One Piece RPG
Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Unidos por um propósito maior
Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 Emptypor AoYume Hoje à(s) 08:42

» Art. 3 - Our memories
Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 08:07

» 1° Act - It's Navy Time
Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 06:00

» The One Above All
Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 Emptypor Achiles Hoje à(s) 04:10

» [LB] O Florescer de Utopia III
Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 04:00

» O Regresso do Anjo Torto
Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 Emptypor DanJo Hoje à(s) 03:34

» Azura V. Pendragon
Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 03:17

» [Ficha] Fenrir Seawolf
Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 03:09

» Fenrir Seawolf
Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 03:05

» Sádica em construção
Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 03:03

» VI - Seek & Destroy
Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 02:54

» Una Regazza Chiamata Pericolo
Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 Emptypor Milabbh Hoje à(s) 02:34

» [MINI-Fenrisulfr] Começo
Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 02:19

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 Emptypor Wesker Ontem à(s) 23:58

» Arco 1: Passagem pela ilha do riso
Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 23:21

» I - As rédeas de Latem City!!
Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 Emptypor Kyoji Ontem à(s) 22:35

» The Lost Boy
Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 Emptypor Madrinck Dale Ontem à(s) 22:11

» Unidos por um propósito menor
Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 Emptypor Jean Fraga Ontem à(s) 21:18

» Fellippo Augustus
Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 Emptypor Fellippo Ontem à(s) 20:50

» Busca Implacável
Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 Emptypor GM.Noskire Ontem à(s) 20:25



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Capítulo I - Surgem os Eternos!

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 56
Warn : Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Capítulo I - Surgem os Eternos!   Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 EmptySex 07 Fev 2020, 22:33

Relembrando a primeira mensagem :

Capítulo I - Surgem os Eternos!

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) civis Marte, Ishin Murasaki e Ryuzaki Loster. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Ripper
Membro
Membro


Data de inscrição : 14/01/2018

Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo I - Surgem os Eternos!   Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 EmptySeg 29 Jun 2020, 20:52


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Um homem notável!
Post - 16





A confusão recebia novos ares. Um aglomerado aparecia subitamente por um dos flancos pertencente aos selvagens, dentre eles, pude perceber em forma de vulto alguém notavelmente maior que os demais, mas aquilo não seria o suficiente para prender a minha atenção. Ainda desesperado, a oportunidade criada pela chegada abrupta permitiu que eu alcancasse a carroça, dentro dela, uma caixa. Podia sentir o cheiro do que me aguardava. Em uma bocada, finalizei aquele pedaço de carne que reluzia como ouro antes de ser devorado. O gosto? Bem, a Mãe sempre dizia que a fome era o melhor tempero antes de servir seu "ruimzado", quer dizer, guizado de veado, ela sempre esteve certa.

Como um elixir divino, a sensação de comer aquela carna percorria minhas veias. Eu estava pronto para voltar ao combate.

— Surpresa! Eu voltei!  HAHAHAHAHA! — bradava, dando alguns passos em direção a confusão. Pude sentir que os danos a minha perna esquerda eram reais, mas ainda era possível continuar a lutar.

O homem em vestes sacras não havia conseguido ser dar tão bem nesse meio tempo, pude ver quando ele era pego por uma sequência de golpes, primeiro um soco seguido de uma "cajadada" do líder selvagem, havia sido um duro golpe. Mas agora o Marte já estava de volta a luta. Revigorado, segurei com desmasiada força o tronco em minhas mãos, novamente, bang! Um corpo selvagem voava para as margens do confronto, aqueles com escudo vinham em seu auxílio, mas já era tarde, o momento havia sorrido para mim e meu joelho rapidamente lembrava seus corpos de como era doloroso se opor a mim. E antes que eu pudesse continuar, o maldito líder golpeou mais uma vez a minha perna já enfraquecida.

— Ugh... — a dor já era o suficiente para me incomodar, eu mudaria a estratégia a partir dali.

De forma surpreendente, o pequeno homem trajado de branco acertava um golpe em um dos selvagens, pensara que ele seria apenas alguém a ser protegido e subitamente de sua boca começara a surgir palavras, também desconhecidas para mim.

"O que há com esta terra?! Qual seria o problema dessas pessoas com tais dialetos tão excêntricos?!"


Entretanto, fui trazido de volta a situação. Aquele homem estava claramente fazendo uma espécie de prece aos céus, a Mãe havia me contado que alguns povos dedicavam suas vidas a divindades, bobagem, os Deuses só se interessam em brincar conosco, assim como brincamos com formigas quando mais novos.

— Ei pequeno, nunca ouviste que tal coisa é boba... — antes que pudesse terminar minha frase, o pequeno começava a mover-se como uma lebre na neve fofa, quase tão rápido quanto meus olhos pudessem acompanhar. Havia sido tais palavras? Este novo mundo não cansava de me surpreender e não era possível conter a excitação.

— HAHAHAHA! SUBLIME! — a surpresa pela forma de lutar do clérigo me animava e eu estava prestes a mergulhar novamente na batalha, quando o vulto que antes havia visto, chegava ao meu lado, não era um homem pequeno.

— Ahn?! Tu não és um homem pequeno como os demais! Peço-lhe sua confiança, ajude-me a acabar com essa ameaça selvagem e responderei todas as tuas questões! — não havia muito mais tempo para as palavras, talvez aquele homem fosse também do Norte, apesar de sua aparência não me ser familiar.

Com a batalha chegando em seu ápice, tentaria contar com a ajuda do homem não tão pequeno a quem acabava de me dirigir, ele havia chegado junto ao grupo que agora parecia querer também combater os selvagens. Estes mostravam claro domínio de artes de combate, se posicionando juntos, criando uma verdadeira carapaça.

— HAHAHA! Parece que vós não estais para brincadeira! — no meio estava o líder, certamente o local mais vulnerável seria a parte de cima daquela tática defensiva.

— Ao meu sinal, tu deves atacar! — diria, ao careca robusto que estava ao meu lado.

Como minhas pernas não mais estavam sadias, tentaria uma espécie de ataque a distância. Largando o pedaço de tronco ao chão, utilizaria toda a envergadura possível de meus braços, afim de juntar o máximo possível de neve. Guerra de bolas de neve eram extremamente comuns no verdadeiro Norte e eu sempre havia sido especialmente bom em fazer as maiores, HAHAHAHA!

Com a massa de neve que pudera juntar, tentaria moldá-la como uma esfera, dando pequenos tapas pelas bordas, com o objetivo de deixá-la o mais maciço possível. Quando julgasse que estava bom o suficiente, levantaria do chão e arremessaria em direção a formação defensiva, ao mesmo tempo em que gritaria em alto em bom som.

— ATAQUE!!!!!

Meu objetivo com tal ataque era que a bola de neve gigante pudesse quebrar total ou parcialmente a defensiva dos selvagens mas, não sendo possível, que pelo menos atrapalhasse-os um pouco, lutar com neve nos olhos nunca era a melhor escolha.

Independente das reações em volta, eu estaria determinado a acabar com aquela luta. Ou gerando a rendição dos adversários, ou levando-os a perda de consciência com meus golpes. Para isso, rapidamente pegaria o tronco do chão e partiria na velocidade máxima que a minha perna esquerda permitisse em direção ao grupo selvagem. Ao chegar perto o suficiente para que meu tronco os alcançasse, posicionaria minha perna direita a frente e a esquerda atrás, protegendo-a apenas com a distância mantida, então, balançaria o tronco horizontalmente golpeando a formação agressora.

— É difícil enfrentar alguém que sabe revidar, não é mesmo?! HAHAHAHA! — diria, enquanto a sensação de reprimir tal facção covarde invadia meu corpo.

Em sequência, golpearia pro diversas vezes na vertical de forma ascendente, como em uma caça a topeiras que ousavam colocar suas cabeças para fora de sua toca, buscando saber se o Inverno havia passado.

BANG! BANG! BANG!

O principal objetivo seria inutilzar os guerreiros selvagens, deixando o líder a sós.

Caso a luta chegasse ao fim, iria de encontro ao homem não tão pequeno que a pouco havia conhecido.

— Tu és forte e robusto! És um filho do verdadeiro Norte assim como quem vos fala? Qual seria teu nome? — diria, enquanto aplicava tapas relativamente leves nos ombros do homem, medindo e comprovando sua capacidade física.









Objetivos:
 

Dados do Marte:
 





Voltar ao Topo Ir em baixo
Faktor
Civil
Civil
Faktor

Créditos : 10
Warn : Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 10010
Masculino Data de inscrição : 04/01/2019

Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo I - Surgem os Eternos!   Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 EmptyQui 02 Jul 2020, 15:18


Capítulo I - Surgem os Eternos
Groomer [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

- Falas [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | ~ Pensamentos [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Groomer se encontrava confuso, ao chegar no campo de batalha, poderia ver pessoas atacando o Gigante próximo ao mesmo, porém, com a chegada de um novo gigante e mais um grupo liderado pelo "Zero Um", eles pareciam intimidados, ou com medo. ~ Será que eles ficaram com medo de mim? ~ Ao pensar nisso, o mesmo virava-se ao grupo. - Eu não sou uma ameaça, não precisam ter medo. - Bom, ele não está errado, ele não é uma ameaça, pelo menos não neste exato momento...

Não muito tempo depois, o outro Gigante vinha pedir a ajuda de Groomer para derrotar os inimigos que agora estavam em uma formação de defesa. - Bom... Se você está dizendo que eles são uma ameaça... irei ajuda-lo como puder. - Diria ao homem no qual aparentava ter uns 2 metros a mais que o mesmo.

Groomer observava enquanto o ruivo ainda não dava o sinal para atacar, poderia ver o mesmo formando uma imensa bola de neve, e assim que o mesmo a arremessasse, fixaria seus olhares somente para ela, aguardando para quando caísse em cima dos inimigos. Mesmo que o arremesso fosse em vão, e não alcançasse os oponentes, ficava distraído com aquela imensa bola, onde só se despertaria ao ouvir o grito do Gigante. Neste momento, era provável que todos começassem a atacar, porém Groomer nunca tivera participado de um combate real, e não sabia muito o que fazer. Por ter esta falta de experiência, se aproximaria do inimigo que estivesse mais perto, não ligaria pra ataques de terceiros nem nada, e focaria no seu "oponente", chegando no mesmo, daria um chute na direção de seu inimigo, e esperava que ele fosse embora ou ficasse caído no chão, até por que, não sabia o que eles tinham feito para que fossem severamente machucados.

Se por acaso o inimigo revidasse, não ligaria, e então, daria um peteleco em seu oponente, visando não feri-lo tanto. Suas tática de ataques seria petelecos e chutes fracos, visando somente atordoar ou fazer seus oponentes ou os fazerem fugir. Tendo sucesso em alguma das opções, veria se localizaria outro por perto, ou se já teria algum lhe atacando, e então repetiria o que teria feito com o anterior. Caso todos tivessem sido derrotados pelos demais "aliados", ou fugido, me sentaria na neve, cansado e com muita fome, e então comeria mais 3 (três) das maçãs, das quais teria trago com o mesmo.

Ao final da batalha, o Gigante viria falar comigo novamente. - Meu nome é Groomer, é um prazer conhece-lo, faz tempo que não via outro gigante. - Diria ao ruivo.






Extra

Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
John Knudarr
Civil
Civil
John Knudarr

Créditos : 2
Warn : Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 10010
Data de inscrição : 06/09/2015

Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo I - Surgem os Eternos!   Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 EmptySab 04 Jul 2020, 13:03



Narração
Surgem os Eternos!


_________________________________________

Marte criava um plano que seus aliados certamente não esperavam. O Clérigo, que tinha parado por um instante para tentar entender a formação dos selvagens, começava a reagir de maneira estranha, com seus braços e pernas tremendo cada vez mais. O seu ganho momentâneo de poder tinha um preço e ele parecia já estar sendo cobrado. Após pedir ajuda a Groomer, o guerreiro do norte atirava a sua bola gigante de neve, com o quase incapacitado religioso, porém, partindo antes mesmo do recém-chegado Gigante.

A bola de neve fazia com que os selvagens se afastassem por um breve momento, criando uma abertura para que fossem atacados. - Parece que eu vou precisar fazer isso... - O rosto do homem demonstrava grande preocupação, antes que ele terminasse. - Remissionem peccatorum... - Aproveitando-se do momentum proporcionado por Marte, o religioso desferia um soco no peito do líder dos selvagens, atirando-o quatro passos para trás. - Carnis resurrectionem, vitam aeternam! - Com um salto, o religioso se colocava junto ao comandante daquela tribo e, agachando-se para desviar de um golpe do cajado, desferia um soco no estômago do selvagem. - Amen. - Enquanto o rosto do tribal se contorcia de dor, as pernas do Clérigo cediam e seus olhos se fechavam. Apesar das aparências, um observador atento era capaz de perceber que ele ainda respirava.

Groomer avançava de maneira inocente contra os selvagens e escolhendo um oponente mais próximo, desferia um chute que trazia o selvagem de volta a realidade. Os olhos do homem iam de encontro aos de Groomer que mesmo muito maior em estatura, sentia-se cada vez menor diante da ira do seu oponente. O selvagem avançava contra o gigante, abandonando a sua arma e partindo para socos e arranhões que sequer o machucavam. Em resposta, Groomer desferia um peteleco que prontamente derrubava o seu oponente. O gigante poderia achar que sua força descomunal causava aquilo, mas o fato era que os selvagens haviam sido derrotados no momento em que foram divididos de sua formação.

Zero Um avançava contra o líder dos selvagens que em sua fúria agora atacava o Clérigo caído. Uma troca de golpes começava entre os dois, mas não levava muito tempo até que o tribal começasse a ceder diante da força descomunal do guerreiro teísta. Enquanto o líder inimigo era derrotado, Marte avançava contra os selvagens, balançando o tronco e derrubando um deles. O líder, vendo aquela cena devastadora, corria para dentro das árvores, afastando-se do local de batalha. Os homens que chegaram com Groomer rapidamente se aproximavam, noticiando que seus oponentes também partiram. Com apenas o Clérigo caído, aquilo era uma vitória arrasadora dos protetores da caravana, ou era o que parecia até Marte se dar conta de que Stuart não estava perto deles.

- Se importam de cuidar dele brevemente para nós? Vamos garantir que a área em volta esteja segura para que a carroça consiga avançar. Se as informações que recebi estiverem corretas, reforços podem estar chegando. - Divididos em grupos de dois, os guerreiros começavam a entrar na floresta, buscando qualquer rastro que apontasse para um inimigo. - Depois te arranjo aquele Rango garoto! - Zero Um sorria, despedindo-se de Groomer e seguindo pela floresta assim como seus aliados. Apesar das péssimas maneiras de combate do Gigante, ele certamente havia se provado um aliado de valor. Marte e Groomer teriam que decidir se tomariam parte nas buscas por inimigos e assim diminuiriam a vantagem numérica e tática dos selvagens ou se continuariam junto a carroça, garantindo que toda aquela luta não tenha sido em vão.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Legenda:
 


Objetivos no Fórum:
 


Última edição por John Knudarr em Seg 06 Jul 2020, 01:25, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ripper
Membro
Membro
Ripper

Créditos : 3
Warn : Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 10010
Masculino Data de inscrição : 14/01/2018

Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo I - Surgem os Eternos!   Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 EmptySab 04 Jul 2020, 21:06


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Groomer!
Post - 17





A batalha finalmente chegava em seu fim. Meu ataque improvisado havia dado parcialmente certo, uma abertura havia sido feita na defesa dos selvagens, que encaravam o fracasso de seu plano. Certamente a minha aparição havia atrasado um pouco seus planos, o suficiente para aquela tropa chegar e virar a maré do combate. De qualquer forma, as coisas precisavam seguir. Stuart já não estava mais a vista, tal fato me era preocupante, mas eu não poderia deixar a carroça desguarnecida, ainda mais com um guerreiro tão formidável desacordado em minha frente.

Ao meu lado, restava apenas o homem grande, que ainda muito me intrigava. Apesar do tamanho e robustez, ele claramente não era versado na arte do combate, um diamante bruto, a ser lapidado.

— Groomer, interessante... prazer! Chamo-me Marte, diga-me, tu também és um filho do verdadeiro Norte?! Tens o tamanho de um! HAHAHA! — diria, enquanto me dirigia ao corpo do homem sacro, chegando nele, tentaria levantá-lo do solo mas, não sendo possível, pediria ajuda a Groomer — Me ajude com o corpo deste pequenino, sim?! És mais pesado do que aparenta! HAHAHAHA!

De qualquer forma, imaginaria ser possível mover o corpo. Assim, levaria-o a carroça, repousando o mesmo sobre a estrutura sobre rodas.

— Acho não ser sábio esperar aqui, o que achas? — diria, me dirigindo a Groomer — Deveríamos seguir o caminho que a carroça almejava, por esta estrada, certamente encontraremos pessoas aptas a tomar as próximas medidas — gesticulando com a mão direita, sobre a possibilidade de seguir em frente, esperaria a resposta do meu companheiro, para então me dirigir a parte da frente da carroça, onde um ou mais animais estaria esperando um guia.

Caso o gigante glutão aceitasse a sugestão, trataria de pegar a corda proveniente do mecanismo preso aos animais, para então começar a caminhar adianta, em direção ao nosso destino. Então, aproveitaria o caminho para conhecer um pouco mais daquele homem.

— Vi que tu não tens tanta proeficiência em combate, estou certo?! — olharia para ele, esperando uma breve resposta — Isso pode ser resolvido! Os céus trataram de dar-te o indispensável, tamanho e força... tais selvagens entenderam o que digo, não é mesmo?! HAHAHA! — se havia algo que podia me animar, também seria treinar o combate, quanto mais praticávamos, mais fortes ficaríamos e mais desafios estaríamos prontos a superar — Há de treinar comigo, Groomer! Me digas, qual o teu objetivo?! Sabe, ando procurando companheiros como tu, para avançar pelos sete mares e poder ver, ouvir e cheirar tudo o que eles possam oferecer! Tenho certeza que não importa teu sonho, iremos encontrar no caminho! HAHAHA! — com um enorme sorriso no rosto, esperava as respostas do grandalhão, eu sabia que era necessário adquirir companheiros poderosos afim de sobreviver aos mares, a Mãe me falou bem sobre isso. Não era possível para ninguém chegar ao topo sem companheiros tão fortes quanto a si mesmo, Groomer parecia perfeito.

Seguiria o caminho, tomando atenção as laterais da estrada, com o objetivo de me precaver quanto um possível novo ataque. Caso o reforço chegasse, explicaria:

— Parecem ser o reforço que fora prometido! Os teus foram atrás do restante dos selvagens floresta adentro, nós estamos resgatando o pequeno que fora ferido em combate, se vocês puderam mostrar o caminho, serei grato!

Se por algum motivo não fosse possível seguir o caminho, apenas esperaria o reforço chegar, dizendo a sentença supracitada, para então tomar as direções.









Objetivos:
 

Dados do Marte:
 






____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Ficha no banner
Voltar ao Topo Ir em baixo
Faktor
Civil
Civil
Faktor

Créditos : 10
Warn : Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 10010
Masculino Data de inscrição : 04/01/2019

Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo I - Surgem os Eternos!   Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 EmptyTer 07 Jul 2020, 12:47


Capítulo I - Surgem os Eternos
Groomer [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

- Falas [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | ~ Pensamentos [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Com o término do embate, todos foram se separando, até mesmo "Zero Um" partia em direção a floresta, afirmando que Groomer teria o rango prometido, após a batalha. Comida era muito importante para o Gigante, porém, seu mais novo conhecido, que também era um Gigante, chamaria mais sua "atenção" no momento.

- "Filho do verdadeiro norte"... O que seria isso? - Diria ao Gigante, me deslocando até onde o mesmo teria ido, atrás de ajuda-lo a carregar o homem. Porém, caso não fosse necessário, olharia para a carroça da qual ele falava, o demonstrando uma certa incerteza, falava com o Ruivo. - Será que a carroça irá aguentar nossos pesos? Mas bem, qualquer coisa, vamos a pé. - Groomer não intendia direito a situação, porém, ficou claro que Marte planejava seguir a pé desde o começo. ~ Espero que não demore muito até acharmos reforços... ~

- Sim. Pude aprender o mínimo com uma pessoa, porém nunca me aprofundei... Eu também não via o por quê antes, entretanto, consigo ver o quão importante, seria ter um conhecimento melhor sobre combate. - Respondia a primeira pergunta de Marte, quando logo era tomado por seu grande mar de palavras. - Vai mesmo me treinar? Bom, se realmente for acontecer, teremos de nos encontrar com Zero Um novamente, ele prometeu bastante comida para caso lhe ajuda-se, e não consigo me concentrar de barriga vazia. - Marte teria sido enviado pelos Deuses a Groomer. Seu mais novo aliado, além de se mostrar bastante confiante, era um gigante, e também iria lhe ensinar a lutar. - Meu objetivo... Eu não tenho um... Se querer comer tudo o que puder for um objetivo, então esse seria o meu. - Groomer falava enquanto continuava a ouvir as falas de Marte, e ao término delas, Groomer ficava com uma cara de espanto. - Quer dizer que está pedindo pra eu seguir contigo e viajar pelos mares? Hmmm... Eu nunca saí desta ilha... Não sei o que pode acontecer lá pra fora, porém, os diversos animais que habitam este mundo a fora... devem ter uma carne deliciosa. Só de pensar no tanto de animal marítimo que poderíamos encontrar, me deu fome. - Groomer era tomado pela fome novamente, ao falar sobre os animais que poderiam existir no mundo fora de Malkiham, porém, "não" respondia se iria ou não com Marte, talvez ficasse claro pro Gigante Ruivo as intenções de Groomer, porém mesmo não entendendo, estava claro para Groomer que ele iria viajar pelos mares junto de Marte.

Enquanto continuávamos a caminhar, olharia para o saco de maçãs da qual eu tinha comprado mais cedo, e então pegava uma oferecendo a Marte. - Pegue, pelo menos é algo pra comer. - E caso ele aceitasse, pegaria a última restante no saco e a comeria. Caso não aceitasse, guardaria aquela última maçã. ~ Bom, pelo menos ainda sobrou uma maçã. ~

Quando encontrássemos os reforços, esperaria para saber como seguiríamos dali pra frente, e se caso fosse preciso esperar, me sentaria no chão, visando descansar um pouco, depois de toda essa caminhada.





Extra

Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
John Knudarr
Civil
Civil
John Knudarr

Créditos : 2
Warn : Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 10010
Data de inscrição : 06/09/2015

Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo I - Surgem os Eternos!   Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 EmptySex 10 Jul 2020, 07:15



Narração
Surgem os Eternos!


_________________________________________

A personalidade ativa de Marte o levava a liderar aquela situação. O Grande Homem do Norte optava por liderar aquela carroça pelo resto do seu caminho, seguindo pela estrada e garantindo segurança para aquelas pessoas. Era uma boa forma de não se expor, mas poderia dificultar um pouco o reencontro com seus antigos aliados que não pareciam voltar tão brevemente. O que aconteceria a seguir seria decidido pela sorte dos dois gigantes.

Groomer, evidenciando um gritante contraste entre os dois gigantes, mostrava-se indeciso quanto o caminho ao seguir e desinteressado de toda aquela situação. Diferente de Marte, que almejava coisas grandiosas, o gigante rechonchudo tinha na comilança o seu objetivo final. O Gigante do Norte, que agora não mais disputava a sua atenção com a refeição prometida, parecia uma figura interessante com quem Groomer muito poderia aprender. Mais uma vez tomado pela fome, ele aceitava a proposta de Marte e se colocava de forma pouco clara como companheiro do Ruivo. Enquanto observavam toda aquela situação, porém, os viajantes conseguiam pensar apenas na sorte que tiveram por ter ficado com os dois gigantes por perto.

Enquanto caminhava na direção da dianteira da carroça, Marte via o carroceiro sair do interior um tanto quanto incomodado com ele. - Quem disse que você poderia comer a minha carne? Eu estava guardando pra comer isso mais tarde. Não esqueça os seus modos só porque é tão forte. - Apesar do incomodo aparente na voz do homem, uma pessoa atenta era capaz de perceber que o medo impedia que ele fosse mais incisivo com o Gigante. O homem, que parecia lembrar-se do perigo que corriam naquele lugar voltava para o seu posto e dizia. - Deixe que eu guio. Você só precisa garantir que não seremos pegos de surpresa de novo. - O homem reassumia o seu posto, dando seguimento a viagem. Ao redor, ainda era possível ouvir o som das folhas balançando e de alguns galhos caindo. Batalhas cada vez mais duras aconteciam longe da visão deles, mas não o suficiente para que não causasse um frio na barriga das pessoas que comuns que entraram naquela carroça e não mais sabiam se alcançariam o seu destino.

A viagem seguia com certa tranquilidade, mostrando a competência dos batedores que já haviam limpado alguns bons metros daquela área, mas uma ou outra manifestação dos selvagens ainda era ouvida, enquanto o som das folhas balançando tornava toda aquela cena como um grande filme de suspense. Groomer, um pouco menos centrado que Marte, afastava-se da carroça por algumas vezes, tentando descobrir a origem do som que ouvia e acabaria se perdendo se o Ruivo não o gritasse de volta em todas as vezes. O carroceiro, um pouco mais calmo, ria sozinho da amizade que começava a se construir entre os gigantes que, sendo tão diferentes, foram levados pelo destino a se encontrar quando ele mais precisava. Talvez fosse apenas o contexto religioso da cidade guiando seus pensamentos, mas ele não podia pensar em nada além de que Deus colocou todas aquelas pessoas extraordinárias em seu caminho quando ele mais precisou.

Mais adiante em seu caminho, quatro homens, vestidos como aqueles que chegaram com Groomer, se aproximavam da carroça e pediam para que esta parasse. - Pare! Viemos por causa do ataque. Vocês foram o alvo? - O primeiro deles ignorava os gigantes e se colocava ao lado do caminhoneiro, enquanto completava. - Viemos ajudar, mas parece que não precisa mais. De toda forma, se importa se ajudarmos com o resto da viagem? - Antes mesmo que ele pudesse obter alguma resposta do carroceiro, um de seus aliados caminhava até a traseira da carroça e observava o seu interior, encontrando ali o Clérigo caído. - Pessoal, o Klein está aqui e não parece nada bem! - Os outros se dirigiam até ele e observavam o homem desacordado. - Ele deve ter feito aquilo de novo... - O de aparência mais forte deles começava a falar,  colocando um ponto de interrogação na cabeça de seus companheiros. - Vocês ainda não viram, né? Ele luta melhor quando repete sua confissão, mas as coisas dão muito errado quando ele acaba tendo que encurtá-la. - Ele então colocava um dos pés dentro da carroça e virava-se para os outros. - Ele vai acordar em breve. Eu vou aqui dentro pra garantir que ele vai descansar em segurança. Avisem aos outros para prepararem uma boa cama pra ele quando chegarmos. - Enquanto ele entrava, os outros três novamente se reuniam. Marte mais uma vez tomava a frente da situação e explicava tudo o que aconteceu, enquanto agradecia pelo recebimento de reforços. Os homens passavam a olhar para os gigantes com certa admiração.

Groomer aproveitava a parada da carroça para comer uma de suas maçãs e oferecia outra para Marte, enquanto os homens se aproximavam. - Ei! Ouvi o que vocês fizeram. Ótimo trabalho, vocês seriam muito úteis no nosso Santuário. Se quiserem se converter e vir conosco, Deus certamente operará maravilhas nesse lugar através de vocês. - Ele era interrompido por um dos seus aliados que dizia. - Não apresse as coisas. A Graça os alcançará alguma hora, basta que abram o seu coração. No momento certo, os desígnios de Deus mostrarão o caminho para eles. - Groomer, com a maçã na mão, olhava para Marte, os dois gigantes não pareciam entender muito bem do que se tratava tudo aquilo. - De toda forma, basta continuarem seguindo por essa estrada. Vamos atrás dos superiores buscar ajuda. Há algumas árvores caídas pelo caminho, os mais fortes estão tentando tirá-las da estrada. Seria ótimo se pudessem ajudar. - O homem então fazia um sinal para que os outros dois o acompanhassem, parando após dar dois curtos passos e voltando-se mais uma vez para a dupla de gigantes. - Vocês vieram parar aqui por um motivo. Tem algo que precisam que façamos?

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Legenda:
 


Objetivos no Fórum:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo I - Surgem os Eternos!   Capítulo I - Surgem os Eternos! - Página 7 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Capítulo I - Surgem os Eternos!
Voltar ao Topo 
Página 7 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Malkiham Island-
Ir para: