One Piece RPG
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 Emptypor Thomas Kenway Hoje à(s) 06:02

» Hey Ya!
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 Emptypor GM.Mirutsu Hoje à(s) 02:56

» [MINI-ARTHURBRAG] COMEÇANDO UMA AVENTURA
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 02:55

» Enuma Elish
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 Emptypor Thomas Kenway Hoje à(s) 02:32

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 Emptypor GM.Jinne Hoje à(s) 02:08

» [Ficha] Raveny Moonstar
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:38

» Raveny Moonstar
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:36

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 01:11

» Escuridão total sem estrelas
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 00:39

» Capítulo I: Meu nome é Cory Atom! Filho de Kouha Atom
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 Emptypor Kiomaro Hoje à(s) 00:27

» Arco 5: Uma boa morte!
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 23:58

» A inconsistência do Mágico
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 23:45

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 Emptypor Furry Ontem à(s) 22:54

» Seasons: Road to New World
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 Emptypor Volker Ontem à(s) 22:44

» Ain't No Rest For The Wicked
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 Emptypor Hoyu Ontem à(s) 21:55

» I - O bêbado e o soldado
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 Emptypor Domom Ontem à(s) 21:49

» Um novo tempo uma nova história
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 21:29

» Ruby Belmont
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 19:47

» Drake Fateburn
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 19:38

» Alipheese Fateburn
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 19:10



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 A ascensão da Red Legion. Desafio no farol!

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1 ... 5, 6, 7 ... 12 ... 18  Seguinte
AutorMensagem
Wander
Pirata
Pirata
Wander

Créditos : 14
Warn : A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 05/07/2013
Idade : 22
Localização : Não sei :D

A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 Empty
MensagemAssunto: A ascensão da Red Legion. Desafio no farol!   A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 EmptySab 02 Abr 2016, 01:17

Relembrando a primeira mensagem :

A ascensão da Red Legion. Desafio no farol!

Aqui ocorrerá a aventura dos revolucionários Raymond King Walker, Tidus Belmont, Axell Belmont, Hanna, Hizy Mayan e Frisk Dreemurr. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

Falas
Pensamentos
Esquizofrenia (Fantasia)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] |[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

RIP:
 

Titulo Internacional:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte


Data de inscrição : 15/09/2014

A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A ascensão da Red Legion. Desafio no farol!   A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 EmptySex 22 Abr 2016, 00:34

~~ Narração ~~


Enfim o navio revolucionário estava atracado no farol, uma pequena ilha contendo um imenso e chamativo farol. O sol era forte as nuvens eram brancas e o clima era bem agradável, mostrava-se bem diferente daquele tempo da Reverse, por isso muitos diziam que era difícil passar por tal lugar. Tidus após responder ao major sobre a possibilidade de serem gases e não amor, Eliza lhe respondeu instantaneamente. – Gases... então são gases de amor! Oh God. Tidus voltava para a ala médica em busca de tratar suas contusões. Após tomar um remédio para dor, segundos passavam-se naturalmente e o efeito era rápido, diminuindo quase que completamente a dor. Axell o irmão caçula de Tidus havia seguido seu irmão até a ala médica e após sentar-se e observar seu irmão tratar seus ferimentos para que pudesse ajudar o restante, Axell pegava um tubo na pequena mesinha ao lado da cadeira que estava. Tal tubo estava limpo, sua cor era branca, apesar do jovem espadachim não saber para que servia, provavelmente se soubesse arrepender-se-ia de ter pegado, pois aquele objeto era conhecido como Tubo Anal, para averiguar doenças e etc... Por sorte estava limpo e Axell não sabia para que servia, talvez só um médico experiente soubesse.

Enquanto Axell brincava com o objeto e tinha seu pulso tratado por Tidus ao dar-lhe um remédio e enfaixar o local, Raymond estava espantado com a força do comandante, mas não só o ruivo, parecia que todos percebiam que patente não era apenas uma palavra e sim um símbolo de força e conhecimento. O rei vermelho levantava-se vagarosamente, Tidus já havia descido para o subsolo do navio, porém Ray sentia a dor aos poucos minimizar, então poderia presumir que era apenas uma leve contusão, nada de grave, apesar do choque momentâneo. Hanna estava ao lado de Ray ajudando-o a ficar de pé, apoiando-se na borda do navio. A jovem poderia perceber o enorme Farol que se destacava na ilha e percebia o ruivo alisando seu cotovelo, fato de ainda residir um pouco de dor.

O jovem melódico Hizy ainda estava perplexo com as habilidades do vovozinho. Saia em busca de seu bastão até acha-lo próximo do leme, havia ficado encravado em uma das tabuas de madeira. Ao recuperar e mostrar-se faceiro, decidiu-se ir até Frisk e dialogar com seu amiguinho. Após uma proza entre os nanicos, Frisk dirigiu-se até a ala médica para que Tidus tratasse de suas contusões, nesse meio tempo Hizy aproxima-se da borda puxando sua flauta e iniciando um som, com suas habilidades musicais, era fácil para o garoto que enquanto tocava o instrumento, admirava o belo mar com diversos peixes nadando. O jovem celestial chegava até a ala médica e percebia Tidus tratando Axell, enquanto aguardava talvez trocasse alguma ideia com os irmãos Belmont.

Raymond ia falar com Eliza sobre missão enquanto o comandante ainda estaria em cima do mastro. O major estava ainda para baixo, pois havia tomado um fora do garanhão Duque Azul. – Missão? Mocinho precisamos ainda do Log, mas sobre isso o comandante te explica melhor, eu vou retirar a água do convés e fazer alguns reparos no navio! Terminava de falar mostrando-se para baixo e seguindo em direção a cabine. Mark pulava do mastro e caia em frente a Raymond. – Está interessado na missão Raymond-kun? Hohohoho. Calme, calme jovem... vamos seguir por etapas, primeiro precisamos do Log Pose conhece? É um relógio que indica a direção para próxima ilha, Eliza precisa dele para prosseguirmos, assim que tiver, poderei lhe contar os detalhes da missão! Ele falava enquanto no final bocejava, talvez o sono fosse algum efeito da técnica que havia usado. – Vá até o Farol na ilha e arranje um Log, se não me falha a memória existe um homem que vende numa casa próxima, não lembro o nome dele! O comandante parecia pensativo até mexer em seus bolsos. – Deixa eu ver aqui... não tem muito, mas talvez de para comprar um Log Pose! Hohohoho. Agora eu vou tirar uma soneca porque acabei me cansando, há... não é mole envelhecer, antigamente eu poderia fazer dez vezes isso e nem suava! O velho saindo murmurando, Raymond conta os berris que havia recebido e na somatória tinha um valor de R$ 120.00 mil berris, não era muito, mas era melhor que nada. Poderia avistar a alavanca que descia a rampa conectando com o porto, poderia decidir quem levaria consigo para conseguir o item que precisariam.

Ray com sua estupenda visão, permitia observar Hizy alguns metros admirando o mar, Hanna próximo de si e já sabia que Tidus, Axell e Frisk haviam ido até a ala médica. O major estava fazendo reparos no navio e o comandante estava cansado por ter utilizado grande energia para salvar o navio, não era à toa que era poderoso, mas isso custava um preço afinal de contas... o que o ruivo decidiria fazer afinal? Pois não conhecia o farol e nem o que poderia vir a seguir?!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Raizen
Administrador
Administrador
Raizen

Créditos : 60
Warn : A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 18/04/2011
Localização : Grand Line – 6ª Rota – Alabasta

A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A ascensão da Red Legion. Desafio no farol!   A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 EmptySex 22 Abr 2016, 14:45


Depois de atracar o navio no farol o grupo finalmente parecia estar mais tranquilo e começavam a interagir entre si. Raymond por sua vez ficava por alguns minutos encarando o enorme farol e pensando em como eles fariam para sair de lá. Ele nunca esteve no farol antes, mas já ouviu muitas histórias sobre a Grand Line e os seus perigos, mas mesmo que tenha ouvido histórias ele não fazia a mínima ideia de como se faz para sair daquele lugar. O Rei Vermelho dava uma olhada em volta e com a sua visão excepcional ele procurava ver se tinha alguma saída ali, se tivesse, ele veria quantas eram e também tentaria perceber mais ou menos o tamanho do local onde estava. Depois de fazer o reconhecimento do local, o ruivo se dirigia até Elizabelo para falar sobre a missão, mas percebia que o mesmo estava um tanto para baixo, talvez por que Tidus não correspondia o seu amor. Mas o Cabo não se importava nem um pouco com a relação que os dois tinham ou poderiam ter, depois de uma resposta nada esclarecedora do Major, o Comandante descia do mastro para dialogar.

- Está interessado na missão Raymond-kun? Hohohoho. Calme, calme jovem... vamos seguir por etapas, primeiro precisamos do Log Pose conhece? É um relógio que indica a direção para próxima ilha, Eliza precisa dele para prosseguirmos, assim que tiver, poderei lhe contar os detalhes da missão! - dizia de uma maneira um tanto lenta e parecia bem sonolento, porém o que mais intrigava Ray era o que o homem havia citado como item principal.

" Log Pose... Hmmm... " - ficava refletindo enquanto o seu superior lhe dava uma tarefa especial.

- Vá até o Farol na ilha e arranje um Log, se não me falha a memória existe um homem que vende numa casa próxima, não lembro o nome dele! Deixa eu ver aqui... não tem muito, mas talvez de para comprar um Log Pose! Hohohoho. Agora eu vou tirar uma soneca porque acabei me cansando, há... não é mole envelhecer, antigamente eu poderia fazer dez vezes isso e nem suava! - ele dizia até de uma maneira bem simpática, certamente era um homem bem carismático. Após terminar de falar, Mark retirava dos bolsos uma pequena quantia em dinheiro totalizando B$ 120.00.

- Entendido! - o ruivo respondia de com uma voz firme olhando fixamente nos olhos do Comandante com o seu mesmo olhar sério de sempre enquanto pegava o dinheiro e colocava junto dos seus pertences por baixo de sua veste.

Logo após uma breve conversa, o Comandante Mark se retirava e adentrava dentro da cabine, ele realmente parecia muito cansado provavelmente devido a técnica que havia usado, era uma técnica extremamente poderosa mas pelo visto também tinha suas restrições. Depois de Mark se retirar, Raymond ia até a proa do navio e ficava encarando o farol por alguns segundos, ele não sabia o que o esperava quando chegasse naquela casa onde provavelmente teria um homem com o Log Pose. O Rei Vermelho era bem cuidadoso com suas ações, então para se prevenir ele iria levar pelo menos dois de seus companheiros, deixando os outros três com o Comandante e o Major para ajudar a proteger o navio de algum possível ataque. O ruivo saía de perto da proa e dava uma olhada em volta percebendo que próximo dele estavam Hanna e Hizy. Tidus, Axell e Frisk provavelmente estavam dentro do navio. Ele retirava a sua garrafa de sake de dentro de sua veste, abria e tomava um longo gole daquele elixir que para ele era simplesmente delicioso, em seguida limpava o resto do líquido em seus lábios com a sua mão direita e guardava a sua pequena garrafa no mesmo lugar. Logo em seguida diria em um tom de voz alto o suficiente para que Hanna e Hizy pudessem o ouvir.

- Hanna e Hizy... - falaria em um tom de voz suficientemente alto para que os dois pudessem ouvir, quando recebesse a atenção que queria, continuaria a falar. - Vocês dois venham comigo até o farol, vamos conseguir um Log Pose! Peguem tudo o que precisam e vamos lá. - diria com a sua mesma expressão facial séria e bem concentrado no seu objetivo.

Depois de falar com os seus dois companheiros, o ruivo verificava se todos os seus pertences estariam consigo: apertaria suas manoplas nas mãos, apalparia os lugares onde estavam os demais itens como a sua garrafa de sake, o dinheiro, a medalha e a carta. Após tudo estar no seu devido lugar, Ray fecharia o seu sobretudo colocando o capuz para cobrir sua cabeça deixando visível a quem o ver de longe apenas parte do seu nariz e a sua boca, logo em seguida o Cabo descia do navio esperando que os seus dois companheiros escolhidos o acompanhassem. Enquanto caminhava, ele usaria a sua visão aguçada para explorar todos os cantos possíveis e tentar perceber algum sinal de vida, ao mesmo tempo ficaria bem atento para qualquer ataque surpresa que poderia vir a acontecer, por ser um homem muito veloz e ter uma boa percepção, Raymond dificilmente era pego de surpresa. Se nada tivesse ocorrido enquanto caminhava, quando estivesse próximo do local, ele diria em um tom de voz baixo para que apenas Hanna e Hizy escutassem.

- Não digam nada quando chegarmos. Não sabemos que tipo de pessoa ele é, então deixe eu falo com ele... - diria enquanto se aproximava mais da casa. Quando tivesse chegado ao local desejado, o ruivo bateria na porta devagar e se a porta estivesse aberta, o mesmo entraria e retiraria o capuz da cabeça. Se encontrasse qualquer pessoa ali, ele olharia fixamente nos olhos do indivíduo com seu olhar bem sério e intimidador.

- Olá! Você é a pessoa que possui o Log Pose? Estou muito interessado... - diria com um tom de voz calmo e manteria o seu olhar sério e intimidador. Mesmo enquanto conversava, Ray sempre mantinha a sua guarda fechada e procuraria observar como era todo o interior do estabelecimento, assim como procuraria ver se haviam mais pessoas ali presente.







Histórico:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | Mudanças Importantes | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



Voltar ao Topo Ir em baixo
Roy Collins
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador
Roy Collins

Créditos : 17
Warn : A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 23/11/2012
Idade : 22
Localização : East Blue - Loguetown

A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A ascensão da Red Legion. Desafio no farol!   A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 EmptySex 22 Abr 2016, 17:12

Indo fazer uma visita

O choque em que o braço do Ray sofreu indicava que o mesmo tinha sofrido uma leve lesão, principalmente pela cara que ele fez depois de se levantar. Mas nada parecia super sério ou que possa compromete-lo, nada como um pequeno descanso e sem usar seu próprio braço resolva. ~ É o que espero! Mesmo não sendo médica ou sequer conhecendo algumas perícias médicas, podia deduzir isso pois não tinha nenhum sangramento e o ruivo não reclamava de tanta dor. Deve ser o susto mesmo. ~ Pufff!! Insinuar que Raymond sofresse algum susto é contar uma piada a uma criança e ela rir sem entender exatamente nada. Então fiquei próxima a ele esperando e o observando a todo tempo.

Posteriormente o comandante Mark explicou de uma forma clara e sonolenta sobre o que iríamos fazer. - Está interessado na missão Raymond-kun? Hohohoho. Calme, calme jovem... vamos seguir por etapas, primeiro precisamos do Log Pose conhece? É um relógio que indica a direção para próxima ilha, Eliza precisa dele para prosseguirmos, assim que tiver, poderei lhe contar os detalhes da missão! O jeito dele falar mostrava que estava bastante cansado para nos dar muitos detalhes, tanto é que não tinha entendido quase nada sobre aquele Log Pose citado. - Vá até o Farol na ilha e arranje um Log, se não me falha a memória existe um homem que vende numa casa próxima, não lembro o nome dele! Deixa eu ver aqui... não tem muito, mas talvez de para comprar um Log Pose! Hohohoho. Agora eu vou tirar uma soneca porque acabei me cansando, há... não é mole envelhecer, antigamente eu poderia fazer dez vezes isso e nem suava! E entregou uma quantia de dinheiro para o ruivo. ~ Huuuuummm, depois vou ver com Raymond se ele me dá um din din pra comprar roupas!! Só de pensar meus olhos brilhavam com tal imaginação.

Já Mark partiu para algum dormitório dentro do navio e nos deixou por ali, fazendo-nos organizar para essa missão. No convés só sobraram Raymond, Hizy e eu. Os demais tinham descido para a ala médica acompanhado pelo Tidus, parece que ele estava se tornando o médico do grupo. Raymond foi para a proa do navio verificar a ilha a frente e enquanto isso organizaria minha roupa. Passaria com as mãos no cabelo alisando totalmente para trás e não deixando nenhuma mexa nos ombros, esticaria a camisa e depois fecharia o zíper do sobretudo. Levantaria uma perna e depois a outra, olhando se a sola da bota não estava suja e se minha calça estava arrumada. Até que ele voltava sua atenção para nós e retirava a garrafa de sake consigo para beber. - Não acredito!! Meus olhos encaravam o dele e os punhos fechados tremiam de nervosismo. Confesso que tinha uma vontade enorme de pegar aquela garrafa da mão dele e jogar direto no mar, mas isso pode irrita-lo. Mas ele me irrita com isso também!

- Ray!!! Se importa de beber quando não estiver perto de mim?! Perguntaria de uma maneira ríspida. No entanto falando daquele jeito com ele certamente me bateria um arrependimento na hora. - É porque não gosto de gente bêbada andando comigo ... Fica com um bafo de lascar e muito idiota! Finalizando, controlaria a respiração para não mostrar esse lado chato e bufaria. Posteriormente ele ordenou a mim e Hizy para o acompanhar para fora do navio, embora ele ter acabado de beber um pouco da bebida eu não podia recusar. Tinha de estar perto para protege-lo! - Claro né!! Afirmava com um ar de desdém, afinal quem mais poderia ir com ele na missão? Só tem eu aqui que possa acompanha-lo. Nem a major Niel poderia proteger ele tão bem quanto eu!

Como teríamos de acompanhar ele, precisava da minha arma a qual não via desde quando saí de Conomi Island. E como eu acordei na ala médica após o desmaio repentino, iria para lá caminhando entre os corredores no navio olhando de porta em porta até achar aquela sala, e quando achasse adentraria e olharia todos os cantos. Nas prateleiras, na cama, embaixo dela, no chão, inclusive perto do baú onde me troquei de roupa, se tiver algum guarda-roupa reviraria ele também e todos os cantos restantes. Até acha-lo. Quando pegasse ele, procuraria alguma coisa a qual possa deixar o machado guardado enquanto não usa-lo, de preferência para ficar nas costas. Um item parecido com uma bainha, porém exclusivamente para machado. Todavia caso não achar este item, sairia da sala deixando a lâmina do machado se arrastar pelo chão sustentado pela mão direita e voltaria ao convés. - Pronto!! E para terminar cobriria minha cabeça com o capuz do sobretudo. ~ Devo estar linda! E para piorar, ele também estava agora com o capuz. ~ Mai mai mai mais gente!! Que lindo!! Revirava meus olhares de cima a baixo, admirando ele por completo.

Saindo do navio pela rampa a qual já conectava ao chão da ilha, ficaria mais atenta aos nossos lados pois Raymond estava focado a frente. Mantendo proximidade perto de Hizy e Raymond, deixaria a lâmina ao lado contrário deles para não machuca-los sem querer e tentaria não mostrar nervosismo. Além de se algum individuo se aproximar de nós sem a menor cortesia e estranhamente, alertaria os dois. - Gente, quem é essa pessoa? E para tentar espantar aquele receio dentro de mim, ergueria a lâmina rente ao corpo e ficaria preparada para qualquer ação. Por ser a única garota as vezes eu acho que posso acabar com os planos da missão, e por causa disso preciso ter atenção redobrada e mostrar aos meus amigos que não sou fraca! - Não digam nada quando chegarmos. Não sabemos que tipo de pessoa ele é, então deixe eu falo com ele... Ray nos alertava sobre a pessoa a qual iriamos conhecer, a princípio não achei uma boa ideia isso pois ele mesmo não é tão carismático para conversar com qualquer um. Mas ele é o mais forte dentre nós, então é compreensível. - Okay! Mas vê se não intimida ele! Diria em baixo tom, ao menos para ele conseguir escutar.

Se tivermos sucesso e chegarmos a casa desse individuo, deixaria o ruivo aguardando a pessoa atende-lo e viraria de costas ficando de prontidão para ver se alguém chegasse. Manteria a lâmina apontada para baixo porque assim não vai intimidar ninguém, mas se por acaso eu percebesse alguma alma vivente se aproximando e com um jeito estranho, seja no andar, no olhar ou qualquer coisa, levantaria a lâmina e apontaria para a mesma. - Quem é você? Perguntaria olhando todas suas vestimentas e corpo, procurando achar alguma arma ou mesmo cicatriz para confirmar que não é uma pessoa de que possa baixar a guarda.
Histórico de Hanna/Lavínia:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Olá, Convidado seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por GM.Matheus em Sab 23 Abr 2016, 02:49, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A ascensão da Red Legion. Desafio no farol!   A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 EmptySex 22 Abr 2016, 17:21

A reação do Major em relação a minha resposta era imediata, uma resposta inusitada eu diria, tentava esconder a vontade de rir e vira-me para outra direção. Antes de partir na direção da ala médica Ray questionava-me sobre como havia machucado o braço, a verdade poderia ser demais para pessoas despreparadas, quem entenderia a arte da acrobacia, ousadia e alegria? Quantas pessoas podia dizer que realizaram um mortal no topo da Reverse Montain? Provavelmente bem poucas. Abri um leve sorriso, como se tivesse aprontado algo.

O navio estava agitado, acabei perdendo o equilíbrio e uma estante caiu sobre ele, mas estou bem. – Virava-me de costas e começava a caminhar na direção da ala médica, erguia o braço bom e acena para os que estavam mais atrás.

Em pouco tempo chegava a ala médica novamente, iniciei uma busca por medicamentos enquanto Axell se sentava em uma maca. Como já havia organizado tudo anteriormente não foi muito difícil de encontrar o que procurava, apanhei um dos frascos e tomei o medicamento como informado nas instruções, para minha surpresa podia sentir uma grande melhora praticamente na mesma hora.

“Isso foi mais eficaz do que eu podia imaginar.” – Com um olhos parcialmente arregalados esticava minha mão para frente, fechava e abria o punho algumas vezes espantado com o resultado.

Sentindo-me melhor virei-me na direção de Axell, e para minha surpresa o mesmo estava brincando com um objeto um tanto quanto peculiar... Uma forte vontade de rir começava a tomar conta do meu ser, permanecia com os lábios selados e isso fazia o som da risada ser abafado além de soar estranho. Eu poderia dizer a ele o que era aquilo, mas que graça teria? E ele parecia tão entretido, era melhor assim, se ele soubesse a verdade talvez sua sanidade mental fosse deturpada.

Enquanto trava a contusão de Axell o mesmo dizia algumas palavras sem me olhar diretamente. – Já chegamos até aqui. Será que vamos encontrar ele algum dia? – Uma pergunta complicada, de fato nunca havia parado para pensar muito nisso, ou talvez no fundo sempre estivesse pensando, por isso sentia a vontade de ficar mais forte tendo ele como objetivo, ou seria apenas admiração? Não sabia bem, mesmo que nossos caminhos fossem diferentes ele ainda era nosso pai, sangue do nosso sangue, não sabia se teria coragem de confronta-lo algum dia.

Espero que não, ele teve anos para preparar um sermão e tanto. – Abria um leve sorriso descontraído. – Mas se ele nos encontrar eu também vou ter algumas palavras para dizer. – Voltava a uma expressão mais sério e desviava o olhar, no fundo estava um pouco frustrado, ele nunca se quer se preocupou em procurar por nós, anos se passaram e ele simplesmente ignorou, talvez no fundo ele quisesse que seguíssemos aquele caminho, talvez ele até soubesse que estava errado mas temia alguma coisa, bem, pensar muito naquilo não levaria a lugar nenhum. – Bem, vamos deixar isso pra lá, se ele vier vai escultar poucas e boas, agora tome isso. – Voltava a minha expressão amigável de sempre e entraria o remédio para o meu irmão.

Hey! Tidus! Pode por uma dessas faixas no meu pulso até a altura do meu cotovelo? Aposto que ia ficar bem maneiro, se tiver alguma da cor preta… Eu só uso preto, você sabe... Aqui você não prende, não quero que atrapalhe o saque da espada… Se você quiser eu faço em você também Heehehe. – Como sempre Axell não perdia seu senso se humor.

Uma faixa preta? O que ele achava que aquelas coisas eram? Começava a rir e levava minha mão direita até a testa. – Hahahahaha, isso não é uma faixa de karate, e eu acho que nem existe uma faixa dessa da cor preta... Mas faça como quiser, só não estrague o curativo. – Ainda com um sorriso no rosto continuava com o curativo.

Você pode amarrar na sua testa também, aposto que ficaria intimidador. – Meu irmão voltava a atacar com outra perola.

Claro, uma gaze médica amarrada na testa certamente seria extremamente intimidador, Axell. – Ainda com uma expressão alegre olhava de um lado para o outro, para ver se não tinha mais ninguém por perto. – E eu estou com problemas, aquele major parece ter gostado mesmo de mim, acredita que ele disse que estava sentindo gases de amor por mim? Cases de amor hahahahahahaha. Eu não sei se é pra rir ou pra chorar. – Mesmo sabendo que seria zoado era bom dividir essas coisas com mais alguém, principalmente com Axell, já havíamos passado por muitas situações estranhas e aquela era mais uma pra lista.

Nesse meio tempo notei que mais alguém adentrava o local, voltei meu olhar na direção da porta e percebi que era uma das crianças que nos acompanhava, Frisk. – Frisk, está precisando de alguma coisa?   –  Acenaria para o garotinho. – Já estou terminando aqui e lhe atendo. – Voltava minha atenção para Axell e o curativo.

Assim que terminasse caminharia até o jovem para ver o que tinha acontecido com o mesmo. – Diga-me o que houve, esta sentindo alguma coisa? – Caso o garoto respondesse de forma afirmativa analisaria a área que o mesmo indicasse, caso contrário faria apenas um leve checkup para ver a temperatura, dilatação da pupila etc. Se estivesse tudo ok liberaria o rapazinho, caso contrário procuraria pelo devido medicamento ou utensílio para tratar de sua contusão. – Novo em folha. – Diria assim que terminasse o tratamento. –Errr, eu não ia comentar nada, mas eu nunca tinha reparado muito, sempre achei que fosse parte da roupa ou coisa do tipo mas você realmente possui asas! Como isso é possível? Você pode voar com elas? – Indagaria um pouco surpreso, pois nunca havia visto uma pessoa com asas, ouvido histórias talvez, mas nunca visto com meus próprios olhos e isso era fantástico, um ser humano alado? Parecia té coisa de contos de fada.

Se todos estivessem bem e tratados voltaria até o convés onde teoricamente os outros deveriam estar. Durante o percurso pegaria meu maço de cigarros e colocaria um filtro na boca, caminharia com o mesmo assim até chegar o convés superior e só então acenderia-o com meu isqueiro, eu podia ser um viciado mas não fumaria em um lugar fechado com outras pessoas por perto, ainda mais na ala médica. Fintaria o convés com os olhos, buscando por um rosto familiar, certamente nossa missão estava para começar e seria bom nos reunirmos para traçar um plano de ação.


Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Axell
Comandante Revolucionário
Comandante Revolucionário
Axell

Créditos : 33
Warn : A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 14/05/2011
Idade : 24
Localização : 5ª Rota - Pindorama

A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A ascensão da Red Legion. Desafio no farol!   A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 EmptySex 22 Abr 2016, 21:55

Enquanto eu me entretinha com o pequeno e bizarro objeto, percebia pela minha visão periférica Tidus rindo feito um porco, procurava em volta algo no cenário que explicasse aquele contexto, mas não encontrava nada. ~ Acho que ele deve ter batido essa cabeça grande enquanto subíamos. ~  

Notava atento o próprio se tratando e fuçando em tantos remédios e materiais aos quais eu não fazia ideia de para que serviam. Sentia certo orgulho, era bom ter um irmão mais velho que pudesse te ajudar nos momentos mais críticos, agora, um irmão mais velho que ainda é médico é quase perfeito. Ele poderia me remendar todo o tempo! ~ Se bem que é ele quem sempre sai ferido das batalhas... ~ Meu olhos se estreitavam e minha cabeça balançava em negativa de modo sútil.

Perguntava a ele sobre sua visão a questão de nosso pai. - Espero que não, ele teve anos para preparar um sermão e tanto. Mas se ele nos encontrar eu também vou ter algumas palavras para dizer.  – Eu apenas abri um sorriso gigantesco em resposta. De fato seria uma discussão e tanto. - Bem, vamos deixar isso pra lá, se ele vier vai escutar poucas e boas, agora tome isso. – Percebendo que Tidus também queria desconversar eu deixava para outro momento, aquilo também parecia uma questão importante para ele, e mesmo eu sendo irritante as vezes sabia respeitar certos espaços. Apenas olharia para ele e acenaria com a cabeça repetidamente em pequenos movimentos curtos.

- Hahahahaha, isso não é uma faixa de karate, e eu acho que nem existe uma faixa dessa da cor preta... Mas faça como quiser, só não estrague o curativo.  – Meu rosto se moldava em um semblante de incredulidade, e em um espasmo de ira eu dava um leve soco na maca. – O QUE?!  O que faz a faixa é o guerreiro, Tidus... Mestre Miagy Ela poderia ser rosa e eu ainda seria visto com respeito. – Ficava entretido no movimento do curativo, via ele dando a volta em meu braço e era quase hipnotizante. Quando conseguia me concentrar o suficiente fechava e abria o braço para tencionar e relaxar os músculos, queria deixa a faixa na medida exata para não apertar muito e limitar meus movimentos.

- Claro, uma gaze médica amarrada na testa certamente seria extremamente intimidador, Axell.

Colocaria minha mão boa sobre meu rosto, mesmo sendo mais velho e teoricamente tendo que ter mais experiência de vida do que eu não sabia das coisas. Qualquer guerreiro com  uma faixa na testa ficava incrivelmente mais forte, essa era uma das leis sagradas das batalhas. ~ Você ainda tem muito o que aprender, irmãozinho. ~ Me limitava a pensar, Tidus não entenderia tais ensinamentos.

- E eu estou com problemas, aquele major parece ter gostado mesmo de mim, acredita que ele disse que estava sentindo gases de amor por mim? Gases de amor hahahahahahaha. Eu não sei se é pra rir ou pra chorar.

- AHEAIEAEaHAHAEHhahaHAha – Meu corpo se dobrava a medida que o ar saía em risada. Erguia o dedo com quem pede licença para dizer algo mas a ideia não vinha, e eu ficava apenas naquela semi risada sem folego. – Aiai. – Limpava  uma pequena lágrima que brotava em um dos olhos. – De fato o amor estar no ar meu irmão HAAHAHahahahaeae. – Respiraria fundo e esperaria até estar apto a falar. – E, é claro que eu notei, acho que todos notaram. Você tá se saindo bem, na medida do possível, eu acho. – Olharia rapidamente para o chão e voltaria minha atenção a ele. – Só cuidado para não ferir os sentimentos de Eliza, eu nunca te perdoaria... – Esconderia meu rosto na parte interna de meu cotovelo, fazendo uma cena clássica e dramática. E finalizaria dando um breve sorriso, era bom poder conversar com alguém sem essa pessoa se ofender a todo momento

Percebia então a chegada de Frisk, o garoto ainda não aprecia nas suas melhores condições mas até eu estava bem pra alguém que se metia em tantas enrascadas, mal tinha melhorado o braço e já quase partia em um voo inconsciente. – Frisk! – Diria em tom surpreso e tentando ignorar a situação tensa a qual o garoto tinha sido submetido, talvez fosse melhor dar pouco atenção a isso.

- Numa das vezes que o navio bateu, eu acabei caindo e bati com as costas no mastro. Eu quase desmaiei, e se não fosse pelo Ray-san e pelo Axell-san, eu sinceramente não sei o que teria acontecido comigo...

Dizia o garoto meio que do nada. Meu corpo se encolhia e eu ficava um pouco sem graça com a situação. – Hey! Tem que pensar você parecia um uma espécie de super-herói voando! Parecia até aqueles gansos que voam em uma formação em forma de “V”... – Olharia para o teto, totalmente concentrado em minha imaginação e nas ralas memórias que tinha sobre a magnânima ave. – Cara, eu adoro aquele maldito bicho. – Olharia para Frisk e estenderia o punho fechado esperando o mesmo dele. – Se você tiver alguma coisa mal encaixada, Tidus vai te deixar novo em folha. – Balançaria meu punho enfaixado para ele, e ao mesmo tempo os grandes caninos que mais pareciam presas se abririam em um sorriso.

Antes de sair da ala médica eu pegaria uma das faixas que Tidus tinha usado agora pouco, a deixaria enrolada mesmo e a colocaria em dos bolsos do sobretudo. Se alguém visse meu ato eu apenas soltaria um singelo – Hehe. – E continuaria na cara larga.

Enfim enfaixado e quase preparado para outra eu subiria em direção ao convés. A medida que caminhasse treinaria um breve saque de minha espada com a mão machucada, sem nem tirar toda a espada da bainha, eu queria apenas saber até aonde meus movimentos me permitiam ir. Quando chegasse lá em cima procuraria algum lugar alto e que não exigisse muito esforço para subir, algo que minha mão não atrapalhasse muito. Queria um lugar aonde eu tivesse boa visão de todo o navio para ficar de vigia. Com a mão próxima de minha bainha, eu ficaria de olho em toda a porção de terra mais próxima e também na área do mar em volta do navio, e caso algo me chamasse atenção eu apenas alertaria Tidus e Frisk com um assobio e apontaria na direção. Se algo aparecesse tentaria sempre me concentrar em bloquear os ataques.



Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mizushiro Hizumy
Revolucionário
Revolucionário
Mizushiro Hizumy

Créditos : 2
Warn : A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 12/11/2014
Idade : 20
Localização : Cactus Island

A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A ascensão da Red Legion. Desafio no farol!   A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 EmptySab 23 Abr 2016, 20:17



~ Log Pose ~

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | Post: 08

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



Tendo todo o oceano observado por si, ali sentado naquele grande, e talvez ornamentado, muro, náufrago em pensamentos, seu rostinho ficava vermelho de alegria. Não era a magnificência daquela vista que o deixava de tal estado, fora a rápida e agradável conversa com Frisk. Relembrá-la fazia o sentir-se... quente. Gostava do garoto, não o sabia porque. Apenas se haviam conhecido a poucos dias, porém ao lado dele era como que se a diversão nunca acabasse. Era estranho! - Sim! Hi!Hi!Hi! muito estranho! - Sorriria contente no seu descanso.

- Hanna e Hizy... - A voz grave de Ray a chamar por si fazia com que despertasse de seus pensamentos infantis e estúpidos. Vocês dois venham comigo até o farol, vamos conseguir um Log Pose! Peguem tudo o que precisam e vamos lá. - Saltando para o soalho dentro da embarcação, com seu bastão na mão direita, a criança dirigia-se até o ruivo com os olhinhos brilhando. - SIM! - Berraria eufórico. Ouvia-se nele o entusiasmo. Ouvia-se a ansiedade e o ligeiro stress de que com ela vinha. Não entendera muito bem o que iam a fazer, apenas que iam atrás de um tal de log pose no farol. Contudo, fosse qual fosse o motivo, sentia-se radiante por deixar aquele soalho emadeirado e por finalmente poder sentir a grama e a terra por debaixo de seus sujos pezinhos brancos e já habituados a andarem nus.

Num andar todo dele extrovertido e transbordando diversão, descia a rampa que ligava a gigantesca embarcação ao ilheu donde estava o farol, correndo ansioso de bracinhos no ar, como que se fosse uma passarola. E seria assim, fazendo um estranho barulhinho com os lábios, imitando um motor a trabalhar, que se juntaria à Raymond e Hanna. Primeiro, daria uma volta completa por volta de ambos,  e depois colocar-se-ia do lado da garota, cessando com a correria e acompanhando a passada deles, com ambas as mãozinhas pode trás das costas, segurando o corpo do bastão deitado na horizontal, sorridente e dançando vagarosamente com a cabeça ora para a esquerda, ora para a direita, como que se tivesse alguma canção nos ouvidos.

 Ao contrário dos dois, não levava nenhuma manta negra a cobrir-lhe o corpo. Estava como sempre estivera, trajando suas habituais roupas tão típicas de seu lar. Não que não quisesse vestir igual aos demais, até achava engraçado. No entante, sequer se lembrara de pegar um dos sobretudos... - E sob este escaldante sol... Acho que derreteria! - Explicava ele falando sozinho.

- Não digam nada quando chegarmos. Não sabemos que tipo de pessoa ele é, então deixe eu falo com ele... -

 Escutada a ordem, o moiçolo correria três passos à diante dos companheiros e batendo continência, juntando ambos os pés e pernas e erguendo no alto a mão direita, diria num riso: - AY! SIR! Hi!hi!Hi! -

 Chegados à casota, o menino esperaria que todos entrassem para então segui-los. Tal como havia prometido, não falaria nada. tentaria sequer um som pronunciar de seus lábios. Todavia, deixaria o ruivo conversar com o senhor mais velho e, tal igual qualquer criança, começaria por erguer os olhos e a observar tudo em seu redor. Primeiro, bisbilhotaria apenas com eles mesmo, ainda tímido, perto de Ray e Hanna, mas a medida que a conversa fosse decorrendo, e que nada de perigoso ou suspeito se levantasse no ar, natural de si, andaria até algo peculiar que ali estivesse, como uma garrafa com um navio dentro, ou livros antigos empoeirados, talvez uma bússola de outros tempos, ou, quem sabe, uma fotografia. Fosse qual dos objectos fosse, olharia curioso, sem nunca tocar-lhes. Depois, voltar-se-ia para junto dos restantes e aguardaria. No caso de notar algum livro sobre geografia ou pilotagem, esperando que Ray terminasse de falar com o homem, perguntaria surpreso por fim: - Wooou! Senhor, você sabe muito sobre o mar, né?! - Apesar de perguntar ao homem, seu olhar estaria focado no objecto em questão, caso existisse.

 




 
Histórico escreveu:

Post: 08
Ganhos: Flauta |
Perdas:
Bónus:
Players:
NPC's: Nell - Major da célula revolucionária "Red Mark" | Mark - Comandante da célula revolucionária "Red Mark" | Elizabelo - Major que além de deixar Hizy confuso, pois não sabe se deve o tratar como nee-san ou nii-san, aparenta gostar de Tidus.

HP: 255/255
SP: 65/86
Vantagens:• Ambidextro|• Aparência Inofensiva|• Audição Aguçada
Desvantagens:• Coração Mole|•
Trauma Profundo escreveu:
Sempre que vê ou ouve algo relacionado aos tenryuubitos entra em estado de choque, por serem eles os responsáveis pela morte de seus pais, e por acreditar afincadamente, que os próprios são a origem de todo o mal existente no mundo. Fica tão paralisado que a única coisa que pode fazer é fugir amedrontamente devagar. Até mesmo estátuas ou gravuras de dragões a voarem o deixam ligeiramente incomodado e nervoso. Após passar por um episódio traumatizante em uma guerra, ganhou um medo profundo de perder amigos. Quando passa por uma situação do tipo, acaba sendo tomado por perturbações emocionais.
Extras:

Técnica escreveu:
Supporting Song!:
 
Post's até outro uso: 1/10

...

Objectivos escreveu:

[X] Comprar uma flauta "árabe" dourada;
[ ] Comprar uma roupa/veste de mago toda negra (igual a do Aladdin mesmo);
[ ] Conseguir um pet (Ou um gato (Happy de FT ou Chii de Sweet Home) ou um dog (Eevee de Pokemon));
[ ] Aprender/ Comprar as perícias: Pilotagem e Geografia;

...





Thanks Panda

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:

[ ] Ganhar uma Meitou lvl 2; (ノ≧∀≦)ノ
[ ] Ter Ofício Ferreiro lvl 2; (╯✧∇✧)╯
[ ] Forjar uma Katana lvl 2; (ര̀ᴗര́)و ̑̑
[ ] Caçar 5 Recompensas;  ヾ(〃^∇^)ノ♪
[ ] Vencer o torneio de artes marciais 1x; (๑•̀ㅂ•́)و✧
[ ] Encontrar dois tesouros; (۶ꈨຶꎁꈨຶ )۶ʸᵉᵃʰᵎ
[ ] Viajar por todo South e West Blue; ೕ(⁍̴̀◊⁍̴́ฅ)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ravenborn
Illuminati
Illuminati
Ravenborn

Créditos : 29
Warn : A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 08/11/2014
Idade : 20

A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A ascensão da Red Legion. Desafio no farol!   A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 EmptyDom 24 Abr 2016, 05:25

"Cure."




[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
*You are filled with determination.


Era um pouco difícil de acreditar que nós realmente já estávamos do outro lado da Reverse Mountain. A Grand Line era algo que eu só via em meus sonhos mais remotos, e mesmo assim, lá eu estava. Tudo graças ao pessoal que eu tinha encontrado na guerra de Conomi, que tinham me acolhido como se eu fosse um deles. Como se fôssemos uma família. "É a segunda vez que acontece, agora que eu pensei nisso..." Acabei por me lembrar, pensando em como tinha sido exatamente a mesma coisa com os Dreemurr. Daquela vez, eu não tinha sido forte o suficiente pra lutar junto com eles, pra ajudar em alguma coisa...mas dessa, seria diferente. Eu ainda não conseguia me sentir bem segurando aquela faca, mas eu já tinha entendido que se eu não a usasse, como naquele dia, as coisas poderiam acabar do mesmo jeito. "E eu com certeza não quero isso..." Eu pensei, convicto, enquanto apertava a arma escondida em minhas vestes.

Na ala médica do navio, eu acabei encontrando Tidus-san cuidando dos ferimentos de Axell-san, mostrando-se bastante habilidoso como um médico. Eu já tinha me perguntado, uma vez, se ele seria um; por isso, aquela situação acabou por me dar a confirmação de que eu precisava. Assim que eu entrei, os dois me cumprimentaram, e eu respondi acenando e sorrindo de volta. De todo o grupo, os dois irmãos eram os que eu menos conhecia, talvez simplesmente por ter tido mais oportunidades de conversar com os outros três. Como que para explicar o motivo de estar ali, eu acabei falando do momento em que bati as costas no mastro e fui salvo por Axell-san e Ray-san, que pareceu ficar um pouco envergonhado: - Hey! Tem que pensar você parecia um uma espécie de super-herói voando! Parecia até aqueles gansos que voam em uma formação em forma de “V”...Cara, eu adoro aquele maldito bicho. - eu não sabia se tinha sido sem querer ou de propósito, mas naquele momento, Axell-san acabou arrancando de mim uma boa gargalhada. - Hahahahaha! - eu ria, segurando a barriga e balançando os ombros com força. Era engraçado imaginar que mesmo uma situação como aquelas pudesse virar algo divertido de se lembrar depois.

- Se você tiver alguma coisa mal encaixada, Tidus vai te deixar novo em folha. - ele dizia, estendendo-me o punho, provavelmente para que eu fizesse o mesmo. Assim sendo, levantaria de onde quer que eu estivesse sentado - enquanto esperava a minha vez de ser tratado - e o cumprimentaria com um sorriso bobo no rosto, típico de uma criança da minha idade ao olhar para um super-herói. Tudo bem, Axell-san podia não ser exatamente um super-herói. Mas o fato dele ter me salvado e o seu carisma contagiante certamente faziam dele algo parecido para mim. Eu sentia que, se estivesse junto dele, sempre arranjaria um motivo para dar uma boa risada. Além disso, eu não sabia dizer por que, mas sentia que aquela personalidade dele ainda seria muito importante em algum momento no futuro. - Hihihi... - com uma risadinha pequena, eu me afastei sorridente, e esperei até a minha vez chegar. Uma espécie de friozinho estranho tomava conta da minha barriga, era uma sensação que eu não sabia explicar direito. Visitas ao médico sempre me deixavam ansioso, em mais de um sentido; afinal, eu sempre acabava descobrindo alguma coisa nova, ou me divertindo com coisas como o estetoscópio ou o otoscópio.

No final das contas, quando finalmente chegou a minha vez, Tidus-san disse pra mim: - Diga-me o que houve, esta sentindo alguma coisa? - ele perguntou, e eu fiquei pensativo por um instante. Afinal, eu não estava sentindo nada em particular, fora um pouco de cansaço por causa da viagem. Porém, aquele choque quase me fez desmaiar, e por isso, eu fiquei um pouco preocupado. - É como eu disse, Tidus-san. A batida no mastro quase me fez desmaiar, então eu com medo de ter machucado alguma coisa e não estar sentindo ainda... - eu diria, soltando uma leve risadinha ao final e coçando as costas da cabeça, um pouco sem graça por não poder ajudar muito naquele ponto. Eu não sabia dizer se realmente tinha acontecido algo comigo ou não, então tudo o que podia fazer era contar com o médico ali, que era o Tidus-san. Depois que ele cuidasse de todo o procedimento - e, quem sabe, me arrancasse algumas risadinhas durante o exame (por motivos já explicados) - eu o agradeceria com um grande sorriso. - Hihi! Obrigado, Tidus-san! - porém, eu ficaria atento a qualquer aviso que ele viesse a me dar, afinal, mesmo que não fosse certeza, alguma coisa pudesse realmente ter acontecido no momento do impacto.

- Errr, eu não ia comentar nada, mas eu nunca tinha reparado muito, sempre achei que fosse parte da roupa ou coisa do tipo mas você realmente possui asas! Como isso é possível? Você pode voar com elas? - Tidus-san acabaria perguntando ao final do tratamento, provavelmente um pouco surpreso com o fato de eu ter, bem, asas. As vezes até eu esquecia dessa diferença, e por isso, ri um pouco com aquela situação. - Hihihi! Sim, eu tenho asas desde que eu consigo me lembrar, Tidus-san. Olha. - eu diria, e mostraria a ele e a Axell-san, se ainda estivesse ali, que podia movê-las sem dificuldade. As asas não eram muito grandes, mas como eu ainda era criança, quem sabe elas ainda não pudessem crescer mais um pouco? - Eu nunca consegui voar com elas, apesar de já ter tentando...acho que não servem muito bem pra isso. Hihihi... - eu explicaria, com um sorriso de divertimento estampado no rosto. Seguiria com a conversa se ainda houvesse assunto, mas, mais importante do que tudo, eu aproveitaria aquele momento com os dois irmãos Belmont. Talvez aquilo conseguisse nos tornar um pouquinho mais próximos uns dos outros, o que pra mim, já era o suficiente. Afinal de contas, quem é que não quer conhecer um pouco mais a própria família?



Histórico escreveu:
Nome: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Post: 08
Ganhos: Sobretudo da Red Mark
Perdas: Ferimento no ombro sarado (retirar da ficha a descrição em vermelho do mesmo)
Extra:

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 48
Warn : A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 26
Localização : Na Monstrolandia...

A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A ascensão da Red Legion. Desafio no farol!   A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 EmptySeg 25 Abr 2016, 22:02

~~ Narração ~~


Era uma tarde calma e tranquila, talvez pelo fato de poucos navios estarem atracados no farol, isso já mostrava que não era qualquer um que arriscaria desafiar as ilhas da GL, mas como sempre existem loucos com seus mais diversos objetivos e metas, Red Legion cujo nome ainda estava nublado por ainda não ser conhecida assim, era liderada pelo jovem e pirocudo Raymond, apesar de não possuir as habilidades de liderança, o garoto tripé esforçava-se. Após tomar um gole daquela saque, um liquido venenoso que percorria seu sistema de filtração, fornecia um prazeroso momento, vícios da vida infelizmente, apesar de ser viciado em álcool o cabo era gente boa, como diz o ditado: Ninguém é perfeito!

O rei vermelho chamava a atenção de alguns integrantes revolucionários, Hanna a peitinho sexy e Hizy o felicíssimo. Hanna parecia frustrada por ver seu camarada ou amante no futuro, beber o liquido sagrado da garrafa, apesar de não ser um ato feio, tem gente que não gosta, Hanna era uma, muito provavelmente seu passado lhe deixou com tal sensação ao ver alcoolismo, mas enfim, a garota profere e Raymond apreciando o liquido se quer responde, falta de atenção ou poder não dar bola mesmo. A jovem barbara informava que ia procurar sua arma, até porque não sabiam exatamente onde iriam parar, era mais do que logico tê-la em mãos. Após uma descida rápida no convés, a jovem ia até a sala e achava seu armamento, mostrando-se faceira ela imediatamente volta para partirem em sua busca. Enquanto isso Hizy já havia se aproximado do jovem ruivo e parecia alegre, mas olha, nem se um raio atingisse esse garoto ou fosse molestado poderia fazer ele ficar triste, era uma vantagem ou desvantagem? Enfim, todos saiam do navio e começavam seu tour na cidade.

O grupo passava por uma cidade meio deserta, pois não era muito habitante, apesar de vários piratas, bêbados e piratas bêbados transitarem pelas ruas. Havia muitos bares, isso era bom para quem fosse viciado, tipo Raymond! Demorava um pouco até chegarem no farol, mas a ida era tranquila, porém suas vestes chamavam atenção de alguns homens que ficavam jogando em frente a alguns estabelecimentos. Ao chegarem no farol, puderam notar uma simples cabana ou caso, quem sabe casa cabana, mas enfim, era o local que o comandante Mark havia dito, o ruivo já tinha esclarecido para ninguém falar nada e logicamente tomou a frente. Um velho homem, de cabelos longos e descabelados cor de vinho, utilizando apenas um tipo de tanga ou saia algo bem diferente, balançando em uma cadeira fumando sabe-se lá o que? Ouvia o ruivo e analisava o grupo com sua face séria e bem, mas bem intimidadora. – Procuram Log Pose? Sim, eu vendo ou geralmente aposto... atracaram na ilha faz tempo? Ele profere enquanto estalava seu pescoço, diversas cicatrizes mostravam que muitos piratas, revolucionários e caçadores tentaram lhe passar a perna ou lhe roubar, mas lá estava ele, relaxado e com uma aparência bem monstruosa. Talvez roubar-lhe não fosse uma opção. – Eu vendo por 500.000 mil berry. A maioria não tem dinheiro, então eu geralmente faço um acordo, um desafio ou aposta como eu prefiro dizer! Se ganharem, levam o Log, mas se perderem, o que darão em troca? Gostei dessa jovem, ela tem ancas férteis, um velho como eu não presencia muitas garotas por aqui! Ele falava e continuava com sua face séria e seu balanço na cadeira, como se fosse imortal ou algo do gênero, não se importava ou nem demonstrava qualquer ação defensiva.

Enquanto isso os irmãos Belmont batiam uma proza interessante ainda na presença do jovem celestial. Tidus já se sentia melhor, mas apenas a dor era aliviada, não que pudesse já empunhar uma espada, mas logo recuperaria, dizem que Okamas tem bons hormônios, mas enfim... Axell parecia se divertir ao zoar seu irmão e ser zoado também. Frisk era atendido enquanto isso pelo Belmont de madeixas azuladas e parecia estar melhor. Apesar da zoação de Axell sobre alcunhar a criança de ganso, o garotinho levava numa boa. Tidus após tratar todos, subia junto de seu irmão e do garotinho até a superfície do navio e percebia tudo vazio, apenas algumas batidas chamavam atenção, era Eliza arrumando a lateral do navio onde havia batido anteriormente. O jovem e atraente Belmont e eu falo sim de Tidus, puxava um fumo para satis fazer seu vício, era algo repugnante, mas de fato prazeroso, a fumaça era dispersada após uma tragada e ia logo na cara do jovem celestial. Axell tentava sacar sua espada com sua mão lesionada e nesse momento percebe a arma cair no chão e uma dor no fígado, pois é, a dor era tão forte que até seu fígado doía. Não poderia utilizar seu pulso machucado, mas logo sararia, pois, os medicamentos de Tidus eram bons, apesar de serem dos tritões o espadachim não se importava de utilizar.


Velho do farol:
 

____________________________________________________

~Fala / Narração

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Conquistas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A ascensão da Red Legion. Desafio no farol!   A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 EmptyTer 26 Abr 2016, 00:27

A resposta de Frisk me surpreendia um pouco e ao mesmo tempo me animava, um ser humano com asas, nunca pensei que viveria tanto ao ponto de presenciar tamanha façanha, qual fenômeno estaria por trás disso? Seria o próximo passo da evolução humana? Uma raça que se adaptou a um ambientante diferente? Ou era resultado de uma experiencia? Independente de qual fosse o motivo era realmente fantástico, aquilo me enchia os olhos, mas decidi não bombardear o garotinho com tais perguntas, ele era só uma criança e isso poderia ser demais, talvez houvesse um passado sombrio por trás disso, quem sabe um dia, mas por agora já havia descoberto mais do que suficiente.

 Isso é realmente incrível! – Abria um largo sorriso amigável no rosto. – Quem sabe um dia você não levanta voo, he he. – Passaria minha mão boa sobre a cabeça do garoto, bagunçando levemente seus cabelos. – Você está bem, a batida que sofreu deve ter lhe feito ficar desnorteado por um tempo, algo momentâneo, não tem o do que se preocupar. – Finalizava com um sorriso, demonstrando que estava confiante no que dizia. – Agora vamos, se demorarmos muito é capaz dos outros saírem em missão sem nós.

Com todos devidamente tratados comecei minha caminhada até o convés superior para me juntar aos outros, Ray provavelmente deveria estar se embriagando naquele momento, por trás daquele semblante confiante e intimidador havia um alcoólatra incorrigível, bem, não que eu fosse um ótimo exemplo a ser seguido também. Chegando no convés acendia meu cigarro com cuidado e em seguida dava aquela tragada, aquela que preenchia completamente os pulmões com a fumaça toxica que ainda me mataria algum dia se a lamina de um adversário não o fizesse.

–  Huummmm... – Fechava os olhos enquanto tragava. – Aaaaah... – E em seguida soltava a fumaça vagarosamente enquanto abria os olhos na velocidade em que a fumaça se esvaia. – Uma pequena tragada para o homem, mas uma grande para a humanidade. – Murmurava uma frase que se quer fazia sentido, mas me vinha a cabeça, afinal era minha primeira tragada na Grand Line, era um momento que lembraria para sempre.

Um pouco mais relaxava abria um leve sorriso e retirava o cigarro da boca com minha mão que ainda estava boa, mesmo tendo melhorado as dores com o remédio eu sabia que aquilo não era o bastante para curar o ferimento adequadamente, um repousa era tão importante quanto qualquer remédio, infelizmente meu irmão parecia não saber disso.

Aah... – Voltava meu olhar na direção de Axell que deixava sua espada cair, chamando minha atenção. – Eu te avisei, não avisei? Essa faixa não é só um enfeite, ela quer dizer que seu pulso ainda não esta 100% curado, você precisa repousar e evitar atividades com ele, caso contrário pode acabar piorando a situação. – Colocava o cigarro novamente na boca. – Esses remédios são bons, mas não são milagrosos. – Respondia enquanto segurava o cigarro no canto dos lábios.

De qualquer forma voltava meu olhar para o convés e percebia que não havia mais ninguém ali, nem Mark, Eliza, Ray, Hanna ou Hizy, o que me preocupava um pouco, será que todos realmente haviam saído em missão e nos deixado para trás?!  Dava outra tragada em meu cigarro enquanto começava a caminhar pelo convés em busca de qualquer pista ou respostas sobre o paradeiro de meus companheiros. Por sorte não foi necessário muito, pois um som misterioso me chamava atenção, era como se alguém estivesse martelando alguma coisa.

“Mas o que é isso?” – Olhava de um lado para o outro, de baixo para cima, tentando localizar a origem de tal som. – “Aaah.”– Em pouco tempo meus olhos encontravam o responsável pelo barulho. – “Eerr... Claro, tinha que ser ele, ou ela, sei lá...” – Voltava a retirar o cigarro da boca e soltava um pouco de fumaça.

De todas as pessoas possíveis fui encontrar logo Eliza, ele provavelmente viria com outra investida estranha se eu fosse até ele, poderia mandar Axell, mas conhecendo meu irmão ele pioraria ainda mais a situação do que ajudaria, a outra opção era Frisk, mas isso não seria muita cara de pal? Coloquei o cigarro novamente na boca e abri um leve sorriso enquanto meneava minha cabeça de um lado para o outro, um pouco sem graça com a situação.

“Eu não posso fugir dele pra sempre, não é? De qualquer forma ele parece ser uma pessoa legal, não deve tentar nada estranho, quer dizer, deixa pra lá...” –  Ainda com o cigarro na boca, erguia meu braço bom e acenava pra Eliza. –  Hey, major Eliza. –  Aguardaria que o mesmo notasse minha presença. –  Para onde todos foram? Já começaram a missão sem nós? –  Aguardaria por uma resposta e tentaria me manter a uma distancia segura, não muito longe para não passar uma imagem ruim, mas também não ficaria tão perto.

Assim que conseguisse alguma informação aguardaria uma reação dos demais, se eles estivessem em missão seria bom ouvir e analisar bem o cenário antes de tomar uma atitude, mas se só tivessem ido a algum lugar pra comprar mantimentos ou coisa do gênero não havia motivo para ir atrás, afinal eles já eram bem grandinhos e sabiam se cuidar, com exceção de Hizy, mas ele deveria estar junto de alguém que certamente tomaria conta dele, ainda mais se esse alguém fosse o vermelho. Com tudo resolvido caminharia até a borda do navio, daria uma ultima tragada no cigarro e soltaria a fumaça o mais lento possível, apreciando cada segundo para que no fim pudesse apagar a bituca que havia sobrado pressionando sua ponta em algum lugar solido, com a mesma devidamente apagada procuraria algum lugar para joga-la, lixo ou deposito, caso não houvesse jogaria no mar, era melhor do que jogar no navio, pois Eliza já estava tendo bastante trabalho com nossa embarcação e suja-la seria um grande desrespeito com o seu trabalho.


Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Raizen
Administrador
Administrador
Raizen

Créditos : 60
Warn : A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 18/04/2011
Localização : Grand Line – 6ª Rota – Alabasta

A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A ascensão da Red Legion. Desafio no farol!   A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 EmptyTer 26 Abr 2016, 22:08


Depois de receber uma pequena missão do seu superior, Raymond imediatamente se preparava e chamava dois de seus companheiros para o acompanhar. Antes de sair do navio, o ruivo manda Hanna e Hizy se arrumarem e enquanto os esperava ele saciou a sua sede de álcool, tomando um longo e demorado gole do seu elixir. Após terminar, ele guardava a garrafa no mesmo lugar e logo ouvia o comentário de Hanna, aparentemente a garota não gostava nem um pouco do que tinha visto Ray fazer e começava a falar muito. Enquanto ela falava, o ruivo não estava dando muita bola para o que era dito, ele entendia que a mesma não gostava daquele tipo de coisa, mas infelizmente ele não pode controlar um vício, é extremamente difícil, mas quando Hanna disse que não gosta de andar perto de bêbados, falando de uma forma como se Ray fosse esse tipo de pessoa, ao ouvir aquela enorme besteira que a garota falou, o ruivo virou sua cabeça para o lado no qual ela estava e a olhou fixamente nos olhos, mas não como ele costumava olha-la, ele a olhou  com um olhar extremamente frio e intimidador, parecia que estava com raiva dela naquele momento. O Rei Vermelho não dizia uma só palavra, ele apenas a encarava com o seu olhar bastante intimidador, sério e frio. Aquele comentário definitivamente não o agradou nem um pouco, mas ainda assim ele não disse nada. Quando todos estavam prontos para partir, saíram do navio e foram caminhando em direção a casa no farol. Enquanto caminhavam, Hizy ia brincando sozinho inocentemente, parecia bem feliz por estar ali naquele momento.

" Eu não posso voltar para o navio sem esse Log Pose. Tenho que conseguir custe o que custar... " - ele refletia enquanto caminhava, sempre atendo a tudo em sua volta, pois agora estava em um lugar totalmente novo.

Durante todo o caminho percorrido Ray evitava olhar para Hanna, ele andava fixando o farol e também estava muito preocupado com o ambiente ao seu redor, pois tudo que era novo para ele era perigoso até se provar o contrário. Quando finalmente chegava no farol era possível notar que havia uma pequena cabana exatamente como o Comandante Mark havia dito para eles e bem em frente a cabana havia um homem com a idade um pouco mais avançada que estava sentado em uma cadeira de balanço fumando alguma coisa, Raymond o olha dos pés a cabeça sem dizer nenhuma palavra por alguns segundos, ele ficou refletindo sobre uma coisa que o perturbava um pouco, pois aquele homem certamente não era fraco porque parecia morar ali a muitos anos e muita gente perigosa passa por ele, mas mesmo assim o mesmo ainda estava ali e parecia estar muito bem, por sinal. Por algum motivo Ray ficou muito desconfiado daquele homem, mas mesmo assim ele não podia ficar ali parado e logo perguntou sobre o Log Pose, e o homem por sua vez, respondia.

- Eu vendo por 500.000 mil berry. A maioria não tem dinheiro, então eu geralmente faço um acordo, um desafio ou aposta como eu prefiro dizer! Se ganharem, levam o Log, mas se perderem, o que darão em troca? Gostei dessa jovem, ela tem ancas férteis, um velho como eu não presencia muitas garotas por aqui! - assim que o velho terminou de falar, o ruivo cerrou os punhos por algum momento, mas logo suas mãos voltaram ao normal, em seguida ele desviou o olhar sério para Hanna, para que ela se lembrasse do que ele havia dito um pouco antes e não falasse nada, logo depois ele olhou para o vendedor com a mesma expressão vazia e intimidadora, fixando os seus olhos.

- Deixe ela fora disso, a conversa é entre mim e você. - ele dizia de uma maneira seca, ainda encarando o homem nos olhos. - Bom... Eu realmente não possuo esse dinheiro, mas você gosta de apostar, certo? Se eu perder, ficarei aqui trabalhando para você de graça durante quanto tempo você quiser... - dizia encarando o homem sem desviar o olhar por um segundo sequer, estava rezando para que o mesmo aceitasse.

Raymond estava determinado a conseguir aquele Log Pose, enquanto dialogava com o senhor que se balançava na cadeira, ele se mantinha firme mantendo uma postura séria e o olhar intimidador, mas não demonstrava agressividade, era apenas o seu jeito. O Rei Vermelho também estava bem atento as coisas em sua volta, usando sua visão avantajada ele olharia ao redor para tentar notar alguma presença estranha, sempre mantendo a sua guarda bem fechada e não fazia questão de esconder. Se o homem desse uma resposta negativa, não aceitando o que Ray apostava, ele ficaria parado no mesmo lugar encarando o homem sem mover um músculo, apenas ficaria com o mesmo olhar de sempre bem sério e intimidador,ele não tinha a menor intenção de sair dali sem o Log Pose.





Histórico:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | Mudanças Importantes | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



Voltar ao Topo Ir em baixo
Roy Collins
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador
Roy Collins

Créditos : 17
Warn : A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 23/11/2012
Idade : 22
Localização : East Blue - Loguetown

A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A ascensão da Red Legion. Desafio no farol!   A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 EmptyQua 27 Abr 2016, 09:43

Homens ...
Pelo visto a resposta do Ray quanto ao meu comentário foi bem intimidadora. Nunca tinha o visto daquele jeito, olhos fixos, com uma expressão fria e passando uma energia bem gélida, deixando-me bem receosa de estar perto dele a principio. Mas de fato devo ter exagerado em falar daquele jeito, porém ficar bebendo uma garrafa justamente antes de partirmos numa missão e ainda convidar alguém! ~ Só pode estar brincando comigo!! Rapidamente fui a procura do machado na ala médica, por sorte ninguém tinha pego e achei bem rápido. Voltei ao convés e logo vi Hizy do lado de Raymond, todo entusiasmado e com vontade de conhecer a ilha afora.

Caminhando pelas ruas desertas daquela ilha, de certo modo aquilo me deixava em alerta máximo sobre quem poderia estar nos vigiando. Mesmo vendo pessoas de diversos jeitos, bêbados, andando sem rumo de um lado ao outro, algo me falava que nós estávamos sendo vigiados. Aqueles edifícios abandonados e o cheiro de bebida que o bar daquele lugar exalava, era simplesmente repugnante. Ao menos a canção do pequeno Hizy acalmava os ânimos em meio a tanta coisa podre, suja e ruim de sentir e ver. - Minino!! Balançava solenemente a cabeça enquanto curtia cada melodia tocada. Aquilo era muito, mas muito, relaxante! - Como nunca tinha me contado essa habilidade hein?! Sem dúvidas aquilo foi ótimo e inesperado. E com o balançar do machado de um lado para o outro, cada vez mais me tranquilizava e acalmava diante daquela cidade bem estranha.

Passado um tempo finalmente encontramos uma cabana a qual o comandante Mark dissera. Estranhamente um homem musculoso, com cabelos grandes e totalmente largado. Suas roupas totalmente fora do normal, mais para um tarado do que uma pessoa decente. ~ Lá vem outro com comentários desnecessários ... Ao menos estou bem vestida e acompanhado pelos meus dois amigos, tudo bem, o Hizy eu considero meio pelo tamanho. Mas é um fofo nânico! Como dito por Ray, o mesmo começou a conversar com ele e com seu jeito bem direto e objetivo explicou nosso interesse, porém não entendo como o ruivo fez tudo aquilo tão rápido sem ficar tão preocupado por onde estávamos. E já como esperado, a resposta foi mais uma das idiotices desses homens idiotas.

– Procuram Log Pose? Sim, eu vendo ou geralmente aposto... atracaram na ilha faz tempo? Estalando a cabeça para os lados e mostrando as diversas cicatrizes espalhadas pelo corpo, entretanto, com uma expressão inofensiva e totalmente tranquilo. – Eu vendo por 500.000 mil berry. A maioria não tem dinheiro, então eu geralmente faço um acordo, um desafio ou aposta como eu prefiro dizer! Se ganharem, levam o Log, mas se perderem, o que darão em troca? Gostei dessa jovem, ela tem ancas férteis, um velho como eu não presencia muitas garotas por aqui! Eu entendo que Raymond tinha mandado nós não dizermos nada, até porque novamente ele vinha com aquele olhar frio me alertando ou nervoso comigo. Sei lá. Não tem como saber isso agora, a única coisa que realmente que tenho certeza é que estou diante de um idiota, velho, feio, desengonçado e tarado que merece uma boa resposta para entender o lugar pra mim. Para que assim ele se toque de que eu não sou uma vagabunda e qualquer.

Mas antes respirei fundo e esperei o senhor Walker negociar com ele, até porque eu sou um produto pra negociar! - Deixe ela fora disso, a conversa é entre mim e você. Bom... Eu realmente não possuo esse dinheiro, mas você gosta de apostar, certo? Se eu perder, ficarei aqui trabalhando para você de graça durante quanto tempo você quiser... Tudo bem que ele realmente demonstrou ser rispido, não tiro sua opinião. Mas como acredito, não quero ficar com uma imagem de vagabundinha ou rodadinha, é minha honra que fala mais alto em casos assim. - Nós podemos dar um túmulo lá na praia cavando a areia, pra você! Porque com comentários assim logo logo uma mulher te mata. E sem perceber ao longo do tempo aumentaria minha voz. - Afinal quem vai querer um cara feio, tarado que mora numa cabana atrás de uma cidade deserta? Larga de ser estranho! Ou ainda não se tocou que parece um?

~ Falei!! Mas espera ai, será que foi demais? Ah, to nem ai; Esse idiota também pediu por uma dessa. Certamente o ruivo reprovaria aquele comportamento, e depois eu teria de ouvir algum sermão. Mas não dava pra tolerar, primeiro foi o comandante da célula. O comandante de um exército revolucionário me tratando desse jeito! Agora um estranho. É o cúmulo! Não vou ficar calada apenas assentindo enquanto ficam com esse comentários ridículos. E pra não piorar minha raiva e deixar escapar mais palavras que não é melhor dizer, avisaria ao Ray. - Vou ficar ali atrás, quando você terminar estarei esperando. E com passos rápidos sairia de perto, cortando com a lâmina o ar para tentar extrair toda raiva daquilo. - Homens e homens ... Dá até nojo. E me perderia naqueles pensamentos levianos e grosseiros.

Enquanto isso perderia-me no tempo e nos pensamentos vis, tentando evitar olhar para meus companheiros pois eles estavam perto daquele troglodita. Sem falar no mau-humor que o Raymond deve estar quanto a minha resposta, então para isso, procuraria por algum assento para sentar com a visão para a cidade abandonada. Caso não achar, me encostaria em alguma parede sólida e apreciaria aquele momento distante para observar os passos das pessoas, o que cada morador daquele lugar costuma fazer sem tentar chamar atenção. E para não ficar sozinha, convidaria Hizy para acompanhar no tempo de aposta do ruivo. - Hizy!!! Vem cá. Proferiria em alta voz, mas sem sequer virar o olhar pra eles. Se o nânico viesse sorriria para ele, com a mão esquerda remexeria seus cabelos e falaria mais calma. - Pode tocar aquela musiquinha outra vez? Ela é tão relaxante! Fecharia os olhos e balançaria a cabeça devagar, fingindo estar curtindo sua música.


Histórico de Hanna/Lavínia:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Olá, Convidado seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A ascensão da Red Legion. Desafio no farol!   A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 6 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol!
Voltar ao Topo 
Página 6 de 18Ir à página : Anterior  1 ... 5, 6, 7 ... 12 ... 18  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Polestar Islands-
Ir para: