One Piece RPG
Along Comes A Spider - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
Along Comes A Spider - Página 2 Emptypor Kekzy Hoje à(s) 4:32 pm

» Os 12 Escolhidos, O Filme
Along Comes A Spider - Página 2 Emptypor Ceji Hoje à(s) 4:14 pm

» Meu nome é Mike Brigss
Along Comes A Spider - Página 2 Emptypor Oni Hoje à(s) 3:54 pm

» Kit - Ceji
Along Comes A Spider - Página 2 Emptypor Ceji Hoje à(s) 3:23 pm

» [ficha] Arthur D.
Along Comes A Spider - Página 2 Emptypor arthurbrag Hoje à(s) 3:15 pm

» Mini-Aventura
Along Comes A Spider - Página 2 Emptypor Makei Hoje à(s) 2:25 pm

» [Mini-Aventura] A volta para casa
Along Comes A Spider - Página 2 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 12:40 pm

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
Along Comes A Spider - Página 2 Emptypor Akuma Nikaido Hoje à(s) 12:34 pm

» Mini-Aventura
Along Comes A Spider - Página 2 Emptypor Makei Hoje à(s) 12:29 pm

» Art. 4 - Rejected by the heavens
Along Comes A Spider - Página 2 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 12:04 pm

» O Log que vale Dois Bilhões de Berries
Along Comes A Spider - Página 2 Emptypor Takamoto Lisandro Hoje à(s) 11:06 am

» [Mini-Azarado] Um falastrão beberrento
Along Comes A Spider - Página 2 Emptypor GM.Jinne Hoje à(s) 10:58 am

» Jade Blair
Along Comes A Spider - Página 2 Emptypor Kylo Hoje à(s) 3:42 am

» Seasons: Road to New World
Along Comes A Spider - Página 2 Emptypor Ravenborn Hoje à(s) 2:26 am

» The Victory Promise
Along Comes A Spider - Página 2 Emptypor Akise Hoje à(s) 12:33 am

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
Along Comes A Spider - Página 2 Emptypor Fukai Hoje à(s) 12:27 am

» Kit Phil Magestic
Along Comes A Spider - Página 2 Emptypor GM.Muffatu Ontem à(s) 10:25 pm

» 10º Capítulo - Parabellum!
Along Comes A Spider - Página 2 Emptypor Marciano Ontem à(s) 10:12 pm

» II - Growing Bonds
Along Comes A Spider - Página 2 Emptypor War Ontem à(s) 9:36 pm

» Xeque - Mate - Parte 1
Along Comes A Spider - Página 2 Emptypor Ceji Ontem à(s) 9:20 pm



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Along Comes A Spider

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : Along Comes A Spider - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Along Comes A Spider - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider - Página 2 EmptySex Maio 29, 2020 6:25 pm

Relembrando a primeira mensagem :

Along Comes A Spider

Aqui ocorrerá a aventura do(a) caçador de recompensas Akira Suzuki. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Ceji
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas


Data de inscrição : 04/02/2013

Along Comes A Spider - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider - Página 2 EmptySab Jun 20, 2020 2:21 pm

Sob A Teia Da Aranha - Parte II

O espanto era sutilmente visível sobre minha face, ao ver aquele majestoso cassino oculto sob a estalagem. Quando entrei naquele lugar, definitivamente não esperava um espaço como aquele, e descobrir sobre ele me fazia pensar quantos lugares assim eu passei direto em outras ilhas. Quer dizer, não era como se lugares assim existissem tão frequentemente, mas áreas vips e secretas não eram tão incomuns, centros ocultos logo abaixo dos narizes da população, isso eu sabia que existiam aos montes - "Se bem que esse tipo de lugar é mais relacionado a crime, não é? Bom, não é como se fosse problema meu, mas ao menos esse lugar tem uma boa fachada" - Pensava, pelo simples fato de que, bom, um cassino que se prezasse não iria ser um local claramente problematico; eu sabia que cassinos eram perfeitos para lavar dinheiro, mas isso havia em todo lugar, se ao menos aquela imagem de decência se mantivesse, estava ótimo.

Ouvindo a moça raposa, eu sinceramente ficava meio indiferente aquilo. Ela havia prometido uma noite inesquecível, mas mesmo que eu já soubesse da furada, ter minhas baixas expectativas cumpridas com exatidão era um pouco frustrante - "Hunf. Jogar, lutar e beber com desconhecidos é o que costuma deixar as pessoas felizes, né? Complicado..." - Pensava, e obviamente não deixava essa opinião escapar. Lutar por lutar era no geral bárbaro, e se intoxicar com álcool então... Eu não tinha problema algum em jogar, não possuía muito costume mas acabei pegando algum gosto pelos tabuleiros de Sam; o que me incomodava era aquela obsessão em desperdiçar dinheiro em busca de trocados que parecia permear aquelas pessoas - "Bom, não é como se eu tivesse mais muito o que fazer além disso. Vamos ficar aqui algum tempo, e jogar uma noite fora não faz mal" - No final, a "melhor" opção era jogar, jogar seguro, já que eu preferia não perder dinheiro do que ganha-lo. Não era como se precisasse de toneladas de recursos, afinal.

O que me preocupava mais não era eu, era Kai. O jovem era a última pessoa que eu estava que viesse comigo para um lugar daqueles, e seu entusiasmo natural parecia ser a pior combinação possível com a atmosfera de um cassino. Sam era ótima com jogos e provavelmente acumularia uma sequência de vitórias, Bolton era inteligente e sabia recuar em situações ruins e se virar com o que tinha a sua disposição, mas Kai? Ele era apenas um rapaz trabalhador, e as chances de ele se deixar levar e acumular uma dívida impagável era algo que eu preferia sequer imaginar. Assim, antes que uma desgraça acontecesse, deixava meu receio bem claro - Bom, saber, F. Inclusive, meu amiguinho aqui - Botava a mão no ombro de Kai - Costuma ser animado demais. O tipo que pula nas oportunidades se pensar. Se puder ajuda-lo, eu ficaria mais tranquilo - E, se Kai se sentisse ofendido e/ou reclamasse da constatação, me viraria a ele - Kai... Quando nos conhecemos você literalmente entregou as coisas que tinha pro Bolton confiando nele sem nem saber quem era. Ser inocente não é uma coisa ruim, mas em um cassino isso é pedir para acumular dívidas. Só não se deixe levar demais, por favor - Pedia, sinceramente preocupado com o garoto. Com tudo certo, caso necessario, iria fazer a troca das fichas, provavelmente B$500.000, no máximo, que, se preciso, dividiria com Kai.

Assim, restava decidir como mataria o tempo. Logo me aproximaria das mesas de cartas, feliz ou infelizmente sem um interesse tão grande, inicialmente apenas observando e analisando a jogatina - "Duvido que jogar mais jogos vai ser grande coisa. Depois daquele sequestro relâmpago com festa na praia lá no meu quarto mais cedo, fica difícil impressionar" - Pensava, lembrando do estranho ocorrido que quase não acreditava ter sido real. Eu sabia que Sam se daria muito bem naquele meio, mas eu, que não tinha tanto conhecimento, precisaria dar meu jeito. Eu sabia as regras básicas de 21, mas sabia também que quem quer que estivesse jogando saberia mais que eu, então apenas permaneceria observando é analisando por algum tempo, anotando mentalmente as rodadas e os resultados. Se alguém perguntasse se eu não ia entrar, e eu já estivesse analisando a algum tempo, não faria alarde e me juntaria ao jogo; ou, entraria sozinho após algum tempo. Permaneceria fazendo apostas baixas e jogando seguro acima de tudo, evitando seguir apostas arriscadas mesmo que só um pouco. Tentaria me aproveitar das análises pra saber quais conjuntos de cartas eram mais benéficos para a mesa e para os jogadores, e teria em mente isso na hora de apostar, especialmente a chance da mesa ultrapassar 21 caso seguisse com cartas altas, chances que era mais comum se não houvessem aparecido muitas nas últimas rodadas. Caso eu percebesse que estava tendo prejuízo, sairia o quanto antes para evitar mais perdas. Caso houvesse passado algum tempo ou não não houvesse mais motivos para jogar, sairia e iria ver a situação de Kai; e, se ele também não tivesse muito o porque continuar ali, procuraria "F" para retornaremos, após trocar as fichas restantes por berries novamente.
OFF:
 

Histórico do Ceji:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
DanJo
Membro
Membro
DanJo

Créditos : 2
Warn : Along Comes A Spider - Página 2 10010
Data de inscrição : 11/11/2019

Along Comes A Spider - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider - Página 2 EmptyDom Jun 28, 2020 2:00 am

Narração






-Akira, sério isso?- o menino era interrompido pelo discurso de Suzuki, F de braços cruzados observava a cena com humor escondendo o riso atrás da mão, a preocupação de Akira era recebida com um descontentamento de irmão mais novo fechando a cara do jovem, ele chutava o ar e balançava a cabeça de um lado para o outro devagar- Tudo bem tudo bem, irei tomar não precisa ficar em cima. F onde podemos trocar fichas ?- o rapaz parecia mais contido com uma certa seriedade.

- Por aqui, tivemos sorte de chegar a tempo- ela aponta para o palco. O pole dance havia desaparecido e dado lugar a uma banda de 4 membros; um trompetista mink urso polar, uma contrabaixista ruiva, uma pianista celestial e um saxofonista barbudo loiro, todos bem trajados olhando uns para os outros com um certo sorriso no rosto. Um certo silêncio podia ser notado pelo fato dos funcionários estarem parados aguardando o início de algo, no palco a banda começava uma melodia um tanto tristonha e dos fundos de trás da cortinas um Humano de pernas longa atravessa o palco até o microfone e começa a cantar- Eu não perco um dia de performance deles- comentou F os ajudando a pegar fichas, Kai apanha 75.000 berries em ficha e akira 400.000.

A mesa que Akira se próxima parecia agitada, um Homem de cabelos castanhos e barba curta era o motivo do aglomerado de pessoas, as fichas amontoadas a frente dele indicavam um jogador experiente, e foi ali que Akira decidiu observar. As primeiras três rodadas foram tranquilas o moreno e outros três mantiveram-se seguros por receber cartas muito altas ou muito baixas e ganhando e perdendo quantidades ínfimas de ficha. Na quarta rodada a mesa recebe um Ás e o moreno com a soma de dez (6 e 4) dobra a aposta e criar um seguro (aposta adicional), os outros o seguem como um líder e também criam um seguro, às aposta na mesa chegam a 700.000 berries e a Dealer parece preocupada. Ao lado do Ás a dealer vira um 4 e toda platéia se aproxima, a soma da mesa estava em 5 e 15; o moreno recebe um J e soma 20; os outros três somam 17, 19 e 21- Isso não vai dar certo- sussurra Kai ao lado de Akira, F observava o palco tomando vinho. A Dealer vira outra carta, um K com a espada apontada para ela, a soma da mesa está em 15, o mínimo aceitável para reduzir os prejuízos era 20 então puxou outra para si revelando um Q estourando a banca e dando vitória a todos. A platéia vibra como se eles mesmos tivessem ganhado todo aquele dinheiro, o homem que tirou 21 se retira da mesa com um sorriso de orelha a orelha. O moreno se inclina para trás e fala para a plateia - Alguém para completar a mesa?- Akira toma o assento do sortudo. Já possuía uma noção básica boa do jogo e suas regras de casino sussurradas por por F durante as rodadas, Kai dava um tapinha no ombro da ninja- Eu vou dar uma olhada nas outras mesas, isso tem muita matemática para mim- e se retirou com as mãos no bolso cantarolando, F o seguiu dando uma piscadela para Suzuki e dizendo ‘’já volto’’ sem emitir som.

As apostas feitas por Akira não chamam muita atenção próximas do moreno e seu jogo permanece quieto por algumas rodadas, até que se retira da mesa com suas fichas. F estava logo ali atrás dele com uma xícara de café e um sorriso convidativo no rosto- Há algumas mesas próximas ao palco destinadas a refeições e apreciações da música. Sente comigo vamos comer alguns biscoitos e tomar café e aproveitar a música, me faça companhia faz tempo que não tenho uma boa conversa com alguém de fora da ilha- ela o guia para o local indicado se decidisse segui-la, chegando a mesa já posta, com um belo bule ornamentado, uma xícara idêntica a entregue anteriormente, dois pires e um prato grande bem servido de biscoitos- Caso não goste de biscoitos temos bolos também, nossa cozinheira sabe bem oque faz- sentada perpendicular a mesa com as pernas cruzadas ele toma um gole com certa classe- se está preocupado com Kai saiba que é desnecessário, aquele menino sabe se virar bem com jogos mas agora está entretido com as lutas na arena, um colega meu de confiança está de olho nele e qualquer problema chegará a mim sem demora, mesmo que seja resolvido- ela sorri com os olhos como se tentasse acalmá-lo- De onde eu vim nós gostamos bastante de música, muitas noites antes de dormir meu pai tocava violão para mim, ele enconstava na porta e tocava canções sobre a lua, sobre o amor, sobre aventuras! Essas eram minhas favoritas, sobre Minks bravos que cruzavam o mar atrás do desconhecido, histórias que inspiram qualquer um a cruzar as águas. Até belas damas como eu- ao fim da frase uma leve tristeza escapava em seu tom de voz. A música já havia mudado mas o sentimento era o mesmo, F balançava o pé como um metrônomo- Com oque sonhava quando mais novo?- ela dividia sua atenção entre Akira e o palco ouvindo bem a ninja caso quisesse conversar- Acha que está próximo de alcançar? Eu ainda estou bem longe mas pelo menos estou no caminho certo.

O cantor sobre o palco exprimia os sentimentos de sua música com gestos grandes, violentos em certas partes, suaves em outros, tristes em sua maioria. Muitos ali presentes sequer notavam a performance que ali ocorria, mas os poucos que notavam se deslumbravam.



Tripulação =[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Membros de Aracne =[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



Lembretes


Outros:
 
Crew:
 

Patrono:
 

Embracação:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ceji
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Ceji

Créditos : 2
Warn : Along Comes A Spider - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2013

Along Comes A Spider - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider - Página 2 EmptySeg Jun 29, 2020 10:11 pm

Sob A Teia Da Aranha - Parte III

Mesmo tendo demonstrado minha preocupação quanto a Kai, eu não podia negar que meu maior medo era comigo mesmo. Eu não possuía o melhor dos históricos com jogos, e as derrotas unilaterais contra Sam durante nossas viagens só provavam isso; perder dinheiro era a última coisa que eu queria. Tudo bem que aquele trabalho de caçador me dava uma remuneração bem gorda, e eu estava com uma cabeça de quase 20 milhões pra entregar no próximo QG que encontrasse, mas eu não sabia ao certo quando isso seria e de quanto dinheiro precisaria nesse meio tempo. Eu sabia o quão arriscado era um cassino, especialmente para alguém pouco experiente, e infelizmente era uma aposta. Eu só precisava fazer a aposta ser a menos arriscada possível, nem que isso significasse não ganhar nada ali.

No final, felizmente, poderia dizer que me preocupei pra nada. Claro, as dicas de F foram de suma importância, mas quando chegou minha vez de jogar, mesmo com o nervosismo, jogar seguro foi tudo que bastou pra segurar meu dinheiro - "Dizem que quem não arrisca não petisca, mas quem não quer petiscar não precisa arriscar" - Dizia a mim mesmo, pra me lembrar de não apostar alto durante o processo. Assim, quando fui puxado por F, já fora da mesa, estava basicamemte com a mesma quantidade de fichas com as quais entrei. Realmente um alívio - "Jogar tão seguro não tem tanta graça, mas o que tive pra hoje" - Pensava, após contar as fichas.

Embora passar tempo com desconhecidos não fosse algo que costumadas fazer, mesmo que tenha sido F que nos trouxe ali, bastou ouvir a oferta de comer algo e beber café que eu instantaneamente ficava mais receptivo, chegava a ser engraçado ao lembrar da cena - Ah, c-claro, pode ser! - Respondia, a acompanhando. Talvez tomar café àquela hora da noite não fosse a melhor decisão de todas, mas eu apostava que eu organismo já deveria estar tão acostumado com cafeína que isso não me atrapalharia depois. Ou ao menos eu esperava, né - Não, tudo bem, não quero causar transtorno - Dizia, comendo um biscoito e tomando um gole de café. Ouvir F falar sobre seu passado me deixava pensativo, e mesmo que não soubesse seu nome, me fazia sentir como se a conhecesse um pouco melhor. Claro, ainda era um pouco estranho pela sua aparecia animal, eu não estava acostumado com minks com sangue tão forte, mas quem era eu pra julgar outra pessoa - Sonhos? Hmm... Bom, acho que a maioria das crianças ouvia histórias, né? Eu sonhava em viajar por aí, expandir meu mundo... Mas no final, quando tive a chance, foi porque não tinha mais um lar pra voltar. É triste, mas com o tempo as coisas perdem a magia... - Dizia, também com um tom melancólico. O que eu não daria pra que minha ilha não tivesse sido atacada a tantos anos... Eu teria preferido viver minha vida como um simples trabalhador de fábrica olhando o oceano, mas com uma família, e, bem, aquilo, do que ter viajado da forma que foi - Eu não diria sonhos, mas tenho outras metas hoje em dia. Também espero estar no caminho certo - Dizia, um pouco mais pra cima, e tomando mais um gole de café.

Ficaria ali mais algum tempo, aproveitando a música e jogando papo fora com F, tentando reunir coragem. Quando considerasse que ambos estávamos mais "soltos" na conversa, timidamente tentaria lhe fazer um pedido - Hey, hmm... Posso fazer uma pergunta talvez um pouco desagradável...? - E, a não ser que ela negasse, prosseguiria - ...Existem "meio-minks", ou algo do gênero...? N-não entenda errado, é só q-que... - Suspirava, tentando conter o nervosismo, e meu olhar, desviado, ficava distante - É que eu tinha um companheiro antigamente. Ele nunca me falava nada sobre ele, e partiu sem me dizer muito mais que seu nome. Você lembra um pouco ele, só... não tanto, sabe? - Porém, o receio de parecer racista logo me fez pedir desculpas - O-olha, quer saber, desculpa pela pergunta, não devia ter feito - Dizia, com vontade de enfiar a cara no primeiro buraco que encontrasse. Independente de ela responder eu não, tentaria não deixar climão nem fazer o papo morrer. Caso ela respondesse, e perguntasse mais sobre esse antigo companheiro, abriria sem perceber um leve sorriso, lembrando de como ele havia me introduzido quase que a força ao mundo dos caçadores de recompensa - Nome dele era Tetsu. Tatsuya, mas todos chamavam ele de Tetsu. Não era dos mais inteligentes, ou fortes, e não parecia conhecer o conceito de espaço pessoal, mas ele sempre conseguia animar as coisas. Mesmo quando nos perdemos em uma ilha quase deserta, ele não deixava o desespero abater, era uma ótima companhia - Narrava, antes de dar uma pausa pra beber outro gole do café - Ele tinha orelhas e cauda parecidas com as suas, mas um pouco mais volumosas e claras. É só que... As feições dele era muito mais humanas, e o pelo não cobria todo o corpo, então não parecia de todo mink, por isso pensei se não seria possível ele ter um pai mink e outro humano - Dizia, lembrando um pouco de sua aparecia, e como Tetsu conseguia se passar por um humano peludo se cobrasse as orelhas e cauda... Não que ele tivesse tentado, claro.

Com o tempo, caso visse que Kai estava menos eufórico e disposto a ir embora, ou caso o próprio viesse te mim, agradeceria a F - F, obrigado pela oportunidade, mas acho melhor já irmos. Se virarmos a noite, Bolton, o outro que estava com a gente, reclamaria de deixar Kai perder a noite. Espero que não se importe - Dizia, indo chamar Kai caso ele ainda estivesse distraído, e indo trocar de volta nossas fichas por dinheiro. Assim, logo retornaria ao térreo convencional da estalagem e, após acompanhar Kai até o lado de fora, onde pudéssemos ver o navio, iria ao meu quarto eu mesmo para dormir. Logo me jogaria na cama, apreciando a maciez sob meu corpo, ficando deitado por algum tempo, com preguiça de me mover pra me arrumar pra dormir, mas ao fim cedendo rapidamente, antes de trancar o quarto, tirar as roupas, apagar as luzes e dormir. Assim, passaria o resto da noite suavemente ansiando pelo que ocorreria no dia seguinte naquela ilha, Aracne.
OFF:
 

Histórico do Ceji:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

R.I.P. Lars:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
DanJo
Membro
Membro
DanJo

Créditos : 2
Warn : Along Comes A Spider - Página 2 10010
Data de inscrição : 11/11/2019

Along Comes A Spider - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider - Página 2 EmptyDom Jul 05, 2020 1:48 am

Narração




A postura elegante de F já estava mais descontraída, com os cotovelos sobre a mesa, apoiava o queixo sobre os dedos cruzados observando Suzuki enquanto conversavam já há um tempo. Os biscoitos já acabaram a tempos e duas fatias de bolo de chocolate estavam sobre a mesa, além de outro bule café, ‘’ cortesia minha’’ como disse F. No palco o cantor já suava e a banda aparentava cansaço. Quando a ninja pediu permissão para uma pergunta incômoda conseguindo de início uma sobrancelha levantada de surpresa e logo em seguida um aceno de cabeça. Seu rosto não mudava em milímetros durante a dúvida, ela apenas deixava seu sorriso crescer mais, rindo aqui e ali diante da vergonha de Akira - Calma não tem problema, todos temos nossas dúvidas, eu sempre me perguntei como vocês não morriam de frio pelados desse jeito- ela dava um piscada brincalhona- Quanto a meio minks não posso te dar certeza, nunca vi ou ouvi casos, estranhamente, mas- ela anda com dois dedos pela mesa até a mão de Akira- Mas podemos nós dois descobrir- logo puxando a mão de volta e soltando uma gargalhada- Desculpe Aki não resisti, mas me fala mais desse tal Tetsu bom saber que não fui a primeira Mink que encontrou, talvez estejamos alcançando todos os blues e não demora muito para que nosso mundo seja bem diversificado- ela inclina a cabeça para o lado e começa a comer a fatia de bolo. Ela passa a cauda de Akira quando ele menciona a de seu antigo amigo- Mas talvez realmente seja possível oque torna mais belo ainda, se seu amigo for um mestiço isso quer dizer que um Mink pode se apaixonar por um humano e vice-versa.

Os dois continuavam sua conversa aproveitando dos dotes culinários da cozinheira da Estalagem quando o mesmo homem que apostava com Akira e chamava atenção para atrás de F e apoia as duas mãos no ombro da Mink- Como vão as coisas aqui F, porque nosso hospede  não está apostando ou reservado em algum quarto com uma bela companhia?- o semblante de F aparenta desgosto enquanto olha para Akira mas um sorriso ‘’simpático’’ toma posse quando ela olha para cima- Já pedi que não me toque Nimura- que retorna suas mãos para si e olha para ela com olhar desafiador- Nosso hóspede apenas não é muito adepto de jogos de azar ou violência gratuita, então pensei em fazer companhia a ele enquanto aguarda seu companheiro, afinal o lema de nosso estabelecimento é criar a maior satisfação possível a nossos hóspedes, em lugar nenhum é mencionado através de apostas ou prazer corpóreo- ela sorri. Os dois se encaram por um tempo e F retorna a seu café- Já que mencionou companheiro, seu amiguinho está nos dando um certo prejuízo, é a primeira vez que vejo alguém tão bom com as cartas quanto eu- Nimura fita Akira com aparente descontentamento- Mas não há muito oque fazer, bons jogadores sempre surgem cedo ou tarde. Tenham um boa noite- e seguindo em direção a saída Nimura desaparece atrás das portas por onde vieram a todos – Me desculpe por ele, não é a pessoa mais ... agradável- ela apoia o rosto em uma mão e os dois retornam a sua conversa.

-Espero que tenha sido uma boa noite Aki, gostei de sua companhia. Retorne quando puder para aproveitar a música ou simplesmente tomar um café- ela então indicava com a cabeça  Kai que retornava com um saco de tamanho razoável- Seu amigo parece satisfeito e pronto para ir- ela sorria com um pouco de tristeza, e concordava com o dizer de Akira sobre Bolton, Kai dizia com orgulho- Talvez ele não reclame muito quando ver a bolada que ganhei- ele ria- vou trazer ele na próximo, acho que vai adorar- levantando junto de Suzuki a mink anunciava- Vou acompanhá-los até o térreo, parabéns pela fortuna Sr.Kai- o rapaz soltava uma gargalhada alta- Valeu F, vou voltar para sugar até a última gota só esperar – e as fichas eram trocadas e o grupo se retirava do Cassino.
No hall os três se separavam, Kai seguia primeiro para o barco, e logo Akira que antes de partir era segurado com gentileza por – Fiora, é meu nome, Fiora Moonshine. Até a próxima- e se dividiam, subindo as escadas e entrando no quarto a frente e logo realizando seu ritualístico processo para dormir e aproveitar o doce conforto de uma boa cama. Pela janela o brilho da lua atravessava e banhava o corpo de Akira quando finalmente dormiu. Não faltava muitas horas para o amanhecer e não muito após o ocorrido na porta surgia uma batida leve e insistente de Sam. Assim que abrisse Akira veria Sam com roupas um pouco mais descontraídas – Bom dia dorminhoco, dormiu bem? Eu estava pensando em descer para tomar um bom café da manhã com o pessoal, podemos ir no barco acordar eles. Seria bom nos reunirmos para ver oque fazer, e se der seria bom se desse um passeio com seu pato acho que faz dias que o bichinho não pisa em terra firme. Oque acha? E ouvi falar que há uma pequena fila aqui perto.




Tripulação =[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Membros de Aracne =[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



Lembretes


Outros:
 
Crew:
 

Patrono:
 

Embracação:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ceji
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Ceji

Créditos : 2
Warn : Along Comes A Spider - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2013

Along Comes A Spider - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider - Página 2 EmptyQua Jul 08, 2020 9:07 pm

Sob A Teia Da Aranha - Parte IV

Mesmo longos, todos os dias inevitavelmente chegavam ao fim, e eu percebia que aquele estava se aproximando do seu assim que senti meus olhos mais pesados que o costume. Sabia que ficar ali noite adentro não seria bom pro meu relógio biológico, e, apesar da conversa estar boa, sabia ter prioridades - "Ainda assim... Não sei se eu quero voltar aqui. Foi um bom tempo, mas me sinto jogando tempo fora... Bom, não é como se por enquanto houvesse algo pra fazer aqui em Aracne" - Pensava, com a mente em outro lugar. Sabia que precisaríamos esperar o Log Pose ajustar, então algo teríamos que fazer, o que incluía os dias. Aquela já devia ser a terceira vez que me preocupava com o tempo de espera, mas não conseguia evitar pela decepção de uma ilha com pouco o que fazer depois de semanas no mar. Havia sido muito tempo apenas jogando com Sam pra gastar aqui jogando denovo, e por mais idiota ou inconsequente que fosse, eu esperava um pouco mais de emoção; bom, só não tanto quando a "emoção" que tivemos com aquela aranha gigante, aí também já era demais.

Dito isso, uma coisa que não podia deixar de me impressionar, porém, era com os resultados de Kai - "Talvez eu devesse ter deixado um pouco do meu dinheiro com ele pra ele juntar mais..." - Pensava, estupefato com aquilo, uma vez que eu legitimamente não esperava um resultado tão bom daquele garoto. Afinal, como ele havia feito aquilo? Foi com apostas iguais às minhas? Ele nunca havia mostrado dotes para jogos de azar e estratégia antes, e eu lembrava bem dele ter desistido do 21 dizendo que tinha matemática demais pra ele, então como?!? Mesmo sem saber como havia tido aquele feito, ainda assim havia algo que eu devia pra ele - Kai... Eu te devo desculpas - Dizia, claramente surpreso, após o rapaz se aproximar - Eu realmente tinha uma impressão errada de você, nossa. Eu fiquei feliz só de não ter perdido nada, e você... Caramba! - Exclamava, sem condição de esconder. No final realmente não havia sido uma má decisão deixar Kai vir junto, e até dava um certo orgulho ver ele se dando bem daquele jeito.

Não tratada e mais uma vez estávamos em nossos quartos, finalmente indo dormir. A cama me chamava, e tão logo me jogava em sua maciez, minha consciência se esvazia, em um sono vazio. Eu já estava acostumado a noites sem sono, na verdade tão acostumado que sequer via muito problema nelas. No passado já me disseram que aquilo era provavelmente por estresse, por eu estar com a cabeça cheia ou por ter preocupações demais, mas, sendo sincero? Eu até preferia desse jeito. Nas poucas vezes que o mundo onírico me avançava era sempre pra me lembrar de coisas que eu não queria lembrar, me fazendo acordar aos prantos por causa de eventos que a muito já haviam ficado no passado. Não... Eu gostava daquelas noites vazias, que recarregavam minhas forças sem exigir nada em troca. Acordar após uma longa e escura noite era reconfortante, ainda mais quando não precisava forçar a memória para não a confundir com as visões dos sonhos. Eu não ia negar, se eu fosse alguém de fora me ouvindo, eu me acharia um idiota, mas cada um é cada um, e era assim que sempre foi pra mim. É claro que eu sentia um pouco de inveja quando outros descreviam sonhos elaborados e grandiosos que tiveram, mas no final eram só mais uma coisa pra ocupar a mente, e uma que escapavam-lhe entre os dedos inevitavelmente em pouco tempo, como a lembrança de algo que nunca ocorreu. Apenas desnecessário.

Quebrando a escuridão da minha mente sonolenta, os raios de sol invadiam as frestas da janela como um anúncio que o dia havia inevitavelmente alcançado nossos horizontes. Como uma criança preguiçosa me agarrava a cama, querendo mais cinco, dez ou vinte minutos, mas no final quem exigia ânimo e agitação não era ninguém menos que eu mesmo, e infelizmente não havia forma se fugir ou ignorar a si mesmo. Após me vestir, ver Sam logo de manhã era um alívio, especialmente depois de tanto tempo com situações similares em nossas viagens, mas não negava que secretamente desejava que fosse serviço de quarto - Ah, é, claro, tudo bem. Urgh, desculpa ainda tô meio dormindo... - Dizia, antes de fechar os olhos e chacoalhar a cabeça com força - Ok, acho que tô melhor. Bom, vamos lá. Será que vendem fruta aqui? Seria bom como pedido de desculpas pra Marsh... - Dizia, fechando o quarto e a acompanhando. Alcançando o navio, logo levantaria a voz, mas não muito, até hoje com medo de falar muito fino de falasse alto demais - Bolton! Kai! Estão acordados? - Chamava por eles, adentrando no navio, esperando uma resposta.

Com todos reunidos, independente do tempo que levasse, iria novamente à estalagem, pronto pra um café da manhã. Pediria um sanduíche ou algo semelhante, além de um café, e trataria de puxar o assunto - Então, alguma ideia do que faremos hoje? - Perguntaria, rapidamente verificando o Log Pose - Acho que vai demorar alguns dias para o Log Pose se ajustar, e eu acho que falo por todos quando digo que o ócio não parece lá tão convidativo depois de várias semanas de viajem. Eu só fico com um pouco de receio de fazer algo pra fora da estalagem pelas aranhas, da última vez a impressão não dois das melhores... - Dizia, na esperança de eles terem descoberto coisas diferentes sobre a ilha em relação a mim. Seria um bom jeito de definir o próximo passo. Caso Marsh houvesse vindo conosco e permitissem a entrada dela, eu garantiria que ela ficaria comportada, vigiando-a, e compraria uma fruta ou o mais próximo que tivessem para ela. Caso não houvesse vindo, ainda assim compraria, para levar para a pata assim que tivesse a oportunidade.
Histórico do Ceji:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

R.I.P. Lars:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
DanJo
Membro
Membro
DanJo

Créditos : 2
Warn : Along Comes A Spider - Página 2 10010
Data de inscrição : 11/11/2019

Along Comes A Spider - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider - Página 2 EmptyDom Jul 12, 2020 8:03 pm

Narração









Sam parecia de bom humor e assobiava ao lado de Akira enquanto o par caminhava para fora da estalagem em direção ao barco- Aki, eu tenho que dizer essa noite foi uma das melhores noites da minha vida ultimamente, pensei que uma cama confortável seria bom mas foi … maravilhoso - ela sorri deixando os ombros cair. Chegando a lateral do barco podia se ver não muito distante do cais a estação do expresso oceânico que na noite anterior não haviam notado em meio ao desespero. Subindo a bordo do navio Akira grita pelos companheiros e não recebe resposta- Sério que ainda estão dormindo?- os dois entram no quarto de e encontram Bolton jogado sobre a rede, Sam sacode a rede e o ao despertar assustado Bolton acaba caindo de cara no chão- Bolton me desculpe- ainda com a face contra o chão o caçador responde- Bom dia pessoal, dormiram bem? Eu estou com uma puta ressaca- levantando e estalando os ossos das costas Bolton sai para o quarto do lado onde esmurra a porta e grita- Kai acorda, todo mundo já está de pé.

- Vamos Kai, me disseram que o café da manhã da Estalagem é incrível- gritando também em frente a porta Sam também esmurra a porta que se abre para um quarto vazio- Kai?

-Onde está o kai, Bolton?- o caçador sacode o cabelo com a mão- Não sei, a última coisa que me lembro foi ele me colocando na cama ontem a noite. Talvez ele tenha ido antes de nós para estalagem- Sam não muito convencida disse- Tudo bem mas vamos rápido então, prefiro ter certeza do bem estar dele o quanto antes.

Espiando com a cabeça para fora do quarto de Suzuki a Pata observava o grupo e sorrateira como uma pata grande o suficiente para servir de montaria ela se aproxima de sua dona e cutuca com o bico seu ombro, fazendo carinho com sua asa ela balança e finge comer algo invisível, pedindo comida- Leve ela conosco, eu perguntei e é permitido um animal companheiro- Sam comunica.

Saindo do barco e seguindo a passos rápidos para a Estalagem ao chegar a recepção Sam toma a dianteira - Você viu o rapaz que estava conosco ontem a noite? Ele tem essa altura, e cabelo preto curto, blusa verde- a atendente cruza os dedos sobre o balcão- Você diz o senhor Kai, ele está no restaurante a espera de vocês.

Sentado atrás de uma mesa bem servida de café da manhã, Kai aguardava os companheiros de braços abertos sorrindo de orelha a orelha- Fala galera, vocês demoraram a chegar, sentem aproveitem - todos estavam incrédulos fitando o rapaz com desconfiança- De onde veio tudo isso Kai?- perguntou Bolton- Relaxem, sério! Eu vou explicar mas vamos comer primeiro, aproveitem.

Akira foi o primeiro a quebrar o silêncio- Bem podemos visitar o vilarejo aqui perto- sugeriu Sam- E procurar por alguma recompensa- sugeriu Bolton. Ao lado da mesa comendo as frutas da fruteira, Marsh se deliciava com as maçãs, peras, bananas, e mamões- Podemos apenas relaxar também, mas gostei da idéia de procurar cabeças- cada um apanhava da mesa oque lhe agradava para comer e beber- Bem podemos passear  pelo vilarejo primeiro, podemos encontrar algo interessante por lá.

Após se deleitar com as frutas a pata gira graciosamente e senta fechando os olhos para tirar uma soneca.  




Tripulação =[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Membros de Aracne =[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Lembretes


Outros:
 
Crew:
 

Patrono:
 

Embracação:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ceji
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Ceji

Créditos : 2
Warn : Along Comes A Spider - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2013

Along Comes A Spider - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider - Página 2 EmptyQui Jul 16, 2020 8:53 pm

Sob A Teia Da Aranha - Parte V

Após uma ótima noite de sono, tudo que eu precisava mais pra declarar o dia como iniciado era um café da manhã (com ênfase no café), e poder tomar com meus companheiros de viajem só deixava o ambiente mais confortável. Mesmo não tendo tanta coisa em comum entre nós, depois de todo aquele tempo viajando juntos, enfrentando a morte na reverse mountain e tantas outras vezes, um círculo acolhedor havia se tornado entre nós. Era confortável saber que não estava sozinho naquelas viagens, ao menos por algum tempo, e ainda mais saber que tinha pessoas que eu podia confiar... Ou quase - "Sigh... As vezes eu queria poder me abrir com eles... Mas tem coisas que não valem a pena o esforço..." - Pensava, distraído, enquanto mordia o sanduíche natural que havia pedido para o café da manhã, junto de uma xícara de café que já era rotina para mim.

- ...Vilarejo?! - Exclamava, voltando por definitivo à realidade ao ouvir a resposta de Sam - Você tá falando sério que tem um vilarejo aqui?!? Eu... Eu jurava que além da estalagem havia apenas mata com aranhas! - Respondia com um misto de confusão e exaltação, mas tentando manter o tom de voz baixo para não chamar atenção. Ainda assim, o receio de ter falado alto de mais me atingia, e não conseguia evitar olhar em volta com um olhar incerto e receoso, pra ter certeza que não havia chamado atenção, e nem ninguém me observava. Com a possível confirmação da existência do vilarejo, ponderava perplexo por alguns segundos - Caramba... Eu não consigo imaginar alguém morando aqui normalmente. Quer dizer, imagina conviver diariamente com milhares de aranhas como aquelas da praia? Na minha concepção só tinha a estalagem e o Expresso Oceânico aqui por terem juntado gente que conseguia lidar com as aranhas, sei lá... - Dizia, tendo certeza que aquela altura só acreditaria no tal vilarejo vendo.

- Mas, bom, se essa é a opção, eu sou a favor - Dizia, e, após tomar meu café, me prepararia para a trilha, ou expedição, não sabia bem quão longe era. Mas antes, claro, me aproximava de Marsh e acordava-a de forma suave com um carinho - Marsh? Marsh? Olha, se quer dormir um pouco, melhor ser no navio, não é? - E, se não houvessem objeções por parte dela, a acompanharia até lá é deixaria. Se ela não se movesse, insistiria até ela ceder, mas se acabasse acordando de vez e quisesse vir conosco, não seria contra - Ok, tudo pronto - Dizia, na saída, antes de irmos, mas logo lembraria de algo - Aliás, Bolton, ontem a noite você chegou a levar algo para os prisioneiros comerem? Se não, seria melhor resolvermos agora. Não sabemos quanto vamos demorar, e tanto tempo sem comer pode ser problemático - E, se não houvesse feito, logo iria tentar resolver a questão, comprando algo e levando para os dois. Aí sim, com tudo pronto, partiria com meus companheiros até o tal vilarejo, deixando -os guiar já que pareciam ter mais conhecimento daquele local que eu. Tomaria cuidado por aranhas pelo percurso, tentando evita-las, mas preparado para dar um tapa pra longe se alguma subisse em mim. Chegando no local, analizaria bem, com um toque de curiosidade para saber como outras pessoas se viravam naquele inferno aracnídeo - Bom, e agora? Alguma ideia do que buscar aqui - Perguntaria, especialmente a Bolton e Sam, uma vez que, bom, eu sequer sabia o que esperar da suposta vila em Aracne.
OFF:
 

Histórico do Ceji:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

R.I.P. Lars:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
DanJo
Membro
Membro
DanJo

Créditos : 2
Warn : Along Comes A Spider - Página 2 10010
Data de inscrição : 11/11/2019

Along Comes A Spider - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider - Página 2 EmptyTer Jul 21, 2020 4:42 am

Narração







Ao se aproximar da pata Akira poderia reparar que a mesma apenas fingia estar dormindo, tentando abrir um olho sorrateira sem que fosse notada, ao saber da intenção de Suzuki de deixa-la no navio novamente ela morde seu nariz e balança a cabeça negativamente, ela encenava com as duas asas um caminhar alegre pela floresta e sorria com os olhos para dona indicando que queria fazer companhia.

Terminando a sexta torrada com geleia, Bolton mastiga com afinco e engole a torrada inteira de uma só vez antes de responder a ninja- Infelizmente eu apaguei amigo, talvez Kai tenha o feito?- ele indica o jovem que satisfeito com o dejejum finalizava uma maçã incrivelmente vermelha e falava de boca cheia- Também não alimentei eles, mas nada que não possa ser resolvido, ninguém morre de fome após um dia de jejum, pelo menos não de fome- ele da de ombros. Sam pousa a xícara de chá na mesa e fita Kai- Vai explicar agora como conseguiu esse banquete para o café, espero que tenha sido na conta do Aki- ela cutuca as costelas da ninja com o cotovelo- Não não, mas juro que explico na trilha para o vilarejo.

Após pagar os 50.000 berries da ração para três dias, o grupo sai do restaurante e logo da Estalagem, seguindo em direção ao barco para preparar a bagagem para o expedição, apanhando uns 30m de corda do navio, água e alguns outros itens guardados em duas bolsas, uma com Bolton e outra com Akira. Após deixar a refeição para os prisioneiros que reclamam sobre o tratamento desumano eles partem floresta adentro em busca de um pouco mais de civilização.

A floresta tem sua beleza virgem, mesmo com a presença onipresente de aranhas, ao longo do grande trajeto, diversas teias de aranhas foram partidas para fora do caminho e aranhas foram espanadas para longe, em alguns galhos podiam se ver aranhas maiores, algumas maiores que a mão de Akira com diversos olhos negros que seguiam o grupo, outras pequenas mas com uma cor carmesim e uma sensação de morte envolvendoas. A carcaça de a um javali estava no meio da trilha (indicada pela recepcionista) e quando Sam esbarrou no cadáver, sua pele cedeu junto a alguns ossos e milhares de aranhas brotaram do corpo seguindo o grupo que com pressa correu o mais rápido que pode. A trilha subia levemente e quando finalmente pode observar a costa de onde vieram por dentre a mata, viram que estavam um pouco mais acima que a Estalagem e no horizonte o mar refletia o belo azul do céu límpido.

-Quase que esqueci que havia prometido contar de onde consegui o café da manhã, eu lavei os todos os pratos do restaurante a noite toda- o menino sorri com carinho para todos mas observa Akira com confidencia, se não soubesse da verdade também acreditaria nas palavras de Kai, suas palavras eram ‘’honestas’’ e ‘’verdadeiras’’- Eu queria agradecer por me trazerem com vocês na viagem, só isso, como eu disse nada demais- Bolton bagunça o cabelo do rapaz- Valeu Kai, agradeço pelo esforço- Sam da um pequeno soco no braço- Então lave toda a noite que eu preciso desse café da manhã todo dia.

O grupo finalmente chega a entrada do vilarejo e o final pode ser visto da entrada, não havia mais que doze cabanas no local, era um vilarejo pequeno bem disfarçado em meio a mata tornando local difícil de distinguir a distância. Não havia muitas almas por ali e os poucos que estavam ali se reunião em volta de fogueiras apagadas, muitos dos cidadãos eram bem vestidos e alguns ostentavam de vestes bordadas com a aranha azul assim como os funcionários da Estalagem. Após caminhar por todo o vilarejo observando o local se assemelhava mais a um acampamento de expedição.

-Eu não acho que há muito oque fazer por aqui alem de falar com os locais - diz Sam
-Eu não sei, eles estão bem armados, vi aqui e ali barris de pólvora e canhões- comenta Bolton.

A pata apenas segue o grupo.




Tripulação =[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Membros de Aracne =[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



Lembretes


Outros:
 
Crew:
 

Patrono:
 

Embracação:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ceji
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Ceji

Créditos : 2
Warn : Along Comes A Spider - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2013

Along Comes A Spider - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider - Página 2 EmptySex Jul 31, 2020 4:06 pm

Floresta Selvagem - Parte I

Eu nunca tive problemas com aranhas na minha vida, na verdade antes até achava algumas bonitinhas. Sabia que algumas eram perigosas e mantinha uma respeitosa distância, pois sabia que eram importantes trabalhadoras que controlavam pragas e insetos. Essa concepção, porém, parecia cada vez mais definhar enquanto vagava por Aracne. Aqui, as aranhas pareciam mais ameaçadoras, sorrateiras, como se estivéssemos sempre sendo observados por aqueles oitos olhos leitosos, que aguardavam uma presa infeliz de guarda baixa, ou um corpo fraco que pudessem se deleitear. Enquanto via aquelas oito patas sorrateiramente se escondendo e espreitando, as carcaças infestadas e manchas coloridas sobre a vegetação, não conseguia espantar da minha cabeça o pensamento de que hora ou outra eu mesmo também seria uma vítima dos aracnídeos, mais um cadáver para alimentar aquelas horas de patas - "Akira do céu, para de pensar nas aranhas! Você sabe que elas tem mais medo de você que você tem delas!" - Dizia a mim mesmo, mentalmente para me convencer de que dificilmente elas me atacariam se eu não as pertubasse. Eu realmente esperava que isso se aplicasse às aranhas dessa maldita ilha também.

Felizmente eu não estava sozinho naquela maldita trilha, e ter mais quem corresse junto de mim ao ver aquela carcaça se desfazendo em aranhas me deixava um pouco mais aliviado - "Ainda bem que não sou só eu desconfortável, nao consigo nem imaginar como teria sido pro Cave, que tinha pavor de aranhas..." - Pensava, tentando não diminuir o passo. Conversar também ajudava a distrair das aranhas e do cansaço da trilha, mas ao ouvir Kai dizendo que aquele dinheiro havia vindo de lavar pratos, não podia deixar de ficar confuso, afinal, que motivos ele teria pra esconder aquilo dos outros? Eu teria que perguntar pra ele mais tarde, mas no momento não estava muito a vontade de o desmentir e fazer pagar de mentiroso. "Vai me explicar direitinho porque mentiu" era a mensagem que tentava transmitir pelos olhos cerrados, ao cruzar olhares com Kai após a história de lavar pratos, e esperava não ter que repetir verbalmente.

Chegando finalmente na tal vila, eu fiquei... Menos surpreso do que achava que ficaria. Eu não sabia o que esperar, e acho que no final ter ficado preparado pra qualquer bizarrice me fez apenas aceitar aquele lugar. Mas, fora isso, claro, o local era realmente pouco supreendente. Parecia mais uma caravana, sei lá, e o tamanho definitivamente deixava claro que não era nada tão grandioso. Infelizmente, a aparência do local só me fazia lembrar daquela chamada que havia tido na costa, da caravana de expedição sendo caçada pela aranha gigante, e o enorme vulto sorrateiro que se seguiu... Se tivéssemos sorte, dessa vez não teríamos nenhum problema como aquele. Após ouvir os comentários dos meus companheiros sobre o local, acabava deixando escapar - Eu queria é saber como se protegem das aranhas aqui. A ilha é infestada delas e nem um mísero "repelente de aranhas"... - Dizia, feliz dessa vez por estar de calça comprida e mangas longas, o que me ajudavam a não sentir as patas repulsivas daqueles animais na minha pele caso ocorresse alguma casualidade.

Se o grupo se disperssasse para ver o local, puxaria Kai, ou o seguiria dizendo que "ficaria de olho no rapaz", e sussurraria com ele - Vem cá? Porque mentiu sobre o dinheiro?! Qual o grande problema daquele cassino?? - Mas, caso não nos separassemos, esperaria um momento propício para me aproximar e fazer a pergunta, aos sussurros. Não insistiria caso ele não quisesse me dizer, ao menos não agora, mas ficaria claramente descontente caso não recebesse uma resposta. Caso ninguém tomasse a dianteira para ir falar com alguém da aldeia, cogitaria brevemente eu mesmo o fazer, mas bastou meio segundo pra deixar a ideia de lado, não sabia se tinha coragem pra virar o centro das atenções daquele jeito, ainda mais com desconhecidos. Logo cutucaria Bolton com o ombro - V-vai lá, fala com eles - Dizia, esperando que ele tomasse a dianteira. Independente de quem o fizesse, respiraria fundo e ajeitaria as roupas, com receio de alguma estar deslocada ou mal posta, e iria logo atrás - Err, espero que não estejamos atrapalhando - Dizia, após Bolton, se o ouvinte não demonstrasse estar ocupado ou falta de interesse - N-nós ouvimos sobre uma vila lá na estalagem, e pensamos em vir ver...
Histórico do Ceji:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

R.I.P. Lars:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
DanJo
Membro
Membro
DanJo

Créditos : 2
Warn : Along Comes A Spider - Página 2 10010
Data de inscrição : 11/11/2019

Along Comes A Spider - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider - Página 2 EmptyQui Ago 06, 2020 7:12 pm

Narração





-Galera eu vou ver oque consigo de informação sobre essa ‘’vila’’- Bolton diz seguindo por entre as cabanas- vejo vocês depois.
-Eu percebi algo peculiar que quero ver, já volto Aki, até Kai- e seguindo a mesma direção de Bolton mas virando e entrando em uma cabana, Sam se vai.
Kai olhava para Akira, ele queria conversar com o amigo o quanto antes para resolver o olhar enviado por Aki- Calma calma, o problema não é o casino, apesar de você poder perder sua liberdade se perder mais dinheiro que possui, o problema é como ganhei, quando vi a cara deles eu não consegui falar e o Bolton vai querer vir comigo na próxima e eu não quero que vocês se envolvam nessa- o rapaz chuta uma pedra em direção a mata- Eu não vou mais lá, eu já vi oque eles fazem com quem trapaça…- os olhos do rapaz refletem medo, um sorriso desconcertado surge em seu rosto e ele coça a cabeça- Vamos ficar longe de lá Aki, prometo que vou manter distância - ele levanta o punho esperando uma retribuição.

Os dois caminham por entre as barracas e não demoram a localizar Bolton, ele estava dentro de uma das barracas com um homem parrudo e careca com algumas queimaduras pelo corpo, o caçador estava com o pé apoiado sobre um barril gesticulando e falando com bastante ânimo- Então o cara me disse que eu devia calar a boca se quisesse ficar com os dentes e confesso que ele tinha um bom cruzado mas o problema era a tripulação dele, eu não sou doido de enfrentar vinte cabeças dentro de um bar  então oque eu fiz, paguei um garoto para incendiar o navio deles e quando a tripulação foi correndo apagar, eu quebrei os dentes da frente dele e o nariz- o careca gargalha segurando a barriga- Boa boa, devia ter me visto quando brotou uma aranha grandona, a bicha era do tamanho de um rena e vi naqueles olhinhos que a desgraçada estava doida pra comer minhas entranhas e colocar seus ovinhos no meu bucho- Bolton se inclina mais para frente e Kai entra na barraca e pergunta- E o que você fez com a aranha?- ele bufa- Oque eu fiz com ela?! Eu chutei a fuça da desgraçada e quebrei as patas, mas quando eu tava tentando partir ela no meio a maldita mordeu minha meu braço!- os dois se contorcem imaginando a dor- Puta merda, e o veneno?- questiona Bolton- Bem depois de enfiar a presa dela no crânio da maldita, eu tive que cortar meu braço!- ele levanta o braço amputado próximo ao cotovelo- Eles falaram que eu não ia durar muito na invasão mas eu falei pros putos, DEIXA EU PEGAR MINHA MACHETE QUE EU MOSTRO PARA VOCÊS QUEM NÃO VAI DURAR!
-É isso ae- Kai se anima- Então é por isso que tem isso tudo de arma por aqui, deve ser uma merda morar no meio de tantas aranhas- o careca encara o rapaz intrigado- Não cara, isso aqui é para a invasão a cidadela, nós vamos tomar o lugar de matar a maldita aranha gigante- ele gargalha mais uma vez- Vocês são os novos mercenários?
Bolton olha para Suzuki de maneira sugestiva.




Tripulação =[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Membros de Aracne =[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



Lembretes


Outros:
 
Crew:
 

Patrono:
 

Embracação:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ceji
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Ceji

Créditos : 2
Warn : Along Comes A Spider - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2013

Along Comes A Spider - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider - Página 2 EmptyQui Ago 06, 2020 9:40 pm

Floresta Selvagem - Parte II

Sozinho com Kai, finalmente podendo falar com o jovem sobre o que diabos havia acontecido no bar, eu ficava sem palavras. É claro, se eu havia entendido correto, certamente admirava a coragem e audácia dele, mas também sentia uma enorme vontade de o repreender com um murro, vontade essa que feliz ou infelizmente guardava pra mim - "Ele trapaceou?!? Isso explica algumas coisas, especialmente como juntou tanto dinheiro, mas..." - Aquilo era algo que eu não acho que conseguiria fazer, ao menos não naquelas... condições - Kai, é sério, não se compra brigas que não pode vencer. Por favor, não se esqueça disso - Dizia, com um olhar sério, de alguém com quase nenhuma paciência para salvar o traseiro dos outros por problemas que eles mesmos criaram. Quanto a mãozinha dele esperando o "toca aqui", bom, ir na onda dele não era meu objetivo. Com o dedo indicador, tocaria no topo de seu punho e o abaixaria, pra deixar claro que não "tocaria" - Olha Kai, eu não sou seu responsável, então não vou te repreender. Se prefere só ficar calado, tudo bem. Só tenta não passar dos limites, no final quem vai se arrepender é você - Dizia, recolhendo a mão e indo até onde Bolton havia ido.

Eu estaria mentindo se dissesse que aquele questão de Kai não havia matado meu ânimo ali. Eu sinceramente esperava um pouco mais de noção dele, e esperava do fundo do meu coração não ter que lidar com problemas por causa dele. Infelizmente eu não conseguiria deixar o rapaz sozinho se algo ocorresse, então me restava apenas torcer. Ao menos Bolton parecia estar se divertindo enquanto dividia histórias com um homem sem uma das mãos, e eu o entendia perfeitamente. Ouvir eles contando momentos de pequenas glórias me lembrava dos dias pacíficos na minha ilha natal, Budou Island, ouvindo os contos de Leroy nas ruas de Micqueot. Era estranho pensar como haviam sido essas histórias que me motivaram pela primeira vez a ir ao mar, especialmente hoje em dia que eu tinha objetivos tão diferentes. Atualmente, com mais maturidade, eu sabia que boa parte das histórias de Leroy provavelmente eram exageradas; eu conseguiria perfeitamente o imaginar dizendo que lutou contra uma feroz aranha gigante se houvesse vindo a Aracne, mas eu sinceramente duvidava que alguém conseguisse engalfinhar-se com aquela monstruosidade que havia visto de relance no dia anterior...

Como sempre perdido em pensamentos, mal percebia o andamento da conversa de Bolton e do homem até voltar de supetão à terra ao ouvir "invasão à Cidadela", e o resto da duvidosa frase do homem. Não era possível que ele realmente acreditava que conseguiria matar aquela besta de oito patas juntando um punhado de homens... Não, não, aquilo lá nem dava pra chamar de aranha. Porém, o que mais me assustou não foi sequer a ideia absurda daquelas pessoas, mas sim o olhar sugestivo de Bolton - "Não me diga que ele comprou a ideia...!" - Bolton, o mesmo havia me impedido de perseguir as aranhas ladras quando chegamos na ilha, que havia posto bom senso na minha cabeça diversas vezes no farol, havia comprado a ideia?!?! Eu torcia pra estar errado, mas minha boca se moveu contra minha vontade, antes que percebesse - Não. Não, não, e não. Por favor, me diz que você não cogitou isso de verdade...! - Dizia, com um misto de raiva e súplica. Se eu tivesse entendido errado, ou se ele voltasse atrás ou se tocasse do perigo, eu soltaria um suspiro - Olha Bolton, eu acho que nós já tivemos nossa dose de aranhas nessa ilha, se for por mim eu prefiro evitar aumentar ainda mais... - Dizia, meio apático. Enquanto falava com Bolton, ajeitava minhas roupas novamente, pra ter certeza que não estavam tortas nem nada, sei lá, e em seguida iria até o homem - S-senhor, sem querer desmerecer n-nem nada, mas... O que te faz pensar que consegue conquistar a tal Cidadela? Quer dizer, nós passamos próximo de lá quando atracamos pela primeira vez, e não vimos coisas muito agradáveis...

Porem, caso Bolton estivesse sério, se ele insistisse naquilo, se ele realmente achasse que podia dar certo, a situação seria completamente outra. A súplica sumiria da minha voz, dando lugar à revolta - Bolton, você viu também aquela sombra quando chegamos na ilha, não é? Você ouviu o relato do Cave no farol sobre a aranha gigante! Inferno, você viu a carcaça daquele caranguejo gigante!! Aquela aranha provavelmente matou aquilo, e você acha que enfrentar ela tem uma mínima chance de dar certo?!?! - Com a mão no rosto, massageava a tempora, incrédulo - Não importa o quão forte você acha que seja, nenhum de nós tem um minimo de chance de sobrevivência contra aquila coisa. Eu já vi pessoas fortes, com poderes inimagináveis; pessoas que controlavam os elementos, pessoas que manipulavam o corpo humano como se brincassem de deus, pessoas que curvavam montanhas e criavam tormentas... Essas pessoas talvez tivessem uma chance, não nós - Terminando, com tom seco, viraria se costas, sem paciência, e sairia. Após um último olhar para Kai, sairia em busca de Sam.

Independente se saísse de lá puto, ou se saísse após averiguar a insanidade do mercenário, buscaria por Sam naquele lugar. Evitaria entrar nas barracas ou fosse lá o que tivessem lá, e se demorasse a encontrá-la, a chamaria - Sam? Sam? - A encontrando, esperaria não estar mais ocupada e me aproximaria - Sam, eu sinceramente não acho que vamos conseguir muita coisa aqui. Parece ser uma expedição que acha que consegue fazer uma cruzada à Cidadela... - E, caso Bolton houvesse comprado a ideia, completaria - ...E Bolton foi na onda deles! - Diria, revirando os olhos, falando sempre não muito alto, tentando não ser ouvido pelos membros da expedição - Eu sinceramente não acho uma boa nos vincularmos demais com eles. Mas de qualquer forma, o que você achou? Isso é se houver achado algo - Perguntaria, esperando que ela tivesse tido um tempo melhor, na tentativa de acalmar aquela vontade gigantesca de dar as costas e voltar para a Estalagem antes que nos misturassemos demais com aquelas gentalhas.
Histórico do Ceji:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

R.I.P. Lars:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Along Comes A Spider - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Along Comes A Spider
Voltar ao Topo 
Página 2 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Grand Line - Paradise (Paradaisu) :: Ilha Aracne-
Ir para: