One Piece RPG
II - Don't Tread On Me - Página 5 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [MINI-ARTHURBRAG] COMEÇANDO UMA AVENTURA
II - Don't Tread On Me - Página 5 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 16:14

» I - A Whole New World
II - Don't Tread On Me - Página 5 Emptypor ADM.Tidus Hoje à(s) 14:37

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
II - Don't Tread On Me - Página 5 Emptypor Furry Hoje à(s) 12:39

» [ficha] Arthur D.
II - Don't Tread On Me - Página 5 Emptypor arthurbrag Hoje à(s) 12:25

» Enuma Elish
II - Don't Tread On Me - Página 5 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 11:22

» [Mini-Aventura] A volta para casa
II - Don't Tread On Me - Página 5 Emptypor Fiest Hoje à(s) 10:51

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
II - Don't Tread On Me - Página 5 Emptypor Fukai Hoje à(s) 10:10

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
II - Don't Tread On Me - Página 5 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 07:50

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
II - Don't Tread On Me - Página 5 Emptypor Thomas Kenway Hoje à(s) 06:02

» Hey Ya!
II - Don't Tread On Me - Página 5 Emptypor GM.Mirutsu Hoje à(s) 02:56

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
II - Don't Tread On Me - Página 5 Emptypor GM.Jinne Hoje à(s) 02:08

» [Ficha] Raveny Moonstar
II - Don't Tread On Me - Página 5 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:38

» Raveny Moonstar
II - Don't Tread On Me - Página 5 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:36

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
II - Don't Tread On Me - Página 5 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 01:11

» Escuridão total sem estrelas
II - Don't Tread On Me - Página 5 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 00:39

» Capítulo I: Meu nome é Cory Atom! Filho de Kouha Atom
II - Don't Tread On Me - Página 5 Emptypor Kiomaro Hoje à(s) 00:27

» Arco 5: Uma boa morte!
II - Don't Tread On Me - Página 5 Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 23:58

» A inconsistência do Mágico
II - Don't Tread On Me - Página 5 Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 23:45

» Seasons: Road to New World
II - Don't Tread On Me - Página 5 Emptypor Volker Ontem à(s) 22:44

» Ain't No Rest For The Wicked
II - Don't Tread On Me - Página 5 Emptypor Hoyu Ontem à(s) 21:55



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 II - Don't Tread On Me

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : II - Don't Tread On Me - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

II - Don't Tread On Me - Página 5 Empty
MensagemAssunto: II - Don't Tread On Me   II - Don't Tread On Me - Página 5 EmptySex 21 Set 2018, 02:12

Relembrando a primeira mensagem :

II - Don't Tread On Me

Aqui ocorrerá a aventura do(a) caçadora de recompensa Sophia Aldebaran Rockfeller. A qual não possui narrador definido.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
ADM.Senshi
Mercenário
Mercenário


Data de inscrição : 27/05/2018

II - Don't Tread On Me - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Don't Tread On Me   II - Don't Tread On Me - Página 5 EmptyQui 21 Fev 2019, 00:55


Passo 20: Paranoid.

As coisas começavam a dar certo aparentemente tinha dado medianamente correto, mas por que não me sentia satisfeita? Era como se não… NADA TINHA DADO CERTO, TUDO TINHA FALHADO, AO VER A FUMAÇA SAINDO, NÃO PODERIA PENSAR EM OUTRA COISA. Simples, eles iam fugir mesmo dali. Não era possível parar ela naquele momento, mas pior, ela viu nosso rosto, o meu não é importante, mas ela conhece Alexis, e isso não pode ficar assim. As coisas deram errado exatamente desse modo com Diego, ele morreu por falhas desse tipo, meu olhar dessa vez externalizava a sensação de raiva, ao ver ela arrastada.

Era um daqueles raros momentos em que aqueles que olhassem para meus olhos poderiam ver exatamente o que estou pensando. Poderiam sentir exatamente a sensação de olhar uma alma e ver ela queimar com o fogo por horas. Era assim que eu me sentia, isso não ia ficar assim. Naquele momento em um tom sério diria. -Alexis, eles estão indo para o porto me siga e não se distancie. Cath, se puder nos ajudar agradeço mas não posso cobrar nada de você, desculpe pelo que aconteceu em sua casa.- Meu rosto teria uma expressão incomum, seria, sem qualquer tipo de mudança, sem a descontração que normalmente demonstrava.

Naquele momento olharia para cima com calma e tranquilidade, ergueria os punhos para o céu e simplesmente diria. -Se existe um momento para você me ajudar, que seja agora.- Era em vão, e sabia disso, todas as vezes isso nunca acabou bem, avançaria correndo naquele momento esperando que Alexis me seguisse, nunca tiraria os olhos dela, e tomaria cuidado para que ela não caísse ou se perdesse pois isso poderia me trazer problemas se acontecesse. E a sua proteção era de certo nosso maior problema, se Cath estivesse conosco diria. -Cath, cuide da esquerda, fique atenta, Alexis, cuide da direita, e nenhuma das duas se separe, ou vamos acabar sendo pegas.- Eu sabia que dificilmente eu chegaria ao porto antes de aquela desgraçada estar fugindo.

Era um grande dilema pra mim, trazer Alexis comigo e por ela em risco, ou deixar ela e acabar permitindo a fuga, porém por ela em risco a curto prazo era melhor que a longo. Afinal uma fuga como essa, simplesmente acarretaria em uma possível vingança. Eu não sei como ela nos achou antes, mas se achou uma vez pode achar de novo, e isso simplesmente não vai acontecer. Assim que chegasse no porto a primeira vistoria que faria seria se havia algum navio em embarque ou partindo, e se notasse que eles já estivessem saindo então eu diria. -Pro barco, todas, precisamos seguir o navio, Alexis coloque ele pra funcionar eu vou remover a âncora.- Correria naquele momento adentrando no barco e indo direto para a corrente a puxando novamente de volta para o navio, se as velas não estivessem em posição falaria para a marinheira. -Cath, as velas, coloque em posição por favor.- Se ela não estivesse ali, eu mesma correria e faria.

Assim que o barco tivesse dado partida eu me prepararia na lateral do barco. -Alexis vamos precisar acompanhar eles e então bata a lateral do barco contra a deles, de modo que nos aproxime ali, eu tentarei ir para o barco, se quiser vir sinta-se a vontade Cath. Alexis se achar que pode pular também venha, mas de preferência pressione o barco deles, e terão dois problemas para lidar, Meu primeiro alvo será o navegador deles e depois desestabilizar as velas. Cath se tiver algo cortante corte as cordas das velas enquanto eu salto no navegador.- Era a estratégia que eu podia ter em mente por enquanto, e de resto, que o Destino nos ajude a encontrar o que procuramos. Pois eu não sei o que vou encontrar, mas sei exatamente o que quero.


Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Alipheese
Comodoro
Comodoro
GM.Alipheese

Créditos : 56
Warn : II - Don't Tread On Me - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 26
Localização : Olympo- 5ª Rota

II - Don't Tread On Me - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Don't Tread On Me   II - Don't Tread On Me - Página 5 EmptyQui 21 Fev 2019, 12:51

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Perseguição naval.




A cólera que a caçadora sentia era justificável, haviam interrompido o SEU momento, qual era o problema daqueles malditos de pelo menos esperarem para que ela pudesse ter pelo menos a noite agradável? Pesava-se coma  responsabilidade, não poderia deixá-los fugir, isso poderia mostrar-se no futuro como uma sentença de morte tardia a quem ela se importava e não poderia ver isso acontecer novamente, não por um erro seu. Alexis e Catherine aproximavam-se de Senshi ao guiarem-se pela voz até que pudessem chegar bem perto, ambas ainda tossiam bastante, em especial Alexis, mas a fumaça felizmente estava se dispersando e era possível que ainda pudessem ver a direção e o caminho ao qual o trio tomaria. Estavam feridos e ainda carregavam Mulhr, que era possível com um vislumbre a ver toda acabada

Alexis teria concordado fazendo um som de “uhum”, enquanto Catherine teria olhado seriamente para a caçadora naquele momento e os mesmos olhos que pareciam querer consumir uma alma que existiam em Sophia, também eram compartilhados pela dentucinha, estava plenamente frustrada, ainda que por motivos diferentes com o que havia acontecido.

- Eles invadiram a minha casa….  A minha maldita casa!  Atrapalharam a nossa noite… Mesmo que você não me pedisse, eu não iria deixar esses vagabundos escaparem assim, não não, eu quero ainda poder ver e viver aquele momento e ter um sentimento de conclusão.

Diria a garota mostrando um lado bem mais agressivo, estava possessa em como eles haviam sido filhos da puta em perseguir a  juíza, para que só então a tivesse atacado. A moça rapidamente teria corrido para que pudesse encostar a porta e logo juntaria-se as duas, no tempo em que Sophia parecia contar com a ajuda do Destino para que guiasse suas mãos a esmagar o crânio daqueles indigentes, para que assim não pudessem fazer mal a quem lhe importava. Ambas ouviam a estratégia da Alva e concordavam, ambas ainda estavam um pouco fora de suas plenas capacidades, mas trabalhando em conjunto, elas teriam uma chance ali bem grande de sucesso.

Com isso, todas corriam, Cat e Alexis  cada uma de um dos lados, pareciam bem atentas e todas cuidavam ali uma da outra para que não tropeçassem ou perdessem o ritmo, sendo possível em um momento inclusive notar que quando quase uma delas caiu a outra rapidamente prestou o suporte, de modo que não diminuíssem nem um pouco o ritmo. Ainda assim, com certa vantagem quando chegaram na região portuária que estava bem vazia era possível vê-los adentrar em um barco que estava bem próximo do seu, em um ritmo acelerado vendo que teriam de iniciar uma perseguição naval, todas entrariam no barco, sendo guiadas pela garota que se fazia líder naquela situação.

De imediato Alexis colocou o navio para funcionar, enquanto a garota poderia remover a âncora, enquanto não eram dadas instruções Cat se mantinha atenta na posição do barco inimigo, de modo que pudesse colaborar com isso, e então ela bradaria para Alexis a movimentação inimiga, já que sua posição a permitiu ver melhor do que a pequena que agora cuidava do leme, enquanto Catherine teria posicionado as velas, tendo uma partida muito mais eficaz e veloz em relação ao trio da bagunça.

Ao lado de Sophia, encontrava-se Catherine, sua sede de sangue era tanta que se poderia sentir no ar e isso era notável como o olho de John, ainda estava preso em seu dedo do meio, antes que ela pudesse no mar mover rapidamente a mão de modo que ele poderia simplesmente cair. A marinheira teria levantado a própria mão e forçando um pouco teria mostrado suas unhas transformarem-se em garras, que ainda que não longas, mostravam-se bem mortais.

- Pode contar comigo, assim que nos aproximarmos, vou de imediato lidar com isso.

A garota dizia com um sorriso no rosto, confirmando sua determinação em um tom bem sério, mostrando um lado ao qual ainda não tinha visto muito da garota. Era possível ver o barco dos piratas  se afastar da costa, indo em direção ao mar, era notável uma bandeira negra agitar-se com uma caveira em formato de bomba, com um pavio, inclusive. O solavanco da movimentação do próprio barco, se deu de modo que a perseguição teria  novamente se iniciado, não seria rápido até que pudessem alcançar mas, as habilidades de navegação de Alexis junto ao trabalho em equipe, logo teria feito com que pudessem alcançar.

- Se prepara para o impacto!

Dizia a pequena bradando com intensidade, enquanto os navios já próximos se colidiam permitindo que ambas pudessem saltar para o outro barco e Catherine na primeira oportunidade o teria feito, indo diretamente na direção da vela de modo a desestabilizar o barco, assim que embarcasse no baco inimigo, poderia ver que Alexis continuaria a pressionar o barco e não poderia ainda abandonar o próprio para ajudar, já no navio inimigo, seria possível ver a garota loira a controlar o leme, enquanto o agora caolho teria partido na direção de Catherine, no momento em que com suas unhas, ela descia rasgando uma das velas após com um grande impulso ela ter se atirado contra elas, Mulhr estava ainda caída e não parecia que conseguiria levantar tão cedo, não com aqueles ferimentos.


Em um primeiro momento a única ameaça seria a mulher que enfrentava Alexis anteriormente, era possível ver alguns hematomas espalhados pelo seu corpo e era notável que havia uma espécie de Katana presa em sua cintura, a mesma que teria tentado lhe perfurar anteriormente. Ela não parecia que avançaria de cara contra a alva, que tinha ali a sua iniciativa.


Histórico:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ação
Pensamento
Fala
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Senshi
Mercenário
Mercenário
ADM.Senshi

Créditos : 72
Warn : II - Don't Tread On Me - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 27/05/2018
Idade : 26

II - Don't Tread On Me - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Don't Tread On Me   II - Don't Tread On Me - Página 5 EmptyQui 21 Fev 2019, 17:07


Passo 21: Circling like vultures.

Catherine tinha escolhido vir junto e tinha certeza que seria importante, as coisas começavam seguindo o rumo planejado, era a hora de simplesmente acabarmos com isso, o barco era colocado em movimento e durante aqueles primeiros momentos, eu apenas respiraria fundo e fecharia meus olhos, me concentrando em manter minha mente distante do foco na dor. Havia me machucado naquela luta, mas com toda certeza não poderia dizer que estava numa boa, HAHAHA era engraçado até de pensar na possibilidade de dizer isso.

Me apoiaria ali na lateral ainda pensativa sobre o que estava acontecendo, a imagem da morte me fazia pensar. Me fazia ter a necessidade de refletir sobre como deveria agir. Mas a voz de Alexis me acordava naquele instante. Ela falando da colisão. Aquele era meu momento rapidamente saltaria para dentro do barco inimigo com a mente agora focada em apenas uma coisa. Precisava vencer aquilo, não existia uma segunda opção, naquela hora podia ver o que tinha em cada lugar. Meu primeiro ataque, bem ele não seria nas pessoas, eu atacaria o timão.

Exatamente isso, eu correria em direção ao leme saltando com as duas pernas em uma voadora frontal aplicada no centro da roda, de modo quebrar ou desestabilizar, mas não apenas isso, dobraria os joelhos assim que estivesse com os pés apoiados contra ele e saltaria em direção a mulher da espada, meu salto seria com o punho preparado, o corpo alinhado e pronto para girar o dorso e desferir um soco. Giraria com tudo tentando bater diretamente no tronco dela, a altura que a mão alcançasse, cairia em seguida girando pelo solo do barco que eu imaginava estar nada estável, e por isso, já colocaria os dedos para atritar no chão ao fim do giro, para que eu não acabasse voando pra fora do barco.

Nesse momento avançaria correndo de 4 no chão em velocidade, usando das mãos para me impulsionar pra frente, e assim que me aproximasse da espadachim giraria pelo chão apoiando-me com as duas mãos e passando as pernas com toda a força por baixo das pernas dela visando aplicar uma rasteira. Assim que o fizesse tentaria levantar com tudo subindo em um Upercut na altura do musculo do braço dela, especificamente o que segurasse a espada. Por já estar ferida eu dessa vez não tentaria apenas resistir aos ataques isso poderia acabar me prejudicando muito mais, e desse modo, era hora de acabar simplesmente esquivando dos ataques. Se fossem cortes horizontais tentaria afastar para trás, e rapidamente abusando da minha aceleração avançar com um soco em direção ao queixo da mesma.

Tentaria esquivar para o lado e desferir um soco de relance diretamente na barriga, e se necessário, e notasse golpes muito altos rolaria pelo chão visando levantar com tudo em um Upercut. Mirado onde? No queixo dela, sim era isso mesmo. Se durante esses momentos visse necessidade poderia então bater na lateral da espada, batendo na zona sem lâmina, golpear fortemente nessa área girando o corpo também para o lado, era uma das minhas formas de me defender, e se ainda não fosse o suficiente, socaria por baixo mirado o antebraço da agressora. Tal postura mais defensiva era um reflexo do que eu desejava trazer ali. O motivo da minha movimentação daquele modo era por como eu já estava ferida e sentia precisar da resistência para lidar com tudo aquilo de novo.


Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] / [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Andando muito tempo por aí
Percebo que não tenho muito onde ir
E todos os caminhos percorridos
São páginas velhas viradas de um livro já lido.

(Jimmy & Rats)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Alipheese
Comodoro
Comodoro
GM.Alipheese

Créditos : 56
Warn : II - Don't Tread On Me - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 26
Localização : Olympo- 5ª Rota

II - Don't Tread On Me - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Don't Tread On Me   II - Don't Tread On Me - Página 5 EmptyQui 21 Fev 2019, 18:13

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Combate naval I.




Senshi com a possibilidade da mortalha a acompanhar tinha uma grande pressão sobre si, toda e qualquer decisão que tomasse poderia mudar por completo o rumo de como o futuro de todos ali envolvidos poderiam ter. A invasão era um sucesso e a estratégia de separar e conquistar se fazia superefetiva pois ao rasgar as velas a velocidade do navio diminuiu bastante o foco da garota era até mesmo pela sua estratégia bem claro, ela pararia o meio de transporte antes mesmo de lutar contra seus oponentes. Uma vez que ela estivesse também a bordo teria visto o rapaz avançar contra ela, mas o rapaz era rapidamente interceptado por uma jogada de corpo que o derrubava no chão com violência bem afastado de onde Sophia estava. A dentucinha estava com raiva e não deixaria sua “presa” fugir assim tão facilmente.

- Você tá maluco de atacar ela? Invade a minha casa, bagunça a minha noite…. Ahh você vai apanhar caolho, não vai ser só um olho não, vou te deixar simétrico…. Você ai de cima deve estar achando divertido né? NÃO TEM NADA LEGAL EM ACABAR COM A GRAÇA DE UMA MENINA BOA COMO EU! EU TRABALHO TODO DIA, ME DA UMA FOLGA CARAMBA! TODA PESSOA LEGAL QUE EU CONHEÇO É A MESMA COISA, VEM ALGO DO TRABALHO E ATRAPALHA, POW SORTE! UM CRIME DE CADA VEZ NÉ

Era possível a ouvir extremamente brava com o fato do rapaz ter a atrapalhado no que poderia ser a noite perfeita para ela, estava antes plenamente feliz de dividir a noite com Alexis e a Juíza, eram companhias agradáveis que a muito tempo ela não teve, havia dado risadas, havia aprendido mais e até mesmo tinha alguém que estava interessada no que ela tinha a dizer, isso não era algo que se encontrava todos os dias, em especial por elas terem uma característica legal em comum, que eram ter suas próprias entidades cósmicas que zombavam de seus esforços.

Com essa situação, até mesmo Marie teria voltado a atenção a meia-mink possibilitando que Sophia tivesse sucesso absoluto em quebrar o timão que desencaixou e saiu rodando até o canto do barco e então como uma moeda começou a girar em torno do próprio eixo enquanto caiu se estatelando no chão. A espadachim teria então sacado sua Katana e a teria colocado a frente quando a imparável caçadora havia se colocado para frente, o golpe da caçadora se chocou com o bloqueio da loira que aplicando um pouco mais de pressão teria conseguido afastar a caçadora, diferente de Mulhr, ela parecia ser boa em bloquear e tinha uma força física considerável, afinal era capaz de rivalizar com a barbara Alexis.

Com isso a aterrizagem de Sophia, era graciosa como de um gato, que caia sempre de pé, graças ao cuidado que a acrobacia a teria feito conseguir manter-se estável. O terreno estava difícil de se equilibrar agora que sem timão o barco pendia ao lado esquerdo de modo que tornou-se ingreme em 45 graus, a movimentação de Sophia era prejudicada por conta disso em relação a espadachim que tinha uma base mais firme sobre os pés. Era notável que ela estava preocupada em como poderia arrumar o barco e naquele momento o corpo de Mulhr era mais levado a ponta esquerda graças à gravidade, a mostrando ainda inconsciente. Com uma avanço usando dos quatro membros teria dado uma rasteira que naquele momento pegou a loira completamente desprevenida, junto a sequência ela teria levado por completo o uppercut que a levou ao chão, derrubada a moça teria rolado para longe e apoiava-se sobre a ponta do barco para se levantar, quando o fez, era notável ver que ela parecia sentir dor do lado direito do corpo, pelo modo como quando se levantou, teria feito uma expressão de dor na base de apoio de uma das costelas do lado direito.

A garota então colocaria a espada a frente novamente, com apenas uma das mãos, a esquerda e com a direita teria segurado a bainha a retirando da cintura, parecia que agora pretendia usar as duas no combate.


Histórico:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ação
Pensamento
Fala
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Senshi
Mercenário
Mercenário
ADM.Senshi

Créditos : 72
Warn : II - Don't Tread On Me - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 27/05/2018
Idade : 26

II - Don't Tread On Me - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Don't Tread On Me   II - Don't Tread On Me - Página 5 EmptySex 22 Fev 2019, 12:55


Passo 22: Stop the Ship

É a menina puxou a bainha e bla bla bla, e agora eu posso roubar essa bainha dela e jogar na água, é assim que o mundo funciona, se a bainha não me corta, eu puxo ela da sua mão que acha? É eu avançaria contra ela aproveitando o possível balanço do barco para escorregar pelo chão iria pelo lado da espada, como se ignorasse a bainha, mas na verdade é que quando chegasse perto em meu carrinho giraria pro lado oposto, vulgo lado da bainha e levantaria o mais rápido possível, em um movimento de tentar agarrar a bainha com a mão esquerda, e com a direita, socar o antebraço da menina enquanto claramente puxava aquilo da mão dela.

Se demorasse e ela nesse momento tentasse me atacar com a espada vindo de lá, eu moveria a bainha pra frente com um solavanco de uma vez só, isso mesmo, a puxada seria pra por a bainha no meio do golpe enquanto aproveitaria minha posição para passar minha perna entrelaçar entre a dela, como se eu criasse ali um ponto de equilíbrio pra mim, e o inverso pra ela, e assim puxaria o braço dela com toda a força pra frente usando essa perna para fazer com que ela simplesmente fosse ao chão, enquanto eu seguraria a bainha a puxando.

Se eu conseguisse puxar a bainha assim, jogaria ela no mar no mesmo momento… Inventividade? A gente tem que acabar com ela antes que a pessoa fique muito criativa e tente foder nossa vida. Independente de ter me livrado da bainha meus ataques focariam a zona baixa da garota, eu atacaria ela por duas regiões principais, coxas, sempre que possível me abaixaria e tentaria atacar aquela região, e também a parte do estômago, socaria ela na boca do estômago, e às vezes se sobrasse algum espaço entre os ataques eu bateria bem na virilha, eram alguns dos tipos de golpes para e desestabilizar, e também fazer o inimigo perder a vontade de lutar.

Eu tentaria encaixar esses golpes no meio dos ataques dela, se fossem golpes altos, eu tentaria abaixar o dorso e avançar pra cima dela desse modo, ou se não desse isso, girar pelo chão, levantando já nesses ataques. Em alguns casos se ela tentasse me estocar tentaria algo um pouco ousado, eu sairia da frente mas não completamente, eu giraria meu corpo em 180º para um dos lados, em torno de meu próprio eixo, apenas para a espada passar direto por mim, mas ainda assim, eu manteria a posição para que o corpo dela não, e assim avançaria contra o rosto dela com uma cotovelada.

Se notasse que mesmo assim ela giraria a espada em minha direção me abaixaria após o movimento e giraria tentando acertar o joelho dela com um soco de fora pra dentro. Era esse tipo de coisa que poderia trazer alguma chance de desestabilizar ela em sua postura. No mais se em algum momento quando abaixada, ela tentasse me cortar de baixo pra cima, eu socaria no punho da espada naquele momento subindo com um soco veloz em direção a mão dela, para assim afastar a espada de mim, se preciso no entanto, poderia tentar um soco pela lateral, aproveitando das acrobacias, fixaria minha mão no chão, jogando o peso do meu corpo pra cima, girando o meu eixo para uma posição onde o dorso ficasse na lateral, aplicando o peso e socando com a outra mão direto na espada, mais especificamente na lateral, onde não teria fio.

De maneira geral, era isso que poderia preparar por enquanto, em outro momento meus pensamentos poderiam vir a ser mais claros, mas por agora era isso que precisava fazer, e eventualmente focar no objetivo logo em seguida, que nada mais era que conseguir tomar o barco.


Histórico:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] / [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Andando muito tempo por aí
Percebo que não tenho muito onde ir
E todos os caminhos percorridos
São páginas velhas viradas de um livro já lido.

(Jimmy & Rats)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Alipheese
Comodoro
Comodoro
GM.Alipheese

Créditos : 56
Warn : II - Don't Tread On Me - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 26
Localização : Olympo- 5ª Rota

II - Don't Tread On Me - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Don't Tread On Me   II - Don't Tread On Me - Página 5 EmptySex 22 Fev 2019, 13:50

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Combate naval II.




Sophia tinha bem firme sua prioridade de objetivos, deveria derrubar a ultima ameaça que havia se colocado em seu caminho, já que não lutava mais sozinha, não haveria ela de preocupar-se com uma luta dois contra um… Apesar que do modo como estavam feridos estaria mais para… Uma e meio contra uma? De toda forma, tentaria aproveitar do balanço do navio ao seu favor, era uma abordagem inteligente em transformar uma desvantagem em uma vantagem naquele momento.

A inclinação teria forçado Marie e dar alguns passos a frente, para que encontrasse firmeza sobre seus pés como se desse um bote, Senshi rapidamente havia se levantado e tinha em vista a bainha de sua oponente, tinha em sua mente que se tirasse logo suas ferramentas de defesa, seus ataques poderiam ser mais efetivos, o que não era um jeito errado de se pensar. A loira teria aplicado uma estocada, se deixando iludir pelo movimento que lhe pareceu ser feito com a esquerda, enquanto a direita posicionou a bainha de forma defensiva o golpe da garota teria perfurado a madeira do navio, passando reto pela alva naquele momento dada a imprecisão de sua oponente e com isso teria sucesso em segurar a bainha da garota, que tinha uma força física bem grande se comparada a caçadora e com isso, ela teria dado um puxão e recuado para trás, de modo que seu braço direito se colocou a frente, enquanto sua postura indicou facilmente que ela golpearia novamente com uma estocada.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Como se tivesse achado a postura perfeita para golpear, ali ela teria aplicado uma sequência de estocadas que pela movimentação da caçadora em um giro, teria sido capaz de evitar que alguma delas encaixasse por completo, no entanto o movimento longo era capaz de fazer um corte superficial na altura do seu abdômen, que não era nem um pouco grave mas ardia, abrindo a oportunidade perfeita para que com uma cotovelada que iria direto contra o rosto da pirata, estava tão concentrada agora no ataque, que sua defesa não chegou a tempo com a direita para que pudesse impedir de levar em cheio de modo que a garota era jogada para trás e bateu as costas contra a ponta esquerda do barco, por onde teria se segurado e quase teria dado uma cambalhota para trás, caindo.

Apesar das estocadas terem acontecido de forma muito veloz, a oportunidade que havia vindo sem que ela corresse riscos havia sido a cotovelada, do contrário teria que contar que seu corpo poderia resistir a uma estocada direta da garota que parecia ter força o suficiente para danificá-la, ainda que não muito com apenas um golpe. O nariz da menina sangrava e com isso, ela teria avançado, antes que pudesse dar espaço para Sophia recuperar-se muito em um movimento de baixo para cima, que com o contra golpe de Senshi, se fez ineficaz, como uma forma reativa, quando isso aconteceu, com a bainha teria golpeado o rosto da caçadora que abaixando o seu dorso havia sido capaz de evitar, com um contra golpe que com o próprio peso aplicado naquele momento havia feito com que a garota acabasse por soltar involuntariamente a espada e bainha, devido a falta de força para segurar, a garota ainda não havia perdido a consciência, mas naquele momento estaria muito clara a vantagem de Rockfeller, que poderia naquele momento continuar a atacar ou tentar a render. Se parasse para olhar do outro lado, não parecia que o rapaz duraria muito mais, parecia que naquele momento com a vantagem plena, Catherine brincava com ele como um gato brincava com um rato, antes de dar o seu fim.


Histórico:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ação
Pensamento
Fala
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Senshi
Mercenário
Mercenário
ADM.Senshi

Créditos : 72
Warn : II - Don't Tread On Me - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 27/05/2018
Idade : 26

II - Don't Tread On Me - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Don't Tread On Me   II - Don't Tread On Me - Página 5 EmptySex 22 Fev 2019, 17:24


Passo 23: I can't get no relief.

Eu estava agora em uma escolha muito difícil, poderia eu me ater em seguir a golpeando ou simplesmente render ela. Eu sentia aquela raiva me consumindo por dentro, mas o objetivo ainda me era maior, eu deveria… Eu iria render ela. Naquele momento se ela ainda não estivesse sem as armas nas mãos rapidamente avançaria para as mãos dela, mais uma vez tentando socar por debaixo de modo que pudesse tentar forçar uma derrubada. Mas na hipótese de ela está sem nenhuma arma ali, avançaria para cima dela.

Muitos pensariam, porque não pegar a espada no chão? Eu não sou uma espadachim, de nada me servia. Avançaria com tudo com dorso abaixado, como um touro vai em cima do toureiro e ao me aproximar abriria os dois braços agarrando ela pela cintura do melhor modo como pudesse, e a tirando do chão avançaria com tudo contra a lateral do barco, a intenção era afastar ela da espada e por isso quando passasse pela espada, se tivesse no caminho daria um chutinho pra trás a jogando mais pra longe.

Assim que batesse ela na lateral do barco esperava que o impacto a machucasse, e não apenas isso, eu esperava que assim que tal acontecesse me fosse possível soltar ela, e nesse momento, desferiria uma barragem de socos, mas não exatamente como foi na outra moça, que ataquei o dorso dela centrados em um ponto com os dois punhos, nesse caso, daria socos nas costelas bateria de um lado para o outro com tudo que tivesse, golpe após golpe nas costelas dela de um lado e do outro. Fazendo uma enorme sequência.

Eu nesse momento bateria nela nesses dois pontos, até que visse a oportunidade de um nocaute, se notasse que ela estava finalmente cedendo, rapidamente giraria meu torax jogando o punho para trás e voltaria com toda a minha força em um soco cruzado diretamente na bochecha dela. Usando não só a força do braço e do giro, mas jogaria nisso todo o peso de meu corpo para que o golpe fosse o mais bem dado possível, desse modo poderia talvez desmaiar a moça com esse ataque.

Assim que terminasse com essa mulher meu objetivo era simples, iria procurar a inimiga que tinha desmaiado no combate anterior, sim, esse era o objetivo desde o começo, por mais que eu tivesse de levar todos eles presos ela era o principal, precisaria amarrar ela ou algo assim, para que eu pudesse estar livre de problemas com ela até eu decidir o que fazer com ela. Até eu ter certeza que ela está fora das ruas eu não poderia estar tranquila.

Não era como se eu pudesse evitar esse tipo de pensamento mais complicado, mas sempre era um tipo de momento mais difícil de lidar. Não saberia eu dizer que aquilo ia começar a afetar ainda mais a mim… De todo modo, era bom que eu me preparasse pois imaginava que aquilo poderia não ter acabado.


Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] / [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Andando muito tempo por aí
Percebo que não tenho muito onde ir
E todos os caminhos percorridos
São páginas velhas viradas de um livro já lido.

(Jimmy & Rats)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Alipheese
Comodoro
Comodoro
GM.Alipheese

Créditos : 56
Warn : II - Don't Tread On Me - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 26
Localização : Olympo- 5ª Rota

II - Don't Tread On Me - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Don't Tread On Me   II - Don't Tread On Me - Página 5 EmptySex 22 Fev 2019, 18:09

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Combate naval III. Desafios do pós batalha.




Quando teve sucesso em desarmar sua oponente, havia duas decisões que ela poderia ter feito, ela poderia ter sido a juiza e finalizar a vida dela ali, assim como poderia simplesmente a render sem que pudesse ceifá-la. Era notável o desespero que existia na loira ao ver que suas armas cairam de suas mãos, pois sentia-se nua e totalmente vulnerável frente a boxeadora naquele momento. Sem que um movimento racional fosse elaborado em sua cabeça, seu maior foco era o de recuperar sua arma, pois não sabia lutar sem uma e com isso inclinou-se a frente o melhor que o ferimento em sua costela permitiu e impulsionou-se com ambos os pés na direção da arma.

Aldebaran por outro lado, teria feito juz ao seu nome ao como um touro avançar contra a loira a agarrando pela cintura e batendo ela contra a lateral do barco o impacto por si só teria a feito soltar bastante sangue que respingaria no rosto da caçadora naquele momento, não tratava-se de alguém tão resistente quanto a mulher caída e a presença de um ferimento já pré-existente da luta anterior que ela havia travado contra sua companheira a teria feito cair. Um rangido poderia ser ouvido o mesmo rangido que poderia ser ouvido a cada um dos socos que ela deu, Marie havia recolhido-se quase em uma posição fetal protegendo instintivamente a cabeça e o máximo que pode de seus órgãos ao colocar ambas pernas juntas ao corpo, sua consciência no entanto não durou muito e com isso se faziam duas problemáticas. Sem o leme o barco estava sem controle e inclinando ainda mais para o lado de modo que parecia que se Sophia não pudesse agir em breve, logo aquela escuna acabaria virando de ponta cabeça, pois a inclinação que antes estava a 45 graus, agora já estava a 50.

Mais objetos começaram a ir naquela direção e Sophia poderia ver o leme que ela havia desencaixado caído, não seria um objeto leve e o cenário ingreme tornou aquilo ainda mais devastador. John, estava derrotado, mais parecia um boneco de retalhos de tantos cortes espalhados e bem a roupa de Catherine também tinha vários cortes apesar de sua pele não apresentar mais do que leves cortes, a parte em que as roupas haviam sido cortadas, poderiam mostrar se bem interessantes, ainda que não fosse nada obsceno.


Catherina arfava, enquanto segurouse no mastro para não ter o corpo jogado na direção em que o barco inclinava-se, estava bem ofegante, pois acuado parecia que o rapaz teria se mostrado um lutador muito mais perigoso.

- Sophia…. Precisamos dar um jeito de esse barco não virar, eu não estou com meu uniforme, não trouxe as algemas… Mas no barco deles certamente deve haver corda… Você quer que eu vá procurar as cordas ou que eu estabilize o barco? A decisão é sua!

Dizia a meia-mink em um tom muito mais amigável quando falava com a caçadora, estava disposta a ajudar, apesar de não ter ali a iniciativa, poderia sempre deixar o barco afundar após voltarem ao próprio barco, mas seria difícil pular de volta com o barco naquelas condições levando os capturados consigo, por melhor navegadora


Histórico:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ação
Pensamento
Fala
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Senshi
Mercenário
Mercenário
ADM.Senshi

Créditos : 72
Warn : II - Don't Tread On Me - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 27/05/2018
Idade : 26

II - Don't Tread On Me - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Don't Tread On Me   II - Don't Tread On Me - Página 5 EmptyTer 12 Mar 2019, 02:03


Passo 24: Oh FUCK!!!

Eu sabia que um detalhe tinha passado por mim, se o navegador não está aqui.. ENTÃO QUEM VAI GUIAR O CARALHO DO BARCO?? HÁ NÃO… HÁ NÃO… É DEMAIS PRA MIM… NÃO PODE SER CARA… HÁ...Respira, respira, contaria até 10 dessa vez em voz alta. -UM!!! DOIS TRÊS HÁ FODAAAAASSSEEEEEEEEEEEE!!!!- Nem responderia pergunta nenhuma, assumiria o leme, e começaria a girar ele loucamente para o lado, e só depois eu encaixaria ele. Aí começaria a tentar descobrir como se gira isso melhor… Então diria. -Beleza, a gente não pode entrar em pânico A GENTE NÃO PODE ENTRAR EM P NICO, TÁ ME OUVINDO?? A GENTE TEM DE MANTER A PORCARIA DA CALMA.- Falaria com os olhos arregalados girando o leme para a esquerda, depois para a direita, depois largaria ele e deixaria Kath assumir. -Pega essa porra, tenta girar isso, eu vou fazer outro trabalho.- Correria rapidamente em busca da âncora naquela hora, era uma das nossas poucas salvações.

Assim que achasse a maldita coisa férrea eu então daria um sorriso colocando meus dois dedos do meio para o alto e gritando. -CHUPA ESSA SEU FILHO DE UMA CADELA- Diria levantando a âncora e jogando ela para cima com toda a minha força. Se eu notasse que bem… aquilo era um erro… Nunca tive pontaria na minha vida… Eu não acerto uma bola de papel num cesto de lixo… Oporra… Me viraria lentamente se ouvisse algum barulho de madeira rachando. -Beleza… agora a gente pode entrar em pânico...- Correria de volta até kath com um fôlego já provavelmente ofegante, pela ansiedade que aquele momento causava. Olharia pra ela respirando fundo e falando. -Seguinte, você que entende das coisas, a prisão feminina é como em? Assim… Tipo… Supondo que esse barco bata no porto… Supostamente por o casco talvez estar furado, e não termo a âncora, nem navegador… Isso seria um crime né? Quanto tempo a gente vai ter de passar servindo de esposa pra as lésbicas da prisão? Pode pensar bem antes de falar… Sem pressão.- Meus olhos estariam claramente como os de um psicopata que acabou de cheirar alguma substância ilícita…

Meu sorriso no rosto ia de ponta a ponta, mas não era felicidade não era tipo DESESPERO!!! Mas ainda temos uma esperança, talvez, isso não gere tanto problema, talvez por ela ser marinheira e estar dirigindo o barco ela se safasse… Sei lá, tem marinheiro corrupto, ela pode ter contatos. -Você conhece muita gente poderosa dentro da marinha? Assim… Só pra saber mesmo...- Se a resposta dela fosse não estalaria meus dedos, morderia os lábios inferiores e diria. -O chefe da marinha daqui tem algum histórico sei lá de… Tipo, assédio ou algo assim? Daquele tipo “Eu liberaria aquela marinheira legal e amiga dela se ela fizesse isso ou aquilo” ?- Diria fazendo aspas com os dedos, enquanto pensava nas soluções enquanto se a resposta fosse não ou não sei… Eu sabia, estávamos perdidas… Não tem saída, vamos gargarejar maionese, e ficar com medo de deixar o sabonete cair por meses e depois, vamos pra aquela prisão maior lá… Há é… Eu queria não saber disso, porque eu perguntei essa merda mesmo? Bom, pelo lado bom, eu posso matar prisioneiros dentro da prisão, da pra continuar meu trabalho honrado e justo.

Naquela hora eu assumiria o leme novamente e tentaria fazer algo que eu não devia, eu miraria no nosso barco, eu confiava em Alexis e eu gritaria para ela entanto alertar. -ALEXIS, PRECISO QUE VOCÊ BATA O NOSSO BARCO CONTRA ESSE DENOVO, ENCOSTA DO LADO, E VAMOS PASSAR OS MALUCOS PARA O BARCO.- Diria isso observando se fosse a última opção e se ela conseguisse fazer isso, começaria a jogar as pessoas de um barco pro outro, na verdade eu seguraria no alto e soltaria, jogar mesmo não ia dar certo… Iam acabar todos no fundo do mar se fosse o caso. E após isso eu saltaria de um barco para o outro chamando Kath. -Kath não tem salvação, não temos outra escolha você tem de pular pra cá.- Diria em um tom fúnebre naquela hora, enquanto esperava que Alexis soubesse o que fazer...


Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] / [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Andando muito tempo por aí
Percebo que não tenho muito onde ir
E todos os caminhos percorridos
São páginas velhas viradas de um livro já lido.

(Jimmy & Rats)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Alipheese
Comodoro
Comodoro
GM.Alipheese

Créditos : 56
Warn : II - Don't Tread On Me - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 26
Localização : Olympo- 5ª Rota

II - Don't Tread On Me - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Don't Tread On Me   II - Don't Tread On Me - Página 5 EmptyTer 12 Mar 2019, 09:08

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Combate naval IV. As consequências da batalha.




O navio estava tombando para um dos lados, mais e mais pareceu que a situação pareceu que iria piorar, Cat ainda pareceu manter dentro do possível alguma calma ao oferecer a Sophia uma escolha do que fazer mas, ficar calma não tornava a situação menos caótica.  O barulho da madeira envergando poderia ser ouvido, como se estalasse e mais um pouco pareceu que o barco estava se inclinando, como se fosse alcançar o derradeiro fim.  A meia mink teria visto que  a  branca estava bem abalada e teria tentado algum conforto, se tivesse pensado que isso adiantaria.  Indo até o leme, Sophia teria visto o palanque vazio, onde a rodinha teria de ser encaixada, era possível sim que ela girasse se apertasse com ambas as mãos mas seria necessária tenta força para pouco movimento que se fazia idiota tentar, se não fosse ultimo caso.


Pegou então a roda e a encaixou, não foi um trabalho muito difícil, felizmente e com isso teria girado o leme com intensidade de forma a variar para esquerda e direita, em um primeiro momento isso quase tombou de certeza o barco para o lado esquerdo, tirando toda possibilidade de tudo que ela pudesse fazer depois, mas felizmente ela girou um pouco mais a direita, o que deu certa estabilidade pro barco.

Cat havia restringido as pessoas,  ficar parada não teria ajudado em nada naquela situação até que teria sido dito para ela assumir o  leme

- Tá certo, deixa comigo!

Era cem por cento claro pelo seu sorriso, que ela não tinha a mínima ideia do que estava fazendo, mas que tentaria para agradar e para também tentar não afundar, obviamente...Nâo que essa fosse a prioridade mas, rapidamente a grisalha correu na direção do leme, onde  começou a girá-lo para a direita de modo que o barco finalmente teria voltado a ficar estável, ficava reto. Mas o mundo era uma caixinha de surpresas, pois isso também teria virado a sua direção e naquele momento o desespero parecia que poderia reinar de verdade pois… Sim! O barco havia começado a ir na direção do porto, para o que poderia ser um desastre iminente.  Sophia então teria a brilhante ideia de jogar a ancora com sua incrível pontaria para cima, como se esperasse que o destino fosse pegar leve com ela e um vento mágico fosse direcionar a ancora para a direção correta mas, o mais gentil que o destino conseguiu ser, foi que a ancora não caiu sobre ela mesma. As coisas não eram muito melhores, pois  quando voltou, a ancora teria  atravessado a madeira, mas não o suficiente para que furasse o casco...Infelizmente o suficiente para que ficasse presa e não mais fosse possível resgatar a âncora com a força que ela tinha. Olhando para Sophia, quando ouviu o barulho e ela disse que  agora podiam entrar em pânico,  a dentucinha apenas teria olhado para ela e dito:

-QUE? Como assim entrar em Pâ….

Então ela olharia para o buraco no chão e seus olhos arregalariam,  enqaunto também olhava para o porto se aproximando mais, com um pensamento que era muito singelo em sua expressão facial de “fodeu”.  A garota começava a tremer, em especial sua sombrancelha que mostrava um sorriso bem nervoso.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


- C-C-Como assim prisão? Não, tem que ter alguma coisa que a gente possa fazer, tem que ter…. Eu não estou em pânico … EU DEFINITIVAMENTE não estou em Pãnico...T-Talvez se amarrassemos um deles ao leme…. Mas… Eu bem…. Acho que se fizesse isso de propósito seria sim um crime mas… A prisão não é legal não… Geralmente são celas individuais, mas isso não torna a vida melhor, é um cubiculo… Mas… que diabos eu tou falando, a gente não pode ir pra prisão não!

Diria de forma bem nervosa, percebendo-se deixar ir pela insanidade que a situação estava causando e então com a segunda pergunta de Sophia, a resposta viria rapidamente com um balançar de cabeça em negativo…. Quase como se negociasse consigo mesma em nervosismo continuou a fazer perguntas e era possível ver que a expressão de Cat tornou-se assustada, com a ultima pergunta da caçadora.

- Não! E… Como assim, eu  nunca fiz esse tipo de coisa eu… Se fosse fazer algo assim seria com você, não com uma pessoa em troca de algo!

Diria a garota em um surto de sinceridade digno de pessoas que estavam prestes a morrer a qualquer momento, ela tapou com ambas as mãos a boca e sua cor logo teria ficado bem próxima do rosa, em especial suas bochechas. Felizmente, para ela, o desespero talvez tirasse o foco do que havia dito. Assumindo o leme, Sophia teria tentado mirar no próprio barco, enquanto mirou o próprio barco, avisando Alexis de seu plano e teria ouvido de longe o grito da pequena.

- FAÇAM ISSO MAS GIREM O LEME TOTALMENTE PRA ESQUERDA ANTES DE PULAREM EU VOU TENTAR TOMBAR O NAVIO E SEJA O QUE O DIABO QUISER!

Era notável que a situação estava extrema e requeria medidas extremas, então com vbiolência os barcos se chocaram de forma a alaancar Sophia e Cat para frente, onde bateram o ombro contra o leme ao invés de cair. Com isso um pensamento rápido era necessário e a caçadora teria jogado os três criminosos para o próprio barco e… Quem disse que sua pontaria era inábil? Não não, estava bem próxima da lendária pois o que ela havia conseguido fazer com Mulhr era algo digno do melhor dos atiradores pois… Bem, enquanto os outros dois cairame m cantos aleatórios do navio,  Mulhr havia atingido o Jackpot… Lembra de nosso amiguinho Juarez? Sua pequena  faca sem fio era como uma haste de uma bandeira que ele mesmo havia feito em uma casinha improvisada para si e estava apontada para cima e se você pensou que ela cairia com o popozinho de forma exata nessa faca…. É você acertou! Por sorte o não tão pequeno crustáceo não estvaa em sua casinha mas, aquilo teria entrado com tudo, mostrando que o destino não era gentil para aqueles que naõ estavam ao lado certo da lei. Sophia então teria pulado, vendo que Cat ainda precisava fazer a ultima instrução de Alexis ela só gritou.

- EU VOU AJUDAR A SALVAR A GENTE, AGARRE A MINHA MÃO  QUANDO EU PULAR!

Então ela teria girado intensamente o leme para esquerda de modo que tornou-se um salto super difícil para ela, pois o barco rapidamente começou a perder o equilibrio, teria sido uma cena linda se ela contase com a caçadora para que por pouco a pegasse em meio ao ar, mas a realidade é que com o impulso que ela havia dado, ela teria sado uma cabeçada sem querer em Sophia, no ombro onde ambas caiam, já seguras na própria embarcação. Assim que ambas estavam seguras Alexis teria forçado então o barco de modo que um barulho alto de madeira se fez.

- Catherine, joga a nossa ancora!

Ainda meio zonza a meio mink levantou-se e logo correu para fazer o que era instruído de modo que a embarcação delas  começaria a diminuir a velocidade, mas não antes de elas verem o navio ao lado tombar, teria sido lindo se aquilo não causasse dano alguma o porto mas, por menor que fosse causava um imenso barulho onde o barco virou de ponta cabeça e criou ondas que teriam feito alguns barcos parados se chocarem levemente contra o cais. Por sorte do horário, não havia muita gente além da ronda noturna de mairnheiros que… Sim, apontavam suas lanternas na direção do barco, onde restaria ao trio se explicar.

- Ta…. Ainda não deu muita merda, a gente não destruiu muito… Se a gente for honesta e explicar, acho que o próprio dinheiro que eles tiverem no navio podem pagar os reparos… Eu vou levar uma bronca de certeza mas…. Bem vamos ao que é importante… Desculpa pela cabeçada, calculei mal.

Diria a branquela esfregando com a mão o lugar onde havia se chocado, aproveitando-se levemente para tirar um pouco de casquinha da caçadora enquanto o fazia, mas não demais. Restava a Sophia liderar aquela situação e como iriam explicar para os marinheiros que pareciam agitados, pelo movimento das luzes.


Histórico:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ação
Pensamento
Fala
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Senshi
Mercenário
Mercenário
ADM.Senshi

Créditos : 72
Warn : II - Don't Tread On Me - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 27/05/2018
Idade : 26

II - Don't Tread On Me - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Don't Tread On Me   II - Don't Tread On Me - Página 5 EmptyQua 13 Mar 2019, 06:02


Passo 25: Bad Moon Rising.

Celas individuais em? Bom, parece um lugar legal pra pensar e refletir… Talvez a prisão não seja assim tão horrível quanto pensei, ou ela está errada… Sei lá, é uma era de piratas, tem tipo um priquitilhão deles por aí, ou são muito incompetentes e quase nunca capturam nada, ou… Bem… A marinha ta com uma grana do caralho, e faz umas 5000000 celas por prisão, e isso ainda é pouco, afinal, acho que tem tanto trombadinha preso que cacete. Mas talvez tenham menos mulheres presas, não sei. Daria de ombros para a informação naquela hora. Depois daquilo era só ladeira abaixo, a gente via as merdas acontecendo, todo mundo caía nos barco eu pulava batiam de cabeça comigo, QUE CAOS, QUE CAOS, QUEM CAUSOU ISSO TUDO PORRA? EU SÓ TAVA FAZENDO MEU TRABALHO!!!

As coisas estavam muito insanas, mas muito insanas mesmo, naquela hora eu respirava fundo após ver que finalmente estava no barco e cairia sentada. -Beleza, ta tudo sobre controle...-Diria levantando meu indicador na frente do rosto antes de ver o barco se chocando com o porto. -Beleza, quero dizer… Quase tudo...- Diria de modo a notar que é… Nem tudo tava realmente tão bem assim. Mas apenas respiraria fundo e caminharia por ali procurando cordas, sim, eu não confiava em apenas deixar eles como estavam, então naquela hora se eu encontrasse tais coisas, eu juntaria eles ali pelo meio arrastando um por um, e no fim das contas amarrando no centrão. Eu passaria as cordas pelo meio deles, juntando os cotovelos ao corpo e daria um nó no final, apenas pela garantia.

Assim que tivesse terminado esperaria que o barco chegasse ao porto, olharia pra as duas e então diria. -Beleza, acho que conseguimos, é só a gente ficar calma, e não inventar problemas até chegar no QG, vai dar tudo certo, no pior dos casos é só olhar pro horizonte e pensar em um pombo- Era a melhor dica que eu podia dar naquela hora, por mais que eu não faça a menor ideia de por que diabos um pombo. Seja o que for, me disseram que isso ajuda, então é assim que deve ser. Caminharia segurando um deles nas costas enquanto esperava que as outras Duas fizessem o mesmo pra dar a apoio na bolota de gente, e nisso iria até o QG sem pensar em muitas coisas evitando ficar nervosa, apenas imaginava um cenário feliz, onde eu não precisasse fazer muito, apenas pudesse cantar e sorrir com ursos.

É ursos fofos, com arco íris na barriga, bons de abraçar, há… Isso mesmo ursos legais… Pensaria nisso enquanto inconscientemente quando chegássemos na porta do QG acabaria por abraçar Kath, enquanto esfregava meu rosto na maciez do urso… Até que eu lembrasse que não tem urso fofo nenhum. -Ih rapaz… Foi mal, eu tava viajando aqui.- Respiraria fundo e entraria pra dentro do lugar, e com calma esperaria que alguém viesse atender, se qualquer pessoa chegasse, começaria então a contar todo o papo do que aconteceu. -Bom, eu tinha prendido a irmã gemea dessa daqui, então ela me atacou, rolou uma briga grande. Assim acabamos tendo que lutar dentro do barco delas. Em um eventual caos, algum imbecil!! Acéfalo, quebrou o leme, e bateu na navegadora, ela precisava ser detida, mas não tão cedo, o inimigo sabia bem das coisas e como nos deixar sem saída, e nisso, adivinha? Ficamos sem saída… Derrotamos todos mas o barco sem rumo acabou atingindo o porto, mesmo assim, minha garotinha aqui, salvou parte disso usando nosso próprio barco para diminuir a velocidade e o impacto- Diria me aproximando de Alexis e acariciando a cabeça dela no final, tinha dado tudo certo graças a ela, então era merecido, e ele não precisa saber que fui eu que fodi o leme, é melhor que seja assim.

Depois de falar tudo isso apenas deixaria que pegassem as pessoas ali e questionaria se poderia usar a enfermaria novamente. -Acabei me ferindo novamente, desculpem, mas posso usar a enfermaria ali? Acabei com um corte problemático- Diria esperando uma resposta, e se fosse positiva rumaria para o local onde sentaria em uma das camas, esperando que viessem até mim, deixaria que a médica examinasse o que quer que tivesse acontecido, e esperaria o tratamento, estava sentindo uma pequena dor incômoda, que já deveria por si só dizer mais sobre como aquele ferimento me afetava. Enquanto ela me tratasse apenas cerraria os dentes e tentaria aguentar o ardor que poderia surgir durante o tratamento, me acalmaria naquela hora e usaria a pomada no mesmo tempo, usando ela na mão mais uma vez pela queimadura.


Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] / [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Andando muito tempo por aí
Percebo que não tenho muito onde ir
E todos os caminhos percorridos
São páginas velhas viradas de um livro já lido.

(Jimmy & Rats)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




II - Don't Tread On Me - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Don't Tread On Me   II - Don't Tread On Me - Página 5 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
II - Don't Tread On Me
Voltar ao Topo 
Página 5 de 6Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Polestar Islands-
Ir para: