One Piece RPG
I - Procurando Diversão - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» ~ RESET ~
I - Procurando Diversão - Página 2 Emptypor KingSalazar Hoje à(s) 16:01

» Cap. 1: Laços entrelaçados, as chamas da revolução se erguem!
I - Procurando Diversão - Página 2 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 15:54

» Akira Suzuki
I - Procurando Diversão - Página 2 Emptypor Ceji Hoje à(s) 15:38

» [M.E.P] Nash
I - Procurando Diversão - Página 2 Emptypor TsubasaNash Hoje à(s) 11:40

» [Kit - Garou]
I - Procurando Diversão - Página 2 Emptypor Ainz Hoje à(s) 10:06

» V - Into The Void
I - Procurando Diversão - Página 2 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 9:03

» Mini - DanJo
I - Procurando Diversão - Página 2 Emptypor DanJo Hoje à(s) 0:51

» Crisbella Rhode
I - Procurando Diversão - Página 2 Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 0:48

» A Aparição de Mais Um Meio a Tantos
I - Procurando Diversão - Página 2 Emptypor Wave Ontem à(s) 22:53

» O vagabundo e o aleijado
I - Procurando Diversão - Página 2 Emptypor Ghastz Ontem à(s) 22:40

» Mini Aventura - Agyo Shitenno
I - Procurando Diversão - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 21:16

» O Legado Bitencourt Act I
I - Procurando Diversão - Página 2 Emptypor Faktor Ontem à(s) 20:16

» Apenas UMA Aventura
I - Procurando Diversão - Página 2 Emptypor Van Ontem à(s) 15:49

» Bellamy Navarro
I - Procurando Diversão - Página 2 Emptypor Greny Ontem à(s) 10:43

» Unbreakable
I - Procurando Diversão - Página 2 Emptypor Ainz Ontem à(s) 9:55

» (Mini) Gyatho
I - Procurando Diversão - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Qua 20 Nov 2019 - 23:02

» (MEP) Gyatho
I - Procurando Diversão - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Qua 20 Nov 2019 - 22:55

» [MINI-Tenzin]Here we go again
I - Procurando Diversão - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Qua 20 Nov 2019 - 22:53

» [M.E.P]Tenzin
I - Procurando Diversão - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Qua 20 Nov 2019 - 22:43

» [Extra] — Elicia's Diary
I - Procurando Diversão - Página 2 Emptypor GM.Noskire Qua 20 Nov 2019 - 22:27



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 I - Procurando Diversão

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
Vortus
Membro
Membro


Data de inscrição : 22/08/2016

I - Procurando Diversão - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Procurando Diversão   I - Procurando Diversão - Página 2 EmptyQua 22 Nov 2017 - 14:19


Ao aproximar-me da taverna que me havia sido indicada pelo ferreiro, eu podia avistar dois indivíduos à porta do local, à medida que me fui aproximando do local notei que os dois indivíduos eram marinheiros. A presença de marinheiros fazia-me lembrar quando o meu pai tinha sido preso também por marinheiros lá na nossa casa, o que não era a mais agradável das memórias e ainda me incomodava um pouco. Contudo, esta não era a altura certa para pensar em acontecimentos do passado, pois para haver presença da marinha alguma coisa de fora do comum podia ter ocorrido naquele local. Devido à presença da marinha pensei inicialmente que poderia me ser impedida a entrada no local por alguma razão, mas quando vi que haviam pessoas a entrar e sair do local naturalmente, decidi entrar no local para procurar o homem que o ferreiro disse que me podia dar informações acerca daquele tal homem lobo.

Se me fosse possibilitada a entrada na taverna, eu entraria na mesma e olharia à volta, visando observar o local, e procuraria um homem com os traços que o ferreiro tinha mencionado, ou seja, um homem baixinho e gordo chamado Tom. Após a observação do local, eu procuraria o balcão do local e dirigiria-me para o mesmo, procurando falar com quem estivesse por trás do balcão. Se estivesse alguém atrás do balcão eu olharia para ele, levantaria a mão um pouco, enquanto relevaria um breve sorriso, tentando assim chamar a atenção de quem estivesse a atender. Uma vez que eu pudesse despertar a atenção do individuo, eu perguntaria para ele com um tom de interrogação: "Gostaria de falar com um cara chamado de Tom.". Se eu fosse informado que Tom não estaria no local eu perguntaria para quem me havia atendido com um tom de curiosidade: "Onde é que posso encontrar esse Tom então?", e ouviria o que o sujeito teria para dizer, e se me dada uma localização, eu pediria direções para chegar nesse local.

Uma vez que eu pudesse então falar com Tom, eu perguntaria para ele com um tom de interrogação: "Conhece alguém que seja conhecido por homem lobo, e onde posso encontrar esse individuo?". Após fazer a minha pergunta, eu pausaria esperando assim uma resposta de Tom. Se Tom me quisesse cobrar dinheiro em troca de informações eu perguntaria a ele qual o preço que ele estaria a cobrar pela informação, se o preço fosse inferior ou igual aos 20.000 Berries que eu tinha em minha posse, eu então entregaria esse dinheiro a Tom e escutaria aquilo que ele tivesse a dizer acerca do homem lobo. Se Tom cobrasse mais do que 20.000 Berries pela informação eu diria para ele com um tom de decepção: "Eu só tenho 20.000 Berries comigo, só consigo pagar até esse valor.". Se mesmo assim Tom não aceitasse dar informações por essa quantia de dinheiro eu perguntaria para o mesmo com um tom de curiosidade: "E não tem nada que eu possa fazer por você em troca dessa informação?". E em seguida pausaria, escutando o que Tom teria para dizer. Após escutar aquilo que Tom teria a dizer acerca do tal homem lobo, se Tom não me pudesse informar acerca do paradeiro do homem lobo, eu perguntaria a Tom: "Não sabe de alguém que saiba onde posso encontrar esse homem lobo?". Pausaria após a minha pergunta, e esperaria por uma resposta vinda de Tom, se ele soubesse de alguém que tivesse conhecimento do paradeiro do homem lobo, eu pediria a localização desse homem, e dirigiria-me para o local onde eu poderia encontrar esse sujeito. Se Tom me informasse acerca do paradeiro do tal homem lobo, eu pediria direções para como chegar ao local. Uma vez que eu tivesse obtido as informações que procurava, eu despediria-me de Tom, agradecendo, e sairia da taverna, e seguiria as direções que Tom me haveria dado para encontrar o tal homem lobo.

Se me tivessem sido dadas indicações acerca do paradeiro do tal homem lobo, enquanto eu seguiria caminho para esse local, eu pensaria acerca da situação, e acerca das informações que eu tinha obtido até ao momento: já tinha sido afirmado na carta que a garota, Kimi, me tinha escrito que aquele homem lobo seria um homem perigoso, e se essa informação coincidisse com aquilo que Tom me informaria, eu poderia estar prestes a entrar numa situação de perigo, nesse caso, eu relembraria os ensinamentos que o meu pai adotivo tinha dado a mim e à minha irmã adotiva lá no nosso velho lar, e que a hora de por esses conhecimentos em prática poderia estar chegando.

Objetivos:
 

Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Edge
Civil
Civil
Edge

Créditos : Zero
Warn : I - Procurando Diversão - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 11/11/2014
Idade : 20

I - Procurando Diversão - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Procurando Diversão   I - Procurando Diversão - Página 2 EmptyQui 23 Nov 2017 - 15:36


Os marinheiros faziam o pugilista voltar a seu passado. Andrew hesitou por um momento, mas decidiu não deixar que suas emoções lhe atrapalhassem, então prosseguiu. Ao passar pelos dois marinheiros Andrew se sentiu coagido? Talvez, o garoto parecia uma pedra de emoções e não demonstrava nada. A entrada não havia sido nada demais, ambos os marines continuarão em suas posições.

A taverna estava cheia, todas as mesas estavam ocupadas - a maioria por marinheiros fora de serviço - o balcão era o único local onde ainda haviam alguns acentos. "Gostaria de falar com um cara chamado de Tom." Disse o jovem. – TOM! – Bradou o barman atrás do balcão. – ARGH! NÃO CONSEGUE DAR CONTA DA CLIENTELA SEU IMPRESTAVEL! – Tom surgia abrindo as portas do fundo da taverna. – TEM UM GAROTO TE PROCURANDO SEU TOCO DE AMARRAR JEGUE! NÃO SEJA INGRATO SEU MISERÁVEL. – Ambos discutiam alto, mas estavam no mesmo timbre da taverna. Tom decidiu não prosseguir com a discussão e então voltou sua atenção a Andrew. – O QUE FOI? – Perguntou. "Conhece alguém que seja conhecido por homem lobo, e onde posso encontrar esse individuo?" Retrucou o jovem. – Talvez sim, talvez não... – Tom abaixava seu “tom” de voz, quase surrando. – Tudo depende da sua generosidade hê hê hê... – Andrew entendeu de imediato. "Eu só tenho 20.000 Berries comigo, só consigo pagar até esse valor." Ingenuamente ofertava. – UHM... – Tom pegava o dinheiro e lhe dava as costas conferindo a quantia. – Certo... – Virava-se novamente. – Eu nunca o vi, mas já ouvi falarem. Dizem que ele é um lobisomem que se alimenta de humanos. É conhecido como: “punho vermelho” por suas habilidades de boxeador. Dizem também que ele tortura suas vitimas antes de devora-las... – Tom era interrompido por um homem ao lado de Andrew que socava o balcão. – Desculpe. – A figura levantava do assento tomando o resto da dose que ainda residia seu copo. – É isso garoto, não sei o motivo e também nem quero saber, mas caso não queira virar comida de lobo, não vá atrás desse homem. Se é que ele existe HAHAHAHA... – Tom voltava aos fundos, mas antes de fechar a porta, diz. – Noroeste! Caso queira achá-lo.

- Noroeste né? OK! – Resmungava o homem ao lado de Andrew que outrora socava a mesa. Este mesmo moço, alto, pegava suas tralhas e saia da taverna. Se Andrew quisesse encontrar o tal homem lobo, seria uma ótima oportunidade.
OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vortus
Membro
Membro
Vortus

Créditos : 6
Warn : I - Procurando Diversão - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 22/08/2016
Idade : 20
Localização : East Blue - Shells Town

I - Procurando Diversão - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Procurando Diversão   I - Procurando Diversão - Página 2 EmptySex 24 Nov 2017 - 16:59



Após escutar a informação que eu tinha pago a Tom para me dar acerca do homem lobo, eu pegaria na minha sacola com maçãs e sairia da taverna para rumar para a vaga direção que Tom me haveria indicado - Noroeste. Uma vez que eu estivesse fora da taverna, eu olharia para o céu, de forma a tentar verificar a direção que eu deveria seguir para ir em direção a noroeste, e enquanto eu olharia para o céu, eu tentaria observar o tempo, e verificar se já teria passado muito tempo desde que esta confusão tinha começado com o furto das minhas soqueiras.

Com a verificação de que estaria rumando para noroeste, eu retiraria uma maçã da sacola, e verificaria se ela estaria em bom estado para consumo, e no caso da maçã ainda estar comestível, eu comeria a maçã, pois eu iria precisar de forças para continuar o dia e ficar faminto sem qualquer dinheiro no bolso, visto que eu já tinha gasto o meu dinheiro todo à custa desta situação, não era uma boa ideia.

Enquanto eu estaria comendo a minha maçã, eu pensaria acerca das informações que eu haveria recolhido até ao momento, aquele homem lobo de que me falavam, tal como indicavam as minhas suspeitas, corroboravam a informação da carta que a garota havia escrito, ele era de facto um homem perigoso, que de acordo com o que Tom me havia informado, teria gosto por carne humana, o que me levaria a pensar acerca do bem estar da garotinha, que poderia estar em perigo de virar refeição de lobo. Eu estaria preocupado com a garota, queria mantê-la fora de perigo, contudo, apesar das informações que me haviam sido dadas, eu não teria medo do homem lobo pelas suas práticas de comer humanos, pois já estaria habituado a lidar com animais selvagens que queriam fazer de humanos suas presas na floresta em que eu havia crescido com meu pai e minha irmã.

Uma vez que eu tivesse acabado de comer a maçã, eu retiraria outra maçã do saco, e comeria a mesma enquanto caminharia, e pensaria acerca dos acontecimentos bizarros daquele dia, um acontecimento que me havia deixado ligeiramente confuso tinha sido o comportamento de um moço que enquanto Tom me estaria contando acerca do homem lobo, soqueou a mesa, e saiu de rompante pouco antes de eu ter saído da taverna, logo após Tom me ter informado acerca da localização do homem lobo. Contudo, decidi não dar muita importância ao assunto, pois devido ao ambiente barulhento da taverna, talvez aquele fosse um comportamento vulgar num lugar daqueles.

Ao pensar nas informações que me haviam sido dadas, cheguei à conclusão de que as indicações que Tom me haveria dado eram bastante vagas, pois ele haveria me indicado para seguir noroeste, mas eu estaria em dúvida acerca de como eu saberia como eu haveria chegado no local certo uma vez que lá chegasse, tendo isso em conta, eu olharia em meu redor, e observaria, tentando assim achar algo que parecesse fora do comum, que pudesse ser alguma pista sobre como eu haveria de encontrar o homem lobo, como um lugar fora do comum, ou alguma pessoa cuja cara não me fosse estranha.

Uma vez que eu encontrasse algo fora do comum, eu investigaria a situação e prosseguiria com cautela, mas tentaria agir de forma natural, para não atrair a atenção desnecessária de alguém que estivesse assistindo. Se necessário tentaria utilizar as minhas habilidades de furtividade e de disfarce para tentar infiltrar algum lugar, seguir alguém, ou mesmo esconder em algum lugar, dependendo da situação em que eu me encontraria. Se eu tivesse encontrado algo que me parecesse ser fora do comum, mas que eu pudesse verificar que não me iria ajudar na minha busca pelo homem lobo, eu tentaria abandonar a investigação, e seguiria novamente para noroeste, e procuraria novamente por pistas que me pudessem levar a encontrar o homem lobo.

Agora cada vez mais próximo de me encontrar com esse tal homem lobo, e com uma melhor ideia acerca dele, eu estaria algo que contente por estar me a aproximar de desvendar este mistério, esta busca pelo homem lobo estava a revelar-se ser uma aventura interessante, e eu poderia sentir que seria uma questão de tempo até a reencontrar as minhas soqueiras, sendo que elas já me tinham custado todo o dinheiro que eu tinha em minha posse, mas talvez a diversão que esta até agora pequena aventura me estaria a proporcionar valesse o meu investimento.

Objetivos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado
avatar


I - Procurando Diversão - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Procurando Diversão   I - Procurando Diversão - Página 2 EmptySex 18 Maio 2018 - 8:45

Of a Wolf and Man




Com todas as informações absorvidas na taverna Razor saia dali, ele tinha uma preocupação maior em sua cabeça naquele momento, a jovem garota, por que o que era aquilo? o quão grande era o perigo representado por tal homem acusado de canibalismo, eram questões e mais questões que não seriam respondidas ali, ao menos não sem que ele visse tudo com seus próprios olhos, entretanto poucas coisas eram passadas ao garoto. Andrew já do lado de fora conferia em primeiro momento onde estava, situando-se de sua condição, assim verificando também para onde iria seguir.

Os primeiros passos dele eram para o Noroeste, e logo pegava uma de suas maçãs e começava a comer durante sua caminhada, refletindo a cada passo sobre o que aconteceu na taberna, posteriormente quando essa acabava mais uma maçã ia pra boca e assim sucessivamente, várias coisas o intrigavam naquele ponto, mas uma delas e talvez a mais notável, era de um provável trombadinha com atitude questionável, talvez tivesse algo haver com sua busca, mas era apenas mais um ponto entre tanto soltos no tabuleiro.

Sua caminhada até o local era de fato sem muita novidade, assim que ele entrava por aquela região começava a demonstrar sua cautela, em observar o máximo possível, o que estava em sua volta, ele queria uma coisa suspeita por ali mas na primeira vista nada se mostrava aos seus olhos, o dia estava frio, e os ventos gelados, pairavam sobre a cidade, de algum modo, a neve tinha infestado o chão nesse meio tempo (Detalhe, essa neve vem por conta da saga: Saga: Mille Kelig, assim está nevando inexplicavelmente em todos os blues.) o que dava uma sensação um pouco desconfortável a qualquer um que andasse por ali, já que os sapatos afundavam nela o que ia dificultando a movimentação de qualquer um.

A zona que ele estava era um lugar um pouco vazio de fato, uma zona urbana afastada, muitos becos, casas em sua maioria abandonadas, algumas poucas ainda habitadas, mas com claros sinais de sua idade, e claro, algumas parcialmente destruídas, ou avariadas seriamente, um ambiente que cada vez que ele adentrava mais, ficava mais estranho, até que, já no interior daquele mundo após quase 30 minutos caminhando por meio de becos e avenidas, ele finalmente via algo novo, diferente de todas as casas que tinha visto ate o momento uma mansão perdida pelo meio de tudo, alguns homens caminhavam em volta dela, como se fizessem rondas, um deles usava uma lança que caminhava com ela constantemente, o outro, tinha uma katana embainhada ainda, além desses dois, algo que o chamava atenção eram vários outros que estavam se dirigindo pela parte do lado direito, ou seja oposto ao que ele podia ver com perfeição, eram homens com carroças e várias caixas que tinham um carregamento aparentemente pesado para o padrão, mas eles sumiram da visão assim que passavam pela frente da casa seguindo para a lateral .

De onde ele estava ainda numa esquina que dava visão a lateral esquerda da mansão, estando ele a uma média de 50 metros dela ainda, não era visto, ou se fosse teria sido ignorado, ele poderia fazer qualquer coisa naquele momento, entretanto tinha que ser bem pensado talvez até mesmo se certificar do que estava acontecendo ali, entretanto antes que ele pudesse ter dúvidas de o que aquele lugar era, o homem estranho que ele vira na taberna chegava por ali, sim o mesmo que saiu de forma suspeita e ele tinha guardado na memória, ele parava um dos guardas falando algo, não dava pra ouvir de onde estava, e entrava na casa. Mas o que nosso garoto faria?

feedback/considerações/extras:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Vortus
Membro
Membro
Vortus

Créditos : 6
Warn : I - Procurando Diversão - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 22/08/2016
Idade : 20
Localização : East Blue - Shells Town

I - Procurando Diversão - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Procurando Diversão   I - Procurando Diversão - Página 2 EmptyDom 20 Maio 2018 - 9:28


Aquele clima de neve era me um pouco estranho, pois eu não estaria habituado aquele tipo de clima na floresta onde cresci onde estava rodeado de paisagem verde. Contudo, a necessidade de mudar a minha vida foi a razão pela qual eu decidi partir nesta jornada em primeiro lugar, e esta mudança de clima era só uma nova etapa. Novos ambientes, novos lugares, novos climas, foram algumas das razões pelas quais eu decidi partir nesta aventura. Para conhecer o mundo, adaptar-me a novos climas e lugares é indispensável, e uma simples mudança de clima me fez pensar acerca do resto do mundo que esperava por mim para eu visitar. Talvez não fosse na altura certa, mas com certeza este novo desafio me entusiasmava um pouco.

Enquanto eu me deslocava para Noroeste, como eu havia sido indicado para fazer por Tom, deparei-me com uma mansão que se realçava de todas as outras casas que eu havia visto até ao momento. Ao avistar a mansão pude observar que haviam pessoas rondando à volta dela, e a meu ver, parecia que estariam guardando aquele lugar. Porque haveria necessidade de alguém rondar uma mansão no meio do nada? Esta atividade suspeita parecia ir de acordo com as indicações que me haviam sido dadas por Tom, e me levava a pensar que talvez eu tivesse chegado no lugar certo.

Eu só poderia imaginar o que é que se estaria a passar naquele lugar, até que uma cara não muito estranha aparecia na cena. Aquele cara da taverna, que agira de forma suspeita quando me foram dadas as indicações para me dirigir para este local. A forma como ele entrou facilmente naquela mansão que contava com a presença de guardas à entrada da mesma fazia parecer que ele era de alguma forma cúmplice do que quer que seja que se estivesse passando naquele lugar. Tudo isto fazia despertar várias perguntas em mim: O que era aquela mansão? Quem era o moço, e de que forma estaria ele ligado com aquele lugar? Será que eu estaria no lugar certo? E de que forma estaria isto relacionado com a garota e o homem lobo? A meu ver a única forma de obter a resposta a todas estas perguntas seria entrar dentro daquela mansão, contudo, a forma como guardavam o local, me fazia acreditar que entrar pela porta da frente não era opção, a não ser que quisesse comprar uma briga com os guardas daquele lugar, o que não seria de momento a minha intenção, visto que eu ainda não teria a certeza de se estaria no lugar correto, e queria pelo menos obter algum tipo de resposta antes de entrar em algum conflito violento. Desta forma, cheguei à conclusão de que talvez infiltrar a mansão para tentar obter respostas acerca daquele local talvez não fosse a pior ideia.

Apesar de estar habituado a agir de forma furtiva para caçar na floresta onde cresci, o ambiente naquela altura não era o mesmo ao qual eu estava acostumado a agir dessa forma, mas enquanto a neve podia dificultar um pouco a minha movimentação, talvez aquele clima de neve pudesse me permitir permanecer fora da visão de quem estivesse guardando aquele local e assim eu pensaria que talvez fosse possível eu utilizar aquele clima de neve para meu proveito naquela situação. Tendo isto em conta, eu retiraria uma maçã da sacola, e começaria a comer a mesma enquanto observaria o local, procurando por uma forma de aceder à mansão sem ser pela entrada principal da mesma.

Quando acabasse de comer a maçã, eu prosseguiria para tentar infiltrar a mansão. Tendo este objetivo em conta, eu tentaria prosseguir de forma furtiva, tentando assim não alarmar quem estivesse guardando aquele lugar. Para este fim, eu procuraria movimentar-me por lugares que me permitiriam permanecer incógnito aos guardas daquela mansão. Assim, eu procuraria deslocar-me rapidamente de forma a não ser avistado por nenhum dos guardas, contudo, tentaria não realizar movimentos demasiados bruscos que pudessem permitir a quem guardasse aquele lugar ver ou ouvir os meus movimentos. De forma a agir furtivamente, eu tentaria utilizar o clima em meu favor, ao procurar movimentar-me por locais que oferecessem pouca visibilidade para quem estaria guardando o local, ou procuraria objetos que me permitissem esconder atrás dos mesmos, para tentar prosseguir sem alertar os guardas daquele lugar.

Caso eu conseguisse encontrar uma entrada alternativa para a mansão, eu procuraria verificar se o caminho para essa entrada se encontraria livre, e caso eu tivesse o caminho livre para tal entrada, eu tentaria deslocar-me para ela, enquanto tentaria fazer o menor barulho possível de forma a evitar ser detetado por alguém que estivesse guardando o local. Ao chegar a tal entrada, eu tentaria verificar se seria possível aceder à mansão por ali sem ser visto por ninguém ou sem atrair a atenção de quem estaria guardando o local. Caso nada me indicasse que eu seria detetado através das minhas ações, eu prosseguiria para dentro da mansão através dessa entrada alternativa. Uma vez que estivesse dentro da mansão, eu tentaria observar o ambiente ao meu redor e procuraria por algum tipo de atividade suspeita ou pistas que me pudessem ajudar a tirar sentido da situação em que me encontrava, entretanto, eu olharia em meu redor, e tentaria encontrar um local onde eu me pudesse esconder enquanto tentaria observar o local à minha volta, procurando evitar permanecer à plena vista de quem passasse por ali. Se estivesse infiltrado dentro da mansão com sucesso, eu continuaria a prosseguir de forma furtiva, tentando movimentar-me de forma silenciosa para não atrair atenção desnecessária, e procuraria deslocar-me por locais com pouca visibilidade para quem passasse por aquele lugar, como em locais com pouca iluminação ou por trás de objetos com volume o suficiente para esconder o meu corpo, desta forma, tentaria proceder com cautela e tentaria evitar ser detetado por quem estivesse naquele lugar.
No caso de perceber que eu havia sido detetado por algum guarda, ou no caso de ser atacado por alguém, eu tentaria observar o individuo que me estaria a confrontar, de forma a tentar deduzir o seu estilo de combate, tentando assim preparar-me para uma possível situação de combate.

Esta nova aventura podia colocar-me em perigo de cair, literalmente, na boca do lobo. Contudo, eu sabia que enfrentar vários perigos e participar em situações perigosas ia ser uma parte da minha jornada desde o momento em que decidi deixar aquela floresta. O que mais me preocupava naquela altura não era o perigo em que eu me encontrava, mas sim o rumo de vida que aquela garotinha estaria seguindo. Uma criança daquela idade a ser levada a roubar, era algo que me deixava um pouco preocupado, e eu procurava encontrar a resposta para várias perguntas acerca do que estaria passando e os vários porquês que a levaram a este rumo de vida, e aquela mansão seria naquele momento a minha melhor aposta para encontrar tais respostas.
Off:
 

Objetivos:
 

Histórico:
 



____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado
avatar


I - Procurando Diversão - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Procurando Diversão   I - Procurando Diversão - Página 2 EmptyQui 24 Maio 2018 - 22:54

Of a Wolf and Man




As coisas que o garoto visualizava, deixavam as perguntas bem na sua vista, mas o que realmente acontecia lá só poderia saber entrando, esperto como de costume, o que ele fazia era exatamente isso, durante mais alguns minutos mastigando a maçã finalmente entendia em base o padrão dos guardas, que giravam em derredor da casa. Em um ínfimo momento durante as voltas do dia, tentando ao máximo ser furtivo, ele caminhava para a mansão, ele buscava ir pelos acostamentos onde havia menos chance de ser visto ali, caminhava com uma devida calma, e cautela para que não fosse visto, até que a porta dos fundos estava a sua vista, e a seu lado uma janela era notada também.

Tendo a janela logo aberta, aproveitava de um impulso e subia por esta adentrando na casa, o que ele tinha ali era uma cozinha, e para sua sorte algo de ilícito estava bem na cara, eram drogas sobre a mesa, vários sacos, aquilo provavelmente era ópio, mas mesmo desse modo as coisas já se mostravam um tanto quanto estranhas, o garoto de fato tinha mais respostas e ao mesmo tempo não tinha nenhuma, filosófico? talvez seja, mas as coisas não eram só disso, ele agora tinha alguma pista, eram brincos femininos? bem sim, se eram da moça ou não sua memória não permitia lembrar naquele instante, mas eles passavam a sensação de familiaridade.

Ele se preparava para avançar e sair do cômodo, mas logo via uma sombra na porta que se aproximava, se abaixando ele entrava para debaixo da mesa rapidamente, e as duas pessoas entravam no lugar conversando. - O que vamos fazer com a menininha?- Falava o primeiro olhando para a janela aberta e achando um tanto incômodo, mas não a fechava de imediato. O outro homem respondia. - Bem isso depende dela, e do tempo que vai demorar pra responder, mas esse é um trabalho do Butcher, a gente não vai se meter, ele é casca grossa, e não gosta de trabalho de equipe.- Ele falava bem calmo, e de onde Razor estava não vislumbrava os rostos apenas as pernas até a virilha. Se aproximando da janela um dos caras a fechava voltando e pegando algo pra comer. -É realmente ele é complicado, mas seria legal extrair informação só uma vezinha, a gente treinou tanto pra isso, Vamos logo melhor ir fazer ronda e trocar de turno.- E ambos caminhavam saindo dali.

Algo cheirava mal, e por mais que ele soubesse disso, o momento se fazia em seguir adiante, e era desse modo que seria, ele caminhava para fora da cozinha e agora se via com 2 corredores para seguir, um à sua frente e um para a direita, o primeiro ele sabia que rumava para algo mais próximo da entrada e o outro, bem, ele poderia ir pra qualquer lugar e deveria ter mais bifurcações mas agora sua cautela precisaria ser muito maior, principalmente pois de onde ele estava podia ouvir barulho de passos, o que indica que a casa devia estar com muitos guardas, ou pessoas de tipos variados ali dentro.

Algumas vozes ali podiam ser ouvidas vindo do corredor a sua frente, havia também várias portas nele, e parecia vir da primeira porta à direita, não dava pra ouvir direito, mas parecia algo doloroso, talvez um choro? bem o que estava acontecendo ali, apenas abrindo pra saber, mas isso era uma escolha de sua parte.

feedback/considerações/extras:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Vortus
Membro
Membro
Vortus

Créditos : 6
Warn : I - Procurando Diversão - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 22/08/2016
Idade : 20
Localização : East Blue - Shells Town

I - Procurando Diversão - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Procurando Diversão   I - Procurando Diversão - Página 2 EmptySex 1 Jun 2018 - 5:55



Ao entrar por aquela janela, eu reparava que havia entrado naquilo que aparentava ser uma cozinha, onde eu poderia ver numa mesa vários sacos com uma substância estranha cuja eu nunca teria visto antes. O que seria aquilo, e porque alguém precisaria de vários sacos com aquilo eram perguntas que me intrigavam, contudo, esta não seria a melhor altura para pensar acerca de culinária, pois eu estaria à procura de pistas que pudessem indicar se estaria no lugar certo. Para além daqueles sacos, eu poderia ver uns brincos também. Aqueles brincos dariam uma sensação de familiaridade, mas eu não perceberia porquê, contudo naquele momento seria possível eu lembrar-me da minha irmã que usava objetos daqueles nas suas orelhas. Mas este não seria o momento mais correto para perder tempo pensando nestas coisas, eu necessitaria de seguir em frente para tentar explorar aquele lugar, mas ao avistar uma sombra que se aproximava, eu teria de me esconder rapidamente, e por isso esconder-me debaixo da mesa seria naquela altura a minha melhor opção. Na cozinha haviam entrado dois homens que estariam a ter uma conversa um pouco estranha. Eles falavam acerca de uma menina e de extrair informações de alguém. O que quereriam eles dizer com isso? De que menina estariam eles falando? Eu pensaria que talvez tivesse alguma coisa a ver com os brincos que eu havia avistado à pouco, mas ficar por ali não me iria dar a resposta a estas perguntas, só me restaria seguir em frente.

Ao sair da cozinha, eu deparara-me com dois corredores, um à minha frente e outro à direita. Eu poderia ouvir o barulho de vários passos, o que me fazia pensar que ficar por ali durante muito mais tempo não seria muito boa ideia, por isso eu teria de me decidir sobre qual caminho seguir.

No corredor à minha frente, onde haviam várias portas, eu poderia escutar alguma vozes que pareceriam vir da primeira porta à direita. Apesar de eu não conseguir ouvir o que estaria a ser dito com clareza, os sons que eu ouvia dariam a sensação de agonia, talvez fosse um choro ou um gemido, o que me faria pensar se alguém estaria em apuros naquele lugar. Eu pensaria também que talvez os barulhos que eu ouvira estivessem relacionados com a conversa daqueles dois indivíduos que tinham entrado na cozinha sobre uma menina e extrair informações de alguém. A única solução para esta incógnita, seria observar o que estaria passando por trás daquela porta com os meus próprios olhos.

Tendo isto em conta, eu tentaria-me dirigir para a primeira porta à direita do corredor que estaria à minha frente. De forma a tentar evitar ser detetado por alguém que estivesse por ali perto, eu tentaria deslocar-me furtivamente, tentando fazer o menor barulho possível enquanto me deslocaria, pois naquele momento atrair a atenção indesejada que alguém que estivesse por perto não seria a melhor ideia.
Se eu me conseguisse aproximar da porta com sucesso, eu tentaria escutar melhor o que estaria acontecendo por trás daquela porta. Se possível, eu tentaria abrir aquela porta de forma cautelosa, de forma a tentar observar o que se estaria a passar naquele lugar com os meus próprios olhos. Caso eu pudesse avistar alguém, eu tentaria observar quem lá estivesse, de forma a tentar deduzir o estilo de combate de algum individuo que pudesse estar ali, de forma a tentar me preparar para um possível combate.

Uma vez que eu estivesse a tentar observar o que estaria para além daquela porta, eu tentaria também prestar atenção ao ambiente ao meu redor, de forma a tentar evitar uma possível emboscada proveniente de alguém que pudesse estar por perto. No caso de ser confrontado por alguém, eu procuraria ganhar alguma distância entre mim e o individuo que me confrontara, de forma a tentar deduzir o estilo de combate desse individuo, tentando assim preparar-me para uma possível situação de combate.

Tudo isto era algo um pouco estranho. Porque precisaria uma mansão no meio do nada de ser guardada por tantos guardas? O que se estaria a passar em concreto naquele lugar? Quem seria a menina de quem aqueles dois falavam, e porque haveriam de querer extrair informações de alguém? Todas estas perguntas invadiam a minha cabeça, e o caráter suspeito daquele lugar fazia me pensar que talvez eu tivesse chegado no lugar certo. De forma a poder obter as respostas que eu procurava acerca do homem lobo, explorar aquele lugar seria a minha única opção, e eu teria a sensação de que eu estaria cada vez mais perto de obter as respostas que eu estaria à procura.


Objetivos:
 

Histórico:
 



____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




I - Procurando Diversão - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Procurando Diversão   I - Procurando Diversão - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
I - Procurando Diversão
Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Shells Town-
Ir para: