One Piece RPG
Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 Emptypor xRaja Hoje à(s) 01:39

» [ficha] Arthur D.
Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:13

» Arthur Diggory
Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:12

» Cindy Vallar
Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 22:53

» 1º Tale - Where the Earth Meets the Sky
Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 Emptypor Baskerville Ontem à(s) 22:20

» Jade Blair
Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 22:18

» Blackjack Baskerville
Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 22:17

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 Emptypor Licia Ontem à(s) 20:58

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 Emptypor Milabbh Ontem à(s) 20:31

» Karatê Cindy
Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 Emptypor Jean Fraga Ontem à(s) 20:29

» A inconsistência do Mágico
Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 Emptypor Jean Fraga Ontem à(s) 20:03

» Livro Um: Graduação
Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 Emptypor Jean Fraga Ontem à(s) 19:41

» Arco 5: Uma boa morte!
Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 Emptypor Milabbh Ontem à(s) 19:28

» As Raízes do Vigilante Lucífugo
Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 Emptypor Kekzy Ontem à(s) 18:29

» Meu nome é Mike Brigss
Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 Emptypor Shiro Ontem à(s) 17:46

» Os 12 Escolhidos, O Filme
Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 Emptypor Ceji Ontem à(s) 16:14

» Kit - Ceji
Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 Emptypor Ceji Ontem à(s) 15:23

» Mini-Aventura
Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 Emptypor Makei Ontem à(s) 14:25

» [Mini-Aventura] A volta para casa
Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 Emptypor Ryoma Ontem à(s) 12:40

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 Emptypor Akuma Nikaido Ontem à(s) 12:34



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Ep 1 - O Inicio do Pugilista

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Ep 1 - O Inicio do Pugilista   Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 EmptySeg 13 Jun 2016, 16:26

Relembrando a primeira mensagem :

Ep 1 - O Inicio do Pugilista.

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Takamura Mamoru. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Takamura
Civil
Civil


Data de inscrição : 03/06/2016

Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ep 1 - O Inicio do Pugilista   Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 EmptyQui 30 Jun 2016, 09:22

Finalmente uma luta



Eu quase era acertado na barriga novamente, por pouco eu conseguia escapar.''Ele esta mirando nos meus ferimentos?'' Refletia enquanto voltava a minha posição de boxeador.

Minha barriga estava doendo, mas eu ignoraria graças ao calor da batalha e com um sorriso no rosto, avançaria para o próximo round. Desta vez não esperaria por um ataque, muito pelo contrário uma vez que eu avançaria com tudo na intenção de acertar um direto de direita.

Se acertasse continuaria com um cruzado de esquerda e caso atingisse de novo, buscaria acertar um gancho de direita. Todavia se ele desviar no primeiro golpe para baixo e logo após atacar com um corte na horizontal, provavelmente miraria na minha barriga no entanto independente do alvo ou como atacasse tentaria pular para trás. Na teoria que a esquiva fosse um sucesso e ele partia pra cima de min com uma estoca, buscaria mover meu corpo todo para a direita ao mesmo tempo que levaria um cruzado de direita no ouvido do meu oponente.

Faria o movimento mesmo se minha esquiva falhasse, porém na hipótese que não fosse uma estocada mas sim um ataque na horizontal mirando do pescoço para baixo, buscaria impulsionar para trás o meu corpo com meu pé direito na qual estaria na frente com o objetivo de esquivar dos ataques.

Mas se o ataque do meu oponente tinha como minha cabeça como alvo, tentaria abaixar a cabeça e antes que pudesse fazer algo lançaria um gancho de esquerda mirando no maxilar. Se eu acertasse, terminaria com um upper nas costelas. Todavia na teoria que ele conseguisse contra-atacar no momento que desferia meu ultimo golpe ou esquivar, buscaria novamente me impulsionar para trás.

No entanto, se não fosse nem estocada ou horizontal mas sim um golpe na vertical, independente caso fosse baixo pra cima ou vice-versa tentaria mover todo meu corpo para o lado esquerdo, na hipótese que desse certo ou não, continuaria com um upper de direita visando a boca do estomago. E novamente se atingisse ou errasse, buscaria recuar com a intenção de evitar futuros contra-ataques.

Porém se fosse o ultimo dos casos, um ataque na diagonal. Esse caso por sua vez necessitava de uma estratégia mais defensiva e tendo isso em mente, procuraria desviar do golpe indo para trás e se desse certo na teoria o meu oponente taria com a guarda baixa e eu teria a intenção de aproveitar desse momento ao lançar um direto de direita mirando na boca do meu adversário.

Parando de pensar nas teorias do primeiro golpe e indo para as hipóteses do segundo golpe(No inicio do combate). Se ele esquivasse para baixo e sequencialmente me atacava com uma estocada visando meu peito para cima, primeiramente daria um passo para trás e então aproveitaria do afastamento para inclinar meu corpo para trás com o objetivo de esquivar por completo do ataque e caso desse certo, voltaria o meu corpo na posição original enquanto lançava um direto de direita visando no nariz do loiro. E independente do sucesso ou falha do golpe, recuaria para trás.

Porém se eu estivesse enganado e não fosse uma estocada, mas sim um ataque na vertical procuraria mover meu corpo totalmente para o lado direito e na teoria meu punho esquerdo estaria mais perto do rosto do homem, aproveitaria disso no momento em que soltaria um gancho de esquerda mirando no queixo. Se errasse ou acertasse, usaria minha tática básica pulando para trás.

Mas se eu errasse novamente a teoria e o ataque que meu adversário usasse era na verdade, um golpe na horizontal mirando do peito para cima. Nesse caso, buscaria usar o pendulo da esquerda para direita e perto de finalizar o movimento, lançaria um gancho de esquerda levantando todo o meu corpo com o objetivo de ampliar a força do movimento. No entanto, se fosse mirando no abdômen para baixo, tentaria recuar para trás e logo voltaria com um swing de esquerda, esse golpe por sua vez era levantando o braço de esquerda um pouco acima do ombro e então desceria com tudo esticando o mesmo na direção da testa, queixo e boca uma vez que o golpe ia descendo.

Indepente do resultado de minhas ações, recuaria para trás com a intenção de pensar em novas estrategias. E agora, se eu me equivocasse pela milésima vez e na realidade a investida fosse na diagonal, procuraria apenas pular para trás sem intenção de atacar.

Agora parando de criar casos para o segundo golpe e pensando em teorias no terceiro assalto(No inicio da luta). Eu pensaria que levar dois golpes já fosse suficientes para ficar no minimo tonto, todavia não era burro o suficiente para abaixar a guarda. E se refletindo nisso, o meu oponente realmente conseguisse desviar do meu ultimo golpe, nesse caso apenas poderia ficar pulando para trás quantas vezes fosse necessária.

Numa ocasião de eu atingir qualquer golpe e meu oponente ter como finalidade cair no chão, eu pararia de atacar ao mesmo tempo que observaria. Se ele se erguesse com uma estocada, buscaria desviar pro lado direito e tendo falha ou sucesso, lançaria um direto de direita no meio da testa. Agora se fosse qualquer outro ataque apenas recuaria.

Em todas as hipóteses, eu sempre estaria em guarda alta independente se fosse um ataque ou esquiva. Se tiver que explicar melhor, na hora de lançar um golpe de esquerda, o meu braço direito estaria levantado na altura da orelha e vice-versa. Agora esclarecendo na teoria que fosse no momento em que desviaria, os dois braços estariam na altura do nariz.

Ainda refletindo em relação as teorias, a cada tática defensiva ou ofensiva, abusaria da minha vantagem noção exata do tempo para perceber o momento exato de esquivar ou golpear e usufruiria da aceleração com a intenção de alcançar a velocidade máxima em meus movimentos. Por fim, após cada ataque recuaria meu braço de volta para posição original o mais rápido possível com o objetivo de evitar cortes no meu membro superior.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sylvanas
Narrador
Narrador
Sylvanas

Créditos : 7
Warn : Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 04/05/2013
Idade : 101
Localização : Elbaf

Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ep 1 - O Inicio do Pugilista   Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 EmptyQui 30 Jun 2016, 17:14

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



Um novo companheiro?


O sorriso do espadachim se cessava ao ver Takamura tomando a frente da luta. O boxeador avançava contra seu oponente com grande velocidade na intenção de ao chegar perto o suficiente para dar-lhe um soco com sua mão direita. O espadachim usando toda sua esquiva tentava se esquivar se abaixando, e ele conseguia, sendo assim mais rápido que Takamura ao tentar acertar uma estocada novamente em suas bandagens.

A espada era rápida como uma bala na direção de Takamura, com certeza se aquele golpe funcionasse ele estaria em apuros. Mas o boxeador agora sabia o estilo de luta de seu oponente, e mesmo com seu tamanho, conseguia desviar seu corpo para a direita acertando um soco perfeito no ouvido do monge, que gritava ao receber o golpe.

- Waargh!

O monge sentia o soco e era levado a dar passos cambaleando para o lado, Takamura dava alguns passos para trás ainda com a guarda alta. O monge se começava a respirar fundo e logo partia novamente na direção de Takamura com passos rápidos e curtos ele chegava na frente do boxeador e tentava lhe dar um golpe novamente utilizando uma estocada na altura dos olhos do mesmo.

Takamura era alto e por isso a espada demorava mais para chegar até sua cabeça, e por isso para realizar o golpe, o homem tinha que saltar, mas no meio do salto, Takamura conseguia se esquivar flexionando suas pernas para se abaixar e preparando um golpe na direção do maxilar do monge que apenas olhava o punho enorme do boxeador vindo ao encontro de sua cabeça.

O soco era perfeito, a cabeça do monge girava e como ele estava no ar, isso era suficiente para fazer com que o monge caísse no chão após o golpe, mesmo assim ele não largava sua espada. Takamura apenas observava ainda com a guarda alta.

Limpando o sangue que saia de sua boca, o monge se levantava.

- Já chega... Vi o suficiente... - Ele se levantava guardando sua espada na bainha e logo depois batendo em suas roupas para tirar a sujeira da  calçada que havia grudado em sua túnica vermelha.

- Você é forte, esta no nível de um ótimo aluno de meu monastério, como sou apenas um aprendiz seria difícil lhe vencer, mas chega de papo furado, primeiramente, me chamo Draellor.

O homem chegava mais perto de Takamura, e logo depois começava a falar novamente.

- Eu vi o cartaz que você mostrou para aqueles velhos, o nome de quem você procura é Zack. Ele é um mestre na arte do disfarce, ele e seus capangas estão sempre cometendo pequenos furtos... - O monge dava um suspiro e esbravejava em sua fala. - Esse maldito conseguiu entrar em meu monastério e roubar um item sagrado para nós monges, por isso estou a sua procura, como você... Mas será difícil acha-lo, visto que ele sempre se esconde em locais cheios de piratas e procurados em geral, e sempre esta disfarçado... Talvez se nos unirmos podemos achar ele mais rápido, o que me diz?...

Draellor agora sorria como se possuísse um objetivo comum com Takamura, esperando uma resposta, ele parecia também querer saber seu nome. As ruas estavam mais calmas que o comum e o homem que antes varria a calçada, agora voltava para pegar sua vassoura e sair novamente.

Histórico:
 


____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Aventuras:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
TigerGG
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
TigerGG

Créditos : Zero
Warn : Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 16/02/2016
Idade : 18

Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ep 1 - O Inicio do Pugilista   Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 EmptyQui 30 Jun 2016, 19:00

Básico  



Possivelmente estaria na rua a caminhar refletindo em minha cabeça se alguma hora encontrarei algum parente ou um oponente do meu nível, aquilo era cansativo não era do meu tipo pensar mais quem se importa? Aliás estou no mundo real, preciso ganhar uma grana para viver, o velho que me recolheu me confortou não merece um preguiçoso no seu estabelecimento era hora de ser mais maduro.

Primeiramente caminharia a procura de uma loja de arma, durante minha caminhada  se eu encontrasse  alguns cartazes pegaria, até se fosse uma recompensa não muito boa, pra mim seja um número com muitos números ou com poucos, não me importaria de pegar, se não estivesse a encontrar uma loja de arma abordaria alguém, isso se tivesse gente no meu caminho, perguntaria algo do tipo ‘’Poderia me dizer aonde fica uma loja de arma? ‘’ se a pessoa sabia seguindo suas orientações andaria até o beltrano que falou.

Se não encontrasse uma loja sairia correndo pelas as ruas a procura de alguma loja.

Se ao encontrar a loja, adentraria, andaria no meu jeito tranquilo sem preocupação, iria até ao balcão e perguntaria se o vendedor tivesse ali. - Ora, ora poderia me vender uma manopla? - daria um sorriso estranho em relação ao tal e gritaria se o vendedor não tivesse ali. - Poderia fazer um desconto? É que um parente teu falou que se eu viesse aqui, tu faria um desconto, só que agora me esqueci quem tinha falado, mas continuando tu faria um desconto? - diria enquanto mexeria em meus dentes afiados, aguardando uma resposta.

Se tivesse, e o preço fosse uma quantia menor do que tinha em meu bolso compraria seja com desconto ou sem, agradeceria e vazaria da loja a procura de um bar para satisfazer meu vicio, dessa vez procuraria um pouco mais depressa, daria uma corridinha de leve para encontrar o bar.

Se encontrasse entraria no local sentaria em algum dos bancos vazios do balcão se tivesse cheio e nenhuma cadeira sobrando ficaria de pé mesmo, e pediria um Refrigerante e ficaria ali próximo até o garçom lhe servir, estaria disposto a gastar seu dinheiro por uma bebida, e após pegar sua bebida,  se afastaria de alguns, ficando de pé mesmo, ficaria observando seria um ótimo lugar para se buscar informações e achar piratas bebendo.

(OFF):
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takamura
Civil
Civil
Takamura

Créditos : 3
Warn : Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 9010
Masculino Data de inscrição : 03/06/2016
Idade : 22

Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ep 1 - O Inicio do Pugilista   Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 EmptyQui 30 Jun 2016, 20:01

Em busca do criminoso



Eu olhava para o monge no chão com uma expressão intimidadora no rosto.''' Mais um fracote?'' Pensava enquanto olhava para o loiro, por dentro estava feliz em derrotar mais um oponente, todavia por fora demonstrava decepção por ser mais um que caia perante minha força.

-Aonde fica o monastério? Era a unica frase que sairia calmamente da minha boca após ouvir todas as informações que me entregava de bandeja. Eu levantaria meu punho até a altura da minha cintura e apertaria com força na intenção de demonstrar que estaria pronto para uma nova luta.

Esperaria que Draellor começasse a andar e então eu o seguiria.- Não importa, me mostre o caminho. Na hipótese de ele não querer ir só nós dois, por medo ou precaução falaria com um olhar de raiva na intenção de intimidar uma vez que sabia a diferença de nós dois.

Se ele mudasse de ideia, iria andar ao lado dele. Caso fizesse alguma pergunta em relação a minha pessoa apenas ignoraria sempre atento ao redor.

Na hipótese de eu ver alguma coisa estranha na qual fosse diferente de um humano normal, como um mink, tritão ou até mesmo humanos de pernas longas ou braços longos tentaria observar de longe para aonde se dirigia.

Em qual quer momento, se eu fosse atacado tentaria desviar recuando quantas vezes forem preciso. No caso se for algum tiro, esse por sua vez buscaria entrar em algum alojamento para me esconder.
Off:
Spoiler:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Sylvanas
Narrador
Narrador
Sylvanas

Créditos : 7
Warn : Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 04/05/2013
Idade : 101
Localização : Elbaf

Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ep 1 - O Inicio do Pugilista   Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 EmptySex 01 Jul 2016, 00:53

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



O Monastério Qhel'Talas!


Mesmo após toda aquela luta e diálogo, o boxeador ainda se sentia desconfiado ao olhar para o monge que com certeza não era humano, provavelmente era outro desses minks comuns que perambulavam pela cidade.

O pedido de Takamura surpreendia Draellor que sorria dizendo.

- Bem, ele fica um pouco longe daqui... - O monge parecia querer dar explicações a Takamura que não se importava, lançando outras de suas frases provocadores, o monge suspirava fundo para não esquentar a cabeça e logo dizia começando a andar. - Ok, siga-me.

O boxeador e o mink andaram durante mais ou menos meia hora, por volta dos últimos minutos a paisagem foi deixando de ser o cinza da cidade, eles estavam adentrando uma floresta que parecia podada pela natureza de tão bela.

Ao chegar no local, o monge estava muito ansioso e feliz como se estivesse pronto para começar uma de suas orações ou meditações.

- É aqui... O lar dos monges de Qhel'Talas... O santuário sagrado para todos nós!

O local era realmente bonito, o verde das árvores contrastava com o vermelho das casas dos monges. Alguns deles eram outros minks, outros humanos, todos vestiam suas túnicas vermelhas e carregavam armas brancas. Mas toda a contemplação de Draellor era parada por uma frase de um homem que vinha na direção dos rapazes.

Aquele homem era forte, com certeza. Seus músculos saltavam de suas roupas, seu semblante sério chegava a intimidar até mesmo Takamura mesmo com seu temperamento calmo. Sua estatura era mais ou menos dois metros e meio, ele não possuía armas nem objetos em seu corpo a não ser um colar feito de madeira que ele carregava indo até seu abdômen. Sua voz era rígida e forte e fazia com que o monge se curvasse com a cabeça.

- Draellor...? Quem é este com você? Já parou com aquela ideia imbecil de buscar o ladrão de nosso cálice? Sabe que isso vai contra nossos mandamentos filho...

Enquanto Draellor se explicava, Takamura podia ter uma noção do que ocorria ali, observando a sua volta, alguns monges treinavam e outros apenas meditavam depois de lutas árduas e aquecimentos aleatórios.

Em outro ponto da ilha, Jhon andava despreocupado, procurando uma loja de armas. Não era difícil encontrar uma no centro de Shells Town, a cidade era muito visitada e por isso o comércio fluía muito bem e logo o jovem adentrava a primeira que via. Não tinha placas, nem era muito bonita mas serviria para comprar um par de manoplas, que era seu principal objetivo.

O atendente era um homem magro, pálido e com cara de rabugento que esperava a fala do boxeador com desprezo.

- Parentes? Meus parentes estão mortos a anos... Pegue essas manoplas logo e caia fora da minha loja antes que eu enfie uma adaga na sua garganta  seu moleque atrevido!

O homem falava como um guerreiro, mas era somente na fala que ele mostrava sua força, até para levantar as manoplas ele era fraco. Pegando o dinheiro ele guardava-o na caixa e logo depois começava a fazer sinal para que o homem saísse logo.

Jhon saia da loja e ia direto para um bar saciar seu vício, por sorte, havia um logo a sua frente. Não era exatamente um bar e sim uma venda pequena que não tinha portas e era aberta para a rua, mas havia chamado a sua atenção pela variedade de refrigerantes nas prateleiras.

Após comprar uma garrafa, Jhon se deliciava com um gole do líquido negro e gasoso que percorria rasgando sua garganta. Depois de dar seu precioso gole, o homem agora procurava algum lugar para pegar informações sobre piratas talvez, para onde ele olhava  havia algo diferente. O Comércio era muito diversificado e no local onde ele estava havia muita gente, por isso sua visão era desprivilegiada naquele ponto. Talvez o que ele mais conseguisse ver fosse o QG de Shells Town não muito longe, e um pouco mais perto alguns marinheiros fazendo uma patrulha.

Mas sua procura por algo de interessante se focava agora em uma menina, de aparentemente dezoito ou dezenove anos, que parecia furtar uma carteira sem ninguém perceber, a mesma percorria a multidão e ia na direção de uma rua na qual o jovem podia tentar ter acesso.

Histórico:
 

Histórico:
 

Homem com Takamura:
 

Off:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Aventuras:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Takamura
Civil
Civil
Takamura

Créditos : 3
Warn : Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 9010
Masculino Data de inscrição : 03/06/2016
Idade : 22

Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ep 1 - O Inicio do Pugilista   Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 EmptySex 01 Jul 2016, 10:20

Mais uma luta?!



O monge decidia me ouvir sem discutir e assim me levava para o local que eu queria.''Hunf.. pelo menos sabe quem manda'' Refletia a cada passo que dava, a expressão intimidadora em meu rosto sumia e sobrava apenas um rosto sério, normal.

Enquanto andava pude notar que saia da cidade e me dirigia para uma floresta ''Pra onde ele ta me levando? Se tentar algo, eu quebro ele ao meio!!
Pensava enquanto observava a situação um tanto quanto suspeita, mas logo minhas teorias eram jogadas no lixo uma vez que chegamos no local desejado.

''Mais monges?'' Perguntaria para minha pessoa enquanto olhava ao redor com cautela, estava situado num local realmente bonito. Mas seria melhor se não tivesse tantas pessoas, aquilo me incomodava.

''Esse cara parece ser forte, vou ter que descobrir'' Palavras ecoavam em minha cabeça enquanto olhava pro homem que se direcionava até nós. Eu me sentia um pouco intimidado e isso me empolgava já que o careca parecia ser um adversário poderoso.

-Ei o que você sabe sobre esse homem? Ele talvez possui uma longa e crespa barba,sobrancelhas grossas e um nariz de grandes proporções. Perguntaria enquanto mostrava o cartaz que tiraria do bolso.-Tenho a teoria que foi ele que roubou vocês. Terminaria de falar enquanto colocaria o cartaz de volta no lugar.

Pela primeira vez, perguntaria sem intimidação e olharia seriamente para o monge em minha frente. - Muito bem, eu vou lutar contigo e se eu vencer, você me diz tudo o que quero saber. Caso ele não me respondesse, falaria calmamente enquanto olharia com raiva para o sujeito.

Enquanto eu falaria a minha segunda frase, equiparia as soqueiras que estariam no meu bolso em respectivas mãos. Eu poderia perceber que ele não possuía armas, ou seja, o meu adversário só poderia soltar socos ou chutes. E tendo essa teoria em mente, esperaria pelo primeiro movimento dele e se fosse um chute ou soco na vertical, tentaria recuar para trás.

Todavia se estivesse errado e na realidade era um golpe na horizontal visando minha cabeça buscaria fazer um pendulo e então pular para trás com a intenção de evitar futuros ataques. Caso minha teoria falhasse e a pancada na verdade tinha como alvo meu tronco para baixo, tentaria novamente recuar.

Agora se todas minhas hipóteses estavam equivocadas e fosse um ataque de cima para baixo, esse por sua vez só me daria uma escolha na qual seria recuar na direção oposta da onde estaria meu oponente.

A ultima ideia era que o chute ou soco fosse frontal e se mirasse em minha cabeça, aproveitaria que eu era maior porque demoraria para me atingir e então soltaria como contra-ataque um direto de esquerda direcionaria no olho esquerdo enquanto moveria minha cabeça inclinando o corpo para a direção oposta do ataque com a intenção de desviar do golpe. Tentaria executar o golpe mesmo que fosse atingido.
Combinação:
 

Mas se eu me equivocasse e o golpe visava meu peito, tentaria desviar enquanto abaixaria um pouco meu corpo apenas com a intenção de tirar o alvo do ataque. Caso mirasse na minha barriga, tentaria recuar para trás e por ultimo, mas não menos importante na hipótese que o golpe mirasse na minhas pernas, procuraria pular para trás.

E se ele se recusasse a atacar ou ficava parado, usaria minha técnica -Smash!! Gritava o nome da mesma durante o movimento visando atingir o nariz do monge.
Spoiler:
 

Em todos os momentos usaria da minha vantagem de aceleração para atingir toda minha velocidade mais rápido nos movimentos e noção exata do tempo para saber exatamente quando executaria cada movimento. Se alguém tentasse nos parar, eu olharia com um olhar que ameaçaria de morte se desse mais um passo.
Off:
Spoiler:
 

Spoiler:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
TigerGG
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
TigerGG

Créditos : Zero
Warn : Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 16/02/2016
Idade : 18

Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ep 1 - O Inicio do Pugilista   Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 EmptySex 01 Jul 2016, 11:22

A Bela Ladrona  



Hmmmm... Que delicia esse refrigerante! - caia num pensamento saboroso, é como se tudo ficasse colorido, apesar de eu ser estressado as vezes me acalmaria com aquele gole, mais sabia que seria por pouco tempo, precisava ganhar uma grana, caçar piratas seria uma ótima escolha,  eu até estava avistar o QG, então lá será meu próximo destino.

Até que quando pensou em ir lá, via uma menina a roubar algo Observaria a aparência do que foi roubado e a da menina que roubou. . ‘’Droga tinha que ser menina?  Não vou poder testar como está minhas manoplas.’’ Chamar a atenção não seria uma bela escolha, ela tentaria me despistar,  agora é usar minha velocidade e minha visão privilegiada.  Correria entre a multidão usando minha facilidade de esquivar das pessoas ao meu redor, não tiraria meus olhos naquela madame, se ela começasse a andar, eu diminuiria a velocidade e andaria, se ela parasse em um lugar cheio ou vazio apenas observaria  parado de um jeito que não chamasse a atenção.

Primeiro é observar  a pressa, depois é caçar, esse é um dilema que veio em minha mente quando correria atrás dela.

Se ela me despistasse, o jeito era ir em frente cauteloso olhando bem ao redor.

(OFF):
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sylvanas
Narrador
Narrador
Sylvanas

Créditos : 7
Warn : Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 04/05/2013
Idade : 101
Localização : Elbaf

Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ep 1 - O Inicio do Pugilista   Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 EmptySab 02 Jul 2016, 16:52

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



O Mestre Sanfeng!


Após ouvir as explicações de Draellor, Takamura agora podia ouvir o nome do monge mestre do monastério, seu nome era Sanfeng, o puro. Após mais algumas olhadas no mestre, cicatrizes podiam ser vistas em suas costelas, como se fossem a mordida de algum animal gigantesco, de alguma forma aquilo era bizarro pois também mostrava que uma parte do tórax do homem estava faltando.

Takamura não se deixava levar pela aparência forte do mestre, e logo lançava suas palavras intimidadoras, antes fazendo algumas perguntas. O mestre apenas o ignorava continuando a olhar para Draellor que logo olhava para Takamura.

- Você está louco que falar assim com o Grão-Mestre-Sanfeng!? Ele já lutou contra... - A presença do mestre calava Draellor, o mestre agora se direcionava para Takamura andando a passos lentos e curtos. O vento pairava sobre todos que olhavam o que ocorria, todo o monastério parava ao observar seu mestre, alguns largavam suas armas até que Sanfeng começava a proferir algumas palavras calmas mas intimidadoras.

- Vejo determinação em seus olhos garoto... Mas também vejo um orgulho que pode causar-lhe uma falha fatal... Algo irreversível, assim como aconteceu comigo. - Takamura agora pode prever que o mestre abria seu braço mostrando sua costela direita totalmente destruída e afundada. O Monge apenas ficava parado e por isso Takamura se via insultado.

- SMASH!! - O boxeador proferia um grito que assustava a todos os monges, uma técnica seria lançada contra seu líder supremo!? Sim, mas o que todos não esperavam é que durante o movimento de Takamura o monge revidasse.

Enquanto o mestre desviava facilmente do golpe envergando seu tórax para o lado o girando levemente, ele dizia preparando um golpe calmamente contra o boxeador.

- Você não está pronto ainda garoto...

Algumas folhas caiam de suas árvores, o mestre girava novamente seu corpo preparando um soco por baixo da costela do boxeador.  

... ... ... Alguns minutos depois ... ... ...

- Hey!? Você está vivo? - Takamura parecia acordar de um desmaio, ele via Draellor preocupado ao lado do seu corpo, que se encontrava caído do chão. Draellor suspirava dizendo agora que o boxeador abria os olhos. - O que deu em você!? É maluco!? Você não pode sair por ai simplesmente batendo em todo mundo!

Takamura sentia uma dor tremenda na parte lateral direita do seu tórax. Mas não havia hematomas ou ferimentos, somente a dor. Ele já não estava mais no monastério, e sim em um hospital.

- O mestre mandou que você fosse levado para cá, esse hospital na cidade... Ele também falou que você só poderá voltar la quando tiver derrotado um inimigo a sua altura! Mas vamos logo! Temos que achar Zack!

A enfermeira chegava  no quarto, e colocava uma placa de metal na costela de Takamura, enfaixando-o logo depois, avisando-o que teria de evitar mecher a parte direita do seu corpo por algumas horas.

Não muito longe do hospital, Jhon que havia tomado seu gole de refrigerante gelado começava a perseguir a garota e sem ser notado por ninguém apenas continuava. A garota começava a andar para cada vez mais longe, até que chegava em um local um pouco vazio, uma rua com algumas casas e um armazém abandonado. Na sua frente estavam alguns homens, ela somente os ignorava entrando no armazém. Haviam três homens e um deles agora tirava de sua bolsa algo no mínimo estranho para o local. Um cálice dourado e brilhante, cheio de ornamentos. O homem parecia estar se vangloriando com seus comparsas antes de entrar junto a eles no armazém.

Jhon podia perceber uma janela pequena que talvez pudesse servir para ele ver o que acontecia lá dentro. Mas para isso ele teria de subir em algumas caixas, o que poderia ser perigoso. Algo de estranho estava acontecendo ali, e ele sabia disso, Jhon se encontrava atrás de uma parede de uma casa. A sua volta estavam outras casas, o bairro era pobre e por isso haviam outras casas também abandonadas. Uma mulher perto de Jhon estranhava sua estadia perto da sua casa e logo começava a regar uma única planta quase morta que fazia o trabalho de decorar o bairro.  

Histórico:
 

Histórico:
 

Off:
 


____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Aventuras:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
TigerGG
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
TigerGG

Créditos : Zero
Warn : Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 16/02/2016
Idade : 18

Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ep 1 - O Inicio do Pugilista   Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 EmptySab 02 Jul 2016, 21:13

O Armazém



Não sei aonde fui parar, podia ter abordado a moça antes, garanto que eram alguma organização, tomava um gole de meu refrigerante, com certeza seriam uns vagabundos fáceis de derrotar nas mãos, eu ficaria irritado, minha teoria deles serem uma organização aumentava quando os parvos retiraram coisas de ouro, tinha certeza agora só precisava ver lá dentro.

Via uma janelinha seria de utilidade eu arriscaria, mais esperaria um pouco, se me descobrissem faria um desafio para eles de boxe e com certeza venceria, vendo aquela moça me aproximaria e perguntaria falando meio baixo. – O que é esse armazém? – apontaria para o local, esperava uma resposta, já pegaria mais informações talvez? Seria o básico, uma carteira me leva aqui, mesmo não concordando com o sistema da marinha, poderia sentir em meu coração pedindo para ajudar, é como se a paz quisesse que eu agisse era uma coisa inexplicável nunca compreendi.

Após a resposta da moça daria uma disfarçada me moveria até a janela e tentaria subir as caixas, se fosse sucesso prestaria bem atenção lá dentro como fora, se eu caísse ao subir as caixas, me levantaria e iria até a porta do armazém rapidamente e entraria no local e ao mesmo tempo diria.

- Ya-Ha como vão? Queria propor um desafio para alguém, uma queda de braço? Ou uma luta de boxe o que acham. – Daria um sorriso confiante fingido, já que eu caísse faria muito barulho e meu cérebro iria na louca agiria antes de pensar, nem saberia o motivo de fazer isso, mais sim seria uma ótima forma de começar a usar seus punhos e um desafio, e sim faria uma pergunta direta.

‘’ Se alguém aceitar posso fazer uma aposta e recuperar tudo isso’’ ficava satisfeito, se visse o que estava no armazém observaria bem, e se tivesse meio que um grupo. – Ah perdão pensei que aqui realizavam lutas ou queda de braço, bem então estou saindo aqui. – falaria se ninguém o respondesse sairia correndo.

Mais se alguém o interrompesse e não deixasse ele sair ficaria ali parado, se sim deixasse ele sair ou ninguém tivesse na porta sairia correndo próximo a alguma construção grande que avistasse o mais rápido o possível ou subiria a rua em que estava antes, e me esconderia próximo a alguma parede das casas.


(OFF):
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takamura
Civil
Civil
Takamura

Créditos : 3
Warn : Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 9010
Masculino Data de inscrição : 03/06/2016
Idade : 22

Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ep 1 - O Inicio do Pugilista   Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 EmptyDom 03 Jul 2016, 10:24

A primeira derrota?!



Eu era acordado pelas palavras de um sujeito que simplesmente passavam despercebidas por min.''O que aconteceu.. tava no meio da..'' De inicio não lembrava o que havia acontecido, mas ao sentir uma dor na lateral do corpo fazia com que eu recordasse.''Eu perdi? Que sentimento é esse? Pensava confuso, mas segundos depois um enorme sorriso aparece em meu rosto junto com uma risada um tanto quanto maligna.

- Fica quieto, eu não preciso ficar mais forte para derrota-lo. Falava calmamente como resposta para o monge que me incomodava com aquelas palavras procurando ao mesmo tempo mentir para min mesmo. Eu ainda estaria sorrindo enquanto observava a mulher colocar um metal em meu ferimento.''Preciso de força'' Refletia sobre o que fazer agora.

Depois de alguns minutos a risada cessaria e nesse momento me levantaria da cama ignorando qualquer ajuda ou aviso, meu orgulho já foi destruído incontáveis vezes e eu tinha que fazer algo a respeito, sempre ser ajudado era um insulto para min.

Não sabia para onde ir, então procuraria uma janela para olhar o clima que estava la fora e independente do resultado tentaria sair do quarto pela porta ao mesmo tempo que procurava a porta de saída daquele edifício. Se eu não encontrasse o caminho, não pediria ajuda e simplesmente andaria sem rumo.

Na hipótese de eu conseguir escapar do hospital, iria procurar um armazém com a intenção de obter alguns itens ou informação, caso achasse adentraria no local. Mas na teoria que não encontrasse, continuaria procurando.

Em qualquer momento, manteria minha guarda alta buscando desviar da melhor maneira possível de ataques.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sylvanas
Narrador
Narrador
Sylvanas

Créditos : 7
Warn : Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 04/05/2013
Idade : 101
Localização : Elbaf

Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ep 1 - O Inicio do Pugilista   Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 EmptyDom 03 Jul 2016, 19:05

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



Encontros !


Jhon ficava curioso com o que havia acabado de ver e logo perguntava a mulher, que dizia acabando de regar a planta e entrando para dentro de casa.

- Aquele armazém velho? Ah... É um horror, ele já foi utilizado para coisas boas como um centro comunitário, mas agora é um ponto de encontro de moleques ladrõezinhos! Se fosse você ficava longe, só traz problema!

A mulher fechava suas janelas e deixava seu regador para fora de casa. Jhon aproveitava que estava sozinho e então ia até as caixas, subindo nelas rapidamente e olhando pela pequena janela o que ocorria la dentro.

Havia uma mulher e mais alguns homens, todos pareciam estar conversando sentados um em cada ponto do armazém, logo um deles se levantava e começava a dizer.

- Muito bem garota... Mais alguns furtos desse e poderá participar do nosso plano! Agora que roubei esse cálice vou poder vendê-lo por um bom preço e conseguir o que nós precisamos! Hahahahaha

Enquanto ele ria, algo passava por baixo das caixas, um cachorro de porte médio e coloração branca. Ao passar, ele conseguia fazer com que as caixas se desequilibrassem e Jhon caísse, com o estrondo, o cão começava a latir, por sorte Jhon caía em alguns sacos de lixo que haviam atrás dele e não sofria danos, mas agora o cachorro latia cada vez mais alto.

O boxeador loiro pensava rápido e ia até o armazém abrindo as portas grandes do mesmo.

- Ya-Ha como vão? Queria propor um desafio para alguém, uma queda de braço? Ou uma luta de boxe o que acham.

Agora ele podia ver que haviam quatro homens mais a garota, todos olhavam feio para o mesmo. Alguns portavam armas e outros não, a garota tinha uma pequena faca que afiava para passar o tempo. Logo, o mesmo homem que antes falava, começava a dizer sarcasticamente.

- Hm... Uma queda de braço? HAHAHAHAHA... Sabe o que nós fazemos com espiões, CARA!?

No momento em que ele terminava de falar, um homem maior de mais ou menos uns quatro metros investia na direção de Jhon dando-lhe um empurrão que o fazia cair para fora do armazém. Pela rapidez da ação, Jhon só via uma camisa listrada vindo na sua direção, após isso só terminava de cair.  

Já fora do armazém, um outro boxeador que andava por ali junto a um espadachim monge viam alguém sendo jogado com muita força para o meio da rua. Logo viam um grande homem sair junto com alguns outros e uma menina na direção do loiro jogado no meio da rua.

- Hey, O que será aquilo!?

Dizia Draellor, chamando a atenção de Takamura para o ocorrido. Um homem de aparência semelhante ao do cartaz aparecia saindo do armazém, seria o mesmo que havia atirado em Takamura!? O homem parecia ficar mais para trás dos seus comparsas somente observando a ação de seus amigos esboçando um sorriso.

O homem maior não possuía armas, o mais velho tinha um revólver na cintura, a menina ainda portava uma faca um tanto curva e o homem de cabelos mais longos e o mais estranho deles apenas trazia um porrete pequeno na sua mão direita.

Histórico:
 

Histórico:
 

Inimigos:
 

Considerações:
 


____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Aventuras:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ep 1 - O Inicio do Pugilista   Ep 1 - O Inicio do Pugilista - Página 3 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Ep 1 - O Inicio do Pugilista
Voltar ao Topo 
Página 3 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Yotsuba Island-
Ir para: