One Piece RPG
Escuridão total sem estrelas - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» A justiça não é cega!
Escuridão total sem estrelas - Página 2 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 19:43

» Capítulo I: Meu nome é Cory Atom! Filho de Kouha Atom
Escuridão total sem estrelas - Página 2 Emptypor Kiomaro Roshiro Hoje à(s) 18:06

» There's no good man in the west
Escuridão total sem estrelas - Página 2 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 17:45

» The Victory Promise
Escuridão total sem estrelas - Página 2 Emptypor Apoo Hoje à(s) 16:58

» On The Top Of The World
Escuridão total sem estrelas - Página 2 Emptypor GM.Kekzy Hoje à(s) 15:59

» Red Albarn e o Alvorecer de um Herói
Escuridão total sem estrelas - Página 2 Emptypor GM.Doodles Hoje à(s) 15:22

» [Mini-Handa] Uma beleza preguiçosa
Escuridão total sem estrelas - Página 2 Emptypor Handa Hoje à(s) 05:11

» Al mare!
Escuridão total sem estrelas - Página 2 Emptypor Fanalis B. Ria Hoje à(s) 05:00

» Vermelho
Escuridão total sem estrelas - Página 2 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 04:15

» Ficha - Dylan Jones
Escuridão total sem estrelas - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 02:31

» Dylan Jones
Escuridão total sem estrelas - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 02:30

» [MINI - Gon Vinteluas] *SENHORAS E SENHORES!*
Escuridão total sem estrelas - Página 2 Emptypor Bijin Ontem à(s) 22:16

» [MINI-Yahikko] - A partir do zero!
Escuridão total sem estrelas - Página 2 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 20:32

» Una Regazza Chiamata Pericolo
Escuridão total sem estrelas - Página 2 Emptypor Vrowk Ontem à(s) 20:03

» Unidos por um propósito maior
Escuridão total sem estrelas - Página 2 Emptypor madrickjr Ontem à(s) 17:22

» [MEP] 01 | Eco
Escuridão total sem estrelas - Página 2 Emptypor DJ GBR Ontem à(s) 17:06

» [MINI - DJ GBR] 01 | Eco
Escuridão total sem estrelas - Página 2 Emptypor DJ GBR Ontem à(s) 17:03

» Faíscas da Revolução
Escuridão total sem estrelas - Página 2 Emptypor K1NG Ontem à(s) 13:46

» O Sapo Mágico
Escuridão total sem estrelas - Página 2 Emptypor K1NG Ontem à(s) 13:15

» Apresentação 3 - Falência Abrasiva
Escuridão total sem estrelas - Página 2 Emptypor GM.Furry Ontem à(s) 12:06



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Escuridão total sem estrelas

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 47
Warn : Escuridão total sem estrelas - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

Escuridão total sem estrelas - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Escuridão total sem estrelas   Escuridão total sem estrelas - Página 2 EmptySab 09 Maio 2020, 18:04

Relembrando a primeira mensagem :

Escuridão total sem estrelas

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Kenzö Tenma. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
K1NG
Membro
Membro


Data de inscrição : 30/04/2020

Escuridão total sem estrelas - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Escuridão total sem estrelas   Escuridão total sem estrelas - Página 2 EmptySeg 18 Maio 2020, 22:42




Escuridão total sem estrelas

Primeiros passos



- ... – O cego respirava fundo. Que dia estranho, esperava ele acabar logo aquelas três horas e ir logo comer alguma coisa, ele começava a sentir fome, além de que era bom tomar um café da manhã reforçado para seu alistamento. Enfim, não sendo um momento tão apropriado para pensar demais, logo após dar uma varrida na loja, ele decidiu então aguardar novos clientes, próximo ao balcão. Aguardaria ali, de pé mesmo, aquele bendito sino tocar referenciando alguma pessoa entrando na loja. – Imagino como deve ser esta loja... será que é bem clara? Será que dá pra ver a rua pelos vitrais? Heh. – Conversava sozinho imaginando o invisível.

Tenma se sentia bem entediado depois de um tempo. “Nada pra fazer, apenas esperar alguém com dinheiro aqui para lhe vender uma arma para fazer sabe se lá o que.” Pensou. “Quem sabe uma boa alma aparece aqui.” Felizmente seu pensamento parece ter sido ouvido por alguma entidade leitora de mentes. “Que bom!”, porém nada daquilo era como ele imaginava. O cliente parecia conhecer bem a loja, afinal, chegou já retirando e pagando um arco e aljava, esperava ele. – T-ta bom... – Balbuciou sem certeza ao ouvir aquela voz feminina deixar a loja. “Que estranho...” Guardaria o dinheiro em alguma gaveta ou caixa registradora que ali estaria.

Novamente o marasmo continuava, ele coçava a cabeça, cantarolava alguma música de infância, estalava os dedos das mãos... nada de diferente além daquele paradeiro. Felizmente o silêncio atormentador era cortado pela mesma voz do rapaz de antes, o que lhe propôs o emprego. – Você novamente... – Sorriu. – Na verdade posso ver pra você. – Responderia se dirigindo para trás do balcão, batendo a bengala no chão para não esbarrar em nada, porém, antes de adentrar a porta que ali estaria ele perguntou. – Mas como é o nome dele? E o seu? – Indagaria, que de certa forma era óbvio para chamar pela pessoa que aquele rapaz se referia. Após a identificação, caso fosse feita, ele sim chamaria. – Ô fulano, sicrano está te chamando. Está aí? – Exclamaria sem gritar, porém, em um volume considerável. Em seguida retornaria ao balcão enquanto tentava identificar o que o rapaz fazia abrindo a vitrine. Era de fato interessante saber o que ele estava fazendo, afinal, suas desconfianças não paravam, infelizmente. – A pólvora tem a ver com isso? – Perguntou novamente. – Não quero me intrometer nem nada, apenas quero ajudar. – Sorriu ao final da frase de forma sugestiva.

Não lhe eram dadas muitas escolhas, após a saída do rapaz Tenma iria em direção a vitrine para checar se estava tudo certo, afinal, era seu trabalho. Olharia ao lado direito, primeiramente, onde a mulher de voz refinada comprou o arco, ele tatearia as prateleiras e estantes para reconhecer se estava tudo conforme viu da última vez. Em seguida ele seguiria para o lado esquerdo, tatearia para ver se estava também tudo nos conformes, porém algo lhe vinha a mente. Da última vez que olhava por ali ele percebeu que naquele lado as armas estavam bem mais próximas, uma possível falta de espaço, do que o normal. Seria interessante estabelecer estes fatores, pois, ele poderia estar fazendo algo muito feio. A voz de seu pai vinha a sua mente, como se estivesse ao seu lado. “Roubar é muito feio, Tenma!” O cego continuaria checando a loja após a saída do rapaz, porém, ainda estaria atento a clientes que poderiam adentrar o estabelecimento, o costumeiro – Bom dia, o que procura? – E o cordial atendimento seriam característicos. Não obstante ele também estaria atento se a presença da pessoa que estava nos fundos da loja também seria perceptível, ora, caso se ele não estivesse ali onde estaria? E pior, o que faria um cego sozinho naquela loja? “Tsc... faltam quantas horas ainda?”, pensou com ansiedade e com o estômago roncando.

Tenma decidia se acalmar um pouco, não era natural aquilo acontecer. Tentava se lembrar de momentos calmos, em especial seu antigo trabalho. – Por que eu parei de trabalhar lá mesmo? – Refletia em baixo som. – A sim... por isso... – Sussurrou se respondendo.

Era importante não deixar exponenciais oportunidades lhe escapar, logo, caso o rapaz retornasse à loja, o que imaginaria Tenma que não demoraria muito, o cego perguntaria: - Como anda lá? Queria poder ajudar... – Diria de forma bem interesseira, além de demonstrar mais atenção aos sons que o rapaz emitiria. Estaria ele com passos pesados, como os últimos que ele deu ao sair da loja? Estaria ele ofegante ou algo do tipo? Estaria também acompanhado, ainda que se esta companhia estivesse do lado de fora da loja? Eram questões consideravelmente importantes.

Histórico:
 

Objetivos:
 


Última edição por K1NG em Qua 20 Maio 2020, 18:57, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alek
Pirata
Pirata
Alek

Créditos : 1
Warn : Escuridão total sem estrelas - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 09/06/2013
Idade : 21
Localização : Penumbra - 5ª Rota

Escuridão total sem estrelas - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Escuridão total sem estrelas   Escuridão total sem estrelas - Página 2 EmptyQua 20 Maio 2020, 18:49





Kenzo Tenma

Fim da Manhã



Quando Tenma resolvia colocar o dinheiro recebido dos clientes na caixa registradora, puxava uma outra gaveta ao invés disso, sentindo a movimentação de algumas moedas de ouro mais pesadas que o normal caírem no chão. Caso examinasse, descobriria que eram maiores que moedas normais e traziam insígnias presas a elas, se tratando de medalhas.

- É o Scrudge. Eu... Ah... E-eu... Eu sou o João. - Ele respondia e continuava por ali, mexendo nas armas. Tenma chamava o ferreiro, que não respondia, apenas parava de bater em sua forja. Um silêncio estranho se perdurou por um tempo, e então Tenma realizou suas perguntas. João não respondia e apenas podia-se ouvir o som de sino à porta durante a sua saída. Dessa vez, caso Tenma resolvesse averiguar as vitrines mais uma vez, veria que estavam vazias. Todas as armas ao lado das armas de fogo, incluindo as mesmas, haviam sido levadas.

A loja então passava por um longo tempo de inatividade, ninguém entrava e ninguém passava por lá. Nem mais um pio era dito ali perto, e nenhum som vinha da forja lá atrás. Tenma já estava ficando ansioso pelo fim de seu tempo de trabalho, mas agora tinha surgido uma nova problemática com relação aos armamentos desaparecidos. O calor no interior da loja estava começando a aumentar, passando a ficar até mesmo um pouco abafado ali dentro. Por fim, antes que Tenma pudesse tomar alguma decisão sobre o que deveria fazer, o sino da porta tocava novamente. - Oxente. - Rosemeri entrava, parecia cansada e surpresa com algo. Não dava para saber ao certo se era com a vitrine vazia, mas era o mais provável. - Quê que se passou aqui?!





Histórico:
 

____________________________________________________

Escuridão total sem estrelas - Página 2 >
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Falas da Mao
Falas da Aggy
Falas de Players Aliados
Falas de NPCs Aliados
Falas de Inimigos




RIP:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
K1NG
Membro
Membro
K1NG

Créditos : 6
Warn : Escuridão total sem estrelas - Página 2 10010
Data de inscrição : 30/04/2020

Escuridão total sem estrelas - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Escuridão total sem estrelas   Escuridão total sem estrelas - Página 2 EmptyQua 20 Maio 2020, 22:02




Escuridão total sem estrelas

Primeiros passos



Era bem problemático ter de ouvir aquela situação sem ao menos saber de que se tratava. Era horrível não poder agir com total confiança ante ao que estava acontecendo, porém, era seu dever cuidar da loja enquanto Rosimeri não voltava. – Enfim... – O cego guardava o dinheiro em uma gaveta que esperava ser a caixa onde ficavam registrada as notas, porém algo peculiar era encontrado, na verdade caía de lá. – O que é isso? – Diria se abaixando para pegar. – Moedas? – Indagou com grande dúvida. Ele ainda não sabia quanto ao que fazer, em suma todas as situações o deixavam bem confuso. A pessoa que estava atrás da loja já não fazia os mesmos barulhos de antes, quem sabe se ela ainda estaria lá? E João também não o respondia. – O que está acontecendo aqui? – Sussurrou muito desconfiado. Tentaria ver, pelo tom de voz do rapaz que estava mexendo com as armas, se ele realmente estava falando a verdade ou não. Poderia ser “previsível” de acordo com a entonação e o modo com que ele respondia. Tinha certeza em sua fala? Ele falava a primeira coisa que vinha a sua mente? Era isso o que Tenma tentaria julgar.

Porém não era hora de permanecer ali nas mãos da miserável dúvida. – Que calor... – Balbuciaria ao balançar a borda de seu quimono. – Mas o que... – Sua frase era interrompida pela de Rosemeri. Ele sem nenhuma preparação, sendo pego completamente de antemão, responderia: - Eu... realmente não sei. Aquele cara que trabalha aqui, acho que é João, mas não tenho certeza. – Diria enquanto pensava no que diria ante ao calor que subia. – Ele apenas pegou as armas que estavam nesta vitrine e saiu junto com o Scrudge... – Completou, porém sem antes finalizar seu raciocínio antes arquitetado. – Eu realmente acho que fomos roubados e ele parece ter colocado fogo na loja! Isso justifica o cheiro de pólvora que senti quando ele entrou! – Finalizou enquanto tentava localizar a origem do calor. Ele não tinha muitas escolhas, era de grande importância se assegurar da segurança dele e de Rosemeri. Porém não deixaria aquela situação atrapalhar. Balançaria sua bengala horizontalmente pelo caminho da loja, iria na direção de onde o calor mais era emitido, porém com cautela. Aproveitaria para se atentar a estalos de qualquer coisa sendo queimada. – Talvez a forja ...! – Disse tentando imaginar onde era a origem do calor.

Suas ações seriam primariamente apagar a origem do fogo, se de fato houvesse um. Ainda com a bengala ele tentaria interceptar qualquer caminho de pólvora delineado na loja, uma explosão seria a pior coisa que poderia ocorrer e, devido ao fato de o silêncio ter se instaurado no ambiente, provavelmente não havia mais ninguém próximo a loja. O rapaz tentaria também apagar o fogo com qualquer coisa, ou superfície, que ali estivesse. Se possível procuraria alguma lona, ou algo parecido, para apagar o fogo. Era de se imaginar que em uma forja poderia haver algo do tipo, e isso seria de grande utilidade. Ele também procuraria alguma fonte de água, seja uma torneira ou algo similar, jogaria a água na base do fogo. Caso não houvesse nenhum fogo, apenas um calor anormal saindo ele trataria de diminuir aquilo, era notável seu esforço em não deixar com que aquela situação piorasse, logo, tentaria apagar a fonte de calor com o que fosse necessário.

Tenma estava muito preocupado, o que dirá se tudo aquilo fosse planejado para acabar com Rosimeri. Primeiro o caso no porto, misterioso, e agora isso. Esse João, como disse, e que o cego desconfiava, com certeza era um dos maiores suspeitos. – Isso não está nada certo.

Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
POORS ARE THOSE WHO HAVE EYES BUT CANNOT SEE
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alek
Pirata
Pirata
Alek

Créditos : 1
Warn : Escuridão total sem estrelas - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 09/06/2013
Idade : 21
Localização : Penumbra - 5ª Rota

Escuridão total sem estrelas - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Escuridão total sem estrelas   Escuridão total sem estrelas - Página 2 EmptySex 22 Maio 2020, 20:15





Kenzo Tenma

Fim da Manhã



A primeira reação de Tenma era a de realmente procurar uma fonte de calor pela loja, seguindo o raciocínio lógico que poderia explicar de alguma forma aquele calor infernal que ele já vinha sentindo há algum tempo por ali. Explicava-se rapidamente para Rosemeri, que assentia com a cabeça, tendo entendido um pouco do que havia acontecido. - Caralho, macho! Eu sabia...! - Ela corria para o balcão, recolhendo alguns itens de importância para ela. Salvava os seus documentos e as medalhas que possuía nas gavetas, deixando até mesmo o dinheiro para trás ao ouvir sobre a desconfiança de incêndio.

Tenma seguia para a porta nos fundos, abrindo-a e percebendo que o calor se intensivava, realmente havendo fogo na parte detrás, onde possivelmente se encontrava a forja daquele lugar. - Me ajude aqui! - Rosemeri seguia entregando ao homem um caixote pesado contendo alguns itens. - Mete lá pra fora! Aqui nós tem a pólvora das munição, esse lugar num vai ficar bom não! - Alertava sobre a gravidade do que estava para acontecer, e então ela se distanciava, parecendo seguir até o interior da loja e se perder da audição de Tenma.

Caso Tenma resolvesse se salvar e salvar os itens a si entregues, esperaria ao lado de fora por mais ou menos dois minutos, quando Rosemeri sairia, com uma bolsa de couro amarrada ao seu tronco. Seu rosto estava completamente suado e sua testa estava cheia de fuligem, coisas das quais apenas o cheiro da fuligem seria sentido por Tenma.
- Olha... Tá aqui... - Ela surgia, entregando a Tenma uma katana com um cabo de bengala, que podia ser utilizada como uma caso encaixada em sua bainha de madeira. A voz de Rosemeri parecia completamente diferente, desanimada e triste, mas fazia o possível para esconder isso. Pela rua, era possível perceber a comoção de pessoas que começavam a murmurar em frente a loja, assustadas pelo o que estava acontecendo. Aos poucos a fumaça negra começava a surgir nos céus acima da loja de armas.

- O seu pagamento e tal... Valeu por tudo... E desculpa ter te metido nisso, sei lá... Agora... Tenho contas a acertar com um certo alguém. - Ela dizia, firme. Tenma estava livre para seguir o seu rumo, qualquer que fosse ele.





Histórico:
 

____________________________________________________

Escuridão total sem estrelas - Página 2 >
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Falas da Mao
Falas da Aggy
Falas de Players Aliados
Falas de NPCs Aliados
Falas de Inimigos




RIP:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
K1NG
Membro
Membro
K1NG

Créditos : 6
Warn : Escuridão total sem estrelas - Página 2 10010
Data de inscrição : 30/04/2020

Escuridão total sem estrelas - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Escuridão total sem estrelas   Escuridão total sem estrelas - Página 2 EmptyOntem à(s) 01:32




Escuridão total sem estrelas

Primeiros passos



Não era nada bom ter de suportar aquela injustiça. Era um momento em que Tenma não ligava mais para a sua volta, focava apenas em tentar ver o sofrimento de Rosimeri. “Droga...” Seus pensamentos não conseguiam descrever a raiva de ver algo como aquilo acontecer, era lamentável ter de suportar pessoas assim ainda no mundo. Ele queria acabar com isso, porém não sabia nem por onde começar. O que mais quebrou seu coração foi receber a espada mesmo após uma situação como aquela, afinal, o que era uma espada para quem perdeu toda uma loja? – Rosemeri, eu posso ajudar. – Disse sem titubear. – Melhor, eu vou ajudar! – Confirmou.

O cego imaginava que ela estaria indo atrás do vagabundo que colocou fogo em sua loja de armas, aliás aquele velho que forjava alguma coisa também estava envolvido, pois ele saiu junto do “João”. Também deduzia o rapaz que eles não deviam estar tão longe, pois levaram armas e isso seria um atraso devido ao peso, mas nada disso era concreto, afinal desconhecia as posses e habilidades do ladrão. Tenma tentaria concluir que eles ainda estavam na ilha e em algum local escondido. – Rosemeri, pode ter certeza que vou retribuir a oportunidade que me deu. Qualquer coisa que for de ajuda eu me disponho! – Continuou tentando ganhar a confiança da mulher..

Era possível que ela não aceitasse o pedido, afinal, um acontecimento como aquele mexeria com os sentimentos de muitos. O que seria triste, pois Tenma continuaria a seguir a mulher, insistiria em lhe ajudar mesmo que ela não quisesse. Em seu ponto de vista era mais do que sua obrigação a ajudar depois de não só lhe dar uma oportunidade como também criar um item que era bem específico para com sua deficiência. No fim das contas ele provavelmente conseguiria ver se a katana era boa mesmo. Caminharia próximo a ela, atento aos sons que envolviam o ambiente, ignoraria os comentários negativos que poderiam pairar, e se concentraria no mais importante: pistas para achar o criminoso e seu acompanhante. Tentaria perguntar a ela: - Sabe de algum provável lugar que eles estejam? – Diria com certo receio, tentando evitar uma reação negativa.

Sua atenção quanto a sua própria localização também seria bem notória. Utilizando da espada como guia o cego tatearia pelo caminho, com uma certa precaução, evitando esbarrar ou empurrar pessoas ou objetos. Tentaria também não se perder de Rosemeri, talvez o silêncio seria uma das coisas que ela utilizaria para reprimir uma raiva ou tristeza que sentia. Enfim, não era o papel de Tenma julgar, ele estava ali para ajudar.

Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
POORS ARE THOSE WHO HAVE EYES BUT CANNOT SEE
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Escuridão total sem estrelas - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Escuridão total sem estrelas   Escuridão total sem estrelas - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Escuridão total sem estrelas
Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Dawn Island-
Ir para: