One Piece RPG
Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» O vagabundo e o aleijado
Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 Emptypor Tensei Hoje à(s) 5:11 pm

» V - Into The Void
Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 12:09 pm

» A Aparição de Mais Um Meio a Tantos
Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 Emptypor Vincentão Hoje à(s) 10:32 am

» Unbreakable
Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 Emptypor Ainz Hoje à(s) 6:23 am

» O Ronco do Bárbaro
Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 Emptypor West Hoje à(s) 6:11 am

» [mini-nickgames1234] *East Blue*
Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 1:18 am

» [Fiction] — The Legend
Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 Emptypor GM.Noskire Ontem à(s) 4:46 pm

» [Mini-Rosinante-san] O homem que quer ser livre
Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 Emptypor Rosinante-san Ontem à(s) 3:23 pm

» Mini - Serana
Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 Emptypor Serana Ontem à(s) 2:42 pm

» Bizarre Adventure: Smooth Criminal
Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 Emptypor Achiles Ontem à(s) 7:37 am

» [Ficha] Pandora
Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 Emptypor ADM.Senshi Sex Nov 15, 2019 7:20 pm

» ~ Mudanças Importantes ~
Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 Emptypor DEV.Ryan Sex Nov 15, 2019 6:45 pm

» Cap. 1: Laços entrelaçados, as chamas da revolução se erguem!
Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 Emptypor Wesker Sex Nov 15, 2019 5:54 pm

» Apenas UMA Aventura
Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 Emptypor Van Sex Nov 15, 2019 5:00 pm

» De pernas pro ar! A revolução de Yumi
Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 Emptypor Akuma Nikaido Sex Nov 15, 2019 11:00 am

» Cap I: Veneno de dois Gume
Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 Emptypor Noelle Sex Nov 15, 2019 10:12 am

» Retornando para a aventura
Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 Emptypor rafaeliscorrelis Qui Nov 14, 2019 6:00 pm

» [Mini - Asin] - Seja o Equilíbrio
Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 Emptypor TheJoker Qui Nov 14, 2019 9:44 am

» Desventura 3.5: O treino para Grand Line
Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 Emptypor TheJoker Qua Nov 13, 2019 1:54 pm

» MEP Serana
Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 Emptypor TheJoker Qua Nov 13, 2019 12:49 pm



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5 ... 10 ... 16  Seguinte
AutorMensagem
Makei
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador


Data de inscrição : 07/08/2017

Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !    Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 EmptySeg Jan 08, 2018 1:25 am

The emperor of Sea




Era engraçado como um dia poderia começar de uma maneira ruim e continuar a piorar com o tempo, tudo parecia como uma noite de sono ruim onde seus sonhos pareciam lhe pregar uma peça de mal gosto ao brincar com eles, junto dos sentimentos de raiva, frustração e indignação o garoto de cabelos ruivos sentia como se cada gotas de chuva que caia sobre o seu corpo pareciam simplesmente querer limpa-lo daqueles sentimentos ruins, mas em contra proposta os seus desejos mais internos grunhiram por uma resposta que os deixassem gritar para o mundo todo ao demonstrar sua total insatisfação, era engraçado como a vida parecia brincar com você... Tudo começou com o desejo de simplesmente ajudar uma família, mas quem diria que suas habilidades se viriam contra ele ? Tantas qualidades... Tantas maneiras de resolver os seus problemas e infelizmente o seu maior erro, ele, era o suficiente para fazer as coisas seguirem um caminho totalmente errado, tudo jogado ao lixo... Mesmo que ainda parecesse seguir pelo pior caminho, a redenção lhe foi oferecida, pelo menos era o que poderia ser pensado por qualquer um em sua situação nesse momento, mas sua confiança apenas o fazia continuar a acreditar que aquilo era algo predestinado a acontecer de uma maneira ou outra, hilario, já que tal confiança foi literalmente jogada fora pouco tempo depois ao ver como brincar com a vida era, sabe o pior? Ignorado... Tudo havia sido jogado novamente escada abaixo, culpas ? Só havia uma palavra que se encaixava nesse dia em sua cabeça "Tritões". Novamente na estaca zero e sem saber direito o que fazer, ele apenas poderia se apoiar a duas garotas que nem conhecia direito para talvez lhe fazer sentir um pouco melhor, seria esse um caminho certo ? Nem ele sabia...

"" Não falei  ?! Eu sabia que essa porra era uma Menina Super Poderosa ! Nunca que eu confundiria o tamanho dessa cabeça desproporcional ! (ノ◕ヮ◕)ノ  ""

Apesar de uma história estranha inicial a garota gato se apresentava como uma Mink, algo estranho para o garoto que nunca havia visto algo do gênero, apesar de ser uma novidade descobrir sobre tal raça, o dia parecia seguir de maneira tão ruim que o garoto nem estava ligando tanto assim para isso, respondendo de maneira sarcástica ao ver um "Gato" curioso sobre o que seria um tritão.

- Oshee, com essa cabeça de gato ai e não sabe o que é um Tritão ? Achei que você seria a que mais saberia sobre esse assunto, shshshshshshs. Basicamente são peixes grandes com duas pernas que andam por ai, isso não é ótimo ? -
"" Que porra de risada foi essa ? Caralho, tinha nada melhor pra escrever não ? ""

Por mais engraçado que fosse, sua resposta não era totalmente certa e nem errada, porém o suficiente  para causar uma expressão de choque em Kariel que logo o respondia de maneira impertinente, forçando o garoto a respondê-la de maneira bruta e sarcástica.

- Nossa, e eu achando que essa cabeça grande ai servia de algo, mas pelo jeito só serve de enfeite mesmo, por acaso usa para assustar os outros a noite ? -
"" Hey, por acaso está tentando roubar o meu trabalho ? Se ta louco mermaun ? Só eu posso chamar ela de Cabeçuda ! Te meto bala rapá !  ̿̿ ̿̿ ̿̿ ̿'̿'\̵͇̿̿\з=( ͠° ͟ʖ ͡°) ""

Sabia que logo viria uma resposta a sua provocação, realmente não acreditava que a Mink se manteria calada diante de suas palavras, por isso o garoto já tinha algo preparado na ponta da língua de contra medida para ela, com um tom de voz arrogante e orgulhoso ao citar a sua própria pessoa, passando seus dedos sobre seus cabelos rubros o garoto demonstrava como se aquilo fosse algo obvio para todos e uma das maiores maravilhas do mundo, porém ao citar a garota, com seu dedo apontado para a mesma, poderia ser sentido um pouco de desprezo dependendo da maneira que a mesma o respondia previamente.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

- Sabe quem eu sou ? Eu sou aquele escolhido para ser o Imperador dos Mares ! Enquanto você ? Quem diabos é você ? Só vejo um gato feio todo molhado com os olhos esbugalhados pelo fato de ser um Gato Cabeçudo ! -
"" NOFFA ! "Eu sou o Imperador dos Mares" "Quem diabos é você ?" ARRASA AMIGA ! (ノ◕ヮ◕)ノ*:・゚✧ ✧゚・: *ヽ(◕ヮ◕ヽ)""

O atrito poderia ser sentido escorrer pelo ar, enquanto veneno parecia encharcar pelo chão, sabia que isso não acabaria tão cedo e estava disposto a continuar sua trocação de farpas até que provavelmente um dos dois saíssem com um olho roxo ou talvez até pior, mas para o seu azar, isso veio a ser interrompido por Alipheese de uma maneira estranha, seu tom de voz não parecia de uma maneira agressiva, mas aquilo parecia tão estranho... Será que isso é o que as pessoas chama de "Tomar Bronca" ?

Logo a surpresa parecia sumir ao ver a pós-reação da garota, o embaraçamento parecia te-la contaminado por completo ao se expor de tal maneira, era algo um pouco adorável ao ponto de caso Lynn falasse que não tinha uma leve vontade de judia-la de uma forma "Carinhosa" estaria mentindo.

- Tch. Eu acho que eu realmente deveria lhe morder, posso ? Nhac, Nhac -
"" Nada que isso não resolva. [̲̅$̲̅(̲̅ ͡° ͜ʖ ͡°̲̅)̲̅$̲̅] ʕ•ᴥ•ʔ ""

A maneira que Lynn mudava a sua maneira de ser, era algo incrível, a poucos instantes estava indignado e furioso por causa dos tritões, depois havia se metido na pequena "Briga" verbal com Kariel e agora simplesmente estava agindo de maneira totalmente diferente, apesar que era impossível para o garoto perder essa oportunidade de atiçar a garota, sabia que talvez não fosse o ideal, mas vê-la dessa maneira era algo um pouco irresistível de lidar, por isso fez uma pequena brincadeira ao se aproximar um pouco dela com um sorriso no rosto e dando duas leves mordidas no ar antes de se virar para a Mink novamente, seu tom de voz soaria calmo, quase como se houvesse esquecido da trocação de farpas ocorrido entre os dois, mas poderia ser sentido claramente o veneno se espalhar ao chamar por seu nome.

- Vou deixar passar a sua insolência dessa vez por causa da pequenina, só pra você saber, KA-RI-EL. -
"" Isso, deixa o veneno escorrer. ssssssssssssssss (°,,°) ""

Tudo parecia finalmente se resolver, mas já foi avisado que hoje era um dia de surpresas ? Acho que não... Uma mulher parecia haver ter se interessado no pequeno grupo, sua maneira de falar e agir lhe eram estranhas, não pareciam talvez "Sinceras" ? O Garoto talvez por entender um pouco melhor do que se passava, poderia entender as suas palavras um pouco de maneira diferente do que havia se expressado, sentia que havia algo a "Mais", mas a curiosidade e a oportunidade de fazer algo era realmente tentadora, não sabia se devia simplesmente seguir as suas vontades e ir atrás da mulher ou o que as pessoas consideram "Correto" ao observa-la ir embora.

- REEEEQQTCHIMMM ! -
"" AHSUAHSUAHSUAS, que porra de espirro foi esse ? ""

Como se seus problemas não pudessem piorar, eles continuavam a evoluir de maneira impressionante, claro, para um lado ruim... Com um espirro e a brisa gelada o garoto já sabia que não eram boas noticias, já que provavelmente isso significaria mais um fator ruim em seu dia, a gripe.

- Er... Acho que peguei uma gripe... -
"" Ah, jura ? Nem deu pra perceber, relaxa, narrador jaja te trolla mais. Kekekekeke. ( ͡°( ͡° ͜ʖ( ͡° ͜ʖ ͡°)ʖ ͡°) ͡°) ""

Sentindo a coriza começar a agir sobre suas narinas o menino sabia que não podia perder muito tempo para se decidir, se estava tão indeciso sobre o que fazer, não custava nada ver o que as pessoas ao seu lado iriam fazer, se caso elas  fossem atrás da mulher, o garoto não queria ficar para trás de maneira alguma, mesmo com as desavenças que havia tido com a Garota Mink o garoto sabia de seus objetivos nesse momento.

- Uh... Erg... Qual o seu nome mesmo ? Que seja, você por acaso conhece aquela mulher ? Se sim, quem é ? Ahh ! Onde fica o banheiro ? Aceito um remédio para gripe se vocês disponibilizarem também... -
"" (>ლ) ""

Na duvida, Lynn não demoraria para perguntar para Sheppard se ele sabia de alguma coisa, talvez o rapaz fosse mais informado que os três e pudesse oferecer alguma dica ou opinião sobre as falas daquela mulher misteriosa que os ajudassem a decidir o que realmente fazer.


Histórico:
 
Objetivos:
 
off¹:
 
off²:
 
off³:
 

Créditos a @[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
SraVanuza
Membro
Membro
SraVanuza

Créditos : 12
Warn : Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 10010
Data de inscrição : 13/12/2017
Idade : 21

Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !    Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 EmptySeg Jan 08, 2018 5:14 am



Be a pretty bitch!



Ai que agonia essa sensação de fracasso, mas não foi bem isso que estava acontecendo, o mundo é assim. Algumas horas vão bem, outras vão mal, outras parecem que o mal era o bem, por que ta muito pior. E depois você desiste, mas nesse caso, Kariel estaria firme e forte nessa correnteza de azares e sorte. Ai por que toda essa melancolia, tinha algo que estava na sua cabeça, era aquele garoto irritante, além de simplesmente ser útil e se calar, solta insultos gratuitos. Mas se queriam pagos. Kariel indignada por ouvir tamanho desaforo.

-Não sei por que seria ótimo e não sei qual a relação do tamanho da minha cabeça com uma informação a qual não possuo! - Seu tom de voz parecia surpreso, por ser chamada de burra por algo que era fora de seu conhecimento, mas isso não ficaria barato, não mesmo. Com um tom de voz ainda mais debochado.

-Mas isso é meio estranho, eu tenho uma cabeça grande?  Não sei dizer, mas se tenho é para comportar meu cérebro que serve para pensar, mas no seu caso, sua cabeça serve para que mesmo? Ah entendi, dar um peso extra para que o vento não te carregue por isso.. Afinal... Magro, mas não é rápido, cabeçudo, mas não é inteligente... Você é quase uma planta, só que não tão útil e nem tão saboroso… - Com o final de sua frase, soltaria um belo sorriso, tiraria um peso enorme de suas costas, botando aquela caçamba de lixo no lugar dele.

Mas o que vinha depois supera a linha da demência, algo que Kariel jamais imaginaria, algo tão humilhante que seu coração choraria por ele. Afinal um mico em público assim deveria ser registrado. O garoto se posiciona e se expressa de formas muito medonhas, parecia se sentir alguma coisa.

“Alguém esqueceu de dar os remédio desse garoto.. Isso é algo muito sério e grave!”

Sua expressão estava em completo choque, segurava para não gargalhar bem na sua cara, quase como de um palhaço, as vezes a garota se sentia mal por caçoar dele, que claramente tem alguma coisa na cabeça de errado, mas as vezes não.

-Ahhh... Agora eu entendi! Tudo faz sentido agora… Senhor do Mares, sabia você me era familiar. Sabe o que têm no mar que me lembra você? - Pausa dramática - Areia, e sabe o que gatos fazem com areia? Agora entendi o porquê de você feder tanto!

Sua voz soava sarcástica e impiedosa, aquele garoto fedido ousava a chamar de gato molhado com olhos esbugalhados. Quem ele pensa que é? Senhor caixa de Areia? Ficariam discutindo ali por horas, mas sem nenhum resultado, afinal não se importava com o que ele falaria. Entretanto aquela garotinha intervia. Agia de forma quase que impositiva, sem contar o fato de estar extremamente nervosa. Mas antes que aquela bela cena poderia se concluir de forma plena e heroica, para “Alhofise”. O garoto de cabeça de fogo tinha que atrapalhar, vinha se colocando como alguém que de fato não era, algum tipo de postura soberana e real, algo que sabemos que é pura loucura da cabeça dele. Com um sorriso sarcástico e sádico em seu rosto, balança de forma positivamente, mas apenas uma coisa ressoava em sua cabeça. Algo maduro, cheio de vigor, conhecimento e maturidade.

"Eu vou ensinar esse garoto o que é morder… E não vai ser nada fofo quando eu arrancar um pedaço da cara dele…"

Antes que pudesse imaginar alguma forma de tortura pesada com Lynn gritando, algo interrompe seus pensamentos macabros de uma forma um tanto quanto sensual, pelo menos isso q foi detectado por Kariel daquela estranho mulher.  Era suspeito, mas convidativo. Sua proposta soava como algo que provavelmente seria bom para os dois lados, ou os levaria para  prisão. Seu sensor não estava funcionando muito bem, suas palavras pareciam deslizar no ar e isso era muito chamativo. Não parecia uma simples camponesa ou algo do tipo. Tinha um aroma de perigo. Seus pensamentos refletiam sobre ir ou não ir. Até que Lynn espira de forma bizarra junto com aquele vento frio. O que novamente faz sua mente pensar em coisas maduras, necessárias e uteis para aquele momento.

“Espero que isso seja algum tipo de doença pesada, sem cura e não contagiosa que o mate de forma lenta e sofrida… Os ventos da sorte estão soprando meus caros! Isso só pode ser um bom sinal!”

-Eu não quero ficar aqui parada como uma mocinha que precisa de ajuda, como você encheu a boca pra falar. Conseguimos fazer algo juntos. E me dói de admitir. Mas se formos juntos temos mais chances de fazer algo certo dessa vez..E quem sabe salvar o dia? Não era isso que você queria garota? Fazer algo bom? Ajudar alguém? Acho que essa é uma boa oportunidade! E você? Não quer fazer algo útil e talvez emocionante? - Dizia de forma confiante, não havia trocado tantas palavras com eles assim, mas aquele momento simplesmente surgiu - Mesmo esteja a beira da morte - Sussurrava baixinho com uma risada.

-Eu vou com ela e vocês? - Dizia isso indo em direção ao caminho que aos poucos parecia ficar menos visível por causa da estranha névoa, acelerava o passo para não perder ela de vista. Tentaria manter ela dentro de sua zona de visão e sua audição seria usada para detectar pessoas próximas, mas que não seriam vistas por causa da névoa.

Assim que estivesse em um lugar mais estável para que pudesse falar com a tal mulher, se posicionaria de forma um pouco mais senra e ereta. Não estaria brincando ou fazendo piadas. Seu foco era no objetivo.

-Bom, onde nós estamos? Qual seu objetivo com esse tritões? Qual o plano? Se é que existe um! - Seu tom de voz soava com questionadora, não de forma insolente ou desrespeitosa, mas sim como alguém que queria entender a situação. Para que talvez pudesse deixar os outros dois menos apavorados - E algo muito importante.. Quem é você?



Histórico:
 
Objetivos:
 


Off:
 



Thanks Faith @CG

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado
avatar


Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !    Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 EmptyTer Jan 09, 2018 10:48 am


Rumo ao Mar


Conflitos internos dentro de seus próprios corações faziam com que as decisões fossem tomadas parcialmente, naquele momento nada era feito com certeza, todos esperavam por movimentos alheios ou iniciativa vinda de outrora, o que se caracterizava como uma certa dependência. Mas sempre existem exceções, e naquele caso era Kariel, a mink desde o começo fora tratada de forma nada convidativa por Lynn e Alipheese de fato não era a pessoa que demonstrava muita segurança em uma conversa. O fato era que a gata não perdeu tempo para assistir aqueles outros dois fazerem algo, por sua própria vontade decidiu que faria algo em prol da justiça - mesmo que não estivesse sob o manto da marinha -, correu atrás da misteriosa figura antes que essa sumisse na névoa. Mais próxima Kariel conseguia mesmo que por trás da cortina de umidade perceber traços únicos na mulher, seus cabelos negros caiam-lhes sob os ombros, seus lábios finos sempre esboçavam um sorriso discreto e seus olhos igualmente escuros se mantinham firme no caminho que traçava. —Estamos em Shells Town, saindo do QG da Marinha, devia saber disso. — Cuspiu as palavras de forma debochada. —Esses tritões tem algo que quero, só estou indo pegar de volta. - Riu, um pouco entusiasmada. —E meu plano é bater de frente, eles não são grande coisa.


[...]


Ao QG ainda restava a presença da atiradora e do lanceiro, este que curioso quanto a personalidade excêntrica questionara Sheppard sobre quem era, o mesmo elevou seus olhos a saída que ainda exibia duas silhuetas sumirem em seu interior, depois encarou Lynn. —Não sabe quem é essa figura? É bem conhecida aqui em Shells, você deve ser de fora, entendo. Está é Setsune, um perigo para os homens.- Completou a frase rindo, parecia que se divertira com algumas lembranças. —Mas me preocupo com ela, não é uma pessoa que tem uma mente muito propicia a opiniões, se ela está atrás daqueles tritões, irá até o fim. Não sei se me preocupo mais com ela ou com eles. — O homem se levantou, com algumas pastas de baixo do braço lançou um sorriso aos que ficavam —Vou ir ver como está nosso sargento. Até mais.

Na cidade as coisas ainda não pareciam estar fora de controle, mas com certeza a simples presença daqueles seres a solta poderia colocar novamente o pânico no coração das pessoas, ninguém sabia ao certo por que estavam ali, o que era muito provável é que estes eram piratas e simplesmente podiam estar apenas causando algum tipo de confusão afim de aumentar a recompensa sob suas cabeças e consequentemente se tornarem mais famosos pelos blues. Motivos superficiais ou não, eles estavam envolvendo inocentes, algo imperdoável aos olhos da justiça que naquele instante fazia de tudo para conter os rebeldes. Marinheiros armados corriam pela ilha, mas a busca era difícil pelo clima que apenas limitava suas capacidades de busca, fora ordenada que todos cidadãos se abrigassem afim de evitar o perigo, mas ainda sim existiam aqueles que não aceitavam ter o orgulho ferido e ainda vasculhavam todos os becos pela cidade. Uma péssima ideia.

—Atenção, precisamos de mais reforços, identificamos que os criminosos detêm reféns, mandem médicos também. Rápido! - Viera a mensagem pelo Den Den Mushi da bancada, Sheppard o havia esquecido fora do gancho fazendo com que a mensagem fosse ouvida pelos presentes no local, Lynn e Alipheese ainda estavam no QG decidindo a melhor rota a ser tomada, talvez aquele pedido de ajuda pudesse ser o incentivo que lhes faltava.

Thankz Mirai


Voltar ao Topo Ir em baixo
Makei
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador
Makei

Créditos : 32
Warn : Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 9010
Masculino Data de inscrição : 07/08/2017
Idade : 23

Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !    Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 EmptyTer Jan 09, 2018 7:29 pm

The emperor of Sea




Sobre a brisa gelada de um dia chuvoso em Shells Town. As decisões pareciam começar a se divergirem entre o "Trio" dentro do QG da Marinha, apesar que todos naquela sala pareciam buscar um objetivo final parecido, as suas atitudes os forçaram a buscar caminhos diferentes em busca de seus desejos e objetivos. Ainda molhado e agora engripado, Lynn apenas observava a saida daquela mulher misteriosa até então, sua maneira de agir e falar não lhe eram nada convidativas ao seu ouvido, não sabia se era a sua "Intuição Masculina" agindo ou coisa do genero, mas era o suficiente para causar um certo tipo de estranheza para o garoto, já que a moça não parecia mostrar uma certa "Honestidade" em sua opinião, algo estranho talvez vindo do garoto de cabelos vermelhos... Só que isso não parecia ser o suficiente para a Gata Cabeçuda que estava a "Conversar" momento atrás, diante da chuva, Lynn apenas poderia vê-las se distanciar cada vez mais até que suas silhuetas sumissem de uma vez perante a saída.

Já com a saida das duas, apenas a curiosidade lhe restava perante aquela "Mulher Misteriosa".

" Quem diabos é aquela mulher ? Chega aqui, ouve a nossa conversa e dps fala dos tritões, até ai ta beleza, não vejo o motivo de não aproveitar a oportunidade... Só que depois ela simplesmente fala sobre fraldas ? Por que diabos eu teria interesse em fraldas ?! Eu nem me lembro quando se quer eu as usei ! Por sinal, não gostei nem um pouco do tom de voz dela, me lembra aquele Gato Cabeçudo. Geh ! "

"" ... Santificado seja a pessoa que te narra, O burrice ! Ta com essa perícia de Logica ai só de enfeite ? Quando ela fala de Fraldas é uma metáfora de comentar que você está com medo, no caso todo cagado. (>ლ) ""

" Não fode, essa veia ta tirando ! Se ta falando de mim né ? EU ? Com medo ? Olha pra minha cara e fala se eu tenho medo, eu vou é ir lá meter a porrada nessa mulher, só preciso saber quem ela é... Uh... Como faço isso ? Ah ! Já sei, perguntar pro maluquinho ali ! "

Com suas duvidas respondidas rapidamente pelo oficial, Lynn havia finalmente descoberto quem era a tal "Mulher Misteriosa", seu nome era Setsune e provavelmente o que havia lhe salvado ao oferecer uma primeira impressão ruim sobre a mulher tenha sido a sua pequena intuição, mesmo que parecesse a maioria das vezes desligado ou de maneira falha, nesse momento talvez tenha servido de algum propósito aceitável, mesmo que Sheppard parecia se mostrar um pouco preocupado com a moça, só não sabia se era de uma maneira cautelosa ou preocupante...

"" Um perigo para os Homens ? Por que será ? Ela comia eles por acaso ? Se sim, tenho interesse [̲̅$̲̅(̲̅ ͡° ͜ʖ ͡°̲̅)̲̅$̲̅] ""
- Não é atoa que aquele Gato Cabeçudo foi atrás dela, o veneno daquela lá dava pra sentir daqui. Urgh, chegou dar um calafrio agora... Mentira, provavelmente é a gripe... -

Junto de algumas pastas sobre o braço, o oficial até então chamado de Sheppard saia rapidamente para ir ver o Sargento em seu aposento, provavelmente a enfermaria. Agora apenas sobrava a companhia de Alipheese e sua gripe para interagir, mesmo que uma delas não fosse algo desejável, era tudo que havia sobrado. A gripe agia de maneira a atrapalhá-lo com calafrios. O entupimento do nariz era provavelmente o maior dos inconvenientes, enquanto a garota parecia apenas se situar em seu mundo, ainda era estranho de lidar com ela ao ver que literalmente todas as interações que havia tido com a garota só se veio por parte dela, sem oferecer sequer uma resposta para suas tentativas de talvez "incomodá-la", apesar de ser bonitinha e ter uma aparencia agradavel e fofa, lembrando de um bichinho de estimação que você provavelmente trancaria escondido nos fundos de sua casa para que ninguém mais a tocasse além de ti. Sua atitude anti-social parecia criar uma barreira entre as pessoas, não sabia se era era algo proposital ou talvez até inconsciente, se sentindo cada vez mais afastado da garota ao não ver nenhum tipo de resposta. Tendo apenas a compania dela, tentaria mais uma vez em iniciar uma conversa enquanto prestava atenção em suas expressões, não sabia se a mesma iria respondê-lo ou sequer demonstrar algo, talvez estivesse sendo impertinente já que as suas ultimas palavras pareciam soar como uma bronca sobre a sua atitude, não sabia lidar com pessoas mais "Fechadas" e por isso parecia bombardear a garota com várias perguntas indecisas junto de um sorriso falso mal feito como se esperasse que apenas não o deixasse ali plantado como um idiota enquanto fala sozinho, o que já vinha a acontecer normalmente em seu dia-a-dia antes de explodir.

- Er... Olá, você mora aqui ? Uh... Esses tipo de coisas sempre acontecem por aqui ou é, sei lá...  Uh... Como é a palavra mesmo ? Ah ! Difícil ? ... Você trabalha com algo ? Vi que você sabe atirar, aprendeu sozinha ? Argh... Er... Isso é muito complicado ! Por que é tão difícil conversar com você ? Que porra ! ... Fiz merda né ? Não precisa nem falar, eu sei que fiz... Ahhh, que seja. -
"" Essa é maneira de chegar em uma garota ? Ta afim de morrer virgem por acaso ? Nunca, marca ae, NUNCA ! Que ela vai te responder. ლ(ಠ益ಠლ) ""

Após simplesmente desabafar de maneira inconformada, apenas um pequeno suspiro saia de sua boca ao perceber que talvez fosse ignorado novamente pela pequena menina, Lynn sentia como se seu corpo fosse desabar, cansaço e angústia pareciam começar a consumi-lo, o garoto precisava fazer alguma coisa... Mas para a sua surpresa ele conseguia observar cada detalhe que Alipheese vinha a dar, sua cabeça parecia se movimentar de uma maneira onde parecia acenar de maneira positiva para as suas palavras junto de uma expressão de surpresa, finalmente ! Finalmente Lynn havia conseguido uma resposta e isso se tornava visível ao vê-lo levantar seus braços acima enquanto parecia agir de maneira totalmente energética junto de suas palavras de alegria que vinha logo a serem interrompidas pelo Den Den Mushi.

- Aee caralho ! Finalmente consegui uma resposta ! Chupa essa quem duvidou de mim ! Nunca que alguém seria capaz de me ignorar completamente, sabe porque ? Por que eu sou o Imperador dos Mar- Quem é o Merd- -
"" Argh... ¬_¬ ""

Seus olhos se alargavam levemente enquanto seus ouvidos pareciam jogar uma brincadeira sobre eles, olhando rapidamente para os lados, Lynn buscava ver se Sheppard ou algum Oficial se encontrava por perto para que pudessem resolver a situação, sabia que seria errado intervir, principalmente se estivesse alguém por perto, mas vendo que a situação parecia realmente caótica, o garoto não pensou duas vezes antes de ir na direção do Den Den Mushi o mais depressa possivel para atende-lo, sua mente parecia criar mil e umas oportunidades com isso, talvez fosse a chance perfeita para finalmente colocar um pouco de ação em sua vingança contra os Tritões.

" Okey... Essa é uma chance de ouro para eu conseguir fazer algo, mas o que eu deveria ? Correr atrás do carinha lá? Qual era o nome dele mesmo ? Shepar? Chepad ? Shippa? Ahhh, foda-se, foca aqui Lynn ! Qual seria a melhor coisa a se fazer ? ... Tive uma ideia ! É arriscado mas, quem não arrisca não petisca ! "
- Alo, aqui é o Imper-, quer dizer Oficial Novato Lynn, poderia me passar a sua localização ?! ... Uhum... Okey... Desculpe incomodar mas poderia me falar onde fica a sala de equipamentos ? Pelo fato de eu ser novo não sei onde é... Okey, obrigado e não se preocupe, o Imperador dos Mares já está chegando ! -
"" Eita ! Seria esse o preludio de um post épico ? (ノ◕ヮ◕)ノ*:・゚✧ ✧゚・: *ヽ(◕ヮ◕ヽ) ""

Seu tom de voz ao atender o Den Den Mushi soaria de maneira calma e profissional enquanto pegava uma caneta e um papelzinho para anotar as informações recebida, estava botando totalmente a risca as suas chances de ajudar as pessoas e entrar em batalha, porém pelo fato de ter agido de maneira tão rápida havia se esquecido totalmente da garota de cabelos brancos que estava próxima a ele, com o Den Den Mushi sobre o ouvido, poderia ser visível a apreensão em seu rosto ao olhar várias vezes para a garota enquanto parecia bater algumas vezes com a caneta sobre o papel na intenção de chamar a sua atenção antes de perguntar sobre a Sala de Equipamentos. Ao finalizar a ligação, a unica coisa que Lynn poderia sentir era a gota de água escorrer sobre o seu rosto, não sabia se isso era suor ou apenas o fato de ainda estar úmido, mas agora estava de maneira totalmente séria, sabia de seu erro ao agir dessa maneira, porém agora não havia volta, apenas seguir em frente.
Olhando para a garota, suas palavras talvez parecessem duras, era a oportunidade que talvez eles estivessem procurando, lembrava da mesma a poucos momentos atrás querendo se envolver de qualquer maneira, não custava nada colocar ela junto, na verdade o garoto só tinha a ganhar, pois caso ele fosse sozinho a mesma poderia dedura-lo depois, por isso Lynn se manteria esperto em suas ações para que os dois conseguissem com sucesso, se caso ela parecesse falar algo que comprometesse a "Missão" ele a interromperia rapidamente com um dedo sobre sua boca enquanto olharia em seus olhos de maneira séria, sua intenção era clara nesse momento, NÃO FALE NADA ! Silêncio era a chave, enquanto apenas falaria em momentos importantes.

- Você não queria ajudar as pessoas ? Essa é a sua chance, pegar ou largar... Eai, o que vai ser ? -
"" Isso ai mina ! É vai ou racha minha filha, aqui não tem dessas não meu bem, tendeu ?  ̿̿ ̿̿ ̿̿ ̿'̿'\̵͇̿̿\з= (▀̿Ĺ̯▀̿ ̿) ""

Com a resposta de Alipheese, Lynn agiria rapidamente para que pudesse seguir em direção da Sala de Equipamentos junto dela, se tivesse um mapa do QG por perto que pudesse ser pego ele colocaria em seu bolso, afinal, custa nada ter um recurso para se caso fosse necessário.
Nesse momento apenas passava duas coisa em sua cabeça "Pelo título de Imperador dos Mares, eu desejo que não apareça ninguém !" e "Pelo titulo de Imperador dos Mares, eu desejo que não tenha ninguém na sala !", sabia que era um desejo complicado de ser realizado, mas comparado ao seu feito de fazer chover, o que isso era ? Se caso encontrasse com qualquer Oficial que não o permitisse seguir caminho, tentaria passar forçadamente ao dizer que tinha informações importantes a serem passadas, antes de seguir o caminho para a Sala, porém se o soldado escolhesse acompanhá-los a sua única opção era ir ao Sheppard ou o Sargento para passar o que havia ouvido no Den Den Mushi, o único problema é se eles aceitariam que Lynn e Alipheese os acompanhassem nisso.
Porem se o caminho seguisse limpo e sem interferências até a Sala de Equipamentos, o mesmo não pensaria duas vezes ao pegar a Lança novamente, infelizmente havia deixado no chão no seu momento de humilhação... Mesmo que quisesse ser o mais rápido possível ao pegar e simplesmente querer sair imediatamente, havia um problema que ele gostaria de contar com a sorte em encontrar, ROUPAS ! Para seu plano seguir sem muitos problemas ele necessitava urgentemente de roupas de marinheiro.

Agora tudo estava pronto, a unica coisa que faltava era sair do local o mais rápido possível e ir ajudar os Marinheiros, se isso fosse tão simples as coisas não seriam tão fáceis... Sabia da chance de encontrar novamente algum Oficial pelo caminho, onde o garoto havia uma resposta na ponta da língua para isso, porém o verdadeiro problema era encontrar o próprio Sheppard ou até mesmo o Sargento, onde o menino teria que agir de maneira discreta ou se esconder junto da garota para que os mesmo não percebessem enquanto procurava uma saida... Realmente... Uma Missão Impossível.

"" TAM TAM TAM TAM TAM TAM TAM TAM TAM TAM TAM TAM TAM TAM TAM TAM TADURAM TADURAM TADURAM TADAM ! TADARAM TADARAM TADARAM TADAM ! TADURAM TADURAM TADURAM TADAM ! TADARAM TADARAM TADARAM TADAM ! TUM TAM DAM TAM ! ヾ(⌐■_■)ノ♪ ""

- Olá, sou o Oficial Novato Lynn e essa é a minha companheira Alipheese, qual é o seu nome amigo ? Oh ! Desculpe incomodar, eu tava atrás de você, Ssh... Sheppard ? Isso ! Sheppard mandou avisar que é para você ir urgentemente falar com ele lá no balcão da recepção, parece que aconteceu alguma coisa haver com o Den Den Mushi e os Tritões... Té. -

Era o que Lynn diria a qualquer oficial que viesse ao seu encontro ou ao de Alypheese pois apenas assim poderia manter o seu disfarce. O fato do garoto ter falado para ir na recepção não era simplesmente por causa do Sheppard, mas também pelo fato de Alipheese ter deixado uma carta próxima ao Den Den Mushi.

Histórico:
 
Objetivos:
 
off¹:
 
off²:
 

Créditos a @[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
        Ficha       ~ ~        Aventura


~> Fala <~
~> Pensamento <~


Medalhas:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Alipheese
Tenente
Tenente
GM.Alipheese

Créditos : 30
Warn : Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 25
Localização : Mawakun-3ª Rota.

Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !    Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 EmptyTer Jan 09, 2018 8:29 pm


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Uma pequena faísca de rebeldia? O sacrifício individual pelo bem maior.



Sobre o tranquilizante som da chuva, naquele momento permitiu-se por um momento aproveitar-se da calmaria, enquanto ela ali ainda existia. As palavras da misteriosa mulher não tiveram sucesso em despertar algo além de sentimentos ruins, o que era uma pena pois Alipheese estava mais disposta a aceitar alguma solução para a inquietação que agora habitava a sua mente do que em qualquer momento poderia estar. Escorou-se levemente próxima da porta, enquanto observou tanto a “ Mink” como a misteriosa mulher sumirem em meio ao nevoeiro. O bater das gotas de água contra o chão, levantou levemente um leve aroma no, que trazia um pouco de paz, em meio a derrota poderia sentir, ao não poder completar nesse dia o seu primeiro passo na direção de seu sonho. De seu cabelo e de suas roupas, ainda pingavam algumas gotas, por mais que não tivesse se exposto por muito tempo diferente dos outros dois a chuva, ainda assim  era um pouco incômoda a situação onde se encontrava.

Divagou por alguns instantes, sobre como gostaria de que toda aquela situação, não passasse de um pesadelo, para que ela pudesse acordar logo e tomar um bom banho quente. Mas infelizmente, para a garota de cabelos brancos, a realidade não era tão conveniente quanto ela gostaria que fosse e cada vez que indagou-se o motivo de continuar ali parada, se protegendo da chuva, enquanto havia pessoas correndo risco nas mãos daqueles piratas e cada vez que o fez, seu sentimento de impotência, pareceu crescer e ganhar mais força, dentro de sua cabeça. Talvez, nesse momento estivesse tão concentrada que a aproximação de Lynn, que normalmente sempre é mais chamativo ou barulhento, tenha tornado-se sorrateira ao ponto de ela surpreender-se com sua abordagem.

Diferente do que poderia esperar de  alguém tão seguro de si mesmo ao ponto de se auto-denominar “imperador dos mares”, na forma desajeitada como este tentou puxar assunto, havia visto resquício daquilo que talvez em meios ao seu modo parvo de agir se tornasse mais difícil de se ver. Era a vulnerabilidade ou talvez a humanidade fosse o termo certo? Virou seu corpo lentamente na direção do garoto que até a pouco dava pouca atenção aos seus comentários mais impertinentes, passou a mão delicadamente sobre o cabelo que cobria levemente o seu rosto de modo a torná-lo mais visível para o garoto, ainda que esse fosse apenas um sinal de que ele havia captado a sua atenção.  Fosse por gentileza ou fosse por gostar do que estava ouvindo, do súbito interesse do rapaz em conhecer-lhe mais, vendo a dificuldade que havia nele para se comunicar, pôde ali tomar uma postura um pouco mais relaxada, enquanto tentou manter um sorriso  e um olhar de interesse nas palavras que ele proferiria.

“ Deve estar sendo difícil para ele, digo… Eu sou uma pessoa difícil de se aproximar, não que eu faça de propósito, talvez seja apenas inconsciente, quase instintivamente o fato de eu dar pouca ou nenhuma atenção a alguns tipos de pessoas..Ele, não pode ser totalmente uma pessoa terrível, certo? Ele quer se juntr a marinha afinal, então algum senso de justiça ou bondade, por mais distorcido que seja deve existir… As perguntas… Certo Ali, você consegue. Por mais que ele tenha te ameaçado a fazê-lo, em meio a uma de suas atuações de parvo, ele não vai te morder literalmente… Não sem que você tenha alguma reação.”

A garota recuou um pouco os ombros pra trás e o seu próprio corpo se contraiu um pouco, quando parou para respirar fundo e encontrar em si a base para responder, sua abordagem direta. Não podia encará-lo nos olhos, não por tempo o suficiente, mas podia focar-se em outras partes de seu rosto próximas dos olhos, para fazê-lo acreditar que assim ela o fazia.

-Se por aqui…. Você diz essa ilha, sim… É onde eu cresci, também… Essas coisas  que aconteceram hoje não são comuns… Eu não me lembro de nada dessa proporção ter acontecido nos últimos anos.. Eu trabalho com o reparo e a criação de armas sob encomenda… Naturalmente eu tenho de testar… E foi assim que eu aprendi o que você viu… Apesar de que foi a minha primeira vez, usando aquele tipo de arma...Contra um alvo que se movia… Com duas pessoas que eu tinha de ter certeza de não acertar… Em uma distância muito maior do que eu  já atirei antes.


A garota com dificuldades aos poucos respondeu o máximo que pôde às perguntas do ruivo, no entanto para que ele obtivesse tais respostas, teria de ser paciente, já que a garota acabava por dar pausas que variavam em suas durações, fosse para respirar ou fosse para reunir coragem, algo que provavelmente Lynn não saberia discernir. Não demorou muito, para que  novamente, uma reação peculiar pudesse ser apresentada, quando menos notou, já havia colocado uma mão a frente da boca para disfarçar o pequeno riso que acabou por soltar, algo puramente infantil e inocente, em meio a toda aquela situação estressante. Shepard havia saído do balcão, deixando aparentemente a sós o seu posto, para checar como estava o sargento, já havia ouvido falar sobre como Thor era capaz de conduzir a ilha para a segurança em que se encontra, por mais que fosse difícil para ela acreditar que alguém tão competente pudesse estar em um cargo tão baixo, considerando a responsabilidade que era cuidar de um quartel general inteiro. Uma ligação no denden mushi havia interrompido quaisquer continuação de conversa que ali poderia haver entre ela e o garoto.

“ Um pedido de reforços? Espera! O que esse menino pensa que esta fazendo?????”

Surpresa pela ação oportunista de Lynn,a pálida menina por um momento arregalou levemente seus olhos, indicando  tanto espanto, quanto a surpresa por suas ações. O garoto não só havia se passado por um oficial, como também  estava anotando algo, durante todo o tempo da ligação. A parte que mais poderia tê-la impressionado viria logo a seguir, um convite para que fosse sua cúmplice dentro de todo aquele esquema. Um dilema moral se colocou a sua frente, deveria ela aceitar tal proposta? Foi aquilo que se colocou em sua cabeça como uma questão de pelo menos mil e uma maneiras diferentes, mas em nenhuma ela parecia ter encontrado qual seria a resposta certa a dar.  Então, sabendo do tempo limitado que tinha para tomar uma decisão, tentou pensar na situação que havia sido informada, definitivamente precisavam de reforços em uma situação envolvendo reféns. Alipheese poderia consertar ou construir uma arma considerada extremamente avançada, mas nunca poderia repetir um tratamento muito mais simples em uma pessoa e no pedido, deixou claro que também médicos seriam necessários.

Respirou fundo, enquanto olhou para Lynn e para a caneta e o papel em que ele segurava e com uma ação que poderia arrepender-se caso voltasse a pensar, a garota fazia um sinal de positivo com a cabeça. Mas antes que pudesse seguir qualquer plano maluco, procurou qualquer caneta funcional que pudesse encontrar e anotaria uma mensagem, para sheppard, caso a sua partida fosse antes que pudessem se cruzar e deixaria  ao lado do  Denden mushi, colocando um peso sobre o papel para que ele não voasse..


Recado:
 

Extremamente desconfortável com a ideia de estar fazendo algo errado, seguiria o caminho apontado e liderado por Lynn e se o pensamento do garoto era guiado ao desejo de não ser pego , o da garota seguiria de uma forma completamente diferente, sua própria consciência pesava a um ponto que ela desejava subconscientemente que alguém a impedisse. Caso pudessem chegar até a sala dos equipamentos sem que ninguém os parasse, procuraria por alguma arma de fogo que pudesse estar em funcionamento, junto a qualquer outro acessório, como um coldre que poderia facilitar o seu carregamento se ali houvesse algo do tipo, assim como munições. Fazia tudo isso, na menor faixa de tempo possível, devido ao medo, até que lembrou-se que de nada adiantaria ir como um reforço, se não fosse trajada corretamente e caso encontrasse algum uniforme que pudesse lhe servir, vestiria por cima das duas roupas atuais, dado o clima frio, isso poderia até ajudá-la a manter a temperatura corporal no nível correto, caso encontrasse uma capa de chuva ou mesmo um guarda chuva, tenraria também  levá-lo.

Caso antes de entrar na sala, Shepard ou o próprio sargento pudessem pegá-los antes de executar aquilo que tinham em mente fazer, diria a verdade, a menos que Lynn a dissesse primeiro insistiria mais uma vez para a possibilidade de ser mandada "legalmente" para dar suporte, em uma situação como aquelas  eles deveriam trabalhar com todas as mãos possíveis e a forma como a garota se colocava com responsabilidade, tornaria difícil para que se pudesse acreditar que ela iria compor como mais uma das vítimas que ali se encontravam. Ainda que a verdade fosse a melhor opção e a mais fácil, isso não tornaria para a garota mais fácil de dizer, não só o bloqueio que tinha para lidar com outras pessoas poderia demonstrar sinais aparentes como o de seu lábio tremer ou até mesmo lacrimejar levemente, com os olhos levemente umidificados em um tom mais alto ela diria mais uma vez de forma que poderia soar uma suplica. Havia convicção e força em suas palavras, assim como havia a emoção de um sentimento puro em relação a elas que se refletia em sua própria expressão corporal e facial.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

- A situação é urgente, há reféns e há a necessidade de mais pessoas, sejam aquelas para dar suporte para a equipe local ou médicos para ajudar  a tratar dos feridos! Eu... Eu sei que ainda não sou uma oficial, mas eu quero ajudar o povo da minha cidade! Quero ajudar ao estar ao lado dos meus heróis, para expurgar esses vilões de nossa ilha, isso é pedir demais?


Por mais que sua fala fosse carregada com mais emoção, caso ela chegasse a acontecer, em momento algum soaria desrespeitosa.

No caso de todos os passos da missão empreendida por Lynn pudessem agir de forma correta,  tentaria pegar  os papeis com Lynn, dos quais ele possa ter anotado as informações sobre a localização e seus possíveis pontos de referência e com calma tentaria guiá-lo e se guiar até o local, sempre levando em consideração o perigo que a falta de visão de um tempo enevoado trazia, Alipheese seria triplamente cuidadosa. Caso tivesse conseguido algum meio de se proteger da chuva, fosse uma capa de chuva individual ou um guarda chuva, faria uso dos mesmos para que pudesse proteger-se, do contrário apenas seguiria normalmente. Felizmente para ela, quaisquer abordagem direcionada a ela, fazia com que Lynn tomasse a frente, fazendo com que a sua própria honestidade não fosse ali um empecilho para a dupla.





Histórico.:
 
Objetivos:
 

 [/spoiler]

____________________________________________________


Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 >
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ação
Pensamento
Fala
Voltar ao Topo Ir em baixo
SraVanuza
Membro
Membro
SraVanuza

Créditos : 12
Warn : Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 10010
Data de inscrição : 13/12/2017
Idade : 21

Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !    Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 EmptyQua Jan 10, 2018 12:04 am



Be a pretty bitch!



A segurança é tão monótona. Kariel tinha desprezo pelo monotonia. Tanto a garota Ali fase, quanto o menino com sérios problemas sociais ficaram imóveis perante a oportunidade de fazer alguma coisa. A gata seguia seus instintos, aquela mulher tinha algo a mais, mais do que os outros. Sua voz, seu corpo. Não sabia quem era ela ou o que era queria, mas a via para um degrau para a glória. Muitos podem se dizer bom e justos, mas no final da conta é seu legado que ficará quando ele se for. Então que comecemos a molda-lo com suas próprias mãos.. Ou patas.

“Bom, tenho ciência que na verdade posso me dar mal, mas não iria querer ficar ali sentada como um criança, as vezes é preciso sujar seus garras para se conseguir algo.. É isso que eu vou fazer! Só espero que consiga fazer isso da forma certa!”

A jovem permanecia tensa, a situação com o sargento a feriu de forma intensa, mas não física, sentia-se levemente inútil ou sem forma o suficiente para ser útil. O que seria a mesma coisa. Seu orgulho doía e para se redimir consigo mesma, teria de tomar as rédeas aquela situação. Chega de ficar atrás de alguém!
Aquela mulher mesmo senso sensual e atrativa, era grossa ou ao menos debochada em suas respostas. Parecia dizer como se as perguntas feitas por ela fossem idiotas ou estúpidas. Mas na verdade eram necessárias, para que ela pudesse confiar naquela mulher. Nem sabia seu nome. E isso deveria mudar.

-Bom, isso eu sei, mas deixa pra lá! - Pausa - E o que é que eles têm, que você quer? Algo valioso? Hum… E já um detalhe importante.. Quem é você? Não tive a oportunidade de perguntar antes… Me chamo Kariel! - Sua voz estaria firme, mas ao mesmo tempo sem graça.

“Não sei se seria um grande prazer te conhecer! hehe!”

Caso a espada estivesse com ela ainda, tentaria a colocar presa em sua vestimenta, para não ficar em suas mãos o tempo todo, mas em um lugar fácil de ser sacada. Com suas mãos livres passaria ela em seu pelo, visando tirar o maximo de agua, depois em seu cabelos. Mesmo que ainda ficasse na chuva, seria bom não ficar molhada toda hora.
Conforme caminhavam, ficava atenta no que poderia ver ou ouvir, já que sua visão estaria prejudicada. Estaria nervosa por causa do ataque repentino na QG e isso a fazia pensar em dar de cara com aqueles Tritões. Ainda não os conseguia imaginar, o que era engraçado para um “mulher gato”. Sua expressão estava séria e seu andar cauteloso, não queria ser pega desprevinida.

-O planeja lutar contra eles diretamente? Invadir seu barco para pegar o que quer? Soube que essas criaturas são metade peixe.. Ou algo do tipo. Eles usam navios? -Falava de forma curiosa, mas ao mesmo tempo controlada. Não queria ser chamada de curiosa ou tagarela, o que era muito comum no final das contas.

“Pensando bem ela deve ser bem forte ou muito burra. Para poder ir enfrentar seus inimigos assim, em menor número… Curioso..”

Milhões de coisas vagavam em sua mente, seu rabo se agitava conforme os pensamentos vinha, sua orelhas balançavam de forma engraçada pro lado e pro outro, acompanhando o ritmo de seus passos. Buscava ouvir o com da confusão que tina visto mais cedo, ou pelo menos de onde estariam as pessoas e seus inimigos.

Além de ficar atenta a mulher é claro. Que não poderia sumir de sua vista, tinha tantas perguntas para fazer, mas não queria ser chamada de burra. O que a deixaria muito brava. Aos pouco que ganharia espaço soltaria suas dúvidas, para que fossem esclarecidas. Tentaria ver por ondem e para onde estariam indo, uma ideia de ataque surpresa vinha em sua mente, mas que poderia ser executado por elas contra os peixes, o que seria uma ideia pratica, mas e se perdessem? Não queria ser derrotada de forma irresponsável. Estava preocupada com o que aquela mulher poderia propor. Mas ao mesmo tempo, atraída para aquela nova e diferente imersão no mundo. Algo fora do seguro e do tradicional. Fora da estrada traçada pelo destino.

“Espero que não seja morta…”

Histórico:
 
Objetivos:
 

Thanks Faith @CG

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado
avatar


Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !    Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 EmptyQui Jan 11, 2018 12:59 am


Rumo ao Mar


Lynn & Alipheese


Um espirito nobre e uma mente perturbada, seria essa a composição por trás do Imperador dos Mares? O ruivo era uma incógnita ao meio de um desastre, ao mesmo tempo que demonstrava ser uma pessoa um pouco estranha, as vezes conseguia ser surpreendente -
e acredite, de forma positiva -, sozinhos naquela sala de espera os jovens aspirantes a marinheiros tinham uma conversa, pelo menos buscavam ter uma, a garota era um tanto atrapalhada com as palavras e interagir não era uma de suas qualidades, da mesma forma que o garoto parecia perdido ao ter de lidar com alguém do sexo oposto. De uma forma tanto quanto embaraçosa conseguiram trocar algumas palavras e Lynn passou a saber algumas informações sobre Alipheese, mesmo que superficiais já era algo que poderia ter uma progressão caso não fossem interrompidos por uma voz, ela vinha por de trás do balcão de Shepard, especificamente do Den Den Mushi. De algum local da ilha fora solicitada ajuda e oportunamente Lynn agiu rápido, apresentou-se como um membro da organização e tratou de buscar o máximo de informações que lhe fossem pertinentes no momento. —Oficial Lynn? Onde está o Shepard? Ah tanto faz, garoto. Apenas repasse a informação, okay? - Disse o homem com um tom cansado na voz. —Estamos próximos do Banco Mundial, se chegarem aqui terão totais condições de nos acharem. O que? Está brincando comigo? No porão, pelo amor de Deus, quem está selecionando esses novatos?

O papel era rabiscado afim de anotar as informações, não que fosse necessário mas era uma precaução da qual o jovem preferiu tomar. Segundo passo, um momento de inspiração pairou sob a cabeça de Lynn que conseguira com seu ato e palavras convencer a até então cautelosa Alipheese a participar de seu plano, a jovem ciente do que estava ocorrendo e surpresa com a convicção do garoto tratara de escrever uma carta da qual prontamente deixou para Shepard agir quando este voltasse a seu posto, até lá eles estariam tomando a frente. Os corredores estavam limpos, nenhuma presença parecia atrapalhar o avanço dos garotos, entretanto achar uma entrada para os porões pareceu ser mais difícil do que era especulado, o que QG era um local vasto e poucas informações estavam espalhadas pelo local, algumas placas presas as portas indicavam os locais como 'WC' ou 'Cozinha', mas nada orientava para um porão. Se não quisessem depender de mais oficiais - que dessa vez pudessem barra-los - deveriam encontrar de forma rápida o porão ou então encontrar um mapa do local, visto que o no balcão não existia uma cópia de tal. Talvez fosse melhor com que ambos desviassem o curso em busca de uma melhor forma de se localizarem, no local onde eles estavam atualmente haviam três caminhos, seguir em frete, direita e esquerda. O primeiro indicava uma forte luz no 'fim do túnel', o da esquerda, estava quieto e escuro e o da direita igualmente escuro entretanto, alguns ruídos podiam ser ouvidos. Restava a eles escolher.


Kariel


Na cidade Kariel acompanhava aquela estranha mulher e a medida que caminhavam queria sanar suas dúvidas —Tudo que precisa saber é que vou recuperar, - parou um instante —E se deseja saber tanto, meu nome é Setsune. - Ao resto do caminho a mulher se calou mediante ao cenário que se formava ali, casas parcialmente destruídas, ruas sujas e outros elementos configuravam o local como uma arena de batalha, os passos cintilantes da mulher eram como o rastejar de uma cobra em direção a sua presa. Pararam diante um bueiro, algo que levava aos esgostos da cidade, sem pensar duas vezes Setsune retirou a tampa do local e ofereceu a descida à Kariel. —Os seres não-humanos primeiro. Um forte cheiro fétido subia do local, quase insuportável além da pouca visão que se tinha do local abaixo de seus pés, a mulher como sempre mostrava-se ser um desafio de confiança, uma vez que não compartilhava de suas ideias de forma fácil, apenas induzia terceiros a seguirem um plano do qual apenas ela tinha conhecimento.



(+):
 

Thankz Mirai


Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Alipheese
Tenente
Tenente
GM.Alipheese

Créditos : 30
Warn : Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 25
Localização : Mawakun-3ª Rota.

Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !    Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 EmptyQui Jan 11, 2018 5:54 pm


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Três caminhos, apenas uma escolha?



A situação que inicialmente pareceu a ela irreal, pela vaga possibilidade do ruivo ter algum sucesso em convencer alguém de que realmente já era um oficial aos poucos se pintou como uma realidade. A culpa de ser cúmplice em uma ação como essa a todo momento a fazia ter pensamentos que poderiam ser considerados terríveis, visto que era quase como se ela torcesse para que tudo ali desse errado antes que sua situação pudesse piorar a situação que era relatada pelo Den Den Mushi apontava para um local que era de seu conhecimento, o banco mundial. Por mais que ainda não fizesse uso direto de seus serviços devido a sua renda não ser elevada o suficiente para que pudesse como civil arcar com os demais custos ou  mesmo usufruir de seus benefícios já havia passado próxima de sua localização enquanto exercia seu ofício.Até o momento, não poderia dizer que havia sentido tanto medo quanto agora poderia sentir, estava fazendo algo errado e definitivamente em sua cabeça a ideia de que ela seria punida como uma criminosa não deixou de rondar várias vezes em sua cabeça de modo a por um momento se deixar atordoar. Ainda que a culpa a fizesse deixar um aviso de modo que reforços certamente poderiam chegar ao local, talvez pensasse que apenas aquilo não era o suficiente mas, fosse pela frustração ou sua inabilidade de poder fazer algo frente a situação que se fechou ao redor de sua amada cidade, Lynn havia sido capaz de convencê-la a se juntar.

“ Eu devo estar louca, eu já fui melhor, não é possível que eu possa ter me deixado seguir pelo caminho maligno… Eu sempre fui boa… Mas não acho que isso vá importar muito… Talvez se eu me entregar a pena seja melhor? O que eu faço???? Talvez… Talvez seguir com a ideia e ajudar as pessoas antes que eu possa me entregar? Essa opção é egoísta, mas me parece assustadoramente conveniente… Aaa… Qual o motivo para as coisas terminarem assim? Eu saí hoje de manhã com a  ideia de me alistar, de ter um dia maravilhoso onde eu poderia aprender muito! E olha onde estou eu, seguindo um menino completamente fora do seu juízo que… Pelo menos quero pensar que tem algo de bom...Ele não parece ser alguém genuinamente ruim… É apenas talvez… Quebrado?”

Enquanto caminhou pelos corredores a passos tímidos e recolhidos, sua mente vagou, tentando encontrar um sentido em suas ações, em suas decisões e talvez até mesmo naquele que havia a conhecido e a confusão parecia fazer com que cada vez que parecesse chegar perto de uma resposta, pelo menos mais duas perguntas pudessem surgir. Seus olhos avermelhados percorriam as salas atentamente a busca de qualquer detalhe que pudesse os guiar para algo como um porão que pela lógica deveria estar em um lugar abaixo do nível de solo ao qual nesse momento ela se encontrava ou ao menos era essa a base que ela tinha enquanto procurava. O silêncio e o vazio ao qual havia encontrado fazia com que  a forma como a sua mente parecia gritar parecesse ecoar pela sala em meio a perturbação que agora podia sentir. Era conveniente, eles estavam andando a algum tempo sem que alguém pudesse interrompê-los e aquela altura a garota começou a realmente acreditar que ninguém o faria.

Levou em consideração a situação em que a cidade estava e isso faria com que fosse fácil para ela compreender o motivo do quartel nesse momento estar tão vazio, talvez mesmo o teste do qual havia feito parte não fosse de acordo com o padrão normal estabelecido pelo governo ou pela própria marinha. Havia muito menos pessoas do que uma vez já havia visto também para a inscrição, mesmo que  talvez  fosse alto o índice de reprovação e muitas vezes pudesse ver novamente as mesmas pessoas na fila, se não fosse pela cidade se encontrar no estado atual, talvez toda a sua realidade nesse momento fosse outra. Olhou para o lado por um momento de modo que poderia ver a figura do rapaz e rapidamente  direcionou-se a frente onde havia visto uma separação de três possíveis caminhos. O mais lógico era que eles pudessem se dividir, mas a ideia a assustou um pouco de início, pela possibilidade de ser abordada sozinha, mas  também era essa a maior chance que eles poderiam ter de obter os equipamentos e sair dali o mais rápido possível e  com isso em mente, observou bem os três caminhos e suas peculiaridades.
O caminho a sua frente dava uma impressão similar a de se estar em uma caverna e encontrar ao horizonte a luz que poderia guiar-lhe para a salvação. A descrição não necessariamente batia com a de um porão, mas talvez pudesse se assemelhar mais a saída de um. O caminho a sua esquerda era escuro e silencioso enquanto o caminho da direita era igualmente escuro, porém com um ruído que lhe tirou levemente a paz de seguir por essa direção. Não sabia se seria necessário indicar para que Lynn fosse para o caminho mais arriscado, talvez fosse de sua natureza escolher o perigo ou talvez este fosse gentil ao ponto de se colocar em risco antes de colocar outra pessoa e por mais irreal que fosse acreditar nessa segunda possibilidade, essa era a possibilidade que ela gostaria de imaginar. Mais uma vez suspirou e olhando em frente diria com certa dificuldade, ainda que o fato de não olhar diretamente pudesse ser um jeito de facilitar para si a comunicação.



- E… Eu irei por esse caminho da frente… Acho melhor que a gente possa aumentar a nossa área de cobertura… Caso um de nós encontre o porão, após pegar os equipamentos… É melhor que retornemos para esse ponto de partida,  da mesma forma que se não encontrarmos devemos esperar pelo outro para juntos irmos na direção da ultima sala restante… Ok?


Alipheese no entanto, nervosa com a situação não esperaria muito tempo e talvez sequer poderia ouvir a resposta do ruivo de forma apropriada, apenas contou com a possibilidade de que ele fosse capaz de seguir essa linha de raciocínio, não era capaz de subestimar totalmente o rapaz que por mais que fosse extremamente excêntrico, não ousaria confundi-lo com um tolo, pela forma como tão confiantemente foi capaz de pensar rápido no telefone de modo a se fazer acreditável. O caminho ao qual escolheu, talvez fosse ali o mais seguro em relação a perigos naturais, mas também era o mais perigoso de fazer com que ela pudesse ser abordada e isso a aterrorizava um pouco. Observaria e tentaria aprender o máximo possível sobre toda e qualquer informação sobre o local onde havia escolhido ir, caso fosse o local do armazém onde ficavam armas e uniformes sem que pudesse demorar muito procuraria por uma boa lança e por uma pistola funcional, junto a cartuchos, para o caso de precisarem se defender. Não só a sua visão privilegiada poderia ser extremamente benéfica para que ela pudesse notar esses detalhes, como também o seu conhecimento técnico seria a chave para que ela pudesse mesmo na simplicidade, garantir que ambos pudessem chegar ao local com meios para que pudessem atacar ou defender. Procuraria também por uniformes que pudessem servir em seu corpo e se houvesse algo do tipo, olharia bem para ver se não havia risco de alguém entrar enquanto trocava de roupa e caso não houvesse tal risco, tiraria a parte superior de suas duas camadas de roupa, que apresentavam a mesma coloração das roupas da marinha: Brancas, no entanto ao fazê-lo não iria expor sua pele, uma vez que trajava vestes pretas levemente mais confortáveis do que as que havia escolhido para melhorar sua própria apresentação. O motivo era algo que poderia ser óbvio, a parte superior de suas roupas havia recebido a chuva diretamente e por esse motivo torna-se desconfortável para ela vestir três camadas de roupas com duas delas molhadas. Procuraria também por vestes que julgavam que poderiam servir a Lynn caso pudesse encontrar algo que aos seus olhos pudessem cumprir tal requisito, optando sempre por um tamanho um pouco maior, caso tivesse de escolher entre algo que pareceria grande demais ou pequeno, seria mais fácil para que ele se ajustasse em algo maior do que ficasse completamente apertado pelas roupas.

No caso de não encontrar ali o porão, tudo o que podia fazer era também aprender bem o que havia ali, assim como o próprio banheiro que havia visto no caminho para essa sala ou a cozinha. Não sabia por quanto tempo poderia servir naquela unidade, ou se seria possível que a transferissem para outra unidade que a separasse de sua terra natal,  ideia a qual ao mesmo tempo que era boa devido ao fato de ela realmente ingressar e ter a possibilidade de ter seus esforços e serviços reconhecidos junto ao próprio senso de aventura que por mais que não pudesse parecer existia dentro de si, também era assustador estar longe do conforto de saber onde se esta, onde conseguir materiais ou mesmo uma fonte para que possa continuar a exercer o seu amado ofício ou mesmo para coisas mais banais como encontrar um livro ou um bom lugar para comer.

Havia a possibilidade de encontrar alguém já no local ou de ser surpreendida e nesse caso, a garota claramente  se mostraria surpresa.Considerava estar fazendo algo  errado, por mais que não houvesse malícia em suas ações. Caso de ser perguntada sobre o que estava fazendo ou para onde ela estava se dirigindo, no caso de ser um oficial por ela desconhecido, haveria sinceridade em suas palavras de modo que sua própria boa aparência junto a sua aparência inocente dificilmente poderiam ligá-la a qualquer tipo de ideia ruim.
Por um momento fecharia seus olhos, encontrando dentro de si qualquer coisa que pudesse naquele momento trazer a ela  a paz interior para conduzir aquela situação. Considerando que não fosse ali a enfermaria e que não encontrasse a Sheppard ou a Hamaku.

-E.. Eu Sou Alipheese e… Eu estava procurando pelo armazém… Eu ainda não conheço bem o QG por dentro e houve um pedido de reforços por parte da unidade que se encontra próxima do banco central… Eu e Lynn estávamos a procura do local onde pudéssemos encontrar nossos uniformes e equipamentos apropriados para que pudéssemos ajudar como parte do reforço…

Sua voz poderia sair em um timbre amável que ainda que houvesse um claro nervosismo, dificilmente poderia se assimilar o motivo  a outra coisa que não fosse a própria timidez ou ao fato de ela ser uma novata. A forma como suas bochechas ruborizavam de leve e a forma como em seu olhar havia certo brilho, assim como suas pupilas estavam também levemente dilatadas, faria com que sua aparência inofensiva se tornasse ainda mais inocente. Caso a pessoa que a tivesse abordado a tivesse pego dentro do local correto, tentaria conseguir ajuda para achar o equipamento caso não fosse capaz de encontrar por si mesma ou mesmo para carregar, caso a pessoa pudesse lhe parecer gentil o suficiente para ajudá-la em algo do tipo sem em qualquer momento deixar de passar um extremo respeito e uma cordialidade invejável.
Caso aquele não fosse o local correto, tentaria focar-se mesmo que por pouco tempo o seu olhar nos olhos da pessoa ao qual se referia e perguntaria:


- O(a) Senhor(ita) poderia por favor me indicar o caminho certo? Eu seria muito grata.


No entanto, caso de fato encontrasse a Hamaku e Shepard, por um momento congelaria pela possibilidade ser tão boa quanto também era ruim, suas mãos poderiam parecer soar levemente, enquanto  a garota tentava não hiperventilar devido a ansiedade que as suas ações até ali haviam a guiado, demoraria um pequeno tempo até que palavras pudessem sair de sua boca, mas sua expressão entregava facilmente o seu desconforto, por mais que ela  pudesse tentar reverter rápido. Se concentraria nas palavras e então diria a verdade.



- U-um pedido de reforços foi feito...Por um dos esquadrões... Eles tem reféns, estão próximos e... do... Do banco central e precisam de todas unidades possíveis para dar reforço, seja no combate ou seja com os feridos... Eles... Eles especificaram a necessidade de médicos. E...P... Por favor me de a oportunidade de trabalhar com um dos esquadrões de reforço... Sei que estou insistindo nisso pela terceira vez e... mas... Eu não posso ficar parada sabendo que as pessoas da minha... da minha cidade precisam de ajuda enquanto eu perfeitamente saudável e hábil para ajudar, nem que seja na menor das tarefas fico parada!
E...E...Eu não quero fazer como a menina gato... E...Te..Ter de seguir uma desconhecida para que eu possa ajudar a população, eu ... Eu...acredito nos meus heróis e no que eu quero me tornar... Eu não sou uma vigilante ou mercenária, eu estou aqui para que eu possa me juntar a marinha e no futuro me tornar um simbolo da paz!


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Em seu discurso emocionado, Alipheese acabava por revelar muito mais do que era sua intenção, expondo sua própria intimidade e os seus sonhos para o mundo de forma a se colocar totalmente vulnerável. A garota não conseguia parar de tremer naquele momento e era difícil não notar o quanto estava vermelha de vergonha naquele momento por ter dito coisas tão constrangedoras. A garota poderia tentar ali ser forte ao tentar não chorar e de fato tentou, mas seria inevitável que ao menos uma lagrima ou duas se mostrassem presentes em seu rosto, por mais esforço que ela fizesse para não demonstrar isso. Talvez dada toda a situação da necessidade por toda e qualquer ajuda oferecida para aquele problema ocasionado pelos tritões ou talvez dado somente ao poder das palavras da garota ali, seu pedido pudesse ser considerado, não parecia que seu espirito havia sido abalado, mesmo que tivessem sido duas as vezes das quais ela já havia sido recusada anteriormente mas havia sim, existido impacto sobre a garota mas, não de forma que seu espirito se quebrasse e ela não pudesse se reerguer por aquilo que ela acreditava ser o certo.Não é a falta de medo que fazia Alipheese muito mais corajosa do que se poderia esperar dela, mas sim a capacidade de sentir o próprio desespero e não deixar-se abalar por ele, ter a audácia de seguir em frente onde muitos poderiam desistir, essa talvez fosse a sua maior força.







Histórico.:
 
Objetivos:
 

Off:
 

____________________________________________________


Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 >
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ação
Pensamento
Fala


Última edição por Alipheese em Sex Jan 12, 2018 12:29 am, editado 4 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Makei
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador
Makei

Créditos : 32
Warn : Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 9010
Masculino Data de inscrição : 07/08/2017
Idade : 23

Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !    Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 EmptyQui Jan 11, 2018 10:56 pm

The emperor of Sea




Tudo começou ao estarem sozinhos na recepção, preocupação e ansiedade pareciam transbordar daqueles dois jovens que apenas se viam sem oportunidades para ajudarem os cidadãos de Shells Town, infelizmente tudo parecia uma bagunça, quem diria que alguns tritões colocariam a cidade para andar de tal maneira ? Mesmo que ainda talvez não estivesse totalmente fora de controle, eles haviam causado um dano considerável com sua presença. Querendo ou não, o pânico dentro de Shells Town parecia aumentar cada vez mais ao envolver inocentes, algo imperdoável aos olhos do garoto. Marinheiros continuavam a correr de um lado para o outro em busca dos fanfarrões enquanto alguns cidadãos tentavam se aventurar no perigo iminente, mesmo que houve tido o "Toque de Recolher", existiam pessoas que não aceitavam ter o seu orgulho ferido, assim indo em busca do perigo. Mesmo tendo explicado tudo isso até agora, nada disso havia sentido para aqueles dois adolescentes que apenas pareciam tentar talvez criar uma conversa no meio de seu tédio... A espera de uma oportunidade que pudesse colocá-los diante do perigo e talvez salvar algumas pessoas, era a verdade passavam por suas cabeças. Motivo no qual fez o garoto agir rapidamente ao ouvir o Den Den Mushi tocar com informações impactantes, sabia de suas ações erradas, mas mesmo assim não eram o suficiente, poderia estar colocando mais pessoas em risco ao se manter calado apenas ouvindo aquilo acontecer... Isso não era algo de seu feito.

" Agora que tamo nessa, só nos resta seguir em frente, nem a pau que eu vou desistir bem agora ! "

Com as informações que precisava, agora apenas restava se preparar antes de seguir em direção do Banco Mundial, algo que talvez o garoto não soubesse o caminho, mas nada impedia que a sua cúmplice de crime não houvesse conhecimento do local, em sua cabeça talvez aquilo fosse o "Plano Perfeito", mais ainda ao se ver diante dos corredores limpos sem nenhuma presença que parecia atrapalhar o avanço dos dois, o silêncio junto do vazio daquele lugar parecia se tornar algo macabro a sua vista, será que a situação parecia se remediar ao pior caminho possível ? Aqueles Tritões estavam realmente colocando pressão o suficiente em cima da Marinha ? Mesmo que saber que ninguém iria interrompê-los de seu caminho em busca da Sala de Equipamentos, era assustador pensar nos motivos do por que disso. Estar dentro do QG talvez não fosse a melhor opção para se estar... Talvez ter aceitado a oportunidade daquela Mulher fosse mais lucrativo ao se jogar literalmente de cara sobre o perigo, pelo menos não estaria perdendo tempo com coisas banais... Mas agora não havia volta, com poucas informações espalhadas pelo local em um local vasto, apenas algumas placas presas as portas indicavam locais como 'WC' ou 'Cozinha', mas nada parecia falar 'Porão'. Assustado com a possibilidade de talvez esbarrar com alguem, Lynn se mantém totalmente atento ao seu redor com seus olhos e ouvidos, mesmo que sua audição não fosse tão boa quanto sua visão, tudo estava a risco nesse momento, qualquer erro ou descuido poderia ser a ruína da dupla em busca do porão, se pelo menos houvesse um mapa no balcão que os ajuda-se...

Agora se vendo em uma situação complicada, três caminhos estavam a sua frente, cada um com sua peculiaridade diferente, uma decisão acirrada para o garoto de cabelos rubros nesse momento, que tinha sua cabeça novamente a 120% em busca de uma maneira de seguir o melhor caminho, no final... Era o porão que eles estavam atrás, um lugar que provavelmente era para ser visto como "Escuro" fosse a resposta e isso se tinha em dois dos seus caminhos, um se encontrava a esquerda de maneira quieta e escura, como se algo estivesse apenas a espera de lhe pegar pelas sombras e o da direita como se estivesse indo atrás do perigo, como em um filme de terror onde se tem ruídos para lhe assombrar de sua decisão, mas um dos caminhos não mostrava esse tipo de oportunidade, perdidos naquela situação como em uma caverna escura sem respostas, obter a luz no "Fim do Túnel" parecia a solução correta a seguir, a mais segura, mas isso era muito estranho... Como um estalo sobre a sua cabeça Lynn finalmente ligava aquela Luz com a Enfermaria onde provavelmente estivesse o Sargento e Sheppard, um pensamento talvez lerdo ao ouvir as palavras da garota que já estava em ação ao se dirigir a frente. Sua ideia não era errada, na verdade era a mais correta, porém observa-la ter essa atitude criou um pouco de surpresa em sua visão ao ouvi-la, sua visão sobre a garota era simples e com poucas palavras, "Certinha de mais !" e por isso vê-la tomar uma atitude como essa acabou lhe surpreendendo mais ainda ao ponto de ter um pequeno pane no sistema... Será que o garoto estaria fazendo algo bom ?...

"" Meu deus... Olha o que você acabou de fazer... Por favor Avaliador, me fala que ele não ta fazendo isso... ლ(´ڡ`ლ) ""
" Não, não, não, calma aí... Tem algo muito errado acontecendo aqui... "
"" Claro que tem ! Olha o que você está corrompendo ! Certeza que depois disso você vai arder nas chamas do Inferno ! ლ(ಠ益ಠლ) ""
"..."

- Huh, hey ! Espera ! Urgh... Ela não ta me ouvindo, que porra ! Ta, ta... Custa nada confiar um pouco né ? Afinal, ela provavelmente venha a ser minha sudita daqui um tempo e tals... Eu acho... Beleza, vamos ver o que eu faço... mi-nha mãe man-do eu es-co-lher es-se da-qui, mas co-mo eu sou tei-mo-so eu es-ci-lhi es-se da-qui. -

"" Já te falaram que você é um gênio ? Puta inteligência da porra viu... (>ლ) ""

Com apenas duas opções a seguir, apenas o suspiro de sua alma poderia ser ouvido antes de um espirro. Agora era escolher entre o filme do Freddy Krueger ou do Alien... Uma escolha difícil que parecia ser simplesmente descartada na mente do garoto como se aquilo não fosse nada ao seguir pela direita com uma brincadeira de criança, sabia dos perigos que estava por vir, mas a sua confiança e alguns parafusos a menos faziam isso parecer como um passeio na creche, a única coisa que se mantinha eram seus olhos afiados e ouvidos que buscavam qualquer coisa que o leva-se ao porão, seja um mapa ou algum sinal, tudo era importante nesse momento, já que se encontrava sozinho nesse momento.

O perigo de ser pego era grande pelo caminho que havia pego provavelmente, mas mesmo assim não se arrependeria... Era o que ele gostaria de acreditar com as possibilidades que havia criado em sua cabeça, tinha algumas respostas prontas para tentar resolver seus problemas, só espera que isso funciona-se... Se em seu caminho fosse abordado por um Oficial, sua resposta era rápida e um pouco desesperada, talvez um pouco de jogo mental funcionasse ao jogar pressão sobre o oficial, sabia que isso não era a sua praia e nem seu ponto forte, mas era tudo que podia arriscar com o seu intelecto, caso visse que estivesse funcionando, o garoto colocaria mais ênfase em suas palavras, era até estranho que o mesmo não tinha atuação como uma perica...

- Hey ! Sei que é uma pergunta estranha, mas sabe onde fica a porra do porão ? Preciso achar o Sheppard ! Tem um aviso importante lá na recepção e ele saiu ! Por não conhecer direito aqui eu acabei me perdendo e não sei onde diabos eu estou... Poderia me fazer o favor de falar onde é o Porão enquanto você cuida de lá ? Por favor ! Eu acabei de passar no teste de Oficial antes do Sargento ser machucado e isso é extremamente importante, tem a ver com aqueles malditos Tritões ! -

"" Por que você faz isso parecer estranho ? Será que não dá pra ser formal não ?... Ele pode, não pode guys ? (;一_一) ""

Com o caminho que o Oficial havia lhe oferecido ou se a sua escolha o levasse até o Porão, não pensaria duas vezes antes de entrar rapidamente, sabia que tempo era uma coisa chave nessa situação e precisaria agilizar as coisas o mais rápido possível tanto para ele quanto para Alipheese, mesmo que o mesmo estivesse visto a garota portar uma Sniper previamente, o peso não era algo proporcional para o garoto nesse momento que escolhia a sua Lança e uma pistola, junto de alguns cartuchos. Com sua visão procuraria pelo local inteiro por coisas que pudessem lhe ajudar, sendo mapas ou uniformes, algo que precisava trocar logo por causa da chuva, sua gripe poderia vir a piorar caso se mantivesse com essas roupas molhadas, Lynn também não esqueceria de sua parceira ao procurar por um uniforme que ela pudesse usar, talvez não fosse tão dificil achar um número pequeno para ela, já que se ficasse um pouco maior talvez não fosse um problema muito grande.

Se a informação passada pelo Oficial fosse o caminho do meio que Alipheese havia pego, Lynn não pensaria duas vezes antes de dar meia volta e seguir para ele, estaria feliz em saber que não teria que segurar peso extra ou esperar pela garota com más noticias sobre a "Missão". Da mesma maneira de antes, o garoto entraria rapidamente na Sala de Equipamentos e logo se desculparia ao falar que era ele, talvez assustando um pouco a garota se já estivesse no local, se a mesma ainda estivesse se trocando, sua falta de noção básica poderia vir a ser um problema nesse momento ao não dar muita importância para isso, porém se a visse direcionar sua arma para ele, correria rapidamente enquanto tentava avisá-la do erro que estava prestes a fazer.

"" ┬┴┬┴┤ ͜ʖ ͡°) ├┬┴┬┴ +18 ""

- C-Calma ! Não faça isso ou você vai estragar tudo com o barulho ! Ou o meu corpo... -

Sua pior opção era a que o Oficial decidisse segui-lo ao caminho do Porão e não encontrassem o Sheppard, forçando o Lynn a agir novamente de maneira um pouco apressada ao colocar pressão sobre o Oficial para ir atrás de Sheppard enquanto ele pega as coisas no Porão.

- Tch, ele não ta aqui ! Precisamos achá-lo ! Vamos voltar e a gente pega caminhos diferentes, qualquer coisa fala para ele que o aviso está no Den Den Mushi -

"" Vai, vai totozinho, pega o osso lá, vai. SOME DAQUI DESGRAÇA ! DEIXA EU FAZER MEU SERVIÇO EM PAZ (ノಠ益ಠ)ノ彡┻━┻ ""

Agora com as coisas praticamente resolvidas, apenas restava duas opções, esperar Alipheese para passar os equipamentos para ela e sair logo dali com uma leve pausa provavelmente no 'WC' para se trocar ou seguir pelo terceiro e último caminho.



Histórico:
 
Objetivos:
 
off¹:
 

Créditos a @[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
        Ficha       ~ ~        Aventura


~> Fala <~
~> Pensamento <~


Medalhas:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
SraVanuza
Membro
Membro
SraVanuza

Créditos : 12
Warn : Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 10010
Data de inscrição : 13/12/2017
Idade : 21

Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !    Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 EmptySex Jan 12, 2018 2:40 am



Be a pretty bitch!



Conforme os passos eram dados Kariel notava a mudança repentina no estilo visual do ambiente. Antes as casas tinha uma aparência mais convidativa, era mais ambientalizadas, claramente mais bonitas, até mesmo o espaço de uma forma geral. Em determinado ponto a infraestrutura já não parecia mais tão agradável assim. Já era algo assustador. Tudo remetia a um ambiente utilizado como zona de conflito, algo próximo a uma guerra em pequena escala ou apenas um grande baderna.

Algo que não mudava era a forma como aquela mulher tratava Kariel, desde a partida sua atitude era grosseira e sem modos. Algo que se distanciava do estereótipo de sua aparência classuda. A garota já havia sofrido diversos tipo de agressões verbais durante a vida. Viver em um ambiente cercado por humanos a fez ter um pouco mais de resistência. Mas não perder seu sentimentos. Pequenos comentarios a machucavam e junto com o ambiente hostil, estava tudo ali numa panela de pressão.
Cada resposta era uma farpa ou quase decapitação. Muito podem ser ignorados. tanto pelo menino doente ou daquela mulher. Mas ao poucos poderiam começar a afetar de forma mais pesada ou negativa. Tinha que se manter forte contra aquelas situações, essa foi sua decisão, ir com ela foi uma escolha então teria de aguentar. Assim como qualquer outro. Seu comportamento tinha que aguentar e se fortalecer. Não queria ser só mais uma fracote.

“Espero que ela seja ao menos util, para poder ser tão rude assim!”

Outra coisa que veio durante o rápido diálogo foi o nome, Setsune, que lhe soava levemente familiar, como uma lenda urbana ou um boato de esquina, um toque de escuridão com uma pitada de perversão. Quase tinha um gosto em sua boca. Outra coisa foi que não importasse o que fosse que iriam buscar, Kariel só saberia na hora e que não seria incluída nos planos de forma tão integra quanto imaginava.

“Espero que na marinha não nos tratem como lixo assim, não vou aguentar…”

Logo se via na entrada de um esgoto. Nada convidativo, por que será que se manter em lugares sujos, escuros e fedidos era sempre o caminho “certo”? A mulher abre passagem tirando a tampa do bueiro. Seu pensamento era que ela iria adentrar primeiro, revelando o caminho e os perigos que poderiam habitar ali. Mas não. De forma sarcástica e tóxica, direciona a garota a entrar primeiro.

O cheiro que subia era deplorável, não conseguia manter uma linha de raciocínio daquela forma, aquilo a desconcentrava de todas as maneiras existentes. Só de imaginar que era pra ela entrar ali, seu estômago se embrulhar de forma a parecer um bolinha de papel amassada. Ficaria dias sem comer por causa dessa experiência. Porém no fundo sabia que entrar na minha iria requerer muito de si, barreiras deverão ser quebradas e quem sabe essa não ser uma das primeiras?

“Eu não posso acreditar que vamos entrar por aqui..”

-Espero que o que for que estiver indo buscar, valha a pena! - Dizia irritada, conformada, seu tom de voz parecia zangado ou nervoso. Afinal aquela situação era no mínimo estranha e desconfortável.

Passaria as mãos em seu corpo para retirar a maior quantidade de água possível, arrumaria seu cabelo de forma breve, daria uma leve chacoalhada para se secar mais, seu rabo estava agitado como de costume. Conforme fosse descendo ficaria atenta ao ambiente, tamanho da descida e para onde estariam indo. Sabia que se perguntasse seria ignorada, então nem faria o esforço, o cheiro deveria ser horrível, mas tentaria se manter firme e consciente. Pegaria nas barras ou por onde quer que estivesse descendo, com muito cuidado para não escorregar, pegar num lugar quebrado ou sujo. Também ficaria atento para a mulher, com medo de ela poder deixa-la pra trás. Seus pés estavam firmes e deslizarem com cuidado para cada “passo”, quando chegasse num lugar onde pudesse ficar em pé, novamente observaria o local para que não tivesse nenhuma surpresa desagradável.  Estava ciente que com aquelas condições deveriam existir varias doenças circulando ali, então ficaria focada em não encostar em nada onde não fosse estritamente necessário. Quando ambas estivessem prontas.

-Então, agora que estamos aqui, para onde devemos ir? -Seu tom de voz estaria mais estável, mas continuamente preocupada, afinal estavam no esgoto. Seguiria a mulher de forma a não baixar sua guarda. Estava em alerta total.

"Droga eu vou ficar toda suja.. Espero não ficar doente por causa disso... Quero só ver o que vai acontecer depois de que terminarmos, espero ser bem recompensada por passar por isso!"

Mesmo tensa devido aquela situação, o fato de poder ser recompensada de forma gloriosa por causa dessa empreitada, a faria ficar mais tranquila, na medida do possível é claro, afinal se o que fossem recuperar fosse tão valioso, poderia ganhar algo realmente interessante. A ideia de fazer o bem, era de fato algo que lhe agradava, entretanto, fazer o bem e ainda ser recompensado, era ainda mais delicioso dentro de sua cabeça, tudo aquilo poderia, quem sabe, valer a pena.

Histórico:
 
Objetivos:
 

Thanks Faith @CG

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Homero
Pirata
Pirata
Homero

Créditos : 5
Warn : Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 19
Localização : Dream Whater

Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !    Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 EmptyTer Jan 16, 2018 6:29 pm

O jovem megalomaníaco Lynn e a um pouco menos insana Alipheese tinham a frente deles uma decisão a ser tomada sobre qual caminho seguiriam. A garota tímida tinha a ideia de seguir pelo caminho da frente e orientava para que o rapaz seguisse por outro, de forma que eles aumentariam as chances de acabar encontrando o porão.

Assim, ela saia para frente, sempre utilizando de sua visão aguçada para observar o máximo que pudesse e, logo após alguns passos, já avistava Shepard, que vinha com um olhar despreocupado, contrastando com o de Alipheese que já se punha a falar diante do encontro. Ela explicava toda a situação, falava do que havia ouvido no den den mushi e suplicava por uma possibilidade de ajudar, com seu típico espírito heroico destacado na fala ainda que tímida.

O oficial parecia surpreso com aquilo, e depois de uns instantes pensativos, se punha a responder, talvez até um pouco emocionado. - Garota... É impossível ouvir você dizer essas coisas e não reconhecer o espírito de uma futura herói da Marinha em você. Vamos deixar as burocracias e outras questões de lado por um instante... Está admitida temporariamente como marine, mas após os problemas aqui na cidade serem resolvidos teremos que refazer os testes de admissão. Tudo bem? E diga ao garoto contigo que se quiser MAIS UMA CHANCE, estamos dando. Mas não nos decepcionem. - Era diferente de tudo que ele já havia dito anteriormente. Aparentemente, ele havia sido tocado pelas falas da ferreira.

Não distante dali, após uma simples brincadeira de criança para decidir seu caminho, Lynn acabava por tomar o caminho da direita, que havia ouvido os ruídos e, seguindo rapidamente, ele adentrava o local e via alguns oficiais pegando em armas e, ignorando ele, saiam rapidamente pelos corredores do quartel em direção a sala de espera onde estavam anteriormente.

Lynn, alcançando o porão, via que este tinha pouca iluminação mas várias caixas e, revirando algumas, encontrava uma lança para si, além de um revólver simples para sua "companheira", junto de um saco com cartuchos. Também encontrava algumas roupas simples parecidas com as suas e com as de Alipheese e, apesar de não serem uniformes de marinheiro, iriam servir naquele instante. Lynn se trocava rapidamente, tirando as roupas molhadas e deixando de canto, seguindo na direção de volta para o corredor, visualizando Shepard e a atiradora, voltando pelo corredor de onde ela havia ido, e o oficial aparentava um certo orgulho em seu rosto.

Enquanto isso, adentrando no bueiro aberto por Setsune, Kariel caminhava para baixo alguns instantes, enquanto dizia. - Espero que o que for que estiver indo buscar, valha a pena! - Seu tom de voz demonstrava estar zangada. A mulher parecia não responder, mas após alguns passos em descida, elas alcançavam um local mais reto, onde era possível ver uma certa correnteza de água passando a seu lado. Era um local ainda fétido, mas pelo menos não era como a entrada tão mais úmida e apertada. A iluminação vinha de poucos buracos no teto que possibilitavam a entrada da luz de fora.

- Quem diria... A gueixa e uma... "Gatinha". - Uma voz dizia, e das águas pouco a frente delas submergiam dois tritões esverdeados, portando cada um uma katana em suas mãos.

- Parece que hoje é nosso dia de sorte hehehehehe - O outro respondia, com uma risada irritante, se colocando em posição de batalha.

- Merda... Vamos ter que lidar com isso agora. - Setsuni dizia, sacando uma outra katana que não a sua, entregando nas mãos de Kariel. - Tome. Pega o da direita que eu pego o da esquerda.
Situação - Kariel:
 

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Narração ~ ~ ~ Fala (brown) ~ ~ ~ "Pensamento"  (orange)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !    Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !  - Página 4 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Rumo ao Mar - Os primeiros passos de um Marinheiro !
Voltar ao Topo 
Página 4 de 16Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5 ... 10 ... 16  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Shells Town-
Ir para: