One Piece RPG
Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Nox I - Loucura
Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 Emptypor Catuios Ontem à(s) 23:31

» Sons of Vermillion's Blood: Gênesis
Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 22:08

» Bizarre Adventure: Smooth Criminal
Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 Emptypor Achiles Ontem à(s) 21:43

» Teleton Chronicles I: Retaliação
Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 Emptypor Sakaki Ontem à(s) 21:34

» [ficha] Hinata Bijin
Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 Emptypor Bijin Ontem à(s) 20:39

» Apenas UMA Aventura
Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 Emptypor Van Ontem à(s) 20:35

» Cap. 1: Laços entrelaçados, as chamas da revolução se erguem!
Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 Emptypor Wesker Ontem à(s) 20:07

» Buki Bijin
Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 19:02

» Arthas Mandrake
Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 18:58

» Bastardos Inglórios
Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 Emptypor Wing Ontem à(s) 18:57

» Evento Natalino - Amigo Secreto
Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 Emptypor Mizzu Ontem à(s) 18:13

» あんみつ - Anmitsu
Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 Emptypor Vincentão Ontem à(s) 18:03

» Unbreakable
Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 18:03

» Cap. 1 - Abrindo caminho
Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 Emptypor Fonseca Ontem à(s) 17:31

» [Mini-Theodore]
Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 Emptypor Death-D.Obscure Ontem à(s) 17:04

» [Ficha] Mikhail Vermillion
Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 16:40

» Mikhail Vermillion
Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 16:37

» Construindo o Começo
Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 Emptypor Graeme Ontem à(s) 15:17

» [Ficha] Coldraz Vermiillion
Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 13:35

» Coldraz Vermillion
Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 13:34



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas!

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte
AutorMensagem
Serina
Membro
Membro


Data de inscrição : 04/01/2019

Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas!   Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 EmptySab 16 Mar 2019, 20:26



Nome: Elizabeth Serina, nv 01. | Cargo: Civil | Localização: Conomi Island


Sentia um gelo em minha cabeça e costas, o homem derrubava água sobre minha cabeça, reagi como uma gata, evadindo o resto do líquido de melhor forma que pude, enquanto balançava a cabeça para retirar o excesso de água, meu cabelo agora começava a se desmanchar, ficando solto e liso para baixo, enrosquei meu dedo sobre uma mecha, com um suspiro voltei a atenção a ele, não podia reclamar do que ele havia acabado de fazer, além do mais, seu objetivo era nobre — Suponho no mínimo.

Ele carregava consigo uma grande caixa, e foi até o ringue, adentrando o mesmo e largando no chão o objeto, fora da arena, agora que a visão estava clara, se assemelhava a um bau na realidade, segui ele um pouco relutante, minhas pernas tremulas e fôlego exausto, ele havia questionado se eu havia guardado algo de energia.


"Minha energia já se foi a tempos."

— Sim senhor! — Responderia, indo contrário de meus pensamentos, precisava provar meu valor, foi burrice me cansar naquilo, porém eu ainda devia ser capaz de dar um golpe ou outro... talvez... eu espero...

Minha mente estava pesada, conseguia sentir cada parte de meu corpo, as fibras que compõem os músculos se retorcendo de tensão, eu realmente seria capaz? Não, eu preciso ser capaz! Eu devia pegar uma arma e então o combater, fui até o caixote, vasculhando os objetos, misteriosamente ele abrigava muito mais do que eu esperava, uma boa variedade para escolher.


"Uma lança, talvez? É boa pra manter distância, porém eu estou cansada, sequer vou conseguir dar estocadas rápidas, ele vai tirar de meus punhos em instantes, preciso de algo que seja mais ágil, uma espada? Pesa demais, vou terminar o pouco de energia que tenho... oh, aqui tem uma adaga! Rápida e leve, ele não vai conseguir me desarmar com facilidade, será que eu consigo encontrar outra?"


Continuaria minha busca no caixote por mais uma adaga, e caso conseguisse encontrar, empunharia as duas, uma em cada mão, — Caso não, manteria apenas uma na mão direita — Adentrando o ringue, fecharia os olhos por alguns instantes, respirando fundo, minha mente começava a ficar leve, cada vez mais leve, a sensação de cansaço começava a desbotar no horizonte, como se eu estivesse me desligando, ficando distante de tudo que acabou de acontecer, minha respiração iria normalizando, abriria os olhos para fitar o homem a minha frente que havia dito para não me conter, um opaco tomaria conta do brilho em meu rosto, uma expressão completamente neutra, os ombros sairiam da tensão, uma postura relaxada, braços baixos esperando meu adversário numa calmaria incomum.

No momento em que fosse dada a partida do combate ou que ele começasse a se movimentar, reagiria andando em sua direção lentamente, quando dado distância suficiente para o primeiro golpe, me impulsionaria rapidamente para seu flanco esquerdo, abaixando o corpo enquanto o cabelo molhado ficava ao vento pela súbita mudança de velocidade, com a mão direita faria um corte em sua direção, mirando sua coxa esquerda, após o mesmo arremessaria meu corpo para frente, para realizar uma cambalhota no chão e me reequilibrar agilmente, giraria o corpo para voltar a fitar meu adversário? Não, isso demandaria muito tempo, oprtaria por começar a correr ainda de costas para ele, indo para minha direita, visando contornar seu possível avanço, viraria a cabeça para ter plena compreensão da situação, caso ele ainda estivesse paralisado, não abaixaria a guarda, continuaria em alta velocidade para realizar outro golpe igual ao anterior, agora em sua perna esquerda.

Porém se ele houvesse reagido e virado, vindo em direção a mim ou simplesmente me observando, diminuiria o ritmo de aceleração para que conseguisse se aproximar, no momento em que começasse seu ataque eu realizaria um jogo de pernas rápido, inciando um impulso para trás, erguendo o braço direito ou esquerdo, dependendo do ângulo que ele chegasse para desvincilhar seu ataque, enquanto criaria distância com o movimento, aproveitaria essa brecha entre o ataque dele e a volta do corpo para poder outro ataque e investiria contra seu corpo, cruzando os braços para realizar um golpe com as lâminas em X, giraria meu corpo, tentando me agachando no processo e cravaria a lâmina em seu tornozelo/calcanhar, ainda de costas para ele, usaria a cabeça para golpear visando acertar atrás, mirando em sua virilha, puxaria a lâmina e forçaria meu corpo por entre suas pernas, caso houvesse espaço, passando para "trás" de si, rolaria o corpo no chão para conseguir apoio com as mãos e me levantar.

Se não houvesse espaço entre suas pernas, apoiaria a sola do pé direito no chão e daria o impulso o mais forte possível, tentando fugir de seu aperto, moveria meu corpo em 180º graus, voltando a encarar meu adversário, ficando próxima das cordas com ambas armas a frente de meu corpo, a esquerda na altura do ombro e a direita do queixo, a alguns centímetros de distância, similar a uma pose de boxe, porém sem tentar uma guarda defensiva, apenas a aparência.







Template feito por [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Histórico:
 

Off:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 80
Warn : Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas!   Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 EmptySeg 18 Mar 2019, 01:38


Narração
Sensação térmica agradável de dia
Localização: Loguetown
Dia

Elizabeth Serina
Apesar de reagir de maneira contrária a água caindo em si, não reclamou por entender o instrutor. Ao ouvir a última instrução, questionou-se sobre ter gastado mais energia que havia imaginado. Levantou-se e sentiu suas pernas tremerem. Precisaria lutar naquelas condições, sentindo cada passo a menina chegou ao baú e achou uma adaga, que foi a arma que desejava. Procurando por outra acabou por achar também. E assim a pequena Elizabeth possuía duas adagas consigo.

Entrou no ringue e encarou o homem que ainda não sabia o nome logo a sua frente. Ele fez um sinal para que ela começasse. Estava relaxado, sem se preocupar mesmo estando no mano a mano contra uma menina com duas adagas. Serina começou a correr na direção do homem de nome desconhecido. Pulou na direção do flanco esquerdo do homem, ou seja, para o lado direito dela mesma, ainda assim, tentou acertar o instrutor com a mão direita, que estava mais distante dele. Graças a isso, viu-se no meio do movimento o homem já movimentando o próprio corpo para esquivar-se, não bastando isso, o gigante em comparação com ela levou a mão dele na direção do rosto dela. Um forte tapa foi desferido sem que ela conseguisse tocar nele. Mesmo sendo um tapa, sentia seu corpo recuando com força. Aquele simples tapa tinha mais força do que ela jamais imaginaria. Vendo que ele reagia a uma velocidade incrível, Elizabeth pensava em outra forma de ir contra aquele ser. Avançando novamente na direção do homem, só que desta vez em ritmo menos acelerado, viu o mesmo indo em direção até ela. Ele era bem rápido, já sabia disso por causa do tapa que havia levado, assim, quando viu a mão dele vindo em sua direção novamente, acabou pulando para trás. E aproveitando do momento que o braço dele voltava, cruzou suas duas adagas e avançou na direção dele. Talvez pelo cansaço do corpo dela que parecia ter sumido por causa da adrenalina, ou talvez por outro motivo, viu que o mesmo já ia desviando com facilidade na direção do braço esquerdo dela. As lâminas passaram a alguns centímetros das pernas dele. Que ao ver que ela passou por ele em seco, simplesmente chutou os braços cruzados dela. A lâmina da mão esquerda caiu no chão, sem chance dela conseguir segurar. A dor no braço esquerdo dela era bem mais proeminente, ele poderia ter quebrado o cotovelo dela se houvesse chutado com força mesmo.

- Ok. Você tem até uma boa velocidade. - Falou o homem tentando animar ela depois daquele resultado que provavelmente era ridículo. Não havia conseguido fazer nada contra ele. Como era possível alguém tão alto ser tão rápido? - Mas está claro que você não tem controle o suficiente de sua mão esquerda para tentar fazer o que quer. - Falou ele de forma que Serina podia muito bem lembrar que a adaga agora estava no chão. - Acho legal você tentar fazer isso em um futuro, mas precisa ter mais habilidade com sua mão esquerda antes. - Ele apontou para o baú. - Guarda ela e vamos tentar de novo.



off:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Serina
Membro
Membro
Serina

Créditos : 6
Warn : Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 04/01/2019
Idade : 21

Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas!   Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 EmptyQui 21 Mar 2019, 18:56



Nome: Elizabeth Serina, nv 01. | Cargo: Civil | Localização: Conomi Island


Meu rosto ardia com o golpe direto, porém não se comparava a queimação no braço esquerdo, a dor do chute me fazia fechar com força o maxilar, levei a mão direita próxima do ombro machucado, enquanto andaria lentamente tentando segurar as lágrimas pelo impacto, me agacharia e segurava a adaga com a mão esquerda novamente, sentia que não seria mais muito útil pela dor no membro dificultar a mobilidade, soltei um suspiro enquanto virava meu rosto para o homem que havia me instruído guardar a arma, em sã consciência eu deveria ouvir o que ele mandava e obedecer, porém eu não estava sobre o controlo perfeito de mim mesma.

— E como eu vou ganhar experiência se não tentar? — Responderia a ele com um sorriso no rosto, deixando o braço esquerdo baixo e girando a adaga com a ponta para baixo na mão direita, deixando-a na frente do meu corpo, a diferença de experiência em combate era o menor dos meus problemas ali, meu cansaço e danos me impediriam até mesmo de ter sorte em algo, deixaria as pernas um pouco mais afastadas, flexionando os joelhos e relaxando os ombros, dobraria um pouco o braço, assim preparando-me para um ataque futuro dele.

Não havia forças restantes para continuar criando as investidas, deixaria que ele viesse até mim, era arriscado o deixar ganhar momentum para golpear, todavia não encontrava outras opções, meu rosto ainda contorcido enquanto a bochecha queimava e o braço latejava me deixavam numa pose bem vulnerável, com sorte ele abaixasse a guarda e eu conseguisse um golpe, no mínimo um corte deveria provar meu valor.

Quando se aproximasse, puxaria o braço direito para perto do meu coração coração, fintando uma perfuração direta após "carregar" o ataque, porém antes de estica-lo para golpear, saltaria para trás, visando me desvincilhar do seu aperto, com a mão esquerda subiria a adaga de maneira bruta, cortaria o ar e ele caso continuasse se aproximando, ou talvez simplesmente batesse a adaga em seu corpo e caísse de meu punho depois de tanta exaustão, porém esse ataque tinha o mero objetivo de ocultar minha segunda investida, usando a pressão das cordas do ringue, voltaria em sua direção mais rápida, haveria girado a adaga novamente, desta vez deixando sua ponta para meu lado e o cabo para ele, então me agacharia indo em sua direção, batendo com força o cabo em sua cintura/barriga — Caso fosse a ponta da lâmina e acertasse, o feriria de verdade, por isso havia girado a arma.

Caso sua velocidade ultrapasse meu suposto e conseguisse pegar meu braço por exemplo, faria um rápido corte em direção ao seu tórax, ignorando o membro capturado, se mirasse em um lugar óbvio ele conseguiria me desarmar novamente com o outro braço, porém se conseguisse me alcançar na esquiva sem dar tempo ou aberturas para a estocada no centro, daria um salto no lugar, levantando os dois joelhos como uma armadura e erguendo o braço direito apenas em vertical para me proteger ao bater nele — Entre o tórax e pescoço provavelmente, usando o impulso próprio mais das cordas — E então desencadearia um golpe com a lâmina horizontal, tentando o assustar, caso funcionasse, sairia de perto o mais rápido possível.

Entretanto se a primeira estocada funcionasse, meu próximo problema seria sair de lá, mesmo que com a lâmina isso não seria o fim da batalha, com o cabo muito menos, apenas havia mostrado meu potencial, contudo compreendia que o dele seria maior, por isso empurraria meu corpo contra o dele, ganhando alguns milésimos de seu abraço criando distância de seus braços, e então deslizaria o corpo para o lado, largando minhas pernas cansadas para ir ao chão o mais rápido possível, no processo rodaria por uma última vez a adaga, desta voltando a postura com a ponta para baixo, e almejaria suas pernas com o fio, tentando o machucar e ganhar alguns segundos de hesitação pela dor para girar no chão meu corpo para longe de si, sentiria todo o cansaço enquanto tentava me impulsionar para cima de novo e voltar a ficar em pé, havia ficado mais ciente do que fazia desde o tapa, e isso me doía nos músculos cansados.

Manteria a guarda atenta caso conseguisse ficar em pé, esperando seu próximo golpe com apenas uma adaga agora, deixando a outra sair de minha mão após aquele corte vertical ascendente.

Se na primeira tentativa, ele conseguisse me atingir antes de qualquer coisa, com outro chute por exemplo, abraçaria sua perna, ficando ambas armas na mesma, caso um tapa/soco me atingisse, largaria a arma da mão mais próxima a ele, segurando seu corpo, obviamente meu aperto não conseguiria impedir ele de recuar o braço, porém recebendo um ataque no rosto não podia mirar de olhos fechados, agora com a mão para guiar o outro braço, conseguia usar de toda minha velocidade para visar no mínimo um contra-ataque tentando atingir o braço que a mão segurava, seguiria com outros dois cortes verticais, fazendo um X enquanto golpearia a esmo, tentando o atingir por sorte e não possibilitar um avanço enquanto me recuperava do acerto.







Template feito por [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Histórico:
 

____________________________________________________



— Falas "Pensamentos"
Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 80
Warn : Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas!   Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 EmptySex 22 Mar 2019, 00:39


Narração
Sensação térmica agradável de dia
Localização: Loguetown
Dia ~ hora do almoço

Elizabeth Serina
A jovem estava cansada e sentindo dores de meros tapas do homem. Isso mostrava como a força dele era ridiculamente superior a dela em simplesmente todos os aspectos. Porém isso estava longe de ser algo que fizesse ela diminuir o que pensava da situação. Respondendo para demonstrar o ponto de vista que tinha sobre usar duas adagas e viu que o instrutor sorriu com a resposta.

Ele esperou por um tempo, mas percebeu que Elizabeth não avançaria mais, seja para conservar as próprias energias ou por simplesmente para tentar uma abordagem diferente, independente disso, o homem feliz com a situação decidiu avançar na jovem como a mesma estava esperando. Enquanto ele ia avançando a mesma já recuava com um pulo para trás enquanto levantava o braço esquerdo graças a tamanha velocidade daquele adulto que vinha em sua direção. A adaga chegou a acertar o homem, porém ele não pareceu se importar graças a falta de força ou energia que ela estava. Sentindo as cordas em suas costas, aproveitou o impulso e tentou acertar o homem com o cabo da adaga e ele vendo aquilo simplesmente aceitou. - Virar a sua lâmina para o seu corpo é idiotice! - O sorriso dele havia sumido e ela sentiu ele segurando o braço dela com tamanha força que poderia facilmente quebrar o braço dela. Jogando ela para o outro lado do ringue, ou tentando.

A jovem imaginando que iria receber algum tipo de golpe em seu braço acabou por soltar sua adaga da mão direita e tentou segurar-se no homem. O que foi bastante eficiente por ele não esperar aquilo. E utilizando-se da surpresa, tentou acertar o homem com a adaga em sua mão esquerda. O que conseguiu de forma bem desengonçada e fraca. - Ok. Já está bom. - Ele a soltou e ela também soltou-se dele. - Nunca coloque uma lâmina virada para o seu corpo. É um perigo desnecessário. - Falou ele de forma severa. - Não me venha com papo de não queria me machucar, você sabe muito bem que eu sou mais forte que você. E você nunca sabe qual a real força de um inimigo. - Falou ele ainda de forma severa. - Bem. Dito isso. Gostei de ver que mesmo de forma teimosa você achou alguns usos para sua adaga na mão esquerda. Mas ainda tem muito a melhorar. Recomendo que treine e muito antes de tentar isso seriamente contra alguém que não hesitaria em te matar. - Dito isso, ele se afastou por uns segundos enquanto saia do ringue. Ele foi até um canto onde havia uma pequena escrivaninha, pegou algo lá e foi até a mesma com uma insígnia.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

- Parabéns, agora você é uma agente em treinamento da CP1. - Falou o mesmo. - Pode ficar com as adagas se quiser. - Falou ele em seguida. - Vá falar com Lucius para receber mais informações, que eu preciso arrumas as coisas por aqui. - E dito isso, Elizabeth, talvez por finalmente poder se acalmar, sentiu a barriga roncando. Em uma única manhã ela havia feito mais do que poderia imaginar e agora era uma agente do governo mundial.


Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Serina
Membro
Membro
Serina

Créditos : 6
Warn : Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 04/01/2019
Idade : 21

Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas!   Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 EmptySex 22 Mar 2019, 02:52



Nome: Elizabeth Serina, nv 01. | Cargo: Civil? | Localização: Conomi Island


Ele demorava um pouco até avançar, sentia meu corpo mais pesado, porém ainda respondendo aos comandos, o ataque com a esquerda não surtia efeito, a estocada era falha, ele parecia irritado com o fato de não usar a ponta, segurando meu braço com força, tentei novamente um ataque com a esquerda, finalmente ganhando seu aprovamento.

Cai sentada, com as pernas para frente, respirando ofegante, o cabelo ainda molhado, suor no corpo, dores pelos golpes, dores pelos músculos de exaustão.


— Mas o senhor não era meu inimigo... e obrigada, senhor. Alias, qual o seu nome? — Perguntaria enquanto tentava recuperar o fôlego, com uma voz um tanto boba quando dizia "não é meu inimigo", suas palavras me enchiam de felicidade, havia conseguido passar pelo treino, ele esticava a mão me entregando o emblema, me levantei meio cambaleante e peguei com cuidado, olhando por alguns segundos para o objeto — O-Obrigada! Prometo que não vou decepciona-lo! — Caso houvesse me dito seu nome, adicionaria no final da frase o mesmo com o pronome de respeito.

Juntaria as adagas, agradecendo novamente e perguntando ao homem se não gostaria de alguma ajuda
— Oh, muito obrigada! O senhor não quer ajuda para arrumar?— Indagaria, caso desejasse, o auxiliaria a arrumar o que fosse, apesar de meu cansaço, minha contribuição seria lenta, porém era o mínimo que podia fazer.

Se dispensada, seguiria para Lucius, donde deveria fazer... algo, o que ele me informasse. Torcia com uma certa esperança boba que minha próxima ordem fosse comer, após tanta limpeza, treino e luta, meu corpo clamava por comer e descansar, pensando agora a rede do barco não parecia tão ruim assim para dormir, e a privação de sono que aquilo me acarretou auxiliava para meu desgaste físico.

Desceria as escadas lentamente, me segurando no corrimão para prevenir qualquer tropeço, então bateria na porta de Lucius, ele não costumava responder por minhas experiências até o momento, ainda sim aguardaria o mesmo alguns instantes permitir ou não minha entrada, caso nada fosse dito, adentraria com cuidado.

Com as adagas na cintura, entregaria-lhe o emblema, ou mostraria-o caso não fosse necessário entregar, deixando-o entre meus dedos, com certo apreço pelo objeto que havia recebido, continuava admirando a pequena insígnia, que demonstrava meu avanço, um tanto contente com aquilo, havia conseguido meus objetivos iniciais com certa facilidade — Muito esforço, e um tanto de sorte — Mas apenas havia começado, o real teste viria de agora em diante!


"Será que eu vou ficar bonitinha no uniforme? Governo é mesmo uniforme que marinha será?"



Pensamentos bobos invadiam minha mente, devaneios como uma garota normal, momentos que escapava de uma realidade passada que me atormentava, e tentava reviver o tempo perdido, recuperar um pouco de minha adolescência estripada, era um tanto engraçado no aspecto geral, meu objetivo sendo tão obscuro e frio, pensar em coisas bobas como aparência, contudo havia perdido certa noção do quão bom ou mau podia ser algo, esticando meus limites éticos a um nível talvez inaceitável para o público geral.

Esperaria Lucius me comandar a fazer o que fosse, meus próximos passos, os primeiros como agente em treinamento do governo! Agente do governo! Só de pensar isso me brotava um sorriso, era bobo, mas aproveitava cada instante, aquela viagem havia me trazido mais sorrisos do que muito tempo em Conomi, a ilha era ótima, contudo o máximo que pude lá foi me recuperar, aqui eu renascia.







Template feito por [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Histórico:
 

____________________________________________________



— Falas "Pensamentos"
Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 80
Warn : Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas!   Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 EmptySex 22 Mar 2019, 15:16


Narração
Sensação térmica agradável de dia
Localização: Loguetown
Dia ~ hora do almoço

Elizabeth Serina
O homem sorriu ao ouvir a pergunta dela. - Agora que notei que não me apresentei. Eu realmente odeio burocracia inútil. – Falou o mesmo ainda sorrindo ao perceber que para a menina aquilo também parecia não importar. - Eu sou Akira. – Falou o mesmo num tom que deixava meio claro que isso simplesmente não importava. E assim as formalidades haviam acabado, porém a jovem Elizabeth queria demonstrar um pouco de educação perguntando se o mesmo não queria ajuda. Ele sorrindo, mas agora um sorriso mais culpado, respondeu. - Não... se você me ajudasse eu teria que arrumar realmente essa confusão aqui. – E assim Serina lembrava-se das armas simplesmente jogadas em um baú, provavelmente ele só iria jogar o que podia lá e ficar por isso mesmo.

Percebendo que não havia o que fazer por ali graças a isso, simplesmente desceu as escadas lentamente, o cansaço da menina estava muito além do que imaginava que estaria. Bateu na porta de Lucius e esperou, não imaginava que ele fosse responder, não era o que ocorria com ele aparentemente. Então, passado um tempo, acabou por abrir a porta cuidadosamente. O homem como sempre estava em sua mesa e um tanto quanto ocupado, demorando a nota a presença de Elizabeth. - Oh, já acabou? – E observando bem a jovem sinalizou com a mão que ela poderia guardar a insígnia. - Eu até passaria uma tarefa para você agora. Mas não somos monstros por aqui. – Falou ele olhando e sinalizando que o estado dela não ajudava em nada. - Vá até o secretario ao lado e peça por um quarto, eles ficam na outra direção, entrando pelo saguão principal a porta a direita. – Falando isso, o mesmo olhou para as adagas na cintura de Elizabeth. - Vejo que já escolheu suas armas. Peça também roupas para o secretario e você está dispensada pelo resto do dia. Ele vai te indicar onde ficam as duchas, o andar do seu quarto, a que horas você acorda e o que mais você tiver de dúvidas. – Falou e esticou o braço com um papel. - Entregue isso para ele, por favor. – E com um sorriso de boas vindas ao governo, o mesmo se despediu da pequena.


off:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Serina
Membro
Membro
Serina

Créditos : 6
Warn : Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 04/01/2019
Idade : 21

Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas!   Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 EmptySex 22 Mar 2019, 17:20



Nome: Elizabeth Serina, nv 01. | Cargo: Civil | Localização: Conomi Island


Sem muita demora, após perceber que Akira não pretendia de fato arrumar, me retirei do salão de treino e fui de encontro com Lucius. Suas instruções eram claras, porém minha desatenção entre pensamentos e afetos com a insignia me dificultava compreender as coordenadas, não o interrompia, no máximo pediria informação para alguém lá no salão. Deveria pedir um traje, me limpar, comer e descansar, todos itens nessa lista me agradavam, acenava com a cabeça referente aos comentários retóricos do homem, como por exemplo de ter escolhido minhas armas, mostrando minha devoção a suas palavras, e ao mesmo tempo não gastando tempo desnecessário repetindo um sim óbvio.

— Sim senhor!— Diria esticando a mão e pegando o papel oferecido, segurava a insígnia na outra, faria leve reverência então pedindo licença e indo para o local explicado, tentando achar com as instruções que peguei, caso falhasse, pediria na recepção direções, falando exatamente "Onde eu poderia encontrar o secretário?", e então quando finalmente o encontrasse, bateria na porta, adentrando caso permitido ou repetindo o toque se não, se mesmo assim nada se viesse de resposta, simplesmente adentraria, pedindo licença.

— Olá, Lucius me instruiu vir até aqui, me chamo Elizabeth.— Diria ao adentrar, indo em sua direção e então entregando o papel que me foi disposto para levar, esperaria sua reação referente a ele, isso é claro, caso o lesse no momento, se não, iniciaria minhas perguntas/conversa.

— Me disseram que eu pegaria as informações aqui, referente ao quarto, cômodos e traje de Agente em Treinamento.— Minha continuação seria uma deixa para ele(a) iniciar as explicações referente aos tópicos que mencionei, escutaria com mais atenção do que na sala de Lucius, pois seria de vital importância compreender onde e como transitar no QG.

Caso não conseguisse compreender algo de primeira, pediria educadamente para que repetisse, seria melhor sanar todas dúvidas agora referente as localizações, onde pegar as coisas entre outros.

No entanto, se eu fosse guiada pela pessoa para um tour aprendendo as localizações, ficaria bastante em pontos para decorar o caminho, e agradeceria a gentileza, mesmo que fosse seu trabalho realizar esse passeio.

Se tudo houvesse ocorrido de maneira correta, eu já deveria estar com meu novo uniforme em mãos, ou saberia onde o busca-lo, e esse seria o primeiro passo, após a roupa correta, iria tomar um banho e me vestir apropriadamente.

Com o traje em mãos, rumaria ao meu quarto, donde buscaria algum chuveiro, se houvesse um, trancaria a porta e me certificaria de puxar as cortinas, para só então adentrar no banheiro, fechar o mesmo e a janela, caso houvesse, para iniciar meu banho, evitando qualquer visita inesperada.

Porém, se no quarto não houvesse um chuveiro, e fosse algum tipo de área pública para banho, me direcionaria um tanto desanimada, pensando na possibilidade de encontrar alguém lá, chegando no recinto, torceria que estivesse vazio, próximo do horário do almoço, provavelmente teria menor movimento, ou no mínimo era o que eu esperava do fundo do coração.

Iria até a cabine mais afastada e sem movimentação, puxaria a cortina e então tiraria as calças e sapatos/meias, ficando apenas de calcinha e blusa, soltaria o sutiã por baixo do traje e o colocaria num canto também, separado para não se molhar, ligaria o chuveiro e começaria a me lavar assim mesma.




A água começaria a correr rapidamente, a sensação dela batendo em minha pele era refrescante, meu braço latejava um pouco, lembrando da pancada que havia recebido, passava os dedos entre o ferimento, analisando melhor o hematoma, mesmo que ele estivesse se contendo naquele treino, a diferença clara de poder era expressada em simples gestos que me causavam danos.

A sensação da camiseta molhada grudando em meu torso por causa do excesso de água era chata, nunca conseguia me acostumar com isso, porém já havia aprendido a conviver com esses incômodos, se mexer é um pouco estranho, e pela proximidade da roupa na pele e água, ficava meio transparente, quando saísse do banho, a camiseta continuaria molhada, e isso sempre me atrasava para ficar seca, até buscar uma nova roupa eu continuaria a ser respingada pelo traje úmido.

Deixava meus dedos deslizarem até o cabelo, soltando os nós e mexendo um pouco no mesmo, tirando resíduos de sujeira ou suor com a água, buscaria algum shampoo para usar, colocando um pouco no palmo da mão e então esfregando cuidadosamente o couro, criando espuma por algum tempo até finalmente por embaixo da água para enxugar.

Puxaria ele todo para trás, era curto, mesmo assim um tanto volumoso, e deixar solto acabaria enroscando, pegaria o sabonete e esfregaria na minha mão, deixando o resíduo nos palmos e esfregando sobre meu rosto cuidadosamente, o tapa não havia deixado tantas marcas, ao passar fisgava de leve, porém era quase certo não ficar marcado com uma coloração roxa, diferente do braço, terminaria passando os dedos pelo pescoço, limpando-o.

Deixaria a água novamente fazer seu trabalho, levando a espuma e suor para longe, limpando meu rosto, seguraria agora o sabonete e o passaria nos braços e mãos, depois por baixo da camiseta lavaria minha barriga e torso, indo até os ombros, era um pouco chato e demorado, ainda mais para retirar a gosma da camiseta criada pelo sabão, todavia me sentia muito mais segura assim.

Então lavaria minhas costas, ou parte dela ao menos, mais próxima da cintura era a região que eu esfregava, levantando de leve para deixar a água levar, porém não mais que isso, desceria para as pernas, passando entre as coxas, joelho e panturrilha, no fim esfregaria bem o pé e entre os dedos, repetiria o processo na outra para então me enxaguar de vez.

Ficaria ali pro mais alguns segundos, olhando para cima enquanto meu corpo recebia respingos gelados do chuveiro, giraria a maçaneta fechando o registro, o objeto rangia um pouco a cada girada, enquanto a torrente diminuía para uma goteira, e por fim nada.

Usaria as mãos para auxiliar na secagem, uma toalha meramente não dava conta do recado por causa da camiseta, então com as duas mãos, esfregava as pernas com velocidade em um movimento único, levando parte da água para longe e facilitando a absorção dos outros líquidos depois, faria isso nas duas pernas, braços e rosto, tirando todo excesso possível, então alcançaria a toalha, possivelmente pega posteriormente ao adentrar o local, talvez em conjunto com os produtos para limpeza, ou talvez uma predisposta em cada cabine, que eram repostas após o uso por outras limpas? De qualquer maneira, deveria haver algo para me auxiliar a secar, e usaria com calma, começando pelas pernas, então tentando secar a camiseta/torso, e por fim o rosto e cabelos.

Sairia ainda um tanto molhada, segurando as roupas em um braço, com a insígnia e adagas acima delas dobradas, a toalha enrolaria entre minhas cintura e umbigo, tampando meus glúteos e parte das costas, já tampadas pela camiseta, iria até onde minha roupa de agente deveria estar, colocando a calça lá mesmo, mesmo se não houvesse ninguém, levaria a parte de cima comigo até uma das cabines de banho, fecharia a cortina e então rapidamente tiraria camiseta, passando a toalha para tirar a água e colocaria a nova blusa, depois daria um jeito de encaixar o sutiã por baixo.

Deixaria minhas roupas dobradas e empilhadas, minhas calcinha rapidamente secaria graças ao tecido que costumava usar, era pouco pano de qualquer maneira, e não chegaria a deixar a calça úmida após eu ter secado bem com a toalha.

Agora pronta, ajustaria as adagas, secaria as pernas, colocaria os sapatos e meias, e então me retiraria com todos meus pertences, um tanto aliviada se conseguisse realizar minha operação banho com sucesso.

Me sentiria muito melhor após o banho, isso se tudo ocorresse conforme o planejado, conseguindo me limpar era um ótimo passo para recuperar o cansaço, o suor e fedor havia ido embora, minhas roupas novas encaixavam até que bem, mesmo eu estranhamente ainda não tendo me olhado no espelho, e então não sabendo como ficavam em mim, o cabelo ainda meio molhado ficava solto, largaria a toalha no local designado, caso houvesse um, e as roupas sujas também, se fosse necessário ou algo do gênero, então rumaria para meu quarto.

Caso houvesse uma fechadura com chave, provavelmente estaria com ela no bolso da nova roupa, então a pegaria e colocaria, abrindo o recinto e adentrando no local — Se o banho ocorresse dentro do quarto, simplesmente sairia após me secar, tomando o banho sem camiseta e calcinha, me vestindo e indo até a cama. — E ao entrar, iria arrumar meu cabelo, com um pente ou as mãos mesmo, secando um pouco mais balançando eles, então me atiraria na cama, relaxando um pouco o meu corpo e o deixando por alguns minutos descansar.

Todavia, isso só me fazia lembrar de outra coisa, ou melhor, outra coisa me lembrava que eu precisava comer, minha barriga roncando me alertava da fome, e eu não havia tomado café da manhã, um dilema se sucedia, sairia da cama para ir comer ou descansaria? Bem, no fim das contas, eu precisava comer para descansar direito, então um tanto relutante, me ergueria da cama, indo em direção a porta, deixando as adaga sobre a cama/escrivaninha, e a insígnia presa na lapela ou, caso não fosse possível prende-la, dentro do bolso, de preferência da camiseta/jaqueta se houvesse um.

Fecharia a porta coma chave, e rumaria até a cafeteria/lancheria ou seja o que for, isso é claro, se tivesse noção de onde era, se me guia não houvesse me mostrado ou não lembrasse bem o caminho, perguntaria a alguém que julgasse amigável e não de alto escalão, "Olá, você poderia me indicar onde é que os funcionários comem?" Seguindo suas instruções, possivelmente conseguiria chegar onde precisava.

Caso fosse um prato feito, daria de ombros e pegaria o que fosse, aceitando o alimento disponível de bom grado, não estava no nível de exigir, e considerando o quão mal já comi outrora, qualquer coisa me agradava
— Bem, quase qualquer coisa. Respondia a mim mesma em um murmurio enquanto pensava.

Todavia, se fosse possível escolher os alimentos, optaria por alguma massa com frango, colocando um molho por cima, qualquer bebida para acompanhar e isso. Mastigaria com calma, comendo cautelosamente para evitar me sujar, então quando aquilo acabasse, levaria o prato para seu devido lugar, se houvesse algum, e finalmente rumaria ao meu quarto, encheria a boca de água e bochecharia, tentando limpar os dentes já que não havia nenhuma escova de dentes comigo, e então me atiraria na cama, descansando um pouco depois de tanta correria.


"Sinceramente, por que eu não trouxe nada de casa? Podia no mínimo levar um par de roupas a mais, minha escova, sei lá... que burrice."

Tiraria os sapatos, enquanto deixava meu corpo começar a relaxar mais e mais, fechando os olhos e pensando em tudo que passei nesse curto intervalo, devia um tanto de agradecimentos ao capitão que me trouxe até aqui, Lucius por confiar em mim, e Akira por acreditar no meu potencial, não planejava decepciona-los!






Template feito por [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Histórico:
 

____________________________________________________



— Falas "Pensamentos"
Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 80
Warn : Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas!   Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 EmptySab 23 Mar 2019, 02:19


Narração
Sensação térmica agradável de dia
Localização: Loguetown
Hora do almoço ~ ?

Elizabeth Serina
Feliz por ter conseguido e ainda mais feliz por ter ouvido que iria receber um tempo livre para descansar, a jovem estava tendo um ótimo dia. Agora possuía a simples tarefa de achar o secretário e indo até a recepção perguntou onde poderia encontrar o secretário, onde curiosamente descobriu que o próprio recepcionista era quem Lucius chamava de secretário. - Sou eu mesmo. Você foi aprovada até que rápido. Ainda nem consegui rever seu histórico por completo. – Falou o mesmo meio desinteressado, se é que um dia iria realmente ver o histórico dela. - Seguindo pela porta  direita. – Falou o mesmo apontando para a porta que ficava logo a frente da porta de Lucius, só que do outro lado do saguão.

- Você vai se encontrar em um corredor com diversos quartos, existe uma escada tanto no começo do corredor quanto no final, no segundo e no terceiro andar também existem quartos para ambos os lados. – Falou o mesmo e Elizabeth sentiu que algo no tom dele de zombaria começava a aumentar. - O seu quarto é um dos últimos do terceiro andar. Boa viagem. – Falou ele entregando uma chave, com o número 395, para Serina. Porém ela ainda precisava de mais informações e isso cortou um pouco o barato dele que teve que continuar falando. - Cada andar tem um local para colocar roupa suja, fica basicamente no meio do corredor. – Continuou explicando o mesmo. - O banheiro está numa porta logo em frente. – Falou e assim Elizabeth já sabia que o banho era algo público por ali. - O seu uniforme eu diria que pelo seu tamanho deve precisar do menor possível. Na frente do próprio banheiro, onde você coloca a roupa suja, do lado existe um local com roupas limpas, que são as roupas limpas referentes ao andar. -  Continuou explicando o mesmo. - Pegue uma lá que te sirva, que qualquer coisa será reposta depois. Geralmente deixamos lá roupas preparadas para os novatos. Sua roupa é um terno escuro. – O tom dele era desanimador, ele parecia não se importar minimamente com o fato dela ter sido aprovada tão rápido, ou de ter uma nova colega ali.

Independente disso, Elizabeth possuía todas as informações que precisava e assim pôde ir até onde precisava. Cada passo poderia ser uma tortura para seu cansaço, mas conseguiu finalmente chegar ao terceiro andar. Pegou um terno completo, era bem simples de não confundir a roupa de marinheiro e a roupa de agente. E assim foi banhar-se no banheiro que era logo a frente. Para sua sorte, não havia nenhuma pessoa no banheiro. O povo provavelmente estava almoçando. Após toda uma cerimônia complicadora do banho por vergonha de suas costas, a jovem conseguiu chegar ao seu quarto com as roupas novas.

O quarto não era nada grandioso, na verdade o quarto não fazia jus a todo o resto do prédio. Era explicável como era possível ter cem quartos por andar. O quarto era basicamente a cama e uma cômoda para pôr suas roupas. Provavelmente luxo não era algo esperado, mas nem conforto parecia existir muito, já que sua cama era meio dura. Porém não podia dormir ainda. Estava com fome e assim, trancando o quarto saiu em busca de um local para comer. Acabou voltando no primeiro andar e descobriu que no final do corredor, onde havia a escadaria para subir, virando à esquerda havia um pequeno corredor que levava ao refeitório. Este estava lotado, a maioria esmagadora era de marinheiros. Tanto que estranhavam a mesma ali de terno. Querendo ou não, eram de grupos ainda diferentes e o prefeito da cidade era um marinheiro. Viu que a comida era uma comida padrão para todos, o prato do dia e não foi lá muito agradável para a mesma, parecia sem gosto. Na realidade, em comparação com o resto do dia, desde que havia saído do escritório de Lucius, nada pareceu muito bom ou tão bom quanto o dia merecia ser. Mas isso não importava naquele momento. Cansada e satisfeita, acabou jogando um pouco de água em sua boca e indo dormir pensando em coisas que poderia ter feito de diferente.

Acabou adormecendo e acordou com as batidas em sua porta. Uma voz lá fora falava com ela. - Novata, vá para o saguão de entrada, você tem uma missão.


off:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Serina
Membro
Membro
Serina

Créditos : 6
Warn : Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 04/01/2019
Idade : 21

Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas!   Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 EmptySab 23 Mar 2019, 19:36



Nome: Elizabeth Serina, nv 01. | Cargo: Agente | Localização: Louguetown


Deitada meus sentidos rapidamente escapavam de minha mente, após algumas poucas horas de tanta glória e pouco reconhecimento, meu corpo cedia ao mundo dos sonhos, donde pouco era revelado, algo muito comum em minhas noites era um completo breu, uma escassez de lembranças referente a sonhos ou algo similar a tal, o mais perto que conseguia era uma reprise de meu dia de trás para frente, mudando os fatores e acontecimentos, porém levando em consideração a última coisa que aconteceu como primeira, e seguindo uma lógica dai.

Independente disto, algo incomum desta vez ocorreu, me enxergava num abismo, um local vazio donde só eu residia e não conseguia avistar nada além do void, meu corpo estava pesado, sentia correntes envoltas por toda minha extensão, minha respiração pesada, como se aquele ambiente o ar fosse rarefeito, a minha frente caiu a insígnia que havia recebido, tentei a alcançar, porém tropecei, e o infinito começou a me consumir, caindo e caindo cada vez mais, não havia fim iminente, não sabia a quanto tempo eu caia, apenas sentia cada vez mais meu corpo ser pressionado pela atmosfera, acordei num abrupto baque, ofegante e tremula, meu corpo estava dolorido, as pernas se negavam a mover, os braços pesavam uma tonelada, meu pescoço ardia, meu braço esquerdo latejava ao mover, meu peito apertava cada vez mais com essa sensação estranha tomando conta de meus sentidos.

Fechei os dedos lentamente, sentia eles doendo, pus-me sentada na beirada da cama, a exaustão de meus feitos anteriormente haviam sido maiores do que imaginava, meu corpo dolorido clamava por um descanso prolongado, contudo minha mente agitada não me deixava apagar plenamente, a cama dura talvez não ajudasse, todavia não é como se estivesse acostumada ao luxo, aquilo era no mesmo nível, se não melhor do que donde morava em Conomi.

Passei a mão no rosto, retirando algumas gotas de suor que se formaram do pesadelo, meu coração começava a se acalmar e meu corpo se acostumar a dormência ou dor, como preferisse chamar, batidas na porta me retiravam do ritmo lento, de primeira instância tomei um susto, tremendo o corpo e me pondo a postos, virando para observar quem era, o movimento rápido acabou me causando algumas dores, contorcendo meu rosto, ouvi por detrás da porta as ordens e respondi prontamente.


— C-Certo!— Respirei fundo, uma missão? Já? Um pouco nervosa, engoli seco, não sabia se estava pronta para algo sério, contudo considerando minhas tarefas até agora, não deveria ser algo muito complexo também, ao me erguer sentia os músculos esticando e rasgando pela dor, o excesso que realizei anteriormente não sumiria tão rápido, dei de ombros, deveria aprender a superar meus limites, chequei onde estava minha insígnia, guardando-a, pegaria as duas adagas e as aprontei por baixo da jaqueta, cada um no interior de um lado, e então iria em direção ao saguão, donde iniciaria meu treinamento de agente.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Menos seios, um botão a mais fechado, sem crachá, sem rabo de cavalo.

Logo ai sair, fecharia a porta com a chave que me foi fornecida, colocando-a no meu blazer,, começava a mexer na roupa, tentando deixa-la mais ajustada ao meu corpo, passando pelo corredor, caso encontrasse algum objeto que refletisse, percebia meu reflexo e arrumaria meu cabelo, deixando-o preso em 2 coques, facilitando a movimentação e que não atrapalhem durante as tarefas, esfregaria meu rosto para tirar o aspecto de cansado, e então seguiria meu rumo, descer três lances de escadas era bem complicado no estado que eu me encontrava, ao menos as sapatilhas fornecidas pelo traje eram razoavelmente confortáveis, mais do que qualquer sapato que já tive, aliviando a tensão.

"O que será que eu vou fazer? Papelada, talvez? Algo simplório, eu ainda acabei de começar... ah, mas seria legal fazer alguma ação. Quer dizer, se eu recebesse ajuda, é claro... eu 'tô cansada, não seria bom eu ter que lutar sozinha, mal sei lutar... eu preciso treinar mais!"

Quando finalmente me aproximasse do salão, daria uma rápida olhada para entender a situação, buscando quem me entregaria a missão, minha primeira aposta era em Lucius, Akria ou o secretário, porém caso nenhum desses se encontrassem presentes, alguém de terno ou que me encarasse como me esperando, me aproximaria da pessoa quando identificasse e escutaria atentamente o que eu deveria realizar.

Após compreender minha missão, abaixaria um pouco a cabeça, respondendo
— Sim, senhor, entendido.— Irrelevante o que me era passado, eu deveria acatar e realizar com maestria, seguiria para onde eu fui informada, pegaria o que fosse instruído antes de iniciar a missão, caso assim dito, acataria as ordens ao pé da letra, precisava provar meu valor, afinal de contas, eu ainda estava em fase de treinamento, e simplesmente seria descartada se não cumprisse o nível esperado de um agente.




Template feito por [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Histórico:
 

____________________________________________________



— Falas "Pensamentos"
Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 80
Warn : Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas!   Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 EmptyDom 24 Mar 2019, 13:39


Narração
Sensação térmica agradável de dia
Localização: Loguetown
?

Elizabeth Serina
Acordando meio sonolenta ainda, não sabia quanto tempo havia passado exatamente e aquele quarto não dava qualquer pista sobre isso. Tentando-se manter acordada, respondeu a pessoa e se aprontou para descer as escadas.

Somente quando começou a descer as escadas que viu uma janela e reparou que ainda não era de noite, não havia dormido tanto assim, mas com certeza dormiu algumas horas. Ao chegar ao saguão, não foi difícil achar o seu "grupo", por assim dizer. Dois homens e uma outra mulher, todos de terno. O primeiro homem era tão comum que era entediante. A mulher a mesma coisa. Já o segundo homem chamava mais a atenção e claramente era o líder ali. Tanto que após a chegada de Elizabeth, ele que começou a falar. - Bom, já que estamos todos aqui. Permita-me começar. - Falou o homem, já se impondo. - Eu me chamo Kira. Serei o líder desse grupo durantes as próximas missões. - Comentou. - Comecem se apresentando. - Disse e assim o primeiro a falar foi o claramente-não-chefe do grupo. - Eu me chamo Yamamoto. - Falou o mesmo colocando um dedo no rosto pensando se tinha algo importante para falar de si mesmo e percebendo que não. - Eu sou Yuri. - Falou a mulher e assim todos esperaram que Elizabeth se apresentasse também.

Pós apresentação, Kira voltou a falar. - Nossa missão aqui será simples. Existem algumas lojas na ilha que estão se negando a pagar o imposto do governo. Nós vamos lá cobrá-los. - Começou a explicar o mesmo. - Evitem usar o nome um dos outros. Essa missão não é necessária um code nome, mas ainda assim não é bom que civis fiquem sabendo os nossos nomes por aí. - Continuou explicando. - São no total quatro lojas que estão devendo o pagamento dos impostos desse mês. Espero que sejamos rápidos e que não tenhamos problemas. - Falou ele olhando para um relógio no pulso dele. Sinalizando para que começassem a andar, ele claramente já sabia a direção que iriam.


Legenda:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Serina
Membro
Membro
Serina

Créditos : 6
Warn : Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 04/01/2019
Idade : 21

Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas!   Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 EmptyTer 26 Mar 2019, 02:12



Nome: Elizabeth Serina, nv 01. | Cargo: Agente | Localização: Louguetown


O grupo de agentes foi facilmente identificado, me aproximei e pelo semblante, a maioria parecia bem... apagada. Bem, eu não deveria ter grande primeira impressão também, então tanto faz tanto fez.

Me mantive quieta no canto, enquanto o único com alguma presença falava, Kira era o líder do grupo, bem, me sentia mais confiante ter alguém liderando inicialmente, menos erros de minha parte. O outro homem era Yamamoto, e por fim a moça se chamava Yuri, era bom saber que não seria a única mulher do grupo, menos pressão psicologicamente. Era minha vez, suponho...
— Elizabeth, prazer. — Dizia um tanto atônica, até o momento as pessoas que havia encontrado passavam uma boa presença, e por algum motivo eu havia confiado nelas, não mais. Ninguém do grupo me soava amigável, nem mesmo o líder me parecia tão confiável, me manteria mais distante, analisaria melhor antes de baixar a guarda para eles, a emoção e excitação haviam tomado conta de mim, devia voltar a meus sensos normais, caso contrário poderia me decepcionar rapidamente.

Nossa missão era simples, e honestamente não era nada demais, porém um papel necessário para o governo possuir fundos, e assim eu me empenharia para o sucesso dela, independente da situação que se encontrassem — Se estão vivos, é graças ao governo, então paguem.

O homem mencionava que não era bom usarmos nossos próprios nomes, saquei do meu bolso a chave da minha porta e olhei para o chaveiro
— 395. — Falaria em bom e alto som, após ele terminar de explicar o que faríamos, deixando o chaveiro em evidência para que entendessem o de onde havia retirado o "codinome", por mim tanto faz o que escolhessem, não iria me esforçar agora escolhendo algo, porém isso me levantou um problema que nunca tinha cogitado, precisaria de um codinome... algo... fofo!

O homem parecia impaciente, deveríamos visitar quatro lojas, se demorássemos, considerando o tempo que eu dormi, provavelmente elas fechariam, algo me dizia que ele era de um nível acima dos outros, não só por ser líder, sua postura passava algo diferente, talvez fosse simplesmente impressão, deixei o pensamento de lado, ao menos por hora, seguiria o grupo — Ou o líder, caso eles demorassem a se mover — E iria até a primeira loja, antes de adentrar, provavelmente ele anunciava algo como "é ali", e caso fizesse, fitaria o ambiente a volta, não só a loja propriamente dita, como as duas vizinhas a ela, caso houvessem, pensaria em frases boas para usar lá dentro, caso minha palavra fosse solicitada, manteria postura séria, ombros retos e peito estufado.


"Minha primeira missão... isso!"

Podia não querer deixar transparecer, porém era gratificante ver o quanto eu estava avançando em pouco tempo, meu corpo dolorido era um lembrete constante de que eu deveria ainda almejar muito mais, e ao mesmo tempo, apreciar o que conquistei.




Template feito por [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Histórico:
 

____________________________________________________



— Falas "Pensamentos"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas!   Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas! - Página 3 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Eu sou Elizabeth! A mulher que vai erradicar os Piratas!
Voltar ao Topo 
Página 3 de 8Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Conomi Island-
Ir para: