One Piece RPG
Lvneel! A Grand Line se aproxima! XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» 1º Ato - O Despertar
Lvneel! A Grand Line se aproxima! Emptypor Chaitanya Mahaprabhu Hoje à(s) 1:12

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
Lvneel! A Grand Line se aproxima! Emptypor PepePepi Ontem à(s) 23:55

» VI - Seek & Destroy
Lvneel! A Grand Line se aproxima! Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 23:52

» Chapter I: Seafret - Oceans ♪♫♪
Lvneel! A Grand Line se aproxima! Emptypor tamerex12 Ontem à(s) 23:24

» [LB] O Florescer de Utopia III
Lvneel! A Grand Line se aproxima! Emptypor Kekzy Ontem à(s) 22:52

» [MINI-Ballu] Um momento desesperador
Lvneel! A Grand Line se aproxima! Emptypor DarkWoodsKeeper Ontem à(s) 22:34

» Enuma Elish
Lvneel! A Grand Line se aproxima! Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 22:05

» The Claw
Lvneel! A Grand Line se aproxima! Emptypor Achiles Ontem à(s) 20:46

» Vamos nos aventurar! Anjinhas me aguardem...
Lvneel! A Grand Line se aproxima! Emptypor Pippos Ontem à(s) 20:15

» III ~ Uma Loira na Ilha das Aranhas?
Lvneel! A Grand Line se aproxima! Emptypor PepePepi Ontem à(s) 20:06

» MaikLynn Scarlaiti de Orr
Lvneel! A Grand Line se aproxima! Emptypor GM.Noskire Ontem à(s) 19:24

» II - Aliados
Lvneel! A Grand Line se aproxima! Emptypor Hunson Ontem à(s) 19:19

» Tríade Selvagem
Lvneel! A Grand Line se aproxima! Emptypor GM.Furry Ontem à(s) 19:18

» Escuridão total sem estrelas
Lvneel! A Grand Line se aproxima! Emptypor K1NG Ontem à(s) 19:17

» Rumo à Grand Line?
Lvneel! A Grand Line se aproxima! Emptypor Kekzy Ontem à(s) 19:00

» Una Regazza Chiamata Pericolo
Lvneel! A Grand Line se aproxima! Emptypor Vrowk Ontem à(s) 18:40

» Arco North Blue: Uma Odisseia no Santuário
Lvneel! A Grand Line se aproxima! Emptypor tamerex12 Ontem à(s) 18:26

» O início da pesquisa.
Lvneel! A Grand Line se aproxima! Emptypor K1NG Ontem à(s) 18:07

» Yami Sukehiro
Lvneel! A Grand Line se aproxima! Emptypor Mad Ontem à(s) 17:50

» O Sapo Mágico
Lvneel! A Grand Line se aproxima! Emptypor K1NG Ontem à(s) 17:47



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Lvneel! A Grand Line se aproxima!

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 53
Warn : Lvneel! A Grand Line se aproxima! 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

Lvneel! A Grand Line se aproxima! Empty
MensagemAssunto: Lvneel! A Grand Line se aproxima!   Lvneel! A Grand Line se aproxima! EmptySeg 13 Jun 2016 - 16:33

Lvneel! A Grand Line se aproxima!

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) agentes Soul Kanon e Krinit Ulki. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Soul Kanon
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Soul Kanon

Créditos : Zero
Warn : Lvneel! A Grand Line se aproxima! 10010
Data de inscrição : 16/10/2011
Idade : 22

Lvneel! A Grand Line se aproxima! Empty
MensagemAssunto: Re: Lvneel! A Grand Line se aproxima!   Lvneel! A Grand Line se aproxima! EmptyTer 14 Jun 2016 - 16:52

Um soco forte. Talvez não o mais forte que eu já tivesse dado, mas o que utilizava do máximo que eu poderia dar depois de todo aquele dia cansativo e todos aqueles ferimentos no braço.

A ideia não era muito boa, mas como um novo agente e como a pessoa que eu era, esperar por alguém vir me salvar, não parecia eu. O homem caiu para o lado, mas talvez a força usada não fora a suficiente para desmaia-lo, e num surto de raiva e fúria, este se virava em minha direção com a adaga em mãos. Quando novamente pensei que ia morrer, mais uma vez, a sorte me salvava.

Alguns marinheiros entravam na sala, saindo de sei lá onde. Não busquei contar a quantidade deles, o que importava ali era que eu estava novamente salvo. – Uffa! – Um alivio percorria todo o meu corpo, que caia no chão lentamente, para um possível descanso profundo. -Lorde Bickings, nobre de Lvneel. Que pena, um senhor tão culto. Este magricela eu não conheço; deve ser um ladrãozinho. Este grandão... um dos guarda-costas do grande Kurama. Que infortúnio. Olhe só, o famoso caçador Rohn Thug. E me parece que ele tinha capturado esta senhorita... Daisy Red Eyes... A infame pirata. Este aqui é o... o revolucionário Sting! Realmente, há grandes figuras que morreram aqui! E este homem... este homem é o sargento Bigby, de Wars Island! Mas o que diabos ele estava fazendo aqui? Os dois que estão vivos são... um eu reconheço: é o irmão da Daisy, o Rick Dread. Um criminoso bem perigoso, sem dúvidas. O outro... quem é você? – A pergunta era feita a mim. Eu realmente não conhecia aqueles sujeitos, e provavelmente, minha ficha de agente ainda não havia entrado na lista da Cipher Pool 2, então me preparei para responde-lo com respeito e calma.

Novamente, fui surpreendido. Seis marinheiros entravam no recinto, e junto a eles dois que eu rapidamente reconheci. Meu superior, e meu grande companheiro gigante. Um sorriso pequeno se abria no meu rosto, e já estava tão aliviado com a situação, que só um banho quente e uma cama gostosa para me deixar mais feliz. – Boa tarde senhor Crook! Ou seria Boa noite! Obrigado por vir nos salvar! E desculpe também por esse mar de sangue... – Eu olhava para todos que ali morreram alguns minutos atrás, ou horas, o tempo se passara e eu nem havia percebido. Um olhar de tristeza batia em meu rosto, e ainda mais, quando lembrara sobre o que acontecera a Bigby. – E também, pelo nosso comandante, Bigby... Se eu fosse um pouco mais inteligente... – Lamentava enquanto olhava para baixo.

Depois de tanta lamentação, fomos guiados para fora do navio. Finalmente estávamos em Lvneel, e uma nova aventura estava para se começar. Infelizmente, não vi nada da cidade. O cansaço e as dores eram tantas, que rapidamente desmaiei.

Não cheguei nem a sonhar, talvez porque tudo aquilo que eu havia vivido não passara de um, ou talvez porque o meu corpo poderia se cansar ainda mais caso houvesse um sonho intenso.  Quando finalmente acordei, estava na cama do hospital. -Arghhh! – Foi a dor que vinha ao mover meu braço esquerdo. Foi ai que veio a conclusão de que tudo aquilo havia sido real. Toda aquela matança, carnificina, e uma nova ilha que eu visitava, a primeira de muitas. Ulki estava ao meu lado. Parecia estar bem fisicamente, se recuperado da lesão na perna, e pronto para uma outra. – Eai cara? Que dia é hoje? Dormi por quanto tempo hehe? – Esperava por uma resposta. Talvez horas, dias, semanas, quanto tempo eu havia ficado parado.

Com a resposta, continuaria a conversa, mas em determinado momento, tentaria me levantar da cama, e perceberia a dor em minha mão direita – Arghh!!- Olharia para ela – Preciso tratar isso logo! – Olharia para a lua cheia – Vamos ver se consigo achar algum médico que possa me ajudar com isso – E tentaria sair pelo corredor em busca de um médico. Estava em um hospital, então assim que eu visse alguém vestido de branco, perguntaria – Boa noite! Eu estava em repouso em minha cama, e percebi que quando acordei, minha mão direita não havia sido tratada. Eu sofri um tiro nela, será que você ou alguém poderia me ajudar? – Esperaria pela resposta.
Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

"Nunca Julgue alguém por sua aparência. Julgue-o por suas atitudes"

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://inazumaelevengo.forumaqui.com/
Ulki
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Ulki

Créditos : Zero
Warn : Lvneel! A Grand Line se aproxima! 10010
Masculino Data de inscrição : 20/04/2011
Idade : 23
Localização : Aqui

Lvneel! A Grand Line se aproxima! Empty
MensagemAssunto: Re: Lvneel! A Grand Line se aproxima!   Lvneel! A Grand Line se aproxima! EmptyQua 15 Jun 2016 - 23:39

Krinit nem sempre ficava quieto, geralmente falava com a lebre, conversavam sempre que era possível. Quando ficava quieto por muito tempo Krinit se sentia sozinho, não gostava disso, por isso procurava assuntos com a lebre, o que sempre funcionava, já que ela o respondia a todo momento, nem que a resposta fosse bruta, ela sempre estava ali para o ajudar e principalmente, a lhe aconselhar.

O passado do rapaz não era um mar de rosas, pelo menos não até onde ele se lembrava. As coisas apenas começaram a melhorar quando ele ganhou a lebre, foi então que ele começou a se movimentar, e dentro de um tempo ele se desagarrou daquilo que lhe fazia sofrer, sua vida tinha tomado um rumo, e ainda não estava acabado, faltava muito a se percorrer até que ele voltasse para...

- Casa. – Disse Krinit, a lebre ergueu as orelhas e franziu a testa, voltando seu olhar para o jovem. - Eu quero voltar logo. – Dessa vez aquelas palavras não eram para puxar assunto, apenas deixava elas flutuando no ar.

No momento ele estava na sala do hospital, sentando sobre uma cama ao lado de Kanon, seu mais novo parceiro, que descansava. Permanecia pensativo, uma missão tinha acabado de ser concluída, não uma missão qualquer, mas algo muito trágico, que trouxe as lembranças do passado de Krinit de volta a tona, e ainda por cima incrementou em seus olhos novas imagens aterrorizantes.

A lua estava linda e o rapaz não conseguia parar de encará-la. Preso em sua própria cabeça, não conseguia parar de se perguntar se mais alguma desgraça estava para acontecer, sentia culpa por desfrutar da adrenalina que aquela missão tinha reservado, sentia culpa por querer mais daquilo. Esperava tudo aquilo iria desaparecer se ele voltasse para seu mundo, onde poderia recomeçar e ter uma vida mais calma, quem sabe arando o campo com seus pais durante a tarde, e de noite fazendo fogueira com seus amigos mais próximos. Mas esses desejos apenas ficavam em sua mente, naquele momento ele sabia que para conseguir realizar seu maior objetivo ele precisaria encontrar quem o pegou quando criança, para isso estava no Governo.

Mas também precisaria se preparar. Ao longo da sua vida ele tinha aprendido algumas coisas, usou sua altura e principalmente o tamanho das suas pernas para aprender a lutar, graças os homens do navio no qual era escravo aprendeu a manejar um navio, e como navegar em alto mar, porém ainda precisava aprender mais. Tinha de estar preparado para tudo.

- Ele acordou. - Disse a lebre, fazendo com que Krinit voltasse seu olhar rapidamente para Kanon.

Eai cara? Que dia é hoje? Dormi por quanto tempo hehe? – O pernudo esboçou um sorriso.

- Cara, faz um ano que você está aí dormindo! O mundo quase acabou e você nem para se levantar para nos ajudar!! – Disse Krinit enquanto se esforçava para fazer uma encenação de desesperado. Logo começou a rir. - Não faz muito tempo. Mas não sei se você está bom ainda...

Voltou seu olhar para a lua, sabia que mais desafios estavam para vir, e ia de qualquer forma vencê-los, custasse o que custar. Logo se levantaria e procuraria sair do hospital se fosse possível, indo direto para o QG do governo/marinha para tentar conseguir uma bota com eles.

Spoiler:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takamura
Civil
Civil
Takamura

Créditos : 3
Warn : Lvneel! A Grand Line se aproxima! 9010
Masculino Data de inscrição : 03/06/2016
Idade : 22

Lvneel! A Grand Line se aproxima! Empty
MensagemAssunto: Re: Lvneel! A Grand Line se aproxima!   Lvneel! A Grand Line se aproxima! EmptySeg 20 Jun 2016 - 16:56

Agentes do governo

Em ação!



Soul enquanto estava deitado na cama, infelizmente lembrava do seu terrível passado com todas aquelas mortes e danos ao seu corpo. Primeiramente não acreditava naquilo que havia passado, precisou que seu braço doesse para acordar na realidade. Enquanto isso, Krinit mentalmente comparava sua vida antes e depois de conhecer a lebre, acabava por notar que ao encontrar com o animal, a sua existência consegue ter mais valor.

O Homem barbudo falava sozinho com uma imaginária lebre, outros pacientes que estavam no lugar olharam para o rapaz pensando que ele era louco. Ulki notando que estava na cama ao lado de Krinit, percebe sobre o que ele estava passando, toda a dor e tristeza dos eventos anteriores. Mas logo desviava o olhar para a lua, a admirando e em sequência se perdia em meio as lembranças.

Enquanto o brilho da noite iluminava o quarto, Kanon finalmente percebe a presença de Ulki no lado da cama uma vez que o lutador de taekwondo havia lesionado a perna.– Eai cara? Que dia é hoje? Dormi por quanto tempo hehe?. Perguntava o pugilista calmamente para saber quanto tempo estava desmaiado. - Cara, faz um ano que você está aí dormindo! O mundo quase acabou e você nem para se levantar para nos ajudar!!. Seu parceiro responde querendo que o boxeador se desesperasse, mas não demorou muito e começou a rir. - Não faz muito tempo. Mas não sei se você está bom ainda... Dessa vez Krinit falava seriamente.

O boxeador tentava se levantar, mas com a mão imobilizada e o outro braço quebrado acabava por cair na cama e por causa de suas ações a dor que sentia em respectivos membros do corpo era enorme, enquanto isso o seu parceiro se levantava da cama com a intenção de caminhar até o QG, mas era parado pelo médico que entrava no quarto. - Mas aonde você pensava que vai? - Enquanto dava uma bronca em Ulki, o doutor fazia o rapaz sentar na cama.- Paciente Kanon: Sua condição é critica, não poderá mover o braço esquerdo e a mão direita por um tempo. Não faça nenhum tipo de esforço com ambas. Falava o velho enquanto colocava a ponta de uma injeção no braço do boxeador fazendo parar a dor com um sedativo.

Logo o curandeiro se virava para Ulki. - Paciente Krinit: Sua condição está razoavelmente boa, amanhã ao meio dia poderá se mover livremente. Mas devo lhe avisar, se fizer muito esforço com a perna, ela poderá piorar. Então apenas repouse. Dizia o médico enquanto guardava o seu bloco de anotação e sem esperar por uma palavra saia do quarto.

Os outros pacientes que estavam no local não precisavam saber suas condições uma vez que foram notificados mais cedo. Assim que saia o idoso, o hospital inteiro ficava totalmente escuro e a unica luz que tinha no local era o brilho da lua que adentrava pela janela. Também não dava pra ouvir nenhum voz ou som do sanatório, estava um clima assustador no ar. O que os agentes do governo vão fazer?

Velho:
 

Histórico de Soul Kanon:
 

Histórico de Krinit Ulki:
 

off:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Soul Kanon
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Soul Kanon

Créditos : Zero
Warn : Lvneel! A Grand Line se aproxima! 10010
Data de inscrição : 16/10/2011
Idade : 22

Lvneel! A Grand Line se aproxima! Empty
MensagemAssunto: Re: Lvneel! A Grand Line se aproxima!   Lvneel! A Grand Line se aproxima! EmptySab 25 Jun 2016 - 16:30

A lua brilhava no mundo ali fora. Era linda por sinal, provavelmente lua cheia, não sabia dizer qual era exatamente, mas o que importava era finalmente se encerrava um dia cheio de loucuras e perigos.

Meu braço estava engessado e minha mão ferida, mas sem tratamento. Não fazia ideia de quanto tempo havia estado ali, realmente a minha mente estava uma bagunça. A última coisa de qual lembrava era de ter visto Crook e seus homens chegando ao barco, e nos resgatando. A partir dali desmaiei.

-Cara, faz um ano que você está aí dormindo! O mundo quase acabou e você nem para se levantar para nos ajudar!!- Era a resposta de Ulki. Estava claro que aquilo não passava de uma brincadeira do grandão para tentar aliviar um pouco a situação – Engraçadinho você hein? – Dava um sorrisinho no rosto, aceitando a brincadeira, e logo olhava para a porta, já pensando em sair o mais rápido possível dali. Minha mão ainda estava machucada e, pelo menos, precisava achar alguém que pudesse dar um jeito nela.

- Não faz muito tempo. Mas não sei se você está bom ainda... – Ulki ria, e eu tentava me levantar mas acabava por não conseguir - ARGHHHHHHHHHHHHH!!!!!! – Gritava de dor, como se tivesse o braço cortado, apesar que a situação era relativamente parecida. Krinit, enquanto isso, tentava sair do quarto, mas era logo parado por alguém, o qual eu desconhecia.

- Mas aonde você pensava que vai? – O provável médico fazia seu paciente sentar na cama, e logo virava sua voz para mim. Minha dor era tanta que eu sequer conseguia ficar com os olhos abertos, para observar a situação e tentar reconhecer a pessoa. Meus dentes rangiam de dor, e eu me pus de volta a cama, novamente deitado. -Paciente Kanon: Sua condição é critica, não poderá mover o braço esquerdo e a mão direita por um tempo. Não faça nenhum tipo de esforço com ambas. – A dor aumentava durante alguns segundos, até que toda ela passava em um simples instante. Uma injeção e um sedativo haviam sido aplicado em meu braço, e dado um certo alivio ao meu rosto, permitindo-me observar o tal homem.

Era um senhor de idade, e talvez até um pouco assustador pelo modo que se vestia, com roupas um tanto quanto velhas, além de ser calvo e ter ombros um pouco curvados. “Espero que ele não cuide de crianças pequenas. Senão...” Apesar de tudo, não me sentia ameaçado, falava a ele com total tranquilidade, e como se fosse uma pessoa totalmente comum. – Me desculpe doutor! Aliás, gostaria de que o senhor pudesse tratar minha mão! – Levantaria minha mão direita em direção a ele. – Levei um tiro e provavelmente há uma bala alojada ai. – Esperaria por sua resposta, para agradecer ao velho.

Enquanto isso, o homem notificava a Ulki suas condições. - Paciente Krinit: Sua condição está razoavelmente boa, amanhã ao meio dia poderá se mover livremente. Mas devo lhe avisar, se fizer muito esforço com a perna, ela poderá piorar. Então apenas repouse. – Ele saia do local, e todas as luzes se apagavam. Para uma criança aquilo poderia se tornar assustador, mas para um jovem garoto, agora, do governo, aquilo era uma felicidade para mim, já que dali em diante, viver nas sombras era a vida que eu havia escolhido.

-Boa noite! –Ajeitava meu corpo na cama do jeito que dava, sem utilizar das mãos, e depois de olhar para o teto pela última vez naquele dia, meus olhos se fechavam e a escuridão aparecia. Não cheguei a sonhar, talvez porque minha mente já estava exausta daquele dia longo e pesado, mas o sono havia sido bem relaxante e me dado um grande alivío.

Assim que eu acordasse, por conta de movimentos involuntários e costumes, gritaria de dor após tentar me espreguiçar e perceber que meus braços ainda não estavam totalmente bons. – Arghhhhh!! – Rangeria os dentes novamente, e tentaria segurar o grito para não acordar ninguém. Esperaria Ulki acordar, para conversar com ele. – Eai cara! Temos que pegar nossa recompensa. Quanto tempo será que ainda terei que ficar aqui? – Diria e esperaria por sua resposta. Talvez o doutor entrasse na sala, mas isso é história para um outro post.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

"Nunca Julgue alguém por sua aparência. Julgue-o por suas atitudes"

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://inazumaelevengo.forumaqui.com/
Ulki
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Ulki

Créditos : Zero
Warn : Lvneel! A Grand Line se aproxima! 10010
Masculino Data de inscrição : 20/04/2011
Idade : 23
Localização : Aqui

Lvneel! A Grand Line se aproxima! Empty
MensagemAssunto: Re: Lvneel! A Grand Line se aproxima!   Lvneel! A Grand Line se aproxima! EmptySeg 27 Jun 2016 - 21:48

Um homem velho, calvo, de óculos chega à sala onde estão os pacientes, bem quando Krinit e Kanon estão com planos de sair do local. O pernudo parou de se movimentar ao ver o velho, primeiro observou a falta de cabelo nele, em seguida olhou para o homem de cima para baixo, algo um tanto peculiar e estranho de se fazer, mas que para Krinit não significava nada além de uma atitude de observação. Logo percebeu que aquele velho era o médico principalmente depois de ouvir a voz do senhor, que seria feito um pouco mais para frente.

A lebre começou a gargalhar ao ver Krinit colocando sua mão sobre os olhos, em um movimento feito geralmente para evitar contato com o sol, mas naquele caso estava sendo feito para tirar sarro com a careca do médico. Krinit forçava seus olhos e dava um sorriso de canto enquanto olhava para o local onde supostamente devia ter cabelos no velho, tentava dar indícios de que a luz da lua batia na cabeça do médico e refletia diretamente nos olhos do pernudo.

- O cara é uma lua de barba e óculos. – Dizia a Lebre parando de rir aos poucos. Krinit olhou para ela e quase começou a rir, fechou forte a boca enquanto ar preenchia as bochechas, tentava no máximo para não soltar uma gargalhada. - Só não deixa aquele cara verde ver a cabeça desse velho, senão ele vai querer destruir ela só para evitar que apareçam macacos gigantes. – A lebre esperava um risada vindo de Krinit mas tudo que ganhou foi um olhar confuso, o rapaz não tinha a menor ideia do que ela falava, o que fazia com que a mesma revirasse seus olhos frustrada com a “falta de conhecimento sobre raças alienígenas”, o que segundo ela estava nas enciclopédias dos Pernas Longas, com o irreverente título “O que que há velhinho?” Krinit preferia não acreditar nessa segunda parte.

Mas aonde você pensava que vai? – O rapaz sentia a autoridade na voz daquele homem. De repente ficou sem palavras, não sabia o que dizer e começou a apontar com os dedos para todos os lados, sua confusão só passou quanto sentou na cama novamente de forma forçada. Olhou para lebre, a mesma encarava fortemente o doutor com os olhos de quem poderia pular no pescoço da outra pessoa.

- Imbecil. Acha que pode chegar aqui mandando nos pacientes como se fosse dono deles? – Ficou em silêncio durante um tempo, Krinit mudou seu olhar para o médico e imaginou como seria caso os outros pudessem escutar a lebre. - Apenas eu posso mandar aqui. – A imaginação do rapaz foi quebrada ao escutar tais palavras. Voltou a encarar a lebre, desta vez com um olhar de quem não acreditava no que estava escutando, balançou sua cabeça e depois ficou olhando para baixo.
Na cabeça de Krinit aquele médico já tinha uma péssima impressão sobre ele. O rapaz tinha um forte desejo de ser aceito pelas pessoas, ele tinha conseguido ser aceito pelo Governo Mundial e para ele era um grande passo, era ali que ele ia começar a caminhar em direção do seu objetivo, mas não era apenas o governo que tinha de aceita-lo como parte daquele mundo, mas sim cada indivíduo vivendo ali, pelo menos cada individuo de bem que vivia ali. Se aquele médico já tinha dado uma bronca nele é muito fácil ele expulsar Krinit do hospital, ser aceito era uma tarefa árdua para o rapaz, e isso o deixava frequentemente preocupado.

- Você e suas preocupações desnecessárias. – Disse a lebre. – Ele só falou para você continuar na cama. Não precisa de drama. – Krinit voltou seu olhar para lebre, estava com seu lábio inferior voltado para frente e com uma feição de “coitadinho”. Levou um tapa da lebre por isso. – Ai.  - Disse o pernudo esfregando seu rosto. - Recomponha-se ou eu te quebro aqui mesmo. – Ele ia retrucar quando escutou a voz do médico dando boas notícias.

” Amanhã ao meio dia poderá se mover livremente”. Estas palavras fizeram um sorriso ser arrancado do rosto de Krinit. Quase ergueu os braços para cima e bateu na bata da lebre, mas a mesma o continha e falava para ele manter a calma, pois afinal ainda estavam em uma sala de hospital. O rapaz então se controlou e respirou fundo, mas manteve os cantos da sua boca de orelha em orelha, lembrou-se do quanto era difícil se movimentar pelo navio da missão anterior com uma perna ferrada, e agora que sua perna pararia de doer ele sentia que poderia fazer qualquer coisa e que seria bem mais útil em qualquer missão, estava ficando animado para começar a ir atrás dos seus objetivos.

Escutou a lebre falando algo sobre finalmente a perna ficar boa e que ele ia parar de ser um inútil, como resposta apenas balançou sua mão com desdém. Mantinha seu sorriso e olhava para as pernas, em seguida se lembrava de que Kanon ia demorar um pouco mais para se recuperar. Krinit uma vez tinha escutado a lebre falar sobre Blanc, um deus de seu mundo natal que tinha criado tudo e principalmente, dado voz a todos os seres vivos, além de que ele era o ser responsável por todos os perna longas terem um conselheiro. O rapaz não tinha perguntado muito sobre isso, mas tinha fé de que esse era o deus supremo. Não sabia se Kanon acreditaria nisso, mas estava prestes a começar a falar sobre esse deus quando o médico saiu da sala e tudo ficou escuro.

A atmosfera ficou um pouco tensa, a única coisa que Krinit via era a lebre que brilhava em um vermelho intenso, mas não iluminava nem um pouco a sala, tampouco machucava olhos do rapaz, mesmo assim ele colocava sua mão na frente deles, fazendo com que a lebre se forçasse a diminuir seu brilho e ficasse um pouco mais escura, dava para ver ela revirando seus olhos enquanto chamava o rapaz de fresco de forma quase inaudível. As coisas ficaram silenciosas durante um tempo.

- Você viu. – Disse a lebre quebrando o silêncio - O lua de barba que tava iluminando a sala, ele saiu tudo ficou escuro.. Os dois caíram na gargalhada, fazendo barulho pela sala toda. Levou um tempo para Krinit tentar aos poucos parar de rir para não incomodar o pessoal, porém a imagem do médico iluminando a sala com sua careca o fazia continuar rindo. Lentamente foi conseguindo se controlar, sua respiração estava pesada enquanto tentava se acalmar e evitava olhar para a lebre para não começar a rir novamente.

Limpou o canto do seu olho e virou se para Kanon, ia falar com seu parceiro quando viu que ele já estava se ajeitando para dormir, deu de ombros e então deitou-se na cama. Ficou olhando para o teto enquanto dava um sorriso pensando no dia seguinte, queria dar uns chutes em algo para testar a perna, mas achou melhor não fazer isso para não ter o problema de elas ficarem feridas novamente. Logo sentiu a lebre deitando em seu ombro, era hora de dormir.

Quando amanhecesse Krinit veria duas orelhas em frente de seu rosto, a lebre ainda estaria deitada em seu ombro, porém acordada estaria assoviando uma música dos perna longas. Krinit se espreguiçaria, tomando cuidado para não forçar muito a perna naquele momento. Escutaria Kanon e em seguida responderia se ajeitando sentado na cama:

-Opa! Temos aquele dinheiro ainda né. Quando sairmos daqui vamos lá então.
Spoiler:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takamura
Civil
Civil
Takamura

Créditos : 3
Warn : Lvneel! A Grand Line se aproxima! 9010
Masculino Data de inscrição : 03/06/2016
Idade : 22

Lvneel! A Grand Line se aproxima! Empty
MensagemAssunto: Re: Lvneel! A Grand Line se aproxima!   Lvneel! A Grand Line se aproxima! EmptySeg 27 Jun 2016 - 23:29

O que fazer num Hospital?


Soul Kanon


Soul primeiramente admirava a lua e logo em seguida pedia pro velho cuidar da mão do mesmo, todavia ele não escuto e depois de falar as condições de seu parceiro foi em embora.

Kanon havia julgado o calvo pela sua aparência, mesmo sem falar nada talvez o médico tenha percebido pelo olhar. Em sequência, o pugilista se sente aliviado pelas luzes terem se apagado uma vez que a escuridão era o seu local favorito.

Krinit Ulki


Krinit e sua lebre imaginária zombavam e riam da aparência do velho, quando o mesmo foi embora, os dois gargalhavam incontrolavelmente. Mas, durante a conversa a lebre se sentia frustada com a autoridade do idoso querendo por bate-lo. Enquanto isso, Ulki se sentia feliz ao saber que rapidamente iria ficar bom.

O homem barbudo teve a intenção em pensamentos de chutar algumas coisas quando acordar, todavia percebeu que se fizesse isso acabaria por voltar no hospital.

Finalmente voltando pra atualidade em que as pessoas em volta, já estavam dormindo e por esse motivo acordaram irritados.

- Ei, já são quase meia noite.. vai dormir! Gritava um dos pacientes que ficava incomodado pelas risadas.

Kanon e Krinit

O boxeador dava boa noite para seu companheiro antes de dormir, contudo Ulki acabava por deixar no vácuo. Então os dois depois de observarem o teto, finalmente adormecia. A lebre estava no ombro de Krinit.

No meio da noite, o doutor voltava para o quarto dos dois.-Esses garotos, não sabe como foi difícil perder o cabelo O curandeiro resmungava baixinho para ninguém acordar com um olhar triste em baixo dos óculos, enfim ele dirigia até o boxeador.- Desculpe, esqueci da sua mão Ainda falando num tom inaudível, cuidava do ferimento de Soul e como finalidade apenas enrolava com uma faixa a mão do rapaz.

- Durma bem crianças Continuava falando no tom de voz de sempre, ninguém daquele quarto acordava nem com os passos e muito menos com a voz do velho.

O dia finalmente acabava e quando o sol nasceu, a luz atravessava a janela que estava aberta a noite inteira. Consequentemente, o brilho acertava os olhos dos dois agentes e fazendo que ambos acordassem. Era apenas sete da manhã, o ferimento de Ulki ainda não havia sido curado contudo já podia andar normalmente.

Assim que Kanon acordava grita de dor por seus movimentos involuntários na sua falha tentativa de se espreguiçar e isso tem como finalidade acordar o resto dos pacientes ao redor. - Caramba.. como vocês são barulhentos! Era um coral que se formava por todos falarem a mesma frase por coincidência. E por fim, podia notar que sua mão estava enfaixada, no entanto não saberia o porque exatamente.

Krinit por sua vez acordava com as orelhas de seu amigo bem enfrente a seu rosto e ele estava assoviando ao mesmo tempo que cantava uma de suas musicas. Assim como o seu parceiro, Ulki se espreguiçava sem problema algum.

Eai cara! Temos que pegar nossa recompensa. Quanto tempo será que ainda terei que ficar aqui? Perguntava o pugilista num tom de voz calmo e logo recebe a sua resposta.-Opa! Temos aquele dinheiro ainda né. Quando sairmos daqui vamos lá então. Respondia o lutador de Taekwondo.

O médico ainda não tinha entrado no quarto, todos os hospedeiros do hospital estavam sentados na cama, com exceção de Kanon que mal podia fazer isso. Apesar das reclamações, a ambientação do local estava tranquila, com o sol iluminando todo o quarto. Kanon ainda possuia dificuldades em respectivos membros, mas com esforço já poderia move-los e Ulki estava recuperado pode sair do hospital se falar com o doutor. O que os agentes vão fazer?
Histórico de Soul Kanon:
 

Histórico de Krinit Ulki:
 

off:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Soul Kanon
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Soul Kanon

Créditos : Zero
Warn : Lvneel! A Grand Line se aproxima! 10010
Data de inscrição : 16/10/2011
Idade : 22

Lvneel! A Grand Line se aproxima! Empty
MensagemAssunto: Re: Lvneel! A Grand Line se aproxima!   Lvneel! A Grand Line se aproxima! EmptyQua 29 Jun 2016 - 23:43

“Nada para fazer a não ser dormir e descansar meu corpo.... Arghh que tédio!” Pensamentos que rapidamente eram cessados enquanto meus olhos se fechavam naturalmente. O meu boa noite não havia sido respondido, talvez porque o pernudo talvez já tivesse pegado no sono, realmente não sabia  o possível motivo,  mas não seria nada que mudaria a forma com que eu o trataria. Ulki era uma pessoa boa e corajosa, basta ver a coragem que teve ao participar de uma missão tão perigosa numa cadeira de rodas, e mesmo que eu não tivesse visto-o lutando seriamente diante de uma situação caótica e difícil, para alguém que eu sequer respeitava no início e que para mim não era mais que um estorvo, eu, aos poucos começava a vê-lo como um verdadeiro companheiro.

-AHHHhhhhhh!! – Era o meu espreguiçar de um novo dia. Num piscar de olhos, a lua brilhante e luminosa tinha dado lugar ao sol forte e despertador das sete da manhã. Céu azul, e livre de nuvens, e junto a isso, mais um grito de dor que tomava conta de todo o quarto gerando reclamações da maioria que ali estavam.  - Caramba.. como vocês são barulhentos! – Abri um leve sorriso no rosto. Apesar de estarem reclamando, pelo menos aquelas pessoas davam sinais de que estavam bem, e mesmo que eu não soubesse realmente quais eram os sintomas de suas doenças ou os motivos de seus ferimentos, fiquei feliz por aquelas reações quase que todas iguais. -Caramba... Vocês estão quase que perfeitamente entrosados. Quando vocês saírem daqui talvez possam formar um coral... Hahahah O que acham da ideia? – Tentava um pouco animá-los e deixar o clima um pouco mais tranquilo – Me desculpem por tê-los acordados. Não foi minha intenção.- Abria um sorriso tranquilo enquanto olhos fechados demonstravam um ar de tranquilidade, paz e sinceridade.

Naquele momento, observava meu braço. Eu havia sentido algo diferente, mas ainda não tinha olhado com atenção. De mão direita enfaixada, eu até me assustava um pouco com aquilo, mas logo entendia o que acontecera “Esse velho maldito.. Entrou aqui e eu nem percebi” Um sorriso se abria no meu rosto, e eu então me virava para o meu companheiro. - Eai cara! Temos que pegar nossa recompensa. Quanto tempo será que ainda terei que ficar aqui? – Já sentado na cama, com os joelhos um pouco dobrados, minha voz era serena e calma. Estava feliz, por vários motivos, um novo dia, meus ferimentos estavam se curando, e eu logo ia receber minha insígnia e minha recompensa, e tudo aquilo se refletia diretamente no meu rosto e na minha voz.

-Opa! Temos aquele dinheiro ainda né. Quando sairmos daqui vamos lá então.  – Realmente, ainda tínhamos que pegar nosso dinheiro da missão. Naquele momento, algumas memórias sobre o outro dia voltavam a minha mente, e me faziam refletir o porquê de eu ter saído tão machucado “Fui um tanto quanto ingênuo. Até parece que aquele cara não iria imaginar que eu estava com a arma escondida. Acho que se eu soubesse ler melhor as expressões das pessoas, talvez eu conseguisse até prever suas ações...” Naquele instante, o meu sorriso tranquilo e sereno dava lugar a uma expressão preocupada, deitava na cama, olhava para o teto com os olhos um tanto quanto abatidos, enquanto colocava meu braço direito sobre minha testa. Aquele situação havia sido realmente perigosa, podendo ter gerado até mesmo a minha morte ou a de Ulki, e se eu não parasse para refletir naquele momento, e decidir o que eu iria fazer para melhorar, talvez não houvesse tempo depois.

-Vou tentar me aperfeiçoar nisso antes de pegar mais uma missão. -A voz saía da minha boca, meio que como um pensamento alto. Eu não podia sair dali, enquanto o doutor não me liberasse, então realmente não havia o que eu pudesse fazer. Nessa situação, tentaria observar os pacientes que ali estavam. Prestando atenção as suas características físicas, e imaginando o que os levara até ali, e o quanto de dificuldades já haveriam superado. Se algum deles tivesse acordado, tentaria chamar uma conversa para passar o tempo – Senhor(a).. Me desculpe a curiosidade, mas por que você está de cama? O que aconteceu para vir parar aqui? – Esperaria uma resposta, e caso positiva continuaria a conversa, tentando manter tranquilidade e paz em minha voz, porém caso não, pararia de conversar e voltaria a olhar para o horizonte, refletindo sobre minha vida.
OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

"Nunca Julgue alguém por sua aparência. Julgue-o por suas atitudes"

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://inazumaelevengo.forumaqui.com/
Takamura
Civil
Civil
Takamura

Créditos : 3
Warn : Lvneel! A Grand Line se aproxima! 9010
Masculino Data de inscrição : 03/06/2016
Idade : 22

Lvneel! A Grand Line se aproxima! Empty
MensagemAssunto: Re: Lvneel! A Grand Line se aproxima!   Lvneel! A Grand Line se aproxima! EmptyDom 3 Jul 2016 - 10:59

O que fazer num Hospital?


Soul Kanon


Soul reflete sobre seu parceiro quando olhava para o mesmo chegando na conclusão que a partir desse momento considera ele um verdadeiro companheiro. Apesar das reclamações, ele ficava feliz simplesmente por estarem respirando demonstrando que a vida ainda morava em seus corpos.

-Ta zombando da gente? Se eu não estivesse com minhas pernas quebradas te dava uma surra! Gritava um homem no fundo, ele tinha cabelos pretos, usava uma roupa da mesma tonalidade só que as mesmas possuíam um detalhe avermelhado. - Cade minha dentadura? Falava um velho aleatoriamente no meio do assunto, possui cabelos cinzas iguais as sobrancelhas e o bigode.

- hahaha, esta ali do lado. Falava uma garota rindo da situação ao mesmo tempo que apontava para a mesa em que se encontrava o item. A menina possui cabelos laranjas, roupas laranjas e calça preta. O homem que estava gritando de raiva, apenas virava o rosto e se deitava na cama.

Kanon refletia sobre o passado e enquanto isso os três companheiros de quarto da dupla voltavam a se deitar na cama. O sol continuava brilhando demostrando que o dia será bom hoje - Hunf, não te interessa idiota! Respondia o homem com sua naturalidade brava a pergunta do pugilista. - Hein? O que perguntou jovem? O velho por sua vez nem conseguia escutar direito e a garota mantinha um silêncio enquanto sorria para o boxeador até que decide falar - Meu pai atirou em min. Ela contava enquanto levanta um pouco a camisa para mostrar o ferimento no abdômen.

-Essa idiota matou o cara segundos depois. Saltava na conversa novamente o cara de roupa preta. -Cala a boca Jonas, tu quebrou a perna porque tentou chutar uma porta de ferro! Os dois começaram a brigar e sem querer o nome de um deles era revelado.

O velho começava a roncar e a briga era parada quando o médico voltava a sala. -Vocês não sabem se comportar como bons agentes? O doutor falava algo surpreendente enquanto se dirigia para Soul, ele segurava o braço do rapaz para analisar e consequentemente avaliava a mão também.- Nossa, que recuperação rápida.. O curandeiro demonstrava surpresa em suas palavras e logo terminava de falar -Já está recuperado, mas aviso para não fazer muito esforço ou a situação vai piorar

O médico avisava Kanon enquanto retirava com cuidado os curativos, o garoto só sentia uma leve dor naqueles movimentos do doutor, enquanto isso os dois jovens que estavam acordado olhavam quietos para o boxeador. O que Soul fará?
Homem:
 

Velho:
 

Garota:
 

Histórico de Soul Kanon:
 

Histórico de Krinit Ulki:
 

off:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Soul Kanon
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Soul Kanon

Créditos : Zero
Warn : Lvneel! A Grand Line se aproxima! 10010
Data de inscrição : 16/10/2011
Idade : 22

Lvneel! A Grand Line se aproxima! Empty
MensagemAssunto: Re: Lvneel! A Grand Line se aproxima!   Lvneel! A Grand Line se aproxima! EmptyTer 5 Jul 2016 - 19:34

Eu era um homem um tanto quanto alegre, diga-se de passagem, e apesar de aparentar ser um tanto sério quando se dizia a respeito da minha vida, meus objetivos, e situações perigosas com as quais tinha que lidar, dar umas boas risadas e fazer novos amigos era o eu tinha por hobbie - Hahaha. C'mon, não precisa ficar irritado. Eu só estou brincando, não há necessidade de brigas – Dizia ao ver as reações dos pacientes do quarto. - SENHOR EU NÃO SEI ONDE ESTÁ A SUA DENTADURA, MAS VOCÊ PRECISA MAIS DE UM APARELHO DE OUVIDO. ISSO É REALMENTE URGENTE HAHAHA – Falava alto para o senhor ali que não conseguia me ouvir. Eu estava feliz com a situação, de várias reclamações em relação a eu e Ulki, seguido de um silêncio que reinava ali, para um quarto que parecia ter várias crianças fazendo bagunça.

- Meu pai atirou em mim –Aquela voz que parecia estar um pouco relaxada era de uma garota que estava até então quieta, e que com o modo que falava, se revelava uma pessoa calma, principalmente por ter sido atacada por seu pai e não derramar uma lágrima, ou nem ao menos xingá-lo um pouco. Eu ficava um pouco sério com aquilo, realmente não era uma situação para se brincar, então meu sorriso de fechava um pouco, meu tom de voz aumentava, e voltava a falar conversando normalmente - Você é daqui de Lvneel mesmo? E como assim seu pai atirou em você? - Aquela era uma situação intrigante para mim. Havia saído de casa em busca do meu pai, um grande cientista que se estivesse vivo, estaria nos confins da Grand Line, um lugar que eu mal esperava para ver. "Será que quando eu encontrar o meu, ele me receberá desse modo, com tiros, e tentando me matar?" Eu franzia a testa para a menina, quando via o ferimento em sua barriga. Meu sorriso já não estava mais ali, e dava lugar a um rosto pensativo, cheio de dúvidas, e curiosidades em relação ao mundo, e ao pensar nas novas aventuras que, teria a partir dali, sentia um leve frio na barriga.

-Essa idiota matou o cara segundos depois. - O homem que anteriormente ameaçara a mim, agora entrava na conversa como se já conhecesse a garota de longa data, dando a entender que eram conhecidos ou talvez grandes amigos -Cala a boca Jonas, tu quebrou a perna porque tentou chutar uma porta de ferro! - A menina respondia, e então, uma briga começava sem eu sequer conseguir entender o porquê de tal discussão- Calma, gente. Parem com isso. Não há necessidade de brigar. - Minha cara de preocupado, enquanto esticava os braços para frente tentando sem sucesso apartar a briga, eram interrompidos por uma voz, que ao lembrar do rosto do dono de tal, me dava certos calafrios.

Um homem calvo entrava no quarto, e lembrando que ele havia entrado a noite, enfaixado a minha mão, e ninguém havia sequer percebido sua presença, davam a sensação de que se ele não fosse médico seria um homem extremamente perigoso. -Vocês não sabem se comportar como bons agentes? - Minha cara era de taxo quando ouvia aquilo. Estava literalmente de queixo caído - Agentes??? - A pergunta havia sido retórica, e enquanto meu braço era segurado pelo doutor, percebia-se uma coisa- Nossa realmente. Quase não sinto mais dor. Arghh.. – A recuperação havia sido extremamente rápida, talvez por eu ter um metabolismo acelerado, o que na verdade não importava muito - Já está recuperado, mas aviso para não fazer muito esforço ou a situação vai piorar – Acenava com a cabeça, e já virava-me para Ulki

–Certo, grandão? O que acha de irmos? - Virava-me para os dois "agentes", levantava-me da cama com a ajuda das minha mãos, e começava a andar em direção a porta. - Não sei quem são vocês, mas acho que ainda vamos nos ver por aí. E você meu amigo, quando estiver com as pernas curadas, estarei pronto para ver você tentar quebrar a minha cara. - Sairia com um sorriso no rosto, e dando um certo ar de superioridade enquanto me dirigia ao homem.  

Sairia do quarto, com provavelmente o Ulki junto comigo, e me dirigiria a ele. - Então, acho que devemos ir no QG aqui da ilha né? Provavelmente o senhor Crook deve estar esperando pela a gente – Andaria comumente, conversando com Ulki, enquanto nos dirigíamos a saída do hospital. Como de costume, buscaria observar os detalhes do local, dando ênfase em possíveis coisas que eu achasse relevante, e o faria também nas ruas da cidade.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

"Nunca Julgue alguém por sua aparência. Julgue-o por suas atitudes"

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://inazumaelevengo.forumaqui.com/
Conteúdo patrocinado




Lvneel! A Grand Line se aproxima! Empty
MensagemAssunto: Re: Lvneel! A Grand Line se aproxima!   Lvneel! A Grand Line se aproxima! Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Lvneel! A Grand Line se aproxima!
Voltar ao Topo 
Página 1 de 3Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Lvneel Kingdom-
Ir para: