One Piece RPG
Leora Atlas Kerthir XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Que tal um truque de mágica?
Leora Atlas Kerthir Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 03:17

» Art. 4 - Rejected by the heavens
Leora Atlas Kerthir Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 01:58

» O catálogo continua, Baterilla a cidade da beleza
Leora Atlas Kerthir Emptypor maximo12 Hoje à(s) 00:00

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
Leora Atlas Kerthir Emptypor Licia Ontem à(s) 23:32

» Seasons: Road to New World
Leora Atlas Kerthir Emptypor Volker Ontem à(s) 22:37

» Vol 1 - The Soul's Desires
Leora Atlas Kerthir Emptypor Arthur Infamus Ontem à(s) 22:08

» VIII - The Unforgiven
Leora Atlas Kerthir Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 22:00

» The Hero Rises!
Leora Atlas Kerthir Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 21:56

» The One Above All - Ato 2
Leora Atlas Kerthir Emptypor CrowKuro Ontem à(s) 20:53

» Cortes e Tiros, resgate na ilha das aranhas!
Leora Atlas Kerthir Emptypor Achiles Ontem à(s) 20:49

» Bakemonogatari
Leora Atlas Kerthir Emptypor Milabbh Ontem à(s) 20:39

» Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!
Leora Atlas Kerthir Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 20:25

» Ato 157: Se eu quisesse tua opinião, Eu tirava na Porrada
Leora Atlas Kerthir Emptypor Dante Ontem à(s) 19:52

» [MINI-DoflamingoPDC] A pantera negra da ilha montanhosa
Leora Atlas Kerthir Emptypor Makei Ontem à(s) 19:43

» [Mini - Nice] A espada que dorme.
Leora Atlas Kerthir Emptypor Ryoma Ontem à(s) 19:35

» [M.E.P] Nice
Leora Atlas Kerthir Emptypor Ryoma Ontem à(s) 19:34

» [Mini] Albafica Mino
Leora Atlas Kerthir Emptypor Makei Ontem à(s) 19:16

» [M.E.P] Albafica
Leora Atlas Kerthir Emptypor Makei Ontem à(s) 19:15

» A primeira conquista
Leora Atlas Kerthir Emptypor Rangi Ontem à(s) 18:19

» A Ascensão da Justiça!
Leora Atlas Kerthir Emptypor K1NG Ontem à(s) 16:26



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Leora Atlas Kerthir

Ir em baixo 
AutorMensagem
ADM.Senshi
Mercenário
Mercenário
ADM.Senshi

Créditos : 10
Warn : Leora Atlas Kerthir 10010
Feminino Data de inscrição : 27/05/2018
Idade : 26

Leora Atlas Kerthir Empty
MensagemAssunto: Leora Atlas Kerthir   Leora Atlas Kerthir EmptySab 20 Jun 2020, 01:24

~ PESSOAL ~

Nome: Leora Atlas Kerthir
Idade: 13
Altura: 1,44 m
Peso: 47 Kg
Mão predominante: Esquerda
Sexo: Feminino
Raça: Humano
Tamanho/Espécie: Normal
Origem: Grand Line
Localização: East Blue - Yotsuba Island
Grupo: Civil

~ ATRIBUTOS ~

LEVEL: 1
EXP: 10/25
BERRIES: 50.000
BANCO: 0

HP: 44
SP: 62

DANO: 3 [+2 Bônus Racial] [+2 EDC: Boxeador] = 7 | Normal
ACERTO: 2 [+3 Bônus Racial] [+2 EDC: Boxeador] = 7 | Normal
PONTARIA: 0 = 0 | Inábil
ESQUIVA: 0  [+2 EDC: Boxeador] = 2 | Normal
BLOQUEIO: 0 [+3 Bônus Racial]= 3 | Normal
RESISTÊNCIA: 5 | Normal
VELOCIDADE DE ATAQUE: 3


KENBUN-SHOKU HAKI


Citação :
LEVEL: -X-
EXP DO PODER: 000/050

BUSOU-SHOKU HAKI


Citação :
LEVEL: -X-
EXP DO PODER: 000/050

~ ESTILOS DE COMBATE ~

Citação :
Estilo de Combate: Boxeador
LEVEL DE COMBATE: 1
EXP DE ESTILO: ~PRIMÁRIO NÃO POSSUI EXP~

~ Perícias ~


Citação :
• Estratégia
• Física
• Rastreio

~ Ofícios ~

Citação :

• -X-
• -X-
• -X-
• -X-
• -X-

~ FAMA & REPUTAÇÃO ~


Photoplayer:
Spoiler:
 
Alcunha:
Recompensa:
Citação :
LINK DOS JORNAIS:

~ AKUMA NO MI ~


Citação :
Nome:
Tipo:
Energia:
Bonificação:

~ EQUIPAMENTOS ~

• ARMA(S)
Nome:
Dano:
Requerimentos:
Custo:

• CABEÇA
-Nome:
Bônus:
Requerimento:
Custo:

• TRONCO
-Nome:
Bônus:
Requerimento:
Custo:

• BRAÇOS
-Nome:
Bônus:
Requerimento:
Custo:

• MÃOS
-Nome:
Bônus:
Requerimento:
Custo:

• PERNAS
-Nome:
Bônus:
Requerimento:
Custo:

• PÉS
-Nome:
Bônus:
Requerimento:
Custo:

~ INVENTÁRIO~


(MÁXIMO DE 10W)





~ EMBARCAÇÕES ~

Nome:
Tipo:
Descrição:
Velocidade:
Número de tripulantes máximos acomodados:
Lotação máxima no transporte:
Número de ilhas sem precisar reabastecer:
HP:
Canhões:

~ TÉCNICAS ~


• -X-
• -X-
• -X-
• -X-
• -X-

~ TÉCNICAS SUPREMAS ~


• -X-
• -X-
• -X-


~ EXTRAS ~

APARÊNCIA:
Leora possuí uma pele pálida, longos com seus longos cabelos negros que se estendem até o meio de suas costas. Jovem de baixa estatura, até mesmo para sua idade e, devido a esta, possuí traços infantis e suaves tanto em seu corpo, ainda sem curvas, quanto em seu rosto afilado cujos traços mais marcantes são os de seus olhos cinzento-esverdeados, evidência de que a luz não é capaz de penetrá-los. Apesar de suas feições delicadas, olhos mais atentos são enxergar as nuances que indiciam sua força, na a rigidez de seus punhos, nas palmas de suas mãos e pés e na surpreendente definição muscular escondida por suas vestimentas. Na maior parte do tempo, mantém seus cabelos presos, com exceção dos fios que compõe a franja que cobre parcela de seu rosto, estendendo-se até um pouco abaixo de sua boca.

PERSONALIDADE:
Leora é uma garota sarcástica, orgulhosa e confiante, características próprias que mantém desde o nascimento. É apreciadora da diversão e aventura, uma vez que teve poucas oportunidade de aprecia-las devido as circunstâncias de sua criação. Tem facilidade em comunicação interpessoal e é extremamente franca a respeito de seus pensamentos e opiniões, valorizando a honestidade como o principal pilar da confiança.

A tenacidade e genialidade colossais são suas características correlativas e mais evidentes, a extrema facilidade em decorar e interpretar informações somada à imensurável persistência no aprimoramento dotaram-na com uma mente brilhante, capaz de montar múltiplas e complexas estratégias para o alcance de seus objetivos, característica que a permitiu enxergar o mundo sem nunca tê-lo visto e é complementada por uma forte sede por conhecimento, que a torna extremamente dedicada e concentrada ao ser tutorada por alguém, tendendo a desenvolver respeito por aqueles dispostos a fazê-lo.

A ausência de visão tornou necessário o desenvolvimento de suas capacidades sensoriais, fato que acabou tornando-a extremamente perceptiva à tudo ao seu redor, tornando-a extremamente perceptíveis as ações e intenções alheias, analisando cada nuance em diálogos, reações movimentos e atitudes daqueles ao seu redor. Um traço profundo de sua personalidade que raramente fica em evidência é o apreço profundo para com aqueles dos quais se aproxima, não medindo esforços para garantir a segurança e o bem estar destes. Sua lealdade é equiparável a sua força de vontade. Sua determinação a impede de permitir que sua história seja limitada à sua deficiência, procurando constantemente novas formas de se fortalecer. Aguarda pacientemente ao ouvir os comentários depreciativos e descrença em sua capacidade, esperando a oportunidade certa para um comentário sarcástico e insultante assim que provar o contrário, tendo convicção de que irá fazê-lo.

Seu lugar no mundo e a perspectiva que tem deste é constantemente analisada, criticada e repensada, mantendo-se livre de dogmas e agindo de acordo com o que acredita na maior parte do tempo. Ao experimentar na pele a brutalidade do crime, a garota desenvolveu uma profunda aversão à criminosos dispostos a ferir inocentes, não se importando em ceifar suas vidas caso necessário. Como alguém que nasceu mais fraca que todos ao seu redor, a garota possuí um profundo desprezo por aqueles que atormentam os mais fracos, considerando a soberba a maior fraqueza existente.

Suas experiências a fizeram amadurecer e tornaram-na capaz de reconhecer e corrigir suas falhas. Seu orgulho foi dosado com humildade ao perceber a diferença de força entre ela e um debilitado guerrilho, indício de que ainda existiam pessoas muito mais fortes pelo mundo  e que, apesar de progredido em um ritmo acelerado, ainda havia um gigantesco abismo até a força que precisa possuir para realizar seus desejos. Seu voraz senso de justiça fora dosado com cautela pelo ferimento quase mortal que suas ações causaram em Frances e aprendera o valor da vida ao senti-la esvaindo deste. Possuí respeito por seus oponentes durante o combate, nunca os subestimando ou baixando sua guarda, apesar de proferir insultos bem-formulados ocasionalmente.

O desejo de tornar o mundo mais justo e levar as adversidades que suportou durante toda sua existência em direção aos agentes do caos que atuam prejudicando e destruindo para satisfazer seus desejos vis e egoístas consolidam ainda mais sua convicção, tornando-a disposta a tudo que for necessário para tal. Os negligenciados e perdidos longe do alcance da luz supostamente emitida pelos gigantescos da Marinha finalmente terão alguém que possa vê-los, senti-los e resgatá-los, tal como fora resgatada. A garota que caminha pela escuridão os levaram a encontrar sua própria luz.

HISTÓRIA:
No epílogo entre um massivo confronto entre as forças da Marinha e do Exército Revolucionário, uma pequena caravela era comandada por Frances, soldado que acabara de desertar da legião que navegava para por águas ferozes carregando a filha de um oficial de alta patente da revolução que comandara a execução de sua prole instantes após seu nascimento. A figura indefesa e com olhos incapazes de enxergar a luz lembrara o homem de sua mãe em seus últimos dias, que se recusou a cumprir a ordem e, por pouco, foi capaz de escapar com a garota. Navegou até Dawn Island, onde queimou a embarcação e comprou uma pequena residência, reclusa e longe dos muitos olhos da revolução, pagando com parcela das joias que furtara do tesouro do navio durante sua fuga, escondendo o restante do montante em um local seguro.

Durante seus primeiros anos de vida, o ex-soldado não permitia que sua protegida realizasse quaisquer atividades que pudesse considerar "perigosa", apesar das constantes queixas da pequena, que aproveitava todo e qualquer descuido para tentar cozinhar, engatinhar ao redor da casa, descobrir a origem de odores desconhecidos, sempre resistindo a "captura" quando era pega em flagrante durante alguma de suas artimanhas. A pequena só aceitava permanecer estática quando Frances concordava em ensina-la algo sobre o mundo, impressionando seu instrutor pela capacidade inumana de aprender, decorar e compreender informações e conceitos que a garota possuía desde tenra idade, decidindo ensina-la todo o conhecimento a respeito das forças que regem o universo que adquiriu durante seus anos como navegador, tal como conceitos como o governo mundial, marinheiros, piratas e os revolucionários dos quais fazia parte. A garota sempre pedia detalhes sobre as histórias dos grandes combates em terra e mar que o homem vivenciara durante sua vida e insistia para que ele a ensinasse a lutar como os guerreiros de suas histórias que bradavam suas armas e punhos contra o mal, pedido que era recusado com a justificativa de que o mundo da guerra não e o desenvolvimento físico não eram tangíveis para aqueles que não podiam "ver" seus inimigos e que haviam muitas outras coisas que a garota poderia fazer, o que a deixava extremamente irritada. O homem também a confortava dizendo que não era sua culpa que a luz, elemento necessário para a visão, não alcançava seus olhos, mas aquilo não precisava ser o que a definiria.

A resposta, porém, não fora suficiente para abalar a determinação da pequena, que só ouvira a parte que dizia que sua debilitação não a definiria. Se "ver" se trata de reconhecer aquilo que estava ao seu redor, ela encontraria uma forma de fazê-lo, mesmo que a luz a negligenciasse. Passou à memorizar e catalogar cada sensação que seus sentidos a proporcionavam, cada som, odor, toque e sabor eram meticulosamente analisados. No início, focava em cada um deles individualmente, até eventualmente progredir para ser capaz de ter as sensações de todos os seus quatro sentidos precisamente analisadas simultaneamente e, ao juntar a prática com os conhecimentos de física que aprendera anteriormente, a garota desenvolveu a capacidade que mudaria sua vida a partir daquele momento. Assim que até mesmo o mais sutil dos sons, as vibrações do solo na palma de seus pés, e/ou o odor emanado por algo fosse percebido, era capaz de identificar a localização e a distância da fonte, utilizando a frequência e distância entre cada informação captada para calcular a velocidade, direção e, por fim, onde cada coisa estará nos próximos instantes, mesmo que a transmitir sensações captáveis. Um som escutado e um odor sentido jamais eram esquecidos.

Enquanto a garota desenvolvia sua percepção, na residência de uma figura familiar, seu tutor recebia uma notícia da qual já desconfiava. A doença silenciosa e incurável que tomara a vida de seu pai, e seu avô e muitos de seus antepassados começava a mostrar suas garras em seu corpo anunciando a visita precoce do inevitável, não viveria por muito mais tempo. Ao voltar pra casa, ponderava sobre o que aconteceria com a garota quando seu tempo acabasse, tentando sem sucesso buscar uma solução que certificasse a segurança da pequena. A resposta, todavia, surgiu diante de seus olhos ao perceber que a garota olhava em sua direção e apontava para os pássaros, clamando em um tom vitorioso "Viu? Eu posso "vê-los"! Eu te vi antes que me visse! Sem precisar de que a luz fizesse o trabalho por mim!". Em seguida, a garota explicou o treinamento que vinha realizando secretamente para adquirir sua nova capacidade, e ao ver o potencial estratégico e intelectual da pequena, já não mais tão frágil menina, decidiu que daria a oportunidade da mesma provar que poderia cuidar de si mesma quando a hora chegasse. Considerando sua origem, ela realmente poderia ser especial.

Frances contou a verdade sobre sua condição e que não permaneceria ao seu lado para sempre, estando disposto a treina-la para que mostrasse seu valor apenas se pulassem o sentimentalismo e partissem direto para a prática. Apesar do choque, a garota aceitou a proposta sem um instante de hesitação, permitindo que apenas poucas lágrimas se formassem em seus olhos, mas encontrando a forças para contê-las. Mestre e pupila então deram início a um treinamento severo, sem qualquer tipo de tratamento especial, fato que alimentou a já inabalável determinação de Leora, que passou a realizar uma série de exercícios de fortalecimento físico e pratica de combate diária. Os dosados, todavia impiedosos golpes do tutor eram inicialmente ostentavam o título de indefensáveis, pois a lutadora ainda não possuía a proficiência física para reagir na velocidade em que sua mente detectava e previa os previa, porém, o título foi revogado após alguns dias de treinamento, onde a garota bloqueou um  de Frances, contra atacando com um soco no estômago logo em seguida, sucessivamente defendendo e atacando simultaneamente pela primeira vez, realização que deu origem a uma alegria que fez a garota reagir com atraso ao cruzado disparado pelo tutor logo em seguida, derrubando-a. A lição de nunca abaixar a guarda também foi aprendida naquele dia. O homem também revelou a posse de alguns itens de ouro e joalheria meticulosamente escondidos alguns palmos abaixo da terra em seu barraco, instruindo-a a utilizá-los para começar uma nova vida em algum lugar longe dali no futuro, não poderiam se esconder para sempre.

O passar dos meses e o esforço inabalável abençoaram a aprendiz com um desenvolvimento surpreendente. A unilateralidade das sessões de combate havia desaparecido e, apesar de ainda dominá-las, os socos de Frances já não eram mais suficiente pra derrubar a menina com facilidade, e os golpes transferidos pela mesma já eram capazes de causar algum nível de dano. Durante esse período, a garota desenvolveu e aperfeiçoou ainda mais seus sentidos e estratégias, o som de um punho contra o vento já era suficiente para detectar sua trajetória, e a garota podia determinar a distância e velocidade um pingo d'água ao ouvi-lo cair, determinar o peso de uma pessoa pelo som e vibrações geradas por seus passos. Também passou a participar de caçadas com seu tutor, aprendendo técnicas de rastreio que, ao serem amplificadas por seu olfato nada convencional, tornaram a garota exímia em atividades de busca, também oferecendo uma ótima oportunidade de treinamento devido ao contraste entre técnicas formais de combate e a bestialidade de uma criatura lutando pela sobrevivência.

Pouco antes do anoitecer, enquanto voltava de uma caçada bem sucedida, ouviu um tumulto numa sessão mais densa da floresta, três homens de passos pesados e portando objetos que emitiam pequenas vibrações ao se movimentarem, adagas, falavam em um tom alto enquanto cercavam uma mulher de baixa estatura e passos extremamente leves, provavelmente uma idosa, cercavam uma mulher leve, de baixa estatura, provavelmente uma idosa. Ao relatar para Frances, ambos decidiram verificar, e ao chegar no local, encontraram três bandidos exigindo dinheiro de uma pequena senhora que afirmava não carregar nenhum, pois acabara de comprar ervas para confecção de chás. Os homens, em um tom mórbido e cruel, que não tinham o mínimo interesse em plantas estúpidas, e que não poderiam permitir que as pessoas simplesmente os ignorassem, partindo na direção dela com a adaga em punhos. Por instinto, a garota disparou em direção ao homem e socou seu joelho, derrubando-o, socando seu rosto e chutando sua adaga para longe, enquanto gritava para que a senhora fugisse enquanto podia. Os outros dois partiram com adagas em mãos em direção a garota, mas foram contidos por Frances, que duelou contra ambos simultaneamente. A luta se desenrolou em alguns minutos, a garota foi capaz de nocautear seu oponente após trocarem golpes, uma vez que o mesmo já não era grande ameaça após ser desarmado de surpresa, o ex-revolucionário, por sua vez, enfrentava dois homens armados e cientes de sua presença e, apesar de conseguir derrotá-los, acabou por sendo esfaqueado no canto inferior direito de seu abdômen, já que a doença que o debilitara lhe usurpou o fôlego para desviar. Leora pôde detectar a presença de mais um homem se aproximando, todavia, este fugiu em direção ao monte, mas disparou ao socorro de seu mentor em vez de o perseguir.

Desolada ao sentir a única família que tivera se esvaindo a garota ouviu Frances, entre tossidos e grunhidos, repreende-la por sua imprudência dizendo para que fugisse sozinha, afirmando que aqueles eram homens de um dos muitos grupos criminosos instalados no Monte Colubo e que iriam em busca retaliação assim que fossem informados sobre o ocorrido, perdendo a consciência logo em seguida. Após emocionante discurso, a garota olhou fundo dentro de si, e encontrou a resposta dentro de si: "Que se dane tudo isso". Estava em paz com perdê-lo para uma doença voraz e incurável que não podia ser combatida, não para um bando de larápios em um dia de sorte. Uma estratégia se desenvolveu em sua mente, uma que exigiria um passo do qual ela não seria mais capaz de voltar, mas a situação atual era tanto fruto de um infortúnio quanto de sua própria imprudência, precisaria assumir a responsabilidade. A pequena lutadora então, com a adaga do primeiro oponente que derrotara, tomou a vida dos três criminosos, que levariam retaliação também para a vila caso tivessem a oportunidade de reportar todo o ocorrido. O último não chegara a tempo de ver a senhora, mas ainda sim viria em busca de vingança contra a dupla e, portanto, não havia tempo a perder. Sem retirar a lâmina que perfurava Frances, a garota o carregou em suas costas, da mesma maneira na qual ele costumava carrega-la alguns poucos anos atrás, e disparou em direção à sua cabana, recolhendo os tesouros que mantinham guardados em uma sacola e partindo em direção à uma reclusa e discreta residência, aproveitando a escuridão da noite para esgueirar-se sem ser notada, reconhecendo o odor possuído pelo homem que vendera a casa onde vivia com Frances, tendo este comentado que ele era alguém capaz de conseguir tudo, desde que o proporcionassem o incentivo financeiro necessário. A garota oferecera quase todas as joias, no valor de centenas de milhares de Berries em troca de um médico e uma viagem para fora da ilha, oferta que foi aceita pelo singular individuo que se portava com calma e um sorriso no rosto após rapidamente examinar cada um dos objetos. Considerando que uma garota cega e ensanguentada carregando um antigo conhecido apunhalado após o anoitecer não era suficiente para causar estranheza, já supõe-se o tipo de acordo que ele costumava cumprir nas sombras. A enigmática figura então deu algumas ordens para uma espécie de objeto que carregava em suas mãos, cujo odor a garota nunca havia sentido antes, e em alguns instantes dois homens surgiram e posicionaram a dupla dentro de uma carruagem fechada, que foi conduzida por dois de seus homens até o porto da Vila Fuusha, onde embarcaram em uma pequena e surpreendentemente resistente caravela onde outros dois homens passaram a realizar os procedimentos médicos necessários. Após algumas horas de delicados procedimentos, as misteriosas figuras, que tinham passos bem mais silenciosos que os de todas as pessoas que a garota conhecera, informaram que foram bem sucedidos, por sorte nenhum órgão vital havia sido danificado que o paciente deveria acordar em breve. Também instruíram-na a mantê-lo em repouso pelas próximas semanas após desembarcarem em Shells Town, localização escolhida devido a forte presença da Marinha, que manteria longe a provável razão da contratação dos serviços.

Frances, para sua surpresa, acordou em uma cama em um pequeno quarto que não conhecera, sentindo um forte cheiro de álcool e uma dor no abdômen encontrou sua aprendiz, que explicou tudo que acontecera após ele desmaiar, contando sobre o acordo e como havia desembarcado no porto no dia anterior, o banhado em álcool para se passassem pelo disfarce de uma garotinha carregando o pai viciado de volta pra casa, orientação dada pela dupla de médicos cuja embarcação desaparecera pouquíssimo tempo após atracar. O lutador gargalhou em descrença, afirmando que a garota realmente era capaz de qualquer coisa, afirmação que a garota respondeu dizendo ser uma obviedade e que ele era apenas estupido o suficiente pra considerar o contrário, caindo no sono logo em seguida devido à exaustão.

Ambos viveram ali por dois anos, aproveitando da companhia um do outro. O guerrilho passou mais alguns conhecimentos teóricos para sua antiga protegida, agora protetora, que já nutria dentro de si um desejo que só viria a cumprir após a doença finalmente tomar a vida de Frances, que morreu sorrindo, com uma garrafa de vinho nas mãos e uma tigela de biscoitos na outra. seu corpo foi queimado, como desejava, e parte de suas cinzas foram mantidas em um pequeno vaso, para ser despejado em um local específico.

Leora, aos treze anos de idade, já havia sentido na pele o peso da injustiça, do crime, da dor e da perda, mas sempre se recusara a se tornar uma vítima das circunstâncias. A garota decidiu utilizar a vida nutrida por sua família de um homem só e pela sua inabalável vontade e seu voraz desejo de se tornar ainda melhor do que qualquer um poderia ser. É necessário que criminosos não andem livremente enquanto marinheiros se escondem em seus fortes, que pessoas gentis não tenham que passar cada instante de suas vidas lutando, que garotinhas não precisem passar por tanta dor, apesar de ser o caminho que escolhera, sabe que não poderia ter escolhido diferente mesmo que quisesse. O mundo caminharia nessa direção, nem que tenha que carrega-lo para isso. Decidiu ingressar a Marinha, visando abrir os olhos desta para aqueles que estão sofrendo e, com sua força, torná-la ainda mais forte. A garota que vivera toda sua vida na carregaria a escuridão que lhe cercara na direção dos criminosos e facínoras deste mundo, abrindo caminho para que a luz que nunca a alcançara brilhasse sobre os inocentes.


~ VANTAGENS E DESVANTAGENS ~


Vantagens:

• Sentidos Aguçados [-2 Pontos - Custo reduzido pela metade para Minks e Cegos]
– Audição Aguçada
Sua audição é superior a de outras pessoas, isso faz com que você possa ouvir coisas que muitas vezes iriam passar desapercebidas, um som muito baixo ou distante não é problema para você;
– Olfato Aguçado
Seu nariz não perde para o de nenhum cachorro, por algum motivo você consegue detectar os odores mais leves ou distantes, quem sabe até farejar alguém, de toda forma esse seu nariz não é nada normal;

Genialidade [-2 Pontos]
Você é algum tipo de super gênio. Consegue aprender coisas com extrema facilidade, memorizar e resolver diversos tipos de padrões. Um personagem com essa vantagem pode aprender 3 perícias por Level totalizando 30 perícias, ao invés de aprender da forma tradicional eles não precisam necessariamente de um NPC para lhes ensinar a perícias.

Aceleração [-2 Pontos]
Você consegue atingir sua velocidade máxima de forma mais rápida. Esta vantagem acrescenta vantagem em situações de perseguição, fuga e esquiva em velocidade. Isso quer dizer que você pode mover-se em velocidade máxima e agir desde início do seu movimento.



Desvantagens:

• Deficiência Física [-3 Pontos]
– Cego
Você não enxerga. Os personagens podem compensar a perda da visão, tornando-se mais sensíveis aos outros estímulos sensoriais. Mas as imagens e as pistas visuais lhes passam despercebidas. As ações que envolvam a coordenação visual e manual são muito difíceis de serem realizadas, sobretudo nas situações tensas. Podem pegar Sentidos Aguçados (Olfato e Audição) pela metade dos pontos.

Analfabeto [-1 Ponto]
Você não foi devidamente alfabetizado na sua infância e não consegue ler absolutamente nada. Pode não parecer fazer muita diferença em um universo de piratas e marinheiros, mas pode vir a se tornar inconveniente em muitas situações. Felizmente sempre é possível aprender a ler e escrever, independente da sua idade.



~ PERSONAGENS CONHECIDOS ~




PLAYERS:
 

NPC's Importantes:
 

NPC's Criados:
 



~ AVENTURAS CONCLUÍDAS ~



------------------

Link da ficha anterior ou da Mini-Aventura concluída: https://www.onepiecerpg.com/t43762-mini-last-o-mini-aventureiro

____________________________________________________


Leora Atlas Kerthir BgSDAYZ

Andando muito tempo por aí
Percebo que não tenho muito onde ir
E todos os caminhos percorridos
São páginas velhas viradas de um livro já lido.

(Jimmy & Rats)

Leora Atlas Kerthir Ali_e_Shi_final
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Leora Atlas Kerthir
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Personagem e Mundo :: Arquivo de Fichas :: Civis-
Ir para: