One Piece RPG
[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Evento Natalino - Amigo Secreto
[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Emptypor Bread Hoje à(s) 14:39

» Draguren Hynno
[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 13:13

» Construindo o Começo
[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Emptypor Ainz Hoje à(s) 12:15

» Gato de Convês
[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Emptypor Ainz Hoje à(s) 10:54

» Mini - Datekyo
[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Emptypor Datekyo Hoje à(s) 01:55

» O Ronco do Bárbaro
[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Emptypor Ghastz Hoje à(s) 00:51

» De pernas pro ar! A revolução de Yumi
[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Emptypor Wild Ragnar Ontem à(s) 23:53

» [Ficha] Nox Valentine
[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Emptypor Catuios Ontem à(s) 23:30

» Sangue e Pólvora! O Caminho do Atirador!
[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Emptypor rafaeliscorrelis Ontem à(s) 22:48

» Unbreakable
[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Emptypor Ainz Ontem à(s) 22:13

» Reisi
[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Emptypor Tatsumi Ontem à(s) 21:26

» [M.E.P] Alvin
[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Emptypor Alvin Stigma Ontem à(s) 20:53

» [Mini- Alvin] O garoto e a serpente
[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Emptypor Alvin Stigma Ontem à(s) 20:50

» O Legado Bitencourt Act I
[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Emptypor Faktor Ontem à(s) 19:10

» O vagabundo e o aleijado
[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Emptypor Tensei Ontem à(s) 18:22

» [FICHA NOVA] - Niyah Fonseca
[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Emptypor Fonseca Ontem à(s) 18:10

» Cap. 1: Laços entrelaçados, as chamas da revolução se erguem!
[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Emptypor PepePepi Ontem à(s) 17:43

» Laith Kinder
[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 15:57

» Niyah Fonseca
[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 15:36

» Masimos Titã Howker
[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 14:57



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
Elivelton Carneiro
Membro
Membro
Elivelton Carneiro

Créditos : Zero
Warn : [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido 10010
Masculino Data de inscrição : 04/03/2019
Idade : 25

[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Empty
MensagemAssunto: [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido   [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido EmptyTer 05 Mar 2019, 20:22

Nome: Wilhelm Read
Idade: 18
Sexo: Masculino
Raça: Humano
Tamanho: 178 cm
Estilo de Combate: Espadachim
Localização: Dawn Island
Grupo: Civil
Vantagens: Observador
Desvantagens: Impulsivo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Makei
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador
Makei

Créditos : 32
Warn : [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido 9010
Masculino Data de inscrição : 07/08/2017
Idade : 23

[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido   [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido EmptyTer 05 Mar 2019, 21:37

~Mini-Aventura APROVADA~


Olá, seja bem-vindo ao OPRPG!!

Eu sou um Orientador, minha função é lhe ajudar a se adaptar neste universo do OPRPG.

Sendo assim irei lhe orientar de todas as formas possíveis, a partir de dicas no decorrer desta Mini-Aventura. Como esse fórum é bem complexo em suas regras, também irei tentar responder suas dúvidas, por isso, no menu de navegação (parte superior do site) existe um link M.P. O mesmo corresponde às mensagens privadas. Lá você poderá, em qualquer momento que achar necessário, me enviar dúvidas de como prosseguir no jogo; ou pode entrar no seguinte link: https://www.onepiecerpg.com/f3-duvidas-criticas-e-sugestoes , e criar um tópico para algum membro da Staff responder; mas caso tenha dúvidas durante a Mini, pode colocar em "off" no próprio post.

Sim... Vamos ao que importa?

Abaixo seguirão algumas dicas para que leia antes de criar seu primeiro post.

DICAS:


  • Lembre-se que você apenas narra as ações de seu personagem, seu personagem nunca FAZ ele sempre TENTA e também demonstre desde o 1º post qual o seu objetivo na aventura.
  • O ambiente que você se encontra, NPC's e todo o resto que compõe sua aventura, quem cuidará disso sera seu narrador.
  • As mini-aventuras servem para corrigir seus erros na narração durante a aventura e também formas melhores de deixar sua narração mais interessante.
  • Caso a Mini-Aventura fique sem post durante 5 dias por parte do player, a mesma será cancelada.


O 1º post é seu e eu serei o seu Orientador.

Dicas e Orientações escreveu:

Então, vamos lá, nessa mini-aventura será avaliado o seu desempenho em quatro principais aspectos para prepará-lo para realmente começar a sua aventura.Não se preocupe em relação aos erros, pois através dele pode vir a experiência e eu estou aqui para lhe dar uma mão quando isso acontecer para lhe mostrar a direção certa.

~ De início eu gostaria de recomendar a ler esses posts para entender um pouco melhor do sistema do forum -
https://www.onepiecerpg.com/t12170-uma-boa-narracao
https://www.onepiecerpg.com/t34187-tutorial-narracao-ceu-ou-inferno ~


As quatro etapas de nosso breve tempo juntos são:

1- Primeiro Post: O primeiro post é talvez a parte mais difícil de todo processo, tanto por exigir um pouco de criatividade, mas com a limitação de não narrar o cenário, quanto por ser o primeiro contato com o sistema desse RPG. Na minha humilde opinião, apesar da adversidade, é o melhor momento para desenvolver e demonstrar a personalidade do seu personagem para sua orientadora, caso você queira trabalhar com a idéia de um background ou mesmo passar mais sobre o interior do que o exterior aqui também é um bom campo para você trabalhar, também é o ponto onde é interessante você passar o seu objetivo e como você deseja prosseguir, para que possamos dar sequência, caso consiga encaixar!

2- Interação: Aqui é onde vamos começar a trabalhar de verdade, eu irei lhe apresentar o mundo e personagens que estão nele nessa fase eu vou avaliar a interação do seu personagem com o cenário, com o mundo que lhe cerca como sua capacidade de se relacionar com npcs e interagir com aquilo que lhe é dado.

3- Combate: Essa é para muitos a parte mais divertida, mas é onde é essencial que você pegue bem a idéia para que não tenha dificuldades. Aqui é esperado de você que saiba trabalhar tanto movimentos ofensivos como defensivos com o melhor possível em detalhes e descrição. O grau de dificuldade é inferior ao das aventuras oficiais, mas é um dos pontos mais importantes para se trabalhar nesse nosso contato.

4- Finalização: Por fim, quando você tiver demonstrado saber desenvolver direitinho tudo o que lhe for cobrado e estiver preparado essa é a melhor parte! Você estará pronto para começar no fórum, aqui iremos trabalhar com a idéia de fechamento, com um arco de um anime ou mangá a finalização deve deixar em aberto para uma próxima aventura, é o cliffhanger que tanto odiamos.Não se pode conquistar tudo em uma aventura ou episódio/capítulo só, certo? E É assim que as coisas também funcionam aqui e como você também ira prosseguir na ultima postagem de sua futura aventura.

Tendo explicado as etapas do processo que passaremos, gostaria de alertar sobre os dois maiores erros: GodMode e Linearidade.

Linearidade: Nesse fórum, é muito importante considerar mais de uma situação para o resultado de suas ações, você deve considerar diversas rotas de resultados diferentes, que se espalham como raízes de uma árvore. Por exemplo, você tenta conseguir uma arma com um NPC um tanto quanto rabugento, o resultado natural e não conseguir, mas você deve colocar no seu post como reagiria caso conseguisse e como lidaria com a hipótese de falha, isso é muito apreciado aqui.

GodMode: É um dos erros mais comuns, e uma das minhas maiores alegrias já que posso negar post com isso, o GodMode consiste em algumas atitudes, como narrar algo além do seu personagem, dizer como estava o clima, por exemplo, ou usar um tempo verbal que dê a ideia de sucesso nas ações praticadas pelo jogador, como dizer acerto um golpe no lugar de acertaria um golpe, por exemplo.

Depois de tudo isso, finalmente vamos para alguns conselhos específicos sobre o primeiro post:

Personagem: O primeiro post é ideal para apresentar seu personagem, aproveite esse espaço para passar ao orientador uma noção geral da persona utilizada, trabalhando aspectos como personalidade, ambições e motivações. Essas características mais subjetivas tem um peso muito grande no fórum.

Tamanho e Formatação: Recomendo fazer pelo menos dois parágrafos, com pelo menos cinco linhas em cada, dá pra colocar uma boa quantidade de informação, se não enrolar muito. Não precisa forçar algo grande se não estiver inspirado, a qualidade sempre supera a quantidade. Separar a cor da narração de falas e pensamentos, ajuda muito ao leitor.

~ Dicas para o primeiro post ~


- Tente estabelecer uma personalidade para o seu personagem, fazendo uso de falas, pensamentos e a narração em si.

- Você tem liberdade para descrever tudo relacionado ao seu personagem, pensamentos, personalidade, roupas, história, ações, flashbacks, quanto mais profundo melhor, desde que não fique enfadonho.

- Use um corretor ortográfico antes de postar. O uso correto e formal da língua portuguesa é um fator determinante na qualidade de sua narração

- Estabeleça cores diferentes para falas e pensamentos, indicando as cores que usou para cada um através de uma legenda.

- Faça uso da ferramenta “Pré visualizar” e revise o post, muitos erros podem ser evitados com esse simples ato.

- Poste ações no futuro baseadas em possibilidades.

- Dica de Ouro: Se tiver tempo disponível, leia a aventura de jogadores mais experientes.


Com isso eu acredito que passei o básico para que possamos criar uma boa aventura ! No meio do caminho estarei a disponibilizar mais dicas e te explicar mais detalhadamente do sistema então esteja atento(a) ! Na dúvida só me chamar por MP ou pelo Discord - Makei#5218


____________________________________________________


[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Ren1 [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Ezgif-com-gif-maker-2
        Ficha       ~ ~        Aventura


~> Fala <~
~> Pensamento <~


Medalhas:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Elivelton Carneiro
Membro
Membro
Elivelton Carneiro

Créditos : Zero
Warn : [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido 10010
Masculino Data de inscrição : 04/03/2019
Idade : 25

[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido   [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido EmptyQua 06 Mar 2019, 00:48

Meu Mestre sempre me dizia desde pequeno que o fracasso era o melhor professor, apesar disso, ele era um homem que parecia ser um eterno discípulo do fracasso, Um beberrão, apostador compulsivo e arruaceiro de primeira categoria. Mas apesar de todas essas falhas como ser humano eu sempre respeitei muito o meu mestre, apenas de observa-lo eu poderia aprender muitas coisas, e as coisas que ele me ensinava também pareciam ser muito úteis. Dito isso, tanto eu quanto ele nunca vimos problemas em fazer escolhas sem pensar duas vezes, impulsividade não é necessariamente um defeito tanto para ele quanto para mim, mas neste exato momento esta minha idiocrasia me colocou na situação em que estou agora.

Cresci em um Ilhéu no East Blue, era um lugar tão pequeno que poderia atravessar de um lado para o outro em cinco minutos e até onde posso lembrar, passei o minha vida toda naquele lugar. Tive duas mães, uma grande, Ann, e uma pequena, Marie, não faço ideia de qual delas me deu a luz e nem qual é a cara do meu pai mas a essa altura da vida isso não importa tanto assim. Ainda mais pelo fato de que quando tinha sete anos elas embarcaram em um barco de velas pretas que comparado a aquela época hoje eu sei exatamente oque é, deixando Ed que eventualmente seria meu mestre, me ensinando a como viver até o meu aniversário de dezoito anos, ontem, quando ele repentinamente me mandou embarcar em um navio de comercio que havia encostado no nosso Ilhéu para "conhecer o mundo."

"Espera, agora não é hora para este tipo de monólogo! Preciso abrir os olhos, levantar deste chão e ver exatamente no que me meti."

- Ugh! A minha cabeça dói! - Quando abri os meus olhos a primeira coisa que reparei era que não estava em um navio. Quando exatamente eu desci, não faço ideia, tudo oque eu me lembro é que enquanto estava navegando me mandaram trabalhar, como sou muito bom em observar o ambiente em pouco tempo já estava fazendo serviços antes mesmo de ser mandado, por causa disso consegui a simpatia da tripulação e no final do dia me chamaram para beber. Aquela era uma experiência nova mas Ed fazia com frequência e ele sempre dizia: "Um homem de verdade nunca recusa álcool!" Uma coisa levou a outra e acabei os acompanhando. - A partir daí não lembro de mais nada... - Não sabia aonde estava, nem como vim para neste lugar, mas sabia de uma coisa. - Mah, por enquanto este é o começo da minha "aventura!" Ou algo assim. - Depois de renovar meu espirito repetindo "Kekka alright" finalmente me levantei do chão enquanto retirava a poeira acumulada nas minhas roupas.

____________________________________________________

Corretor de tabacarias na fronteira com a Venezuela

Voltar ao Topo Ir em baixo
Makei
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador
Makei

Créditos : 32
Warn : [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido 9010
Masculino Data de inscrição : 07/08/2017
Idade : 23

[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido   [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido EmptyQui 07 Mar 2019, 19:29

~Post NEGADO~


Eai Elivelton, suave ? De começo eu gostaria de dizer para não se assustar com o negado, isso é algo comum e geralmente todos nós passamos por ele, é meio que um rito de passagem onde todo mundo participa algum momento ahueauhe, de qualquer forma, meu nick é Makei e serei o seu Orientador por aqui.

De início eu gostaria de comentar que eu gostei da sua narração, você já parece ter um pouco de experiência com as coisas ou pelo menos entendeu um pouco como são aqui no Forum, a forma que você construiu o primeiro post foi totalmente correta na parte do Background, todavia, ainda ficou faltando um pequeno probleminha de Proatividade que vou trazer mais abaixo.

Não sei se você já viu alguma orientação minha, mas eu gosto de trabalhar por tópicos onde irei deixar para ti um pequeno Feedback e algumas dicas de como seguirmos por aqui, então sempre fique esperto nos Spoilers que venham a aparecer, é por lá que iremos conversar a não ser que você queira fazer isso pelo Discord ou MP (O que não é ruim, na verdade é até melhor).

Como eu comentei, é por aqui que irei geralmente passar as Dicas e o Feedback e de inicio eu gostaria de te passar que você não fez nada de errado, tanto que se quiser dar um CTRL C+V e adicionar as coisas que estarei te passando, não é uma má opção, contudo, geralmente a Inicialização é um dos posts mais complicados por você não saber se sintonizar e o que fazer por não ter essa opção com o famigerado GodMode, então irei te passar algumas coisas para te ajudar nisso.

    Dicas e Feedback


  • Bom, o teu post foi negado pela falta de Proatividade, pois como você pode perceber, o teu post acaba simplesmente por levantar e retirar as poeiras do seu corpo e… Não tem nenhum tipo de ação de fato para o seu personagem fazer, correto ? Então é por isso que a minha dica é que sempre termine seu post com um tipo de ação que gere continuidade e não que simplesmente deixe o personagem parado sem um verdadeiro motivo, por isso é aconselhável você normalmente na Inicialização colocar um pequeno Objetivo que queira seguir e as formas que você faria para obtê-lo ou ganhar informação sobre ele, Ex :

    Tentar visualizar o local que está para decifrar quem sabe onde estivesse, Andar de forma randômica em busca de algum objetivo, Possível interação com NPC’s e etc…

  • Aqui vai uma dica que eu geralmente passo para todos os meus Orientados, é uma forma de nos ajudar e se acostumar com as coisas do fórum, pois aqui algumas coisas são bem exigentes, principalmente em combate ! Então tente sempre explicar e detalhar o máximo que você pode em sua narrativa, sendo pelas ações, pensamentos, sentimentos e emoções, tudo isso gera conteúdo e nos fazer compreender melhor o seu personagem e como ele de fato é ! Outra coisa muito legal, é às vezes tentar explicar o motivo das suas ações se elas têm algum tipo de valor para o personagem, isso enriquece muito a narrativa !! Pois é esse tipo de essência que nos prende na narrativa e nos faz querer continuar a ler e acompanhar cada vez mais.

  • Aqui é uma pequena dica de formatação bem simples, mas que muita gente no forum gosta de usar por isso mesmo. Ela ajuda a alinhar e centralizar o teu post, quem sabe você possa gostar tambem ! Segue o code abaixo.

    Código:
    <blockquote>[justify] ~ Coloque o Texto aqui !! ~ [/justify]</blockquote>




Acredito que após isso, a aventura agora vai seguir que é uma beleza sem muitos problemas. Então espero que eu tenha conseguido te ajudar ! Qualquer problema, dúvida ou ajuda é só me chamar no Discord (Makei#5218) ou por MP, sempre estou a disposição ! Um abraço e até a próxima !~


____________________________________________________


[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Ren1 [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Ezgif-com-gif-maker-2
        Ficha       ~ ~        Aventura


~> Fala <~
~> Pensamento <~


Medalhas:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Elivelton Carneiro
Membro
Membro
Elivelton Carneiro

Créditos : Zero
Warn : [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido 10010
Masculino Data de inscrição : 04/03/2019
Idade : 25

[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido   [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido EmptyQui 07 Mar 2019, 20:20


Meu Mestre sempre me dizia desde pequeno que o fracasso era o melhor professor, apesar disso, ele era um homem que parecia ser um eterno discípulo do fracasso. Um beberrão, apostador compulsivo e arruaceiro de primeira categoria. Mas apesar de todas essas falhas como ser humano eu sempre respeitei muito o meu mestre, apenas de observa-lo eu poderia aprender muitas coisas, e as coisas que ele me ensinava também pareciam ser muito úteis. Dito isso, tanto eu quanto ele nunca vimos problemas em fazer escolhas sem pensar duas vezes, impulsividade não é necessariamente um defeito tanto para ele quanto para mim, mas neste exato momento esta minha idiocrasia me colocou na situação em que estou agora.

Cresci em um Ilhéu no East Blue, era um lugar tão pequeno que poderia atravessar de um lado para o outro em cinco minutos e até onde posso lembrar, passei o minha vida toda naquele lugar. Tive duas mães, uma grande, Ann, e uma pequena, Marie, não faço ideia de qual delas me deu a luz e nem qual é a cara do meu pai mas a essa altura da vida isso não importa tanto assim. Ainda mais pelo fato de que quando tinha sete anos elas embarcaram em um barco de velas pretas que comparado a aquela época hoje eu sei exatamente oque é, deixando Ed que eventualmente seria meu mestre, me ensinando a como viver até o meu aniversário de dezoito anos, ontem, quando ele repentinamente me mandou embarcar em um navio de comercio que havia encostado no nosso Ilhéu para "conhecer o mundo."

"Espera, agora não é hora para este tipo de monólogo! Preciso abrir os olhos, levantar deste chão e ver exatamente no que me meti."

- Ugh! A minha cabeça dói! - Quando abri os meus olhos a primeira coisa que reparei era que não estava em um navio. Quando exatamente eu desci, não faço ideia, tudo oque eu me lembro é que enquanto estava navegando me mandaram trabalhar, como sou muito bom em observar o ambiente em pouco tempo já estava fazendo serviços antes mesmo de ser mandado, por causa disso consegui a simpatia da tripulação e no final do dia me chamaram para beber. Aquela era uma experiência nova mas Ed fazia com frequência e ele sempre dizia: "Um homem de verdade nunca recusa álcool!" Uma coisa levou a outra e acabei os acompanhando. - A partir daí não lembro de mais nada... - Não sabia aonde estava, nem como vim para neste lugar, mas sabia de uma coisa. - Maah... Por enquanto este é o começo da minha "aventura!" Ou algo assim. - Depois de renovar meu espirito repetindo "Kekka alright" finalmente me levantei do chão enquanto retirava a poeira acumulada nas minhas roupa.

Já de pé, observei meus arredores para ver se estava em uma cidade ou algum lugar parecido, marcando na minha cabeça pontos de referência importantes, assim como procurando qualquer pessoa que estivesse me observando. No caso de haver pelo menos uma, perguntaria aonde exatamente eu estou da forma mais culta possível para evitar problemas, afinal, nesse momento aos olhos dos outros eu sou um bêbado que estava dormindo no chão até agora. - Bom dia, desculpe pela minha aparência atual mas eu gostaria de perguntar uma coisa se não incomodar... Aonde exatamente eu estou? - e no caso de não haver ninguém, apenas caminharia até que pudesse encontrar pessoas. Durante esse meio tempo outra coisa que devo fazer é tentar saber mais sobre esse lapso de memoria causado pelo álcool. Como e a quanto tempo cheguei aqui? Fiquei todo o tempo no chão? Ou fiz algo a mais? O mestre sempre me falava que: "...O maior problema do álcool assim como um dos seus maiores prazeres era perder o total controle de si mesmo..." Sinceramente, eu ainda não entendo muito sobre aonde exatamente esta o "prazer" nisso mas se beber mais vezes alguma hora devo acabar entendendo. - "Ah... Tem outra coisa que preciso com urgência..." Ugh! Água... Preciso de... Água. - Murmurei isso enquanto caminhava com as duas mãos na boca pois sentia que logo logo algo sairia por ali.

____________________________________________________

Corretor de tabacarias na fronteira com a Venezuela



Última edição por Elivelton Carneiro em Qui 07 Mar 2019, 21:12, editado 1 vez(es) (Razão : correção aprovada)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Makei
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador
Makei

Créditos : 32
Warn : [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido 9010
Masculino Data de inscrição : 07/08/2017
Idade : 23

[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido   [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido EmptySab 09 Mar 2019, 00:07

Interação


A bebedeira é um cumulo entre as pessoas que se aventuraram pelos mares, é como se fosse uma crença que os faz crescer e continuar suas vidas cada vez mais em busca de novas aventuras e sabores… Talvez seja esse o motivo de se ter tantos bebuns sobre as Ilhas de todo o mundo hoje em dia, até mesmo em lugares mais remotos se pode ver pessoas que buscam uma forma de criar um tipo de bebida que nos faça esquecer da vida e esconder os nossos sentimentos mais profundos… Apesar que muitas vezes o que acaba acontecendo é o total inverso…

Não sei se nossa história se passa por uma dessas pessoas, a única coisa que sabemos é que os resultados de uma bebedeira nem sempre se pode ser um bom resultado, muitas vezes o que era ruim apenas pode ficar pior…

- Ugh! A minha cabeça dói! - Resmungou o garoto enquanto tentava se lembrar o que diabos estava acontecendo, já que de fato não estava em seu barco.  - A partir daí não lembro de mais nada… - Continuou ele falando sozinho, apenas a escuridão era a sua amiga por alguns breves segundos, sua cabeça estava uma bagunça já que provavelmente estava de ressaca… -Maah... Por enquanto este é o começo da minha "aventura!" Ou algo assim. - Tentava se animar com o que tivesse que passar, o que era realmente estranho levando em consideração o lugar que estava, principalmente com a voz de fundo que vinha de suas costas. - Você parece muito animado para alguém que jaja vai ter o que fazer… Saudades dessa juventude... -

Era complicado comentar sobre algo já que seus olhos ainda precisavam se adaptar a escuridão do local que não demorou muito, com o tempo logo as coisas foram tomando forma e rapidamente se tornando fácil de perceber onde de fato estava… Era apenas um pequeno quarto com uma beliche, uma pia e privada, um cenário que lembrava muito uma cela de prisão e logo deitado na cama de baixo estava um rapaz já entre seus 30 anos de idade, apenas lendo um livro comum para passar o tempo, era dele que havia vindo a voz de antes. - Bom dia, desculpe pela minha aparência atual mas eu gostaria de perguntar uma coisa se não incomodar... Aonde exatamente eu estou? - Perguntou Wilhelm de forma culta, o que trouxe a leve curiosidade para o seu companheiro de cela, que apenas levantava uma sobrancelha ao ouvir as palavras de nosso protagonista. - Eu não sei se você é burro ou alguém aprontou uma pra ti… Pode ser talvez seja as duas coisas… - Respondeu de forma sarcástica antes de continuar. - Bom… De qualquer forma, bem vindo a prisão de elite ! Não sei se te confundiram com alguém, mas você está preso e logo logo deve ser a sua vez de ir para aquele lugar, afinal… Todo novato precisa ter seu início. - Comentou, assim voltando a sua atenção ao livro.

[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido 5d8809277ada8b92cca247c7dc07a420

Se Wilhelm tirasse um pouco do seu tempo para tentar visualizar um pouco fora da sua cela, podia ver que havia mais delas no local, à sua frente principalmente podia ser visto um dos presos não muito feliz com a sua situação atual, já que parecia ter tido seu braço cortado com algumas faixas sobre ele enquanto se debruçava de dor em sua cama atrapalhando o sono de seu parceiro que apenas reclamava. - Cara… Ninguém manda você ser burro de bobear, de qualquer forma você já tinha perdido a mão porra ! - Tendo apenas a resposta do outro que sofria com alguns grunhidos enquanto seu companheiro continuava a reclamar e rir… Onde diabos que o nosso protagonista se meteu ?


Legenda:
 


Dicas e Orientações !:
 


____________________________________________________


[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Ren1 [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Ezgif-com-gif-maker-2
        Ficha       ~ ~        Aventura


~> Fala <~
~> Pensamento <~


Medalhas:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Elivelton Carneiro
Membro
Membro
Elivelton Carneiro

Créditos : Zero
Warn : [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido 10010
Masculino Data de inscrição : 04/03/2019
Idade : 25

[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido   [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido EmptySab 09 Mar 2019, 19:22


Para a minha surpresa, estava em um lugar que nunca esperei que estaria nessa vida, em uma prisão, e enquanto escutava tudo oque o meu companheiro de cela tinha para falar a minha surpresa superou o enjoo e oque quer que estava saindo pela minha boca voltou ao seu lugar de origem. Outro dos ensinamentos do meu mestre era treinar para ter uma boa memória, porque notando estranhezas no ambiente ou em indivíduos você pode prevenir de ser pego com a guarda baixa no pior momento possível e filtrando tudo oque meu companheiro de cela havia dito:

"Você parece muito animado para alguém que ja ja vai ter o que fazer… Saudades dessa juventude..."
"Em um momento próximo, provavelmente ainda hoje, terei que fazer algo que é o contra de animador."
"Eu não sei se você é burro ou alguém aprontou uma pra ti… Pode ser talvez seja as duas coisas…
"Ele não deve saber o porque eu vim parar na prisão, provavelmente fui colocado aqui quando ainda estava dormindo sem qualquer explicação prévia..."
"...Não sei se te confundiram com alguém, mas você está preso e logo logo deve ser a sua vez de ir para aquele lugar, afinal… Todo novato precisa ter seu início."
"Sobre a coisa desanimadora que terei que fazer, aparentemente serei movido para algum outro lugar temporariamente aonde farão alguma coisa comigo... Talvez um simples interrogatório ou tortura..."

Fui obrigado a parar de trabalhar pensamentos forçosamente, porque durante todo o esse tempo enquanto pensava também reparava no ambiente em que estava, e no momento em que pensei na palavra "tortura" os meus olhos pararam no individuo na cela da frente tomando toda a minha atenção. Aparentemente ele teve seu braço cortado fora recentemente e seu companheiro falando que antes de perder esse braço ele já tinha perdido uma mão. Imaginando como isso deveria estar associado com o local a onde seria mandado depois não pude deixar de suar frio enquanto minha expressão se azulava. Nesse momento desci do beliche e caminhei em direção a pia da minha cela para lavar o meu rosto e beber um pouco de água se parecesse potável, enquanto agradecia ao meu companheiro de cela pela sua explicação. - Hm... Eu entendo... Muito obrigado senhor. - Falei em um tom tranquilo tentando transmitir serenidade. Na minha opinião pelo menos, naquele momento para qualquer um que visse, eu parecia ser uma pessoa com nervos de aço. Mas no momento que cheguei na pia... Soltei gritos mentais que mostrariam o quão desesperado eu estava naquele momento.

"NÃAAAAAAAAAO... NÃAAAAAAAAAO... NÃAAAAAAAAAO... NÃAAAAAAAAAO... Onde diabos eu me meti? Ah, espera, já sei que aqui é uma prisão de elite então a pergunta oque deveria fazer pra mim agora é... Oque diabos aconteceu comigo enquanto estava bêbado????"

Enquanto uma tempestade passava pela minha cabeça acumulei água nas minhas mãos vendo o quão clara era a mesma para poder beber depois, e depois de confirmar isso, a joguei no meu rosto abaixado bruscamente para mandar o Senhor Desespero para o dia depois de amanhã. E com a paz mais uma vez reinando na minha mente, voltei a minha atenção para o meu companheiro de cela. - Me chamo Wilhelm, ontem foi o meu primeiro porre, então não consigo me lembrar de porque fui preso, é um prazer conhece-lo. - Depois de me apresentar, estendi a minha mão direita para cumprimenta-lo, mantendo uma certa distância para não ser excessivamente intimo esperando por sua resposta. Sobre o porque de tanta cautela, não era por acha-lo perigoso ou algo assim mas para não comprar a sua inimizade desnecessariamente, afinal a primeira impressão que este senhor me passou quando o vi era de um tipo de pessoa que prefere não se envolver com estranhos mais do que o necessário e que gosta de ter o seu próprio espaço. Se ele apenas me respondesse já seria um bom progresso, afinal não esperava que ele se levanta-se para devolver o cumprimento, se o fizesse seria o melhor, mas não pretendia força-lo.

Depois desse pequeno evento de socialização, voltei a minha atenção para a cela da frente enquanto falava com meu "colega de quarto." -Porém, para uma prisão de elite, este lugar não parece o melhor para acomodar feridos, não sou nenhum médico mas só de olhar fica claro que aquele tratamento foi bastante bruto. E esta tudo bem deixar um homem que acabou de perder o braço em uma cela? Não teria nenhuma enfermaria ou algo assim por aqui? - Falei em um tom que daria para ser ouvido pela cela da frente propositalmente para que eles se incluíssem na conversa e depois de me apresentar para ambos da mesma forma que fiz para o meu colega de cela. - Me chamo Wilhelm, é um prazer. - Faria mais uma pergunta para ele em um tom que somente ele ouvisse, isso se o mesmo não se senti-se incomodado. -Senhor, quando você disse aquilo sobre iniciação do novato... I-isso não seria nenhuma sala de tortura, s-seria? - Perguntei para ele enquanto meus olhares iam de vez em quando para o braço amputado do colega na cela da frente.

____________________________________________________

Corretor de tabacarias na fronteira com a Venezuela

Voltar ao Topo Ir em baixo
Makei
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador
Makei

Créditos : 32
Warn : [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido 9010
Masculino Data de inscrição : 07/08/2017
Idade : 23

[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido   [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido EmptyTer 12 Mar 2019, 19:23

Interação


Diante do escuro, os grunhidos de uma pessoa sofrendo era o que mantinha todas as pessoas acordadas naquele local, não é como se isso os incomodassem… Apenas lembrava o desfecho de suas histórias se continuassem a seguir por esse caminho. A vida nem sempre é uma das mais belas, um dia você está sobre a luz do Sol e no outro sobre a escuridão de uma cela…

- Hm... Eu entendo... Muito obrigado senhor. - Falou Wilhelm de forma tranquila ao ponto de demonstrar até mesmo despreocupação para o seu companheiro de cela ao se levantar e lavar o rosto, por sorte, a água da prisão não se tinha nada de estranha… Pelo menos não o suficiente para os olhos humanos. Enquanto buscava demonstrar compostura, sua mente pirava com as possibilidades que podiam se envolver naquele local, por isso teve uma atitude correta ao pelo menos tentar não ter inimizade com o seu Companheiro de cela ao se apresentar. - Me chamo Wilhelm, ontem foi o meu primeiro porre, então não consigo me lembrar de porque fui preso, é um prazer conhecê-lo. - Finalizou oferecendo a mão para comprimenta-lo, claro, mantendo uma certa distancia que não invadisse o espaço de seu companheiro que apenas o olho de forma estranha como se não estivesse entendendo direito o que estava acontecendo. - Não me leve a mal… Wilhelm, certo ? A questão é que tanta gente entra aqui e sai que não faz diferença eu sequer te conhecer. - Comentou de forma sutil, sem demonstrar nem um tipo de rancor ou vontade de seguir com o comprimento, suas palavras eram de fatos verdadeiras e podiam até demonstrar um leve tom de tristeza por trás das mesmas… Talvez ter amizades nesse local não se era a melhor das opções.

- Porém, para uma prisão de elite, este lugar não parece o melhor para acomodar feridos, não sou nenhum médico mas só de olhar fica claro que aquele tratamento foi bastante bruto. E esta tudo bem deixar um homem que acabou de perder o braço em uma cela? Não teria nenhuma enfermaria ou algo assim por aqui? - Continuou a conversa com um tom mais alto, sendo possível ser ouvido nas outras celas ao lado, coisa essa que apenas gerou um pequeno sarcasmo não possíveis de ser ouvido pelos outros prisioneiros, talvez não sendo bem a reação que o nosso protagonista buscava. - Me chamo Wilhelm, é um prazer. - Se apresentou dessa vez agora para os prisioneiros da cela a frente, para a sua infelicidade… Apenas foi ignorado, por isso voltou a sua atenção para o rapaz da sua mesma cela com novas perguntas… Já que havia mais uma preocupação a ser levada… - Senhor, quando você disse aquilo sobre iniciação do novato... I-isso não seria nenhuma sala de tortura, s-seria? - Questionou, demonstrando o possível medo de ser o próximo a perder o braço naquele local. - Cara… Primeiramente, pare de me chamar de “Senhor”, porra, vai tomar no teu cu com essa merda de Senhor ! Segundo, acho que você não entendeu bem o que eu quis dizer com Prisão de Elite. - Respondeu de maneira breve e sem paciência antes de expirar e respirar novamente de forma forte para continuar a falar. - Não se tem necessidade de ter um médico ou coisa do tipo para cuidar da gente, no final somos apenas brinquedos que pessoas com dinheiro se divertem nos vendo sofrer, simples ! Logo você vai entender melhor do que se trata, apenas se prepare. - Continuou, talvez deixando um pouco as coisas mais claras da situação que nosso protagonista havia se metido. - No final, não adianta você ficar falando muito, logo logo a gente esquece quem era você. Apenas os fortes sobrevivem. - Terminou agora por se virar em direção da parede, como se não quisesse mais continuar a conversar sobre o assunto, o silêncio impregnava sobre o ar das celas quando o tom de voz que aquele rapaz usou era forte e alto o suficiente para ser ouvido pelo local todo… Até mesmo os grunhidos de dor haviam cessado com tais palavras.

O tempo continuava a passar, não tínhamos como saber o que Wilhelm viria por fazer, contudo, uma hora seria o momento que ele viria por entender o que de fato estava para acontecer e os barulhos de uma porta pesada se abrindo era a resposta para isso… Estava na hora. - Ta na sua hora, vamos. - Falou um dos guardas ao se aproximar de sua cela e abri-la, para a sua infelicidade havia mais três deles com armas o esperando para levá-lo… Agora onde ? Só deus sabe, a única tristeza era que no momento que o rapaz saísse de sua cela e seguisse os Guardas, finalmente as coisas se tornavam mais fáceis de serem vistas nas outras celas… Pessoas machucadas, outras deformadas e até mesmo era possível ver algumas usando próteses a única diferença é que nada disso parecia de fato ser com tortura e sim danos de combate ou com criaturas… Quem sabe essa fosse a nova dica do que estava por vir.




Legenda:
 


Dicas e Orientações !:
 


____________________________________________________


[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Ren1 [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Ezgif-com-gif-maker-2
        Ficha       ~ ~        Aventura


~> Fala <~
~> Pensamento <~


Medalhas:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Elivelton Carneiro
Membro
Membro
Elivelton Carneiro

Créditos : Zero
Warn : [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido 10010
Masculino Data de inscrição : 04/03/2019
Idade : 25

[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido   [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido EmptyQua 13 Mar 2019, 21:13

Por alguma razão o meu companheiro de cela se estressou bastante com a palavra "senhor", talvez ele fosse do tipo que se sente a idade como um complexo ou talvez só não gostasse de discursos cultos demais, no fim escutei sem fazer nem um som seu discurso estressado com as mão levantadas a altura do rosto. Mas não foi para todo ruim, apesar de estar de mal humor ele acabou tirando muitas dúvidas que tinha na cabeça, apesar de não fazer respostas diretas, pelo seu discurso pudi entender muitas coisas.

"Primeiro, este lugar se parece com uma prisão mas não é exatamente uma. Segundo,para os administradores deste lugar pouco importa se seus prisioneiros vivem, quanto mais a saúde deles. Terceiro, provavelmente as pessoas aqui são usadas como entretenimento para ricos. O problema é como? Que tipo de diversão é essa que cortaria o braço de uma pessoa? Se tudo isso que imaginei for verdade então por quê estou aqui?"

Conforme fui encontrando respostas, outras perguntas apareciam na minha cabeça, mas diferente do começo resolvi esperar as respostas aparecerem naturalmente porque como o senhor havia dito, logo terei um total entendimento do que se passa por aqui. Assim esperei em silêncio sentado na beliche até que alguns guardas apareceram, abriram a cela e me chamaram. - "Parece que tentar fugir agora será difícil... Melhor seria fazer oque eles dizem sem tentar nada. -" julguei que ser obediente era o melhor a se fazer, por isso segui em direção a saída da cela, mas não esqueci de prestar atenção em com qual guarda estavam as chaves, e saindo da cela, parei por um momento para olhar para trás. Aquele senhor continuava deitado na cama com o rosto virado para a parede, e vê-lo assim sendo rabugento me lembrou do meu mestre algumas vezes que ficava bêbado e perdia jogos de azar para marinheiros que paravam no Ilhéu. Normalmente me sentiria incomodado de falar com um desconhecido de uma forma que não fosse culta, afinal durante toda a minha vida tive contato com uma quantidade bem pequena de pessoas. Mas o mal humor desse colega me trouxe essa nostalgia. por isso que enquanto saía, falei com ele de uma forma um pouco amigável, mas também um pouco provocativa. - Se senhor não está bom~... Você será Ossan! - Falei parado de costas para ele enquanto olhava para sua direção com um sorriso travesso no rosto. - Não gostou? Então quando eu voltar para esta cela apenas me diga o seu nome. - E encerrei acenando de costas enquanto voltava a caminhar.

Seguindo os guardas, diferente do sorriso descontraído que dei quando saí da cela, durante todo o caminho segui com um rosto sério, como se toda aquela falta de senso de perigo de ainda agora fosse mentira. E conforme íamos avançando o número de pessoas mutiladas presas em celas aumentava, logo a dúvida sobre qual era o entretenimento que os ricos daqui pagavam foi respondida. - "Combates..." Quão vil... - não era uma visão agradável, só de imaginar oque todas essas pessoas precisam suportar escurecia a minha face, mas se todas as pessoas presas aqui eram criminosos, apesar de sentir uma forte aversão com a forma como eles eram tratados, essa era a forma que esse lugar lidava com seus criminosos, e alguém de fora não deveria meter o seu nariz. Dito isto, ainda não consegui as respostas para a minha outra dúvida, afinal, estar preso por bebedeira e ser mandado para este local era com toda certeza bastante extremo. - "Espera um pouco..." - Foi quando na minha cabeça um pensamento aterrador apareceu. - "E se ninguém aqui for um prisioneiro? Se for assim então..." - Naquele momento, me lembrei dos rostos da tripulação com quem viajei ontem, e a minha segunda dúvida rapidamente foi respondida, mas ainda precisava confirma-la, afinal, esta conclusão era cruel demais para mim. - Senhores... Eu fui vendido, certo? - Perguntei para eles torcendo para estar errado, e mesmo se estivesse certo, não queria acreditar que eles me venderiam. - "Sim... pode ter sido outra pessoa, mantenha a calma e não tire todas as conclusões precipitadamente." - Continuei caminhando enquanto esperava pela resposta do guarda.

____________________________________________________

Corretor de tabacarias na fronteira com a Venezuela

Voltar ao Topo Ir em baixo
Makei
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador
Makei

Créditos : 32
Warn : [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido 9010
Masculino Data de inscrição : 07/08/2017
Idade : 23

[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido   [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido EmptySex 15 Mar 2019, 18:00

Combate


Diante de uma verdade aterradora, apenas a mente de um homem que não gostaria de aceitar o destino se mantinha sobre o jovem de nossa história, talvez aceitar que a vida não era tão boa e feliz como se pode imaginar, fosse um objetivo que eles não gostaria de aceitar em lugar onde Marinheiros e Piratas travam lutas por suas vidas no meio de um mar vasto e problemático… De qualquer forma ela sempre se mostra como uma verdadeira desgraça ao lhe dar um soco na cara dizendo que na verdade nunca te amou e apenas queria ser sua amiga… Essa é a vida, uma cadela.

- Se senhor não está bom~... Você será Ossan! - Comentou Wilhelm para o seu companheiro de cela, não esquecendo de finalizar com uma pequena ironia antes de seguir o seu caminho com os Guardas. - Não gostou? Então quando eu voltar para esta cela apenas me diga o seu nome. - De fato que o garoto não conseguiria ver, mas neste momento, apenas um sorriso satisfeito se mantinha sobre o rosto daquele que talvez fosse uma história mais interessante daqui para frente. - É assim que eu também espero… Ahhh juventude, como eu sinto sua falta. - Respondeu com um tom baixo, infelizmente não sendo perceptível para Wilhelm.

Seguindo os caminhos dos Guardas, tudo parecia se tornar claro para a cabeça de nosso protagonista, o que clamou por uma dúvida que ele de fato não gostaria de aceitar de qualquer forma, as vidas daquelas pessoas sobre o local de fato não se era nada parecido com a de vidas humanas, eram apenas um show de entretenimento para aqueles que tinham poder do lado de fora… E como que ele havia chegado ali ? Essa era a dúvida que mais doía de pensar. - Senhores... Eu fui vendido, certo? - Perguntou esperando que recebesse uma resposta negativa sobre isso, porem a unica coisa que lhe foi dada era. - Garoto, não nos leve a mal, mas se você quer descobrir isso apenas não morra. Os fortes ganham respeito e se você quer descobrir sobre isso vai ter que conseguir o respeito dos superiores. - Não é que os Guardas de fatos eram pessoas ruins, podia ser visto em seus rostos que eles não gostavam do que acontecia por ali mas, no final era o ganha pão que o sustentava para sua família naquele lugar moribundo, da mesma forma que eles não tentavam dificultar para os Prisioneiros, eles esperavam que acontece do mesmo… No final os dois eram vítimas de formas diferentes, enquanto um era pelo dinheiro o outro era por seus valores… Os dois não se tinham o que era chamado de Liberdade.

Com o passar do tempo e alguns corredores, finalmente se era mandado entrar em uma composta por apenas duas portas, a de entrada e a provável saída dali. No local se podia ser visto diversos tipos de equipamentos e armas de derivados tipos medievais, desde chicotes e pistolas a Espadas, katanas e Bastardas… O que Wilhelm pudesse imaginar podia ser encontrado por ali. - Bom… Como você um novato eu irei explicar brevemente para ti, você pode escolher o que você quiser daqui, eu não irei lhe dizer para tentar fugir pois é apenas uma ação fútil… Após passar por aquela porta você será colocado para lutar contra outra pessoa, para o seu azar ele é um dos favoritos por aqui, então não pense duas vezes que a sua vida possa não estar em jogo. Essa é a única ajuda que eu posso tentar te oferecer além de Boa Sorte.- Falou antes de se retirar da sala, deixando o nosso protagonista totalmente sozinho para ter a sua escolha de armas e equipamentos medievais.

Passando pela porta, era facilmente vista as paredes altas que constituíam o local o privando de tentar fugir por ali, a escuridão ainda era o foco enquanto apenas alguns focos de luz eram o que iluminavam o local, o barulho ensurdecedor da vibração humana era a primeira coisa a impactar quando abrisse a porta, por mais incrível que pareça… Aquilo parecia estar lotado ! Avançando mais a frente agora era perceptível que aquilo tudo de fato era apenas um espetáculo com muito sangue e prováveis mortes… Uma Arena !!

[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido 0cda5e7f64372c757339380b165cb89d

Do outro lado a sua frente se encontraria seu inimigo a quem deveria lutar por sua vida, ele não parecia se importar muito com a agitação do local, como se já estivesse acostumado a tudo aquilo, seu olhar sério e penetrante era o suficiente para demonstrar que ele não era do tipo fácil de ser enganado ou de abaixar normalmente a guarda, já que o mesmo não parecia portar nenhum tipo de arma, apenas os punhos além de um visual maneiro. - Yare Yare Daze… Parece que vamos finalmente começar o show por aqui -

[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido 6c93ab3d51cb2e8793e682f84fa9be57


Legenda:
 


Dicas e Orientações !:
 



____________________________________________________


[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Ren1 [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Ezgif-com-gif-maker-2
        Ficha       ~ ~        Aventura


~> Fala <~
~> Pensamento <~


Medalhas:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido   [Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Mini - Elivelton Carneiro] - O Perdido
Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Personagem e Mundo :: Mini-Aventura :: Mini-Aventuras Concluídas ou Canceladas !-
Ir para: