One Piece RPG
 As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» A inconsistência do Mágico
 As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 Emptypor Jean Fraga Hoje à(s) 15:34

» Mep-Ruriel
 As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 Emptypor Ruriel o Ruivo Hoje à(s) 15:28

» [Mini-Ruriel]
 As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 Emptypor Ruriel o Ruivo Hoje à(s) 15:24

» O Regresso do Anjo Torto
 As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 Emptypor DanJo Hoje à(s) 14:18

» Meu nome é Mike Brigss
 As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 Emptypor Shiro Hoje à(s) 13:38

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
 As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 Emptypor Thomas Kenway Hoje à(s) 13:05

» [MINI - Gates] O Pantera Negra
 As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 12:46

» Xeque - Mate - Parte 1
 As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 Emptypor TheJoker Hoje à(s) 12:31

» Art. 4 - Rejected by the heavens
 As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 11:50

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
 As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 Emptypor Furry Hoje à(s) 10:20

» [M.E.P] Joe Blow
 As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 Emptypor Joe Blow Hoje à(s) 08:56

» [Mini-Aventura] Joe Blow
 As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 Emptypor Joe Blow Hoje à(s) 08:55

» Livro Um - Atitudes que dão poder
 As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 Emptypor gmasterX Hoje à(s) 08:54

» [M.E.P] Veruir
 As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 Emptypor Veruir Hoje à(s) 07:16

» [Mini-Aventura] Veruir
 As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 Emptypor Veruir Hoje à(s) 07:14

» Mise en place
 As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 Emptypor arthurbrag Hoje à(s) 06:24

» I - A Whole New World
 As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 Emptypor Makei Hoje à(s) 06:01

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
 As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 Emptypor Skÿller Hoje à(s) 03:45

» Sidney Thompson
 As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 Emptypor Zed Hoje à(s) 00:19

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
 As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 Emptypor Fukai Ontem à(s) 23:49



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

  As mil espadas - As mil aranhas

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn :  As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

 As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 Empty
MensagemAssunto: As mil espadas - As mil aranhas    As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 EmptyQua 27 Maio 2020, 15:27

Relembrando a primeira mensagem :

As mil espadas - As mil aranhas

Aqui ocorrerá a aventura do(a) marinheiro Julian D'Capri. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
jonyorlando
Sargento
Sargento


Data de inscrição : 15/04/2016

 As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: As mil espadas - As mil aranhas    As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 EmptySex 11 Set 2020, 11:47




O trio! Feridos e caídos!
Julian D’Capri

Seguindo as “ordens” que foram dadas o médico corria prontamente até a estalagem, preparado para ajudar seus companheiros feridos da melhor forma que pudesse, Noelle parecia estar sendo solicitada pelos médicos para ajudar com Thomas e sua situação crítica, então cabia ao sargento a tarefa de ajudar com os demais marinheiros, D’Capri torcia para que seus aliados desempenhassem sua melhor performace, a vida do irmão Feurbach estava em jogo, mas em boas mãos.

Partindo agora para o tratamento de seu companheiro, o sargento Noskire, o loiro não demoraria a diagnosticar a fratura nos ossos do paciente, que provavelmente seriam bem evidentes, mas de qualquer forma o médico para funcionar de forma mais eficiente analisaria bem onde tais fraturas haveriam ocorrido, tirando seus kits de primeiros socorros e os preparando para utilizar.

Porém antes que qualquer ação fosse tomada o soldado acompanhante do sargento aparecia por ali, sua voz parecia carregar um pouco de pesar e só por estar ao lado de seu sargento já demonstrava uma preocupação com o mesmo, D’Capri entendia o que o marinheiro sentia e não poderia simplesmente ignorar sua presença.
- Sim, iremos preparar algumas talas, pegue para mim algumas tábuas de madeira. - Ordenaria o sargento, separando os itens médicos que precisaria para a cirurgia.

Como Noskire parecia possuir diversas fraturas pelo corpo, a melhor coisa no momento seria imobilizar seus movimentos e assegurar que sua cabeça permaneceria imóvel, para evitar complicações futuras, Julian agiria de imediato, não esperando palavra alguma de seu paciente ou do outro médico presente, cada segundo contava, e como um bom médico, esse tempo seria usado para salvar o marinheiro.
- Começarei o procedimento. - Alertaria o samurai assim que estivesse com todo o equipamento em mãos, criando talas para imobilizar todas as áreas fraturadas.

Caso o médico ainda estivesse ocupado com a cirurgia de seu aliado, ele estaria tão concentrado que nem mesmo notaria a presença de seu superior, apenas dando-se conta disso ao ouvir as palavras saírem de sua boca.
- Eu nem tinha notado o senhor. Perdão. - Diria D’Capri, apenas quando houvesse finalizado seu trabalho. - O senhor tem alguma ideia do que seja capitão? Temos o pastor de aranhas não? Ele deve saber de algo.

Julian não teria muito o que dizer ou acrescentar nos planos de seu capitão, nem mesmo conseguia ter ideia do que estaria acontecendo, apenas imaginando que as aranhas seriam um problema maior, dando mais ainda nos nervos.
- Eu não sei muito sobre essa ilha ou o mundo, não sei de nada na verdade, mas imagino que o senhor tomará a decisão mais sábia e coerente. - O garoto olharia para seu paciente e se caso este estivesse estabilizado o loiro começaria a andar na direção da porta, para sair e olhar a situação de todos os outros pacientes. - Descanse um pouco capitão, eu irei olhar os outros. - Diria antes de sair.

Caso todos os pacientes estivessem sendo tratados bem, e não precisassem da ajuda do sargento, o garoto voltaria até o quarto de Noskire (imaginando que lá haveria algum lugar para sentar), ou iria até uma cadeira (ou canto) próxima e lá sentaria, para descansar um pouco, sua preguiça pedia um momento de manifestação. Ali ele ficaria por alguns minutos, absorto em pensamentos e imaginações enquanto mordia seu palito, tentando pensar, sem sucesso, no que haveria de acontecer adiante, se alguém o chamasse ele atenderia prontamente ao chamado, bufando um pouco enquanto levantaria, mas sem grandes ressentimentos.

Se por um acaso algum membro de sua unidade o encontrasse e fosse fazer companhia para o mesmo, ele não negaria.
- Oh, olá. - Diria ao ver seu companheiro. - Todos bem? - Ele indagaria de forma geral, querendo saber tanto da situação da pessoa ao seu lado, quanto ao do resto dos soldados, dando um curto sorriso de canto caso a resposta fosse positiva, ou mantendo a cara séria, caso fosse negativa. - Vai tudo melhorar... Espero. - Diria esperançoso enquanto encostaria sua cabeça na parede (ou corpo, caso estivesse em pé).


Histórico:
 

Ferimentos:
 

Objetivos:
 

Pistas:
 

OFF:
 



Créditos: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] e [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Revescream
Narrador
Narrador
Revescream

Créditos : 10
Warn :  As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 09/10/2019
Idade : 16
Localização : Desconhecida

 As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: As mil espadas - As mil aranhas    As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 EmptyQui 17 Set 2020, 21:14


Narração
Horário: Tarde
Clima: Primavera
Localização: Estalagem/Vilarejo - Ilha Aracne

Julian D'Capri & Noelle Eisenhower



[ Estalagem --- Noelle Eisenhower ]

A introdução repentina da sargenta e sua rápida aquisição para a cirurgia deixaram o trio de médicos apreensivos por um momento, entretanto, como também profissionais da medicina, além de meros soldados na hierarquia militar, deixavam a loira continuar suas ações sem questionar e ajudavam-na quando era necessário algum auxílio. Suas habilidades na área médica eram certamente superiores se comparada aos que apenas possuíam os conhecimentos básicos de primeiros socorros, talvez fosse por essa e demais qualidades que Marcus Feurbach depositava suas esperanças em Noelle.

Contudo, mesmo assim não era suficiente, parecia que estava faltando algo para salvar a vida daquele corajoso soldado. - Nó-Nó-Nós estamos o per-perdendo! - Exclamava o médico gago para seus colegas ao lado, observando-os um pouco mais nervosos e acelerarem ainda mais os seus respectivos afazeres. - Nesse ritmo ele continuará a perder muito sangue... receio que não poderemos fazer nada a respeito. - Marcus que estava próximo, tentando ajudar Noelle o máximo que podia, desabava mais uma vez em lágrimas. O sentimento de impotência, desespero, e temor abalavam aquele marinheiro, como um familiar próximo da vítima, ouvir aquelas palavras dos próprios médicos que tentavam salvar o seu irmão era muito doloroso, e até antiquado da parte dos profissionais.

- Irmão! Por favor... seja forte... - Ele murmurava entre os pequenos gemidos e soluços de tristeza, aproximando-se do corpo semi-falecido do irmão mais novo e agarrando sua mão com delicadeza. - Você... lembra o motivo de eu, você e nossos irmãos virarmos marinheiros? - Encarando seu irmão, Marcus não conseguia impedir que suas lágrimas continuassem a descer pelo seu rosto e caíssem sobre a mão gélida de Thomas. - Lembra quando o papai contava suas histórias do trabalho na marinha? Quando a mamãe colocava a janta na mesa com aquele sorriso no rosto? - Ele apertava ainda mais a destra, aguardando que Thomas tivesse alguma reação para com aquilo. - Por favor, acorde irmão, nós precisamos de você! Nós prometemos que iriamos ser grandes marinheiros, para honrar nosso pai e arranjar dinheiro para nossa mãe... Aguente firme! - O aparelho clínico próximo a Noelle indicava um declínio na saúde de Thomas, restaria poucos minutos para que algum milagre acontecesse senão seria mais um número na lista de óbitos...

[ Estalagem --- Julian D'Capri ]

Em outro quarto próximo aonde Noelle se encontrava, Jullian examinava a situação de Noskire e logo prosseguia com os métodos necessários para aquela situação. Embora houvesse um grande abismo de complexidade entre os casos dos sargentos, Jullian era quem demonstrava ser o mais experiente em seu trabalho secundário, visto que durava apenas cinco minutos para que o loiro descobrisse por conta própria que se tratava apenas de fraturações simples, porém múltiplas em ambas as pernas do paciente, e assim finalizar engessando os membros inferiores com pouca dificuldade.

Quando voltava seu foco para as pessoas ao redor, percebia que Noskire estava dormindo, provavelmente exausto após tudo que enfrentara, o soldado Alan suspirava aliviado com o resultado satisfatório, o outro médico encarava Jullian admirado pelo tempo de reação e eficiência do mesmo, e Rurear somente consentia para o sargento com a cabeça, apesar desse segundo não ouvir nenhuma das falas do capitão até então.

- Eu interroguei aquele velho suspeito, ele é bem estranho de fato, no entanto, consegui obter algumas informações dele... Contudo, mesmo cooperando conosco, isso não muda o que ele fez... - Sua expressão mudava conforme prosseguia explicando para seus subordinados, deixando que um semblante amargo e doloroso tomasse conta de sua face. - Foram sete mortes e diversos feridos, o esquadrão da Sargenta Asuna... foi dizimado pelas malditas pestes. E a própria Asuna está em coma nesse momento, os médicos já estão tratando dela, seu estado físico irá melhorar com o tempo, mas seu psicológico será a maior sequela quando acordar... Eu sinto muito, sargento D'Capri. - Ele dizia colocando sua destra sobre um dos ombros do espadachim, buscando consolar o sargento com aquela notícia, mesmo que fosse pouco.

- Bem, aquele velho não nos tratará mais problemas ou sofrimento. - Dizia virando-se para o restante dos marinheiros que estavam no recinto. - Ele já está devidamente preso em sua cela, dentro de uma prisão local, comuniquei os regentes do ocorrido e eles estranhamente ficaram contentes com a notícia... mas isso é apenas um detalhe incomum. - Um tom mais leve era reutilizado pelo capitão, entretanto, ele se virava novamente para o sargento ao seu lado com um semblante mais sério. - Sargento D'Capri, após terminar seus serviços aqui, quero você e a sargenta Noelle no meu escritório durante o período noturno, preciso conversar com vocês... - Terminava suas ressalvas enquanto saia do quarto com uma expressão pragmática no rosto, deixando todos os presentes a cargo de seus deveres.

- Com toda licença, agora que a situação do paciente foi estabilizada, irei continuar averiguando os outros feridos. - O segundo médico caminhava em direção à porta do quarto, observando que Alan ficaria mais tempo ao lado do sargento debilitado, e parava no limite da mesma enquanto se virava para o sargento de cabelos loiros. - Virá comigo, sargento? - Indagava aguardando uma resposta de Jullian, que a depender de suas motivações, poderia aprender alguma coisa naquele ambiente de trabalho.


Histórico:
 

Legenda:
 

OFF:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Noelle
Soldado
Soldado
Noelle

Créditos : 40
Warn :  As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 02/12/2012

 As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: As mil espadas - As mil aranhas    As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 EmptySeg 21 Set 2020, 10:43



As mil espadas - As mil aranhas

Noelle Eisenhower
Mesmo com todo o esforço empregado em tentar salvar meu companheiro, parecia que tudo tinha sido em vão. Sua morte estava sendo questão de tempo ao ser indicada nos aparelhos clínicos, o que me deixou com um semblante de frustação por ser incapaz até aquele ponto de fazer algo além do que sou capaz. Lembro que quando sai dos mares azuis foi para tentar fazer a diferença, salvando vidas seja com minhas habilidades médicas ou com os disparos de minhas armas de fogo. Mas não conseguia no momento evitar toda angustia que vinha sentindo, aquele aperto forte no peito de estar deixando algo escapar entre os dedos...

Não pode ser... Tudo que passei para chegar nesse momento e não conseguir nem reunir dois irmãos novamente? — Murmurei angustiada vendo toda aquela cena. Ainda assim prossigo em meus esforços para tentar salvar o paciente, como por exemplo se ele tiver uma parada cardíaca realizar uma massagem em seu peito. Parecia apenas questão de tempo e o inevitável estava chegando, meu único objetivo? conseguir trazer de volta esse companheiro da justiça que estava nos deixando, mas o tempo estava sendo meu maior inimigo no momento atual.

Continue lutando, não desista tão fácil! Se consegue me ouvir, se consegue ouvir seu irmão, volte para nós! — Gritei aos prantos sobre seu corpo ao tentar insistentemente em salva-lo. Não havia muito o que ser feito mais do que isso, e somente um milagre poderia realmente tirar o paciente e também meu desespero daquela situação. Era uma das primeiras vezes em que alguém mais ou menos próximo a mim precisava tanto de minha ajuda para continuar nesse mundo, mas talvez eu não estivesse preparada para que algo assim fosse ocorrer tão cedo... Não estava...

Viva! Por favor! — Clamava vendo que o irmão dele também não havia desistido. E ouvir sobre a mãe deles apenas me deixava com mais remorso do que eu já vinha tendo. Seria eu a culpada por destruir uma família? mesmo que não fosse minha culpa dele estar naquele estado deplorável, ainda sim seria minha por não conseguir revive-lo. Então tudo que poderia fazer no final é segurar sua mão, uma delas, pois imagino que a outra seu irmão irá faze-lo e assim esperar até o final por algum resultado milagroso...

Noelle Eisenhower


Créditos: Julian D'Capri & Noskire



Objetivos e Informações:
 



Meu Histórico escreveu:

Nome: Noelle Eisenhower
Localização: Ilha Aracne - Grand Line
Post: 04
Ferimentos:
Perdas:
Ganhos:
NPC/PLAYER:

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
O Painel a esquerda no fórum irá te ajudar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
jonyorlando
Sargento
Sargento
jonyorlando

Créditos : 11
Warn :  As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 15/04/2016
Idade : 20
Localização : Grand Line - 2º rota - Ilha Aracne

 As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: As mil espadas - As mil aranhas    As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 EmptySab 26 Set 2020, 16:46




A dupla! Reunião emergencial!
Julian D’Capri

Ao terminar todos os procedimentos que deveria, o sargento estaria relaxando seus músculos, tensos pela situação que tivera de lidar, mesmo que por pouco tempo, por sorte ao finalizar tudo Noskire parecia estar bem e agora dormindo tranquilo, era uma bela cena após tanta turbulência, seu companheiro estava bem e o clima pesado do ambiente havia se esvaído, pelo menos naquele instante, até o capitão trazer com suas palavras alguns relatos os quais faziam o ar pesar.

O garoto entendia todas as palavras que eram ditas por Rurear, mas crer nelas era algo totalmente diferente, ele não queria, sabia como era perder companheiros e como doía saber que nenhum deles continuariam suas jornadas ou aproveitariam suas vidas, de certo ele sabia o que deveria se passar pela cabeça de sua amiga, mas também sabia que ela fez o que pode quando D’Capri passou por situações parecidas e assim como Asuna, Julian faria o mesmo, afinal de contas ela era sua amiga.
- Entendo. - Responderia o jovem apático, mas em um tom magoado e mordendo seu palito de dentes um pouco mais forte. - Agradeço pelos sentimentos senhor, mas ela ficará bem, quando ela acordar eu a consolarei. - Responderia o loiro, confiante de que ele e sua amiga passariam por isso juntos.

O capitão em seguida continuou com suas palavras, amenizando um pouco do clima, mas não o purificando totalmente, visto que novamente a seriedade vinha a tona assim que Rurear pedia a atenção do sargento, que correspondia com seu olhar e um curto aceno de cabeça.
- Certo, a levarei junto comigo assim que ela estiver disponível. - Em seguida o outro médico no recinto se manifestava, determinando seus próximos passos. - Irei sim, preciso averiguar a situação de todos os pacientes. - E ao olhar novamente para o capitão, D’Capri realizaria uma curta reverência. - Com sua licença capitão Rurear. - E então se retiraria do local seguindo o outro médico. - Só algo pertinente a perguntar... - Ele diria antes de sair, completando em seguida. - Onde exatamente é seu escritório? No Navio?

Julian faria como disse, verificaria o atual estado de todos os pacientes, mas em sua cabeça havia algo que precisaria aprender, e naquele momento, acompanhado por outro profissional da área, ele poderia aprender algo novo e se tornar um médico ainda melhor, por isso, divagaria consigo.
“Desde que eu cheguei nessa ilha percebi que toxicologia é uma parte essencial da medicina, as aranhas daqui, inimigos e outras criaturas peçonhentas podem estar a espreita pela jornada… E eu deveria estar pronto.”

Assim que tivesse a oportunidade de conversar ou falar com o médico que acompanhava, ele o faria.
- Perdão senhor, mas depois que vivenciei essa experiência na ilha Aracne, vi que não possuo preparo algum contra venenos, um de meus companheiros quase morreu por isso e eu apenas pude olhar, gostaria de saber se o senhor pode me ajudar a aprender sobre toxicologia? - O loiro questionaria. - Sei que talvez tenha algo melhor para fazer e eu posso estar incomodando ao pedir isso, mas talvez eu não tenha oportunidade melhor. Não ficarei chateado se recusar.

O médico agora estaria a mercê da vontade daquele que podia ou não lhe ensinar, porém mesmo que o homem se recusasse tudo resultaria em algo, apenas em um caminho, o passar do tempo, caso o loiro estivesse sem nada para fazer, gastaria todo seu tempo encarando o quarto onde estaria sua amiga Asuna, esperando algum sinal, provavelmente mordendo o palito em sua boca, perdendo seu tempo.

D’Capri ficaria pelo corredor assim que estivesse livre, deveria esperar Noelle sair da cirurgia e torcia para que tudo corresse bem durante esta, mesmo sabendo que a atiradora era uma grande médica, há momentos críticos que onde o nervosismo grita mais alto que qualquer voz da razão. De qualquer forma o espadachim tinha o dever de levar a loira junto a si para encontrarem-se com o capitão em seu escritório.

Quando ela saísse do lugar de onde deveria estar o jovem se levantaria e iria até a mesma.
- Como foi? Tudo bem? - Indagaria, perguntando sobre a cirurgia, aguardando a resposta, independente de o quão grande fosse. - Que bom então. - Diria se houvesse tudo corrido bem. - Bom, pelo menos você fez seu máximo. - Diria se algo houvesse dado errado. - O capitão pediu para irmos até o escritório dele pela noite, quer conversar conosco sobre algo. - Se Noelle questiona-se o assunto a ser tratado o loiro apenas daria de ombros. - Ele não me disse nada, mas teorizo que seja sobre os acontecimentos que vem ocorrendo ultimamente, ele duvida que as coisas estejam normais por aqui.

E assim que a “conversa” terminasse, Julian guiaria/acompanharia/prosseguiria com a loira até o escritório do capitão, mesmo que ele suspeitasse de que ela já soubesse que caminho deveria tomar, caso o lugar fosse no navio da marinha, o melhor a se fazer seria ir com os peixes voadores.
- É melhor irmos com os peixes voadores, é o meio mais rápido. - Comentaria o sargento com sua parceira.

Porém como o samurai não sabia pilotar nenhum ele iria até seu esquadrão, onde suspeitava que todos estavam (pela estalagem), ou então os procuraria pelo lado de fora, lá haviam duas pessoas que poderiam o ajudar.
- Soldado Majolu e Noami, gostaria de pedir um favor a ambos, venham comigo. - Falaria enquanto continuaria a caminhada. - Preciso que nos levem até o navio da marinha, temos que nos encontrar com o capitão Rurear, eu não sei pilotar e suspeito que a senhorita Noelle também não. - Ele diria olhando pra ela, esperando uma confirmação acerca de sua frase. - Seria pedir demais para que nos levem até lá?

Agora esperando uma resposta positiva de seus companheiros o espadachim continuaria a andar até o local onde ele e seu esquadrão teriam escondido os peixes, para os usar, ele deixaria que Noelle escolhesse com que iria, ou alguém o chamar para ir como carona, de qualquer forma o objetivo era um só, ir ao encontro do capitão.


Histórico:
 

Ferimentos:
 

Objetivos:
 

Pistas:
 



Créditos: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] e [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Aventuras:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Revescream
Narrador
Narrador
Revescream

Créditos : 10
Warn :  As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 09/10/2019
Idade : 16
Localização : Desconhecida

 As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: As mil espadas - As mil aranhas    As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 EmptySeg 28 Set 2020, 23:24


Narração
Horário: Tarde
Clima: Primavera
Localização: Estalagem/Vilarejo - Ilha Aracne

Julian D'Capri & Noelle Eisenhower



[ Estalagem --- Julian D'Capri ]

- Sim, encontra-se no corredor central no interior do navio, cuidado para não passarem do horário. - Kuzuro respondia deixando o local, seguido por Julian e o outro médico que caminhavam em direção ao próximo trabalho, deixando o soldado Alan sozinho naquele quarto com seu companheiro adormecido...

Os corredores da estalagem permaneciam agitados pelo fluxo constante, marinheiros para um lado, médicos para outro, porém mesmo com a aparente desorganização, os profissionais continuavam a exercer seus respectivos trabalhos de maneira rápida e competente. O sargento, também médico, acompanhava o outro marinheiro reflexivo em seus pensamentos, analisando suas habilidades no ramo medicinal, até que chegava numa conclusão ao mesmo tempo em que adentravam em outro quarto com um soldado ferido.

Enxergando uma oportunidade para expandir seus conhecimentos, Julian fazia seu pedido ao médico que ficava surpreso por um instante, mas que logo correspondia com um sorriso colgate, a marca número em recomendação dos dentistas. - Claro, irei lhe ensinando enquanto operamos esse paciente, que, aliás, também está envenenado, será um bom exemplo para colocar em prática. - Ele pegava seus instrumentos enquanto falava, gesticulando em seguida para que o sargento se aproximasse. - Preste bastante atenção as minhas palavras... - O médico iniciava sua explicação teórica sobre venefício, além de demonstrar na prática e auxiliar o loiro enquanto realizavam o procedimento adequado com o paciente, fazendo com que horas se passassem até que Julian D'Capri compreendesse a perícia da Toxicologia.

[ Estalagem --- Noelle Eisenhower ]

O desespero era um sentimento compartilhado por todos, soldados e sargentos, sem exceção. Dentro daquele quarto, onde clima parecia ficar mais pesado à medida que o tempo avançava, Noelle continuava a insistir nos métodos que havia aprendido durante sua adolescência com sua avó, porém a única resposta que recebia do irmão sob seus cuidados era o mais absoluto nada. Os sentimentos de Marcus pareciam refletir sobre os outros presentes, atingido o trio de médicos que encarava aquela cena com pesar em seus olhos, enquanto Noelle nem ao menos conseguia se conter deixando que algumas de suas lágrimas escorressem de sua face e caíssem inconscientemente sobre o corpo quase sem vida...

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

De repente, no mesmo instante em que as gotas chegavam ao seu destino, uma fonte de luz começava a emanar do corpo de Thomas, chamando atenção dos marinheiros que estavam próximos. Eles admiravam o verdadeiro milagre acontecendo, todas as feridas, fraturas, lesões e hemorragias visíveis eram restauradas a normalidade quase que instantaneamente. Os aparelhos, que antes indicavam um triste destino, mostravam um crescimento rápido dos sinais vitais, e o que parecia impossível se tornava possível diante de seus olhos... Thomas recobrava a consciência.

- O... O Qu-Que está acontecendo..? - Lentamente ele sentava-se sobre a cama, demonstrando um pouco de tontura, mas não parecendo alguém que estava próximo da morte há poucos segundos atrás. - IRMÃO! VOCÊ ESTÁ VIVO! -  Marcus pulava de onde estava para abraçar seu irmão, agarrando-o sem raciocinar das consequências que poderia ter, o sentimento era grande demais para segurar. - Sargenta, foi a senhora que conseguiu? Como o fez?! - Um dos médicos indagava Noelle, esta que podia notar que suas lágrimas possuíam um brilho especial, ou talvez uma mera impressão, sendo mais um fenômeno misterioso para ser investigado. Restaria a loira acalmar os ânimos daquele feito, e reavaliar a condição de Thomas para garantir sua integridade geral, procedimento esse que levaria tempo para ser concluído.

[ Estalagem --- Julian D'Capri & Noelle Eisenhower ]

Caso ambos saíssem de seus quartos, após terminarem seus afazeres, os dois sargentos poderiam se encontrar no corredor que interligava todos os quartos da estalagem, podendo assim conversar e decidirem seus próximos passos.


Histórico:
 

Legenda:
 

OFF:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Noelle
Soldado
Soldado
Noelle

Créditos : 40
Warn :  As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 02/12/2012

 As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: As mil espadas - As mil aranhas    As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 EmptySab 03 Out 2020, 17:04



As mil espadas - As mil aranhas

Noelle Eisenhower
Parecia que não havia mais nada que eu pudesse fazer se não chorar perante minha falha, mas o inesperado ocorreu e assim que minhas tristes lágrimas caíram sobre o corpo do paciente um milagre de fato ocorreu.

Uh? O que está acontecendo? — Indagava perplexa ao ver o brilho que foi gerado no corpo do Thomas. Com um passo feito para trás não entendia o que vinha ocorrendo, mas seja o que for parecia estar curando ele, e foi exatamente o que ocorreu para a minha surpresa e de todos no local. — Ele foi curado! — Limpava as lágrimas dos olhos com os dedos e as observava com os olhos de maneira curiosa.

De surpresa me atentei ao que me perguntavam como tal feito foi realizado, então apenas mostrei minhas mãos molhadas com um sorriso no rosto e respondi. — Não tenho certeza… Mas acho que esse é o poder da minha fruta! — Depois de tais palavras coloquei as mãos juntas próximas a boca tentando esconder minha alegria e ao mesmo tempo mostrar o quão aliviada estava com tal milagre.

Calma, ainda preciso verificar o estado clínico dele. — Alertei ao tomar uma compostura seria com as mãos na cintura, depois fiz exatamente o que havia dito para ter certeza que estava realmente tudo bem com o marinheiro, inclusive se necessário passar mais algumas de minhas lágrimas milagreiras no corpo de Thomas, mas dessa vez seriam lágrimas de plena alegria. Mas se descobrisse que não funciona uma segunda vez, decido tentar usar em outro paciente ou em mim mesma para tentar entender um pouco de seu funcionamento...

Finalizado os procedimentos e finalmente podendo sair do local, decido me encaminhar para ver o que o capitão estaria precisando e é claro dar as boas novas sobre meus poderes de cura. Ao encontrar convenientemente o senhor D’capri no corredor uma conversa então teve início, com ele me perguntando como fui. — Bem até demais! E me parece que você salvou o jovem Noskire, espero que ele fique bem para continuarmos nossa jornada juntos como um trio hihi. — Disse bastante confiante. — O capitão precisa de nós? Tenho que falar com ele também! — Prossegui conversando.

Tão tarde para uma reunião, mas dessa vez ele vai ter que me elogiar, fica só olhando! — Em tom alto falei enquanto caminhávamos até o local indicado. Por sinal não faço a mínima ideia de onde poderia ser, então estou esperançosa que o sargento loiro possa nos guiar corretamente até lá e ainda fico na torcida para que não precisamos andar em um dos peixes voadores que tanto me deixam aflita.

Caso realmente tivesse que montar outra vez no peixe logo alerto o piloto — Se me derrubar vou socar você até ficar curado! — Resmungo em tom de brincadeira e com uma risada pois agora sei que sou capaz de realizar curas com minhas lagrimas e também não vejo a hora de mostrar ao capitão e ao senhor D'capri como agora sou poderosa!
 
Noelle Eisenhower


Créditos: Julian D'Capri & Noskire



Objetivos e Informações:
 



Meu Histórico escreveu:

Nome: Noelle Eisenhower
Localização: Ilha Aracne - Grand Line
Post: 05
Ferimentos:
Perdas:
Ganhos:
NPC/PLAYER:

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
O Painel a esquerda no fórum irá te ajudar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
jonyorlando
Sargento
Sargento
jonyorlando

Créditos : 11
Warn :  As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 15/04/2016
Idade : 20
Localização : Grand Line - 2º rota - Ilha Aracne

 As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: As mil espadas - As mil aranhas    As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 EmptySeg 05 Out 2020, 09:17




Regresso! A última maresia!
Julian D’Capri

Depois de ter gastado o tempo suficiente, e necessário, para aprender sobre toxicologia o loiro acabou ficando livre e claramente sairia do quarto em que estava para cumprir com seus afazeres, agradecendo a seu tutor com uma curta reverência.
- Muito obrigado por compartilhar seus ensinamentos senhor, estou grato pela ajuda e espero honrar o meu posto como médico. - Após suas poucas palavras o garoto passaria pela porta e iria para o corredor.

Por sorte o samurai acabou tendo que esperar pouco tempo do lado de fora, muito menos do que ele esperava, uma vez que Noelle acabava a cirurgia de Thomas logo em seguida, deveriam ter sido árduas horas de tensão, a cirurgia era muito complexa e o médico sabia que muitas complicações poderiam surgir, mas da forma que Noelle relatava e o tom de sua voz deixavam-o mais tranquilo.
- Ah sim, ele se colocou em perigo de novo, mas correu tudo certo. - Comentava o jovem, ouvindo sua fala a respeito do trio. - Sim, estou torcendo para que ele melhore logo. - Sorria levemente com sua fala, lembrando da união do trio.

D’Capri guiaria/acompanharia/prosseguiria com a loira até o escritório do capitão, mesmo que ele suspeitasse de que ela já soubesse que caminho deveria tomar, mas como a missão de levar sua companheira foi incumbida a ele, teria de ser feita pelo mesmo.
- Sim, eu ficarei de olho senhorita Noelle. - Sorria de canto o samurai enquanto mantinha o passo.

De fato era tarde para uma reunião, mesmo assim o jovem tinha poucas ideias em sua cabeça de qual seria o assunto em pauta, porém não cabia a ele discutir naquele momento, provavelmente o capitão queria tratar de algum assunto mais sigiloso e escolheu esse horário pois cabia bem com o cronograma e a movimentação dentro do “navio QG”. Como o escritório do superior era no navio o melhor a se fazer seria ir com os peixes voadores, para poupar tempo, energia e vidas (Caminhar numa floresta, de noite, numa ilha lotada de aranhas que matam qualquer coisa não parecia uma opção agradável).
- É melhor irmos com os peixes voadores, é o meio mais rápido. - Comentaria o sargento com sua parceira.

Porém como o samurai não sabia pilotar nenhum ele iria até seu esquadrão, onde suspeitava que todos estavam (pela estalagem), ou então os procuraria pelo lado de fora, lá haviam duas pessoas que poderiam o ajudar.
- Soldado Majolu e Noami, gostaria de pedir um favor a ambos, venham comigo. - Falaria enquanto continuaria a caminhada. - Preciso que nos levem até o navio da marinha, temos que nos encontrar com o capitão Rurear, eu não sei pilotar e suspeito que a senhorita Noelle também não. - Ele diria olhando pra ela, esperando uma confirmação acerca de sua frase. - Seria pedir demais para que nos levem até lá?

Agora esperando uma resposta positiva de seus companheiros o espadachim continuaria a andar até o local onde ele e seu esquadrão teriam escondido os peixes (e também iria para lá em caso de não ter encontrado ninguém em lugar nenhum, ao menos esperava que poderia achar seu esquadrão por lá), para os usar, ele deixaria que Noelle escolhesse com quem iria, ou alguém o chamar para ir como carona, de qualquer forma o objetivo era um só, ir ao encontro do capitão.

Chegando no navio o sargento olharia para seus dois companheiros de esquadrão e com um sorriso de canto os agradeceria.
- Muito obrigado pela carona e desculpem pelo incômodo da noite, voltarei para conversar com vocês mais tarde. - Diria o marinheiro, despedindo-se e adentrando o navio, ainda guiando sua companheira até o escritório do capitão Rurear, seguindo pelo corredor central, como o próprio teria indicado, o samurai esperava não estar fora do horário, mas seguiria confiante, batendo na porta do escritório (com seu toque de sete baques ritmados característico) antes de entrar e se apresentar. - Sargentos Julian e Noelle se apresentando, perdão pela demora capitão Rurear.

Já do lado de dentro D’Capri aguardaria a fala de seu superior, prestando atenção em suas palavras e um tanto quanto curioso para as ouvir, ainda mais para saber de algo da boca da própria Noelle, que parecia ter algum segredo ou algo importante em seu relatório, além de querer saber se ela tinha sido aprovada na tal prova dela para ser tenente, como a própria havia comentado outrora. De toda forma haviam tantas coisas ocupando a mente do jovem, seu corpo estaria tão cansado quanto seu mental, que assim que fosse possível ele sentaria numa cadeira próxima, nem mesmo se importando se sua parceira iria ocupar o lugar ou não.


Histórico:
 

Ferimentos:
 

Objetivos:
 

Pistas:
 



Créditos: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] e [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Aventuras:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Revescream
Narrador
Narrador
Revescream

Créditos : 10
Warn :  As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 09/10/2019
Idade : 16
Localização : Desconhecida

 As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: As mil espadas - As mil aranhas    As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 EmptySex 09 Out 2020, 17:00


Narração
Horário: Tarde
Clima: Primavera
Localização: Estalagem/Vilarejo - Ilha Aracne

Julian D'Capri & Noelle Eisenhower



[ Estalagem --- Julian D'Capri & Noelle Eisenhower ]

Felicidade transparecia nos semblantes dos jovens sargentos, mesmo com os eventos trágicos que ocorriam um após o outro, eles conseguiam reunir um pouco esperança para seguirem em frente, ainda que mais dificuldades pudessem surgir e que a responsabilidade de seus afazeres lhe cobrassem alto. Jullian e Noelle trocavam algumas palavras antes de prosseguirem ao seu próximo destino, deixando que uma pequena ponta de alívio tomasse conta pelo sucesso de suas missões, agora juntos para o local de encontro com o capitão Kuzuro.

Enquanto seguiam a caminho do navio, ainda dentro da estalagem, Jullian se encontrava com alguns de seus subordinados próximos a saída do recinto. A taverna não estava mais tão movimentada como mais cedo, porém uma quantidade modesta de pessoas, majoritariamente soldados da marinha, continuava a existir por ali. E entre esses D'Capri esbarrava justamente com aqueles que desejava solicitar auxilio, sendo os dois soldados com quem mais havia interagido durante aquele dia. - Certo! Sem problemas, senhor! - Majolu sorria durante suas falas para com o sargento, Noami somente acenava com a cabeça em resposta, encarando novamente a Eisenhower pelo canto dos olhos, mas sem demonstrar qualquer reação. O quarteto então partia em direção a saída do local mais uma vez...

[ Ilha Aracne ]

Diferente de como Jullian imaginava, ao saírem da Estalagem, os marinheiros ainda enxergavam a luminosidade dos raios ultravioleta derivados do Sol, entretanto, em sua escala mais inferior, colorindo os horizontes de alaranjando durante aquele período vespertino. - Também preciso voltar para o navio, Sam deve está faminto pelo tempo que estive fora. - Sam? Quem é esse? - Apenas o meu falcão de estimação. - Eles também continuavam seu dialogo durante a caminhada, não deixando que o silêncio ensurdecedor e que o clima tenso de anteriormente persistissem naquele momento. - Senhor, acredito que nossa missão já esteja concluída, assim peço permissão para descansar pelo restante da tarde. - A morena dirigia sua fala para o espadachim, sendo perceptível o seu aguardo por uma resposta positiva de D'Capri. - Não minto que também gostaria de um descanso, mas também acho que eles ainda vão precisar de reforços após essa questão dos feridos se estabilizar, então acho que uma pausa a mais já seria de grande ajuda! - Falava para ambos de maneira genuína, em contrapartida, até que seus olhos cruzavam a outra sargenta e somente depois ele percebia aquele detalhe que todos já deveriam ter percebido.

- Espera.. Senhorita Noelle, se não for incomodo, poderia me dizer o porquê de estar vestida desse jeito? - Majolu questionava a loira fantasiada de pirata ligeiramente desconfortado, não contendo o pequeno rubor que surgia em suas bochechas, enquanto que Noami apenas virava seu rosto de lado para que ninguém vesse a sútil expressão de maldade que estava em sua face. - Talvez a melhor pergunta fosse... Senhora, você esteve trabalhando com os feridos vestida dessa maneira? - A soldada falava de maneira despreocupada, como se não ligasse para tal situação, diferente de Majolu que agora esboçava uma expressão cômica devido a confusão formada em sua cabeça. Os sargentos poderiam reagir da maneira que achassem melhor naquela situação, visto que mais ninguém fora eles estava presente.

Chegando finalmente à praia, os marinheiros encontravam os peixes-voadores deixados pelo antigo esquadrão de Jullian, e após Noelle decidir quem seria seu piloto, eles seguiam para o mar aberto a caminho de seu eventual destino. - Sargento D'Capri! Eu não esqueci do que o senhor havia me solicitado, caso deseje poderei lhe instruir sobre pilotagem depois! - Majolu exclamaria para Jullian, independente de onde esse último estivesse, lembrando-o sobre o pedido feito no início daquele dia, chegando ao navio da marinha em pouquíssimo tempo.

[ Navio ]

Subindo a bordo da grande embarcação, Majolu deixaria o grupo indo em direção ao convés para repousar em uma das cadeiras que existiam no local, Noami também deixaria o grupo, mas não antes de ser surpreendida pelo surgimento de seu falcão que logo pousava em seu braço, indo em direção ao que parecia ser a extremidade lateral do navio, deixando os dois sargentos livres para seguirem seu caminho, embora eles ainda tivessem tempo restando para realizar alguma tarefa antes do horário previsto com Rurear.


Histórico:
 

Legenda:
 

OFF:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Noelle
Soldado
Soldado
Noelle

Créditos : 40
Warn :  As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 02/12/2012

 As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: As mil espadas - As mil aranhas    As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 EmptyTer 13 Out 2020, 12:37



As mil espadas - As mil aranhas

Noelle Eisenhower
Seguimos em direção de onde ficava o quartel improvisado do capitão sem problemas, mas parece que uma questão pertinente fazia questão de voltar a me assolar, esta que é sobre minhas vestimentas no que eu respondo prontamente. — E-eu já disse que era para uma missão! — Surpresa devido a pergunta respondi completamente corada achando que ninguém mais ia me importunar com tal questão... Depois de um rápido olhar para Naomi volto a falar. — Os marinheiros foram curados mais rápidos assim hmph! — E de cabeça erguida prossigo indo até onde o capitão deve estar.

Haviam em minha cabeça várias questões para serem resolvidas como o sequestro da criança e derrotar a rainha aranha, mas atualmente vou dar prioridade em resolver as que estão em meu alcance e que posso resolver com pouca ajuda, sendo a primeira delas sobre aprender como domar animais, pois desde que vi aquele pato fiquei com vontade de obter um aliado animal ao meu lado.

[Treino Pericia - Doma] Quando tivermos chegado vou procurar alguém que saiba do assunto e pedir para ele me ajudar nessa situação. — Quem puder me ensinar em como domar um bichinho poderia vir até aqui? Obrigada! — Faço o pedido esperando até que algum marinheiro apareça e assim começar meu aprendizado. Ficaria atenta a tudo que o(a) sujeito estivesse dizendo na teoria e depois colocaria em prática tudo que foi dito, seja observando como ele faz e até mesmo praticando sozinha enquanto esse treinador estivesse me observando. Passo a passo seriam feitos em meio aos erros e acertos para então obter meu conhecimento em ser uma boa Domadora e assim logo quem sabe obter meu animal companheiro.[Treino Fim]

Depois de provavelmente ficar exausta do treinamento, agradeço ao meu professor temporário e vou de imediato trocar de roupas para assim ir até o capitão. Se o senhor D’capri estivesse me esperando vou junto dele em dupla para falar com o capitão, escutando assim o que nosso superior tem a nos dizer. — Estamos aqui, senhor! — Digo já bem vestida e provavelmente ao lado de minha dupla loira. E depois que tudo for falado, decido lembrar o capitão que ainda falta algo para ele nos entregar. — Senhor Rurear... Sem querer fazer cobranças, mas talvez já estejamos prontos para mais uma promoção... — E engolia em seco preocupada em estar cobrando meu capitão sobre algo pessoal.

Noelle Eisenhower


Créditos: Julian D'Capri & Noskire



Objetivos e Informações:
 



Meu Histórico escreveu:

Nome: Noelle Eisenhower
Localização: Ilha Aracne - Grand Line
Post: 06
Ferimentos:
Perdas:
Ganhos:
NPC/PLAYER:

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
O Painel a esquerda no fórum irá te ajudar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
jonyorlando
Sargento
Sargento
jonyorlando

Créditos : 11
Warn :  As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 15/04/2016
Idade : 20
Localização : Grand Line - 2º rota - Ilha Aracne

 As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: As mil espadas - As mil aranhas    As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 EmptyTer 13 Out 2020, 17:15




A dupla retorna! Antes da reunião!
Julian D’Capri

Era agradável enfim estar na companhia de sua parceira Noelle, diferente de tudo que estava ocorrendo em suas missões ele agora podia sentir-se aliviado, talvez fosse seu humor, sua presença, ou até a situação mais tranquila em que se encontravam no momento, mas tudo que importava era que o clima tenso agora se dissipava e o loiro finalmente poderia relaxar um pouco mais.

Ao saírem da estalagem o samurai surpreendia-se, ainda havia luminosidade no céu, estava no fim da tarde, talvez por causa do grande tempo que passara aprendendo sobre venenos o tenha confundido, mas de qualquer forma horário nunca foi muito seu forte, visto que estava sempre atrasado ou adiantado, mas com certeza era muito melhor estar adiantado, ainda mais levando em consideração o evento que tinha marcado.

Durante a caminhada para pegar os peixes voadores vários assuntos foram colocados em pauta, mas logicamente o que chamou a atenção de D’Capri foi sua companheira e sua fala curiosa.
- Um falcão? - Questionava o sargento, um tanto quanto surpreso. - Isso com certeza é algo que não se vê todo dia, curioso. - Diria coçando a cabeça.

Logo Noami perguntava sobre o descanso e como um belo preguiçoso o loiro não poderia negar um descanso ao seu esquadrão.
- Nunca negaria um descanso, principalmente a você, depois de tudo que fez é o mínimo que posso oferecer como recompensa. - Responderia o superior, direcionando sua voz a ambos os companheiros. - Isso serve para o senhor também. - Direcionaria a voz a Majolu, logo em seguida falando com uma voz mais amena. - Tudo que estou pedindo desde agora é como um igual, um companheiro marinheiro, ambos têm direito de negar meus pedidos.

Depois disso o assunto para o qual o sargento levantaria a voz era o envolvendo sua parceira e suas vestes, o problema era que o jovem não via nada demais em suas roupas, mas achava divertida a interação entre as mulheres de personalidade forte.
- Eu não vejo nenhum problema com o traje da senhorita Noelle. - Responderia, com seu rosto apático. - Mas entendo a preocupação de Noami, esterilizar a roupa faz parte do preparo médico. - Diria convicto e vendo sua parceira continuar sua caminhada, sorrindo levemente. - Acho engraçado, sempre há alguém de personalidade forte por perto. - Ele falaria, ao mesmo tempo que lembrava de sua amiga e olhava para Noami. - Curioso. - Divagava e continuava a seguir caminho.

Assim que chegassem na praia, ou no navio, o loiro ouviria seu companheiro o chamar e relembrar da assistência que lhe devia, ao que o mesmo responderia.
- Está certo senhor Majolu, espero que possamos resolver isso logo, estou cansado de oferecer peso ao senhores, assim que estiver confortável podemos dar início ao aprendizado.

Uma vez no navio o jovem aguardaria até o horário para o encontro com o capitão, assim que escurecesse ele seguiria diretamente para o escritório de Rurear, mas até lá, ficaria de “bobeira” (provavelmente tirando uma soneca rápida em algum lugar pouco movimentado), isso se Majolu não estivesse disposto a treinar-lhe durante aquele tempo.
- Caso possa fazer isso agora, ainda tenho tempo até a reunião com o capitão. - Mencionaria.

Se uma resposta positiva fosse dada o loiro iria junto de seu companheiro, investir todo tempo que fosse necessário para o aprendizado de Pilotagem, tentando ouvir e realizar todas as ordens e conselhos dados por Majolu, seu instrutor naquele momento.

Mas se a resposta fosse negativa para o momento D’Capri compreenderia e aceitaria ser ensinado mais tarde.

Quando fosse finalizado o treino de Pilotagem, o sargento iria até seu instrutor e estenderia sua mão.
- Agora que estamos relaxando gostaria de propor uma ida até a taverna, para tomarmos uma bebida juntos, caso encontre Noami e os outros antes de mim fale isso para eles, quero nosso esquadrão reunido para podermos aproveitar esse momento. - O samurai diria com um pequeno sorriso de canto, mas entristecendo-se levemente em seguida, mais algo no tom de voz que fisicamente. - Nunca tive chances de sair para beber com nenhum companheiro, acho que deveria experimentar uma vez. - Completando em seguida. - Claro que podes negar a proposta, é apenas um convite, não uma ordem.

Caso o sargento encontrasse Noami, pelo meio do caminho de sua ida até o escritório do capitão, ele a abordaria.
- Noami, gostaria de a convidar para sair, estou chamando todos para ir até a taverna mais tarde, quero experimentar sair com meus companheiros pelo menos uma vez, estaria disponível?

Independente da resposta da mulher o loiro se contentaria, já que faria a mesma proposta a Noelle, antes de eles entrarem no escritório do capitão, e esperava que sua parceira aceitasse o acompanhar.
- Senhorita Noelle, está disponível para mais tarde? Gostaria de a convidar para ir a taverna comigo, para beber algo. Acho que os outros irão estar por lá, os convidei igualmente.

Mais uma vez independente da resposta Julian deveria se contentar com ela, e com seu rosto apático ninguém poderia dizer se ele estaria verdadeiramente triste ou feliz com suas repostas, de qualquer forma o foco atual era a reunião com o capitão, a qual a dupla de sargentos deveria estar presente ao anoitecer.


Histórico:
 

Ferimentos:
 

Objetivos:
 

Pistas:
 



Créditos: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] e [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Aventuras:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Revescream
Narrador
Narrador
Revescream

Créditos : 10
Warn :  As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 09/10/2019
Idade : 16
Localização : Desconhecida

 As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: As mil espadas - As mil aranhas    As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 EmptyDom 18 Out 2020, 19:44


Narração
Horário: Tarde
Clima: Primavera
Localização: Estalagem/Vilarejo - Ilha Aracne

Julian D'Capri & Noelle Eisenhower



[ Navio --- Noelle Eisenhower ]

Os próximos passos da sargenta eram curiosos, Noelle começava a clamar pelo auxílio de algum marinheiro que soubesse domar animais, desejando possuir esse talento para si própria. Entretanto, talvez pela sua ingenuidade, ela parecia esquecer que a grande maioria dos marinheiros havia ficado na ilha das aranhas, e os poucos que estavam próximos ou eram ocupados demais ou não detinham conhecimento sobre aquilo para lhe ensinar.

No entanto, as suplicas da marinheira ainda sim haviam sido escutadas, mas por um falcão de penas marrons que começava a bicar a cabeça da jovem loira sem piedade. - Pare agora, Sam! - Noami surgia novamente para Noelle logo em seguida, porém com um semblante carregado de raiva, assustando o falcão que rapidamente obedecia ao comando que lhe era dado. - Lamento por esse infortuno sargenta Noelle, Sam fica bastante irritado quando está com fome. - Falava, inclinando sua postura para frente em sinal de desculpas, levantando-se segundos depois para continuar sua fala. - Sim, eu também ouvi o seu pedido, mas estava ocupada pescando comida para o Sam... Porém, como forma de redimir pelo comportamento dele, irei lhe ensinar o básico em como domar um animal. - Terminava sua fala com uma expressão mais tranquila em sua face, e ao assobiar a ave de penas majestosas voava rapidamente para sua dona e pousava no braço da mesma.

Noelle poderia não gostar muito da soldada auxiliar de Jullian, mas como aquele talento para com os animais estava em sua lista de prioridades ela teria de se esforçar para tolerar a presença e alguns comentários da morena. Passando-se algumas poucas horas desde então, o suficiente para que Noelle adquirisse conhecimento prático e teórico para Domar animais selvagens...

[ Navio --- Julian D'Capri ]

De maneira similar, o sargento Jullian também buscou aproveitar daquele período de tempo para desenvolver melhor o seus conhecimentos práticos, entretanto, o espadachim adotava uma abordagem mais convencional com seu subordinado. - Certo então! Sente-se no banco do piloto para começarmos. - Majolu esboçava seu tradicional sorriso para o superior, dando lugar para que esse último tomasse para assim iniciarem aquele aprendizado.

Conforme o soldado ensinava seus conhecimentos de Pilotagem para o sargento mais o tempo parecia escapar da noção de ambos, novamente, fazendo com que horas passassem que nenhum dos lados percebesse e focassem somente no talento para a pilotagem. Quando terminavam sua experiência os céus já se tingiam com o tom escuro da noite, mas ainda restava alguns minutos para Jullian conversar com Majolu antes de partir em direção ao gabinete.

- Claro! Irei avisa-los assim que possível, aposto que todos iram adorar essa ideia! - Respondia a proposta que o sargento fazia entusiasmado, observando em seguida à saída do loiro acenando em despedida. - Boa noite sargento! - Falava, retirando-se da vista de Jullian indo para um dos quartos do navio...

[ Navio --- Julian D'Capri & Noelle Eisenhower ]

Após receber uma resposta positiva de Noami, Jullian encontrava-se com Noelle próxima a entrada do escritório do capitão, não demorando para que ambos entrassem juntos no recinto e fossem recebidos pelo novo cenário. Um pequeno cômodo onde as madeiras eram feitas de madeira branca, com alguns móveis de cores escuras e douradas preenchendo o espaço das extremidades laterais, deixando apenas um caminho em frente para a mesa do capitão livre de obstáculos. Atrás da mesa, estava ninguém além do próprio Rurear Kuzuro que acabava de terminar uma conversa via telefone e que nenhum dos sargentos havia conseguido ouvir por chegarem ao fim da mesma.

Ao notar a presença da dupla de loiros Rurear largava seu telefone sobre a mesa e dirigia sua atenção para eles. - Boa noite, Sargento Jullian, Sargenta Noelle, fico contente de vê-los aqui como solicitado. - Recepcionava seus marinheiros naturalmente, sem quaisquer reações expressivas que eles já estavam acostumados a enxergar no rosto daquele soldado, até que seu semblante mudava abruptamente para uma carranca amargurada. - Serei direito com vocês. - Iniciava, sem encarar nos olhos dos marinheiros a sua frente. - Primeiramente, eu declaro suas missões de hoje como um sucesso, tanto pela parte do sargento Jullian - onde acredito que todos os piratas já tiveram seu trágico fim, quanto pela da sargenta Noelle e sua investigação pela Ilha Aracne, além da missão de resgate e tratamento dos feridos que tivemos nesse final de tarde. - Prosseguia com sua explicação interrupta, agora olhando para seus subordinados.

- Porém, ainda existe problemas a serem resolvidas nessa ilha; como o resgate da irmã do sargento Husghes e a segunda investigação sobre a regência local. - Pausava, deixando que os marinheiros absorvessem aquela informação. - Unindo algumas informações que consegui durante o dia descobri um possível local onde os sequestradores da garota podem estar utilizando como esconderijo, embora seja apenas uma teoria, pretendo que façamos uma exploração nessa área aguardando um confronto com os criminosos e depois façamos uma investigação sigilosa para comprovar a veracidade dos relatos sobre a rainha dessa ilha. - Pausava, novamente, no entanto, Rurear suspirava antes de continuar suas próximas palavras.

- Contudo, poucos minutos atrás recebi uma ligação da capitã Kokai, ela que acabou sendo chamada e partindo para a outra ilha próxima, relatando que precisa de auxilio emergencial de marinheiros experientes em sua missão, e depois de mim, os únicos que estão aqui são vocês dois. - Enfim terminava sua explicação, recompondo sua postura sobre a mesa, observando uma possível reação dos sargentos diante aquelas falas. - Não irei ordena-los nessa situação, deixo a cargo de vocês a escolha de seguir com a missão em Aracne ou na próxima ilha com a capitã Kokai. - Rurear aguardava uma resposta dos mesmo, mas não antes de mandar um rápido olhar cortante para Noelle pela seu pedido em promove-los. -Deixe eu visualizar seus históricos novamente, e já digo minha resposta para sua promoção. - Respondia, abrindo espaço para que os dois sargentos pudessem falar a partir dali.


Histórico:
 

Legenda:
 

OFF:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




 As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: As mil espadas - As mil aranhas    As mil espadas - As mil aranhas - Página 5 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
As mil espadas - As mil aranhas
Voltar ao Topo 
Página 5 de 6Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Grand Line - Paradise (Paradaisu) :: Ilha Aracne-
Ir para: