One Piece RPG
IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» A inconsistência do Mágico
IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 Emptypor Jean Fraga Hoje à(s) 16:34

» Mep-Ruriel
IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 Emptypor Ruriel o Ruivo Hoje à(s) 16:28

» [Mini-Ruriel]
IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 Emptypor Ruriel o Ruivo Hoje à(s) 16:24

» O Regresso do Anjo Torto
IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 Emptypor DanJo Hoje à(s) 15:18

» Meu nome é Mike Brigss
IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 Emptypor Shiro Hoje à(s) 14:38

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 Emptypor Thomas Kenway Hoje à(s) 14:05

» [MINI - Gates] O Pantera Negra
IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 13:46

» Xeque - Mate - Parte 1
IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 Emptypor TheJoker Hoje à(s) 13:31

» Art. 4 - Rejected by the heavens
IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 12:50

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 Emptypor Furry Hoje à(s) 11:20

» [M.E.P] Joe Blow
IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 Emptypor Joe Blow Hoje à(s) 09:56

» [Mini-Aventura] Joe Blow
IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 Emptypor Joe Blow Hoje à(s) 09:55

» Livro Um - Atitudes que dão poder
IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 Emptypor gmasterX Hoje à(s) 09:54

» [M.E.P] Veruir
IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 Emptypor Veruir Hoje à(s) 08:16

» [Mini-Aventura] Veruir
IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 Emptypor Veruir Hoje à(s) 08:14

» Mise en place
IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 Emptypor arthurbrag Hoje à(s) 07:24

» I - A Whole New World
IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 Emptypor Makei Hoje à(s) 07:01

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 Emptypor Skÿller Hoje à(s) 04:45

» Sidney Thompson
IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 Emptypor Zed Hoje à(s) 01:19

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 Emptypor Fukai Hoje à(s) 00:49



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 IV - A Tout Le Monde (Act.2)

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 Empty
MensagemAssunto: IV - A Tout Le Monde (Act.2)   IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 EmptyQui 02 Maio 2019, 02:56

Relembrando a primeira mensagem :

IV - A Tout Le Monde (Act.2)

Aqui ocorrerá a aventura do(a) caçadora de recompensas Sophia Aldebaran Rockfeller. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
ADM.Senshi
Mercenário
Mercenário


Data de inscrição : 27/05/2018

IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: IV - A Tout Le Monde (Act.2)   IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 EmptySab 15 Jun 2019, 21:43


Passo 10: Slap Time

As coisas tinha dado certo com Kath, e isso por si só era bom, a gente já tinha usado aquilo ali por tempos, a casa dela em geral era bem útil, mas não era o ponto aqui. Alexis tinha começado a olhar os cartazes e comentar sobre o assunto, mas principalmente… Ela resolveu me provocar… Sim, ela acabava de cometer um erro… Ou talvez um acerto? Depende do ponto de vista.

Mas de uma coisa eu tinha certeza, ela ia lembrar disso, por que os 5 dedos vão ficar rentes marcadinhos ali, ia levantar a mão pra cima com um olhar cheio de maldade desceria a mão com força diretamente em uma das nádegas de Alexis, na intenção de deixar a marca mesmo. Eu ia nessa hora dar um sorrisinho maligno enquanto esperaria ela continuar falando.

Assim que ela terminasse diria então pra ela. -Certo guarde essa informação do Larissão, que a gente amanhã vai atrás disso primeiro. Mas hoje… Meus planos são outros haha-diria me levantando e pegando Alexis pelo meio da cintura, levantando ela e deitando ela no meu colo… Pois é… Agora ela vai aguentar rapaz, provocar tem suas consequências.

Ia passar a mão por cima dos dois lados pra sentir ali o volume, e a maciez ainda com olhar malicioso. -Meus planos ficaram, um tanto diferentes agora, a gente procura o todas essas coisas amanhã, hoje a gente vai trabalhar com necessidades haha você disse que precisava, tá aí...- Nisso eu daria um segundo tapa mirando no mesmo lugar pra já aumentar a chance de marcar ali o local.

Nisso eu puxaria o shortinho dela removendo ele, que é pra deixar a pele bem a mostra, o contato da mão na pele é sem igual, e agora ia dar mais um tapa, e depois desse ia dando mais uma sequencia de tapas mais leves, com bem menos força que os primeiros, só pela maldade mesmo. -Viu só, aqui a gente trabalha com a felicidade, realizando desejos, você pediu e olha só como chegou, veio a um cavalo alado rapaz hahaha- diria falando com Alexis, provocativamente, ia tirar ali se ainda restasse algum pano nessa zona e começaria a descer a mão pelas coxas dela.

Depois iria até a flor da pequena, mas só superficialmente, só passando de leve a mão pra sentir nos dedos e pra provocar ela também naquela hora, era um momento livre que podia ser algo cada vez mais raro, quanto mais avançarmos, menos momentos como esse estariam à nossa disposição e liberdade. Eu queria mais ver a reação dela nesses momentos… Talvez ela tivesse mesmo era esperando por isso já desde sempre haha, bem provável que sim.

Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Alipheese
Comodoro
Comodoro
GM.Alipheese

Créditos : 56
Warn : IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 26
Localização : Olympo- 5ª Rota

IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: IV - A Tout Le Monde (Act.2)   IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 EmptySab 15 Jun 2019, 22:09

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


To be a 9s




O destino muitas vezes brincava e mudava o rumo das ações e possibilidades, felizmente com um tom muito mais agradável do que costumava ser um dia, Alexis havia dado uma oportunidade a Sophia ao qual nenhum ser humano poderia recusar, nem mesmo a nossa juíza estava acima de uma tentação como esta. Com toda vontade do mundo o tapa ocorreu e como previsto, um gemido fino teria saído dado o pancadão, poderia não ser uma marcação ao velho estilo que civis faziam, com um grande “K” mas, certamente quem imaginaria que a situação iria para esta direção?

-Tudo be-

Começou a dizer a garota antes que mais um som fino de sua respiração começasse a sair, seu sorriso correspondia a malícia de sua companheira, estava completamente vulnerável, mas de algum modo ela gostava de estar assim, quando havia o poder da caçadora sobre ela, onde seu corpo e suas sensações estariam a mercê da vontade da branca, que não perderia tempo, quanto mais força se tem, quanto mais se lida com o mal, com mais intensidade ele ira querer lidar com você, momentos assim deveriam sim ser aproveitados, pois estar com alguém especial é algo que não se troca por nada nesse mundo.

Passando a mão, Sophia poderia sentir um leve tremor por parte da rosada que inconscientemente acabava movendo-se um pouco mais na direção dela, a deixando em uma posição ainda mais provocante, ela mordia o lábio inferior em uma expressão extremamente provocante, ah minha amiga, ela sabia muito bem o que esperava por ela, na verdade instigava que ela prosseguisse e cedesse aos instintos.

- Ah é? Então me conta um pouco mais destes planos… Ou melhor me mostre!

Sua voz teria saído na textura do mais sedoso véu, acariciando os ouvidos e provocando os sentidos da caçadora a intensificar ainda mais o que ela estava fazendo ali, quando o segundo tapa ocorreu, era possível ver a reação de todo o corpo da pequena, como se tivesse levado um choque, sua expressão? A dor logo dava lugar a uma expressão impura e extremamente sedutora.

Quando removesse o shortinho de Alexis, poderia sentir a macia pele sobre a sua mão, também podendo sentir bem a marca de seus dedos avermelhando bem a região, era de um jeito bem sexy. A cada tapa, era notável que mais e mais a região da florzinha, tornava-se mais “ animada”, os gemidos a cada tapa e a forma como a linguagem corporal de Alexis praticamente implorava por mais era entendível até pelo mais lesado dos gados.

Alexis estava tremendo, do mais puro extase e animação, era notável que ela queria muito o toque da caçadora, mas por algum motivo, desta vez ela resistiria as próprias vontades do corpo, para que pudesse preencher primeiro a do coração, passando a língua pelos seus lábios e com o dedo da mão direita, teria feito um sinal de que estava a chamando para aproximar-se mais, não de sua florzinha, mas desejava que ela aproximasse mais o seu rosto.


Se ela o fizesse, a pequena teria passado ambos os braços por detrás do pescoço da caçadora aproximando seus lábios, que visariam primeiro o pescoço de modo que poderia ter a arrepiado enquanto ela galgou seu caminho até a boca da caçadora, onde morderia os seu lábio inferior e puxaria levemente.

- Eu quero você por completo.

Ela teria dito depois de afastar-se levemente e a olhar nos olhos, eram olhos que misturavam na medida certa a luxúria e a paixão e então, esperaria a reação da caçadora, fosse ela dizer algo ou qualquer mínimo movimento, este seria o momento oportuno de seu ataque, onde lançaria um intenso e apaixonado beijo, enquanto suas mãos percorreriam pelas costas da caçadora até que encontrassem o real alvo, que eram as nádegas da caçadora que bem eram bem legais. E assim ela apertaria, a provocando e dando a ela o espaço para agir.




Histórico:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ação
Pensamento
Fala
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Senshi
Mercenário
Mercenário
ADM.Senshi

Créditos : 72
Warn : IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 27/05/2018
Idade : 26

IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: IV - A Tout Le Monde (Act.2)   IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 EmptyDom 16 Jun 2019, 10:06


Passo 11: Somebody To Love

Como eu tinha imaginado, ela era esperta, já estava de fato pensando nisso, era impressionante ouvir ela me deixava com uma boa sensação, e colocava um sorriso grande em meu rosto, era bom não precisar se preocupar com mais nada numa hora como essa, era apenas um momento, mas era tão único ao mesmo tempo.

As vezes eu me entendia, às vezes não, mas nessas horas, isso pouco importava. Assim que eu sentia ela e as suas reações eu a levantava a encaixando bem na minha cintura, e quando ela viesse para próximo dos meus lábios, eu corresponderia o beijo, deixando que ela mordesse meus lábios inferiores como quis.

Nessa hora eu me levantaria da cadeira com ela encaixada em mim, a segurando pelas coxas enquanto começaria a beijar ela, diferente da primeira vez que eu tinha começado devagar, dessa vez não, eu iniciaria já de uma maneira mais voraz, já beijando de uma maneira intensa, colocando minha língua para se enroscar na dela, enquanto de pé caminharia para o quarto a beijando.

Assim que sentisse as mãos dela em minhas nádegas, simplesmente soltaria um pequeno gemido inconsciente enquanto continuava beijando ela, sentir a maciez dos lábios da pequenina era tudo que eu queria naquele momento. Chegando perto da cama então eu deitaria ela cessando um pouco o beijo, para então remover o avental de mim. Tiraria ele assim como o resto de pano que estava em mim.

O que era bem pouco já que eu de uma maneira geral nem tinha me vestido direito antes, viu só, praticidade é comigo… Iria removendo a parte de cima de pano que estava sobre Alexis para poder deixar a pele limpa e pura, assim começaria beijando seu pescoço, com beijos leves de inicio, até que descendo um pouco, eu daria um mais profundo, que sugava um pouco da pele.

Sim era daqueles que deixava uma marquinha roxa as vezes, e era a intenção. Faria isso em volta do pescoço dela, e depois iria descendo reto pelo seu corpo, indo para de lá e dando leves beijos até que chegasse em seu umbigo, e depois disso subiria de novo, dando beijos até que quando chegasse em seu rosto eu pararia.

Ali olharia a garota bem nos olhos, exibindo um sorriso que ia de ponta a ponta na minha face, ele tinha uma certa luxúria admito, mas era também puro, por a felicidade que eu sentia naquela hora, e a sensação que estava em mim. E até era um pouco desconcertante a forma como a intensidade das coisas aumentava com tanta velocidade.

Naquela hora abraçaria a garota e começaria mais um beijão na boca dela, enquanto com as mãos eu desceria minhas unhas arranhando levemente suas costas, não para machucar, mas para que dessem uma sensação diferente, daquelas de arrepiar os pelos. Apesar de eu gostar quando ela realmente cravava as unhas pra deixar marcas, o que dizer, apanhar faz parte da minha vida, então, talvez por isso a sensação das unhas perfurando quando nas minhas costas me agradem…

Histórico:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] / [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Andando muito tempo por aí
Percebo que não tenho muito onde ir
E todos os caminhos percorridos
São páginas velhas viradas de um livro já lido.

(Jimmy & Rats)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Alipheese
Comodoro
Comodoro
GM.Alipheese

Créditos : 56
Warn : IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 26
Localização : Olympo- 5ª Rota

IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: IV - A Tout Le Monde (Act.2)   IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 EmptyDom 16 Jun 2019, 10:53

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Fuwa Fuwa Time




 Apesar de muitas vezes a cabeça gerar dúvidas, os corpos tendiam a ser bem sinceros e por meio deles era que ali poderiam encontrar mais um de seus momentos felizes. A caçadora, cedeu também para a sua “ presa” de modo que os desejos da garota fossem também atendidos, por mais que seus corpos pedissem por aquilo, era claro pelo modo como uma agia ali com a outra que havia algo a mais e a entrega que ali acontecia era algo a se sentir com intensidade.

Sophia havia levantado da cadeira com a pequena, não era nem um pouco pesada, tão pouco ela teria a falta da força física para que aquela tarefa fosse menos do que muito agradável, no entanto estaria sendo inocente, se pensasse que em um momento em que estivesse tão vulnerável, Alexis deixaria por menos e enquanto era levada, suas mãos não só apertavam e soltavam, como também iam na direção do ponto vulnerável, fazendo um movimento circular com ambas as mãos, ainda com elas nas nádegas de modo que o próprio corpo de Sophia fosse seu aliado naquele momento.

Quando chegaram na cama a primeira coisa que poderiam sentir uma grande diferença era o espaço, era uma cama enorme e poderiam ser mais intensas ali. Enquanto Sophia que já estava pelo menos 8 passos a frente, pela escolha de suas roupas despia-se o mesmo também era verdade para a rosada, que tirava a própria blusa e jogava ela para um canto aleatório do quarto, ela não havia vestido nada ali por baixo e era notável que as partes polêmicas, estavam mais animadas, refletindo o estado de todo o seu corpo também.

Enquanto Sophia adotou a boca como sua forma de ataque, as mãos e o próprio corpo seriam as defesas de Alexis, sua mão esquerda começaria a subir com suas unhas de forma mais intensa pelas costas da branca enquanto a direita teria retribuído o tapa pelo lado direito de sua nádega, de modo a provocá-la, o inicio de um movimento com as suas próprias pernas, poderia ter feito com que parte de sua perna acabasse passando bem próxima por entre as coxas da caçadora, o que daria um certo arrepio e uma sensação de calor, que não intensificou-se pois a lança mais poderosa, havia desta vez, perfurado o escudo mais poderoso, pois no momento em que começou a dar pequenos “ chupões” no pescoço da pequena, esta perdeu sua concentração, deixando que escapasse um gemido mais longo, onde ela acabou fechando os olhos, por um momento.

Seus pés agora acabavam dobrando-se levemente a frente como reflexo de quão bem seu corpo se sentia e seu rosto já estava completo por um rubor que mostrava a ela que estava indo na direção certa. Enquanto Descia até a parte do umbigo a leves beijos, a rosada retribuiu o olhar em seus olhos, ambas compartilhavam o mesmo sentimento, fosse de corpo ou coração naquele momento e nada comunicaria mais do que o olhar naquele momento, mesmo que seus corpos fossem bem expressivos nos sinais.

O beijo então aconteceria novamente, era profundamente intenso de ambas as partes, onde suas linguas poderiam levar sensações maravilhosas uma a outra, enquanto nenhuma das duas teria feito com que suas mãos, não deixassem de estimular ainda mais uma a outra. Quando parassem o beijo, Alexis olharia ao fundo dos olhos de Sophia e teria dito.

- Desta vez, vamos fazer de uma forma diferente, eu quero agradar você, enquanto você me agrada.

Ela teria dito em um tom que era tão carinhoso como também pecaminoso, havia um sorriso bonito em seu rosto, caso Sophia não tivesse entendido suas intenções, a própria rosada tomaria a iniciativa e se moveria para a posição de modo que sua cabeça ficasse por entre as coxas da caçadora e a visão de ambas desse o caminho perfeito para as flores uma da outra.

O espaço realmente fazia muita diferença na liberdade da movimentação e também, no conforto, é a casa era realmente MUUUITO útil ao ter tempos leves e fofos.



Histórico:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ação
Pensamento
Fala
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Senshi
Mercenário
Mercenário
ADM.Senshi

Créditos : 72
Warn : IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 27/05/2018
Idade : 26

IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: IV - A Tout Le Monde (Act.2)   IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 EmptyDom 16 Jun 2019, 18:34


Passo 12: Somebody To Love

A intensidade de cada pequena coisa aumentava parte a parte, a pequena se aproveitava bem dos momentos que me faziam ficar cada vez mais em êxtase, seu toque era simplesmente delicioso. Cada vez mais me deixava mais intensa, além do mais a cada reação que ela tinha a mim, apenas fazia com que meu espírito inflamar mais, sentir que estava no meu lugar.

Até que a sugestão dela me deixava confusa, eu não tinha entendido do que ela estava falando, parecia um conceito interessante, mas não tinha compreendido 100% até por que não sabia o que ela esperava. Entretanto eu nem precisei realmente me perguntar por muito tempo a garota tinha se movido por ali e assumido a posição que desejava me demonstrando.

A partir daqui era uma questão de instinto, eu começaria da maneira mais tranquila, colocaria as duas mãos sobre a traseira da pequenina e subiria meu rosto para a flor, minha intenção era de começar de uma forma mais lenta com a língua passando ela com calma, sem exagerar na dose aproveitaria as mãos nessa hora para apalpar a fartura dela, enquanto iria aos poucos colocando a língua mais para dentro.

Quando sentisse que estava mais úmido ali, era hora de fazer o ataque no ponto certeiro, iria direto no sininho dela, começaria a lamber ele de forma circular de maneira pontual, sem colocar muita força por conta da sensibilidade, nem muito devagar, mantendo um movimento constante. Desceria as mãos pelas coxas da pequenina usando as unhas para aumentar a sensação da descida.

Enquanto não parava de lamber aquela região, eu pegaria apenas um dedinho para que ele fosse introduzido ali, iria colocar ele devagar enquanto aos poucos iria melhorando a velocidade. Introduzindo ele mais rápido, a ideia era simplesmente fazer com que as sensações se somassem. Era algo difícil de fato, mas que valia a pena.

Meu corpo naquele momento já estava em uma situação de relaxamento total, eu estava entregue ali também, pra que ela fizesse o que quisesse, mesmo que eu entendesse que era mútuo esse caso, era algo interessante, era carinhoso, mas ao mesmo tempo intenso, eu sentia como se todos os nervos do corpo recebessem ao mesmo tempo a sensação que ia se espalhando.,

Meu corpo estaria todo o tempo se contraindo involuntariamente com os toques da pequena, fazendo movimentos que nem eu sabia que eram possíveis, talvez fossem de fato impossíveis de maneira consciente. Com a mão direita eu continuaria passando sobre a pele dela naquela hora, para que o grande misto de sensações fosse aos pouco se unindo numa única boa sensação.

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] / [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Andando muito tempo por aí
Percebo que não tenho muito onde ir
E todos os caminhos percorridos
São páginas velhas viradas de um livro já lido.

(Jimmy & Rats)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Alipheese
Comodoro
Comodoro
GM.Alipheese

Créditos : 56
Warn : IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 26
Localização : Olympo- 5ª Rota

IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: IV - A Tout Le Monde (Act.2)   IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 EmptySeg 17 Jun 2019, 08:00

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Fuwa Fuwa Time - pt 2




 O clima se fazia mais quente por entre aqueles lençóis, onde uma pequena provocação, havia as levado por um caminho totalmente diferente daquele que planejavam no começo do dia, o que era bom para ambas as partes já que poderiam aproveitar por completo para tirar um pouco do sistema um pouco do que poderia ter se acumulado até então. Como Alexis imaginava, sua sugestão teria deixado Sophia um pouco confusa, ela mesma havia tido esse tipo de ideia a pouco, então não era de se surpreender.

Sem que deixasse com que seus corpos perdessem a sensação eufórica que passava por seus corpos, a pequena tomou a iniciativa e tomou a posição para que fizesse fácil para que Sophia por instinto entendesse perfeitamente o que deveria fazer e o que receberia ali em troca. A posição favorecia um pouco Alexis em relação a Sophia, já que ela havia tomado a posição de baixo e eventualmente as forças das pernas da caçadora bambeariam um pouco mas, não o suficiente para derrubá-la, atributo resistência salvando momentos!

Ambas tiveram um pensamento sincronizado, de levar os seus rostos mais próximos do jardim da outra e com isso, quase que em uma sincronia perfeita lentamente suas línguas percorreram pelas partes próximas dos lábios, até que chegassem ambas próximas do local mais santo, onde haviam os sininhos. Nenhuma das duas tinha pressa e era possível para ambas naquele momento notarem o quanto a outra estava sensível, pois parecia no momento do toque como se uma pequena onda eletrica percorresse seus corpos, no momento em que o toque da outra aconteceu em um primeiro momento, do modo mais lascivo possível, cada pequeno movimento por mais passional e lento que fosse fazia com que mais e mais o calor de seus corpos o “calor” de seus corpos aumentassem, tal qual também era o desejo por mais.

Ambas poderiam ali sentir intensamente a reação da outra, por mais que não pudessem ver na totalidade o rosto da outra, seus corpos eram honestos e por vezes, mesmo suas línguas paravam por um momento, graças a sensação que correu pelos seus corpos, antes que pudessem oltar ao ataque e isso intensificou-se ainda mais no momento em que suas línguas chegaram ao ponto mais sensível uma da outra. Enquanto Sophia fez movimentos circulares, Alexis fazia movimentos mais erráticos, onde variou do movimento de icma a baixo, a até que fizesse força em seu tronco para que pudesse colocar a boca ainda mais próxima, onde faria pequenas sucções, seus braços agora apoiavam-se sobre as nádegas de Sophia, onde ela poderia sentir parte do peso de Alexis, onde por um momento sua perna perdeu um pouco das forças, dada a sensação incrível que lhe percorreria.

Era notável enquanto passou suas mãos pelas coxas da pequena que suas pernas acabavam por abrir-se um pouco, como se implorasse por mais, e naquele momento o estimulo de Alexis tornou-se mais intenso com o uso de sua boca de modo que poderia ser difícil para a caçadora sequer ter algum pensamento, pois o nível do que ela sentiria poderia ser muito maior do que antes, mas, ainda assim ela era capaz de contra atacar ao usar levemente seus dedos, aumentando o ritmo conforme o corpo de Alexis entregaria seus segredos, para como melhor dar-lhe o prazer, para Alexis, se fazia a mesma situação, por mais que ambas em meio aos sons que só poderiam contribuir mais para a luxuria uma da outra fizessem o máximo para animar a outra, haviam momentos que o próprio era tão grande que até mover-se seria difícil, mas Alexis, não parecia que fraquejaria, não era nem um pouco perto da resistência de Sophia, mas sua determinação não cessária até que pudese levar a sua parceira ao paraíso.

Com isso, ela teria começado retirado a mão esquerda que apoiaa-se nas nadegas de Sophia, forçando um pouco suas costas para que Sophia entendesse que ela poderia relaxar um pouco mais as pernas de modo que ela não tivesse que erguer-se tantoo para a agradar, e com isso, caso Sophia topasse, ela começaria a lendtamente usar seus dedinhos, iniciando levemente a provocá-la com seu dedo do meio, em um movimento que não era compulsório mas, que circulav, estimulando suas paredes internas, enquanto o trabalho que ela fazia com a sua boca, não havia parado em momento algum, a loucura poderia ser o estado em que ambas poderiam estar quase chegando naquele momento e no sinal de que Sophia estaria mais próxima de chegar lá, ela levemente introduziria junto o indicador levemente, até que sentisse que ela estava contortável, e com isso, faria o movimento acelerar na medida que isso poderia fazer a caçadora animar-se mais.

Sophia poderia sentir que Alexis não estava muito longe, era possível que ambas acbaassem por realizar-se juntas, diferente da outra vez, por ser algo muito mais passional, suas emoções e sensações pelo corpo pareciam ser elevadas a outro patamar, tal qual também seria o quanto aquilo exigiria de seus corpos e mentes, Alexis acompanharia adaptando-se a branca, sua intenção era a mesma de antes, que ambas pudessem juntas chegar ao céu.



Histórico:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ação
Pensamento
Fala
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Senshi
Mercenário
Mercenário
ADM.Senshi

Créditos : 72
Warn : IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 27/05/2018
Idade : 26

IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: IV - A Tout Le Monde (Act.2)   IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 EmptyDom 23 Jun 2019, 11:56


Passo 13: Pink is the warmest color

A sensação que eu sentia naquela hora percorria todo meu corpo, minhas pernas ficavam trêmulas, meu corpo inteiro parecia reagir em meio aquilo, eu sentia aquela sensação percorrer todos os meus nervos, minha respiração naquele momento se fazia mais pesada, mais forte, e revelava mais de mim. Era algo que eu não entendia completamente ainda, mesmo que não fosse aqui a primeira vez, era sempre misterioso como isso acontecia.

Eu me recostaria completamente deitando na cama, deixando que a Alexis ficasse em cima de mim, naquela hora o pouco que ainda restava de pensamentos iam me levando para prosseguir com aquilo. Manteria minha língua agora indo um pouco mais agressiva para a pequena. Manteria movimentos circulares, mas agora em uma velocidade maior, porém sempre constante, e aproveitaria, pra bem, atacar outras zonas.

Com meus dedos da direita, eu subiria para a outra zona da garota, e colocaria apenas o indicador devagarinho lá, começando a mover ele aos poucos na parte ali de trás, sem exagerar nos movimentos para não deixar que a dor ficasse tão intensa, com a outra mão eu desceria para os polemicos, esticaria meu braço para poder tocar naquela zona, enquanto levemente usaria os dedos para mover de uma maneira circular em torno deles.

Prosseguiria de maneira firme e constante até que usaria o polegar e o indicador para apertar bem na pontinha, era um pouco de maldade? Talvez? mas era um teste interessante. Sabe… No fim isso é como um combate sem vencedores, ou melhor, onde os dois ganham no fim… Tudo são testes, tentativas e instinto, e no final, descobrimos mais sobre a outra pessoa do que em qualquer outro momento.

Eu me sentia completamente bem naquele momento, era como se meu corpo simplesmente estivesse a cada segundo se perdendo, uma fragilidade enorme me atingia, era estranho o fato de eu mesmo aqui demorar a me entregar a isso, existiam certas fragilidades que até hoje eu não me permitia adentrar.

Mas as vezes abandonar esse tipo de orgulho é o que se precisa fazer, eu não costumava fazer qualquer som nesses momentos mesmo que a sensação fosse enorme, mas porque me segurar? Não existia um motivo, naquela hora eu me libertaria disso, não iria ficar simplesmente me segurando, começaria a soltar os pequenos gemidos que iriam saindo naturalmente.

Pararia de ficar simplesmente me reprimindo deixando que o instinto mais me guiasse que qualquer coisa. Eu precisava um pouco disso, e por que não simplesmente me deixar levar até o limite? Claro que eu podia simplesmente deixar que tudo isso chegasse ao seu final de maneira mais natural.

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] / [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Andando muito tempo por aí
Percebo que não tenho muito onde ir
E todos os caminhos percorridos
São páginas velhas viradas de um livro já lido.

(Jimmy & Rats)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Alipheese
Comodoro
Comodoro
GM.Alipheese

Créditos : 56
Warn : IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 26
Localização : Olympo- 5ª Rota

IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: IV - A Tout Le Monde (Act.2)   IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 EmptyDom 23 Jun 2019, 16:25

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Fuwa Fuwa time pt-3




 Apesar de mostrar-se resistente a entregar-se mesmo Sophia ainda era sucetivel ao momento, as sensações que a cercavam fossem físicas ou mesmo emocionais, Alexis aos poucos conseguia galgar o mais difícil dos passos que era o da confiança tão abalada da caçadora que passou por tanta coisa em sua própria vida. Alexis poderia não ser muito perceptiva em outras coisas mas, quando tratava-se de sua companheira, em momentos como aqueles era capaz de não só a entender como ninguém mas, também a preencher.

Havia então trocado as posições, deixando-se agora ficar por baixo, visto que a força de suas pernas lhe faltava um pouco, deitar-se deixou com que suas costas pudessem encontrar o conforto na cama e suas pernas não mais precisavam ter forças para manter sua posição, ainda assim a sensação boa, aqueceria todo o seu corpo de maneira intensa, quando colocou seu indicador, poderia sentir o corpo inteiro da rosada tremer, quase como se tivesse levado um choque, reagindo de maneira intensa e soltando um grande arfar sem timidez alguma, em um som que atacaria a luxuria do mais casto dos seres.

A ver naquele momento talvez pudesse a libertar um pouco, por vezes era dura demais consigo mesma e não permitia-se aproveitar as coisas mas, Alexis sabia que deveria fazer também a sua parte, Sophia poderia sentir em seu dedo o quanto estava úmida, mostrando o quanto sua parceira estava entregando-se ali, e naquele momento ela teria descido o próprio rosto, indo em direção ao sininho de aldebaran, que contra atacou em um ponto polêmico, com um leve apertão que mostrava seus resultados da provocação de imediato, dada a instabilidade nas pernas da garota que abriram-se levemente a aproximando mais do rosto da caçadora.

Quando chegou bem próxima, colocou sua língua para fora e fazendo um movimento longo o ponto mais vulnerável começou a ser estimulado mais e mais, até que segurar-se tornou uma tarefa impossível para a caçadora, seria inevitável a ela que mantivesse a repressão por muito mais tempo, naquele jogo de experimentos, ambas estavam aprendendo mais sobre a outra e Alexis vendo o efeito imediato, começou com a sua língua a fazer movimentos mais intensos, enquanto levemente teria introduzido apenas um pouco do seu dedo do meio, explorando as paredes internas superiores da caçadora, e então fazendo um movimento circular, permitindo-se explorar mais a medida que o corpo da caçadora revelariam os pontos mais sensíveis ao toque, enquanto em momento algum a sua língua ou su boca teriam parado.

Da mesma forma que aos poucos Alexis iria descobrindo mais em como atacar, Sophia poderia notar uma polêmica fraqueza, quando aqueles pontos eram estimulados em conjunto ao que já estava fazendo, estavam levemente mais rígidos em reflexo de sua animação, também poderia perceber a respiração da mesma tornando-se mais ofegante e também com que ela ficasse mais determinada e muito, mas muito mais “ feliz”, quando ela poderia ouvir também da caçadora o quanto estava a fazendo sentir-se bem, ou quando pudesse sentir.

Assim como a branca adaptaria-se até que pudesse a levar ao limite, a reciproca era verdadeira, pois ali a pequena começaria a intensificar-se mais e mais, conforme fosse vendo resultado, enquanto também entregou-se mais, de modo que se fosse o desejo da caçadora, poderiam ir até que seus corpos, mentes e corações se sentissem satisfeitos. Ao fim, Alexis estaria bem cansada físicamente dada toda a dedicação para que pudesse levar a sua parceira ao seu, enquanto também era conduzida, estaria tão ofegante que palavras não seriam muito fáceis de serem proferidas mas, se pudesse, ela gostaria de repousar a sua cabeça sobre a caçadora e fechar um pouco os olhos, onde talvez o silêncio, seu corpo e toda a situação falasse mais do que qualquer palavra.


Histórico:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ação
Pensamento
Fala
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Senshi
Mercenário
Mercenário
ADM.Senshi

Créditos : 72
Warn : IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 27/05/2018
Idade : 26

IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: IV - A Tout Le Monde (Act.2)   IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 EmptyQui 08 Ago 2019, 13:45


Passo 14: Somebody To Love

Naquele momento deixava que a pequena se sentisse mais confortável com tudo aquilo, eu estava preparada para o que viesse, mesmo que não tivesse certeza de como ela iria agir, meu corpo simplesmente se entregava a toda aquela movimentação. Enquanto sentia os dedos de Alexis minhas pernas relaxavam sozinhas, de um modo que perdiam sua força de movimentação apenas deixando que a pequena usufrui-se de tudo ali.

Mas não ficaria parada apenas por isso. Naquela hora eu começacria a lentamente mover minha língua mais rapidamente no sininho da jovem, enquanto com a mão eu partiria com o indicador para a parte traseira da pequenina, onde começaria a brincar com a zona inicialmente apenas circulando com a ponta pelo caminho ao redor enquanto lentamente começaria a colocar de maneira leve e lenta.

Eu iria aumentando a velocidade de acordo com a forma que Alexis reagisse aos meus movimentos… Passo a passo eu iria começando a deixar mais e mais rápido, e iria mantendo aquilo constante até que a pequenina exibisse o limite. Eu nessas horas já estaria sentindo certa vontade de soltar tudo, mas seguraria mais um pouco apenas para manter aquela sensação deliciosa que me percorria.

No fim de tudo, assim que visse que ela estava pronta para tal coisa, eu então finalmente soltaria o que eu estaria já a muito tempo segurando, o que poderia se parecer com um esguicho enorme. Ela poderia ouvir meus gemidos que pareciam contínuos durante aquele momento, e meu corpo tremeria cada pequeno músculo parecia um tanto tensionado, enquanto iam se relaxando aos poucos.

A maior percepção de certo eram nas suas pernas já que elas se moviam de forma constantes em quase como se estivesse sentindo frio, mas não era por isso, era algo diferente que eu não sabia explicar, uma sensação mais unica, meio esquisita. Mas muito boa. Eu queria que aquilo continuasse, mas sabia que não ia aguentar muito bem isso, assim quando terminava eu levantava um pouco dali.

Olhava para alexis por um momento analisando ela e como ela tinha ficado, um sorriso era inevitável no meu rosto, mas sabe… Aquilo tudo era tão diferente, era algo que eu não esperava poder ter de uma maneira que fosse boa assim. Então ainda um pouco tremula eu me escorava na cama falando com a pequenina. -Bem, eu acho que eu vou tomar um banho antes de tudo, volto logo.- e ainda com as pernas meio banbas eu caminhava por ali.

Eu já sabia onde era o banheiro então não deveria demorar para chegar lá, então apenas ia tranquilamente, normalmente talvez eu estivesse agora irritada, lembrando que tentaram me fritar com algo de água quente… Pois é… queriam fazer uma sopinha de mim mais cedo… Entretanto nem com isso eu me importava ali, e apenas adentraria na água pegando o sabonete e começando a me banhar, era muito bom ter um leve momento de relaxamento, e por isso apenas aproveitaria a agua, eu gostava da sensação da água bem fria tocando a minha pele.

Era bem reconfortante, sentir algo como isso, e naquela hora apenas poderia aproveitar esse momento de uma maneira mais tranquila. Eu então quando terminava tudo. Sairia dali sem roupas mesmo, afinal eu não tinha levado nada comigo, e assim como vim ao mundo me enxugava com a toalha e iria até o quarto, deitando na cama sem qualquer tipo de vestimenta, e começaria a relaxar.

Não demoraria até que eu entrasse num sono completamente profundo, era quase natural, visto o cansaço assim que terminava tudo aquilo o que provavelmente me renderia um bom tempo dormindo por ali, enquanto descansava, além do mais procurar algum trabalho como caçadora estava fora de questão por enquanto, estava meio debilitada e cansada para tal.

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] / [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Andando muito tempo por aí
Percebo que não tenho muito onde ir
E todos os caminhos percorridos
São páginas velhas viradas de um livro já lido.

(Jimmy & Rats)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Alipheese
Comodoro
Comodoro
GM.Alipheese

Créditos : 56
Warn : IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 26
Localização : Olympo- 5ª Rota

IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: IV - A Tout Le Monde (Act.2)   IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 EmptySex 09 Ago 2019, 04:52

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Fuwa Fuwa time pt-4




Dentre os momentos que passava, havia encontrado ali enfim a plena satisfação, onde poderia sentir que a pequena também através de seus atos quase em sincronia absoluta teria encontrado um prazer intenso, era possível ouvir sua respiração ofegante e sentira vulnerabilidade que havia por entre os tremores que seu corpo apresentava, cada respiração era quase como a de um quase afogado que desesperadamente buscava por um pouco de ar mas, naquela situação aquilo era muito mais sexy do que qualquer outra coisa. Alexis teria visto Sophia levantar-se pouco tempo depois, seus olhinhos se fechavam pouco depois e em seu rosto era possível ver um sorriso que indicava a mais plena paz.

Ela teria acenado com a cabeça concordando com a ideia da garota ir tomar um banho, eventualmente o faria mas, diferente da alva, sua resistência não era tão poderosa assim. No tempo que levasse para tomar o próprio banho, teria sido o tempo para que Alexis pudesse se levantar e dando um beijinho na cansada caçadora, teria ido tomar o próprio banho, mas não antes de dar umas boas olhadas na garota afinal, poderia alguém a julgar por fazer isso? O sono teria vindo de forma suave e o corpo da caçadora poderia sentir muito bem os efeitos daquele descanso e sua mente? De certo teria feito aquilo maravilhas. Até que Alexis voltasse, já teria se encontrado em um estado mais profundo do sono ao qual talvez, pudesse sentir um abraço que viria por trás. As horas daquela manhã se passariam e tudo dependeria do quanto poderiam dormir, se fosse tempo o suficiente, talvez pudessem tanto surpreender Cat com algo que de certo geraria uma reação engraçada, como talvez pudessem fazer outras coisas, fosse voltar a caçada ou até mesmo realizar um dos planos que haviam feito mais cedo.


De todo modo, tudo dependeria do próprio cansaço da garota ou até mesmo do quanto desejava descansar ali, mais cedo ou mais tarde, encontraria e julgaria aqueles que tivesse de julgar.

Histórico:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ação
Pensamento
Fala
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Senshi
Mercenário
Mercenário
ADM.Senshi

Créditos : 72
Warn : IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 27/05/2018
Idade : 26

IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: IV - A Tout Le Monde (Act.2)   IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 EmptyDom 11 Ago 2019, 15:28


Passo 15: Wake Up

Pelo cansaço acumulado, meu sono acabaria sendo sem que eu tivesse sono, dormiria algo entre 3 a 4 horas, acordando em seguida. Me levantaria da cama com os olhos ainda meio grudados, vestiria as roupas convencionais e em seguida partiria até a pia da cozinha, ligando a torneira pra jogar um pouco de água no rosto. Depois disso me espreguiçaria e voltaria até o quarto.

Lá eu sentaria na beirada da cama onde passaria alguns instantes olhando pra o chão apenas como se visse algo de interessante lá… Mas é… Não tinha nada lá, e não sabia exatamente por que diabos eu fazia isso… Dessa maneira olharia para Alexis e se ela ainda estivesse dormindo tocaria no ombro dela chamando a pequena pra ir junto pra começarmos o trabalho. -Ei, acorda, temos de ir ver o barco e também organizar para iniciar busca de procurados.-.diria balançando um pouco o ombro dela.

Se a pequena tivesse já acordada apenas chamaria ela verbalmente. De maneira geral quando ela acordasse esperaria ela se vestir e ficar pronta pra então colocar a mochila nas costas e me preparar pra sair. Ainda estava de bom humor por agora e isso era bom, me fazia ter uma mente mais limpa por hora. -Está pronta?- Diria olhando pra ela com um sorrisinho de leve no meu rosto. Se ela dissesse que sim caminharia até a porta e esperaria que ela me seguisse, saindo logo em seguida, e fechando a porta depois que a pequenina passasse.

Então começaria a caminhar primeiro para o porto onde tínhamos de ver o que os caras tinham feito com o barco, estava agora um pouco preocupada com isso, mas não adiantava pensar muito antes, eu já tinha sofrido pela destruição do barco em silêncio antes. Quando chegasse no lugar procuraria pelos rostos do povo que tinha ficado de concertar ele dando aquela observada em volta e se os visse iria na direção deles tranquila.

Quando me aproximasse, questionaria sem fazer rodeios. -Aí… O barco ta pronto? Já podemos entrar nele?- Diria com uma sobrancelha meio arqueada, e um olhar um tanto quanto preocupado e desconfiado. Estava começando a achar que talvez eu tivesse me metido em problemas denovo. Não que isso fosse incomum, mas era algo um pouco incômodo.

Assim, esperaria pela resposta do rapaz um pouco apreensiva sobre o resultado final disso, mas fazer o que não é? Tinha que tomar alguma decisão a respeito dessas coisas e não era só por que estava de bom humor, que não poderia ficar putassa a qualquer hora… É quase um dom.

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] / [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Andando muito tempo por aí
Percebo que não tenho muito onde ir
E todos os caminhos percorridos
São páginas velhas viradas de um livro já lido.

(Jimmy & Rats)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: IV - A Tout Le Monde (Act.2)   IV - A Tout Le Monde (Act.2) - Página 3 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
IV - A Tout Le Monde (Act.2)
Voltar ao Topo 
Página 3 de 5Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Polestar Islands-
Ir para: