One Piece RPG
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [M.E.P.] - [MINI-Kyoji] Sobrevivência.
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 Emptypor Kyoji Hoje à(s) 10:48

» [MINI-Kyoji] Sobrevivência.
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 Emptypor Kyoji Hoje à(s) 10:47

» Ficha - Ares Coldwood
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 09:41

» Ares Coldwood
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 09:39

» Ficha - Borium Sartoski
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 08:44

» Borium Sartoski
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 08:43

» Apresentação 3 - Falência Abrasiva
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 Emptypor Licia Hoje à(s) 08:00

» Tyrael Silverfang
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 Emptypor Mephisto Hoje à(s) 07:56

» For Whom the Bell Tolls
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 03:21

» [MINI - Masques] A far off dream
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 Emptypor Masques Hoje à(s) 02:07

» Red Albarn e o Alvorecer de um Herói
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 Emptypor Kiomaro Roshiro Hoje à(s) 01:36

» Capítulo I: Meu nome é Cory Atom! Filho de Kouha Atom
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 Emptypor Kiomaro Roshiro Ontem à(s) 23:08

» Faíscas da Revolução
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 Emptypor K1NG Ontem à(s) 22:30

» [M.E.P - Masques] A far off dream
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 Emptypor Bijin Ontem à(s) 22:23

» [MINI - Gon Vinteluas] *SENHORAS E SENHORES!*
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 Emptypor Bijin Ontem à(s) 22:21

» O Sapo Mágico
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 Emptypor K1NG Ontem à(s) 22:04

» I - Dançando No Campo Minado
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 21:54

» [Mini-Handa] Uma beleza preguiçosa
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 Emptypor Bijin Ontem à(s) 21:47

» [MINI - DJ GBR] 01 | Eco
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 Emptypor TheJoker Ontem à(s) 21:46

» Navegando por uma nova história. A revolução começa!
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 Emptypor Khrono Ontem à(s) 21:44



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Eins - Halte dein Versprechen!

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 47
Warn : Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Eins - Halte dein Versprechen!   Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 EmptySex 23 Nov 2018, 13:22

Relembrando a primeira mensagem :

Eins - Halte dein Versprechen!

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Peter Bordeaux. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Peter
Membro
Membro


Data de inscrição : 15/11/2018

Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Eins - Halte dein Versprechen!   Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 EmptyQui 07 Fev 2019, 12:49




Eins - Halte dein Versprechen!

A queda do gigante!



Aquele soco pesava muito, talvez uma tonelada, mas foi o suficiente para manter, e atrasar, o loiro para com a luta. Suas costas doíam bastante, e seu pulmão parecia ter sido esmagado. Peter apertava os olhos, como uma reação natural para com a dor, e também cerrava os dentes, dando aquele “sorriso” desgraçado de dor. Ele também, após cair no chão, sentia brevemente suas forças se esvaírem, ele não conseguia movimentar os braços com completo controle e o mesmo poderia ser dito de suas pernas, que não o obedeciam completamente.

- Arggh... – Gritava o loiro de dor. Suas mãos tremiam enquanto ele se levantava. – V-você me paga, s-seu infeliz. – Bradou Peter com pura raiva.

O rapaz tentava se recuperar, e logo, ele deveria, afinal, o gigante não deixaria baixo alguém tentando derrubar seu império do crime, ele certamente ignoraria o corte em seu ombro e partiria para cima de qualquer um dos dois corajosos que ousaram lhe enfrentar.

Mesmo sendo uma pessoa bem tranquila essas situações despertavam algo estranho dentro de si, talvez devido a sua cega devoção a justiça, ou algo parecido. Seus olhos eram errantes, mas ainda assim ele mantinha o foco em um ponto: Derrubar o Tanque. Isso poderia, e talvez iria custar sua vida, mas o aspirante a marinheiro se empenharia de força e alma para tal.

Ver que o gigante havia sido acertado por dois poderosos golpes na cabeça lhe davam uma grande brecha para continuar sua ofensiva desenfreada. Peter, logo após tentar respirar fundo e recompor o mínimo de energia necessária para continuar, partia novamente em direção ao criminoso. Seu rosto demonstrava o tamanho desprezo que ele tinha por tal tipo de gente, infelizes, como ele considerava.

Correr não seria um problema, até então, sua aceleração acima da média lhe permitia atingir altas velocidades e manipulá-la com facilidade, logo, ele tinha total controle de sua evasão. E isso lhe possibilitava uma gama de possibilidades para executar tanto movimentos ofensivos como defensivos.

Caso o Tanque tentasse golpeá-lo, o loiro rapidamente tentaria saltar em diagonal de modo a evitar o golpe, seja para frente como também para trás, e caso necessário saltaria para os lados, seja o lado direito como o lado esquerdo. Isso lhe daria uma oportunidade de atacar também, pois com o movimento pelo Tanque executado, o loiro estaria em uma posição propícia a golpeá-lo em um lado desprotegido. Essas evasivas visariam evitar qualquer contato com os poderosos, e destrutivos chutes, socos, ou seja lá o que for provindo do Tanque.

Peter, após se desviar, ou continuar correndo, aproveitaria dessa energia e força para novamente executar movimentos fatais, visando pontos que trariam um enorme estrago para a resistência do oponente, logo, seu foco principal, mas não total, seria o pescoço, ombros e peito do gigante. E os movimentos que tentaria executar seriam com grande velocidade e força, visando causar o maior estrago possível com cortes diagonais de cima para baixo, aproveitando do peso da espada, do braço e, logicamente, da gravidade, para causar um dano a mais. Os cortes sempre terminariam com leves estocadas no ponto final, e logo com uma rápida retirada de espada a fim de evitar qualquer contato prolongado com o oponente e, por fim, não o deixar com que sua força se encontre com o corpo do loiro.

Peter estaria sempre atento a sua volta, pois a qualquer momento um dos subordinados do criminoso poderia se levantar e atacar um dos dois que enfrentavam seu chefe, e isso seria terrível, afinal, o loiro estava com o braço ferido por uma bala e, talvez, uma ou mais costelas quebradas devido ao impacto sofrido após o tremendo soco recebido pelo gigante. A situação não era das melhores, mas com força, perseverança e confiança em sua convicção de justiça ele seria guiado pelos deuses a fazer o que era certo.

Histórico:
 

Objetivos:
 

ϟ
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ripper
Membro
Membro
Ripper

Créditos : 3
Warn : Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 14/01/2018

Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Eins - Halte dein Versprechen!   Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 EmptyTer 19 Fev 2019, 11:38


Narração


Clima: Outono


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


A batalha chegava mais perto do seu final. Àquela altura, todos os envolvidos já possuíam algum tipo de ferimento. No entorno do combate, moradores da região observava o pequeno grupo de contrapor ao temível Tanque, o homem que dominava de forma ilícita aquele local. O cheiro de sangue já podia ser sentido até mesmo pelos narizes mais brutos, a tensão no ar formava uma espécie de ringue, que intimidava qualquer um a entrar dentro do espaço em que aqueles homens lutavam. A tirania e a justiça se golpeavam e só um poderia permanecer.

— UOOOOOOOOOOOORRRR!!!!! — Tanque urrava. O enorme homem apresentava características bestiais cada vez mais forte, talvez motivado pela raiva e pelos danos sofridos, ele  estivesse entregando-se cada vez mais aos seus instintos mais primitivos. O Cabelo Negro voltou novamente ao combate, avançando em direção ao Líder criminoso, ele movia-se rapidamente para os lados com os braços para trás, Tanque por sua vez, soltava uma saraivada de socos que tentavam acertar seu oponente, os socos passavam no vazio, acertando por vezes o chão, por vezes alguma estrutura de madeira por perto. Os socos de Tanque afundavam o chão, deixando marcas correspondentes ao seus punhos, os golpes que acertavam as estruturas destruíam grandes pedaços daquele lugar que um pouco antes parecia ser a base de suas operações, o homem estava ensandecido.

Dotado de extrema calma, o parecia esperar o momento certo para contra-atacar, foi quando Peter entrou em ação.  Correndo em direção aos dois homens que lutavam, ele rapidamente entrou no raio de ação de seu alvo principal, que começou a também desferir golpes contra o Loiro, alternando entre os dois homens contra quem lutava. Desviando-se rapidamente para diagonal, Peter mesmo machucado, aproveitou do momentum para aplicar um corte no peito do Tanque, o corte por transversal e fez o sangue quente começar a escorrer pelo peito do gigante. Sua pele caucasiana foi tingida pelo rubro da batalha. Em estado de fúria, o enorme homem continuava a golpear, entretanto, ele institivamente mudara a sua estratégia, no lugar de tentar acertar os adversários, ele começou a golpear os golpes dos mesmos.

O Cabelo Negro mirou um chute muito parecido aos primeiros, novamente no rosto do Tanque que, ao invés de tentar se defender, aplicou uma cabeçada contra o pé de seu adversário. O golpe seria extremamente benéfico ao utilizador de chutes, se não fosse a força descomunal de seu inimigo. Ambos sofriam danos, Tanque pelo local vulnerável atingido e o homem pela força tremenda com que seu pé era atingido. Peter antes de executar um novo golpe, pode observar que o Cabelo Negro “aterrissou” com dificuldade, o golpe do chefão havia sido efetivo. Em uma resposta, o Loiro brandiu sua espada mais uma vez em um movimento rápido em direção ao pescoço de seu inimigo, que naquele momento já voltava com um cruzado na direção de nosso aspirante a marinheiro. O soco do gigante acertou em cheio a lâmina da espada, que perfurou sua carne e fez jorrar sangue. Entretanto, esse corte não foi necessário para parar o movimento daquele homem anormal, a lâmina de espada de Peter foi empurrada contra o próprio espadachim, que foi acertado em cheio no rosto pela combinação do soco mais a parte de trás da lâmina, que não era cortante. A lâmina de metal cega, impulsionada pelo soco feroz cortou o supercílio direito de Peter, ele sentia o sangue jorrar pela lateral de seu rosto e podia ter certeza de que, aquela seria sua primeira cicatriz.

Extremamente machucado, o Tanque já era quase irreconhecível, seu corpo era um amontado de sangue, cortes e hematomas, a batalha estava perto do fim. Com um pé lesionado o Cabelo Negro atirou-se com um mortal, com um golpe giratório que mirava o topo da cabeça do homem gigante. Sem se importar com o chute Tanque aplicou um soco simultâneo no peito do seu adversário. O homem de cabelo negro foi arremessado longe com extrema violência pelo soco, já o Tanque, que fora atingido pelo chute, cambaleou, dando a oportunidade perfeita para Peter. O Loiro, motivado pelo seu desejo de justiça e pelo fato de sua pele até então perfeita ter sido maculada pelo enorme homem, investiu como um raio dourado em direção ao seu oponente, com um corte rápido e limpo, ele cortou a garganta daquele ser vil.

Depois de resistir muito, o Tanque fora derrotado. Um estrondo enorme se fez quando o corpo caiu sem vida ao chão, as pessoas suspiraram, não podiam crer que estavam testemunhando a derrocada daquele homem que, até poucos instantes, causava medo de respeito a todos.

Feridos, mortos e assustados. Todos esses estados estavam presentes naquele cenário de guerra. Julius ajudava Kale, gravemente ferido, com a esperança que a vida daquele bravo homem pudesse ser salvo. O Cabelo Negro se recompunha, levantando com dificuldade depois do último golpe do Tanque. Peter sentia uma falta de ar, com a adrenalina baixando, ele percebia a dificuldade de respirar, dentro de si, orgulho. Orgulho por ter defendido com a própria vida aquilo que acreditava, orgulho por ter visto o verdadeiro espírito da justiça reencarnado em seus aliados, Kale e Julius. Entretanto, ele estava ferido, seu supercílio sangrava e sua costela estava quebrada. O homem de Cabelos Negros caminhava em direção ao beco, amparado pelos seus dois amigos que Peter havia visto mais cedo. Peter não sabia ao certo quem era aquele homem, o que ele sabia é que ele havia-o ajudado e que certamente sem sua ajuda, ele não conseguiria derrotar o Tanque.

Por fim, o Loiro pode observar a chegada de um esquadrão da marinha composto por seis homens, que começaram a ajudar as pessoas no local.
Naquele dia, Peter certamente amadureceu, percebendo como havia sido errado o julgamento prematuro que fizera do homem de cabelos negros. Não que isso fosse algo terrível, afinal, a vida é feita justamente disso, erros e aprendizados, buscando sempre nessa união, se tornar uma pessoa melhor.

Ferimentos de Peter:
 



____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Ficha no banner
Voltar ao Topo Ir em baixo
Peter
Membro
Membro
Peter

Créditos : 8
Warn : Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 9010
Masculino Data de inscrição : 15/11/2018
Idade : 20
Localização : Wars Island - North Blue.

Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Eins - Halte dein Versprechen!   Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 EmptyTer 19 Fev 2019, 12:11




Eins - Halte dein Versprechen!

A queda do gigante!



Acabou, ele havia derrubado o Tanque. O loiro não conseguia realizar nenhuma ação, seu corpo era pesado demais e sua mente vaguejava por um caminho infindo sem qualquer direção. Qualquer palavra que saísse de sua boca seria apenas algo incompreensível e sem qualquer sentido, palavras vãs e flutuantes. Peter não conseguia nem mesmo respirar direito, ele estaca completamente acabado após aquele confronto.

- Que o Deus t-tenha piedade d-de sua a-alma. – Gaguejou entre suspiros de dor e gemidos de angústia. O loiro tentava se virar, isso com extrema dificuldade, para ver o corpo caído do gigante que acabara de matar.

Ver o criminoso no chão traria um alívio a sua mente, e principalmente a seu coração, a qual não parava de pensar em como aquele lugar imundo, digo isso não tem termos higiênicos, não se cansava de ser levado como folhas ao vento ante aquele completo descaso social. Era vergonhoso ver os patrulheiros da luz, marinheiros, chegarem ali sem o menor remorso em tais condições inumanas de insegurança e insatisfação dos moradores. Ele se sentia triste por alguns instantes, mas o mais importante era que ele se sentia feito.

Peter, como já esperado, não se movia bruscamente, apenas leves movimentos de seus braços e suas pernas, além de costas, para largar a espada, que o acompanhou naquela curtíssima jornada, e se abaixar para deitar naquele chão sujo de madeira. Sua respiração ofegante revelava o quão inabilitado ele estava e o sangue em seu supercílio e em seu braço também revelavam que ele havia lutado bravamente, e machucado gravemente. Levantar seus braços era como levantar um haltere de cem quilos, e seu corpo pior ainda. Não conseguia realizar muitos movimentos além de tentar se arrastar para uma parede, ou qualquer superfície que seja, e se recostar buscando algum descanso, e merecido descanso.

- E-eu... p-preciso de a-ajuda... – Tentava dizer em meio a respirações dificultosas e olhares baixos. Sua voz tentava alcançar o ouvido de qualquer um dos marinheiros que ali chegavam.

Ele tentava erguer seu antebraço para por sua mão sobre onde mais doía, sua costela quebrada, e, de alguma forma milagrosa, rezar para que aquela dor insuportável parasse. Além disso seu braço também doía devido ao tiro que por ali raspara, fazendo-o sangrar e ter uma dor, similar a uma queimadura, também infernal. Sou supercílio, por fim, era o pior dos problemas, mas ainda assim doía como algo pior do que imaginara, de fato a adrenalina esquentou seu sangue de tal forma que a dor não era perceptível durante a luta.

Peter não tinha ideia do que fazer a partir dali, talvez voltar sua atenção a bolsa roupada da senhora que encontrou logo quando chegou em Wars Island, mas isso, com tanto tempo já passado seria quase impossível, também tinha algo lhe alertando, em sua mente, sobre seu alistamento, mas isso ocorreria de acordo com o proceder de sua estadia naquela ilha infernal. Por menor havia o cansaço e fome que também sentia ali, sua situação não era fácil, ele estava acabado e precisava de um bom, ou melhor, de um ótimo descanso.

O loiro esperava que os soldados o atendessem e pediria algo como ajuda para se recuperar daquelas feridas e, também, algum lugar onde pudesse descansar. – Por favor, me diga o-onde posso encontrar um médico p-por aqui... ou q-qualquer lugar onde posso descansar. – Diria calmamente e, ainda, em um tom receptivo, afinal a resposta decidiria por onde sua jornada continuaria.

Havia também a possibilidade de ser levado junto com os outros feridos, o que seria bom, pois como dizia o ditado: matar dois coelhos com uma cajadada só. Se a base médica fosse no quartel da marinha faria dali seu ponto de alistamento, informando para quem quer que seja o responsável sobre sua escolhe em adentrar o corpo governante da justiça dos mares.

Peter não tinha muita perspectiva se continuaria ali, e sair dali era uma escolha óbvia, mas, em seu íntimo, seus próximos passos seriam de fácil identificação, buscar ajuda para se recuperar dos ferimentos, descansar e por fim, já recuperado, se alistar na marinha.

Histórico:
 

Objetivos:
 

ϟ

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mizushiro Hizumy
Revolucionário
Revolucionário
Mizushiro Hizumy

Créditos : 2
Warn : Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 12/11/2014
Idade : 19
Localização : Cactus Island

Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Eins - Halte dein Versprechen!   Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 EmptySex 01 Mar 2019, 22:35



Eins - Halte dein Versprechen!
Wars Island | Peter Bordeaux | Clima: Outono  


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Iludidos por uma vitória fugas à seus pesadelos, o povinho grunhia em êxtase, deleitando-se com a morte de Tanque e cuspindo em seu corpo que, com extrema dificuldade e desleixo, era arrastado por três marinheiros bem franzinos. Esperançosos, acreditavam que suas vidas seriam melhor quando o sol voltasse a nascer e os iluminasse com seus raios dourados, caindo numa miragem satisfatória trazida pelo forasteiro. Apenas um pequeno e insignificante ponto de toda a escória que inundava aquela ilha havia sido eliminada e não tardaria a emanar outro para o substituir.

  A respiração era-lhe arquejante e pesada, feita com profundidade e lentidão. Sua visão estava ofuscada pela exaustão e tudo o que conseguira fazer fora rastejar até a parede mais próxima e repousar as costas. A vitória talvez soubesse a pouco, no entanto, havia dado um grande passo na direcção certa. – Por favor, me diga o-onde posso encontrar um médico p-por aqui... ou q-qualquer lugar onde posso descansar. – Balbuciadas, suas palavras mal conseguiam passar d’um murmúrio. – Eis um homem audaz! – Alta, grave e rouca, a voz fazia com que as pessoas ali em volta se afastassem tamanha sua imponência. Devido a seus ferimentos e a fadiga, o loiro não conseguiu ver detalhadamente a figura audaz e grande que vagarosamente se aproximava até o mesmo chegar perto e, agachando-se, colocar-se de frente para ele com um sorriso no rosto. – E a sorte favorece os audazes, não é verdade, meu caro? –

   Lutando para manter-se desperto, Peter conseguiria então identificar o sujeito pela sua vestimenta. Um fato-social cinzento com listras pretas e um casaco alvo nos ombros largos. Sua tez era morena e seus cabelos negros, no queixo uma barbicha devidamente aparada e simétrica. E apesar de não conseguir olhar-lho nos olhos, por estarem escondidos pelas lentes escuras dos óculos, podia sentir-lhe a forte essência à tabaco que saia da boca. – Shiii-xi! – Antes mesmo que Joseph pronunciasse qualquer vogal, o marinheiro o mandava calar pousando sua grande mão em sua cabeça de forma benévola. Peter, quiçá, ficaria com a ideia errada, no entanto, havia conseguido cativar e despertar o interesse daquele soldado anónimo. Se seria uma coisa boa ou má, somente o tempo o diria. – Está na hora das crianças deitarem. – Apercebendo-se de que as pestanas do loiro estavam cada vez mais pesadas e que o sono o conquistaria, o marinheiro o agarraria em seus braços como à um bebé, deixando-o então desmaiar. Seria naquele breve instante que os olhos curiosos ainda por ali entrariam em choque ao conferir a grande diferença de altura entre eles. Mesmo Peter sendo grande, aquele que o carregava era muito maior.

 Ao acordar, levantando-se da cama, Bordeaux aperceber-se-ia, se olhassem em redor em busca de analisar o local onde estava, que estava no que parecia ser uma ala médica: um quarto em formato rectangular, com várias camas, estando elas separadas por uma cortina de um verde de tonalidade clara. Além disso, do seu lado esquerdo da cama havia uma janela, por onde os raios de sol passavam, e o garoto podia ver, do lado de fora, a bandeira da Marinha hasteada, dançando ao favor do vento. Seus ferimentos estavam tratados e devidamente enfaixados, e do lado da cama, na cabeceira, havia um pequeno pote de pudim de chocolate o esperando. - Finalmente decidiu voltar ao mundo dos vivos? – Sentado à sua frente, a grande figura que o trouxera até ali o saudava, agora sem os óculos, seus olhos profundos e sérios pareciam querer uma explicação do que havia acontecido, uma espécie de relatório.



MOONLIGHT
__________________________________
   
there might be a million shells in the blue ocean, but you're unique, because you're my precious colorful shell!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Ferimentos:
 

NPC's:
 

OFF:
 



Thanks Panda

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:

[ ] Ganhar uma Meitou lvl 2; (ノ≧∀≦)ノ
[ ] Ter Ofício Ferreiro lvl 2; (╯✧∇✧)╯
[ ] Forjar uma Katana lvl 2; (ര̀ᴗര́)و ̑̑
[ ] Caçar 5 Recompensas;  ヾ(〃^∇^)ノ♪
[ ] Vencer o torneio de artes marciais 1x; (๑•̀ㅂ•́)و✧
[ ] Encontrar dois tesouros; (۶ꈨຶꎁꈨຶ )۶ʸᵉᵃʰᵎ
[ ] Viajar por todo South e West Blue; ೕ(⁍̴̀◊⁍̴́ฅ)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Peter
Membro
Membro
Peter

Créditos : 8
Warn : Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 9010
Masculino Data de inscrição : 15/11/2018
Idade : 20
Localização : Wars Island - North Blue.

Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Eins - Halte dein Versprechen!   Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 EmptySab 02 Mar 2019, 23:54




Eins - Halte dein Versprechen!

O QG da Marinha!



Flashes curtos passavam em meio a aquela insuportável dor de cabeça que o loiro sentia. Ele via algumas memórias se esvaírem em meio a outras mais recentes, como o delicioso prazer em cortar a pele do Tanque e ver aquele maldito rato imundo cair no chão enquanto sua vida ia embora. Ele também via algumas outras imagens, como as de Kale e Julius, que lutaram bravamente naquela batalha importante, mas que seria esquecida como qualquer outro ato “heroico” de justiça. Além de, é claro, o Cabelos Negros lhe ajudando no árduo confronto contra o que Peter achava ser o líder daquela quadrilha.

Acordar, agora, em um quarto de hospital era deveras estranho. Ele tanto poderia ter sido feito refém como também pudera ter sido socorrido, e seu coração apontava mais para a segunda opção. Suas mãos se erguiam e logo iam de encontro a suas doloridas costelas quebradas, elas alisavam aquela pele branca e buscavam alguma irregularidade palpável. Ele também se esforçava em ver seu braço e tocar seu supercílio, para saber se as feridas já haviam sido tratadas, o que esperava que sim, mas aparentemente ainda não foram.

Seus olhos ainda estavam muito fechados para com o seu corpo. Não via a sua frente aquele gigante que o socorreu, sim, ele tinha uma sensação de ter sido salvo especificamente por aquela pessoa mesmo tendo apagado após a batalha e não se lembrar de praticamente nada. O loiro se esforçava em tentar lembrar os detalhes de tudo o que ocorreu logo após a morte do Tanque, mas uma escuridão total vinha a sua mente lhe atormentar com um vazio incrível.

- Então... M-muito obrigado! – Disse Peter, quase sussurrando, enquanto erguia os olhos para o Marine sentado à sua frente. Ele se esforçava para levantar, tirava o lençol que o cobria e ficava levemente surpreso ao ver o que vestia, seria engraçado ver aquele brutamontes loiro com uma roupinha fina de hospital. Logo em seguida Bordeaux voltava a dirigir ao Marine suas palavras de agradecimento. – Eu sinto que foi você que me salvou. Muito obrigado! – Agora com mais firmeza em sua voz e certeza em suas palavras.

O loiro, observava, agora, o ambiente em que estava. Observava a cortina e a janela primeiramente. Ele via a bandeira da marinha hasteada ao ar e sentia um alívio em seu peito, era aquela a sua chance de se alistar e realizar um sonho desde jovem. Seu coração palpitava cada vez mais rápido ao ter isso em mente e ele logo se enchia de entusiasmo para correr e realizar seu alistamento. Um sorriso de criança surgia em seu rosto nitidamente, os dentes perfeitos do loiro queriam refletir a alegria que sentia com o orgulho que ele mantinha pela Marinha.

- Estamos em alguma base da Marinha? – Indagava em um tom adequado, não muito alto, mas nada muito baixo e tímido. – Incrível, eu sempre sonhei em me alistar na Marinha, talvez essa seja a minha chance! – Sorria ao fim da frase demonstrando tamanho desejo naquelas ações.

Peter logo voltava seus pensamentos ao rapaz a sua frente após ser surpreendido com a revelação de que, provavelmente, estava em uma base da Marinha.

- Mas... O que aconteceu depois dos soldados chegarem? Eu não me lembro de mais nada depois da luta. – Perguntou em um tom confuso, o jovem arqueava uma das sobrancelhas e levava uma mão ao queixo. -  Sinceramente não me lembro... Você poderia me dizer?

As respostas do gigante acalmariam bastante seu coração. O loiro esperava algumas coisas coerentes e que fossem justas, principalmente. Ao término das respostas Peter poderia logo se dirigir para onde suas roupas estavam, caso estivesse sem elas, e por seguinte ao local adequado de seu alistamento, onde realizaria o cadastro e ações necessárias para tal. Ele também agradeceria ainda mais o rapaz a qual lhe salvou, cumprimentando-o e contando sobre Julius e Kale, algo do tipo “Eles foram as pessoas mais corajosas que eu já vi, realmente são Marines exemplares”.

O futuro parecia sorrir, com dentes podres e um bafo insuportável, para Peter.

Histórico:
 

Objetivos:
 

OFF:
 

ϟ

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mizushiro Hizumy
Revolucionário
Revolucionário
Mizushiro Hizumy

Créditos : 2
Warn : Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 12/11/2014
Idade : 19
Localização : Cactus Island

Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Eins - Halte dein Versprechen!   Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 EmptySeg 04 Mar 2019, 11:34



Eins - Halte dein Versprechen!
Wars Island | Peter Bordeaux | Clima: Outono


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



Com forçado trejeito o marinheiro assentiu com a cabeça em silêncio à pergunta do jovem loiro, levando a mão esquerda ao interior do casaco e retirando um de seus tabacos. – Incrível, eu sempre sonhei em me alistar na Marinha, talvez essa seja a minha chance! – Contemplando a alegria espontânea do jovem, acendendo o cigarro com um isqueiro metálico, puxando a nicotina para os pulmões, o marinheiro sorria um pequeno sorriso contrafeito, ondulando os lábios robustos. Era bom saber que ainda havia jovens dispostos a ingressar numa vida que por vezes era ingrata, mas que fazia de tudo para defender pessoas inocentes. - Mas... O que aconteceu depois dos soldados chegarem? Eu não me lembro de mais nada depois da luta. Sinceramente não me lembro... Você poderia me dizer? - O fumo deixou sua boca numa fina linha vertical prolongada. - Assim que os soldados chegaram ao local capturaram vários suspeitos, além de limparem a área e de levarem Tanque para a morgue. Os marinheiros que estavam contigo...- Faria uma pausa para fumar do seu tabaco e puxar pela memória pelos nomes dos soldados. - Kale e Julius, se não me engano… Estão fora de perigo, no entanto, ainda não acordaram. Infelizmente, ontem tivemos que libertar a maioria o criminosos por falta de evidências… Aff… - Suspirava cansado e insatisfeito, obviamente zangado por ter que soltar nas ruas homens perigosos, que sabia bem que eram criminosos mas, que a falta de provas, fazia com que fosse impossível mantê-los em cativeiro. - E caso não tenha percebido ainda, você esteve dormindo por um dia e meio. A luta deve ter acabado com você! Sha! Sha! Sha! Sha! - Daria uma gargalhada bem alta e dramática.

Levantando-se da cadeira e deixando qualquer um ali estupefato com a altura de quatro metros que tinha, o marinheiro retirava uma folha-de-papel do casaco. - Fico contente por meu instinto não me ter enganado. Sabia que seu propósito era ingressar na Marinha, afinal, não é qualquer civil que auxilia a Marinha de livre-vontade. Aqui, preencha este formulário e o entregue na recepção, no piso de baixo e depois procure por mim. - Virando costas, o homem parava de repente antes de se abaixar e passar pela porta. - Oh! Eu ainda não me apresentei. O meu nome é Denver. Sargento Denver. Prazer! - Terminava, tirando a ponta do tabaco já no seu fim dos lábios e saindo da ala médica.

Agora tudo estava nas mãos de Peter. Aos poucos, apesar de conflituoso, o destino ia lhe entregando seus objectivos, o recompensando por seus actos destemidos. Assim que terminasse de assinar os papéis, tudo o precisaria fazer era ir até a recepção, onde teria um soldado de baixa patente esperando por receber o formulário. Mesmo machucado, mover-se não seria um problema, pois já havia recebido tratamento médico, apenas teria que tomar cuidado para não realizar movimentos bruscos até que eles estivessem 100% curados.



Citação :
Nome:_______________________________
Idade: ___ Sexo: M ( ) F ( )
Tipo Sanguíneo:____ Altura: _____ Peso: ____Kg
Local de Nascimento:________________ Estilo de Combate:_____________________
Antecedente Criminal: Sim ( ) Não ( )
Motivo para ingressar na Marinha:________________________________________________




MOONLIGHT
__________________________________

there might be a million shells in the blue ocean, but you're unique, because you're my precious colorful shell!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Ferimentos:
 

NPC's:
 

OFF:
 



Thanks Panda



____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:

[ ] Ganhar uma Meitou lvl 2; (ノ≧∀≦)ノ
[ ] Ter Ofício Ferreiro lvl 2; (╯✧∇✧)╯
[ ] Forjar uma Katana lvl 2; (ര̀ᴗര́)و ̑̑
[ ] Caçar 5 Recompensas;  ヾ(〃^∇^)ノ♪
[ ] Vencer o torneio de artes marciais 1x; (๑•̀ㅂ•́)و✧
[ ] Encontrar dois tesouros; (۶ꈨຶꎁꈨຶ )۶ʸᵉᵃʰᵎ
[ ] Viajar por todo South e West Blue; ೕ(⁍̴̀◊⁍̴́ฅ)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Peter
Membro
Membro
Peter

Créditos : 8
Warn : Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 9010
Masculino Data de inscrição : 15/11/2018
Idade : 20
Localização : Wars Island - North Blue.

Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Eins - Halte dein Versprechen!   Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 EmptySeg 04 Mar 2019, 22:20




Eins - Halte dein Versprechen!

O QG da Marinha!



O jovem prestava atenção em cada palavra do soldado a sua frente, ele parecia não piscar e nem mesmo sua respiração lhe atrapalhava, sua pesada e difícil respiração. Seus lábios expressavam o máximo que conseguiam ao ouvir sobre Julius e Kale, sobre eles estarem sendo tratados, mas ainda assim não foram liberados, isso lhe doía o coração. Aqueles dois Marines representavam para ele o claro e grande poder da coragem da Marinha, a vontade deles de fazer o que era certo lhes faziam crescer moralmente. Peter achava isso muito bonito e queria retribuir o favor, principalmente para os indefesos civis que sofriam nas mãos dos malditos piratas e revolucionários imundos.

- Eles são soldados fantásticos... – Dizia Peter com seus olhos voltados ao chão, sua mente repassava todas as rápidas memórias de quando batalhavam. O tiro que um deles levou e toda a fúria que o outro sentiu ao ver seu parceiro sendo baleado. – Espero que eles melhorem logo. – Completou com um tom mais esperançoso.

Quando ouviu que a base teve de liberar os criminosos por falta de evidência, sua expressão mudava completamente, seus olhos se arregalavam e suas veias saltavam de sua testa e pescoço. A íris vermelha do loiro diminuía, como a de um gato prestes a atacar sua presa, ele parecia demonstrar uma ira profunda, mas não transpunha isso para o soldado, apenas guardava em seu coração aquele sentimento de revolta. – Soltaram eles ...? – Disse Bordeaux com um tom calmo. – Nossa... – Completou com uma expressão de surpresa bem fajuta.

A moralidade, para si, não era nada quebrada, ainda, mas os “pontos” da marinha para com ele começavam a cair. Ele entendia que poderia ter algum tipo de motivo para tal, como foi a justificativa de “soltá-los por falta de evidências”. Era uma resposta simples e bem formal, para a população, mas para ele soava mais como uma desculpa esfarrapada de pessoas que tinham ciência de toda a desgraça que acontecia na ilha.

Por fim a conversa seguia até ele receber um certo papel. Os olhos do loiro brilhavam ao ver que aquele formulário lhe era entregue. Suas mãos não conseguiam sentir com total tato a prancheta e sua boca tremia de êxtase. Como se um sonho estivesse, e que realmente estava sendo realizado.
- Certo... – Sussurrou, principalmente para si mesmo. – Obrigado, espero não o desapontar, senhor! – Continuou sua frase com uma continência.

O loiro logo a preenchia, não demorava para isso, sua mão tremia, mas sua mente tinha es respostas bem claras.

- Nome? Peter Joseph, de papai, Bordeaux, da mamãe. – Disse enquanto escrevia. – Idade? Vinte e cinco anos! – Disse, ainda escrevendo. – Sexo masculino... E tipo sanguíneo? Acho que O negativo, não sei... Preciso fazer um teste... – Comentou enquanto preenchia o formulário. – Altura 2 metros e peso 90 quilos, não tenho certeza... – Comentou. – Nasci em Fernand Island, maldita ilha congelante, e sou um espadachim! – Ainda escrevendo, dando uma maior entonação a seu estilo de combate. – Não tenho antecedentes criminais. Isso é fácil. – Completou e, por fim, ao chegar no último campo ele deu uma pequena parada. Pensou, meditou e logo escreveu, com toda a certeza do mundo, ou melhor, do universo. – Eu vou limpar o mundo! – Escreveu em letras garrafais.

Citação :
Nome: Peter Joseph Bordeaux
Idade: 25 Sexo: M (X) F ( )
Tipo Sanguíneo: O- Altura: 2m Peso: 90Kg
Local de Nascimento: Fernand Island Estilo de Combate: Espadachim
Antecedente Criminal: Sim ( ) Não (X)
Motivo para ingressar na Marinha: VOU LIMPAR O MUNDO!!!

Terminando de preencher a ficha, o loiro se prontificava a se levantar da maca e se dirigir ao local indicado, no andar de baixo. Certamente não seria fácil ir até lá, mas aquela oportunidade não poderia ser, em hipótese alguma, jogada fora. Ele se levantava, com uma das mãos em suas costelas, enquanto a alisava, buscando aliviar aquela dor insuportável, e a outra segurava o formulário. Ele procuraria suas roupas, caso não estivesse com elas, e as vestiria. Daria um esforço maior ao calçar os sapatos e vestir a calça, já que ele precisaria se abaixar para isso, quanto a camisa não seria tão difícil, mas ainda complicado.

Logo, após pronto, se dirigiria ao local indicado, procuraria por algum tipo de “atendimento” se guiando por placas de informações ou até mesmo por qualquer um que estivesse transitando, tentaria perguntar a um dos que por ali estava sobre o local que deveria ir. – Onde posso encontrar o local para entregar este formulário? – Indagaria com gentileza.

Após descobrir, caso ele fosse devidamente informado, entregaria o formulário e aguardaria por uma resposta. Aquilo, para Peter, certamente lhe pareceria com uma eternidade, mas ele aguardaria de bom grado.

- Enfim chegou o dia! – Sussurraria como forma de se animar e, principalmente, buscar inspiração.

O futuro do aspirante a marinheiro seria brilhante.

Histórico:
 

Objetivos:
 

OFF:
 

ϟ

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mizushiro Hizumy
Revolucionário
Revolucionário
Mizushiro Hizumy

Créditos : 2
Warn : Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 12/11/2014
Idade : 19
Localização : Cactus Island

Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Eins - Halte dein Versprechen!   Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 EmptyQui 07 Mar 2019, 13:38



Eins - Halte dein Versprechen!
Wars Island | Peter Bordeaux | Clima: Outono


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Ao pegar em suas vestes, Peter pôde aperceber-se, ao tocá-las, que estavam bem mais suaves e macias que antes, além de limpas e com um ótimo aroma à açucenas. Alguém as havia lavado enquanto estivera a descansar.

Devidamente trajado, o recruta deixava o quarto, passando por um longo corredor e seguidamente descendo as escadas. Ao longo do breve caminho que percorreu, o loiro deparou-se com inúmeros soldados fardados, imensamente atarefados, andando com passos apressados de um lado e para o outro como baratas tontas ignorando o rapaz, alguns carregando caixas repletas de papeis de formulários, outro equipamentos e ainda outro par de soldados empurrando um prisioneiro de cela. A vida daqueles marinheiros não era muito fácil naquela ilha. Para manter a justiça em um local como aquele era difícil, principalmente com a enorme teia de burocracia a que estavam cativos. Peter viria a descobrir mais tarde, em um futuro não muito distante, que não bastava a vontade de fazer o bem para mudar o mundo. Ele tinha de o fazer da maneira certa, seguindo a lei e a justiça, ou não passaria de um caçador-de-recompensas ou um simples vigilante.

O balcão da entrada era de largura e comprimento mediano, com três atendentes bem atarefados recolhendo depoimentos das vítimas daquela ilha cruel e encardida do pior que a sociedade tinha a oferecer.

- Você deve ser o novo recruta que o Sargento Denver avisou! - Ao vê-lo de relance, um dos soldados ergueu-se de ímpeto da sua cadeira indo até ele. - O Sargento pediu-me para ficar com o seu formulário e tratar das formalidades. Com isto, você terá que efetuar algumas actividades antes de poder chamar-se de Marinheiro. Primeiramente, vá por está porta e... - Dizia em um turbilhão de palavras rápidas e sólidas, não dando tempo de Peter intervir, apontando para uma porta por de trás deles e do balcão onde existia uma plaquinha dizendo "Apenas pessoal autorizado". - ... e siga sempre em frente. Depois vire na segunda porta à sua direita. Estarás na lavandaria. Estamos com falta de pessoal, por isso precisamos que novos recrutas ajudem com esses tipos de tarefas. Depois de tratar das roupas, na porta de frente para a lavandaria está o banheiro masculino... Quando terminar, procure pelo Sargento Denver, ele estará provavelmente no segundo andar, na sala de convívio dos Sargentos e Tenentes. Boa sorte e faça o seu melhor! -Despedia-se o soldado afastando-se dele e voltando para a sua cadeira onde havia deixado um velhinho bem zangado a espera.

Seguindo as indicações fornecidas pelo marinheiro, nosso herói dar-se-ia de frente com uma das mais difíceis e ingratas tarefas de todas, uma que talvez nem mesmo grande heróis como Hércules ou Alexandre tiveram que enfrentar. Três montanhas de trajes da marinha, com direito à roupa-interior e calçados, todas encardidas de vermelho, algumas com buracos e com um entorno acinzentado de queimado em volta dos buracos. O pior de tudo, só tinha uma máquina-de-lavar. O resto, e a grande maioria, teria de o fazer com as próprias mãos usando o tanque de água ali no canto. A ala era bastante grande e sombria, com várias luzes intensas e um chão de cimento robusto. Todo o tipo de itens necessários para a questão poderiam ser encontrados no armário ao lado da máquina. Além disso, havia ainda espaço naquele quarto para três filas de varais com comprimento de seis metros cada.

Ao longo do tempo que fosse passando ali, Peter começaria a suar e transpirar, não só devido ao intenso trabalho que seria lavar aquelas roupas, mas ao simples facto da própria sala emanar um calor anormal para secar as roupas.

Por fim, quando finalizasse, deixando a sala e seguindo em frente, seria hora de limpar o banheiro masculino. Era um banheiro de formato retangular de onze metros de comprimento e sete de largura. Do seu lado direito do seu ombro estariam uns sete cubículos sanitários, todos sujos da pior maneira possível evidenciando a falta de higiene daquele pessoal e o tempo em que não era limpo. Do lado esquerdo estava a pia para lavar as mãos com um espelho que prolongava-se por toda a parede. Por debaixo da pia um armário de madeira branca onde o garoto poderia achar utensílios desde balde e esfregonas, à luvas e produtos de limpeza, assim como uma plaquinha alertando para piso molhado.



MOONLIGHT
__________________________________

there might be a million shells in the blue ocean, but you're unique, because you're my precious colorful shell!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Ferimentos:
 

NPC's:
 

OFF:
 



Thanks Panda


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:

[ ] Ganhar uma Meitou lvl 2; (ノ≧∀≦)ノ
[ ] Ter Ofício Ferreiro lvl 2; (╯✧∇✧)╯
[ ] Forjar uma Katana lvl 2; (ര̀ᴗര́)و ̑̑
[ ] Caçar 5 Recompensas;  ヾ(〃^∇^)ノ♪
[ ] Vencer o torneio de artes marciais 1x; (๑•̀ㅂ•́)و✧
[ ] Encontrar dois tesouros; (۶ꈨຶꎁꈨຶ )۶ʸᵉᵃʰᵎ
[ ] Viajar por todo South e West Blue; ೕ(⁍̴̀◊⁍̴́ฅ)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Peter
Membro
Membro
Peter

Créditos : 8
Warn : Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 9010
Masculino Data de inscrição : 15/11/2018
Idade : 20
Localização : Wars Island - North Blue.

Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Eins - Halte dein Versprechen!   Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 EmptyQui 07 Mar 2019, 16:48




Eins - Halte dein Versprechen!

O QG da Marinha!



Ver toda aquela movimentação fazia sua animação subir até a cabeça. O loiro sabia que nem sempre de glórias viveria, mas a simples tarefa de contribuir com a justiça lhe satisfazia. Seus olhos não paravam de acompanhar os soldados que passavam para lá e para cá devidamente atarefados com as mais diversas obrigações casuais de um quartel da marinha, desde mexer com documentos até decretar prisão para foras da lei.

- Legal... – Sussurrava ainda enaltecendo seu animo e vontade de trabalhar para o corpo governante.

Continuando até a ala onde encontraria a sala com o balcão de informações ele pode perceber ainda amis trabalho a ser feito. Dos mais diversos o que mais lhe chamava atenção era o interrogatório que ocorria ali bem próximo. Receber as primeiras ordens fora estimulador, mas... lavar roupas e banheiro? Bom, ele não gostou tanto quanto imaginaria, mas ainda assim era a serviço da Marinha, então a faria de bom grado.

Ao chegar no primeiro ponto das tarefas, a sala de roupas, ele encontrara aquele monte, ou melhor, montanha de roupas sujas e encardidas. Das mais diversas, talvez até mesmo peças intimas estivessem jogadas ali. Mas alguém deveria fazer o serviço sujo, e este alguém teria, infelizmente, de ser Peter Bordeaux. O loiro logo começava o serviço.

Ele, primeiramente, dividiria o serviço em três partes. Começaria por fazer alguns conjuntos de roupas, dividindo camisas, calças, roupas intimas e meias e por fim sapatos. Logo em seguida colocaria o máximo que coubesse na única máquina as roupas mais pesadas, principalmente calças e camisas. Por fim, e mais desgraçado, trataria de lavar outras roupas a mão, utilizando de sabão, água e raiva.

Quem sabe o tempo que aquilo tomaria, mas completar aquelas tarefas e chegar na sala do Sargento Denver lhe daria um sentimento de dever cumprido.

Logo, Bordeaux trataria de começar o serviço.

Após dividir as peças, ele colocaria o suficiente na máquina com as medidas adequadas de sabão em pó e amaciante e logo em seguida a ligaria para lavá-las de acordo com as indicações que, talvez, por ali estivessem. Caso contrário tentaria procurar uma média plausível entre tempo e esforço para não demorar muito e ainda terminar o serviço do banheiro ainda naquele mesmo dia. Logo, pegaria as outras roupas que estivessem separadas e trataria de lavá-las em um tanque próximo, ainda com os materiais adequados para tais.

O suor descia por seu rosto como óleo quente, seu pescoço estava molhado e seu peito também, o que dirá de seu longo cabelo que logo era tratado de ser preso em um coque para evitar aquele mormaço insuportável em sua nuca. Suas mãos agradeciam por serem molhadas constantemente, pelo menos elas não sentiam o inferno que estava aquele local.

O serviço seria contínuo até que estivesse completo, efetuando trocas na máquina quando necessário e sempre dando atenção a ela, colocando mais roupas ou água ou os higienizadores quando requeridos.

- Que merda... – Sussurrava buscando uma infeliz e, quase impossível, inspiração. O loiro erguia seu antebraço para seu rosto colocando a parte interior de seu cotovelo para tampar o seu nariz. – Deve ter alguma coisa pra ajudar aqui... Com certeza tem!

Ele, agora, vasculharia todos os armários para enfim encontrar alguma máscara para realizar aquele detestável serviço.

Os materiais que encontrassem serviriam prontamente para o serviço. Deveria ter alguns esfregões e algumas buchas, além de produtos de limpeza fortes e cheirosos, ao extremo, desejaria o Peter.

Lavar o chão não seria problema, colocaria uma placa de “chão molhado” primeiramente e partiria para o trabalho, ele logo jogaria algum produto mais forte para encerar e tirar aquele pesado “tapete” de sujeira, em seguida limparia as paredes. Daria fortes arrastadas para tirar o máximo de sujeira possível, limparia os cantos e as brechas do assoalho, além dos fios de cada entranha daquele lugar fedorento.

Em seguida o jovem trataria de limpar a pia, higienizando-a com o que estivesse a sua disposição, e dando uma leve esfregada com alguma escova, caso tivesse uma, ou com algum pano.

O “granfinale” seriam as privadas. Aqueles imundos assentos detestáveis até pelos mais asquerosos demônios.

- Vamos Peter, vamos acabar logo com isso... – Bradava enquanto cerrava os punhos com um balde de água e algum produto forte em uma mão e uma escova em outra.

Lavaria as privadas ajoelhado, com o rosto o mais longe possível delas, virando-o, se possível. Logo daria fortes esfregadas, logo após dar uma longa descarga, e tentaria tirar o máximo de sujeira possível. Jogaria o produto de limpeza mais forte que estivesse à disposição em cada um dos sanitários ao finalizar o serviço. Faria isso com cada vaso que estivesse no banheiro e nos mictórios também.

Terminadas as obras malditas ele trataria de se lavar. Procuraria uma pia, pegaria um bom, e utilizável, sabão e ficaria por cerca de dois minutos esfregando as mãos e lavando o rosto sem parar. Queria tirar aquela imundice de sua pele. Peter odiava sujeira.

Ao terminar de se higienizar ele trataria de subir a sala do Sargento Denvers. Chegaria com o máximo de educação e sujeição possível, prestaria continência e também aguardaria ele falar o que tivesse de proferir. Quando houvesse a chance falaria de seus serviços já finalizados.

- Senhor, trabalho concluído... Mais alguma missão? – O loiro colocaria seriedade em sua fala, dando importância ao que fez.

Histórico:
 

Objetivos:
 
ϟ

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mizushiro Hizumy
Revolucionário
Revolucionário
Mizushiro Hizumy

Créditos : 2
Warn : Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 12/11/2014
Idade : 19
Localização : Cactus Island

Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Eins - Halte dein Versprechen!   Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 EmptySex 08 Mar 2019, 05:33



Eins - Halte dein Versprechen!
Wars Island | Peter Bordeaux | Clima: Outono  



Possuído por uma determinação deveras surpreendendo, o loiro recusou-se em ver tal tarefa como algo simplório ou mesmo fugaz e insignificante. Claro que a ideia não era uma das que mais apreciava, no entanto, faria o seu melhor para cumprir a sua parte e ser uma eficiente engrenagem daquela dantesca e funcional máquina que era a Marinha.

  Controverso com sua situação, usando o cabelo preso, movia o corpo feito robot, realizando com suas obrigações sem reclamar, ou melhor... Reclamando dentro do possível e admissível. Era incrível como a sujidade havia se acumulado tanto, não só nas roupas, como também no banheiro que viria a limpar mais tarde.

   Após uma hora bem atarefada, sem parar para descansar, sentindo algumas picadelas de leve na zona das costelas, o jovem terminava de  lavar todas as roupas, colocando-as com sucesso para secar e partindo para a sua próxima missão: limpar o banheiro masculino. Esta também não fora uma tarefa de fácil realização, ou sequer satisfatória, mas fizera o seu melhor. Usando a força muscular e o bom e árduo trabalho braçal, lá foi capaz de esfregar todos os sanitários e de deixar aquele chão a brilhar depois de uma hora.

  Exausto era o mínimo que podia dizer no final de tudo aquilo. Seus braços estariam doloridos, com uma certa ardência de tanto esfregar roupas e de passar a esfregona no chão, assim como suas costas sentiriam um certo desconforto agudo e os ombros lhe pesariam. Ainda assim, mostraria um certo orgulho no seu trabalho muito bem feito ao entrar na sala onde estava o sargento. - Oh! Peter! Bom trabalho! Bom trabalho! - De sorriso invulgar, mas que demonstrava uma certa vaidade para com o esforço do rapaz, como que se estivesse a vangloriar do mesmo para os parceiros ali, Denver se levantava e ia até ele. - Ali aquele meu amigo, o de chapéu à vaqueiro... - Aproximando-se do recruta, o sargento, bem mais alto do que ele, passava o seu braço por cima do loiro, abraçando seus ombros e segredando para que somente ele o ouvisse, olhando para um homem da altura de Peter e com uma roupa estranha, diferente das dos outros marinheiros. - Ele apostou comigo que você desistiria até ao fim do dia de tentar ser um Marinheiro. O que me diz de provarmos o contrário? - Complementava a afirmação com um sorriso no rosto de quem sabia que Peter não o desiludiria. - É assim mesmo que se fala garoto! Venha! Vou te mostrar a próxima etapa do seu alistamento! - Puxando-o para fora da sala, Denver o levaria para outro local.

  Se Peter tentasse olhar, uma vez mais, de soslaio por cima do braço do sargento que envolvia seus ombros, veria que o homem a que Denver se referia tinha um ar sério, do tipo de pessoa predisposta a fazer de tudo para conseguir suas metas, mas também possuía uma bondade e gentileza estranha no mesmo, um rosto que lembrava muito o de um homem experiente, com barba crespa acastanhada e olhos azuis e com muitos anos de vida, como demonstravam as rugas em sua testa.

   - Aqui estamos! Do outro lado desta grande porta de metal está, como podes imaginar, o pior tipo de tortura existente! - Dizia num tom chacota e ironia. Entretanto, barulhos estranhos podiam ser ouvidos saindo por de trás daquela porta, como que se feras estivessem sendo abatidas, com o barulho grave e seco de ferro sendo jogado no chão e levantado, além de vários gritos que pareciam folegar por socorro. Bem lentamente, causando um certo suspense, a porta foi se abrindo e...


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

 Uma vez que atravessou a grande porta que omitia aqueles sons de dor e agonia, Peter pôde ter o vislumbre daquilo que, se não fosse fazê-lo reconsiderar tudo na sua vida, o deixaria com várias dores e hematomas pelo resto da semana. Era uma das maiores alas de todo o Quartel General, e não podia ser para menos, só ali dentro podia contar mais de cinquenta pessoas, de todos os arquétipos inimagináveis. Grandes e pequenas, musculadas e rechonchudas. A sala tinha facilmente uns trinta metros, com pesos e máquinas que provavelmente o loiro sequer sabia para que funcionavam algumas.

 Aquele era um mundo novo, o mundo do fitness! Mundo onde o que ordenava era o odor nauseabundo à transpiração e suor, onde a dor era sinônimo de força. Não só máquinas de mil tipos, como também um pequeno ringue ao fundo da sala com três sacos de boxe do lado de fora ele conseguia ver.

  Recuperando a visão daquele cenário quase animalesco e selvagem, sua atenção seria cativada por uma jovem moça de tez esbranquiçada, cabelos grisalhos em um tom de prata e a sua estatura pequena. Todavia, apesar da sua beleza jovial e de invejar as mais divinais ninfas, o que realmente chamaria o seu foco ali era o facto de uma criaturinha tão pequena e delicada levantar, de forma bem ritmada, sem demonstrar qualquer fraquejar, cento e dez quilos no supino de forma magistralmente orgulhosa e vaidosa. - Aquela é uma recém recruta assim como você! Ela vem de uma das partes mais pobres da cidade e está determinada a mudar o destino dos cidadãos com sua força bruta, quebrando quaisquer tipos de estereótipo que ainda exista, começando pela Marinha. Espero que se deem bem! - Diria o Sargento. - Você está livre para treinar pelas próximas duas horas e meia. Faça seu melhor! O dia só termina quando não sobrar nada de você! Sha! Sha! Sha! O objectivo é você treinar o seu corpo e superar seus limites dentro de um dia! No final, o pior ainda estará por vir! Sha! Sha! SHa! - Gargalharia deixando Peter à vontade para começar o seu treino.

  Junto das máquinas, em cada uma, havia instruções específicas de cada máquinas respectiva de como executar o exercício. Por ser novo ali, e ter um ar franzino quando comparado à muitos, ver-se-ia rodeado por olhares que duvidavam de suas capacidades. Seria esperado que ignorasse ou superasse tais olhares, que não se deixasse intimidar por eles, afinal, Denver havia apostado na sua determinação.

MOONLIGHT
__________________________________
   
there might be a million shells in the blue ocean, but you're unique, because you're my precious colorful shell!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Ferimentos:
 

NPC's:
 

OFF:
 



Thanks Panda

[/quote]

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:

[ ] Ganhar uma Meitou lvl 2; (ノ≧∀≦)ノ
[ ] Ter Ofício Ferreiro lvl 2; (╯✧∇✧)╯
[ ] Forjar uma Katana lvl 2; (ര̀ᴗര́)و ̑̑
[ ] Caçar 5 Recompensas;  ヾ(〃^∇^)ノ♪
[ ] Vencer o torneio de artes marciais 1x; (๑•̀ㅂ•́)و✧
[ ] Encontrar dois tesouros; (۶ꈨຶꎁꈨຶ )۶ʸᵉᵃʰᵎ
[ ] Viajar por todo South e West Blue; ೕ(⁍̴̀◊⁍̴́ฅ)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Peter
Membro
Membro
Peter

Créditos : 8
Warn : Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 9010
Masculino Data de inscrição : 15/11/2018
Idade : 20
Localização : Wars Island - North Blue.

Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Eins - Halte dein Versprechen!   Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 EmptyTer 12 Mar 2019, 11:26




Eins - Halte dein Versprechen!

O Treinamento!



Chegar na sala do Sargento e ouvir que ele o deixou feliz, não era lá grandes coisas, como havia pensado, mas ver que todo aquele seu esforço serviu de serventia para a Marinha era muito bom. Um sorriso de canto de boca queria sair, mas o loiro não deixava. Por dentro o jovem saltava de alegria, se sentia útil e bem capaz. Porém aquilo era apenas o começo.

Agora era a hora de provar a sua força. Ele já se sentia bem melhor quanto antes, mas suas costelas ainda doíam e seu braço. Peter superaria isso com coragem e bravura, sem dúvidas, não seria uma mísera academia que lhe faria desistir. Ele já passou por coisa pior, levantar peso? Moleza! Correr alguns quilômetros? Fácil demais! Mas mostrar seu valor, isso sim era difícil, e era este ponto que o garoto queria provar. Bordeaux queria provar que ele era, ou melhor, é capaz de limpar o mundo.

- Sim senhor! – Bradava em tom de respeito.

Ao ver toda aquela academia ao seu dispor, ele sentia seu coração acelerar, não só isso como também não tinha palavras para expressar o que sentia. Peter é um cara rústico, não foi criado em nenhuma cidade e o muito que conheceu era as partes mais urbanas da minúscula e gélida ilha de Fernand. Tudo o que sabia era que na cidade sua vida melhoraria, ele encontraria dificuldades, afinal onde estaria tudo fácil, mas sua mente era focada em provar seu valor ao mundo. Saber que havia outra pessoa quebrando estereótipos era bom. Ele também queria o fazer. Certamente pensamentos como “olha o cara da roça querendo entrar na marinha”, “olha o caipira, não sabe escrever nem o próprio nome” ou até mesmo ser rechaçado por meros ignorantes malditos. Peter não ligaria para pequenos probleminhas como estes, seu foco era honrar o nome da justiça acima de tudo.

Infelizmente suas costelas quebradas, ainda em recuperação, não lhe permitiriam muito. Sim, seu estado era bem melhor do que antes, mas ainda assim ele tinha seus limites. Começar por coisas básicas era o melhor a ser feito.

Começar por uma caminhada, para aquecer seus músculos, parecia uma boa ideia. O loiro não portava muitas roupas pesadas, apenas sua jaqueta parecia ser um problema, mas jogá-la ao chão ao lado do equipamento parecia-lhe viável.

Naquele momento o loiro enfrentaria outro grande problema, a tecnologia. Como ligar aquele aparelho? O que fazer? Era cômico ver ele ajustando uma coisa que não conhecia, corria desesperadamente para logo em seguida caminhar em velocidade mínima, eram extremos que ele não sabia ajustar, mas com o tempo o rapaz pegou o jeito e seu trote foi constante. Seu braço pesava, mas ele conseguia se sair bem naquele exercício. Não demoraria muito para que o suor voltasse a descer pelo seu rosto. Naquela velocidade ele teria um bom desempenho para, de fato, aquecer seus músculos e estar pronto e ativo para os próximos exercícios.

Após alguns minutos, quem sabe, ele não prestava a atenção no tempo, seu corpo quente era o melhor relógio, Bordeaux se dirigia a um dos equipamentos para os braços, talvez alguns pesos leves para não forçar muito suas contusões. Sua costela lhe preocupava, por isso o garoto era consciente e não extrapolava de seu limite, quando via que a dor lhe incomodava ele parava, tomava um ar, e voltava ao exercício de forma mais calma e controlada. Erguia os pesos em séries de 3x20. Cada braço levantaria o peso vinte vezes antes de trocar para o outro, seguindo isso três vezes por braço. Aquilo também lhe ajudaria a dar uma acordada nos músculos que já a algum tempo não faziam muito.

Seguindo adiante seu próximo desafio, sim, assim como ele via os aparelhos bem desenvolvidos da academia, era trabalhar suas pernas. Algo do tipo erguer algum peso com a força das pernas seria bom e o loiro procuraria por tal. Seguindo os mesmos pontos dos exercícios dos braços, as forçando-as mais por tratar de uma região onde a costela não traria tanta dor como os braços.

Passando-se um tempo, talvez fosse hora de parar. Era interessante ver como o rapaz não ligava para as pessoas que, provavelmente, tinham um olhar de chacota a ele. O jovem simplesmente não ligava, ignorava-os completamente, até mesmo a garota, que o sargento disse ser uma recém recruta, ele também não dava a mínima. Sabia que tentar o mínimo diálogo possível com qualquer um ali geraria uma conversa que talvez não teria um bom final, principalmente a garota que queria se provar ao mundo.

Era claro, ele estava quase acabado, mas repetir os processos que anteriormente fez lhe desgastaria ainda mais. O que era o objetivo de estar ali. Trabalhar os braços e pernas era um exercício constante, terminando um ele voltaria ao outro e assim sucessivamente até ver que seu corpo não conseguia nem mesmo ficar de pé.

O jovem pensaria também no que lhe aguardaria após mais uma etapa de seu alistamento. Uma batalha? Provavelmente. Uma outra missão? Tomara! Ele queria isso, trabalho, muito trabalho. O mundo estava impuro e o loiro queria limpa-lo.

Histórico:
 

Objetivos:
 
ϟ

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Eins - Halte dein Versprechen!   Eins - Halte dein Versprechen! - Página 4 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Eins - Halte dein Versprechen!
Voltar ao Topo 
Página 4 de 5Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Minion Island-
Ir para: