One Piece RPG
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» The One Above All - Ato 2
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 Emptypor Thomas Kenway Hoje à(s) 01:43

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 Emptypor Bluesday Ontem à(s) 20:26

» Cap. 2 - A New Day
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 Emptypor ADM.Tonikbelo Ontem à(s) 18:59

» [Ficha] Song
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 Emptypor MarionLRZ Ontem à(s) 18:39

» [LB] O Florescer de Utopia III
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 Emptypor Vincent Ontem à(s) 18:12

» Enuma Elish
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 Emptypor Thomas Kenway Ontem à(s) 16:57

» Seasons: Road to New World
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 Emptypor Ravenborn Ontem à(s) 15:51

» Arco North Blue: Uma Odisseia no Santuário
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 Emptypor Thomas Kenway Ontem à(s) 15:36

» I - As rédeas de Latem City!!
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 Emptypor Felix Ontem à(s) 15:18

» Akira Suzuki
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 10:58

» Lurion
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 10:57

» O Legado Bitencourt Act I
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 Emptypor Ineel Ontem à(s) 04:15

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 Emptypor Akuma Nikaido Sab 26 Set 2020, 23:54

» Livro Um - Atitudes que dão poder
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 Emptypor ADM.Tidus Sab 26 Set 2020, 22:20

» Supernova
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 Emptypor Takamoto Lisandro Sab 26 Set 2020, 21:56

» Hey Ya!
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 Emptypor Takamoto Lisandro Sab 26 Set 2020, 21:55

» Cap.1 Deuses entre nós
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 Emptypor Thomas Torres Sab 26 Set 2020, 21:05

» A inconsistência do Mágico
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 Emptypor CaraxDD Sab 26 Set 2020, 19:27

» Vamos nos aventurar! Anjinhas me aguardem...
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 Emptypor GM.Muffatu Sab 26 Set 2020, 18:23

» As mil espadas - As mil aranhas
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 Emptypor jonyorlando Sab 26 Set 2020, 17:46



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Una Regazza Chiamata Pericolo

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 59
Warn : Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Una Regazza Chiamata Pericolo   Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 EmptySeg 20 Abr 2020, 11:51

Relembrando a primeira mensagem :

Una Regazza Chiamata Pericolo

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Phill Magestic. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
DarkWoodsKeeper
Membro
Membro


Data de inscrição : 27/06/2020

Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: Una Regazza Chiamata Pericolo   Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 EmptyQua 05 Ago 2020, 20:32



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Nome do bando???
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]




Minhas roupas estavam úmidas com o sangue que escorria do corte em minha barriga. O líquido escarlate se confundia com o vermelho de minha túnica. Eu analisava o corte em relação a profundidade e extensão. Pontos provavelmente não seriam necessários. Talvez apenas um remédio para dor e um curativo já bastassem...

Se não fosse pelo leve balançar das mãos de Eleanora ao caminhar, eu teria esquecido que estava em movimento.Tirei os olhos da ferida e olhei para ela.

-Obrigado de novo, Eleanora... - eu falaria, mas, lembrando da cena na botica, desviaria o olhar e tentaria esquecer. Talvez olhar para a paisagem que passava ajudaria.

Quando a clínica estivesse visível, eu ficaria surpreso. Era tão parecida com uma casa que eu jamais imaginaria que lá dentro haveriam médicos e enfermeiros. Tinha uma pintura vermelha e um pequeno jardim bem cuidado na entrada, que dava um ar pitoresco ao local e me lembrava de casa.  Uma animação tomaria conta de mim, imaginando todo o conhecimento que ali estaria abrigado.

-Você acha que eles tem livros sobre sutura? Anamnese? Anatomia? Quantas pessoas trabalham ali? Parece um lugar bem arrumado! - falaria em tom entusiasmado para Eleanora, me ajoelhando em suas mãos e segurando em seus dedos para me apoiar e ver a clínica mais claramente. A dor provavelmente me colocaria sentado novamente, lembrando do machucado em meu abdome.

"Espero poder aprender enquanto me recupero, quem sabe eu até consiga ajudar!"










Histórico:
 

Status:
 

Técnica Utilizada:
 

Objetivos:
 

Consideração:
 

off:
 

                                       
DAMAGE: 5



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Muffatu
Game Master
Game Master
GM.Muffatu

Créditos : 32
Warn : Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2020
Idade : 34
Localização : Newberry - West Blues

Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: Una Regazza Chiamata Pericolo   Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 EmptyQui 06 Ago 2020, 12:30

Capítulo 1

Vá e leve a palavra.




Olharia para o homem após ele ter dito a resposta que queria. Ele talvez tivesse algo a mais para falar, mas por enquanto aquilo bastaria para mim. Ele não teria mesmo porque mentir. Seus amigos foram mortos, ele era o único dos sobreviventes por ali que ainda estava com condições para sair e falar o que havia acontecido. E certamente ele não falaria com toda a tranquilidade que estava trabalhando em uma loja falsa para uma organização que comercializa seres vivos para serem usados como o comprador quiser. Por outro lado, ele tem a minha descrição e potencial risco de me tornar um procurado. Um pirata, mafioso e pirata. Bem, mafioso sim. Pirata? Se é como vocês querem colocar, tudo bem. Só acredito que tenha outros meios de fazer isso.

Eu então olharia para o homem mais uma vez e colocaria a marreta perto de seu pé, como disse que faria. Mas sem bater.


"Esse pobre infeliz, desprovido de uma educação minimamente decente jamais poderia prever que suas escolhas o trariam até aqui, não o matarei. Mas temo a retaliação"

- O nome de uma das ilhas, caro amigo…

Ele respondendo ou não, eu iria fingir bater a marreta e pararia no meio do caminho. E por fim libertaria o homem.

- Pode ir. E não volte mais por aqui, e suma dessa merda de Raposa. Você tem mais o que fazer, homem. Liberte-se deles também.

"Realmente espero que ele siga seu caminho, sem olhar para trás"

Assim que terminasse com ele, eu iria para o lado de fora da loja, usando minhas ferramentas de carpinteiro, faria na porta um Simbolo de uma orca com cauda de um tontatta, e colocaria o nome da Botica de “Le Magestic Ballu”.

"Isso vai ser sensacional. Sem contar que posso pedir aos homens de Don Salvatore para ficarem cuidando da loja e me mandar uma pequena porcentagem. Caso eu mereça, claro."

Assim que terminasse de arrumar as coisas e renomear a loja, pegaria o Den Den Mushi da loja, tomaria para mim, se possível, e então buscaria por algum contato de fornecedores da loja. Caso encontrasse, ligaria e perguntaria sobre a última remessa e como poderia fazer nova entrega.

Colocaria as armas para a venda ali na botica e aguardaria o retorno dos dois, com a loja aberta, e vendendo os objetos até o fim do dia onde poderia sair dali e levar os corpos para jogar ao mar.

Dia pesado, eu sei. Mas vale cada esforço.


bichaelson


Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


“Aventuras”:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milabbh
Narrador
Narrador
Milabbh

Créditos : 36
Warn : Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 10010
Data de inscrição : 13/04/2020

Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: Una Regazza Chiamata Pericolo   Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 EmptyQui 06 Ago 2020, 13:58




narração - una regazza chiamata pericolo


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Clínica - 11:00h

Sentindo o balanço suave das mãos de Eleanora que acompanhavam seus passos lentos, Ballu sentia a ardência de seu ferimento, o vento que sobrava gentil batia na túnica molhada de sangue, causando sensação de frio no pequeno. Tirando seus olhos do ferimento, após pensar em como seria a melhor ação para curá-lo, ele olha para Eleanora e a agradece.

- De nada Ballu... Sabe, a primeira vez que eu vi uma cena assim, eu era pequena, com a minha família não é raro sabe. Mas meu pai me falou algo que nunca esqueci, e uso até hoje para me confortar: "Cumpriu sua sentença. Encontrou-se com o único mal irremediável, aquilo que é a marca do nosso estranho destino sobre a terra, aquele fato sem explicação que iguala tudo o que é vivo num só rebanho de condenados, porque tudo o que é vivo, morre." - Ela suspira olhando para o horizonte junto com Ballu e completa. - Não sei se faz sentido para você, mas me ajuda.

Os dois chegam no destino e o pequeno tontatta se surpreende, aquilo nem de longe parecia uma clínica, era colorida e lembrava mais uma casa. Os olhos de Ballu se enchem de alegria novamente, estava animado com o que poderia aprender no local. Ele começa a perguntar coisas para Eleanora, que rindo aliviada do novo semblante de seu amigo, respondia.

- Bem, da última vez que estive aqui, eu era a paciente, fui muito bem cuidada. Sobre seus livros não sei dizer, temos que perguntar para o doutor. - Ela dizia enquanto andava com Ballu em suas mãos, ajoelhado. Eles entram na clínica e são recebidos por um senhor que usava túnicas pretas e óculos, ele os olha e fala.

- Em que posso ajudá-los? - Seu olhar parava em Ballu, parecia intrigado com seu tamanho e fisionomia, seria o homem um risco?





Botica - 11:00h


Em outro canto da cidade, Phil terminava seu interrogatório, ponderando sobre as informações que acabara de receber, mas ele precisava de mais, queria a localização das ilhas. Para isso, usava sua marreta novamente, afim de intimidar o homem, que ouvindo a pergunta respondia.

- A ilha da casa noturna é Bingo Bingo, sobre as outras não sei, é tudo muito secreto, eu juro! - Vendo a marreta vindo em direção à sua perna, o homem se encolhia para mais próximo da pilastra, querendo entrar nela, fechando os olhos com força. Quando a dor demora, ele abre os olhos e vê o tritão segurando a marreta, dizendo que estava livre. Sem pestanejar ou olhar para trás, o marinheiro corre para fora da loja, caindo pelo caminho.

Phil era deixado sozinho, então decide ir para fora e trabalhar na placa. Com suas ferramentas, ele esculpe na madeira uma silhuta de orca com rabo de tontatta, e o nome que se lia era "Le Magestic Ballu", um nome interessante para botica. Agora Phil tinha um negócio dele, ou quase.

Em posse de um Baby Den Den Mushi que achou na loja, Phil liga para o fornecedor, que diz que a última remessa chegou na semana passada, e a próxima viria daqui a duas semanas. Agora o tritão esperava, com as armas expostas na vitrine, de certo alguém as compraria. Mas o dia estava longe de terminar, com essa deixa, uma senhora estranha entra na loja e diz.

- Essas armas estão à venda?
Histórico:
 

Imagens:
 

Considerações:
 

Lista de Compras:
 

Off:
 

                                     

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Última edição por Milabbh em Seg 17 Ago 2020, 13:08, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Muffatu
Game Master
Game Master
GM.Muffatu

Créditos : 32
Warn : Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2020
Idade : 34
Localização : Newberry - West Blues

Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: Una Regazza Chiamata Pericolo   Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 EmptyQui 06 Ago 2020, 16:29

Capítulo 1

Vá e leve a palavra.




Enquanto admirava a nova botica, eu mal teria percebido não fosse a mulher falar. Olharia para ela e tentaria entender seus trejeitos. Uma cliente é uma cliente, e o máximo que acontece é vendermos coisas.

De onde estava para não assustar nossa cliente número uno, eu então falaria:


- Oh! Seja muito bem vinda a Le Magestic Ballu, senhorita! Eu sou Magestic, e é uma honra atendê-la. As armas saem por 25 mil Berries cada.

Sairia com calma de trás do balcão e caminharia até perto da mulher mostrando as armas que certamente JAMAIS foram usadas por ninguém - só que não.

- Essas são espadas deixadas como forma de pagamento por um outro produto. São muito boas, estão afiadas e tem um ótimo material. A arma de fogo é um item também à venda. Tem uma mira muito boa e certamente pode ser usada para defesa em curto espaço.

- Quais a senhora deseja hoje, Madame?


Manteria o corpo atento, os olhos atentos e ouvidos bem abertos. Caso ela tentasse algo contra minha pessoa, eu tentaria bloquear suas investidas. Caso não fizesse nada, manteria um sorriso amigável.

Era estranho ter uma senhora comprando armas, mas se eu parar para pensar, certamente minha família fazia o mesmo na Ilha dos Tritões e eu nunca percebi esse tipo de coisa. Ainda mais com meu pai, Aphonso. Certamente ele tinha um enorme número de lojas, casas noturnas e local para contrabando.

E pensar que não me falou uma vez sequer quem ele era. Filho da mãe, ainda vou encontrar esse homem. Enfim…

Aguardaria a resposta de nossa primeira cliente e o que ela desejasse comprar eu venderia de bom grado, tirando os meus itens, logicamente.

Assim que ela saísse da loja com seus itens e a loja com o primeiro ganho em caixa, eu ligaria para Jhonny.


- Olá meu consagrado! Sim, pois eu consegui um baby Den Den Mushi, vai ajudar bastante, com certeza. Isso, pode anotar que esse é meu número. Enfim, como sabes consegui domar a botica. Mudei seu nome e arrumei a bagunça. Eu vou fechar a loja por enquanto e gostaria de entregar a chave ao Don. Afinal de contas, a loja deve ser dele, não? Caso ele falasse que eu poderia ficar com parte ou com total do rendimento eu diria. - Estou honrado Jhonny. Muito obrigado mesmo. Quer dizer, é claro que adoraria a honra de ter meu nome vinculado a um serviço da famiglia Salvatore. - Caso não comentasse nada disso eu me despediria temporariamente - Muito obrigado Jhonny. Vou dar uma passada na clínica, Ballu teve um arranhão. Eu falo com você mais tarde. Abraço.

”Abraço? Eu acho que era a primeira vez que tratava alguém como um amigo dessa forma…”

Sairia da loja e trancaria tendo certeza que estava tudo bem fechado e guardado. Seguiria então até a clínica. Buscaria um dos homens de Salvatore e perguntaria há quanto tempo mais ou menos eles haviam entrado na clínica. Devia ser por volta de uma da tarde agora. Sentia um bocado de fome, então era provável que fosse por volta desse horário. Do lado de fora começaria a procurar por Ballu, a clínica não me comportava, então o que poderia era olhar de fora.


bichaelson



Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


“Aventuras”:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
DarkWoodsKeeper
Membro
Membro
DarkWoodsKeeper

Créditos : 6
Warn : Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 10010
Data de inscrição : 27/06/2020

Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: Una Regazza Chiamata Pericolo   Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 EmptyQui 06 Ago 2020, 17:15



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Nome do bando???
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]




A fala de Eleanora realmente havia ajudado a me acalmar. Esperava que entrar na clínica também ajudasse. Eu já havia visto outros locais antes de ser capturado. Eram pequenos ], com algumas prateleiras aqui e ali repletas de frascos e pessoas de branco surgindo em uma porta apenas para desaparecer em outra, mas sempre fiquei olhando apenas da janela. Por isso, quando entrasse, eu olharia para todos os lado com curiosidade e animação.


Um médico se aproximou, perguntando se podia nos ajudar. Eu estaria tão distraído com o ambiente, que acabaria não lhe dando muita atenção. Ao voltar minha atenção para ele, eu tentaria dizer:


-Eu... me cortei. - diria, evitando contato visual e segurando minha túnica para deixar seu rasgo mais visível.


"Talvez eu deva tratar do meu ferimento primeiro e tentar aprender algo depois"


Minha mente estava em outro lugar. Eu estava distraído. Talvez respirar fundo e tentar ser mais objetivo fosse algo sensato a se fazer.


"Espero que Eleanora tome frente no resto do diálogo, conversar não é meu forte"


Agora eu com certeza estava em segurança.









Histórico:
 

Status:
 

Técnica Utilizada:
 

Objetivos:
 

Consideração:
 

off:
 

                                       
DAMAGE: 5




____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milabbh
Narrador
Narrador
Milabbh

Créditos : 36
Warn : Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 10010
Data de inscrição : 13/04/2020

Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: Una Regazza Chiamata Pericolo   Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 EmptySex 07 Ago 2020, 01:28




narração - una regazza chiamata pericolo


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Clínica - 13:00h

Ouvindo as sábias palavras da jovem ruiva, Ballu se acalma um pouco, mas a verdadeira mudança em seu semblante aparece ao entrar na clínica. Por fora era um tanto peculiar, mas lá dentro era tudo o que o pequeno já havia imaginado, paredes e corredores brancos, pessoas vestidas com suas roupas brancas, ou nem tanto, alguns eventuais trabalhadores passavam com suas vestes sujas de sangue, mas era diferente, aqui o sangue tinha uma conotação de vida, e não de morte como na Botica. Os frascos de remédios e as macas de ferro, todos minunciosamente limpos e arrumados. Tudo era tão bem organizado que parecia até um museu, e os trabalhadores deviam ter ensaiado, tamanha sua sincronia.

Maravilhado com tudo aquilo, Ballu mal percebeu a aproximação de um médico, que falava com ele. Distraído, ele fala baixo, mas Eleanora responde por ele. Sem perder tempo, o médico pede que o acompanhe até uma sala de atendimentos, onde ele diz para o pequeno se sentar sobre a maca. Mexendo em alguns materiais, ele retorna, com algodões e antissépticos dizendo.

- Bom, já que o estarei tratando, devo me apresentar. Me chamo Roy, e devo dizer que nunca tive um paciente com o seu... físico. - Pegando uma pinça, ele coloca um algodão na ponta e mergulha no frasco, olhando para Ballu novamente e dizendo. - Poderia tirar sua blusa por favor? Aplicarei um antisséptico para...

Antes que o médico pudesse continuar sua fala, Eleanora o interrompe graciosamente e diz.

- Ele é um médico também Dr. Roy, não tão experiente como o senhor, imagino eu, mas o corte não foi o único motivo que nos trouxe aqui hoje. Acha que poderia nos ajudar? - Ela dava uma piscadinha para seu pequeno amigo enquanto voltava a caminhar pela sala.

- Ahh, pois bem, um colega de profissão então? Podemos trocar experiências, o que deseja aprender? - Ele terminava o curativo de Ballu e dizia. - Com isso está tudo certo, não há motivo para preocupação.

Agora cabia à Ballu passar por cima de sua vergonha para aprender o máximo possível com o Dr. Roy, que parecia um médico muito hábil e experiente.





Botica - 13:00h


Enquanto isso, na Botica, Phil também se perdia em pensamentos, olhando tudo o que acabara de limpar com suas mãos, estava tão longe que nem percebeu quando uma cliente chegou, mas ao se pronunciar, ele a encara e fala com ela.

- Senhor Magestic, acho que o preço das armas está abaixo do valor de mercado comum, não? - Ela diz o encarando de forma desconfiada, mas logo se convence e diz. - Bom, eu estou com pressa, vou levar as duas espadas então, não pergunto nada se você também não perguntar. - Ela diz entregando o dinheiro, aparentemente, a loja mudou de dono e nome, mas continuava sendo visada por sua "discrição".

Phil continuava sorrindo e fazendo seu trabalho, mesmo estranhando a visita de uma senhora àquele tipo de estabelecimento. Mas quem seria ele para julgar? Filho de mafioso e agora trabalhando para a mesma laia de seu pai, que um dia havia de reencontrar.

Vendendo as duas espadas que a senhora havia pedido, ele guarda o dinheiro no caixa e se apressa em ligar para Jhonny, que atende rapidamente e responde.

-Olá Phil! Realmente boas notícias, uma pena que só funciona na ilha, mas já ajuda muito. Sobre a loja, Don quer que você seja o gerente, já que você conseguiu tomar ela da marinha. 60% dos lucros para você colega! O pequenino? Espero que esteja bem. Até mais Phil, qualquer coisa te ligo por aqui, me mantenha informado. Abraço.

Por mais que o tritão se sentisse estranho de ter mandado um abraço para Jhonny, ele percebe que o amigo retribuiu sua despedida. Talvez ele realmente estivesse se tornando parte daquela família. Com um sentimento feliz em seu coração, Phil sai da loja e tranca tudo, rumando até a clínica que havia ido antes com Eleanora. Ao chegar lá, os homens respondem que eles haviam chegado há 2 horas. Phil acerta em cheio seu palpite. Eram 13h e seu estômago roncava tão alto que poderia ser confundido com trovões.

Sentado do lado de fora, ele vê uma bela cena, Eleanora sai da clínica com uma pequena cesta, coberta com um pano. Ela segurava seus lindos cabelos ruivos atrás da orelha, protegendo-os do vento. Ao chegar, ela coloca a cesta no chão e se senta ao lado de Phil, dizendo.

- Você deve estar faminto! Por quê demorou tanto? Toma, trouxe comida para você. - Ela parecia preocupada, porém feliz por ver seu amigo bem, ela então complementa. - Ballu já foi tratado, era só um arranhão mesmo, está lá dentro aprendendo coisas médicas. - Ela faz uma expressão de nojo e logo sorri.
Histórico:
 

Imagens:
 

Considerações:
 

Lista de Compras:
 

Off:
 

                                     

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Última edição por Milabbh em Seg 17 Ago 2020, 13:12, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
DarkWoodsKeeper
Membro
Membro
DarkWoodsKeeper

Créditos : 6
Warn : Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 10010
Data de inscrição : 27/06/2020

Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: Una Regazza Chiamata Pericolo   Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 EmptySex 07 Ago 2020, 18:21



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Nome do bando???
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]




Treino de perícia: diagnose

Ainda na companhia do Dr. Roy, respirei fundo e juntei coragem para pedir que ele me ensinasse um pouco sobre como identificar e diferenciar doenças e outras condições que acometem os seres vivos. Sempre fiquei intrigado quando assistia de longe um médico agindo como um detetive, fazendo perguntas e mais perguntas para desvendar o mistério dos sintomas de um paciente.


-É... Doutor Roy... Será que eu posso aprender mais sobre diagnose com o doutor? - perguntei, engolindo em seco.


"Eu preciso tratar isso com profissionalismo! Tenho que esquecer minha timidez, pelo menos para que eu possa aprender algo"


Esperaria que ele treinasse comigo a análise de prontuários de outros pacientes, a fim de me ajudar a desenvolver raciocínio clínico. Vendo fichas e mais fichas de pessoas com diferentes sintomas, eu começaria a identificar padrões e entender o funcionamento do corpo quando saudável e o que muda nele ao ser acometido por diversas doenças.
Eu analisaria fichas  de humanos, minks, tritões, o que quer que o Dr. Roy me desee, eu tentaria desvendar como um quebra-cabeças.

Paciente: mulher, artesã, 26 anos. Deu entrada alegando dor abdominal no hipocôndrio direito. Apresenta dor à palpação, icterícia e hepatomegalia, além de alegar fezes claras.  

-Eu... Essa eu realmente não sei... Algum problema no sangue? - falei ao Dr. Roy. Me sentia em um jogo de tabuleiro em que faltavam peças... Entender o funcionamento de um ser vivo não é fácil...

Paciente: homem, marinheiro, 32 anos. Queixa-se de hemorragias bucais e fadiga, além de febre e dores no corpo. Alega ter navegado por semanas a fio, alimentando-se apenas de água e carboidratos.  

-Ele... não estava consumindo a quantidade adequada de frutas, certo? Então provavelmente apresentaria uma hipovitaminose devido aos vários dias no mar. A falta de vitamina C.... É escorbuto? - eu falaria, analisando uma das fichas junto ao Dr. Roy. Me sentia cada vez mais à vontade para falar e acreditava estar aprendendo muito! Estava muito feliz!

Terminaria o dia lendo livros recomendados pelo Dr. Roy sobre anamnese e medicina baseada em evidências.


Fim do treino de perícia


Não saberia dizer quanto tempo passou... Horas talvez?  Eu estava tão interessado aprendendo que me perdi no tempo.


Esse era um momento o qual eu aproveitaria ao máximo.










Histórico:
 

Status:
 

Técnica Utilizada:
 

Objetivos:
 

Consideração:
 

off:
 

                                       
DAMAGE: 5




____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Muffatu
Game Master
Game Master
GM.Muffatu

Créditos : 32
Warn : Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2020
Idade : 34
Localização : Newberry - West Blues

Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: Una Regazza Chiamata Pericolo   Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 EmptySeg 10 Ago 2020, 12:20

Capítulo 1:

Caminhando no vale do sol




Enquanto Eleonora falava eu atacava a cesta de comida como se não houvesse amanhã. Estava realmente faminto e a comida que ela trouxe era um manjar do deuses!

- Muito obrigado pequena. Não sei o que faria sem você.

Comeria mais algumas gostosuras e então falaria:

- Ele é um ser muito interessante. Parece ser bem esperto, sim. Mas não sei se ele seria feliz em minha famiglia. Sabe, Lelê, ele é um ser diferente, de bom coração e certamente não ficou bem ao ver a cena que estou acostumado a ver. Eu vou proteger ele sim, mas se um dia ele achar que deve seguir outro rumo, eu respeitarei.

- Ah! Tem um lugar que quero te levar! Eu consertei um navio, eu te contei? E o ferreiro quer vender… Vou te levar para ver o navio, tá bom?


Caminharia com Eleonora até o navio, mostraria tudo o que fiz e como fiz, contaria como teria feito cada detalhe e por fim, iria seguir até o ferreiro. Enquanto Ballu aprendia suas coisas, eu tentaria melhorar e desenvolver o machadão.

Com ajuda do velho ferreiro, eu pediria para trabalhar em uma nova arma, uma reformulação daquele machado. Retiraria a camisa, deixaria ela em cima do telhado e começaria a trabalhar.

Derreteria a lâmina e a usaria para fazer o cabo e armação. Utilizaria os Damascus que comprei, fazendo assim uma arma mais resistente. Precisaria ter um melhor poder para isso. Usando meus conhecimentos em engenharia e forja, começaria o trabalho de moldar o novo machado de Damascus. esse seria o “Diálogo” para ser o par da “Educação”, minha marreta.

Enquanto Eleonora e o velho conversavam, eu batia o ferro moldando a lâmina com calma e com a técnica aprendida. Faria a curva no esmeril e começaria a amolar e afiar a arma. Caso ela estivesse pronta, olharia para o meu mestre e diria feliz:

- Or KKKKK Para quem fez um esboço de eu não sei o que. Te apresento, “Diálogo”. Ficou uma graça, e realmente, o Damascus, é mais escuro, dá um trabalho pra fazer a arma, mas é interessante. O que acha?

Chegaria mais perto deles e então acompanharia a conversa deles. Aguardando pelo fim do dia para voltar a clínica e ver se Ballu já teria terminado suas aulas no dia.

bichaelson

|
Histórico:
 
[/color]

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


“Aventuras”:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milabbh
Narrador
Narrador
Milabbh

Créditos : 36
Warn : Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 10010
Data de inscrição : 13/04/2020

Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: Una Regazza Chiamata Pericolo   Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 EmptySeg 10 Ago 2020, 21:00


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

NARRAÇÃO - UNA REGAZZA CHIAMATA PERICOLO



Clínica - 17:00h


Ballu supera sua vergonha e fala com o Dr. Roy, seu objetivo era aprender diagnose, e quem melhor do que um médico para ensiná-lo? Ao ser indagado sobre as aulas, o doutor responde.

- É claro, muito bom ver pessoas interessadas! Vamos, eu lhe mostro. - Diz Roy enquanto anda em direção a uma sala com diversos arquivos antigos e novos.

Em posse dos prontuários, os dois começam a ler os casos, comparando os sintomas com os resultados de exames. Eles também passam por alguns leitos, analisando cada paciente, Dr. Roy estava sempre perguntando sobre seus sintomas, esperando que Ballu respondesse.

O tontatta, como um ser de raça diferente, sabia a importância de aprender o funcionamento de todos os organismos, por isso, não se limitava a apenas humanos, estudando também sobre minks, tritões, celestiais, sirenos, enfim, de tudo um pouco. Ao final do estudo, Ballu tem um pequeno teste, cuja primeira questão ele erra, mas o Dr. Roy pacientemente o responde.

- Tudo bem, essa é complicada mesmo. - Ele ri e diz a resposta para seu jovem aprendiz.

Logo em seguida, outro caso aparece para o pequeno médico, ele pensa um pouco sobre as condições descritas, o que faltava e o que havia em excesso, ele responde inseguro, mas logo se sente melhor ao ver o sorriso no rosto de seu tutor, que exclama.

- Sim, é escorbuto!! Muito bom Ballu, é assim que se faz. - O médico parecia feliz e animado com aquilo, talvez não tivesse ensinado ninguém há algum tempo, e aparentemente, ele gostava daquilo.

Depois de ver vários pacientes, Ballu finaliza seus estudos lendo ainda mais sobre diagnose, além de anamnese e outros assuntos importantes para um bom atendimento inicial. Quando olha pela janela vê que o sol já estava baixo, haviam se passado incríveis 4 horas ali, e o pequeno nem percebera.

Agora Ballu tinha mais conhecimento, um passo mais próximo de seu objetivo, mas ainda havia muito a descobrir, o que ele faria em seguida?





Em algum lugar da cidade - 13:00 - 17:00h


Phil por sua vez comia com voracidade o que Eleanora havia trazido para ele. A moça ria do tritão a agradecendo e o olhava quando continuava sua fala. Com isso, ela olha para o chão, levemente corada pelo apelido novo, mas também com um semblante pensativo e respondia.

- Eu concordo com você Phil, o Ballu não conseguiria viver assim, eu acabei me acostumando por ter nascido na famiglia, mas ele acabou de chegar e quer ser médico... Acho que ele pode ser mais feliz em outro lugar, mas ficarei triste, gosto dele. - Ela diz olhando para a clínica e sorrindo, tendo seus devaneios interrompidos pelo tritão, que a chamava para mostrar algo.

- Um navio? Que legal Phil!! Será que podemos comprar dele?? - Seus olhos se enchiam de animação ao pensar no barco e nas possíveis aventuras que viveria a bordo.

Os dois então saem pela cidade, passando por vários locais até alcançarem as docas onde o navio estava. Agora consertado e na água, ele tinha um ar imponente, e a orca fazia questão de descrever como cada detalhe havia sido feito.

- Ele é muito bonito. Phil Magestic... Você assinou seu nome?! - Ela diz apontando para a assinatura do tritão enquanto ri.

Eles seguem então em direção ao ferreiro, para falarem com o velho dono do barco. Chegando lá, o homem os recebe, e fica conversando com Eleanora, enquanto Phil decide se aventurar novamente na forja. Com seu tronco desnudo, e sua pele brilhando sob a luz dançante das chamas, o tritão trabalha. A partir do machado que havia feito, ele cria um novo, chamado diálogo, que com certeza resolveria muitos probelmas no futuro.

Phil botava em prática todos os novos conhecimentos que adquiriu com aquele ancião, que o olhava orgulhoso. Mas disfarçava assim que o tritão terminava sua nova arma, ele se gaba para o velho, que o olha com sarcasmo e diz.

- É, dá pro gasto. Diálogo hein? Não é que você é engraçadinho. - Ele diz dando uma risada e continua conversando com Eleanora. - Ahh, sim, aquele barco era de meu pai, ele usava para pescas, depois que morreu eu quis usar para sair em grandes aventuras... Mas os sonhos desse jovem tolo morreram junto com minha amada. Decidi ficar, não fazia sentido velejar pelos mares sem ela. Agora quero vender aquela tranqueira, só me lembra de um passado dolorido. - Seus olhos encaravam o horizonte, até onde sua visão alcançava, sonhando com o mar e as aventuras que nunca teve chance de viver.
Histórico:
 

Imagens:
 

Considerações:
 

Lista de Compras:
 

Off:
 
       

POST 22
XIII

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Última edição por Milabbh em Seg 17 Ago 2020, 13:15, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Muffatu
Game Master
Game Master
GM.Muffatu

Créditos : 32
Warn : Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2020
Idade : 34
Localização : Newberry - West Blues

Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: Una Regazza Chiamata Pericolo   Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 EmptyTer 11 Ago 2020, 16:12

Capítulo 1:

Caminhando no vale do sol



A conversa era boa por ali. O velho contava sobre a sua vida e de fato era bem triste. Pelo visto desde que sua esposa se foi, ele ficou bem chateado. E era claro que o passado dele tinha marcas, pensando nisso eu olharia para Eleonora e diria:

- Se quer um bom barco, pode comprar! OrKKKKK

Eu não poderia simplesmente fazer “Lelê” comprar o barco do velho por um capricho meu. Era claro que eu achava um ótimo trabalho, eu que fiz. Ninguém faria um barco melhor que esse por ali. Era uma obra prima. Mesmo assim, era um valor alto que eu não tinha condições de pagar, e certamente não seria algo que Eleonora compraria, a não ser que ela tivesse mesmo a intenção de sair da ilha comigo, o que seria uma ótima opção para se livrar das garras da Raposa que deveria vir com tudo para cima dos Salvatore e dos Matuvarios após o que estaria por vir.

Além disso, seria um ótimo meio de chegar até Bingo Bingo, claro que eu precisaria de uma tripulação maior que somente eu e Eleonora para essa viagem, mas nada que não pudéssemos reunir, acredito eu. Deve haver muitos homens por ali que levam em seu peito a intenção de viajar para lugares maiores.

Após a conversa aguardaria as reações de Eleonora, caso ela comprasse o navio, falaria:

- Jura?! Estou muito feliz por sua compra Eleonora. Fico lisonjeado!

Caso ela não comprasse, eu diria ao velho ferreiro:

- Olha, caro amigo. Eu encontrarei um comprador para esse navio, fique tranquilo!

Durante a noite, levaria Eleonora para ver a botica reestruturada e então de lá poderíamos ir para onde a pequena desejasse...

bichaelson

|
Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


“Aventuras”:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
DarkWoodsKeeper
Membro
Membro
DarkWoodsKeeper

Créditos : 6
Warn : Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 10010
Data de inscrição : 27/06/2020

Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: Una Regazza Chiamata Pericolo   Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 EmptyTer 11 Ago 2020, 17:05



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Nome do bando???
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]




Minha evolução em conhecimentos médicos deu um espantoso salto graças ao Doutro Roy. Fiz questão de agradecer mais de uma vez enquanto estudava ali. Era incrível ter montanhas de livros (literalmente) ao meu dispor. Era a primeira oportunidade desde que saí de casa que pude estudar em paz.


- Er... Dr. Roy? - eu falaria, um pouco envergonhado - Será que eu posso fazer anotações desse livro para levar comigo? - eu falaria, apontando para um livro de Anatomia Humana. Eu queria continuar estudando e, para isso, levar um livro comigo seria uma boa ideia.


O tamanho dos livros, porém, era um pouco... inacessível para mim. Então, eu faria rápidas anotações e desenhos em meu caderno no restante do tempo que eu tinha na clínica. Eu as usaria para continuar estudando depois.


Eu também  me perguntava como Phil e Eleanora estavam naquele momento... Estariam esperando por mim? Quanto tempo mais ficaríamos juntos? Eu sabia que nossos caminhos se separariam em breve, mas eu havia aprendido a gostar da companhia deles.


"Espero que eles estejam bem..."










Histórico:
 

Status:
 

Técnica Utilizada:
 

Objetivos:
 

Consideração:
 

off:
 

                                       
DAMAGE: 5




____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: Una Regazza Chiamata Pericolo   Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 8 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Una Regazza Chiamata Pericolo
Voltar ao Topo 
Página 8 de 9Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: West Blue :: Newberry City-
Ir para: