One Piece RPG
Hey Ya! XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» 10 Anos de OPRPG - Bingo!
Hey Ya! Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 11:55

» 1° Versículo - Gadeus, os Ateus do Gadismo!
Hey Ya! Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 11:12

» Cap. 2: Da alvorada ao Crepúsculo, os aspectos da liberdade surgem!
Hey Ya! Emptypor Wesker Hoje à(s) 9:00

» Draguren Hynno
Hey Ya! Emptypor OverLord Hoje à(s) 8:31

» Duncan Dellumiere
Hey Ya! Emptypor Wesker Hoje à(s) 7:11

» Aaron DeWitt
Hey Ya! Emptypor Yami Hoje à(s) 5:40

» There's no good man in the west
Hey Ya! Emptypor PepePepi Hoje à(s) 5:31

» [Mini-Shinki Karan] Ficha
Hey Ya! Emptypor Quazer Satiel Hoje à(s) 4:21

» O bando nasce! Nobreza contra ralé!
Hey Ya! Emptypor Aesop Hoje à(s) 3:24

» Hey Ya!
Hey Ya! Emptypor Megalinho Hoje à(s) 3:23

» Naomi Yumi
Hey Ya! Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 3:22

» Capítulo I - Despedida
Hey Ya! Emptypor GM.Noskire Hoje à(s) 3:16

» Capítulo I: Meu nome é Cory Atom! Filho de Kouha Atom
Hey Ya! Emptypor Kiomaro Roshiro Hoje à(s) 3:04

» Joe Kerr
Hey Ya! Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 2:38

» Bizarre Adventure: Welcome to the Jungle
Hey Ya! Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 2:34

» Laith Kinder
Hey Ya! Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 1:33

» Karyo Shen
Hey Ya! Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 1:30

» Noskire M. Hughes
Hey Ya! Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 1:27

» Alexsander Kaelum Colt
Hey Ya! Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 1:22

» Hizumy Mizushiro Mayan
Hey Ya! Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 1:20



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Hey Ya!

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 44
Warn : Hey Ya! 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

Hey Ya! Empty
MensagemAssunto: Hey Ya!   Hey Ya! EmptyDom 8 Mar - 13:58

Hey Ya!

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) caçadores de recompensa Mirutsu Haretsu e Kid Farway e da agente do governo Lilith BlackWater. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Skÿller
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Skÿller

Créditos : 10
Warn : Hey Ya! 10010
Masculino Data de inscrição : 11/08/2015
Idade : 24
Localização : seilá

Hey Ya! Empty
MensagemAssunto: Re: Hey Ya!   Hey Ya! EmptySex 13 Mar - 1:32

甘い
M
ais uma manhã começava e eu dava por terminado o meu treino diário com as últimas flexões. - 998... 999... 1000! - terminava me deitando no chão e olhando para o céu, havia acontecido tanta coisa nos últimos dias que pareciam ter passado meses.
Antes de realizar uma missão, o meu corpo pedia por algo diferente, algo mais afastado de tudo. Um dia de garota normal. Fui até ao banheiro para tomar um longo e demorado banho, certificando-me de que estaria bem limpa. - Fighting Gold… Jibun No Michi Wo Shinjita Mono Dake Ga... -cantaria durante o banho.

Assim que o banho estivesse terminado eu secar-me-ia lentamente e pararia ao chegar nas costas. Aos poucos começaria a lembrar da minha infância e um sentimento egoísta viria a tona em forma de lágrimas - Só queria reunir todo mundo de novo... Será pedir muito não ser abandonada? - abraçaria o meu próprio corpo, passando as mãos nas minhas tatuagens. Após alguns momentos, encerraria os meus punhos - Certo! A meta de hoje é fazer muitos amigos! - disse com um sorriso no rosto secando as lágrimas - Não adianta ficar triste, sei que um dia irei juntar todos de novo… - concluiria pensativa.

Vestiria minhas roupas e iria até Lenora, a qual eu abraçaria com toda a força possível - Pelo menos sei que você não me abandonará. - beijaria o rosto da grande bovina. Afagaria o pêlo dela lentamente enquanto andaria com ela até à saída do QG, aquele seria um dia de garotas, um dia de relaxamento. Assim que estivesse no exterior, montaria a minha companheira e colocaria o meu chapéu de cowgirl na cabeça. Admiraria o tempo por alguns instantes, então daria sinal para Lenora começar a andar.

Deixaria Lenora seguir um rumo qualquer, tendo cuidado para não passar por cima de pedestres, andando sempre no meio do caminho de forma a deixar espaço para as pessoas passarem e se desviarem pelos lados, deixaria ela andar lentamente pela ilha até parar em algum ponto específico. - Algum problema, Lenora?



Histórico:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

~Fala~
~Pensamento~

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Sabe por que caímos?
Para aprendermos a levantar.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Megalinho
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Megalinho

Créditos : 6
Warn : Hey Ya! 10010
Masculino Data de inscrição : 28/09/2019
Idade : 23

Hey Ya! Empty
MensagemAssunto: Re: Hey Ya!   Hey Ya! EmptySab 14 Mar - 19:59

VOO DE ÍCARO 1: ORDINARY MAN!

Muitas coisas aconteceram nos últimos dois dias, e isto realmente era um gigantesco incômodo. Entretanto, o dinheiro em meus bolsos deixava-me um pouco menos irritado. Por outro lado, ainda haviam coisas que queria fazer, e, nenhuma delas era ficar andando de um lado para outro com um ser ainda mais extravagante que um palhaço de circo! Pensando bem, tudo que eu queria era viajar pelo mundo em busca de conhecimento das mais variadas áreas, mas, acabei envolvido com piratas e ladrões, e, por fim, tornei-me um Caçador de Recompensas para não acabar minha jornada pouco depois de ter começado. Talvez seja algum tipo de carma (não que eu acredite nisso).

Por enquanto, apenas ficaria perdido em meus pensamentos enquanto seguiria Mirutsu, para algum lugar que provavelmente seria um QG da Marinha. Mirutsu parecia ter um enorme interesse no barco de Barnabé, tanto que eu até desejava vê-lo quebrar a cara nesta empreitada arriscada. Talvez essa seja a real razão de ainda estar acompanhando-o.

Quanto a mim, atualmente tenho apenas dois objetivos: buscar o terno com um frango estampado nas costas que encomendei no lar das Gueixas algumas horas mais cedo. a Costureira disse que ficaria pronto de noite. E, por ultimo, caso realmente consigamos um barco, ir atrás de materiais e dinheiro para construir uma forja dentro da embarcação.

Assim que chegássemos ao QG da Marinha, ficaria-me ao lado de Mirutsu e diria: -Vá na frente, passivo chefe! -a palavra antes de "chefe" seria rapidamente dita, e quase em sussurro, com a intenção de passar quase que despercebida

Histórico:
 

off:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

Legenda:
 



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mirutsu
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Mirutsu

Créditos : 14
Warn : Hey Ya! 10010
Masculino Data de inscrição : 24/05/2018
Idade : 17
Localização : Parnamirim, RN

Hey Ya! Empty
MensagemAssunto: Re: Hey Ya!   Hey Ya! EmptySeg 23 Mar - 1:13

Let's Groove



Muita coisa havia acontecido no dia anterior na vida do promissor ex-ladrão Mirutsu Haretsu, que agora dava seu pontapé inicial na carreira de Caçador de Recompensas, rumo um tanto diferente do que ele havia imaginado para si, mas, que até agora estava gostando a ideia, já que o lucro compensava tal escolha. Havia conhecido pessoas com quem poderia navegar (apesar do mesmo ainda ter certa desconfiança em Kid), também havia conseguido a sua tão preciosa grana, que obviamente seria de grande importância para financiar a viagem para longe daquela cidade que se tornara insuportável para o rapaz. Apesar disso, foi com suor e sangue derramado que o rapaz havia conseguido os preciosos berries, que eram da recompensa de Barnabé, um pirata infeliz que cruzou o caminho de Mirutsu, ao passo que o jovem tentava resgatar uma jovem nobre de Shells Town a pedido de Natasha, uma okama que demonstrou ter um enorme carisma e que ajudou o rapaz em sua empreitada. No fim, até que toda aquela trabalheira havia valido a pena e Mirutsu estava pronto para seguir adiante, afinal, a sua saída de Shells Town já havia sido adiada por tempo demais.

- Enfim vamos vazar daqui, cara!- o rapaz comentava junto de Kid, ao passo que ia saindo do Lar das Queixas, sem dar muito atenção ao que o ceifador havia falado antes.- Eu não sei de você, mas, eu passei muito tempo nesse lugar de merda aqui, tô louco para vazar.- como de costume, levava ambas as mãos a os bolsos de sua calça preta estilizada.

Falando em estilo, o rapaz se encontrava no momento sem a sua camisa verde, que fora rasgada no combate contra Barnabé, e se tornara totalmente inútil e impossível de se reparar. Seria necessário a confecção de uma nova e apesar de Mirutsu se importar bastante com o seu visual e estilo bastante original, o rapaz no momento tinha mais pressa para sair da cidade.

"Apesar de não curtir a ideia de sair pela cidade vestindo esparadrapos, gazes e faixas no lugar de minha bela camisa, é melhor eu deixar o lance da minha camisa para depois. Pelo menos as gatinhas poderão ver o meu físico, não é?"- o gatuno olhava para si mesmo, logo fazendo um muque com seu braço direito, apesar de que o rapaz tivesse mais osso do que carne.

Primeiramente, o pensava em ir numa loja de equipamentos, em busca de uma mochila para colocar alguns de seus itens, afinal, o rapaz não iria conseguir manter todos os itens apenas nos bolsos de sua calça e também, uma nova arma poderia ser útil para o mesmo, que agora busca se precaver sobre isso. Além disso, ainda havia a problemática do navio de Barnabé, onde o mesmo havia sido atingido nas velas e nas laterais, e o seu timão havia sido destruído pela metade, por causa dos eventos do combate na gruta contra o pirata. Pensando melhor, até que Kid tinha razão sobre esquecer aquela embarcação, já que tirar ela dali seria um inferno. Mas, o rapaz ainda tinha uma chave de lá que deveria abrir alguma coisa importante e o mesmo ainda não tivera a chance de testa-la e queria voltar lá.

- Então, Kid, eu tô indo comprar algumas armas antes de ir no navio do Barnabé. Acho que você tinha razão, é melhor esquecer ele mesmo.- dar razão para Kid quase fazia o gatuno ter uma dor de cabeça, ao passo que sua rivalidade com o ceifador fazia sempre Mirutsu buscar contrariar o mesmo.- De qualquer modo, temos que voltar para lá, afinal eu tenho uma chave que abre alguma coisa por lá. Sobre o nosso transporte, a gente pode pegar um zeppelin para Loguetown. Tamo com dinheiro pra porra no final das contas. - com o semblante mais animado em seu rosto, Mirutsu continuava seu caminho.

Então ele buscaria se dirigir para a loja de armas do velho Benjamin, onde já havia comprado a sua Adaga Bowie anteriormente. O rapaz acreditava que por lá também teria a mochila que buscava, além das armas, assim mataria dois coelhos com uma cajadada só.

Chegando no estabelecimento, o rapaz adentraria com um sorriso debochado em seu rosto, enquanto caminharia até o balcão onde normalmente o fumante Benjamin ficava.- E aí, velhote. Advinha quem é Caçador de Recompensas agora? Tá ligado o maluco pirata que foi derrotado recentemente? Então, fui eu.- o jovem ladino daria uma risada cheia de orgulho de si mesmo.- Mas, enfim, vamos aos negócios. Você tem soco-inglês aí? Tô querendo dois desses.- então, esperaria a resposta do vendedor.

Caso o vendedor demonstrasse que tinha as armas, o rapaz tiraria o dinheiro do bolso para paga-lo.- Quanto que fica o total?- após a resposta do mesmo, Mirutsu pagaria o valor, recolheria os itens e lançaria outra pergunta para o vendedor.

- Outra coisa. Você tem uma mochila ai pra vender?- terminaria a pergunta e esperaria a resposta do mesmo e caso fosse afirmativa, pagaria o preço da mochila e já a colocaria nas costas, virando-se para ir embora.

- Valeu, velhote. Até o dia que você me verá no jornal, porque pra cá eu não volto nem fodendo.- diria ao ir em direção a porta.

- Vamos para o barco agora, e depois, pegamos o beco no zeppelin, suave?- diria para Kid, enquanto seguia pela cidade, já se dirigindo pelas ruas até achar o caminho para a gruta que tinha ido ontem para poder checar a embarcação de Barnabé.


HISTÓRICO:
 

LEGENDA:
 

OBJETIVOS:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hellfire
Membro
Membro
Hellfire

Créditos : 5
Warn : Hey Ya! 9010
Data de inscrição : 15/07/2018

Hey Ya! Empty
MensagemAssunto: Re: Hey Ya!   Hey Ya! EmptySex 27 Mar - 5:42

NARRAÇÃO
Kid Farway, Lilith Blackwater & Mirutsu Haretsu
O clima era ameno e o céu limpo à primeira vista, mas o vento do mar deixava claro que trazia para a ilha aquelas nuvens escuras do horizonte...

Desavisados os dois garotos saiam caminhando pela baixa Shells Town, a empolgação de um por logo sair daquela cidade só parecia superada pelo mal humor do segundo. Nas ruas poucos transeuntes sequer notavam suas presenças, vagabundos eram comuns por ali, mas os que notavam não pareciam muito felizes com a presença de homens com armas a mostra sem nenhuma ligação aparente com a marinha por ali.
Kid seguiu seu companheiro descamisado, Mirutsu, até uma loja de armas nas redondezas. Após as acaloradas falas de Mirutsu o homem atrás do balcão olhou de cima a baixo os garotos e riu – Caçador de recompensas é? Muito bom garoto, só toma um pouco mais de cuidado ou não vai durar muito tempo, vocês que usam armas de perto tem o dobro do risco sabia? Agora soco inglês, vamos ver...  – o senhor colocou várias versões no balcão de vidro – 30.000 Belly cada, mas garanto que são os melhores da região. Agora, quanto a mochila, digamos que isto é uma loja de armas, nos não trabalhamos com mochilas entende? Eu recomendaria a loja da Margareth no fim da rua, lá na praça da fonte.
O senhor acenou vendo Mirutsu sair da loja, mas Kid continuaria apenas o seguindo?

Em outro ponto da cidade duas outras figuras, uma com chifres encaracolados montada em outra de chifres mais retos, caminhavam alegremente, tão desavisadas do que estava por vir quanto todos os outros. A maioria das pessoas olhava com estranheza para a vaqueira, um animal como aquele não era tão comum nas ruas, crianças admiradas cercavam o bovino, sendo detidas por seus pais para que não o tocassem, adultos, menos doces, xingavam baixo por estar ocupando tanto espaço na rua.
Sem muito guiar as duas acabaram chegando a uma praça com uma grande fonte ornamentada no centro. Aqui podia-se ver diversos estabelecimentos e barraquinhas ao ar livre dos mais variados tipos, eram brinquedos feitos a mão, doces, livros antigos, um restaurante de frutos do mar, a incrível loja de bugigangas inúteis da senhorita Margareth, a taverna da cobra manca, uma loja de utensílios pra pesca, entre outros. No centro da praça, ao lado da fonte, existia uma aglomeração animada com um artista de rua que se apresentava.
Lenora parou e começou a comer gramíneas ao lado de uma barraca de vegetais. – Se ela comer arguma das minha cenoura ce vai ter que pagar viu dona? – Avisou uma senhora mal humorada atrás do balcão.
Off:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Skÿller
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Skÿller

Créditos : 10
Warn : Hey Ya! 10010
Masculino Data de inscrição : 11/08/2015
Idade : 24
Localização : seilá

Hey Ya! Empty
MensagemAssunto: Re: Hey Ya!   Hey Ya! EmptySab 28 Mar - 14:48

甘い
O
clima estava perfeito,  solzinho que eu tomava enquanto montava Lenora pela ilha simplesmente enchia o meu corpo de energia e um sentimento agradável, parecia que aquele seria um ótimo dia. - Parece que você é popular entre as crianças, Lenora! - disse sorrindo para a minha grande amiga. - Relaxem, ela não faz mal a ninguém. - disse ao passar pelas pessoas, por algum motivo elas tinham medo de Lenora.

Eventualmente Lenora parou numa pracinha, muito bonita e com muita coisa para fazer. Existiam barraquinhas de comida e de brinquedos, eu achava que poderia me perder por horas naquele lugar. Desci da minha companheira e esfreguei gentilmente a sua cabeça enquanto ela comia alguma relva que ali existia. - Já entendi. - disse vendo ela comer  grama.

Aproximar-me-ia da dona da barraquinha - Bom dia, obaa-chan! - diria com um grande sorriso - As suas cenouras parecem ser bem apetitosas! - pegaria na minha carteira - Me vê 7 cenouras, por favor? - pagaria o valor estipulado pela velhinha e então soltaria 3 cenouras no chão para Lenora - Essas são suas, se você se comportar bem… - aproximar-me-ia do ouvido dela e sussurraria rindo - Te dou mais 3! - Eu sabia que ela era uma boa garota, mas reforçar essa ideia não faria mal nenhum.

O aglomerado de pessoas me chamou a atenção, parecia que existia algum artista por lá e eu estava interessada em ver como os artistas estavam se comportando desde que eu larguei o circo. Mas claro que antes eu pararia numa vendinha de doce e compraria um sorvete, se possível de 3 bolas com sabores diferentes - Me vê um sorvete de caramelo, chocolate e menta. - se não tivesse sorvete eu pediria um churro.  Tentaria arrumar um lugar bom para ver o artista, sem incomodar ninguém.

Ficaria observando o artista e, enquanto isso, começaria a lembrar dos meus momentos como um Cardinali, a emoção do palco, a euforia da arte. Ficaria sorrindo relembrando os bons momentos, mesmo que no final tenha sido largada para trás. - Será que  fui apenas usada? - pensaria em voz alta.



Histórico:
 

Objetivos:
 


Off:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

~Fala~
~Pensamento~

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Sabe por que caímos?
Para aprendermos a levantar.



Última edição por Skÿller em Sab 28 Mar - 23:49, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Megalinho
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Megalinho

Créditos : 6
Warn : Hey Ya! 10010
Masculino Data de inscrição : 28/09/2019
Idade : 23

Hey Ya! Empty
MensagemAssunto: Re: Hey Ya!   Hey Ya! EmptySab 28 Mar - 23:29

VOO DE ÍCARO 2- ACES HIGH!

Apesar de minha rotina atual ser apenas "seguir" Mirutsu, nada era tão gratificante quanto ouvir, pela algo decente vindo dele. -Não diga... -diria sobre a decisão de deixar o barco de Barnabé de lado, em certo tom de deboche. Por outro lado, o que Mirutsu dizia logo em seguida, deixava-o um tanto receoso: -Mas vai dizer o que pra marinha? -logo retrucava, afinal, Mirutsu sabia muito bem que provavelmente os restos do barco estariam em posse da Marinha.

Deixando os assuntos do barco para depois, Mirutsu e eu acabamos por chegar em uma loja de armas. Enquanto Mirustu conversava com Benjamim, em busca de armas, eu observaria os equipamentos nas paredes e/ou vitrines. Após observar os estoques,  iria até o atendente e perguntaria: -Preciso de equipamento pra manutenção de armas, você tem? -diria para o atendente. Caso a resposta fosse positiva, apenas separaria o dinheiro pedido pelo equipamento e diria -vou levar. -e pegaria-os em minhas mãos. caso contrário, apenas esperaria Mirutsu terminar seus assuntos no local.

Uma vez que deixássemos a loja, outros objetivos eram-nos imposto: ir até a loja de Margareth na praça da cidade, em busca de mochilas, que, surpreendentemente, havia sido ideia de Mirutsu.

-Tô precisando de uma mochila também... -Diria para Mirutsu, e seguiria meu caminho até a loja indicada por Benjamin.

Ao chegar em meu objetivo, ajeitaria minha foice em meu ombro esquerdo e adentraria na loja procurando por Margareth e diria: -Preciso de uma mochila grande, quanto é?


Quando fosse me mostrado o produto, olharia-o atentamente por fora e por dentro, para avaliar a qualidade de costura, além de observar atentamente o estado de conservação da mesma (insetos adoram locais quente e escuros).

Caso o produto estivesse em boas condições, entregaria o valor pedido pela bolsa, e daria um leve sorriso, afim de demonstrar a satisfação com o produto. Depois, ajeitaria os equipamentos de armas manutenção dentro da bolsa (caso tivesse os comprado) e colocaria a mesma pendurada em meus ombros, e depois ajeitaria novamente a foice.

Uma vez que Mirutsu terminasse os assuntos dentro da loja. seguiria junto dele até nosso próximo objetivo.

-Um Zeppelin pra Loguetown? Pode ser... Após andar um pouco, pararia por alguns instantes, e olharia para trás.

-Ah, merda... -Referia-me ao terno que encomendei com uma costureira no lar das Gueixas, o qual só ficaria pronto ao anoitecer. Depois disso, apenas voltaria a andar junto de Mirutsu.
Histórico:
 

Objetivos:
 

off:
 

____________________________________________________

Legenda:
 



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mirutsu
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Mirutsu

Créditos : 14
Warn : Hey Ya! 10010
Masculino Data de inscrição : 24/05/2018
Idade : 17
Localização : Parnamirim, RN

Hey Ya! Empty
MensagemAssunto: Re: Hey Ya!   Hey Ya! EmptyQui 2 Abr - 20:54

Motion



O primeiro objetivo do gatuno havia se concluído: conseguira suas duas soqueiras com o velho Benjamin, o que era de se esperar. Infelizmente a loja do velho parecia não ser especializada também no que se refere aos equipamentos de aventura, que podem ser úteis para diversos tipos de ocasiões. Mas, pelo menos ele indicara uma outra loja para conseguir a mochila que Mirutsu buscava; era a loja de uma tal Margareth, que ficava na praça da fonte, local onde Mirutsu certamente sabia onde era, já que morou toda a sua vida pela cidade.

Saindo da loja com os itens em mãos, o gatuno observava as suas novas armas, essas por sua vez que não era de costume o ladino usar por várias vezes, mas, que ele tinha uma noção de como usa-las, afinal, era apenas socar, não é? De toda maneira serão uma boa adição ao arsenal de Mirutsu, afinal, são armas que são um tanto quanto difíceis de desarmar, apesar de que tem um alcance baixo, mas, com isso o gatuno já estava acostumado.

"Um homem com apenas uma faca não é muita coisa... quanto mais armas eu tiver, melhor. Na verdade, seria bom ter algo como uma pistola ou um rifle, mas, eu sou ruim de mira..."- o ladino pensava, enquanto segurava ambas as soqueiras na palma da mão, pouco antes de segurar as duas apenas com a mão esquerda, enquanto prosseguia seu caminho.

Nesse meio-tempo, Farway comentava com Mirutsu sobre a Marinha, no caso se eles deixariam se aproximar da embarcação de Barnabé. Parando para pensar, eles bem que poderiam ter confiscado os bens de todo o barco, afinal, quando todo o grupo que havia lutado contra Barnabé saiu da gruta, eles ainda estavam realizando as operações de resgate dos prisioneiros. Então, o ladino apenas poderia torcer para que eles não tivessem encontrado o que quer que seja que aquela chave abrisse, seja um baú, um cômodo secreto, entre outros.

- A gente fez todo o trabalho pesado, colocamos a mão na massa por eles e nem para ter os espólios a gente tem direito? Aquelas recompensas que nos foram dadas eram uma merreca.- a expressão no rosto de Mirutsu era de claro aborrecimento, ao escutar sobre o que Kid havia comentado.- Seria uma puta sacanagem com a gente, cara.- o rapaz dava um longo suspiro.- Mas, fazer o quê, né? Afinal eles são os mocinhos. Eu vou lá apenas por desencargo de consciência.- Mirutsu terminava sua fala adotando o seu semblante entediado, como de costume.

Enfim, agora a preocupação de Mirutsu era outra. O rapaz já andava com os bolsos de sua calça estilosa completamente atolados, por isso queria a mochila, uma coisa que Kid também buscava, então os dois se beneficiariam indo tal loja.

O gatuno então tomaria a iniciativa e iria a procura da loja da Margareth que foi indicada pelo velho Benjamin, na praça da fonte e quando chegasse no estabelecimento logo adentraria, observando os itens que estivessem a venda na loja, antes de chegar no atendente, com um sorriso em seu rosto.

- Opa, e aí?- o rapaz chegaria na sua típica maneira informal.- Ouvi dizer de um conhecido que aqui eu encontraria mochilas para vender.- diria retirando uma quantidade de berries do bolso.- Uma de tamanho normal já está de bom tamanho. Se possível, uma que seja resistente.- esperaria o atendente então mostrar alguma mochila e depois avaliaria a mesma, olhando se ela teria algum buraco ou rasgo.

Se estivesse em perfeito estado Mirutsu então perguntaria o preço para o atendente:

- Quanto custa?- Mirutsu esperaria a resposta do atendente e pagaria a mochila, logo após, guardaria a sua Adaga Bowie na mochila e colocaria ela nas costas.- Agradeça ao velhote Benjamin da loja de armas, ele que me indicou aqui para comprar a mochila.- diria, já se preparando para sair.

Por fim, Mirutsu esperaria Kid resolver qualquer coisa que quisesse ali na loja e logo chamaria-o para ir embora.

- Então, cê tem mais coisa para resolver por aqui? Vou lá pro barco e já estou pronto para ir embora.- o gatuno diria cruzando os braços.

Depois disso, Mirutsu seguiria pela cidade até a gruta onde se encontrava o barco de Barnabé, para que pudesse usar a bendita chave em formato de corvo antes de ir para Loguetown.

"Essa bagaça tem que ter alguma utilidade. Eu consegui ela com um dos capangas mais importantes do Barnabé, afinal."- pensaria, retirando a chave e observando-a enquanto caminhava.



OFF:
 

HISTÓRICO:
 

LEGENDA:
 

OBJETIVOS:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hellfire
Membro
Membro
Hellfire

Créditos : 5
Warn : Hey Ya! 9010
Data de inscrição : 15/07/2018

Hey Ya! Empty
MensagemAssunto: Re: Hey Ya!   Hey Ya! EmptySex 3 Abr - 8:52

NARRAÇÃO
Kid Farway, Lilith Blackwater & Mirutsu Haretsu
Ainda na loja de armas o velho Benjamin respondia Kid - Manutenção de armas? Você poderia ser mais especifico garoto... mas verei o que posso fazer
Após pouco tempo com sons de metal abafado no fundo da loja o senhor voltou retirando diversos objetos de um grande caixote de madeira e enfileirando no balcão, eram pedras de amolar, tubos de cola um pequeno martelo para desentortar metais, bigorna, cinzeis, bacia pra tempera, uma morsa, luvas de couro e outras coisas do tipo (que pode achar na loja de itens), todos com etiquetas de 25 mil belly – Olha, eu tentei, mas esse é o máximo que vou encontrar por aqui, apenas equipamentos para pequenos reparos, mas posso ver pelas suas mãos que não é alguém que faz só reparos não é? – pegou um papel e desenhou um pequeno mapa – É o seguinte, tem uma forja lá no pé da ilha, todas as armas brancas que vendo aqui vem de lá. Deve ter tudo que um artesão precisa... se pagar um pouco a mais eles podem até deixar você usar os equipamentos do local. Procura por uma velha chamada Bea e diz que fui eu que mandei, talvez ela não tente te matar quando chegar lá. – Deixaria os itens na mesa e esperaria o garoto escolher se levaria algum.

E assim foram os dois garotos em direção a praça, Mirutsu estava muito preocupado com o navio que haviam deixados pra trás, era certo que mesmo se não tivesse sido apreendido era questão de tempo apenas.

Quando chegassem com um simples olhar poderiam perceber a fonte e a aglomeração no centro do local por causa de um show de rua que facilmente poderiam assistir se tentassem se aproximar. Além disso haviam lá diversas lojas e barraquinhas de venda, uma inclusive com um grande bovino “estacionado” ao lado, e finalmente, com uma fachada cor de rosa, uma estranha loja com o nome “a incrível loja de bugigangas inúteis da senhorita Margareth”.

Ao entrar na loja o cheiro de lavanda entraria em seus pulmões. Eles não viram Margareth de imediato, até começarem a ouvir uma voz melodiosa vindo de baixo de seus narizes. Uma senhora pequena como só um tontatta pode ser, mas muito simpática, apesar de empolgada demais lhes deu boas vindas – BOM DIA MEUS AMORES! EU SOU MARGARETH, A DONA DESTA QUE É A MAIS FANTASTICA, MAIS INCRIVEL LOJA DE BUGIGANGAS INUTEIS! O que vão querer? Eu tenho uma roupa de isca de tubarão humana que é ótima, e um óculos de visão noturno que funciona só na luz solar, tenho sim, tenho sim, ou será que precisam de um perfume de atrair crocodilos que funciona 7 a cada 14 vezes? AH JÁ SEI, que tal esse chapéu de ler mentes!? – ela colocou um chapéu cheio de pequenas pedras coloridas penduradas, falando rápido demais para que eles pudessem interromper – Pera, eu mesma vou descobrir o que vocês querem.... UM CHAPÉU DE LER MENTES, que conveniente não? 80.000 Belly.... – Ela finalmente parou, estendendo a mão para pegar o dinheiro. A senhora ficou visivelmente decepcionada ao ouvir a palavra “mochila” sair da boca dos garotos – Todo mundo quer sempre as coisas chatas, eu vou levar vocês lá – Disse bufando enquanto puxava os meninos pela barra da calça.
Ao andar pelos corredores da loja eles podiam ver outros itens como um frasco escrito “tinta invisível” ou até uma garrafa vazia com os escritos “água desidratada” cada vez mais mesclados com coisas comuns. Após um ou dois corredores todos os itens ali presentes eram completamente comuns, e aparentemente era esse o motivo que a loja se mantinha aberta, Margareth parecia, no entanto, muito menos animada – então... 50 belly a mochila comum... 100 a grande... digam que ao menos vão levar uma cor divertida ou eu vou morrer de tedio... – Ela indicou uma arara cheia de bolsas diferentes. Todas ali em estado de conservação perfeito.

Kid ainda pensava no terno que havia encomendado, por mais que bastasse que ele passasse no lar das gueixas para pegá-lo no horário combinado.

***

Em outro ponto da praça se encontrava jovem mink azulada que, apesar da rispidez da senhora, era gentil, ainda assim recebeu apenas um – 14 mir dona – como resposta. A idosa pareceu muito satisfeita com seu poder de venda ao receber o dinheiro, mas não se tornou nem um pouco mais amistosa mantendo o olhar desconfiado para as duas figuras corneadas. Lenora parecia muito satisfeita com as cenouras, seguindo bem de perto a sua treinadora enquanto essa pegava o sorvete de um homem de meia idade, levemente careca, muito gentil – Apenas 2.000 belly minha pequena mocinha azulada – disse enquanto entregava a casquinha – A cereja é brinde.
E assim a garota e sua companheira quadrupede começaram a fazer seu caminho entre a aglomeração, não era difícil abrir espaço, qualquer um que tentasse conseguiria, e conforme chegava mais perto as lembranças voltavam, até mesmo a música parecia lembrar as dos shows do circo.

Era um pequeno palco improvisado em que dançavam e pulavam seres que se pareciam com pequenos humanos, seus movimentos quase biológicos enganavam quem olhasse de relance e não observasse os fios que os controlavam. Sentados a beirada do pequeno palco, um a cada lado, estavam um homem e uma mulher, os dois com cabelos de labaredas bagunçados e roupas coloridas e espalhafatosas as dele mais com tons azulados enquanto as dela tendiam ao amarelo, ele tocava uma flauta melodiosa enquanto lançava piscadelas para todas as damas que assistiram o espetáculo, ela tocava um tambor para manter o ritmo enquanto revirava os olhos cada vez que o garoto soltava suas piscadelas. Atrás do palco um homem fazia a magia que dava vida aqueles pequenos, um senhor de vestes tão ou mais coloridas e espalhafatosas que os outros dois, incluindo um chapéu com uma grande rosa vermelha, e um goatee totalmente branco.
O show já havia começado a alguns minutos, mas ao chegar conseguiria acompanhar algo assim:

- ... Os homens lutaram contra aquela besta do mar – as crianças gritaram quando uma grande serpente de madeira “devorou” os bonecos que estavam em um comicamente pequeno navio, a cada dez que a boca da serpente se abria um dos bonecos saia e fazia alguma graça.
– Oh, não, o que será de nós? – Disse o boneco de vestes azuis.
- Eu falei pra você que a gente não devia navegar por aqui Zulão! Agora a gente vai morreeEEeeEE! – disse a boneca de amarelo.
- Mas é por aqui que tava o tesouro no mapa Rélinha. Socorroooooo! – Retrucou o de azul saindo da boca da serpente.
- Voce ta lendo o mapa ao contrário Zulão. – Respondia a de amarelo. Os assistentes musicistas do velho bateram contra a própria testa e a plateia acompanhou.
- Que nhaca! Cê devia escovar os dentes senhor monstro! – Berrou o boneco de vermelho. A plateia caiu na gargalhada.
Os músicos pararam a música por um segundo - E então nosso herói surgiu... – disse o velho em um tom altivo fazendo um sinal com a cabeça para o flautista. O jovem se levantou e foi até a plateia e começou a andar entre eles, analisou um, passou por uma criança de quem bagunçou o cabelo, pegou uma rosa azul de dentro do casaco e a entregou com um sorriso para Lilith, até que finalmente chegou a um homem gordo bem vestido que ele pegou pelo braço e começou a trazer até o palco enquanto os tambores recomeçavam. Eles deram ao homem uma espada de madeira e o vestiram com panos coloridos, por fim o fizeram combater a criatura e salvar o fantoche. As crianças gritavam de alegria.
Ao fim da peça todos os artistas subiram ao palco e juntos do convidado para agradecer ao publico. – E assim se encerram os contos do grande Gepetto – dizia o velho tieteiro enquanto os outros dois desmontavam o palco numa velocidade incrivelmente alta.

***

As pessoas começavam a se dispersar quando os dois caçadores de recompensa saiam da praça em direção ao navio do pirata capturado, a cidade estava calma, para Mirutsu que sempre viveu por aquelas ruas nada parecia novo, nada além daqueles três com roupas espalhafatosas que passaram por eles e os cumprimentaram antes de sair dali com passos apressados.

Ao chegar no barco os dois se deparariam com a cena que temiam, a marinha havia chegado antes. Eram 2 homens de vestes brancas que faziam uma vistoria no navio enquanto um terceiro ficava um pouco afastado vigiando os arredores, ao longe pareciam soldados rasos que foram enviados apenas para checar se havia alguma irregularidade.

***

Na praça fazia alguns minutos que a peça havia acabado, Lenora ainda comia as apertitosas cenouras que havia ganhado enquanto com a cabeça pedia carinho de sua dona. Estava tudo calmo até que um homem, o mesmo que havia feito o papel de herói na peça, soltou um grito – ONDE ESTÃO AQUELES MISERAVEIS? – ele parecia procurar, em vão, algo em seus bolsos.

Off:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Skÿller
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Skÿller

Créditos : 10
Warn : Hey Ya! 10010
Masculino Data de inscrição : 11/08/2015
Idade : 24
Localização : seilá

Hey Ya! Empty
MensagemAssunto: Re: Hey Ya!   Hey Ya! EmptyOntem à(s) 23:25

甘い
O
s meus olhos estavam presos naquela performance dos artistas, apenas tinha apanhado a história pela sua metade mas eu rapidamente fiquei presa na mesma. O grupo parecia ser bem experiente no que fazia e a forma como colocavam o público na sua atuação era simples mas eficaz, não conseguia deixar de sorrir meio sem jeito ao receber aquela flor azul.

Para melhorar tudo, o tio do sorvete me havia dado a cereja de brinde - OBRIGADA, MOÇO! - agradeci com um enorme sorriso, apreciando o sorvete com toda a alegria do mundo enquanto apreciava o espetáculo.

Infelizmente o show se dava por terminado e estava na hora de fazer alguma coisa, o meu corpo começava a pedir por um pouco de exercício. Andaria até Lenora novamente e montaria nela - Que tal a gente ir até beira mar? Talvez a gente encontre alguém que precise de ajuda para carregar alguma coisa! - disse alegre para ela enquanto dava mais cenouras para ela, deixando uma para mim.

- ONDE ESTÃO AQUELES MISERAVEIS? - escutei alguém gritando. Lógicamente me aproximaria do civil, uma vez que eu era a única figura de autoridade daquele local, acho que não faria mal nenhum tentar resolver o problema - Algum problema? - diria num tom apaziguador - Sou uma agente, posso tentar resolver o seu problema. - escutaria o homem com atenção. Muito provavelmente os artistas eram ladrões, algo que infelizmente eu estava acostumada.

- Nossa… Achei que a Lola era a única que roubava carteiras… - diria pensativa. - Senhor, vá até ao QG mais próximo e reporte a situação, diga que existe uma agente atrás dos artistas. Quando eu recuperar os seus pertences eu entregarei no QG. - rapidamente faria Lenora tomar um passo mais rápido enquanto eu cheirava a flor dada com cuidados.

O meu olfato era mais forte que o normal, talvez eu fosse capaz de apanhar o cheiro deles, porém existia um lugar onde eles poderiam estar - Pela pressa deles devem querer sair daqui o mais rápido possível. - diria para Lenora - Vamos até ao porto! - no caminho eu verificaria se não existia nenhum artigo em falta, como dinheiro ou os meus preciosos doces - Se os meus doces não estiverem aqui… Grrrrrrr!

Ao chegar no porto começaria a procurar pelos artistas de rua, se os encontrasse eu me aproximaria - HOY! ARTISTAS! UMA PALAVRINHA DE UMA FÃ? - diria saindo de cima de Lenora. - Podem começar passando para cá o que roubaram. - diria num tom confiante, se eles se fizessem de desentendidos eu suspiraria e diria - Se entregarem tudo agora, deixarei vocês irem apenas com um aviso. Caso contrário terei que chutar as suas bundas… - diria estalando os ossos.

Se eu não os encontrasse perguntaria para civis se haviam encontrado um trio meio apressado, fazendo a descrição física deles. Seguiria as pistas até os encontrar. - Obrigada, civil! Continuação de um bom dia! - diria seguindo as pistas.




Histórico:
 

Objetivos:
 


off: a minha char é uma criança adulta. Ela vai se distrair com coisas que ela acha interessantes. A Lola é uma personagem da lore da minha char que está no Codex da minha Sign, ainda nao está mt desenvolvida la, mas basicamente é uma das garotas do circo.

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

~Fala~
~Pensamento~

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Sabe por que caímos?
Para aprendermos a levantar.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Hey Ya! Empty
MensagemAssunto: Re: Hey Ya!   Hey Ya! Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Hey Ya!
Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Yotsuba Island-
Ir para: