One Piece RPG
O Começo do Espadachim Tímido - Página 3 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
O Começo do Espadachim Tímido - Página 3 Emptypor xRaja Hoje à(s) 19:19

» Cap. 2 - A New Day
O Começo do Espadachim Tímido - Página 3 Emptypor ADM.Tonikbelo Hoje à(s) 18:59

» [Ficha] Song
O Começo do Espadachim Tímido - Página 3 Emptypor MarionLRZ Hoje à(s) 18:39

» [LB] O Florescer de Utopia III
O Começo do Espadachim Tímido - Página 3 Emptypor Vincent Hoje à(s) 18:12

» Enuma Elish
O Começo do Espadachim Tímido - Página 3 Emptypor Thomas Kenway Hoje à(s) 16:57

» Seasons: Road to New World
O Começo do Espadachim Tímido - Página 3 Emptypor Ravenborn Hoje à(s) 15:51

» Arco North Blue: Uma Odisseia no Santuário
O Começo do Espadachim Tímido - Página 3 Emptypor Thomas Kenway Hoje à(s) 15:36

» I - As rédeas de Latem City!!
O Começo do Espadachim Tímido - Página 3 Emptypor Felix Hoje à(s) 15:18

» Akira Suzuki
O Começo do Espadachim Tímido - Página 3 Emptypor ADM.Noskire Hoje à(s) 10:58

» Lurion
O Começo do Espadachim Tímido - Página 3 Emptypor ADM.Noskire Hoje à(s) 10:57

» O Legado Bitencourt Act I
O Começo do Espadachim Tímido - Página 3 Emptypor Ineel Hoje à(s) 04:15

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
O Começo do Espadachim Tímido - Página 3 Emptypor Akuma Nikaido Ontem à(s) 23:54

» Livro Um - Atitudes que dão poder
O Começo do Espadachim Tímido - Página 3 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 22:20

» Supernova
O Começo do Espadachim Tímido - Página 3 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 21:56

» Hey Ya!
O Começo do Espadachim Tímido - Página 3 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 21:55

» Cap.1 Deuses entre nós
O Começo do Espadachim Tímido - Página 3 Emptypor Thomas Torres Ontem à(s) 21:05

» The One Above All - Ato 2
O Começo do Espadachim Tímido - Página 3 Emptypor CrowKuro Ontem à(s) 19:44

» A inconsistência do Mágico
O Começo do Espadachim Tímido - Página 3 Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 19:27

» Vamos nos aventurar! Anjinhas me aguardem...
O Começo do Espadachim Tímido - Página 3 Emptypor GM.Muffatu Ontem à(s) 18:23

» As mil espadas - As mil aranhas
O Começo do Espadachim Tímido - Página 3 Emptypor jonyorlando Ontem à(s) 17:46



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 O Começo do Espadachim Tímido

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 59
Warn : O Começo do Espadachim Tímido - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

O Começo do Espadachim Tímido - Página 3 Empty
MensagemAssunto: O Começo do Espadachim Tímido   O Começo do Espadachim Tímido - Página 3 EmptyQui 17 Nov 2016, 12:48

Relembrando a primeira mensagem :

O Começo do Espadachim Tímido

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Shirogane Haru. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Magma
Soldado
Soldado


Data de inscrição : 20/09/2014

O Começo do Espadachim Tímido - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Começo do Espadachim Tímido   O Começo do Espadachim Tímido - Página 3 EmptySab 10 Dez 2016, 00:41





Depois de observar o homem entrando na taverna mixuruca pensei um pouco, matutei algumas informações importantes que eu havia acabado de perceber, e novamente puxei o cartaz e dei uma boa olhada nele, depois de alguns segundos o guardaria novamente e e colocaria o punho direito embaixo de meu queixo, ainda pensativo caminharia um pouco e me sentaria na casa que ficasse a frente da taverna, de preferencia do outro lado da rua, controlaria a respiração e tentaria ficar o mais dentro de uma sombra quanto possível para tentar não ser percebido pelo indivíduo, esperaria o tempo que fosse necessário até que ele saísse do lugar, ainda atento e pensando nas possíveis possibilidades, olharia uma vez ou outra para todas as direções para ver se havia algum engraçadinho escondido por ali, ou para ver se alguém me percebia, em qualquer dos casos puxaria uma flecha de alumínio da aljava e a posicionaria no arco para ficar pronto para o pior, assim que o indivíduo saísse avaliaria seu rosto para tentar perceber que era realmente a pessoa da foto,  caso eu confirmasse que era meu adversário me atentaria um pouco melhor, para ver se ele estava companhado, se não estivesse eu puxaria a flecha um pouco para trás até atingir a distância máxima permitida pelo arco, ergueria o arco um pouco com a mão esquerda e fecharia o olho direito para focar a visão no olho esquerdo, utilizaria de minha visão aguçada para tentar posicionar o arco na direção do joelho do adversário, em seguida quando visse que o arco estivera na posição exata soltaria a flecha e deixaria o objeto cilíndrico viajar no ar e acertar meu adversário, assim que eu soltasse a flecha não iria esperar pelo pior puxaria desta vez uma das flechas envenenadas e com um movimento rápido dos dedos tentaria retirar o material que encobria a ponta da flecha com cuidado para tentar não me cortar, quando conseguisse colocaria a flecha no arco o mais rápido possível e a miraria na direção do corpo do adversário, puxaria a flecha rente a corda até o limite do arco fazendo o objeto entortar um pouco, posicionaria o arco na direção das costas do adversário e soltaria a flecha envenenada, com sorte ela acertaria o alvo em cheio, não perderia tempo e avançaria um pouco para frente e tentaria num movimento rápido de mãos puxar mais uma flecha da aljava, puxaria outra flecha envenenada e novamente tentaria retirar o material dela da maneira mais rápida e cuidadosa possível, quando conseguisse a posicionaria no arco e tentaria lançar-la o mais rápido possível na direção do joelho que ainda estivesse intacto, caso acerta-se essa e conseguisse derrubar o indivíduo avançaria um pouco para sua direção e não deixaria de dar uma olhada para todos os lados para ver se não tinha nenhum ladrão vindo em minha direção, se eu percebesse alguém correndo até mim eu daria um pulinho na direção oposta a pessoa e puxaria o mais rápido possível uma flecha da aljava, eu a posicionaria no arco e depois de puxar um pouco posicionaria o arco na direção da canela do ladrão/bandido, e soltaria na tentativa de acertar o alvo, caso quem corre-se fosse uma pessoa de aparência nada ruim eu até a deixaria se aproximar um pouco, mas se eu percebesse suas mas intenções eu a ameaçaria puxando mais uma flecha e a posicionando no arco.


Se o bandido saísse do bar acompanhado eu esperaria um pouco e tentaria ouvir o que eles estiveram conversando, mesmo que não conseguisse eu caminharia furtivamente e puxaria duas flechas envenenadas da aljava, eu retiraria o material que recobria a ponta de ambas com cuidado e tentaria não fazer som no ato, a primeira eu seguraria com minha boca na parte cilíndrica para não ser afetado pelo veneno, a segunda eu colocaria no arco e puxaria até o ponto máximo, em seguida utilizaria de minha visão aguçada para posicionar o arco na direção da nuca do alvo, em seguida soltaria a flecha e esperaria acertar a nuca do alvo, conseguindo ou não, depois de soltar a primeira flecha eu rapidamente colocaria a mão na flecha em minha boca e tentaria num movimento rápido posicionar-la no arco e puxa-lo ao ponto de pico em seguida, soltaria a flecha na direção da nuca ou do rosto do outro bandido na esperança de abate-lo.

RÁPIDO, PRECISO E MORTAL.  






Magma:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Beothor
Civil
Civil
Beothor

Créditos : 6
Warn : O Começo do Espadachim Tímido - Página 3 4010
Masculino Data de inscrição : 27/05/2016
Idade : 20
Localização : Em algum lugar...

O Começo do Espadachim Tímido - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Começo do Espadachim Tímido   O Começo do Espadachim Tímido - Página 3 EmptySeg 12 Dez 2016, 10:03

Cap 1 - Turno 2
'Ir por aiii...'




Sonhando acordado, vagava por aquela cidade sem rumo aparente, estava ficando escuro, e quando notei, já era noite, e dei me conta que não conhecia nem um pingo da cidade, um pensamento que eu já devia ter em mente antes mesmo de chegar na cidade. Olhava ao meu redor, procurando por uma pessoa generosa que pudesse me passar algumas informações, mas tudo o que eu encontrei era um homem bêbado. Sem vergonha, perguntava-lhe onde ficava a loja de armas e um bar próximo dalí. Aparentemente, acho que ele ouviu apenas a primeira pergunta, me dizendo certinho onde ficava a loja, mas havia esquecido do bar. Não ia incomodar mais o homem falando que ele havia esquecido uma pergunta, se bem que pelo seu estado, ele provavelmente não iria ouvir também.

Fui para a dita loja de armas, e por sorte, podia ver o dono prestes a fechar a loja. Pedi para que deixasse eu entrar e comprar algo. Ele suspirou, e concordou num tom cansado, e logo me deixou entrar. Não demorou muito a achar o que procurava, um par de pistolas e um cartucho de munição. Queria comprar o par, mas ao que pareçia, o dinheiro dava apenas para uma pistola e um cartucho. Eu realmente precisava daquela arma se quisesse vingar meu irmão. Paguei o moço, e fui embora da loja. ”Eu não tenho muito o que fazer...” Um sorriso brotaria em meu rosto- Vamos vadiar até eu achar o que fazer! - diria para mim mesmo andando por ai pelas ruas da cidade ”Se me lembro bem, o bêbado estava para lá...” olharia na direção de onde o havia me encontrado com o bêbado ”Então deve haver algum bar por lá... ou seria na direção contrária?...” Pararia no lugar por instante para poder pensar, e continuaria a andar logo em seguida ”De qualquer forma, eu vou achar um bar se eu continuar andando por aí... assim espero”. Continuaria a andar pela cidade, a procura de um bar, e não pararia em nenhum outro lugar, já que eu não tinha casa ou qualquer moradia naquela cidade.

Assim que encontrasse um bar, sem demora adentraria o estabelecimento. Me sentaria ao balcão, eu não tinha dinheiro para comprar nada por lá, então caso o atendente me perguntasse se queria algo, diria sem demora – por hora nada chefia – Ficaria por ali observando as pessoas, principalmente algumas belas jovens que pudessem freqüentar o local aquela hora, ficaria numa troca de olhares, sempre respeitando-as caso se sintam incomodadas. Caso houvesse algum painel de cartazes de piratas por lá, me aproximaria e veria os cartazes, pegando algum que tivesse uma recompensa mediana dentre eles. Caso não houvesse nenhum cartaz, iria até o atendente e falaria – Quando foi que acabaram os cartazes de procurados? – e assim que eles respondesse, diria num tom alegre e brincalhão – Por um acaso você não saberia me dizer os rostos e preços nos cartazes, han? Hahaha – Apesar do jeito de falar, aquela era uma pergunta séria, se não houvessem cartazes, como eu poderia identificar meus sacos de dinheiros, vulgo piratas?

Se, surpreendentemente o atendente se lembrasse, de um rosto que seja, esperaria para ouvir atentamente a descrição da pessoa, montando uma imagem dela em minha mente. – Bem, eu não imaginei que você se lembraria... agradeço pelo esforço – Diria, ainda sorridente para o atendente – Agora devo ir... por que eu tenho coisas pra fazer – Sairia do bar, e continuaria a andar pela rua, a procura de outro bar para ver se tenho a sorte de achar alguns cartazes, ou até quem sabe, um bandido.

Caso conseguisse achar um cartaz, o levaria em minhas mãos até o atendente, e perguntaria - Alguma dica de onde ele esteve? - independente da resposta, eu agradeceria o atendente - Obrigado - e sairia do bar. Se obtivesse alguma dica de onde o procurado havia passado, eu iria lá primeiro, caso contraria, iria a algum outro bar para perguntar pelo mesmo.

histórico:
 
off:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na sing do bicinho mais fofis do mundo
.
Olhar quando na bad:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 48
Warn : O Começo do Espadachim Tímido - Página 3 6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 26
Localização : Na Monstrolandia...

O Começo do Espadachim Tímido - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Começo do Espadachim Tímido   O Começo do Espadachim Tímido - Página 3 EmptyTer 20 Dez 2016, 13:47

~~ Narração ~~


Após avaliar a situação, Zhou optava por esperar sua presa sair ao invés de segui-la dentro de sua toca, mesmo não possuindo total certeza de que seria de fato o procurado. Escondido nas sombras com sua excelente habilidade furtivas, algumas pessoas transitavam pela rua e se quer percebiam o ruivo escondido. O arqueiro estava pronto para o abate assim que o homem de cabelos encaracolados saísse da taverna.

Passava-se 1 hora e ninguém saia, pelo contrario, alguns homens adentravam no lugar sedento pela bebida. Passavam-se 3 horas e Zhou começava a sentir o efeito do sono se manifestar e nada do homem sair. Após 5 horas escondido nas sombras quase dormindo, Zhou notava um homem sair e armava seu arco e flecha para abater sua presa. No entanto, era apenas um homem barbudo e bêbado, um mero civil alcoólatra. Já estava quase amanhecendo e Zhou sem perceber caia no sono, talvez não tivesse dormindo bem na ultima noite ou quem sabe sua resistência ao efeito do sono fosse fraco, todavia o ruivo parecia estar ansioso e quem não estaria visto que, estavam horas esperando pelo homem ao qual havia analisando anteriormente. Mas se continuasse a esperar, poderia dormir sem mesmo notar.

Próximo da taverna estava Miguel procurando por um local que pudesse descansar e achar algum cartaz, melhor lugar para obter tais vontades era uma taverna. Percebia alguns homens saindo de uma taverna e em seguida adentrava no local sem nem mesmo perceber um jovem rapaz escondidos nas sombras de uma casa logo à frente. Dentro do bar não possui qualquer elegância, até porque quem fosse encher a cara ou pegar cartaz, não estaria preocupado com as aparências do estabelecimento. Mesas de madeira velha, quadros rasgados, baratas pelo chão e assim por diante, essa era a visão de Tyler ao observar o interior do lugar.

Miguel decidia ir até o mural de procurado, mas percebia que havia apenas dois cartazes. O primeiro mostrava um homem de cabelos espetados com um tapa olho no olho direito e uma cicatriz no olho esquerdo com um sorriso sádico. Seu nome era Barlock, o Peverso! Possuía uma recompensa de B$ 7.000.000. Já o outro cartaz mostrava um garoto que possuía um Black Power ruivo, algo bem incomum.  Possuía duas cicatrizes na face que se fundiam para o lado esquerdo do rosto. Seu nome era Libian, o Apache! E sua recompensa era B$ 3.000.000.

Enquanto Tyler observava os cartazes, percebia alguns homens estavam próximo dele jogando carta e enchendo o rabo de bebida. Próximo a ele haviam alguns homens negociando joias sem qualquer preocupação de serem pegos. Entretanto... Próximo de Miguel estava uma figura um tanto estranha, era um homem de meia idade com um cabelo volumoso e encaracolado. Usava uma camisa rosa com purpuras, realmente uma figura estranha, mas parecia quieto e apenas aproveitava sua bebida.  Del toro pegava os cartazes e aproximava-se do atendente que por sinal era um gordo de bigode rustico. Ele ouvia a pergunta do rapaz de cabelos brancos e respondia de maneira grosseira. – Não sei de nada moleque! Vai querer beber algo? Ele dizia ao erguer sua sobrancelha e expressar desconfiança do pistoleiro. A camiseta do homem era cavada e estava suja, sua barba estava mal feita, mas seu bigode era sem dúvidas chamativo, apesar de nada atraente.


Cartazes de Procurados:
 

OFF:
 

____________________________________________________

~Fala / Narração

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Conquistas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




O Começo do Espadachim Tímido - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Começo do Espadachim Tímido   O Começo do Espadachim Tímido - Página 3 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O Começo do Espadachim Tímido
Voltar ao Topo 
Página 3 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Budou Island-
Ir para: