One Piece RPG
Apenas UMA Aventura - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» O vagabundo e o aleijado
Apenas UMA Aventura - Página 2 Emptypor Tensei Hoje à(s) 22:11

» V - Into The Void
Apenas UMA Aventura - Página 2 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 17:09

» A Aparição de Mais Um Meio a Tantos
Apenas UMA Aventura - Página 2 Emptypor Vincentão Hoje à(s) 15:32

» Unbreakable
Apenas UMA Aventura - Página 2 Emptypor Ainz Hoje à(s) 11:23

» O Ronco do Bárbaro
Apenas UMA Aventura - Página 2 Emptypor West Hoje à(s) 11:11

» [mini-nickgames1234] *East Blue*
Apenas UMA Aventura - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 06:18

» [Fiction] — The Legend
Apenas UMA Aventura - Página 2 Emptypor GM.Noskire Ontem à(s) 21:46

» [Mini-Rosinante-san] O homem que quer ser livre
Apenas UMA Aventura - Página 2 Emptypor Rosinante-san Ontem à(s) 20:23

» Mini - Serana
Apenas UMA Aventura - Página 2 Emptypor Serana Ontem à(s) 19:42

» Bizarre Adventure: Smooth Criminal
Apenas UMA Aventura - Página 2 Emptypor Achiles Ontem à(s) 12:37

» [Ficha] Pandora
Apenas UMA Aventura - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 00:20

» ~ Mudanças Importantes ~
Apenas UMA Aventura - Página 2 Emptypor DEV.Ryan Sex 15 Nov 2019, 23:45

» Cap. 1: Laços entrelaçados, as chamas da revolução se erguem!
Apenas UMA Aventura - Página 2 Emptypor Wesker Sex 15 Nov 2019, 22:54

» Apenas UMA Aventura
Apenas UMA Aventura - Página 2 Emptypor Van Sex 15 Nov 2019, 22:00

» De pernas pro ar! A revolução de Yumi
Apenas UMA Aventura - Página 2 Emptypor Akuma Nikaido Sex 15 Nov 2019, 16:00

» Cap I: Veneno de dois Gume
Apenas UMA Aventura - Página 2 Emptypor Noelle Sex 15 Nov 2019, 15:12

» Retornando para a aventura
Apenas UMA Aventura - Página 2 Emptypor rafaeliscorrelis Qui 14 Nov 2019, 23:00

» [Mini - Asin] - Seja o Equilíbrio
Apenas UMA Aventura - Página 2 Emptypor TheJoker Qui 14 Nov 2019, 14:44

» Desventura 3.5: O treino para Grand Line
Apenas UMA Aventura - Página 2 Emptypor TheJoker Qua 13 Nov 2019, 18:54

» MEP Serana
Apenas UMA Aventura - Página 2 Emptypor TheJoker Qua 13 Nov 2019, 17:49



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 Apenas UMA Aventura

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte
AutorMensagem
Van
Soldado
Soldado


Data de inscrição : 31/10/2011

Apenas UMA Aventura - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas UMA Aventura   Apenas UMA Aventura - Página 2 EmptySeg 05 Ago 2019, 16:54



O plano de Wang foi bem sucedido e após entregar a katana, o vendedor recebeu um corte como pagamento, caindo inconsciente no chão. Talvez aquele Thor estivesse certo em orientar o povo da ilha a ser mais precavido, pensou Hakuho ao virar-se de forma ameaçadora para as duas presenças restantes na loja, as quais caíram de bunda ao se intimidar pela presença daquele mink selvagem. A queda revelou a aparência da dupla e para surpresa de todos, eram duas belas fêmeas aparentemente inofensivas, situação esta que despertou uma vontade incontrolável no criminoso de altura anormal.

VOCÊS… COMO OUSAM SE ESCONDER NA MINHA FRENTE…

Saltaria na direção delas, saindo de forma bastante agressiva, mostrando o quão terrível poderia ser quando estava diante de uma caça. Naquele momento, ninguém poderia pará-lo, ele estava diante de seres que pediram por aquilo e pagariam com suas peles.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

PREPAREM OS SEUS CORPOS PARA… GARCHUUUU...

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Mudando para um estado de espírito infantil, completamente diferente daquele ser aterrorizante de poucos segundos atrás, Haku abraçaria as duas meninas com força, mas sem perigo e esfregaria o rosto de ambas em seu próprio com força, bagunçando seus cabelos e talvez causando alguma reação alérgica nelas devido aos pelos aparados de seu rosto depilado. O meio meio-gigante ficaria fazendo Garchuuuu o quanto pudesse, ou melhor dizendo, até Song falar para que ele parasse.

Na hipótese dss jovens desviarem de seu abraço forçado, usaria sua aceleração e toda sua concentração física e mental para mover-se de forma feroz e implacável na busca de seu garchuu, cessando a caçada somente quando seu rosto sentisse os rostos daquelas belas fêmeas em seu rosto ao mesmo tempo. A Capitã e futura Rainha dos Piratas conhecia o seu navegador tempo o bastante para saber que nada impediria seu garchuuu.

Quando terminasse, levaria a mão direita até a boca e forçaria uma tosse, ajeitando os pelos e roupas, tentando voltar a ter uma aparência sociável depois daquele surto temporário. – E então, Rainha… qual o próximo passo? – O pugilista não ligava para as roupas, símbolos ou o qualquer importância que aquela dupla pudesse ter. Diante de criaturas tão fofas, ele só pensava em fazer garchuu e nada além. Por hora, os planejamentos ficariam por conta da espadachim, principalmente pelo fato do boxeador não fazer ideia do que era a vida pirata e o que seria necessário para fazer de sua irmã a Rainha de todos eles.

Acompanharia a justiceira em seus planos, sendo sempre seu escudo para os imprevistos que pudessem enfrentar. Se ela falassem para sair, seguiria. Esforçar-se-ia para acompanhar e ser útil. Na hipótese de ter oponentes esperando do lado de fora, tentaria bloquear com seu próprio corpo os ataques mirando Song. Caso a capitã decida interrogar as meninas, procuraria algum lugar perto e sentaria para esperar o desfecho.
Considerações:
 
~> Conteúdo da Aventura...


Histórico do Hakuho:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.youtube.com/ocanilbr
Visastre
Civil
Civil
Visastre

Créditos : Zero
Warn : Apenas UMA Aventura - Página 2 10010
Data de inscrição : 16/07/2019

Apenas UMA Aventura - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas UMA Aventura   Apenas UMA Aventura - Página 2 EmptyTer 06 Ago 2019, 18:53

Blues n' Soul


Assim que as duas pessoas não identificadas se mostravam serem apenas crianças, ou pelo menos menores de idade, Song apenas sorria, pois sabia o que estava por vir. Não tardava muito, o Mink rapidamente se esgueirava na direção delas e começava seu ritual. Percebendo como estavam assustadas, a samurai colocaria as mãos nos cabelos do mink enquanto daria pequenos tapinhas de conforto. -Hay hay… Já chega, deixa eu conversar com elas agora grandão. Olha, isso parece ter assustado vocês, mas não precisam ter medo, ta? Só não fui muito com a cara daquele homofóbico ali, mas vocês não fizeram nada de errado, não é mesmo?- Daria um sorriso espontâneo e sem rancor nenhum. Suas palavras carregavam verdade, sua herança de sangue que se traduzia no código de caçador a fazia não ter remorço nenhum por aqueles "filhotes". Ela sabia que muitos fatores poderiam ter afetado a vida daquelas duas para que estivessem ali hoje, talvez nem fosse seu real desejo estar ali.

-Porque não fazemos assim: Vocês podem sair daqui, vão nesse tal de "Thor" e diga a ele que essa lei é muito ultrajante e patriarca. Qualquer um deveria ter o direito de se armar sem precisar se explicar tanto, não concordam?

Ouvia o questionamento de seu companheiro e logo se colocava a pensar. Não fazia ideia do que queria fazer a seguir, muito menos o que tornava alguém um pirata, menos ainda do que deveria fazer para se tornar a Rainha deles. Contudo, toda jornada começa com apenas um passo e assim seguiria a samurai. -Para ser sincera… Não faço ideia- Ajeitaria seu enfeite que provavelmente estaria bagunçado depois do Garchu que havia recebido momentos antes de seu irmão e, com as duas mãos sobre a cintura, pararia na porta do estabelecimento. -Mas acho que devíamos dar uma volta por aí, conhecer mais a ilha. Quem sabe a gente não encontra uma coisa fofinha pra você ter uma fonte de Garchu ilimitada? Hihi- Sairia então da loja, caso as duas ainda estivessem ali, se despediria com um gesto de mãos e, caso Haku ainda estivesse agarrado a alguma delas, o puxaria junto.

"Sabe, essa experiência me mostrou que não sei muito da história do mundo além do que acontecia na vila… Esse Thor, o uniforme daquelas garotas… Talvez seja hora de me informar um pouco melhor, quem sabe quantas feridas históricas tem por aí precisando ser remediadas?"

Antes que se afastasse da loja, voltaria sua fala a Haku novamente. -Na confusão acabei esquecendo, não vai pegar nada pra você lá? Eu espero.- Diria a ele enquanto coçaria atrás da cabeça. Todavia, caso ele fosse ou não, quando estivessem juntos de novo partiria dali, sem rumo, apenas andando em busca de algo que pudesse lhe deixar mais próxima de sua devoção, por mais pequeno que fosse, cada capítulo é necessário pra compor um livro, não importa de que tamanho seja. "Engraçado, nunca imaginei que estaria aqui, com um irmão que também nunca achei que teria. Só posso imaginar o que mãe diria agora… Estaria orgulhosa, espero. Estou fazendo isto para honrar sua memória e a injustiça que aconteceu também." Sem perceber, um semblante melancólico abateria sobre seu rosto quando esse pensamento lhe surgisse. Por mais que fizesse anos, a cena de sua mãe sendo morta por seu próprio pai biológico ainda não havia cicatrizado em sua mente. Na verdade, hoje servia ainda mais como combustível para seus sonhos, sonhos esse que não mais precisava buscar sozinha, pois tinha encontrado alguém tão confiável, ou louco, a ponto de lhe acompanhar em sua jornada.

-Haku… Acho que não disse isso até agora, mas fiquei muito feliz de ter vindo. É bom saber que tenho alguém a meu lado. O fato de ser uma bola de pelos de 3 metros é apenas um bônus, hihih-

Daria um riso meio frouxo e levaria as mãos até a nuca, enquanto seguiria sem rumo em algo que lhe chamasse atenção, o que poderia ser qualquer coisa que lhe remetesse a injustiças, ou algo que gritasse "Pirataria!". Contudo, caso já tivessem companhia ao sair da loja, seja reforço daquelas duas ou simplesmente outros marinheiros que estivessem por ali no momento, suspiraria enquanto tomaria a espada em mãos de forma que a ponta ficasse horizontalmente com a ponta para parte esquerda de seu corpo enquanto inclinar-se-ia levemente para frente. -Tsk. Sério, foi só uma espada gente… Pra que isso?- Desta vez, esperaria para que seus oponentes tomasse a iniciativa, agora que já estava armada tinha mais confiança em seu contra-ataque, além do mais, imaginava que depois daquilo tudo o Mink provavelmente estaria impaciente, ou pelo menos pensando em qualquer outra coisa menos no que ocorria ali e uma batalha ajudaria a voltar sua mente no lugar. -Não tá viajando de novo né irmãozinho? Pode começar dessa vez, te acompanho.- Soltaria apenas para certificar-se de que sua distração não tivesse tomado conta novamente.

Objetivos da Aventura:
 


Histórico:
 
Legenda:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pierce
Revolucionário
Revolucionário
Pierce

Créditos : Zero
Warn : Apenas UMA Aventura - Página 2 10010
Data de inscrição : 25/07/2017

Apenas UMA Aventura - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas UMA Aventura   Apenas UMA Aventura - Página 2 EmptyQua 07 Ago 2019, 12:31



Glitzky Platzken BOOM…


Histórico:
 
"Falas"
Objetivos:
 



Quando terminei de ler o livro, o cara encapuzado ainda estava por ali, felizmente o mesmo não me atrapalhou, porém me chamou para seguí-lo em direção a um vendedor de especiarias o qual eu estava na procura.
Não demorou muito para chegarmos numa área de música alta e onde claramente a média dos que ali estavam era não ter estudado nem o fundamental. Claramente era um lugar sujo e de baixa classe, mas ali era exatamente o tipo de lugar que eu teria que começar a me enfiar para poder entrar no mundo da pirataria… Pelo menos tenho roupa cobrindo bem meu corpo, luvas grossas e… Bem…  Eu queria muito uma máscara agora.
O encapuzado logo me dizia que um estranho de nome Raiden vendia o que eu procurava no canto daquele local, só esperava que eles pelo menos soubessem o que são especiarias e não estivessem confundindo o que falei e tentando me vender qualquer coisa.

Me aproximaria do dito raiden e diria:

-Olá meu caro… Fiquei sabendo que consigo comprar menta e canela com você… Preciso meio quilo de cada, na realidade preciso de apenas umas duzentas gramas para ser mais exato, se a canela já vier em pó seria perfeito.


Caso o tal de Raiden possuísse a mercadoria, pegaria a mesma, pagaria esta e a guardaria num bolso dentro do casaco logo antes de dar uma olhada no local em busca de entender quem estava ali e o que ocorria, porém não ficaria muito, sairia após uns quinze minutos de observação, aquele ar de mediocridade fazia meu QI cair a cada segundo só pela osmose com aqueles animais.
Voltaria a parte mais civilizada da cidade e iria nos fundos de restaurantes, ver se algum havia descartado alguma panela velha, pois a mesma seria necessária para preparar meu experimento.





____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Pierce em Ter 13 Ago 2019, 22:31, editado 1 vez(es) (Razão : esqueci de colorir)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pepefilho Pepino
Civil
Civil
Pepefilho Pepino

Créditos : Zero
Warn : Apenas UMA Aventura - Página 2 5010
Data de inscrição : 05/07/2019

Apenas UMA Aventura - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas UMA Aventura   Apenas UMA Aventura - Página 2 EmptySex 09 Ago 2019, 17:55


- SONG & HAKUHO -
Na loja de equipamentos o inesperado acabava acontecendo. Haku se descontrolava e saltava em direção das moças que no chão se encontravam. Devido à brusca movimentação elas se assustavam e deixavam escapar de suas gargantas um rápido e alto grito.

Moças - AAAAAAAH!!

Mas o medo rapidamente dava lugar à dúvida e sem entender o que acontecia elas recebiam carinhos, o que provocava espirros de alergia por parte dos pêlos do mink. A cena não se extendia por muito tempo pois Song intervinha e pedindo para que o irmão se afastasse iniciava um diálogo.

Os olhos das duas demonstravam medo enquanto ouviam a moça falar. Mas tal sentimento era substituído pelo alívio quando lhes era permitido deixar o local. Sem delongas elas se levantavam e saíam correndo da loja.

Concluído o primeiro objetivo a dupla optava por deixar o local sem rumo. Passavam 10 minutos até que algo acontecia.

Marinheiros - Parados!!, com uma toxa em mãos e uma pistola em outra, quatro marines surgiam atrás deles. Nesse momento Song perceberia que da espada que ela carregava um rastro de sangue havia sido feito no decorrer de sua caminhada.

Marinheiros - Vocês estão presos! Deitados de bruço com as mãos atrás da cabeça! Agora!! Senão vamos atirar!!

E quase simultaneamente surgiriam mais quatro marinheiros de iguais características à frente, e três marinheiros espadachins à direita. Sim, a dupla se encontrava em um cruzamento. Se continuassem seguindo em frente, adentrariam o interior da ilha, se fossem pelo caminho que estavam os espadachins, Haku poderia ver luzes e barcos, caso fossem para o lado vazio, Haku conseguiria ouvir música e sentir cheiro de comida. Por algum motivo era o único lugar desprotegido, talvez porque os marinheiros não tivessem como surgir dali...

- GLITZKY -
Enquanto isso, na taverna, o roedor se aproximava de Raiden e logo proferia suas intenções. Sem delongas o encapuzado colocava a mão embaixo da mesa e então retirava uma sacola com menta e canela, assim como uma pequena muda de ambas as plantas.

Raiden - 5.000  pelos ingredientes... mais 45.000 pelas mudas! Trato feito??

(Próximo post você coloca se aceita ou não e adiciona no histórico a perda e ganho, já estarão em sua posse)

E então, após concluir negócio, Glitzky se mostrava determinado a deixar o local. Mas foi na porta de entrada que ele era barrado por dois seguranças carecas, super musculosos e com três metros de altura, ambos de kimono, com tatuagens de dragão no corpo e machados na cintura, além de óculos escuros.

Segurança - Você ainda tem contas a pagar! Aquele seu amigo rouquinho falou que queria uma comida e foi para um quarto com uma das gueixas... disse que você pagaria! O valor é 100.000 berries! Se tentar fugir, serviremos castor de aperitivo pros clientes!

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

PLANOS:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Van
Soldado
Soldado
Van

Créditos : 4
Warn : Apenas UMA Aventura - Página 2 5010
Masculino Data de inscrição : 31/10/2011
Idade : 30
Localização : -

Apenas UMA Aventura - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas UMA Aventura   Apenas UMA Aventura - Página 2 EmptySex 09 Ago 2019, 19:07


O tempo junto à Wang o fez esquecer do quão carinhosa sua irmã poderia ser. Sejam as carícias ou as palavras doces, Hakuho se via enfeitiçado pela pequena e cada vez mais encantado. Não que precisasse de mais estímulos, porém, tais atos alimentavam sua devoção e serviam de combustível para qualquer obstáculo em seus caminhos. Song havia levantado um bom questionamento sobre a possibilidade do pugilista buscar uma arma para si, algo que foi respondido com o simples gesto de abrir a mão direita e mostrar suas garras afiadas. Aquela explicação já seria o bastante.

Resolvido os assuntos pendentes na loja, partiram ainda sem objetivo fixo e percorreram a ilha alguns minutos antes de serem abordados por homens uniformizados. Hakuho já tinha ouvido falar de servidores cujo trabalho era garantir a ordem e a lei - garantias essas de difícil compreensão para alguém amoral como o próprio - mas estar diante dessas figuras gerava um certo ânimo no Mink, principalmente pelo fato de estarem armados e em maior número, cenário este capaz de elevar sua adrenalina ao máximo.

Ora, ora… Uma coisa ele acertou… Nós estamos presos… Sim, estamos… Um ao outro, pequena...

Pensou em voz alta, fazendo uma grande declaração de amor nos padrões humanos, embora tivesse a intenção de fazer uma singela constatação da relação construída por ambos. Lidar com emoções era complicado demais para Hakuho e ele não fazia muita questão de aprofundar esse conhecimento, apenas externava os pensamentos, nada além.

E por falar em parte externa, do lado de fora de sua mente confusa e levemente inocente, havia um cerco de marinheiros dispostos a fazer o necessário para prender o casal. As possibilidades eram inúmeras, desde tentativa de fuga até engajar num combate desleal. De forma padrão, o pugilista deixaria a decisão para a Capitã, embora em seu interior, desejasse um combate violento e sanguinário.

Rainha… Temos muitas opções… Podemos navegar para longe daqui, sair para comer algo ou fazer fogueira… Qual sua ordem?

Ao ouvir música, lembrou-se da fogueira que seus pais faziam e das canções dos antepassados mink. Na época não dava muito valor pois não entendia a importância da cultura familiar e sua representatividade. Algo que só veio aprender com a convivência diária e os ensinamentos de Song, mesmo não captando a totalidade de sua mensagem. O importante é que entendeu o quanto era importante conhecer suas raízes e disso ele tinha orgulho… ou pelo menos fingia pra agradar Wang como todo beta/gado.

Na hipótese de Song optar pela fuga, Hakuho usaria de sua Aceleração para pegá-la no colo e fugir pelo caminho apontado ou o que parecesse mais seguro com a Justiceira. Segurar-la-ia de modo que seu corpo anormal a cobrisse totalmente ou o máximo possível para evitar que ela possa ser atingida na fuga. Correria em ziguezague para dificultar a mira dos agressores.

Caso a Capitã optasse pelo enfrentamento, o seu navegador não hesitaria e faria questão de aproveitar cada momento daquele embate. Todavia, ficaria impossibilitado de dar o seu melhor por estar pensando o tempo todo em proteger a futura Rainha dos Piratas. Então, só seria capaz de soltar seu lado mais selvagem se ela estivesse segura ou ela assim ordenasse. Por conseguinte, avançaria de forma sincronizada com a espadachim, protegendo sua retaguarda e servindo de apoio. Avançaria com rapidez mantendo poucos centímetros de distância, protegendo seu ponto cego e servindo de escudo humano sem importar-se com os possíveis ataques recebidos, sejam disparos, flechas, pedras ou qualquer outro tipo de dano. Seu foco era defender e garantir a investida da Justiceira, tanto por sua obsessão com a segurança dela quanto pela confiança depositada em sua katana. Ele já a tinha visto movimentar uma lâmina e sabia de seu potencial danoso, logo, uma vez que permitisse seus movimentos e avanços com tranquilidade, ela certamente finalizaria os inimigos em seus caminhos.

Considerações:
 
~> Conteúdo da Aventura...


Histórico do Hakuho:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] |
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.youtube.com/ocanilbr
Pierce
Revolucionário
Revolucionário
Pierce

Créditos : Zero
Warn : Apenas UMA Aventura - Página 2 10010
Data de inscrição : 25/07/2017

Apenas UMA Aventura - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas UMA Aventura   Apenas UMA Aventura - Página 2 EmptySab 10 Ago 2019, 18:15



Glitzky Platzken BOOM…


Histórico:
 
"Falas"
Objetivos:
 



Após fazer o meu pedido para o tal Raiden, o mesmo me entregava as ervas num preço razoável e ofertava mudas das mesmas, no entanto eu não tinha onde criar essas plantas, principalmente falando da canela que cresce numa árvore até bem grandinha. Sendo assim peguei a sacola com as ervas e as paguei, enquanto acenava com a cabeça que não queria as mudas.

Embrulhei bem a sacola num pacotinho e a enfiei em um bolso interno do casaco, em seguida ensaiei sair do local, porém fui parado por dois capangas que diziam que eu tinha que pagar pelo consumo e fornicação do encapuzado. O valor devido era muito superior ao que eu tinha em mãos.

-Olha… Eu tinha combinado em pagar uma comida pro descendente de uma mulher que faz trabalhos de cunho sexual, mas aparentemente ele tem o desejo de escapar dessa jogando essa conta pra cima de mim… Eu não tenho toda essa grana comigo e meus gastos aqui já foram pagos, tem como me dar a conta da comida e cobrar dele a safadeza? Caso contrário, eu sou um alquimista, um dos meus trabalhos mais recentes é um selo que da força sobrehumana, creio que um lote de dez dele pudesse ser dado como pagamento da minha dívida… Se me levarem a seu chefe, posso negociar melhor isso… Infelizmente o dinheiro eu não possuo e estou na busca de conseguir mais também…

Eu colocava todas minhas cartas na mesa, minha esperança era que eles quisessem resolver aquilo numa boa ao ver que eu não queria enganar ninguém e estava disposto a pagar com meu trabalho a suposta dívida herdada, afinal de contas, não é sempre que se tem um alquimista andando por ai com a receita de força sobrehumana.

Se me pedissem para ir com eles a algum lugar, os seguiria sem resistir, se tentassem me bater, apenas entraria em posição fetal com os braços sobre a cabeça em busca de me proteger o máximo possível, eu não era um lutador, só podia sair dessa com meus conhecimentos e esperar que fosse o suficiente.
Tudo isso passava na minha cabeça com a ideia de que poderia morrer ali por besteira e nunca conseguir finalizar minha pesquisa sobre a pedra filosofal, mas que situação de estrume que entrei.





____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Pierce em Ter 13 Ago 2019, 22:30, editado 1 vez(es) (Razão : esqueci de colorir)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Visastre
Civil
Civil
Visastre

Créditos : Zero
Warn : Apenas UMA Aventura - Página 2 10010
Data de inscrição : 16/07/2019

Apenas UMA Aventura - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas UMA Aventura   Apenas UMA Aventura - Página 2 EmptySab 10 Ago 2019, 21:50

Blues n' Soul, Part ll


Uma simples caminhada rapidamente se tornava num pequeno carnaval de caça às bruxas. Com direito a tochas e tudo. A primeira reação da samurai era levar uma das mãos até a testa enquanto inclinaria seu rosto levemente pra frente e deixaria um sorriso um tanto quanto perverso surgir em seu rosto, logo sendo substituído por um ironicamente amigável. -Valeu, grandão, mas incesto com furry não é muito a minha praia.- Brincaria com seu companheiro, sabia que essa não era a intenção de sua fala, mas era mais forte do que ela caçoar dele nesses pequenos momentos "humanos" que raramente lhe ocorria. Voltaria sua atenção para os marinheiros então, com a mesma expressão. -Sobre vocês… Sério, tem duas crianças super assustadas a alguns metros daqui e a primeira reação de vocês é vir até nós?! Seus vermes!- Tocaria então no ombro de Haku, e com um leve mover da cabeça indicaria o local de onde vinha a música. -Hora do rango Haku, agora que comentou me deu fome… Diria isto interrompendo seu escandaloso discurso e rumaria para o local de onde vinha a música, utilizando de sua aceleração para favorecer sua fuga. Se por algum motivo seu irmão lhe carregasse, apenas soltaria um "Que cavalheiro…" em tom brincalhão e enquanto estivesse indo até o local, durante a sua fuga, continuaria seu discurso como se nada tivesse acontecido.

-Onde eu tava mesmo? Ah sim… Seus fascistas desgraçados, vem aqui sobre o pretexto de defender os inocentes, mas não deveria ajudar esse mesmos inocentes para garantir que tenham o que proteger antes de tudo?! Tsk! Bando de merda!

Apesar da fala longa, caso conseguisse terminar ela antes de chegar no local o faria, caso contrários apenas entraria no recinto enquanto ainda gritava, mesmo que os marinheiros talvez nem mesmo estivessem escutando mais, apenas não podia interromper sua lição perante aqueles seres ínfimos com pensamentos retrógrados como aqueles. Se o mink conseguisse lhe carregar, apenas se ajeitaria de forma que seu corpo ficasse completamente coberto pelo dele e, se por algum motivo não ocorresse, enquanto corria com sua aceleração para a fuga, faria o trajeto em ziguezague para dificultar a mira de seus oponentes e, se percebesse em algum momento que não poderia se esquivar de projéteis, utilizaria a lateral de sua lâmina, de forma que cobrisse uma área maior, para bloquear tais ataques, enquanto seguiria sem parar. Se algum dos marinheiros atrapalhasse seu trajeto e estivesse sendo carregada pelo mink, colocaria a ponta de sua lâmina o mais pra trás possível alinhada ao braço de Haku, de forma que pudesse pegar mais impulso e aproveitando do movimento despejaria um corte horizontal a frente, da forma mais ágil que conseguisse, segurando fortemente o cabo de sua espada para ter mais firmeza, mesmo no ar.

"Sério… Se jogar na frente de um mink de 3 metros? Não tem um teste de inteligência ou algo assim pra entrar na marinha? Porque isso aqui tá bem longe de ser bravura, claramente estupidez. O que esperar de militares também… Marionetes que só seguem ordens sem questioná-las."

Pensaria consigo mesma enquanto prosseguiriam. Todavia, caso não estivesse sendo carregada, poderia trabalhar melhor sua ofensiva, mas não queria perder tempo demais pois os demais marinheiros poderiam chegar, então enquanto ainda estivesse correndo em ziguezague, pararia subitamente caso um deles ficasse na frente apenas para colocar seu tronco entre as pernas (Imagine um sapo) e puxando sua lâmina de baixo para cima daria um salto em frente com todo impulso que conseguisse reunir, focando toda energia do seu corpo nas pernas para isto e, quando estivesse nesse "pulo" para frente e passasse pelo oponente, daria um corte vertical em diagonal, da direita para a esquerda, aproveitando do impulso para impactar seu ataque e miraria de forma que acertasse a lateral do joelho do seu alvo e, caso fosse possível, ainda raspasse em seu ombro no mesmo trajeto, de forma a incapacitar sua movimentação momentaneamente e uma possível ofensivo com aquele braço. Se não fosse possível, o joelho era prioridade, afinal, o objetivo era a fuga. E sem nem mesmo olhar se havia acertado ou não apenas continuaria seguindo na direção desejada, contudo, caso tivesse um contra-ataque inimigo, utilizaria sua espada para acertar o golpe inimigo, visando desviá-lo de seu corpo e pudesse continuar correndo. Claro, independente de como fosse o trajeto, seu discurso anterior continuaria sendo dito até que fosse terminado.

"Sério, eu poderia mesmo comer algo agora… Uma salada cairia bem, ou algo vegano."

Song provavelmente havia comido durante a viagem até aqui, mas estava acostumado a sempre ter algo para petiscar na floresta, por isso o pensamento lhe vinha à mente, talvez nem estivesse de fato com fome, apenas a menção a comida que lhe dava esta ideia, não sabia dizer. Se chegassem até o local sem problemas, olharia brevemente em volta apenas para certificar-se de onde estavam e ver o que tinha por ali que talvez pudesse ser usado ao seu favor e de seu companheiro.

Objetivos da Aventura:
 


Histórico:
 
Legenda:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pepefilho Pepino
Civil
Civil
Pepefilho Pepino

Créditos : Zero
Warn : Apenas UMA Aventura - Página 2 5010
Data de inscrição : 05/07/2019

Apenas UMA Aventura - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas UMA Aventura   Apenas UMA Aventura - Página 2 EmptySeg 12 Ago 2019, 13:40


Glitzky
Os dois brutamontes começavam a ouvir o mink falar de forma seletiva: "Eu tinha combinado em pagar uma comida pro... o dinheiro eu não possuo..". E assim eles ficam irados. Desse modo se aproximavam do ser ao mesmo tempo que exalavam o fedor da violência. E erguendo os braços retiravam o machado que cada um detinha na cintura.

Nesse instante o roedor já se colocava em posição fetal, mas golpeado ele não era. Um dos seguranças o pegava pelo colarinho como se fosse um sachê de sal e o levava para a cozinha. Ao adentrar o local, jogava Glitzky dentro de uma panela grande o suficiente para abrigar 1,5 Glitzky. E começava a jogar água em seu interior... Seria o fim da jornada de nosso roedor preferido? Naaah

Em seguida, sabão e uma palha de aço também eram jogadas para ele, que então ouvia.

Segurança - Não pagou.. vai ter que trabalhar! Lave todas as 5 panelas de sopão! Se não limpar direito vamos aproveitar que está ai dentro e fazer seu ensopado!, e então saíam do local.

Na cozinha existiam cerca de 2 cozinheiros e 4 ajudantes.

Song & Hakuho
Enquanto isso, Song e Hakuho logo se decidiam e seguindo o aroma de comida e som musical corriam para a rua em que não haviam soldados. No entanto, os marinheiros logo tratavam de se postar atrás da dupla, mas por alguma razão não atiravam e tampouco o seguiam, algo que passava despercebido por um deles até que...

PCHAUMM

Um tiro era dado por um dos marines e das sombras uma enorme figura com trajes ninjas (SUBZERO) surgia para repreendê-los. Som de porradaria poderia ser escutado por Hakuho.

Rapidamente o salvador alcançava Song e Haku, e ao impedir que prosseguissem com a fuga dizia.

Ninja - Perseguidos por marinheiros... tolos em adentrar o território de Setsumi!

Enfim... salvei o pescoço de vocês e não trabalho de graça! Terão que pagar!
, e assoviando ele fazia com que dois seguranças carecas, super musculosos e com três metros de altura, ambos de kimono, com tatuagens de dragão no corpo e machados na cintura, além de óculos escuros, surgissem.

Ninja - Esses dois me devem!, e dizendo isso ele desaparecia.

Nesse instante um dos seguranças tratava de puxar Haku pelo colarinho, e o outro pegava Song como se fosse um bebê no colo. Carregavam ambos até o local de onde o cheiro e som vinham, o Lar das Gueixas, mas se dirigiam até a cozinha.

Ao chegarem ali, diziam.

Segurança - Você, grandão! Toma! Quero o chão disso aqui limpinho ou o couro vai comer pro seu lado!, e assim entregava um avental e uma rodo com pano para Haku.

Segurança - Você tem ótima aparência! Hmmm Toma! Vai ajudar a servir os clientes! Trabalhem por duas horas e estão liberados para curtir a noitada! Agradeçam que foi o Ninja Nanji que estava na escolta de hoje para acabar com marinheiros fedidos!, e entregando um kimono com desenhos de flor de cerejeira para Song, o segurança cuspia no chão ao se referir aos marinheiros.

Feito isso, esperavam os dois se aprontarem para começar o trabalho.

(Glitzky está na panela na mesma cozinha que vocês.. se ele fizer algum barulho, podem interagir)

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

PLANOS:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Pierce
Revolucionário
Revolucionário
Pierce

Créditos : Zero
Warn : Apenas UMA Aventura - Página 2 10010
Data de inscrição : 25/07/2017

Apenas UMA Aventura - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas UMA Aventura   Apenas UMA Aventura - Página 2 EmptyTer 13 Ago 2019, 22:27



Glitzky Platzken BOOM…


Histórico:
 
"Falas"
Objetivos:
 



Como esperado, não ouviam nada além de que eu não tinha dinheiro para pagar, nem se importavam com o fato de eu poder pagar com trabalhos de alquimia, aparentemente também não se importavam com higiene, pois colocavam um roedor, no caso eu, numa panela com água sabão e palha de aço, será que eles fazem a mínima ideia que ia levar um tempo até eu perceber que queriam que eu lavasse a panela, não que iam realmente me cozinhar e que nesse meio tempo eu podia ter defecado em meus trajes íntimos? Na realidade eu não sei se é a água que está me dando a sensação estranha, mas creio que devo ter algumas manchas novas de urina na cueca.
A realização de todo o ocorrido vinha a meu cérebro em velocidade reduzida, acompanhando a palha de aço que escorria do topo da minha cabeça até cair na água com um pequeno e patético “splash”... Sinceramente, dentro daquela panela eu estava me sentindo tão pequeno e patético quanto a exibição de mergulho daquele instrumento de lavagem.

Realmente eu me sentia mal com aquilo, a última coisa que eu queria era lavar algo ali, mas o que eu poderia fazer? Não possuia nada comigo para usar de arma, nem tinha nada em mãos para usar contra eles, poxa vida, nem se eu tivesse uma arma creio que seria capaz de fazer muitos danos devido a falta de prática.

Sem opções começava a pular contra a borda da panela tentando me agarrar a beirada ou virar o utensílio para me libertar, para lavar essa coisa iria precisar estar do lado de fora dela.

Conseguindo sair da panela tiraria as botas para a água presa nelas sair e exclaria um:

-Iêêêê…


Soltaria essa fala bem baixinho, apenas para pontuar a mim mesmo o quão aquele ruim o dia havia se tornado.
Após isso olharia em voltado tentando entender meus arredores, buscando qualquer coisa que pudesse me tirar dali, uma dispensa podia ter coisas interessantes a serem usadas, saber o que os fogões usavam de combustível seria legal também, o que não seria difícil para mim, já que gás cria chamas azuladas e madeira cria chamas alaranjadas, fora saber o posicionamento e quantia dos utensílios, eles podiam ser úteis.




____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Pierce em Ter 13 Ago 2019, 22:29, editado 3 vez(es) (Razão : esqueci de colorir)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Visastre
Civil
Civil
Visastre

Créditos : Zero
Warn : Apenas UMA Aventura - Página 2 10010
Data de inscrição : 16/07/2019

Apenas UMA Aventura - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas UMA Aventura   Apenas UMA Aventura - Página 2 EmptyQua 14 Ago 2019, 18:37

We don't need another hero


Sem entender muito bem a situação, Song apenas era levada "carinhosamente" até a cozinha do local e a única coisa da fala inteira na qual prestava atenção era o nome da suposta dona daquele território. "Setsumi… Pelo menos aqui as coisas já estão um pouquinho diferente. Mulheres no poder, é isso aí! Matriarcado baby!" Aquilo lhe deixava contente, mas esse sentimento logo passaria ao receber o kimono. Manteria o mesmo estendido ao lado de seu corpo ao segurá-lo com o braço esticado. "Sakuras… sério, que piada de mal gosto é essa?..." As flores na vestimenta traziam recordações sobre seu clã, recordações essas que preferiria que ficassem trancafiados no abismo de sua mente onde se encontravam até então. Viraria então sua atenção para Haku, que surpreendentemente havia sido arrastado até ali, algo que a samurai não havia presenciado desde que havia o conhecido. -Ei grandão, ta com fome? Parece que tão cozinhando alguma coisa ali…- Aproximar-se-ia então do que parecia ser um caldeirão pelo tamanho, até ser surpreendida pelo barulho que viria lá de dentro. -Cê ouviu isso? Seja lá o que estão cozinhando, acho que ta vivo ainda.- Com mais cautela, continuaria na direção da panela até que conseguisse enxergar o que havia dentro e ao ver aquela criatura, cutucaria com o dedo indicador para se certificar que estava vivo, mesmo que já pudesse confirmar essa ideia apenas pelo que aquele ser estava fazendo, aparentemente lavando a panela.

-Irmãozão… Eu nunca vim na cidade, mas não é muito comum comer esquilo por aqui né? Esse aqui até se limpa antes de ser cozido. A culinária de outras ilhas é algo de fato fascinante!

Não tinha maldade em sua fala, afinal, para ela aquela criatura era realmente comida pelo lugar no qual se encontrava e por mais que não fosse de comer muita carne, também não chegava a criticar quem o fazia, pelo menos não ali, onde não tinha plateia nenhuma para assistir suas ações. Desviando sua atenção da possível janta, voltaria ao kimono, se perdendo em flashbacks causado pela imagem das cerejeiras(Sakura). -Haku, acho que você melhor do que eu é capaz de perceber que não precisávamos de ajuda alguma ali atrás e sinceramente tô com vontade de partir aqueles dois no meio por ter te arrastado.- Ainda com o kimono em mãos, apertaria o tecido com bastante força, deixando extravasar um pouco de sua raiva, daria um suspiro fundo e prosseguia sua fala. -Mas… Fiquei curiosa a respeito dessa Setsumi. Uma mulher no poder não é algo que se vê todo dia. Quero conhecê-la, então vamos fazer o que pediram por enquanto, pode ser?- No fundo Song sabia sua liderança ajudava despejar ordens e principalmente com Haku aquilo era algo intrínseco pois seu meio-irmão acabava por seguir o desejo da samurai, mas mesmo assim não conseguia se desfazer do costume de pedir e não ordenar algo, pelo menos para Haku. Song odiava com todas suas forças o fato de um "Salvador" completamente desnecessário lhe dizer o que fazer, como se lhe devesse algo por fazer algo que nem sequer havia pedido, mas por hora sua curiosidade de saber mais sobre a chefe daquela trupe era maior que seu ódio. O fato de que haviam cuspido no chão ao falar de marines também havia caído em sua graça, motivando um pouco mais.

"Bom…Acho que é hora de voltar um pouco pros 'Sakura'... Também era o nome de mãe, então posso dizer que visto isso por ela e apenas por ela."

Procuraria um local onde pudesse trocar sua vestimenta então e assim o faria, procuraria por uma bandeja ou algo assim e sairia para servir, porém, antes de sair, diria para Haku. Se ouvir uma gritaria, provavelmente foi eu, então venha, ta?- Com uma piscadela começaria então seu "trabalho" e enquanto estivesse executando tal serviço, se aproximaria de algum segurança ou qualquer outra pessoa que parecesse ter influência ali, questionando sobre o nome que havia ouvido. -É…Essa tal Setsumi, quando vou poder conhecer?- Song nem havia reparado que este nome poderia servir para ambos os casos de masculino ou feminino, apenas assumia que era uma mulher baseado no seu desejo de que fosse. Executaria seu serviço de forma tranquila, desde que nenhum dos clientes tentasse algo físico com ela, se fosse apenas falas, apenas serraria os punhos e olharia "torto" para o autor da fala. Já imaginava que algo do gênero pudesse acontecer, afinal, até em sua própria vila já havia escutado gracinhas, então tinha aprendido a se controlar quanto a isso, pelo menos por enquanto.

"Se algum desses desgraçados tentar algo vai perder a mão."

Todavia, caso algum dos clientes tentasse algo físico como passar a mão, imediatamente sacaria sua katana, visto que os seguranças aparentemente haviam deixado sua arma com ela ainda, algo que provavelmente se arrependeriam muito em breve. Cortaria fora seja lá o que a pessoa tivesse usado para perturbar a samurai, com um corte vertical reto. -Quer continuar tentando a sorte garanhão? O próximo é o seu pinto.- Soltaria ao balançar brevemente a espada no ar para limpar um possível sangue, erro que havia cometido antes e não queria que ocorresse de novo.
O f f:
 

Objetivos da Aventura:
 


Histórico:
 
Legenda:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Van
Soldado
Soldado
Van

Créditos : 4
Warn : Apenas UMA Aventura - Página 2 5010
Masculino Data de inscrição : 31/10/2011
Idade : 30
Localização : -

Apenas UMA Aventura - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas UMA Aventura   Apenas UMA Aventura - Página 2 EmptyQui 15 Ago 2019, 12:05



A situação de cerco em que se encontravam não parecia ter uma solução satisfatória para a dupla e buscaram a menos danosa, a qual consistia em uma fuga. Mas assim como no mundo selvagem, havia territórios e seus alfas. Inocentes, adentraram o domínio de Setsumi, fato este apresentado por um ninja responsável pelo resgate da dupla ao derrotar os marinheiros em perseguição. Todavia, tal ato estava longe de ser altruísta e uma dívida unilateral foi criada e seu pagamento seria à base de trabalhos braçais, cada resgatado dentro de suas capacidades: Hakuho utilizaria de seu físico anormal para limpar enquanto Song encantaria com sua aparência.

Ei, Rainha… Isso é o que chamam de capitalismo?  

Diferente do que muitos poderiam imaginar, apesar da altura superior a dos seguranças, o mink não reagiu e se deixou ser levado até o local de trabalho forçado. Gostar de violência e de uma boa batalha poderia colocar aquela dupla de carecas em maus lençóis, porém, Hakuho só expressava esse lado animalesco diante de cenários cabíveis - ou caso Wang pedisse/precisasse. Como um jaguar que dorme em uma corrida contra cachorros, o pugilista não reagia por saber o que poderia fazer com eles.

Fome? É, eu poderia comer algo. – Acompanharia a líder na busca por alimentos e se visse uma ratazana se limpando, sentiria seu corpo arrepiar. – Pequena… Esse bichinho tá vivo… e tá tomando banho antes de ser comido…    – Então, diante de uma criatura fofa e higiênica, ele não tinha outra escolha senão…

GARCHUUUUUUUUUUUUUUUUU!!

Agarraria a ratazana com violência, esfregando seu corpinho em seu rosto sem importar se ficaria molhado. Sentindo-se a amiga Laura com seu Hamtaro, Haku tinha encontrado seu novo melhor amigo e cuidaria com o mesmo carinho sentido por Wang. Animado com a fofura do pequeno, o navegador pediria à Capitã para ficar com ele, sem perceber que aquele ratinho era um mink e tinha vontade própria.

Posso ficar com ele? Deixa, pequena, por favor…  

Cortando o momento cômico, Jun colocou o pau na mesa, apontando a situação em que se encontravam. Era óbvio que eles não precisavam de ajuda e que poderiam sair a qualquer momento, seja com violência ou não, entretanto a futura Rainha dos Piratas ficou interessada na líder da gangue e queria conhecer mais, portanto, o viciado em coisas fofas seria faxineiro. E assim, ela foi se vestir, mas não sem antes pedir para que ele ficasse em alerta em caso de gritos, algo desnecessário pois o boxeador SEMPRE estaria alerta e vigilante quando o assunto era Wang.

Diante de seu novo trabalho, era hora de pegar o esfregão e começar a limpar o cômodo. Hakuho odiava limpeza, mas sua mãe era uma pessoa muito limpa e higiênica e fazia questão de mostrar a importância de um ambiente bem cuidado e por isso ele não teria problemas em efetuar a tarefa. Durante a limpeza, sua mente distraída lembrava de uma frase dita pelo capturador e começava a viajar em seu significado. "O couro vai comer? Couro é o nome de uma pessoa? E porque por meu lado? Será que ele mastiga de boca aberta? Ou fala cuspindo?" Pensou.

Enquanto perdia-se em seus próprios pensamentos bizarros, ficaria atento a voz de sua líder. Caso ela gritasse, abandonaria tudo e correria em seu socorro, mas não sem antes pegar o gambá e colocar em seu ombro - mesmo contra sua vontade. Se algo entrasse em seu caminho, usaria suas garras para cortar e abrir a rota ou socos e empurrões para destruir ou remover de sua trajetória. Sua prioridade era a segurança de Song e nada o impediria de garantir isso.

Considerações:
 
~> Conteúdo da Aventura...


Histórico do Hakuho:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] |
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.youtube.com/ocanilbr
Conteúdo patrocinado




Apenas UMA Aventura - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas UMA Aventura   Apenas UMA Aventura - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Apenas UMA Aventura
Voltar ao Topo 
Página 2 de 6Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Shells Town-
Ir para: