One Piece RPG
I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» O início de uma aventura. Em busca do topo!
I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 Emptypor Masques Hoje à(s) 17:42

» Galeria Infernal do Baskerville
I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 Emptypor Oni Hoje à(s) 16:57

» Arco 1: Passagem pela ilha do riso
I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 Emptypor Milabbh Hoje à(s) 16:47

» [MINI-HITSU] - Hope
I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 Emptypor Jinne Hoje à(s) 16:05

» Um Rugido Inicial
I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 Emptypor Graeme Hoje à(s) 15:47

» I - As rédeas de Latem City!!
I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 Emptypor Felix Hoje à(s) 13:51

» Unidos por um propósito menor
I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 Emptypor Oni Hoje à(s) 11:28

» 1º Cap: O começo de uma grande aventura
I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 Emptypor JaponeisLK Hoje à(s) 10:48

» Unidos por um propósito maior
I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 Emptypor Jean Fraga Hoje à(s) 03:13

» 1° Act - It's Navy Time
I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 Emptypor Roy Collins Hoje à(s) 01:31

» Art. 3 - Our memories
I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 01:01

» Seasons: Road to New World
I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 Emptypor ADM.Tidus Hoje à(s) 00:01

» [Ficha] Fenrir Seawolf
I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 Emptypor Fenrir SeaWolf Ontem à(s) 23:43

» The Lost Boy
I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 Emptypor Madrinck Dale Ontem à(s) 23:01

» Hey Ya!
I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 20:20

» The Claw
I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 Emptypor Achiles Ontem à(s) 20:04

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 Emptypor Akuma Nikaido Ontem à(s) 19:56

» Terminando assuntos inacabados
I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 Emptypor Aokine Daiki Ontem à(s) 19:54

» ~ Acontecimentos ~ Ilha Aracne
I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 Emptypor PepePepi Ontem à(s) 19:28

» III ~ Uma Loira na Ilha das Aranhas?
I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 Emptypor PepePepi Ontem à(s) 19:25



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 I - Ponto de equilíbrio!

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 56
Warn : I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: I - Ponto de equilíbrio!   I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 EmptyTer 10 Jul 2018, 23:47

Relembrando a primeira mensagem :

I - Ponto de equilíbrio!

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Linda Von Paumgartten. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Mephisto
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas


Data de inscrição : 06/04/2017

I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Ponto de equilíbrio!   I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 EmptyQua 03 Out 2018, 14:50

De volta aos velhos tempos, limpar banheiros

O inimigo que eu tinha como alvo havia caído facilmente quando minha estratégia era posta em prática, ele não tinha ficado feliz com isso aparentemente, bem.. Ninguém gosta de ser derrotado, a aceitação dela pode vir de maneiras muito diversas pra cada um de nós, no caso dele ele reclamava para o instrutor sobre minha ação que havia levado a vitória, não era como se eu não imaginasse tal postura, afinal deve ser tão importante pra ele quanto é pra mim, mas naquele momento eu queria dizer algo a ele, eu não falaria, mas a frase “Conheça a luta” estava na mente, sim a diferença entre ele e eu é que eu conhecia a verdadeira luta, o que quer dizer que eu entendia o propósito do embate, era apenas mente contra mente. No fim das contas como eles tinham um homem a menos era minha vez de focar no Ruivo, eu até conseguia me aproximar dele mas algo estranho acontecia, de alguma forma ele já estava sendo jogado pra cima de mim e… bem… ela caia me beijando? Cara… Por essa eu definitivamente não esperava, tudo bem que nossa, como assim? As pessoas tão me olhando? Ser observado por aquele monte de olhares, aquelas risadas, e a própria fala do instrutor, era desconfortável, é eu poderia tratar com essa palavra acho, o tipo de atenção que eu não queria chamar com toda certeza, mas no fim das contas eu não dizia nada sobre o ocorrido, por dentro admito que a vergonha tinha surgido bem íntima lá no fundo, mas por fora não demonstrava nada, apenas o velho modo vazio de agir, empurrando um pouco ele para que se afastasse e eventualmente me levantando dali sem dizer uma palavra.

Os outros combates começavam, e meus olhos eles se voltariam completamente para eles, queria ver o que tinha por trás de cada um ali, não era como se esses fossem demorados, mas ainda que fosse algo simples era sempre bom ver embates inteligentes entre pessoas diferentes, pois gera experiência. Era uma espera bem longa até o final daquela faze do recrutamento, mas o homem que estava entre nós começava a dar as ordens para cada experimento que fosse a surgir devagar. E minha primeira ordem era… Limpar banheiros, hum? Essa é fácil, mas será que ele está testando se somos bons em todas as áreas? Eu gostei disso, ser funcional para tudo e sem restrições, naquele momento faria uma continência para o homem, juntando as pernas e levando a mão a testa. - Sim! Senhor!!- Eram poucas palavras mas elas diziam muito sobre mim, talvez mais reveladoras do que deveriam.

Naquele momento falaria com minha parceira para combinarmos como seria a lavar os banheiros, pois de fato demoraria um pouco, principalmente imaginando que pessoas em Quarteis devam ser apressadas, recebem missões e saem rápido. Diria pra ela com a mesma calma e frieza de sempre, apesar de que minhas mãos inquietas falassem um pouco mais que minha expressão facial. - Meio a Meio o que acha? Cada uma lava metade dos itens periféricos, como pias e similares, espelhos ou o que for necessário, e depois cada uma lava metade do perímetro, paredes e chão.- Não era uma imposição era apenas uma sugestão para que pudéssemos dividir o trabalho igualmente entre nós afinal seria o melhor pois ficariamos fazendo o mesmo tanto de trabalho, uma divisão justa na minha cabeça, assim como cada uma tinha derrubado um inimigo na luta, claro que eu caí também, mas não muda o fato.

Naquele ponto independente da resposta dela partiria o mais rápido possível para pegar esfregão e produtos que pudessem ser usados para limpar aquele ambiente, sem muita demora começaria a usar quaisquer coisas que eu pudesse ter achado e fosse útil, se tivesse sabão eu o derramaria de leve em um balde se tivesse algum por ali, e encheria com água, agitaria e, por fim, eu jogaria tal no chão, a ideia era usar inicialmente a vassoura para espalhar o sabão e esfregar para aos poucos remover a sujeira, assim como posteriormente fazer com que aquilo fosse mais fácil, mas antes de começar a esfregar tiraria meu casaco, e colocaria sob a pia, ficando apenas com a camiseta regata que usava por baixo dele, e a calça. Começaria esfregando com força o chão para remover o máximo possível de sujeira.

Limparia em especial os cantos de parede para que pudesse remover o máximo de sujeira possível, caso além disso tivesse uma escova que pudesse ser usada pra limpar o chão, não teria nenhuma hesitação em me ajoelhar no chão para começar a limpar manchas com a escova para que tudo fosse o mais rápido possível, usaria a possível escova para limpar também os cantos de áreas como pias e sanitários. Quando tivesse esfregado toda minha parte, se a moça não tivesse ainda terminado a dela partiria para ajudar ela, afinal a velocidade contava também, depois que tudo tivesse terminado faltava uma coisa… retirar o espumante. Assim agora encheria baldes para jogar sobre o chão e usaria um rodo ou similar pra puxar ela, se não tivesse um rodo aproveitaria a própria vassoura pra isso, mas claro enxaguando ela antes para que não ficasse cheia de sabão.

Começaria por jogar água pelas pias para que o sabão que descesse dali, pudesse já ir direto ao chão… Pois é… ser aprendiz em um lugar como eu era por tanto tempo me ensinou muitas coisas, uma delas é lavar banheiros, e fazer limpezas, quem diria que até aqui eu poderia usar do meu tempo com o doutor Aleksandr, eu sempre achei que fosse usar o que aprendi no laboratório, não nas funções de serviçal, naquele momento quando terminasse de puxar o excesso de água para o ralo ou similar usaria o pano que tivesse a disposição para pode secar, se tivesse um rodo o colocaria normalmente no rodo, e começaria a esfregar para secar o lugar, se não tivesse um pano que eu pudesse usar, removeria minha camiseta branca e enrolaria no rodo fazendo o mesmo processo, se não tivesse um rodo, em ambos os casos o pano ou camisa seriam enrolados na vassoura. Tirar minha camisa não seria uma ação confortável, fazer aquilo me fazia sentir estranha, vergonha? É acho que seria isso… Mas tudo é pela ordem, pela missão, tinha de fazer meu melhor naquela situação mesmo que não soubesse ao certo até onde era algo necessário.

Se o homem chegasse ali para vistoriar se tínhamos terminados eu começaria batendo continência dizendo. - Ordem cumprida senhor!! - falaria com convicção, e seguiria qualquer instrução que me fosse passada por ele a partir dali.

Historico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kerigus
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Kerigus

Créditos : 74
Warn : I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 10010
Data de inscrição : 13/09/2015
Idade : 30

I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Ponto de equilíbrio!   I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 EmptyQui 11 Out 2018, 04:04

Inicialmente Linda estava confusa, lutar em uma enfermaria era algo estranho para ela, mas depois de receber o primeiro chute tudo estava claro, aquilo não seria uma luta justa, era mais uma forma da comandante analisar Linda e bater bastante nela até a garota não aguentar mais o combate. “Acho que até hoje não tinha recebido um golpe tão forte” A garota pensava enquanto tossia e tentava puxar o ar, a fúria ia se acumulando dentro dela e a jovem ia tentando manter o controle daquele seu lado obscuro, ela sabia que perder o controle em um combate com a comandante seria um problema sério. Ela tomava o fôlego para responder quando foi indagada sobre seu bloqueio. - Bem.. Cof cof… Bloqueio nunca foi meu forte então...cof cof cooooffff… tentei me focar em outras cosias para compensar meus pontos fracos. - Era difícil falar ainda, o golpe mesmo tendo sido feito com somente parte da força dela para linda aquilo já era muito.

Linda tomava um ar, tentava se acalmar e partir para cima da comandante novamente, o objetivo da garota agora era pelo menos acertar um golpe na comandante antes de ser derrotada de vez pela mulher. “Vamos Linda, lembre-se da sua estratégia de sempre, um passo de cada vez, mesmo que seja um passo para a derrota” e com isso em mente a garota iniciaria sua investida, ela sabia que tinha que tomar cuidado com as pernas da comandante então tentaria se posicionar de forma a atacar de um local que limite os movimentos da comandante para atrapalhar seus golpes. Linda por não queria também causar danos, afinal aquilo era uma instalação do governo e ela no fundo não queria destruir um local de trabalho dela.

Linda primeiramente focaria em uma finta usando suas habilidades acrobáticas e estratégicas para tentar contornar a diferença de força, e mesmo sabendo que a comandante estava com a guarda aberta por saber que era mais forte que Linda, a jovem ia tentar usar aquilo a seu favor. Com um movimento rápido ela avança para a esquerda da comandante e logo que estivesse próxima, usando sua noção exata do tempo, daria um giro rápido mudando de direção e indo para a direita da comandante focando um chute nas suas costas, após esse chute, se abaixaria e daria um golpe rodado focando acertar o calcanhar no abdômen da mulher.

Se ela tentasse interceptar a minha investida com algum golpe, Linda tentaria esquivar-se abaixando o tronco de forma a manter o movimento e não perder o embalo para a finta ou o golpe giratório. Na possibilidade de não conseguir se esquivar se abaixando, Linda precisaria cancelar o plano anterior e tentar uma abordagem diferente, a esquiva seria saltando para trás de forma a sair do golpe de sua adversária, mas então a jovem aspirante a agente voltaria tentando uma joelhada com a perna esquerda, que na verdade era somente para chamar atenção de um chute com o bico do pé direito no queixo da comandante. Linda sabia que ali precisava dar tudo de si mesmo sabendo que no final ela provavelmente perderia a luta.
Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | Mudanças Importantes | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Nerockiel
Revolucionário
Revolucionário
Nerockiel

Créditos : Zero
Warn : I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 29/04/2017
Localização : Micqueot

I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Ponto de equilíbrio!   I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 EmptySex 12 Out 2018, 04:34

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Clean Clean.


Eu posso dizer que quando e fico irritado não é um fúria selvagem, que emana sede de sangue é uma raiva silenciosa, menos provocativa, porém mais ameaçadora para quem consegue sentir. Depois de cair ao chão me levantaria sem falar uma palavra e puxaria pela roupa a garota que caiu embaixo de mim, tentando à levantar (levado pelo momento provavelmente não perceberia o beijo), após isso cruzaria meus braços e ficaria de canto tentando assistir as outras lutas. Não estava bravo com o garoto, não é como se contasse com ele a princípio de conversa, estava bravo comigo mesmo, meu erro de julgamento e minha fraqueza em lidar com isso.- Tsk. -

Com as lutas terminadas observariam bem aqueles que ganharam, mas ainda mais a dupla para quem eu perdi esperando o momento, cujo poderia me redimir comigo mesmo, olhando então para algum lugar aleatório, quando na verdade oque procuro é o vazio. Tentaria parar de pensar no assunto e voltar para o aqui e agora. Com o teste terminado seguiria Gabriel com as mãos no bolço e o olhar cabisbaixo.

Tendo ouvido o próximo teste pegaria todo o equipamento de limpeza e começaria pelo fundo do banheiro - Segue o que eu estou fazendo, você começa no fundo, eu na frente. Se não tiver uma ferramenta pra cada pegue outro e vá limpar outra coisa - Enchendo o balde de água, usando os líquidos disponíveis, sejam lá quais fossem, esfregaria o chão rápido e com certa força, tomando cuidado para não quebrar o esfregão. Nos lugares mais sujos em que a sujeira não saísse usaria a escova com a mesma ou maior intensidade, e nos lugares mais apertados como entre os pisos usaria uma escova de dentes se disponível, após isso iria para as paredes usando o mesmo métodos e por fim o teto. Após essa parte limpa correria para as pias passando água e sabão em um pano e as esfregando junto dos espelhos (tomando cuidado pra não quebrar nada) até sair todas as manchas. Terminado isso partiria para os boxes  primeiro as divisórias com o esfregão e depois esfregaria bem as privadas, primeiro dando descarga, passando um pano e usando o desentupidor caso necessário e se estivesse disponível, se não, desentupiria com a vassoura mesmo. Por fim iria para os ralos, como é um banheiro do GM pessoas devem tomar banho aqui, então deve ter muitos. Se faltasse algum material não teria vergonha de pedir para as garotas do outro lado, isso é um teste não necessariamente uma competição. Quando terminasse de limpar voltaria a observar todo o banheiro para ter certeza que não esqueci de nada

Nunca fiz esse tipo de trabalho e faze-lo não me incomodava, apesar de eu ver como desnecessário, nunca tive experiência com isso, mas tentei analisar de modo prático sem esquecer de nada.Quando Gabriel voltasse depois da meia hora pararia seja lá oque eu estivesse fazendo e ficando em pé de frente para ele batendo continência, esperando a avaliação e as ordens seguintes.



Histórico:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
(Ficha no SIGN)

Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Ventus
Mercenário
Mercenário
ADM.Ventus

Créditos : 55
Warn : I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 15/12/2013
Idade : 25

I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Ponto de equilíbrio!   I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 EmptyDom 14 Out 2018, 19:43



NARRAÇÃO




Cena: Czar

Era sempre complicado lidar com o sentimento da derrota fazendo com que tanto Czar e Keith se isolarem em seus cantos adotando apenas do silêncio durante o fim daquele exame, o ruivo seguiu entrando no banheiro masculino com o segundo lutador já conseguindo encontrar de imediato no canto do banheiro um armário onde em seu interior tinha vassoura, esfregão, desinfetante e outros itens do gênero para uma boa limpeza naquele ambiente, os dois se dividiram começando a encher os baldes e depois Keith já ia em direção dos boxes sanitários para começar com a faxina, Czar passava o esfregão com uma mistura de produtos químicos que ele não conhecia muito bem, o ruivo era um tanto inexperiente no assunto e mesmo se esforçando para fazer algo bem feito a primeiro momento ele acabava produzindo muita espuma mas nada que pouco mais de água e uma boa enxugada desse um jeito, Keith mais a fundo do banheiro ia aos poucos terminando um box sanitário por vez parecendo ainda estar com a sua cabeça no mundo da lua muito provavelmente analisando seu erro no teste anterior, terminando com o chão Czar seguiu até um dos box para que pudessem finalizar a tarefa de maneira mais rápida.

Naquele momento não se via necessário o pedido por auxílio de material já que o armário parecia deter de tudo que a dupla precisava naquele momento, a dupla levava em média de uns vinte a trinta minutos para executar uma boa limpeza minuciosa ali no banheiro podendo até mesmo tirar um tempo para descansar de tal tarefa antes de Gabriel finalmente adentrar no banheiro e dar uma olhada no resultado. O agente andou pelo lugar olhando cada canto e abrindo as portas de cada box para analisar não só a limpeza dos sanitários como do box em geral, o lugar antes estava um certo nojo com odor fortes e manchas espalhadas pelo local, teias de aranha no teto e espelhos embaçados, agora tudo estava em sua devida ordem com papéis higiênicos trocados por Keith e recipientes de sabonetes abastecidos. - Satisfatório... - Falou Gabriel de maneira lenta terminando a fala com uma longa pausa voltando a anotar informações em sua prancheta. - Certo, quero que me esperem em frente o banheiro enquanto analiso o trabalho das garotas. - Falou ele já se virando e caminhando para fora do banheiro deixando os dois ali com o seu bom resultado, o agente não esboçava uma reação durante sua análise, seu semblante era frio e calculista mas poderia não ser algo exatamente ruim e sim sua maneira de analisar os candidatos.


Cena: Natasha

Natasha e sua parceira naquela se dividiram apesar da loira não simpatizar muito com a ideia de limpar banheiros e muito menos da ideia proposta por Naty mas antes que ela pudesse ter a oportunidade de debater sobre o assunto Natasha seguiu preparando tudo que seria necessário para a limpeza do banheiro, mesmo relutante a loira seguiu ajudando na tarefa mas sem poupar energias para reclamar e citar alguns palavrões enquanto executava a “missão” algo que talvez não fosse muito bem visto pela ninja que tinha aceitado sua tarefa com indiferença. O lugar estava realmente necessitando de uma limpeza com o piso marcado por pegadas, latas de lixo cheias de papéis, odores estranhos no ar, espelhos e pias sujos, teias de aranha entre os basculantes e no teto, com a faxina sendo feita e os produtos de limpeza sendo utilizados apropriadamente o lugar foi se tornando gradativamente mais limpo podendo despertar certo sentimento de prazer pela conquista já poucas coisas são mais satisfatórias do que um banheiro limpo.

A tarefa facilmente se estendia de vinte a trinta minutos com Naty ali ouvindo a mulher reclamar que não deveria limpar banheiros e coisas do gênero talvez se achando boa demais para o serviço, depois de algum tempo Gabriel entrava no banheiro para analisar o serviço desempenhado ali e tomar as devidas anotações. - Certo, venham comigo. - Falou ele já se virando e caminhando para fora do banheiro, ele não exibia nenhuma expressão além da indiferença perante ao serviço desempenhado pelas mulheres mas se mantendo em silêncio ele liderava o caminho até a saída do banheiro onde lá Natasha poderia encontrar a outra dupla de rapazes que tinha sido responsável pela limpeza do banheiro masculino.


Cena: Czar & Natasha

Com o grupo reunido do lado de fora do banheiro o agt. Reyes se virou de modo que pudesse ter aquelas quatro pessoas em sua frente antes que pudesse seguir com a sua fala. - Muito bem os demais já estão nos esperando onde acontecerá a terceira parte do exame de vocês, me acompanhem... - Nisso ele começou a caminhar voltando um pouco pelo caminho que tinha os levado até os banheiros, Gabriel não olhava para trás para confirmar se estava sendo seguido ele apenas assumia que era isso que acontecia já que ali ele era o superior e por isso ele caminhava enquanto continuava falando sobre o teste que estaria por vir agora. - … Vocês farão um exame físico agora, no combate eu pude analisar um pouco do perfil de cada um vendo o quão bem vocês podem trabalhar em grupo, agora eu irei ver o individual, primeiro eu vou querer ver o simples vocês irão fazer 100 agachamentos 100 flexões e abdominais, uma corrida de cem metros com o tempo de cada um sendo cronometrado e uma disputa de natação a 50… Apesar do tempo disputa eu me refiro a uma disputa contra o tempo e não contra os demais candidatos estamos entendidos?  - Terminou ele perguntando de maneira mais firme enquanto continuava sua caminhada.

Enquanto Gabriel falava o agente ao mesmo tempo guiava os demais pelos corredores onde acabaram retornando alguns metros onde tinham acesso a um pátio que tinha muitos equipamentos para treinamento aerobicos e anaerobicos, essa area que portava dos equipamentos era cercada por uma pista de corrida que envolvia a “zona” de treinamento em uma pista vermelha com faixas brancas desenhadas no chão formando divisórias para cada corredor, a alguns passos de distância da pista estava uma piscina olímpica. Os demais candidatos já tinham começado sua sessão de exercícios com alguns mais adiantados que os outros mas ali também parecia ter mais gente supervisionando os possíveis recrutas, na borda da piscina era possível ver uma mulher de traços asiáticos trajando de um terno fino com uma katana embainhada na cintura, ela segurava um pequeno cronômetro analisando aqueles que nadavam na piscina, na pista de corrida um homem branco com cabelos castanhos e óculos analisava o desempenho de cada candidato, ele andava entre o meio de cada um com as suas mãos posicionadas atrás de seu corpo enquanto em seu semblante uma expressão séria se apresentava. - Eles estão aqui para me auxiliar na análise de cada um de vocês o que só quer dizer que agora vocês tem mais pessoas a quem impressionar, não decepcione. - Terminava ele caminhando até o colega mais próximo deixando que o grupo começasse com a sua sessão de exercícios.


Cena: Linda

Linda sentia por um breve momento grande desconforto para se recompor depois de um ataque tão feroz da agente mas ainda assim ela conseguiu se levantar respondendo a comandante, em pé a ruiva já buscava estratégias em sua mente para lidar com alguém que claramente era mais forte que ela, a agente talvez percebesse a intenção de Linda em investir com um ataque já que neste momento a alva agente fechou seu cenho semicerrando o seu olhar para sua oponente mas ainda assim manteve sua postura aberta dando possíveis chances a Linda ou simplesmente a subestimando. A ruiva começou seu avanço contra a comandante que já parecia se preparar contra a investida flexionando um pouco os joelhos esperando pelo ataque de Linda quando a mesma executou uma finta para a esquerda movimentando o corpo quando já estava bem próxima do alcance da comandante, a mulher parecia já esperar um ataque naquele momento e por isso já ia levantando um bloqueio quando a ruiva executou um giro driblando o bloqueio da agente que imediatamente era surpreendida com a movimentação engenhosa da mulher, Linda já executava seu chute podendo sentir alguma satisfação por conseguir driblar o bloqueio da comandante mas antes que pudesse cantar vitória a agente se abaixava em uma grande velocidade deixando a perna de Linda apenas raspar nas madeixas brancas da agente, a velocidade tinha sido tamanha que a ruiva sequer notava a movimentação até perceber seu golpe errando o alvo perdendo a mulher de vista por alguns segundos até sentir um chute acertar sua perna de apoio e todo o seu corpo tombar com aquela movimentação.

No chão a ruiva poderia ver a agente se levantando após dar uma volta completa com a sua rasteira que tinha acertado Linda, a mulher ajeitava os cabelos posicionando suas madeixas atrás da orelha as tirando da frente de seu rosto devido a movimentação veloz. - Foi um resultado satisfatório já que tive que ficar séria por um momento. - falou ela voltando para atrás da mesa que tinha ali na enfermaria, abrindo uma das gavetas ela tirava uma muda de roupas finas, um kit de primeiros socorros e uma medalha. - Está machucada? Precisa de tratamento? - Perguntou ela levantando seu olhar para a ruiva que apesar do dano sofrido não possuía nenhum ferimento que necessitasse de um tratamento médico. - Bem, seja bem vinda a organização de agentes do Governo Mundial, Linda Von Paumgartten a partir de agora contamos com você... - a comandante estendia a muda de roupas finas para a recruta oferecendo-a o uniforme da organização. - A partir de agora você é uma agente em treinamento mas aqui está a sua medalha de identificação. - Nesse momento a agente explicava resumidamente as patentes e cargos na agência para deixar mais clara a posição atual da lutadora. - Com tudo claro eu vou te liberar agora para se arrumar, tome um banho e vista o uniforme que em breve teremos mais alguns recrutas aqui. - Terminava ela se sentando na cadeira atrás da mesa de madeira e guardando o kit médico de volta na gaveta.

Legendas:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~
Olá Convidado seja bem-vindo(a) ao One Piece RPG.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Nerockiel
Revolucionário
Revolucionário
Nerockiel

Créditos : Zero
Warn : I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 29/04/2017
Localização : Micqueot

I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Ponto de equilíbrio!   I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 EmptySeg 22 Out 2018, 10:08

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Run Forest Run.


Me acalmava com a limpeza do banheiro ter sido um sucesso, o tempo acalmará um pouco de minha raiva por ter perdido, mas ainda sentia vontade de ter uma revanche, porém não si se conseguiria ganhar delas em uma batalha em duplas que não fosse até a morte, lutar sem ser pra valer e em um ambiente controlado não é o meu estilo, afinal usar do seu toda vantagem que possui pela sua vida é o que torna tudo divertido e caça esportiva é coisa de otário.

Seguia Gabriel até o local do próximo teste, dessa vez um teste físico, alguns agachamentos, abdominais, corrida e natação, nada muito difícil, mas que pode cansar dependendo do esforço que você coloca nos exercícios. Entrando na área de treino tiraria a parte de cima de minha roupa e começaria é claro com um alongamento, puxaria meu braço com o direito até junto de meu peito e contaria até dez, depois faria o mesmo com o esquerdo, depois puxaria minha perna para trás das costas contaria até dez e faria a mesma coisa com a outro, após isso puxaria meus braços atrás da cabeça, e por fim minhas pernas à frente do corpo e assim finalizaria.

Para começar os testes de fato usaria os agachamentos, ficaria em pé, abriria as pernas, afastaria os pés à largura dos ombros e apoiá-los totalmente no chão...

Começaria a lembra então das aulas que tinha com Gato.

... - Os joelhos devem ser fletidos, jogando o quadril para baixo, até ultrapassar ligeiramente a linha do joelho e, empurrar o bumbum para trás, como se estivesse sentando em uma cadeira imaginária, mantendo as costas sempre eretas. Estique as pernas, que se encontram dobradas, para voltar à posição inicial, ficando em pé. É assim que deve ser feito um agachamento corretamente, alguma pergunta? – O mestre nos ensinava enquanto Nara assistia com uma expressão séria eu tentava não rir dessa posição estúpida. – Vejo que o senhor Krasnyy achou algo engraçado, se está tão motivado por não adicionamos dois pesos de 10 quilos nesse treinamento para o senhor - ...

Minha mente voltaria para o agora enquanto faria os agachamentos da maneira que havia sido me ensinado. – Velho idiota... -.

Seguindo eu passaria para as flexões, mantendo meu próprio ritmo, o importante desse teste físico provavelmente é descobrir os limites de nossos corpos, não uma competição, é mais importante eu conseguir fazer tudo do que fazer mais rápido do que o resto, mas é claro que eu não podia fazer de modo desleixo, tentaria não me cansar exageradamente, mas manteria um ritmo firme enquanto me preocupo com a forma em que faço as coisas. – Isso é fácil, os treinamentos do Gato eram muito piores. – Sorriria e partiria para o próximo, tomando uma leve pausa entre os exercícios se necessário. Agora eram as 100 abdominais, respiraria seguindo o fluxo do movimento, lembrando de fazer tais de maneira completa, sem desfalque.

Agora corrida, amarraria meu cabelo ao redor dele mesmo fazendo uma espécie de coque e seguiria para o local de largada e me ajeitaria no chão na posição adequada, com um pé na frente do outro e as mão encostadas no chão apoiando o tronco. Fecharia os olhos e esperaria o homem dar o sinal de largada para poder começar a correr, caso ele não fosse dar eu prestaria atenção no meio ambiente, esperando por algum som específico que eu pudesse usar para minha largada. Começando a correr eu abriria os olhos e contaria com minha explosão muscular empurrando o chão no primeiro passo coma maior força que eu conseguisse e continuaria acelerando, manteria minha postura correta, usando os dedos para me impulsionar, com passas mais curtos e rápidos, mantendo o meu pé não chão o menor tempo possível, o corpo estaria um pouco inclinado para frente por causa do equilíbrio e aerodinâmica, respiraria de modo harmônico com meus passos e por fim mexeria os braços nos mesmo ritmo que minhas pernas para fazer o contrapeso e manter meu equilíbrio. Caso eu começasse a desacelerar eu tentaria me esforçar mais o ideal é terminar mais rápido do que comecei.

Ao terminar a corrida procuraria ver se existia algo para beber enquanto descansaria e esperaria meu corpo esfriar um pouco e minha respiração voltar ao normal. Isso feito seguiria para a piscina, aonde tiraria o resto da roupa exceto a cueca. Me posicionaria em um local de largada vago, me posicionaria com um pé um pouco à frente do outro e as mão tocando a beirada da piscina, pularia com o corpo esticado, com as mãos à frente juntas, tomando cuidado para não bater com a barriga na água. Ao entrar com o corpo inteiro na água começaria a remar com as mãos meio abertas, acompanhando com o corpo e batendo as pernas no mesmo ritmo de modo firme, ao chegar ao final da piscina e retornar rodaria meu corpo dentro da água e empurraria a parede com toda minha força, terminando mantendo um ritmo firme. Tendo terminado sairia da piscina, desamarraria meu cabelo chacoalhando minha cabeça e depois meu corpo, por fim colocaria minhas roupas e aguardaria pelos resultados.



Histórico:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
(Ficha no SIGN)

Voltar ao Topo Ir em baixo
Kerigus
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Kerigus

Créditos : 74
Warn : I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 10010
Data de inscrição : 13/09/2015
Idade : 30

I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Ponto de equilíbrio!   I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 EmptyQui 25 Out 2018, 00:14

Linda sabia que a derrota era inevitável, e para sua sorte a comandante não esperava a finta, o que por um breve momento pareceu que seria um grande ponto a favor da futura agente, num piscar de olhos já não fazia diferença nenhuma. Quando percebeu que a mulher havia saído do seu campo de visão Linda somente aceitou que naquele momento ela seria derrotada, e foi o que aconteceu, a mulher com chute certeiro na perna de apoio de linda a derrubou encerrando o treinamento. “Realmente, estratégia de nada adianta quando o inimigo é simplesmente superior a você.” A garota pensava enquanto se levantava após receber a rasteira da comandante, aquele golpe de certa forma afetou um pouco o orgulho da garota, sabia que não tinha chances, mas esperava pelo menos acertar um golpe na mulher antes de ser derrotada, e aquele fato não mudava mesmo a comandante afirmado que por um momento teve que ficar séria.

“Todo meu treinamento até hoje foi para servir o governo e me vingar do que aconteceu com Mary, depois dessa derrota talvez tudo que eu tenha feito até hoje, não tenha sido nem um passo completo para poder servir o governo de forma satisfatória.” Aquilo não saia da cabeça de Linda, ela sabia que era capaz de melhorar mas a distância a ser percorrida parecia ser tão grande que uma pequena ponta de dúvida surgia na sua mente. Apesar da força do golpe, Linda estava bem e não precisava de tratamento, por algum motivo as palavras da comandante aliviavam um pouco aquele sentimento de derrota, mas não era o suficiente ainda. - Sim senhora, estou bem! - A resposta de Linda era direta, no momento ela não queria muito papo, somente queria provar que poderia ser melhor que aquilo e felizmente a oportunidade estava na sua porta.

Ao receber a medalha e as roupas Linda sentia uma mistura de sentimentos, ao mesmo tempo estava feliz em ter passado no recrutamento do governo, mas a decepção consigo mesma era um tanto óbvia naquele momento. Pegava as coisas e com uma reverência para a comandante a garota se dirigia para o segundo banho do dia. “Dois banhos no mesmo dia… Não lembro quando foi a última fez que fiz isso…” No banho desta vez garota não faria tudo correndo para encontrar a comandante logo, ela aproveitaria o momento para realmente relaxar, deixar a água escorrer pelo seu corpo, demoraria uns 15 minutos no banho antes de sair e se arruma com o uniforme que a comandante deu para ela.

Linda arrumaria sua roupa na frente do espelho do banheiro, caso haja um, queria estar perfeita e causar uma boa impressão, tanto para a comandante quanto para os outros novatos que se juntariam a ela em seguida. No caminho até a sala onde encontraria o resto do grupo, Linda andaria com uma postura reta tentando mostrar confiança para todos que a vissem, inclusive para a comandante, ao chegar onde a comandante a indicou ela se posicionaria junto dos outros, e esperaria as ordens da comandante.
Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | Mudanças Importantes | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mephisto
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Mephisto

Créditos : 105
Warn : I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 21
Localização : Wars Island (North Blue)

I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Ponto de equilíbrio!   I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 EmptyQui 25 Out 2018, 01:13

Treinamento, ou aquecimento? O que vem depois?

Tudo no local parecia ter dado certo apesar da moça não parecer tão feliz em lavar o banheiro, pra ser sincera não entendi muito bem o motivo. Esse tipo de coisa era um trabalho honrado, e bem… Tinha sido uma ordem… O que havia de errado ? A minha ideia é que às vezes as pessoas podem ser peculiares é isso… No entanto tudo se seguiu bem e o banheiro pareceu estar no mínimo melhor que quando chegamos no fim das contas, o que já foi realmente muito bom. Nosso superior apenas observou o lugar aparentemente, e não nos disse muito, era o que eu esperava pra ser sincera. Ele finalmente nos tirou daquele lugar e decidiu levar para um novo teste um que parecia claramente diferente esse parecia mostrar algum valor para o funcionamento do governo, talvez ele quisesse ver a minha habilidade em várias áreas ou só testar minha resistência, era plausível imaginar que não contratassem pessoas fracas para o serviço.

Ele nos explicava todo o percurso que teríamos de fazer, era um tanto grande, parecia que íamos de fato ter de nos mostrar valorosos. Apesar da minha expressão que dizia nada menos que realmente nada, eu queimava por dentro era aquele momento onde eu tinha que me provar, mostrar por que eu sou uma boa opção como soldado, afinal que tipo de tolo aceitaria um soldado sem ver o melhor que ele pode oferecer não é? Eu apenas o seguiria até o lugar sem perguntas, sem questionamentos. Lá algo ainda mais interessante se mostrava aos meus olhos, eu não tinha um… Mas 3 superiores, que podiam me dar ordens naquele momento… Era uma sensação tão boa, aquela coisa era o que talvez eu pudesse chamar de me sentir feliz… Alguns poderiam achar isso errado mas pra mim era algo além das expectativas, ordens daqui e dali e vindo de todos os lugares, talvez eu estivesse dormindo ainda e sonhando.

Apesar de tudo isso não haveria de demonstrar nenhuma das minhas vontades ali, eu apenas precisava fazer o melhor que eu pudesse. Aproveitaria o tempo inicial para me alongar, começaria pelas pernas depois os braços e cintura, um alongamento rápido apenas para relaxar os músculos levemente. Depois disso era hora de começar os agachamentos, eu não tinha certeza se eu poderia começar as provas por uma ordem diferente, pois preferencialmente eu faria a corrida, mas sem essa certeza começaria pela exata ordem que saiu da boca de Gabriel. Aliás uma ordem bem cruel em? Ele começou bem ousado, parece um superior muito bom, morderia o lábio inferior de leve inconscientemente, e soltaria logo em seguida naquele momento ao notar, voltando a forma comumente inexpressiva, mandar fazer 100 agachamentos antes da corrida é um tanto fora do meu comum, mas era hora de continuar aquilo.

Começaria deixando as pernas entreabertas posicionadas de modo a facilitar a movimentação para me abaixar, e trabalhando a distribuição de peso para que o corpo se mantivesse reto. Colocaria também os dois braços para frente, para quando eu descesse eu pudesse ficar com eles estirados mantendo o equilíbrio e fazendo paralelo aos joelhos. As 30 primeiras seriam fáceis, eu só faria tranquilamente, porém quando passasse dali o sentimento de fraqueza nos músculos iniciava, ele era bem leve, mas se alguém olhasse com atenção poderia ver quem as coxas dariam leves tremores. Depois disso chegava a 50 sem complicações mas aumentando um pouco a queimação que sentia naquela região por conta da pressão exercida. Em 70 as coisas ficavam feias, eu começaria a suar naquele ponto, as pernas tinham uma dor além da queimação, a musculatura doendo me deixava mais lenta e qualquer um acompanhando poderia ver isso. Era uma vergonha não fazer aquilo com extrema perfeição, ordens devem ser cumpridas com êxito, com o máximo de perfeição possível!! as vezes eu sentia que aqueles olhos me olhando diziam que eu falhava, apesar de eu nem mesmo conseguir prestar atenção para saber se estavam de fato olhando pra mim, apenas um devaneio do meu cérebro.

Após terminar as 100 agachamentos meu corpo estaria demonstrando os primeiros sinais de cansaço exagerado eu ainda teria de fazer as flexões é claro, não iria reclamar pois a fraqueza era minha, e não haviam motivos para tal. Me posicionaria colocando os braços e pernas posicionados começando a flexionar eles como ordenado, nesses eu conseguia ir um pouco mais longe antes das dores, até o 50 ainda estava segurando melhor, afinal os meus braços eram mais trabalhados pela arma que eu usava, minhas pernas eram mais acostumadas a corrida e saltos. Entretanto quando estivesse no 80 eu quase não seria mais capaz de segurar, mas bravamente prosseguiria e quando finalmente conclui-se partiria direto para os abdominais.

Deitaria o corpo no chão para ficar com a barriga a postos, e colocaria as pernas entreabertas com os joelhos dobrados para fazer o ponto correto para começar. Levemente levantaria a primeira vez para testar o ângulo, pois era importante. Aquele era o tipo de exercício que parecia ter ido melhor até ali, apesar de sentir ainda um pouco de incômodo conseguiria chegar um tanto mais longe, e apesar do queimor aguentava melhor que os anteriores. Quando tudo terminado era hora da corrida, caminharia para uma das raias esperando que o sinal fosse dado, olharia para Gabriel já posicionada e pronta para correr.

Quando o sinal que estava sendo cronometrado fosse dado começaria fazendo minha largada o mais rápido possível, aproveitaria da aceleração para melhorar meu tempo na largada podendo me tornar mais veloz de uma única vez, e assim melhorar meu tempo dos 100 metros. Colocaria ali tudo que tinha de velocidade, tomando sempre cuidado para me posicionar corretamente caso houvessem curvas, e assim que terminasse com toda certeza sentiria minhas pernas… É meu corpo estaria um caco, os braços latejavam, as pernas estariam doendo e meu abdômen gritava socorro pra mim… Pode me chamar de louca mas eu escutaria ele lá embaixo “Natasha, me ajuda… Natasha!!” ele não está bem.

Minha respiração já se mostraria muito ofegante naquela hora, eu sabia que precisava parar mas não podia, tinham me ordenado a nadar depois disso e era o que eu faria. Assim que pudesse adentraria a piscina e começaria a nadar de uma ponta a outra, não era especialista em natação mas sabia me mover na água, começaria movendo os braços um após o outro o mais rápido que pudesse dentro do possível, mas sem deixar de lado a técnica, bateria também os pés para auxiliar a velocidade, indo o mais veloz que conseguisse para que meu tempo não fosse completo desperdício, eu precisava ser ao menos boa naquilo, o ideal sempre é ser excelente, mas tinha que cumprir no mínimo com o meu melhor.


Assim que terminasse mais essa prova sairia de dentro da piscina e me moveria para perto do instrutor e simplesmente pararia ali, meu corpo estaria completamente complicado, tudo tremia e a respiração não parava de dar leves oscilações ficando hora acelerada hora quase falhando, estava por vezes engasgando com a própria saliva. Mas ainda assim apenas esperava pela próxima ordem, e independente do que fosse eu seguiria, mesmo que me ordenasse a repetir todo o processo eu faria igualmente.

Historico:
 

____________________________________________________

Make love, not war


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Ventus
Mercenário
Mercenário
ADM.Ventus

Créditos : 55
Warn : I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 15/12/2013
Idade : 25

I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Ponto de equilíbrio!   I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 EmptySex 26 Out 2018, 14:08



NARRAÇÃO




Cena: Czar & Natasha

Todos os quatro candidatos se juntavam para iniciar com as suas tarefas de acordo com que o agt. Gabriel tinha apresentado, apesar de ali estar outros superiores juntos com o agente nenhum deles se intrometeu nos comandos que o instrutor passou para aquelas quatro pessoas que tinha recém chegado naquele campo de exercícios. Os quatro então iniciaram conforme o pedido executando as tarefas na ordem em que o agente tinha ditado, Czar diferente dos demais fazia um rápido alongamento enquanto os outros já iniciavam com os agachamentos, aqueles que chegaram antes ali já pareciam estar um pouco mais avançados em suas práticas com uma das duplas já parecendo quase finalizar com a grade de exercícios, esta era a que parecia ser a dupla mais intimidadora daquela seleção, e como eles tinham terminado a sua etapa logo eram guiados por dois agentes superiores ali para umas salas fechadas onde ninguém teria visão do que se passava em seu interior.

O cansaço que ia nascendo em cada um conforme cada movimento de cada prática ia sendo desempenhada era algo óbvio e extremamente evidente, cada exercício inicial exigia muito esforço de regiões diferentes do corpo começando pela região inferior do corpo trabalhada com o agachamento, a região e os músculos que compõem o quadríceps poderia chegar a gritar se tal região fosse provida de uma boca e tal incômodo era sentido até mesmo na altura do abdômen nas laterais do corpo assim como também seria sentido na panturrilha. A carga se apresentava mais pesada no momento em que as flexões eram executadas afinal a base da postura de uma flexão também era as penas que naquele momento pareciam estar baleadas, era complicado se manter em tal posição por muito mais tempo mas devido ao vigor e a força que cada um possuía em seus braços eles avançavam um pouco mais na tarefa para que logo voltassem a sofrer quando a força em seus braços vacilavam e a exaustão em suas pernas ganhava cada vez mais força. Não seria um absurdo total considerar a desistência ou até mesmo se render ao cansaço e parar por alguns segundos como se é estipulado normalmente em academias mas Gabriel não tinha falado nada sobre pausas e estamos falando de um universo como o de One Piece, por isso o grupo conseguiu concluir as cem flexões em uma sofrência superior a que eles tinham imaginado.

As abdominais também não foram fáceis ou práticas devido ao cansaço crescente e aos efeitos no músculo daquela região por causa dos exercícios anteriores podendo sentir a região que era trabalhada aos poucos se enrijecer, não era um enrijecimento que criaria alguma espécie de couraça na região como uma armadura mas sim o enrijecimento esperando no abdômen quando passa por muito esforço fazendo com que os músculos se contraiam tornando a prática das abdominais mais trabalhosas e exaustivas, por isso tudo aquilo se tornava mais e mais trabalhoso conforme o número de repetições ia subindo até que finalmente aquela etapa era completada.

Na pista tinha um dos agentes mais graduados na organização com um cronômetro, ao notar que aquele pequeno grupo se aproximava ele resetava o seu aparelho e sinalizava a partida. A corrida era algo que cada um poderia controlar seguindo em um ritmo próprio mas mesmo que adotasse uma medida mais lenta e cautelosa o corredor ainda sofreria devido ao cansaço das práticas anteriores, sendo que nesta corrida os músculos que sofreram anteriormente de maneira intercalada agora iriam sofrer tudo de uma vez já que o esforço exigido ali era algo que fazia todo o corpo trabalhar. A dificuldade de continuar com aquela tarefa assim como os efeitos que a mesma gerava já era algo que dispensasse um descrição profundamente detalhada para evitar o risco de ser repetitivo mas com um esforço evidente no semblante de cada um é o suor banhando o interior de suas roupas, cada um conseguia concluir a corrida e deixar de sofrer um pouco em terra para que sofressem um pouco na água.

A piscina era bastante funda e a água estava gelada talvez em uma tentativa de reproduzir o que cada um encontraria em alto mar, a temperatura baixa fazia os músculos atrofiarem de uma maneira em que a cãibra seria sim um risco real já que poderia causar um afogamento algo que poderia ou não já ter acontecido naquele dia, ao lado da piscina estava uma das agentes olhando e analisando o desempenho de cada um durante aquela tarefa. Não seria preciso citar as dificuldades daquela tarefa se a água não adicionasse um fator novo, o esforço ao nadar era algo que também exigia esforço de grande parte da musculatura de uma pessoa que tentaria também manter um cardio bem equilibrado, o fato da água estar gelada afetava o total desempenho dos músculos e também a respiração tornando a mesma instável, o exercício seria algo de conclusão impossível e totalmente fantasiosa assim como essa aventura e por isso mesmo com os seus corpos quase se rompendo e pulmão quase estourando, os candidatos conseguiram concluir o exercício saindo da piscina pela escada em uma das laterais já que seus corpos não suportariam o esforço de se impulsionar pela borda e sair da água, cada um recebia uma toalha para se secar e em seguida vestir as roupas por cima das roupas debaixo caso tenham optado pela opção de nadar somente com os trajes íntimos, pelo o contrário as roupas se manteriam molhadas durante um tempo não importando o quanto utilizassem a toalha.

Assim que cada um terminava e começava a se secar ou a se vestir Gabriel se aproximava caminhando a passos lentos. - Muito bem, acredito que já tenham terminado tudo que foi solicitado. - Ele parou seus passos ficando diante do grupo. - Deixarei que descansem um pouco… Talvez uns cinco minutos... esperem aqui até que um agente os convoquem, a próxima etapa vai ser individual também e irão ter mais explicações sobre a tarefa em si no momento certo. - Nisso o agente se retirava sem dar mais informações deixando que os candidatos ficassem ali em meio de qualquer dúvida ou pergunta que pudesse surgir nesse tempo. Caso o grupo olhasse em sua volta notaria que a movimentação ali era quase inexistente se não fosse pelos agentes que se reuniam em uma breve conversa e um ou outro candidato a agente caído em meio a sua exaustão, para tais pessoas que se mostraram incapaz de seguir com o teste uma equipe clínica se mostrava eficiente carregando macas para que assim pudesse transportar aquelas pessoas para um local onde poderiam ter de algum repouso.

Depois do tempo estipulado duas pessoas com kimonos negros se aproximavam, um deles era alto com um tom de pele pálido enquanto o segundo era um pouco mais baixo possuindo uma diferença de idade óbvia com a primeira figura sendo possivelmente apenas um garoto, o primeiro homem coçava a parte de trás de sua cabeça de uma maneira mais desleixada enquanto o mais novo andava em uma postura ereta e um olhar afiado, parando na frente do grupo que Czar e Natasha estavam o homem pálido já ia começando com o diálogo. - Bem nós somos aqueles que iremos analisar essa última etapa de vocês eerh… - O homem olhava um por um até seus olhos travarem em Czar. - ...EEeerh você pode vir comigo por favor. - Enquanto o mais alto falava o jovem espadachim fitava Naty em um olhar frio. - Você vem comigo. - Dizia ele logo depois de seu colega direcionando sua fala para a ninja em um tom tão frio quanto seu olhar.

Os dois eram separados naquele momento seguindo para salas fechadas como a primeira dupla tinha sido, entrando em cada sala os dois se encontrariam em salas iguais com o piso de madeira, as paredes eram azuis e em uma das paredes estava pendurado diversos tipos de armas, na frente da mesma parede teria uma pequena bancada com mais armas que faltariam ali na parede, teria ali um exemplar de cada arma que seria encontrada em uma loja comum sendo todas elas simples o que já dava a entender o que aconteceria ali naquela etapa.


Cena: Linda

A mais nova recruta do governo finalmente concluiu todos os testes e já podia seguir conforme o orientado, Linda se preparava para o seu segundo banho naquele dia, ela não estava exatamente suja mas o fedor em suas roupas impregnaram em seu corpo e causava uma sensação estranha de coceira em algumas regiões não muito confortáveis, a lutadora repetiu o mesmo caminho de antes em um sentido oposto para chegar no mesmo vestuário de antes e assim se banhar novamente se livrando de qualquer mal cheiro e desconforto citados anteriormente. O uniforme parecia cair bem em Linda usando um termo que poderia aparentar algo mais social não muito indicado para o combate mas a verdade é que o uniforme também era bastante confortável não atrapalhando na movimentação que seria necessária em uma luta, a ruiva parava um pouco na frente do espelho do local garantindo que sua aparência atenderia qualquer padrão de beleza formal que seria esperado ver em uma agente.

A comandante não tinha passado nada concreto como uma ordem para Linda a não ser sobre o banho e o uniforme, a recruta não tinha nenhuma direção exata para onde iria e o que faria agora já que tudo que a mulher tinha falado para ela é que logo o teriam novos recrutas para lhe fazer companhia, devido a isso Linda caminhava sem um rumo específico por um tempo até que viu uma equipe de marinheiros transportando pessoas inconscientes em macas simples, eram duas duplas de marinheiros com cada dupla transportando uma  pessoa na maca, eles passaram pela lutadora no corredor o que de fato chamou atenção de Linda a fazendo se virar focando o seu campo de visão naquilo enquanto continuava a andar, foi quando ela sentiu esbarrar em alguém na sua frente onde supostamente ela deveria estar olhando. A mulher não caia devido ao encontrão apenas sentia o impacto contra o seu corpo que causou um leve desequilíbrio momentâneo, ao olhar para frente ela veria um homem usando roupas finas e formais como as que ela estava usando. - Você está bem? - O homem segurava uma prancheta em uma de suas mãos mas naquele momento era Linda que tinha sua atenção. - Eu nunca a vi por aqui… É nova? - O tom de voz daquele agente parecia ser autoritário ao seu natural pois mesmo em uma conversa aparentemente casual a sua voz ainda soava como um comando de maneira severa.

- Você está livre agora? - Perguntaria assim que Linda respondesse a sua primeira pergunta. - Venha comigo então por favor. - Responderia ele caso a resposta da agente fosse positiva. - Venha comigo então… É uma ordem. - Responderia em um tom mais sério e o olhar semicerrado. Ele se virava voltando pelo caminho que tinha seguido até esbarrar com Linda apenas esperando que ela o seguisse. - Eu sou o agt. Gabriel Reyes e no momento estou trabalhando no recrutamento de novos agente... - Ele ia explicando conforme ia caminhando. - Os candidatos já chegaram na parte final de seu exame onde analisamos seu combate contra agentes já formados, fazemos isso para analisar o nível de combate que um novato teria em comparação contra alguém mais experiente, infelizmente não posso lutar contra os dez de uma só vez já que sou um atirador… Eu acabaria matando uns e outros e a diretoria não quer que eu faça mais isso, por isso você vai lutar com um dos novatos e eu analisarei o estilo e o nível dele, não precisa se preocupar que eu não analisarei você… Se fizer o seu trabalho eu prometo recompensá-la. - Terminava ele parando em frente de uma porta fechada de madeira.

Citação :
...entrando em cada sala os dois se encontrariam em salas iguais com o piso de madeira, as paredes eram azuis e em uma das paredes estava pendurado diversos tipos de armas, na frente da mesma parede teria uma pequena bancada com mais armas que faltariam ali na parede, teria ali um exemplar de cada arma que seria encontrada em uma loja comum sendo todas elas simples o que já dava a entender o que aconteceria ali naquela etapa.

Dentro daquela sala já teria uma criança sentada no chão com as pernas cruzadas e com um bastão simples de madeira apoiado em um de seus ombros. - Escolha a arma que sabe usar. - Falou Gabriel para Linda apontando para a bancada em que estaria às armas, o garoto se levantava um pouco ansioso já abrindo um sorriso em seus lábios. - Uau ela vai ser a minha oponente? Cara isso vai ser show! Não precisa se segurar ein moça porque eu vou com tudo! - Aparentemente aquele menino era bem energético dizendo tais palavras enquanto manejava a sua arma de um lado para o outro para no fim girar o bastão passando pelas suas costas e com um movimento rápido ele batia uma das hastes da arma contra o solo.

Legendas:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~
Olá Convidado seja bem-vindo(a) ao One Piece RPG.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Nerockiel
Revolucionário
Revolucionário
Nerockiel

Créditos : Zero
Warn : I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 29/04/2017
Localização : Micqueot

I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Ponto de equilíbrio!   I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 EmptyQua 07 Nov 2018, 13:36

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


A Duel of Fists.


Mais um pedaço do teste terminou e mais uma vez prosseguíamos para o próximo estágio deixando os que falharam para trás, agora era a vez de uma luta um contra um, com uma estrema desvantagem, meu corpo estava cansado do último treinamento e não sobrará muito gás para poder fazer uma luta prolongada.

Seguiria para o balcão e procuraria por luvas que pudesse usar, assim que encontrasse uma as colocaria em minhas, puxando para ter certeza que estavam bem ajeitadas em minha mão, se fosse para lutar com uma arma em que sentisse desconfortável era melhor lutar com arma nenhuma. Tendo arrumado estralaria meus dedos empurrando meus punhos contra a palma da outra mão, voltando a mim excitação começava a surgir em meu corpo e nisso eu deixaria um sorriso escapar.

Começaria a luta dando tudo de mim correria na direção do oponente com o corpo abaixado, braços juntos ao corpo com toda a velocidade que conseguisse, queria surpreende-lo e acabar com a luta o mais rápido que conseguisse, eu já havia feito muito hoje e uma luta estendida não estava a meu favor, uma explosão de golpes era a melhor escolha. Ao chegar próximo o suficiente do oponente faria o movimento para dar um soco com o braço esquerdo no oponente, porém seria apenas uma distração para trocar de direção no meio do movimento e tentaria soca-lo no queixo com meu braço direito, tentando fazer o movimento usando todo o peso do meu corpo.

Após o impacto inicial eu não tinha tempo para recuar e energia para desperdiçar, aproveitando a energia cinético do movimento rodaria meu corpo no seu eixo e tentaria acertar o homem com parte de trás de meu braço esquerdo, novamente no queixo. Tendo feito isso pularia na direção do agente tentando agarrar sua cabeça com minha mão esquerda, para acerta-lo com um cotovelado com a mão oposta. Caso ele me atacasse estaria pronto para segurar o membro que  ele usasse, não soltando de maneira nenhuma.



Histórico:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
(Ficha no SIGN)

Voltar ao Topo Ir em baixo
Mephisto
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Mephisto

Créditos : 105
Warn : I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 21
Localização : Wars Island (North Blue)

I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Ponto de equilíbrio!   I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 EmptyQua 21 Nov 2018, 14:03

Err.. Eu vou lutar agora.

O esforço era sem dúvidas imenso, mas valia a pena no fim das contas, mesmo que daquele meu jeito um tanto quanto destruída, eu tinha saído fora. Enquanto os instrutores estivessem na sala, por mais ofegante que tivesse eu tentaria me manter de pé. Pois eu precisava que tudo fosse perfeito pra eles, que eles pudessem ver que eu era confiavel, alguem que o governo teria confiança. No fim o agente dizia apenas a coisa que eu estava esperando tínhamos passado daquela fase, esperaria que ele se retirasse após o anúncio pra finalmente me jogar no chão… Sim apenas me jogaria pra trás, era hora de repousar todo meu corpo e fazer o relaxamento que teria necessidade de tomar pra mim. Primeiro de tudo esticaria meus dois braços para cima deitada no chão enquanto usaria uma mão para puxar levemente os dedos, não para estralar eles, mas para que eu esticasse levemente cada um relaxando a primeira parte.

Depois disso, era hora de fazer isso novamente com a mão do outro braço, e depois com as articulações uma a uma, das menores para as maiores aos poucos relaxando todo o sistema geral. Depois disso apenas relaxaria tudo fechando os olhos momentaneamente para sentir meu corpo e como ele estava reagindo aos estímulos que eu os proporciona, usando de meus pensamentos para focar áreas específicas trabalhando conjuntamente a respiração. Respiraria levemente enquanto focaria nos dedos da mão, de posteriormente no todo da mão, e por fim o braço, a intenção era ver o quanto aquilo poderia ter afetado o corpo como um todo.

No fim levantaria sentando em uma posição confortável para meditar, cruzando as duas pernas enquanto juntava as mãos ao centro do meu corpo, começaria a focar no além mundo. Nas coisas que não estavam ali, meu mestre havia a muito tempo me ensinado que isso faz bem para o espírito, e um homem com espírito forte não teme as dores do corpo. Superar o físico e material e transcender, faz parte de aprender a controlar a si mesmo, era uma questão de ser parte do entendimento interpessoal. Quem nós somos, pra onde pretendemos ir, e assim por diante.

Quando as pessoas chegassem de volta, levantaria automaticamente olhando para quem quer que fossem. Aguardaria minhas ordens em silêncio observando os novos instrutores, eles pareciam ser bem distintos do homem que tinha começado com tudo, as suas aparências eram bem contrastantes quando comparadas a dele, no entanto era imaginável que agentes do governo tivessem muitas variações também, é uma organização bem gigante ao que parece. Nesse momento quando fosse chamada, apenas olharia para quem me convidou eventualmente memorizaria o rosto, apenas para ter certeza que estava seguindo a pessoa certa.

Assim que chegasse na sala a primeira coisa que faria era bater os olhos no ambiente, observar quanto espaço eu teria para me mover, e quais armas eu poderia usar, além disso observaria o chão para procurar possíveis irregularidades no terreno que pudessem interferir na minha movimentação, não faria perguntas para o homem em questão procurando as armas que me diziam respeito. Minha preferência inicial visto a possibilidade de tal ser um espadachim era a Ninja-Ken. O motivo disso era em primeiro seu tamanho, que me permitia ter uma mobilidade boa, mas ainda assim poder lidar com uma arma de corte, aliás a última vez que lidei com um maluco com uma Katana não foi nada divertido, lembro que eu acabei tendo um problema pra usar a Kunai pelo tamanho curto da lâmina e criar todo um esquema novo de alcance para reduzir o problema.

Naquele momento escolheria a Ninjaken se tivesse uma, no entanto prestaria atenção tentando pegar uma arma de reserva, procuraria uma Neko-te no local, se tivesse uma colocaria ela nas mãos como arma secundária, se ele me repreendesse ou ordenasse que eu ficasse apenas com uma das armas faria uma reverencia me desculpando. - Peço desculpas por isso senhor, foi apenas uma questão de costume. Me policiarei se houver outro teste parecido.- Apenas naquele instante me posicionaria ao centro e esperaria que o ataque fosse vindo primeiro do homem, não começaria atacando pois esperava que pudesse iniciar de forma menos abrupta. Se no entanto ele não reclamasse de eu pegar a Neko-tê, manteria ela nas mãos para começar a estratégia.

Em um primeiro momento esperaria que a pessoa rumasse em direção a mim, se isso acontecesse minha primeira maneira de agir seria girar sobre meu ombro indo para o chão, levantando de uma só vez apenas meu dorso onde tentaria atacar o joelho do meu instrutor. A intenção era que o golpe fosse para desestabilizar o mesmo, esse tipo de golpe era o que me ensinaram quando eu estava na ordem, sempre me disseram que atacar as pernas é o primeiro passo para a vitória, quando afeta as pernas, o resto tende a tombar. Assim que aplicasse o primeiro golpe com a ninjaken na lateral do joelho subiria rapidamente segurando o cabo com as duas mãos em um movimento cortante que subiria pela lateral do joelho para a altura do peito indo pelas costelas, sendo este independente de meu primeiro ter dado certo.

Após tal golpe rapidamente me impulsionaria para trás colocando a ninjaken a frente do corpo e rapidamente me moveria com um dash em direção ao inimigo, que miraria o peito do mesmo, um golpe que visava ser finalizador, mas como meus mestres sempre disseram, jamais acredite que tudo acabe com um golpe… Dê sempre um segundo pra garantir, e um terceiro se sobrar dúvidas. Assim, independente de acertar ou não a estocada me prepararia para um corte passando da lateral em que a ninjaken estivesse fazendo um corte horizontal do lado esquerdo mirado para a direita. E descendo em vertical do ponto que passasse fazendo uma descida até o umbigo, e novamente afastando para trás e fazendo uma segunda investida, uma estocada no estômago agora seria minha ação principal.

Não tinha medo de ser violenta, afinal o homem aguentaria com toda certeza os golpes de uma mera recruta e não esperava que ele ficasse na defensiva, precisava eu esquivar do que viesse até mim também, e não só isso estar pronta para contra atacar. Quando houvesse algum ataque em minha direção que fosse alto, na altura da cabeça, eu me jogaria para o chão girando e tentando cortar nas panturrilhas, levantando logo em seguida e me afastando dele, para qualquer sequência que eu tivesse em mente depois. Se tivesse ataques nas pernas saltaria para trás enquanto ainda no ar desferiria um corte alto, tentando ir no braço do atacante, para que pudesse causar algum dano. Se fossem na altura do tronco, como peito, ou costelas e por aí, eu iria na direção oposta a o ataque base onde colocaria a ponta da ninjaken novamente mirada ao braço do atacante se fosse possível, para que talvez seu ataque batesse na ponta caso me acertasse, e se não fosse o caso ao menos causasse desconforto pela possibilidade de bater na ponta, que poderia fazer a velocidade reduzir. Se ele tentasse ataques muito diretos meu objetivo era sempre me mover para esquerda ou direita fazendo os velhos OLÊS tentando tratar ele como um touro furioso, estocadas ou socos retos, ou qualquer golpe que tentasse apunhalar de forma diretiva eu faria isso, se preciso me jogaria no chão, rolando pra algum desses lados, ou saltaria se notasse ser mais preciso.

Se ele tentasse me agarrar em algum momento aproveitaria para subir a ninjaken com as duas mãos para o alto e cravar ela no ombro do meu possível atacante, enquanto me impulsionaria para trás a puxando de volta. A vida está cada vez ficando mais interessante aparentemente e esse combate era uma das coisas para eu me provar útil para os chefes que iria me guiar no caminho do governo.

Historico:
 

____________________________________________________

Make love, not war


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kerigus
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Kerigus

Créditos : 74
Warn : I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 10010
Data de inscrição : 13/09/2015
Idade : 30

I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Ponto de equilíbrio!   I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 EmptyTer 11 Dez 2018, 01:22

Linda vestiu o uniforme de agente que ela tanto esperava, aquilo fez bem para a garota e para sua auto estima, enquanto se arrumava na frente do espelho um sorriso discreto estava ali chamando a atenção. “É eu fiquei Linda com essa roupa.” O sorriso discreto agora já não era mais discreto, mas não era hora de mais comemoração, era hora de respirar fundo e partir para a próxima etapa, ou melhor, para a próxima missão. “Pensando bem a comandante não me disse um local específico para encontrar ela.” A garota pensava coçando a cabeça. - Puts eu não sei nem o nome dela!!! - Falava em voz alta na frente do espelho enquanto colocava a mão na testa. face palm 2

Após caminhar sem um rumo específico pelo QG da marinha enquanto procurava pela comandante que ela também não sabia o nome, algo chama a atenção de Linda que fica meio confusa, um grupo de marinheiros aparece e passa por ela carregando pessoas em macas. “Será que esses eram possíveis novos recrutas? Ainda bem que o meu teste foi bem tranquilo, apesar de cansativo.” Aquilo chamou atenção da garota que por alguns segundos seguiu andando sem olhar para frente, o que se mostrou ser algo erra a se fazer, principalmente em um corredor onde pessoas apressadas estão passando. “Ai carai que porra foi essa.” O impacto de acertar uma parede ou aquela pessoa provavelmente era o mesmo e a garoto por um momento fico meio confusa e desnorteada. Ao ser indagada, Linda se sentiu um pouco acuada, o homem tinha uma voz que impunha respeito e parecia que mesmo em uma conversa informal ele estava dando uma ordem.

- Sim… Sim senhor... terminei meu teste de recruta a alguns minutos atrás… Agora estava a procura da comandante para receber minha missão. - Linda olhava em volta a procura da comandante, tentando sair daquela situação estranha onde o superior aparecia pedindo sua ajuda logo após pessoas passarem carregadas por uma maca. Com o tempo linda entender do que se tratava felizmente para ela não seria algo tão complicado, a garota precisava lutar contra recrutas que provavelmente lutariam ao seu lado logo logo, na cabeça dela não era uma forma muito legal de se começar mas ordens eram ordens.

Era hora de escolher sua arma, naquela parede cheia delas, e Linda procurava botas de metal, caso não encontre seria algo de um couro bem grosso e resistente. A garota vestia as botas e batia com a ponta do pé no chão como se estivesse ajeitando as botas, da umas pequenas batidas com a sola no chão para deixar a bota perfeitamente encaixada nos seus pés, e então se colocava na frente do garoto, a uma distância segura fazendo uma reverência enquanto Gabriel Reyes não dava a ordem de início.

A garota sabia que precisava se cuidar com o bastão do garoto, não iria subestimá-lo somente por ser uma criança e sabia que precisava manter uma distância bem curta devido ao bastão que era melhor em médio alcance, o que não o tornava inútil a uma distância muito curta. Primeiramente após o sinal para iniciar o combate, a garota daria uma investida para encurtar o máximo possível a distância entre eles e se manter o mais próxima do garoto, tentando limitar os seus golpes como bastão. Conseguindo se aproximar sem problemas ela tentaria um golpe duplo, onde daria um pisão no pé direito do garoto ao mesmo tempo em que dava uma cotovelada no queixo.

Durante a investida o garoto provavelmente tentaria algo contra ela então ela estaria pronta para se esquivar de seja se abaixando do golpe ou dando um pequeno salto para trás, como ela não queria manter uma média distância do garoto, caso fosse necessário se esquivar saltando para trás, Linda utilizando de sua noção exata do tempo e de sua velocidade, novamente iria encurtar a distância entre os dois, mas neste caso ela como ela não tinha um caminho maior para encurtar, Linda somente voltaria dando um chute no peito do garoto, e se aproximará dele novamente caso o garoto se afaste após o chute.

As esquivas da garota sempre estariam focadas em se manter próxima ao garoto para dificultar golpes mais potentes e efetivos do bastão, manter curta distância era sua estratégia, mas ela sabia que com uma média distância suas pernas também seria mais efetivas, então caso veja uma oportunidade de um golpe a média distância, a garota daria um chute rodado focando seu calcanhar na cabeça do garoto. No caso de não consiga um golpe a média distância, ela se manteria a curta distância se esquivando, seja se abaixando, com um pequeno salto para trás ou se deslocando para a lateral do garoto, e sempre contra-atacando com chutes nas pernas do garoto, tendo como prioridade principal os joelhos do garoto, caso não consiga focar os joelhos o foco seria a lateral da panturrilha ou as coxas. Além dos chutes ela tentaria socos focados na região do abdômen e do rosto do garoto, no caso de estar na frente dele, já no caso de estar atrás ou ao lado do garoto, o foco dos golpes seriam nas costelas do garoto e na nuca dele.
Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | Mudanças Importantes | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Ponto de equilíbrio!   I - Ponto de equilíbrio! - Página 3 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
I - Ponto de equilíbrio!
Voltar ao Topo 
Página 3 de 9Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Budou Island-
Ir para: