One Piece RPG
Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» 1º Tale - Where the Earth Meets the Sky
Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 Emptypor ADM.Tidus Hoje à(s) 4:50 pm

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 Emptypor Kekzy Hoje à(s) 4:32 pm

» Os 12 Escolhidos, O Filme
Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 Emptypor Ceji Hoje à(s) 4:14 pm

» Meu nome é Mike Brigss
Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 Emptypor Oni Hoje à(s) 3:54 pm

» Kit - Ceji
Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 Emptypor Ceji Hoje à(s) 3:23 pm

» [ficha] Arthur D.
Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 Emptypor arthurbrag Hoje à(s) 3:15 pm

» Mini-Aventura
Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 Emptypor Makei Hoje à(s) 2:25 pm

» [Mini-Aventura] A volta para casa
Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 12:40 pm

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 Emptypor Akuma Nikaido Hoje à(s) 12:34 pm

» Mini-Aventura
Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 Emptypor Makei Hoje à(s) 12:29 pm

» Art. 4 - Rejected by the heavens
Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 12:04 pm

» O Log que vale Dois Bilhões de Berries
Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 Emptypor Takamoto Lisandro Hoje à(s) 11:06 am

» [Mini-Azarado] Um falastrão beberrento
Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 Emptypor GM.Jinne Hoje à(s) 10:58 am

» Jade Blair
Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 Emptypor Kylo Hoje à(s) 3:42 am

» Seasons: Road to New World
Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 Emptypor Ravenborn Hoje à(s) 2:26 am

» The Victory Promise
Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 Emptypor Akise Hoje à(s) 12:33 am

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 Emptypor Fukai Hoje à(s) 12:27 am

» Kit Phil Magestic
Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 Emptypor GM.Muffatu Ontem à(s) 10:25 pm

» 10º Capítulo - Parabellum!
Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 Emptypor Marciano Ontem à(s) 10:12 pm

» II - Growing Bonds
Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 Emptypor War Ontem à(s) 9:36 pm



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Dragonslayer - O olho perdido

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Dragonslayer - O olho perdido   Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 EmptyDom Abr 08, 2018 3:26 pm

Relembrando a primeira mensagem :

Dragonslayer - O olho perdido

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Julian D'Capri. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
jonyorlando
Sargento
Sargento


Data de inscrição : 15/04/2016

Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Dragonslayer - O olho perdido   Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 EmptyQua Abr 11, 2018 9:15 pm

Eu olharia aquela cena com estranheza, eu não saberia como reagir a primeiro momento, olharia Valter nos olhos procurando ver se ele falara a verdade, eu então pegaria o pano com remédios.
-O senhor parará mesmo de cobrar? - Perguntaria de uma forma inocente, ainda que tentasse mostrar um porte sério.
-Eu estudei medicina, se quiser posso dar uma olhada em seu amigo se quiser.
Eu colocaria o pano com remédios no bolso de meu sobretudo, caso Valter aceitasse que eu olhasse seu amigo eu o faria quando chegasse lá, eu embainharia minha espada e olharia para Valter.
-Eu sinto muito mesmo... Por tudo, mas antes que eu parta poderia me dizer o nome de seu amigo?
Eu seguiria para o leste enquanto procuraria o amigo de Valter ou sua casa.
Caso houvessem pessoas que barrariam minha passagem eu avisaria:
-Vim a pedido de senhor Valter, ele pediu para que viesse entregar medicamentos para o senhor (Nome do amigo).
Caso fosse pedido para que eu examinasse o amigo de Valter eu completaria:
-E também o ver, para ver se esses medicamentos são os mais corretos, eu sou um médico e nisso eu posso ajudar.

Se achasse a casa eu bateria na porta falando:
-Senhor (Nome do amigo), fui enviado por seu amigo Valter, para entregar seus remédios.
Caso Valter tivesse pedido para que eu examinasse seu amigo, quando ele abrisse a porta ou quando o encontrasse eu completaria falando:
-O senhor Valter pediu para que eu o examinasse, para descobrir o que você tem, não se preocupe, sou médico.
Se outra pessoa abrisse a porta eu completaria falando:
-O senhor Valter pediu para que eu visse o senhor (Nome do amigo), para ver se eu poderia ajudar em algo, e sim, eu sou médico.

Se Valter não tivesse pedido para que eu examinasse seu amigo logo após entregar os remédios eu me despediria e voltaria ao encontro de Valter.
-Cumpri o que me pediu, espero que cumpra o que disse.
E então seguiria para a vila novamente e então ao chegar na loja do ferreiro diria:
-Cumpri meu trabalho.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran B. Air
Pirata
Pirata
Fran B. Air

Créditos : 32
Warn : Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 30/11/2017
Idade : 24
Localização : The Wonderful Land

Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Dragonslayer - O olho perdido   Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 EmptySex Abr 13, 2018 5:17 pm



Loira Estonteante! Inimigo Mencionado!


Valter olhava fixamente para Julian esperando sua resposta, mesmo com toda convicção em sua fala, Julian desconfiava dele tentando descobrir se Valter falava a verdade e ele confirmava - Sim, eu sempre cumpro com minha palavra. - depois disso o rapaz que tentava ajudar o ferreiro que estava cuidando de sua bainha oferecia ajuda médica, mas Valter dava com os ombros falando enquanto guardava sua espada olhando para o céu e posteriormente para o rapaz - Aaah, essa neve de novo. Não importa garoto, você pode fazer o que você quiser, mas aquele cara tem uma doença incurável, nada nesse mundo pode salvá-lo, essa medicação pode diminuir a dor que ele sente ao menos. A propósito, o nome dele é Perseu. - dito isso, ele entregava os medicamentos para Julian e se virava andando e entrando em sua casa sem falar mais nada, mas ao menos parecia calmo apesar de toda a situação que havia ocorrido.

Julian então guardava o saco com os comprimidos em suas vestes e começava a andar na direção que Valter havia apontado, a temperatura estava começando a cair, em alguns pontos da areia do deserto, começavam a se formar um amontoado de neve, mas na maior parte do local, continuava sendo areia, embora esteja úmida com a neve caindo, mas é um deserto plano, então era possível se ver muito a frente. Julian andava por duas horas seguindo pelo caminho que Valter tinha apontado, já começava a se perguntar se teria realmente alguma naquele lugar. Onde ele estava, já era totalmente coberto por neve, se ele não soubesse, nem daria para dizer que estava em um deserto, o frio estava começando a prejudicá-lo, quando bem longe daquele lugar, ele avistou uma pequena cabana, era ainda mais simples que a de Valter, sequer tinha uma sacada, era apenas um lugar pequeno de madeira coberto de neve devido ao clima com algumas janelas, sem nenhum tipo de vegetação visível por perto, é até meio estranho alguém morar assim no meio do deserto.

Ele batia na porta, quando uma bela mulher loira com a pele clara e perfeita, um corpo excelente e uma face melhor ainda abria a porta. O espadachim falava que veio a pedido de Valter e ela respondia apontando com sua mão para dentro - Eu estava esperando por isso, venha, entre e sente-se, eu vou lhe dar algo para comer. - Ela pegava os medicamentos e deixava que Julian entrasse, ele dava de cara com uma sala e cozinha mescladas em um só cômodo até que grande em relação a oque imaginava, tinha um tapete no meio, um balcão com alguns utensílios de cozinha e uma mesinha de centro, a mulher levava os medicamentos para Perseu, voltava para a sala e rapidamente pegava duas xícaras  com café e alguns biscoitos em um prato, se sentando em uma poltrona que tinha próxima ao sofá.

Ela colocava lenha em uma lareira que tinha no lugar - Está nevando novamente, o mundo anda estranho, por sorte no deserto faz muito frio e pegamos essa casa já com lareira na época. - Julian falava sobre ver o que tinha de errado com Perseu e ela respondia com a voz triste olhando para baixo e cabisbaixa - Não adianta ver, nós sabemos exatamente o que ele tem, na verdade ele foi envenenado por um homem, e só esse homem que criou o veneno tem a cura, ele é conhecido na região, seu nome é Draco, também conhecido como o Dragão Caolho, ele também sequestrou nossa filha e ainda por cima sequestrou o filho de Valter. Como ele nos conhece, não podemos sequer nos aproximar ou ele usaria algum deles como refém, é um pirata perigoso, parece que ele está trabalhando com algum tipo de venda ilegal de humanos, contratamos várias pessoas para salvar Sara, nossa filha e mesmo assim não adiantou, já não temos dinheiro, mas acho que tem uma recompensa pela cabeça daquele homem, se ao menos ele não estivesse com o filho de Valter... -

Esse era o homem que Julian queria tanto encontrar para se vingar por seu mestre, parecia até coisa do destino, Draco, o dragão caolho sendo mencionado em um lugar desses, se ele descobrisse onde está esse homem poderia ir até o lugar realizar a vingança, a questão era se Julian estaria preparado para enfrentar alguém assim, no minimo uma estratégia muito boa teria que ser usada para dar um fim ao que esse homem estava aprontando.

OFF:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Convidado, consistência é o segredo! Só vai!


Última edição por Fanalis B. Ria em Dom Abr 15, 2018 1:24 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
jonyorlando
Sargento
Sargento
jonyorlando

Créditos : 11
Warn : Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 15/04/2016
Idade : 20
Localização : Grand Line - 2º rota - Ilha Aracne

Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Dragonslayer - O olho perdido   Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 EmptySex Abr 13, 2018 6:30 pm

Eu não acreditaria no que tinha acabado de ouvir, o Dragão Caolho, no momento em que eu escutaria essas palavras ele olha para a senhorita com um olhar incrédulo.
-Eu vou, não vou permitir que isso aconteça, o senhor Perseu não vai morrer, e a filha de vocês vai voltar, eu não vou deixar que isso continue assim, não aceitarei, eu quero que me diga onde ele fica, ou onde ele costuma ser visto, eu vou para lá e quero que mande Valter me encontrar lá, não permito que continue assim, vou matar ele agora. - Eu me levantaria enquanto carregava um certo ódio no olhar e palavras, eu apertaria o tsuka (cabo da espada) para tentar me acalmar um pouco.
Se a mulher falasse algo para tentar me impedir de ir eu rebateria.
-Tenho um assunto a tratar com esse homem e meu preço não é caro. - Eu pegaria mais um biscoito. -Está pago agora.
Após comer eu diria:
-Eu irei libertar as pessoas de lá, uma vez feito isso precisarei de alguém para as guiar, esse vai ser o trabalho de Valter, diga isso a ele ou o mesmo vai querer avançar contra o acampamento, se quiser este pode ser seu trabalho, só não quero que nenhum refém que estiver fugindo seja alvo de algum ataque, tentarei fazer tudo que puder, mas não esperem que eu volte, se preocupem em proteger as pessoas...
Seriam palavras fortes, mas seriam minhas palavras, assim que a mulher me dissesse a localização eu partiria o quanto antes, mas com um sorriso para a senhorita.
-O amor mais lindo é o dos pais para com seus filhos, eu não tive tempo de ter isso, quando ela voltar, me prometa que nunca vai a deixar de amar.
Eu não esperaria uma resposta e sairia, eu iria tentando me camuflar o máximo possível para obviamente ninguém perceber minha aproximação, quando eu chegasse no local que a mulher indicou eu procuraria observar tudo, como ele funcionaria, quantas pessoas estariam ali, quem era Draco, onde estariam os reféns, mesmo que isso me prejudicasse meu sobretudo provavelmente me salvaria da morte, depois que descobrisse onde os reféns estariam eu tentaria seguir para este lugar para ter uma noção melhor de como todos estavam, sempre tentando ser o mais silencioso possível, se houvesse algum pirata de Draco por perto eu tentaria o assassinar o mais rápido possível, com um corte limpo na garganta, se houvessem dois eu pegaria um punhado de areia no chão e saltaria contra o primeiro, que eu esperaria estar de costas, e com minha espada eu tentaria atravessar seu peito, enquanto que no momento em que seu corpo cairia eu jogaria a areia da minha mão no rosto do segundo, eu faria isso visando prejudicar sua visão e fala, enquanto que rapidamente eu tiraria a espada do corpo de seu companheiro e o mataria da forma mais rápida e silenciosa possível (caso eles tivessem espadas eu as pegaria, juntamente com suas bainhas e as prenderia no corpo), se houvessem mais de 2 homens eu não tentaria uma investida, apenas tentaria circundar a área procurando uma brecha para entrar, e eu faria isso tentando manter meu disfarce, caso visse a brecha e uma boa oportunidade de entrada eu o faria cautelosamente.

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Aventuras:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran B. Air
Pirata
Pirata
Fran B. Air

Créditos : 32
Warn : Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 30/11/2017
Idade : 24
Localização : The Wonderful Land

Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Dragonslayer - O olho perdido   Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 EmptyDom Abr 15, 2018 1:51 am



A Investida Começa! Indo Ao Encontro De Draco!


O espadachim parecia estar mais do que bem intencionado, sem demonstrar medo algum perante a situação, falava tranquilamente sobre derrotar aquele temido pirata na região e fazer sua própria justiça assim se vingando pelo seu mestre. A mulher escutando Julian, colocava as mãos em sua face e começava a chorar, provavelmente pensando em sua filha que havia sido sequestrada e usada como refém, passados alguns breves momentos, seu rosto se enchia de esperança, ela enxuga as lágrimas com a manga de sua camisa e olha para o homem séria.

Fala séria e parecendo acreditada que talvez alguém tão confiante possa ajudar - O pirata fica ao noroeste daqui, passando pela casa de Valter, você deve seguir reto até uma floresta, então chegando ao mar, é só subir alguns quilômetros e encontrará uma casa. É lá que Draco fica com sua tripulação quando não estão navegando, é uma espécie de sede, eu não acho que Valter vá ajudar, talvez seja melhor nem avisar que você tentará fazer isso, ele provavelmente vai te impedir achando que seu filho correrá risco, tenho certeza de que minha filha e os outros reféns conseguirão encontrar o caminho, desde que os liberte, mas acho que o ideal seja você ir sozinho. -

A bela mulher se levantava, já não tinham lágrimas em seus olhos, ela dizia - Venha comigo. - ela sai da casa e dá a volta por ela, mostra um pequeno estábulo no fundo da casa, lá haviam dois camelos com peles de lobo em volta de seus corpos, provavelmente para proteger os animais do frio causado pela neve no lugar, a mulher sorria dizendo - Vou te levar até lá, monte em um desses camelos. A propósito, não lhe falei meu nome ainda, falei? Eu sou Elizabeth, me diaga, qual o seu nome? -

Os camelos andavam em uma velocidade considerável, bem mais rápidos que andando, mas não tanto quanto se não tivesse neve cobrindo a areia, isso estava os deixando mais lentos que camelos habituais. Julian não tinha prática montando camelos, mas os animais pareciam saber o que faziam, seguiam reto sem dificuldade, ele apenas ficava sentado seguindo a mulher e segurando a corda que prendia a boca do animal, após alguns minutos, pouco menos de uma hora, eles chegavam perto da casa de Valter, mas não era possível ver o homem, apenas uma fumaça saindo da chaminé de seu barraco, Elizabeth dizia olhando para Julian que estava logo atrás a acompanhando em cima de seu camelo -Eu acho melhor nem falarmos com ele, vai apenas gerar mais intrigas, vamos desviar?

Agora cabia a Julian decidir se seguiria em frente com a mulher ou se parava na cabana de Valter para pedir ajuda, um conflito parecia inevitável, mas tentar convencer Valter a ajudar não parecia má ideia, para evitar um conflito desnecessário, poderia seguir reto com Elizabeth, mas qualquer decisão cabia ao rapaz, arriscar seus planos ou não, vencer Draco ou não, tudo dependia do que Julian decidisse, a diferença de forças já foi mostrada na última ilha. Valter pode ser um aliado poderoso, mas também um inimigo poderoso, parecia mais uma faca de dois gumes levando em conta que ele não arriscaria a vida de seu filho inutilmente.

OFF:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Convidado, consistência é o segredo! Só vai!
Voltar ao Topo Ir em baixo
jonyorlando
Sargento
Sargento
jonyorlando

Créditos : 11
Warn : Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 15/04/2016
Idade : 20
Localização : Grand Line - 2º rota - Ilha Aracne

Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Dragonslayer - O olho perdido   Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 EmptyDom Abr 15, 2018 11:25 am

-Meu nome é Julian D'Capri, muito prazer senhorita Elizabeth.
Eu seguiria com Elizabeth e eu ficaria quieto pensando em um plano, mais o mais importante, me preocuparia em não cair do camelo.
Haviamos chegado perto da casa de Valter e eu olharia para esta, enquanto Elizabeth falaria:
"Eu acho melhor nem falarmos com ele, vai apenas gerar mais intrigas, vamos desviar?"
Eu encararia a casa por alguns segundos e daria um sorriso.
-Depois eu falo com ele, afinal preciso pedir para ele cumprir algo, por favor continue me guiando minha senhorita. - Após falar isso eu coraria levemente. -É que eu trabalho pra senhorita então és minha senhorita agora... Vamos por favor...
No caminho eu continuaria prestando atenção em nossa volta, para que não fossemos emboscados por ninguém, ou que fossemos pegos por alguém da tripulação de Draco.
Ao chegarmos perto do local eu desceria do camelo.
-Obrigado minha senhorita, agora o resto é comigo, por favor não fique por perto, não quero que se machuque.
Eu seguiria cuidadosamente e cuidadosamente, pelo menos o máximo que eu conseguisse, eu procuraria um bom lugar, alto e sigiloso, para que me ajudasse a observar melhor o local, para tentar ver a movimentação dentro e fora da casa, tentar ver onde a tripulação ficava a maior parte do tempo, tentar descobrir quantos eram ao todo, quem deveria ser Draco, que tipo de armas eles usavam e eu procuraria observar o lugar por tempo suficiente para tentar descobrir como era o comportamento de Draco e sua tripulação, caso eu visse algum dos homens num lugar mais afastado eu tentaria rapidamente o eliminar, esperando pacientemente ele baixar sua guarda, correndo silenciosamente de um jeito que ele não me visse e o abateria atravessando seu peito com minha espada, eu tentaria fazer com que o corpo caísse no mato, para que quando eu tivesse que arrastar o corpo mata a dentro não ficasse um rastro de sangue visível, caso eu conseguisse abater algum membro da tripulação, se ele tivesse uma espada eu pegaria e eu voltaria a me esconder na mata, esperando outros membros estarem com guarda baixa, se possível eu atacaria um por um, caso eles começassem a vir em grupo eu não atacaria de cara, mais sim esperaria eles se distraírem, caso eles estivessem de costas um pro outro eu tentaria subir em um local mais alto e que ficasse próximo deles, ali eu pegaria impulso e saltaria em cima deles, tentando matar todos de uma forma rápida e silenciosa, caso eu conseguisse matar vários homens eu arrastaria o corpo deles e colocaria encostados em árvores pelo caminho que eu vim com Elizabeth, desta forma eles ficariam de aviso, mas certamente eu pilharia os corpos, pegando qualquer coisa que pudesse me ajudar, dinheiro, armas, chaves, etc.
Se eu conseguisse eliminar os homens eu procuraria continuar olhando a movimentação da casa, se este tivesse diminuído eu sorrateiramente seguiria para a casa, procurando entrar na mesma de uma maneira discreta, mas se eu visse Draco próximo a uma das janelas eu não perderia tempo e rapidamente eu avançaria contra a janela, sacaria minha espada e a apontaria para a minha frente, para quando eu quebrasse a janela eu passaria direto por esta e visaria acertar Draco em algum ponto vital de seu corpo.

Caso se a casa não apresentasse movimentação eu procuraria esperar para tentar descobrir o paradeiro dos tripulantes, se passasse mais de 10 minutos e o lugar continuasse sem movimentação eu cuidadosamente iria até a casa e verificaria se haveria algum tipo de armadilha, caso positivo eu procuraria uma forma de a anular ou a desligar, se não houvesse eu tentaria arrombar a porta ou então entrar por uma das janelas, eu faria o que fizesse menos estrago e não denunciasse que haveria alguém indesejado lá dentro.
Uma vez dentro do local eu procuraria alguma passagem secreta ou então um cômodo mais afastado, eu tentaria encontrar o lugar onde os reféns estariam, sempre verificando a movimentação fora da casa.

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Aventuras:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran B. Air
Pirata
Pirata
Fran B. Air

Créditos : 32
Warn : Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 30/11/2017
Idade : 24
Localização : The Wonderful Land

Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Dragonslayer - O olho perdido   Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 EmptySeg Abr 16, 2018 12:46 pm



Grandes Decisões! Floresta Arriscada!


A cavalgada no camelo era suave, Julian tinha se acostumado facilmente ao quadrupede, dava para ver que o animal tinha uma certa facilidade em se movimentar e ainda, treinamento o bastante para que qualquer um, mesmo sem nenhum conhecimento conseguisse monta-lo sem maiores dificuldades. No caminho, Julian decide não passar na casa de Valter, foi possivelmente uma boa escolha dada a situação, nada de incomum era notado, além da neve caindo em um deserto e o gélido vento e clima naquela hora, não era possível notar nada de estranho, nenhum animal, nenhuma pessoa era avistada, apenas a imensidão plana do deserto com areia encoberta pela neve.

Algumas horas se passavam até que enxergam uma floresta, Julian e Elizabeth adentram um pouco nela, até que Elizabeth fala - Seria arriscado para mim ir mais e os camelos não vão conseguir entrar na mata, a partir daqui, você deve seguir sozinho Julian, siga reto na mesma direção que estávamos indo por uma hora e suba por alguns minutos assim que chegar na praia, o acampamento de Draco está bem próximo da praia, assim que você chegar próximo, deve avistar sem muita dificuldade. - Elizabeth pega pela corda que Julian segurava e a amarra no outro camelo, então sai montada guiando o camelo sozinho com ela, olha para trás levantando a mão acenando e dizendo alto já com alguma distância - TOME CUIDADO! - não demorava até ela sumir na floresta, indo em direção ao deserto.

É uma floresta de aparência bastante tropical, uma mata fechada com arbustos e plantas pequenas por toda parte obstruindo o caminho e árvores enormes fechando o céu, tanto que ela não estava coberta de neve, mas bastante úmida, em alguns pontos tinha um pouco de neve que se acumulava e caia no chão ou vindo de flocos que conseguiam passar pelas espessas folhas da floresta. Julian andava com dificuldade, hora ou outra tinha que usar sua katana para cortar os cipós naquele lugar, a vegetação daquela ilha era única e diferente de qualquer lugar, a ilha parecia totalmente diferente do que normalmente é descrito em um livro de geografia, uma floresta tropical ao lado de um deserto é no mínimo um absurdo, mas observar a paisagem não é oque Julian quer, o que o espadachim quer é acabar com Draco e salvar os reféns, além de se vingar a pedido de seu mestre.

Depois de alguns minutos, ceca de quarenta, Julian chegava em um rio, na margem, do outro lado, tem dois homens conversando, pelas suas vestes era mais do que obvio que eram piratas ou pelo menos bandidos, um deles era forte e grande, em sua cintura era possível se notar uma rapieira, tinha uma camisa de manga longa branca toda desabotoada, usava uma bandana vermelha e tinha um grande bigode, o outro estava com um chapéu preto com uma caveira, usando um sobretudo e uma calça, sendo ambos pretos.

Devido a forte correnteza do rio, Julian não conseguia escutar o que eles falavam, mas da mata, sem que eles o percebessem, era possível observá-los, pouco depois de ver aqueles homens, eles viram as costas e começam a andar na direção que Julian estava indo, agora Julian se encontra nessa situação, vendo pessoas se afastando em uma mata quase que totalmente fechada, árvores gigantes cheias de cipós indo até a margem do rio, que tem uma correnteza muito forte, provavelmente perigosa para alguém tentar atravessar nadando, quem sabe até impossível, talvez ele devesse desistir de encontrar Draco, a questão é se sua determinação é grande o bastante para realizar seus objetivos ou se ele deve seguir com uma vida pacata como vendedor ou algo do tipo.

OFF:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Convidado, consistência é o segredo! Só vai!
Voltar ao Topo Ir em baixo
jonyorlando
Sargento
Sargento
jonyorlando

Créditos : 11
Warn : Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 15/04/2016
Idade : 20
Localização : Grand Line - 2º rota - Ilha Aracne

Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Dragonslayer - O olho perdido   Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 EmptySeg Abr 16, 2018 2:58 pm

Provavelmente eles seriam da tripulação de Draco, seria isso que eu pensaria, como eles estavam seguindo na mesma direção que eu e como não deveriam ter me percebido eu seguiria mais a frente ainda mantendo minha "camuflagem", quando me afastasse o suficiente deles eu procuraria algo que me ajudasse a ir para o outro lado, cipós ou alguma árvore que pudesse subir e chegar ao outro lado, minha última opção seria nadar, já que eu perderia muita energia lutando contra a correnteza, se eu pudesse achar algum tronco caído na floresta eu tentaria o usar de ponte, se o tronco fosse forte para suportar meu peso e ainda chegasse ao outro lado eu o usaria, tentando atravessar com todo cuidado possível, independente da forma que usaria e assim que conseguisse chegar do outro lado eu procuraria me esconder na mata ou em um arbusto próximo, para assim preparar um ataque surpresa.
Assim que os piratas se aproximassem de meu esconderijo eu procuraria usar minha velocidade contra eles, principalmente contra o menor, que eu acharia ser mais lento que o outro, já que uma rapieira exige mais agilidade, portanto procuraria o eliminar causando um corte em seu abdômen, ou atravessando o peito dele.
Se eu conseguisse eliminar o "mais fraco", eu rolaria para o lado ou me distanciaria do corpo dele, já que eu estaria esperando que o maior me atacasse, eu iria tentar me afastar deste no primeiro momento e caso ele viesse a avançar contra mim eu procuraria avançar contra ele, mas no momento que ele viesse a realizar um golpe eu bloquearia com minha espada e tentaria desta forma forçar ele a jogar seus braços para cima, caso conseguisse tal feito eu começaria a realizar uma sequência de cortes contra o homem, visando tentar acertar seus pontos vitais, tentando o matar o mais rápido possível.
Se o com rapieira conseguisse manter a força e não me desse brechas para realizar meu movimento eu me jogaria contra o chão de costas, como ele estaria fazendo força e não esperaria por esse movimento ele acabaria perdendo o equilíbrio, já que ele estaria forçando seu corpo a ir para frente, desta forma ele acabaria direcionando a rapieira para o chão e a fincaria na terra, caso isso viesse a acontecer ao cair no chão eu levantaria minha katana e tentaria realizar uma estocada contra seu peito.
Se ele não perdesse o equilíbrio, ao cair no chão eu rolaria para o lado e com meu braço eu forçaria meu corpo a se levantar e no mesmo segundo que eu me levantasse eu rodaria no ar, tentando acertar um corte no homem, em suas costelas ou abdômen, caso isso viesse a acontecer logo em seguida eu avançaria contra o homem e tentaria o decapitar.
Caso ele conseguisse esquivar e passaria entre os dois, pararia bruscamente e tentaria me impulsionar novamente na direção dos dois, dessa forma performando um segundo ataque, de preferência um corte rápido.
Caso esse segundo ataque também fosse esquivado ou defendido eu procuraria tomar alguma distância e esperar um ataque dos dois.
Caso o da rapieira viesse para cima de mim eu deveria evitar um confronto a distância e procuraria me aproximar dele o mais rápido que eu conseguisse, caso acabacemos travando uma luta ali eu procuraria esquivar de suas estocadas, enquanto tentaria o acertar com o gume de minha katana, principalmente em suas pernas, para tentar as danificar, caso assim eu conseguisse ele deveria ter sua mobilidade prejudicada.
Caso o outro resolvesse me atacar eu tentaria ver que tipo de estilo marcial ele usaria, faria isso tentando defender seus golpes e/ou esquivar dos mesmos.
Se eu matasse os dois eu pilharia seus corpos e então os jogaria no rio, a menos que eu reconhecesse algum deles como procurados, com recompensas por suas cabeças, caso eles tivessem recompensas eu levaria algo que parecesse importante e que ao mesmo tempo identificasse de quem esses pertences eram, para dessa forma pegar as recompensas deles com a marinha.

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Aventuras:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran B. Air
Pirata
Pirata
Fran B. Air

Créditos : 32
Warn : Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 30/11/2017
Idade : 24
Localização : The Wonderful Land

Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Dragonslayer - O olho perdido   Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 EmptyTer Abr 17, 2018 9:47 pm



Corrida De Maico! Aparecem As Armas Do Homem Misterioso!



Julian havia se decidido, não recuaria perante alguns homens ou um rio no meio de uma floresta, ele devia ser rápido se quisesse alcançar aquelas pessoas, começa a analisar o lugar e percebe que tem uma região com mais cipós logo acima do rio, Julian se aproxima e vê que são bem rígidos, aguentariam pelo menos o peso dele, com alguma dificuldade, ele sobe e começa a se agarrar em alguns e coloca os pés em outros, então vagarosamente com cuidado para não cair, vai atravessando o rio, alguns minutos se passam, mas ele consegue de alguma forma atravessar aquela correnteza sem ser levado ou se molhar.

Depois de sua última façanha, Julian anda rápido para tentar alcançar os piratas sem ser percebido, demora um pouco por ter levado um certo tempo para atravessar o rio, mas ele consegue, era possível escutar os homens andando, estavam despreocupados com isso, provavelmente não esperavam que ninguém os atacasse ali, andavam sem conversar, mas Julian ia com o menor barulho possível, os ultrapassava e ficava atrás de um arbusto esperando que se aproximassem, enquanto isso, os homens não pareciam ter notado a presença do rapaz, continuavam andando tranquilamente, totalmente desavisados.

Os homens se aproximam e Julian que já estava com sua katana em mãos, pronto para pular vindo de trás do arbusto que se escondia, ele pula tentando dar uma estocada no peito do homem com sobretudo preto, enquanto Julian se aproximava, o homem faz uma cara de surpreso dizendo - Mas o quê? - dando um rápido pulo para o seu lado esquerdo e conseguindo se esquivar mesmo que na surpresa de Julian que passava reto, assim que Julian se virava para voltar a luta, escutava o som de lâminas, era o homem se sobretudo retirando duas adagas de suas vestimentas e o outro retirando sua rapieira. Julian então tenta um corte rápido em seu peito, mas ele o bloqueia com suas adagas até que com facilidade, não pareceu ter nenhum problema.

Enquanto encarava Julian e segurava seu golpe, ele falava para o outro pirata - Maico, rápido, vá avisar os outros, pode ter mais deles e esse homem pode ser um problema. - o homem alto guardava sua rapieira e concordava com a cabeça, então saia correndo antes mesmo que Julian pudesse fazer qualquer coisa para impedi-lo. Então Julian recua um pouco para trás dando um rápido salto e encarando o homem que lutava, aguardando que este fizesse algum movimento, ele estava bastante precavido perante a situação.

Seria perigoso esperar muito tempo, do nada, vários homens poderiam chegar naquele lugar e encurralar Julian, era essencial que o espadachim acabasse o mais rápido possível com aquele gatuno para poder lidar com a situação que ele mesmo havia criado, agora ambos os homens estavam naquela mata cercados de plantas, árvores e cipós se encarando, um aguardando o outro fazer algum movimento que poderia acarretar na morte de alguma das partes envolvidas. Julian poderia correr como um covarde ou continuar lutando, cabia à ele decidir aqui e agora o que fazer diante dessa perigosa situação.

OFF:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Convidado, consistência é o segredo! Só vai!
Voltar ao Topo Ir em baixo
jonyorlando
Sargento
Sargento
jonyorlando

Créditos : 11
Warn : Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 15/04/2016
Idade : 20
Localização : Grand Line - 2º rota - Ilha Aracne

Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Dragonslayer - O olho perdido   Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 EmptyTer Abr 17, 2018 11:01 pm

Eu não me importaria com o bloqueio do homem, eu deveria continuar rapidamente para tentar evitar que o outro avisasse outros homens eu partiria para cima do gatuno, certamente seus ataques seriam mais rápidos por suas armas serem mais leves e fáceis de manusear, mesmo assim eu apenas manteria minha katana erguida a minha frente enquanto avançaria.
Caso ele tentasse defender eu continuaria tentando avançar forçando que ele usasse mais força ou me desse passagem.
Se me desse passagem eu giraria rapidamente meu corpo no ar e tentaria o cortar, nas costelas ou braços, caso conseguisse isso possivelmente me daria uma abertura, caso sim eu tentaria a aproveitar para eliminar o homem o mais rápido possível, cortando sua cabeça ou o acertando em algum ponto vital, caso não conseguisse o acertar com meu giro ao encostar no chão me impulsionaria na direção do homem preparando minha espada para uma estocada, seria isso que eu desejaria fazer que meu inimigo pensasse, para assim ele esquivar para o lado, se assim ele fizesse eu rapidamente realizaria um corte em X no seu peito ou abdômen visando o matar, caso ele não acreditasse na minha estocada e conseguisse esquivar de uma forma que nós voltássemos para um impasse eu voltaria a o encarar, eu procuraria algum cipó que estivesse acima do homem, se sim eu avançaria contra o homem e ao invés de o atacar eu pularia para acertar o cipó que eu iria tentar fazer com que caísse sobre o homem, para o assustar, imobilizar ou o desconcentrar, se meu plano viesse a dar certo como ele haveria se distraído eu aproveitaria o momento e tentaria matar o homem de uma forma rápida, sem faze-ló sentir muita dor, caso eu não conseguisse acertar o cipó eu tentaria usar meu pulo para acertar seu ombro, dessa forma abrindo um talho nele e após isso eu tentaria usar essa abertura para o eliminar logo, acertando seu coração ou algum outro ponto vital que fizesse com que ele morresse sem sentir dor.
Se ele continuasse a me bloquear eu tentaria o enganar, quando ele forçasse suas adagas ainda mais contra mim eu tentaria fazer um movimento rápido, eu giraria meu corpo visando tentar fazer com que minha espada acertasse as costas do bandido, caso ele pulasse, ou tentasse esquivar de meu ataque de outra forma eu tentaria segurar seu sobretudo, para impedir sua fuga, se não conseguisse e ele esquivasse eu não tentaria o atacar no primeiro momento, mas sim tentaria avançar para o local que ele iria parar, para tentar ficar de frente para suas costas, se assim eu conseguisse eu procuraria tentar realizar uma estocada nas suas costas, para tentar acertar onde seria seu pulmão, se mesmo parando em suas costas ele tentasse me atacar usando um chute eu colocaria minha katana de lado e a minha frente, para me defender com ela do chute, caso ele tentasse usar suas adagas eu procuraria esquivar e me manter longe dele, afinal de contas um combate contra um usuário de adagas a queima roupa é suicídio, se eu acabasse recebendo um ataque das adagas eu não recuaria e sim avançaria, levantando minha espada e tentando a usar para perfurar seu corpo.
Se ele pulasse para o lado, visando esquivar eu certamente pularia para o mesmo lado e o tentaria golpear, com um corte rápido e na horizontal, visando acertar seu abdômen ou seu peito, caso ele conseguisse defender ou não quando aterrissássemos eu continuaria a tentar o atacar, durante o combate eu tentaria acertar a ponta de suas adagas para tentar as lançar para longe, as tirando das mãos de seu usuário, se assim eu conseguisse eu então avançaria contra o homem para tentar o decapitar, caso meu plano de afastar o homem de suas armas não desse certo eu então esperaria que ele me atacasse e quando este fizesse isso eu tentaria cortar seu braço antes que ele recolhesse, caso conseguisse eu não perderia nenhum segundo e tentaria avançar contra o homem, para tentar acertar um corte mortal em seu peito ou tentar atravessar seu corpo com minha espada.

Se o homem morresse eu procuraria algo que o identificasse e tivesse importância para que se ele tivesse uma recompensa em sua cabeça eu pudesse mostrar aquele objeto para a exigir da marinha, se eu por acaso não pudesse usar o objeto para pedir a recompensa da marinha eu então levaria a cabeça dele comigo (enrolada em seu sobretudo preto, não iria querer sujar o meu), mas se ele não tivesse nenhuma recompensa eu então só o deixaria ali morto e seguiria o mais rápido possível em frente para tentar alcançar o outro homem, se possível eu iria pela mata para tentar cotar caminho e surpreender o homem com um ataque rápido, que consistiria em eu pular na direção dele e tentar fazer um saque rápido de minha katana para tentar desta forma acertar um corte horizontal em seu abdômen, o matando rapidamente.

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Aventuras:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran B. Air
Pirata
Pirata
Fran B. Air

Créditos : 32
Warn : Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 30/11/2017
Idade : 24
Localização : The Wonderful Land

Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Dragonslayer - O olho perdido   Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 EmptyQua Abr 18, 2018 3:18 pm



Fortes Emoções! Floresta Sangrenta!


O espadachim não era intimidado pelo seu oponente, Julian estava confiante de que poderia facilmente vencer seu inimigo, ambos estavam se encarando a distância, foi quando Julian fez seu movimento e partiu para cima do inimigo a sua frente. Assim que se aproximava, novamente era interceptado pelo homem que usava suas duas adagas para parar o ataque, ficando novamente os dois se encarando, faziam força um contra o outro com seus braços tremendo e as lâminas de suas armas dando leves deslizadas, fazendo com que faíscas saíssem. Julian tinha pressa em vencer o pirata, queria sair correndo atrás do outro para o impedir de criar um caos chamando e alertando seus companheiros, mas o gatuno não sedia, continuava bloqueando o espadachim com tudo que tinha.

Julian então em um ágil movimento sai da frente rapidamente retirando sua katana do impacto das adagas do inimigo, então dando um giro, tenta acertar as costas do inimigo, mas seu oponente aproveita o movimento de Julian e assim que se desequilibra, já da um salto para frente, nesse movimento, o espadachim segura seu sobretudo, mas seu adversário habilmente o retira enquanto se move, agora era possível ver as armas do gatuno, ao todo, em sua cintura haviam mais quatro adagas presas em seu cinto, ele fica irritado por não ter conseguido ainda nenhuma brecha diante do espadachim, então da um grito - MALDITO. - Julian então solta o sobretudo e avança em direção ao homem que havia se afastado um pouco, mas o gatuno era rápido, rapidamente se vira já arremessando a adaga em sua mão esquerda em Julian, o acertando em cheio no seu braço esquerdo, ficando infincada e causando uma dor até que grande na região, por sorte e certa habilidade Julian ainda consegue se esquivar e evitar o ataque mortal usado pelo homem.

Então Julian, que fazia de tudo para ignorar o golpe do homem, tenta perfurar seu abdômen, mas ele se esquiva para o lado, Julian o acompanha e tenta um golpe horizontal, ele até consegue acertar o gatuno, mas causa um corte bastante superficial em seu abdômen pois o homem se movimenta rapidamente para trás e consegue diminuir os danos. Julian bate continuamente na adaga do homem até que de alguma forma, ele consegue rebatê-la e fazer com que saia voando, é então que com força o espadachim desfere um ataque tentando o decapitar, mas o homem tinha outras adagas e usando sua mão esquerda, antes que Julian percebesse ele já havia sacado outra e utilizado para bloquear a decapitação, segurando o ataque, ele pega outra com a mão direita e corta o peito de Julian na diagonal, fazendo um corte de certa forma profundo para causar algum dano.

Ambos os lados haviam conseguido ferimentos, poderia ser que os homens de Draco chegassem a qualquer segundo e Julian não estava derrotando com facilidade sequer um oponente, talvez fosse hora de tentar outra abordagem, talvez simplesmente continuar lutando e tentar derrotar o homem com tudo que tem. Agora cabe ao Julian decidir o que vai fazer para salvar os reféns e acabar com esse caos que está sendo criado por Draco em Karate Island, o lugar estava frio, mas não chegava nem perto da frieza do espadachim em sua luta, na qual não demonstrava nenhuma emoção, apenas querendo derrotar seu oponente o mais rápido possível e causando o mínimo de dor.

OFF:
 

Ferimentos:
 

Elizabeth:
 

Valter:
 

Ferreiro:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Convidado, consistência é o segredo! Só vai!


Última edição por Fanalis B. Ria em Qua Abr 18, 2018 7:06 pm, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
jonyorlando
Sargento
Sargento
jonyorlando

Créditos : 11
Warn : Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 15/04/2016
Idade : 20
Localização : Grand Line - 2º rota - Ilha Aracne

Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Dragonslayer - O olho perdido   Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 EmptyQua Abr 18, 2018 7:04 pm

A adaga em meu ombro não poderia ser retirada, ela estaria estancando o sangramento, se eu a retirasse isso provavelmente iria piorar, mas eu não tentaria pagar para ver, eu respiraria fundo e tentaria me concentrar mais e deveria sair logo dali, os homens de Draco provavelmente já saberiam de minha existência, o que eu deveria fazer antes de sair correndo seria eliminar aquele homem.

Eu correria mais uma vez para cima do homem, dessa vez saltando e preparando um corte vertical para acertá-lo no ombro, caso eu acertasse eu abriria uma ferida no ombro do homem e continuaria meu ataque, eu, após acertar seu ombro, tentaria pular para trás e então fincar meus pés na terra usando todo o chão que conseguisse para me dar impulso, se assim conseguisse eu tentaria avançar em alta velocidade contra ele, para tentar sacar minha katana de forma rápida na horizontal e tentar acertar um corte no abdômen do homem.
Se ele esquivasse eu giraria meu corpo para tentar acertar suas pernas, visando dificultar sua mobilidade, se assim acertasse eu tentaria avançar contra o gatuno mais uma vez para tentar acertar um corte mortal em seu tórax, caso este fosse esquivado eu soltaria minha espada e tentaria a pegar num angulo de 90 graus, para tentar perfurar o peito do homem com a ponta da espada, caso meu ataque fosse bloqueado eu usaria minha força para tentar arremessar o gatuno para longe, se assim conseguisse eu avançaria contra este enquanto ele não estivesse no solo e ao chegar eu estaria correndo em sua direção com minha espada preparada para tentar realizar uma estocada em seu peito, o atravessando.
Caso errasse suas pernas eu recuaria, para tentar prevenir que o homem me acertasse, para assim eu não levar dano desnecessário, e ao fazer isso eu manteria meus olhos no homem, adotando uma posição mais defensiva, se ele lançasse suas adagas contra mim eu as rebateria com minha espada, se ele viesse a avançar contra mim eu avançaria contra ele, mas não para tentar o acertar e sim para tentar passar por ele ficando novamente em suas costas, se ele pulasse eu daria uma rasteira passando por debaixo dele, se ele lançasse uma adaga na minha direção enquanto estivesse no ar eu a acertaria com minha katana, a lançando para longe, assim que conseguisse ficar de frente ele novamente eu rapidamente me moveria para sua lateral, já que eu imaginaria que ele estaria esperando meu ataque nas costas, mas não pela lateral, então dessa forma eu tentaria cortar a lateral de seu abdômen ou perfurar suas costelas.

Se ele defendesse meu corte eu forçaria ainda mais meu corpo contra ele, fazendo com que ele tivesse que usar mais força ainda para me manter longe, se assim ele fizesse, eu dessa vez eu não tentaria girar meu corpo, mas sim me afastar dele, fazendo com que ele abrisse seus braços, mas eu já estaria esperando isso, sem tentar perder a oportunidade eu avançaria contra o homem e com uma estocada perfuraria seu coração.
Caso ele rapidamente voltasse com sua defesa eu pularia por cima dele usando seu ombro como apoio e mudando a posição de pegar na minha espada, a segurando de cabeça-pra-baixo, a usando para acertar as costas do homem e as perfurar, fazendo a ponta sair pelo peito.
Caso ele esquivasse da estocada eu então passaria reto por ele, enquanto jogaria minha espada para minha outra mão para o atacar com esta perfurando seu abdômen, ou pelo menos realizar um corte mais profundo em seu peito.

Caso o gatuno tentasse arrancar a adaga do meu ombro eu rapidamente tentaria esquivar de sua mão, se possível eu a cortaria.

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Aventuras:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Dragonslayer - O olho perdido   Dragonslayer - O olho perdido - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Dragonslayer - O olho perdido
Voltar ao Topo 
Página 2 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: South Blue :: Arquipélago Wushu-
Ir para: