One Piece RPG
Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» X - Some Kind Of Monster
Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 22:59

» [Mini-Cadmo] Prelúdio
Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! Emptypor Makei Hoje à(s) 22:23

» Primeiros Passos
Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! Emptypor Takamoto Lisandro Hoje à(s) 22:09

» Chapter I: Seafret - Oceans ♪♫♪
Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! Emptypor Nolan Hoje à(s) 22:07

» Cortes e Tiros, resgate na ilha das aranhas!
Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! Emptypor jonyorlando Hoje à(s) 21:19

» Alejandro Alacran
Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! Emptypor Buggy Hoje à(s) 20:27

» A inconsistência do Mágico
Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 19:42

» Ep 1: O médico e o marinheiro
Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! Emptypor Wild Ragnar Hoje à(s) 19:30

» Onde terra e mar se encontram, o início da jornada!
Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 19:29

» Vol 1 - The Soul's Desires
Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! Emptypor GM.Milabbh Hoje à(s) 18:29

» Cap. 2 - The Enemy Within
Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! Emptypor King Hoje à(s) 17:31

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! Emptypor Dogsofain Hoje à(s) 16:57

» Battle Tendency
Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! Emptypor Rimuru Hoje à(s) 16:45

» Making Wonderful Land a Real Wonder
Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! Emptypor Achiles Hoje à(s) 16:35

» Contrato de Sangue
Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! Emptypor Greny Hoje à(s) 16:12

» The One Above All - Ato 2
Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! Emptypor CrowKuro Hoje à(s) 13:18

» Mini - Casslol
Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! Emptypor casslol Hoje à(s) 9:54

» Cap.1 Deuses entre nós
Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! Emptypor Gin Yamazaki Hoje à(s) 7:44

» I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança
Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! Emptypor Meursault Hoje à(s) 7:02

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! Emptypor Kyo Hoje à(s) 6:00



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!!

Ir em baixo 
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 71
Warn : Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : Fishman Island

Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! Empty
MensagemAssunto: Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!!   Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! EmptyDom 25 Set 2016 - 20:33

Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!!

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Kai. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sephiroth
Pirata
Pirata
Sephiroth

Créditos : Zero
Warn : Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! 4010
Masculino Data de inscrição : 04/09/2011
Idade : 31
Localização : Lisboa - Portugal

Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!!   Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! EmptyQui 6 Out 2016 - 21:17



«Raios ... A minha cabeça ...» praguejei sem palavras, no meu pensamento. Tinha a ideia de que se abrisse a boca, que tinha o sabor a papel de música, iria ser doloroso de ouvir «Maldita ressaca!»

Não sabia muito bem onde estava, mas lembrava-me que o último sítio onde havia aliviado a bexiga era perigosamente perto do grande Quartel General. Uns dois ou três quarteirões de distância, segundo os meus cálculos baseados numa grande bebedeira.

Abanei a cabeça a tentar expulsar a ressaca mas o efeito foi pior do que esperava e inúmeras luzes rebentaram à frente dos meus olhos numa explosão de cores que mais parecia um palhaço a rebentar com uma granada enfiada no ânus.

- Que filha da puta!!!! - proferi as primeiras palavras daquele dia que ecoaram pela minha cabeça "doente"como balas de canhão.

«Nunca mais bebo!» proferi no meu pensamento ao mesmo tempo que um sorriso se desenhava no meu rosto. Eu sabia que aquela declaração era falsa, tão falsa como as mamas da stripper que tinha dançado no meu colo na noite anterior, mas eu não queria saber, tinha sido divertido.

«Afinal não é todos os dias que fazemos a nossa "despedida".»

Eu referia-me à despedida da má vida, era óbvio. Ao longo dos últimos três anos passara todo o meu tempo a divertir-me entre bares, mulheres, jogos de poker ilegais e bebidas dúbias. Tinha sido divertido mas não poderia durar para sempre.

E decidira que finalmente chegava ao fim. Por isso decidi fazer uma última noite épica antes de dar continuidade ao negócio da família. Bem, pelo menos do lado do meu pai, antigo agente governamental, proveniente de uma longa linhagem de puros espiões do governo.

Claro que para a minha mãe era quase um desgosto, tal era a sua convicção revolucionária, mas respeitava a minha vontade, tal como a do meu pai, afinal o amor que tinham um pelo outro era bastante superior à divergência ideológica.

«E porque a minha querida maninha ia seguir os passos da mamã» pensei para mim enquanto equacionava se seria justo eu alistar-me no governo.

Mas naquele momento o que eu precisava era de um hamburguer cheio de molho, com batatas fritas, e um barril de um refrigerante qualquer ou qualquer coisa parecida embebida em muita gordura para curar a ressaca.

Era com esse objectivo que tentaria andar onde quer que estivesse, procurando uma barraca de rua ou um restaurante daqueles antigos, onde a comida é feita em gordura com três meses.

A minha boca salivava e o meu estômago em revolução ansiava por comida pouco ou nada saudável para poder ensopar o álcool que ainda sentia a borbulhar no seu interior.

«Deus do céu!» pensei colocando a mão à cintura.

Mas faltava algo. Apalpei toda o meu corpo à volta da cintura e senti que não estava ali!! A minha velha espada enferrujada não estava presa no meu cinto. Nem a espada nem a sua bainha. Tinha sido roubada!!!

«Roubaram a minha espada ... A minha maldita espada velha e enferrujada ... Quem rouba a espada a um espadachim bêbedo no meio da rua?! Já não há honra entre os ladrões.»

Apesar de ter sido roubado não me conseguia chatear com a situação, afinal tratava-se de uma espada velha e enferrujada que eu usava em algumas situações mais complicadas, geralmente quando era apanhado a fazer batota ou na cama de uma desconhecida que tinha o azar de ser casada. Mas fora isso era uma espada que mais rapidamente mataria por causa do tétano do que por ferir alguém com a sua lâmina.

«E o meu pai sempre disse que no Governo nos tratam bem e providenciam o que é necessário. Estava na altura de mudar de espada ... E de vida!»
notas:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

"A Man has no name!"

Legendas:
 


Objectivos:
 





[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Chrollo
Estagiário Narrador
Estagiário Narrador
Chrollo

Créditos : Zero
Warn : Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! 4010
Masculino Data de inscrição : 26/07/2014
Idade : 23

Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!!   Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! EmptySab 8 Out 2016 - 17:25


— Ressaca —



O jovem espadachim acabava de acordar na sarjeta, do que poderia ter sido a sua última noite de farra e besteira antes de seguir um caminho mais virtuoso como a de seu pai e toda sua linhagem antes dele, ou quase, com um pequeno detalhe de sua mãe e irmã, revolucionárias convictas.

Apesar de não se lembrar exatamente do que havia ocorrido na noite anterior, o jovem certamente não se importava, nem mesmo sequer com o fato de sua velha espada ter sido roubado, vendida, dada, ou sabe-se lá como ele perdeu sua posse antes de acordar em um beco sujo em meio a latas de lixo que cheiravam tanto quanto, ou até mais que ele mesmo.

Com uma forte dor de cabeça e palavras que quando proferidas pareciam um tiro de canhão em sua cabeça, Kai se levantava com alguma dificuldade, apoiando suas mãos na parede e se esforçando para não cair no chão novamente; e após algum tempo finalmente consegue, saindo a procura de qualquer coisa que parecesse embebida em muita gordura para curar sua ressacara,

Após algum tempo cambaleando pelas ruas e esbarrando em algumas pessoas, o jovem finalmente chegava até uma área com grande fluxo de pessoas, ao que parecia, uma feira; olhando com atenção, o jovem percebe que um pouco afastado da feira, havia um beco que levava para o que parecia ser um restaurante de ostras, explícito em uma placa velha que poderia cair na cabeça de alguém a qualquer instante.

Sem hesitar, Kai vai até o local; o local não passava de aglomerado de mesas quebradas e cadeiras podres entre quarto paredes de uma construção miserável, o chão sendo composto de uma casca orgânica formada pela sujeira, sangue e restos de comida acumulados ao longo do tempo e dentro do local havia apenas um jovem de cabelos rosas com uma bolsa em seu ombro, bebendo uma garrafa inteira um líquido laranja com o que parecia ser uma enguia dentro.

Ao perceber a chegada do jovem espadachim sem espada no estabelecimento, o jovem limpava sua boca usando a roupa e olhava sorrindo para Kai enquanto dizia — É esse tipo de coisa que me faz acreditar que o destino não vai com a minha cara. Você veio comer ou brigar ? —


Jovem:
 




OFF:
 

Histórico do Sephiroth:
 

____________________________________________________

Narração - Fala - Pensamento - Fala NPC


OBJETIVOS:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sephiroth
Pirata
Pirata
Sephiroth

Créditos : Zero
Warn : Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! 4010
Masculino Data de inscrição : 04/09/2011
Idade : 31
Localização : Lisboa - Portugal

Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!!   Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! EmptyQua 12 Out 2016 - 20:36



Há muito tempo que não tinha uma ressaca assim, isso era certo! Mas não era menos doloroso por esse facto, na verdade, parecia que o meu corpo envenenado pelo delicioso álcool se recusava a recuperar e a sonolência mantinha-se, bem como aquele enjoo de estômago vazio.

Lá me consegui levantar, com alguma dificuldade, confesso, e o cheiro da maldita sarjeta onde eu acordara não ajudava em nada o meu olfato ainda fragilizado pela pesada noite, fazendo a minha cabeça andar à roda e o estômago dar um salto mortal à retaguarda.

Dei o primeiro passo com alguma dificuldade, seguido pelo segundo, convencido de que haveria de melhorar, mas a cada doloroso passo e oscilação do meu corpo, ficava mais convencido de que isso não iria acontecer, o que era realmente aborrecido e me deixava ligeiramente irritado.

Por fim os meus passos ainda meio tortos levaram-me a um aglomerado de pessoas, mas não sem antes ter conseguido esbarrar em algumas delas pelo caminho

«Bonito, mal me consigo manter direito. Isto não está nada fácil! E claro que tudo o que eu precisava neste momento era de uma feira cheia de gente e barulho para a minha cabeça» pensei ao perceber onde estava.

À minha frente várias pessoas passavam de um lado para o outro, o barulho parecia multiplicado por mil e a minha cabeça dava mostras de que iria rebentar se eu não fizesse nada em relação a isso.

Por fim o meu olhar captou um beco mais escuro e aparentemente mais calmo com o bónus de indicar um restaurante (se é que se podia chamar aquela coisa restaurante) com uma placa duvidosa onde se podia ler qualquer coisa referente a ostras. Não era o meu prato preferido, mas naquele momento eu estava por tudo o que pudesse meter no estômago e chamar de refeição.

Com toda a velocidade que o meu estado ébrio me permitia encaminhei-me de imediato para a porta indicada pela placa que ameaçava cair a qualquer momento na cabeça de alguém.

«Desde que não seja a minha, está tranquilo. Feita em merda já ela está!!» pensei enquanto empurrava a porta com alguém dificuldade e dava uma olhada desconfiada na placa, não fosse ela efetivamente cair-me em cima da cabeça.

Ao olhar para o interior aquela espelunca parecia mais um campo de guerra do que propriamente um restaurante com todas as mesas e cadeiras quebradas e aglomeradas à minha frente. Respirei fundo sentindo um estranho cheiro no ar, uma mistura de sangue, lixo e restos de comida, o que me fez pensar se queria mesmo comer ali.

«Que se dane, não deve ser pior do que a comida da minha mãe!» Realmente a minha mãe podia ser uma perita em lançar shurikens e em cortar a garganta de um homem de vinte maneiras diferentes com uma kunai, mas nunca fora uma pessoa com dotes para a cozinha.

Os meus pensamentos foram interrompidos por uma voz vinda do outro lado da divisão. Os meus olhos dirigiram-se rapidamente para fonte da voz o que fez com que a minha visão rodopiasse devido à rapidez com que o meu olhar se moveu, bem como pela cor berrante no cabelo do rapaz à minha frente.

- Eu queria me rir, juro que sim ... Mas neste momento receio que a minha cabeça se vá desmontar se o fizer. Por isso vou-te responder apenas que estou aqui para comer. E depois lutar, se quiseres, mas aviso que prefiro evitar essa situação. Hoje definitivamente não é um bom dia para grandes aventuras - disse com um sorriso no rosto e apontava para a garrafa que o rapaz segurava.

- Isso tem bom aspeto. Alguma hipótese de ser uma cura milagrosa para a ressaca?!

Entretanto tentaria aproximar-me do balcão sem dar grande importância ao meu companheiro de sala tentando perceber se havia mais alguém ali dentro.

- Vou conseguir comer alguma coisa ou tenho de me arrastar até outro "restaurante" ?!

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

"A Man has no name!"

Legendas:
 


Objectivos:
 





[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Chrollo
Estagiário Narrador
Estagiário Narrador
Chrollo

Créditos : Zero
Warn : Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! 4010
Masculino Data de inscrição : 26/07/2014
Idade : 23

Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!!   Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! EmptySex 14 Out 2016 - 11:54


— Ericksen —



Como se não bastasse o barulho incessante e pessoas aglomeradas por toda a feira que apenas pioravam o dia do jovem espadachim-bêbado-sem-espada; a espelunca mais próxima que conseguia encontrar, logo revelava o motivo de não haver sinal de pessoas ou barulho; o cheiro do local era tão insuportável que era capaz de superar a sarjeta suja onda havia acordado, e o próprio estabelecimento parecia poder desabar a qualquer instante, isso se já não houvesse de fato desabado, com tamanha ressaca e o estado do local, seria difícil de dizer.

Kai voltava sua atenção para a voz de um jovem rapaz com cabelo de cor berrante que se encontrava bebendo um líquido duvidoso;

— Eu queria me rir, juro que sim ... Mas neste momento receio que a minha cabeça se vá desmontar se o fizer. Por isso vou-te responder apenas que estou aqui para comer. E depois lutar, se quiseres, mas aviso que prefiro evitar essa situação. Hoje definitivamente não é um bom dia para grandes aventuras — dizia o jovem, de fato não seria uma boa ideia se envolver em um combate naquele estado; na verdade seu foco era na bebida que o jovem rapaz consumia.

— Antes fosse meu caro — respondia o rapaz, quanto a possibilidade da bebida se tratar de uma cura milagrosa para sua ressaca — Não, isso é o último drink dessa velha espelunca, e possivelmente te deixaria até pior — comentava sorrindo enquanto olhava por um tempo a garrafa e voltava a beber.

Embora o local estivesse completamente vazio e em um estado deplorável, o espadachim ainda tinha esperanças e perguntava se seria capaz de comer alguma coisa no local; o jovem então se levantava e pegava uma garrafa verde que emanava um forte odor capaz de atravessar a o salão, pegava um vidro de pimenta em sua mochila, e misturava em uma caneca de madeira, em seguida terminava de beber seu líquido misterioso, quebrava a garrafa no balcão e com as mãos, arrancava a cabeça da enguia e jogava dentro do copo.

Após terminar sua mistura de sabores e ingredientes um tanto quanto exóticos e que, com exceção da enguia, não possuíam um nome ou marca em suas garrafas, provando-se obra caseira do jovem rapaz; o mesmo ia em direção à Kai e entregava a caneca para o jovem — É o melhor que posso fazer, por conta da casa se sobreviver. Caso não queira, recomendo que procure outra espelunca. —

Após entregar a caneca; caso o espadachim decidisse beber do líquido duvidoso, o rapaz então se sentaria em uma das cadeiras nada segura do restaurante e começaria a falar — Meu nome é Ericksen, aproposito. Posso perguntar o que meu último cliente está fazendo em um local que não vê uma alma viva à 6 meses ? — e caso o jovem perguntasse sobre sua vida, ou então se recusasse a responder a primeira pergunta, o rapaz começaria a dizer — Sabe, eu tentei manter esse lugar desde que o velhote morreu, mas boas intenções não pagam as contas. Mas não posso abandonar essa merda, então estava indo me alistar no governo, sabe, ganhar um dinheiro para reformar o lugar. — mas não falaria mais do que isso.

Porém, se o espadachim optasse por não beber o líquido, ou pegá-lo, e se aproveitar da boa ação do jovem, se retirando do local sem se importar com o rapaz e o que o mesmo tivesse a dizer, ele então abriria um sorriso leve e diria apenas para si mesmo — Acho que o velhote estava certo, ninguém se importa com um lixo sem sobrenome. —







Histórico do Sephiroth:
 

____________________________________________________

Narração - Fala - Pensamento - Fala NPC


OBJETIVOS:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sephiroth
Pirata
Pirata
Sephiroth

Créditos : Zero
Warn : Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! 4010
Masculino Data de inscrição : 04/09/2011
Idade : 31
Localização : Lisboa - Portugal

Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!!   Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! EmptyQua 1 Fev 2017 - 2:03



Um estranho sorriso torto nasceu nos lábios do rapaz ruivo ao ouvir as palavras do único ocupante daquele estranho estabelecimento. A ideia de uma bebida animava-o, mas logo uma pontada de dor na cabeça lhe lembrou do seu estado obrigando-o a cerrar os olhos por momentos até sentir a dor a aliviar. Era como se um canhão disparasse do interior do seu cérebro e o som reverberasse incessantemente.

Ao abrir os olhos, Kai viu o seu interlocutor pegar numa garrafa verde que deitava para o ar um odor forte e pestilento que mesmo àquela distância agrediu o nariz do enjoado ressacado.

«Deus do céu, o que é aquilo? Mijo de rato?!»

Mas o que mais surpreendeu o jovem foi o facto de o estranho quebrar a sua garrafa e fazer a cabeça de enguia mergulhar na caneca de madeira onde pimenta e aquele líquido de cheiro rançoso repousavam.

Kai ainda estava meio tonto quando pegou na caneca de madeira que o rapaz lhe passou para a mão. Olhou para o fundo da caneca mal vendo o fundo da mesma e com a cabeça da enguia como que a sorrir num sorriso que parecia zuar a sua situação.

- É o melhor que posso fazer, por conta da casa se sobreviver. Caso não queira, recomendo que procure outra espelunca.

- Meh, tenho fome e a boca seca como o deserto. E procurar outra espelunca só iria piorar a minha condição - bebeu a bebida de um trago sentindo-a a queimar-lhe a garganta à sua passagem - E para falar a verdade, já bebi coisas piores do que isto - disse enquanto metia a cabeça de enguia na boca e ia cuspindo algumas espinhas no chão já de si sujo.

Meu nome é Ericksen, aproposito. Posso perguntar o que meu último cliente está fazendo em um local que não vê uma alma viva à 6 meses?

- Bem, não me lembro da noite de ontem, acordei mais pobre do que acordei ontem e a minha espada está desaparecida em combate ... Não sei bem o que se passou, mas foi uma festa de arromba - respondeu rindo-se, o que lhe causou uma ligeira dor de cabeça, desta feita menos dolorosa.

- Sabe, eu tentei manter esse lugar desde que o velhote morreu, mas boas intenções não pagam as contas. Mas não posso abandonar essa merda, então estava indo me alistar no governo, sabe, ganhar um dinheiro para reformar o lugar.

- Governo?! - aquela palavra soava uma campainha na cabeça de Rai cujo coração ainda se encontrava dividido entre a aventura da vida a solo como pirata, livre para fazer o que bem lhe apetecesse, procurar tesouros, embebedar-se com mulheres, jogar em casinos clandestinos; ou por outro lado seguir os passos do seu pai, um homem de honra, convicções fortes, protector do governo e um actor sem igual, tão bom a arrombar portas como a falsificar documentos.

- O meu pai pertenceu ao governo ... Acabou casado com uma mercenária dos revolucionários. E nunca se tentaram matar ... Bem, pelo menos nunca à minha frente e da minha irmã. Ah, a minha irmã, também ela uma fugitiva há cinco anos como revolucionária. Devias ter visto a cara do meu pai quando soube que a sua princezinha tinha fugido de casa para se juntar às forças revolucionárias. E à minha mãe só faltava bater palmas pelo feito, mas nunca à frente do meu pai, afinal ela respeitava-o acima de tudo, tal como ele a ela.

Kai ria-se sozinho com a recordação do dia em que o pai descobrira, através de um bilhete perfumado, que a sua filha fugira com um rapaz e se juntaria aos revolucionários para combater o governo. Aquilo, além de uma afronta e de um desafio, fora também uma machadada na confiança do seu pai, embora nunca o admitisse.

- Sabes ... Acho que vou contigo. Saí de casa há três anos com o intuito de me juntar ao governo, mas a má vida apanhou-me e eu deixei-me levar. Era uma nova experiência, conheci muito vagabundo, conheci algumas redes do submundo do crime e cresci enquanto pessoa. Se me tivesse alistado no governo quando era mais novo teria perdido muito da minha vida e não aprenderia nada. Mas aqui estou eu hoje, ressacado, num sítio quase a cair sobre a minha cabeça com um rapaz que pretende alistar-se no governo. Sim, é um dia tão bom como qualquer outro para me alistar. Na verdade, é um dia quase igual a qualquer outro. Sim, é isso, vou contigo, está na hora!

E então Kai acompanharia o rapaz para fora daquele sítio e perguntaria:

- Então, falaste de um velhote, ele deixou-te aquele buraco? O que aconteceu lá para chegar aquele ponto? E ao velhote? Estás preparado para o Governo?.
OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

"A Man has no name!"

Legendas:
 


Objectivos:
 





[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Última edição por Sephiroth em Seg 13 Mar 2017 - 8:21, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dragonmbr
Civil
Civil
Dragonmbr

Créditos : Zero
Warn : Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! 5010
Masculino Data de inscrição : 01/04/2013
Idade : 24
Localização : Casa da mãe joana

Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!!   Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! EmptyDom 12 Mar 2017 - 11:22

NARRACÃO



Talvez guiado pelo destino (ou pelo narrador) Kai foi guiado até a uma espelunca, cujo o proprietário também queria se alistar na marinha, a bebida que Kai tinha bebido agora a pouco desceu de forma azeda pela sua garganta, de modo que qualquer um poderia jurar que aquilo era um suco feita de alguma akuma no mi, Kai pode sentir que aquilo não fez bem ao seu estomago, quem sabe qual reação teria mais tarde?(talvez o narrador), o lado bom da bebida é que Kai não estava mais com fome.

- Então, falaste de um velhote, ele deixou-te aquele buraco? O que aconteceu lá para chegar aquele ponto? E ao velhote? Estás preparado para o Governo?- pelo visto depois de beber sabe-se lá o que, Kai se sentia mais intimo do jovem, o jovem apenas olhou para o teto enquanto falava -Isso foi um presente de um pirata, aparentemente ele não gostava de pagar pelo que pediu.....Sobre o Governo creio que estou mais preparado do que você!!- a voz do jovem suou deprimida no começo, mas no final a determinação era evidente em seu tom de voz, com isso eles foram para fora da espelunca que o jovem tinha a audácia de chamar de bar.

Kai ainda um pouco bêbado(sonolento) notou que algumas pessoas passavam para o outro lado da rua quando o viam, algumas até colocavam a mão no nariz, as mães seguravam mais forte a mão de sua prole como se fosse para ter certeza de que seu filho não se aproximasse do homem de cabelo vermelho, que fedia mais do que o rabo de um porco.


OFF: ola sou novato então tenha paciencia comigo, maus post curto, mas não tinha muito para fazer , tu não falou que iria para a marinha ou governo mundial, mais uma coisa... li os post anteriores(meio por cima) e realmente não sei qual é a cor da sua fala e a do npc, e outra o narrador falou o nome do jovem? qualquer coisa só falar só mandar MP

status...:
 



____________________________________________________

Link(s) da(s) Ficha(s):[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


tédio....:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!!   Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!! Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Capítulo 1 - Acabou a diversão. Agora começa a sério!!
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Yotsuba Island-
Ir para: