One Piece RPG
Experimento 01  - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Que tal um truque de mágica?
Experimento 01  - Página 2 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 03:17

» Art. 4 - Rejected by the heavens
Experimento 01  - Página 2 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 01:58

» O catálogo continua, Baterilla a cidade da beleza
Experimento 01  - Página 2 Emptypor maximo12 Hoje à(s) 00:00

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
Experimento 01  - Página 2 Emptypor Licia Ontem à(s) 23:32

» Seasons: Road to New World
Experimento 01  - Página 2 Emptypor Volker Ontem à(s) 22:37

» Vol 1 - The Soul's Desires
Experimento 01  - Página 2 Emptypor Arthur Infamus Ontem à(s) 22:08

» VIII - The Unforgiven
Experimento 01  - Página 2 Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 22:00

» The Hero Rises!
Experimento 01  - Página 2 Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 21:56

» The One Above All - Ato 2
Experimento 01  - Página 2 Emptypor CrowKuro Ontem à(s) 20:53

» Cortes e Tiros, resgate na ilha das aranhas!
Experimento 01  - Página 2 Emptypor Achiles Ontem à(s) 20:49

» Bakemonogatari
Experimento 01  - Página 2 Emptypor Milabbh Ontem à(s) 20:39

» Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!
Experimento 01  - Página 2 Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 20:25

» Ato 157: Se eu quisesse tua opinião, Eu tirava na Porrada
Experimento 01  - Página 2 Emptypor Dante Ontem à(s) 19:52

» [MINI-DoflamingoPDC] A pantera negra da ilha montanhosa
Experimento 01  - Página 2 Emptypor Makei Ontem à(s) 19:43

» [Mini - Nice] A espada que dorme.
Experimento 01  - Página 2 Emptypor Ryoma Ontem à(s) 19:35

» [M.E.P] Nice
Experimento 01  - Página 2 Emptypor Ryoma Ontem à(s) 19:34

» [Mini] Albafica Mino
Experimento 01  - Página 2 Emptypor Makei Ontem à(s) 19:16

» [M.E.P] Albafica
Experimento 01  - Página 2 Emptypor Makei Ontem à(s) 19:15

» A primeira conquista
Experimento 01  - Página 2 Emptypor Rangi Ontem à(s) 18:19

» A Ascensão da Justiça!
Experimento 01  - Página 2 Emptypor K1NG Ontem à(s) 16:26



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Experimento 01

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 65
Warn : Experimento 01  - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Experimento 01  - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Experimento 01    Experimento 01  - Página 2 EmptySab 28 Jul 2018, 14:56

Relembrando a primeira mensagem :

Experimento 01

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Gizmo. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Noirsoul
Estagiário Narrador
Estagiário Narrador


Data de inscrição : 12/04/2015

Experimento 01  - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Experimento 01    Experimento 01  - Página 2 EmptySex 17 Ago 2018, 17:17



尊 Narração;
Gizmo Geringonza & Jackie Wright
--------Uma nova aparição surgiu nesta ilha estranha, e o que está nova figura irá nos proporcionar? Nunca se sabe, porém, a atitude intimidadora e vestuário que remonta ao velho oeste selvagem contrastou com o porto de Las Camp, sempre composto por marinheiros, piratas, pescadores e estudiosos. Claro, a garota recebeu vários olhares diversos, espanto, lascivos, aversão, repudio e cobiça, mas nenhuma pessoa a teve em elevada estima para perder qualquer quantidade de tempo com ela, não proferindo nada em sua direção. Jackie teria facilidade em sua primeira empreitada, dando de cara com um pequenino pelotão da Marinha de 8 homens, fortes e armados, com cara de poucos amigos. O esquadrão patrulhava cais, e ao ouvir o questionamento da "pistoleira", o tenente, o homem na liderança do grupo, daria alto para o esquadrão, que cessariam sua marcha ordenadamente, mostrando a disciplina e sincronia daqueles marinheiros. — A universidade está bem longe daqui. Pegue o sentido norte depois que deixar o porto e siga até dar de cara com a enorme estrutura do lugar. Se pegar a direção certa, não tem como se perder. — Respondeu firme e grosseiramente, mostrando toda a brutalidade de um lutador experiente, que não perdia tempo com coisas simples, como ser guia. Os homens voltaram a executar a patrulha, deixando Jakie sozinha.

--------Seguindo exatamente as palavras do tenente, Jackie conseguiria chegar a universidade depois de bastante tempo de caminhada. Esta atividade que seria seguida de perto de olhares curiosos e até uns "elogios grosseiros" de alguns homens bêbados, que acabariam depois que sair do porto. [...] Se chegasse na universidade, a primeira coisa que veria seria dois grupos de estudiosos, com 15 a 20 pessoas em cada, discutindo fervorosamente sobre conhecimentos filosóficos. Se tentasse entrar na área da faculdade, teria que passar por eles. A forma que rumava poderia ser qualquer uma, porém, se tentasse furar o bloqueio, teria que participar do debate, e se usasse a força, talvez descobrisse se os universitários são apenas faladores.

--------Gizmo aceitava prontamente o convite de conhecer o laboratório da mulher, sendo até mesmo um pouco energético demais em irem imediatamente até a instalação, e essa decisão causou um pequeno e, praticamente, imperceptível sorriso nos lábios da mulher, que voltava seu olhar vazio da janela para o pequeno cientista, que fazia o mesmo, procurando por algo que não existia. Ainda. Os dois saíram do café, e não haviam andado quase nada quando Gizmo avistou garotos com os instrumentos restantes da explosão de seu laboratório, ao mandar a mulher lhe esperar, um sorriso de escárnio apareceu em seus lábios, seguido de uma gargalhada que seria ouvida pelo pequeno, que estava correndo atrás dos garotos. — CALA. A. SUA. BOCA. — A maioria dos ladrões continuaram sua fuga, enquanto apenas dois ficaram pra trás. — Olha esse enfeite de jardim nos chamando de ladrão. Bom, se você conseguir passar por nós e por eles depois, e pegar suas coisas, será os céus dizendo que essas coisas realmente são sua. — O garoto mostrava um brilho assassino em seus olhos negros, olhando sarcasticamente para Gizmo, com o amigo atrás dele, esperando o duende agir.

--------Se Gizmo olhasse para a mulher, notaria que ela mexia em suas unhas despreocupadamente, esperando-o e sem nenhuma ação que demonstrasse que o ajudaria. Ela já havia feito sua parte e o convidou para seu laboratório. O pequeno teria que passar, pela força, sobre os dois garotos e depois sobre os amigos dele também. Se escolhesse esse caminho, sua engenhosidade seria um atributo muito necessário para a vitória. A mulher não esperaria para sempre, virando-se e caminhando pelas ruas até que sumiria entre a multidão. O sentido da mulher era exatamente o oposto da universidade, nossos protagonista não se encontrarão tão rápido.



OFF:
 


Noirsoul,, fearless.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hellfire
Membro
Membro
Hellfire

Créditos : 5
Warn : Experimento 01  - Página 2 9010
Data de inscrição : 14/07/2018

Experimento 01  - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Experimento 01    Experimento 01  - Página 2 EmptyDom 19 Ago 2018, 17:18



05.Análise
Gizmo Geringonza
O goblin buscou em sua mente se havia lido algum aviso sobre uma gangue que roubava material de laboratorio, ou uma notícia, lembrava de ter visto algo assim de relance quando conjecturava o funcionamento dos zepelins quando viu o anuncio das viagens na sala de espera da sala da diretora da universidade... Por um segundo ele ignorava o que o garoto falava e tentava definir que gás a empresa de zepelins usava para se manter no ar.

Os garotos a sua frente iriam lutar para garantir o saque, Gizmo, apesar de achar uma barbárie essa fixação que os pernudos têm em lutas, não estava disposto a deixar seus materiais tão cuidadosamente regulados caírem nas mãos de animais semirracionais. O tontatta se lamentava, aquilo não era nada curioso, só pessoas de mentes inferiores fazendo o que pessoas de mentes inferiores fazem.

- Doutora, há de me perdoar, eles estão levando parte de minha pesquisa, minha visita terá que esperar alguns minutos, algum problema? Se puder me passar o endereço, ou deixar escrito sob o patinho de borracha eu agradeceria... – Enquanto falava Gizmo não deu as costas aos garotos, mas observou o ambiente, as pessoas, os equipamentos... Seu físico nunca foi de ganhar batalhas, sua mente, no entanto, era uma vantagem incomum, em poucos instantes ele era capaz de analisar uma quantidade de informações invejável.

Focou primeiro nos garotos a frente, o tamanho, possível força, armas que possuíam, possíveis ferimentos ou algo que passasse noção de cansaço, qualquer informação que parecesse útil. Notava a atitude esquentada do que falava, o segundo a sua frente mostrava algum traço de personalidade semelhante ou parecia mais quieto? Após isso observou os outros que fugiam, seus números e possíveis características.

O foco de Giz se desviaria, assim que conseguisse uma resposta satisfatória, para os instrumentos que carregavam, eram os vidros ou um maquinário mais pesado? Talvez carregassem produtos químicos básicos ou acídicos, talvez houvesse resquícios de seu combustível nos materiais, talvez estivesse vazando, ou talvez fossem objetos pesados, ferramentas com alavancas que ao ativadas pudessem causar algum efeito incomum neste improvisado combate.

Quem eram as pessoas em volta, ele se perguntava, alguma parecia disposta a ajudar aquela criatura estranha? Ou alguma carregava um objeto que pudesse usar em seu favor? Em que ambiente se encontravam? Existiam cordas, mangueiras, barris? As calhas das casas eram de fácil acesso para alguém daquele tamanho? O chão era coberto de terra, palha, pedras ou madeira, e dependendo do que fosse existia alguma forma de retirar aqueles objetos do chão? Haviam buracos nas paredes e no solo que pudessem ser usados? Objetos no ambiente podiam ser pegos e usados como armas?

Além de tudo ele analisou a direção para onde os garotos fugiam, sabia onde era seu laboratório e que caminho estavam fazendo ate aquele ponto, então tentou buscar em sua mente ate onde eles poderiam estar indo.

- Eu agradeceria se apenas parassem com essa atitude animalesca e me devolvessem o que é meu...  – Disse mesmo sabendo que o combate seria inevitável – Alguém poderia notificar os marines por favor? Eles estavam rondando por aqui mais cedo... –  Gritou para os que estavam a volta enquanto se colocava em posição defensiva, assumia que um animal como aquele provavelmente atacaria assim que assustado ou provocado – Sei que pernudos burros como os senhores tem poucas oportunidades, mas não deixe que sua idiotice evite que faça a coisa certa jovem.

Com seu pequeno tamanho os garotos teriam ou de chutar ou se abaixar para acertar Gizmo, provavelmente, e essa era a vantagem que tinha, ele observaria a forma que os garotos atacariam, identificando a forma que lutavam, enquanto tentava se esquivar recuando quando atacassem lateralmentente e correndo para os lados quando atacassem de frente e, entre os golpes, correria entre as pernas dos pernudos tentando confundi-los. Se viessem os dois ao mesmo tempo ele tentaria se colocar entre os dois quase o tempo todo, sua mente provavelmenteseria capaz, com sua genialidade, de manter o raciocínio de dois oponentes simultaneamente com seu foco apenas em fugir dos ataques e cansa-los enquanto pensava em uma estratégia. No pior dos casos ele já sobreviveu a muitas explosões, não é um soco ou chute que o apagaria...

OFF:
 
Objetivos:
 
Histórico:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lince
Civil
Civil
Lince

Créditos : 12
Warn : Experimento 01  - Página 2 4010
Feminino Data de inscrição : 05/11/2013
Idade : 25
Localização : Baterilla - South Blue

Experimento 01  - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Experimento 01    Experimento 01  - Página 2 EmptySeg 20 Ago 2018, 22:07

Interesses
Post 02

“Pegue o sentido norte”, ele disse.

“Se pegar a direção certa, não tem como se perder.”, ele disse.

— Mas para que lado fica norte, porra? — reclamaria ela depois de seguir o caminho que parecia ser aquele que o marinheiro havia indicado.

Com um longo suspiro ela começaria a caminhar. E caminhar. E caminhar...

“Ele não estava brincando quando disse que era longe.” Arrumaria ela o chapéu, sentindo que cada vez que se afastava mais do porto, mais pacífica ficava a cidade. Ou pelo menos, não estavam lhe enchendo o saco.

Seu pai havia estudado ali, ou pelo menos foi o que entendeu de suas visões. Mas sua mãe era tão de Westia quanto ela. Teria ela se sentido deslocada pelas pessoas e o clima assim como ela se sentia agora?

Novamente o ar fugiu de seus lábios num suspiro longo, fazendo flutuar a pena que adornava seu cabelo. Do que adiantava pensar nisso? E além do mais, ela já estava ali. Não havia ela decidido que veria por si mesma o que seus pais haviam desejado para ela?

“Um verdadeiro homem iria ver por si mesmo.” Tentou se convencer. A verdade era que Jackie não fazia a mínima ideia do que estava fazendo. Havia sido impulsiva e ela reconhecia isso. Ela poderia estar consertando seus ‘meninos’ agora, com as mãos sujas de graxa até os cotovelos, mas aqui estava ela, numa cidade onde ela não vira uma máquina sequer onde ninguém ao menos havia tentado intimidá-la direito. Por ninguém ter tentado roubá-la até agora a deixava profundamente decepcionada.

“Vamos ver se esse John Wright realmente estudou aqui.”

.
.
.
.
.
.

“Será que aquele puto me mandou pro lugar errado?”

Pararia ela olhando o horizonte numa típica cena de desespero quando finalmente viu o que ela podia classificar como uma ‘enorme estrutura’. “Sorry, Manly Guy, você estava certo.” Levaria ela o chapéu ao peito numa prece silenciosa. Agora tudo o que ela precisava fazer era ver o quanto aquele lugar não servia para ela, e ela poderia finalmente seguir com sua vida.

“Exceto se eles tiverem algum curso sobre ciborgues.” Ela faria qualquer coisa para poder criar seus próprios ciborgues ao invés de consertar as gambiarras dos outros. Essa perspectiva a encheu de um estranho otimismo que rapidamente desapareceu conforme ela se aproximava da universidade.

— Ah... Não é possível...

Encararia ela exasperada a multidão que bloqueava seu caminho. A irritação de antes voltava crescer. “Pensamentos felizes” , tentou ela evocar, mas tudo que ela conseguia pensar era nela forjando com um martelo uma espada em Westia. O movimento repetitivo de acertar a lâmina incandescente com um martelo era exatamente o tipo de imagem que ela não devia pensar ao querer passar por aquela multidão.

Passando a língua pelos lábios secos, Jackie seguiria em frente. Se ela conseguisse evitar se chocar com qualquer uma das pessoas seria ideal, mas se barrassem sua passagem lhe perguntando algo, ela responderia:

— É isso mesmo. — e apontaria para uma pessoa do outro lado. — Mas aquele cara tem um pensamento bem diferente do seu.

E tentaria continuar seu caminho evitando se chocar com aqueles que cruzassem seu caminho.

— Não, imagine, sir. — diria ela para outro obstáculo — Você viu a teoria que aquela lass fez?

E continuaria assim que tirassem os olhos dela.

— Eu não saberia responder, só estou de passagem.

E seguraria seu chapéu, evitando olhar nos olhos da pessoa.

— Na sinceridade, eu caguei pra sua opinião. E a deles também.

Diria ela olhando profundamente nos olhos do infeliz que a impedia de seguir em frente segurando o estranho pelos ombros. Em seguida ela forçaria o sujeito do jeito mais gentil que conseguisse para fora de seu caminho para então seguir em frente.

Lógico, isso só aconteceria se fosse um assunto que não lhe interessava. Todavia, no momento poucos tópicos valiam a pena: armas, genética, ciborgues, máquinas, robôs e mais recentemente, seus pais. Em qualquer um desses assuntos ela ouviria atenta o que o grupo discutia para então tentar passar por eles assim que os ânimos do grupo abaixassem.

Por fim, assim que ela tivesse passagem ou chegasse no outro extremo da multidão ela perguntaria a algum membro da multidão que estivesse mais acessível:

— Sir, onde eu posso conseguir mais informações sobre os cursos da universidade?

Os cursos daquela universidade ajudariam ela em duas coisas. Uma era achar onde seu pai provavelmente estudara e quem sabe descobrir quem era e sua pesquisa. A outra era encontrar um motivo para continuar ali e quem sabe justificar a sua saída de Westia. Do contrário, a ideia de trabalhar como mecânica, ou achar uma forja onde ela poderia criar suas próprias armas enquanto estudava sobre a criação de ciborgues era muito mais atraente.

Com uma resposta ou não, ela andaria pela faculdade procurando placas e principalmente algum bebedor. Depois de toda aquela caminhada e esquiva, tudo o que Jackie queria era beber um pouco de água, tornando todo o resto secundário.
OFF:
 

Objetivos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Noirsoul
Estagiário Narrador
Estagiário Narrador
Noirsoul

Créditos : Zero
Warn : Experimento 01  - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 12/04/2015
Idade : 25
Localização : Bangalô.

Experimento 01  - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Experimento 01    Experimento 01  - Página 2 EmptyTer 21 Ago 2018, 12:51



尊 Narração;
Gizmo Geringonza & Jackie Wright
--------A característica mais marcante das pessoas consideradas inteligentes não é o seu intelecto, e sim sua arrogância em sempre achar que os outros não são do mesmo nível que eles. Arrogância essa que ficava bem claro quando Gizmo resolveu, heroicamente, confrontar dois garotos. O que não passou por sua cabeça era que eles não são novatos, apesar da pouca idade, a forma que agem, a formação e rota de suga demonstrava toda a experiência do grupo. Nem todos são cientistas, só que poucos são realmente burros. Aqueles garotos viveram sua vida toda em Las Camp fazendo duas coisas, roubando e fugindo dos marines. — Que anãozinho covarde. Olha só pra ele, Sawyer, pedindo ajuda. A marinha não vai te ajudar e não somos idiotas o suficiente pra te partir no meio. Roubo e assassinato são bem diferentes. — O sorriso do interlocutor era grande demais, mostrando seus dentes. Sawyer ficava atrás dele, quieto e paciente.

--------Gizmo havia escolhido errado, neste mundo não existe algo como altruísmo, pessoas não ajudam sem ter algo a ganhar em troca, e o que nosso duende tinha? As pessoas começaram a evitar aquela área, não queriam estar envolvidos com brigas e aquele tipo de pessoas. Os outros meninos já tinham sumido do campo de visão do cientista, e cada segundo só tornaria mais difícil de reaver os materiais. Do outro lado, a cientista também começava amostrar sinais de hesitação. Uma pessoa com a reputação dela não poderia ser vista em tal lugar, ignorando os pedidos de Gizmo, ela simplesmente se virou e começou a andar em direção a multidão, caminhando de volta para seu laboratório. Gizmo estava sozinho, sem provas e a ponto de começar uma briga nas ruas de Las Camp, talvez os marines não prenderiam os garotos por desordem.

--------Na outra extremidade da história, Jackie surpreendia com sua tática de persuasão, jogando um contra os outros naquele embate filosófico, teria passado por quase todo o bloqueio, mas não teria conseguido reparar na presença de um homem de meia-idade que a fitava tranquilamente, observando toda a ação da garota. Um brilho cínico tomou seus lábios, e a seguiria por um tempo, querendo saber o que ela procurava. [...] — Sabe, você não pertence a esse lugar, então. — Diria o homem se aproximando depois de Jackie ser ignorada por todos que pediu informações. Aqueles estudiosos eram arrogantes e ocupados, não se importando em parar para ajudar uma novata. O homem vestia uma longa túnica branca, com um bracelete dourado no braço direito, era bonito e seus cabelos negros e longo chegavam até o meio das costas, o tom de voz suave ocultavam sua identidade na universidade. — O que te traz aqui jovem colega? Porque quer saber dos nossos cursos? — Estudiosos e inteligentes, eles possuem o mesmo problema. Porém, não havia como revelar os assuntos da universidade para qualquer um, a aparência de Jackie destoa de todo o resto, e qualquer pessoa com boas intenções saberia pelo menos o básico sobre a instituição.



OFF:
 


Noirsoul,, fearless.

____________________________________________________

Todos os deuses, todos os céus, todos os infernos estão em você.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]                           [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 65
Warn : Experimento 01  - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Experimento 01  - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Experimento 01    Experimento 01  - Página 2 EmptySeg 03 Dez 2018, 14:57

Aventura cancelada a pedido do player.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Experimento 01  - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Experimento 01    Experimento 01  - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Experimento 01
Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: West Blue :: Las Camp-
Ir para: