One Piece RPG
Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [M.E.P.] Bonny
Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 Emptypor Bonny Hoje à(s) 18:48

» [MINI-Bonny] FishBone!
Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 Emptypor Bonny Hoje à(s) 18:44

» [E.M] - Lista de Desafios e Prêmios
Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 Emptypor War Hoje à(s) 18:21

» [Ficha] Joe Blow
Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 17:29

» Joe Kisame Blow
Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 17:28

» Forxen Dalmore
Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 Emptypor Madrinck Dale Hoje à(s) 17:01

» (Mini-Aventura) Prólogo
Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 Emptypor Makei Hoje à(s) 16:35

» [M.E.P.] Yuki
Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 Emptypor Makei Hoje à(s) 16:34

» Mini-Aventura
Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 Emptypor Makei Hoje à(s) 16:33

» Cap.1 Deuses entre nós
Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 Emptypor Thomas Torres Hoje à(s) 15:45

» Um novo tempo uma nova história
Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 Emptypor new man reformed Hoje à(s) 15:27

» Cap. 2 - The Enemy Within
Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 Emptypor Takamoto Lisandro Hoje à(s) 15:21

» Xeque - Mate - Parte 1
Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 Emptypor Ceji Hoje à(s) 15:18

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 Emptypor Milabbh Hoje à(s) 15:14

» [MINI - Gates] O Pantera Negra
Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 Emptypor Gates Hoje à(s) 09:20

» O Log que vale Dois Bilhões de Berries
Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 Emptypor Handa Hoje à(s) 02:45

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 Emptypor Misterioso Hoje à(s) 01:46

» Enuma Elish
Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 01:09

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 Emptypor Narrador de Evento Hoje à(s) 00:32

» II - Growing Bonds
Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 Emptypor Vincent Hoje à(s) 00:23



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Capítulo 2: Peixe fora d'água!

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Capítulo 2: Peixe fora d'água!   Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 EmptyQui 30 Ago 2018, 19:27

Relembrando a primeira mensagem :

Capítulo 2: Peixe fora d'água!

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Crisbella Rhode. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Luizatomita
Revolucionário
Revolucionário


Data de inscrição : 26/02/2018

Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: Peixe fora d'água!   Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 EmptyDom 23 Set 2018, 13:44

New Way
Capítulo 2: Peixe fora d’água!


Embora meu jeito cauteloso de resolver os problemas da vida, Klaus parecia mais confiante de si. Ele tomou a iniciativa antes mesmo que eu pudesse achar algo pra tirar aquele pano dali. Olhei para ele com a cara meio emburrada, não sou muito fã de que me cortem no meio assim e muito menos de coisas não cautelosas. ‘’Se fosse uma cobra teria te mordido!’’ pensei comigo mesma ao ver o rosto da garota amarrada ali dentro.

Uma escrava? Possivelmente, assim, não demorou para Klaus tirar o pano que havia em sua boca para ela poder falar. A garota era bonita, e de alguma maneira parecia uma cópia invertida de mim mesma, já que meus cabelos são vermelhos e meus olhos verdes. Ela parecia emocionada com a nossa presença e logo Klaus pedia a ela silêncio.

Que grosso esse rapaz era, a menina estava assustada, emocionada, óbviamente não estaria em seu estado psicológico mais calmo. Ele logo passou a mão sobre os cabelos dela para acalmá-lá. Isso me deixou surpresa e antes que eu reagisse melhor, ele logo explicou-se de maneira não muito convincente ainda para mim, mas aceitei de inicio acenando a cabeça de forma positiva antes de ajudar a moça a se recompor.

A menina logo explicou um pouco da situação, dizendo que fora deixada na ‘’solitária’’. A garota ainda estava amarrada e, como Klaus não havia tomado providência sobre aquilo, eu mesma procuraria uma faca se preciso para libertar a menina. - Está tudo bem, vamos dar um jeito de te tirar daqui. - Eu diria para ela com um sorriso no rosto. Se conseguisse desamarrar a garota, observaria ao meu redor as duas portas ali.

- Sabe o que tem atrás delas? - Perguntaria para a garota de forma gentil. Se ela não soubesse, olharia para Klaus e diria a ele: - Melhor nos separarmos, assim podemos cobrir mais área. Fique com ela, eu vou pela direita. - Diria a ele esperando uma resposta, se ele concordasse, tomaria a porta da direita, andando com cautela para onde quer que a porta nos levasse.

Se a menina apontasse qual porta era mais interessante, pedia para Klaus ir na frente, pois aquela imensa cozinha poderia ter algum utensílio útil para a minha pessoa, uma frigideira por exemplo da qual eu sabia que precisava para as viagens futuras. Não seria um roubo, apenas pegaria emprestado por tempo indeterminado. Checaria a porta contrária dita pela menina, só para ter certeza que não havia nada ali, poderia ser uma despensa ou um armário de vassouras, nunca se sabe.


-x-

Histórico:
Spoiler:
 

Dados:
Spoiler:
 

NEWDAY
WHY MUST OUR CHILDREN PLAY IN THE STREETS BROKEN HEARTS AND FADED DREAMS PEACE AND LOVE TO EVERYONE THAT YOU MEET DON'T YOU KNOW, IT COULD BE SO SWEET

Voltar ao Topo Ir em baixo
Far
Pirata
Pirata
Far

Créditos : 53
Warn : Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 05/07/2015
Idade : 22
Localização : Your worst nightmare

Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: Peixe fora d'água!   Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 EmptyTer 25 Set 2018, 12:48

Narração


Deparando-se com uma possível escrava, ao julgar pelo andar da carruagem, a garota não parecia se surpreender muito com aquela cena, talvez por já esperar algo como isso ou talvez apenas por não se surpreender de maneira tão fácil com as coisas. Por outro lado o que mais a incomodava era o jeito insensível de Klaus, visto que a todo momento ele possuía em mente o objetivo, mesmo que a garota estivesse precisando de ajuda e suas falas saíssem um pouco acima do normal devido ao nervosismo, o jovem não podia deixar de contê-la de alguma forma, visto que possuía algo maior em jogo. De qualquer forma Chris estava ali para tratar da parte mais sensível, tentando acalmar a jovem, um tanto quanto agitada através de suas palavras dóceis, e de fato funcionava um pouco. - Tu..Tudo bem. - Dizia, observando a garota tomar em mãos uma faca próxima, cortando as amarras que lhe restringiam o movimento.

O jovem entreolhava para as portas tentando fazer uma decisão, mas sem muito hesito, enquanto isso Chris não hesitava em questionar a garota que ali estava. No entanto ela apenas olhava a porta esquerda balançando a cabeça negativamente, mas olhando para o lado direito afastava-se um pouco mais tremendo de hesitação. - Nessa porta fica a mercadoria... Quer dizer, os outros escravos. - Comentava, virando seu rosto ao chão um tanto abalada. Klaus abria um sorriso, parecia ter ouvido uma informação mais que valiosa, afinal estavam em busca deles e receber o caminho a seguir só poderia ser uma bênção dos próprios deuses. - Logo atrás dela?! - Indagava, surpreso com tal afirmação. - Você por acaso teria alguma ideia de quantos guardas estão além dessa porta? - Comentava, ainda um pouco desconfiado, afinal não poderia ser tão fácil certo?

- Um corredor... Não sei ao certo quantos, mas a uma boa guarda a frente. Por sorte essa é uma das áreas menos vigiadas, afinal o que poderia dar errado com as comidas? Toda a preocupação está voltada para os escravos. - Dizia a garota, se recompondo do susto anterior e colocando-se de pé em direção a estrutura de madeira. Olhava novamente para Chris aguardando por sua presença, ao mesmo tempo que tocava a maçaneta, retirando a mão em seguida como se não desejasse passar além desse ponto. No entanto Klaus fazia as honras, abrindo aquela porta aos poucos e observando além, de fato era um corredor bem grande com inúmeras portas, onde algumas possuíam guardas a sua frente, mas a maioria próxima sequer eram guardadas, talvez não tivessem tanta importância? Bom, provavelmente. - Não se preocupe, vamos resgatar a todos. - Dizia, por mais que não soasse ele mesmo ao proferir tais palavras.

A sua vista, haviam pelo menos cinco portas sem nenhuma proteção, ao menos por fora, mais a frente duas delas com dois guardas a frente, já além disso não era possível distinguir se havia mais portas a frente ou não. A estrutura era toda entalhada em pedra, como se feita para o próprio subsolo, mas para que exatamente precisariam de tamanha proteção? Seria esse um mercado ilegal até para o próprio governo? Muitas perguntas e poucas respostas, mas com certeza as encontrariam mais a frente caso decidissem seguirem. No entanto, uma questão ainda permanecia em hiato, encontravam as respostas sobre a porta da esquerda, mas quanto a porta da direita? Ninguém sequer podia imaginar se realmente havia algo lá, ou se talvez fosse apenas melhor ignorar e seguir em frente, visto que já sabiam a direção certa para prosseguir sua missão.


Legenda:
 

____________________________________________________


Fala (#B22222 - FireBrick)
Pensamento (#4682B4 - SteelBlue)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luizatomita
Revolucionário
Revolucionário
Luizatomita

Créditos : 30
Warn : Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 26/02/2018
Idade : 26

Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: Peixe fora d'água!   Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 EmptyQua 26 Set 2018, 11:06

New Way
Capítulo 2: Peixe fora d’água!



As amarras apertadas em volta da garota foram cortadas com uma faca que havia naquela cozinha. Eu olhava para ela, pensando dentro do lugar mais profundo de meu coração que aquilo tudo poderia dar em alguma coisa. Se haviam escravos por ali… Mirana poderia estar no meio deles também! A idéia de achar minha melhor amiga alegrava meu coração a ponto de sentir vontade de vasculhar cada centímetro daquele lugar.

A garota apontou a porta para qual nos levaria até os outros escravos e, sem delongar, Klaus foi na frente, avistando um corredor e várias portas fechadas ali. No começo do corredor havia dois guardas. Klaus e a menina discutiam as partes mais técnicas, eu por outro lado, estava mais interessada Em adquirir ‘’conhecimento’’ material se é que me entende. Iria para a porta oposta que a garota mencionou, abriria a mesma normalmente se não estivesse trancada, daria uma boa olhada no que poderia ser um armário de vassoura ou uma dispensa, de qualquer modo, eu precisava de alguns itens de culinária e infelizmente não haveria tempo para comprá-los. Assim, nada como pegar emprestado os itens de cozinha daqueles safados mercadores de escravos. Colocaria tudo o que eu encontrasse em minha mochila, lutando por um pouco mais de espaço ali dentro. - A propósito, qual o seu nome? - Perguntaria a garota de forma gentil.

Feito isso, seguiria Klaus e a garota pelo corredor, presenciando a cena das portas e dos guarda ao longe. - V-Vamos ver o que tem por aqui primeiro, antes de bolarmos um jeito de driblar aqueles guardas… E-Eles devem estar protegendo algo… É quase como intuição. - Diria pondo-se à frente dos demais. Tentaria abrir as primeiras portas que estavam ali, tendo cautela para não serem notados pelos guardas. Olharia o local e abriria as portas mais próximas, procurando qualquer coisa que fosse útil ao grupo, visando especialmente documentos, algo sobre o mercado de escravos, se achasse algo assim, procuraria nos registros o nome de Mirana ou qualquer pista sobre a sereia. Procuraria também algo parecido com o uniforme daqueles guardas. Seria uma boa ideia estar vestida parecida com eles para poder nos aproximarmos das últimas portas.

Caso não encontrasse nada sobre Mirana, estaria triste, mas ainda assim determinada a encontrá-la. E se não encontrássemos os uniformes, diria a Klaus de maneira educada. - A-Acho que podemos usar as roupas dos guardas que desacordamos lá trás, o que acha? Não quero causar grande confusão, posso tentar atrair os guardas para cá e você pega eles de surpresa. - Se os uniformes não fossem adquiridos, me aproximaria dos guardas com minhas roupas normais mesmo, meu objetivo seria atraí-los para fora de seus postos. Utilizando minhas habilidades de Atuação, diria a eles: - Hey moços! Podem me ajudar aqui? A torneira da pia lá de cima estourou o cano! Os outros guardas não conseguem fechar! Podem me ajudar? Por favor! - Entonaria a voz para parecer que realmente precisava de ajuda. Se algum guarda questionasse quem eu era, diria calmamente.- Eu sou nova aqui na produção! Encarregada de costurar botões nas camisas por conta dos meus dedos finos. - Mostraria minhas mãos aos homens, para mostrar-lhes que era verdade.

Se eles não acatassem a ideia ou mesmo se Klaus tivesse um plano melhor, seguiria o rapaz, afinal, era sempre bom ouvir opiniões de quem tinha mais experiência com situações como aquela. Em último caso, pediria a garota para nos ajudar servindo-se de isca para atrair os guardas até as portas da qual estaríamos para assim embosca-los. Eu daria um soco na nuca deles e um chute na dobra do joelho, para fazê-lo ir ao chão mais facilmente antes de chutar o rosto do guarda para desacorda-lo. A ideia era para-los e não matá-los. Assim se conseguíssemos despistá-los, seguiria até as últimas portas visíveis, abrindo todas com cautela, uma por uma.

-x-

Histórico:
Spoiler:
 

Dados:
Spoiler:
 

NEWDAY
WHY MUST OUR CHILDREN PLAY IN THE STREETS BROKEN HEARTS AND FADED DREAMS PEACE AND LOVE TO EVERYONE THAT YOU MEET DON'T YOU KNOW, IT COULD BE SO SWEET


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Far
Pirata
Pirata
Far

Créditos : 53
Warn : Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 05/07/2015
Idade : 22
Localização : Your worst nightmare

Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: Peixe fora d'água!   Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 EmptyQui 27 Set 2018, 18:43

Narração


O caminho havia sido indicado, por mais que não fosse lá a pessoa de maior confiança por ali, infelizmente era tudo que possuíam para indicar o caminho, uma pessoa muito grata por ter sido salva pela dupla de revolucionários, talvez fosse... o suficiente? Bom, não podiam dizer ao certo, mas Chris certamente estava mais curiosa com o que poderia estar sendo escondido por de trás das demais portas, e portanto não mediu esforços para abrir também a da direita e observar com mais atenção o que lá havia. Imaginava ser apenas um armário ou algo do gênero, no entanto se surpreendia com a grandiosidade da estrutura, lá havia um caminho de rochas que levava ainda mais afundo no subterrâneo, não podia o seu fim, afinal de contas a iluminação passava a ser bem baixa quanto mais a dentro daquele grande buraco. Mesmo se avançasse um pouco mais, apenas descobriria o que lá havia caso decidisse seguir até o fundo desse mistério, no entanto não era o caso no momento.

Revirando por entre as despensas e armários da região, pode encontrar vários materiais de cozinha, assim como almejava, entre eles algumas panelas, talheres, colheres para mexer os alimentos e até mesmo alguns pratos, que poderiam ser utilizados naquela cozinha, deixando a sua mercê toma-los para si ou não, afinal ninguém iria impedir. - Meu nome... Pode me chamar de Lara, se não for incomodo. - Respondeu a jovem quando lhe fora questionado, passando a seguir junto aos demais perante a porta que havia indicado ainda há pouco. Seguindo em frente, primeiramente passaram a abrir a primeira porta a sua vista, estando longe dos guardas, e sem fazer muito barulho, não era difícil trocar de cômodo sem que realmente fossem notados, portanto não demoravam em faze-lo. Lá dentro podiam encontrar uma série de armários, todos eles trancados, alguns com senha, outros com um cadeado de chave, bom cabia aos donos decidirem sua proteção.

Mais a frente uma mesa, com uma foto de várias pessoas enjauladas, alguns indivíduos a frente posavam fazendo algumas caricaturas engraçadas, como se menosprezasse os que estivessem atrás, mostrando superioridade, sem dó alguma. Não haviam de fato muitas coisas espalhadas, a maioria das posses pessoais deveriam estar trancadas dentro de algum armário, precisavam apenas decidir qual deles abrir ou por que, e obteriam suas respostas, quer dizer... Talvez. Bom, de qualquer forma os armários eram numerados de 1 a 50, alguns deles com portas duplas, umas portas maiores que outras, mas o fato é que todos eles pareciam esconder algo em específico. No entanto abrir um a um parecia ser algo que requeria tempo e motivação, dois fatores que eles não possuíam, ao menos não no momento.

- Interessante, talvez tenha algo do seu interesse por aqui Chrisbella... Vamos em frente. - Comentou Klaus, em seguida, visto que estavam próximos da entrada, e pretendiam chegar o mais perto dos guardas possível. Portanto, não demorava a prosseguir para a próxima porta, abrindo-a, porém nada mais era que um quarto normal. Uma cama exorbitante e móveis lindos, além de alguns guarda-roupas que pareciam caber inúmeras roupas, certamente um quarto de alguém com boas condições financeiras para dizer o mínimo, seria ele o responsável por toda a arquitetura desse local? Seria ele o comandante desse leilão de escravos? Bom, isso só poderia descobrir perguntando-o pessoalmente, visto que nada mais havia do que pertences pessoais, sequer alguém habitava aquele quarto, e bom, se não estava protegido, provavelmente não havia algo de tão importante por lá.

A próxima sala, por outro lado, era auto explicativa acima estava uma placa grande escrita W.C com a figura de um homem, estava mais que claro que esse seria o banheiro dos homens, talvez fosse interessante caso algum deles estivesse a fim de aliviar suas necessidades. Ao que parece nenhum deles estava realmente a vontade para adentrar, não em um momento desses, sendo assim Chris se oferecia para servir de isca, assim como havia feito anteriormente, Klaus no entanto não podia pensar em nada mais elaborado no momento, sendo assim não recusava, apesar de também não aceitar. Suas palavras de fato chamavam a atenção dos guardas, mas eles pareciam meio receosos, apontando suas lanças contra a mulher, mesmo após toda a explicação que a mesma havia dado. - Não importa quem você é, não deveria estar aqui em hipótese alguma, sabe disso... - Falou se aproximando da jovem, os demais guardas também viravam-se com uma cara feia, pareciam não estar para brincadeira.

- Ande, pode ir voltando por onde veio, do contrário vamos precisar tirá-la a força. - Passo a passo se aproximava, levantando as armas contra a garota, que instintivamente recuava, Klaus permanecia observando, sua espada já em mãos pronto para avançar contra aqueles guardas, apesar da situação não ser nem um pouco favorável, não podia deixar sua companheira nessa situação, Lara no entanto apenas engolia em seco sem saber o que fazer. O garoto de madeixas brancas já estava preparado para o avanço, mesmo que isso pudesse lhe custar, no entanto uma surpresa acontecia nesse momento, os guardas de trás acabavam sendo puxados. Se observassem com atenção era Daario e um homem desconhecido, haviam colocado suas garras naqueles oponentes, causando uma boa ferida devido a surpresa, no entanto não o suficiente para derrubá-los. Agora, porém, a batalha estava dividida, dois para cada lado, facilitando o processo de uma possível vitória.

Klaus aproveitava-se desse momento para saltar avançado contra um dos guardas restantes, sua lâmina chocava-se contra a ponta da lâmina do homem, uma luta desafiadora que não podiam dizer ao certo quem seria o vencedor, bloqueios e cortes efetuados, sem realmente esboçar um lado favorito. O último guarda no entanto, sorria observando Chris e a garota Lara, que se aproximava tentando auxiliar no combate, por outro lado o guarda também espantava-se com a presença da jovem misteriosa, sabia do que se tratava e sabia o que isso poderia acarretar. - Você... O que está fazendo aqui? - Indagava, sem receber uma resposta por parte da prisioneira.


Legenda:
 

____________________________________________________


Fala (#B22222 - FireBrick)
Pensamento (#4682B4 - SteelBlue)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luizatomita
Revolucionário
Revolucionário
Luizatomita

Créditos : 30
Warn : Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 26/02/2018
Idade : 26

Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: Peixe fora d'água!   Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 EmptyDom 30 Set 2018, 21:41

New Way
Capítulo 2: Peixe fora d’água!



O nome dela era Lara, não muito comum mas também não tão diferente. Eu sorria para ela, não só por simpatia como também para tentar tranquilizá-la, afinal toda aquela situação podia ser bem traumática para as pessoas. A outra porta parecia a entrada de alguma espécie de túnel subterrâneo. Cris arqueou as sobrancelhas ao ver aquilo, mas infelizmente não tinha tempo de investigar aquilo e acreditava que tal buraco fosse algum tipo de rota de fuga. Não demorei para investigar aquela cozinha, procurando equipamentos úteis para minhas próximas viagens. Uma frigideira seria o mais ideal, até porque ela permite fritar tantas coisas, não tão útil como um caldeirão ou uma panela, mas como ambos eram muitos pesados, a frigideira seria ótima. Para ter como usá-la sem colocar a mão na comida, procurei algo como uma colher de pau. Óbviamente eu precisaria de garfos, facas e pelo menos uma cumbuca para comida, mas isso eu poderia encontrar depois.

Seguindo Klaus e junto a Lena, começamos a vasculhar aquelas portas. Alguns armários dentro de um dos quartos… Não pareciam estar vazios, mas sabia que aquela não era a hora apropriada para vasculha-los, afinal, poderiam fazer muito barulho ao serem arrombados. Klaus comentou que poderia haver alguma coisa ali que me fosse útil, de fato poderia, mas ainda não era o momento certo.  Assim seguimos para a próxima sala, um cômodo luxuoso e que provavelmente pertencia a alguém daquele mercado de escravos. Eu olhei para ele brevemente, e só havia coisas pessoas ali. Assim, saímos e o próxima porta deixava evidente que era um banheiro.’’-Err… eu é que não vou lá dentro…-’’ Pensei comigo mesma e aparentemente Klaus e Lara também. E assim, era hora de nos livrarmos daqueles guardas mais a frente. Eu sorri de canto, sentia meu coração disparar, afinal ser uma isca não era lá a melhor coisa a se fazer, mas era necessário naquele momento. Após minhas palavras, os homens que pareciam mais zangados que o normal me responderam. ‘’- Caramba, talvez não tenha sido uma boa idéia. - ‘’ Pensei rapidamente, em recuar meus passos, aquelas lanças pareciam perigosas e de repente.Daario entrou em cena com outro aliado. Eu abri a boca, surpresa com tal ato e logo não demorou para um dos guardas vir em minha direção. Uma para mim e outro para Klaus, que não demorou nada para entrar em combate.

O guarda que veio em minha direção se espantou ao ver Lara. Achei estranha a reação dele, se ela era uma prisioneira comum, porque ele faria aquilo? De qualquer modo, eu tomaria a frente de Lara, protegendo-a caso o homem decidisse avançar sobre ela.   - Sua briga é comigo! - Diria ao homem, meu tom de voz seria sério e decidida, um pouco de raiva estaria incrustada em minha face e eu rangeria os dentes. Esperaria o homem vir para cima de mim com sua lança, usando meus olhos para calcular o tempo de seus passos e o quanto levaria para me dar um ataque, tentaria desviar de uma possível estocada, visando que um ataque vertical fosse menos comum em lanceiros.  Prepararia minhas mãos para agarrar a ponta da lança do homem, evitando a parte metálica cortante.  Usaria o próprio eixo de meu corpo para avançar contra o homem caso eu conseguisse segurar a ponta da lança, lançaria contra ele um chute no tórax enquanto puxaria a lança de suas mãos com o máximo de força que eu conseguida.

Caso eu não conseguisse segurar a lança e desarma-lo e o homem fosse bom o suficiente para me acertar, recuaria mais um pouco até a primeira porta, seguraria na mão de Lara e caso eu estivesse machucada, tentaria segurar o local da ferida para estancar o sangue. Correria até a sala dos armários, atraindo o guarda para lá.   - Me ajude aqui! - Diria a garota de cabelos verdes, empurrando um dos armários para jogar em cima do homem caso ele me seguisse. Se o acertasse ou não, usaria da distração para dar um soco no rosto dele, forte o suficiente para quebrar-lhe o nariz. Se a luta tivesse terminado contra o homem, iria até Klaus para ajudá-lo.

Me aproximaria o suficiente para gritar para Klaus:   - Abaixe-se! - Caso ele o fizesse, aproveitaria para usar suas costas como apoio para meus pés, e talvez pegando o inimigo de surpresa, daria um soco no rosto dele e outro na barriga. Caso Klaus não me ajudasse nesse ataque, me aproximaria dele para tentar ajudá-lo. Se nenhum dos meus ataques ou tentativas dessem certo, tentaria me defender do lanceiro da melhor forma possível, usando minha esquiva até conseguir uma brecha, enquanto Lena ficava protegida.


-x-

Histórico:
Spoiler:
 

Dados:
Spoiler:
 

NEWDAY
WHY MUST OUR CHILDREN PLAY IN THE STREETS BROKEN HEARTS AND FADED DREAMS PEACE AND LOVE TO EVERYONE THAT YOU MEET DON'T YOU KNOW, IT COULD BE SO SWEET


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Far
Pirata
Pirata
Far

Créditos : 53
Warn : Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 05/07/2015
Idade : 22
Localização : Your worst nightmare

Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: Peixe fora d'água!   Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 EmptyTer 02 Out 2018, 13:26

Narração


Cris não possuía muita intenção de vasculhar todo o restante, afinal não havia tempo para isso, querendo ou não estavam correndo contra o tempo para o inicio daquele leilão, os escravos estavam dependendo da atitude da revolucionária, e por isso contavam com ela. Tomava os utensílios que lhe seriam uteis e por fim, prosseguia perante as demais salas, até alcançar os guardas, em uma tentativa não tão agradável de chamar a atenção dos guardas, diferente de antes, esses pareciam estar mais atentos e prontos para agir em qualquer tempo se necessário. Seus passos se recuavam instintivamente, podia sentir a agressão por parte daqueles homens, isto é, poderia se Daario não se intrometesse salvando-a de alguns deles, assim como Klaus e sua nova companheira. Mas, mesmo com todos os esforços, ainda assim sobrava um deles para enfrentar Cris e Lara, seriam elas capazes de superar as suas habilidades? Bom isso veríamos a seguir.

Movia sua lança de uma mão para outra enquanto encarava Lara, não podia entender ao certo o porque, mas estava acontecendo. - Vão vir ou apenas ficar olhando? - Indagou o guarda aguardando por uma atitude por parte das garotas. Talvez seguindo as palavras ou apenas motivando-se por conta própria Cris partiu para cima, agarrando a lança do indivíduo, buscava acertar-lhe um golpe, tendo travado sua arma, no entanto algo um pouco diferente acontecia. Ao golpeá-lo, o guarda apenas soltava uma de suas mãos da arma, fazendo com que a mesma passasse rente, errando seu golpe de confiança, recebia por consequência uma joelhada no abdômen, seu ar se esvaía, cedendo de joelho ao chão. - Pff .... - Comentou, vendo Lara se aproximar, através da força retomava sua arma em mãos, movendo-a em direção a garota, que buscava aplicar-lhe um chute diretamente na têmpora do inimigo, mas ele era mais rápido, abaixando-se e golpeando-a com o cabo.

- Chega dessa palhaçada? - Questionou mais uma vez ao ver Cris levantar afastando-se em direção a primeira porta, talvez buscando por uma aproximação utilizando o ambiente, mas o guarda não pretendia deixar seu posto, muito pelo contrário, olhava mais uma vez para a garota de madeixas verdes apontando sua lança contra a mesma. Uma breve olhada para Klaus, um sorriso, demonstrava que não estaria contente com apenas um deles, talvez pudesse enfrentar os dois de uma vez só, no entanto o garoto ainda parecia estar ocupado com seu próprio oponente, sequer percebendo a intenção assassina que lhe era desferida. A garota Lara, no entanto, manteve a pressão contra aquele oponente, golpeando-o com mais alguns chutes, que eram desviados sem muito problema, querendo ou não ele parecia ter uma maior velocidade do que as garotas. De fato um ponto a mais pare ele, seriam elas capazes de impedir o seu avanço?

Enquanto isso, todos os demais mantinham posturas igualadas, o combate parecia estar indo bem para Daario e Klaus, apesar de nenhum dos lados ter uma vantagem expressiva, mas por outro lado para as garotas e para o outro companheiro revolucionário, seu combate estava tendendo a baixo, talvez fosse necessário uma estratégia com maior detalhamento para vencer esse indivíduo. Afinal, não poderiam depender de seus companheiros para sempre, essa luta era apenas das duas, assim como a luta do revolucionário, precisariam superar seus próprios pensamentos caso quisessem chegar até o final... Ninguém falou que seria fácil.


Legenda:
 

____________________________________________________


Fala (#B22222 - FireBrick)
Pensamento (#4682B4 - SteelBlue)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luizatomita
Revolucionário
Revolucionário
Luizatomita

Créditos : 30
Warn : Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 26/02/2018
Idade : 26

Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: Peixe fora d'água!   Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 EmptyQua 03 Out 2018, 15:34

New Way
Capítulo 2: Peixe fora d’água!


Meu plano de tentar retirar a arma do homem havia falhado e como consequência, uma joelhada em meu estômago. A dor foi tão bruta que por uns instantes fiquei de joelhos no chão, sem ar. Arfei pesadamente com a mão direita sobre a área atingida. Eu nunca havia sido ferida com tanta violência igual aquela até o momento. Minha vida havia sido pacata e eu sempre tentava resolver as coisas evitando brigas, mas aquilo era diferente.

Não estava mais em Shell’s, não estava mais brigando com os garotos das ruas e arrumando confusão… Não tinha mais Mirana por perto para me salvar e me proteger, estava sozinha em um mundo novo, com pessoas estranhas e principalmente, homens que não hesitariam em machucar… Quando retomei meu fôlego, logo me afastei. Era uma mistura de medo da situação com raiva. Medo porque obviamente, aquele homem poderia me matar e raiva por ver o quão mal seus olhos pareciam me encarar. ’’ - Eu… Não vou falhar hoje...  - ‘’Pensei.

Ele havia derrubado Lara facilmente e com um sorriso perverso no rosto olhava para Klaus. Senti um arrepio passar por toda a minha espinha. Embora o garoto de cabelos brancos fosse forte, não poderia deixar para ele resolver tudo sozinho naquela situação. Assim, respirando fundo, tentaria afastar o homem de Lara e Klaus. - HEY SEU COVARDE! Eu ainda não acabei com você, porque não vem aqui e eu lhe ensino a dar um chute de verdade? O Palhaço aqui é você! - Diria a ele com um sorriso debochado na face, arfando baixinho e mantendo a minha postura mais ereta a ponto de mostrar-me bem, embora minha barriga doesse bastante. O homem era ágil e eu podia ver isso por conta de seus movimentos anteriores, assim eu sabia que talvez vencê-lo na agilidade não fosse uma boa ideia, mas eu poderia tentar vencê-lo pela inteligência.   - Você se acha muito fortão dando tapa em menininhas não é mesmo? Porque não vem e dá um tapa aqui? - Viraria minhas costas para ele e daria um tapa na minha nádega direita, provocando-o com uma rebolada sarcástica. Meu rosto estaria vermelho, pois mesmo que aquilo não passasse de um ato de atuação necessário para provocá-lo, eu ainda era de um certo modo, tímida. Mas se Klaus elogiou aquela minha protuberância traseira, provavelmente é porque era interessante.

Se o homem se irritasse e viesse em minha direção, eu esperaria ele se aproximar a uma distância segura. Estaria de costas para ele e, em um movimento rápido, seguraria a alça esquerda da minha mochila, liberando a direita de meu corpo. Viraria em meu próprio eixo com a mochila na mão, visando acertar minha mochila no rosto do homem. Se eu conseguisse tal ato, o próximo seria desarma-lo enquanto estivesse ocupado, eu teria de ser rápida, assim eu tentaria puxar a lança do homem, usando o cabo da mesma para acertar entre suas pernas nas suas partes mais sensíveis. A primeira reação de uma pessoa ao ser atingida é levar a mão sobre a área afetada, assim, se ele coloca-se as mão sobre a virilha ou próxima, aproveitaria seu momento de distração para dar-lhe um soco bem no nariz. Caso ele não o fizesse ou segurasse minhas mãos, eu daria uma cabeçada no nariz dele, forte o suficiente para quebrá-lo antes de um chute na virilha do cidadão.

Como ele era rápido usaria todo o meu controle do tempo para calcular seus movimentos, para ter a noção mais precisa que ele levava para atacar. Se nenhuma dessas opções funcionassem e eu fosse agarrada ou agredida, tentaria me defender dele com meus braços, juntos protegendo minha cabeça e levantando uma das pernas caso ele tentasse me chutar. Se necessário, abriria uma daquelas portas no corredor para tentar acerta-lo.

Se o homem não ficasse bravo com minha provocação, correria até ele, pegando impulso em um salto. Tentaria pegá-lo quando estivesse distraído olhando para Klaus. Pularia nele, segurando suas mãos, tentaria morder-lhe a orelha caso o pegasse de costas antes de socar sua jugular. Se ele me segurasse ou me batesse, tentaria escapar das mãos dele, ou desviar de sua lança. Se Lara estivesse por perto, gritaria para ela: - PEGUE AS PERNAS DELE! - Se ela o fizesse, tentaria desacordar o homem sufocando seu pescoço lentamente, não a ponto de matá-lo obviamente, mas o suficiente para ele ficar inconsciente.

Se consegui-se derrotá-lo, me juntaria a Klaus e aos outros para prestar-lhes ajuda, seja em combate ou em alguma outra necessidade, senão, estaria junto a Lara e tentaria pensar em um plano melhor, dessa vez utilizando a frigideira em minha mochila, pegaria a mesma e me manteria em posição de combate contra o homem.

-x-

Histórico:
Spoiler:
 

Dados:
Spoiler:
 

NEWDAY
WHY MUST OUR CHILDREN PLAY IN THE STREETS BROKEN HEARTS AND FADED DREAMS PEACE AND LOVE TO EVERYONE THAT YOU MEET DON'T YOU KNOW, IT COULD BE SO SWEET


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Far
Pirata
Pirata
Far

Créditos : 53
Warn : Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 05/07/2015
Idade : 22
Localização : Your worst nightmare

Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: Peixe fora d'água!   Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 EmptySex 05 Out 2018, 14:34

Narração


A garota podia sentir em sua pele que o mundo não era o mesmo que vivera até o momento, nem todos eram bonzinhos como seus compatriotas de Shells, não, agora ela estava entrando em um buraco sem saída, a causa revolucionária. Sabia disso ao ver a agressividade que aquele indivíduo a tratava desde o início, e principalmente agora, golpeando-a não só a Cris, como também Lara sem dó nem piedade, não se importava se eram mulheres indefesas, afinal deveria guardar aquela porta a qualquer custo. Erguendo-se novamente, agora já distante de seu agressor, uma ideia surgia a mente da jovem, pretendia lutar com todas as suas forças, bom, talvez não exatamente como se esperava de um lutador afinal de contas, sua principal arma era a mental. Um gatilho mental fora o que pode pensar para chamar a atenção daquele homem, se carinhosamente não havia dado certo, por que não partir para a agressão? Quem sabe o ódio lhe despertasse algum sentimento.

Sua palavras de fato mexiam com o psicológico daquele guarda, por mais que o sorriso esboçasse suas expressões, era visível o ranger de seus dentes apenas por meras palavras, havia caído na provocação de Cris. - Se queria morrer mais cedo era só ter me avisado, posso providenciar pra já! - Afirmou se aproximando a passos lentos, enquanto a garota buscava mais uma provocação, dessa vez não somente com palavras como também com sua região traseira, talvez aproveitando-se de seus dotes corporais? Não que suas curvas fossem tamanhas, mas querendo ou não chamava a atenção. - HAHAHA... Um belo rabo, se quer minha atenção pode ter certeza que conseguiu. - Comentou o guarda, se aproximando, e passando a correr em sua direção para se aproveitar daquele momento, sua lança se erguia, mas no momento que fora desferir o primeiro ataque havia um surpresa, a mochila da garota vinha de encontro a sua face, tonteando-o por alguns segundos.

Sua estratégia havia dado certo, um passo em falso aquele indivíduo que parecia invencível era atingido, e cedia aos poucos, se recompondo no último segundo antes de cair ao chão, Cris no entanto via uma oportunidade. Agarrando a lança do mesmo, retirava ela de ser utilizada, deixando o rapaz com uma grande desvantagem, afinal essa era a maneira que lutava. Sendo assim a abertura estava ali pronta para ser aproveitada, o soco vinha em seguida, visando o nariz daquele guarda que não teria como reagir, mas será... Que não teria mesmo? Um movimento com a cabeça bastava para retirar seu corpo fora do alcance de um ataque, o sorriso viria logo a seguir, isso se não fosse pela aproximação de Lara. A garota de madeixas verdes, acertava um chute diretamente em sua têmpora derrubando-o na mesma hora, seus olhos se fechava e claramente aquele homem já não estava mais consciente.

- Pensou rápido. - Comentava Lara, em agradecimento a vitória que obtiveram. Se observassem mais a frente os demais também estariam terminando seu próprio combate, apenas restava Klaus, bradando sua espada como um derradeiro fim para aquele segundo guarda, que se via em seus últimos suspiros. - Muito bem, parece que todos conseguiram... Nada mal. - Sorria observando a todos com enorme alegria. - Nos encontramos novamente, parece que estamos no caminho certo então. - Dizia se aproximando da porta que aqueles guardas tanto almejavam manter em segredo, no entanto estavam trancadas, caberia a Cris e os demais decidir como agir. Talvez fosse preciso entrar a força, talvez não... Mas o fato é que a garota e seus companheiros eram os únicos a saber o que havia nas portas atrás, a frente havia apenas uma escada para cima, por onde Daario e seu mais novo aliado haviam surgido.



Legenda:
 

____________________________________________________


Fala (#B22222 - FireBrick)
Pensamento (#4682B4 - SteelBlue)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luizatomita
Revolucionário
Revolucionário
Luizatomita

Créditos : 30
Warn : Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 26/02/2018
Idade : 26

Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: Peixe fora d'água!   Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 EmptySeg 08 Out 2018, 20:19

New Way
Capítulo 2: Peixe fora d’água!


A tática havia dado certo de certo modo, o corpo do homem caiu ao chão após o ataque de Lara. Um ataque tão certeiro como aquele não seria feito por uma garotinha tão indefesa assim. Embora eu não fosse desconfiada, Lara parecia ser o tipo de pessoa que tem muito mais escondido dentro de sua alma do que imaginamos. Daario e Klaus pareciam ter saído vitoriosos daquela situação e, do fundo do meu coração, esperava que ambos não tivessem visto minha provocação anterior. Não era do meu feitio tais provocações, ainda mais as que envolvessem meu corpo, talvez por um breve instante, eu o fiz de maneira inocente e infantil.

Eu me aproximaria de Klaus, um pouco preocupada com ele, embora soubesse que ele era habilidoso, ele poderia ter passado por maus lençóis assim como eu. - Você está bem? Está ferido? - Olharia para ele, preocupada caso ele dissesse que sim, tentaria ajudá-lo com meus conhecimentos básicos de tratamento de feridas. Se não, apenas sorriria de maneira gentil a ele.

- Lara e eu demos conta daquele br-brutamontes, ainda bem que ela me ajudou. Obrigada! - Diria a Klaus dando um belo sorriso para Lara, agradecendo a sua ajuda. Eu escutaria Daario com atenção, se não fosse ele e seu aliado, estaríamos em apuros, agradeci ao revolucionário também. - Q-Que bom que vieram, talvez não dessemos c-conta de todos na situação que estávamos… A propósito, na primeira sala daquele lado, vimos vários armários e na outra um quarto luxuoso, talvez tenha algo de valor lá também. - Diria apontando para as primeiras portas do outro lado do corredor.

As portas que era antes vigiadas agora poderiam ser acessadas, assim, tentaria abri-lás. Se estivessem trancadas, procuraria com algum guarda as chaves para abrir a porta, caso não encontra-se, pediria a um dos rapazes arrombar a madeira dali. - P-Podem abrir essa porta? Eles estavam vigiando ela…Deve ser a ‘’carga importante’’. - Pediria de maneira tranquila a eles.

Se abrissem a porta e conseguissemos entrar, olharia tudo ao meu redor, procurando com cautela o que me aguardaria naquele local. Receosa e com cautela, procuraria uma fonte de luz para investigar aquela sala. Como Lara era uma prisioneira, era bem possível que encontrássemos outros ali. Olharia para as pessoas, e ofereceria ajuda. - Não se preocupem, viemos tirar vocês daqui. - Meus olhos correriam para o local, e pelos possíveis rostos. Estaria procurando algum sinal de Mirana.


-x-

Histórico:
Spoiler:
 

Dados:
Spoiler:
 

NEWDAY
WHY MUST OUR CHILDREN PLAY IN THE STREETS BROKEN HEARTS AND FADED DREAMS PEACE AND LOVE TO EVERYONE THAT YOU MEET DON'T YOU KNOW, IT COULD BE SO SWEET


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Far
Pirata
Pirata
Far

Créditos : 53
Warn : Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 05/07/2015
Idade : 22
Localização : Your worst nightmare

Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: Peixe fora d'água!   Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 EmptyQui 11 Out 2018, 12:32

Narração


O combate havia chegado ao seu fim, querendo ou não o grupo não parecia se esforçar de forma tão grande para sobressair aqueles inimigos, na verdade, precisavam mais agradecer a Daario do que qualquer um outro, visto que sua chegada havia sido decisiva. No entanto, no momento a garota parecia estar mais preocupada com o bem estar de seu companheiro, Klaus havia sofrido um tanto para derrotar aquele homem, e se observasse com maior atenção poderia ver alguns cortes superficiais em seus braços, que ele rapidamente tentava esconder. Rasgando alguns panos que encontrara pelo local, envolvia seus membros com tal, para evitar o sangramento, mas desajeitadamente não conseguia fazer tudo sozinho, sendo assim Cris entrava em ação colocando seus dotes para que os ferimentos de K não piorassem ainda mais. - E... Eu estou bem, não se preocupe. - Dizia, virando sua cara, como se tentasse ser frio, mas claramente seu rosto se moldava em um tom vermelho, envergonhado.

- O importante é que estão todos bem... Mas, continuando. - Dizia, ao ver que a porta estava trancada, a garota então proferia mais algumas palavras, mas antes mesmo que pudesse terminar sua frase o revolucionário já estava jogando seu corpo contra a madeira da estrutura, na tentativa de quebrá-la. Mais algumas tentativas, e a porta se abria, mostrando o interior, nada mais era do que uma grande sala, dentro dela haviam algumas jaulas e gaiolas com animais exóticos, eram três em específico. O que chamava mais atenção estava em uma gaiola, talvez uma espécie de hibrido, pernas de gato e um corpo de coruja, com um bico e asas, de fato bem estranho, os outros dois no entanto apesar da raros eram mais comuns, e estavam em uma jaula. Nada mais eram que macacos, talvez uma espécie em especifico de mico? Bom, não sabiam ao certo, mas o que os diferenciava eram suas cores intensas, um deles vermelho e o outro azul.

- Não era bem o que esperavam? Os leilões não são apenas de humanos... - Comentava Lara, ao ver os pobres animais enjaulados, se aproximando um pouco para ver mais de perto, enquanto Daario dava meia volta e seguia até a segunda porta, arrombando ela também e abrindo passagem para o que quer que estivesse lá. Não demorava muito para que obtivesse sucesso, e dessa vez uma cena bem mais trágica que a anterior, mais uma vez uma grande sala bem similar a anterior, mas ao invés de animais, nessa haviam cerca de 10 seres espalhados e acorrentados, com uma mordaça na boca. Alguns deles humanos, outros minks, alguns tritões e até mesmo um ser avantajado de altura, não chegava ao tamanho de um gigante mas com certeza possuía mais altura que um ser humano comum, isso era visível. Seus companheiros abriam uma expressão de surpresos, enquanto outros permaneciam tristes, principalmente Lara ao ver todos nessa situação, que por sinal estava a minutos atrás.

- Temos que tirá-los daqui, rápido cada um desamarre o máximo de pessoas que puder, separem-se para não tomarmos muito tempo por aqui. - Comentava Daario, de forma mais séria, um tanto diferente de sua forma brincalhona como havia se dirigido nas vezes anteriores, parecia mais focado... mais preocupado. No entanto, na primeira passada que o sujeito dava em direção a libertação dos escravos, não parecia contar com um fator extra, sua presença fazia um alarme ressoar por entre as estruturas, um barulho estrondoso que chamaria a atenção de tudo e todos ali presentes. Agora o grupo estaria correndo contra o tempo para libertar tais pessoas, seriam eles capazes de fazer isso a tempo? Os guardas seriam mais rápidos? Bom, isso só eles mesmos e sua organização poderia dizer.


Bixim:
 

Legenda:
 

____________________________________________________


Fala (#B22222 - FireBrick)
Pensamento (#4682B4 - SteelBlue)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luizatomita
Revolucionário
Revolucionário
Luizatomita

Créditos : 30
Warn : Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 26/02/2018
Idade : 26

Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: Peixe fora d'água!   Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 EmptySex 12 Out 2018, 23:46

New Way
Capítulo 2: Peixe fora d’água!



Klaus parecia um pouco envergonhado com minha atitude… Não vou negar, eu também estava envergonhada. Sentia minhas bochechas arderem como o fogo enquanto eu ajeitava seu curativo. Os panos que ele rasgou estavam mal amarrados, sendo assim, delicadamente arrumei o curativo como eu sabia fazer, dando um pequeno lacinho no final. - S-Só tome cuidado para nã-não inflamar… Depois precisa lavar ok-k? - Minha voz saía trêmula como se um pequeno terremoto abalou o meu ser. A pele de Klaus era tão branca assim como seus cabelos e só pude notar tal coisa após ver o contraste do sangue sobre seu braço assim como o vermelho em seu rosto. Ele estava envergonhado? Talvez, não reparei tanto pois logo em seguida Daario colocou-se à frente de nós e mesmo antes de eu terminar de falar o rapaz se lançava sobre a porta, tentando derrubá-la. ‘’- Barbaridade, era só chutar a maçaneta… Mesmo assim, nada mal, até que ele é bem forte mesmo… - ‘’ Pensei antes que Daario arrombasse a porta para nós entrarmos no local. A grande sala do local tinha o cheiro peculiar de animal que haviam ali. Dois macacos e uma… ave? Não sabia ao certo se era um pássaro ou um gato, ou os dois! Talvez um Gatoruja ou um Corugato como apelidei o animal. Eles pareciam assustados e Lara começava a observá-los enquanto Daario se aproximava de outra porta.

Eu segui o revolucionário, curiosa para ver o que tinha ali dentro. Eu já vi muitas coisas das quais me chocaram, me deixaram mal, como o sequestro de Mirana e os escravos em Shell’s, mas aquilo… Aquilo era diferente. Quando pude perceber, lágrimas escorriam sobre meu rosto, eu senti meu coração disparar e uma dor de barriga intensa que fez meus joelhos falharem por um instante me levando ao chão. Ela não estava ali… De novo eu estava de mãos vazias e eu não sabia mais o que fazer. Os outros revolucionários logo começaram a soltar os prisioneiros. Eu respiraria fundo, sugando o máximo de ar que meus pulmões conseguissem antes de me voltar a realidade. ‘’- O mundo não é como você pensa Cris… Ele te machuca, ele te ofende… Ele te acorrenta e vende. Para que…? ‘’ - Pensei comigo mesma, aquela injustiça era grande demais, não podia ficar parada, não podia chorar mais, eu precisava agir e pra ontem! Eu não estava mais sozinha, mas ainda assim, me sentia muito distante de meus amigos revolucionários, como se eu fosse o elo mais fraco deles, uma estranha no ninho por não ter estômago para aguentar aquilo tudo ou talvez… Por ter muita empatia no coração. Minha cabeça voltou ao mundo real após o som agudo de um alarme disparar.

Me levantaria, secando as lágrimas de meu rosto antes de me voltar a aquelas pessoas. - Está tudo bem agora. - Diria a primeira pessoa que eu me aproximasse, tirando a mordaça de sua boca. - Tem alguém ferido? - Perguntaria a todos na esperança de socorrer aquela pessoa primeiramente. Se estivessem todos bem, procuraria no local alguma chave que pudesse libertar aquelas pessoas das correntes. ’’ - Talvez nos soldados feridos no corredor…’’ - Pensei, se eu não encontrasse nada dentro da sala, iria até os homens lá fora, procurar em seus uniformes algum molho de chaves que pudesse ajudar aqueles prisioneiros. Se eu não encontrasse nada, lembraria daquele quarto com os armários e o outro que parecia um dormitório. ‘’- Talvez tenha um claviculário ou alguma coisa por lá… -

O tempo era curto e logo eu gritaria para Klaus: - Klaus! Preciso de sua ajuda! Aquele quarto luxuoso, pode ter alguma chave por lá para libertarmos os escravos! - Diria a ele de maneira firme, sem gaguejar, pois eu estava tensa, com os nervos a flor da pele. Me voltaria para Lara também em seguida: - Lara! Esses animais, consegue tirá-los daqui? Alguém aqui é bom com animais? - Perguntaria a ela. O alarme continuava a soar, precisava ser rápida e esperta agora. ‘’ - Concentre-se… Precisamos de informações sobre Mirana… Deve ter algum documento. - ‘’ Pensaria comigo mesma antes de olhar para todo o corredor. - Daario, eu preciso checar uma coisa, eu vou tentar encontrar vocês, não se preocupe comigo! - Diria ao rapaz antes de correr pelo grande corredor, voltando a aquela quarto luxuoso.

Vasculharia o armário, a escrivaninha, procurando um livro e as chaves caso os escravos continuassem acorrentados. Se Klaus estivesse comigo, estaria feliz por ter ajuda extra. Se eu encontrasse algo como um livro caixa ou as chaves, levaria comigo até Daario novamente, olhando bem o caminho de volta para não topar com algum guarda. Se eu avistasse um inimigo a minha frente, não hesitaria em tentar derrubá-lo caso ele estivesse sozinho. Usaria do elemento surpresa para dar uma rasteira na perna da pessoa suspeita ou uniformizada, e assim que ele caísse no chão, daria um soco em sua face para desacordá-lo.

-x-

Histórico:
Spoiler:
 

Dados:
Spoiler:
 

NEWDAY
WHY MUST OUR CHILDREN PLAY IN THE STREETS BROKEN HEARTS AND FADED DREAMS PEACE AND LOVE TO EVERYONE THAT YOU MEET DON'T YOU KNOW, IT COULD BE SO SWEET


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: Peixe fora d'água!   Capítulo 2: Peixe fora d'água! - Página 3 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Capítulo 2: Peixe fora d'água!
Voltar ao Topo 
Página 3 de 5Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Polestar Islands-
Ir para: