One Piece RPG
Stranger Family - Wild Tide - Página 12 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [Mini - Nice] A espada que dorme.
Stranger Family - Wild Tide - Página 12 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 19:35

» [M.E.P] Nice
Stranger Family - Wild Tide - Página 12 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 19:34

» [Mini] Albafica Mino
Stranger Family - Wild Tide - Página 12 Emptypor Makei Hoje à(s) 19:16

» [M.E.P] Albafica
Stranger Family - Wild Tide - Página 12 Emptypor Makei Hoje à(s) 19:15

» A primeira conquista
Stranger Family - Wild Tide - Página 12 Emptypor Rangi Hoje à(s) 18:19

» A Ascensão da Justiça!
Stranger Family - Wild Tide - Página 12 Emptypor K1NG Hoje à(s) 16:26

» JupaCity Adventures
Stranger Family - Wild Tide - Página 12 Emptypor BigDraon Hoje à(s) 16:01

» Mini-PuppetDragon JupaCity
Stranger Family - Wild Tide - Página 12 Emptypor BigDraon Hoje à(s) 15:58

» The Hero Rises!
Stranger Family - Wild Tide - Página 12 Emptypor Achiles Hoje à(s) 15:30

» [M.E.P] Koji
Stranger Family - Wild Tide - Página 12 Emptypor Proto_ Hoje à(s) 15:29

» A inconsistência do Mágico
Stranger Family - Wild Tide - Página 12 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 15:27

» [MINI-Koji] Anjo caído
Stranger Family - Wild Tide - Página 12 Emptypor Proto_ Hoje à(s) 15:27

» Pirata ? quer se juntar a 2º Frota do Pandemônio ?
Stranger Family - Wild Tide - Página 12 Emptypor Arthur Infamus Hoje à(s) 13:25

» Seagull Newspaper - Tragédia
Stranger Family - Wild Tide - Página 12 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 13:22

» Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!
Stranger Family - Wild Tide - Página 12 Emptypor Fran B. Air Hoje à(s) 13:01

» Meu nome é Mike Brigss
Stranger Family - Wild Tide - Página 12 Emptypor Shiro Hoje à(s) 11:59

» [M.E.P] Kan Kin
Stranger Family - Wild Tide - Página 12 Emptypor Shideras Hoje à(s) 08:58

» [Ficha] - Arthur Infamus
Stranger Family - Wild Tide - Página 12 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:15

» Arthur Infamus
Stranger Family - Wild Tide - Página 12 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:15

» Sophia Aldebaran Rockfeller
Stranger Family - Wild Tide - Página 12 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:48



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Stranger Family - Wild Tide

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 10, 11, 12
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 65
Warn : Stranger Family - Wild Tide - Página 12 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Stranger Family - Wild Tide - Página 12 Empty
MensagemAssunto: Stranger Family - Wild Tide   Stranger Family - Wild Tide - Página 12 EmptyQua 03 Jan 2018, 19:05

Relembrando a primeira mensagem :

Stranger Family - Wild Tide

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) piratas Royce, Raksha e Ken Rock. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Ken Rock
Pirata
Pirata


Data de inscrição : 27/05/2015

Stranger Family - Wild Tide - Página 12 Empty
MensagemAssunto: Re: Stranger Family - Wild Tide   Stranger Family - Wild Tide - Página 12 EmptySeg 07 Maio 2018, 12:23

#022

O maldito touro cego continuaria a sua busca nos ninhos, pararia por alguns instantes e alongaria a minha coluna enquanto olharia a minha volta para saber a situação das aves e do Royce. Para o meu espanto, aquele infeliz parecia já ter encontrando o tesouro a um bom tempo e estaria ali relaxando como uma puta depois do programa…

“Mas que filho de uma puta, e eu aqui simplesmente sem fazer porra nenhuma olhando esse touro burro e cego procurando as coisas no escuro! Mas que caralho de merda”

Me afastaria um pouco do touro e fingiria que estaria procurando em outro canto o tesouro ficaria calado e escutaria um possível diálogo entre os minks e se o touro me perguntasse alguma coisa, responderia atenciosamente o mesmo… - Vai se foder seu chifrudo de merda, procura essa porra direito no teu ninho que já estou ficando de saco cheio de porra de procurar!! Maldito aproveitador de merda….

E assim continuaria a minha movimentação até me aproximar do garoto gato, estaria com uma expressão feliz e ao mesmo tempo perversa devido às inúmeras coisas que passavam em minha cabeça, principalmente em como liquidar com o mink touro aproveitador.

Se por um acaso o gato começasse a se movimentar em direção da saída levando os tesouro consigo, não perderia meu tempo e aproveitaria a oportunidade do touro estar ali procurando o tesouro e não preocupado em erguer o seu escudo para se defender.

- Achei!... Sacaria a minha pistola enquanto verbaliza e dispararia três vezes contra o touro. Se ele estivesse de costa faria os disparos na parte central das costas, onde fizesse mais danos e o risco de errar fosse menor. Na opção de estar de lado ao meu campo de ataque, atiraria em seu braço, barriga e perna. E por último na posição frontal, escolheria o braço em que ele possivelmente fosse levantar o escudo ou em suas pernas.

Após a realização dos disparos, aplicaria um tiro em cada ave, mesmo que elas já estivessem acordadas e pegaria meu outro revólver e continuaria a disparar contra o touro, com o intuito de mantê lo ocupado e até mesmo deixá-lo  como petisco para as aves que teriam despertado. Lembrando que os disparos nas aves não seria com cunho fatal e sim para acordá-las.

Continuaria a recuar até a entrada dos túneis e continuaria o caminho. Caso visse o Royce escondido sorriria e continuaria a correr da melhor maneira que as minhas pernas permitissem. Na hipótese do maldito touro aparecer para me atacar, continuaria a atirar em se corpo forçando que o mesmo mantivesse o escudo erguido. Recarregaria as minhas pistolas e continuaria a atacar enquanto gritava para chamar a atenção do touro… - Que tal esquecermos o que eu acabei de fazer e negociarmos? Eu dou 0,5% do tesouro e deixamos tudo no passado! Olha que meio é uma maldita metade e você e sua puta mestra ficariam felizes!! O que me diz seu escroto ?.... continuaria a atirar alegremente.

Se o infeliz me atacasse, tentaria me abaixar ou simplesmente mudaria a direção e se nada disso fosse possível me jogaria no chão contudo e forçaria o mesmo a tropeçar em meu belo, másculo, azul e estropiado corpo tritônico.

Antes disso ou até mesmo depois de toda essa confusão o gatinho tenha conseguido ferir o inimigo ou até mesmo ele tenha deixado o escudo cair ou aberto alguma brecha, descarregaria minhas armas em seu peito, barriga, saco e pescoço! Resumindo, atiraria no infeliz por inteiro.

Uma vez que tenhamos conseguido parar o touro e colocado em seu devido lugar, recarregaria as armas e conversaria com o gatinho… - Uma coisa que eu não gosto do caralho dessa vida são filhos de uma puta como ele que tentam roubar pessoas educadas e civilizadas como eu e você!! Por isso que esse tourinho burro e cego vai se foder aqui!

Apontaria minha pistola contra a cabeça do mesmo e descarregaria uma das pistolas, pegaria a segunda e a descarregaria contra o seu corpo na região do peito. Recarregaria e depois utilizaria todo o meu vasto conhecimento em luta de rua e chutaria, com a perna boa, duas vezes o corpo do Touro (em lugares que não possuíssem armaduras ou coisa do tipo)... - Falei pra você que iria te foder inteiro seu filho de uma puta aproveitador de merda!

Uma vez que milagrosamente ele ainda estivesse consciente pensaria… “Mas que caralho!” … apontaria minha pistola em sua testa e dispararia. guardaria a mesma após repor a bala e iria aos finalmente. Seguraria os chifres do touro e usaria os meus belos e afiados dentes e removeria os chifres da cabeça do touro. Faria isso da melhor maneira para não me machucar e não estragar os chifres. Cuspiria o provável sangue que estivesse em minha boca e olharia para o Royce e ofereceria um dos chifres.. - Quer um? Dizem que dá pra usá-los durante o sexo, basta apenas você pegar a fêmea colocá-la na posição e coçar as costas dela com a ponta do chifre!! Deve ser muito boa a sensação Muahushuahushauhusa.

Guardaria o chfire ou os chifres, caso o gatinho não quisesse, revistaria as roupas do infeliz a procura de alguma coisa útil e depois seguiria em frente conversando com o gatinho… - Só falta a vagabunda!

Desceria pelo caminho que havíamos feito e assim que chegássemos próximo da entrada pararia e olharia para a saída. Se não conseguisse avistar nada, perguntaria ao Royce… - E aew gatinho? Consegue ver a vagabunda ou alguma coisa suspeita lá fora?... Aguardaria a resposta do lince, conferiria minhas pistolas, recarregaria caso precisasse, e começaria a correr na direção da entrada em uma espécie de trote.

Assim que saísse da caverna, brilharia com toda a minha intensidade a fim de cegar quem estivesse do lado de fora e assim que avistasse alguém fosse homem, mulher, travesti, sem sexo definido ou ambos os sexos, atiraria contra as pernas de quem estivesse por lá e depois me afastaria, buscaria ficar em uma posição em que eu pudesse olhar a entrada da caverna e a(s) pessoa(s) que havia(m) mandado o touro.

O inimigo poderia ter desviado dos disparos e então ficaria em guarda e se o mink resolvesse atacar o inimigo, simplesmente ficaria quieto e observaria junto com os meus pensamentos… “ Caralho, eu ainda não caguei hoje! Assim que chegar no navio vou dar aquela cagada de respeito! e depois quem sabe furnircar um pouco com a musculosa, a ruivinha navegadora e deusa dos tentáculos! Isso sim seria uma orgia desgraçada Muhaushuahushuahushauha”

Prestaria atenção na resposta ou na luta do inimigo com o lince. Mesmo observando não abaixaria a minha guarda e se notasse que em algum momento o inimigo estivesse levando vantagem ou fosse ferir o mink, aplicaria dois tiros contra o corpo do perverso oponente. Olharia a minha volta a procura de mais algum oponente e se o mesmo ali estivesse, procuraria me esquivar de qualquer ataque e depois atiraria contra o seu peito e cabeça.

E assim manteria a postura até a luta épica do lince terminar. Se por ventura o inimigo desistisse da luta ou simplesmente não tivesse chegado a lutar com o mesmo e resolvesse acudir o touro, cego e burro daria uma risada um pouco inesperada e falaria com o inimigo… - Ele deixou isso daqui cair enquanto vínhamos para cá! Acho que era importante e certeza que o cegueta vai precisar… Nesse momento arremessaria o chifre para cima na direção do oponente e assim que ele olhasse o objeto que fosse arremessado dispararia quatro vezes contra o seu corpo, daria mais alguns passos em suma direção e atiraria mais duas vezes em sua cabeça. Sacaria a outra pistola e atiraria todas as balas contra o seu corpo. …. - Pronto, acho que agora vocês estão parecidos!

Recarregaria minhas pistolas, pegaria o chifre e revistaria o corpo do oponente em busca de algo de valor e se não houvesse nada reclamaria… - Mais que merda, não tinham porraa nenhuma e ainda querem nos roubar!! Filhos de uma puta vesga….

Mas, caso o oponente não me desse ouvidos e simplesmente virasse de costas e fossem em direção ao seu companheiro bufaria e então pegaria o chifre e dispararia mais mais nova técnica… - Chiifre Encantadamente Azuuul !!... Meu foco seria o meio das costas e assim que o mesmo fosse lançado, sacaria as pistolas e atiraria o máximo possível de balas contra o seu corpo. Recarregaria e voltaria a atirar. Uma vez que o inimigo tenha sido abatido, revistaria o seu corpo em busca de algo de valor ou armas.

Feito a vistoria, sorriria para o lince e perguntaria se o mesmo queria ajuda. dividiria a carga com o mesmo e voltaria para o navio. Me manteria em alerta para possíveis ladrões e caso surgissem, simplesmente brilharia para cegá-los e depois alvejaria seus corpos malditos.

- Até que foi divertida essa caça ao tesouro!! Poderíamos fazer mais coisas desse tipo e vou te falar que me deu até uma ideia legal para montar o Sindicato! Vamos ficar ricos e enquanto nos divertimos uhsmauauhsuahmsua!

………

Possivelmente dentro do navio, alongaria o meu corpo e iria direto ao encontro da ruiva musculosa ou da ruivinha! Assim que as encontrassem, mergulharia em seus corpos com um abraço e esfregaria meu angelical rosto em seus seios…. - Cheguei meus amores!...

Daria um beijo na boca das mulheres com um sorriso largo retiraria minha blusa e começaria a gritar junto com o lince!

- MUUAHUAHUAHUAHUHA FESTA, FESTA FESTA, FESTA, FESTA mUAHUHSUHuhauhUH …. TODO MUNDO SEM CAMISA !!
Histórico:
 

Dados Player:
 


Objetivos:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mephisto
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Mephisto

Créditos : 111
Warn : Stranger Family - Wild Tide - Página 12 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 22
Localização : Wars Island (North Blue)

Stranger Family - Wild Tide - Página 12 Empty
MensagemAssunto: Re: Stranger Family - Wild Tide   Stranger Family - Wild Tide - Página 12 EmptyTer 08 Maio 2018, 08:29

O peixe, o gato e o desagradável.






O gatuno lá dentro vislumbrava seu tesouro que simplesmente era de fazer os olhos brilharem. Em primeiro ele apenas pegava o bau, era pequeno e bem leve e levantava tal sem problemas e caminhava um pouco saindo do lugar e carregando a coisa com ele, o boy questionava inicialmente ao tritão sobre o que ele estava fazendo. - Por que tá parado ai?- falaria ele de certo modo ele conseguia saber que ele não estava ajudando como deveria, enquanto isso Ken respondendo reclamava da lentidão do boi que o respondia igualmente. - Então ajuda peixe, se tá lento, vai e puxa.- mas o tritão notava perfeitamente o que tava acontecendo aqui, enquanto o seu parceiro parava um pouco colocava o baú no chão, e começava a ver a carta, enquanto deixava o touro cavar mais e mais. Ate que por fim. - Vamos-gara galo, já peguei.- falava o gatuno alertando Ken Rock, que ao ouvir tal coisa colocava o plano em ação, assim que notava que o felino caminhava para o túnel novamente, local por onde tinham vindo antes. Ken rapidamente vendo o mink de costas distraído, pegava suas armas e esperava acertar os tiros nas costas dele, entretanto, para aquela criatura estar de frente ou de costas não fazia diferença para com sua percepção.

Sim ser cego ali naquele caso era o ponto que se encaixava no mink em si, no momento que ouvia o click do revólver antes que ele atirasse já se jogava no chão, mas não a tempo de evitar o primeiro tiro que tomava nas costas, no momento que o barulho estrondava no local, os pássaros gigantes acordavam automaticamente, o grito agudo dos bichos podia ser ouvido, mas não satisfeito apenas que elas acordassem, ele dava um tiro em cada ave, e o boi estava com seus sentidos confusos levantando rapidamente com o escudo direcionado apenas mela memória e ofato, mas com a audição prejudicada daquele modo pelos tiros e os gritos dos bichos enormes. Ele não conseguia avançar muito, apenas se escondia atrás do escudo enquanto se preparava, ele podia lidar com os tiros mas a mistura de tal com o barulho das aves era demais pra o ouvido sensível que carregava, e ali mesmo ele demonstrava não conseguir sair do ponto que levantou apenas lidando com Ken. Mas não, ele não era capaz de fazer algo maior por enquanto. Ken continuava se afastando e falando coisas pra provocar mas nem mesmo isso ele diferenciava, a guerra de sons era grande demais pra tal.

As aves atacaram ele no momento em que podiam, uma única bicada daquele bicho nas costas e bem, ele já estava praticamente morto, ela adentrava nas costelas dele que não estava atento aquele movimento bloqueando as balas, o homem-morto corria em direção a caverna onde os outros estavam, mas infelizmente para ele era apenas um último momento, Royce que havia se escondido na lateral ali da caverna, no momento que o via o inimigo se aproximar em fuga, com o enorme rombo, rapidamente golpeava ele com uma estocada na traseira do joelho o fazendo cair automaticamente, de cara no chão, o homem estava morto, nem mesmo respirava, aquela bicada tinha perfurado o pulmão de tal. Mas ainda assim, não satisfeito, Ken atirava várias e várias vezes nele, falando certas coisas, mesmo que tal criatura não mais ouvisse, além de claro falar para o lince o por que de matar ele ali, mesmo que seu amigo não precisasse de explicações quando se pensava em tal, por fim, mordia o chifre do tal arrancando parte dele fora, cuspindo o sangue da boca posteriormente.

Cantarolando uma cantiga de roda, o felino partia rapidamente com seu tesouro na mão enquanto descia pelos tuneis, a descida deles era muito melhor que a subida, e rapidamente eles já chegavam ao que seria a base do local, Ken questionava o gato se ele via algo mas mesmo não obtendo uma resposta concreta, ele claramente estava certo do que faria, correndo velozmente para a saída ele saia de uma única vez, fazendo sua cabeça brilhar bem na frente de sua inimiga. O gato sem botas, no entanto, já largando seu bau puxava a espada, e Ken disparava contra a perna direita da mulher, acertando o tiro bem na canela, onde a bala ficava cravada, a mulher de belas madeixas negras se recuperando da cegueira rápida do brilho puxava sua espada, era uma Katana aparentemente, lâmina bonita e brilhante, com um design bem-acabado, o cabo negro grande para uma empunhada com duas mãos. -Maldito, o que aconteceu aqui!!- falava a mulher dando alguns passos para trás enquanto o lince a provocava, - Bonita noite não? Do jeito facil? Ou do dificil? Pois não haverá acordo entre ladrões. - ela rapidamente com a espada preparada o respondia com um ataque rápido com a Katana do qual Royce esquivava por reflexo. - Cada o Gustavo, o que fizeram com ele?- falava ela um tanto quanto irritada, já assim o espadachim, informava que não desejava interferência, aquilo era entre ele e a moça.

Logo na situação havia um ditado popular que ilustrava muito bem o que ele queria, ou na verdade… não era bem isso. - Não te ensinaram o que acontece com ladrão que rouba ladrão? - a mulher não entendia a finalidade daquele questionamento, mas, ainda assim, um pouco confusa respondia. - Tem 100 anos de perdão…. Qual a finalidade dessa pergunta?- falava com o olhar desentendido, logo percebendo que, ele imaginava uma resposta completamente distinta do que ela dizia. - Hunnn, então é isso que acontece? Sempre achei que tinha as mãos cortadas… Se-gara tem certeza, nyan? - a mulher sem muita paciência novamente questionava ele com um tom claro de irritação na voz. - Eu já disse, não me interessa essas coisas, onde está o homem que deveria voltar com vocês?- questionava a mulher que apenas naquele instante já acreditava que seu amigo estava morto, poderia ser que sim, ou que não, mas no fim das contas, não importava o que o gatuno respondesse, ela sabia que ele havia morrido, afinal ele tinha consigo um sinal, que deveria usar se as coisas dessem errado, o não uso disso, ao menos definia que foi uma morte rápida.

Já com ciência de que a mulher era uma espadachim, o gato flexionava suas pernas deixando a espada para baixo, para a execução de uma de suas técnicas, Solt, com o rápido dash que a mulher não esperava ver naquele momento, ele virava o gume da arma para que aquele golpe fosse com a parte sem corte, a força do impacto era grande e lançava a mulher ao chão, o que já mostrava que sua resistência ao menos, não era grandiosa. Aproveitando desse momento de fraqueza da moça ele então jogava o mapa no chão para que a mulher fosse atrás de seu subordinado, as palavras dele davam uma esperança falsa pra ela de que ele pudesse estar vivo ainda, talvez perto da morte mas vivo, ela podia fazer algo por ele talvez, mas e se… ele estivesse morto, arriscaria tudo por um homem sem vida? Ela pensava nisso naquele segundo entretanto agora ela não sabia se lutar contra o laranja valia a pena. Pegando o mapa do chão ela levantava com certa dificuldade, principalmente por causa da perna.

Mas de pé ela então olhava com certo ódio para o Lince. -Muito bem amigo, hoje a vitória foi sua, nos veremos outras vezes, pode ter certeza, e da próxima meu bando estará junto, e tenho muitos seguidores.- falava ela caminhando para a entrada do lugar já começando sua subida, ela poderia estar de mentiras apenas para fazer que eles não a seguissem ou coisas desse tipo entretanto diferente de Royce o azul não era assim tão pacífico, com o chifre nas mãos ele tentava chamar a atenção dela mas na realidade, ela não deixava que aquilo a fizesse virar, e logo em um movimento veloz. -- Chiifre Encantadamente Azuuul !!- e a pontiaguda estrutura voava em direção as costas da indigente, acertando bem no meio o que a derrubava. Ele dava mais dois tiros, que acertavam também o fazendo ouvir um gemido de dor, mas ela anda viva depois de tais girava pra dentro da área escura, não satisfeito o tritão em questão avançava para dentro para encerrar o serviço, mas apenas via a mulher segurando um braço ferido, e correndo já fazendo uma das curvas ali, ele preparava e ainda dava mais uns tiros, mas ela conseguia sair da visão dele, na curva que dava em uma bifurcação.

Ir atrás dela era inútil naquela situação desse modo, ambos partiam para o barco em uma caminhada, chegando na beirada da praia o azulão brilhava para que todos pudessem ver sua sinalização como um farol, quem estava no timão era o careca no momento que se aproximava da costa com o barco, subindo para o lugar a primeira coisa que o azul avistava era a ruiva titânica bem de pé no meio do barco. -Bem vindo de volta azulzinho.- e vendo ela ali, o galo rapidamente colocava seu rosto no meio dos seios dela, que correspondia a ação agrando a cabeça dele e espremendo ela bem ali toda sorridente, já pra Royce a cara era feia, de quem não gostava de ver ele ali, mas tinha de conviver, infelizmente se era pra abraçar tinha o pacote completo, e como o gato salvou a vida dela, uma vida por uma vida, estava em débito com cada um deles no momento exato. , em que nem mesmo conseguiu lidar direito com tal mulher, entretanto tem uma dívida que ela não esqueceria. -Mas acho que você precisa lembrar de uma coisa não tritãozinho, nossa aposta mais cedo.- e aquele sorriso um pouco diabólico surgia no rosto dela. -Mais cedo você disse que queria isso não é?- falava ela apontando pra baixo enquanto tinha no rosto a malicia completa na ideia. - Muito bem, você vai ter, mas eu comando, vai ser do meu jeito, e vai ser naquele trono bem ali, mas não ainda.- falava ela apontando pra o que seria o trono que Ken queria. -Lembra aquele vestido vermelho lindo? você vai vestir ele.- Antes de tudo os 5, Toretto, Royce, Ken, Nataly, Big G, Akuma se juntavam na cozinha (Que deve ser a maior cozinha dos 5 mares ashashuhasasuhas) onde abriam o tesouro conseguido e gritavam em comemoração, o brilho que saia do bau encantava a todos, que comemoravam junstos grintando em unissono, mas onde estavam Layla e Cassandra?
---------
Alguns momentos atrás Layla continuava sua conversa com a cozinheira, que, por fim, tomavam a decisão de ir beber juntas, a garota, no entanto, antes de tudo tinha uma coisa que lembrava na cabeça, ela não tinha bebidas consigo, e na realidade isso poderia ser o primeiro empecilho nas suas ideias. - Vamos sim, tem alguma bebida na cozinha?- E a sirena dava uma leve risadinha ali, até por que não esperava que a ruiva a estivesse chamando sem ter o estoque de bebidas, mas logo ela explicava a situação em que o navio se encontrava. -Bem, eu acredito que esse navio vinha de uma viagem muito longa e complicada. Já que ele tinha quase nada de mantimentos, e as bebidas que tinham, estavam em estado impossível de tomar. Eu tive de conseguir algumas das coisas que você comeu, por fora daqui, longa história haha.- falava ela explicando para tal. E de fato a teoria dela era o que ocorrera naquele barco, eles passaram por viagens bem turbulentas, e por tal motivo, Toretto estava mais cedo reformando vários buracos, que tinham sido causados ao longo desta provavelmente.

Mas pela sorte a garota sabia exatamente onde encontrar bebidas, ela lembrava do caixote da mulher de mais cedo pegando 4 garrafas pra si e entregando 4 pra Sirena, cada uma de sabor diferente, vinho, hidromel, aguardente e whiskey, eram as bebidas que a jovem levava de dentro do caixote. - Boa ideia, achei que isso tivesse se perdido dentro do mar, não pensei que alguém tivesse pegado de alguma maneira de volta.- Falava ela imaginando que não fosse layla a trazer aquilo pra cima, provavelmente teria dedo de um dos tritões, já que por mais que ainda perto ali da costa, a caixa era muito pesada, e o mar fundo para alguém normal pegar tal coisa seria difícil. - Mas pra onde vamos? ficamos na cozinha mesmo?- mas a ruiva daquele modo mais misterioso, pedia que ela seguisse, era o lugar onde antes ela tinha ido na exploração do navio, um quarto onde deveria dividir com a sirena no futuro, ao menos na sua cabeça as coisas eram desse modo. Chegando no local a ruiva sentava ao lado da porta, uma boa escolha, visto suas manias de sentar no chão para beber, ela rapidamente goleava a primeira garrafa que era o vinho, e depois abaixava um pouco antes da próxima dose para recuperar o fôlego.

Já Cassandra sentava na cama que estava ali abrindo também uma das garrafas, e começava a beber. -Esse barco é bem diferente do anterior, parece bem maior também.- comentava ela observando o tamanho do quarto que as duas estavam enquanto Layla dava um desabafo sobre o que sentiu durante todo o dia que esteve lutando, e claro a semana, talvez o mês.- Agora a noite começou a melhorar, eu precisava disso depois desses dias, sinceramente nem faço ideia de como as coisas aconteceram sabe? Foi tudo jogado assim na minha cara duma vez, mas quando olho pra trás parece divertido.- aquilo era uma colocação interessante, por mais que não, fosse exatamente como a sirena se sentia em relação a o ocorrido, afinal diferente da ruiva ela estava vivendo dias parecidos de certo modo a algum tempo. - Foi um dia interessante, desde a subida até aqui, um pouco cansativo também.- falava ela

Considerações:
 




____________________________________________________

Make love, not war


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Furry
Game Master
Game Master
Furry

Créditos : 62
Warn : Stranger Family - Wild Tide - Página 12 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Stranger Family - Wild Tide - Página 12 Empty
MensagemAssunto: Re: Stranger Family - Wild Tide   Stranger Family - Wild Tide - Página 12 EmptyTer 15 Maio 2018, 07:52





Royce

Fury Furry


Embora possuíssem dinheiro, um grande barco, vida e liberdade os aventureiros não possuíam bebida para realmente poderem festejar. E mesmo se as tivessem o jovem gatuno não avistava a cozinheira o que de certa forma frustrou os planos tão bem quanto a falta de bebida.


Como a noite também havia chego e o dia havia de muitas emoções o jovem acabou se vendo indo pro quarto antes do esperado. O tesouro? Este foi guardado próximo a cozinha no porão do navio… Já Royce subiria para sua cabine na parte traseira do deck com um pouco de comida e muito cansaço.

Em seu quarto o jovem não tardaria em se jogar na cama para por fim se permitir relaxar.

- Foi um dia difícil, nyan. - comentou e começou a comer.

No entanto…Proveitoso! - reverberou a voz de Shizuka como se vinda do próprio cômodo.

- É...Proveitoso. - Royce sorriu.

Aproveitando o momento de sossego o jovem gatuno retiraria de suas coisas o livro de anatomia que havia comprado com Karthus e começaria a revisá-lo. Havia-o lido mais cedo quando ainda estava junto ao velho ‘sabixão’, mas enquanto o sono não vinha achou que era uma boa coisa a se fazer e assim leria até adormecer.


Shizuka o deixou tranquilo em sua leitura, mas por quanto tempo essa tranquilidade poderia perdurar ao lado da coelha insana?




”objetivos”:
 

Histórico:
 

”Dados da Ficha”:
 




____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ken Rock
Pirata
Pirata
Ken Rock

Créditos : Zero
Warn : Stranger Family - Wild Tide - Página 12 9010
Data de inscrição : 27/05/2015

Stranger Family - Wild Tide - Página 12 Empty
MensagemAssunto: Re: Stranger Family - Wild Tide   Stranger Family - Wild Tide - Página 12 EmptySex 18 Maio 2018, 10:05

#022

Comemoraria com todos na cozinha me divertiria e daria gargalhadas para extravasar todo o caos que vivemos naquele dia. Realmente foi um dia bizarro, parecia até que estaríamos a meses naquela ilha. Afinal foi uma bela diversão até agora e a comemoração me lembraria uma necessidade básica de todo o homem existente nesse mundo, que seria comer.

Me acomodaria ao lado da ruiva musculosa e sorrateiramente passaria a mão na bunda dela com um grande apertão, com os dedos procuraria preencher o máximo daquela região e diria a mesma.... - Acho que quem tem que vestir o vestido vermelho é você! Afinal, quem salvou esse rabo da morte quando fomos pegos pelos inimigos fui eu! Então acho que mereço uma bela recompensa não acha?

Daria um leve tapa e sairia da cozinha indo em direção ao meu trono, caso a partilha do dinheiro estivesse sendo feita pegaria a minha parte antes de sair. Uma vez no trono, ficaria pelado e sentaria de pernas abertas deixando a possível briza do local refrescar minhas belas bolas azuis!

"Ai caralho, que relaxante essa porra! e Por falar nisso, a mamadeira está cheia de leite para aquela vadia musculosa tomar!"

Se ela chegasse vestindo o maldito vestido vermelho, sorriria e como um cavalheiro cortejaria a dama ... - Muito bem, gostei de ver que além de musculosa, lutadora, você é bem obediente! O suas malditas bochechas vermelhas combinam com você gostosa (caso estivesse com vergonha) agora Fique de joelhos e como uma boa vadia que é saboreie a mamadeira carregada de leite tritão!

Repousaria uma de minhas mãos sobre a sua nuca, de vez em quando faria força para baixo e inquieto olharia para os lados com um pensamento maquinando em minha cabeça..."Caralho, não vejo nenhuma cortina por perto porra! Onde vou limpar o Grand Titan Ken Rock Jr depois que essa vagabunda terminar o serviço?"

Quando estivesse por satisfeito, liberaria um pouco da vitamina para a ruiva se alimentar.... - Muito bem vadia, agora que está um pouco alimentada, mostre o que você sabe fazer com esses músculos! ..  aplicaria dois tapas em suas nádegas e cruzaria os braços em minha cabeça aproveitando todo o trabalho da ruiva.

Em alguns momentos mudaria as posições e aproveitaria ao máximo. Quando estivesse chegando próximo do fim olharia para o rosto dela e diria de forma carinhosa! - Vadia, quer um creme facial ou quer ser a puta dos meus filhos ?.... esperaria à resposta dela e não aceitaria uma terceira opção e finalizaria em um desses dois locais!

Ao terminar, sentaria no trono e mandaria ela repousar em meu colo, apreciaria o horizonte e após alguns minutos retornaria do começo com um sorriso safado no rosto.

Porém (se por um milagre de forças maiores) a ruiva insistisse em que eu colocasse a porra do maldito vestido vermelho, me levantaria ereto e nu, arrancaria o vestido de sua mão, vestiria e após terminar diria a ela ... - Foda-se, o que importa pra mim é o prazer! Fica de quatro que agora você será comida pelo mestre ereto dos vestidos vermelhos!... E assim foderia com a ruiva musculosa a noite inteira das formas mais bizarras (não vou colocar o que passa na minha cabeça, pq serei banido) e é claro sem nenhum tipo de pudor, luxuria total naquele momento com a ruiva musculosa.

Após terminar  a putaria, retiraria o vestido, ficaria novamente pelado e diria pra ela... - Vamos sem a porra do vestido!
E dessa vez bombaria fortemente a ruiva por trás e de uma forma agressiva estapiaria sua bunda, mudaria as posições algumas vezes e finalizaria despejando todo o amor de quem sobre o seu rosto!

iria me sentar no trono, caso não estivesse, e lá ficaria sentado admiraria a vista enquanto limpava o magnífico Grand Titan Ken Rock Jr no vestido vermelho.
Histórico:
 

Dados Player:
 


Objetivos:
 

____________________________________________________

Legendas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mephisto
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Mephisto

Créditos : 111
Warn : Stranger Family - Wild Tide - Página 12 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 22
Localização : Wars Island (North Blue)

Stranger Family - Wild Tide - Página 12 Empty
MensagemAssunto: Re: Stranger Family - Wild Tide   Stranger Family - Wild Tide - Página 12 EmptyQui 24 Maio 2018, 20:53


Infelizmente na olhada do tesouro apenas metade estava ali, eram 5.000.000 e a capa e diário, nada mais passava, talvez outra parte tivesse ficado no caminho, ou nunca foi pega. No quarto Layla e Cassandra estavam se tornando... Próximas, no quarto, apesar de nada ter iniciado seriamente ainda, enquanto Royce decidiu partir para seus aposentos, talvez ele fosse quem mais havia mudado depois de tudo que assistiu , sofreu e sentiu em cada dia que se passou. Ken tentava de todas as maneiras se livrar do vestido que era por um acaso o que mais incomodava ele. - Infelizmente ele é uma peça indispensável nessa noite. Sem vestido sem brincar.- Ken por um tempo ainda não queria mas, no fim das contas se levantava da cadeira só com a pele cobrindo o corpo e vestia aquilo, o que importava de verdade agora estava na mente dele. - Muito bem agora nós podemos começar. - mas a segunda ordem dele, era a que ela não queria no momento. - Não não você senta no trono, e eu trabalho.- Falava com um sorriso no rosto o que, no fim os dois puderam compartilhar sua noite, o que acontecera ali? bem essa fica para o próximo estágio dessa história, onde um peixe puto, um gato e uma humana podem viver juntos.  

See You Space Cowboy....


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:
Avaliação


Royce


Perdas:
● 660 Mil + 700 Mil dados a Layla OK.
● 100 Folhas de papel OK.
● 2 lápis OK.
● Roupas diversas OK.
● Bussola OK.
● Luneta OK.
● Mapa do North OK.
● Diário de Bordo OK.
● Espada Lvl 1 OK.
● 2x Seringas OK.
● 1 x Morfina OK.
● 1 x Anestesico OK.
● Navio Animal Kingdom OK.


Ganhos:
● Perícia Anatomia Comprada  500 Mil OK.
● Perícia Primeiros Socorros OK.
● Bandagens x20usos: 25 Mil OK.
● Linha para Sutura x20usos: 25 Mil OK.
● Agulha para Sutura: 25 Mil OK.
● Alcool 1L x6usos: 25 Mil OK.
● Morfina x3usos: 60 Mil OK.
● Seringas x3 – roubadas. OK.
● Katana Lvl 2 OK.
● Par de Hook Swords OK.
● 10M de corda OK.
● Eternal Pose - Rota 6 - Eimergh Negado.
● 10.000.000 Tesouro (Valor será dividido entre os tripulantes) Negado. Serão apenas 5.000.000 berries.
● Diário do Corsário OK.
● Capa do Corsario OK.
Explicação:
 
● Navio Brigue  OK.
“Pone Racer”:
 

● Vantagem Liderança  Negado. O player necessita desenvolver mais este aspecto para ganhar a vantagem.

● NPC acompanhante OK.
NPC ACOMPANHANTE:
 

● Desvantagem Fantasia OK.
Spoiler:
 


● Mudança de personalidade OK.
“Mudança na Personalidade”:
 


Relação de personagens: O player faz OK.

Exp: 15
EdC: 15

Localização: Farol OK.

Ken Rock


Perdas:
● N/A OK.
Ganhos:
● Antebraço esquerdo lesionado (0/8) OK.
● Corte na testa (0/7) OK.
● Coxa direita Lesionada (0/7) OK.
● Costelas fraturadas (0/6) OK.


Relação de personagens: O player faz OK.


Exp: 13
EdC: 13

Localização: Farol OK.


Layla


Perdas:
● 1 Garrafa de Vinho OK.

Ganhos:
● Tesouro de Ymir OK.
Tesouro de Ymir:
 
OBS da Tia : A imagem das botas eu peço na atualização, quero achar algo legal até lá.
● Pericia Acrobacia (Comprada) OK.
● Pericia Furtividade Negada. Ela não fez.
● 200.000 (Dos 700.000 dados pelo Royce) OK.
● Ombro Lesionado (0/5) OK.
● Cotovelo Fraturado (0/5) OK.
● Região do Maxilar Inchado (0/6) OK.
● Costelas Fraturadas (0/8) OK.
● 1 Garrafa de vinho OK.
● 1 Garrafa de Hidromel OK.
● 1 Garrafa de Aguardiente OK.
● 1 Garrafa de Whiskey OK.
● Log Pose OK.


Relação de personagens:
●  O player fará posteriormente OK.

Exp: 13
EdC: 13

Localização: Farol OK.

Créditos: Mephisto - 5 créditos.

____________________________________________________

Make love, not war


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Stranger Family - Wild Tide - Página 12 Empty
MensagemAssunto: Re: Stranger Family - Wild Tide   Stranger Family - Wild Tide - Página 12 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Stranger Family - Wild Tide
Voltar ao Topo 
Página 12 de 12Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 10, 11, 12

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: West Blue :: Ilusia Kingdom-
Ir para: