One Piece RPG
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Enuma Elish
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 0:10

» [MINI-ARTHURBRAG] COMEÇANDO UMA AVENTURA
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 0:04

» [Kit - Makei] Red Saber/Mordred Pendragon
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 Emptypor Makei Hoje à(s) 0:02

» O que me aguarda em Ponta de Lança? Espero que belas Mulheres, hihihi
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 Emptypor Pippos Ontem à(s) 23:31

» Xeque - Mate - Parte 1
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 Emptypor TheJoker Ontem à(s) 23:26

» Arco 5: Uma boa morte!
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 23:12

» Supernova
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 22:34

» I - O bêbado e o soldado
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 Emptypor Masques Ontem à(s) 21:39

» Capítulo I: Raízes Perdidas
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 21:30

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 Emptypor Furry Ontem à(s) 21:10

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 Emptypor Achiles Ontem à(s) 20:27

» Drake Fateburn
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 Emptypor CrowKuro Ontem à(s) 19:59

» Hermínia Hetelvine
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 19:51

» Akira Suzuki
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 19:49

» Sette Bello
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 19:46

» Bell Farest
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 Emptypor Far Ontem à(s) 19:43

» Alipheese Fateburn
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 19:31

» As mil espadas - As mil aranhas
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 Emptypor Noelle Ontem à(s) 19:08

» The One Above All - Ato 2
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 Emptypor Thomas Kenway Ontem à(s) 18:54

» Seasons: Road to New World
Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 Emptypor GM.Muffatu Ontem à(s) 18:28



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Una Regazza Chiamata Pericolo

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Una Regazza Chiamata Pericolo   Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 EmptySeg 20 Abr - 11:51

Relembrando a primeira mensagem :

Una Regazza Chiamata Pericolo

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Phill Magestic. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Milabbh
Narrador
Narrador


Data de inscrição : 13/04/2020

Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Una Regazza Chiamata Pericolo   Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 EmptyQua 29 Jul - 14:11




narração - una regazza chiamata pericolo


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Mansão Matuvarius - 18:30

Ballu se sentia apreensivo, porém feliz com essa tal de carona no bolso, a vista era impagável lá de cima, e era bem mais seguro para ele também. O pequeno queria uma kunai, o que seria de um médico sem seu bisturi, certo? Após providenciarem uma arma para ele, estavam de volta na mansão, onde Ballu pensava sobre seu caderno perdido, talvez ele devesse perguntar para Eleanora, ela parecia gentil, e em uma mansão, eles com certeza teriam um caderno obsoleto.

Os parceiros bem vestidos e devidamente acomodados, ou quase, ficavam agora na presença dos ilustres cavalheiros mafiosos de Newberry, era hora de tratar de negócios. Contudo, era difícil para o pequeno Ballu, que inclusive, até então nem havia sido percebido por Don, que quando chega mais perto, exclama.

- Opa! Quem é esse diminuto? - Ele aponta para Ballu, apertando os olhos para enxergá-lo melhor. Phil, vendo a cena, se apressa e trata de respondê-lo, explicando da onde veio o pequenino. - Interesante a criaturinha. Pois bem, continue rapaz. - O homem encara o tritão, esperando sua explicação.

Tomando a frente, para o alívio de Ballu, Phil começa sua fala, com sua classe e elegância de sempre, se dirigindo ao chefe da família Salvatore. Após ouvir tudo, Don se levanta e caminha até uma cinzeira, descartando as cinzas de seu charuto e falando.

- Escravocratas sim? A tal da raposa vem em minha cidade querendo destruir a minha família e ainda escraviza criaturas como esse pequenino?! - Ele diz perdendo sua pose elegante, começando a alterar sua voz. Todos os que conheciam o homem, sabiam que ele não tolerava injustiças com criaturas indefesas. A raiva estava estampada em seu semblante e ele continuava. - Quero saber tudo sobre esses calhordas! Onde é a base deles? Vamos explodir em 1000 pedaços. Começando por esse barco horrível que me descreveu Phil! - Ele respirava de forma pesada, e se aproximava da estranha dupla, que sentavam no canto da mesa. - Vocês devem ter se sentido péssimos vendo e vivendo tudo aquilo, eu sinto muito. Mas não se preocupem, daremos um jeito nesses desgraçados!

Ele se afasta novamente, respirando fundo e arrumando seu terno, olhando pela janela, para ver o sol quase todo escondido na linha do horizonte agora. O céu rosa-azulado criava uma iluminação dramática no escritório, enquanto Phil falava com o chefe, oferecendo seus serviços. Don pensa um pouco, levando sua mão à nuca e dizendo.

- Tem sim rapaz, a marinha possui uma loja a algumas ruas daqui, nada muito requintado, é só uma botica de quinta categoria. Mas isso é só uma fachada, minhas fontes confirmaram que aquele lugar pertence na verdade à Raposa, e que alguns marinheiros da cidade estão de conluio com eles. - Tragando seu charuto, ele se vira olhando para os dois espécimens diferentes e continua. - Gostaria que vocês tomassem a loja. Sei que você deve dar conta grandão, mas você acha que consegue pequeno? - Ele olha para Ballu, exalando a fumaça, que cobria seu rosto, aguardava sua resposta, e seguiria. - Pois bem, por hoje é só, podem se retirar os dois. Amanhã a ação deve acontecer na botica, espero relatórios bons. Enquanto isso, planejaremos nosso ataque contra os malditos escravocratas.

Os dois então saem da sala, deixando os 3 homes conversando. Eleanora se encontrava ao pé da escada, esperando por eles, quando os avista, ela se adianta em sua direção e fala.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


- Como foi? Don deve ter ficado furioso né? - Ela diz olhando para a porta, depois para os dois e continua. - O jantar já está servido, podemos ir comer! Não se preocupem com os poderosos senhores, quando eles entram ali, comida é a última coisa que pensam. - Ela sorri e os guia para uma outra sala, que possui uma enorme mesa de madeira, abarrotada com as comidas mais deliciosas. Algumas empregadas estavam espalhadas pelo cômodo, de pé ao lado de pequenas mesinhas, que sustentavam molhos e bebidas. - Bem, podem atacar, eu não sei vocês, mas eu estou faminta! - Ela diz servindo seu prato.


Histórico:
 

Imagens:
 

Considerações:
 

Lista de Compras:
 

Off:
 

                                     


Última edição por Milabbh em Seg 17 Ago - 12:57, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Muffatu
Game Master
Game Master
GM.Muffatu

Créditos : 41
Warn : Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 10010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2020
Idade : 34
Localização : Newberry - West Blues

Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Una Regazza Chiamata Pericolo   Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 EmptyQui 30 Jul - 14:43

Muffatu Presents

Mas o que foi isso?




Agora era a hora de começar a construir então a caminhada para a famiglia. Don Salvatore queria a derrubada da Raposa tomando a loja falsa dos marinheiros. Faria algo prazeroso em dobro, tomar um comércio para mim e também derrubar um ninho de escravocratas.

Aqueles homens pagariam caro por escolherem aquele rumo de vida. Olhava para Ballu que já tinha agora vestes belas com ele. E então com o convite de Eleonora, partiria para o jantar, feliz e belo, e com muita etiqueta.

Colocaria o imenso guardanapo sobre meu colo e então começaria a comer o banquete. Procuraria por carnes e bebidas para que pudesse relaxar naquele momento.

Assim que terminasse o jantar, olharia para Ballu e então diria:


- Ballu, eu vou descansar, e como eu gosto de ficar relaxado eu acabo dormindo do lado de fora. Caso queira dormir aqui, certamente terão uma casinha para você. Aliás, acho que podemos pedir a Eleonora uma casinha de bonecas para você. Assim poderemos sempre ter um lugar para deitar.

- Amanhã por volta das 8 horas da manhã estaremos de pé. Vamos buscar sua arma e então vamos tomar a loja para nós. Esteja pronto, e tenha coragem. Sei que pode nos ajudar.

- Eleonora, você vem conosco, certo?


No outro dia pela manhã, acordaria acreditando ser por volta das sete e meia, quize para as oito da manhã. Iria conferir em meu relógio. Seguiria até a cozinha para tomar uma caneca de café e seguir com Ballu e Eleonora até o ferreiro.

Pagaria pela arma e então pegaria e a colocaria no bolso, onde estaria Ballu, caso ele quisesse, e seguiria até a loja onde a Raposa toma conta. Ao chegar por lá olharia para ver quantos marinheiros haviam ali dentro. E então após isso eu iria falar para os homens que estivessem por ali:


- Vocês podem escolher. Saiam daqui, deixem a loja para mim e não morram. Ou tentem ficar por aqui e paguem o preço de sua escolha ridícula, senhores. Eu não acredito que gostariam de enfrentar a ira de meus pensamentos, de uma jovem garota e de um homem elegante que pode e vai matar vocês. Como faremos, senhores?


bichaelson



Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


“Aventuras”:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
DarkWoodsKeeper
Membro
Membro
DarkWoodsKeeper

Créditos : 6
Warn : Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 10010
Data de inscrição : 27/06/2020

Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Una Regazza Chiamata Pericolo   Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 EmptyQui 30 Jul - 15:44



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Nome do bando???
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]





A mesa era imensa e estava repleta de comida. Era um banquete colorido e chamativo que eu com certeza nunca havia visto igual. Os aromas se complementavam em um convite que eu não poderia negar. Busquei um canto na mesa onde nele eu pudesse me sentar e servi meu prato (acredito que era algum tipo de  tampa), agradecendo pela comida com um sorriso discreto para Eleanora.


Após a refeição, recolhi minhas roupas antigas, que secavam na fonte de água do lado de fora. Por mais que eu gostasse de experimentar aquele estilo de vida extravagante, mal podia esperar para vestir as roupas que meu pai fizera especialmente para mim. Minha vida era bem mais… simples, por assim dizer.


Phil avisou que dormiria do lado de fora e que eu poderia me acomodar dentro da casa. Respondi com um aceno de cabeça e um leve sorriso.



“Preciso recuperar meu dinheiro de alguma forma, preciso pagar a arma que Phil comprou para mim”


Ele disse que eu poderia ajudar de alguma forma, e eu realmente esperava que eu conseguisse.


No dia seguinte, acordaria e seguiria Phil para a loja onde pegaríamos minha arma. Dessa vez, eu agradeceria Phil, mas diria que caminhar um pouco:


-Acho que fará bem para minhas pernas, afinal, eu fiquei trancado por vários dias. -  eu diria em tom amistoso, agradecendo pela oferta de carona.


Quando Phil começasse a ameaçar os marinheiros , eu estaria com um olhar neutro. Eu podia ser tímido, mas não era covarde. Se houvesse luta, eu faria minha parte.










Histórico:
 

Status:
 

Técnica Utilizada:
 

Objetivos:
 

Consideração:
 

off:
 

                                       
DAMAGE: 5

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] 44[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] 62[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] 7

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milabbh
Narrador
Narrador
Milabbh

Créditos : 38
Warn : Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 10010
Data de inscrição : 13/04/2020

Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Una Regazza Chiamata Pericolo   Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 EmptySex 31 Jul - 12:59




narração - una regazza chiamata pericolo


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Botica - 8:45h

Phil se sentia alegre, não era todo dia em que uma oportunidade como aquela caía em seu colo, por isso, estava decidido a fazer cada segundo de sua missão contar. Os dois seguem Eleanora até a sala de jantar. O tritão com seu imenso apetite, o saceia com carnes e bebidas, já o pequeno Ballu, sendo um pouco mais modesto em sua alimentação, serve sua pequena tampa.

Uma vez satisfeitos e conversados, Ballu pega suas antigas roupas, mais simples, porém, infinitamente mais práticas. Phil olha para ele e diz que vai dormir no quintal mesmo, e avisa que irão sair às 8 para passar no ferreiro e de lá irem para a loja. Se voltando agora para Eleanora, Phil lhe faz uma pergunta e a mesma o responde prontamente.

- Achei que não pediria nunca. É claro que vou!! - Ela diz com os braços cruzados e um enorme sorriso.

Quando termina de falar, ela guia Ballu para um quarto onde jazia uma casa de bonecas, mas não era qualquer uma. Até o brinquedo era luxuoso nesta mansão, e serviria perfeitamente para o pequenino naquele momento. Deitado na cama que anteriormente pertencera a alguma boneca controlada por Eleanora, o pequeno pensava em formas de ser útil para as pessoas que lhe ajudaram, adormecendo aos poucos.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Descansados no dia seguinte, Phil se levanta tentando imaginar as horas, ele chuta 7:30 e acerta em cheio, seu relógio marcava a hora exata, o tritão estava realmente bom nesse negócio de saber o tempo. Ele toma seu café na cozinha, com Ballu e Eleanora em seu encalço e eles seguem até o ferreiro. Uma vez lá, o velho olha para os presentes e diz.

- Bom, agora eu sei porque você queria uma arma tão pequena hehehehe. Vocês são um bando muito estranho, mas de qualquer forma, aqui está a arma. - Ele diz se encaminhando para o grupo e entregando a arma em troca do dinheiro. Ele avistou Ballu, mas não parecia surpreso, tampouco interessado no valor comercial da criatura e continua. - Presumo que lhe verei de novo, parece que eu tenho um ímã pra gente estranha. - Fala em tom de resmungo enquanto entra novamente para sua casa, escondendo um sorrisinho.

Eles vão para a Botica indicada por Don. Ao chegarem lá, com Ballu já em posse de sua arma, eles avistam por fora 2 marinheiros, mas ao entrarem percebem que são 4, haviam outros dois na parte de trás da loja. Ouvindo as palavras de Phil, os homens riem e falam.

- Seu pensamento? Que merda você tá falando tritão nojento? - Até o momento, nenhum deles parecia te notado Ballu, entre uma bela ruiva e uma orca de quase 8 metros, o pequenino passava despercebido, talvez estivesse em vantagem. Qual seria o próximo movimento do estranho grupo?
Histórico:
 

Imagens:
 

Considerações:
 

Lista de Compras:
 

Off:
 

                                     

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Última edição por Milabbh em Seg 17 Ago - 13:02, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
DarkWoodsKeeper
Membro
Membro
DarkWoodsKeeper

Créditos : 6
Warn : Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 10010
Data de inscrição : 27/06/2020

Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Una Regazza Chiamata Pericolo   Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 EmptySex 31 Jul - 14:38



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Nome do bando???
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]





"Ah! O pensamento! Entendi!"


Era a minha deixa.


Eu havia notado que minha presença passara despercebida e, com isso, decidi me esgueirar próximo à parede, passando por baixo de móveis de madeira e me aproximando rapidamente, mas de maneira furtiva, dos pés de um dos integrantes daquele grupo. Amarraria seus cadarços juntos (se tiver) e estaria preparado para desviar e me esconder se fosse percebido.


Em seguida, procuraria uma prateleira (ou uma mesa, se não houvesse a primeira) e escalaria por trás dela. Em seguida, empurraria ela com meus pés, apoiando minhas costas contra a parede, e tentaria derrubá-la na direção dos bandidos, esperando acertar pelo menos um deles. Se algo desse errado, saltaria para trás e procuraria um esconderijo.


Por fim, caso eu ainda estivesse despercebido, pegaria minha Kunai e atacaria um dos vilões distraídos com sua parte não cortante, saltando e acertando sua nuca com o objetivo de desacordá-lo ou ao menos atordoá-lo. Ao chegar ao chão, rolaria para baixo de algum móvel ou para as sombras.


Se tudo desse certo, eu não seria notado em nenhum momento. Caso contrário, estava pronto para esquivar e me preparar para um contra-ataque.


"Bom, melhor aproveitar enquanto Phil os distrai... Vamos lá!"


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]









Histórico:
 

Status:
 

Técnica Utilizada:
 

Objetivos:
 

Consideração:
 

off:
 

                                       
DAMAGE: 5

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] 44[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] 62[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] 7

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Muffatu
Game Master
Game Master
GM.Muffatu

Créditos : 41
Warn : Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 10010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2020
Idade : 34
Localização : Newberry - West Blues

Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Una Regazza Chiamata Pericolo   Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 EmptySeg 3 Ago - 16:27

Capítulo 1

Uma boa aquisição?




Eram quatro idiotas por ali. Pelas minhas contas em alguns minutos aquilo estaria tudo resolvido, talvez até menos que isso. Se o pequenino tinha percebido minha deixa, ele teria agido enquanto os homens mediam a mim e a Eleonora. Claro que não poderia só contar com isso.

Ao ver que o homem zombou de nós, eu olharia para ele e com bastante calma em minha voz diria da forma mais encantadora possível.


- Você deveria ter aceitado a minha oferta… Tudo bem, pagaremos com ossos. Educação, Eleonora. Vamos limpar a loja dessa imundice, por obséquio.

Tomaria a marreta em minhas mãos e mirando o mais perto de mim já o atacaria com toda a minha força mirando o meio de seu corpo para que fosse derrubado, se possível já morto, eliminando a escória por ali. Caso ele tentasse se proteger bateria mais uma vez até acertar o rapaz. Enquanto tentasse isso, deixaria o meu corpo inteiramente rígido para que se por um acaso ele tentasse me acertar os danos fossem o mais superficiais possíveis, ao mesmo tempo usaria minhas pernas e meu braço livre para que pudesse bloquear algum de seus ataques.

Caso um deles estivesse portando alguma arma branca eu usaria a marreta para proteger meu corpo e então puxaria o machado para a outra mão, assim poderia usar meus dois braços para bater e me proteger ao mesmo tempo. Se ele atacasse usando alguma de suas armas eu me protegeria usando a marreta e então buscaria o acertar com o machado. Nesse caso o meu ataque seria em suas pernas. Afinal de contas, quanto menos em combate, melhor.

Caso ele tentasse algum chute ou um soco, eu me protegeria com as pernas e o atacaria uma vez com cada uma das armas, tentando terminar de vez com ele.

Partiria para cima do próximo e sem pestanejar atacaria como pudesse usando meu machado na lateral, da esquerda para a direita e usando a marreta de cima para baixo mirando o homem em minha frente, caso ele se esquivasse para trás eu tentaria acertar o próximo oponente e então voltaria para ele.

Contava com a astúcia de Eleonora e sua arma para que pudesse dar cabo em ao menos um dos marinheiros.
Caso tentassem ir para cima de Eleonora eu me jogaria no chão protegendo a mulher e iria fingir morder um deles.

Caso um dos homens tentasse correr eu tentaria acertar minha marreta em sua perna para que não conseguisse andar.

Minha tática era acabar com cada um dos marinheiros sem sobrar nenhum deles vivo e de preferência deixar claro que a loja tinha novo dono, e não era nenhum desses malditos escravocratas.

Caso um dos homens tivesse uma arma de fogo, esse seria minha primeira opção. Mesmo que me ferisse, mesmo que eu ficasse com alguma cicatriz, eu protegeria os dois ali e acabaria com a raça do homem armado. Atacando-o por todos os lados possíveis usando a “Educação”.

Então quando a batalha estivesse quase ao fim, sobrando apenas um deles, diria:


- Meu consagrado. Deveriam ter aceito a oportunidade. Sairiam bem melhor. Ao menos sem nenhum osso quebrado ou cabeça doendo. Você pode ir, espinha na bunda da menor ameba do universo. E não volte mais. E se alguém tentar algo com essa loja, eu volto para bater na sua família. ESTAMOS ENTENDIDOS?

E pouco importava se isso acabaria me dando algo negativo, agora eu poderia ter meu primeiro comércio e consequentemente, começaria a escrever os nomes pelo mundo. Quanto a Ballu e Eleonora, eu conferiria para ver se estavam bem, se não estavam feridos ou algo do tipo. Caso a batalha continuasse, eu estaria pronto para o que viesse… E quantos viessem. E quantos viessem.



bichaelson



Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


“Aventuras”:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milabbh
Narrador
Narrador
Milabbh

Créditos : 38
Warn : Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 10010
Data de inscrição : 13/04/2020

Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Una Regazza Chiamata Pericolo   Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 EmptyTer 4 Ago - 1:07




narração - una regazza chiamata pericolo


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Botica - 9:00h

Ballu entendera a estranha fala de Phil, usando sua vantagem, ele se esgueira pelas sombras, deixando que os grandões ficassem distraídos com seus companheiros. Ele habilmente, e sem ser notado ainda, amarra os cadarços de um dos homens, que desajeitado, cai aos pés de Eleanora. A ruiva, sem pestanejar, lhe dá um forte chute na têmpora, causando um desmaio instantâneo.

Ela então se vira para os outros, ficando atenta, mas não era como se precisasse. Um dos homens encontrava seu fim com o enorme tritão, que com destreza e até certa delicadeza, brandia sua marreta, mirando no centro do peito de seu adversário. O barulho ensurdecedor do esterno e algumas costelas se quebrando, o sangue que se espalhou pelo chão e a imediata falta de ar sentida pelo marinheiro eram toda a confirmação necessária, aquele estava fora de combate.

Após dar cabo desse, Phil buscava seus companheiros pela sala, mas o que encontrou não era agradável, os dois homens restantes vinham em sua direção. Um armado com uma longa espada e o outro com uma arma de fogo. Sem tempo de reagir, um tiro de raspão acerta a dura pele da orca, que fica mais surpreso do que machucado. O outro já vinha empunhando sua espada, quando ouviram um estrondo. Uma mesa atrás deles acabara de tombar com bastante força no chão, os homens confusos encaram a cena.

Phil não espera para agir, indo em direção ao homem com a arma de fogo, ele dá um golpe firme de baixo para cima, acertando o queixo do oponente. Sangue mais uma vez infestava o local, uma provável amputação de língua acabara de ocorrer. Sem contar os inúmeros dentes quebrados ou rachados, assim como seu maxilar. O homem vai ao chão, convalecido.

Ballu fica incumbido de dar cabo do último homem, que avançava em sua direção. Infelizmente o pequeno não conseguiu achar esconderijo a tempo depois de derrubar a mesa. Com a ponta de sua lâmina, o marinheiro corta o ar, atingindo o tontatta, dando-lhe um corte superficial na barriga. Astutamente, o pequeno corre espada acima e pula sobre ombro do inimigo, lhe dando uma coronhada na nuca com sua kunai.

Atordoado, o homem se senta olhando para os lados, claramente assustado. Phil se aproxima e fala com ele. Se encolhendo e largando a espada, ele balança a cabeça afirmativamente enquanto tenta se levantar cambaleando. Eleanora vai até seus companheiros e diz.

- Vocês estão bem?... BALLU!!! O que houve?? Toma, faça pressão na ferida pra não sangrar. - Ela diz preocupada, rasgando um pedaço da barra de seu vestido rapidamente e entregando para o pequeno.

Agora restava um apagado no chão, o que fariam com o marinheiro? Ballu tinha um corte na barriga, Eleanora parecia bem e eles tinham uma botica nova, contudo, acabaram de matar um marinheiro, e deixar outro em estado grave. A marinha não seria benevolente. O que fariam agora?
Histórico:
 

Imagens:
 

Considerações:
 

Lista de Compras:
 

Off:
 

                                     

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Última edição por Milabbh em Seg 17 Ago - 13:03, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
DarkWoodsKeeper
Membro
Membro
DarkWoodsKeeper

Créditos : 6
Warn : Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 10010
Data de inscrição : 27/06/2020

Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Una Regazza Chiamata Pericolo   Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 EmptyTer 4 Ago - 16:29



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Nome do bando???
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]




Com o grito de Eleanora, a realidade veio a mim como o acender de uma lâmpada. Eu estava sangrando. Porém, eu mal percebi, pois uma realidade ainda mais tenebrosa havia tomado minha mente. O sangue dos marinheiros mortos pintava o estabeleciemnto. Seus corpos estavam caídos e cobertos de ferimentos. Um deles tinha o rosto desfigurado.


"O que..."


Minha mente estava em turbilhão. Eu nunca havia visto um cadáver antes... Muito menos de alguém que foi morto na minha frente... Tudo aquilo era real? Eu não conseguia processar aquela informação direito. Mas eles mereciam isso, não? Porque eu me sentia daquela forma?

Eleanora me entregou o pedaço de tecido e eu pressionei contra meu abdome, agora dolorido e ensanguentado. Nada que havia se passado em minha mente transparecia, eu estava no meu estado neutro de sempre.

-Obrigado... - Foi tudo que consegui dizer... Mantendo minha indiferença no exterior.

Não ia demonstrar o que estava pensando. Era a única maneira de ajudar, certo?

Empurrei todos os meus pensamentos para o fundo de minha mente e me foquei em minha ferida. Talvez eu pudesse amenizá-la, só precisava do local e dos instrumentos certos.









Histórico:
 

Status:
 

Técnica Utilizada:
 

Objetivos:
 

Consideração:
 

off:
 

                                       
DAMAGE: 5

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] 44[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] 62[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] 7

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Muffatu
Game Master
Game Master
GM.Muffatu

Créditos : 41
Warn : Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 10010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2020
Idade : 34
Localização : Newberry - West Blues

Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Una Regazza Chiamata Pericolo   Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 EmptyTer 4 Ago - 16:34

Capítulo 1

Uma boa aquisição?




Havia sido uma batalha rápida até. Um dos malditos tinha uma arma e não teve receio em usar, por sorte o couro duro me protegeu do pior e um arranhão na perna seria mais uma das minhas aquisições. Até o final da vida eu teria escrito uma receita de bolo com tantos arranhões na perna.

Ao contrário de mim, o pequeno Ballu parecia machucado. E mais que isso, a loja estava uma zona, os marinheiros mortos e um pouco de vermelho pintando o ambiente. Em breve a marinha teria conhecimento, mas não poderiam fazer muito por seus homens, visto que eram esses malditos todos reunidos… Precisava dar um jeito tanto na loja quanto na situação de Ballu. Olha para a maravilhosa ruiva que andava comigo e digo.


- Eleonora, leve Ballu até a clínica. Ele vai conseguir ser cuidado por ali, e ele me disse que era médico. Ele pode até mesmo ajudar por lá enquanto eu arrumo essa bagunça. Esse outro aí eu vou amarrar e ter uma conversa com ele, os outros eu vou levar para o armazém e durante a noite eu levo o lixo para fora. Vou limpar a botica e dar um nome a ela. Devo passar o dia aqui, deve dar para cuidar do mini doutor, caso ele precise de maiores cuidados, lógico.

Procuraria uma corda ou correntes por ali para prender o infeliz, amarraria ele de todos os jeitos possíveis para que ele não escapasse dali, nem com a maior força do mundo.

Com o sobrevivente amarrado, procuraria um saco grande ou um plástico grande o bastante para colocar todos ali e dar algumas voltas parecendo lixo, realmente. Procuraria um comunicador por ali. Caso tivesse um eu o levaria para mim, com ele tentaria comunicar-me com Jhonny e fazer o relatório da ação. Diria também, caso conseguisse, que tivemos problemas com corpos que precisaria desovar…

Caso conseguisse falar com Jhonny aguardaria o time da limpeza que certamente viria. Caso fosse incumbido de fazer isso, manteria o plano inicial.

Procuraria por produtos de limpeza, baldes, vassoura etc. Limparia cada pedaço daquele ambiente tendo certeza de que não ficaria nada muito sujo por lá, sem sinal de sangue pelo menos. Os bens dos marinheiros seriam colocados à venda. Armas na verdade. Caso tivessem dinheiro ou outros bens mais valiosos também seria utilizado. O dinheiro iria para o caixa da loja, os bens iriam para a venda, e as roupas ficariam com eles.

Depois de ter feito isso eu então iria ter uma conversinha com o rapaz que aguentou o baque. Falaria para ele:


- Então, caro vendedor de seres. Você poderia fazer dois favores para mim, não é. Eu vou te deixar ir. Mas não quero que se sinta mal… Eu tenho algumas coisas aqui. Esse machado por exemplo, e essa marreta. Essa marreta chama Educação, pois resolvo meus problemas dessa maneira. Entende o que quero dizer?

Com a marreta no meu ombro continuaria a conversa

- Não quero muita coisa, ok? Vou te perguntar quantos mais postos tem. E onde tem alguma outra dessas… Lojas de vocês? E sim, eu quero uma mais chique. Não importa onde seja. Grand Line, Blues, Novo Mundo. Quero saber também quem é o seu líder, só o nome já está de bom tamanho. Para cada vez que me enrolar eu marreto uma parte de seu corpo. Pé esquerdo, pé direito. Joelhos… Coxa… Mãos, antebraço, braço. O meio das pernas e por último sua coluna. Eu vou deixar você vivo, só vai sofrer muito. Tudo bem? Então vamos lá… Vai responder, ou eu vou bater?



bichaelson



Histórico:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


“Aventuras”:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milabbh
Narrador
Narrador
Milabbh

Créditos : 38
Warn : Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 10010
Data de inscrição : 13/04/2020

Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Una Regazza Chiamata Pericolo   Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 EmptyQua 5 Ago - 2:46




narração - una regazza chiamata pericolo


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Botica - 10:30h

A cena dentro da loja era a mesma, porém, dependia da perspectiva de cada um. Para Ballu, um pequeno ser de 15cm com coração mole, aquilo era uma quantidade absurda de sangue, ele mal dava importância para seu próprio ferimento, uma vez que os homens que jaziam no chão, lhe rendiam choque muito mais devastador. Seus ferimentos e a possibilidade de serem cadáveres assombravam o pequeno tontatta, que confuso aceitava o lenço de Eleanora e a agradecia, tentando achar conforto em pensar que aqueles homens mereciam o fim que tiveram, focando em seu próprio ferimento, ele é arrastado de volta a realidade, sentindo uma ardência no local atingido.

Já para o enorme tritão, a quantidade de sangue ali não era mais do que a que é gerada ao se arrancar uma casquinha de ferida. Olhando em volta, ele relembrava a batalha, a marinha precisava de soldados mais capacitados, ou talvez mais leais... Vendo que seu mini companheiro havia se ferido, Phil solicita que Eleanora o leve para a clínica, a ferida era superficial, mas não era possível saber se a lâmina estava envenenada, por exemplo. O pensamento sagaz da orca pode ter salvado Ballu, ou apenas lhe rendido uma caminhada para fora do local. De qualquer forma, Eleanora responde.

- Levarei ele sim Phil, não está parecendo muito bem, e não só fisicamente... - Lançava um olhar preocupado em direção à Ballu, que fazia pressão no ferimento enquanto encarava frascos vazios na prateleira em frente. - Tome cuidado você também, ouviu? Voltamos assim que acabarmos. - Ela diz oferecendo suas mãos em forma de concha para que o pequeno médico pudesse subir. Os dois saem então pela porta, indo em direção à clínica e deixando Phil com seu novo colega.

Em posse de uma corrente qualquer que achara próxima da porta, o tritão amarra seu refém, como se estivesse amarrando barbante naqueles frangos assados. Impossibilitado de sair, e ainda desacordado, o homem recostava em uma pilastra. Entrando em contato com Jhonny, Phil recebe sua resposta.

- Sinto muito meu amigo, dessa vez terá que cuidar disso sozinho, não podemos atrair muita atenção para nós no momento, estamos voando baixo por enquanto. Mas fico feliz de saber de seu sucesso, estão todos bem?

Após a conversa, o tritão inicia a limpeza. Dobrando suas mangas, e olhando em volta, ele avista cortinas e tapetes, seriam suficientes para cobrir os corpos de forma discreta. Depois de se livrar da parte mais grosseira do trabalho, Phil podia se concentrar nos pormenores. Conseguiu saquear os marinheiros, arrecadando uma arma de fogo e 2 espadas, além de 45.000 Berries! Limpou impecavelmente cada canto da loja, quando terminou, aquele lugar estava mais limpo do que jamais estivera antes. Cheirava a flores e a madeira do piso até brilhava depois de tamanha força empregada para poli-la.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Enquanto Phil conferia seu trabalho, o marinheiro acorda, confuso com o que acontecia, ele encara seu sequestrador, que lhe faz algumas ameaças, ostentando a marreta em seu ombro. O homem já parecia aterrorizado o suficiente estando sozinho ali, sacar a arma só piorava sua situação.

- N-n...não me bata p-por fav-vvor!! Eu imploro, não sei muito sobre a organização, só estou aqui pelo dinheiro. Sei que eles têm uma casa noturna e algumas lojas espalhadas na Grand Line. - Ele dizia encolhido olhando assustado para o tritão, e completava. - É tudo que sei, eu juro!!

Será que Phil acreditaria no testemunho do marinheiro? E Ballu, se recuperaria do choque e de seu ferimento que pode ou não ter sido envenenado? Tudo isso e muito mais, sexta-feria....
Histórico:
 

Imagens:
 

Considerações:
 

Lista de Compras:
 

Off:
 

                                     

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Última edição por Milabbh em Seg 17 Ago - 13:06, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
DarkWoodsKeeper
Membro
Membro
DarkWoodsKeeper

Créditos : 6
Warn : Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 10010
Data de inscrição : 27/06/2020

Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Una Regazza Chiamata Pericolo   Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 EmptyQua 5 Ago - 20:32



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Nome do bando???
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]




Minhas roupas estavam úmidas com o sangue que escorria do corte em minha barriga. O líquido escarlate se confundia com o vermelho de minha túnica. Eu analisava o corte em relação a profundidade e extensão. Pontos provavelmente não seriam necessários. Talvez apenas um remédio para dor e um curativo já bastassem...

Se não fosse pelo leve balançar das mãos de Eleanora ao caminhar, eu teria esquecido que estava em movimento.Tirei os olhos da ferida e olhei para ela.

-Obrigado de novo, Eleanora... - eu falaria, mas, lembrando da cena na botica, desviaria o olhar e tentaria esquecer. Talvez olhar para a paisagem que passava ajudaria.

Quando a clínica estivesse visível, eu ficaria surpreso. Era tão parecida com uma casa que eu jamais imaginaria que lá dentro haveriam médicos e enfermeiros. Tinha uma pintura vermelha e um pequeno jardim bem cuidado na entrada, que dava um ar pitoresco ao local e me lembrava de casa.  Uma animação tomaria conta de mim, imaginando todo o conhecimento que ali estaria abrigado.

-Você acha que eles tem livros sobre sutura? Anamnese? Anatomia? Quantas pessoas trabalham ali? Parece um lugar bem arrumado! - falaria em tom entusiasmado para Eleanora, me ajoelhando em suas mãos e segurando em seus dedos para me apoiar e ver a clínica mais claramente. A dor provavelmente me colocaria sentado novamente, lembrando do machucado em meu abdome.

"Espero poder aprender enquanto me recupero, quem sabe eu até consiga ajudar!"










Histórico:
 

Status:
 

Técnica Utilizada:
 

Objetivos:
 

Consideração:
 

off:
 

                                       
DAMAGE: 5



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Una Regazza Chiamata Pericolo   Una Regazza Chiamata Pericolo - Página 7 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Una Regazza Chiamata Pericolo
Voltar ao Topo 
Página 7 de 9Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: West Blue :: Newberry City-
Ir para: