One Piece RPG
Brotherhood: Blood Diamonds XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [Kit] Silver Ash
Brotherhood: Blood Diamonds Emptypor rafaeliscorrelis Hoje à(s) 18:53

» O Log que vale Dois Bilhões de Berries
Brotherhood: Blood Diamonds Emptypor Blum Hoje à(s) 18:48

» Seagull Newspaper - A alegria floresce em Parthenon.
Brotherhood: Blood Diamonds Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 18:39

» O que me aguarda em Ponta de Lança? Espero que belas Mulheres, hihihi
Brotherhood: Blood Diamonds Emptypor Pippos Hoje à(s) 18:09

» [mep] Luna
Brotherhood: Blood Diamonds Emptypor lunabrag Hoje à(s) 17:46

» [mini-luna] Afiando
Brotherhood: Blood Diamonds Emptypor lunabrag Hoje à(s) 17:44

» Tony Redstorm
Brotherhood: Blood Diamonds Emptypor Dante Hoje à(s) 16:26

» Ep 1: O médico e o marinheiro
Brotherhood: Blood Diamonds Emptypor Rangi Hoje à(s) 16:22

» 2° Versículo - Return in Peace!
Brotherhood: Blood Diamonds Emptypor ADM.Kiodo Hoje à(s) 15:59

» Sonny Delahunt
Brotherhood: Blood Diamonds Emptypor Shogo Hoje à(s) 15:31

» [FICHA]Zeus
Brotherhood: Blood Diamonds Emptypor Thomas Torres Hoje à(s) 15:02

» Making Wonderful Land a Real Wonder
Brotherhood: Blood Diamonds Emptypor Achiles Hoje à(s) 14:18

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
Brotherhood: Blood Diamonds Emptypor Kyo Hoje à(s) 14:00

» Lilith BlackWater
Brotherhood: Blood Diamonds Emptypor Skÿller Hoje à(s) 13:50

» Ato 157: Se eu quisesse tua opinião, Eu tirava na Porrada
Brotherhood: Blood Diamonds Emptypor K1NG Hoje à(s) 13:04

» Ato III: Not Fast but Furious
Brotherhood: Blood Diamonds Emptypor Yamazaki Raizo Hoje à(s) 12:36

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Brotherhood: Blood Diamonds Emptypor DarkWoodsKeeper Hoje à(s) 10:16

» X - A vontade de um Rei
Brotherhood: Blood Diamonds Emptypor Kekzy Hoje à(s) 10:09

» [Mini-DarkJohn] O começo de algo
Brotherhood: Blood Diamonds Emptypor DarkJohn Hoje à(s) 9:34

» Mess in Grand Line: The Red-Haired Arrived
Brotherhood: Blood Diamonds Emptypor Akise Hoje à(s) 8:13



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Brotherhood: Blood Diamonds

Ir em baixo 
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 71
Warn : Brotherhood: Blood Diamonds 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : Fishman Island

Brotherhood: Blood Diamonds Empty
MensagemAssunto: Brotherhood: Blood Diamonds   Brotherhood: Blood Diamonds EmptyTer 3 Maio - 1:05

Brotherhood: Blood Diamonds

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) civis Diamond Elrik e Diamond Damon. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Windeck
Estagiário Narrador
Estagiário Narrador
Windeck

Créditos : Zero
Warn : Brotherhood: Blood Diamonds 4010
Masculino Data de inscrição : 19/08/2015
Idade : 27
Localização : Conomi Sland

Brotherhood: Blood Diamonds Empty
MensagemAssunto: Re: Brotherhood: Blood Diamonds   Brotherhood: Blood Diamonds EmptyTer 3 Maio - 9:39



Brotherhood: DB
Uma vida de riqueza, uma vida de curtição, uma vida repleta de regalias, foi isso tudo que nós perdemos por falta de controle sobre nosso dinheiro. Mas fazer oque, nós gastamos quase todo o resto do dinheiro que sobrou com uma ultima festa, para comemorar nossa decisão de voltar a riqueza. Eu sinceramente tinha adorado a ideia de caçar alguns procurados e ganhar dinheiro por isso, era quase fácil demais, e isso me fazia cada vez mais animado, só que não da para se animar muito depois de virar a noite festejando, pelo menos para quem não esta acostumado, já eu  estava apenas com um pouco de ressaca.

Um sorriso surgiria em meu rosto enquanto me levantaria de onde estivesse, tudo agora seria como antes, e minha mãe iria se arrepender de ter me deserdado. Ao me levantar visualizaria bem o local, em busca e alguma garrafa de bebida que ainda estivesse cheia, coisa que eu acho difícil, mas se achasse iri até ela e a seguraria, me sentaria no chão e beberia um ou dois goles. Se conseguisse ou não beber, voltaria minha atenção de volta ao local em busca de Elrik que deveria estar jogado em um canto qualquer, como sempre.

- Elrik... isso é que é vida meu maninho, depois que a gente ficar rico ... De novo temos que dar uma festa gigantesca - Falaria ainda meio atrapalhado com as palavras e iria em sua direção. Enquanto fosse em sua direção uma coisa viria em minha mente, como nós iriamos caçar alguém se nem arma tínhamos, já que nem sei que fim levaram as que tínhamos. - Elrik, podíamos ir no centro da cidade, estou afim de conseguir uma espada, e beber um pouco. A festa nunca para! - Diria animadamente e escutaria resposta do mesmo.


Historico:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Werewolf
Civil
Civil
Werewolf

Créditos : Zero
Warn : Brotherhood: Blood Diamonds 3010
Data de inscrição : 04/01/2016

Brotherhood: Blood Diamonds Empty
MensagemAssunto: Re: Brotherhood: Blood Diamonds   Brotherhood: Blood Diamonds EmptyTer 3 Maio - 11:59



Brotherhood
Blood Diamonds
 


Ah, com certeza meu relacionamento com a bebida era masoquista. No dia que ela descia por minha garganta era uma relação de pura amor e êxtase, já no dia seguinte, ela me maltratava, me pisava e me destruía, mas eu sempre voltava para seus braços. A bebida era a única puta que me dava dor de cabeça! Pois entre beber e fodê-las, a sensação era parecida.
 
  Limpei o resto de baba que escorria no canto de minha boca e olhei ao redor, sentindo aquele odor de “dia” pós festa que me era bastante familiar. Confesso que me dava uma sensação nostálgica, desde o cheiro de mijo, de algum filho da puta que não conseguiu segurar sua urina, até aquele cheiro azedo de... vomito? Ah, então não era baba!  
   
  Que se foda, era disso que eu gostava, de toda essa loucura. Desse mundo que não fazia sentido e que a qualquer momento poderia virar de pernas para o ar. Um mundo não linear, onde apenas a adrenalina e o medo, presentes nas brigas e confusões, me indicava que era real, que eu vivia o mesmo mundo que aqueles merdas presos dos escritórios da antiga e falecida Diamond e Perl, levando suas vidinhas de dias longos, onde o trabalho estava sempre presente e vidas curtas, sem emoção, sem “trivialidades”, como eles gostavam de dizer. Quer saber de uma coisa, aposto que nenhum deles tiveram uma “trivialidade” loira e peituda que nem aquela compartilhando suas camas como a que esteve comigo na noite anterior. Se der bobeira, eu até me aproveitei das mulheres deles, enquanto eles estavam trabalhando para mim!
 
  Mas tudo isso era passado, e aquela festa de comemoração de ontem, a qual eu e meu irmão brindávamos a nova vida de futuros caçadores de recompensa, era um terço das festas que estávamos acostumados a ter. E isso, meu amigo, era inaceitável.
 
  Tentei me levantar, mas meus membros ainda não acompanhavam a vontade do meu cérebro. Dei uma gargalhada alta e seca, engasgando no final, levando a ao peito. “Maldito seja quem coloca a ressaca na bebida! ”.
 
  Olharia para os lados em busca de meu irmão mais novo. Se o vesse e escutasse suas emboladas palavras, gargalharia pontuando mais uma vez com o engasgo. Assim que recuperasse, levantaria a mão direita para o alto e diria:

 - É assim que se diz, little brother! – Abaixaria o tom de voz e continuaria a dizer, soando melancólico. – Beleza, vamos adquirir a espada, mas chega de bebida por hoje, sério, ou vou vomitar a minha alma, se ainda a tenho. Só preciso...só preciso de um cigarro. – Viraria para o lado e vomitaria.

  Assim que acabasse, levantaria devagar e seguiria em direção ao centro da cidade. Acenaria para que Damon me acompanhasse. E se ele aproximasse diria: -Quero ficar a par do mercado negro local. Lá poderão nos dies sobre algum zé ruela que possamos capturar, além de que a espada por lá deverá ser mais barata. Mas vamos primeiro em alguma taverna, preciso de cigarro, e você com um bom alcoólatra, precisa de sua pinga. – Daria um sorriso sarcástico, e andaria mais rápido, sem dar chances para que ele retrucasse. Atento a qualquer taverna local, a qual entraríamos s tivéssemos chance. Ficaria atento também a movimentações estranhas que pudessem indicar algum ponto de compra e venda do mercado negro, se visse algo. Anotaria mentalmente para voltarmos lá depois.




Off:
 



Se não cê nos deuses, creia na sua morte.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]Lilah
Voltar ao Topo Ir em baixo
Whiteshark
Civil
Civil
Whiteshark

Créditos : Zero
Warn : Brotherhood: Blood Diamonds 1010
Data de inscrição : 29/07/2013

Brotherhood: Blood Diamonds Empty
MensagemAssunto: Re: Brotherhood: Blood Diamonds   Brotherhood: Blood Diamonds EmptySab 7 Maio - 23:47

Era evidente que os irmãos tinham uma relação um pouco conturbada com a bebida, adoravam seus efeitos enebriantes, mas detestavam a terrível ressaca no dia seguinte. O problema é que não tinham bebido uma ou duas garrafas, mas sim gasto uma pequena fortuna em álcool. Para ambos, só sobraram 50.000 Berries nos bolsos, o cheiro de quem tinha dormido no seu próprio vômito, um pouco, mas só um pouquinho de suas dignidades e talvez, e um talvez muito grande, o cu.

Porém, pelo que parecia para as outras pessoas, esses caras gostavam disso, gostavam desta vida louca de perder e ganhar grandes quantias, porém, dessa vez não daria para ser tão rápido assim. Teriam que começar de baixo, pegando pequenos arruaceiros e bandidos de menor porte por um tempo até conseguirem chegar até os peixes grandes. Esse mundo em que eles estavam adentrando era envolto de uma confiança mútua que dois novatos demorariam um pouco a ter.

Ambos tentavam se recompor, mas a situação estava complicada, a festa foi realmente grandiosa, proporcional a ressaca no dia seguinte.

- Elrik... isso é que é vida meu maninho, depois que a gente ficar rico ... De novo temos que dar uma festa gigantesca - Dizia Damon enquanto tentava precariamente ir na direção do irmão.

- É assim que se diz, little brother! – Falava Elrik enquanto abaixava o tom de voz que continuava a dizer, soando melancólico. – Beleza, vamos adquirir a espada, mas chega de bebida por hoje, sério, ou vou vomitar a minha alma, se ainda a tenho. Só preciso...só preciso de um cigarro. –

Depois disto, ambos entram num consenso e vão em direção ao centro da cidade em busca de novas armas e de abastecer o estoque de produtos dos seus respectivos vícios, alem de informações que lhes fossem úteis para essa nova etapa de suas vidas. E como todo homem de respeito, ambos escolheram dar prioridade aos vícios. Foram na direção do Grand Drinks, única taverna de toda Shells, tratar com uma das mais intrigantes e bem informadas pessoas da ilha, o Grand Tom. O bar estava deserto, salvo algumas poucas pessoas espalhadas pelo bar. Enquanto isto, o grande Tom limpava os copos e deixava-os na prateleira as suas costas, mesmo tendo dinheiro suficiente para contratar pessoas para aquela tarefa, ele preferia fazê-las ele mesmo, já que os segredos mais sórdidos podem ser ditos após alguns drinks e informação é poder.

Quando ele vê os dois jovens adentrarem seu estabelecimento se sente intrigado, pois ele estava acostumado a ver pessoas alinhadas entrarem em seu bar e saírem trocando pernas e não o contrário. Antes que os garotos se sentassem ele grita de trás de seu balcão:

- O que vocês dois querem? Não dou almoço para maltrapilhos, não sou esse tipo de pessoa benevolente, pode ter certeza. Falem logo ou os botarei para fora daqui. - Tom estava falando sério, caso os irmãos não dessem uma boa explicação de estarem ali, seriam chutados como cães sem dono.



Leiam pf:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Windeck
Estagiário Narrador
Estagiário Narrador
Windeck

Créditos : Zero
Warn : Brotherhood: Blood Diamonds 4010
Masculino Data de inscrição : 19/08/2015
Idade : 27
Localização : Conomi Sland

Brotherhood: Blood Diamonds Empty
MensagemAssunto: Re: Brotherhood: Blood Diamonds   Brotherhood: Blood Diamonds EmptyTer 10 Maio - 22:16



Brotherhood

Blood Diamonds





Mais uma vez eu me encontrava ainda meio desnorteado, sem muitas lembranças, somente com uma leve dor de cabeça que mesmo pequena incomodava. Oh meu querido álcool, eu o amo muito, mas a sua amiga ressaca insiste em me importunar, sempre me incomodando. No fim das contas eu estava como de costume após nossas muitas festas, cheirando mal, e esse cheiro eu desconfiava ser de vômito. Eu devia estar parecendo um pedinte, aliás, nós dois, já que Elrik não estava lá essas coisas.

Depois de algumas palavras trocadas com Elrik, concordamos em ir atrás de armas, e minha amada bebida, e escutei ele balbuciar algo sobre o mercado negro. Levantaria meu tom de voz, para demonstrar mina animação, apesar da ressaca e da minha boca seca.

- Um homem não pode viver sem seu vinho diário meu caro irmão - Comentaria com ele durante a caminhada - Se bem que só tem uma coisa ruim em beber. Ressaca meu caro, mas sabe qual é o melhor remédio para isso? Beber para esquecer os problemas - Diria com uma gargalhada.

Por fim chegamos ao Grand Driks, lugar que nós vinhamos beber uma vez ou outra. Quando entramos fomos extremamente bem recepcionados por aquele velho gordo, o Grand Tom, que era a simpatia em pessoa. Dei meu costumeiro sorriso torto para ele mudei meu tom de voz para mais descontraído e desafiador.

- Ora, vamos lá Tom, sei que não é a simpatia em pessoa mas faça um esforço para achar compaixão no meio do seu coração entupido de banha. - Diria enquanto sem a permissão dele, me sentaria junto ao balcão, e daria uma rápida checada em mim mesmo - Se bem que eu não te culpo, no meio estado atual acho que eu pareço um pedinte. Mas vamos aos negócios meu caro. - Diria batendo a mão no balcão, e logo baixaria meu tom de voz - Me sirva um vinho, e quero ter uma conversa com você, dizem por ai que você é muito bem informado velho.

Me ajeitaria no banco para ficar o mais confortável possível, e esperaria que ele me servisse. Caso ele me servisse agradeceria levantando o possível copo um pouco, em sinal de brinde a ele e então me deliciaria da minha amada. Logo após beber, o encararia ainda com meu sorriso torto de sempre.

Se realmente iriamos entrar nessa vida de caça, precisávamos capturara alguém, mas nâo fazia ideia de por onde começar. Mas esse velho, esse velho sim sabia das coisas, ele sempre sabia de tudo que ocorria na ilha, acho que devia ser um dos bônus de ter uma taverna.

- Bem Tom, vou direto ao ponto. O que sabe sobre os procurados das redondezas?- Perguntaria de uma vez enquanto ergueria o copo pedindo mais.

Caso ele não me servisse, bateria a mão no balcão e levantaria meu tom de voz, para um tom ameaçador - Vamos lá seu velho, me sirva de uma vez!

Historico:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Werewolf
Civil
Civil
Werewolf

Créditos : Zero
Warn : Brotherhood: Blood Diamonds 3010
Data de inscrição : 04/01/2016

Brotherhood: Blood Diamonds Empty
MensagemAssunto: Re: Brotherhood: Blood Diamonds   Brotherhood: Blood Diamonds EmptyQui 12 Maio - 14:41



Brotherhood
Blood Diamonds
 


 Enquanto o pequeno Tom nos ameaçava, tive que fazer esforço para não gargalhar. Mas não seria uma gargalhada de alguém que estava se divertindo, muito pelo contrário. Aquela situação era bastante intrigante para mim, mais ainda, por eu não poder quebrar a cara dele depois de nos humilhar daquela maneira.

A cada palavra, a cada olhar que ele me dirigia, pude sentir o seu escárnio em mim e gostaria que ele pudesse sentir a minha raiva, o ódio. Digamos que ser humilhado daquela forma e ser escorraçado de um ambiente não costumava acontecer no meu cotidiano, eu era requisitado, todos me convidavam e me serviam felizes e alegres. Como as coisas mudaram.

Com toda certeza eu teria uma piada para aquilo, um comentário engraçado, ou apenas um sorriso irônico, mas dessa vez, por mais esforço que fizesse não pude doar-lhe nem uma só palavra, uma feição, ou um olhar a não ser o de incômodo. Estava mudo, meu corpo suava dando-me calafrios, me transformando em alguém que eu não era. Pela segunda vez em minha vida, tive realmente a vontade de matar alguém.

Mas foi quando olhei para Damon, enquanto ele respondia Tom, dizendo-lhe que compraria aquela bodega quando fosse rico, que percebi a verdadeira causa dessa raiva tão inexplicável e fora de controle. Eu falhei como irmão. Eu poderia ter dado uma vida melhor para ele, eu poderia ter-lhe ensinado do que o mundo é feito e como vencê-lo. Eu poderia protege-lo. Mas, ao invés de tudo isso, sai pelo mundo à procura de orgia e caos. E quando finalmente retornei, dediquei o meu tempo a seu lado ensinando-lhe e compartilhando o caminho que nos levaria ao abismo chamado fracasso. Eu o trouxe para essa humilhação.

A raiva não era do Tom, que mesmo agredido por nós nos deu o cartaz de recompensa. A raiva era de mim! Tom apenas tocou em uma ferida que talvez nunca cicatrizasse e desconhecida por mim, evidenciando o buraco o qual nos meti.

Damon se levantou ao meu lado e se dirigiu a mim. Me controlei para lhe dar o meu sorriso habitual. Enquanto falava, tirei isso tudo da mente. “Se estamos no inferno, então só nos resta abraçar o capeta! Farei o possível para que ele não passe isso de novo. Vamos ficar ricos! E quem ousar mexer com ele, o humilhar ou levantar apenas um dedo em sua direção, eu irei mata-lo, o farei sentir a dor que sentimos todos os dias! E o farei pagar uma bebida, por que ta osso! ”

- Não creio que iremos tomar um banho no mercado negro. –Daria um leve sorriso enquanto respondia o meu irmão. –Sabe como é! Mas aposto que armas, bebida e cigarro acharemos em abundância. Sem dúvidas, lá é o melhor caminho por hora.

Seguiria pela cidade em direção ao mercado negro, onde procuraria em primeiro lugar, um vendedor de Bebidas e Cigarros. Já estava ficando puto por não ter uma fumaça em minha boca. Ao chegar lá diria:
-Hey fera, me dê um maço de cigarro e uma boa bebida alcoólica para o meu irmão. Mas nada caro, digamos que estamos chafurdados na lama. –Se ele me desse, passaria o dinheiro e acenaria com a cabeça em agradecimento. Aproximaria mais meu rosto em sua direção e diria baixo, para que Damon não pudesse ouvir. – Hey, amigo, por mais que me doa dizer isso, vi no Grand Tom uma garrafa de bebida caríssima. Se estiver disposto a pagar, posso adquiri-la para você. ”

Se ele não desse, daria um sorriso e faria a aproximação, dizendo-lhe ao pé do ouvido:
-Hey, amigo, por mais que me doa dizer isso, vi no Grand Tom uma garrafa de bebida caríssima, e sei que lá deve ter mais. Se estiver disposto, podemos negociar esse novo, hmm, fornecimento, em troca de que VOCÊ nos fornecesse. Espero que tenha entendido.

Me afastaria com um sorriso sarcástico e iria em direção ao Vendedor de armas. Mas antes de me afastar muito, levantaria minha mão e gritaria: -Espero sua resposta, voltarei aqui depois de conseguir algumas armas.

Ao chegar no vendedor de armas, com um grande sorriso, colocaria o resto da grana na mesa (caso o vendedor de bebida tenha nos vendido) e diria: -Sabe, meu irmão ainda tem uns trocados, me veja o que essa porra de dinheiro pode comprar em sua maravilhosa loja. Mas não cobre muito cara colega, se não vou em um armeiro legítimo.

Caso o primeiro não nos tenha vendido, diria ao contrabandista de arma: -Temos dinheiro aqui, me mostre algumas armas simples, mas que deem conta de uma bela briga. Vamos atrás de um moleque que pela idade e recompensa, matou a cidade inteira com um dedo, no mínimo! E se tu me der uma arma merda, vamos nos fuder e voltar para atormentar sua família! –E daria um leve sorriso, mostrando-lhe que estava brincando. Ou não.

Esperaria sua resposta e se fosse dentro de nosso respectivo orçamento, lhe daria a grana em troca das armas e voltaria para meu irmão. –Damon, por que não vá na frente tomar um banho e procurar por roupas. Vou voltar naquele vendedor de bebidas para obter a sua resposta sobre um assunto particular. Nos encontramos mais tarde. -E assim, voltaria para o homem em procura de sua resposta. Independentemente do que fosse, o agradeceria. Mas se fosse positiva, iria começar uma negociação sobre os preços.

Caso cheguemos em acordo. Iria atrás de Damon. Não o diria sobre o trato, mas seguiria em busca do garoto. Assim que nossa caça fosse completada, iria resolver esse negócio em particular.  


Off:
 



Se não cê nos deuses, creia na sua morte.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]Lilah

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Owl em Dom 29 Maio - 9:04, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Whiteshark
Civil
Civil
Whiteshark

Créditos : Zero
Warn : Brotherhood: Blood Diamonds 1010
Data de inscrição : 29/07/2013

Brotherhood: Blood Diamonds Empty
MensagemAssunto: Re: Brotherhood: Blood Diamonds   Brotherhood: Blood Diamonds EmptySab 14 Maio - 4:13

Os dois irmãos que compartilhavam por um bom tempo esta vida louca de festas luxuosas e de fortunas gastas por pura diversão agora teriam que compartilhar a quase pobreza juntos. Porém, os garotos não pareciam estar acostumados com tal fato, achavam que poderiam falar de qualquer jeito com as pessoas que continuariam a ser respeitados e mais, que seriam influentes o suficiente para apanhar, o que não era o caso.

Depois de caminhar um pouco pela cidade, que estava mais deserta que o costume, e chegar no bar, os garotos começam a fazer seus pedidos para Grand de forma grosseira e até ofensiva. Porém, ambos esqueceram que não eram nem de perto tão ricos quanto já foram. Pelo contrário, não era só a aparência de pedinte que carregavam, mas a carteira de um. Grand Tom olha para os dois com um olhar de pena e fala:

- Quem vocês acham que são para me tratar assim em meu estabelecimento? - Pergunta, estando tão irritado quanto intrigado.

- Eu sei da festa que vocês deram ontem e os boatos são que vocês estão praticamente na merda. Agora, por respeito aos bons clientes que vocês foram no passado, lhes darei a chance de pegar este único cartaz e de vazar daqui antes que vocês percam alguns dentes.

Tom descia do balcão e jogava no chão, aos pés dos garotos, um cartaz com a foto de um garoto muito jovem e de feições meigas, ele se chamava Tholuk e tinha 2kk de recompensa por sua cabeça vivo ou morto. Parecia uma criança de não muito mais que 15 anos. O que aquele garoto tinha feito para merecer uma recompensa dessas?

- E mesmo que vocês ainda tenham dinheiro nos bolsos, não lhes darei nada daqui. - E dava as costas resmungando enquanto ia buscar uma garrafa especial de rum guardada em seu quarto “há, moleques, me desrespeitando no meu próprio estabelecimento… E eu ainda ajudei-os, só posso estar ficando senil”. Antes de ir ele volta e manda seu ultimato:

- Se vocês ainda estiverem aqui quando eu voltar, vocês nunca deixarão este lugar inteiros, ou eu não me chamo Grand Tom.

Os garotos já tinham o cartaz que tanto queriam, agora só faltava arranjar as informações para capturar o garoto e algum outro lugar para saciar seus respectivos vícios. Eles continuariam no bar ou escutariam o aviso do Tom e sairiam o mais rápido que pudessem sabendo que o cartaz já tinha sido muita coisa?




Tholuk:
 

Off:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Windeck
Estagiário Narrador
Estagiário Narrador
Windeck

Créditos : Zero
Warn : Brotherhood: Blood Diamonds 4010
Masculino Data de inscrição : 19/08/2015
Idade : 27
Localização : Conomi Sland

Brotherhood: Blood Diamonds Empty
MensagemAssunto: Re: Brotherhood: Blood Diamonds   Brotherhood: Blood Diamonds EmptySeg 23 Maio - 20:54



Brotherhood
Blood Diamods


Queria muito socar a cara daquele velho gordo, isso não se faz. Privar um homem de sua amada bebida deveria ser um pecado. Mas pelo menos no final das contas nossa ida até lá não foi completamente inútil. Ele joga um cartaz no chão, e rapidamente pego o mesmo e dou uma avaliada rápida no papel e me impressiono por um garoto com aquela aparência estar sendo procurado por alguma coisa, mas fazer oque não é mesmo? Caça é caça. O maldito velho gordo fala mais algum monte de bobagem e ameaças as quais não dou a mínima, mas também não estava afim de ter briga com ele. Me levanto devagar, ainda com aparência descontraída e encaro Tom e Elirik e aceno com a cabeça para nos retirarmos do lugar.

- Ok gordão, não te culpo. Mas depois que voltarmos a ser ricos vou comprar essa sua taverna e ai eu vou me lembrar do dia de hoje - Diria em um tom mais brincalhão do que ameaçador.

Sairia do local e prosseguiria pela rua em direção ao suburbio da cidade - Bem, já temos nossa caça, é uma pena que não pude beber um pouquinho, mas aquele velho gordo nos fez um favor. Precisamos de um banho, armas, e informações. Você falou que queria ir no mercado negro não é? Acho que lá nós poderemos conseguir o que precisamos - Comentaria animado com Elrik e esperaria sua resposta e então continuaria a caminhada.

Elrik devia conhecer o lugar melhor do que eu, então o seguiria até o mercado negro e logo que chegassemos encararia o local, observando tudo ao meu redor e então o seguiria.

[/color]
Historico:
 


Lorem ipsum dolor sit amet.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Werewolf
Civil
Civil
Werewolf

Créditos : Zero
Warn : Brotherhood: Blood Diamonds 3010
Data de inscrição : 04/01/2016

Brotherhood: Blood Diamonds Empty
MensagemAssunto: Re: Brotherhood: Blood Diamonds   Brotherhood: Blood Diamonds EmptyDom 29 Maio - 8:58



Brotherhood
Blood Diamonds
 


 Enquanto o pequeno Tom nos ameaçava, tive que fazer esforço para não gargalhar. Mas não seria uma gargalhada de alguém que estava se divertindo, muito pelo contrário. Aquela situação era bastante intrigante para mim, mais ainda, por eu não poder quebrar a cara dele depois de nos humilhar daquela maneira.

A cada palavra, a cada olhar que ele me dirigia, pude sentir o seu escárnio em mim e gostaria que ele pudesse sentir a minha raiva, o ódio. Digamos que ser humilhado daquela forma e ser escorraçado de um ambiente não costumava acontecer no meu cotidiano, eu era requisitado, todos me convidavam e me serviam felizes e alegres. Como as coisas mudaram.

Com toda certeza eu teria uma piada para aquilo, um comentário engraçado, ou apenas um sorriso irônico, mas dessa vez, por mais esforço que fizesse não pude doar-lhe nem uma só palavra, uma feição, ou um olhar a não ser o de incômodo. Estava mudo, meu corpo suava dando-me calafrios, me transformando em alguém que eu não era. Pela segunda vez em minha vida, tive realmente a vontade de matar alguém.

Mas foi quando olhei para Damon, enquanto ele respondia Tom, dizendo-lhe que compraria aquela bodega quando fosse rico, que percebi a verdadeira causa dessa raiva tão inexplicável e fora de controle. Eu falhei como irmão. Eu poderia ter dado uma vida melhor para ele, eu poderia ter-lhe ensinado do que o mundo é feito e como vencê-lo. Eu poderia protege-lo. Mas, ao invés de tudo isso, sai pelo mundo à procura de orgia e caos. E quando finalmente retornei, dediquei o meu tempo a seu lado ensinando-lhe e compartilhando o caminho que nos levaria ao abismo chamado fracasso. Eu o trouxe para essa humilhação.

A raiva não era do Tom, que mesmo agredido por nós nos deu o cartaz de recompensa. A raiva era de mim! Tom apenas tocou em uma ferida que talvez nunca cicatrizasse e desconhecida por mim, evidenciando o buraco o qual nos meti.

Damon se levantou ao meu lado e se dirigiu a mim. Me controlei para lhe dar o meu sorriso habitual. Enquanto falava, tirei isso tudo da mente. “Se estamos no inferno, então só nos resta abraçar o capeta! Farei o possível para que ele não passe isso de novo. Vamos ficar ricos! E quem ousar mexer com ele, o humilhar ou levantar apenas um dedo em sua direção, eu irei mata-lo, o farei sentir a dor que sentimos todos os dias! E o farei pagar uma bebida, por que ta osso! ”

- Não creio que iremos tomar um banho no mercado negro. –Daria um leve sorriso enquanto respondia o meu irmão. –Sabe como é! Mas aposto que armas, bebida e cigarro acharemos em abundância. Sem dúvidas, lá é o melhor caminho por hora.

Seguiria pela cidade em direção ao mercado negro, onde procuraria em primeiro lugar, um vendedor de Bebidas e Cigarros. Já estava ficando puto por não ter uma fumaça em minha boca. Ao chegar lá diria:
-Hey fera, me dê um maço de cigarro e uma boa bebida alcoólica para o meu irmão. Mas nada caro, digamos que estamos chafurdados na lama. –Se ele me desse, passaria o dinheiro e acenaria com a cabeça em agradecimento. Aproximaria mais meu rosto em sua direção e diria baixo, para que Damon não pudesse ouvir. – Hey, amigo, por mais que me doa dizer isso, vi no Grand Tom uma garrafa de bebida caríssima. Se estiver disposto a pagar, posso adquiri-la para você. ”

Se ele não desse, daria um sorriso e faria a aproximação, dizendo-lhe ao pé do ouvido:
-Hey, amigo, por mais que me doa dizer isso, vi no Grand Tom uma garrafa de bebida caríssima, e sei que lá deve ter mais. Se estiver disposto, podemos negociar esse novo, hmm, fornecimento, em troca de que VOCÊ nos fornecesse. Espero que tenha entendido.

Me afastaria com um sorriso sarcástico e iria em direção ao Vendedor de armas. Mas antes de me afastar muito, levantaria minha mão e gritaria: -Espero sua resposta, voltarei aqui depois de conseguir algumas armas.

Ao chegar no vendedor de armas, com um grande sorriso, colocaria o resto da grana na mesa (caso o vendedor de bebida tenha nos vendido) e diria: -Sabe, meu irmão ainda tem uns trocados, me veja o que essa porra de dinheiro pode comprar em sua maravilhosa loja. Mas não cobre muito cara colega, se não vou em um armeiro legítimo.

Caso o primeiro não nos tenha vendido, diria ao contrabandista de arma: -Temos dinheiro aqui, me mostre algumas armas simples, mas que deem conta de uma bela briga. Vamos atrás de um moleque que pela idade e recompensa, matou a cidade inteira com um dedo, no mínimo! E se tu me der uma arma merda, vamos nos fuder e voltar para atormentar sua família! –E daria um leve sorriso, mostrando-lhe que estava brincando. Ou não.

Esperaria sua resposta e se fosse dentro de nosso respectivo orçamento, lhe daria a grana em troca das armas e voltaria para meu irmão. –Damon, por que não vá na frente tomar um banho e procurar por roupas. Vou voltar naquele vendedor de bebidas para obter a sua resposta sobre um assunto particular. Nos encontramos mais tarde. -E assim, voltaria para o homem em procura de sua resposta. Independentemente do que fosse, o agradeceria. Mas se fosse positiva, iria começar uma negociação sobre os preços.

Caso cheguemos em acordo. Iria atrás de Damon. Não o diria sobre o trato, mas seguiria em busca do garoto. Assim que nossa caça fosse completada, iria resolver esse negócio em particular.  


Off:
 



Se não cê nos deuses, creia na sua morte.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]Lilah

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Brotherhood: Blood Diamonds Empty
MensagemAssunto: Re: Brotherhood: Blood Diamonds   Brotherhood: Blood Diamonds Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Brotherhood: Blood Diamonds
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Yotsuba Island-
Ir para: