One Piece RPG
#1 Principium - Página 3 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Ato 157: Se eu quisesse tua opinião, Eu tirava na Porrada
#1 Principium - Página 3 Emptypor Dante Hoje à(s) 01:53

» Evento Natalino - Amigo Secreto
#1 Principium - Página 3 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 01:30

» Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!
#1 Principium - Página 3 Emptypor Fran B. Air Ontem à(s) 23:30

» One Piece RPG Awards 2020
#1 Principium - Página 3 Emptypor ADM.Tonikbelo Ontem à(s) 23:00

» Vol 1 - The Soul's Desires
#1 Principium - Página 3 Emptypor Arthur Infamus Ontem à(s) 22:55

» VIII - The Unforgiven
#1 Principium - Página 3 Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 22:31

» BOOH!
#1 Principium - Página 3 Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 22:06

» [LB] O Florescer de Utopia III
#1 Principium - Página 3 Emptypor Vincent Ontem à(s) 21:56

» Mess in Grand Line: The Red-Haired Arrived
#1 Principium - Página 3 Emptypor Revescream Ontem à(s) 21:33

» O Samurai
#1 Principium - Página 3 Emptypor K1NG Ontem à(s) 20:30

» Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp
#1 Principium - Página 3 Emptypor Oni Ontem à(s) 20:28

» Cap.1 Deuses entre nós
#1 Principium - Página 3 Emptypor Tensei Ontem à(s) 19:00

» Julian D'Capri, das Mil Espadas
#1 Principium - Página 3 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 18:55

» Carregada de Culpa / Amanhecer em Prata
#1 Principium - Página 3 Emptypor Adrian/Vampiro Ontem à(s) 18:28

» The One Above All - Ato 2
#1 Principium - Página 3 Emptypor Thomas Kenway Ontem à(s) 18:01

» Cortes e Tiros, resgate na ilha das aranhas!
#1 Principium - Página 3 Emptypor jonyorlando Ontem à(s) 16:47

» Cap IX ~ Esperança ~
#1 Principium - Página 3 Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 15:34

» A Ascensão da Justiça!
#1 Principium - Página 3 Emptypor K1NG Ontem à(s) 15:27

» Art. 4 - Rejected by the heavens
#1 Principium - Página 3 Emptypor Ryoma Ontem à(s) 14:02

» The Hero Rises!
#1 Principium - Página 3 Emptypor Achiles Ontem à(s) 13:36



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 #1 Principium

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 65
Warn : #1 Principium - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

#1 Principium - Página 3 Empty
MensagemAssunto: #1 Principium   #1 Principium - Página 3 EmptyQua 28 Dez 2016, 18:08

Relembrando a primeira mensagem :

#1 Principium

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Shimizu Raiden. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Takezo
Soldado
Soldado


Data de inscrição : 07/10/2011

#1 Principium - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: #1 Principium   #1 Principium - Página 3 EmptySeg 08 Jan 2018, 22:12

*A primeira coisa que estava sentindo era uma dor na cabeça, ela me forçava a erguer lentamente as pequenas mãos até as laterais da cabeça. Após alguns segundos desse movimento como se estivesse segurando a cabeça enorme, as mãos iam escorregando até os olhos e com pouca força os limpava afim de abri-los. Luz. Aquilo era refrescante, ver coisas novamente e não somente um vão escuro.*

"O que é esse lugar..? Última coisa que me lembro era entrar em um barril achando que meus irmãos e irmãs estavam naquele barco e... por que estou jogado aqui? Cadê eles?!" Um pequeno sentimento de perda voltava ao meu coração, o pesando, enquanto mexia as partes do corpo de forma a espreguiçar. Minha mente recordava-se da parte da amnésia, na qual não lembrava onde havia passado os últimos tempos e o motivo pelo qual não encontrei meus amigos na nossa velha ilha.

Estava preparado para obter informações sobre tudo e todos. Fazia pequeno punho fechado com sua mão direita enquanto acreditava e forçava sua meta em sua cabeça. Eu, o pequenino cabeçudo, iria desbravar sobre matas, cidades, pessoas, tudo que fosse possível para encontrar pistas que me levassem aos meus iguais.






Off: Então, tempos que não posto e resolvi tentar postar em primeira pessoa. Esse post foi mais para me situar um pouco e 'aparecer' em algum lugar que você decidir e que será narrado em seguida por isso realmente não teve muita coisa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Raiden
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Raiden

Créditos : Zero
Warn : #1 Principium - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 20/05/2011
Idade : 27
Localização : ᕦ(ò_óˇ)ᕤ

#1 Principium - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: #1 Principium   #1 Principium - Página 3 EmptyTer 09 Jan 2018, 12:45

   A estratégia de Raiden prosseguia, trocava golpes com a sargento e sentia o peso de suas mãos, seu corpo estava dolorido mas sua mente mandava-lhe seguir, estava ganhando tempo para seus companheiros e contava com eles, após uma tentativa frustrada de golpe ambos se afastavam e encarando sua oponente pôde notar uma expressão de surpresa em sua face, mantendo a guarda alta olhou aos arredores com medo de ser uma cilada, mas não era, seus companheiros com um membro a mais foram capazes de acabar com os outros marinheiros, um sorriso ligeiro apareceu no rosto do jovem que voltou a encarar Heavens..

- Vocês se saíram bem, estou impressionada. Esse teste acabou.

- Yoshaaaa!! - Viraria de frente para seus companheiros e diria a todos - Obrigado galera! Avançamos juntos, só pararemos com as nossas fardas, estou errado?

   Ouvindo alguns "obrigados" direcionados a si o jovem reconfortou-se, seu plano havia dado certo e sua equipe avançara, olhando para as outras equipes agora notava que todos haviam avançado, não a equipe inteira como em seu caso mas alguns, sentira pena de quem falhara mas poderiam ter outra chance futuramente, com o encerramento de todos os grupos Guhs chamou-os até outra parte do pátio, seguindo com seu grupo lá escutou sobre a segunda parte do exame..

- omo próxima parte do exame de admissão, a missão de vocês será fazer um pequeno trabalho onde seu desempenho e ações serão avaliadas, para ver se são compatíveis com o esperado de soldados da marinha. A missão é escoltar e realizar a entrega desses mantimentos contidos nas carroças para os endereços determinados. Irei dividir agora mesmo as equipes. Mas, antes, me digam, alguém de vocês sabe como guiar uma carruagem?

   Expressando apenas uma face de frustração ficaria quieto, Raiden sabia de algumas coisas mas nada que envolvesse guiar uma carruagem, manteria sua posição esperando que os times fossem fechados, seguiria até sua equipe e faria a escolta da carruagem após saber seu endereço, uma vez que a equipe fosse montada tomaria o papel de endereço e diria para seus companheiros abaixando o papel a frente de todos..

- Este é o destino da nossa carroça - Olharia para o condutor da carroça qual estava encarregado de proteger e diria - O senhor vai tomar uma rota já pré-determinada ou podemos analisar para ver se alguém aqui conhece uma melhor? Não sei se os marinheiros querem que tomemos a rota que o senhor vai seguir, pode ser que o caminho tenha desafios plantados, apenas estou levantando a questão, podemos senhor?

   Sendo franco com seus companheiros levantaria as dúvidas iniciais, afinal poderiam ter "bandidos" na rota original, por "bandidos" queria dizer marinheiros disfarçados para testar-los, caso Raiden soubesse a rota iria informar por onde seria mais rápido e por onde seria mais seguro uma vez que já estava em Las Camp há bastante tempo deveria ser capaz de identificar isto, dando ideia para seus amigos esperaria por informações dos mesmos, apenas partiria após esclarecidas as dúvidas e definidas as estratégias..

- Então, definido tudo, vamos a nossa missão companheiros! - Com o plano definido indicaria que estariam prontos para colocar a carroça em movimento, aproveitaria para conhecer seus companheiros - Me chamo Raiden, será uma satisfação fazer parte da equipe de vocês, como se chamam? Costumo lutar com bastões mas me viro com as mãos na falta - Visando definir como seria a estrategia defensiva do grupo Raiden já levantava a questão do combate de todos, para assim poder dar opinião quanto a uma defesa mais apropriada - e quanto a vocês?

Histórico:
 

OFF:
 

____________________________________________________

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gina
OPRPG Facebook
OPRPG Facebook
Gina

Créditos : 15
Warn : #1 Principium - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 17/06/2011
Idade : 26
Localização : Bem atrás de você...

#1 Principium - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: #1 Principium   #1 Principium - Página 3 EmptyTer 09 Jan 2018, 16:13

~ Raiden ~


– Eu sei como montar a cavalo e conduzi-lo! – A mão que se levantava era do homem que foi “líder” da equipe de Raiden no teste anterior, cujo os traços lembravam o de um fazendeiro. Levando isso em conta, não seria difícil cair na suposição de que ele havia aprendido a lidar com equinos em uma fazenda. – Pois bem, ficará encarregado de guiar essa carruagem, recruta... – Uma interrogação estava estampada no rosto do sargento, que deixou obvia para o espadachim “cavaleiro” qual era a duvida. – Barnes, [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.], senhor. – Tinha um tom de voz e aparência bem humildes. – Que seja, assuma logo seu posto como cocheiro. E... você, você e você, subam logo a bordo da [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] dele, vocês ficarão na parte de trás, junto dos alimentos. Júlio irá supervisionar vocês... Na!? Onde está aquele imprestável do Júlio?!

Os homens pros quais Guhs apontou e selecionou para a mesma carruagem que Christopher, foram Harry, Maikão e Raiden, tendo esse ultimo rudemente, sem pedir ou receber permissão, tomado das mãos de Guhs o formulário da missão, contendo o endereço no qual a carga teria que ser entregue. Isso fez uma veia saltar na testa do sargento, que resolveu relevar isso ao ver um marinheiros chegar correndo de dentro do quartel. – Desculpe pelo atraso, senhor, Soldado [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] se apresentando, senhor. – Guhs nem se dignou a responder, empurrou com força uma prancheta contra o peito do soldado atrasado, o entregando o objeto com alguns papeis presos a ele e se virando para o restante dos recrutas e soldados ali presentes, dividindo os outros grupos e se afastando daquele que seria o time de Shimizu nessa missão.

Aproveitando que Raiden tomou para si o formulário da missão, Christopher esticou o pescoço para ler o endereço, assim se tornando apto a responder sua pergunta seguinte sobre o trajeto que fariam. – Eu sei mais ou menos como chegar lá, mas, se alguém souber de algum atalho eu ficaria feliz em ouvir. Isso, é claro, se não tiver problemas, senhor. – A última frase foi dita olhando para Júlio, que apenas deu um sorriso sincero e gentil, tratando de esclarecer algumas questões que haviam sido trazidas átona por Shimizu e Barnes. – Podemos fazer qualquer caminho que for, desde que cheguemos no tempo pré-definido. Não haverá desafios plantados ou forjados de proposito nessa tarefa, essa é uma missão real da marinha, podem encarar ela dessa forma. Aqui será avaliado seu desempenho real em uma situação real, mesmo que durante ela não haja complicações. – Se analisasse a folha que pegou de Guhs, Raiden poderia notar que, de fato, parecia uma tarefa rotineira, uma simples entrega de suprimentos, tendo até uma lista de quais coisas eles traziam na carroça, apenas comidas e bebidas, nada caro ou precioso que pudesse ser alvo de criminosos.        
O endereço de destino era um lugar já conhecido pelo ex jogador de basquete, e por qualquer um que vivesse naquela ilha e cidade por mais do que algumas semanas: uma área residencial próxima a filial do Banco Mundial. Tendo sido o único a ter se voluntariado a indicar o caminho para Barnes, Raiden tratou de dizer qual era o atalho mais seguro que conhecia até lá, por onde uma carruagem daquele tamanho poderia transitar sem problemas.

Debaixo daquela lona que cobria o interior da carruagem estavam sacos, barris e caixotes, todos empilhados e/ou emparelhados a fim de otimizar o espaço ocupado, por isso, de algum modo tinha lugar para todos os 4 ficarem lá na parte de trás e Barnes na frente. Decidida a rota, todos subiram a bordo, com exceção de Raiden, que ainda do lado de fora indicava que poderiam colocar a carroça em movimento. Barnes, sentado na cadeira de cocheiro olhou para trás confuso, encarando Raiden, assim como os outros 3 membros daquela equipe, em um silencio constrangedor. Esperava que eles partissem sem ele?
Não se deixando abalar por isso, Shimizu seguiu em frente puxando assunto. Se apresentando e puxando assunto a respeito dos nomes e estilos de combate dos presentes. – Fala ae, brow. Meu velho escolheu um nome mó escroto pra mim, por isso prefiro que geral me chame pelo meu apelido, Maikão. Não deixa essas belezinhas grandes e fortes te enganarem, o papai aqui briga na base da bicuda e chute na bunda dos maluco. – Maikão parecia não ter mais do que 18 anos, tendo uma personalidade bem jovial e alegre, que apesar de divertida, não inspirava muito respeito ou transmitia qualquer noção de responsabilidade. Com isso o clima de antes se dissipava, e os outros se sentiam convidados a fazer suas apresentações também. – Júlio Krauss, serei o supervisor de vocês nessa tarefa, mesmo sendo um novato na marinha, hehe... Espero poder ajudar vocês nesse início de carreira, dar algumas dicas e esse tipo de coisa, apesar de não saber muito também... Ah! Eu luto usando uma adaga. – Com um jeito amigável e atrapalhado, o soldado parecia ingênuo e sem malicia, lhe faltando também um pouco de autoconfiança. – Como ouviram antes, eu sou o Chris, espadachim. – Restando apenas Harry para se apresentar, todos olhavam em sua direção, quando ele finalmente se propôs a falar. – Harry McGarden, boxeador. – Disse de forma direta e seca. – Você vai entrar aqui ou pretende puxar a carroça junto com o pangaré? Suba logo, está nos atrasando, todos os outros já partiram. – Harry parecia ser alguém “irritável”, dando um sermão em Raiden antes mesmo de Júlio, aquele que supostamente era o líder daquele grupo, dizer alguma coisa.        


~ Takezo ~


A fraca fonte de luz que o anão enxergou ao abrir os olhos era mínima, mas já algo melhor do que a simples escuridão total, embora o breu onde ele se encontrava não estivesse muito distante disso. A única claridade, assim como oxigênio, provinha de pequenas fendas e buracos vindas do “teto” do ambiente, embora fosse tão finas e minúsculas ao ponto de se imagina que foram feitas por agulhas ou algo assim, embora provavelmente não tivesse sido o caso. Dada a pouca ventilação, fazia muito calor ali dentro, e um cheiro extremamente forte incomodava as narinas do rapaz.

Se não fosse por sua habilidade natural para enxergar naquelas condições, o gatuno provavelmente não notaria que estava em um pequeno ambiente de madeira. Se ficasse de pé, ficaria a dois centímetros de bater a cabeça no “teto”, para se ter noção de quão reduzido era o espaço ali dentro. Do lado de fora se ouvia um vozerio de conversas e palavras indistintas, as quais não conseguiam atravessar as “paredes” de madeira e se tornavam em grunhidos sem sentido para Takezo.

A única coisa ali que não era feita de madeira era o “chão” onde pisava. Este parecia ser feito de... Carne! Carne coberta por sal, talvez bovina ou suína, com certeza não era de peixe. Eram várias fatias e pedaços de carne salgada amontoadas umas sobre as outras. Mesmo dadas as proporções para um anão, não era um espaço muito amplo, pelo qual se poderia andar e explorar, tendo não mais do que 70 centímetros de diâmetro ali dentro.


OFF: Raiden, se não deixei passar alguma frase, você não disse que ia entrar na carroça, então não narrei seu personagem entrando.
Takezo, põe o histórico no fim dos posts tbm, tipo o Raiden #1 Principium - Página 3 1439049992

Desculpem pelos erros de ortografia, eu tenho preguiça de revisar. se tiver alguma coisa que nao deu pra entender me chama no facebook ou manda mp.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takezo
Soldado
Soldado
Takezo

Créditos : 10
Warn : #1 Principium - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 07/10/2011

#1 Principium - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: #1 Principium   #1 Principium - Página 3 EmptyTer 09 Jan 2018, 23:53

Com o susto de primeiro momento, finalmente estava me norteando. Agora entendia melhor o espaço confinado em que estava e sentia meus pés pisando em algo não tão rígido quanto seria o chão. Tinha que ir com minha mão esquerda diretamente em meu nariz, tampando-os de forma singular para travar o cheiro forte que aquele 'chão' estava emitindo.

"O que diab...? Por que estou com pedaços de carnes nesse lugar? Não estou entendendo nada. Parece que estou preso em um container esquisito... Ou seria um barril mesmo?!" Tentava colocar minha mão direita encostando na extremidade de madeira de forma a dar leves tapas, tentando sentir se a madeira era grossa ou não.

Após essa análise básica, começava a tentar entender se isso de fato era um barril, começava a levantar completamente, ficando propriamente ereto com minha enorme cabeça próxima do teto, utilizava minhas duas mãos para apoiar a superfície superior e tentaria, de forma prática e gradativa, a colocar força para ir empurrando para cima o que eu acreditava ser uma tampa. Antes eu só verificaria com meus pés, local para apoiar que não fizesse cair ou que escorregasse, para dar uma base legal que fosse possível forçar o joelho para criar uma mecânica de força que se estenderia até as mãos no 'teto'.

-Espero que isso seja suficiente... Falava quase murmurando para mim mesmo, enquanto tentaria forçar a tampa.

Caso fosse uma tampa e eu conseguisse elevar ela um pouco, eu voltaria para a posição original, tentaria criar um espaço onde eu colocaria mais carne para criar uma pequena escada de forma que eu voltasse a empurrar a tampa e que também fosse possível colocar minha cabeça encostada para que olhasse os arredores pela fresna que eu estava criando com aquela ação. Procuraria entender onde eu estava e o que estava acontecendo.

Caso não fosse uma tampa ou não conseguisse elevar ela, tentaria mexer um pouco nas carnes para verificar se era possível dizer quão profundo era aquele local que eu estava, visto que eu só conseguia ver um espaço mediano em minha volta.


Off:
 

____________________________________________________

*Ação*
"Pensamento" (darkviolet)
-Fala (#006699)


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Raiden
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Raiden

Créditos : Zero
Warn : #1 Principium - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 20/05/2011
Idade : 27
Localização : ᕦ(ò_óˇ)ᕤ

#1 Principium - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: #1 Principium   #1 Principium - Página 3 EmptyQua 10 Jan 2018, 22:44

Após tomar o papel para si e mostrar o destino para todos seus companheiros, Raiden notou que se tratava de uma filial do Banco Mundial, porém o conteúdo da carga não tinha tanto valor assim, o que poderia tirar um pouco a atenção dos bandidos da carga e tendo questionado sobre a rota o soldado Júlio, encarregado dos jovens, disparou..

- Podemos fazer qualquer caminho que for, desde que cheguemos no tempo pré-definido. Não haverá desafios plantados ou forjados de proposito nessa tarefa, essa é uma missão real da marinha, podem encarar ela dessa forma. Aqui será avaliado seu desempenho real em uma situação real, mesmo que durante ela não haja complicações.

- Obrigado Soldado, conheço um caminho curto e até onde sei seguro, se não se importar.

   Todos embarcavam na carroça enquanto Raiden observava, ainda estava atento aos detalhes, não queria deixar passar nada, notou que isto perturbou a equipe qual estava ansiosa pela partida, com isto aproveitou para interagir com eles questionando nomes e posições para uma melhor tática futura..

- Me chamo Raiden, será uma satisfação fazer parte da equipe de vocês, como se chamam? Costumo lutar com bastões mas me viro com as mãos na falta e quanto a vocês?

- Fala ae, brow. Meu velho escolheu um nome mó escroto pra mim, por isso prefiro que geral me chame pelo meu apelido, Maikão. Não deixa essas belezinhas grandes e fortes te enganarem, o papai aqui briga na base da bicuda e chute na bunda dos maluco.

- Júlio Krauss, serei o supervisor de vocês nessa tarefa, mesmo sendo um novato na marinha, hehe... Espero poder ajudar vocês nesse início de carreira, dar algumas dicas e esse tipo de coisa, apesar de não saber muito também... Ah! Eu luto usando uma adaga.

- Como ouviram antes, eu sou o Chris, espadachim.

- Harry McGarden, boxeador. Você vai entrar aqui ou pretende puxar a carroça junto com o pangaré? Suba logo, está nos atrasando, todos os outros já partiram.

- Tá precisando dar uma transada Harry, relaxa, já ouviu falar que os últimos serão os primeiros? Não é como se houvesse uma vaga limitada, quem se sair bem será exaltado. - Diria para logo após subir na carroça tomando seu assento - Além do mais, agora sabemos que Chris e eu precisamos de uma arma caso as coisas não saiam de controle, informação nunca é demais, ouça o que lhe digo.

   Procuraria sentar o mais próximo possível do condutor, lhe passaria as coordenadas de por onde deveria seguir, ficaria próximo dele na fresta da lona para ver a rua e as pessoas em sua volta, Raiden estava ansioso pela sua primeira missão mas também receoso, não sabia o que estava por vir mas estava contente com seu grupo, todos tinham uma personalidade amigável com exceção de Harry, porém este poderia ser contornado, Raiden sempre faz brincadeiras com seus colegas e esperava que Harry também levasse na esportiva, mas caso contrário não poderia fazer nada a respeito, era seu jeito de ser não há como mudar do dia pra noite. Por fim seu objetivo era ficar próximo do condutor, quem sabe puxar algum assunto aleatório e ouvir as conversas das pessoas na rua, como sempre curioso.

Histórico:
 

____________________________________________________

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gina
OPRPG Facebook
OPRPG Facebook
Gina

Créditos : 15
Warn : #1 Principium - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 17/06/2011
Idade : 26
Localização : Bem atrás de você...

#1 Principium - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: #1 Principium   #1 Principium - Página 3 EmptyQui 11 Jan 2018, 10:47

~ Takezo ~

A textura estranha da carne era um tanto desconfortável para se andar em cima, na tentativa de evitar o forte cheiro que ela emanava, o anão tapou as narinas. Fazendo suposições sobre onde estaria sendo mantido, ergueu a mão direita e tocou a madeira, notou que teria pelo menos uns 5 centímetros de espessura, talvez mais, talvez menos. Não bastasse isso, o ambiente começava a vibrar e tremer um pouco, seja lá onde Takezo estivesse preso, estava se movendo.

Se pondo de pé, o gatuno passou a aplicar força pra cima, erguendo a “teto” com ambas as mãos. Aos poucos ele realmente conseguia vencer a resistência inicial e mover a madeira que tinha acima da cabeça, um pouco mais de luz começava a invadir o local, ar fresco entrava em suas narinas pela primeira vez no longo tempo em que permaneceu desacordado. Os sons, antes indistintos das vozes que ouvia, se tornavam mais nítidos agora.
                 

~ Raiden e Takezo ~

– Mamamamama! – A estranha gargalhada ressoava. – Mandou a real pra esse otário! Mamamamama! – O homem da tribo de braços longos nem tentava conter o riso, enquanto que Harry apenas amarrava a cara, soltando um “tsc!” e direcionando o olhar para fora da carruagem pela  parte traseira dela. Maikão ria da resposta que Raiden dera a pouco, sobre Harry estar precisando transar para relaxar. O Ex jogador de basquete, por sua vez, havia dado um jeito de se sentar ao lado de Christopher, na parte da frente do comboio. Assim que as risadas do taekwon cessaram, um som agudo e irritante foi ouvido por todos ali, o distinto som de um prego sendo arrancado lentamente de uma superfície de madeira no qual foi pregado. O barulho vinha de dentro da carroça.

– Ahn? Mas que ruído estranho é esse? – Esticando os longos braços, maikão tocou em um barril que estava bem a sua frente. – Ta vindo daqui, ó. – Respondeu para o soldado, já se erguendo e indo até o objeto, metendo os dedos na fresta que se formou entre a “boca” e a tampa, erguendo e arrancando essa segunda de vez, num único movimento. – Eita poha, um rato de roupa! – Com essa fantástica afirmação, Júlio se viu obrigado a levantar para ver o que tinha dentro daquele barril. – Não, não é um rato... Eu já ouvi falar dessa raça. Me diga, qual o seu nome amiguinho? – Sorridente e amigável como sempre. Harry seguia olhando para fora, os braços cruzados e o rosto fechado.

Enquanto isso Raiden podia dar uma boa olhada no caminho que seguiam. A medida que se aproximavam de seu destino, notava um certo clima estranho na rua. A quantidade de pessoas transitando, naquela que deveria ser uma parte movimentada da cidade era bem pequena, talvez por conta da chuva que acometera mais cedo, mas que agora já havia cessado, ou talvez por outros motivos... Marcas da a ação do fogo nas paredes, que tinham várias perfurações semelhantes as feitas por balas, muitas das casas ali pareciam parcialmente danificadas ou prejudicadas por atos violentos. – Será que as coisas vão melhorar, comadre? – Um senhor, que aparentava já ter mais de 50 anos, cabelos grisalhos, costas um tanto encurvadas, dizia para uma outra pessoa igualmente “idosa”. – Acho difícil de acreditar, compadre...  Desde que “aquilo” aconteceu, não temos tido paz. Mas e mais piratas tem vindo atacar o banco, e a gente sofre por morar perto... – A carruagem onde Shimizu e os outros estavam teve de parar pois estavam em uma encruzilhada, e um pequeno grupo de agentes do governo montados a cavalo passava, fazendo uma de suas “rondas” de proteção daquela zona. Vendo as cores da marinha estampada na lona, não abordaram nem fizeram nada com a carroça, mas ainda sim, Chris e os cavalos teriam de ficar parados até a tropa terminar de passar. – Olha só, mais uma equipe do governo, eles reforçaram a guarda no banco, mas... Por que é que eu sinto que isso não fará diferença? No final, eles não estão aqui para nos proteger, só se importam com o dinheiro guardado naqueles cofres falidos... Se algum pirata atacar, esses agentes vão é começar uma troca de tiros pra salvar o ouro, é arriscado até acertar bala perdida em alguém daqui...

Sendo um habitante dessa ilha já a algum tempo, Raiden deveria estar ciente dos recentes ataques de piratas, que pareciam ter se intensificado, e muito, desde a aparição e feitos de seres como “Masimos Titã Howker, o Emissário da Morte”, o grupo de Minks e etc. Muitas vezes nos esquecemos o impacto que a ação de criminosos como eles tem na sociedade, e não apenas naqueles que eles roubam ou matam. A sensação de insegurança atraia outros grupos menores, para tentar repetir o feito dos outros e assaltar o banco, e isso gerava mais pânico e caos nas ruas próximas. Muitos dos moradores já evitavam sair, alguns cogitavam se mudar. Isso, é claro, para não falar daqueles que tinham suas economias depositadas no Banco quando o mesmo foi roubado, e agora estavam tão falidos quanto.

– Se não é um rato, camundongo ou sei lá, então que diabo é isso, véi? – Levou seu longo braço esquerdo até o topo da cabeça e a coçou em confusão, olhando para o pequeno ser, desconfiado. – Bem, de qualquer forma, não faz diferença o que é e como se chama, não pode ficar ai. – Dizendo isso, o soldado levou a mão até a minúscula criatura e a segurou pelo tronco. – Mas, cá entre nós isso é um hamster, eu acho. Já li sobre eles em algum lugar, uma espécie muito interessante, mas é a primeira vez que vejo um pessoalmente.

A criatura que ele tinha em mão vestia uma gravata borboleta decorativa, feita sob medida, em miniatura e tinha manchas ao redor dos olhos e fucinho que lembravam óculos de letura de lente redonda.
Spoiler:
 
– Como está usando roupa, deve ter um dono e um nome... como será que veio parar aqui? – Parecia que, como o prego estava meio frouxo, ele conseguia de algum modo empurrar a tampa um pouco. De dentro de um outro barril, mais próximo da frente do veículo, Takezo ouvia cada palavra de toda comoção que aquilo causou, e também os relatos dos dois idosos que conversavam fora da carroça. Se fizesse um pouco mais de força, de uma vez, provavelmente conseguiria arrancar de vez a tampa do barril e se libertar, agora que havia amontoado um pouco de carne abaixo de si, criando uma elevação. Ou poderia optar por se manter anônimo em meio aquilo, oculto dentro de seu “esconderijo” por mais algum tempo. Pela fresta que se formou ele podia ver um humano de pele morena ao lado de alguém que guiava o veiculo em que estavam. O que o anão faria?



OFF: Takezo, vou tentar fazer isso de comentar e tals. Mas como ainda não teve muito o que narrar, não tenho nada a dizer agora Hmm...
Raiden, tá ai sua oportunidade de “se meter”. Vei, essa é uma desvantagem bem fdp. E se vc for pra um lugar que não tem ngm? Depende muito do narrador narrar de forma ampla, pra vc captar alguma conversa que não te diga respeito. Pq normalmente, narrador só escreve  as falas do personagem que falam com você, ou de uma conversa que você esteja participando como um dos ouvintes “alvo” do “falador”.[/color]

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Raiden
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Raiden

Créditos : Zero
Warn : #1 Principium - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 20/05/2011
Idade : 27
Localização : ᕦ(ò_óˇ)ᕤ

#1 Principium - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: #1 Principium   #1 Principium - Página 3 EmptyQui 11 Jan 2018, 23:05

   Maikão não parava de rir do que Raiden havia dito, deixando Harry ainda mais irritado, contudo o jovem não ficara arrependido do que havia dito, tinha o seu companheiro como aquelas pessoas que não recebera educação quando criança, ficar de cara amarrada para tudo não combinava com ninguém na visão do jovem, não suportava ver alguém incomodado pois se algo estivesse lhe incomodando Raiden apenas sairia ou desistiria a não ser que fosse seu último recurso estar naquela situação, passando para a parte da frente do comboio ao lado de Chris seguia a viagem, olhando para trás pros seus companheiros ligeiramente mas logo voltando sua atenção para rua, notava que a rua estava estranhamente vazia, está certo que haviam poças ainda da chuva que havia tido mas acabara há tempo, as pessoas não fazem mais mercado ou saem de casa? Aquilo era incomum e logo pôde ouvir a conversa de dois velhos na rua..

- Será que as coisas vão melhorar, comadre?

- Acho difícil de acreditar, compadre... Desde que “aquilo” aconteceu, não temos tido paz. Mas e mais piratas tem vindo atacar o banco, e a gente sofre por morar perto... - Ao passar pela carruagem a velha olhou e disparou - Olha só, mais uma equipe do governo, eles reforçaram a guarda no banco, mas... Por que é que eu sinto que isso não fará diferença? No final, eles não estão aqui para nos proteger, só se importam com o dinheiro guardado naqueles cofres falidos... Se algum pirata atacar, esses agentes vão é começar uma troca de tiros pra salvar o ouro, é arriscado até acertar bala perdida em alguém daqui...

- Não generalize senhora - Diria em alto e bom som olhando-a nos olhos - Ainda há os que se importam, boa tarde para a senhora.

~ É para isto que estou aqui senhora, não sou desses que entra na marinha para pegar o salário e ter vida boa.. Eu me importo, ainda existem pessoas como eu, não posso deixar que eles esqueçam isto! ~

   Voltando seu olhar para o interior da carruagem notou que todos estavam agitados falando sobre algo, como sempre queria participar do assunto então voltou-se para seus companheiros girando o tronco e apoiando com a mão o corpo, parecia que estavam discutindo sobre um rato, hamster, algo do tipo, olhando bem podia notar que o pequeno ser tinha uma gravata borboleta no pescoço e óculos, aquilo fez-lhe cerrar os olhos e observar mais atentamente, sentia uma pequena lembrança na mente, todavia não conseguia lembrar o nome, após alguns segundos apenas escutando seus companheiros veio-lhe à tona..

- Como está usando roupa, deve ter um dono e um nome... como será que veio parar aqui?

- Aaaaah! Isso mesmo!! Hamtaro!!! Achei que usassem alguma tecnologia pra este desenho mas será que eram atores anões? Ele parece o Dexter do Hamtaro, alguém lembra? Ah, eu não sou tão velho assim! - Após sua explicação iria sorrir rindo um pouco e diria - Ahahaha, satisfação pequeno, meu nome é Raiden.

   Esperaria alguma interação do possível anão ou apenas silêncio, queria muito saber o que aconteceria ali mas também mantinha sua atenção no caminho e nas pessoas no caminho, estava dividido porém mais interessado no Dexter do Hamtaro.

Histórico:
 

____________________________________________________

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takezo
Soldado
Soldado
Takezo

Créditos : 10
Warn : #1 Principium - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 07/10/2011

#1 Principium - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: #1 Principium   #1 Principium - Página 3 EmptySex 12 Jan 2018, 02:50

Com o pouco de abertura que eu conseguia criar utilizando força para empurrar o 'teto' para cima, me sentia extremamente orgulhoso, lembrando em quanto meus descendentes deuses poderiam estar satisfeitos em me ver daquele jeito e, quem sabe, acabarem com minha maldição de ser um pequeno ser.

"Hohohoho. Dessa forma, eles eventualmente irão reconhecer que pertenço com eles e irão tirar essa maldição de mim e dos meus semelhantes..." Por pouco, enquanto preso em meus próprios pensamentos, notava que havia um diálogo lá fora. Algo sobre um hamster ou um ser de uma raça que já ouviram falar. Não entendia muito bem e colocava meus olhos entre as fresnas para procurar entender o que estava acontecendo.

Sentia um leve espanto. Aparentemente um ser com braços ainda mais longos que os normais estava falando com o barril, citando ter um ser ali. Meu coração começava a palpitar de emoção, afinal, se eu estava presente ali num barril, as chances de outro da minha vila, a tanto perdida, poderia também estar naquele outro barril. Naquela situação, eu parava de prestar atenção nos seres e na conversa, para por toda minha força e foco em tentar empurrar aquele teto para longe e sair daquele barril. Caso conseguisse, no impeto, iria me colocar de pé na beirada do barril e LARGUE DO MEMBRO DE MINHA FAMÍ... meus olhos iriam tentar encontrar aquele ser ao qual havia sido pego pela pessoa gigante.

Batia um desanimo ao ver que não, não era alguém da minha cidade, ou até mesmo da minha raça amaldiçoada. Por um momento me vinha uma irritação que não era normal para meu temperamento calmo e não me continha... -MÁH QUE PORRA É ESSA?!@! apontava com minhas duas mãos para aquele ser de gravata esquisito que havia sido pego e estava na mão do homem. Por um breve momento jogado ao seu sentimento de desprezo por aquele ser, eu sentia que havia me alterado e tentava me recompor, dando pequenos movimentos com os pés, deixando-os próximos, e colocando a mão na boca em um movimento de concentração.

-Olá seres não amaldiçoados pelos deuses. É um prazer conhecê-los. Meu nome é Takezo e eu não faço ideia de onde estou. Há Há! Me sentia um pouco desconfortável, porém pela situação, eu tinha que me apresentar de tal forma a começar a tentar me localizar. Não sabia qual cidade eu estava, que pessoas eram aquelas, o que estava acontecendo. E isso estava deixando minha curiosidade muito aguçada, então, para todos os males, a apresentação se mostrava necessária.


Histórico:
 

____________________________________________________

*Ação*
"Pensamento" (darkviolet)
-Fala (#006699)


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gina
OPRPG Facebook
OPRPG Facebook
Gina

Créditos : 15
Warn : #1 Principium - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 17/06/2011
Idade : 26
Localização : Bem atrás de você...

#1 Principium - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: #1 Principium   #1 Principium - Página 3 EmptySex 12 Jan 2018, 09:20

A senhora ficava confusa com a intrusão de Raiden em sua conversa, principalmente porque do ato tão rude, ele demonstrava cordialidade ao cumprimentá-la. – B-boa tarde...? – Hesitação e confusão eram perceptíveis em sua voz e expressão facial. Mas isso não importava, pois logo a tropa de agentes do governo mundial montados a cavalo e o comboio de Raiden e os outros podia seguir. Christopher agitava as rédeas e a carroça voltava a se mover.

- Dexter? Do que está falando, recruta? Mas, se sabe o nome dele então, quer dizer que ele é seu? Olha, não pode ficar trazendo seus bichinhos de estimação pras missões, e se for trazer, pelo menos não deixe ele jogado por ai e... – Antes que pudesse concluir seu raciocínio e “sermão”, que estava sendo dado de forma bem amigável, para se dizer a verdade, Júlio era interrompido por uma tampa que saia voando de outro barril. Um pequeno homenzinho se punha de pé na boca do container e ordenava que soltassem seu familiar. – Eita, carai! Raiden contrabandeou uma pá de bichos pra dentro da nossa caranga nesses barris. Esse ai até fala. – Com a aparição de uma nova voz humana na conversa, que para Harry era “fútil e sem sentido”, o boxeador se viu obrigado a voltar suas atenções ao que acontecia no interior da carruagem. – Vocês são parentes? Ah, você deve ser o Hamtaro de quem o Recruta Shimizu falou, não é? – Entretanto, pela reação de Takezo ao fazer contato visual com aquele que Raiden chamou de “Dexter”, ficou claro pela sua reação que ele não fazia ideia de quem era aquele hamster. – Não digam tolices, é obvio que “isso” que está de pé no barril não é um roedor ou animal. É um anão.            

Com isso Takezo tinha a chance de se apresentar, deixando totalmente de lado, na maior cara dura, o escândalo que fizera a pouco. – Mamama! Que carinha mais gente fina. – Maikão achou que “seres não amaldiçoados pelos deuses” fosse algum tipo de elogio, o maior elogio que alguém já havia direcionado a ele. – Então você é um anão? Disse que se chama Takezo...? É a primeira vez que vejo “um de vocês”... Ah! Eu não quis soar racista, sinto muito se lhe ofendi!!

– O que está fazendo aqui? Por que está infiltrado nesse comboio da marinha? É um pirata? – McGarden cerrava os punhos ao pronunciar o termo “pirata”, franzindo o cenho com raiva. Imaginou que talvez Takezo fosse alguém planejando entrar na surdina no banco mundial ou algo do tipo. – Não fala merda, maluco. O pingo de gente aqui é meu chegado, não ia fazer um trem desses, não. – Esticando seu longo braço direito, Maikão estenderia o punho fechado até ficar parado bem diante de Takezo,  pedindo um “toca aqui” pro anão. – Na verdade o Recruta McGarden está certo, é estranho que você esteja aqui... Você está em uma carruagem da marinha de Las Camp, no West Blue. Como veio parar aqui e quais suas intensões?

– Chegamos! – O veículo parava diante de uma rua vizinha ao banco mundial, composta de diversas casas destruídas, quebradas ou danificadas. Paredes rachadas, tetos caindo aos pedaços, com grandes buracos, escombros jogados no chão ao redor. Parecia um cenário de guerra ou desastre natural. Vendo as cores da marinha na lona da carruagem, uma dezena de pessoas, desconfiadas e acanhadas, saiam de dentro dessas casas, se aproximando lentamente do comboio. Entre eles algumas mães com crianças de colo ou na barra de suas saias. Alguns homens com braços enfaixados e pernas engessadas, outros de muleta. Enfim, o contexto geral era bem miserável. Eles vinham caminhando na lama gerada pela chuva de mais cedo, chuva essa que, dado o estado de seus telhados, devia ter invadido com força suas casas durante a noite passada. – V-vocês são os marinheiros com os mantimentos que nos prometeram? – Um senhor de barba grisalha e bengala de madeira perguntava aos que estavam na carroça.


OFF: Acho que já enrolei demais nesse “teste” de admissão, era pra ter durado só um post, mas foi um monte de coisa acontecendo kkk Vou tentar já encerrar e mandar vocês pro QG pro ultimo post de admissão do Raiden.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Raiden
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Raiden

Créditos : Zero
Warn : #1 Principium - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 20/05/2011
Idade : 27
Localização : ᕦ(ò_óˇ)ᕤ

#1 Principium - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: #1 Principium   #1 Principium - Página 3 EmptySex 12 Jan 2018, 21:51

A disputa era grande entre Maikão e Raiden, ambos não cediam terreno no quesito mais engraçado do grupo, logo após o tal hamster aparecer outro barril abriu-se revelando mais um do mesmo tamanho porém com aparência diferente, Raiden apresentava-se para os seres após caçoar de um deles, Maikão fechava o punho em saudação para o pequeno e McGarden ficava áspero com medo das pequenas criaturas, contudo Raiden deixa-se levar pela aparência e não julga-os perigosos tendo em si ligeira confiança, logo um dos pequenos fala..

- Olá seres não amaldiçoados pelos deuses. É um prazer conhecê-los. Meu nome é Takezo e eu não faço ideia de onde estou. Há Há!

- Caralho.. Esse anão bateu a cabeça feião! - Após a reação espontânea concluía -  Bom conhecê-lo Takezinho.. hahah.

~ Tá noiado, certeza.. Fumou.. Hahaha, vamos entrar nessa né ~

- Chegamos!

   Uma voz cortava a atenção de Raiden para o exterior da carruagem, uma cena qual levou-lhe a ficar mais sério, não dava pra sorrir com tamanha destruição que havia ocorrido naquele local, ainda assim conseguiu ver algumas pessoas saindo assim que sua carroça ia diminuindo para parar, mães com filhos, velhos, pessoas feridas, todas indo em sua direção fez com que Raiden fosse forçado a voltar a sorrir, não poderia se dar ao luxo de estar em choque com o que acontecera ali, precisava ser forte e demonstrar algo bom no meio de tanta notícias ruins que eles devem ter recebido, foi quando ouviu..

- V-vocês são os marinheiros com os mantimentos que nos prometeram?

- Eu? - apontava pra si mesmo com os olhos arregalados, olhando para trás e para os lados assustado e logo voltando-se para o velho diria - Não, não, não.. Vim curtir uma praia mas choveu.. Já o soldado Júlio não sei - Diria apontado para o soldado dando uma ligeira gargalhada - O que veio fazer aqui Júlio?

   Estamparia um sorriso no rosto e seguiria as ordens do soldado para concluir sua missão, afinal estava ali para ajudar-lo então aguardaria por suas instruções, não antes é claro de deixar sua piada. Ajudaria com o que fosse necessário, descarregar o comboio e colocar suas caixas nos destinos corretos ou qualquer outra tarefa designada pelo soldado.

Histórico:
 

____________________________________________________

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takezo
Soldado
Soldado
Takezo

Créditos : 10
Warn : #1 Principium - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 07/10/2011

#1 Principium - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: #1 Principium   #1 Principium - Página 3 EmptySab 13 Jan 2018, 00:02

Por mais ingênuo que eu era em tempos necessários e situações adversas, parecia que eu encontrara um mais ingênuo que eu em minha frente. -Não houve ofensa. Sou um pequeno ser amaldiçado pelos meus descendentes deuses, pessoa com comportamento estranho. Ao terminar de falar dava um leve tapa em suas vestes para sacudir qualquer poeira ou pedaço de carne que pudessem estar ali, encerrando prematuramente essa situação e virando seu cabeção para a direção de outro ser presente naquela situação. Este me parecia mais nervoso e sério, indagando se eu, um ser majestoso de uma linhagem incrível, era um pirata. Aquela acusação me deixava um pouco decepcionado, afinal, eu esperava que houvessem pessoas mais espertas, de tal forma que pudessem me guiar para procurar meus semelhantes.

-Erm... Dava uma pequena respirada mais forte como se estivesse retirando algo de sua garganta. -Não sou um pirata, meu bom senhor. Sou apenas um viajante procurando por sua família. Não sei exatamente onde estou. Mas muito prazer. Acreditava que aquilo podia ser suficiente para o homem que cerrou seus punhos ao falar pirata ficasse mais tranquilo e, quem sabe, não pegasse muito no seu pé. Porém, logo após isso, o homem com muitas dobradiças em seus braços ia comprimentá-lo, respondendo gentilmente com movimentos simples e calmos, tocando sua mão inteira, aberta, no punho do homem e ainda sim não chegando a parte deste mesmo punho.

"Preciso desses seres de tamanho grande que vão com minha cara para que possam me ajudar. Eles não parecem ser inimigos, pelos trajes e pela forma como estão falando sobre piratas ou situações..." Observava a minha volta para sair da beirada do barril, afinal, não era um local muito esperto de continuar enquanto em movimento.

-W-we---west blue?! Em um movimento inconsciente, sinto meu corpo ficando pesado para trás ao ouvir que estava em um outro oceano, distante do meu próprio, enquanto ia levando minha mão direita até minha testa, puxando o pouco de cabelo que ficava nela para cima, enquanto ia buscando com a estrutura de suas pernas a obter novamente um equilibrio. -Sou originalmente de algum lugar muito perdido e longe, mas vivia na floresta de Micqueot, no North Blue. Eu sofro de amnésia... não lembro os últimos anos da minha vida, só sei que tinha voltado à costa de Micqueot e, quando fui procurar pelos meus semelhantes, não os encontrei. Tudo estava empoeirado e quebrado. Desde então me joguei ao mar em busca de notícias e informações sobre eles. E não faço ideia de como cheguei até esse local. Eu falava tudo de uma só vez, sentia que não era necessário tentar mentir para aquelas pessoas, principalmente por ser um assunto tão delicado para mim, que me deixava nervoso, sem conseguir esconder o sentimento de perda, raiva e indignação sobre toda essa situação. Minha cabeça era forçada a olhar para baixo, em uma forma de vergonha, não conseguindo olhar nos olhos daquelas pessoas em sua volta.

Meu breve momento acabara rápido, com uma voz interrompendo a situação toda informando que haviam chegado a um local ao qual continuava não sabendo. Porém, aquela situação e aquelas pessoas acabavam por me dar uma ideia. "Ao invés de sair viajando ilha por ilha, perdido em barris por ai... se eu me juntasse a uma força global, talvez seria uma forma interessante de conseguir obter o que desejo... Essas informações podem vir a chegar nos ouvidos da marinha por volta do mundo..."

-Ei, você... Virava para o homem mais sério daquele grupo, o mesmo que cerrou seus punhos quando falou em piratas. -Como faço para virar um de vocês? de forma sem pensar duas ou três vezes, perguntava para obter uma resposta logo. Sentia necessidade de adiantar minha situação e não ficar na mesma picuinha, mesmo que naquele momento isso não parecesse a situação ideal, visto que estava acontecendo algo ali, naquele momento.



Off: mals post longo, mas foi necessário visto que preciso introduzir meus 20cm nessa história de forma mais condizente. q. Se possível fazer minha admissão na marinha, eu agradeceria muito. <3


Histórico:
 

____________________________________________________

*Ação*
"Pensamento" (darkviolet)
-Fala (#006699)


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




#1 Principium - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: #1 Principium   #1 Principium - Página 3 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
#1 Principium
Voltar ao Topo 
Página 3 de 10Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: West Blue :: Las Camp-
Ir para: