One Piece RPG
Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» What do You do For Money Honey
Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 Emptypor Greny Hoje à(s) 02:26

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 02:15

» 1º Ato - O Despertar
Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 Emptypor Chaitanya Mahaprabhu Hoje à(s) 01:12

» VI - Seek & Destroy
Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 23:52

» Chapter I: Seafret - Oceans ♪♫♪
Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 Emptypor tamerex12 Ontem à(s) 23:24

» [LB] O Florescer de Utopia III
Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 Emptypor Kekzy Ontem à(s) 22:52

» [MINI-Ballu] Um momento desesperador
Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 Emptypor DarkWoodsKeeper Ontem à(s) 22:34

» Enuma Elish
Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 22:05

» The Claw
Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 Emptypor Achiles Ontem à(s) 20:46

» Vamos nos aventurar! Anjinhas me aguardem...
Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 Emptypor Pippos Ontem à(s) 20:15

» III ~ Uma Loira na Ilha das Aranhas?
Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 Emptypor PepePepi Ontem à(s) 20:06

» MaikLynn Scarlaiti de Orr
Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 Emptypor GM.Noskire Ontem à(s) 19:24

» II - Aliados
Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 Emptypor Hunson Ontem à(s) 19:19

» Tríade Selvagem
Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 Emptypor GM.Furry Ontem à(s) 19:18

» Escuridão total sem estrelas
Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 Emptypor K1NG Ontem à(s) 19:17

» Rumo à Grand Line?
Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 Emptypor Kekzy Ontem à(s) 19:00

» Una Regazza Chiamata Pericolo
Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 Emptypor Vrowk Ontem à(s) 18:40

» Arco North Blue: Uma Odisseia no Santuário
Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 Emptypor tamerex12 Ontem à(s) 18:26

» O início da pesquisa.
Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 Emptypor K1NG Ontem à(s) 18:07

» Yami Sukehiro
Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 Emptypor Mad Ontem à(s) 17:50



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Ato III: Not Fast but Furious

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4 ... 9, 10, 11  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 53
Warn : Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Ato III: Not Fast but Furious   Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 EmptySex 08 Jun 2018, 15:58

Relembrando a primeira mensagem :

Ato III: Not Fast but Furious

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) Piratas e Revolucionário Mephisto Redgrave, Yamazaki Raizo, Nerockiel Schwarz, Katherine Silverstone, Ryujin, Siegfried Uller Frey. A qual não possui narrador definido.



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Achiles
Soldado
Soldado


Data de inscrição : 01/09/2017

Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato III: Not Fast but Furious   Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 EmptyQua 04 Jul 2018, 01:49



Ato III: Not Fast but Furious



O grupo estava cada vez mais próximo de seu destino, faltavam menos que um quilômetro até que chegassem em Lvneel e as preparações começavam a ser feitas. O Capitão era o primeiro a se mover em direção à deliciosa refeição preparada por Purg, fazendo piadas com o que o celestial dizia e o seu companheiro tritão ignorando as suas palavras como se ele não estivesse as ditas, a corrida era fácil para o Frey, apenas perdendo para Rurik que conseguia chegar antes e a disputa saudável dos dois pela comida era de certa forma engraçada, o tritão com um grande prato da sopa e o ruivo com outra, ambos saboreando daquela deliciosa sopa, o navegador sabia que não podia ficar parado, ele começava a fazer os seus afazeres com o prato em mãos, que derramava me meio ao balanço das velas que o mesmo fazia. Em meio a isso, Ryujin estava sentado perto da porta da cozinha, ele havia pego um apreço pelo cozinheiro revolucionário, desconfiando que mesmo com toda aquela casca dura por fora, havia um doce mole do lado de dentro, mas não parecia que seria fácil abrir aquela casca e assim que pedia uma bebida ao mesmo, Purg gritava do lado de dentro. - Você que entre e pegue! Tá achando que sou seu servo?! – O major era sempre o mais rude possível, negando o pedido do jovem pirata que infelizmente teria que se levantar para fazer aquele afazer, ao entrar pela cozinha, era acompanhado dos dois celestiais e Nerockiel, quase todos estavam ali.

Purg observava cada um se servindo, ele não exibia uma expressão para quando a garota dizia que havia vindo para comer novamente, apenas virando a cabeça e limpando o que havia sujado em meio a preparação da sopa. O celestial falava com ele, dizendo que havia voltado para continuarem o treinamento e que pagaria qualquer quantia necessária para aquilo, o velhote olhava diretamente para ele. - Que seja! Que comecemos logo então! – Ryujin, por outro lado, ouvia aquilo como uma reclamação e após pegar uma bebida não alcóolica já que não haviam do outro tipo por ali, saia da sala exibindo o dedo do meio ao major em um completo “foda-se”, enquanto que a Celestial também sabia junto com ele. Um pouco antes de saírem da cozinha, estavam Mephisto e Athenas que haviam passado um tempo treinando o estilo das ruas e que terminavam uma de suas conversas. - Não há de que. – Ela dava uma piscadela exibindo suas curvas ao curvar-se um tanto. - Você quer é?! Posso te dar essa aula de uma forma bem gostosa. – Ela passava a mão sobre o rosto de Redgrave e partia para ajudar Siegfried com os preparados da embarcação, tendo colocado a sua roupa usual de volta.

E o encontro de Ryujin com Mephisto era real, ambos estavam na amurada da embarcação quando o homem de cabelos platinados chegava ao moreno que era facilmente confundindo com uma menina se não prestasse atenção ou tivesse um bebido um pouco mais além da conta. Para Redgrave, aquela conversa era como um companheiro normal, mas para o espadachim exilado era uma história mais profunda, ele parecia sentir alguns sentimentos mais escondidos em relação ao homem, gostando da sua presença mais do que a de qualquer outro presente naquele barco. Ao darem boa noite, conseguiam escutar a celestial cantando um pouco mais abaixo dos mesmos, aproveitando daquele pôr do sol para com sua bela voz, fazer uma melodia soar linda.

O foco voltava-se para dentro da cozinha, onde estavam Purg e Raizo, ambos começavam os seus treinamentos para a primeira perícia da qual seria aprendida, Mecânica. Ele retirava alguns utensílios dos quais poderia ajudar ali e eram projetos eletrônicos, alguns alarmes e coisas parecidas, dos quais ele começava a ensiná-lo na prática e usando um livro do qual carregara consigo para ajudar na parte teórica. O valor de dois milhões de berries eram retirados do bolso do revolucionário e depositado nos de Purg.

O céu estava quase todo escuro, mas a luz era o suficiente para que Nerockiel pudesse ler o seu livro em paz e Mephisto conseguia achar um dos cantos naquele barco para conseguir dormir. O Holandês Arrombador se aproximava cada vez mais da ilha e após um bom gole de bebida do grandalhão, Athenas chegava para ajudar o navegador na direção de que deveria seguir para o lugar mais afastado daquela ilha. - Siga por ali. – Ela apontava com o dedo indicador para a direção. - Há uma caverna naquela região que nos levará ao esgoto da cidade e continuadamente para dentro do reino sem termos que nos preocupar com qualquer patrulha ou animais. – Ela tinha um grande conhecimento sobre a ilha e parecia conhecer ela melhor do que Sieg, por mais que ele já houvesse conhecido personalidades importantes dali. - Revolucionários! Estejam atentos! – Gritava a garota chamando a atenção de quem escutasse. A ilha estava cada vez mais próxima e a proximidade da mesma começava a ter seu efeito naquele barco, alguns pedregulhos mais pontudos e a maré baixa começavam a fazer com que Frey tivesse que tomar um cuidado especial ao manobrar perto dali. A caverna era mais visível a cada vez que se aproximavam, eles conseguiam ver a entrada bastante escura e acima dela, várias pedras que formavam a borda da mesma, era bem embaixo das pequenas montanhas das quais aquela ilha havia. A vegetação daquele lugar era quase nula, onde as pedras tinham a maior dominância.

Rurik ajudava Siegfried a descer a âncora e eles aportavam cerca de quinze metros do começo das pedras, o barco balançava e Katherine era a primeira a ficar mais próxima da amurada querendo descobrir o que haveria de novo naquela ilha. Athenas ao ser perguntada de quais eram os seus planos para aquela ilha, ela abria um grande sorriso tocando o nariz do grandalhão com a ponta de seu dedo. - Conseguir informações futuras, abastecer a embarcação e irmos direto para a Reverse Mountain. Nós formamos uma aliança e creio que o desejo de ambos seja ir para a Grand Line e a partir de lá, nós nos separamos. Até lá, tente não causar a maior confusão dentro da ilha, o comandante do QG é bem poderoso. – Ela sabia que aquela última frase não afetaria o ruivo, ela conhecia-o pelas suas grandes confusões e a comandante se afastava do pirata, dirigindo-se imediatamente para Nerockiel.

- Você terá uma função à mais dos que os outros. Quando chegarmos no reino, você irá para essa direção. – Ela mostrava para ele um mapa da qual retirava de seu bolso com uma localização marcada. - Seja furtivo, tente não chamar a atenção, os cidadãos desconfiarão de estrangeiros. Sua missão será obter três envelopes roxos guardados dentro de uma casa. Eu não tenho informações de como são suas guardas, mas você se encontrará com um agente. – Ela dava um sorriso para o moreno. - Ele estará vestido de um terno roxo, uma rosa branca em seu chapéu da mesma cor. Cumprimento-o com as seguintes palavras: Lindo terno, é da Jequiti? Ele responderá com: Quase, Lon Garçe. Este é como ele é conhecido. Ele lhe dirá as informações das quais precisa saber e como funcionará, considere-o como um ajudante. Você consegue, não hesite em nenhum momento. Você precisa de uma espada, certo? Ele costuma vender algumas de boas qualidade. – Ela, por fim, deixava ele sozinho com seu livro mais uma vez e se direcionava até Silverstone. - Acalme seus ânimos, partiremos mais tarde, ainda é cedo. – Athenas se localizava no centro de toda embarcação, chamando os seus revolucionários. - TODOS! Venham até aqui! – E Purg ao ouvir, terminava o treinamento com Raizo. - Vamos. – Ele guardava as coisas mais essenciais e começava se direcionar até a comandante.

A nova aventura estava prestes a realmente começar, os ânimo a flor da pele e Rurik com sua gargalhada mais do que estranha olhando diretamente para o ruivo, passando o seu braço sobre o seu pescoço. - Háháháhá! Seu verme, isso também está te deixando animado?! – O seu sorriso era como o de sempre, macabro.




Considerações:
 

Legenda:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Nerockiel
Revolucionário
Revolucionário
Nerockiel

Créditos : Zero
Warn : Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 29/04/2017
Localização : Micqueot

Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato III: Not Fast but Furious   Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 EmptyQui 05 Jul 2018, 22:20

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Travel and Missions





Terminado de ouvir as ordens de Athena eu bateria continência e falaria baixo e calmamente – Yes ma’am. – . Após tudo terminado de ser dito eu guardaria o livro embaixo de meu sobretudo e começaria a repetir o plano em minha mente, com meus olhos fechados imaginaria as possibilidades ~O que pode dar errado? Ser pego, alguém saber que sou revolucionário, esse contato nos trair... Lembre-se que se suas expectativas forem as piores nada vai te surpreender, sempre conte com ocasionalidades, pois elas sempre irão acontecer e são simples partes da equação. Ter um mapa da casa seria bom, me ajudaria a descobrir as entradas e rotas de fuga, uma relação de funcionários do local também, espero que esse agente realmente seja eficiente. ~ Eu então deixaria um suspiro escapar e colocaria a mão apoiando meu queixo como um sinal de estar pensando seriamente , após isso começaria a andar ao redor do navio de modo calmo, porém com ritmo constante, se movimentar e criar um diálogo consigo mesmo ajuda a pensar, e por isso que as pessoas andam enquanto pensam ou simplesmente falam sozinhos.



Histórico:
 
Objetivos:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
(Ficha no SIGN)



Última edição por Nerockiel em Qui 05 Jul 2018, 22:40, editado 3 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Yamazaki Raizo
Revolucionário
Revolucionário
Yamazaki Raizo

Créditos : 6
Warn : Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 21/03/2017
Idade : 25

Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato III: Not Fast but Furious   Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 EmptyQui 05 Jul 2018, 22:20

Yamazaki Raizo
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]





Raizo teve sua infância e adolescência roubadas pelos tenryubbitos e pelo árduo treinamento em ninjutsu, por isso tinha dificuldades em discernir seus sentimentos em relação à Katherine, e também não entendia quando algumas pessoas usavam termos "adultos" como Siegfried havia feito. - Zoofilia ? Nunca ouvi falar nesse prato! - E resolvendo deixa-los de lado o celestial prosseguia até Purg imerso em pensamentos - De qualquer forma eles não parecem ser do tipo que perdem a concentração facilmente, tanto ele quanto o tritão. O melhor a fazer é focar no treinamento com o mestre Purg.

Ao se aproximar do velho, o major ja estava pronto com utensílios eletrônicos e livros preparados para o treinamento em mecânica. Ao iniciar o treinamento, Raizo sentiu como se nunca fosse conseguir aprender tudo aquilo, era como se Purg falasse outra língua, porém, após alguns minutos, Raizo começou a perceber algumas conexões entre as coisas que Purg lhe explicava, e percebeu também que grande parte do que ele lhe explicava era lógica. Depois de um certo tempo de prática com os utensílios e de leitura ele estava entendendo perfeitamente o que o Purg lhe falava, até que o celestial sentiu que havia dominado aquele assunto. Após Purg finalizar os ensinamentos Raizo retiraria de seus bolsos a quantia cobrada pelo major, e após entregar o dinheiro à ele, com a palma das mãos juntas e uma leve reverência, o celestial diria - Obrigado pelos ensinamentos mestre Purg, estou ansioso para aprender sobre costura com o senhor.

Porém um estranho som de madeira e ferro vindo do convés surpreendeu os dois homens, o alvoroço da tripulação só podia significar uma coisa: Lvneel estava próxima, isso se já não estivessem na ilha. O chamado de Athena do centro do convés fez Purg guardar seus equipamentos e deixar o aprendizado pra uma outra hora, naquele momento a missão era mais importante. Raizo tentaria seguir com o velho entre os tripulantes do navio, e se possível se encontrar com Mephisto e o restante da equipe. O celestial ouviria atentamente as instruções de Athena até que ela terminasse seu discurso, após o término, Raizo tentaria alcançá-la e diria à ela com tom de voz extremamente baixo e discretamente - Major Athena, nessa nova missão, caso precise de alguém com habilidades furtivas pode contar comigo, minhas habilidades e equipamentos são ainda mais eficazes durante a noite e eu ficaria honrado em servir o exército revolucionário. - Caso Athena lhe passasse alguma missão especial, Raizo desceria da escuna e começaria os preparativos imediatamente, e se não, iria somente seguir as instruções passadas por ela.





Homero:
 


Histórico:
 


Objetivos:
 

Thankz [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

____________________________________________________

~A vida é apenas um fenômeno superestimado...~


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]  |  [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Gods Slayers
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
From the ashes, we will be reborn


- Fala -
* Pensamento *
~ Flashback ~

Objetivos:
[x] Entrar no exercito revolucionário
[  ] Declarar guerra ao governo mundial
[  ] Organizar um ataque à marinha que entre para a história
[  ] Libertar os escravos das mãos dos tenryuubitos
[  ] Obliterar Mariejoa com uma arma apocalíptica
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vincent
Revolucionário
Revolucionário
Vincent

Créditos : 42
Warn : Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 9010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2017

Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato III: Not Fast but Furious   Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 EmptyQui 05 Jul 2018, 22:33

O importante é ter saúde Dat Beard



A medida que o céu ia escurecendo nos aproximávamos de Lvneel e com isso, Athena gritava para que nós ficássemos atentos. Com a proximidade, alguns pedregulhos começavam a surgir sobre a água fazendo com que aquele estivesse no timão realizasse manobras mais cuidadosas para não acabar nos naufragando a poucos metros da ilha. Aos poucos chegávamos a entrada de uma escura caverna que possuía várias pedras que formavam uma borda ali, talvez a falta do que fazer me deixasse um pouco mais atenta aos pequenos detalhes ou então estava assim por conta do que a Athena falara antes conosco.  De certa forma, as coisas aconteciam lentamente o que realmente retiraria minha paciência, afinal não é um trabalho muito difícil, já que se fosse possível faria tudo do meu jeito, isto é, analisaria a situação para pensar em algo e finalmente realizar da forma mais rápida possível. É claro, isso seria a forma de como vejo a velocidade das coisas, talvez somente eu veja desta forma e os outros nem se importem com essa “lerdeza” até por que em muitos momentos sou mais acelerada do que deveria, isso poderia facilmente ser o Xis da questão, já que o problema poderia não ser a forma como tudo anda ao meu redor e sim como vejo tudo acontecer.

Antes da comandante nos chamar para o centro do navio, ela ainda dizia para eu acalmar meus ânimos, pois partiríamos mais tarde e ainda era cedo demais para isso. Assim, ela convocava todos para que nos aproximássemos dela e provavelmente ela passaria uma nova missão para nós em Lvneel. Escutaria tudo que ela fosse falar e prestaria atenção em todos os detalhes descritos para não acabar entendendo da forma errada, consequentemente fazendo coisas desnecessárias ao andamento das coisas - O que faremos por aqui? caso ela demorasse em começar a falar, tomaria a dianteira e a questionaria tranquilamente - Entendi se falasse imediatamente ou depois da minha pergunta, diria ao término de suas palavras. Com tudo o que foi dito assimilado seguiria para o próximo passo, que seria cumprir as ordens dadas, desde que fossem permanecer no navio aguardando algum acontecimento ou então procurar por alguma coisa na ilha - Deixa comigo! meu típico sorriso em sinal de empolgação estaria estampado em meu rosto e por mais que eu recebesse a mais simples das tarefas tentaria dar o máximo naquilo. De toda forma, a partir do que ouvisse não tentaria fazer nada que fosse muito precipitado, já que poderia acabar acarretando em dores de cabeça para a Athena e provavelmente levaria alguma bronca por parte da comandante.
Histórico Vincentão:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ato V: Aranhas e mais aranhas
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Ventus
Mercenário
Mercenário
ADM.Ventus

Créditos : 55
Warn : Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 15/12/2013
Idade : 25

Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato III: Not Fast but Furious   Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 EmptyQui 05 Jul 2018, 22:41



Fuck the revolution!
Lvneel, amém!


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Via a ilha ficando cada vez mais e mais próxima fazendo o meu coração palpitar mais cada vez que percebia o quão próximos estavamos de um lugar extremamente novo na minha concepção, tinha crescido enjaulado limitado a caminhar em pontos exatos da ilha de Wars Island mas agora eu estava no oceano pronto para pisar em uma ilha nova e misteriosa, ou pelo menos misteriosa para mim, todos os outros pareciam estar acostumados e muito bem ambientados para tal situação mas isso para mim era novo e único, claro que não via motivos para expressar isso para aquelas pessoas e por isso eu continuava ali parado onde estava, apoiado naquela amurada olhando e esperando aquela ilha chegar ao meu alcance, apenas esperando e olhando escondendo minha ansiedade e emoção dos outros estranhos daquela embarcação que começava aos poucos se agitar, todos pareceram adotar da refeição de Purg-san mas logo começaram a gritar algumas coisas que eu não dei mais muita atenção.

Mesmo animado com a oportunidade de começar uma nova vida na ilha eu não conseguia de deixar de me auto flagelar pela minha insegurança em tentar falar com o infame Redgrave. ~ Será que não mudarei nunca? Mesmo livre dos elos forjados pelos Ketsueki eu continuo sendo um refém de sua ideologia, não consigo expressar tudo o que sinto, não consigo falar com aqueles que mais desejo...   ~ Soltava um leve suspiro desapontado com minha inabilidade social. ~ O que eu faço… Vou ser assim para sempre mesmo? ~ Abaixava minha cabeça descontente olhando para o mar fitando a minha sombra ou o simples oceano em que navegávamos, era uma cena reconfortante olhar o mar calmo e de alguma sentir tal calmaria te preenchendo e tranquilizando aos poucos, minha ansiedade passava esquecendo um pouco da decepção de não ser correspondido pelo revolucionário. - E-ei, tudo bom? - Falei olhando para o mar. ~ Ah que porr# de ponto eu cheguei! ~ Gritei em minha cabeça batendo a testa contra o muro de madeira em que me apoiava. ~ Que se fod# o mundo por que eu não me chamo Raimundo... ~ Levantei minha cabeça e voltei a olhar para o mar tentando imaginar que ele tinha me respondido. - Ah… Que bom saber disso... - Não era como se eu me importasse para o que os outros fossem pensar sobre mim MAS falar sozinho era uma situação um tanto estranha, para não falar louca, mas eu tinha que enfrentar tal defeito e talvez como nas artes marciais a prática poderia sim me levar a perfeição.

Claramente eu não esperava uma resposta do mar ou que um peixe mostrasse seu rosto em meio a superfície para lançar uma magia que me tornaria mais sociável. ~ Seria legal se um peixe pulasse para fora do mar e me lançasse uma magia para me tornar mais sociável... ~ Imaginava a cena linda que isso daria mas como tal cenário seria pelo menos quase impossível eu não tinha escolha senão continuar minha prática de diálogo com Sr.Oceano, imaginava respostas padrões para suas falas como “Sim Ryujin” ou “Tudo maravilhoso”. - O senhor é muito gentil Oceano-san... - Respondia um elogio imaginário do North Blue. - Tá bom… chega… por favor. - Balancei a cabeça de um lado para o outro em um aceno negativo como se recusasse outro elogio ou tentasse ignorar a loucura no que eu estava fazendo ali, mesmo ainda não me importando para ninguém que pudesse ouvir meus delírios eu ainda assim me sentia completamente constrangido de ter me enfiado em uma situação tão absurda e tão maluca por vontade própria, não era muito similar a vergonha que eu sentia ou a preguiça que tenho normalmente de manter o diálogo ou começar um com alguém mas também sentia que aquilo poderia me ajudar de alguma forma. ~ Talvez falar comigo mesmo seja mais difícil que falar com outra pessoa. ~ Cocei minha cabeça pensando na possibilidade de realmente ser uma pessoa difícil de se lidar. - Eu não concordo muito com isso Oceano-san. - Respondia minha própria dúvida como se fosse o imaginário Sr.Oceano falando.

De alguma forma o Sr.Oceano que eu imaginei começava a escapar um pouco do roteiro que eu mesmo tinha bolado, o que começou com alguns elogios e cumprimentos educados começavam a mudar para comentários sobre alguns defeitos em minha personalidade dizendo o quão frio eu posso ser às vezes, minha antipatia com aqueles que não me despertam o interesse, coisas com que eu não concordava, eu não sou tão canalha quanto o Sr.Oceano estava me mostrando e o fato de tal “personagem” não existir só tornava o ato de resposta mais constrangedor do que seria normalmente. ~ Mano meu amigo imaginário está me sacaneando... ~ Eu tinha que responder, era tudo uma espécie de exercício imaginário onde a prática em meio a essa loucura poderia me tornar um pouco mais sociável talvez. - E-e-ei cala a boca… Você não sabe nada sobre mim. - | ~ Eu to puxando briga com um amigo imaginário... ~ Não podia deixar de levar a palma da minha mão esquerda contra os meus olhos em um exímio facepalm não acreditando no caminho em que aquela situação começava a seguir.

Obviamente o Sr.Oceano estava começando a ficar cada vez mais rude comigo, eu já tinha perdido completamente o controle da situação até perceber que estávamos perto de uma caverna. - Eita… já chegamos é? Nós falamos depois. - | ~ Por que eu estou dando satisfação para o nada!? ~ Repetia o facepalm decepcionado comigo mesmo, obviamente falar sozinho era constrangedor e perigoso demais para alguém como eu, balancei a cabeça negativamente mais uma vez tentando esquecer o que tinha acabado de fazer, com o semblante neutro e a calma de sempre voltei a andar pela embarcação percebendo que seguimos um caminho meio que alternativo o que me parecia uma boa e uma má ideia ao mesmo tempo, não tinha muitos conhecimentos florestais mas o período que passei sozinho me dizia que aquela caverna poderia servir como toca para alguns animais, não tinha um conhecimento muito profundo sobre isso mas se eu sabia de algo era que tal caverna também poderia ser um esconderijo perfeito para criminosos ou uma boa emboscada. ~ Isso me lembra um pouco do meu treinamento. ~ O assassinos do clã Ketsueki da filiação e da escola de Hanzo eram ninjas especialistas em esconderem sua presença nas sombras, ótimos espiões e lendários assassinos, lembrar disso me fazia sentir um frio na espinho pois até mesmo eu conseguia temer aquele grupo. ~ Pelo menos eu matei o mestre Hanzo, não preciso temer o clã aqui, uma nova vida me espera. ~ Pensava em tais palavras buscando segurança e talvez esperança.

- TODOS! Venham até aqui! - Ainda parado onde estava virei meu olhar na direção da líder revolucionária e lembrei do momento em que a conhecera quando o médico do grupo estava em meio de um conflito com uma mulher ruiva que parou de atacá-lo assim que me viu e relatei a presença marine na região, a revolucionária apareceu pulando de cima de um prédio e pousou na minha frente, os seus demais seguidores apareceram depois relatando informações sem perceber o perigo de estarem cercados pelos marinheiros, ainda lembrava do olhar de espanto que a revolucionária teve ao me ver ao lado de um de seus seguidor. - Sim, eu sei de muita coisa... - Lembrava das palavras que aquela mulher tinha direcionado a mim, me questionava se ela realmente sabia de meu passado, foi difícil lutar contra o impulso de assassiná-la antes que se tornasse uma ameaça a minha nova vida mas em prol da fuga de Wars tinha conseguido lutar contra tais instintos predatórios. Mesmo assim não tinha nenhuma simpatia pela tal revolucionária, sua atuação em WoW tinha sido quase nula ao meu ver e por isso voltei visão para a tal caverna deixando que ela falasse com seu clubinho enquanto eu aguardava a chance de desembarcar.

Assim que todo o bla bla bla terminasse eu desembarcaria do navio para pisar em terra firme, me espreguiçar um pouco esticando meus membros e estendendo ambos os braços para o céu bocejando um pouco cansado com toda a viagem ~ Finalmente chegamos! ~ Voltaria a minha postura habitual coçando um pouco meus olhos antes de encarar o que estava diante de mim e apreciar o novo cenário de Lvneel.


- Falas -
~ Pensamentos ~
- Athena -

Objetivos:
 
Histórico:
 
Lista de compras:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~
Olá Convidado seja bem-vindo(a) ao One Piece RPG.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Boreal
Pirata
Pirata
Boreal

Créditos : 4
Warn : Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 19

Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato III: Not Fast but Furious   Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 EmptySex 06 Jul 2018, 00:29

Enfim Lvneel. Aportados, com a âncora abaixada, em um lugar totalmente propício, direcionado por Athena, a líder revolucionária que, quando questionada por mim sobre os planos que os revolucionários teriam na ilha, tocava a ponta de meu nariz com a ponta de seu dedo, me fazendo por um instante fechar o cenho por aquela ação. "Que?" Estranhava, mas de qualquer forma tentava ignorar, ouvindo seus dizeres.

Mas faltava algo. Somente informações, abastecimento e perdida não me satisfaziam. Porra, eu sou Siegfried Uller FREY. Só no meu nome eu já carrego um dever quase que sagrado de causar um bom caos por qualquer lugar que eu pisar as plantas de meus grandes pés. De fato, meu desejo era ir para a Grand Line, como a revolucionária dissera, mas não poderia evitar de deixar minha marca ali, e ela bem lembrava de uma certa figura que me fazia cerrar os olhos ao ouvir sobre. "Capitão Eric..." Um sorriso amarelado brotava em meus lábios. "Bem poderoso é...? Não tenho dúvidas. Mas me pergunto se poderoso o suficiente para bater de frente conosco..." Conjecturava.

"Sozinho, ou melhor, apenas com Rurik, seria talvez muito arriscado enfrentá-lo, ainda mais em uma ilha em que ele controla, provavelmente, muitos marinheiros..." Eu me perdia em pensamentos, tentando fazer uma análise crítica e até mesmo estratégica da situação. "Agora, com o auxílio dos revolucionários, pode ser que consigamos criar uma situação ao nosso favor... Athena não parece querer atacar a Marinha diretamente aqui, ainda mais se ela considera o porra do Eric um inimigo poderoso..." Meus olhos se voltavam para o interior da caverna, mas não realmente observando, apenas pensando. "Mas se eu puder convencê-la..."

Era quando Rurik interrompia totalmente meus pensamentos, envolvendo meu pescoço com seu braço enquanto dava uma de suas típicas gargalhas ao meu lado. Admito que, por um instante, eu tomava um pequeno susto, pois não esperava aquilo. Independentemente, a pergunta feita era sobre se aquilo estava me deixando animado, e eu presumia por seu discurso que ele estava.

- É claro que sim, seu porra! - Sorriria de volta para ele, batendo a mão em suas costas, e entrando em sua onda de animação por um momento, para não simplesmente cortá-lo com meus pensamentos e preocupações do instante anterior. Só logo em seguida. - Mas eu estava pensando... Lvneel é a ilha do capitão Eric da Marinha. O bosta que executou o último Frey tirando eu: meu tutor e tio Loki Frey... E eu adoraria esmagar o crânio desse lixo com meu martelo. Mas a líder desses revos disse para não causarmos a maior confusão na ilha por conta dele ser um homem poderoso, o que me leva a pensar que ela evitaria um confronto com ele. - Me desvincilharia de Rurik, ficando a sua frente para olhar em seus olhos de tubarão e, agora com um semblante sério, terminar meu raciocínio. - Mas nós não evitaremos esse encontro, porra. Eu vou matar esse bosta. E tentarei conseguir a ajuda dos revolucionários para chegar nele e enfrentá-lo. Homem contra homem. Marinheiro contra Demônio. Veja...

E então me aproximaria um pouco mais do grupo de revolucionários, ouvindo o que Athena estava falando, esperando um momento próprio para que não interrompesse sua fala, mas colocasse uma objeção independente do que estava falando. - Quantas condecorações ganhariam revolucionários que participassem da execução de um capitão da Marinha? - Diria, tentando passar por entre as pessoas ali e chamar suas atenções, distribuindo olhares entre eles. - Eu não conheço a porra da hierarquia de vocês mas... Eu tenho certeza que alguém que tivesse envolvimento neste assassinato seria respeitado. Além é claro do valor que isso teria para a... Causa revolucionária. - Em meio a distribuição de olhares nos olhos, olharia também para Athena, de maneira sugestiva, enquanto argumentava. - Eles caçam nossas cabeças todos os dias, senhores. Mas seriamos nós, piratas e revolucionários, que teríamos a cabeça de um capitão da Marinha conosco desta vez... Eu quero esta honra, revolucionários. Será que vocês não querem também...? - E então, distribuiria uma última vez os olhares para todos, parando na líder deles, estendendo minha mão para a mesma, com a palma voltada para cima. Fitaria-a, de maneira profunda, determinada, com um sorriso leve. - O que me diz, comandante?


Objetivos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mephisto
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Mephisto

Créditos : 94
Warn : Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 21
Localização : Wars Island (North Blue)

Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato III: Not Fast but Furious   Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 EmptySex 06 Jul 2018, 10:31

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

II -Vagabundos também tem seus dias ruins.


Vivo a vida que eu sempre quis e já estou velho pra mudar
Não me arrependo de quase nada que eu fiz
Saiba disso quem irá me enterrar

Bom, naquele momento o dia havia simplesmente se tornado mais interessante depois do treino com Athena, aquilo tirou bastante peso das minhas costas, eu poderia beber mais uma doses e dormir tranquilo, e de fato era o que eu fazia, não haviam espaços para muito até acordar, apenas aquela negra lacuna de fechar os olhos e acreditar que morreu naquele segundo, até que temos o bom e o velho sonho.

~Sonho~

Eu estava agora em um lugar diferenciado, era quente… tinha algumas chamas… é um lugar realmente estranho, o chão parecia com pedra rachada, lembrava de ter visto algo assim um dia, talvez em alguma pintura, mas era bem surreal, bem eu finalmente tinha meu momento de reflexão, eu estava no inferno.

~Fim~


Histórico:
 

Objetivos:
 

OFF:
 

____________________________________________________

Make love, not war


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Soldado
Soldado
Achiles

Créditos : 39
Warn : Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato III: Not Fast but Furious   Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 EmptyDom 08 Jul 2018, 00:51



Ato III: Not Fast but Furious



A reunião dos revolucionários estavam prestes a começar e Siegfried também parecia querer participar daquilo, mas não sem antes falar com o seu companheiro tritão. - Mais um humano desgraçado? Espero enfiar o meu machado nesses corpos frágeis de vocês. – Rurik também estava sedento pelo sangue e sempre gostava de uma boa bagunça e festa, para ele, o sangue era sempre bem-vindo. Antes que Athenas conseguisse começar a discursar, chegava Frey com seu estilo de sempre, interrompendo-os após terem se reunidos e começando a convocar os revolucionários para fazer parte da execução do capitão, ele fazia questão de olhar para cada um freneticamente para ter certeza de que eles estavam prestando a atenção e quais seriam sua expressão sobre tal alto. - Nós temos outros deveres à fazer em Lvneel. Marinheiros estão sempre nos perseguindo, mas onde se mata um, surgem dois no lugar. Não vamos dar as caras dessa maneira, precisamos ser mais espertos já que estamos em menor número. Nossa ideia nessa ilha é buscar suprimentos, causar um dano no governo mundial e na marinha atacando o seu arsenal. Quer tentar assassinar o capitão? Não lhe impedirei, mas meus homens. - – Ela dava uma pausa olhando para Katherine. - E mulheres ficarão ao meu lado. Temos que manter a união. Peço perdão para isso, Siegfried, concordamos em causar dano a marinha e sei muito bem que o capitão não é um homem nada fraco e não pretendo ter baixas. Concordamos em causar dano a marinha, certo? Ataque um de seus arsenais, lhe direi as localizações. Terá a diversão e o sangue que deseja, talvez até encontre o capitão na volta, se precisar, lhe resgataremos. – Ela estava com o olhar de uma líder, não teriam negociações, era firme em suas palavras e o seu olhar autoritário passava a confiança de uma verdadeira mulher, haviam vários homens que nem chegariam aos seus pés quando se passava a falar daquela maneira, não abaixando a cabeça para ninguém e sempre bem sensata.

O tritão ria do seu jeito especial, ele parecia gostar do tom que aquela mulher estava usando. - Acho que até gosto dessa bostinha aí, Sieg. – Ele falava de maneira aberta, voltando a rir e se encostando na amurada do barco. Momentos atrás, Ryujin estava se repreendendo por não conseguir falar da maneira que desejava com quem queria, o seu estilo de ser e o jeito do qual fora treinado anteriormente prejudicaram muito a sua capacidade social e nem mesmo com o mar, conseguia exercer um bom diálogo, o pirata estava a ouvir os revolucionários desde então. - Temos um contato em um dos bares da região, ele nos passará informações de onde devemos ir para conseguir os suprimentos. O governo tem estocado comida e eles não distribuem para o pessoal da ilha devido ao reino ser quase independente, tal ato de desonestidade, não deve ser perdoado. Ficaremos com metade para nós e tentaremos deixar o restante na área mais pobre da cidade. – A mulher tinha todo o plano em sua mente. - Deverá ser uma missão rápida, tentaremos não nos colocar em uma situação de muito perigo, talvez tenhamos que matar os marinheiros de guarda e o resto se envolverá em fuga. Iremos para a cidade daqui a duas horas. Terminem os seus preparativos. – Ela olhava para o Frey novamente aproximando-se dele. - Purg deseja ficar para guardar o navio, o major é experiente e não roubará a sua embarcação, ele será o bastante para proteger qualquer invasor. Pode ser? – Ela o olhava nos olhos, mesmo tendo ignorado o seu aperto de mão anterior. - Espero que não fique sentido por antes, bonitão, apenas quero protegê-los.

Ela passava a mão no rosto dele e seguia em direção a Raizo que oferecia os seus serviços, a líder colocava a mão em seu ombro, olhando-o em seus olhos. - Você será útil, nessa nova missão precisaremos de alguém mais furtivo para atacar algum dos guardas. Agradeço por ser voluntário. – Ela sorria para ele e se direcionava até Redgrave, que estava acordado desde a segunda linha de fala da revolucionária. - Você ouviu tudo, certo? – Athenas parecia um tanto preocupada com os perigos da ilha na mesma certeza que seus revolucionários não os decepcionaria. Seguindo até Nerockiel em seguida. - Você é a exceção dessa missão. Quando terminar com La Garçe, venha direto até o barco. Devemos partir assim que o céu estiver bem azul. Você seguirá conosco até a cidade e depois irá sozinho até a localização que te mostrei, tome o mapa. – E as ordens pareciam ter terminados por ali após a entrega do mapa de Athenas, ela parecia ter outro consigo.

Após o término das falas, Ryujin se colocava fora do barco, espreguiçando-se entre as pedras, a escuridão era grande e sem uma das lamparinas seria difícil enxergar para o lado de dentro. Ainda no convés, Purg se aproximava de Raizo. - Deve dar tempo para eu te mostrar a costura, está com a grana? – Ele se preparava para ensiná-lo, consigo estava algumas vestes, mas o local de trabalho parecia que seria na cozinha novamente. Athenas voltava a falar, alertando a todos antes que se esquecesse novamente. - Temos algumas lamparinas na cozinha,  quando formos para dentro da caverna, tomem cuidado com buracos ou animais, nunca se sabe quando algum entra do lado de dentro. Estejam atentos! – E ela sentava-se na borda da amurada.


Considerações:
 

Legenda:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Achiles em Dom 08 Jul 2018, 23:19, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Ventus
Mercenário
Mercenário
ADM.Ventus

Créditos : 55
Warn : Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 15/12/2013
Idade : 25

Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato III: Not Fast but Furious   Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 EmptyDom 08 Jul 2018, 11:58



Good bye Mr. Redgrave
Tchau revolucionários e oi floresta


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


A revolucionária passava suas ordens para os peões mas o que me surpreendia era que até mesmo o pirata na embarcação parecia querer responder as ordens da mulher buscando seu apoio em alguma tramoia que não me despertava o interesse, era até bonitinho ver aquele grupo de pessoas se organizando como se fosse um clubinho planejando alguma travessura, me lembrava de quando era garoto e via os filhos de Kenjiro brincando de clubinho e fazendo travessuras com os demais membros do clã, quando criança meu maior desejo era poder brincar com eles mas Ketsuo sequer me permitia falar com tais crianças e com tempo elas passaram a me ignorar assim como eu passei ignorar o mundo, o fato era que aquela cena me lembrava exatamente isso, crianças se organizando bolando alguma travessura contra alguém mais poderoso e maduro que eles. ~ Patético, será que podemos ir para a ilha logo… Espera por que eu estou esperando eles? ~ Me questionava ao perceber que agora já não tinha vínculo nenhum com aquelas pessoas, tinha sido legal meu tempo com aquelas pessoas, tinha desenvolvido algum sentimento pelo revolucionário Redgrave mas eu ainda tinha meu caminho para trilhar e eles teriam o deles, não via interesse nessa tal Grand Line e sequer sabia o que era então por que continuar ali?

- Temos algumas lamparinas na cozinha, quando formos para dentro da caverna, tomem cuidado com buracos ou animais, nunca se sabe quando algum entra do lado de dentro. Estejam atentos! - Essa era a minha deixa, caminharia até a cozinha e pegaria uma das lamparinas, caso já estivessem acesas eu partiria direto para a caverna buscando sair antes que fosse notado pelos demais, não gostava de despedidas e sequer via necessidade para tal, caso todas estivessem apagadas eu procuraria pelo cômodo uma caixa de fósforos para acender tal ferramenta, guardaria a caixa de fósforos em meu bolso pois havia chances da lamparina se apagar durante o percurso, sairia sem nenhuma companhia e sem dizer uma palavra para ninguém, não tentaria ser furtivo pois realmente acredito que não tinha mais nada para fazer ali meu objetivo em Wars Island para me juntar a tal grupo tinha sido meramente para conseguir recursos e sair da ilha e depois de alguma dificuldade tinha conseguido sair da ilha na companhia daquele grupo mas isso não significava que agora eu era um deles, muito menos ao tal Frey que tínhamos conhecido no porto onde por um acaso também estava querendo sair de Wars Island. ~ Meu objetivo foi cumprido, foi tudo muito interessante mas agora devo ir, sem mais envolvimento ou exposição desnecessária. ~ Pensei seguindo caminhada para fora da embarcação.

Fora da embarcação eu também não via motivos para seguir por onde a mulher tinha falado, meus próprios instintos recusavam a ideia de seguir por uma caverna escura que poderia ser refúgio não só para animais mas também para diversas emboscadas. ~ Uma caverna escura e perigosa que me leva até o esgoto? Não obrigado eu prefiro a floresta escura e perigosa que me leva até sei lá onde... ~ Sim era uma escolha meio estúpida mas tinha vivido o último ano em uma floresta em Wars escondido de meu clã, aquela poderia ser uma nova ilha e com animais diferentes mas depois de um ano vivendo na mata eu me sentia bem mais confortável em meio a selva do que no completo breu cavernoso, andaria floresta a dentro ignorando os possíveis alertas de revolucionários, estava livre para decidir o que fazer e livre para me foder em consequência, andaria pela praia até poder entrar na floresta sem demais obstáculos que pudessem me impedir como barrancos ou uma elevação muito abundante até o caminho desejado.

Caso conseguisse chegar até a floresta tentaria ficar atento ao meu redor fazendo uso de minha percepção para que tentasse notar os sons que pudessem ser produzidos em minha volta, a lamparina acesa poderia sim atrair atenção de alguma criatura mas se notasse que a iluminação natural das estrelas ou da lua - caso estivessem no céu - não fossem o bastante para me guiar pela mata então eu seguiria com a lamparina acesa de qualquer forma, se a vegetação fosse muito abundante em meio caminho então eu sacaria minha espada e seguiria cortando qualquer planta em meu caminho criando uma leve trilha, isso se dava pelo risco de mover alguma vegetação com as mãos e correr o risco de ser atacado por alguma pequena criatura como uma cobra, por isso os exploradores mais experientes preferem arriscar cortar a vegetação que não só deixa o caminho mais fácil de se seguir como também espanta os pequenos animais que possam ser também perigosos, seguiria com tal ação até encontrar uma trilha ou um caminho limpo que pudesse parecer minimamente seguro para que seguisse a mesma em busca de civilização e até mesmo caso tivesse com sorte alguma forja local.

Não me importaria caso alguém decidisse me seguir mas também não veria motivos para entrar em diálogo com tal pessoa, deixaria que mesma falasse sozinha caso me perguntasse algo, minha intenção era seguir pela mata até encontrar civilização mas se percebesse algo se aproximando ou silhuetas suspeitas em meio as sombras a primeira coisa que faria era deixar a lamparina acesa no solo onde pisava e tentas me esconder atrás de uma árvore ou algum arbusto nas sombras onde tivesse visão de onde estava a lamparina na intenção de usá-la como isca para o que pudesse estar próximo de mim e buscar refúgio em meio as sombras esperando que ninguém me notasse ali, era um plano simples sair do campo de visão e me esconder enquanto deixava algo para atrair a atenção de um possível perseguidor, ficaria em silêncio tentando segurar até mesmo minha respiração para que não fosse notado, não me moveria para não ter risco de pisar em algo que pudesse entregar minha localização mas ficaria atento tentando descobrir o que tinha surgido ali.

Na conjuntura de um céu estrelado onde os astros encontrassem seu caminho para iluminar a selva eu então abriria a lamparina e sopraria de leve a pequena chama que queimava em seu interior, prenderia a ferramenta em minha cintura e seguiria pela floresta com a mesma estratégia esperando que pelo o fato da lamparina estar apagada agora conseguiria seguir de maneira mais segura em questões de furtividade, afinal mesmo não sendo um grande ninja em questões de furtividade nada me impedia de tentar ser o mais furtivo possível dada a situação.

Não me sentia estranho em tentar seguir sozinho já que tinha isso em mente desde meu encontro com o grupo em Wars Island e também não temia caminhar pela floresta sozinho já que durante o período em que lembrava de minha vida eu sempre tinha me sentido sozinho e nessa situação eu só estaria me arriscando mais andando ao lado dos revolucionários e do pirata me arriscando a ficar exposto ao mundo, claro que tinha feito coisas das quais não me orgulhava em Wars Island no meu passado mas é como dizem. ~ O que acontece em Wars Island fica em Wars Island... ~ Estava apenas seguindo o meu caminho eu não tinha ou tenho nada a ver com os revolucionários e andar mais com eles poderia dar a entender de que era um deles. ~ Eu não fiz nada de errado… Pelo menos não ao meu ver. ~ Refletia sobre as ações cometidas por mim alguns dias atrás, claro que tinha lutado contra uma marinheiro importante mas aquilo tinha sido apenas um desentendimento, também tinha roubado e colocado fogo em uma forja mas não acredito que aquilo tenha ido a conhecimento público, resumindo tudo eu não acredito ser um criminoso ou ao menos ser visto como um já que estava agora em uma ilha nova onde novas oportunidades esperavam por mim.


- Falas -
~ Pensamentos ~
- Athena -

Objetivos:
 
Histórico:
 
Lista de compras:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~
Olá Convidado seja bem-vindo(a) ao One Piece RPG.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Yamazaki Raizo
Revolucionário
Revolucionário
Yamazaki Raizo

Créditos : 6
Warn : Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 21/03/2017
Idade : 25

Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato III: Not Fast but Furious   Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 EmptySeg 09 Jul 2018, 23:32

Yamazaki Raizo
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]





Athena pousava sua mão sobre o ombro de Raizo, e o celestial sentia a confiança da major sendo depositada nele naquele momento. Após ela dizer a parte da missão em que as habilidades furtivas de Raizo seriam necessárias e agradecer pelo ninja ter sido voluntário, sem dizer nada Raizo juntaria as mãos e faria um reverência com a cabeça, como se tivesse aceitando a missão e correspondendo ao agradecimento da major.

Após a conversa com Athena, era Purg quem aparecia e convidava Raizo para terminar os ensinamentos, e com empolgação o celestial respondia - Não tem problema em ser na cozinha, só preciso me esforçar e tenho certeza que o senhor será capaz de me ensinar. - E batendo em um dos seus bolsos, diria - E sim, estou com o dinheiro sim! - Raizo seguiria até a cozinha com Purg e observando os panos que estavam junto com o major, o celestial imaginava que a aula seria estritamente prática. Raizo prestaria atenção à tudo que Purg dissesse, tentaria fazer o que o major lhe ordenasse da melhor forma possível, concentrando-se, e caso manuseasse alguma agulha ou tesoura, tentaria manter a mão firme para não se machucar ou estragar o material.

Caso Purg lhe ensinasse alguma propriedade especial de algum tipo de pano, ou uma técnica de costura diferente, Raizo tentaria memorizar tudo, e assim que estivesse confiante, iria praticar sozinho para realmente aprender o que Purg lhe instruia. Ao terminar o aprendizado, Raizo diria - Mestre Purg, me sinto honrado e muito agradecido por ter me ensinado, os 4 bilhões estão aqui! - E tirando a quantia de dinheiro do bolso, e a oferecendo ao major, prosseguiria - Porém, devido as necessidades da missão passada por Athena, eu mudei de idéia quanto à esperar por armas de qualidade daqui de Lvneel, então se puder me vender um pack de shurikens agora eu ficaria extremamente agradecido! - Caso o major lhe oferecesse shurikens, Raizo iria analisa-las rapidamente e diria - Essas com certeza vão servir, muito obrigado major! - E então iria retirar dos bolsos o valor exigido pelo velho Purg e lhe daria o dinheiro, com satisfação no olhar.

Raizo iria ficar dentro da cozinha, e caso Purg lhe convidasse a sair, o celestial diria - Só um momento, preciso me concentrar uns minutos antes de partirmos! - Raizo esperaria até ter certeza que não havia ninguém por perto, caso alguém Ventus kk entrasse para pegar lamparinas ou algo do tipo, com a expressão extremamente séria, Raizo iria cumprimentar apenas acenando com a cabeça enquanto disfarçava analisando seu novo pack de shurikens, ou sua ninjaken, caso não estivesse com o pack. Quando estivesse certo de estar sozinho, iria começar lentamente e silenciosamente, vestir a armadura que carrega em sua cintura o tempo todo, disfarçada de uma peça de roupa comum. A armadura havia sido um presente de seu mestre ninja, e Raizo a carregava consigo o tempo todo. O modo que Raizo levava a armadura em sua cintura permitia que o ninja pudesse vesti-la rapidamente, em questão de segundos, para que em qualquer momento ele pudesse usá-la. Raizo iria encaixar seus braços nas mangas compridas da armadura, e puxando para cima a parte do torso e tórax encaixaria em seu devido lugar naturalmente. Raizo a vestiria dessa forma para que pudesse recarregar o cinto de shurikens da armadura com o pack de shurikens, caso Purg houvesse lhe vendido.

Raizo iria recarregar rapidamente, e quando estivesse tudo pronto iria tirar seus braços novamente, deixando que a armadura voltasse para sua cintura, parecendo novamente apenas uma peça de roupa comum. Com a armadura em seu lugar novamente, e tudo pronto para ir para a missão, Raizo cerraria o cenho, apoiaria suas mãos na mesa em que aprendeu as perícias com o major, e encorajando a si mesmo, mergulharia em pensamentos - Na última missão fui nocauteado duas vezes... Uma vez por veneno, outra vez pelas minhas próprias lembranças... Nero me salvou dos marinheiros da primeira vez, Mephisto me carregou no colo da segunda... - Fecharia seus punhos com muita força, arranhando a madeira da mesa - Mesmo estando em débito com os dois, isso não deixa de ser uma verdadeira vergonha... Não vou me permitir cair dessa vez, não vou encostar nem mesmo um dos joelhos no chão! - E lembrando de seu mestre concluiria - Pela primeira vez irei usar a armadura dos filhos do abismo em missão sem o senhor por perto Tanuki-san, não irei decepcioná-lo, irei honrar seus ensinamentos e mostrarei meu verdadeiro valor ao exercito revolucionário!

Raizo se levantaria, e iria respirar fundo, seguindo o movimento da respiração com as duas mãos, acalmando-se. E assim que estivesse mais calmo, Raizo iria procurar na cozinha algo para comer, já que ele estava preocupado em expandir seus conhecimentos com o major Purg enquanto os outros comiam, naquele momento, seu estômago estava se retorcendo por estar vazio. Caso achasse algum pão ou fruta, Raizo comeria até ficar satisfeito, e não iria exagerar de modo que atrapalhasse sua missão. Assim que estivesse satisfeito, Raizo iria pegar uma das lamparinas caso ainda tivesse alguma, e iria seguir até a amurada, onde Athena estivesse e diria - Major, estou pronto para a missão!






Histórico:
 


Objetivos:
 

Thankz [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

____________________________________________________

~A vida é apenas um fenômeno superestimado...~


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]  |  [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Gods Slayers
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
From the ashes, we will be reborn


- Fala -
* Pensamento *
~ Flashback ~

Objetivos:
[x] Entrar no exercito revolucionário
[  ] Declarar guerra ao governo mundial
[  ] Organizar um ataque à marinha que entre para a história
[  ] Libertar os escravos das mãos dos tenryuubitos
[  ] Obliterar Mariejoa com uma arma apocalíptica
Voltar ao Topo Ir em baixo
Nerockiel
Revolucionário
Revolucionário
Nerockiel

Créditos : Zero
Warn : Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 29/04/2017
Localização : Micqueot

Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato III: Not Fast but Furious   Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 EmptyTer 10 Jul 2018, 13:26

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Different Paths





Terminado de ouvir  às ordens de Athena eu bateria continência e falaria baixo e calmamente – Yes ma’am. – . Após Athena terminar de falar com todos eu me locomoveria para perto dela e falaria – Vamos?– Dito isso seguiria Athena pelas ruas da cidade com as mãos nos bolsos e um andar despojado, porém com o olhar atento ao meu arredor– Poderia estar mais quente... – Comentaria eu comigo mesmo, sempre achei o calor mais agradável, apesar de cansar mais rápido era uma constante que afetava todos, então não seria particularmente ruim contra mim.

Ao chegarmos ao centro e nossos caminhos se separarem eu olharia para traz e daria um sorriso sutil – Boa sorte– Seguiria então pelo caminho até o ponto de encontro, porém dessa vez anda mais atento, afinal estava desarmado. Chegando ao local procuraria pela pessoa cuja qual Athena havia descrito, ou então esperaria pela mesma, ~ Ele estará vestido de um terno roxo, uma rosa branca em seu chapéu da mesma cor.~ quando o encontrasse me aproximaria com um sorriso ~ Cumprimento-o com as seguintes palavras: Lindo terno, é da Jequiti? Eu então pararia a uma distância de cerca de 2 metros – Lindo terno, é da Jequiti?– e então esperaria pela resposta ~Ele responderá com: Quase, Lon Garçe.~ Caso ele não respondesse dessa maneira eu me afastaria –Desculpe te confundi com um amigo meu. Caso ele respondesse de maneira correta eu me aproximaria –Quer conversar em algum outro local mais privado já que faz tempo que não nos vemos ou aqui está bom? – Eu agiria de acordo com o que fosse respondido, seja o seguindo para outro local ou falando ali mesmo. – Athena disse que você me passaria os detalhes e eu gostaria de todos os possíveis, localização, funcionários do local, detalhes dos papéis, possíveis ameaças, rotas de entrada e de fuga, um mapa da casa seria bom, enfim tudo que você puder me disponibilizar e uma espada, atualmente estou em falta de uma. –






Histórico:
 
Objetivos:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
(Ficha no SIGN)

Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato III: Not Fast but Furious   Ato III: Not Fast but Furious - Página 3 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Ato III: Not Fast but Furious
Voltar ao Topo 
Página 3 de 11Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4 ... 9, 10, 11  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Lvneel Kingdom-
Ir para: