One Piece RPG
Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» For Whom the Bell Tolls
Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 03:21

» [MINI - Masques] A far off dream
Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 Emptypor Masques Hoje à(s) 02:07

» Red Albarn e o Alvorecer de um Herói
Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 Emptypor Kiomaro Roshiro Hoje à(s) 01:36

» Capítulo I: Meu nome é Cory Atom! Filho de Kouha Atom
Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 Emptypor Kiomaro Roshiro Ontem à(s) 23:08

» Faíscas da Revolução
Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 Emptypor K1NG Ontem à(s) 22:30

» [M.E.P - Masques] A far off dream
Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 Emptypor Bijin Ontem à(s) 22:23

» [MINI - Gon Vinteluas] *SENHORAS E SENHORES!*
Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 Emptypor Bijin Ontem à(s) 22:21

» O Sapo Mágico
Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 Emptypor K1NG Ontem à(s) 22:04

» I - Dançando No Campo Minado
Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 21:54

» [Mini-Handa] Uma beleza preguiçosa
Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 Emptypor Bijin Ontem à(s) 21:47

» [MINI - DJ GBR] 01 | Eco
Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 Emptypor TheJoker Ontem à(s) 21:46

» Navegando por uma nova história. A revolução começa!
Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 Emptypor Khrono Ontem à(s) 21:44

» [MINI-BlackHole] Um bom malandro
Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 Emptypor BlackHole99 Ontem à(s) 18:45

» Apresentação 3 - Falência Abrasiva
Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 Emptypor GM.Furry Ontem à(s) 18:14

» [MINI-Buraito] Selvageria, Doce Selvageria!
Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 Emptypor Far Ontem à(s) 17:18

» Kit - Lancer (Fate/Stay)
Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 Emptypor Wesker Ontem à(s) 16:51

» [Kit - Loira da Marinha]
Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 Emptypor Remenuf Ontem à(s) 16:33

» Ficha - Borium Sartoski
Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 Emptypor Graeme Ontem à(s) 15:36

» Kit- Izaya Orihara
Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 Emptypor Blum Ontem à(s) 12:03

» Unidos por um propósito maior
Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 Emptypor Lazyness Ontem à(s) 11:46



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Conto I: O que Dizem as Raposas?

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 47
Warn : Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Conto I: O que Dizem as Raposas?   Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 EmptySab 11 Jan 2020, 17:22

Relembrando a primeira mensagem :

Conto I: O que Dizem as Raposas?

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Gale. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Vincent
Revolucionário
Revolucionário


Data de inscrição : 12/06/2017

Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Conto I: O que Dizem as Raposas?   Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 EmptyQui 13 Fev 2020, 23:57

Gale e Gustaf Karlsefni


Após chegar a um acordo com o homem, Gale entrou em um estado de reflexão e assim que saiu do “transe” guardou o papel em seu bolso. Depois de deixar a taverna, o rapaz caminhava despreocupadamente pelas ruas em busca de uma loja de armas e assim que avistou uma logo entrou no estabelecimento sem perca de tempo. O local não era tão espaçoso, mas possuía uma interessante variedade de armas expostas em prateleiras para que os clientes as observassem - Se quer algo venha até aqui, estas são apenas para mostruário uma voz surgia atrás do rapaz - Seja bem-vindo assim que o mink se virou pode ver o rosto do dono com um sorriso nos lábios, este estava localizado atrás de um balcão.

Ele tinha uma presença marcante já que era um homem alto e corpulento, seus cabelos eram negros formando um grande topete de formato curioso. Estava utilizando uma espécie de armadura verde que cobria todo o seu tronco, por baixo havia uma camiseta preta - E então, o que vai querer? questionou mantendo sua expressão sorridente. O homem escutava tudo atentamente e assim que o arqueiro terminava de falar, logo atendia a todos os pedidos feitos pelo rapaz - Aqui está colocou as armas em cima do balcão e estendeu a mão para Gale - São B$60.000 por tudo disse por fim requerendo o dinheiro.

Depois de entregar o dinheiro ao homem, o mink deixou o local em direção a fazenda de Hideki com um cigarro na boca e refletindo sobre a sua situação durante o trajeto. Não demorou muito para que o jovem pudesse encontrar a propriedade de Hideki, aquela era uma área um pouco mais afastada da vila Fuusha e um pouco próxima da cadeia de montanhas que cercava a região. Havia um portão relativamente grande feito de metal, ele logo gritou na frente do portão chamando pelo homem - Já estou indo! pode se ouvir a voz do fazendeiro não muito distante dali. A porta foi aberta alguns minutos depois revelando toda a plantação de Hideki - Bom, precisarei de você imediatamente já que a colheita está começando ele explicava a situação - Venha, vou lhe mostrar o que temos por aqui fez um sinal para que o jovem se aproximasse. Ao fundo estava a residência do homem e mais à esquerda estava um celeiro onde todos os equipamentos da fazenda eram guardados.

Gustaf havia passado por uma situação complicada, seus ferimentos haviam impedido uma grande progressão em sua caminhada e com muito esforço conseguiram chegar até a clareira. Aqueles que estavam consigo pediam por ajuda e logo os marinheiros surgiam para ajudar o loiro juntamente de Nereu que também estava em uma situação precária. O tratamento durou por algum tempo e assim os dois estavam prontos para uma próxima aventura. Com sua situação resolvida o grupo então poderia partir da caverna e deixar os homens do governo para trás - Bora beber caralho! Fausto seguiu na frente do grupo para encontrar uma Taverna - Some de vista não Porra! Nero gritou -  Geral aqui quer tomar um litrão pra descontrair! Claudius completou a frase do outro.

A caminhada durou um bom tempo, mas logo eles chegavam nas ruas de Fuusha em um horário próximo ao almoço momento em que a única Taverna da região estava praticamente lotada. A chuva de Fuusha, um local feito de madeira em sua totalidade e com um ambiente divertido regado das melhores bebidas da região. Grimp Filip Dink se esforçava para manter as coisas dentro dos trilhos e suas grandes habilidades sociais tornavam as coisas bem mais fáceis - Quanta animação hein bonitão? disse com um sorriso em seu rosto. O dono era um homem grande, não tão alto quanto o bárbaro, mas ainda assim maior que a grande maioria que estava por ali - Pode descer o litrão Fausto também pedia por bebida. Grimp não perdia tempo e servia o grupo - Aproveitem a melhor cerveja da ilha! disse entregando tudo o que havia sido pedido.



Fazenda:
 


Grimp Filip Dink:
 


Última edição por Vincentão em Sex 21 Fev 2020, 17:34, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
West
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
West

Créditos : 38
Warn : Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 8010
Data de inscrição : 12/03/2016
Localização : East Blue

Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Conto I: O que Dizem as Raposas?   Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 EmptySeg 17 Fev 2020, 10:09



Gustaf Karlsefni
O que dizem as Raposas?
Legendas
FALAS PENSAMENTOS Tecnicas



O Sol já iluminava os céus de Dawn Island quando os médicos da marinha terminaram de curar os ferimentos de Gustaf. O bárbaro ria alto enquanto movia seu braço em círculo, mostrando que estava bem – BRAHAHAHA – sua risada típica inundava o silencio da floresta. Sem despedidas ou amizades com aquela facção, era hora de partir para o que realmente importava: Comemorar. O entusiasmo era compartilhado entre o bando, os garotos iam na frente, enquanto isso, Gustaf pensava em como eles foram corajosos na hora do aperto, lutaram como homens, as crianças que ele havia conhecido no bar aos poucos iam morrendo, era um sentimento de orgulho.

Não teria como saber que horas eram, mas a barriga do caçador já roncava e a fome o abatia por dentro. Ao fundo, podia ver uma construção de madeira – Aquilo ... – seus olhos semicerrados tentava entender o que era, e quando finalmente percebeu, sorriu de felicidade, mostrando todos os seus dentes brancos – BEBIDA – correndo como uma gazela saltitante, ignorando por completo seus parceiros, se sentava logo em algum lugar, já pedindo por alguma bebida. O atendente era um homem grande e barbudo, seus cumprimentos eram respondidos de forma inocente por Gustaf, que salivava de ansiedade – Eu gosto de mulher brahahah – respondia sem saber que fora rude ou não com o homem, não que ele importasse, já que o barril de cerveja parecia estar próximo.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Logo o bando adentrava no bar, todos com sede aparentemente. Pegando a caneca, encheria de cerveja e esperaria todos estarem servidos. Nesse momento, ficaria em pé e subiria em algum banco ou mesa (caso a altura do teto permitisse, caso contrario só ficaria em pé mesmo) – HOMENS, LUTAMOS E VENCEMOS O BANDO DO ELFO PESTILENTO – sua voz forte e sua postura demonstravam que estava falando com bravura para seus homens – HOJE, VAMOS BEBER E COMER ATÉ NOSSAS PANÇAS ESTAREM CHEIAS BRAHAHA – terminando, desceria ou se aproximaria do grupo, para que todos brindassem – SKOL! – diria algo que era comum em sua terra natal ao bater canecas.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Feito isso, viraria todo o líquido garganta abaixo. Quando terminasse, limparia o canto da boca com seu braço, estalando a língua logo em seguida – TEM CARNE? QUERO CARNE TAMBÉM BRAHAHA – Gustaf nem notava que estaria gritando enquanto falava, tamanha era sua alegria naquele momento, abraçaria Nereu, jogaria os garotos para o alto, o bárbaro adorava lutar e conquistar, mas o que realmente fazia tudo valer a pena, era a festa após toda aventura. Enquanto festejava, Gustaf esqueceria de tudo em sua volta, abraçaria estranhos e piscaria para as damas que estivessem sozinhas, ali ele tinha apenas uma preocupação: Não deixar a caneca esvaziar.

Quando a comida fosse servida, mastigaria sem perder tempo, mastigando de boca aberta e rindo a todo momento – ESCLASO CMGIDA TA BRRIA DTLAMSIS (ESSA COMIDA TA BOA DEMAIS) – falaria enquanto mastigava para quem quer que estivesse ao seu lado, engolindo tudo de uma vez, batendo no próprio peito para que tudo descesse e não ficasse entalado em sua garganta. Quando finalmente ficasse satisfeito ou embriagado demais, buscaria se sentar em algum lugar, apreciando sua embriaguez como um viciado ao usar a droga, aquilo era uma sensação que deveria durar para sempre, era o que Gustaf estava pensando, enquanto soluçava e arrotava os gases para fora.





Objetivos:
 
Ponto-Situação do Personagem:
 
Técnicas:
 
NPC Acompanhante:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ghast
Narrador
Narrador
Ghast

Créditos : 20
Warn : Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 27/06/2018
Idade : 18

Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Conto I: O que Dizem as Raposas?   Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 EmptyQua 19 Fev 2020, 05:13

O Que Dizem as Raposas? 05
Muuu?.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



Já na fazenda, não demorou muito até que Hideki atendesse ao meu chamado, permitindo minha entrada e deixando-me ter uma melhor noção da área que teria que defender. E, cara, é um espaço grande, bem grande, o sujeito tem uma uma mini floresta e um lago no propriedade, eu consigo ver um desavisado se perdendo ali facilmente!

Seguindo a cena, Hideki solicitou-me auxílio imediato na colheita, apesar de que não acho que teremos maiores problemas por hora, não faz sentido bandidos atacarem em plena luz do dia. Todavia, se eles realmente acham válido atacar um propriedade tão grande, mas com uma área de plantio tão pequena, não acho que posso esperar muita sensatez por parte deles, por isso, ficarei em alerta desde já. “Noite… dia… tanto faz, mesmo que a penumbra seja mais conveniente pra mim, o bosque deve dar para o gasto”.

Minha primeira ação realizada por aqui seria procurar pontos que facilitem um acesso externo ou um arrombamento por parte dos bandidos. Portões quebrados, barrancos que caiam dentro do lugar, árvores que dividem espaço com o lado de dentro e de fora… qualquer coisa que grite “Me invada!”. Feito isso, marcaria os locais em minha mente e tentaria procurar um ponto central entre todos, de modo que consiga ter uma visão clara dessas áreas de risco, caso algo assim realmente não existisse ou fosse muito exposto, iria para o que cobrisse a maior parte desses “locais problema”. Isso porque meu foco ainda é usar as árvores ou qualquer outra cobertura ao meu favor, com uma estratégia de batedor, ficar em campo aberto não é muito interessante

Encontrando esse espaço propício, agacharia-me atrás da cobertura mais próxima e tentaria esconder meu corpo do maior número de áreas de risco possíveis, isso enquanto já acendia e tragava outro cigarro e carregava minha besta com um virote, deixando-a empunhe na mão direita. “Esforçado? Nem, melhor preparar o terreno do que passar sufoco contra bandido salafrário. Ainda vou descolar um jantar e uma estadia aqui, tô certo ♪”. Pensaria enquanto balançava a cauda alegremente com a suposição.

Dessarte, começaria minha vigília, sem perder contato com Hideki e a plantação é claro, mesmo que — talvez —um pouco afastado daria constantes olhadas para a área, ficando atento com possíveis vultos e barulhos vindos da região. Falando em barulho, minha audição será a carta na manga para meus pontos cegos, mesmo que não consiga ter uma percepção clara dessas áreas, deixarias as orelhas bem atentas para quaisquer problemas. Também é válido ressaltar que se uma invasão realmente ocorresse, minha primeira ação seria apenas aguardar, contar quantos são e quais armas possuem, lançando um dardo em um bandido apenas na infelicidade em uma possível agressão contra o fazendeiro ou contra mim.

Por último, caso Hideki estranhasse meu comportamento ou o local escolhido por mim para tomar guarda, responderia-o sem olhar em sua face — visto que ainda estaria perdido em meus planos — e com um feição avoada

— Shhh, já comecei meu trabalho, finge que não estou por aqui e nem olhe para cá —


Roupa Atual:
 
Histórico:
 
Legenda:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vincent
Revolucionário
Revolucionário
Vincent

Créditos : 40
Warn : Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2017

Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Conto I: O que Dizem as Raposas?   Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 EmptySex 21 Fev 2020, 18:58

Gale e Gustaf Karlsefni

A propriedade de Hideki era realmente um tanto grande e uma pessoa realmente poderia acabar ficando perdida por ali. Gale, em sua primeira ação no local procurava por pontos que facilitavam o acesso dos invasores e não demorou muito tempo em sua caminhada para que ele pudesse encontrar em algumas partes da floresta a inexistência de cercas. Talvez faltasse dinheiro ao homem para que pudesse terminar de colocá-las, mas ainda assim isso seria um verdadeiro problema para o rapaz que procurou se posicionar por ali. Ele ficou um pouco mais no centro da floresta, o que lhe proporcionava uma boa visão das coisas que aconteciam ao seu redor e nas áreas de risco onde não havia a presença das cercas. Por enquanto, as coisas estavam tranquilas e somente era possível ouvir o som de pássaros que sobrevoavam a área.

Gustaf se animava quando visualizava o bar já que poderia enfim beber um pouco e até mesmo saía na frente de seus companheiros para que pudesse chegar mais rapidamente. Ele respondia o gracejo de forma inocente - Não se preocupe, já tenho interesse em outra pessoa disse rindo. Com todos do grupo dentro da Taverna, o loiro se colocava em cima de um banquinho para que pudesse anunciar a vitória e também brindar os feitos do quarteto. Fausto era o mais energético dentre os garotos - Ensinamos uma boa lição para aqueles fudidos! Hahaha exclamou para os amigos. A maioria das pessoas ali também estava comemorando, mas os mais animados eram com toda certeza Gustaf e os outros 3.  

Após mandar ver no caneco de cerveja e também depois de limpar o canto de sua boca, o loiro pedia por comida a Grimp - É pra já ele não perdia tempo quando o assunto era proporcionar o melhor para os seus clientes. Passou-se cerca de meia hora até que ele voltasse com 2 pratos em mãos e os servisse - Aqui está tudo meus caros disse de forma sorridente. Gustaf não perdeu tempo em começar a se alimentar e ainda falava com a boca totalmente cheia algumas palavras que não eram compreensíveis para os que estavam perto de si. Enquanto comiam o grupo podia ouvir alguns homens atrás conversando - Depois desse roubo poderemos comer como reis sempre que quisermos! mesmo com toda a gritaria ao redor as palavras ainda podiam ser ouvidas.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ato V: Aranhas e mais aranhas
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
West
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
West

Créditos : 38
Warn : Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 8010
Data de inscrição : 12/03/2016
Localização : East Blue

Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Conto I: O que Dizem as Raposas?   Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 EmptySeg 24 Fev 2020, 16:15



Gustaf Karlsefni
O que dizem as Raposas?
Legendas
FALAS PENSAMENTOS Tecnicas


O calor que a cerveja causava no corpo do bárbaro era perceptível, ele ficava vermelho e com as veias do pescoço latente e pulsante, sua risada que já era espalhafatosa, ficava mais alta e ressoava por todos os cantos da pequena estalagem. O suor escorria pela sua testa, o odor não era dos mais agradáveis, mas pouco importava, estava eufórico e festivo como nunca. O mesmo não parava para pensar, mas havia chegado na ilha há pouco dias, várias coisas tinham acontecido, havia matado dois procurados, tinha ficado bêbado em quase todas as noites, conhecido sujeitos engraçados e uma bela mulher, Dawn Island era realmente um bom lugar para começar a caminhada até o One Piece.

A comida do local era tão boa quanto a cerveja, todos pareciam se empanturrar – YA BRABAHA – Gustaf ria de tudo, batia a caneca na mesa, abraçava Nereu e os garotos – SKOL! – brindaria sempre que enchesse novamente sua garganta do líquido amarelado com gosto de cevada. Entre as brincadeiras e o alcoolismo, o caçador podia notar a presença de outras pessoas, eram sujeitos estranhos e não pareciam amigáveis, como assim eles não tinham se juntado a festa? Aquilo era algo inaceitável.

Mesmo entre o barulho causado pela sua trupe, podia-se ouvir uma frase solta. As palavras eram fortes e rapidamente Gustaf se aproximava do barman de gosto duvidoso, apertando seu braço com um sorriso em seus lábios – Quem são aqueles homens? – tentaria dizer como um sussurro, mas estava levemente embriagado e por isso, suas palavras podem ter sido dito altas, ele não  sabia dizer. Sem vergonha alguma, olhava de canto de olho para o grupo do outro lado do bar, pelo que parece eles possuíam dinheiro após um roubo e Gustaf precisava de dinheiro para comprar um barco, aquilo só podia ser um presente dos Deuses após a vitória na noite anterior.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Recebendo a informação de quem eram ou não recebendo, iria até seu imediato tritão – Nereu, ouviu o que eu ouvi? – perguntaria, com a malicia no tom da voz, era como o sussurro de um pequeno demônio no pé do ouvido. Caso ele não tenha escutado, Gustaf explicaria rapidamente, dando uma piscadela no fim – Vamos roubar esses caras – usando seu cotovelo, ele cutucava o tritão, que provavelmente estava alto pela bebida, todos deviam estar, era o mínimo esperado.

Pegando um pouco de carne e cerveja, uma coisa em cada mão, caminharia até os ladrões. Fingindo estar mais bêbado do que realmente estava, o bárbaro colocava as duas coisas na mesas – BEBAM E COMAM, HOJE ESTOU COMEMORANDO BRAHAHA – diria rindo, enquanto colocava seu braço no ombro de algum deles – ACHEI UMA GRANA NA FLORESTA, TEM MAIS LÁ, MAS ESTÁVAMOS CANSADOS – ao terminar a frase, colocaria a mão sobre sua boca, enquanto levantava as sobrancelhas, fingindo um certo temor – Acho que não poderia ter dito isto brahahaha – completaria sussurrando apenas para quem estivesse na mesa escutasse.

Depois de fazer sua entrada, se apresentaria de forma adequada, erguendo seu tronco e seu queixo – Sou Gustaf – seu tom era mais cortes e formal, mesmo assim era uma cena diferente – Gustaf Karlsefni – ao terminar, olharia para todos eles de forma natural, mas a intenção era contar quantos tinham e se estavam armados. Eles podiam não ser tão receptivos, se houvesse certa rispidez do lado deles, o bárbaro levantaria as mãos, como se estivesse rendido – Calma lá amigos – em todo momento estaria rindo – Acho que a bebida esta falando mais alto, vou voltar pros meus companheiros – nesse momento, daria as costas, mas ainda permaneceria imóvel, seus olhos? Estavam fitando os de Nereu, talvez as coisas saíssem um pouco do controle.





Objetivos:
 
Ponto-Situação do Personagem:
 
Técnicas:
 
NPC Acompanhante:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ghast
Narrador
Narrador
Ghast

Créditos : 20
Warn : Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 27/06/2018
Idade : 18

Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Conto I: O que Dizem as Raposas?   Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 EmptySex 28 Fev 2020, 00:25

O Que Dizem as Raposas? 06
Muuu?.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



Sem muita coisa ter acontecido, continuaria minha vigília de mesma maneira, focando as brechas de seguranças da fazenda e aprontando-me para qualquer problemática. A besta carregada ainda estava em minhas mãos, então tentaria proteger Hideki e eu de possíveis ataques advindos de bandidos. É claro que estes também não poderiam nem acontecer, mas não daria chance para azar continuaria alerta.

Se eu realmente percebesse que algumas horas já haviam passado e ainda anda, relaxaria um pouco, não sem perder a atenção, afinal, a maioria dos ataques acontecem a noite. Todavia, tomaria sim um tempo para descansar os músculos, sentando ao chão e aproveitando um cigarro. Provavelmente minha visão dos pontos perigosos seria prejudicada, por isso recorreria as minhas orelhas sempre a postos. "Se eu sair daqui sem nenhum arranhão, esse definitivamente será o dinheiro mais fácil que já consegui!".

off:
 
Roupa Atual:
 
Histórico:
 
Legenda:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vincent
Revolucionário
Revolucionário
Vincent

Créditos : 40
Warn : Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2017

Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Conto I: O que Dizem as Raposas?   Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 EmptySeg 02 Mar 2020, 23:27

Gale e Gustaf Karlsefni

As coisas continuavam a correr de forma tranquila para Gale e até então ele não tinha trabalho algum para realizar por ali. Ele acabava por ficar na mesma posição por alguns minutos, com isso a sua solidão não durou por muito tempo já que podia ouvir os passos de pessoas se aproximando. Hideki era quem caminhava na direção do mink, ao seu lado havia um rapaz - Eu trouxe alguém que pode te ajudar ele começava a falar um pouco antes de pararem - Esse é o meu filho Yuri deu um tapa nas costas jovem o empurrando para frente - Ele sabe um pouco de artes marciais sorriu na direção de Gale.

Yuri era um rapaz de cabelos negros e de olhos verdes que ostentava uma expressão mais séria o que contrariava a alegria de seu progenitor. Seu físico não era nada avantajado, com isso o seu corpo magro deixava a impressão de fraqueza transbordar - Prazer em conhecê-lo estendeu sua mão direita para o arqueiro - Eu também tenho bastante conhecimento sobre a região, então talvez possa ser útil nisso caso não precise de mim para o combate comentou mantendo a mesma expressão. Um curto período de silêncio se instaurou entre o trio - Eles com certeza virão em maior número, é claro que você será útil filho! disse de forma sorridente dando mais um tapa nas costas do mais novo - Voltarei a ajudar os rapazes na colheita, se precisarem de mim é só me chamar essa foram as últimas palavras de Hideki antes de se afastar. Após este fato Yuri novamente voltou a falar com Gale - E aí você tem algo para me perguntar questionou fitando o mink.

Voltando ao clima alegre da Taverna, Gustaf e seus companheiros prosseguiram com sua comemoração de maneira animada. Eles brindavam toda vez que enchiam seus copos - Hoje é dia de beber pra caralho! sempre Fausto demonstrava sua animação - Beber pra esquecer que ainda não tô famoso Claudius lamentava, mas também estava de bom humor - A ordem é beber porra! dizia Nero enquanto virava um caneco de cerveja. Ao captar as palavras ditas pelo homem atrás de si, o loiro logo tratou de se aproximar de Grimp para lhe questionar a respeito dos indivíduos - São só uns piratas fracassados disse dando com os seus ombros - Pelo o que eu andei ouvindo, eles vão tentar roubar uma loja na cidade grande completou com um sorriso em seus lábios - Não sei ao certo, mas parece que estão terminando os seus preparativos disse por fim.

Gustaf ao compreender a situação rapidamente se virou na direção de Nereu que estava próximo de si no lado esquerdo e como sempre estava quieto apenas aproveitando o momento. O bárbaro perguntava para o tritão se ele havia entendido as coisas - Parece interessante... limitou-se a dizer primeiramente - E o que faremos após ajudá-los? Claro, se for isso mesmo que você deseja Gustaf ele não esboçava qualquer reação ao direcionar as palavras para o seu líder. A situação seguiu sem uma resposta do loiro, mas o que vinha a seguir poderia ser interessante para o homem - Escutem! Aqueles que se considerarem corajosos devem nos acompanhar! ele estava claramente alcoolizado e parava em meio ao seu discurso para beber mais - Iremos fazer um grande roubo na capital do reino e precisamos de muitos homens! terminou seu pequeno discurso. O homem havia ficado de pé e ao voltar para cadeira onde estava sentado cambaleou o bastante para que pudesse ir ao chão com relativa força - Ai! falou já sobre o solo.


Yuri:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ato V: Aranhas e mais aranhas
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 47
Warn : Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Conto I: O que Dizem as Raposas?   Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 EmptySeg 23 Mar 2020, 15:13

Participação do jogador West cancelada a pedido do mesmo.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Conto I: O que Dizem as Raposas?   Conto I: O que Dizem as Raposas? - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Conto I: O que Dizem as Raposas?
Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Dawn Island-
Ir para: