One Piece RPG
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Capítulo I: Meu nome é Cory Atom! Filho de Kouha Atom
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 Emptypor Kiomaro Roshiro Hoje à(s) 18:06

» There's no good man in the west
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 17:45

» The Victory Promise
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 Emptypor Apoo Hoje à(s) 16:58

» On The Top Of The World
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 Emptypor GM.Kekzy Hoje à(s) 15:59

» Red Albarn e o Alvorecer de um Herói
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 Emptypor GM.Doodles Hoje à(s) 15:22

» [Mini-Handa] Uma beleza preguiçosa
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 Emptypor Handa Hoje à(s) 05:11

» Al mare!
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 Emptypor Fanalis B. Ria Hoje à(s) 05:00

» Vermelho
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 04:15

» Ficha - Dylan Jones
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 02:31

» Dylan Jones
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 02:30

» [MINI - Gon Vinteluas] *SENHORAS E SENHORES!*
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 Emptypor Bijin Ontem à(s) 22:16

» [MINI-Yahikko] - A partir do zero!
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 20:32

» Una Regazza Chiamata Pericolo
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 Emptypor Vrowk Ontem à(s) 20:03

» Unidos por um propósito maior
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 Emptypor madrickjr Ontem à(s) 17:22

» [MEP] 01 | Eco
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 Emptypor DJ GBR Ontem à(s) 17:06

» [MINI - DJ GBR] 01 | Eco
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 Emptypor DJ GBR Ontem à(s) 17:03

» A justiça não é cega!
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 Emptypor Van Ontem à(s) 15:11

» Faíscas da Revolução
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 Emptypor K1NG Ontem à(s) 13:46

» O Sapo Mágico
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 Emptypor K1NG Ontem à(s) 13:15

» Apresentação 3 - Falência Abrasiva
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 Emptypor GM.Furry Ontem à(s) 12:06



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?"

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 47
Warn : I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 Empty
MensagemAssunto: I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?"   I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 EmptyDom 18 Mar 2018, 18:40

Relembrando a primeira mensagem :

I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?"

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Alice Levith. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
t4mpa
Civil
Civil


Data de inscrição : 30/09/2015

I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?"   I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 EmptySex 04 Maio 2018, 21:56


     
EM FIM SAINDO DA ILHA 3

Marco pareceu pensativo antes de responder minha pergunta:

– Vindo do fim do mundo, você irá gostar bastante de lá, e a maior cidade do North Blue creio eu, por ser a mais próxima da Grand Line, tem um Rei que vive la, mas não quero estragar sua surpresa, quando você ver o grande castelo ira ficar de queixo caído hahaha-


Mary deu um pequeno sorriso em imaginar me vendo com o queixo caído, já Vermelha parecia. Eu estava mais interessada em ouvir falar mais da Grand line. Minha ilha era um local pequeno as notícias que vinham de eram vindas de mercadores que passavam para negociar, então não tínhamos muita informação sobre a Grand Line. Mas antes que eu pudesse perguntar alguma coisa sobre ela veria Gregory se aproximando de mim.

- Você se sente feliz em começar a desbravar o mar agora? Afinal, isso foi só o ponto de impulso para muitas aventuras futuras pra você.-

A aparência de Gregory não parecia ter melhorado muito,na verdade ele estava lamentável. Realmente como Vermelha havia dito, ele deveria ser corajoso ou burro para tentar cortejar a doutora nesse estado. Mas o que ele falou me deixou pensativo. “Eu estou feliz por ter saído da ilha?“ Iria Pensar comigo mesma, me perguntando. tentando me analisar. Infelizmente só encontraria um enorme vazio, eu não estaria sentindo nada em relação a viagem.

“Então por que eu teria me dedicado tanto a sair daquela ilha?” Olhando para Mary eu notaria que ela aparentava estar feliz. Mas a felicidade dela era por ter cumprindo a missão que eu havia dado para ela. Então ela não seria o motivo para eu querer ter saído da ilha. Olharia para a Vermelha a felicidade dela era evidente, ela estava feliz, na realidade eu não me lembrava de ter algo como tédio da monotonia, mas a Vermelha tinha. Ela queria matar coisas diferentes conhecer outros lugares.” Eu estou deixando a vermelha me influenciar? “ Essa seria a conclusão que iria tirar, mas no fim não me importava com o fato de ser influenciada, os sentimentos que a Vermelha me trazia me eram agradáveis, e isso era tudo que importavam. Após tirar minhas conclusões simplesmente responderia para Gregory com um rosto sem expressão e uma voz sem carregar qualquer sentimento.

-Alice–Eu sou um ser vivo defeituoso, não possuo sentimento como felicidade, mas parte de mim parece estar feliz com o fato de sair da ilha para ir de encontro com novas aventuras.-

Falaria isso notando a vermelha caminha em minha direção vindo por trás de Gregory com um sorriso diabólico no rosto:

-Vermelha–O gatinho disse mais cedo sobre a Grand line, pede pra ele falar mais sobre isso -
Dizendo isso ela iria encostar em Gregory utilizando o ombro direito dele de apoio. Vermelha havia se mostrado curiosa sobre a Grand line, imaginando que ela encontraria novos desafios lá, mas por hora iria ignorar os pedidos dela, pois Gregory parecia querer falar mais.

- Qual a sua definição de justiça moça? Estive observando a senhorita um pouco, e gostaria de saber. Não sei se você se tornará uma marinheira assim como eu, mas eu acredito que esse tipo de reflexão filosófica seja bom para o meu auto-desenvolvimento.

Não esperava por essa pergunta, ele parecia estar me estudando, como se estivesse fazendo um teste, mas realmente não me importava com isso. Julgando pela aparência dele ele não parecia ser ninguém importante então responderia honestamente a pergunta que ele havia me feito.

-Alice–Justiça é feito pelo mais forte, os mais fortes decretam o que é correto e o que é errado, assim como os vencedores das guerras que escrevem a história-

Após isso eu iria querer perguntar o capitão sobre a Grand Line, mas aparentemente o Marco queria falar um pouco com Gregory então esperaria pacientemente a conversa deles acabar.

A todo momento estaria atenta a minha volta, procurando qualquer sinal de perigo. Também tentaria analisar a situação de meu braço tentando ver se o mesmo já estaria melhor.




historico:
 

Objetivos:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Magma
Soldado
Soldado
Magma

Créditos : Zero
Warn : I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 010
Data de inscrição : 20/09/2014

I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?"   I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 EmptyDom 06 Maio 2018, 22:20

"Como é?  (Viagem 03/06)" - 17


Music:
 


As palavras de Alice me fizeram raciocinar por um curto período de tempo, por algum motivo eu sentia um leve arrepio quando ela falava, como se suas palavras penetrassem a minha alma, mas não levei isso muito tempo em conta, e em seguida, passei a ignorar esse tipo de reação.

–Justiça é feita pelo mais forte, os mais fortes decretam o que é correto e o que é errado, assim como os vencedores das guerras que escrevem a história

As palavras que Alice disse por ultimo me fizeram clarear um pouco o pensamento sobre ela, na verdade a um tempo atrás eu já estivera tentando discernir parte do psicológico da moça, todavia, meu conhecimento pífio na área não me ajudou em nada, fazendo com que eu pudesse apenas utilizar, os conhecimentos que já possuía além do mais puro bom senso empírico de uma pessoa normal.

Tossidas e alguns espirros ornamentaram o caminho para minha frase seguinte, ignorando completamente a opinião que a moça tinha sobre minha aparência.

- Eu entendo o que você quer dizer, a linha que você segue é basicamente, "O Vencedor é o Rei e o Perdedor é o Ladrão". Eu conheci algumas pessoas assim ao decorrer da minha pequena existência.

Olharia para ela com o canto de olho. E o lado direito dos meus lábios se cruzariam num sorriso estranho, me apoiaria na proa do navio com cuidado para não acabar caindo para fora. Olharia o horizonte azul, admirando o reflexos que os céus tinham da terra e que a terra tinha dos céus.

- Passamos por situações estranhas, contudo, você não parece preocupada no mínimo, você é interessante, sente-se altiva e ainda por cima, emana uma aura confiável que poucos possuem, seu futuro é ilimitado e você deveria aproveitar isso, por q.. Quando iria continuar a frase, acabaria interrompendo-a para inspirar fundo e soltar um espirro forte, um barulho alto por sinal.

- Como eu ia dizendo... Por que nós não nos unimos? Eu odiaria ter de me tornar uma pessoa isolada numa organização como a marinha, imagino que você adoraria isso. Na minha concepção, ambos somos pessoas que se saírem de controle podem se tornar perigos em potencial, não seria bom, ter um segurando as rédeas do outro quando necessário? Eu posso ser uma pessoa calma, mas existem momentos em que até mesmo a mais calma maré pode se tornar um tsunami. Acho que você me entende. Olharia por sobre o meu ombro, onde eu havia sentido um calafrio mais cedo. Imaginei que tivera sido por causa do Frio que eu sentia e o resfriado, então, ignorei.


A chegada de Marco inicialmente, foi considerada por mim, como uma espécie de salvação, afinal, toda vez que eu lembrava de Marco, a palavra cigarros, surgia em minha mente.

Quando Marco lançou suas palavras inconvenientes no ar, sua presença tornou-se pra mim, naquele momento, supérflua e irritante, entretanto, era melhor que Marco estivesse ali, do que ele não estivesse, de outra forma como eu conseguiria meus queridos cigarros?


- Vou ter que cobrar um cigarro pela minha resposta, senhor.

Daria um sorriso debochado, e não podia deixar de sentir uma pontada nas costas naquele instante, pontada essa que me fez lembrar da maldita bola de carne humana que tivera me atacado naquele Iglu.

Me recompus instantes depois, e agarraria o cigarro caso Marco me desse, e em seguida pediria que ele o acendesse.

Com o cigarro aceso, eu daria uma funda tragada e após expulsar a fumaça de meu corpo eu diria.

- O interesse que eu tenho na senhorita Jane é meramente profissional, Eu meramente fui a agradecer por ter me passado um pouco do seu conhecimento sobre Anatomia, mas ainda preciso filtrar o que me foi passado e assimilar para que possa começar a praticar. Dês de que meu interesse é meramente profissional, torna-se supérfluo discutir se dou conta ou não de algo, correto? Senhor Marco.

Diria num tom convicto, sério e formal. Não queria ter piadinhas sobre mim circulando por uma tripulação, independente de quão pequena ela fosse, e ainda mais, não queria piadas futuras ocorrendo nos círculos da marinha sobre mim. Tinha de tratar esse tipo de situação da maneira mais ríspida possível.

A segunda pergunta de Marco, eu responderia apenas depois de dar mais duas tragadas no cigarro.

- Eu vim a trabalho, não tinha muitas informações sobre essa ilha, tirando o fato de saber que era fria, mas não, tão fria, então fui pego numa saia justa, mas, aparentemente deu tudo certo, e, o que aconteceu já aconteceu, então é melhor não tocarmos mais no assunto daquele lugar.

Tentaria ser um pouco menos "cortador" nessas palavras, para não deixar Marco com muito receio de se comunicar comigo e acabar sendo recebido por uma resposta pesada.

Giraria o pescoço e olharia na direção de Alice.

- Acredito que tenhamos mais assuntos para conversar senhorita Alice?

Perguntaria com um fino sorriso no rosto, eu tinha uma curiosidade imutável por aquela jovem, a única que eu ainda não tivera sido capaz de ler nas ocasiões em que estivemos juntos, ela parecia ser muito misteriosa, ao ponto de que minha atenção sempre ficava desfocada quando eu conversava ou tentava extrair algo dela.

Isso a fez mais interessante para mim, olharia para ela e esperaria por sua resposta, atento, enquanto dava algumas tragadas no maravilhoso cigarro.



 















Objetivus qrido narrator escreveu:

[X] - EU quero um AGASALHO PORRA.
[] - Ser o maior detetive do North Blue Carai.
[] - Preciso de Tabaco. então né.
[X][] - Perícia, Só em Anatomia Humana/Psicologia
[] - Resolver algum caso de assassinato, ou outro crime nessa fase da aventura..





Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

"Cada caso que eu pego encerro, oras, é elementar"

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Citação :

- Minha fala.
- Fala Npcs/Players.
"Pensamento"
Voltar ao Topo Ir em baixo
West
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
West

Créditos : 38
Warn : I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 8010
Data de inscrição : 12/03/2016
Localização : East Blue

I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?"   I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 EmptyTer 08 Maio 2018, 10:05



Narração
Alice e Greg


O sol já começava a se esconder sobre o mar, seus últimos raios de solares iluminavam o céu dando uma cor alaranjada digno de uma obra de um ser superior, para Marco ou Fabregas, homens acostumados com a vida no mar era comum, talvez Alice ou Greg nunca tivessem visto um pôr do sol como aquele.

Com a penumbra noturna, Fabregas acendia as duas lamparinas que haviam no pequeno barco, uma no mastro principal e a outra ficava perto do timão, enquanto isso Marco e Gregory dividiam seus últimos cigarros, mas pouco importava, no raiar do dia, já estariam em Lvneel, e todo aquele pesadelo gélido teria terminado, pelo menos era isso que aqueles homens esperavam.

Alice por sua vez, trocava algumas palavras com jovem resfriado, justiça, Marinha, a garota tinha muito o que descobrir na vida, o jovem parecia escolher muito bem suas palavras, estudava com cuidado as respostas que recebia, parecia querer entender quem realmente era aquela garota, que podia ser muito educada e ao mesmo tempo uma guerreira que não foge de uma luta contra feras caninas.

Enquanto a dupla conversava, Fabregas assoviava no leme, Marco pegava um cesto que haviam ganhando na ilha, e levava para dentro da cabine, o único lugar longe do vento, e que poderiam se afastar daquela brisa fria que vinha de algum lugar – Estão com fome? O Fab fica de vigia, vamos repor as energias hahaha – dizia Marco enquanto entrava na ala medica improvisada.

A dupla assim que terminassem suas conversas, seguia o rapaz, adentrando o local, Jane já havia tirando todo os seus objetos de cima da mesa, e colocava os alimentos no lugar, haviam cenouras, alguns pães duros e secos, e carne de algum animal frita e salgada, estava dura, mas era o prato principal para aquelas pessoas.

Jane preferia comer o o legume, enquanto Marco ia direto na carne salgada, o homem tinha dificuldade de rasgar e engolir de modo que usava suas duas mãos para segurar o alimento e usava uma força descomunal para tirar algum pedaço. Todos sentavam no chão, escorando-se na cama ou nas paredes, os machucados de Gustav não cheiravam mais tao ruim, estavam cobertos por alguma pomada branca, de modo que sua aparência era bem melhor atualmente.

Todos permaneciam em silencio enquanto comiam, Jane tentava segurar a risada, mas sempre que  olhava para Marco sua postura rígida era quebrada, mas era realmente difícil, um homem daquele tamanho apanhando para um pedaço de carne, se assemelhava um animal irracional. Por fim, após devorar tudo que podia, o homem saia da cabine – Vou ver se o Fab precisa de ajuda, qualquer coisa eu grito por vocês, podem descansar, foram bem ontem- saia enquanto deixava sua espada descansando sobre a cama vazia.


Willian West


Fabregas:
 
Marco:
 
Jane:
 



Status:
 

Ferimentos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
t4mpa
Civil
Civil
t4mpa

Créditos : Zero
Warn : I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 3010
Data de inscrição : 30/09/2015

I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?"   I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 EmptyTer 08 Maio 2018, 15:37


     
EM FIM SAINDO DA ILHA 4



Após dar minha resposta Gregory falou:

- Eu entendo o que você quer dizer, a linha que você segue é basicamente, "O Vencedor é o Rei e o Perdedor é o Ladrão". Eu conheci algumas pessoas assim ao decorrer da minha pequena existência.

Não teria resposta para isso, apenas continuaria atenta a minha volta procurando sinais de ameaça, mas Gregory parecia querer conversar mais, fazendo Mary que estaria do meu lado revirar seus olhos para cima, visivelmente incomodada com o falatório de Gregory. Vermelha ainda estava com um sorriso ameaçador no rosto se perguntando o que ele queria fazer com tanto falatório.

- Passamos por situações estranhas, contudo, você não parece preocupada no mínimo, você é interessante, sente-se altiva e ainda por cima, emana uma aura confiável que poucos possuem, seu futuro é ilimitado e você deveria aproveitar isso, por q..

Eu não me importava nem um poucos com os elogios que ele estava me dando, estaria mais interessada em  me manter vigilante, na realidade assim como a vermelha estava querendo saber aonde isso iria chegar então manteria o mínimo de atenção nele, para pelo menos entender o que ele falava. Ele ter ficado quieto do nada me surpreendeu , pensei que ele teria notado que não estava prestando muita atenção no que ele falava e decidido ficar quieto, mas infelizmente eu estava errada. Ele só pararia de falar para espirrar, me fazendo perguntar seriamente se esse seria a único hora que ele parava de falar.

- Como eu ia dizendo... Por que nós não nos unimos? Eu odiaria ter de me tornar uma pessoa isolada numa organização como a marinha, imagino que você adoraria isso. Na minha concepção, ambos somos pessoas que se saírem de controle podem se tornar perigos em potencial, não seria bom, ter um segurando as rédeas do outro quando necessário? Eu posso ser uma pessoa calma, mas existem momentos em que até mesmo a mais calma maré pode se tornar um tsunami. Acho que você me entende.

Essas palavras iriam chamar minha atenção por um momento iria esquecer de me manter vigilante e manteria meus olhos focados em Gregory.

-Vermelha–HAHAHAHAAHAHA, ele deve ter tomado um chute na bunda da médica e agora está tentando nos cantar.-

Vermelha falaria finalmente parando de utilizar Gregory de apoio e colocando suas duas mãos na barriga tentando controlar o riso, Mary também teria esquecido de manter a vigilância e estava focada em Gregory, mas ao contrário do que eu pensei ela não parecia estar irritada por Gregory ter feito ela perder a concentração. Um sorriso maldoso estaria em seus lábios, já que ela já sabia o que eu estava pensando sobre a proposta de Gregory.

-Alice–Entendo, realmente acho que você pode ser útil, então gostaria de nos mantermos próximos quando entrarmos na marinha.-

-Vermelha–É sério isso?-

A vermelha perguntaria com surpresa mistura com um pouco de raiva na voz questionando minha resposta, ela não estava mais rindo agora. Mas nada poderia ser feito para alterar minha resposta, pois a proposta de Gregory me agradava. As memórias do ataque dos lobos ainda estavam frescas e Gregory pareceu se virar bem com eles, então seria ótimo ter ele como escudo de corpo para o próximo combate que tivermos. Percebendo que estava pensando em usar Gregory como escudo humano Vermelha voltou a ter o sorriso diabólico na boca.

Após isso iria perder totalmente o interesse por Gregory e voltar a ser vigilante, já que Gregory teria se envolvido com uma conversa com Marco. O assunto parecia ser sobre como Gregory havia chegado na minha ilha natal, mas isso não me importava nem um pouco então ignoraria pegando apenas pequenas partes do  que eles falaram.

Infelizmente a conversa com Marco não iria durar muito tempo Gregory iria dar uma cortada educada em Marco e teria voltado a falar comigo.

- Acredito que tenhamos mais assuntos para conversar senhorita Alice?-

Olharia para ele confusa, não sabendo o que ele queria dizer com aquilo. Ele tinha planos para o futuro?  Estaria prestes a perguntar para ele, mas antes que pudesse perguntar  Marco falaria.

– Estão com fome? O Fab fica de vigia, vamos repor as energias hahaha

Eu estaria faminta, já fazia muito tempo que eu não comia. E eu já estava a muito tempo ignorando a fome, já que reclamar não iria ajudar e que nossos recursos são limitados. Iria seguir Marco para dentro do navio esperando que Fabegras fizesse um bom trabalho. Iria me sentar junto com o resto da tripulação para comer.

Antes de comer iria perguntar para Jane:

-Alice– Já faz um tempo que não sinto dor em meu braço, posso tirar as ataduras do machucado? -

Se a resposta fosse positiva iria jogar um pouco de água(tem água pra gente beber na mesa n?) sobre minha mão machucada, tentando umidificar as ataduras temendo que o sangue seco grudado nelas pudesse reabrir algum machucado e tentaria tirar elas com cuidado. Com meu braço liberto iria analisar o mesmo tentando ver a situação dele e ver se deixaria alguma cicatriz.

Iria comer independente se a resposta da médica fosse positiva ou negativa. Eu iria comer um pouco de tudo que tivesse disponível tentando saciar minha fome, após a refeição olharia para Gregory e falaria.

-Alice–Sobre o que gostaria de conversar? -


Eu estava curiosa, se ele tinha planos para o futuro e se eu teria que andar junto com ele iria querer saber o que ele está planejando.

Off: caguei pro por do sol To nem aí!




historico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Magma
Soldado
Soldado
Magma

Créditos : Zero
Warn : I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 010
Data de inscrição : 20/09/2014

I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?"   I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 EmptyTer 08 Maio 2018, 18:28

"Jantar (Viagem 04/06)" - 17


Music:
 


Depois de ouvir as respostas de Alice para minhas palavras, eu assenti, se ela concordasse em se unir a mim, eu daria um sorriso caloroso, se não, eu apenas continuaria com a mesma expressão comum que eu já tinha naturalmente.

As palavras de Marco que estavam relacionadas a comer me deixaram muito entusiasmado, fazia bastante tempo desde que eu havia me alimentado com comida sólida, a visão dos pratos de comida tornaram-se o paraíso na terra.

A minha situação risível anterior tornou-se de negro a transparente e por alguns instantes eu parei de me importar com os acontecimentos horríveis daquele dia.

Satisfeito com a visão, sentaria ao lado de Alice, onde quer que ela estivesse e pegaria um pão, comeria ele vagarosamente e com toda a classe nobre de etiqueta que ainda me restava, tiraria a manopla de uma das mãos antes é claro, para que não fizesse atos anti higiênicos enquanto comia.

Enfim depois dos atos realizados, usaria a mão oposta a que estaria segurando para tirar um pequeno pedaço de pão, e o levaria a minha boca com “cautela” e suavidade, mastigaria ele vagarosamente e sentiria todo o teor da massa bem feita ao estilo ocidental.

Não pude deixar de revelar uma expressão de prazer e serenidade ao comer.

- Faz bastante tempo que eu não faço uma refeição como essa, o pão parece tão, perfeito.

Diria sem me preocupar com a opinião dos outros, ignoraria o ato alimentício estranho de Marco, e não poderia deixar de me regozijar de ver-lo passar vergonha em frente aos outros, e quando ele saiu, fiquei ainda mais feliz de ter um momento de paz longe do subalterno, sua mentalidade, seu comportamento, a única coisa nele acima de mim era uma mera patente militar. Algo que eu considerava apenas um mero acaso do desenvolvimento de alguém.

Não consegui deixar de observar todo o cômodo mais uma vez, eu estava começando a voltar a mim novamente, e meus pensamentos estavam pegando num tranco aos poucos, como um motor, era como se eu estivesse prestes a pensar tão rápido quanto antes, e ainda melhor.

Após as palavras de Alice eu diria
Não é nada, eu só imaginei que tivesse algo para me perguntar, pessoas como você são difíceis de lêr.


Inconscientemente daria uma olhada para Jane, mas em seguida voltava a olhar para Alice com interesse e um leve sorriso no rosto, eu era capaz de sentir que meu nariz e sistema respiratório estava começando a voltar ao normal, as pontadas momentâneas na minha lombar também estavam se amenizando, em breve, eu estaria cem por cento de novo.

Depois de dar de ombros eu diria a Alice.

- A marinha é uma organização militar que funciona com missões se não me engano, se nós dois tivermos a sorte de sermos designados para a mesma coisa nossa cooperação pode suceder bem, do contrário apenas temos de ser pacientes até que possamos trabalhar juntos




 













[/b]



Objetivus qrido narrator escreveu:

[X] - EU quero um AGASALHO PORRA.
[] - Ser o maior detetive do North Blue Carai.
[] - Preciso de Tabaco. então né.
[X][] - Perícia, Só em Anatomia Humana/Psicologia
[] - Resolver algum caso de assassinato, ou outro crime nessa fase da aventura..






Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

"Cada caso que eu pego encerro, oras, é elementar"

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Citação :

- Minha fala.
- Fala Npcs/Players.
"Pensamento"
Voltar ao Topo Ir em baixo
West
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
West

Créditos : 38
Warn : I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 8010
Data de inscrição : 12/03/2016
Localização : East Blue

I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?"   I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 EmptyQua 09 Maio 2018, 00:09



Narração
Alice e Gregory


Todos pareciam felizes em se alimentar, Jane mesmo não demonstrando, parecia alegre por esta chegando em Lvneel, portava um sorriso no canto da sua boca, local que ainda havia migalhas de pão. Enquanto isso, Gregory elogiava o pão que colocava em sua boca, no arrancando um suspiro de  alegria de Jane, a moça parecia finalmente ter saciado sua fome e começava a se levantar para arrumar suas coisas quando Alice perguntava a respeito do se machucado – Pode tirar sim, tem água num jarro ali no canto, jogue um pouco sobre o ferimento e tente não se esforça muito.

Alice então caminhava até o jarro de barro que se encontrava perto da cama de Gustav, a moça pegava o objeto e saia do quarto, na proa do barco tiraria suas ataduras jogando-as em alto mar, e lavaria seu ferimento escoando a agua no piso de madeira. Era possível ver Marco e Fab rindo de algo, mas a garota simplesmente os ignorava e voltava para o quarto. Alice mostrava o ferimento para Jane, que passava a mesma pomada que havia passado nos ferimentos de Gustav, uma camada branca secava sobre os ferimentos – Deve cicatrizar em dois ou três dias, se quiser mesmo entrar para a Marinha, vai ter que estar bem para os testes- Jane terminava sua frase com um sorriso para a Alice ou Vermelha ou Mary.

Após Jane colocar o que sobrava de comida no cesto, todos se sentavam novamente no piso, e Greg voltava sua fala para Alice, explicando o que sabia sobre a marinha, ambos esperavam para que pudessem trabalhar juntos, mas como o rapaz havia dito, dependeria mais da sorte, Jane então interrompia a fala de Greg – Na verdade, Marco pode designar vocês dois para uma missão, então se eu fosse vocês, explicaria a situação para ele, afinal, vocês nos ajudaram bastante anteriormente, na verdade, vocês podem até nos ajudar na nossa missão atual, mas não posso falar mais nada – dizia a medica quando uma voz roca quebrava o silencio ao fundo.

-Caralho, meu rosto ta queimado? MARCOOOO!!, onde ta meu grupo? – indagava Gustav enquanto tentava se levantar, tocava seu rosto com seu braço esquerdo tentando arrancar as ataduras que ali haviam,  ficando sentando sobre a cama, durante sua movimentação várias faixas rasgavam devido aos músculos do homem, a cada movimento expressava um rosto de dor, Jane dava um pulo subitamente e tentava segurar o corpo pesado do seu superior – Por favor, não se mova senhor, o seu corpo está muito ferido – gritava em vão, o homem então apoiava sua mão na cabeceira e finalmente ficava de pé – Revolucionários filhos da puta, pensaram que os diamantes estavam conosco, imagine até saberem que os diamantes eram falsos hahaha, ei cadê meus dedos? – Olhava para sua mão direita, e nesse movimento via duas figuras ao fundo – Quem são vocês? - Perguntava o homem enquanto se agachava para não bater sua cabeça no teto do quarto, sua face ainda estava enfaixada, de modo que apenas um dos seus olhos ficasse visível, sua pele ainda estava avermelhada, mas ainda assim, era possível ver seus músculos rígidos e firmes, o homem aparentemente tinha uma grande força.


Willian West



Fabregas:
 
Marco:
 
Jane:
 
Gustav:
 



Status:
 

Ferimentos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
t4mpa
Civil
Civil
t4mpa

Créditos : Zero
Warn : I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 3010
Data de inscrição : 30/09/2015

I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?"   I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 EmptyQua 09 Maio 2018, 12:21


     
EM FIM SAINDO DA ILHA 5

Jane falou que meus machucados logo iriam cicatrizar, o que foi um alívio, como ela havia dito eles poderiam atrapalhar a fazer os testes para a entrada na marinha. Após a refeição voltei a conversar com Gregory.

- A marinha é uma organização militar que funciona com missões se não me engano, se nós dois tivermos a sorte de sermos designados para a mesma coisa nossa cooperação pode suceder bem, do contrário apenas temos de ser pacientes até que possamos trabalhar juntos-

Não via necessidade de Gregory explicar o óbvio para mim, mas felizmente Jane nos falou algo útil.

– Na verdade, Marco pode designar vocês dois para uma missão, então se eu fosse vocês, explicaria a situação para ele, afinal, vocês nos ajudaram bastante anteriormente, na verdade, vocês podem até nos ajudar na nossa missão atual, mas não posso falar mais nada-

Olharia atentamente para ela, ela novamente havia subido no meu conceito, para mim ela era a pessoa que deveria ser a líder desse grupo, claro que não conhecia as capacidades do homem ferido que estava na cama ainda, mas duvidava que ele seria mentalmente mais capaz do que a Jane.

-Alice–Obrigada pelho, gostaria muito de continuar a ajudar em sua missão após ter entrado na marinha.-

-Vermelha– O grandão está levantando-

Ela estaria ao meu lado esquerdo apontando com um sorriso malicioso no rosto para o homem que se levantava com certa dificuldade. Ele parecia um pouco confuso, não obedecendo as instruções da médica. Mesmo estando ferido causou um desconforto em Mary a fazendo colocar suas mãos sobre o cabo das adagas.

-Caralho, meu rosto ta queimado? MARCOOOO!!, onde ta meu grupo?... Revolucionários filhos da puta, pensaram que os diamantes estavam conosco, imagine até saberem que os diamantes eram falsos hahaha, ei cadê meus dedos? .... Quem são vocês?

Mesmo ferido ele aparentava ser bastante forte, mas não deixaria isso me intimidar pelo contrario me levantaria ficando na frente dele impedindo sua passagem para fora , pois sabia que não adiantava ele ficar gastando energia agora, seria muito mais útil ele se guarda para quando realmente fosse necessário. Olhando nos olhos dele eu falaria.

-Alice–Somos apenas dois civis que estão ajudando vocês a cumprirem sua missão.-

Minha voz sairia firme, tentando me impor ao grande homem o fazendo refletir, tentando convencer ele.

-Alice–No momento você está ferido, deve obedecer às ordens da doutora e se deitar na cama. Já que mesmo se não respeitasse não seria de nem uma ajuda, somente iria causar preocupação em sua própria tripulação. Descanse agora para que posso ser útil quando necessário, não adianta gastar energia agora.-

Olharia nos olhos do homem tentando ver se ele estava refletindo sobre o que falei, por fim falaria uma última coisa.

-Alice–Aposto que marcos ouviu seu grito e está vindo aqui para te dar um relatório detalhado de como foi a missão.-

Dizendo isso eu iria esperar para ver a reação dele se ele quisesse continuar indo para fora eu abriria caminho para ele, se ele voltasse para a cama e descansasse eu iria sair da cabine indo para fora, dando um pouco mais de privacidade para ele.

Se marco não tivesse ouvido o homem gritar o nome dele eu falaria.

-Alice– O homem que estava inconsciente acordou e quer te ver. -

Após isso iria encostar no mastro e deslizar nele até chegar no chão uma vez lá iria me encolher e ceder ao sono.




historico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Magma
Soldado
Soldado
Magma

Créditos : Zero
Warn : I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 010
Data de inscrição : 20/09/2014

I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?"   I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 EmptyQua 09 Maio 2018, 23:42

"Gustav (Viagem 05/06)" - 18


Music:
 


A súbita aparição de Gustav me surpreendeu um pouco, mas em seguida, eu voltei a mastigar o pão, pedacinho por pedacinho, enquanto observava e ouvia o que o homem alto falava.

Não pude deixar de associar ele ao outro homem alto que eu havia encontrado, até mesmo a maneira como se comportavam tinha certa semelhança, quando ele perguntou quem eramos eu não poderia deixar de franzir um pouco as sobrancelhas.

"Ele não reconheceu Jane? Ou não é tão inteligente ao ponto de perceber que nós não somos hostis a ele"

Pensei comigo mesmo, considerei que ele poderia estar atento em excesso, principalmente depois de sofrer um ataque de tropas revolucionárias, entretanto, o meu instinto interior me dizia para não confiar em ninguém, e era isso que eu estava fazendo, até mesmo Alice não pode deixar de escapar de minha profunda desconfiança, meu Tio havia me ensinado que eu deveria deslizar meus olhos em todos, independente do quão eu confiasse neles, ele usou de exemplo um caso em que ele estava com uma equipe de marinheiros, procurando um assassino em série. O Líder da missão era o Assassino em série, meu tio foi o único que o viu sacando a arma, e mesmo que ele tenha conseguido desarmar o homem, o marinheiro já havia matado vários outros do mesmo regimento.

- É como ela disse.

Diria indiferente, após as palavras de explicação de Alice

Não pude deixar de dar uma leve olhada para Jane, para tentar avaliar sua expressão atual, e outra olhada para Alice, para ver como se portava, naquele momento, ela poderia parecer tão fria como sempre e nesse caso, eu apenas me sentaria e apreciaria o show, enquanto saboreava algumas outras iguarias da mesa.


Não deixaria de dar uma boa olhada em Gustav, deslizaria os globos oculares por ele, tentando observar cada mínimo detalhe que ele demonstrava para nós.

Permaneceria na sala, mesmo após os acontecimentos, não me importando muito com o que aconteceria a seguir, mas instintivamente mantendo atenção aos mínimos detalhes da sala.

Quando tudo tranquilizasse eu continuaria sentado e fecharia os olhos, pensativo.

 













[/b]



Objetivus qrido narrator escreveu:

[X] - EU quero um AGASALHO PORRA.
[] - Ser o maior detetive do North Blue Carai.
[] - Preciso de Tabaco. então né.
[X][] - Perícia, Só em Anatomia Humana/Psicologia
[] - Resolver algum caso de assassinato, ou outro crime nessa fase da aventura..






Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

"Cada caso que eu pego encerro, oras, é elementar"

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Citação :

- Minha fala.
- Fala Npcs/Players.
"Pensamento"
Voltar ao Topo Ir em baixo
West
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
West

Créditos : 38
Warn : I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 8010
Data de inscrição : 12/03/2016
Localização : East Blue

I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?"   I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 EmptyQui 10 Maio 2018, 22:54



Narração
Gregory e Alice


A pressão na sala era enorme, a presença de Gustav tomava conta do local, apenas seu olhar causava tremedeira em todos ali presente, as pernas de Jane cediam e a moça não tinha outra opção senão sentar-se na cadeira, Alice por sua vez tentava acalmar o monstro a sua frente, após terminar sua fala, Gregory concordava com cada palavra dito pela moça; Após o breve comentário, um silencio dominava o local, era possível escutar a respiração de Gustav, algum de seus machucados da recente luta não estavam totalmente cicatrizados, de modo que começavam a escorrer um fio de sangue em alguns.

O rosto do Tenente era sério, suas sobrancelhas estavam franzidas lhe dando um aspecto monstruoso, o sangue escorrendo dos machucados apenas culminava na sua aparência dominadora, o homem dava alguns passos até ficar frente a frente com Alice, a moça não sabia o porquê, mas suas pernas começavam a tremer, sua respiração era ofegante, um fio de suor descia na lateral do seu rosto, não havia como ela fugir daquela situação, o marinheiro pegava a moça pela gola da sua camisa e levantava até que ela ficasse com seu rosto na altura dos olhos azuis do Tenente – Olha aqui fedelha, se me der alguma ordem de novo, eu afundo seu rosto com meu soco, você não sabe porra nenhuma da minha situação, eu sou um Tenente da Marinha, eu sou o líder deste grupo, agora me faz um favor e vai chamar os restos dos meus subordinados – soltando Alice no chão, naquele momento, todos os pelos do seu corpo estavam arrepiados.

Gustav apenas ignorava a presença de Greg e voltava a sentar na sua cama, Jane estava visivelmente  irritada, era possível ver suas bochechas avermelhadas, sua boca formava até um bico, mas não saia uma palavra, a garota sequer olhava para seu Tenente. Alice nem precisou sair da sala, assim que ela abriu a porta, Marco já estava próximo, então o rapaz simplesmente sentou na outra cama, Fabregas guia o barco, e preferiu não ver Gustav, o rapaz tinha um grande respeito, mas temia o Tenente – Entao Marco, qual a situação, o que aconteceu quando eu apaguei? – perguntava Gustav enquanto Marco olhava diretamente nos olhos do seu superior – Depois de segurar os inimigos, voltamos para te buscar, atracamos nosso barco numa ilha de gelo, estes civis nos ajudaram com mantimentos e lutamos contra alguns animais selvagens e a garota salvou minha vida, agora estamos indo para Lvneel passar o relatório para o QG, e por fim, eles querem entrar para a Marinha, por isso concordamos em leva-los conosco – terminava Marco, a personalidade do homem era completamente diferente, sua voz estava mais grossa, sua postura era rígida, sua feição seria, não lembrava nada do homem de antes – Certo, meu corpo ainda queima, o envelope esta seguro? – Marco afirmava positivamente com a cabeça – Essa informação vai nos ajudar a capturar o assassino do genro do Lorde, lembre-se que foi o Rei em pessoa que nos pediu para investigar o caso – enquanto falava, o sangue continuava a escorrer por seus machucados – agora peço que saiam da sala, a Dra.Watson deve cuidar dos meus ferimentos, e vocês civis, ajudem o Fabregas no que puderem – o homem deitava novamente na cama, e Jane rapidamente pegava seu kit medico para limpar os ferimentos, Marco saia da sala rapidamente, era possível ver um leve sorriso em seu rosto.


Willian West



Fabregas:
 
Marco:
 
Jane:
 
Gustav:
 



Status:
 

Ferimentos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
t4mpa
Civil
Civil
t4mpa

Créditos : Zero
Warn : I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 3010
Data de inscrição : 30/09/2015

I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?"   I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 EmptySex 11 Maio 2018, 13:12


     
EM FIM SAINDO DA ILHA 6

O clica havia ficado pesado, fazendo meu sorriso se alargar, pelo visto logo eu entraria em ação se continuasse assim.  Mary  já havia sacado suas Armas quando  o homem grande havia chegado perto de Alice, que por algum motivo estranho estava tremendo.  Talvez seja o corpo dela alertando sobre o perigo.

Minhas mãos também estariam tremendo, eu estava muito excitada, sangue, eu queria sangue. Assim que o homem pegou Alice pela gola da Camisa o controle da mesma fraquejou. Sim, isso era minha hora, eu deveria trazer a morte para todos que ameaçavam a Alice eu nasci pra isso, eu tenho prazer em fazer isso.

– Olha aqui fedelha, se me der alguma ordem de novo, eu afundo seu rosto com meu soco, você não sabe porra nenhuma da minha situação, eu sou um Tenente da Marinha, eu sou o líder deste grupo, agora me faz um favor e vai chamar os restos dos meus subordinados-

Um sorriso estava em meus lábios enquanto ele falava isso. Infelizmente para ele as palavras dele passavam por um de nossos ouvidos e saiam pelo outro, eu não me importava nem um pouco com o que ele dizia.  Eu só queria matar, matar, me sujar de sangue,  eu queira ver um olhar assustado no rosto dele.

Eu tentaria mover minhas mãos até onde estava minha adaga tentando fazer um golpe  horizontal com a mão direita  mirando o pescoço do homem, mas infelizmente minhas mãos não iriam se mover.  Elas estariam tremendo, eu não entendia  o motivo disso. Eu estava com medo?

-Vermelha– hahahahahahahahahahahaha-

Deixaria escapar uma risada de meus lábios por ter pensando que eu estava por medo mesmo que a ideia irracional tenha durado apenas um segundo. Eu não tinha medo de nada, eu iria matar esse homem ou morreria tentando , pelo menos iria tentar deixar uma cicatriz nesse homem.  Mas por algum  o corpo não respondia, era como se algo tivesse me segurando .

Não, eu não aceito isso, eu quero matar, eu tenho que matar, eu vou matar esse homem, eu vou matar a medica, eu vou matar o Marco, o carpinteiro e até o doentinho se ele entrar no meio. Obedeça-me corpo, me obedece. Uso todas minhas forças para tentar fazer meu corpo obedecer, mais infelizmente isso iria apenas resultar em apenas mais tremedeiras.
-Vermelha– grrrrrrrrrrrrrrr-

Um rosnado involuntário iria escapar de meus lábios enquanto eu fazia força pra mover meus musculo, Eu queria morder, cortar, amaçar ou perfurar esse homem. Eu quero destruir ele, mas a desgraça do corpo não me obedece. Por que, por que não de deixa fazer o meu trabalho? Eu tenho que eliminar as ameaças eu tenho que destruir esse homem!

-Alice–Eu já disse diversas vezes que não quero que ataque esse homem, saia do meu corpo agora. -

Ouço uma voz que não carregava sentimentos,  logo em seguida  me senti sendo expulsa do corpo. Mas por quê ? Eu ainda não tinha terminado meu trabalho isso não é justo.Eu quero ver ele sangrar !!

Voltando para o ponto de vista da Alice


Finalmente, eu havia conseguindo pegar o controle do meu corpo novamente. Eu nunca tinha visto a Vermelha me desobedecer dessa maneira, parecia que ela não estava me ouvindo.  Mas eu também nunca a havia impedido de atacar um alvo que havia me oferecido ameaça

Agora mesmo ainda veria a Vermelha escalando as costa do homem grande  e tentando esfaquear o mesmo, desanimada com suas tentativas não mostrarem nem um resultado. Mary estaria mais relaxada agora com suas  adagas guardadas novamente no lugar.

Eu não estava com o mínimo de vontade de ouvir sobre a situação da missão deles, então simplesmente sairia do  lugar os deixando conversar em paz. Meu corpo já estaria cansado com o dia corrido que tive hoje, e agora estava com uma enorme dor de cabeça, parecia que meus miolos tinham fritados.

Simplesmente procuraria um canto confortável e silencioso para descansar e me encostaria nele encolhendo e tentando dormir na esperança que a dor de cabeça melhorasse quando voltasse a acordar.
Caso não conseguisse evitar o ataque da Vermelha

Com meu golpe pegando ou não tentaria  colocar  meus dois pés no peito do oponente e empurrar com toda a força, fazendo ele me soltar ou então rasgando o colarinho de nossa camisa. Para me ver livre do agarrão do oponente.

-Vermelha– hahahahaa grandão vamos brincar!-

Falaria animada, tentando observar a reação do grandão. Se ele me atacasse em um golpe frontal tentaria me esquivar indo para a esquerda, se fosse um golpe vindo dos lados tentaria me esquivar dando um pulo para trás, se o golpe fosse viesse dos lados, mas ele continuassem avançado de modo que um pulo para tras não seria útil tentaria me esquivar vindo do lado oposto do golpe.

Se fossemos acertadas deixaríamos uma risada despreocupada enquanto falavamos.

-Vermelha–Finalmente um pouco de diversão!-


off: só estou seguindo a personalidade, na ficha fala que quando tudo da errado a vermelha aparece, e um cara sendo puto o suficiente pra fazer Alice tremer é mais do que motivo o suficiente pra vermelha aparecer.



historico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Magma
Soldado
Soldado
Magma

Créditos : Zero
Warn : I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 010
Data de inscrição : 20/09/2014

I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?"   I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 EmptySab 12 Maio 2018, 19:11

"Here comes the problem (Viagem 06/06)" - 18


Music:
 


Eu estive atento a todo o diálogo até então, minha expressão, tornou-se uma carranca com a intimidação de Gustav, Alice podia ter se tornado uma aliada a pouco tempo, mas continuava sendo uma aliada, e acima de tudo, uma mulher. Apesar de eu não a conhecer tão profundamente, eu saiba que mulheres tinham uma fragilidade psicológica natural, que podia se tornar uma grande arma ao favor dela no futuro, se ela tivesse o preparo necessário é claro.

Todavia eu não poderia deixar de relembrar os acontecimentos que se passaram na ilha e filtrar cada um deles. Re-formulei e repassei de maneira rápida e atenta todos os fatos que eu tinha acumulado de Alice em minha mente, seu estilo de combate a curta distância, suas súbitas mudanças de comportamento, eu havia alinhado tudo numa misteriosa teia de aranha mental, cujo o centro ainda era uma incógnita para mim.

Naquele instante, eu pude sentir cada músculo do meu corpo pulsando, de alguma forma desconhecida eu era capaz de sentir meu corpo trabalhando e minha mente se clareando, respirei fundo, mantendo o temperamento mais calmo possível a cada palavra que Gustav desferia, inconscientemente pegaria a manopla e a colocaria no punho direito.

Alice era considerada por mim, imprevisível, e muito, muito perigosa. Quanto mais eu a observava, mais eu sentia que ela era estranha e carregava consigo um desejo complexo e profundo de carnificina e dor, tal como conhecimento e aventura.

- Jane. Murmuraria a uma altura considerável, esperando que Jane percebesse o meu contato visual, faria um sinal com a cabeça para que ela se afastasse.


Por via das dúvidas, eu me concentraria o máximo possível e tentaria avaliar Gustav com os olhos, escanearia todo o seu corpo com minha visão e tentaria deduzir, através de fatos, o que aconteceria se uma briga se desenrolasse.

Apesar da tentativa eu mesmo interromperia o pensamento, assim que ouvisse sobre a missão da qual eles estavam falando, não poderia deixar de arregalar os olhos e sorrir.   "É PERFEITO! UM ASSASSINATO! UM PERFEITO PRIMEIRO CASO!" Pensaria e em seguida daria uma leve corrida até Alice, agarraria ela pelo braço e diria.

- Desculpe senhor Tenente, Não iremos interromper mais.

Não daria chance para Alice se recuperar, e simplesmente correria para fora da ala médica puxando-a pelo braço, claro, com delicadeza o suficiente para não acabar lhe causando danos durante o percurso, em seguida a deixaria do lado de fora da Ala médica e diria a ela.

- Mantenha-se no controle, Ataque esse homem e ninguém poderá te salvar da cadeia, nem você mesma, acalme-se Alice!

Usaria um tom de repreensão médio e calmo, para tentar fazer-la ficar o mais calma e controlada possível.


Em seguida eu faria um sinal para que ela me seguisse e iria até Marco, quando me aproximasse diria.


- Senhor Marco, preciso lhe pedir um favor, claro, sei que já pedi cigarros demais, entretanto é algo mais sério. Sabe eu ocasionalmente ouvi que vocês estavam num caso de assassinato, correto? Imagino que eu não devesse saber disso, mas, não se preocupe, eu irei entrar para a marinha assim que chegarmos a Lvneel, e na verdade, gostaria que o senhor desse a mim e a senhoria Alice uma certa ajudinha, compreende? Nós somos uma espécie de parceiros agora, e vamos tentar nos ajudar para crescer na corporação, saiba que Alice tem uma grande experiência com caça, principalmente por viver naquela ilha! E ao meu ver, assassinos não são muito diferentes de animais selvagens a serem caçados, entende?

Daria um sinal positivo com a cabeça e em seguida continuaria.


- Enquanto eu, tenho uma certa experiência com esse tipo de missão, assassinato e etc. Eu fui treinado por meu tio, um consultor da Marinha de Micqueot em casos difíceis desse tipo, e tenho uma certa experiência, como um detetive, entende?  E então, se puder me ajudar com sua influência, mesmo que minima, eu aceitaria de bom  grado e ficaria lhe devendo um favor, senhor Marco. Sabe, me colocar no caso com vocês.

Terminaria de falar, ofegante e um pouco nervoso, um caso era o que eu mais precisava agora, antes que eu entrasse numa depressão por ficar tanto tempo longe de um caso.

Entretanto, durante toda aquela loucura, eu podia ver uma espécie de Calmaria se aproximando, quando imaginava, quanto tempo faltava, para chegarmos a Lvneel.

 













[/b]



Objetivus qrido narrator escreveu:

[X] - EU quero um AGASALHO PORRA.
[] - Ser o maior detetive do North Blue Carai.
[] - Preciso de Tabaco. então né.
[X][] - Perícia, Só em Anatomia Humana/Psicologia
[] - Resolver algum caso de assassinato, ou outro crime nessa fase da aventura..






Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

"Cada caso que eu pego encerro, oras, é elementar"

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Citação :

- Minha fala.
- Fala Npcs/Players.
"Pensamento"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?"   I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 6 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?"
Voltar ao Topo 
Página 6 de 8Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Minion Island-
Ir para: