça!
Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 21:29

» The Hero Rises!
Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 Emptypor Achiles Ontem à(s) 20:32

» A primeira conquista
Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 Emptypor Misterioso Ontem à(s) 18:35

» Azura V. Pendragon
Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 18:29

» Nova Ficha - Regina "Gina" Drake
Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 17:33

» Regina Drake
Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 17:31

» Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp
Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 Emptypor Oni Ontem à(s) 13:44

» Art. 4 - Rejected by the heavens
Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 Emptypor Ryoma Ontem à(s) 6:47

» Que tal um truque de mágica?
Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 3:17

» O catálogo continua, Baterilla a cidade da beleza
Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 Emptypor maximo12 Ontem à(s) 0:00

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 Emptypor Licia Sex 27 Nov 2020 - 23:32

» Seasons: Road to New World
Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 Emptypor Volker Sex 27 Nov 2020 - 22:37

» Vol 1 - The Soul's Desires
Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 Emptypor Arthur Infamus Sex 27 Nov 2020 - 22:08

» VIII - The Unforgiven
Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 Emptypor GM.Alipheese Sex 27 Nov 2020 - 22:00

» The One Above All - Ato 2
Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 Emptypor CrowKuro Sex 27 Nov 2020 - 20:53



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Art. 4 - Rejected by the heavens

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 65
Warn : Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Art. 4 - Rejected by the heavens   Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 EmptySex 4 Set 2020 - 21:54

Relembrando a primeira mensagem :

Art. 4 - Rejected by the heavens


Aqui ocorrerá a aventura do(a) revolucionária Helves. A qual não possui narrador definido.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Ryoma
Super Nova
Super Nova


Data de inscrição : 04/06/2011

Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Art. 4 - Rejected by the heavens   Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 EmptyQua 7 Out 2020 - 22:59

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Não que as informações de Helves fossem ruins, mas estavam longe de serem as mais importantes que ela tinha guardada consigo. Felizmente o sujeito na sua frente parecia pensar um pouco diferente, aceitando a quantidade e qualidade de tudo que a celestial havia dito, seguindo então para entregar a localização da mulher tão procurada. "Realmente melhor..." Suspirava, aliviada que tudo tinha dado certo, pegando o então cartão que registrava a localização de Natalie. – Obrigada pelo aviso, imaginei que não seria tão simples chegar até ela. – antes de guardar o cartão observava onde o endereço, colocando este então no bolso enquanto se levantava. – Foi um prazer conversar até aqui, nos vemos alguma hora outra. – sorria, entendendo que provavelmente era alguém perigoso seguindo para o mesmo local onde Helves terminaria indo.

O orfanato. Pensar naquele nome só a fazia ter lembranças de Yakira, daquele orfanato onde precisou passar boa parte do tempo em que viveu no mar azul. Poucas coisas boas saíram de lá, talvez por isso ter algumas lembranças não causavam uma sensação tão ruim assim na garota. – E então... Acha que falei muito? – questionava a sirena, tendo algumas dúvidas se acabou entregando muito o jogo para Varis ou não. "Pareceu aceitável, mesmo que ele saiba sobre os revolucionários, dificilmente poderá fazer algo daqui de dentro." O cartão outra vez seria retirado para observar melhor o endereço, além de analisar se existia qualquer coisa suspeita nele. O haki estaria presente basicamente o tempo inteiro e Helves permaneceria perto de Aya, mantendo-a em uma posição segura sempre que houvesse algum outro ser nas proximidades.

Até chegarmos lá não teremos problemas, mas fique atenta de qualquer forma e... – Helves pausava um pouco a fala, movendo sua mão direita até a mão de Aya, entrelaçando os dedos e segurando-a. – Nunca deixe o meu lado, é perigoso. – com os olhos focados em sua companheira ela terminava sorrindo, mantendo mesmo assim a seriedade em suas palavras. A segurança de ambas era importante, por isso não podiam vacilar de forma alguma. Seguir em frente com todo o cuidado possível ainda era o foco e assim que estivesse entrando na região mais perigosa, Helves soltaria a mão de Aya, continuando ao lado dela, porém sem impedir a movimentação de si mesma e de sua amada. "Natalie... Ela não pode ter mudado tanto, preciso que ainda consiga me ajudar ou ao menos aceitar que fiz tudo isso para proteger a ilha." Os rumores envolvendo ela e Andrew provavelmente não eram reais, mas o desaparecimento da mulher só podia significar que algo real tinha acontecido. Algo que a mudou, talvez até tenha sido a morte de Ford e se este fosse o caso a aliança com ela se tornaria inviável.

Com atenção redobrada a pirata se encaminharia até o endereço dito no cartão, procurando o caminho mais curto e discreto possível, fazendo de tudo para evitar encontrar qualquer pessoa no meio daquele ambiente hostil. – Rápido... – murmurava impacientemente, decidindo até mesmo carregar Aya em seus braços se a velocidade estivesse muito lenta e alguém pudesse estar se aproximando. Helves queria se manter longe de confrontos ali, fazendo desvios para evitar problemas e finalmente chegar no endereço. Carregar a sirena seria apenas para escapar do perigo e também chegar depressa. Helves adentraria no lugar onde Natalie estava, procurando ser cuidadosa e também atenta aos arredores durante sua busca, sem forçar qualquer aproximação precipitada na direção da mulher até ter noção do que estava acontecendo ali.

A necessidade de lutar poderia acabar aparecendo sim, obrigando os poderes da garota a serem liberados, lançando pequenos fantasmas negativos de seus braços na direção de qualquer um se aproximando e aqueles distraídos, os atacando logo em seguida com disparos de alguma das pistolas nas pernas ou braços, procurando impedir qualquer aproximação futura. Helves não queria lutar de imediato, apenas impediria os avanços antes de pensar em algo, protegendo Aya com seu corpo ou apenas bloqueios em qualquer ataque indo na direção dela.


Objetivos:
 
Histórico:
 
Informações:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kenshin Himura
Comandante Revolucionário
Comandante Revolucionário
Kenshin Himura

Créditos : Zero
Warn : Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 22/04/2012
Idade : 24

Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Art. 4 - Rejected by the heavens   Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 EmptySex 9 Out 2020 - 20:28



Helves então agradecia a troca de informações que tinham acontecido naquela sala, Varis sorria gentilmente para as garotas que se levantavam e começavam a sair da mansão do homem. Colocando devidamente as máscaras, as garotas estavam do lado de fora, saindo das propriedades do rei dos segredos, Helves tinha algumas dúvidas em sua mente, a mesma se virava para Aya e perguntava se ela tinha falado demais.

- Creio que não, talvez tinha coisas piores para falar! A sirena dava uma pausa olhando para frente levando sua mão ao queixo. - Talvez a parte de ele saber que os revolucionários estão aqui ainda, pode vir a ser uma complicação, mas ele me parece ser alguém neutro, se ninguém perguntar acho que ele não vai falar! A observação da sirena era um fato, os revolucionários comandados pela Vânia estavam na ilha de forma secreta disfarçados para se infiltrar no governo de Vladimir, mas enfim aquilo era coisa para se pensar depois.

Segurando a mão de sua amada, Helves pedia para a garota não sair de perto, uma observação valida, o local onde estavam já era perigosa, e onde estavam indo seria o lugar mais perigoso de toda a ilha, sem policiamento de nenhuma forma, o temido orfanato. Após um tempo andando pelo ninho Helves e Aya chegavam em uma parte que estava extremamente destruída, a iluminação bem precária, o sumidouro perto daquele lugar parecia um bairro de luxo.

Graças ao Haki de observação, Helves conseguia sentir algumas pessoas a observando hora ou outra, mas pessoalmente de início não via ninguém, curvando uma viela do orfanato, as garotas conseguiam ver a população do local. A visão não era das melhores, ali viviam a extrema pobreza da ilha, a escória na vista do governo, diferente do restante do sumidouro, a maioria das pessoas ali encontradas eram de fato crianças e adolescentes, talvez por isso o nome do local era orfanato, algumas delas caídas ao chão como se estivessem passando mal, uma visão bem triste.

Os olhares continuavam enquanto Helves e Aya seguiam mais adentro, finalmente chegando no lugar que estava indicando o cartão que Helves estava na mão. Um grande letreiro com o nome do ferro-velho, o local era gigantesco, com tubulações vindas da cidade alta, que despejavam não só gases tóxicos, mas como peças de metais sucateados por todo o local. Procurar pela Natalie seria um trabalho bem complicado ali dentro, mas ao menos sabiam que ela estava ali, antes de entrar no local, um garotinho se aproximava.

- Vocês estão querendo andar pelo ferro-velho igual aqueles caras? O garotinho apontava para uma parte da cerca que estava aberta. - Eles pegaram um dos meus amigos a força para guiar eles, estou preocupado, por favor tragam ele de volta, quero encontrá-lo! Os olhos do garoto se enchiam de água, mas a decisão era de Helves ajudar o garoto, ou apenas ignorá-lo, a celestial não conhecia o ferro-velho e toda ajuda seria bem-vinda.

Legenda:
 

Histórico:
 
[/quote]

____________________________________________________

Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 >
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sempre estarão comigo:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t33737-cla-shadows-league
Ryoma
Super Nova
Super Nova
Ryoma

Créditos : 83
Warn : Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 04/06/2011
Idade : 22
Localização : hell

Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Art. 4 - Rejected by the heavens   Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 EmptySab 10 Out 2020 - 13:19

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


As palavras de Aya acabavam por acalmar Helves um pouco, escutar a opinião de outra pessoa realmente era melhor depois de fazer algo que a deixava em dúvida. – Mesmo que ele acabe contando para alguém, duvido que vão encontrar algo... Revolucionários são cautelosos. – ainda que conseguissem os encontrar, Helves tinha plena noção que não seriam simplesmente destruídos por qualquer pessoa. O plano seguiria em frente mesmo sem eles já que a celestial não poderia mais se envolver tanto com Vânia depois de tudo dito ali. "Somente ligações..." O caminho estava limpo até chegar no orfanato, ainda que a sensação de ser observada estivesse presente até mesmo na região atual. O maior problema por ali realmente era o estado do lugar que chamava muita atenção, deixando a garota um pouco chateada de ver os celestiais vivendo de forma horrível. Ninguém em um lugar daqueles teria a saúde boa, obviamente isso era mostrado por todos que estavam jogados pelo chão.

A cena apertava o peito de Helves, sentindo tanta raiva com a situação de simples crianças sofrendo tanto por conta de um governo podre dos Ford. O atual líder não tinha qualquer sinal de que faria alguma mudança no estado atual de Stanford, mostrando ser mais um dos podres que simplesmente almejavam o poder para ficar no topo. "Esse lugar tem sorte de termos sido enviados para Karakui... Acabou que as férias nos fizeram trabalhar mais ainda, felizmente conheci Stanford... Não seria justo os deixar sozinhos depois de saber sobre tudo." O local finalmente estava em frente as garotas e restava apenas entrar, mesmo que não fosse lá tão fácil encontrar Natalie, provavelmente teriam facilidade com os poderes da celestial só que a presença de uma criança se aproximando fez a pirata parar um pouco. – Então realmente tem mais alguém por aqui... – Helves não tinha certeza se queria levar um garotinho claramente fraco somente para a guiar, mas se mover-se por aquela região era tão complicado assim não restaria outra escolha. – Bem, não negarei ajuda... Se quiser nos acompanhar, é claro. – deixava a opção para o pequeno, começando a andar na direção da cerca aberta.

A companhia do garotinho ajudaria muito, mas se ele não estivesse por perto Helves teria que seguir em frente da sua própria forma. – Estou procurando uma mulher chamada Natalie, sabe me dizer onde ela está? – perguntaria se o pequeno estivesse a acompanhando, querendo ir direto até ela, pois os outros que haviam entrado no sumidouro provavelmente estavam atrás da mulher também. – Não precisa se preocupar tanto, vou salvar seu amigo. – afirmava sorrindo ao garoto, seguindo em frente. Como a criança poderia não estar ali, Helves usaria seus poderes nessa situação, criando diversos fantasmas negativos, lançando todos eles em diversas direções enquanto apenas um ficaria observando Aya e o seu corpo. – Vai ser rápido, mas fique atenta e corra com o meu corpo se achar necessário. – murmuraria apenas para a sirena, fechando os olhos logo em seguida para lançar sua mente aos fantasmas já espalhados. O motivo pra isso era simplesmente observar todos os lados de onde suas criações estavam de forma rápida, vendo e escutando tudo. Não importava muito se tinha encontrado algo, ela retornaria assim que conseguisse ver o suficiente ou simplesmente quando algum perigo estivesse perto de seu original.

Não era muito importante a forma como chegaria mais perto de Natalie. Helves queria apenas alcançar a mulher e quem mais estava atrás dela por lá, indo rápido, até mesmo carregando Aya e a criança se fosse necessário enquanto avançavam. E caso o pequeno não conseguisse a guiar até onde a ex-guarda estava, Helves teria de usar seus poderes para encontrar o caminho correto e rápido. Algum perigo provavelmente a esperava mais a frente, algo que qualquer um esperaria ao seguir os passos de alguém. Sentindo e observando tudo a garota esperava bloquear qualquer ataque na direção de algum dos seus companheiros com uma de suas armas, ou apenas criando um fantasma explosivo, usando do impacto da explosão no ataque para impedir que conseguisse alcançar a criança ou Aya. – Se escondam, eu cuido disso. – avisaria, sabendo que só teria como usar todo seu potencial quando sua amada estivesse protegida junto da criança.


Objetivos:
 
Histórico:
 
Informações:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kenshin Himura
Comandante Revolucionário
Comandante Revolucionário
Kenshin Himura

Créditos : Zero
Warn : Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 22/04/2012
Idade : 24

Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Art. 4 - Rejected by the heavens   Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 EmptySeg 12 Out 2020 - 21:10



Helves encarava uma nova realidade, o orfanato era uma visão hedionda em relação a qualquer outro ponto da ilha, e sem dificuldades Helves e Aya finalmente chegavam ao ferro velho, a notícia que tinha outras pessoas ali procurando pela ex capitã da guarda, tornariam as coisas um tanto mais complicada, e somava pelo fato de estarem usando uma das crianças do orfanato como guia e refém.

- Muito obrigado senhora, farei o máximo possível! Dizia o garoto que limpava a lágrima nos olhos e guiava as garotas para dentro do ferro velho.

Dentro da propriedade, Helves já perguntava ao garoto se o mesmo sabia algo sobre Natalie estar naquele lugar, o garoto estava meio confuso e logo falando. - Moça, acho que não tem ninguém aqui, como falamos para os outros homens que sequestraram o Zequinha. O garoto estava pensativo , olhando em volta do ferro velho.

- Esse lugar é muito perigoso, animais selvagens vivem aqui, nós as crianças do orfanato viemos aqui esporadicamente atrás de comida, ou de algo com o mínimo de valor para que assim conseguir um pouco de dinheiro! O garoto falava sem esperança para as garotas, Aya rapidamente se aproximava dele passando a mão em sua cabeça enquanto Helves falava que resgatariam seu amigo.

- Pode confiar na gente, vamos tirar vocês do ferro velho são a salvos! Com um breve sorriso da sirena o jovem garoto ficava um pouco mais confortável, assim tomando a dianteira guiando elas pelo grande labirinto de sucatas que era aquele labirinto.

O Local permanecia de uma forma bem calma, as vezes escutavam o som de lobos latindo ao longe, assim o garoto levava elas até oque parecia ser uma bifurcação, vulgo uma encruzilhada, olhando no chão, dava para ver rastros seguindo para o lado esquerdo. - Parece que foram por aquele lado, mas se estão procurando alguém, tinha que ir pela direita, pois o lado esquerdo e o local no qual nós do orfanato mais usamos para procurar por coisas, e lá não vimos nada.

O garoto olhava para os dois lados, em seguida se virava para Helves. - O lado direito tem uma velha lenda que existe um lobisomem por lá, oque faz meio que sentido visto que tem uma grande quantidade de lobos por lá! O garoto voltava a olhar para o caminho que o amigo tinha seguido com seus raptores. - Mas… Mas… Prometeu salvar o Zequinha e..ele foi por lá! Os olhos do garoto se enchiam de água novamente, Helves podia escolher agora, se iria atrás de seu objetivo principal ou então ajudar o pequeno garoto, Aya virava para ela para saber oque iriam decidir.

Legenda:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 >
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sempre estarão comigo:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t33737-cla-shadows-league
Ryoma
Super Nova
Super Nova
Ryoma

Créditos : 83
Warn : Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 04/06/2011
Idade : 22
Localização : hell

Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Art. 4 - Rejected by the heavens   Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 EmptyTer 13 Out 2020 - 19:59

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Se nem mesmo os moradores daquele área sabiam sobre Natalie a mulher provavelmente tinha se infiltrado discretamente, obviamente para não ser encontrada de forma alguma. "A encontrarei quando chegar a hora." Suspirava um pouco mais tranquila sobre a mulher, porém preocupada com a outra criança que havia entrado no labirinto. Observar a sirena acariciando o garoto e dando ao mesmo algumas doces palavras realmente fazia Helves cogitar ter um filho mais cedo, mas só de pensar nos perigos que ele enfrentaria ao seu lado novamente a faziam se afastar dessa ideia. "Pode não ser a melhor ideia do mundo, mas posso ao menos tirar essas crianças desse lugar... As levar comigo seria um pouco complicado." Sem nem ter ideia de onde arrumaria um barco ou como sairia daquele lugar depois de completar seus objetivos realmente acabava parecendo um plano ruim.

Oh... – os dois caminhos surgiam pela frente e a escolha óbvia parecia ser seguir diretamente por onde existia a possibilidade de encontrar Natalie. "Aquela mulher não se esconderia no lugar óbvio." Provavelmente este era o motivo das outras pessoas terem seguido o caminho da esquerda. – Não precisa chorar. – dizia ao se aproximar do garoto já agachando-se para olhar ele diretamente nos olhos, colocando ambas as mãos no rosto do mesmo para limpar qualquer lágrima escorrendo. – Não importa se encontrarei quem procuro, primeiro vamos lidar com quem está levando seu amigo e depois podemos voltar pro meu objetivo. – finalizava sorrindo, acariciando brevemente as bochechas do pequeno, erguendo-se logo em seguida para continuar o caminho pela esquerda, buscando os prováveis inimigos.

Os próximos passos da celestial seriam mais cuidadosos. Com olhos atentos ela buscaria qualquer movimentação suspeita pela região por onde andavam, além de manter atenção nas auras que o Haki poderia sentir nos arredores. Não era hora de utilizar de seus poderes, principalmente se estivessem avançando bem no caminho. "É meu último recurso se essa criança não for útil..." Enquanto ele ainda era de boa utilidade Helves não precisava gastar sua própria energia para encontrar a outra criança, seguindo em frente pronta pro combate se preciso. O corpo da garota estava ali para ser usado de escudo se preciso, saltando na frente da sirena e da criança para os proteger de ataques com um bloqueio, usando armas ou simplesmente os braços/pernas na intenção de mudar a trajetória do ataque e o desviar até um ponto onde ninguém seria atingido diretamente.

Qualquer outra aproximação seria bem recebida com as armas de fogo, mantendo atenção para não acabar atirando em algum ser inocente que não estava ali para atacar, focando apenas em mirar na direção até ver se mostrava agressividade ou não. Helves atiraria sem dó ao notar sede de sangue nos olhos do que estivesse avançando, buscando acertar as pernas para impedir qualquer avanço e assim recuaria junto das duas pessoas que precisava proteger naquele momento. O importante naquele momento era chegar até o garoto raptado, analisar a situação em que ele estava e também buscar compreender a força dos possíveis inimigos antes de ir ao ataque.


Objetivos:
 
Histórico:
 
Informações:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kenshin Himura
Comandante Revolucionário
Comandante Revolucionário
Kenshin Himura

Créditos : Zero
Warn : Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 22/04/2012
Idade : 24

Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Art. 4 - Rejected by the heavens   Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 EmptyQui 15 Out 2020 - 15:17



Helves estava diante a encruzilhada que poderia levá-la diretamente até a ex chefe da guarda, mas vendo a encruzilhada e que as pessoas que estavam a procura da Natalie estavam indo por outro lado, o jovem que as guiavam parecia muito apreensivo com o destino de seu amigo. Helves logo o reconfortava limpando as lágrimas do mesmo, o garoto fungava tentando segurar o choro.

Assim em seguida a garota logo afirmava para o mesmo, que a primeira coisa a se fazer era salvar o amiguinho, e que depois lidaria com sua caçada. O garoto então se acalmava dando leves respiradas, e guiava as garotas por onde os rastros levavam, Aya parecia um tanto apreensiva com a situação, a sirena sabia que achar pela ex capitã seria uma tarefa um tanto complicada, mas não sabia que exigiria de uma situação com reféns de certa forma.

- Esse novo governo na ilha, parece que estão dispostos a tentarem de tudo! A garota falava enquanto caminhavam em meio as gigantescas paredes de sucatas espalhadas por todos os lados. A caminhada não era tão longa, o caminho fazia uma curva, mas Helves logo sentia a presença a sua frente, cautelosa a mesma não tomava a frente, em seguida ela escutava o som de algumas pessoas conversando.

- Garoto idiota nos trouxe para um beco sem saída! A voz de um dos homens podia ser escudada bem clara, em seguida o som de alguém sendo esmurrado, quando escutava isso o garotinho que estava com a dupla corria para encontro de seu amigo correndo retirando uma faca de seus pertences. Aquilo fazia com que todos os homens que estavam ali, cerca de dez pessoas se virassem para o garoto, que facilmente era rendido.

- Maravilha, talvez se mostrarmos oque acontece com quem engana a gente esse garoto pode nos mostrar o verdadeiro local! O Homem que antes estava socando o garoto sequestrado, caminhava na direção do que estava guiando Helves e Aya.

- Helves não podemos deixar isso acontecer! Aya suplicava para que Helves fizesse alguma coisa, a garota tinha duas opções explodir tudo ou ser certeira no salvamento dos dois garotos.

Legenda:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 >
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sempre estarão comigo:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t33737-cla-shadows-league
Ryoma
Super Nova
Super Nova
Ryoma

Créditos : 83
Warn : Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 04/06/2011
Idade : 22
Localização : hell

Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Art. 4 - Rejected by the heavens   Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 EmptySex 16 Out 2020 - 14:46

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Só de pensar no que os monstros mais a frente fariam com o garotinho se ele não conseguisse os guiar ao lugar certo era assustador. "Até matariam quem entrar no caminho." Um governo não muito atrativo naquele momento. A voz alta e os sons que podiam ser escutados de longe acabavam por fazer a criança que acompanhava Helves e Aya correr até onde seu amigo provavelmente estava apanhando. – Vamos com calma. – os olhos da celestial se focavam no da sirena, não era bom ter mais nenhuma pessoa correndo loucamente, um pouco de calma poderia ajudar a resolver aquele problema. A situação era um pouco mais complicada do que Helves pensou, vendo tantos homens prontos para machucar duas crianças fazia o sangue dela ferver. – É claro, não precisa se agitar tanto... Eu vou limpar essa sujeira, então fique bem escondida. – alguns passos eram dados por ela, procurando não aparecer ainda aos prováveis oponentes, se mantendo distante.

Helves estava pronta para seguir com seu ataque, sem muito para pensar ela ergueu seu braço direito para cima, deixando a palma da mão aberta. Alguns fantasmas de tamanho médio seriam liberados de seu corpo, saindo de diversas partes do braço direito. Vinte de suas criações negativas avançariam por cima dos 10 homens, descendo no momento certo para chamar a atenção deles. A celestial buscava uma distração com suas criaturas, fazendo estes rodearem os oponentes e atravessarem eles se possível. Enquanto eles tinham maior foco nisso a garota seguraria firme as duas antigas machadinhas que já não usava tanto, seu foco era o falador de antes e assim que Helves conseguisse uma mira boa no sujeito enquanto este não pudesse ver seu ataque seria o momento do lançamento. Com toda sua força e precisão a celestial buscava arremessar ambas as machadinhas ao mesmo tempo, mirando do tronco pra cima, dando preferência para pontos vitais que o fariam cair na hora.

Os dois lançamentos seriam acompanhados de perto pela pirata, que logo avançaria atrás deles com seu machado restante, além da pistola dentre as 3 que tinha. Helves queria se aproveitar completamente da distração dos inimigos pelos fantasmas, assim como das machadinhas lançadas para finalizar todos rapidamente. Assim ela esperava que o primeiro alvo estivesse finalizado com os dois arremessos, mas mesmo assim iria na direção dele se necessário, disparando com a pistola ou simplesmente saltando para realizar um corte com o machado visando o pescoço do homem, querendo realmente cortar a cabeça dele fora se fosse forte o bastante para tal. – Gente igual você merece esse tipo de tratamento... – em sequência Helves buscaria localizar qualquer um dos que estivesse afetado pelos seus fantasmas negativos, mirando com precisão na cabeça de cada um deles com a pistola, realizando o disparo uma vez e talvez até mais se fosse preciso na finalização de cada um deles, recarregando ao fim. Já os que ainda estivessem fugindo de suas criações seriam tratados como alvos depois de tudo, fazendo a garota ir em suas direções com disparos no meio do caminho para impedir que pudessem avançar muito, recuar ou atacar. Seria mais uma distração na cabeça deles e assim que estivessem no alcance do machado seriam o foco, visando o tronco no geral em pontos que os deixariam no chão rapidamente.

Durante os avanços Helves esperava não ser atacada por conta das distrações, mas se fosse o caso suas novas habilidades serviriam exatamente para esquivar, deixando seu Haki sempre ativo, além de tentar esquivar dos ataques com o Kami-e. Qualquer golpe que não pudesse ser esquivado seria bloqueado com o machado ou simplesmente atacado, batendo de frente com o ataque do inimigo se não fosse tão complicado assim. Helves também estava atrás de salvar ambas as crianças e faria isso em meio aos seus ataques, buscando sempre se aproximar delas e as proteger quando necessário. A qualquer sinal de perigo contra os pequenos a reação dela seria avançar na direção deles ou de quem estivesse os alvejando, buscando bloquear os golpes com o machado, pistola ou simplesmente seu corpo se fosse preciso. Outra opção parecia ser desviar os ataques para longe, usando de suas armas ou braços na tentativa de mudar a trajetória para um ponto onde não acertaria nenhuma das crianças. E assim que estivesse mais segura a garota buscaria pegar ambos os garotos e os deixar em segurança, próximo de onde Aya estava. – Se escondam, me deixem cuidar disso sem interrupções. – isso facilitaria muito o combate e também os deixariam fora de qualquer perigo com as explosões dela.


Objetivos:
 
Histórico:
 
Informações:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kenshin Himura
Comandante Revolucionário
Comandante Revolucionário
Kenshin Himura

Créditos : Zero
Warn : Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 22/04/2012
Idade : 24

Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Art. 4 - Rejected by the heavens   Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 EmptySeg 19 Out 2020 - 16:54



A situação a frente estava completamente difícil para Helves, guardas da cidade alta prontos para poder matar uma das crianças do orfanato, parecia até algo comum de ser feito, a final, quem reclamaria do desaparecimento de algum órfão. Helves não iria permitir isso, pedindo para que Aya ficasse segura, a sirena ficava relutante, querendo ajudar, visto que a mesma tinha ficado sensibilizada com o estilo de vida que as crianças daquele lugar tinha.

Mas o fato de as duas não terem sido descobertas ali era algo bastante, útil, a nível de que Helves poderia muito bem fazer um ataque surpresa. - Ficarei aqui, no primeiro sinal de perigo contra vocês vou agir! Dizia a jovem sirena que se escondia em meio a algumas sucatas, deixando Helves livre para agir.

Helves com seu braço direito estendido, liberava diversos dos seus fantasmas negativos, fazendo os mesmos voar na direção do grupo de guardas. Ao perceberem que estavam sendo atacado por fantasmas, parte dos guardas se afastavam gritando, mas não conseguiam escapar dos fantasmas, fazendo com que parte deles fossem atingidos, e caíssem no chão lamentando por suas vidas, que não serviam de nada naquele mundo. As crianças que estavam de refém entendiam nada que estava acontecendo.

O homem que parecia líder do grupo bravejava para seus subordinados se levantarem e parar de corpo mole, os mesmos se levantavam mas ainda pareciam desmotivados e mortos por dentro. O líder deles estava irritado com aquilo, os fantasmas tentavam o acertar mas falhavam com as esquivas dele. Aproveitando a distração causada por suas crias, Helves jogava duas machadinhas na direção do líder, que conseguia ver as machadinhas se aproximando, o mesmo conseguia se esquivar de uma delas, mas a outa acertava o lado direito do seu estômago, fazendo o mesmo sangrar bastante. - Droga… Ele falava enquanto segurava o local que estava sangrando.

Helves partia para cima, para tentar finalizar o inimigo atirando com sua pistola na direção do homem. Mas logo era interrompida por um dos guardas que não fora atingido pelos fantasmas bloqueando as balas disparadas, com uma espada, a investida de um outro guarda, era percebido pelo Haki de helves, que rapidamente utilizando do rokushiki conseguia desviar dos diversos golpes que estavam sendo desferidos em sua direção.

O espadachim tentava aproveitar a distração do colega, partindo na direção da garota, desferia um golpe que era bloqueado pelo machado de Helves, mas aquilo a deixava vulnerável, o lutador desferia um golpe na cabeça de Helves a fazendo ser jogada para longe, a deixando meio zonza, as crianças gritavam ao ver a moça ser arremessada, mas a celestial pedia para que os mesmos se escondessem que ela resolveria a situação sozinha.

Mas as crianças eram espertas, aproveitavam a distração que Helves causava, para cortar as gargantas dos homens que estavam com sua motivação em zero, os garotos sabiam sobreviver ali, não era atoa que as pessoas não gostavam de ir ao Orfanato. Aquilo deixava Helves pronta para lutar contra os três restantes, o espadachim, o lutador e o líder deles que observava segurando a ferida.

Legenda:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 >
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sempre estarão comigo:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t33737-cla-shadows-league
Ryoma
Super Nova
Super Nova
Ryoma

Créditos : 83
Warn : Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 04/06/2011
Idade : 22
Localização : hell

Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Art. 4 - Rejected by the heavens   Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 EmptyQua 21 Out 2020 - 0:40

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Iniciou tão bem que Helves não estava preocupada, usando todas as opções que tinha no momento para impedir os ataques de a acertar. Esse tipo de abordagem a deixou exposta para ataques de outros lugares, tendo usado todos os caminhos disponíveis, não estava vendo o ataque se aproximar, muito menos tinha como bloquear naquele instante. O golpe do guarda lutador não fora visto, mas a dor era com certeza sentida pela celestial. Ser arremessada pelo peso do golpe deixava claro que ela não devia ter os desrespeitado tanto assim. – Ahn... – murmurava até se chocar com alguma coisa, sentindo o impacto e todo o choque ao ter sido quase derrotada por um simples ataque de seu inimigo. – Ouch... Merda, como... – ver as crianças se virando tão bem acalmava um pouco ela, só que a dor e a cabeça zunindo impedia ela de fazer qualquer coisa para ajudar no instante atual.

A dor quase obrigava a mão direita dela subir até sua cabeça, massageando um pouco enquanto tentava se levantar entre gemidos e resmungos. – Eliminar crianças que não lhe são mais úteis, eu realmente não posso deixar essa ilha nas mãos da guarda. – a raiva presente em toda sua feição também se transformava na chama que dava toda a energia necessária para continuar o combate. Os olhos dela brilhavam da pior forma possível, ansiando pelo sangue dos vermes que se diziam guardas locais. – O dever da guarda é proteger toda a população sem se importar com a classe social de cada um. – boa parte dos fantasmas desapareciam, deixando apenas três ativos, um em cada aliado. A função dos negativos perto dos garotos e Aya serviria como proteção, rodeando os companheiros da pirata, atacando qualquer inimigo atacando algum deles. Um toque e a negatividade auxiliaria na execução dos guardas que fossem covardes o bastante para escolher atacar crianças ao invés da real inimiga deles.

Aquele tipo de atitude superior não era somente fruto da liderança que Vladimir impôs. Uma pessoa boa não faria esse tipo de coisa mesmo seguindo ordens, isso já está cravado naqueles guardas, não há nada que consiga tirar. Ser um merda infelizmente é algo que acontece com alguns, estar ao redor de outros vermes os faz piorar e no fim acabam se tornando seres desprezíveis que usam até mesmo crianças inocentes pro bem próprio. "Livrar a população dessas pessoas é uma das razões que entrei nessa organização, até agora não tive tantas lutas que ajudaram nisso, mas dessa vez eu tenho certeza..." Pensar nisso só dava mais vontade para ela avançar, recarregando a pistola antes de ir correndo na direção dos três inimigos com a pistola e machado em mãos. Helves começaria pelo mais próximo, usando de todas as suas magias para escapar dos golpes que fossem vistos ou sentidos, esquivando-se com movimentos fluídos como um papel sem realmente afastar-se, buscando sempre continuar avançando contra os inimigos com bloqueios feitos pelas armas e as esquivas com o Kami-e.

A ofensiva começaria daquele ponto em diante. Helves iniciaria logo com um corte direto contra o pulso do alvo mais próximo, usando toda a força naquele ataque, querendo realmente cortar a mão dele fora. Sem dar tempo para o mesmo respirar, traria a pistola mais perto do corpo do guarda, disparando a queima-roupa em suas costelas ou em alguma parte do tronco. Na sequência um outro corte surgiria, trazendo o machado de volta em um salto contra outro alvo, balançando o braço de um lado até outro tendo como alvo o pescoço de um dos guardas. Sem recuar a garota avançaria na intenção de derrubar o oponente no chão, ficando por cima dele enquanto liberava diversos fantasmas explosivos ao redor da pessoa caída, saltando para longe durante a aproximação de suas crias até estalar os dedos, criando uma explosão em conjunto em cima do guarda, estando ele caído ou não. Helves não precisava dele caído, sua intenção era apenas atrasar a reação do homem até que este não tivesse mais escapatória.

O restante das energias da pirata seriam utilizadas num último ataque grandioso. Antes de o realizar ela faria questão de mover-se junto das crianças para uma posição favorável onde os três estivessem mais próximos da saída do que os oponentes, seja atacando seus inimigos com simples golpes que os guiariam até um beco sem saída. Por fim a garota criaria a quantidade máxima de fantasmas explosivos que conseguia naquele momento, lançando todos contra os oponentes que restavam enquanto ela e os dois garotos recuavam juntos de Aya para o mais longe possível. A explosão teria início quase imediatamente após começarem a correr, querendo diminuir ao máximo as chances de eles fugirem. Com os olhos e também o Haki ela ficaria atenta para qualquer movimentação suspeita durante a fuga, retornando na direção do que conseguisse sentir somente para acabar logo com quem estivesse vivo. Helves fingiria aceitar um golpe durante o avanço, desviando usando o Kami-e ou simplesmente bloqueando este com os braços, aceitando parte do dano se fosse preciso. Sem pensar muito ela executaria uma joelhada de direita contra as partes intimas do guarda, levando a perna direito ao chão para que logo em sequência fizesse um corte com o machado de baixo para cima, do tronco até o pescoço. Finalizando com um simples chute no estomago, recuando com ambos os braços erguidos a frente do corpo em segurança. Helves não tinha mais cartas na manga ou vontade de lutar contra aqueles homens, tudo que ela buscava era livrar o mundo deles e assim continuar sua busca com as crianças em segurança.


Objetivos:
 
Histórico:
 
Informações:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kenshin Himura
Comandante Revolucionário
Comandante Revolucionário
Kenshin Himura

Créditos : Zero
Warn : Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 22/04/2012
Idade : 24

Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Art. 4 - Rejected by the heavens   Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 EmptySex 23 Out 2020 - 1:27



Helves não esperava pelo golpe do guarda, que a deixava com a cabeça zunindo, mas a situação de todo qualquer forma estava sob controle, as crianças sabiam aproveitar das brechas causadas pelos fantasmas da celestial agora deixando livre para que ela lidasse com o trio que estava a sua frente.

Os três se colocaram a frente da garota, o espadachim a esquerda o lutador a direita, o que seria o líder do grupo se aproximava ao meio dos dois. - Mulher de cabelos verdes, habilidades estranhas, parece que vou receber minha promoção! Dizia o homem olhando diretamente para Helves. - A pirata do mar azul que atacou Ford causando uma grande destruição em nossa ilha! O homem retirava um chicote de seus pertences.

- Levar você e aquela puta da ex capitã vai me deixar bem próximo de me tornar um apóstolo! Uma risada podia ser escutada por Helves vinda da direção do mesmo.

Helves deixava seus fantasmas perto de seus aliados, Aya permanecia quieta no fundo do local, observando tudo, a mesma estava apreensiva pronta para ajudar sua amiga quando ela precisasse, as crianças continuavam o serviço degolando os guardas caídos, era brutal a cena, mas era a realidade da vida de quem morava no orfanato.

Helves dava uma investida na direção do trio, o espadachim tentava desferir alguns golpes mas eram desviados pelo rokushiki da garota, o lutador desferia um golpe com sua manopla mas Helves era mais rápida que ele, estando rápida e mais esperta com seu machado acertava o braço do guarda decepando o membro do mesmo que caia no chão gritando de dor, sem perder tempo a garota pegava sua pistola atirando a queima-roupa no guarda caindo levando ele a óbito.

Um inimigo estava fora de combate sobrando apenas dois deles, o espadachim já estava em cima da garota quando a mesma desferia um grande golpe na vertical com seu machado, mas o guarda fazia o mesmo com a garota, assim como o machado dela cortava o espadachim, a espada dele desferia um golpe no braço esquerdo de Helves que a fazia sentir uma leve dor, mas nada que impedisse a mesma de continuar lutando, na sequência ela mandava um grupo de fantasmas explosivos para cima do homem e com um grande salto o explodia por completo.

O líder tentava acertar uma chicotada enquanto Helves saltava, mas era inútil pois a menina conseguia pousar tranquilamente. A mesma queria terminar com a luta de forma grandiosa, correndo pegando as crianças, enquanto a garota saia a mesma soltava diversos fantasmas explosivos que iam em direção ao último guarda que tentava correr dos mesmos. Mas assim que Helves e os demais começavam a tomar uma distância, Helves explodia todos os fantasmas finalizando todos os inimigos que estavam na área, a explosão fora tão grande que o céu que era negro no orfanato por alguns minutos ficava claro com um grande buraco dispersando as toxinas do local.

- É a primeira vez que vejo o céu, nunca deixam irmos para fora do orfanato! Dizia um dos garotos olhando admirado pelo céu azul que rapidamente ia se fechando em sua forma negra e escurecida pelas toxinas das fábricas.

- Ainda bem que estamos bem, temos de tratar esse seu braço anjinha! Dizia Aya olhando para o braço de sua amiga que estava sangrando.

Assim eles já estavam em um lugar seguro, sentados perto de uns escombros, Aya cuidava dos ferimentos de Helves aplicando os primeiros socorros, enquanto as crianças conversavam entre si, Helves conseguia escutar algo como “Podemos falar para ela, ela é diferente deles!” Um dos garotos então se aproximava de Helves falando.

- Obrigado por nos salvar, acho que estamos devendo a você, até hoje só uma pessoa se preocupo com a gente! Ele dava uma pausa olhando para seu amigo, que fazia sinal positivo com a cabeça. - Bom sabemos onde está a pessoa que está procurando! O garoto então apontava para o caminho de onde estava o suposto lobo.

- Ela nos protegia, e agora era o momento de protegê-la, graças a vocês conseguimos! Assim ele olhava para as garotas, e em seguida retirava uma pequena chave de seu bolso, entregando a Helves. - Essa chave é do esconderijo dela, tomem cuidado tem várias armadilhas, vamos voltar para frente do ferro velho impedir que outras pessoas entrem, boa sorte! Assim os garotos corriam para de volta a frente do local, Helves tinha então a grande pista de onde estava a ex capitã, vulgo a faca e o queijo na mão restava então aproximar.

Legenda:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 >
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sempre estarão comigo:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t33737-cla-shadows-league
Ryoma
Super Nova
Super Nova
Ryoma

Créditos : 83
Warn : Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 04/06/2011
Idade : 22
Localização : hell

Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Art. 4 - Rejected by the heavens   Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 EmptyDom 25 Out 2020 - 12:04

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Fazia sentido todos os guardas terem conhecimento dela naquele ponto, mesmo que as habilidades de sua akuma no mi não fossem tão claras para aqueles homens, provavelmente tinha uma análise maior nas mãos dos superiores. Até aquele momento Helves tinha exposto suas habilidades em alguns lugares, não era algo tão fácil de se deduzir todos os poderes dela, mas com o pouco que tinham poderiam tentar evitar a combater tão de perto. – Podre... – comentava depois de escutar o discurso do líder deles. Enfrentar pessoas assim não era tão proveitoso quanto lutar em um combate mais acirrado, principalmente se o adversário tivesse algum tipo de honra. Os matar nunca seria uma opção na cabeça da celestial se isso não houvesse se tornado uma guerra entre ela e o governo atual de Stanford. "Fui forçada a fazer isso igual eles também foram." A tristeza dominava os olhos dela, observar crianças tendo que matar adultos na busca pela sobrevivência era terrível.

A troca de golpes mostrou-se intensa, tendo muito mais acertos por parte da pirata, recebendo apenas um corte de volta durante os avanços. A dor era aceitável ali, sendo tão pouca que Helves nem mesmo notou o corte a princípio. "Merda..." Tanto sangue, sofrimento e dor acabavam sendo criados por ela, ver o rosto de cada um dos oponentes que levava para a morte literalmente faziam o coração da celestial apertar de leve. Com uma última explosão as coisas terminavam do modo esperado, enfrentar tantos guardas pareceu preocupante no início, só que a força deles não era tão incrível assim. – É bom ver que todos estão bem. – levava os olhos para ambas as crianças e sorria, guardando as armas com calma até notar o ferimento dito por Aya. – Oh, vou precisar de sua ajuda outra vez. – seguia até um lugar mais elevado, sentando-se tão tranquila com a situação atual. Os equipamentos médicos eram colocados ao lado e da mesma forma que antes a garota indicava e ajudava Aya em todos os procedimentos necessários para o tratamento do corte.

Confiar nas crianças tinha dado mais certo do que qualquer um realmente esperava. Helves sorria por ser aceita daquela forma, mesmo que não tivesse feito tantas coisas assim, estava ao menos tentando proteger e mudar a situação de todos ali. – Vou dar um jeito de tirar todos vocês daqui... Realmente agradeço a ajuda de vocês dois, tomem cuidado e fiquem bem! – antes de tudo ela retirava o respirador e dava um beijo na testa de cada um dos garotos, acariciando a cabeça deles até que fossem para a entrada do local. A chave e a localização exata da antiga capitã finalmente estavam nas mãos dela, faltando apenas a coragem de enfrentar Natalie depois de tudo que havia feito na ilha. Helves reunia todos os pertences na mochila outra vez, guardando tudo e então seguindo para perto de sua amada sirena. Sem esperar autorização ou algo do tipo os lábios dela encostavam no pescoço de Aya, primeiramente num beijo e logo em seguida os dentes dela começavam a trabalhar na suave mordida. Algum tempo seria perdido nisso, separando os dentes aos poucos do pescoço dela, lambendo o ponto mordido e logo assim afastou-se com os olhos abertos e muito mais confiança de encontrar a pessoa que provavelmente era tão forte quanto ela.

Obrigada. – diria sorrindo amavelmente. Ainda que houvesse resquícios das dores, morder a pessoa que amava tinha deixado seu corpo tão mais leve e relaxado. Helves estava no seu melhor estado, quase não sentia o cansaço depois de tanta luta e com passos confiantes avançava para o caminho onde encontraria a mulher tão desejada por sua superior. "Armadilhas... Não deve ser tão complicado de lidar, estou muito mais preocupada com Natalie no momento." Sem tanta pressa a pirata procurava chegar no esconderijo da ex capitã, abrindo a porta enquanto tomava todo o cuidado possível para evitar qualquer tipo de armadilha por onde passava. Helves analisaria os arredores antes de avançar, vendo se existia qualquer coisa suspeita em seu caminho. Saltar por cima, para os lados ou até para longe era uma das formas que evitaria as armadilhas. Faria também questão de carregar Aya em seus braços, imaginando que precisariam ser rápidas em todos os movimentos ali, algo que uma sirena não teria tanta vantagem em terra. E se finalmente estivesse no local onde Natalie escondia-se não restaria muito a ser feito. Sem qualquer movimento a celestial aguardaria a reação da mulher, olhando-a triste só de lembrar de tudo que havia ocorrido com a família Ford, principalmente por ter sida ela quem encerrou a vida de Andrew. – Precisamos conversar. – nada mais seria dito ou feito após tais palavras.


Objetivos:
 
Histórico:
 
Informações:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Art. 4 - Rejected by the heavens   Art. 4 - Rejected by the heavens - Página 3 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Art. 4 - Rejected by the heavens
Voltar ao Topo 
Página 3 de 5Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Grand Line - Paradise (Paradaisu) :: Karakui :: StanFord-
Ir para: