One Piece RPG
Segundo Ato: Rebirth - Página 3 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
Segundo Ato: Rebirth - Página 3 Emptypor xRaja Hoje à(s) 01:39

» [ficha] Arthur D.
Segundo Ato: Rebirth - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:13

» Arthur Diggory
Segundo Ato: Rebirth - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:12

» Cindy Vallar
Segundo Ato: Rebirth - Página 3 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 22:53

» 1º Tale - Where the Earth Meets the Sky
Segundo Ato: Rebirth - Página 3 Emptypor Baskerville Ontem à(s) 22:20

» Jade Blair
Segundo Ato: Rebirth - Página 3 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 22:18

» Blackjack Baskerville
Segundo Ato: Rebirth - Página 3 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 22:17

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
Segundo Ato: Rebirth - Página 3 Emptypor Licia Ontem à(s) 20:58

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Segundo Ato: Rebirth - Página 3 Emptypor Milabbh Ontem à(s) 20:31

» Karatê Cindy
Segundo Ato: Rebirth - Página 3 Emptypor Jean Fraga Ontem à(s) 20:29

» A inconsistência do Mágico
Segundo Ato: Rebirth - Página 3 Emptypor Jean Fraga Ontem à(s) 20:03

» Livro Um: Graduação
Segundo Ato: Rebirth - Página 3 Emptypor Jean Fraga Ontem à(s) 19:41

» Arco 5: Uma boa morte!
Segundo Ato: Rebirth - Página 3 Emptypor Milabbh Ontem à(s) 19:28

» As Raízes do Vigilante Lucífugo
Segundo Ato: Rebirth - Página 3 Emptypor Kekzy Ontem à(s) 18:29

» Meu nome é Mike Brigss
Segundo Ato: Rebirth - Página 3 Emptypor Shiro Ontem à(s) 17:46

» Os 12 Escolhidos, O Filme
Segundo Ato: Rebirth - Página 3 Emptypor Ceji Ontem à(s) 16:14

» Kit - Ceji
Segundo Ato: Rebirth - Página 3 Emptypor Ceji Ontem à(s) 15:23

» Mini-Aventura
Segundo Ato: Rebirth - Página 3 Emptypor Makei Ontem à(s) 14:25

» [Mini-Aventura] A volta para casa
Segundo Ato: Rebirth - Página 3 Emptypor Ryoma Ontem à(s) 12:40

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
Segundo Ato: Rebirth - Página 3 Emptypor Akuma Nikaido Ontem à(s) 12:34



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Segundo Ato: Rebirth

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : Segundo Ato: Rebirth - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Segundo Ato: Rebirth - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Segundo Ato: Rebirth   Segundo Ato: Rebirth - Página 3 EmptyQua 06 Jul 2016, 00:13

Relembrando a primeira mensagem :

Segundo Ato: Rebirth

Aqui ocorrerá a aventura do(a) pirata Buzz Bee. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Atsushi
Civil
Civil


Data de inscrição : 26/12/2012

Segundo Ato: Rebirth - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Segundo Ato: Rebirth   Segundo Ato: Rebirth - Página 3 EmptyDom 24 Jul 2016, 22:26

Two Monsters?
Por que eu iria pedir desculpas por ser um monstro? Alguém já pediu desculpas por ter me transformando em um? 

A "historia" de Graça me chamou a atenção, ela veio da Grand Line? De onde? E que merda de organização é esse que ela trabalha? Bem no fundo eu não ligava de verdade para aquilo, havia sido uma boa forma de passar o tempo mas agora já estávamos em loguetown, e não pretendia ser amiguinho dela. Tentaria antes de descer do balão colocar minha mascara de gás bem amarrada em meu rosto para que não cai-se enquanto caminhava, tentaria pegar minha foice com a mão esquerda e sair do balão.Graça disse algo sobre voltarmos em um dia -Tudo bem, estarei aqui ... Ou não, o destino quem vai dizer...- De verdade não sabia se veria ela novamente, mas ainda tinha alguma curiosidade sobre ela, era difícil achar garotas quebradas como eu.

Minha primeira vista de Loguetown foram 3 ruas, Graça havia seguido pela central e não queria ir atras dela e também não tinha intenções de ir para os portos, me restava apenas uma das ruas. Tentaria então seguir pela rua a minha direita, ela parecia ser a mais movimentada das que eu via. Estaria preparado para futuros olhares, afinal até eu posso admitir que um jovem lindo e loiro, de mascara de gás no rosto e levando uma foice não é algo muito comum. Iria procurar um bar, ou taverna ou qualquer lugar onde pude-se fazer algo. Sim, queria apenas alguma ação, a viagem de balão havia sido entendiante ao extremo e eu precisava de alguma adrenalina em meu sangue. Tentaria manter meus olhos atentos a quaisquer placas que pudessem indicar que o local era um bar ou taverna.

Caso encontra-se algum lugar que batesse com as descrições que eu procurava iria tentar entrar no mesmo, meu objetivo primário era ação então iria procurar alguém que pude-se me dar isso. Procuraria alguém que pude-se aparentar ser importante ou ter status, essas pessoas geralmente são inteligentes, ao menos eu acho isso. Eu sou péssimo com apresentações, e pior ainda para puxar assunto,e então se encontra-se alguém assim tentaria falar com ele(a) da unica maneira que sabia -Yo ..- E aguardaria uma resposta segurando minha foice com a mão esquerda. Porem caso não encontra-se ninguém que batesse com minha descrição, iria simplesmente continuar procurando um bar que pudesse me dar alguma ação.


Leia-me:
 

Historico:
 
Am I Infinite?
All Rights Reserved for Lari
[/color]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Teo
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Teo

Créditos : 7
Warn : Segundo Ato: Rebirth - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 09/10/2012
Idade : 21
Localização : Ilusia Kingdom

Segundo Ato: Rebirth - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Segundo Ato: Rebirth   Segundo Ato: Rebirth - Página 3 EmptySeg 25 Jul 2016, 18:11

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


O Estranho Encontro



Shibi então escolhia o seu caminho, e a partir dali o garoto se preparava colocando sua máscara de gás e então indo para a direção de destino, o garoto procurava um bar, ou algum lugar que pudesse sanar a sua busca por “diversão”, ele andava por alguns minutos para que assim achasse o que procurava.

Sua máscara limitava um pouco sua visão, portanto para que o jovem pudesse identificar o nome dos locais, precisava olhar pra cima, não olhando para frente onde estava andando. O garoto não prestava a atenção, mais recebia alguns olhares estranhos de pessoas que passavam pelo mesmo. Até que o garoto vê mais a frente o nome “Red’s Pub” em uma placa de um estabelecimento. Sua faixada estava um pouco danificada, era como se tivesse havido algo lá.

O dia já estava anoitecendo, e os estabelecimentos com intuito de atrair clientela, tinham luzes bem interessantes. Encontrando o seu destino, Shibi decide então olhar novamente para baixo, para procurar por alguém com status, ou visualmente rico, quando o garoto olha pra baixo, ele é recebido com um impacto, ele tinha acabado de bater com alguém por não olhar para a frente.
Através da máscara, Shibi via um garoto, aparentemente perto da sua faixa etária, ele estava encapuzado, e Shibi não podia saber exatamente qual era a situação financeira do garoto. Porém o impacto fazia os dois pararem o caminho que estavam. Shibi então através da máscara, solta um imprevisível:
--Yo.

~Alguns Minutos Atrás~

Buzz tinha apenas uma dúvida simples, ela envolvia a localização do lugar onde sua missão iria se desenrolar, ele então perguntava isso para Guin, e a mulher então respondia:

--Ah sim, em relação ao lugar. Assim que sair do bar, vire à direita, a vá até uma rua que tem três caminhos. Siga o caminho central, e conte três ruas na esquerda, e então vire nessa terceira rua. Lá se encontra o Bear House. Boa Sorte!

Guin se despedia de Buzz, e descia as escadas, voltando direto para o balcão, seu trabalho estava longe de terminar, principalmente pelo horário. Buzz fazia o mesmo, descia as escadas e saia do estabelecimento em possessão do frasco de Guin.

Quando o jovem saia do local, ele percebia que já estava quase anoitecendo, e que ele tinha ficado um bom período de tempo dentro do local. Ele então coloca o capuz, e vira-se para direita, indo em direção ao local em que Guin tinha-o dito para ir. Quando ele se dá conta, ele bate com outra pessoa a qual não via o rosto ainda por estar de cabeça baixa. Após o impacto, o garoto sobe à cabeça para ver em quem tinha batido e encontra com um jovem com aparência bem estranha. Ele usava uma máscara, e tinha uma foice na sua mão direita. Poderia este ser um dos caçadores que estava a sua procura? Um momento de pausa, e o jovem atrás da máscara diz olhando para o jovem Buzz:


--Yo.


O que Buzz irá fazer?
O que Shibi irá fazer?



Histórico Buzz:
 

Historico Shibi:
 

Off(Ambos):
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Dialogo:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
BuzzB
Pirata
Pirata
BuzzB

Créditos : 83
Warn : Segundo Ato: Rebirth - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 03/04/2016
Idade : 21
Localização : Nos anais do Acre

Segundo Ato: Rebirth - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Segundo Ato: Rebirth   Segundo Ato: Rebirth - Página 3 EmptySeg 25 Jul 2016, 21:54

Eu devo confessar, eu não tinha me tocado que eu havia passado tanto tempo no bar. Quando eu saí do bar para cumprir minha missão, notei que já estava quase anoitecendo e percebi quanto tempo eu havia perdido. *Quanto tempo passou desde que eu resolvi sair em minha aventura? Eu fiquei inconsciente tantas vezes, que eu acabei perdendo a noção do tempo. Não acho que essa informação me servirá para algo, mas...* Meu pensamento era interrompido por eu ter esbarrado em alguém. Foi um erro bobo não olhar por onde eu andava e eu sabia disso, por isso já estava pronto para me desculpar. Mas quando eu vi em quem eu havia batido, eu meio que não acreditei.

Por mais estranho que possa parecer, eu havia batido em alguém com uma máscara de gás cobrindo o rosto e uma foice na mão direita. E antes que eu pudesse reagir a sua aparência, ele me disse um: -Yo.- A surpresa que eu tive e minha timidez não me permitiam falar naquele momento. Ao invés de falar, eu apenas pensei: *Yo, o caramba! O que está acontecendo aqui? Quem é ele e porque está com uma máscara de gás? E qual é a dessa foice? Ele é a morte? ele não é a morte, eu já vi a morte naquele navio pirata e ela é bem mais feia do que isso. Será que é um caçador de recompensas? Se for, eu tenho que levantar minha guarda ou vou ser atacado.*

A adrenalina corria meu corpo velozmente, fazendo com que eu sentisse meus batimentos acelerando e minha boca ficando seca. Era a mesma reação que eu tinha toda vez que eu estava prestes a lutar, e isso fez com que meu instinto acordasse. Rapidamente levantaria minha guarda e observaria a pessoa na minha frente com cuidado. Por sorte, mesmo que estivesse anoitecendo eu não teria problemas em enxergá-lo por enquanto, já que eu sempre consegui enxergar bem em ambientes pouco iluminados. Mas por estar em uma rua, eu sabia que era quase certeza de que haveria iluminação por ali, então não seria muito difícil enxergá-lo. Após isso, eu recuaria um pouco e ficaria pronto para tentar desviar de ataques horizontais me abaixando, de ataques verticais me movendo para o lado e de ataques em diagonal me abaixando para o lado de que o golpe teve origem.

Mas também havia a possibilidade dele ser outra coisa, e por isso eu tinha que falar com ele. Apesar de ficar tímido quando estou com pessoas que eu não conheço, eu falaria apenas algumas poucas palavras então eu não achava que seria tão difícil. Apontaria com o nariz em sua direção e diria: -Você...- Faria uma pequena pausa para escolher as palavras certas e continuaria -É um pervertido? - Depois de fazer a pergunta, esperaria uma resposta do mesmo e completaria -Então você é um caçador de recompensas? se for, é melhor dar o fora. - Não havia tempo a perder. Cada segundo ali era um segundo a menos para fazer a missão, e por não conhecer o lugar para onde eu iria, o nível de dificuldade da tarefa era uma incógnita para mim.

Depois de ouvir o que ele tinha a dizer, caso eu julgasse que eu não corria perigo, eu diria essas palavras: -Me desculpe por esbarrar em você, é que eu ando meio pensativo. Eu tenho umas coisas perigosa para fazer, então... - Depois disto, começaria a andar em direção ao meu objetivo, o bar "Bear House".

off(Tyron):
 

off (Shibão):
 

____________________________________________________

* Pensamento * (Buzz)
* Pensamento * (Staz)
- Fala

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Atsushi
Civil
Civil
Atsushi

Créditos : 5
Warn : Segundo Ato: Rebirth - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 26/12/2012
Localização : Olhe para trás ..

Segundo Ato: Rebirth - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Segundo Ato: Rebirth   Segundo Ato: Rebirth - Página 3 EmptySeg 25 Jul 2016, 23:21

Two Monsters?
Por que eu iria pedir desculpas por ser um monstro? Alguém já pediu desculpas por ter me transformando em um? 

Loguetown estava me decepcionando, caminhar por aquela rua me fez lembrar dos corredores no castelo de Hector III, o nobre que eu havia matado -Bons tempos ..- Parecia que haviam se passado meses deis de tal atentado, mas eu achava que eram apenas dias, não tinha muito noção de tempo. A mascara com toda certeza me deixava bonito mas começava a atrapalhar minha visão, e odeio ter algo atrapalhando minha visão. As placas dos bares estavam em sua maioria no alto, oque me fazia olhar para cima enquanto andava oque normalmente não dá certo. Um tal de "Red’s Pub" chama minha atenção, mas não por muito tempo, as luzes das plascas me deixam mais curioso e continuo caminhando.

Aparentemente já estava ficando tarde, o sol não era mais o mesmo e precisava de um lugar para brincar logo. Mas antes que consegui-se olhar para frente bati em alguma coisa ou alguém. Assim que trombei e olhei para frente vi que era um garoto aparentemente da minha idade, mas não consegui ver muitas características pro causa de uma droga de capuz -Você...É um pervertido?- Foram as palavras dirigidas a mim, o fato de minha mascara limitar minha visão começava a incomodar. Tentaria então tira-la enquanto tentava falar -Sou o MAIOR dos pervertidos...- Ele parecia não ligar muito para minha resposta e continuou a falar -Então você é um caçador de recompensas? se for, é melhor dar o fora. - Será que ele tem uma recompensa? Ele não parece ser muito mais velho que eu -Quem é você? Sou Shibi e esse é Foice-kun... Você é procurado?- Aguardaria uma resposta do mesmo.

-Me desculpe por esbarrar em você, é que eu ando meio pensativo. Eu tenho umas coisas perigosa para fazer, então... - Só ouvi a parte perigosa, ele ia fazer algo com ação? Era a chance perfeita, podia matar minha curiosidade sobre o ser na minha frente e ao mesmo tempo conseguir ação -Você vai fazer oque? Me leve? Vamos eu sou legal ... Por favor !?!- Tentaria convence-lo a me deixar ir com ele para onde quer que ele fosse. Caso sua resposta fosse positiva iria acompanha-lo lado a lado com um sorriso no rosto. Porem se ele não deixa-se eu ir com ele tentaria segui-lo, deixando ele ir na frente e depois ir atras dele. Não iria querer ser visto, mas se acontece-se continuaria a tentar segui-lo mesmo assim.


Leia-me:
 

Historico:
 
Am I Infinite?
All Rights Reserved for Lari

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
É tão repugnante que eu sinto vontade de vomitar, todas essas coisas que vocês buscam: trabalho duro, coragem, fé. Eu vou esmagá-los, tudo.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

HUE:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Teo
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Teo

Créditos : 7
Warn : Segundo Ato: Rebirth - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 09/10/2012
Idade : 21
Localização : Ilusia Kingdom

Segundo Ato: Rebirth - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Segundo Ato: Rebirth   Segundo Ato: Rebirth - Página 3 EmptyQua 27 Jul 2016, 12:58

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
O Súbito Pedido






Os dois garotos, que tinham se batido tinham uma estranha conversa, Shibi estava entediado, e Buzz estava ocupado, e os dois agiam como um imã um para o outro. E cada um tinha um ponto de vista sobre o que acabara de acontecer.


O dia ia cada vez mais anoitecendo, e Buzz percebia que cada vez mais gente entrava no bar que se encontrava logo atrás deles. O mais novo estranho e curioso "amigo" de Buzz, Shibi, se convidada para acompanhar o garoto na sua missão na qual o garoto tinha que fazer, talvez fosse vantajoso para Buzz, já que Guin pedira destruição na missão, porém o garoto poderia recusar e fazer tudo sozinho caso achasse melhor. O garoto fazia perguntas, a qual Buzz não teve muito tempo de pensar nas respostas, por isso um estranho diálogo aconteceu, mas o importante era aceitar ou não a ajuda de Shibi? Qual seria a reposta de Buzz?


Quem era o garoto que Shibi acabara de conhecer? Porque ele tinha um ar tão misterioso, e o mais importante, porque ele não deu oi para o Foice-kun? Essa eram perguntas que perambulavam indiretamente a cabeça de Shibi, que se convidada para ir até a coisa misteriosa e perigosa que o jovem que acabará de conhecer iria fazer. Shibi não tinha outra escolha se não esperar a resposta do garoto.



Histórico Buzz:
 

Historico Shibi:
 

Off:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Dialogo:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
BuzzB
Pirata
Pirata
BuzzB

Créditos : 83
Warn : Segundo Ato: Rebirth - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 03/04/2016
Idade : 21
Localização : Nos anais do Acre

Segundo Ato: Rebirth - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Segundo Ato: Rebirth   Segundo Ato: Rebirth - Página 3 EmptyQua 27 Jul 2016, 20:05

*Palavras chaves da fala do tal Shibi: Maior dos pervertidos, Fuice-kun, me leve. Parece um caso clássico de maluco tarado. Mas vendo por outro ângulo, ele tem uma foice e é doido o suficiente para querer ir comigo, então eu acho que pode ser uma boa levá-lo na missão. E eu não vou dizer oi para a arma dele.* Esses pensamentos invadiam minha mente depois do estranho diálogo que tive com o garoto. Apesar de estar parecendo e ser um pervertido, ele não me parecia ser uma má pessoa. *A que ponto eu cheguei para considerar um pervertido uma boa pessoa? Acho que eu estou chegando próximo ao fundo do poço.*

Como eu havia pensado anteriormente, levá-lo poderia ser de grande ajuda, já que se houver um combate, a desvantagem numérica seria menor. Além disso, ele poderia me ajudar na infiltração. Afinal, quem é que mexeria com um cara maluco igual a ele? Era um saco, mas eu precisava de ajuda, e para isso, eu tinha que pedi-la. Olharia para o garoto e falaria o seguinte. - Bem, meu nome é Buzz e sim, infelizmente eu sou procurado. - Mudaria o peso do corpo de um pé para o outro e continuaria. - Eu vou te levar comigo se você prometer que vai seguir as minhas instruções. Quanto ao que eu iremos fazer, é basicamente "arruinar" os negócios de um cara. - Faria aspas com os dedos quando falasse a palavra arruinar, simbolizando que isso é o que chamamos de eufemismo.

Mas por que utilizar eufemismo? simples. Não faço a menor ideia de quem possa estar nos ouvindo agora. Utilizar um eufemismo e não contar o plano por hora eram medidas de segurança lógicas para esse tipo de situação. Mas eu já havia perdido um bom tempo com aquele papo, então eu começaria a andar na direção em que Guin disse que ficava o Bear House e falaria para o rapaz. - Siga-me. - Enquanto eu estivesse seguindo pela rua central que Guin disse que eu deveria pegar, eu contaria mais um pouco sobre o plano. - Olha, por hora, tudo o que você tem de saber, é que nós vamos à um bar para tentarmos nos tornar funcionários do local, entendeu? Essa é basicamente a etapa 1 do plano. Futuramente, eu contarei mais sobre ele.

Estranhamente, parece que eu não estava com tanta vergonha de falar com ele. Seria por que eu não o considero um humano? Ou apenas por que ele é um cara, e eu não to nem ai para homens? Bem, pode ser que seja um pouco dos dois, mas a questão era que isso seria imprescindível para o funcionamento do plano. Assim que virássemos na terceira rua à esquerda, eu falaria mais um pouco. - Ah, e só para constar, essa missão é ultra secreta. Lá dentro, temos que agir sem levantar suspeitas, então tire a máscara e tente não chamar muita atenção. Além disso, evite ao máximo falar sobre o plano, e quando o fizer, tenha certeza de que não tem ninguém perto de nós e fale baixo, para não sermos pegos. - Assim que chegássemos em frente ao "Bear House", respiraria fundo e entraria pela porta com calma, como se entrar em ambientes assim fosse completamente natural para mim. Seguiria para o balcão, e enquanto isso, olharia tudo, para ter noção do que havia lá e para tentar perceber se haveria algum marinheiro por ali. Quando chegasse ao balcão, chamaria a atenção do barman, e quando ele se aproximasse, lhe diria. - Olá. Eu e meu amigo aqui estamos procurando um emprego, sabe? Então, quando passamos aqui enfrente e vimos como esse bar é movimentado, pensamos que poderíamos conseguir emprego aqui. Poderia nos ajudar? - Depois de dizer isso, esperaria uma resposta vinda do barman.

Caso ele aceitasse, eu falaria apenas isso. - Obrigado, chefe! Então, quais são nossas ordens? - Depois que ele me dissesse o que fazer, eu começaria a realizar o que ele havia pedido. Meu plano não ia ser feito agora. Ele consistia em uma série de etapas que eu seguiria à risca, para que nada desse errado.

Já no caso dele não aceitar que trabalhemos para ele, eu me curvaria um pouco para frente, mostrando respeito e gratidão, e depois começaria a andar em direção à saída, mas ao invés disso, sentaria em uma das mesas próximas à saída e ficaria observando o movimento do bar. Shibi não parecia ser o tipo de cara que fica parado por muito tempo, o que não era muito diferente de mim, mas eu pediria à ele um pouco de paciência, pois o plano não era apenas sair quebrando tudo igual um bando de bárbaros, era destruir o local com todo o estilo possível. Agora que eu era um pirata procurado, não tinha por que me comportar bem, apesar de que isso não é lá grande coisa.

off:
 

____________________________________________________

* Pensamento * (Buzz)
* Pensamento * (Staz)
- Fala

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Teo
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Teo

Créditos : 7
Warn : Segundo Ato: Rebirth - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 09/10/2012
Idade : 21
Localização : Ilusia Kingdom

Segundo Ato: Rebirth - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Segundo Ato: Rebirth   Segundo Ato: Rebirth - Página 3 EmptyDom 07 Ago 2016, 00:17

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Dando Inicio a Missão


Depois de se apresentar devidamente cauteloso ao seu novo “amigo”, Buzz decide que seria conveniente levar ele, portanto, ele esclarece o que deveria ser o correto a se fazer, e assume a liderança da missão. Shibi segue-o atrás sem dizer muita coisa. Talvez perdido em pensamentos?

O garoto então podia perceber no caminho que as ruas estavam aos poucos ficando vazias, as pessoas que andavam estavam indo para as suas casas ou indo para locais como tavernas ou para locais de trabalho, durante o trajeto, Buzz explicava para o seu mais novo parceiro o esquema que iriam fazer. Finalmente eles seguiam o caminho e chegavam no local na qual a mulher falara para Buzz. Ele tinha um outdoor em formato de urso, e as palavras “Bear House”, era um trocadilho com a expressão “cerveja”.

No comando de Buzz, a dupla entrava no bar. Ele era completamente diferente do bar de Guin, ele não tinha um segundo andar, mas em compensação tinha alguns metros quadrados a mais. As mesas eram quadradas, e faziam várias fileiras e colunas. Cerca de quatro mesas em cada, sendo que algumas eram juntadas para unir várias pessoas. O bar cheirava a ervas. Não ervas alucinógenas, mas ervas consumíveis. Talvez fosse alguma bebida, ou algum ingrediente que o bar usava, mais parecia atrair bastante gente, já que o cheiro vinha de todos os lugares.
Quando chegava próximo ao balcão (que diferente do bar de Guin se encontrava na direita, encostado na parede), a dupla podia notar que o movimento dentro do balcão era muito grande. Cerca de seis pessoas iam e viam em um espaço relativamente pequeno.

Dentro do bar, haviam vários marinheiros, distribuídos entre as mesas. Alguns em quatro outros em dois, e até um marinheiro conversando com um simples civil. Todos eles preenchiam o espaço do bar aleatoriamente.

Buzz então, decide que a melhor estratégia era “agir normalmente”. Ele então chega para a pessoa mais próxima do bar, e então pedia um emprego para ele e Shibi. Porém o homem, que estava ocupado, mal tem tempo de prestar cem por cento de atenção no que o garoto perguntava. Após preencher uma caneca com cerveja, ele entrega para um homem que se encontrava em um dos bancos e então para pra responder buzz:

--Ah, desculpa, estou meio ocupado aqui. Então, quem cuida disso é o chefe e ele saiu por um momento.... Sugiro que espere um pouco...

Os garotos então vão até uma mesa e ficam sentados esperando. Buzz podia observar os arredores, ou tentar falar com alguém. Shibi continuava quieto desde que eles saíram para o bar.

O que Buzz faria?


Histórico Buzz:
 

Historico Shibi:
 

Off:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Dialogo:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
BuzzB
Pirata
Pirata
BuzzB

Créditos : 83
Warn : Segundo Ato: Rebirth - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 03/04/2016
Idade : 21
Localização : Nos anais do Acre

Segundo Ato: Rebirth - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Segundo Ato: Rebirth   Segundo Ato: Rebirth - Página 3 EmptyDom 07 Ago 2016, 22:08

Nem sempre as coisas são do jeito que queremos, e apesar de já saber disso, eu ainda me frustrava quando isso acontecia. Meu plano levava em conta que o dono do bar estaria ali para me empregar, mas parece que eu dei azar de chegar enquanto ele estava fora. Obviamente eu iria esperar que ele chegasse para dar continuidade à missão. Afinal, contratempos eram cogitados enquanto eu bolava o plano. O bom dessa situação é que eu podia usar esse tempo para estudar mais o local e fazer algumas alterações no plano caso necessário. Pelo que eu já observei do bar, ele parece ser bem simples na questão de estrutura. O que vai me causar problemas são as pessoas que o frequentam.

Como esperado, o bar tem vários marinheiros, além de ter uma quantidade um pouco alta de empregados. A desvantagem numérica já era uma realidade que eu sabia que enfrentaria, até por isso eu havia trazido Shibi comigo, mas eu confesso que eu não esperava que houvessem tantos deles. * Mas isso não muda o plano, por enquanto * Pensava. * A quantidade de pessoas não importa para que o plano funcione. Bem, para que pelo menos a parte mais importante funcione, já que destruir o local será extremamente difícil com todos esses marinheiros por aqui. Se eu quiser mesmo arrasar o local, vou ter que pensar em fazer isso de um jeito que não me mate no processo. Talvez eu até já saiba como fazer isso, mas acho que é melhor pensar nisso mais tarde. *

Finalizava meu pensamento e daria um leve suspiro. Era bem nítido que eu estava nervoso com tudo aquilo, mas eu tinha que manter a calma e agir naturalmente. O certo nessas ocasiões seria socializar com as outras pessoas. E o que eu faria? Exatamente. Nada disso. Pelo menos não com as outras pessoas do bar, já que eu tenho um problema ainda não curado de vergonha eterna. Talvez algum dia esse problema suma, mas infelizmente esse dia não é hoje. De algum modo eu tinha que agir de modo normal, enquanto esperava o dono do bar e fazia um reconhecimento do local onde eu estava. Acho que a melhor forma possível de se fazer isso, seria ficar alternando o meu olhar entre as coisas ao meu redor e a mesa onde eu estava, como se eu estivesse sem nada melhor para fazer.

Então eu começaria a olhar a minha volta aos poucos, sendo que de tempos em tempos eu olharia para a mesa onde eu estava e tamborilaria os dedos nela. Juntaria o máximo de informação que eu pudesse, inclusive quantos marinheiros e civis haviam no local, possíveis saídas que eu poderia vir a precisar, quantidade exata de funcionários, se há algo no chão próximo a mim, se há alguém se aproximando de mim, e claro, se alguém entrasse no bar. Por que essa última? Bem, eu não fazia ideia da aparência do dono por que fui idiota o suficiente para não perguntar isto para Guin. Então o melhor a se fazer era observar quem entrava no estabelecimento e ia ajudar os outros funcionários. Se alguém assim aparecesse, era quase cem por cento de certeza de que era o dono do estabelecimento. Quando alguém assim chegasse, eu me levantaria e caminharia em sua direção. Depois, faria uma reverência e diria. - Seria o senhor o dono deste estabelecimento? - Esperaria uma resposta do mesmo. Caso fosse uma negação, caminharia de volta para a mesa, me sentaria e continuaria esperando.

Mas no caso da resposta ser afirmativa, eu continuaria dizendo. - Eu e meu amigo ali. - Apontaria para Shibi. - Estamos querendo arrumar um trabalho. Gostaria de perguntar se o senhor não precisa de mais empregados para ajudar. - Esperaria uma resposta vinda do dono do bar. Caso ele negasse o pedido de trabalho, eu agradeceria ele ter ouvido o meu pedido e sairia do bar para pensar melhor em um plano diferente. Caso ele aceite, eu o agradeceria por isso e perguntaria. - O que quer que façamos? - Esperaria alguma ordem dele para que eu pudesse começar a segunda etapa do meu plano.

Off:
 

____________________________________________________

* Pensamento * (Buzz)
* Pensamento * (Staz)
- Fala

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Atsushi
Civil
Civil
Atsushi

Créditos : 5
Warn : Segundo Ato: Rebirth - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 26/12/2012
Localização : Olhe para trás ..

Segundo Ato: Rebirth - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Segundo Ato: Rebirth   Segundo Ato: Rebirth - Página 3 EmptyQui 11 Ago 2016, 19:56

Two Monsters?
Por que eu iria pedir desculpas por ser um monstro? Alguém já pediu desculpas por ter me transformando em um? 

As vezes, e digo bem raramente a vida parece ser legal comigo, ou talvez seja uma forma do diabo brincar comigo antes de me fazer sofrer novamente. Eu seguia meu mais novo conhecido até o bar enquanto escutava seu plano, era bem complexo e por isso só ouvi o começo. Decidi segui-lo e "seguir" o fluxo de suas ações para ver oque daria, e após pouco tempo caminhando chegamos ao lugar do plano. O grande fluxo de pessoas me animou, um pequeno sorriso apareceu e uma coceira e meu lábio esquerdo fez com que eu puxa-se uma sutura usando a mão direita.

Seguiria Buzz enquanto ele perguntava sobre um emprego para algum funcionario, eu não lembrava muito sobre o plano e por isso iria apenas tentar concordar com qualquer açao que me fosse proposta -Sim sim ..- Tentaria apenas concordar com qualquer tarefa que me fosse dada, mas não queria largar foice-kun e por isso tentaria a todo momento segura-la.


Leia-me:
 

Historico:
 
Am I Infinite?
All Rights Reserved for Lari

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
É tão repugnante que eu sinto vontade de vomitar, todas essas coisas que vocês buscam: trabalho duro, coragem, fé. Eu vou esmagá-los, tudo.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

HUE:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Teo
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Teo

Créditos : 7
Warn : Segundo Ato: Rebirth - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 09/10/2012
Idade : 21
Localização : Ilusia Kingdom

Segundo Ato: Rebirth - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Segundo Ato: Rebirth   Segundo Ato: Rebirth - Página 3 EmptyDom 14 Ago 2016, 02:18

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
De Analista a Estagiário



Buzz decide então que a melhor coisa a fazer era sentar em uma mesa e esperar o dono do bar chegar. Sentando na mesa de um conto próximo a saída, o garoto fazia uma espécie de analise ao bar, dando olhadas rápidas para os cantos do bar, não deixando de manter sua discrição, o jovem analisava as dimensões do local. Haviam no total seis janelas, distribuídas em duas para cada canto do estabelecimento tirando o lado onde estava o balcão, já que aquela parte dava para dentro da cozinha. De portas visíveis haviam apenas duas, a de entrada/saída do local, e a porta que dava para dentro da cozinha.

O garoto então começa a contar o número de pessoas que estavam perto da sua localidade. Haviam um total de 37 pessoas dentro daquele local, contando Shibi e a ele mesmo isso era cerca de apenas metade do que o local conseguia suportar. Havia um total de 10 marinheiros, 15 civis, 5 balconistas que preparavam as bebidas não só de quem estava no balcão, mas de quem pedia nas mesas, e 5 garçons, que andavam entre as mesas e a cozinha fazendo o seu trabalho. Buzz então se focava em perceber a localidade dessas pessoas e assim o fazia.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Após fazer isso, o garoto presta atenção no que está próximo de si. Além das pessoas que estavam sentadas próximas, não havia nada de mais notável próximo de si, o que podia ser bom ou não dependendo do ponto de vista do garoto. Ele decide então esperar e ver quem entrava e saia. Uma quantidade pequenas de pessoas saia, e elas eram depois de algum tempo substituídas por mais pessoas que entravam, até que uma pessoa em especial chamava a atenção, pois vestia um colete que havia o nome do bar no nome. O homem carregava um saco de dinheiro em uma mão, e um saco com algo que não dava para identificar em outra, isso faz com que Buzz imediatamente levante-se e aborde o homem. Ele dizia:

--Seria o senhor o dono deste estabelecimento?

O homem então responde:

--Sim, sou eu mesmo, há algo que precise de minha atenção?

Buzz responde para o homem:

- Eu e meu amigo ali estamos querendo arrumar um trabalho. Gostaria de perguntar se o senhor não precisa de mais empregados para ajudar.

O Homem olha para o balcão, e pensativo ele responde:

-Bom, aqui fora há empregados o bastante, mas dentro da cozinha eu preciso de uma mão com a limpeza e organização. Se não se incomodarem em fazer o trabalho “sujo”...

O homem dizia, fazendo aspas com a mão quando dizia a palavra sujo. Ele então olhava para Shibi:

-Só diga para o seu amigo não usar armas brancas nem armas de fogo se quiser ter o trabalho. Converse com ele, quando estiverem prontos, me avisem. Eu vou estar esperando no balcão.


O Plano de buzz ia conforme o planejando, enquanto Buzz se esforçava, Shibi só ficava avoado, observando o ambiente a sua volta. O que a dupla faria?

Histórico Buzz:
 

Historico Shibi:
 

Off:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Dialogo:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
BuzzB
Pirata
Pirata
BuzzB

Créditos : 83
Warn : Segundo Ato: Rebirth - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 03/04/2016
Idade : 21
Localização : Nos anais do Acre

Segundo Ato: Rebirth - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Segundo Ato: Rebirth   Segundo Ato: Rebirth - Página 3 EmptyDom 14 Ago 2016, 17:13

A análise do local havia sido um sucesso. Sabendo a posição das pessoas e a quantidade, fica fácil não agir de maneira imprudente. A quantidade de marinheiros não é tão assustadora, mas é um fator a se considerar no plano. Confesso que quando recebi essa missão, meu plano era ferrar com a bebida nova e destruir o local por completo. Agora que eu vejo a tamanha desvantagem numérica em qual nos encontramos, percebo que alterações precisarão ser feitas urgentemente.

Mas pelo menos, uma parte do plano deu certo. O dono do bar chegou, e após eu pedir a ele um emprego para mim e para Shibi, ele disse que poderíamos trabalhar na cozinha, que desde o início era o nosso objetivo. Eu não podia pedir por mais sorte do que essa. Tudo que eu tenho que fazer agora é instruir Shibi na segunda fase do plano e mandar ele não usar a sua arma por hora, já que é a condição que o dono do bar impôs para que pudéssemos trabalhar aqui. Mas isso não tem problema, já que vamos apenas trabalhar por hora.

Eu voltaria para a mesa em que Shibi e eu estávamos sentados e me sentaria na mesma cadeira em que eu estava anteriormente. Olharia ao redor de maneira calma e despretensiosa, para ver se não há ninguém por perto que pudesse nos escutar. Caso houvesse, olharia para uma das janelas próximas a mim, para disfarçar. Mas caso não houvesse, eu inclinaria meu corpo um pouco para frente, colocaria meu braço esquerdo sobre a mesa e colocaria apenas o cotovelo do direito sobre a mesa, colocando a mão direita ao lado da minha boca, de modo que os dedos tocassem a minha bochecha, mas a palma ficasse apontada para Shibi, bloqueando a visão da minha boca e direcionando o som para o rapaz.

Faria um olhar de desinteresse e começaria a falar em um tom baixo, que fosse suficiente para que ele me escutasse. - O dono do bar deixou a gente trabalhar aqui, mas é proibido utilizar quaisquer armas aqui. Não sei se ele vai pedir para que você a coloque em algum local ou algo do tipo, mas por hora isso não vai nos prejudicar. - Faria uma pausa da minha fala e olharia novamente ao redor para confirmar que não há ninguém perto o bastante para nos escutar. Caso houvesse, permaneceria calado. Caso não houvesse, continuaria a falar. - Nós iremos trabalhar na cozinha, então isso vai facilitar muito a missão. Essa segunda etapa do plano é muito importante, pois é nela que nós preparamos o terreno para implementar a terceira e última fase. Vou precisar que você não aja de maneira suspeita e que só fale no plano quando estivermos sozinhos ou longe de pessoas. Ainda não sabemos como é a cozinha, então você vai ter que esperar até entrarmos lá dentro para que eu dê mais detalhes.

Quando terminasse de falar isto, sentaria de maneira normal na cadeira e tamborilaria os dedos na mesa, esperando alguma resposta do rapaz. * Tamborilar os dedos... Isso parece ter se tornado um hábito meu. Quando foi que ele começou? Acho que eu não devo me preocupar com isso por hora. Há inúmeras pessoas no mundo que fazem isso, então não é tão estranho, certo? Eu tenho que me preocupar em realizar a segunda etapa. Se ela der certo, eu e Shibi podemos sair daqui sem nenhum problema, apesar da grande quantidade de marinheiros *

Depois da possível fala do rapaz e desses pensamentos que invadiam minha mente, eu me levantaria da cadeira e falaria em um tom normal e confiante. - Vamos, Shibi. Temos trabalho a fazer. - Andaria em direção ao dono do bar, e quando me aproximasse dele eu falaria. - Senhor, estamos prontos para o trabalho. - Não sabia se Shibi gostaria de dizer algo, então me manteria em silêncio e esperaria a fala de algum dos dois.

____________________________________________________

* Pensamento * (Buzz)
* Pensamento * (Staz)
- Fala

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Segundo Ato: Rebirth - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Segundo Ato: Rebirth   Segundo Ato: Rebirth - Página 3 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Segundo Ato: Rebirth
Voltar ao Topo 
Página 3 de 10Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Polestar Islands-
Ir para: