One Piece RPG
The Closer you Look XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Um novo recruta: o nome dele é Jack!
The Closer you Look Emptypor Arrepiado Hoje à(s) 13:09

» The Hero Rises!
The Closer you Look Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 13:04

» Vol 1 - The Soul's Desires
The Closer you Look Emptypor Milabbh Hoje à(s) 12:50

» [Mini - Aventura] O Imparável Junichi
The Closer you Look Emptypor GM.Jinne Hoje à(s) 10:01

» [MINI-XICO] The midnight dawn
The Closer you Look Emptypor GM.Jinne Hoje à(s) 10:00

» [MINI-Thop] Onde ?
The Closer you Look Emptypor GM.Jinne Hoje à(s) 10:00

» A primeira conquista
The Closer you Look Emptypor Rangi Hoje à(s) 05:10

» Bitch Better Have My Money
The Closer you Look Emptypor Kylo Hoje à(s) 03:54

» Pequeno Gigante
The Closer you Look Emptypor Teo Hoje à(s) 00:53

» VIII - The Unforgiven
The Closer you Look Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 23:41

» Art. 4 - Rejected by the heavens
The Closer you Look Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 23:28

» [MINI-*Kan Kin*] *Uma vida de merda*
The Closer you Look Emptypor Shideras Ontem à(s) 23:25

» [MINI-Koji] Anjo caído
The Closer you Look Emptypor Makei Ontem à(s) 22:53

» [M.E.P] Koji
The Closer you Look Emptypor Makei Ontem à(s) 22:52

» ZORO
The Closer you Look Emptypor Makei Ontem à(s) 22:52

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
The Closer you Look Emptypor Furry Ontem à(s) 20:16

» 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia!
The Closer you Look Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 19:46

» Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp
The Closer you Look Emptypor Kiomaro Ontem à(s) 19:08

» Um Destino em Comum
The Closer you Look Emptypor Jean Fraga Ontem à(s) 18:59

» Kit - Jinne
The Closer you Look Emptypor GM.Jinne Ontem à(s) 13:17



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 The Closer you Look

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 65
Warn : The Closer you Look 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

The Closer you Look Empty
MensagemAssunto: The Closer you Look   The Closer you Look EmptyDom 22 Dez 2019, 19:21

The Closer you Look

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Diana Evans. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Datekyo
Civil
Civil
Datekyo

Créditos : 6
Warn : The Closer you Look 10010
Data de inscrição : 01/12/2019

The Closer you Look Empty
MensagemAssunto: Re: The Closer you Look   The Closer you Look EmptySeg 23 Dez 2019, 16:56



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Real or Magic?

Lentamente, Diana Evans pisou em terra firme depois de algum tempo em alto-mar. Ela era uma garota bonita, e vestia roupas sociais: uma camisa branca polo com um colete azul por cima. Uma calça preta e apertada e um sapato simples. Em sua cintura ela pendurou uma cartola que usava para realizar alguns truques e também fazia parte de sua vestimenta básica. Havia pegado carona para chegar a essa ilha, e estava ansiosa para saber o que conheceria. Ela não sabia nada sobre aquele lugar além de que seria um bom lugar para que pudesse iniciar sua aventura, sua carreira, pela grande quantidade de pessoas. Não sabia o que esperar também, então inicialmente ela olharia para os lados analisando todos os detalhes possíveis e suspiraria fundo. Nunca viajou antes, então não estava acostumada com aquilo, apesar de ter apreciado a experiência. Seu bom-humor era visível com um sorrisinho que se fazia no canto de boca da garota.

— Finalmente, terra firme...! Achei que essa viagem não fosse acabar nunca... Obrigado, pessoal, pela carona. — Diana sorriu para seus parceiros que haviam dado carona para ela.

Ela já havia um objetivo fixo em mente. A primeira coisa, tentaria comprar uma arma para que pudesse caçar piratas e começar a ganhar suas primeiras recompensas. Ela se sentia confiante e capaz, apesar de nunca ter lutado a sério antes, apenas contra seus amigos e mestre. Também precisava de algumas coisas pequenas, como um baralho para apresentação, e doces para sustentar seu vício. Estava com água na boca só de pensar em comer uma bala naquele momento... Diana arrumou seu cabelo passando a mão na franja e retirando ele da frente de seus olhos inconscientemente graças a sua compulsão, e então partiria andando pela ilha, buscando informações. Caso encontrasse alguma pessoa que aparentasse informada, ela gentilmente perguntaria:

— Bom [dia/tarde/noite], tudo bem? Saberia me informar onde tem uma loja de arma, como botas de batalha? E uma loja de doces também, por favor. — E sorriria gentilmente para a pessoa, dando a saudação que mais condizesse com o horário do dia.

E então seguiria direto para onde a pessoa informou, dando prioridade para ir primeiro para a loja de armas. De qualquer forma, ela iria procurar a loja e caso achasse, entraria na mesma para que pudesse fazer suas compras, sempre observando o cenário e as pessoas ao seu redor, caso percebesse algo estranho ou curioso. Procuraria também cartazes de procurado enquanto andava pelo local, e caso encontrasse iria memorizar eles e as recompensas que aparecem. Caso encontrasse a loja, ela entraria e procuraria o balcão ou o atendente, e caso encontrasse, se dirigiria até ele, com uma saudação.

— Bom [dia/tarde/noite]! — A saudação seria conforme a hora do dia naquele instante. — Eu venho buscando uma bota de combate, vocês tem por aqui? Gostaria de comprar, mas que não fosse tão caro. 20.000 berries é o meu máximo, mas caso possuir alguma coisa um pouco mais cara que seja de qualidade pode ser que eu compre. — Ela sorriria gentilmente para a pessoa.

Caso não encontrasse uma loja, ela apenas continuaria andando pela localidade observando tudo, e procurando algo que pudesse ser de seu interesse, como um público para que pudesse começar uma conversa, ou talvez até apresentar algum truque, dependeria do publico e da avaliação dela de como proceder com o mesmo, e como eles se comportassem em relação a presença dela.



Histórico:
 
Objetivos:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Johnny Bear
Pirata
Pirata
Johnny Bear

Créditos : 17
Warn : The Closer you Look 9010
Masculino Data de inscrição : 20/04/2016
Idade : 19

The Closer you Look Empty
MensagemAssunto: Re: The Closer you Look   The Closer you Look EmptyQua 25 Dez 2019, 17:44


Narração







A lua brilhava alta junto ao teto estrelado que pairava Briss Kingdom, já estava perto da meia noite, poucos dois minutos para ser mais exato, tempo também que a barca chega adiantada naquele porto movimentado, já que nos últimos instantes de viagem, pouco antes de ver no horizonte a costa, conseguiram seguir em favor da brisa. A prancha desceu, e junto a esta, algumas pessoas que também compartilharam da calma viagem, dentre aquelas, casais de classe média - bens consideráveis e malas lotadas; turistas e aspirantes a engenheiros, já que aquela ilha era a maior referência quando o assunto se tratava de tecnologia; e claro alguns funcionários da barca, checando as condições do navio e alguns outros saindo em busca de suprimentos para a próxima viagem.

- Ahooy, Boa sorte em Briss Kingdom senhorita! - Exclamou em resposta, de lá de cima do convés, o capitão que também tirava seu tempo para esticar as pernas fora da cabine. De noite o porto era bem movimentado, não chegava a lotar, mas muitos passavam por ali buscando mercadorias ou recebendo carregamentos, é claro que o fluxo de coisas que chegavam por ali era bem maior do que o que saia, e pelo exato motivo, o caminho até Geartrópolis era sempre bem iluminado e instruído.

- Boa noite minha jovem - Disse um homem de estatura baixa, mas robusto com a cara repleta de cabelos e barba ruiva, era um homem que coordenava alguns trabalhadores pelo porto, com uma prancheta nas mãos, um lápis atrás da orelha e um sorriso no rosto respondeu a pergunta da mulher sem muitos rodeios - Passo bem nessa bela noite, mesmo que eu tenha esquecido onde guardei meu lápis, já estou procurando-o faz meia hora… Loja de armas deixe-me ver - Depois de tatear o corpo em busca do lápis e sem sucesso encontrá-lo, afagou suave a barba pondo-se a pensar sobre alguma boutique.

- Tem uma na entrada de Geartrópolis, é uma lojinha bem pequena de esquina, chamada Canteiro da Ruiva, não tem erro, quem cuida dela agora é a Astrid, uma amiga minha de longa data, junto com as filhas. Agora os doces você pode encontrar no mercadinho que tem ali perto, duas ou três casas de distância - Depois de responder a pergunta com um entusiasmo e sorrir, voltou sua atenção aos garotos que estavam encostados na pilastra do pier conversando - Ei, Penny, você e seu amigo já terminaram de carregar os barris? - Meio introvertido, o sorriso do rapaz se perdeu em meio a um semblante confuso - Não, faltam dois ou três -

- E vocês estão parados ai fazendo o que? Vai buscá-los! Eu pago vocês pra isso, anda andiamo! -



Pelo caminho, Diana passou por algumas ruas bem iluminadas, vendo exposição de alguns maquinários na frente das lojas, pessoas andando com robôs pelas ruas e algumas outras tecnologias que ela poderia ficar o dia inteiro observando e procurando que, mesmo assim, nunca teria visto de tudo, tinham até mesmo chapéus automatizados com mãos robóticas que segurava a xícara ou o copo de suco enquanto os homens liam algum jornal engraxando os sapatos ao pé de algum botequim.

Os muros não tinham espaço para cartazes, muitos deles mal se estendiam por muito sem que outra construção fosse iniciada, as casas eram bem assim, altas e amontoadas, mas não chegava ao ponto de provocar uma poluição visual, eram todas coisas bem inovadoras e curiosas de se ver. Mas alguns cartazes estavam pelos postes, a maioria em desgaste, com algum corte ou falha no retrato, mas ainda sim ela conseguia ver as recompensas e memorizar certas facetas: Mista Buonviaggio; Phillip Cannellépaisse ; Hendricks, O Pugilista e George Laganaruka



Ao entrar, duas garotas estavam atrás do balcão, uma de aproximadamente treze anos estava brincando de contar algumas pedras brilhantes sem muita importância, mas sua atenção logo se voltou para Diana quando o sino de entrada tocou, a mais velha, de aparentes dezoito anos, estava sentada ao lado da mais nova, fazendo companhia enquanto mexia em algum tipo de dispositivo quadrado que produzia uns sons animados, esta pelo contrário parecia não se importar muito com quem entrava, só olhando por cima da telinha para se certificar de que não eram arruaceiros ou criminosos.

- Boa noite, nós temos a sessão de botas ali perto da vitrine! - Disse a garotinha apoiada por cima do balcão, apontava com o indicador enquanto brincada de inclinar a cadeira para frente, mas seu entusiasmo decaiu um pouco quando ouviu o orçamento de vinte mil - Awn… Nossos produtos são a partir de trinta mil, mas é de boa qualidade pode dar uma olhada! -

- Nós poderíamos fazer por vinte mil se nos ajudasse com uma coisinh… Ai! - A garotinha se recolheu, afagando a mão na cabeça depois de receber um cascudo da mais velha - Já disse pra parar de pedir ajuda para os estranhos, a mulher só quer comprar uma bota - Colocou o dispositivo de lado e quis consertar a situação com um sorriso gentil e um tanto envergonhado - Haha! Desculpe a menina, é só uma besteira de criança -

- Não é besteira, a mãe ficaria feliz se alguém se livrasse deles, ela nem iria ligar pro desconto.. -

- Tá, mas você não pode pedir isso pra qualquer um que entrar aqui - As duas por breves momentos se encararam, era notável o entusiasmo da pequena, mas com a mais velha agora no controle da loja, esta ficou esperando Diana se prontificar se iria ou não pegar a bota pelo preço de trinta mil berries.



Legendas:
 

Mista:
 
Pugilista:
 
Phillip:
 
George:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Datekyo
Civil
Civil
Datekyo

Créditos : 6
Warn : The Closer you Look 10010
Data de inscrição : 01/12/2019

The Closer you Look Empty
MensagemAssunto: Re: The Closer you Look   The Closer you Look EmptyQui 26 Dez 2019, 14:06



Era uma noite maravilhosa, aos olhos de Diana. Ela apreciava aquele momento como todos, afinal era a primeira vez fora de sua ilha. Estava entusiasmada para mostrar seu talento para todos, mas a viagem teria sido um pouco cansativa. De qualquer forma, ela descansou o dia inteiro, então estava apta para fazer o que viesse e mandassem. Conseguiu receber sua informação e então partiu caminhando na direção do que o homem havia falado. Olhando ao redor, percebia diversas coisas diferenciadas que não entendia, mas que achava muitissimo interessante, pois a cada olhada era algo diferente que se via. E se perdia na imaginação, tentando decifrar o que poderia fazer aquela coisa. Sua vila era relativamente pobre, então não se via coisas como aquelas em lugar nenhum.

O que achou de mais interessante fora os cartazes que encontrou durante sua caminhada, que ela conseguiu decifrar os rostos e as recompensas. Primeiro trataria de conseguir comprar suas coisas, e talvez conseguir uma apresentação, e depois iria à caça. Iria já gastar muito dinheiro comprando armas novas e equipamentos, então deveria repor o dinheiro, pois não poderia ficar sem recursos. A ideia era, obviamente, conseguir dinheiro; gastar apenas o necessário, e acumular. Até se tornar uma pessoa rica e famosa, que pudesse trazer riquezas para sua casa. Apenas pensar nisso fazia ela se sentir valorizada e motivada. Já estava a um tempo longe de seus pais e esses primeiros dias haviam sido difíceis de manter. Mas deveria acostumar com essa rotina agora, se quisesse concluir seus objetivos.

Não demorou para achar a loja de armas e já começou a se sentir animada. Entrando, notou duas pessoas, uma menina mais jovem e outra que aparentava ser adulta, apesar de jovem também, algo próximo da idade da própria Diana. Uma parecia muito animada, enquanto a outra parecia sequer se importar se havia uma cliente nova ou não. De qualquer forma, Diana sorriu e se aproximou, recebendo as informações que necessitava e inclusive uma "proposta", digamos assim. Ela não sabia exatamente o que era pois a criança havia sido interrompida pela mais velha, que não queria amolar a cliente com propostas e ofertas. Observava tudo acontecer enquanto arrumava seu cabelo passando a mão nele lentamente.

— Heh... Vocês são engraçadas. — Sorriu Diana após ver toda aquela cena. — 30.000 berries? Hm... Acho que é muito alto pra mim... — Diana se aproximou pensativa, com a mão no queixo. Pensou que talvez conseguisse diminuir um pouco o preço de 20.000, se conseguisse impressiona-las ou até mesmo fizesse um acordo. Começou a maquinar lentamente como poderia fazer aquilo. — Eu estou disposta a fazer um acordo, então. Poderiam me contar mais sobre quem são "eles"? Para dar um desconto de 10.000 berries por algo assim, acredito que seja algo importante. Escutem...! Eu sou uma guerreira, mas também tenho meus produtos pra vender.

Diana lentamente se aproximaria das garotas, se percebesse que elas aparentavam interesse, pois gostaria de conseguir diminuir um pouco mais o preço. Seu rosto mudaria lentamente, com a de alguém preocupado com a vida, porém esperançosa, apesar de jovem. Ela procuraria chegar próxima das duas, transpassando a sensação de confiança, como se fosse alguém em quem pudessem confiar todos os seus problemas, que ela as daria a solução. Ao aproximar-se de forma calma e sem pretensão, daria a entender que era amistosa e queria ser mais próxima das meninas, mais "intima".

— Vamos, me contem o que vocês precisam, eu vou tentar dar um jeito de puderem dar o desconto. Não me importo de trabalhar, então tenho também uma proposta pra vocês... Ora, que tal 17.000 berries pela bota, se eu fizer o que vocês desejam, e também animar a loja de vocês pra atrair mais clientes? — Diana sorriria para elas de forma gentil e educada. Ela lentamente pegaria uma moeda, e chamaria a atenção das garotas. — Vejam, eu sou uma artista. Eu sei fazer mágica e atuações. Trazer as pessoas pra cá não seria muito difícil, se eu fizesse uma apresentação aqui, as pessoas viriam, impulsionando as vendas. Seria bom pra todos...! Em um lugar totalmente tecnológico, ver coisas místicas e impossíveis iria desafiar as pessoas. E eu também preciso ganhar dinheiro, acredito que dessa forma tanto eu quanto vocês sairiam ganhando.

Diana soltaria um sorrisinho. Em sua mão direita haveria uma nota de dinheiro escondida e dobrada, de forma que elas não conseguissem ver. Então, com a esquerda, ela fingiria que passaria a moeda para a direita, a "pegando", mas não passando de verdade, mantendo a moeda na mão esquerda. — É a minha primeira vez que saio de casa, e meu recurso está baixo. E preciso de ajuda, e com ajuda, eu posso ajudar vocês. Prestem atenção, eu vou pegar um pó mágico agora, vejam o que acontece com a moeda dentro da minha mão direita. — Ela levaria a mão esquerda onde estava a moeda para o bolso, e devolveria a moeda para ele a deixando lá. Sob o pretexto de "pegar o pó mágico", a mesma voltaria com a mão fechada como se houvesse algo dentro e "jogaria" o pó em cima da mão. Lentamente, ela revelaria que a moeda havia se transformado em uma nota na frente dos olhos delas. Ela olharia para as jovens esperando a resposta.


Histórico:
 
Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Datekyo em Sab 28 Dez 2019, 20:53, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Johnny Bear
Pirata
Pirata
Johnny Bear

Créditos : 17
Warn : The Closer you Look 9010
Masculino Data de inscrição : 20/04/2016
Idade : 19

The Closer you Look Empty
MensagemAssunto: Re: The Closer you Look   The Closer you Look EmptySab 28 Dez 2019, 01:59


Narração







A mais velha abriu bem os olhos, pouco crente que a proposta tinha sido considerada, já a pequena sorriu com orgulho virando-se para irmã, querendo se gabar do acordo que havia acabado de conseguir arranjar - Viu! Eu disse que alguém iria aceitar, ela é uma moça boa, não é nee-sama?! - Com um sorriso que mal lhe cabia no rosto, deu saltos serelepes por trás do balcão não contida em felicidade, mas Diana ainda tentava pender o lado do acordo para que lhe fosse mais benéfico.

Apoiada sob o balcão, era ali o mais próximo que conseguia chegar das duas, elas não recuaram com a aquela aproximação, fosse pela boa pinta que a ilusionista tinha ou seu jeito de prosar tenro. Fazendo sua singela apresentação enquanto falava, a pequena tinha a atenção tomada completamente pelos trejeitos com a moeda, igualmente maravilhada com o seu sumiço e a boa ação da senhorita; já a mais velha, até então um tanto descrente com todos aqueles pedidos e a ajuda repentina de uma estranha, dificilmente podia se ver no semblante de que estava confortável com toda aquela proposta.

Confusa, indagou - Olha… Senhorita, eu sei que você está disposta a nos ajudar e precisa dessa bota por um preço menor, mas eu não acho que… - Logo interrompida, a garotinha esticou o braço por cima do balcão, atropelando o discurso da mais velha sem nem pensar duas vezes - Fechado! -

- Silk! - Repreendeu-a a mais velha - Aaaa para de ser tão careta onee! Ela fez aquela moeda desaparecer, quem sabe pode fazer o mesmo com os ratos - De cara emburrada e já de saco cheio dos discursos da irmã, mesmo que não tivesse durado nem sequer um minuto direito, esperava um aperto de mão para consolidar o contrato - Nos ajuda com o problema dos ratos e a ganhar mais alguns cliente hehe! - Bufando, mas já sem muito o que fazer, revirou os olhos e lembrou a pequena das punições severas que teria caso todo aquele plano caísse por água abaixo - Sabe o que a mamãe vai dizer se causar encrenca outra vez não é? -

Pulando por cima do balcão sem nem se dar o trabalho de contorná-lo como de habitual, a pequena Silk parou bem ao lado de Diana analisando-a de baixo para cima ainda mais de perto - Puxa, você é bem alta! A propósito, qual o seu nome? O meu é Silk, foi o papai quem me deu antes de ir embora, a mamão diz que é porque quando nasci era macia e levinha… Eu essa mágica que você acabou de fazer, consegue fazer de novo? O que mais você consegue fazer? É tipo aquelas pessoas que conseguem escapar de correntes num tanque debaixo d’água? -

Metralhando a jovem aspirante a Caçadora de Recompensas com perguntas e mais histórias, aquele sorriso inocente não se conteve apenas do simples sumiço da moeda, gostaria de ver mais e seus olhos pareciam brilhar, mas ainda havia a incógnita do que seriam “eles” - Vamos?! - Cortando o assunto, a garota de idade tinha pego uma bolsa por trás do balcão, dando a volta e levando também a chave para fechar a loja - Você esqueceu de explicar pra ela… -

- Ah… verdade! Sim, eles são monstros enormes e peludos que moram no subterrâneo, com presas afiadas, olhos vermelhos malígnos e aqueles sorrisos maquiavélicos! - Com todo o drama e a atuação de uma criança assustada, Silk tentava dramatizar e tornar mais aterrorizante a visão das criaturas que viviam na penumbra daquele complexo, mas é claro que grande parte daquilo era só fruto da sua fértil imaginação.

- Não são tão grande coisa assim, só ratazanas - Debochou a outra já trancando a porta quando estivessem seguindo para fora - São lobos em peles de ratazanas! -



Caso decidisse seguir com o combinado e até o local junto das irmãs, Diana seria levada até os fundos de uma ruela estreita logo ao lado da loja, debaixo dos pés o paralelepípedo úmido escorregadio era coberto por uma superficial camada de musgo, o menor dos vacilos ali poderia ocasionar em um escorregão - Pragas nunca foram o problema nessa cidade, mas de uns meses para cá essas criaturas horrendas começaram a surgir dentro da nossa adega, a mamãe contratou um pessoa pra vir aqui dar uma olhada, eles mataram alguns, mas mais deles vem a cada semana e nós não temos condições de pagar toda semana para alguém vir aqui limpar, o fedor também tem estado pior… -

Com uma chave velha quase enferrujada, a garota girou destrancando o enorme e grosso cadeado de ferro negro, as correntes caíram afrouxando a porta dupla de madeira que fora aberta com um empurrão ou dois, lá dentro não tinha nenhuma iluminação que não fosse vinda de fora, as escadas seguiam para baixo e o som distante de guinchados enchiam os ouvidos, do lado de fora, uma garoa começaria a cair.

- Você primeiro… - Disse ela fitando aquela entrada com receio, pavor e nojo.


Legendas:
 

Mista:
 
Pugilista:
 
Phillip:
 
George:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Datekyo
Civil
Civil
Datekyo

Créditos : 6
Warn : The Closer you Look 10010
Data de inscrição : 01/12/2019

The Closer you Look Empty
MensagemAssunto: Re: The Closer you Look   The Closer you Look EmptySab 28 Dez 2019, 21:06



Por um momento, Diana achou que teria que mudar a abordagem e talvez até abrir mão da apresentação, ficando apenas com o serviço, quando a garota mais velha começou a falar. No entanto, ficou aliava assim que a irmã mais nova a cortou, aceitando o acordo. Era perfeito: ela se apresentava, aumentava sua popularidade, atraia clientes, e ainda por cima pagaria mais barato na bota, economizando dinheiro para poder comprar outras coisas, como os doces que ela queria. Daqui a pouco sentiria vontade de comer um, e só de pensar nisso já dava água na boca de Diana.

A mais nova aproximou-se e começou a puxar assunto com Diana, perguntando coisas sobre ela e contando algumas coisas sobre o nome dela, fazendo também perguntas normais que uma criança costumava fazer após ver um truque de mágica. Diana sentia-se feliz com aquela atenção, sentia-se quando mais nova, que começava a se apresentar pros seus amigos. A artista lentamente respondria as perguntas dela. — Seu nome é muito lindo, sabia Silk?

Diana se abaixaria até ficar da altura da pequena e acariciaria seu cabelo, de forma gentil e sorridente. — Meu nome é Diana Evans, é muito prazer conhecer vocês e trabalhar com vocês. Bom, eu sou artista, sou mágica. Então... Sim, eu consigo escapar de correntes em baixo da água em um tanque, mas não garanto que 100% das vezes, viva. — Diana riu com a piada, observando elas. A garota pequena continuaria fazendo várias perguntas as quais Diana responderia, até que a maior as cortou chamando-as para irem até o local indicado, realizar o trabalho.

Silk começou a falar sobre as ratazanas que assombravam o porão enquanto andavam, tentando colocar medo em Diana, o que foi um pouco efetivo. No entanto, ela apenas suspirou fundo, afinal, não queria ser uma Caçadora de Recompensas? Teria que lidar com ratos de qualquer forma, se não os do mar, os do porão. Então de qualquer forma havia de se acostumar a lidar com coisas, para que ganhasse recompensas ou privilégios, bonificações etc. Nesse caso valeria a pena para Diana. Mesmo que ela levasse algumas horas pra matar todas aquelas ratazanas, valeria a pena portanto continuou mantendo seu sorriso até chegarem lá. Não levaria muito tempo, pois era ao lado, em uma ruela, no fundo. A garota disse uma informação sobre o ocorrido, e então abriu a porta.

Diana entraria primeiro, como a garota pediu. Ela tentaria procurar alguma fonte de iluminação para poder enxergar no lugar, e caso encontrasse, iria acender ou de alguma forma liga-la, para poder visualizar o que estava em sua frente. Caso não encontrasse nenhuma fonte de iluminação, esperaria até as garotas mostrarem-na ou entregarem algo que faria com que ela enxergasse. Ela então esperaria para ver se elas falariam alguma coisa ou não e se entrariam naquele lugar. Caso elas dessem alguma coisa pra matar os ratos, como detetizador ou algum equipamento, iria utilizar o que ela desse para sí, como máscaras e o veneno, ou algum equipamento tecnologico que elas poderiam eventualmente entregar para Diana. Caso não entregassem nada ou não dessem nenhuma orientação, a mesma faria da forma que aprendeu; utilizando-se de seus chutes. Ela tentaria evitar ser mordida pelos ratos ou que subissem em si, e iria distribuir chutes nos ratos para mata-los com a pancada, e caso algum subisse, Diana pegaria o mesmo pelo rabo e o jogaria no chão para chuta-lo e o mata-lo. Tentaria de todas as formas evitar que ratos entrassem em suas roupas, se afastando e desviando deles antes mesmo que tentassem subir, saltando para os lados. De todas as formas ela manteria a calma e tentaria eliminar os ratos daquele local da forma que conseguisse. Caso não houvesse ratos, ou não fosse aquele local, ela iria olhar para as garotas esperando as instruções.


Histórico:
 
Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Johnny Bear
Pirata
Pirata
Johnny Bear

Créditos : 17
Warn : The Closer you Look 9010
Masculino Data de inscrição : 20/04/2016
Idade : 19

The Closer you Look Empty
MensagemAssunto: Re: The Closer you Look   The Closer you Look EmptyTer 31 Dez 2019, 15:21


Narração

Para mais adentro, as escadas sinuosas com o mínimo toque tendiam a ranger, o musgo que cobria não era mais e nem menos denso do que do lado de fora, mas já ali, alguns cogumelos nasciam nos canteiros mais úmidos. A sensação de insegurança era constante, ficar por cima daquelas tábuas transmitia quase que um desequilíbrio aparente, embora nenhuma delas estivesse verdadeiramente comprometida pela ação corrosiva do tempo de da umidade, era duvidoso cada passo adiante, o corrimão tampouco fugia desses detalhes, sendo tão irresoluto quanto prosseguir sem segurá-lo.

- Tem um interruptor em algum lugar ai no fim da escada - Comentou a jovem lá de cima, afastada pelo pudor ao local, coisa que Silk parecia não ligar, mas ainda tinha suas relutâncias, já que descia praticamente agarrada à perna de Diana, tinha um forte problema com os ratos. Ainda sobre o local, seu cheiro era forte, distante vinha o odor de carcaça, mas naquelas escadas travava uma mescla entre este e aquele já conhecido cheiro de umidade. Numa pilastra no fim da escada, encontrou o dito interruptor, onde acendeu as lâmpadas.

Como um todo, o local parecia estar abandonado fazia mais de uma década depois de estas submerso em água, o chão era de paralelepipedos assim como a rua, mas dentre seus blocos havia uma quantidade considerável de água de cor escuro amarronzada. O corredor era longo, pouco largo e seguia para trás da escada, a frente de Diana havia apenas um espaço necessário para uma pessoa passar sem precisar esbarrar nas prateleiras ali da frente, e postos livros lá, úmidos e também cobertos pelo verde e em mais abundância os fungos.

- Que horror… Mas a gente veio com a mamãe aqui não tem tanto tempo, como pode já estar assim? - Perguntou-se Silk com uma das mãos na cintura, sua expressão denotando nojo as coisas que presenciava. A lâmpada fraca iluminava o caminho para trás, não dando muitos detalhes sobre o que tinha no corredor adiante, mas ele corria por alguns poucos metros até terminar enfim em uma portilha coberta com cascalho, parecendo ser uma abertura feita recentemente e não pertencente àquele lugar.

Caso seguisse adiante para investigar, antes de chegar ao fim do corredor, Diana poderia notar um brilho incomum no canto da sala, era palha seca, restos mortais de ratos e comidas já apodrecidas, um ninho antigo que parecia ter sido abandonado há não muito tempo - E então o que encontraram? - Veio a voz daquela mais velha já no fim das escadas enquanto olhava pelas prateleiras procurando por alguma coisa - Ew… Vem ver isso aqui, parece um ninho, cheira mal, igual aquele buraco - Disse sinalizando para irmão seguir adiante, apontando para as coisas conforme dizia.

- É… repulsivo, acha que eles estão ali dentro? - Sinalizando com a cabeça, olhou para aquele “remendo” de cascalho enquanto dava a Diana uma lamparina que encontrou no meio da prateleira e acendeu com um fósforo - Não é melhor queimar isso? -

- Eles devem estar dentro dessa parede! - Relutante e ainda de longe, Silk se aproximou da parede ficando de olhos bem abertos para o buraco para caso alguma coisa saltasse fora dele - Consigo ouvir… barulho de água lá embaixo, o que é isso?  -

- Hm?! Deixa eu ouvir também - A mais velha também se aproximou e em pouco tempo elas ficaram ali ouvindo os sons de água corrente distante, vindo de baixo, caso Diana também se aproximasse, poderia ouvir, provavelmente aquele buraco levaria até a origem do som e do problema com os ratos.

- Você vai? -

- Ugh! Nem ferrando que eu vou entrar ai! -

- Geeez - Entristecida, Silk chegou para perto da mágica, fazendo um apelo com seus olhos lacrimejando - Onee, será que pode abrir esse buraco e ver o que tem ai? -

Caso decidisse remover os cascalhos, poderia ouvir o som de alguns caindo não muito distante na água corrente e as pedras caindo ali, alguns segundos depois, chegavam ao fundo, supondo que seu tamanho não pudesse ultrapassar a altura dos tornozelos. Veria pouco, mas logo o barulho dos ratos aumentaria, bem como os olhos vermelhos brilhantes naquele breu, o forte odor, sem dúvidas era o esgoto da cidade.

Legendas:
 

Mista:
 
Pugilista:
 
Phillip:
 
George:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Datekyo
Civil
Civil
Datekyo

Créditos : 6
Warn : The Closer you Look 10010
Data de inscrição : 01/12/2019

The Closer you Look Empty
MensagemAssunto: Re: The Closer you Look   The Closer you Look EmptyQui 09 Jan 2020, 01:15



Diana chegou aquele local que tinha um cheiro horrível, e já sentiu-o. Arrepiou-se na hora, já sentindo um calafrio com a atmosfera do local, que era de perigo e insegurança constante. Diana andou descendo as escadas com Silk agarrada a sua perna e após a luz ser acendida, teve uma visão do local. Por sorte, não tinha nenhum rato ali ainda, apesar do cheiro que aquele lugar possuia. Ela olhou ao redor atentantamente, e achou prateleiras e livros, e no chão muita água marrom, como se fosse terra, algo que ela não conseguia distinguir. Só sentia um pouco de nojo e repulsa, mas era normal visto o ambiente. Também estava preocupada com seus sapatos que estavam molhando e não queria ter de molhar seus pés, mas era algo que parecia inevitável.

— Então não estão aqui... — Ela suspirou e respirou fundo, se acalmando. Mesmo assim, algo nela dizia que tudo estava errado naquele local, era um sentimento completamente estranho. Logo após isso, as irmas identificaram uma portilha com cascalho, algo que parecia não ser antigo, mas recente naquele local. Elas mesmas pareciam não saber sobre aquilo, então era uma prova de que nem mesmo elas poderiam garantir de que era seguro. Mas... Diana precisava daquele dinheiro e daquelas botas, então como se propôs a fazer aquilo para conseguir um desconto, iria até o fim. Ela sorriu, e arrumou o cabelo pro lado enquanto observava as irmãs ouvir sons que vinham dentro do buraco, segurando a lamparina acesa. Elas constataram que parecia um ninho de rato e que eles provavelmente estariam dentro da parede, mas não queriam retirar o cascalho para ver o que era.

— Certo, meninas, então se afastem um pouco, eu vou retirar esse cascalho. Espero que não sejam mutantes-ratos humanoides. — Diana riu e então se aproximaria de lá. Ela começaria a retirar os cascalhos, e ouviria alguns caindo em uma água e demorando um pouco pra acertar o fundo, o que calculou ela que seria funda por volta do joelho, apesar de não ter nenhuma precisão de fato. Ela esperaria para ver o que aconteceria, não sabia o que esperar.

De qualquer forma, ela olharia para aquela lamparina em sua mão que havia sido entregue por uma das irmãs e guardaria em cima de uma prateleira para não derrubar e eventualmente botar fogo ali, sem querer. Caso começassem a sair ratos, ela iria começar a chutar eles e se afastar, evitando que eles subissem em si. Aproveitando-se da iluminação ela iria buscar algum lugar para se afastar e conseguir acertar os ratos com força e evitar que ele subissem em sí. Caso subissem, ela retiraria com as mãos e então soltaria eles no ar, dando chutes neles com força para que o impacto os matasse. Caso nenhum rato saísse, ela esperaria para ver o que ocorreria.


Histórico:
 
Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Johnny Bear
Pirata
Pirata
Johnny Bear

Créditos : 17
Warn : The Closer you Look 9010
Masculino Data de inscrição : 20/04/2016
Idade : 19

The Closer you Look Empty
MensagemAssunto: Re: The Closer you Look   The Closer you Look EmptyQua 15 Jan 2020, 10:48


Narração



Arruinando a portilha em alguns instantes, a visão de dentro era ainda mais turva, se não fossem pelos olhos avermelhados e brilhantes dos roedores, pouco saberia-se um total de quantos existiam por ali, mas Diana em uma checagem rápida pode se dar conta de uma dezena de pares de olhos correndo dentro daquele espaço mediano.

O odor era ainda mais forte, além do habitual cheiro de esgoto vindo da vala logo abaixo da abertura na parede, um corpo já em estado avançado de decomposição jazia num canto com certo declive. Os guinchados aumentaram com a menor incidência de luz no local, alguns ratos se postaram à frente do corpo desfalecido, como se estivessem protegendo aos demais que, num movimento rápido, se reuniram para dentro dos ossos da costela exposta junto de uns outros ratos mais pequenos.

Os quatro que tomavam a formação não faziam qualquer menção de avançar, mas de breves momentos, ameaçavam um golpe ou outro querendo fazê-la recuar, coisa que Silk e a Garota mais Velha já tinham feito já há algum tempo, com medo e repulsa dos animais de esgoto. Aqueles ratos teriam cerca de trinta centímetros, seus corpos eram enormes e rechonchudos, não sendo muito surpreendente dada a quantidade de alimento que havia por ali.

Embora ainda recuada por trás dos machos, uma fêmea ligeira escapava pelo canto, esguia, seguiu dali pelo cano por onde a água entrava, de lá, seus distantes guinchados se perdiam pelos túneis, provavelmente pedindo por ajuda.

- O-ooo o que nós vamos fazer? - Perguntou Silk de longe sussurrando para a irmã, esta por sua vez que dava de ombros ainda com um olhar horrorizado, as duas observavam atentamente Diana, se iria entrar ou não, já estavam perto o bastante das escadas para fugir e clamar por ajuda caso alguma coisa acontecesse.

Legendas:
 


____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Datekyo
Civil
Civil
Datekyo

Créditos : 6
Warn : The Closer you Look 10010
Data de inscrição : 01/12/2019

The Closer you Look Empty
MensagemAssunto: Re: The Closer you Look   The Closer you Look EmptyQui 23 Jan 2020, 21:22



Assim que a garota abriu a portilha, se deparou com vários olhos vermelhos dentro e um odor que se intensificava cada vez mais. No entanto, não recuou um único passo, mantendo-se calma perante aquela situação, enquanto as garotas já haviam se afastado. Eles guincharam assim que a luz adentrou aquela passagem, e foi-se possível ver um corpo já em estado de decomposição, o que Diana não conseguiu identificar completamente. Ela visualizou uma fêmea guinchando pelos canos, o que possivelmente seria para buscar ajuda. O que significava que ela precisava ou entrar naquele local, ou chama-los para fora.

— Eu... Eu vou entrar, certo meninas? Se algo acontecer, se preparem para buscar ajuda... Mas eu espero que não seja necessário. — Diana se aproximaria lentamente, observando a reação dos ratos, atenta para qualquer avanço dos mesmos. Se ela tentasse entrar e os ratos impedisse, ela se afastaria rapidamente, observando a ação deles. Caso contrário, entraria naquele local e analisaria tudo que pudesse, pedindo a lamparina. Caso fosse necessário, iria se defender com chutes e tentando joga-los na água, ou para fora daquele local através da portinha. Mantendo a calma e observando a situação, buscando a melhor forma de lidar com ela. Caso começassem a entrar nas roupas dela, ela iria buscar retira-los empurrando pra fora utilizando a mão e jogando-os para fora daquele local. Caso não atacassem, ela iria olhar ao redor analisando todo o cenário, antes de tomar alguma atitude.


Histórico:
 
Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




The Closer you Look Empty
MensagemAssunto: Re: The Closer you Look   The Closer you Look Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
The Closer you Look
Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: South Blue :: Briss Kingdom-
Ir para: