One Piece RPG
Segundo Ato: Rebirth XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» salve salve
Segundo Ato: Rebirth Emptypor Takamoto Lisandro Hoje à(s) 08:11

» Voltei, Dattebayo
Segundo Ato: Rebirth Emptypor Joe Blow Hoje à(s) 07:32

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
Segundo Ato: Rebirth Emptypor Ineel Hoje à(s) 06:25

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
Segundo Ato: Rebirth Emptypor PepePepi Hoje à(s) 06:04

» O catálogo continua, Baterilla a cidade da beleza
Segundo Ato: Rebirth Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 05:05

» Primum non nocere
Segundo Ato: Rebirth Emptypor Misterioso Hoje à(s) 04:48

» [LB] O Florescer de Utopia III
Segundo Ato: Rebirth Emptypor PepePepi Hoje à(s) 04:46

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
Segundo Ato: Rebirth Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 04:30

» De volta aos negócios
Segundo Ato: Rebirth Emptypor Viktor II Hoje à(s) 03:02

» A inconsistência do Mágico
Segundo Ato: Rebirth Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 02:31

» As Raízes do Vigilante Lucífugo
Segundo Ato: Rebirth Emptypor Hisoka Hoje à(s) 02:03

» Arco 5: Uma boa morte!
Segundo Ato: Rebirth Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 01:07

» Xeque - Mate - Parte 1
Segundo Ato: Rebirth Emptypor Jacob Allan Hoje à(s) 00:35

» Pequeno Gigante
Segundo Ato: Rebirth Emptypor Faktor Ontem à(s) 23:32

» 10º Capítulo - Parabellum!
Segundo Ato: Rebirth Emptypor Yami Ontem à(s) 23:18

» Revan Yamamoto
Segundo Ato: Rebirth Emptypor Kylo Ontem à(s) 22:27

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Segundo Ato: Rebirth Emptypor DarkWoodsKeeper Ontem à(s) 21:34

» [Mini-Aventura] A volta para casa
Segundo Ato: Rebirth Emptypor Ryoma Ontem à(s) 21:18

» Um novo tempo uma nova história
Segundo Ato: Rebirth Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 20:12

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
Segundo Ato: Rebirth Emptypor Licia Ontem à(s) 19:05



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Segundo Ato: Rebirth

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : Segundo Ato: Rebirth 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Segundo Ato: Rebirth Empty
MensagemAssunto: Segundo Ato: Rebirth   Segundo Ato: Rebirth EmptyQua 06 Jul 2016, 00:13

Segundo Ato: Rebirth

Aqui ocorrerá a aventura do(a) pirata Buzz Bee. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
BuzzB
Pirata
Pirata
BuzzB

Créditos : 83
Warn : Segundo Ato: Rebirth 10010
Masculino Data de inscrição : 03/04/2016
Idade : 21
Localização : Nos anais do Acre

Segundo Ato: Rebirth Empty
MensagemAssunto: Re: Segundo Ato: Rebirth   Segundo Ato: Rebirth EmptySex 08 Jul 2016, 19:57

*É estranho como as coisas funcionam. As ações que você toma mudam completamente a sua vida, independente do quão ínfimas elas são. As ações do meu passado me levaram a perder várias pessoas e a me tornar um criminoso. Isso me deixa ansioso para ver aonde minhas ações do presente irão me levar, ao mesmo tempo que me deixa apreensivo. Quantas pessoas mais eu perderei daqui para frente? Até onde minha vontade poderá me levar? Como isso tudo irá acabar? As respostas, talvez estejam bem aqui nesta ilha. Depois de mudar de ilha e de Blue, este talvez seja um novo começo, o meu renascimento.

Nesses últimos dias, eu havia passado por algo que eu nunca havia sequer cogitado em toda a minha vida. O massacre que eu presenciei se tornou um estígma que eu carregarei por toda a minha vida. As lutas que eu travei me apresentaram à dura realidade do mundo. As despedidas que eu fiz irão sempre me lembrar de que eu continuo seguindo sozinho. A despedida mais recente aconteceu há poucos minutos, quando Eliza foi embora para seu lar na Grand Line.

Por um lado, dizer adeus me deixou um gosto amargo na boca. Mas por outro, um peso foi retirado dos meus ombros. Antes do meu finado capitão Alan falecer, ele havia me dado a missão de resgatá-la e mandá-la em segurança para casa. Apesar de que ela era extremamente forte, eu resolvi que cumpriria aquela missão, mesmo que eu tivesse que arriscar a minha vida. Vê-la partir para casa em segurança, me trouxe um grande alívio. Agora que eu havia encerrado a minha missão, eu deveria começar a fazer meus movimentos. Afinal, eu não podia e nem conseguiria ficar parado ali para sempre.

Eu nunca havia saído de minha ilha natal. Por isso, Loguetown era uma novidade completa para mim. E eu gostava de coisas novas, pois elas me davam a oportunidade de explorar. Talvez eu tivesse feito isso em Lvneel, se eu não estivesse sendo caçado pela marinha e tivesse de sair da ilha rapidamente. Mas agora, eu tinha uma nova oportunidade, e rezava para que não fosse a última, de explorar.

A excitação da exploração quase me fez esquecer da dor do ferimento em meu ombro. Quase. Aquela coisa havia se tornado bem incômoda, e eu desejava que nunca tivesse de passar por aquilo novamente. Mas eu sabia que isso seria impossível. Eu agora era um criminoso. Havia me tornado o alvo da marinha, de caçadores de recompensas e até, talvez, de piratas. Afinal, um pirata é um criminoso. O que o impediria de matar outro pirata?

Com tantos possíveis inimigos, tudo que eu posso fazer é voar abaixo do radar. Me manter fora de encrencas e evitar chamar a atenção poderia acabar salvando a minha vida. Com a minha sorte, eu talvez conseguisse me manter fora de alguma confusão por cerca de alguns minutos. O que, apesar de não ser muito, era melhor do que nada.

Sem mais perder tempo, começaria a andar em direção à alguma rua que eu conseguisse visualizar. Caso eu não conseguisse enxergar nenhuma rua, procuraria alguma pessoa por perto, me aproximaria e pediria a direção da rua mais próxima. Mas se não houvesse ninguém, começaria à procurar uma rua eu mesmo. Já se eu conseguisse achar uma rua, começaria à andar por ela, olhando com cuidado para tudo e todos, atento para não ser pego de surpresa por alguém. Por hora, o meu objetivo era tomar noções de onde eu me encontrava, do que havia ali e se havia algum risco à minha segurança. Enquanto olhasse em volta, procuraria também algum local interessante de se entrar. O tédio talvez fosse a maior das maldições dadas aos homens, mas era fácil de se tratar com algo que chame a atenção.


Olá:
 


____________________________________________________

* Pensamento * (Buzz)
* Pensamento * (Staz)
- Fala

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Zekron
Estagiário Narrador
Estagiário Narrador
Zekron

Créditos : Zero
Warn : Segundo Ato: Rebirth 10010
Masculino Data de inscrição : 10/03/2013
Idade : 22

Segundo Ato: Rebirth Empty
MensagemAssunto: Re: Segundo Ato: Rebirth   Segundo Ato: Rebirth EmptySex 08 Jul 2016, 20:30

Envolvido por tantos pensamentos e emoções Buzz se encontrava agora em outro capitulo de sua jornada, antes de adentrar na cidade, conseguia visualizar a vegetação da ilha, tinha poucas flores e muitas poucas cores, conseguia visualizar a cidade de frente e enxergava muitas construções e poucas árvores, de fato era uma ilha mais populacional, voltada para moradia e negócios. Logo Buzz adentrava de fato na cidade e começava a andar pelas grande ruas que nela havia,  muitas pessoas estavam passando pela mesma, boa parte se encontrava trabalhando e uma pequena parte bebendo a luz do dia,  reparava que alguns marinheiros estavam encostado em um muro observando o trafego de pessoas ali, os mesmos se encontravam equipados com Rifles e Espadas, era uma cidade comum com uma população comum ao fim das contas.

Depois de certo tempo andando pela cidade, reparava algo interessante,uma área um pouco demolida porém com bastante bagunça,uma construção com uma placa meio quebrada com as escritas Red's Pub era a fonte dos barulhos, parecia algum tipo de taverna, mesmo de manhã a cantoria era bastante alta e se podia ouvir canções piratas vindo do local, logo Buzz reparava que homens altos e tatuados entravam na taverna carregando enormes barris que soltavam um forte odor de álcool, os mesmos e encontravam acompanhados de uma mulher incrivelmente bonita com os cabelos de cor de sangue, de fato era algo que chamou a atenção de Buzz, que em seguida adentrou o lugar. Ao entrar de primeira viu homens tatuados bebendo enormes copos de cerveja, a mulher ruiva se encontrava agora no balcão atendendo alguns clientes, havia bem no canto perto de uma mesa de sinuca, um grupo de bêbados cantando em tom grosso e gago que eram os responsáveis por toda barulheira no Bar. Logo um dos homens tatuados esbarrava bruscamente contra Buzz, fazendo o mesmo cambalear um pouco quase que caindo, em seguida o Homem tatuado apontava para uma placa e dizia

- Esse Bar é só para maiores de 18 anos pivete!

Na placa se encontrava que para frequentar o bar teria que ser maior que 18 anos, o Homem não sábia de fato que Buzz tinha 17 anos, mas sua aparência frágil e tamanho não o fazia aparentar ser um adulto.

____________________________________________________

Líderes vão e vem, mas o povo permanece. Apenas o povo é imortal.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
BuzzB
Pirata
Pirata
BuzzB

Créditos : 83
Warn : Segundo Ato: Rebirth 10010
Masculino Data de inscrição : 03/04/2016
Idade : 21
Localização : Nos anais do Acre

Segundo Ato: Rebirth Empty
MensagemAssunto: Re: Segundo Ato: Rebirth   Segundo Ato: Rebirth EmptySex 08 Jul 2016, 22:10

Um bar era sem dúvida algo interessante. Sem falar na ruiva,é claro. Evidentemente, eu nunca havia entrado em um bar antes, mas já havia ouvido e lido sobre como os bares são geralmente. A música, a bebida, tudo de acordo com o que eu já sabia. Mas o local tinha um ar atrativo. Parece loucura, mas eu me sentia sendo puxado para o bar. Eu conseguia sentir que algo interessante aconteceria ali. E por que não ficar? Comparado ao que eu já havia feito, ficar em um bar sendo um menor de idade é uma coisa bem leve.

Seguir as leis agora não vai fazer nenhuma diferença. Se eu deixar de aproveitar minha aventura para obedecer regras à esta altura do campeonato, eu irei me arrepender horrivelmente no futuro. Era apenas um bar, não era como se eu fosse tocar fogo em tudo e ver o bar virando cinzas. Até por que eu não tinha nenhum isqueiro comigo no momento. Eu iria apenas ver como era, e aproveitaria um pouco.

Eu tinha a vantagem de que ele não sabia a minha real idade. Mas também tinha a desvantagem de não aparentar ser velho. Eu poderia ficar pensando por um tempo sobre alguma desculpa para dar, mas eu não acho que seja muito inteligente hesitar quando se quer convencer alguém. Uma resposta rápida e firme poderia acabar por convencê-lo. Tentaria me manter calmo e firme, enquanto falaria:

-Que ótimo! Por que eu tenho 18 anos.

Era isso. Uma resposta rápida e curta. Não adiantava tentar explicar a minha aparência. Isso só faria com que eu parecesse estar mentindo, o que poderia causar uma confusão. Se ele continuasse insistindo de que eu não tinha 18 anos, a melhor coisa para evitar um tumulto seria sair de lá. E seria exatamente o que eu faria nesse caso. Mas se ele desistisse, passaria pelo homem e me dirigiria ao balcão. Ficaria atento ao movimento das pessoas no bar. Observar as pessoas passou a ser um hobby para mim desde que eu comecei essa viagem. Estar atento a tudo e todos. É meio paranoico, mas é o correto a se fazer.

Mesmo estando em um bar, eu evitaria beber. Não podia me dar ao luxo de ficar vulnerável sendo que eu não conhecia ninguém que estava ali. Por hora, eu me contentaria em ficar sentado, descansando e observando o movimento ao meu redor. Como eu estaria no balcão, era bem provável que a beleza da ruiva chamasse minha atenção vez ou outra. Mas eu evitaria ficar olhando direto para ela, pois pareceria que eu sou um pervertido ou um stalker, o que obviamente eu não era.

Se alguém tentasse algo contra mim, eu tentaria fugir rapidamente. Meu braço estava ferido. Se o ferimento abrisse, seria um problema. Me envolver em lutas estava fora de questão por enquanto. No caso de não conseguir sair do bar, tentaria me manter longe o bastante do inimigo, sempre atento para desviar de qualquer coisa que ele possa arremessar em mim.

____________________________________________________

* Pensamento * (Buzz)
* Pensamento * (Staz)
- Fala

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Teo
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Teo

Créditos : 7
Warn : Segundo Ato: Rebirth 10010
Masculino Data de inscrição : 09/10/2012
Idade : 21
Localização : Ilusia Kingdom

Segundo Ato: Rebirth Empty
MensagemAssunto: Re: Segundo Ato: Rebirth   Segundo Ato: Rebirth EmptySex 15 Jul 2016, 13:37

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

O Bar da Ruiva

Buzz se encontrava em uma situação onde um dos funcionários do bar contestava sua presença no local, porém, o jovem rapidamente bola uma fala, dizendo para o homem:



-Que ótimo! Por que eu tenho 18 anos.

O Homem, que carregava o barril com a bebida misteriosa, olhava para o garoto de cima a baixo, analisando seu porte físico:



--Eu duvido muito, mas não sou babá de ninguém. Só não cause problemas, se não eu mesmo te chuto pra fora daqui, tá ouvindo?

O homem então dá as costas para o garoto sem esperar para ouvir sua resposta, levando a bebida que tinha em mãos para detrás do balcão, onde ficava o inventário da loja. O garoto então vai em direção ao balcão, analisando o local e as pessoas no caminho. Somente ali, o garoto conseguia ter tempo de analisar o lugar que estava com precisão. O bar era de madeira, uma madeira bem escura e resistente, fora a entrada, a única coisa que iluminava o local eram as velas acesas em candelabros suspensos no teto e nas paredes, não haviam janelas, o que deixava o local relativamente abafado.  Ao passar, o garoto via várias pessoas, com roupas das mais diversas qualidades e tamanhos, mas nada lhe chamava realmente atenção. Bebidas e comidas eram distribuídas por homens igualmente robustos como o homem que abordou Buzz. Nas costas de Buzz, haviam os cantores e músicos, animando o recinto e deixando o local mais animado.



O jovem então senta-se no balcão, agora ele tinha a mesma visão que os proprietários, a visão inteira do bar. O jovem podia ver que o bar tinha um segundo andar, que dava em um conjunto de 3 mesas para aqueles que preferissem um lugar mais privado para ficar. Mais abaixo ele via o resto do bar, uma mesa de sinuca e pessoas jogando na mesma, gente brindando, festejando, aquele bar era realmente um local bem animado.  Buzz mesmo observando tudo aquilo, mantinha-se neutro quanto a diversão, pois não queria ficar alterado por estar visitando o local pela primeira vez. De vez em quando, o jovem olhava para a ruiva que cuidava do bar, ela colocava bebidas em canecas, fazia coquetéis, e falava com os clientes, sempre com um sorriso encantador.



O jovem se encontrava no canto esquerdo do balcão, perto da parede, enquanto a mulher ficava sempre no lado direito, onde haviam mais pessoas no balcão, e onde os itens necessários para a preparação de bebidas estavam. Em determinado momento a mulher terminando um de seus pedidos, olha inconscientemente para Buzz, provavelmente percebendo que o garoto não tinha pedido nada. O garoto imediatamente vira para frente novamente, percebendo o olhar da mulher, e não querendo causar más impressões. Entretanto, a mulher não via assim, pois, limpando suas mãos com um pano branco de felpa, a mulher se dirige até detrás do garoto, onde havia uma pia.

A mulher, secando algumas canecas e colocando-as enfileiradas no lado da pia, dizia olhando na direção do garoto:

--Bom dia, querido. O que posso te oferecer...?

Como Buzz reagiria a mulher?



Aparência da Mulher:
 

Histórico Buzz:
 

Off:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Dialogo:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
BuzzB
Pirata
Pirata
BuzzB

Créditos : 83
Warn : Segundo Ato: Rebirth 10010
Masculino Data de inscrição : 03/04/2016
Idade : 21
Localização : Nos anais do Acre

Segundo Ato: Rebirth Empty
MensagemAssunto: Re: Segundo Ato: Rebirth   Segundo Ato: Rebirth EmptySex 15 Jul 2016, 16:29

O local parecia bem agradável. Ele era como eu havia lido nos livros, mas ao mesmo tempo, era diferente. A sensação que eu tinha neste local, algo como um sentimento de calmaria e divertimento, possuía meu corpo e me deixava um pouco distraído. Toda aquela alegria e diversão que eu via, me fazia pensar sobre quando eu poderia ter um momento assim, sem me preocupar com as minhas costas.

*Será que eu tomei a decisão errada? Ser um pirata trará a liberdade que eu tanto busco? Arriscar a minha vida vale essa liberdade? O tanto que eu já me machuquei, e o tanto de pessoas que eu perdi, talvez tenham sido apenas uma pequena parcela do que ainda irá me acontecer. É um jogo de caça e caçador, e quando se é a presa, não se pode baixar a guarda e todos os que estão ao seu lado, correm risco de se tornarem presas.*

Enquanto eu divagava, a mulher ruiva me olhou, o que me surpreendeu e fez com que eu me virasse para frente, temendo que ela pudesse me achar estranho. Ela apenas se aproximou e perguntou o que ela poderia me oferecer, mas eu não conseguia pensar em algo. Ela era realmente bonita. E para um garoto que nunca tinha tido nenhum relacionamento com uma garota, era difícil falar ou sequer pensar direito. Além disso, eu tinha dificuldade de me comunicar com pessoas que eu ainda não conhecia. Por causa disso, eu estava obviamente nervoso por esse contato repentino. Talvez estivesse até tremendo, mas eu tentaria manter a calma. Eu tinha que agir normalmente para dar a impressão de que eu não sou estranho.

Mas o que dizer? Apesar de ser um bar, eu não deveria pedir uma bebida alcoólica. Não que eu não estivesse curioso para saber o gosto, mas por que segundo alguns conhecidos, você fica tonto quando bebe. Se eu ficasse tonto, como eu fugiria no caso de uma possível perseguição? E como lutaria no caso de um possível embate? Eu teria que manter sóbrio para não me dar mal. Mas só por que é um bar não quer dizer que tenha apenas bebidas alcoólicas. Talvez eles sirvam água um um suco. Com isso em mente, reuniria o máximo de coragem e tentaria falar:

-Eu gostaria apenas de uma água, por favor.

Era uma frase simples, mas que provavelmente teria exigido toda a minha coragem. Mas agora que eu já havia conseguido responder à sua pergunta, era bem provável que eu ficasse mais calmo. Talvez não calmo o suficiente para conversar abertamente com ela, mas o suficiente para não me fazer tremer e nem ter dificuldades de dar respostas curtas. Esperaria a resposta dela, para que eu pudesse tomar uma ação. Caso ela me trouxesse um copo de água, eu beberia ela aos poucos, para que eu não tivesse que pedir outra coisa tão cedo. Mas caso não tivesse água, eu pediria uma bebida a bebida mais fraca que tivesse ali e beberia ela do mesmo modo que beberia a água, devagar.

Manteria a atenção à minha volta em todo momento. Ser pego de surpresa estando ferido não era uma coisa muito boa. Continuaria observando a ruiva de modo cauteloso. Talvez aquilo já tivesse se tornado uma compulsão, mas eu não ligava. Era realmente gratificante admirar tamanha beleza.

*Se ao menos eu pudesse falar normalmente com ela... Não Buzz, o que diabos você tá pensando? Lembra do que aconteceu da última vez que você se aproximou de pessoas? Elas foram MORTAS! Se você não é forte o suficiente para protegê-la, não se envolva com ela. Isso só vai causar mais dor a você.

Pode parecer pessimista, mas eu tinha razão. Se ela se machucasse, seria minha culpa. Eu quase não consigo me proteger, quem dirá proteger outra pessoa. Eu já havia experimentado perder tudo, e odiaria experimentar isso novamente. Por causa disso, observar de longe era o bastante para mim. Permaneceria ali apenas por mais algum tempo, para me recuperar e me preparar mentalmente para o que podia estar por vir.

Off:
 

____________________________________________________

* Pensamento * (Buzz)
* Pensamento * (Staz)
- Fala

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Teo
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Teo

Créditos : 7
Warn : Segundo Ato: Rebirth 10010
Masculino Data de inscrição : 09/10/2012
Idade : 21
Localização : Ilusia Kingdom

Segundo Ato: Rebirth Empty
MensagemAssunto: Re: Segundo Ato: Rebirth   Segundo Ato: Rebirth EmptySab 16 Jul 2016, 13:33

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Amizade

A proposta da ruiva era feita, e Buzz tinha um mini-curto-circuito mental, já que tinha dificuldades de falar com as pessoas ao conhece-las. Porém, o garoto juntava toda sua força de vontade, e então dizia para a mulher, com o coração palpitando:

-Eu gostaria apenas de uma água, por favor.

A mulher então olha para a feição de Buzz e para o seu rosto em si, enquanto o garoto esperava a resposta dela, a mulher entendia que ele estava nervoso, mas na mente dela, os motivos errados vinham para isso:

--Você... parece abatido...

A mulher então pegava uma das canecas limpas e enchia com a agua da torneira, indo até uma caixa metálica no outro lado, e pegando três cubos de gelo, agitando um pouco o liquido para as temperaturas se misturarem mais rapidamente. Ela então entregava a caneca para o rapaz:

--Aqui. –Ela entregava a caneca para Buzz-  Se quiser se abrir com alguém, podemos conversar lá em cima e... –Ela era interrompida por um dos funcionários.

--RUBY, MAIS TRÊS SANGUES DE DRAGÃO!! -Ele gritava

A mulher afirmava com a cabeça, mostrando que tinha entendido. Ela então pega três das canecas limpas, e virava-se para Buzz:

--Vou terminar mais alguns pedidos, assim que você estiver pronto, me chame, Ok? –Ela concluía, sorrindo e piscando com o olho esquerdo.

A mulher voltava ao seu trabalho, agora tendo conhecimento de Buzz, este que, quando tinha oportunidades, olhava para a mulher para admira-la. Entretanto, a mulher estava muito ocupada para devolver os olhares de Buzz, sabendo que ele a chamaria caso precisasse. O garoto bebia sua água gradualmente, olhando aos seus arredores.

O bar continuava o mesmo que o garoto via a alguns minutos atrás. Algumas pessoas saiam, outras entravam, gente bebendo e cantando, comidas dos mais variados sabores, e bastante euforia continuava a infestar o bar. Com tanta gente maior de idade, vários homens fortes e gente com dinheiro, Buzz não chamava tanto a atenção, e talvez isso fosse bom, pois ninguém mesmo passando perto do garoto, ficava muito interessado. O garoto então podia escolher entre continuar observando, ou falar com sua nova “amiga”. O que Buzz faria?


Off:
 

Histórico Buzz:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Dialogo:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
BuzzB
Pirata
Pirata
BuzzB

Créditos : 83
Warn : Segundo Ato: Rebirth 10010
Masculino Data de inscrição : 03/04/2016
Idade : 21
Localização : Nos anais do Acre

Segundo Ato: Rebirth Empty
MensagemAssunto: Re: Segundo Ato: Rebirth   Segundo Ato: Rebirth EmptySab 16 Jul 2016, 22:15

*Esta parte da minha vida, essa pequena parte, se chama felicidade. Nem em meus sonhos mais otimistas eu imaginaria que um dia poderia conversar com uma garota tão bonita. Mas eu ainda devo estar um pouco nervoso. Será que eu conseguirei falar certo com ela? Droga, essa é a pior hora para ser ruim em me comunicar! Talvez se eu falar pouco no começo, eu possa ir me acostumando e a conversa possa ir fluindo. Bem, esse é o único plano que eu tenho, então é melhor do que nada.

Essa era a hora da verdade. A hora pela qual todos os homens anseiam: Ficar sozinho com uma garota extremamente linda. Eu tinha que dar o meu melhor para fazer isso certo. Se tudo ocorresse bem, eu podia lucrar uma namorada. Tudo que eu tinha que fazer era não agir feito um idiota, o que particularmente era meio difícil. Mas a estratégia de falar pouco era perfeita. Eu já havia falado com ela, então era só fazer novamente.

Ela disse que se eu quisesse falar com ela era só chamá-la, e isso deixa as coisas mais fáceis para mim. Eu só tinha que falar que queria falar com ela e eu conseguiria sua atenção. Mais fácil do que isso só morrer mesmo. Primeiro de tudo, eu respiraria fundo, enquanto reuniria minha coragem. Meu coração batia tão rápido e tão forte que eu achava que todos no bar conseguiriam ouvi-las caso a música parasse. Também sabia que estava ficando corado, mas se eu desse para trás agora, eu poderia perder essa oportunidade divina.

*Droga! Já não basta ser bonita, tinha que mandar aquele sorriso e aquela piscada? Eu sinto como se eu fosse derreter de vergonha.

Me levantaria e caminharia para perto dela pelo lado de fora do balcão. Quando chegasse próximo à ela, falaria:

-Podemos conversar agora?

Tentaria falar isso olhando nos olhos dela, mas desviaria o olhar logo em seguida. Talvez olhar para ela retire minha coragem e eu acabe pateticamente desistindo. Esperaria uma resposta, e caso ela me chame para algum local, eu a seguiria. E agora, chega a parte mais assustadora: A conversa. Saber como iniciar uma conversa é a diferença entre um cara legal, e um babaca. Eu rezo para não ser o babaca. O pior de tudo, é que eu nem posso iniciar a conversa como uma pessoa normal e falar meu nome. Se ela souber que eu sou um pirata, eu posso acabar estragando tudo. E ela parecia estar preocupada comigo. Será que ela acha que eu estou doente? Ela falou que eu parecia abatido, então isso se encaixa.

*Se eu não posso começar falando meu nome, eu posso começar perguntando o que ela quer me perguntar. É genial! E é melhor do que o silêncio mortal.

Eu não podia ficar calado por muito tempo. Afinal, fui eu que chamei ela para conversar. Tentaria falar isso de modo tranquilo:

-O que você gostaria de saber?

Olharia para o chão, buscando o conforto que só a madeira de alta qualidade pode dar à um ser humano atingido pela flecha do famigerado cupido, enquanto esperaria a resposta da bela jovem.

Obs:
 

____________________________________________________

* Pensamento * (Buzz)
* Pensamento * (Staz)
- Fala

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Teo
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Teo

Créditos : 7
Warn : Segundo Ato: Rebirth 10010
Masculino Data de inscrição : 09/10/2012
Idade : 21
Localização : Ilusia Kingdom

Segundo Ato: Rebirth Empty
MensagemAssunto: Re: Segundo Ato: Rebirth   Segundo Ato: Rebirth EmptySeg 18 Jul 2016, 16:30

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


A Conversa

O Tempo passava, e enquanto Buzz bebia sua caneca de agua, um devaneio ocorre em sua mente, pois o garoto pensava intensamente no que acabara de acontecer. Ele então decidia sua “estratégia”, pois querendo ou não, aquilo acabava sendo uma batalha. Portanto, o garoto tomava sua decisão, e assim, quando decidia que era a hora, ia até a mulher, se movimentando para perto da mesma. A mulher estava terminando de finalizar a conta de um dos clientes. Ela recebia o dinheiro, guardando-o abaixo do balcão, em algo que Buzz não conseguia ver o que era, e assim olhava para ele, o que fazia o garoto desviar o olhar. Ele estava claramente envergonhado, mas a mulher que não conhecia nem entendia Buzz, olhava-o como se seu comportamento tivesse haver com o que o garoto guardava consigo.

Ela novamente limpa as mãos no seu pano branco de Felpa, e então tira o avental que estava vestindo, saindo do balcão e andando para frente, em direção as escadas, por ter passado do garoto, Buzz teve que olhar para ver onde a mulher iria, ele então vê ela gesticulando para o mesmo, acenando com dois de seus dedos como dizendo “Siga-me”.
Os dois então sobem as escadas, e se encontram no “Segundo Andar” do local, que na verdade era apenas um pequeno espaço suspenso com três mesas. Ao subir, o som da música e das pessoas conversando vai ficando um pouco mais abafado. Os dois então sentam na mesa mais ao canto, mesmo de lá, dava-se para ter uma visão direta do balcão na parte de baixo.
Enquanto isso, dentro da cabeça do pirata, milhares de pensamentos surgiam um atrás do outro, ele planejava uma boa conversa e tinha um planejamento inicial. Eles se sentavam, um de frente para o outro. Buzz, apesar de nervoso, era o primeiro a falar:

--O que você gostaria de saber?

A mulher então, toma uma posição um tanto analítica, pondo sua coluna para frente, uma das mãos esgueirada na mesa, e a outra aberta, apoiando o seu queixo, aquela posição mostrava apenas um pouco do seu busto, nada muito revelador. Ela olhava fixamente para os olhos do garoto, de primeira mão, era como se ele tivesse feito algo errado, e ela estivesse prestes a revelar uma descoberta, mas então ela diz:

--Bom, não é o que eu gostaria de saber, mas o que você tem para me contar...

Havia uma breve pausa, então a ruiva ajeitava sua postura, cruzando os braços e deixando a coluna reta:

--Assim... Eu estava te observando desde que você entrou... você não parece ser um adulto e um dos meus empregados te parou, mas não chegou a te botar para fora, então eu estava de olho para me certificar que nada acontecesse... Mas o que mais me intrigou foi o que você fez depois disso...

Ela era bem inteligente, e cada palavra que saia de sua boca, saia com convicção, como se ela fosse punir o garoto após falar, ela então olhava para baixo, analisando a situação:

--Você veio até o balcão, mas não pediu nada, e ficou apenas observando, não só a mim, como o bar... isso me parece um pouco suspeito, não acha? – Ela dizia as duas últimas palavras olhando novamente para o rosto do garoto.

A mulher dá mais uma pausa, analisando a reação que o garoto faria para sua afirmação, ela então finalmente diz:

--Então, eu quero que você me diga a verdade, e eu saberei se você estiver mentindo: O que você veio fazer aqui?

O semblante da mulher mostrava ameaça, sua linguagem corporal mostrava coragem, ela estava pronta para começar uma briga. Ela colocava uma das mãos diretamente na mesa, e largava a outra para trás. Enquanto isso, Buzz podia ouvir dois pares de passos subindo as escadas. O que ele faria?

Histórico Buzz:
 

Off:
 

Dica:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Dialogo:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
BuzzB
Pirata
Pirata
BuzzB

Créditos : 83
Warn : Segundo Ato: Rebirth 10010
Masculino Data de inscrição : 03/04/2016
Idade : 21
Localização : Nos anais do Acre

Segundo Ato: Rebirth Empty
MensagemAssunto: Re: Segundo Ato: Rebirth   Segundo Ato: Rebirth EmptySeg 18 Jul 2016, 20:45

*Então era isso. Ela desconfia que eu possa ter vindo fazer algo ruim. Bem, meio que eu não a culpo. Eu tenho agido de maneira estranha esse tempo todo, então não seria estranho alguém achar que eu estivesse aprontando uma. Mas mesmo assim, isso meio que me desanimou. Parece que eu realmente não sei ler as pessoas. Mas o que eu respondo? Ela pediu para que eu dissesse a verdade, mas eu não posso falar a verdade. Pelo menos, não toda a verdade.

Eu me sentia um idiota. Eu realmente achei que tinha chances com ela. Estranhamente, eu não conseguia sentir vergonha mais. A não ser na parte em que ela mostrou um pouco do busto, eu fiquei bem envergonhado naquela hora. Mas depois de ouvir tudo aquilo, eu só sentia uma sensação de vazio, como se algo tivesse sido arrancado do meu peito. A ansiedade se dissipava rapidamente e minha mente começava a clarear. Minha respiração começou a ficar mais lenta, meu coração desacelerou e eu estava ficando meio desanimado. Eu poderia simplesmente dizer que já estava de saída e deixar o local, mas por algum motivo, eu sentia que deveria falar com ela.

Mas eu não era idiota o bastante de contar a minha história sem omitir alguns fatos. Eu tinha que manter a minha identidade secreta o máximo de tempo possível. Isso era a minha vantagem por hora. E por sorte, eu já não estava tão nervoso a ponto de gaguejar ou hesitar. Isso poderia fazê-la achar que eu estou mentindo. E ainda tinha os passos que eu ouvia. Quem poderia estar vindo aqui? Olharia para trás rapidamente, tentando visualizar as pessoas que estavam vindo. Depois, olharia para a mesa e falaria em um tom calmo e suave:

-O quê eu vim fazer aqui, é? Primeiro, por que está com uma das mãos para trás?

Esperaria uma resposta da mulher. Eu não tinha pressa em responder as perguntas dela, pois ainda não tinha exatamente um plano. Eu só tinha pensado em não contar toda a minha história, mas ainda não tinha pensado em uma maneira de falar as partes que sobram, sem fazê-la suspeitar de algo. Eram perguntas meio idiotas, mas serviriam. Quando ela terminasse de dar a resposta, era bem provável que ela exigiria a minha. Mas eu tinha que enrolar mais um pouco, então falaria:

- Segundo, por que você prestou tanta atenção em mim? Eu não sou exatamente o estereótipo de ladrão, ou assassino. Na verdade, em minha atual condição, eu não acho que eu pareça perigoso.

Depois de falar isso, esperaria a resposta dela, para saber como proceder por hora.

____________________________________________________

* Pensamento * (Buzz)
* Pensamento * (Staz)
- Fala

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Segundo Ato: Rebirth Empty
MensagemAssunto: Re: Segundo Ato: Rebirth   Segundo Ato: Rebirth Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Segundo Ato: Rebirth
Voltar ao Topo 
Página 1 de 10Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Polestar Islands-
Ir para: