One Piece RPG
Fogo e Sangue XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [MINI- Kiryu] Cumprindo uma promessa.
Fogo e Sangue Emptypor Kiryu Hoje à(s) 21:17

» Capítulo I - Surgem os Eternos!
Fogo e Sangue Emptypor Ripper Hoje à(s) 20:37

» Timbre Mudo
Fogo e Sangue Emptypor Oni Hoje à(s) 20:20

» [MINI- Rmz'] Renegado
Fogo e Sangue Emptypor Kylo Hoje à(s) 19:23

» ~ Mudanças Importantes ~
Fogo e Sangue Emptypor DEV.Ryan Hoje à(s) 18:28

» [MINI - Lily Ann] Rainha das Rosas
Fogo e Sangue Emptypor Kylo Hoje à(s) 17:48

» Phantom Blood
Fogo e Sangue Emptypor Johnny Bear Hoje à(s) 12:12

» [Kit - MINK (Dramatical Murders)]
Fogo e Sangue Emptypor Blum Hoje à(s) 11:58

» [MINI-Amador Amoroso] NANANAAA
Fogo e Sangue Emptypor Kylo Hoje à(s) 04:42

» Apresentação - 2: Falência ambígua
Fogo e Sangue Emptypor love.licia Hoje à(s) 02:21

» Fogo e Sangue
Fogo e Sangue Emptypor Shroud Ontem à(s) 23:52

» [M.E.P] Rmz'
Fogo e Sangue Emptypor Kylo Ontem à(s) 23:49

» Sem rumo definido
Fogo e Sangue Emptypor PepePepi Ontem à(s) 23:13

» Deus não me ama
Fogo e Sangue Emptypor Mirutsu Ontem à(s) 20:46

» A justiça não é cega!
Fogo e Sangue Emptypor Wild Ragnar Ontem à(s) 20:00

» Stage 1 - Uma nova vida
Fogo e Sangue Emptypor Bijin Ontem à(s) 17:25

» ☆☆I'm a motherf#$%in' starboy!☆☆
Fogo e Sangue Emptypor Wild Ragnar Ontem à(s) 15:31

» Cap. 1 - Abrindo caminho
Fogo e Sangue Emptypor Bijin Ontem à(s) 14:34

» Sons of Vermillion's Blood: Gênesis
Fogo e Sangue Emptypor Hooligan Ontem à(s) 14:04

» 1° Versículo - Gadeus, os Ateus do Gadismo!
Fogo e Sangue Emptypor yaTTo Ontem à(s) 07:50



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 Fogo e Sangue

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 73
Warn : Fogo e Sangue 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

Fogo e Sangue Empty
MensagemAssunto: Fogo e Sangue   Fogo e Sangue EmptyTer 02 Jul 2019, 01:28

Fogo e Sangue

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) civis Mirai Tsumi e Khrono. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Shroud
Designer
Designer
Shroud

Créditos : 18
Warn : Fogo e Sangue 10010
Masculino Data de inscrição : 08/05/2019
Idade : 21
Localização : Micqueot

Fogo e Sangue Empty
MensagemAssunto: Re: Fogo e Sangue   Fogo e Sangue EmptyTer 02 Jul 2019, 03:48

Se deseja saber, sim, sou uma assassina. Talvez seja difícil acreditar nessa afirmação quando seus olhos se estreitam para baixo e lá está, uma menininha tão pequena e frágil que não poderia machucar qualquer ser vivo. Provavelmente é o que você estaria pensando, certo? Não lhe culpo, a maioria de nós somos enganados por nossos próprios sentidos e pré julgamentos e, a simples existência dessa 'falha' em nossas mentes me permite ser muito boa no que faço: matar sem deixar suspeitas. Ser uma assassina profissional é perigoso. Arriscado. Na maioria das vezes, acaba de um jeito penoso e detestável - para a vítima, é claro. Meu nome é Mirai Tsumi e tenho 15 anos, mesmo que custe a acreditar, essa é a verdade. Até algumas semanas atrás era parte do corpo de aprendizes de técnicas de assassinato batizadas pela família como Yami no Ugoki ou Movimentos das Trevas, e lado a lado com meus irmãos eramos instruídos a dedicar corpo, mente e alma em nosso objetivo, fazer dos Tsumi novamente temidos, conhecidos e respeitados pelo mundo. Para isso nosso bisavô Izami nos treinou pessoalmente desde pequenos para que hoje pudêssemos partir e escrever as primeiras linhas de nossas histórias e um novo capítulo da narrativa da família.

Cada um de nós fomos mandados para um blue diferente: Amaterasu foi designada para o North, Susano'o para South, Tsukiyomi para o East e eu permaneci no West; Aquilo nunca se tratou de uma competição, entretanto o desejo de estar no topo fervia nosso sangue e nos instigava a querer ser dez, cem, mil vezes melhor que os outros irmãos. Acredito veemente que eles sentem isso e comigo não era diferente. Foi com esse pensamento ecoando em minha cabeça que meus pés tocaram o solo do porto de Micqueot, nesse momento então entendi que estava sozinha e que minha sobrevivência dependia de meu sucesso como assassina. Minhas pálpebras se fecharam lentamente me privando da visão, meus pulmões se encheram de ar e logo em seguido se desfizeram dele. Mordisquei o lábio inferior tentando conter aquele sentimento do qual nunca tinha experimentado, seria nervosismo? Não me dei tempo de pensar sobre, quando  busquei sentir os aromas ao redor, esse era meu jeito de tirar minhas primeiras impressões sobre novos ambientes.

Os passos seguintes adentrariam a cidade existente naquela ilha. Minhas pequenas mãos se afundavam nos bolsos de minha blusa onde os dedos brincavam com o pouco dinheiro que nos fora investido pelo meu bisavô antes de seguirmos ao encontro de nossos destinos. 50,000 berries era tudo que tinha para me alimentar, armar e suprir outras necessidades. Não era preciso ser nenhum gênio da matemática para deduzir que era pouco e apenas aumentava minha urgência de conseguir um contrato o mais breve possível — Vejamos o que essa ilha pode me oferecer — comentei para mim mesma enquanto fitaria cada detalhe daquela ilha: pessoas, lugares, comportamento e principalmente o que diziam. Por mais que ter um cliente disposto a desembolsar uma quantia por meus serviços fosse uma necessidade, não poderia fazê-lo sem antes ter em mãos ferramentas adequadas para execução da tarefa.

Assim como uma turista que veio a passeio, estava perdida e incerta sobre minha atual localização e por mais que não desejasse depender da ajuda de moradores locais, poderia acelerar em muito meu processo de preparação caso tivesse a informação que procurava e por isso, determinada a progredir me colocaria a frente do primeiro sujeito que cruzasse meu caminho — Com licença, — diria levando uma mão a nuca e oferecendo um sorriso tímido — cheguei a pouco tempo na cidade e estava pensando se aqui existe algum tipo de arsenal ou uma pessoa que comercialize armas. — Diante a última palavra desviaria o olhar para o chão e sem graça minha voz carregaria um tom mais baixo em seu final. Tanto destra como canhota se juntaram ao lado de meu rosto e juntando polegar e indicador ajeitei o óculos em meu rosto, ainda sem jeito tentaria não permitir minhas bochechas se tornarem rubras até que obtivesse a resposta de meu questionamento.


Histórico:
 

Resumo da Ficha:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Awards 2019:
 


Última edição por Shroud em Ter 02 Jul 2019, 16:42, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Khrono
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador
Khrono

Créditos : 3
Warn : Fogo e Sangue 10010
Masculino Data de inscrição : 13/01/2017

Fogo e Sangue Empty
MensagemAssunto: Re: Fogo e Sangue   Fogo e Sangue EmptyTer 02 Jul 2019, 15:14


Passos quentes em busca da liberdade

ㅤㅤㅤㅤㅤ O ranger da madeira enquanto o barco se movimentava estava começando a me deixar cada vez mais irritado e entediado. Não sabia exatamente que horas eram e nem quanto faltava para chegar ao meu destino, qualquer que fosse ele. Por um momento, abri os olhos e olhei pra cima, enquanto permanecia deitado por cima daqueles panos sujos e cordas, no compartimento abaixo do convés principal. Caso isso não tenha ficado óbvio eu estava de penetra em um navio comercial que partiu de minha cidade natal até algum lugar dos sete mares.


ㅤㅤㅤㅤㅤ Tudo isso me levou a pensar sobre uma certa palavra, um certo termo específico: destino. ── Será mesmo que nossas vidas estão programadas a acontecer de uma maneira pré-determinada desde o dia do nosso nascimento?  ── Indaguei em pensamento, enquanto tateava ao lado de meu corpo procurando alguma coisa para arremessar entre abertura das duas tábuas de cima. Segurei qualquer coisa e arremessei. ── E quem determinou isso? Como ele poderia saber que eu não estou fazendo o que eu quero fazer e não o que foi programado? Isso não faz sentido. Será que ele sabia que eu ia pegar esse objeto e acertar entre a abertura dessas tábuas?  ── No momento que pensei isso, o objeto que peguei não acertou e voltou com a ajuda da gravidade caindo diretamente em minha testa, deixando uma marca avermelhada.


ㅤㅤㅤㅤㅤ ── Ok, desgraçado, isso e sei que foi você quem programou!  ── Resmunguei, bem no momento que o barco parou e alguém tocou o sino. Era a minha deixa, o sinal para que eu saísse correndo antes que alguém viesse naquele compartimento e me encontrasse. Como eles estavam mais concentrados e distraídos com as mercadorias, sai correndo pela passarela até o porto e olhei pra cima, respirando finalmente um ar puro e não de madeira mofada e velha. Passaria a mão em meus cabelos ruivos, tiraria um pouco de sujeira do meu blazer preto e abriria um sorriso, agora tudo estava começando finalmente. ── Meus primeiros passos fora da vigilância do velho. Estou livre, finalmente.  ── Falaria, deixando as palavras soltas ao vento e a felicidade estampada no rosto.


ㅤㅤㅤㅤㅤ ── Tá, mas primeiro eu preciso saber onde eu estou.  ── Observaria, enquanto olharia de um lado a outro captando cada detalhe daquele lugar, se tinha muitas casas, muitas pessoas ou sequer tinha ninguém. Andaria, a passos tranquilos e suaves, com as mãos nos bolsos de minha calça. A princípio não procuraria por alguém em específico, mas sim buscaria reconhecer o perímetro, isso poderia ser útil no futuro. “uuOWWW!”. Um barulho abafado e grave ressoou, parecendo ser algum tipo de mastodonte pré-histórico rugindo, mas era apenas meu estômago roncando. ── Verdade, primeiro eu preciso me alimentar.  ── Colocaria a mão na barriga e começaria a andar em busca de algum lugar para comer. Caso encontrasse algum próximo, abriria a porta do mesmo e entraria, sem cerimônia, mas com toda a precaução que tinha, observaria cada detalhe do ambiente e cada pessoa nele também. Nenhuma grande aventura começou sem antes o protagonista tomar um bom e belo caneco de… leite com mel.


Histórico:
 


Dados Técnicos da Ficha:
 

Objetivos:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]





Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 101
Warn : Fogo e Sangue 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

Fogo e Sangue Empty
MensagemAssunto: Re: Fogo e Sangue   Fogo e Sangue EmptyTer 02 Jul 2019, 22:43


Narração
Dia
Tempo Agradável
Localização: Micqueot

Todos
O dia estava bonito, era o que ambos podiam ver de onde estavam. A temperatura era agradável e o os dois conseguiam ver a cidade a sua frente. Mesmo no porto cada um possuía um objetivo inicial diferente e, por isso, apesar de observarem as mesmas coisas, acabavam partindo em direções diferentes. Um queria achar a pança, a outra queria comprar uma arma.

De qualquer forma, os dois viam o porto a sua frente, várias pessoas iam e vinham carregando o navio que Khrono havia descido, o abasteciam com vinho. Os dois protagonistas se viram, mas não havia motivo para acharem aquilo especial, nenhum dos dois se destacava no ambiente, no máximo achariam bonitinho uns aos outros. Gritos ecoavam mandando carregarem e descarregarem mercadorias, alguns gritavam oportunidades para viajar, outros gritavam procurando emprego. Ninguém ali se destacava realmente, só um grupo de pessoas normais fazendo suas atividades diárias. Graças a isso, os dois seguiam seu rumo normalmente.


Mirai
A jovem Mirai se aproximava de uma pessoa que havia acabado de descarregar uma caixa em um navio e o indagava sobre uma possível loja de armas. O homem balançou a cabeça negativamente sorrindo, parou na frente da pequena e ainda sorrindo respondeu. - Pequena, seus pais reclamariam se você comprasse uma arma, não? - Ao falar aquilo, acabou chamando a atenção de outros a volta. - Ela disse que havia acabado de chegar. - Falou outro homem se aproximando. - Você não fugiu de casa, fugiu? - Perguntou este segundo com um legítimo tom de preocupação em sua voz. - Fugiu de casa e agora quer comprar uma arma para se proteger.  - Concluiu o primeiro já aceitando a fala de seu colega como um fato, assim, acabou por balançar a cabeça negativamente. - Que mundo é esse que vivemos... - O homem parecia triste de ver aquela situação. - De onde você é? Podemos te levar para casa. - Indagou o segundo homem. Aquela atuação de menina inocente convencera demais, agora os dois estavam preocupados com a menina e mais se aproximavam aos poucos, por mera curiosidade, ou para entenderem porque aqueles homens tinham parado de trabalhar. Que situação a jovem assassina havia se colocado.


Khrono
Khrono era mais simples, estava com fome, não importava qual cidade estava, não importava muita coisa, só precisa ir comer. Enquanto saia do porto via que o povo dali começava a se aglomerar onde antes havia uma pequena menina.

Andando por aí sem se preocupar acabou sendo guiado pelo cheiro. A cidade em si não chamava muito a atenção, as pessoas estavam calmas e conversando, trabalhando, fazendo o que fazem geralmente. Foi assim que acabou parando em uma padaria, que parecia ser um dos poucos locais que estava aberto e servia comida aquela hora. Ainda estava muito cedo para o almoço e não é como se Khrono quisesse almoçar. Ele pedia algo no mínimo incomum. - Leite com mel? - Falou o homem que o atendeu meio surpreso com o que ouvia. - Espera um pouco... - Falou o homem entrando para procurar por alguma coisa. E assim, após alguns instantes ele até chegou com leite. - Pedi para buscarem mel... - Informou o homem num leve tom de desculpa. - Mas, se importa se eu perguntar? De onde começou a tomar leite com mel?


off:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Shroud
Designer
Designer
Shroud

Créditos : 18
Warn : Fogo e Sangue 10010
Masculino Data de inscrição : 08/05/2019
Idade : 21
Localização : Micqueot

Fogo e Sangue Empty
MensagemAssunto: Re: Fogo e Sangue   Fogo e Sangue EmptyQua 03 Jul 2019, 13:45

Ser confundida com uma criança era normal, acontecia frequentemente e por vezes incorporei o personagem ao invés de buscar explicar pela milionésima vez que não estava perdida de meus pais, não havia fugido de casa ou convence-los de que tinha 15 anos e não 9. Minha situação apenas piorava a medida que mais pessoas se juntavam a minha volta demonstrando preocupação e boa vontade, contar-lhes a verdade me parecia inútil, ririam e não acreditariam em minhas palavras e sequer tinham o perfil de alguém a quem poderia oferecer meus serviços. Suspirei, me perguntava se algum dia aquilo teria um fim ou estaria fadada a 'ser' uma eterna criança aos olhos da sociedade. Minha destra deslizou para fora do conforto de meu bolso e o dedo indicador suplicava atenção — Não, os senhores entenderam errado, — disse com a voz recheada com um tom suave — eu acabei de chegar a ilha pois vim visitar meu pai, ele disse que estaria ocupado para vir me buscar então marcamos de nos encontrar em frente a loja de armas — sorri singelamente tentando contornar a situação. Havia encontrado as palavras perfeitas para me livrar da multidão e delicadeza e de quebra seria orientada até meu destino de interesse, ao menos esperava que minha mentira tivesse sido crível o suficiente para tal.

Não precisam me acompanhar, não quero atrapalhar vocês. De qualquer jeito, já estou bem grandinha para poder ir sozinha, né? — Questionaria-os como se a única resposta aceitável fosse um sim. Sorriria mais uma vez acentuando minha interpretação infantil diante os trabalhadores, assim que me liberassem correria em direção ao estabelecimento comercial que procurava. Caso a informação recebida se confirmasse verídica não faria rodeios e num impulso adentraria o prédio, meus passos curtos se aproximariam do balcão onde depositaria uma parte do dinheiro — Você tem kunais? Antes que me pergunte, não sou uma criança e posso pagar pelo equipamento, como pode ver — Arrastaria o valor em berries na direção do comerciante, minha face séria e fria confrontaria olhares com a pessoa caso isso se fizesse necessário para que fosse levada a sério. Com o instrumento em mãos o moveria agilmente entre os dedos, da destra para a canhota e vice-versa, uma demonstração visual de minhas capacidades para que não restassem dúvidas ou desconfianças acerca de minha afirmação anterior — Um pouco pesada e desbalanceada, mas ficarei com ela — Diria confirmando o pagamento.

Kunai era a melhor opção de compra no momento, uma lâmina pequena e discreta qual poderia facilmente ocultar entre minhas vestes, dessa forma, sem chamar atenção meu pequeno disfarce estaria intacto e livre de qualquer suspeita. De volta a cidade acreditei que o melhor caminho a se tomar seria observar mais e conhecer os arredores, mesmo que de maneira superficial era importante saber me localizar quando a hora H chegasse. — Será que meus irmãos já começaram? Seria péssima se ficasse muito atrás  — Subitamente lembrei-me dos mais velhos, do jeito que os conhecia era muito provável que já tivessem eliminado ao menos um alvo, imagine se soubessem o que aconteceu no porto junto a todos aqueles pescadores...

Por motivos óbvios procuraria a parte mais 'obscura' da cidade, aquela frequentada por bandidos, ladrões e assassinos, por mais que minha aparência destoasse desse tipo de ambiente minha alma se sentiria mais confortável para interagir e negociar. Para chegar a um lugar como esse não pediria auxílio, andaria o quanto fosse necessário e aproveitaria da caminhada para me adaptar um pouco mais às ruas daquela cidade. Se tivesse êxito em entrar no 'submundo' de Micqueot ficaria atenta, minha destra escorregaria entre as vestes para alcançar a pequena lâmina adquirida recentemente me prontificando a lidar com eventuais problemas. A Grande verdade era que minha mente se encontrava nublada de pensamentos e não conseguia definir um objetivo claro além de, talvez, vislumbrar algo interesse entre a escória da sociedade.


Histórico:
 

Resumo da Ficha:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Awards 2019:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Khrono
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador
Khrono

Créditos : 3
Warn : Fogo e Sangue 10010
Masculino Data de inscrição : 13/01/2017

Fogo e Sangue Empty
MensagemAssunto: Re: Fogo e Sangue   Fogo e Sangue EmptyQua 03 Jul 2019, 18:35


Passos quentes em busca da liberdade

ㅤㅤㅤㅤㅤ Sendo guiado pelo estômago, acabei encontrando um local com comida, assim como queria. Fazer as coisas de barriga vazia não era algo sensato, fora que isso atrapalhava na cognição. Fatos esses que eram meramente especulação de minha mente, já que eu sequer tinha conhecimento técnico para validar isso. Sentei na cadeira encostada ao balcão daquela padaria e fiz meu pedido, que fora atendido com uma expressão confusa.


ㅤㅤㅤㅤㅤ Mantive minha a minha neutra, enquanto observava o homem que me atendia. Esperei que ele me entregasse o caneco com a bebida que pedi, mas ele estava esperando trazerem o ingrediente principal. Desapontado, já que meu estômago roncava feito uma fera descontrolada, suspirei e respondi a curiosidade que ele havia perguntado. ── Ah, isso? É coisa do meu avô, ele diz que é pra dá força. “Filho, para se manter saudável, sempre tome um belo copo de leite com mel logo pela manhã. Dá sustância e evita fraqueza nos ossos.” Daí que no fim eu acabei gostando mesmo. hahaha ── Movi a mão de um lado a outro, engrossando a voz, tentando imitar o velhote com expressões sérias da melhor maneira que pude. Depois disso caí na risada, pois tinha ficado muito parecido, apesar de que precisaria ser um pouco mais carrancudo.


ㅤㅤㅤㅤㅤ Assim que o homem me entregasse o copo com minha bebida matinal, tomaria pelo menos até a metade num só gole, bateria o copo no balcão e abafaria o arroto com o braço. ── Que delicioso... ── Diria, inclinando o corpo para frente do balcão e de olhos revirados. Recuperei a compostura, ou quase isso, olhando pro homem que me atendeu e falaria. ── Certo, agora que respondi sua pergunta, deixa eu fazer uma também. Qual o nome desta ilha? ── Daria um gole curto, enquanto esperava pela resposta do homem. Por conseguinte de sua resposta, perguntaria mais uma informação. ── As pessoas por essa região são pela maioria mercadores, né? Ao menos foi o que percebi enquanto caminhava pra cá. Sabe onde tem uma loja de armas por aqui? Quero comprar uma de presente pro meu pai. ── Usaria toda minha lábia para esconder o real motivo de que na verdade as armas eram para mim e meu pai deveria estar em algum Blue matando piratas. Para manter a veracidade, esbocei um sorriso amarelo, segurando o copo agora com as duas mãos em cima do balcão.


Histórico:
 


Dados Técnicos da Ficha:
 

Objetivos:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]





Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 101
Warn : Fogo e Sangue 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

Fogo e Sangue Empty
MensagemAssunto: Re: Fogo e Sangue   Fogo e Sangue EmptyQui 04 Jul 2019, 02:27


Narração
Dia
Tempo Agradável
Localização: Micqueot

Mirai
Mirai soube se esquivar rapidamente da situação, a jovem já estava acostumada com esse tipo de acontecimento e por isso pensou rápido em como contornar o ocorrido. A pequena informou que estava ali para visitar seu pai e a reação da maioria que a cercava era de alívio. Alguns pareciam preocupados ainda em deixar Tsumi andar sozinha por aí, mas ela foi rápida e logo informou que não desejava atrapalhar o serviço daquelas boas pessoas.

- Não que eu ache correto deixar alguém da sua idade ir sozinha, mas é só seguir por aquela rua. – Falou ele apontando para uma rua específica para Mirai. - Siga nela até ver uma padaria e então vire a direita. Não vai demorar para ver o que deseja. – Informou ele sorrindo. - Tomara que seu pai já esteja por lá. – Concluiu o homem já se despedindo e indo para a próxima caixa que precisava carregar antes de levar algum esporro por isso.

Seguindo a direção indicada sentiu um bom cheiro vindo da padaria, mas sem fome só seguiu até chegar à loja. O vendedor que sorriu ao ver que algum cliente havia chegado logo fechou a cara ao ver a criança na sua frente. - Bem, não vou discutir, os negócios estão ruins demais para me preocupar com isso. – Falou o homem sem se importar com o tamanho da pessoa que comprava a arma e logo entregando-lhe a kunai. A menina pagou o necessário por isso, os trinta mil berries, nada barato e nada prático para uma arma tão mais ou menos.

Agora seu objetivo era simples e único, achar algum contrato, como faria isso? Andando aleatoriamente até achar os piores elementos da cidade. Talvez não fosse o melhor plano de todos, mas provavelmente seria efetivo, principalmente levando em conta como a jovem era. Ao sair da loja de armas começou a andar por um bom tempo. Chegou em algumas saídas da cidade que levavam para uma floresta ou para uma montanha, durante esse tempo percebeu que a cidade era bem tranquila no geral, chegou a ver o quartel general dela, provavelmente a razão de não parecer ter muitos crimes ocorrendo por ali.

Ou assim aparentava, entrando em um local que com certeza qualquer pai falaria "jamais passe por lá", acabou por se ver cercada por três homens grandes, um possuía literalmente o dobro do tamanho da pequena, os outros dois eram grandes para ela, não necessariamente grandes. - Ei baixinha, não vamos te machucar, mas passa tudo que sua mamãe deixou com você. - Falou um deles.


Khrono
Guiado pela fome parou numa padaria que não possuía o que pedia e por isso o pedido demoraria um tempo para ser atendido, enquanto isso não viu nada de ruim em responder o atendente. - Seu avô deve ser um homem bem peculiar. - Falou o homem sorrindo com a resposta. Depois de alguns minutos finalmente o mel chegou e assim Khrono pôde beber sua bebida tranquilamente. Quando terminou de beber, antes mesmo de perguntar o que queria, ouviu a frase do atendente. - Deseja algo mais? O leite com mel são três mil berries.

Mas o que ele queria era informação e uma bem estranha. - Micqueot... no North Blue? Como que você não sabe isso? - Mas ao invés de responder o atendente, acabou falando o que havia visualizado até então naquela ilha e feito uma pergunta diferente para o atendente. Esse parou o que estava fazendo e se aproximou do jovem. - Ok. Você está perdido? Tem algum tipo de doença mental? - Perguntou o homem com um tom realmente preocupado para a pessoa a sua frente, o jovem de cabelo ruivo não lhe parecia nada mais que uma criança, uma criança grande fisicamente, mas claramente uma criança. - Você não quer que eu acredite que você vai comprar um presente pro seu pai sendo que você nem sabia a ilha que estava, não é? - Falou o homem em um tom bem acusatório. Mas deixando ele mais brando continuou falando. - O que aconteceu? Você não tem dinheiro? Foi sequestrado? Está realmente perdido? - E enquanto falava isso, alguns homens entravam na padaria. Eram alguns marinheiros, o homem já sorria com aquilo, imaginando que poderia encaminhar a jovem criança perdida para os marinheiros, Khrono teria que agir rápido.



Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Shroud
Designer
Designer
Shroud

Créditos : 18
Warn : Fogo e Sangue 10010
Masculino Data de inscrição : 08/05/2019
Idade : 21
Localização : Micqueot

Fogo e Sangue Empty
MensagemAssunto: Re: Fogo e Sangue   Fogo e Sangue EmptyQui 04 Jul 2019, 16:41

Minhas pernas estavam cansadas, acreditei que andar ininterruptamente pela cidade fosse uma boa ideia e que logo encontraria algo minimamente interessante para fazer, incontáveis foram os momentos que meus olhos encararam a face da montanha, a entrada da floresta e outros lugares dos quais não levariam a lugar nenhum. — Inferno de ilha, deveria ter pedido um mapa pro velho da loja — minha face emburrada expressava toda a minha insatisfação em relação ao meu progresso desde que tinha colocado os pés naquela ilha. Nunca tinha parado para pensar no que fazer, quais seriam minhas atitudes e ações para atingir meus objetivos, pelo contrário, tinha permitido o acaso cuidar de minhas responsabilidades e deveres como assassina. Perceber isso apenas me deixava irritada comigo mesma.

Em algum momento havia cruzado com um enorme monumento albugíneo, o provável símbolo de paz e harmonia que tornava a ilha tranquila o suficiente para os criminosos locais estarem quem sabe, ocultos dentro dos esgotos. Sentia já ter pisado em cada metro quadrado de Micqueot e me restavam pouquíssimos caminhos a explorar, tais como os becos escuros que se formavam entre os prédios. Não tive motivos para temer adentrar em um espaço estreito como tal, era em ambientes como aquele que o tipo de pessoas que procurava viviam. Não poderia estar mais certa. Foram necessários alguns poucos passos até que a minha frente pudesse me deparar com suas silhuetas, eram tão grandes que careci erguer meus olhos para encarar suas faces — Tem razão quando diz que não vão me machucar, isso porque não podem e não porque não querem… — Meu mal-humor havia me feito ser um tanto mais ríspida do que de costume, diante a situação em que via não era uma boa ideia irritá-los: a especialidade de uma assassina se tratava de eliminar alvos sem ser notada e de preferência alvo isolados.

Bocejei diante o tédio que me tomará da caminhada anterior, a destra se elevou até o topo de minha cabeça e recaíram sob os fios rosados e os dedos coçaram o couro cabeludo, semicerrei os olhos e sem muita paciência para lidar com os sujeitos preferi um acordo — Claro, mas tenho um acordo a fazer, tudo que tenho são cinco mil berries, — demonstrei visualmente o valor estendendo a palma de minha mão aberta — mas gostaria que me dessem algumas informações antes. Essa cidade deve ser oprimida pela Marinha e os criminosos locais devem se ocultar muito bem para não serem caçados — especulei — existe algum tipo de submundo aqui? Se sim, como faço para entrar? Se me derem essas informações podem ficar com o dinheiro. — Claro, omiti o verdadeiro valor que carregava em meus bolsos, não poderia me dar o luxo de me desfazer de toda a quantia restantes em troca de uma informação que cedo ou tarde encontraria. Após a proposta minha mão recairia novamente no interior de minhas roupas até que meus dedos se encontrassem com o metal gélido de minha lâmina ao mesmo tempo em que, meus pés se prontificavam a dar meia volta e correr caso a situação se agravasse.

Se a informação me fosse dada, assim como proposto, lhes daria os 5 mil berries. Caso notasse hostilidade ou movimentos agressivos por parte deles sacaria minha kunai e daria alguns saltos para trás a fim de criar distância entre meu pequeno corpo e aqueles homens. Não queria confronta-los diretamente, apenas queria atrasa-los num possível avanço. Quando tivesse a oportunidade giraria sob meus próprios calcanhares e corerria em direção à rua.


Histórico:
 

Resumo da Ficha:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Awards 2019:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Khrono
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador
Khrono

Créditos : 3
Warn : Fogo e Sangue 10010
Masculino Data de inscrição : 13/01/2017

Fogo e Sangue Empty
MensagemAssunto: Re: Fogo e Sangue   Fogo e Sangue EmptyQui 04 Jul 2019, 21:06


Passos quentes em busca da liberdade

ㅤㅤㅤㅤㅤ Dei o último gole, bebi até a última gota do leite com mel que me havia sido servido. Incrivelmente o mel deu um sabor muito bom, diferente dos que serviam na mansão de meu avô. Até porque lá tinha que ser um mel especial, devido a diabetes dele e várias outras dessas doenças de velho. Respirei e olharia pro homem à minha frente, com um olhar meio triste de uma criança humilde que pede algo inocente. Sim, isso era o melhor que eu poderia fazer.

ㅤㅤㅤㅤㅤ ── Eu não sei onde estou porque ando em várias ilhas, sou marujo voluntário. Cheguei no barco de mercadorias que atracou agora a pouco e aproveitei o tempo livre pra poder comer. ── Coçaria a cabeça com o indicador, dando aquele mesmo sorrisinho. Usaria todas as informações que havia notado até então daquele lugar, que parecia bem voltado ao comércio, juntando com mais algumas do senso comum, como recrutar garotos para ajudarem nos barcos, para labiar o homem e obter a informação. De fato eu havia chegado em um navio mercador, mas sabe-se lá de quê. ── Fiz isso pra juntar um dinheiro e comprar algum presente pro meu pai, o aniversário dele é em breve. Ele trabalha muito, gosta de caçar e não quero ser daqueles filhos que apenas dão gastos, sabe? Quero mostrar que tenho responsabilidade. ── Meu arsenal estava acabando, minhas argumentações também. Caso o homem não me revelasse nada ou sequer ligasse pro que perguntei, colocaria a mão no bolso e puxaria de lá algumas notas, somando no total cinco mil berries e colocaria no balcão em sua frente. Se ele fosse inteligente perceberia a gorjeta que dei.


ㅤㅤㅤㅤㅤ Através do olhar do atendente, viraria pra trás e veria os marinheiros entrando, engoli em seco e logo voltei minha atenção ao balcão. ── Eu queria fazer isso antes de irmos deixar mercadorias em outras ilhas, sabe... ── Por fim, caso ele realmente não cedesse, simplesmente levantaria, deixaria o dinheiro sobre o balcão e iria até a porta a passos rápidos, indo na direção contrária dos marinheiros, inclinaria pra frente na direção do atendente e falaria. ── Muito obrigado pela refeição, o leite com mel estava muito bom, eu ficaria mais tempo, porém, estou atrasado. Tenha um bom dia! ── Fecharia a porta e sairia correndo, mas aquela corrida meio lenta, até a esquina mais próxima. De um jeito ou de outro, deixaria aquele local, indo em direção a algum lugar, espero que com a informação da qual eu queria.



Histórico:
 


Dados Técnicos da Ficha:
 

Objetivos:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]





Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 101
Warn : Fogo e Sangue 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

Fogo e Sangue Empty
MensagemAssunto: Re: Fogo e Sangue   Fogo e Sangue EmptySab 06 Jul 2019, 01:36


Narração
Dia
Tempo Agradável
Localização: Micqueot

Mirai
A jovem Mirai não temia os grandes homens a sua frente, ou por confiança em suas habilidades, talvez por simplesmente estar com raiva demais para pensar direito após ter andado tanto pela cidade. O homem achou engraçado o tom da menina e começou a rir daquela fala dela. - Corajosa. Muito corajosa. - Falava o homem num tom zombeteiro após a primeira fala dela.

Ouvindo então a proposta de Mirai e o dinheiro logo ali o homem pareceu parar por um instante.
- Submundo nem existe nessa ilha. - Comentava um deles de forma espontânea ao ouvir o que ela queria.
- Ela não é normal. - Falava o primeiro ao chegar aquela brilhantíssima dedução.
- Tanto faz, só pega o dinheiro e vamos embora. - Respondia outro homem.
- Caras a baixinha só quer isso, vamos responder e foda-se.
- Você já respondeu. Passa o dinheiro baixinha. - Falava o homem pegando o dinheiro. - Se tivesse submundo nessa merda de ilha ganharíamos muito mais.
- O povo aqui só se importa com aquela merda de vinho, eles dominam a porcaria do comércio. - O tom de raiva era claro. - Não da pra roubar aquele merda, eles são bem defendidos.
- Claro que são, a menina é tenente. - Falava o primeiro homem. - Bom, vamos embora, já conseguimos o que queríamos.

E assim os homens saíram com os cinco mil berries. Provavelmente a aparência de Mirai ajudava na mentira de só possuir essa quantidade de dinheiro, ou eles que não queria bater em alguém tão pequena. As informações não eram realmente boas para a pequena, mas ainda eram notícias. Se havia algo próximo de um submundo, não era algo tão superficial quanto aquilo que havia tentado fazer.

Naquele momento a jovem conseguia sentir um leve cheiro de fumaça no ar, e conseguia ver o sinal dela no céu, após andar por tanto tempo naquela ilha Mirai simplesmente sabia que aquela direção era a de loja de armas ou algum estabelecimento perto dela.



Khrono
O jovem pensou rápido no que o homem disse e surgiu com uma desculpa boa de forma rápida. O atendente olhou para ele meio surpreso com a resposta, não era uma "surpresa negativa", era algo meio que impressionado para o bom. - Eu entendo seu ponto de vista, apesar de achar impressionante um jovem da sua idade já pensar assim. - Respondeu. - Na sua idade eu só vagabundava. - Falava ele sem saber exatamente a idade de Khrono, porém a certeza em sua voz deixava claro que isso nem mesmo importava. - Para chegar na loja de armas só precisa virar a direita saindo daqui e andar reto, não demorará para você achar a loja. - Informou o homem.

Quando viu que alguns marinheiros entraram na padaria, pagou pelo leite com mel e saiu se despedindo. - Apesar de ser estranho, compre uma arma que deixará seu pai orgulhoso. - Falou o homem enquanto os marinheiros sentavam-se para pedir algo para comer. Ouvia comentários, um deles falava para ele não se machucar com a arma do papai, alguns riam da piada do marinheiro.

Khorno assim pôde sair para procurar pela loja, com a direção a tarefa era fácil. Na verdade, pela distância o seu objetivo seria facilmente obtido de qualquer forma. E assim o jovem viu a loja de armas finalmente. Enquanto se aproximava via um homem com uma cicatriz em seu rosto saindo da loja. Nesse momento sentia então o cheiro de fumaça. Essa vinha da loja de armas, ela estava pegando fogo.


Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Fogo e Sangue Empty
MensagemAssunto: Re: Fogo e Sangue   Fogo e Sangue Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Fogo e Sangue
Voltar ao Topo 
Página 1 de 8Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Budou Island-
Ir para: