One Piece RPG
II - Aliados - Página 8 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [Ficha] Kuze Kyoji
II - Aliados - Página 8 Emptypor Kyoji Hoje à(s) 17:05

» Kizumonogatari
II - Aliados - Página 8 Emptypor Milabbh Hoje à(s) 16:40

» [MEP] Cachorros da Dor
II - Aliados - Página 8 Emptypor Dogsofain Hoje à(s) 16:30

» [Mini-Archer James] Cachorros da Dor
II - Aliados - Página 8 Emptypor Dogsofain Hoje à(s) 16:21

» Una Regazza Chiamata Pericolo
II - Aliados - Página 8 Emptypor Muffatu Hoje à(s) 16:06

» 1º Cap: O começo de uma grande aventura
II - Aliados - Página 8 Emptypor Muffatu Hoje à(s) 15:20

» Unidos por um propósito maior
II - Aliados - Página 8 Emptypor Muffatu Hoje à(s) 15:10

» Busca Implacável
II - Aliados - Página 8 Emptypor Gyatho Hoje à(s) 14:08

» [MEP - Kuroper]
II - Aliados - Página 8 Emptypor Kuroper Hoje à(s) 12:16

» [Mini-Kuroper] Começo da Jornada
II - Aliados - Página 8 Emptypor Kuroper Hoje à(s) 12:12

» Mini - Themis
II - Aliados - Página 8 Emptypor Themis Hoje à(s) 11:29

» Vamos nos aventurar! Anjinhas me aguardem...
II - Aliados - Página 8 Emptypor Pippos Hoje à(s) 10:52

» The Claw
II - Aliados - Página 8 Emptypor Achiles Hoje à(s) 09:31

» Gregory Ross
II - Aliados - Página 8 Emptypor GM.Noskire Hoje à(s) 08:43

» Xeque - Mate - Parte 1
II - Aliados - Página 8 Emptypor Jacob Allan Hoje à(s) 04:19

» [LB] O Florescer de Utopia III
II - Aliados - Página 8 Emptypor GM.Noskire Hoje à(s) 01:06

» Hello darkness my old friend...
II - Aliados - Página 8 Emptypor Alek Hoje à(s) 01:03

» Rumo à Grand Line?
II - Aliados - Página 8 Emptypor Takamoto Lisandro Hoje à(s) 01:02

» The Victory Promise
II - Aliados - Página 8 Emptypor Akise Hoje à(s) 00:00

» VI - Seek & Destroy
II - Aliados - Página 8 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 22:56



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 II - Aliados

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 53
Warn : II - Aliados - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

II - Aliados - Página 8 Empty
MensagemAssunto: II - Aliados   II - Aliados - Página 8 EmptySeg 10 Fev 2020, 15:54

Relembrando a primeira mensagem :

II - Aliados

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Hinata Bijin. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Takamoto Lisandro
Narrador
Narrador


Data de inscrição : 29/12/2013

II - Aliados - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Aliados   II - Aliados - Página 8 EmptyQua 10 Jun 2020, 14:39




II - Aliados
Eitcha!




Dois loucos riam as alturas, Clown acompanhava a risada de Hinata, soltavam o verbo e mesmo com sons de tiros e todas as casualidades, suas gargalhadas ofuscavam toda a tensão da batalha. O momento não era o mais sínico e nem o mais bizarro, a garota encostava sua testa na boca da arma e podia sentir o cheiro de pólvora e a quentura da arma em sua pele que a chamuscou, suas ações beiravam a insanidade, seu irmão estava inconformado com as atitudes da irmã, porém acreditava nela e que a cada passo que ela dava seguia o caminho para se tornar uma verdadeira divindade. Com pequenos passos, o palhaço ajustava sua posição para sair do raio da flecha do arqueiro, não desejava outro buraco na mão ou em qualquer outro canto, pelo menos se saísse vivo dali, pelo jeito estava cercado e mesmo assim se comportava como o tal. – Não gracinha, não estou perdido. Acho que finalmente vi algo em você e me sinto mais vivo do que antes, como a primeira vez que o vi. Um vislumbre de DEUS! O meu DEUS!

Ele parecia excitado, seus olhos brilhavam com total foco na loira e sem pestanejar e consentimento, agarrou a moça com seu braço a enrolando e tirando sua mobilidade, não tinha espaço para a espada que iria usar. Ambos estavam próximos e ela conseguia sentir a respiração do pirata, subitamente seu beijo molhado e nojento além de sentir um formigamento em sua perna e dor, em meio ao beijo, um disparo foi efetuado por Clown que atingiu a coxa direita de Bijin.

Seu irmão olhou desesperado para a cena e não pôde se conter armando seu arco com uma flecha e correndo em direção a ela, o beijo era súbito e duradouro, foi tempo o suficiente para o mink reagir, sua explosão de força e vontade, não poderia mais ficar parado vendo tudo acontecer e deixar de proteger aqueles que eram queridos para o urso. Bijin também rejeitava ser uma refém e passar por tudo isto, mesmo sem espaço, tentou fincar sua espada contra o abdômen do bandido que sentia a ponta fincar aos poucos em seu corpo e ignorou por alguns segundos aproveitando do momento, mas se afastou em uma passo e apontou novamente a arma agora para o peito da garota. – Não esperava menos, isso foi incrível! Eu sabia que você não gostava de nozes! – Ele tentava limpar a sua própria baba com a mão machucada, nem se incomodou com a fecha que atravessou a mesma cortar seu rosto, ele não estava sentindo dor por algum motivo, seria efeito de um de seus analgésicos?

Queria que tivéssemos mais tempo juntos, talvez você pudesse ser igual a ele. – Ele se referia ao seu deus, ainda havia três balas no cartucho. – Eu não acho que vou escapar, mas estou satisfeito, se você for comigo... Podemos ficar juntos? – Ele perguntava esperando uma resposta, seu semblante mudou por um momento desde que os dois se conheceram, seus olhos ficavam sinceros assim como sua expressão, mas sua resposta talvez nunca viria. O salto feroz do urso e seus movimentos tomavam a frente de tudo, uma flecha acertava um pouco abaixo do ombro do pirata que errava o disparo, acertando o chão, tentava de novo e sua arma era jogada ao longe pelas patas do caçador, existia uma besta que fincou suas presas no pescoço do pirata que por sua vez apreciou sua vista, a faísca da personificação que traria aquilo que ele buscava.

O sangue escorria pelo pescoço ao chão, os pelos brancos do caçador estavam envoltos de uma camada rubra de um liquido viscoso e quente. – Não! – Gritava um homem, era o agente que mesmo terrivelmente machucado ainda permaneceu vivo e consciente, se levantou com dificuldade e andou a passos lentos, Hinata era abraçada por seu irmão. – Irmã! – Gritou preocupado, observou os ferimentos e chamou um marinheiro médico para cuidar dela, ele pegou o rosto da loira com as duas mãos, uma em cada lado e a olhou nos olhos. – Eu senti na sua bravura, eu senti, era quase divino. – Tanto Hiroshi quanto Clown sentiam o mesmo sentimento, porém ainda eram opostos, o pirata enxergou na loucura sua própria fé e o arqueiro viu na coragem de sua irmã aquilo que era preciso para transcender.

Clown observava calado quase se afogando no seu próprio sangue, encarava o mink que estava lhe tirando a vida. – Fale Clown! Fale antes que morra! Eu preciso saber onde ele está! Onde está Sephiroth?! – O que seria para ser o nome do pirata se tratava de um só individuo e aquele que muitas vezes estava por trás dos planos do louco. Ele não parecia querer responder, sorria sem temer a morte, mas não poderia deixar tudo assim, olhou intensamente o urso e aqueles próximos a si, queria ver a loira, mas sua visão turvava sem saber que se ela poderia estar próxima dele. – Se..Sephiroth. Foi aquele que o velho escolheu, ele segue o caminho.. O caminho da espada.. Tão lindo e perfeito.. – Disse em meio aos engasgos. – Tão próximo de se tornar deus.. Ele precisa consumir um assim como ele, um rejeitado.. Ele será um deus! – Suas pupilas tremulavam enquanto perdia seu brilho e enfim, o pirata conhecido como Sephiroth Clown morreu sorrindo. Nem mesmo Sephiroth era seu nome, seria conhecido somente como Clown, o palhaço psicopata.

Depois de alguns minutos, os tiros cessavam e a batalha parecia ganha, os marinheiros feridos pelo pirata eram tratados assim como Hinata e Artturi, o agente estava inconformado, perdido em pensamentos, sua busca por Sephiroth se tornou complicada sem um dos subordinados do mesmo. O mesmo sargento de antes, que estava pilotando a moto ia em direção ao caçador de piratas. – Rapaz, ainda bem que vocês não morreram. Tive que ficar para trás, eu sinto muito! – Se desculpava tanto com o mink quanto todos ali, ele havia explicado que estava em uma operação em conjunto com o governo, precisavam acabar com todas as teias de aranhas de Clown de uma vez, pois somente assim para captura-lo ou ao menos pará-lo para sempre.

Seiji finalmente dava as caras ficando ao lado da loira, ele como sempre estava preocupado e parecia alterado diferente do seu irmão que se acostumou com o perigo, pois o caminho dos irmãos estaria recheado disso para chegar aos seus objetivos.


Offs:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bijin
Civil
Civil
Bijin

Créditos : 58
Warn : II - Aliados - Página 8 10010
Feminino Data de inscrição : 17/01/2017
Idade : 20

II - Aliados - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Aliados   II - Aliados - Página 8 EmptyQua 10 Jun 2020, 23:04

Procurando o Palhaço


Hinata e Clown estavam cara a cara, um encarando o outro, ambos riam juntos, mas Hinata mantinha seu orgulho, o palhaço finalmente percebia que ela tinha algo de divino, não que isso dissesse alguma coisa para a loira, afinal o palhaço já tinha uma percepção distorcida.

Bijin então foi agarrada, seu plano havia sido frustrado, presa nos braços do palhaço, ela sentia a respiração do inimigo, mas ainda se mantinha firme por causa do orgulho, apesar do nojo que sentia no momento, mas sabia que não tinha muito o que fazer e esperava pela ação dos seus colegas.

Então Clown se atreve a beijar a postulante a deusa, claro que ela virava o rosto, não daria esse gosto ao palhaço, não que ela se importasse muito com a temática, mas esse não seria uma benção que ela daria a um criminoso. Talvez por isso ela acabou ganhado pelo comportamento um tiro na perna.

O disparo e a dor fez com que os olhos de Hinata se abrissem grandemente, mordia o lábio para não gritas, segurava sua espada com tanta força que empalidecia toda a sua mão, ao mesmo tempo que usava a espada com raiva fincando no abdome do bandido quando ele voltou então a apontar a arma para a loira com a intenção de despachar ela para os céus. Ela sorriu.

- Não conheço o imbecil que você se refere. - Dizia Bijin olhando com desdem para Clown segurando sua espada. - Mas sei que ele já fracassou no caminho e não é mais que um lixo. - Então Hinata ria de Clown e sua pergunta. - Mesmo que eu morra, porque acha que vamos para o mesmo lugar?

Entretanto Hinata não sabia se o pirata a tinha ouvido, pois Artturi, como um salvador, interrompeu a conversa dos dois derrubando Clown e logo levando o procurado ao fim que Hinata tanto esperava. Mas foi nesse momento que Bijin voltava um pouco mais a realidade, o grito de negação do agente vinha por de trás, o agente parecia precisar de Clown vivo para obter alguma informação.

Então Hiroshi finalmente alcançara sua irmã a pegando, seu irmão, cuja missão era ajudar a irmã chegar ao patamar divino parecia estar maravilhado, o que ele havia presenciado havia aumentado ainda mais a fé dele na irmã, o Caminho estava dando seus frutos. Mesmo o palhaço, com a noção distorcida que tinha, sabia que viu nela mais do que nos outros. Hinata não precisava ser convencida disso, ela já tinha essas coisas bem guardadas em seu coração.

Então o agente começava a clamar por alguma pista ao palhaço quase morto, Bijin já não tinha muita esperança de ouvir nada, mas ela estava intrigada, o nome Sephiroth não era de Clown? Entretanto Clown falava sobre seu mestre, alguém que provavelmente havia sido da seita, que também seguia o Caminho da Espada, mas que de alguma maneira se corrompeu, o Caminho era a busca de justiça e paz, claro que o ser humano com seus desejos não conseguiria criar uma sociedade dessas e para isso era necessário se sobre sair, tornar-se um deus e dar uma direção a toda raça. Mas alguém nesse Caminho não estaria associado com alguém como Clown.

Bijin então se colocava ao lado do palhaço, estava rindo do que Clown dizia, e se agachava, chegava perto do ouvido do palhaço e disse lentamente antes dele dar seu ultimo suspiro. - Eu vou matar seu deus, logo ele estará com você. - Hinata não era louca, mas se um dia ela cruzasse com esse Sephiroth ela saberia que o confronto seria inevitável e um dos dois iriam morrer, mas a fé no seu próprio Caminho, como seu orgulho, já havia determinado na mente dela o vencedor.

- Fique tranquilo! - Hinata sentada esperando os primeiros socorros chegarem conversava com o agente. - Sem Clown o tal Sephiroth vai ter que dar as caras, não se acha alguém tão fiel assim a cada esquina, além disso você tem duas pistas para seguir. - Hinata fazia uma pausa para respirar. - A primeira sou eu, Clown apareceu diante dos seus olhos porque ele tinha algumas coisa comigo, e pelo que você ouviu, esse é o desejo do mestre dele. A segunda pista posso te levar ao uns velhos da seita, talvez eles tenham algo a nos dizer sobre esse outro Sephiroth, mas se eu fosse você passaria a nos acompanhar. - Olharia para Artturi nesse momento com um sorriso. - Tenho certeza de que além de uma boa recompensa, nós não gostamos de deixar as coisas inacabadas.

Finalmente todos estavam reunidos, Hinata buscava sentar em alguma coisa, de preferência em uma cadeira e permitiria ser tratada, ela pensava no que fazer dali em diante, o que poderia ser o próximo passo. Ela tinha objetivos claros em sua mente e a Grand Line fazia parte deste objetivo, Bijin já tinha a impressão de que já tinha passado tempo demais na sua ilha natal e era hora de sair daqui.

- Bem vindo sargento! - Disse Hinata com tom sarcástico. - Pelo visto um de nós estava certo e o outro estava errado. - Então Hinata dava um leve sorriso, pois na realidade ela ainda sentia dor.

Então a jovem se virava para Seiji, seu amigo de infância, Bijin já tinha um grande apresso pelo rapaz, quando ela estava sozinha com o irmão sequestrado Seiji foi o guia durante toda a aventura, por isso ela o respeitava muito apesar do seu jeito covarde.

- Seiji meu amigo. - Hinata colocava a mão nos ombros do jovem. - Ainda tenho um ultimo favor para te pedir, encontre Talita e Mário e diga as boas novas, pois logo quero estar no mar e talvez não tenhamos mais oportunidade de nos ver.

Então ela se voltava ao caçador. Artturi apareceu na vida por  uma coincidência, ele era um caçador de recompensas que tinha o mesmo alvo que a espadachim, ambos trabalharam junto, mesmo com Hinata desconfiada no início, mas depois de tudo que passaram.

- Então Artturi?! - Chamaria a atenção do meu novo parceiro. - Penso em seguir viajem em direção a Lougue Town, vamos juntos?

"Sim, o melhor agora é sair." - Pensava Hinata. - "Ajudar o agente, pegar a recompensa do caçador e seguir o caminho.

Legendas escreveu:

Narrador da história
Houken passado
Fala
Pensamento


Histórico:
 

NPC companheiro:
 

____________________________________________________

OBJETIVOS:

Nessa missão::
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hunson
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Hunson

Créditos : 9
Warn : II - Aliados - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 08/09/2017
Idade : 27

II - Aliados - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Aliados   II - Aliados - Página 8 EmptySab 13 Jun 2020, 20:10

A que ponto chegamos? As risadas de ambos, Clown e Hinata, ecoavam pelo ambiente e as palavras sobre um “Deus” eram jogadas aos ouvidos de todos algo estranho que a Loira iria me explicar melhor num momento mais oportuno. 
 
O palhaço em sua loucura agarrava Hinata a trazendo para próximo dele e forçando-a a um beijo o qual a garota conseguiu “evitar”; meus punhos se fechando com tal cena ninguém deveria força uma mulher a isso, em seguidas meus olhos se enchiam de fúria ao ver aquele homem disparando contra a perna da Loira que ia ao chão e voltava a se deparar com uma arma em sua cabeça. “Não!” falava comigo mesmo em pensamento “não irei deixar que machuque meus companheiros”. Apesar do paralisante pelo corpo minhas forças superaram seu efeito avançando e derrubando aquele verme que finalmente encontrou sem fim. 
 
O gosto de sangue era ruim, mas foi necessário, não podia me permitir errar e deixar que ele escapasse por algum motivo não depois de ameaçar minha vida e daqueles que agora são os mais próximos que tenho de uma nova família. 
 
Enquanto o sangue escorria pela minha pelagem um grito em negação se era ouvido, o agente que nos salvara anteriormente, “Sephiroth?” relembrava do nome no cartaz do palhaço “existe um outro então?” já cansado sentava-me ao chão tendo os braços como apoio enquanto Hinata conversava com o homem, - Com certeza, não vai ser uma boa deixar esse assunto assim. - responderia a moça deixando os braços deslizarem ao ponto de deitar no chão - Mas primeiro preciso de um banho. – sorriria sozinho observando minha situação. 
 
O Sargento chegava trazendo informações sobre suas operações com o governo “Sephiroth ... o quanto devem pagar por ele?” mesmo ingressando naquela vida a pouco tempo deveria começar a pensar como os caçadores, aquela era minha nova forma de ganhar a vida, mesmo que pudesse resultar em tirar a vida de um outro ser, um que não faria falta na sociedade, uma vida como a do Clown. 
 
Meus pensamentos eram interrompidos pela voz de Hinata – Lougue town? Ainda não a conheço ... É, vai ser uma boa seguirmos viagem juntos, vai precisar de ajuda se encontrar outro louco como esse. – Gargalharia sozinho enquanto um sentimento estranho tomava conta do meu corpo.
 


Citação :
[ltr]Falas[/ltr]
[ltr]Pensamentos [/ltr]

 
[ltr]
Histórico:
 
 [/ltr]
 
[ltr]
Objetivos:
 
 [/ltr]

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]




[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]/[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takamoto Lisandro
Narrador
Narrador
Takamoto Lisandro

Créditos : 52
Warn : II - Aliados - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 20
Localização : Minha casa

II - Aliados - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Aliados   II - Aliados - Página 8 EmptyQui 18 Jun 2020, 00:24




II - Aliados
Eitcha!




Seiji ainda estava preocupado com a loira, mas ela já havia recebido o tratamento para suas feridas assim como todos os marinheiros que participaram daquela operação contra o pirata chamado Clown. – Eh.. Sim, eles vão ficar felizes de saber que Crown foi parado! Mas acho melhor a gente passar neles depois, todos juntos. – Ele parecia realmente nervoso, depois de separar de Bijin, só queria ficar mais tempo com a mesma, pois sua vida correra perigo e isso por mais que fosse normal, para o simples rapaz medroso, quase perdeu uma pessoa preciosa no meio de tudo.

Artturi logo via sua amiga Nyla, carregando seu rifle aos conformes, estendia sua mão para ser apertada. – Sabendo que era você, sabia que conseguiria. – Disse a moça com um sorriso orgulhoso, ela não teve grandes ações nas investidas, no entanto, foi graças a ela que alguns dos capangas de Crown caíram silenciosamente e o ataque em conjunto da marinha e do governo foi mais efetivo. Agora que todos estavam reunidos, conversas eram jogadas ao ar e novos objetivos eram alçados pelos mesmos. – Quero conversar com você a sós. – Disse o agente enfaixado por todo o corpo quase parecendo uma múmia se direcionando a Hinata, como ele tinha dito antes, tinha mais pistas para se procurar e por algum motivo, ela havia sido um dos pontos ao qual fez Crown sair de sua toca.

Quero dizer, mais tarde, devemos ir para o QG. Teremos bem mais tempo para falar sobre assuntos importantes. – Sendo assim, o encaminhamento foi feito para fossem novamente para o quartel da marinha, era como se estivessem no inicio desta aventura, já que mais uma vez se encontravam na ala médica sendo tratados de forma mais eficiente. – Os ferimentos não são letais, porém devem ficar completamente em repouso sem movimentos bruscos. – Falou o médico, estava mais focado na loira com seu braço machucado, ele havia ficado mais feio dado ao tanto de esforço que colocou sobre ele.

A recompensa do pirata teria que ser decidida, Clown por mais que fosse perigoso, só era forte por trás de seus capangas e planos loucos, a bomba e sua emboscada foi o que lhe fez ruir ao chão e por mais que os caçadores tivessem um parte ativa, ganhariam uma recompensa complacente para seus esforços. Seiji e Hiroshi não saíram do lado de Hinata enquanto Nyla acompanhou seu companheiro de caça, o agente enfaixado também estava no quarto deles, mas este parecia irritado pelo rumo que as coisas haviam tomado. – Algum de vocês, conhece Sephiroth? – Indagou.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Bijin
Civil
Civil
Bijin

Créditos : 58
Warn : II - Aliados - Página 8 10010
Feminino Data de inscrição : 17/01/2017
Idade : 20

II - Aliados - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Aliados   II - Aliados - Página 8 EmptySex 19 Jun 2020, 15:26

Procurando o Palhaço


Hinata já estava tratada, elas estava agora planejando sair da ilha e havia pedido a seu amigo para encontrar seus dois parceiros. Mas Seiji havia se negado a fazer isso, ele era realmente um garoto preocupado com os amigos, Bijin se lembrava bem de cmo ele ajudou quando seu irmão foi sequestrado, por isso ela apenas sorriu ao comentário do amigo.

- Tudo bem! - Disse Hinata para o amigo em um tom calmo. - Você se preocupa demais, gosto disso em você, quem sabe preciso de alguém assim para por um pouco de juízo na minha cabeça. - Então ela ria levemente.

Nyla também havia chegado e foi direto ao seu parceiro, ela parecia bem confiante no mink e esses detalhes chamavam a atenção da loira que sentia ter um grande parceiro, mas o momento de conversas descontraídas havia sido interrompida, o agente todo enfaixado veio em direção a Bijin falando sobre a necessidade de conversarem.

- Acho que não vou conseguir me livrar de tudo isso por um tempo. - Hinata mostrava suas feridas e curativos também todos feitos pelos médicos da Marinha. - Vamos ter muito tempo para conversar.

Embora quando estivesse com sangue quente Hinata pudesse cometer alguns atos de loucura aparente para alguns, ela era bem sensata quanto as suas condições, sabia que nesse momento não havia motivo de abusos, o louco que pois seu irmão em risco estava morto e ela já sabia o motivo, um frustrado.

Então sem nem mesmo reagir, mas colaborando para tudo dar certo, a loira com seus amigos foram caminhando todos levados para a QG da Marinha e mais uma vez na ala médica, ela ouviu atentamente as orientações do médico dando uma resposta afirmativa ao pedido dele. Mas com todos no quarto o agente questionava Bijin sobre Sephiroth mais uma vez.

- Vou falar do início para que entendam bem que eu sou e o que esse Sephiroth é. - Hinata olhava para Hiroshi para o manter calma, sinalizava que estava tudo bem. - Eu e meu irmão fazemos parte de uma seita chamada o Caminho. - Então a loira fez uma pausa olhando pela janela para visualizar a cidade. - A seita luta por um mundo onde a justiça e paz sejam universais. Claro que quando você observa um pequeno povoado como esse sabe que é impossível isso acontecer. - Então ela se virava para o agente. - Por mais forte que agentes e a Marinha sejam, sempre surge os "fora da lei", sempre haverá o líder corrupto e mesmo no próprio Governo Mundial pessoas que busquem seus próprio interesses do que o geral. - Então ela olhava bem para o agente para deixar claro seu ponto de vista embora fizesse uma crítica ao próprio Governo Mundial. - Mas essa falha não é algo que não seja mais do que natural, como seres somos todos em algum ponto orgulhosos, egoístas e de fato muito pouco altruísta. Veja meu caso hoje, fui atras de Clown por um motivo egoísta, ele mexeu com meu irmão. - Então ela olhava para Horoshi com um sorriso. - Na seita acreditamos que é possível concretizar o sonho da paz, entretanto para isso lutamos para ultrapassar os limites do humano e chegar a um patamar divino, pois se não chegar a um nível superior, sonhar com um mundo melhor é pura besteira. - Então voltando-se ao agente Hinata voltava a falar em um tom sério e demonstrando convicção com seus olhos firmes. - Eu, Hinata Bijin, irei superar o meu próprio eu e transcender para o divino, para isso vou e dedicar ao Caminho da Espada e até encontrar o meu eu divino vou lutar com ela para ajudar a justiça e a paz. - Então ela se virava para o mink e sua parceira. - Pelo que Clown falou Sephiroth deve ser um antigo membro da seita, ele também segue o Caminho da Espada, de alguma maneira deve ter descoberto sobre mim e deve querer me eliminar.

Hinata então fazia uma pausa enquanto bebia água para refrescar sua garganta, nesse tempo tanto o mink, Nyle e o agente poderiam absorver as informações ditas por Bijin para melhor compreender o que ela estaria para dizer, pois muito do que ela diria agora era a definição do homem que todos estavam travando como alvo para uma futura caça.

- Pelas poucas informações que Clown deixou é possível deduzir algumas coisas. - Hinata então voltava a falar criando uma imagem na sua cabeça. - Sephiroth fez parte da seita a algum tempo, ele segue o caminho da espada, isso significa que ele é um grande espadachim, mas algo deve ter acontecido, pois ele distorceu o caminho de paz, pelo menos não é possível imaginar alguém da seita associado com um homem vil e covarde como Clown. - Então Hinata voltava-se a virar para agente. - Ele não faz mais parte da seita, pois todos os membros, sejam escolhidos ou não para seguirem um Caminho, eles devem apoiar um ao outro para o desenvolvimento dele e o crescimento da seita, Sephiroth prefere eliminar a "concorrência" mostrando ser inferior a um simples humano. Ele expôs um dos seus homens de confiança para me pegar e perdeu, o orgulho dele deve estar ainda mais ferido, ele vai aparecer em breve. - Então Bijin fez uma última pausa para dar uma outra direção para o agente. - Recentemente minha seita abriu uma loja de armas, lá fazemos nossos próprias armas e vendemos ao público, lá tem muitos membros mais velhos do que eu da seita, se for procurar ali acho que vai conseguir mais informações.

Legendas escreveu:

Narrador da história
Houken passado
Fala
Pensamento


Histórico:
 

NPC companheiro:
 

____________________________________________________

OBJETIVOS:

Nessa missão::
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hunson
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Hunson

Créditos : 9
Warn : II - Aliados - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 08/09/2017
Idade : 27

II - Aliados - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Aliados   II - Aliados - Página 8 EmptySab 20 Jun 2020, 02:11



Todos os devidos cuidados eram tomados após os acontecimentos que levaram a morte do palhaço, pessoas vinham ao local da batalha e dentre elas minha parceira, Nyla[color:b148=rgba(0, 0, 0, 0)], que caminhava em minha direção estendendo a mão e soltando palavras que me fizeram esquecer do cansaço por alguns segundos  - Até que não foi grande coisa [color:b148=rgba(0, 0, 0, 0)]– falaria num tom mais leve fazendo graça com a situação. 

 
Todos fomos levados ao QG da Marinha, ala médica, para terminar o tratamento e enquanto estamos lá novamente um nome foi citado, Sephiroth[color:b148=rgba(0, 0, 0, 0)],  “novamente essa pessoa?[color:b148=rgba(0, 0, 0, 0)]” pensava relembrando do mesmo comentário feito na morte do palhaço - A única vez que vi esse nome foi no cartaz do Clown.[color:b148=rgba(0, 0, 0, 0)] - Faria uma breve pausa e continuaria – Fora isso nenhuma outra informação. 

 
Ao contrário do meu pouco conhecimento sobre o caso em questão Hinata[color:b148=rgba(0, 0, 0, 0)] mostrava uma postura totalmente oposta relatando tudo que sabia sobre o indivíduo e explicando melhor sobre a seita ao qual seguia, enquanto a moça começava a falar meus olhos se desviavam do rosto dela para apreciar as belas curvas daquela loira e esticando a mão a seguraria e traria para perto de mim para então me atentar novamente a explicação da moça me saboreando com meu maravilhoso mel. -Então esse... uhm...  foi o motivo... uhm... de toda essa loucura?[color:b148=rgba(0, 0, 0, 0)] - pensaria alto com a boa ainda cheia daquele nectar 

 
NylaHinata está indo para Lougue Town e nós convidou para seguirmos caminho com ela. [color:b148=rgba(0, 0, 0, 0)]- Meus olhos iam em direção a moça e de volta a caçadora - Quando deixei minha ilha um dos meus objetivos era conhecer esse mundo então não pretendia ficar nessa ilha, mas não sei dos seus objetivos. Adoraria ter sua companhia durante as viagens e poderíamos continuar com nosso trabalho... então, o que me diz?[color:b148=rgba(0, 0, 0, 0)] - esperaria pela resposta da moça - Comece a arrumas as coisas, creio que assim que estivermos aptos deixaremos a ilha.[color:b148=rgba(0, 0, 0, 0)] Falaria para ela caso sua resposta fosse positiva. - A propósito. Como fica nossa recompensa já que “capturamos” o Clown?[color:b148=rgba(0, 0, 0, 0)] - perguntaria para o agente foi um alvo complicado de se capturar, algo deveria ser pago por ele. 





Citação :
Falas Pensamentos
Histórico:
 
Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]




[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]/[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takamoto Lisandro
Narrador
Narrador
Takamoto Lisandro

Créditos : 52
Warn : II - Aliados - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 20
Localização : Minha casa

II - Aliados - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Aliados   II - Aliados - Página 8 EmptyTer 23 Jun 2020, 00:32




II - Aliados
SEPHIROTH!




Diferente do urso, a loira tinha muito mais informação sobre a pessoa que se chamava Sephiroth, suas falas eram claras e o agente cruzou seus braços ao receber a critica do governo mundial, mas não falou nada, preferiu apenas ouvir e buscar por informações sobre seu alvo e naquele ambiente, o mink achou uma boa ideia de seguir a espadachim para a cidade do começo e fim. – Bom, também não ficaria muito por aqui. – Falou a atiradora colocando seu rifle sobre seus ombros. – Piratas sempre aparecem não importa onde. – Ela respondeu, seu sorriso não era aberto, era bem mais sutil e servia de resposta para os planos feitos pela Hinata e Artturi.

Ele tinha uma ligação com você. – Assimilou o agente. – Irei me recuperar, e farei as perguntas certas para o outros. Se sua seita busca a paz, ficarei grato de ir nessa loja de armas. – Ele falou, seu corpo estava erguido e pacientemente ele se deitava em sua cama deixando a loira de lado. – Fico irritado em pensar que alguém do caminho tenha se corrompido, ainda mais um escolhido. – Disse Hiroshi, Seiji estava na ala médica e também ouvia tudo, havia ficado corado antes com as palavras de Hinata, estava querendo ser de ajuda, pensou no pedido da loira mais seriamente e saia da sala sem dizer uma palavra.

Não muitos minutos depois, chegava a tenente Carmem, a loira poderia reconhecer aquela mulher tão forte e bonita. – Parece que estão todos bem. – Sorriu para todos, assim como eles, ela sabia sobre o perigo que era Clown, mas não tinha quase nenhuma informação sobre o Sephiroth, ao saber que o palhaço era apenas um subalterno, a recompensa do pirata havia abaixado e esse nome finalmente ganhava um rosto. – A recompensa pelo Clown ficará dez milhões de berries, já Sephiroth... – A recompensa pela cabeça do misterioso por trás de esquemas e planos maiores valia centenas de berries, era o tanto o quanto perigoso.

Este homem é perigoso, mesmo suas ações sendo ocultadas pelo governo, ele possuía admiradores e seguidores. – Ela falava olhando para o agente, este que não se importava com seus olhares. – O cartaz irá revelar ao mundo que Sephiroth e precisa ser eliminado, mas também vai o ascender como um supernova, sua reputação aumentará entre os piores dos piores. – Afirmava com desgosto, porém seus olhos se incendiavam. – Ele irá perecer diante da marinha e do nosso governo, não iremos deixar que o mal prevaleça nunca. – Afirmou para todos da sala, chegando mais próximo da loira, tinha algo mais direto para ela. – Não o enfrente Hinata, pelo menos não agora. Sua última aparição não deixou rastros além de corpos e sofrimentos. – Foi após o interrogatório que tudo se iniciou, Carmem sabia disso e tinha certa responsabilidade em falar o que sabia para a espadachim. – Visto na Grand Line pela última vez.. Se eu espero algo é que você vença se seu caminho lhe levar a ele, ou o dele o levar ao seu. – Ela sabia do elo entre os dois, dado que ouviu o discurso da moça ainda fora do recinto encostada na parede.

Dali por diante, Hinata e Artturi estariam por suas contas, Clown havia morrido e deixado apenas um nome e conhecimento que ele era da seita dos Bijins, e agora, olhando para o cartaz poderia dizer que o homem naquela foto era um rival a se temer.


SEPHIROTH:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Bijin
Civil
Civil
Bijin

Créditos : 58
Warn : II - Aliados - Página 8 10010
Feminino Data de inscrição : 17/01/2017
Idade : 20

II - Aliados - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Aliados   II - Aliados - Página 8 EmptyQui 25 Jun 2020, 19:17

Procurando o Palhaço


Depois de Hinata explicar tudo o que sabia deixou o pessoal assimilar a informação e a primeira a se manifestar mesmo fora do tema foi Nyla, a atiradora com seu rifle, claro que Bijin não teve como não sorrir para ela, pois estava feliz com a decisão da garota que também foi de grande ajuda para a captura de Clown.

Logo após a caçadora, que começou a se manifestar era o próprio agente, ele havia de fato percebido que Hinata e Sephiroth tinham um passado embora nunca tivessem de fato se encontrado, todavia já era uma direção que o agente teria para seguir, ele então ficaria ocupado por um bom tempo recolhendo mais informações, entretanto Hinata mesmo não parecia já interessada nisso.

Hiroshi então demonstrando sua decepção sobre alguém que havia se corrompido na seita, por outro lado a loira pensava da responsabilidade de ser um escolhido e das tentações que deveria sofrer. "Não posso nunca me desviar do meu objetivo, caso contrário tudo pode desmoronar e posso tornar o mundo ainda pior."

Entretanto em meio aos seus pensamento Bijin não deixou de notar a saída de Seiji da sala, o jovem amigo de infância de Hinata e Hiroshi sempre se mostrou muito valoroso e confiável, Bijin tinha apenas receio de que algo ruim acontecesse com ele, mas ela não poderia podar a liberdade de ninguém com a justificativa da segurança, então ela apenas fechava os olhos e soltava seus desejos para que seu amigo ficasse bem.

Agora a tenente Carmen entrava no recinto e começava a falar um pouco mais sobre Sephiroth, parecia que de fato a seita havia dado origem a um monstro, entretanto Bijin ainda respirava calmamente e impertubável diante de toda a fala.

- Carmen, realmente quero agradecer pela sua ajuda. - Disse Hinata de coração, ela que havia falado sobre o sequestro de Hiroshi, ela que de a pista inicial de Clown e que trazia mais informações e mostrava-se preocupada com a loira. - Mas de fato não vou atrás dele, seria como me rebaixar ao nível dele, não tenho esse nó em meu coração, além disso não sou uma caçadora de recompensas, apenas uma civil que quer o bem geral.

Hinata então fazia como o agente descansava o quanto poderia e assim que tivesse alta então ela se prepararia para uma nova jornada, agora não mais nessa ilha, mas indo em direção a Grande Rota, local que seu antigo mestre havia sugerido ela buscar novos aprendizados e conhecimento para se tornar o que seria a maior benção do mundo.

- Então vamos partir. - Dizia Bijin ao ver Artturi pronto. - Vamos pegar a recompensa e sair logo daqui.

Durante toda a caminhada que Hinata faria ela teria em seus olhos um sentimento de nostalgia, afinal essa era a ilha que ela nasceu, cresceu e foi treinada. Estava deixando para trás lembranças, amigos e muitas aventuras. Quanto a recompensa Bijin não falaria nada, deixaria que o próprio Artturi decidisse como faria a divisão se caso ele achasse que assim deveria ser.

Mas Hinata ainda parecia triste com seu pouco desenvolvimento, ela sentia que lhe faltava habilidades básicas para se tornar uma espadachim de verdade, a luta com Clown mostrava como alguém pouco ortodoxo era uma tremenda dificuldade e a espadachim imaginava que para guerreiros mais experientes seus golpes poderiam ser previsíveis.

Outro ponto que também incomodava Bijin era sua dependência da espada, embora esse seja o Caminho que ela seguia, não era necessário depender apenas disso, por isso ela também pensava em adquirir habilidades de combate de rua, não havia necessidade de ser uma arte marcial que precisasse dedicar muito tempo, mas algo mais simples e que ajudasse ela em situações complicadas.

Chegando no porto Bijin esperava encontrar seus amigos para se despedir definitivamente, um tritão como o Mário não era alguém difícil de avistar e caso o visse iria na direção deles, mas caso não visse ninguém iria apenas comprar a sua a passagem para Louguetown.

- Duas passagens por favor. - Pedia Hinata, não pensando no irmão, mas em Seiji caso até o momento ele não tivesse aparecido, mas ela confiava que ele logo apareceria, pois já sabia das intenções da amiga. - Muito obrigada. - Agradeceria pegando as passagens após pagar por elas.

Legendas escreveu:

Narrador da história
Houken passado
Fala
Pensamento


Histórico:
 

NPC companheiro:
 

____________________________________________________

OBJETIVOS:

Nessa missão::
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hunson
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Hunson

Créditos : 9
Warn : II - Aliados - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 08/09/2017
Idade : 27

II - Aliados - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Aliados   II - Aliados - Página 8 EmptySex 26 Jun 2020, 14:05


Não conhecia os planos de Nyla a “primeira” pessoal que me ajudou ali naquela ilha, uma ajuda que salvou minha vida, se não fosse por ela talvez não tivesse conseguido capturar o Sr. Zé e apesar de nos conhecermos a pouco tempo já gostava da moça e a queria por perto.


- Mesmo? - questionaria a moça com uma expressão de felicidade no rosto - Então vamos logo cuidar dos preparativos. - Me posicionava para levantar da cama quando uma mulher da marinha adentrava o quarto relatando ainda mais informações sobre Sephiroth, mas dentre as palavras ditas pela tenente uma ficou em minha cabeça - Sou novo nesse ramo de caçador de recompensa, mas me esclareça algo – Uma breve pausa era feita enquanto saia da cama já bufando pelas narinas - Vocês podem simplesmente trocar a recompensa de alguém mesmo que ele já houvesse sido “capturado” devido seu valor anterior? - Realmente não conhecia o sistema e se aquilo fosse real teríamos um urso zangado.


- Ficaria fácil alegar que alguém não fez algo ... quem descobriria? – Falaria para a mulher enquanto pegava minhas coisas – Agora se me dar licença... vamos indo Nyla, temos que pegar nossa “recompensa” antes que ela fique menor. - Caminharia em direção a porta encarando a moça - Nos encontramos no porto Hinata – Falaria para a loira antes de sair.


Enquanto me dirigia ao local onde receberia a recompensa socaria uma parede próxima na tentativa de extravasar minha raiva enquanto esbravejava comigo mesmo – Viemos pegar a recompensa do Clow. - Falaria para a pessoa que estivesse nos atendendo. Após receber o dinheiro dividiria em 3 partes, daria uma pra Nyla e guardaria a parte de Hinata.


- Nyla, gostaria de comprar alguns suprimentos médicos conhece alguma loja onde possa conseguir? - esperaria que a moça soubesse e me guiasse até o lugar. - Olá! Estou procurando alguns itens. - Falaria para pessoa que estivesse no lugar oferecendo 20,000 pelos produtos. Com as compras feitas era chegada a hora de seguir viagem, então partiria em direção ao porto da cidade para encontrar os outros para assim deixarmos aquela ilha.

Itens:
 





Citação :
Falas
Pensamentos


Histórico:
 


“Objetivos”:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]




[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]/[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takamoto Lisandro
Narrador
Narrador
Takamoto Lisandro

Créditos : 52
Warn : II - Aliados - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 20
Localização : Minha casa

II - Aliados - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Aliados   II - Aliados - Página 8 EmptyTer 30 Jun 2020, 23:50




II - Aliados
Descanso.




O urso não pareceu tão contente ao saber da diminuição da recompensa, não podia fazer nada já que muitas das tramoias de Clown eram comandadas diretamente pelo supernova que havia surgido. Sendo considerado pela marinha apenas um simples capanga do East Blue, o pirata tinha sua recompensa reduzida pela metade de forma sensata já que apenas havia ganhado crédito pelas ações de Sephiroth. A marinheira se despedia e após um tempo descansando e com o devido tratamento de seus ferimentos, poderiam sair enfaixados dali, Hinata não andava direito e precisaria de uma muleta, porém seu irmão a pegava e colocava seu braço por volta de seu ombro servindo de apoio no lado ferido da garota. – Vou te ajudar irmã.

Tanto Nyla quanto Artturi iam para a parte tão querida por caçadores de recompensa, de pegar o dinheiro. A parte era repartida em três e sendo assim os dez milhões de berries eram repartidos pelo urso, a loira e a atiradora. O urso partia para a ala comercial da ilha sendo guiado pela sua amiga, não foi difícil encontrar uma loja de medicamentos e utensílios médicos, eram recebidos de forma amistosa, o urso enfaixado caminhava facilmente já que seus ferimentos foram mais leves que a espadachim. Ele queria comprar o kit médico com apenas vinte mil berries, porém só sairia de lá pagando mais cinco mil, Nyla ajudava na compra. – Não precisa pagar de volta.

A relação entre os dois era simples, parceiros por profissão, não sabiam ao certo sobre um ao outro, mas passaram tempo o bastante para um defender a vida do outro sem pestanejar, a garota era calma e parece fria, não era tão comum compartilhar do seu dinheiro ou sorrir. A loira tinha rumado ao porto, sentia aquele sentimento de despedida, a ilha ao qual viveu em algumas horas desapareceria de sua vista e uma grande jornada se iniciaria.

Existia uma embarcação ao qual parecia estar vendendo passagens para a ilha mais próxima da Grand Line, Polestar Island era seu destino. – Venham! Ainda restam vinte passagens! – Anunciava um garoto balançando um sino, parecia essa ser a passagem certa para a loira que se tratava de comprar dois passes, estes que valiam cada cinquenta mil berries. – Obrigado moça! A partida será daqui a uma hora. – Falava sorridente o garoto. – Hum.. – Hiroshi comprava mais uma passagem, ele não sabia se ela tinha comprado aquela segunda passagem para ele ou para Seiji, mas como conhecia sua irmã, sorria e entendia o que se passava, se tivessem que fazer algo, seria agora ou nunca, não muito longe, existia uma loja estranhada chamada: APRENDA TUDO AQUI! Até mesmo Artturi poderia ver esta loja quando passasse pelo porto, este era um momento de descanso para nossos heróis.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Hunson
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Hunson

Créditos : 9
Warn : II - Aliados - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 08/09/2017
Idade : 27

II - Aliados - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Aliados   II - Aliados - Página 8 EmptySab 04 Jul 2020, 11:17

De nada adiantou a reclamação, no fim das contas o dinheiro que receberíamos pela captura do bandido Clown foi reduzido a dez milhões de berries. A expressão em meu rosto não parecia nada feliz, mas contra a marinha não era sensato fazer nada até porque sãos as pessoas responsáveis por meu pagamento.


Respirando fundo seguíamos caminho a região comercial da ilha enquanto saboreava mais um pouco do meu magnífico mel transformando aquele momento de “infelicidade” numa caminhada maravilhosa. Havíamos chegado à loja onde compraria meus suprimentos médicos, o dinheiro oferecido inicialmente não era o suficiente para comprar os produtos, mas Nyla me ajudara completando com o que faltava.


Ao deixar o lugar meus pensamentos vagueavam a tempos mais frios, não por serem tristes, mas por lembrar da ilha onde cresci, foi lá onde conheci Misha a ursa que me ensinou tudo que sei até hoje e a ursa a quem admiro, assim como ela pretendo me tornar um médico começando por ela ilha onde dei os primeiros passos da minha nova vida.


Caminhando em direção ao porto da cidade uma estranha construção me resgatava dos meus pensamentos “Aprenda tudo aqui?” o nome realmente despertava curiosidade principalmente depois dos últimos acontecimentos “Não custa nada dar uma olhada” pensava querendo saciar minha curiosidade – Nyla! Vamos dar uma passada naquele lugar antes de continuarmos – apontaria para ela o local do qual falava e seguiria a passos largos e direção ao mesmo.


Ao entrar, procuraria por alguém que trabalhasse ali - Então... Aprenda tudo aqui? - apontaria com o polegar para trás fazendo referência ao nome da loja que tinha observado antes – O que podem ensinar sobre toxicologia? - numa recente luta eu corpo havia sido envenenado me impossibilitando de continuar o combate assim despertando meu interesse pela área e evitar que tal situação voltasse a se repetir. Esperaria por uma resposta e pagaria se preciso fosse, mas não gastaria tudo o que tinha, deixaria uma parte para a passagem do navio.


Com tudo resolvido ali naquela loja continuaria meu caminho até o porto, buscaria por um navio para nosso novo destino então pagaria o necessário para que pudéssemos embarcar e seguir rumo a uma nova ilha.



[quote] Falas
Pensamentos


Histórico:
 



“Objetivos”:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]




[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]/[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




II - Aliados - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Aliados   II - Aliados - Página 8 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
II - Aliados
Voltar ao Topo 
Página 8 de 9Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Yotsuba Island-
Ir para: