One Piece RPG
1° Act - That's the point - Página 13 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» O Legado Bitencourt Act I
1° Act - That's the point - Página 13 Emptypor Ineel Hoje à(s) 04:15

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
1° Act - That's the point - Página 13 Emptypor Akuma Nikaido Ontem à(s) 23:54

» Livro Um - Atitudes que dão poder
1° Act - That's the point - Página 13 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 22:20

» Seasons: Road to New World
1° Act - That's the point - Página 13 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 22:04

» Supernova
1° Act - That's the point - Página 13 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 21:56

» Hey Ya!
1° Act - That's the point - Página 13 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 21:55

» Cap.1 Deuses entre nós
1° Act - That's the point - Página 13 Emptypor Thomas Torres Ontem à(s) 21:05

» The One Above All - Ato 2
1° Act - That's the point - Página 13 Emptypor CrowKuro Ontem à(s) 19:44

» A inconsistência do Mágico
1° Act - That's the point - Página 13 Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 19:27

» Vamos nos aventurar! Anjinhas me aguardem...
1° Act - That's the point - Página 13 Emptypor GM.Muffatu Ontem à(s) 18:23

» As mil espadas - As mil aranhas
1° Act - That's the point - Página 13 Emptypor jonyorlando Ontem à(s) 17:46

» [Mini - Cass Sabach] A fumaça cresce no horizonte
1° Act - That's the point - Página 13 Emptypor Jinne Ontem à(s) 16:34

» Um Destino em Comum
1° Act - That's the point - Página 13 Emptypor (Orochi) Ontem à(s) 15:13

» A busca da liberdade
1° Act - That's the point - Página 13 Emptypor Dogsofain Ontem à(s) 14:12

» Karatê Cindy
1° Act - That's the point - Página 13 Emptypor Oni Ontem à(s) 13:11

» Meu nome é Mike Brigss
1° Act - That's the point - Página 13 Emptypor Oni Ontem à(s) 12:03

» Enuma Elish
1° Act - That's the point - Página 13 Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 10:12

» Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista
1° Act - That's the point - Página 13 Emptypor Furry Ontem à(s) 09:59

» Art. 4 - Rejected by the heavens
1° Act - That's the point - Página 13 Emptypor Ryoma Ontem à(s) 04:26

» Arco 4: Segredos enterrados em gelo!
1° Act - That's the point - Página 13 Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 01:42



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 1° Act - That's the point

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1 ... 8 ... 12, 13, 14  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 59
Warn : 1° Act - That's the point - Página 13 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

1° Act - That's the point - Página 13 Empty
MensagemAssunto: 1° Act - That's the point   1° Act - That's the point - Página 13 EmptySab 20 Ago 2016, 13:26

Relembrando a primeira mensagem :

1° Act - That's the point

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Ranya Rembrandt. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
ADM.Kiodo
Honorário
Honorário


Data de inscrição : 16/12/2010

1° Act - That's the point - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Re: 1° Act - That's the point   1° Act - That's the point - Página 13 EmptySab 22 Out 2016, 01:44

O homem pensava em não ir atrás daquele revolucionário que estava na caverna, pois realmente não fazia mais sentido pois naquele momento o homem conhecia o planejamento do seus adversários. Saindo da caverna juntamente com a Mink, a dupla se depara com Luke. - Embosquei o grupo de revolucionário, matei a maioria, porém alguns fugiram! Interroguei esse daqui, falou pouco, mas irei leva-lo para o quartel para obter maiores informações! Pelo visto não encontraram ninguém? Recitava para a dupla, Ezekiel ouvia as informações e suspirava pensando sobre o que dizer. - FSHHHH 'Da forma que esse marinheiro... que esse agente "agente" """""""""""""""""""""""""""""""agente""""""""""""""""""" é esperto, melhor nem falar nada pois é mais fácil esperar um bom planejamento de missão de um pombo do que esse tal de Luke.' Então Ezekiel preferia ficar quieto com a situação e seguir caminho até o Q.G., Luke havia consigo um prisioneiro e tentava o interrogar e assim recitava as informações que Ezekiel já possuía um conhecimento. - Parece que enviaram um grupo de revolucionário para sequestrar Müller e envenenar sua fábrica, para ocasionar uma tentativa ridícula de envenenar os Tenryuubitos! Verifiquem a Adega One... caso tenham envenenado algum lote de vinhos, resolvam isso. Irei descobrir se realmente sequestraram ou não Müller!

'Planejamento porco novamente, muito bom esse governo é digno de respeito, ta igual os revolucionários, parecem briga de dois macacos no quesito de planejamento...' O homem simplesmente balançava a cabeça como se tivesse entendido, pois havia cansado de tentar fazer esse Luke agir como um agente. A caminho da Adega o homem imaginaria que Yume estaria o acompanhando e então falaria para a mulher. - Eu vou completar a ordem de eliminar o carregamento envenenado e após isso irei considerar que completei minha missão e irei para a próxima ilha. Pois sendo sincero não estou aqui para ficar brincando de gato e rato, e aparentemente o "meu" superior não sabe nem organizar uma missão direito, pois em teoria seria eliminar os revolucionários, agora é eliminar o carregamento, depois resgastar a princesa. Eu não vou fazer 20 missões recebendo o valor de uma, nem fudendo. Não sabe o minimo de um planejamento merece morrer ou ir para a marinha. O homem iria desabafar para Yume, no momento que o Homem estiver na Adaga iria parar o funcionamento da fabrica alertando os funcionários. - PAREM COM O EXPEDIENTE, CHECAGEM DE RISCO GOVERNAMENTAL. O homem buscaria o possível chefe dos funcionários e iria pedir informação se já havia saído algum carregamento no dia de hoje. Independente da resposta o homem iria checar todos os carregamentos de vinhos primeiramente checando o cheiro da bebida pois como possui conhecimento em toxicologia qualquer cheiro diferenciado o homem apreenderia a bebida para testes e checagem. Caso não venha encontrar nada estranho no odor das bebidas o homem iria pegar os carregamentos que provavelmente eram separados por caixas e fazer testes químicos com mais ou menos 10 amostras de 10 garrafas de vinhos diferentes de cada carga, caso não encontrar nenhum vinho envenenado iria voltar para o Q.G. fazer o relatório que o possível carregamento envenenado esteja em alto mar ou ainda não foi feito o envenenamento da carga até o momento, em seguida iria pedir conclusão da missão.  


Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
anthic
Ciel Noir
Ciel Noir
anthic

Créditos : Zero
Warn : 1° Act - That's the point - Página 13 10010
Feminino Data de inscrição : 29/11/2013

1° Act - That's the point - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Re: 1° Act - That's the point   1° Act - That's the point - Página 13 EmptySab 22 Out 2016, 16:11




Os revolucionários se mostravam mais desprovidos de bom senso do que a lógica podia julgar... "Não é a toa que o único resultado que conseguem é dar dor de cabeça..." - Nyaaah~ Yume sente falta de quando as coisas eram mais simples. Chegar lá, eliminar o alvo e reportar a missão... - Grunhia para si mesma, alta o suficiente para que Ezekiel a escutasse. Por um lado, ele tinha razão. Por outro, o infeliz revolucionário já estava ali. Acabar com ele não seria difícil, e seria menos uma dor de cabeça pra resolver mais adiante. Só que a Mink não era do tipo de enfrentar riscos desnecessariamente. Iria perder sua distração, e ainda havia a possibilidade de ser ferida em uma luta sem sentido. Não estava lutando pela justiça, pelos seus ideias ou nada do gênero. Ainda era a mesma de antes, uma assassina contratada. Se a missão perdia o sentido, para que seguir em frente?

Retornava junto com o esquisito cheio de piercings, Yume jamais iria entender a necessidade que os humanos tinham de introduzir objetos estranhos onde não deveria ter nada. Lembrava de um governante que tinha colado um par de chifres na cabeça. Pra que? No caminho, encontravam com Luke, que carregava consigo um dos inimigos como refém. "Oh!" Realmente, estava surpresa. "Ele não foi morto ou capturado. Isso realmente é digno de aplausos..." Debochava o líder da missão mentalmente, mantendo sua expressão indiferente. A missão logo se transformava em outra, e o trabalho era transferido para outro lugar. "Ah! A fadiga... Estão mandando uma assassina procurar venenos..." - Já que querem tanto salvar a vida dos tenryuubitos, porque não colocam um marinheiro para beber uma amostra de cada barril de vinho? Apenas um marinheiro vai morrer, como herói, e vai salvar a vida de diversas 'pessoas'... - Yume estava certa que não iriam acatar sua ideia. Ela mesma não estaria disposta a correr esse risco.

Acompanhava Ezekiel para a Adega, escutando o que ele dizia, dava de ombros. - Yume estava planejando isso. Preciso ir para a Grand Line, e Levneel é a ilha mais próxima de lá. Esse agente Luke devia estar na marinha, já que só faz coisas de marinheiros. Yume espera que o resto não seja assim, vai ser decepcionante. - Resmungava enquanto chamava alguns ratos pelo caminho. - Ei amiguinhos, que tal provar um suco muito gostoso? Aposto que vocês nunca provaram essas delícias antes. Mas vão ter que se comportar, em? - Já que não podia usar marinheiros, bastava usar alguns ratos como cobaias. Não que fosse fazer muita diferença. Excluiria os ratos que não fossem obedientes, e caso não concordassem, simplesmente os caçaria e com alguns golpes na cabeça, os deixaria inconscientes, enquanto os carregaria segurando pelo rabo. - Traga uma amostra de cada barril para Yume, sim?

Aguardaria do lado de fora da Adega One, já que não seria muito legal entrar com um grupo de ratos no local considerado como um dos principais produtores de vinhos caros do mundo. Caso não trouxessem as amostras, ela mesma iria para dentro da adega fazer isso, etiquetando cada amostra com seu barril correspondente. Então iria dar um pouco para cada rato e aguardaria para ver qual deles iria morrer. Após isso, espantaria os ratos, chamaria Ezekiel e retornaria para o QG da marinha para avisar qual era o barril que estava contaminado e completar a missão.

Spoiler:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 48
Warn : 1° Act - That's the point - Página 13 6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 26
Localização : Na Monstrolandia...

1° Act - That's the point - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Re: 1° Act - That's the point   1° Act - That's the point - Página 13 EmptyDom 23 Out 2016, 16:18

~~ Narração ~~


Os agentes seguiam até a Adega One, o local regido por Müller. Ezekiel mantinha um pensamento de que Luke era mais marinheiro do que um agente, o que de certa maneira havia logica! Todavia aquele agente marine não havia falado tudo sobre a missão, talvez pelo fato de o louro e a minka serem novos no governo. Fora que o agente nem havia dado bola para a inesperada saída de Remy! Quem sabe não ligasse? Enfim! O loiro e a mulher raposa estavam em frente à loja e a entrada inesperada de Föster fez com que vários trabalhadores parassem a produção e ficassem assustados ao mesmo tempo. O agente procurava pelo responsável vice-diretor do local e encontrava um gordinho de cabelos grisalhos.

Após ouvir a situação do agente, o vice-diretor começava a inspecionar lote por lote junto do louro, enquanto isso Yume havia pedido algumas amostras para dar aos ratos e assim descobrir qual lote estaria envenenado, se realmente existisse algum! Após algum tempo de analise com a ajuda de Ezekiel com suas habilidades em toxicologia e Yume com seus roedores, uma conclusão ocorria... um dos lotes que estava prestes a sair continha traços de veneno. Um veneno forte conhecido pela espécie rei do mar, ou seja, algo que só poderia se encontrar na GL! Mas a pergunta era: como havia chegado nos blues? Yume percebia alguns ratos caírem duro e ao perceber que o lote com a letra ‘F’ parecia estar envenenado, chamava por Ezekiel e mostrava ao louro, no entanto o agente já tinha descoberto ao mesmo tempo. O vice direito saia da loja e vinha em direção aos agentes para agradecer. – Obrigado pelo ótimo trabalho! Ele terminava de falar e fazia sinal para alguns trabalhadores livrarem-se do lote contaminado.

Após algumas horas de esforço, os agentes voltavam para o quartel com o trabalho concluído, bom, pelo menos uma parte dele, já que alguns revolucionários haviam fugido. Luke encontrava os agentes na entrada do quartel. – Me informem a situação para darmos baixa na missão! Ele terminava de falar esperando ouvir sobre o que os agentes haviam feito para identificar o lote envenenado. Após ouvir, o agente Luke franzia sua testa e voltava a dizer. – Entendo... meus superiores estão me pressionando para lidar com essa célula revolucionaria, mas pelo visto era mentira, Müller está em nossa ala hospitalar cuidando de alguns ferimentos! Consegui algumas informações do prisioneiro, o revolucionário conhecido como Major Arkadius! Parece que ele possui uma célula em Lvneel, mas ninguém descobriu nada até agora. Parece que ele não possui muitos integrantes, seria interessante um grupo pequeno fazer uma vistoria pela ilha em busca de informações, apenas informações! Agentes não precisam lutar desnecessariamente... apesar de que, quando está sendo mandando pelo alto escalão, não lhe resta muitas escolhas! Luke dizia enquanto fintava os novatos e pronuncia as informações conseguidas em seu interrogatório. – Caso tiverem interesse de aceitar a missão de reconhecimento em Lvneel, me avisem mais tarde e partirão ao pôr do sol! Ele terminava de falar e retirava-se após alguns segundos do local.

Os novatos estavam querendo ir para Lvneel, agora com tal missão seria uma ótima oportunidade, além é claro de realmente exercerem seus papeis como agentes! Todavia Yume preferia muito mais matar do que apenas investigar, porém, quem sabe o que poderia lhes aguardar! Era por volta do meio dia, poderia comer, descansar e repor suas energias, após decidirem se iriam aceitar a missão... bastasse procurar Luke em sua sala para aceita-la.

____________________________________________________

~Fala / Narração

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Conquistas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
anthic
Ciel Noir
Ciel Noir
anthic

Créditos : Zero
Warn : 1° Act - That's the point - Página 13 10010
Feminino Data de inscrição : 29/11/2013

1° Act - That's the point - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Re: 1° Act - That's the point   1° Act - That's the point - Página 13 EmptyDom 23 Out 2016, 18:45




- Hm... É essa... - Yume comentava sem emoção enquanto via alguns dos ratos caírem duros diante dela. - Shoo~ Shoo~ - Espantava os outros que ainda estavam no local para que pudesse prosseguir com a missão. "Lote F é..." Dava de ombros, indo até Ezekiel, vendo que o mesmo havia acabado de descobrir a mesma coisa. "Tanto trabalho pra nada... Era só ter juntado algumas espécimes para experimentar e chegava no resultado ainda mais rápido..." A dupla ia até o Agente para relatar o resultado da missão e, a Mink, como sempre, apenas deixava o rapaz mais social tomar dianteira da comunicação.

- Já iriamos para Levneel com ou sem a célula revolucionária lá. - Cortaria o que o agente estava a dizer com um comentário que simplesmente constatava uma verdade. Talvez o tal Luke começasse a achar que realmente tinha voz de comando sobre Yume. Era bom delimitar onde cada um estava naquele momento. - Yume volta aqui mais tarde então. - Não tinha muito o que fazer. Iria voltar para o QG, comer um pouco devido a longa manhã, não era saudável ficar em jejum. Dali iria novamente para o centro de treinamento para aprimorar mais ainda seu domínio sobre os fios.

Na mesma sala ampla de antes, começava a movimentar-se com o par de fios seguros em suas mãos. Movimentava seus braços em onda, alternando o movimento dos fios para frente e para trás, levando-os até um local pré-determinado no chão, onde eles acertavam como um chicote, e retornavam para trás, dando uma volta no sentido horário. O início era lento e gradativo, acostumando-se ao movimento. E a medida que ganhava confiança e familiaridade com tal, aumentava a velocidade e a força ao realizar os movimentos. Hora os fios acertavam o local errado e acabava perdendo o controle, causando no rebote repentino dos mesmos que geralmente causavam marcas dolorosas em seus braços. Hora errava o ritmo e as armas enroscavam-se uma na outra. Em todo o caso, o percurso era repleto de acidentes que sempre a obrigavam a parar e refletir no que fez de errado, e o que poderia fazer para melhorar o controle. Especialmente com a mão esquerda, que era a culpada na maioria das vezes.

Com o tempo, os erros começavam a diminuir e a sensação de estar dançando consigo mesma aumentava. Movimentos graciosos e elegantes, sem perder a finitude do objetivo que era sempre o ataque certeiro e mortal. Começava a, aos poucos, alterar o trajeto dos fios, procurava fazer o ponto de acerto no meio do ar, acima da cabeça, atrás, onde não conseguia enxergar. Utilizava a imaginação para melhorar o seu controle. Era uma brincadeira de experimentação, já que a maioria das vezes era um erro, sempre que fazia o movimento diferente com uma das mãos, forçava a outra mão a realizar outro ainda mais diferente. Obrigando seus braços a obedecerem comandos diferentes simultaneamente. Era uma habilidade que iniciou o treinamento quando ainda era jovem, em treinamento na prisão, e acabou não tendo tempo e talento suficiente para desenvolver até então.

Os estalos da ponta dos fios atingindo o ar se tornavam mais frequentes. E de alguma forma a acurácia ia melhorando. Começava a entender melhor o que estava fazendo e o que queria tirar daqueles objetos. A coisa mais importante ao se lutar com uma arma, era sempre saber onde cada parte dela estava, para onde iria e como poderia manejá-la como bem entendesse. O que chamavam de 'um com a arma'. Longe de estar alcançando esse nível de proficiência com os fios que carregava. Pelo menos começava a entender melhor o trajeto que eles realizavam no ar, e, instintivamente, entendia onde iriam estar, e como poderia fazer para começar a tirar melhor proveito dos movimentos. O treino durava o tempo que tinha disponível, para então encerrar com a prática naquele momento.

E então, contente por ter feito algumas descobertas e evoluções no seu domínio quanto aos fios, estava satisfeita com sua performance. Ia para o quarto designado a ela, tomar um banho e fazer as coisas que assassinas treinadas fariam no banheiro - as necessidades básicas - e se juntar à Ezekiel. Caso o loiro tentasse uma aproximação não permitida da Mink, encostaria suas unhas na virilha dele, deixando as pontas perfurarem dolorosamente a pele, e comentaria sem emoção. - Se quiser continuar a brincar de machinho no futuro, sugiro não encostar em Yume. -  e continuaria andando, se afastando dos piercings até encontrar com Luke, pontualmente, no por-do-Sol para que pudesse fazer sua viagem para Levneel. - Então, como Yume vai para Levneel? De navio, dirigível? - Perguntava só para saber, afinal, a viagem de dirigível era bem mais rápida do que de navio.

Spoiler:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por anthic em Qui 03 Nov 2016, 22:13, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Kiodo
Honorário
Honorário
ADM.Kiodo

Warn : 1° Act - That's the point - Página 13 10010
Masculino Data de inscrição : 16/12/2010
Idade : 26
Localização : Crtl + F - Depois digita ADM.Kiodo

1° Act - That's the point - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Re: 1° Act - That's the point   1° Act - That's the point - Página 13 EmptySeg 24 Out 2016, 23:55

O homem fazia o relatório do carregamento envenenado para seu superior Luke de maneira direta e seca, não gostava daquele homem apesar de ser o seu superior não o respeitava porem não o insultava pois não era de feitio do loiro, não importava em ser expulso do governo por causa de um superior do homem agir de maneira completamente indisciplinar comparado as regras da organização do governo em questão. - Havia um lote envenenado e ao encontrado foi destruído. O veneno é de uma origem de fora dos blues, possivelmente encontrado na Grand Line. Porem precisa de averiguação nos carregamentos que saíram da ilha antes do ocorrimento da checagem de hoje. Após o relatório Luke recitava sobre reconhecimento de uma missão em Lvneel por conta da existência de uma cédula revolucionaria. - Já iriamos para Levneel com ou sem a célula revolucionária lá. Aparentemente a Mink concordava com o loiro e não gostava das atitudes tomadas por Luke, nesse momento o homem apenas ficava quieto e em seguida era dito que nossa viagem iria ocorrer no fim da tarde.

O homem iria para a cozinha primeiro de tudo buscaria se alimentar com frutas, maças, bananas, laranjas e iria se alimentar mantendo uma diversidade nas frutas. Em seguida o homem iria preparar um pudim de leite simplesmente para melhoria de seus novos dotes culinários, que é algo bem fácil já que são ovos, leite condensado e leite integral. Terminando de preparar a sobremesa o homem comeria um pouco para ter a certeza que o sabor está bom. Com a certeza do sabor o homem iria pegar um pouco guarda dentro de uma vasilha com tampa e prender essa vasilha com um lenço.

Após guarda o pudim o homem colocaria em uma geladeira porem iria tentar colocar a vasilha de maneira mais escondida para que ninguém pegasse por engano, em seguida o homem iria até o banheiro tomaria um banho gelado para esfriar a cabeça e faria suas necessidades. Terminando voltaria para a cozinha e pegaria a vasilha com o pudim e se juntaria com a Mink antes de ambos irem até encontro de Luke, Ezekiel iria passar seu braço esquerdo sobre os ombros da Mink colocar sua mão no antebraço da moça e aproxima-la do seu corpo uma especie de abraço. - É eu sei, eu meio que agi um tanto quanto errado discutindo com Luke algumas vezes e querendo ou não são coisas que podem nós prejudicar. Desculpe. Ao terminar de falar entregaria a vasilha para a mulher e iria deixa-la livre daquele abraço e assim encontraríamos Luke. - Estou pronto para ir para Lvneel. O homem afirmaria porem não iria interromper nenhuma falas com sua afirmação, faria no melhor momento.



Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luna
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Luna

Créditos : Zero
Warn : 1° Act - That's the point - Página 13 Banido10
Masculino Data de inscrição : 22/12/2011
Idade : 24
Localização : Lvneel - North Blue

1° Act - That's the point - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Re: 1° Act - That's the point   1° Act - That's the point - Página 13 EmptyTer 25 Out 2016, 00:12

Loki me mandava ir pra lvneel e assim o fazia indo na direção do porto buscando um navio que pudesse me levar até lá e jogando os baldes em uma viela qualquer encontrada no caminho.

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Você não me vê na batalha?
É claro que estou lá, veja só o terror e o medo neles.


||Legenda||

|- "Roxanne - Intervenção" - |
|~Roxanne - Pensamentos~ |
|Roxanne - Fala|


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 48
Warn : 1° Act - That's the point - Página 13 6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 26
Localização : Na Monstrolandia...

1° Act - That's the point - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Re: 1° Act - That's the point   1° Act - That's the point - Página 13 EmptyQua 26 Out 2016, 18:22

~~ Narração ~~


Após fazer suas vontades como comer e dar aquela descansada, Ezekiel e Yume dirigiam-se até a sala do agente Luke, para confirmar suas presenças na próxima missão que seria em Lvneel. Ao adentrarem na sala do agente superior, o louro e a mulher raposa diziam estar prontos para partirem rumo a próxima ilha. – Okay. O navio encontrasse no porto e partirá em meia hora levando alguns marinheiros pelo fato do quartel de Lvneel necessitar de reforços! Quando chegarem lá, peçam para falar com o Agente Skillex! Ele passara todas as informações e equipamentos para vocês. Ele terminava de falar e voltava a ler o que parecia ser um relatório em sua mão.

Após a saída do médico e da minka, poderiam seguir até o porto e avistar alguns navios da marinha, no entanto, apenas um estava sendo carregado de caixas, marines e tendo suas velas ajustadas. Obviamente o navio iria partir, Luke já havia dado os nomes dos agentes que seguiriam com a marinha, bastasse informar para os marines que estavam na rampa e poderia subir sem problemas. Era difícil suspeitar de alguém se infiltrar, visto que Ezekiel era loiro e repleto de piercings talvez curtisse aquela quantidade de ferro extravagante no corpo. Já Yume? Era uma mulher raposa com vários rabos, seria bem difícil se passarem por essas duas figuras. Após todos entrarem no navio, alguns homens puxavam a ancora e um tenente seguia até o leme para dar partida na embarcação. Não era grande o navio, mas dava para o transporte tranquilamente. O frio parecia razoável, mas o vento estava forte, o que provavelmente facilitaria a ida até a próxima ilha.

O bárbaro Floki que era influenciado pelas vozes dos deuses que não paravam de proferir, estava vagando pelo centro da cidade, havia dito que iria ajudar os marines, no entanto, numa hora para outra desistiu e largou o balde no chão enquanto caminhava sem um rumo. Mas Loki dessa vez estava a dizer qual era o caminho que Floki deveria seguir e sem questionar, seguiu até o porto, notou que um dos navios da marinha estava saindo e próximo dele estava um navio de mercadores, vendedores de peixes, pois suas roupas e cheiro entregavam sua profissão.


____________________________________________________

~Fala / Narração

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Conquistas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
anthic
Ciel Noir
Ciel Noir
anthic

Créditos : Zero
Warn : 1° Act - That's the point - Página 13 10010
Feminino Data de inscrição : 29/11/2013

1° Act - That's the point - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Re: 1° Act - That's the point   1° Act - That's the point - Página 13 EmptySab 29 Out 2016, 16:46




- Agente Skrillex? Anotado. - Caminhava em direção ao porto, enquanto comentava com Ezekiel, alto suficiente para que o agente Luke escutasse. - Yume espera que esse agente com nome de banda não seja tão incompetente igual o Luke. Yume vai ficar bastante desapontada... Não é a toa que não conseguem botar ordem nos blues... Nyaaah~ - Lambia o dorso da mão e passava atrás da orelha, cantarolando uma melodia triste que aprendeu enquanto era treinada como assassina. Não era difícil encontrar um navio com o símbolo da marinha no porto. Como Yume não era exatamente do tipo sociável, simplesmente entrava no navio e ia em direção à proa, fazendo um sinal para que Ezekiel à seguisse.

Sentava-se no corrimão, com as pernas pendendo para fora, observando o mar por alguns momentos. Fechava os olhos e inspirava profundamente para sentir o odor da maresia permeando seus sentidos. Precisava se convencer que finalmente estava saindo do seu esconderijo, para o mundo. - Provavelmente vamos ser um grupo de agora em diante... Yume não sabe da Remy... - Olhava ao redor, como se procurasse por ela. - Depois daquele... Uh... Surto...? - E então voltava a fitar o mar por um momento. - Nyah~ Se for, você pelo menos merece saber que algumas pessoas meio que querem a cabeça dessa raposa pendurada na parede.

Virava para Ezekiel, dando um sorriso raramente amigável, mas que mostrava eterno amargor e mais uma sensação de auto-depreciação do que qualquer outra coisa. - Fui criada pelas sombras, como um vulto. É lá que eu pertenço, e é de onde os monstros vêm. - Suspirava, balançando as pernas. Por algum motivo, havia referido à si mesma em primeira pessoa. Mas logo continuava. - Yume não está no governo por querer mudar o mundo ou ser uma heroína. É uma dívida que tenho com quem salvou minha vida, o único objetivo é vingança.

Ficava mais alguns momentos em silêncio. Não era típico da Mink falar tanto, mesmo sem falar nada. Vai entender. Não é como se fosse uma pessoa empática, mas via alguns traços dela mesma em Ezekiel e em Remy - menos o excesso de loucura presente nos dois. Empatia definitivamente não era seu traço forte. Marinheiros, pirata, agentes ou ratos. Realmente não fazia diferença. Só que certas informações precisavam ser passadas, era uma questão de honra. Dava alguns momentos para que ele pensasse a respeito das palavras dela. Qualquer um ao seu redor tinha um alvo nas costas em potencial. E finalmente continuava, caso ele resolvesse seguir adiante com esse trajeto, banhado à sangue. - Então vamos lá, você vai ajudar Yume com o treino dela. - Ia para a sala de treinamento dos marinheiros, onde precisava ver quais eram os equipamentos antes de proceder. Era uma viagem curta, então melhor aproveitar o tempo.

Spoiler:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Kiodo
Honorário
Honorário
ADM.Kiodo

Warn : 1° Act - That's the point - Página 13 10010
Masculino Data de inscrição : 16/12/2010
Idade : 26
Localização : Crtl + F - Depois digita ADM.Kiodo

1° Act - That's the point - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Re: 1° Act - That's the point   1° Act - That's the point - Página 13 EmptySab 29 Out 2016, 17:38

O homem saída do Q.G. guardando as informações em sua mente, ao contrario da mink que recitava um desaforo ao Luke em um tom alto, que arrancava um sorriso de Ezekiel. Os agentes caminhavam até o porto e Yume tomava a dianteira até o navio, ao adentrar no navio a moça ficava sentada na borda da proa e sinalizava para o homem sentar ao lado dela.

Algo extramente inusitado acontecia a mink que estava se posicionando a começar uma conversa com o loiro. - Provavelmente vamos ser um grupo de agora em diante... Yume não sabe da Ranya... Depois daquele... Uh... Surto...? O homem virava a cabeça e olhava para a mink por um leve momento e depois voltava a olhar para o mar após um suspiro recitaria. - Fshhh... As vezes a loucura começa após você ficar em um estado de lucidez, pois ninguém consegue viver lúcido em um mundo insano. Palavras com pouco sentido, as vezes com muito sentido, coisas que normalmente acontecem nos pensamentos do nobre porem naquele momento se sentia confortável em falar alguns de seus pensamentos para a sua companheira de grupo. A moça então falava de seus objetivos pois notava que eram um pouco diferente de Ezekiel, contava um pouco sobre a história dela. - Basicamente minha família é igual, daquela menina que te empurro do telhado. Eu até pensei em buscar vingança pois não concordava com a forma que eles agiam, sendo que uma moça me disse uma vez... Que não existe uma vingança perfeita, as vezes não se vingar se torna a melhor vingança. Fazer as pessoas a sua volta esperar um resposta que nunca virá... Até hoje isso acabo ficando na minha cabeça, não sei como mudar ou o que mudar porem acho que esse mundo é muito errado para continuar da forma que está, talvez sendo um agente possa descobrir o que está errado com o governo e quem sabe poder consertar. O homem recitava um pouco sobre sua história, sobre a profundidade de seus pensamentos e sua mente. O homem possuía a consciência que tudo que havia falado talvez fosse muito para Yume, já que normalmente é uma mulher que fala pouco, porem fazia de uma maneira que parecia está conversando sozinho, quase como ela ao falar dela.  

O silencio falava mais alto naquele momento e os dois observam as ondas, as nuvens enquanto a viagem começava, após um certo tempo Yume quebrava o silencio pedindo a ajuda do homem com o treinamento dela. - Tudo bem. O nobre assim recitava enquanto balançava sua cabeça em uma especie de positivo e ajudaria a moça da maneira que ela desejar.


Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 48
Warn : 1° Act - That's the point - Página 13 6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 26
Localização : Na Monstrolandia...

1° Act - That's the point - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Re: 1° Act - That's the point   1° Act - That's the point - Página 13 EmptySeg 31 Out 2016, 14:07

~~ Narração ~~


O entardecer do sol iluminava as profundas e misteriosas aguas do North Blue. O vento gélido aos poucos ia esvaindo, enquanto os raios amarelados do sol chocavam-se no mar, enfatizando a sinfonia que ambos possuíam. O loiro e a mulher raposa dialogavam sobre suas vidas passadas, uma conversa calorosa e intimida, talvez uma conexão rolasse entre os agentes, porém, uma pergunta alfinetava suas mentes: onde Remy havia parado? Pois apenas Ezekiel e Yume estavam no navio.

O surto da agente que possuía transtorno dissociativo, nada mais era que, uma de suas personalidades que simplesmente fazia o que bem entendia, mesmo que a principal personalidade não soubesse do ocorrido. Enquanto Remy sofria a influência de seus egos, Ezekiel e Yume havia seguido até a sala de treinamento para passar o tempo e principalmente melhorar seus atributos físicos tanto para a mink como para o médico. Após algumas horas no local, o navio soava um sinal, um sinal clássico de “chegamos” na ilha! Não havia um clima especifico, mas pelo agrado dos céus, o sol e o vento estavam em plena melodia, formando uma bateria de prazer para aqueles que olhassem e sentissem ambos. Bem diferente do frio gélido de Micqueto.

Era noite, no entanto o porto ainda estava infestado de vendedores e consumidores, talvez pelo fato dos homens e mulheres amarem seu reino de forma sublime, pois a ilha era regida por Montblanc Azrel, um rei que regia seu reino de forma extraordinária, pois nem mesmo mendigos existia em tal lugar. Após o navio atracar, os marines começavam a sair e o loiro e a mulher raposa puderam ouvir uma conversa um tanto perturbadora. – Ei, ei broder? Ta ligado porque estamos aqui né? Um dos marines arrumava sua espingarda enquanto questionava seu colega marine. – Mas é claro meu! Parece que um grupo de piratas destruíram o quartel daqui! O outro marine responde enquanto expressava sua face de medo. – Nãooo... parece que rolou apenas uma explosão numa parte do quartel, isso foi recente, talvez nem mesmo o nosso quartel de Mic sabe! O tenente ta puto com isso, parece que vamos direto para lá! A conversa dos marines era ouvida pela dupla de agentes, mas a pergunta era: o que havia ocorrido em Lvneel? Um grupo de marines era formado com o tenente na frente seguindo em direção ao quartel da ilha, enquanto um grupo de marines ficava no navio para cuidar da embarcação. Os agentes poderiam ir de imediato ou esperar pela manhã.


Avaliação Ryoma:
 

____________________________________________________

~Fala / Narração

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Conquistas:
 


Última edição por Marciano em Seg 31 Out 2016, 21:27, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
anthic
Ciel Noir
Ciel Noir
anthic

Créditos : Zero
Warn : 1° Act - That's the point - Página 13 10010
Feminino Data de inscrição : 29/11/2013

1° Act - That's the point - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Re: 1° Act - That's the point   1° Act - That's the point - Página 13 EmptySeg 31 Out 2016, 16:54




Ao chegar na área de treinamento do navio, se deparava com um ambiente amplo com diversas máquinas e pesos que poderiam ser utilizados para os mais diversos treinamentos. Passava os olhos rapidamente pelo que tinha disponível e falava com Ezekiel. - Pega aquela cesta com bolinhas de peso e jogue elas na direção de Yume. Começa lento e a medida que a mira for melhorando, vai jogando com mais força. - Se colocava no cento da sala, enquanto esperava que Ezekiel pegasse as bolinhas de 1kg para arremessar na direção dela.

Com os fios em mãos, começava a tentar a acertar os projéteis. Primeiro fazia um movimento de chicote com a mão direita, lançando o fio na direção do alvo na tentativa de acertar o projétil no centro, fazendo com que o momento do movimento fosse transferido para o lado. Ah sim, claro. Isso é o que o mundo ideal, narrado pela escritora de Crepúsculo faria ocorrer. A realidade é que, bem, o fio acertou sim a bolinha de 1kg. Dado seu histórico como assassina e que colocava grande ênfase em controle corporal e golpes precisos, isso não era muito mistério. O problema é que o fio extremamente leve apenas passou raspando na bolinha, fazendo com que ela simplesmente fizesse um arco no ar, sem mudar sua trajetória, e caísse no chão.

Yume não era muito entendedora de física, mas sabia que para conseguir alterar o trajeto de um objeto no ar, precisava aplicar uma força suficiente para que o vetor de movimento mudasse de direção. Resumindo, para apenas ciscar de fininho na lateral da bolinha e alterar o movimento, teria que aplicar uma força fenomenal - que ia contra tudo o que aprendeu até então. Buscava eficiência em seus movimentos. O mínimo de esforço para o maior resultado. Já que esse era o problema. As próximas bolinhas focava em aumentar o controle dos fios. Não tentava acertá-las com movimentos rápidos e súbitos. Apenas movimentava-as gentilmente na tentativa de acertar um centro de peso importante. Fosse na face virada para ela, por baixo, cima ou nas laterais. O importante era acertar onde queria. Ter o controle disso. Alternava entre as mãos direita e esquerda. E é claro que, sendo destra, a evolução com a mão direita era muito mais rápida que a esquerda, o que chegava ao ponto que precisou focar apenas no movimento repetitivo com a mão esquerda para conseguir corrigir e lapidar a mira.

Isso durava cerca de 1 hora. Parava por um momento para pegar as dezenas e dezenas de bolinhas espalhadas pelo chão, devolvendo ao cesto e para descansar um pouco o corpo e a mente. - Ok! De novo! - Voltava para a mesma posição e começava a treinar novamente. Tentava acertar o centro, só que dessa vez com força. Alternava, uma vez com a mão direita, duas com a esquerda. Começava a acertar onde queria, só que hora botava muita força e, estranhamente, a bolinha não alternava muito seu trajeto. Hora parecia acariciá-la, e o trajeto mudava o suficiente para que a esfera fosse para onde queria. Ao longo do treinamento, percebia que o importante não era a força estar na ponta do fio, e sim espalhada igualmente ao longo do mesmo. Lembrava-se da luta na caverna e que não havia conseguido causar dano algum com o fio no revolucionário. Talvez se todo o fio servisse como condutor da força, fosse possível de fazer isso. Continuava a treinar isso por mais algum tempo até que se sentia confortável em controlar melhor o trajeto, velocidade e força que aplicava na arma.

Finalmente, com o treino terminado, chegavam a Levneel. "A viagem foi mais curta do que eu imaginava..." Enquanto descia do navio, escutava a conversa de uma dupla de marinheiros sobre o QG ter sofrido uma explosão. Aquilo só servia para intensificar a ideia de que toda aquela organização da marinha e governo não parecia nada mais do que brincando de oficial. - Yume sugere ir direto pra Grand Line. Ficar aqui vai ser perda de tempo. - Comentava com Ezekiel enquanto caminhava direto para o QG, esperava encontrar o agente Skillex lá.

Spoiler:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




1° Act - That's the point - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Re: 1° Act - That's the point   1° Act - That's the point - Página 13 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
1° Act - That's the point
Voltar ao Topo 
Página 13 de 14Ir à página : Anterior  1 ... 8 ... 12, 13, 14  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Budou Island-
Ir para: