One Piece RPG
Card #1 - O valor de cada um XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» I - A Whole New World
Card #1 - O valor de cada um Emptypor ADM.Tidus Hoje à(s) 14:37

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
Card #1 - O valor de cada um Emptypor Furry Hoje à(s) 12:39

» [ficha] Arthur D.
Card #1 - O valor de cada um Emptypor arthurbrag Hoje à(s) 12:25

» Enuma Elish
Card #1 - O valor de cada um Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 11:22

» [Mini-Aventura] A volta para casa
Card #1 - O valor de cada um Emptypor Fiest Hoje à(s) 10:51

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
Card #1 - O valor de cada um Emptypor Fukai Hoje à(s) 10:10

» [MINI-ARTHURBRAG] COMEÇANDO UMA AVENTURA
Card #1 - O valor de cada um Emptypor arthurbrag Hoje à(s) 10:07

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
Card #1 - O valor de cada um Emptypor PepePepi Hoje à(s) 07:50

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Card #1 - O valor de cada um Emptypor Thomas Kenway Hoje à(s) 06:02

» Hey Ya!
Card #1 - O valor de cada um Emptypor GM.Mirutsu Hoje à(s) 02:56

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
Card #1 - O valor de cada um Emptypor GM.Jinne Hoje à(s) 02:08

» [Ficha] Raveny Moonstar
Card #1 - O valor de cada um Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:38

» Raveny Moonstar
Card #1 - O valor de cada um Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:36

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
Card #1 - O valor de cada um Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 01:11

» Escuridão total sem estrelas
Card #1 - O valor de cada um Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 00:39

» Capítulo I: Meu nome é Cory Atom! Filho de Kouha Atom
Card #1 - O valor de cada um Emptypor Kiomaro Hoje à(s) 00:27

» Arco 5: Uma boa morte!
Card #1 - O valor de cada um Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 23:58

» A inconsistência do Mágico
Card #1 - O valor de cada um Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 23:45

» Seasons: Road to New World
Card #1 - O valor de cada um Emptypor Volker Ontem à(s) 22:44

» Ain't No Rest For The Wicked
Card #1 - O valor de cada um Emptypor Hoyu Ontem à(s) 21:55



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Card #1 - O valor de cada um

Ir em baixo 
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : Card #1 - O valor de cada um 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Card #1 - O valor de cada um Empty
MensagemAssunto: Card #1 - O valor de cada um   Card #1 - O valor de cada um EmptySeg 01 Fev 2016, 17:31

Card #1 - O valor de cada um.

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Rugonis Amaz . A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rugonis
Civil
Civil
Rugonis

Créditos : Zero
Warn : Card #1 - O valor de cada um 9010
Masculino Data de inscrição : 02/12/2015
Idade : 31

Card #1 - O valor de cada um Empty
MensagemAssunto: Re: Card #1 - O valor de cada um   Card #1 - O valor de cada um EmptySeg 15 Fev 2016, 15:27

O valor de cada um


- Memorizou? - disse à bela dama que visualizava uma Ás de Copas
- Sim! - respondeu de forma tímida, enquanto sua bochechas se avermelhavam

Era um evento artístico promovido pelo governo local, onde qualquer pessoa que se inscrevesse e pagasse uma taxa, poderia expor seus talentos, entreter a população e levantar fundos. Rugonis tinha um espaço grande e sua fama de bom mágico atraiu grande público para seus números. Em seu número final, disparou um olhar fixo à uma bela moça, com aparência de quem acabara de chegar a fase adulta, cabelos loiro escuro comprido, uma fina franja que cobria seus olhos verdes conforme o vento. Marin era seu nome. Marin então memorizou a carta e escreveu seu nome nela. Toda a plateia observara, até mesmo o mágico sabia da carta! O truque não era advinhar o número e o naipe. Então, ordenou que a jovem rasgasse a carta em vários pedacinhos. Rugonis então deixou apenas uma parte da carta que mostrava o valor Ás e um coração de Copas. Num breve movimento silencioso, todos os outros pedaços desapareceram. Então pego uma laranja e uma faca, pedindo para que a moça cortasse ao meio. E lá estava todos os outros pedaços das cartas, só que não estavam mais picados, e sim inteiro, faltando apenas a pequena parte que estava na mão de Marin!

O público admirou de boca aberta e aplaudiu fortemente, pois jamais viram algo parecido. Rugonis ficou feliz que tudo deu certo, porém perdeu Marin de vista, o jovem mágico havia se apaixonado pela moça, mas não sabia de mais nada sobre sua vida ou para onde fora.


Era uma manhã de domingo, Rugonis acordou após uma boa noite de sono, porém com a leve lembrança do evento artístico que participara um mês atrás e até agora não esquecera a garota que conhecera naquele dia. Estava realmente apaixonado e ao mesmo tempo decidido que encontrar a jovem Marin. Rugonis se espreguiçaria e levantaria da cama, iria até o banheiro e jogaria água em sua cara como se quem quisesse por um momento esquecer do sonho, como forma de não se sentir mal por não saber nada sobre a garota do evento.

Abririas as janelas de casa e prepararia seu café da manhã predileto: suco de laranja e pão com creme de chocolate. Aliás, colocaria três barras de chocolate em seu bolso antes de sair à rua, era sempre assim, sistemático em relação aos doces. Rugonis pensou em tentar uma reunião com o prefeito de ilha para tentar atuar no próximo evento artístico. Na realidade ele tinha duas intenções: atrair Marin e fechar um contrato com o governo para que pudesse gerar uma renda fixa para si. Além das barras de chocolate, também se certificaria de colocar sua roupa de praxe, a bandana marrom, a camisa de manga comprida, a veste verde por cima, assim como as calças e botas de couro de cor marrom e seu deck de baralho convencional, que colocava por entre a cintura e a calça. Passando pela sala, observaria um retrato em que estava abraçado por seus pais quando ainda era criança. Lhe veio um sentimento feliz e triste por ter sido feliz e não ser mais.

Antes de chegar na sede do governo, observava se não encontrava nenhuma loja de artigos em geral, pois queria comprar um jogo um Arco e Flechas, além de lâminas para para adaptar ao seu baralho e fazer deles uma arma afiada para arremesso, assim como um dia fez na infância quando cegou um garoto e foi expulso do colégio.

Engraçado como funciona o sentimento! Qual o valor de cada um? Como posso estar apaixonado por uma pessoa que vi apenas uma vez? E como posso odiar tanto meus pais? De fato, minha mente só consegue acreditar naquilo que vi e meu senso de justiça parece não ser igual ao de ninguém!

off:
 

Objetivos Pontuais:
 

____________________________________________________

Narração|Flashback|Fala|Pensamento|NPC
Objetivo Principais:
 
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
"In sight without mercy"
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por acezinx em Qui 18 Fev 2016, 16:34, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kiomaro
Narrador
Narrador
Kiomaro

Créditos : 7
Warn : Card #1 - O valor de cada um 10010
Masculino Data de inscrição : 25/02/2015
Idade : 21
Localização : brasilia

Card #1 - O valor de cada um Empty
MensagemAssunto: Re: Card #1 - O valor de cada um   Card #1 - O valor de cada um EmptyTer 16 Fev 2016, 19:40

Nostalgia

Rugonis despertava de um  sono pesado e sentia que tinha dormido mais que o normal, tinha lembranças de uma dama que até então tinha literalmente raptado o coração do jovem, talvez ele a procurasse e eles se reencontrassem afinal certamente ele não a esqueceria tão fácil. Ao sair da cama sentiu aquele aperto no peito que se sente quando não estamos próximos de quem queríamos estar foi até seu banheiro para lavar o rosto e ao mesmo tempo a tristeza que aquele sonho o trouxe.

Agora um pouco mais calmo por assim dizer já que ele era mestre em manter sua própria calma e dificilmente a perdia, abriu as janelas deixando um sol forte bater em sua face encharcando seu rosto com aquela luz que aos poucos seus olhos se acostumavam, ao abrir as janelas lembrou de seu maior vicio o açúcar, uma vez que não conseguia ficar muito tempo sem comer as tais guloseimas derivadas daquele produto foi rápido em preparar seu lanche, uma com um suco de laranja que inconscientemente já a preparara com açúcar e pão com uma espécie de pasta de chocolate com um toque de avelã, enquanto saboreava seu lanche sentia seu vicio ser saciado e seu corpo o agradecia dando-lhe uma sensação imensa de prazer, ele procurou por sua casa algumas barras de chocolate mas após muito procurar lembrou que já havia comido todas e teria que comprar mais caso quisesse um estoque de açúcar para viagem.

Rugonis cogitava a ideia te tentar ter uma audiência com o prefeito daquela ilha para tentar mostrar seus talentos artísticos para aquela ilha e é claro suas segundas intenções eram obvias, encontrar Marie para seu show e conseguir um dinheiro melhor e talvez até fixo com o governo da ilha. Então vestindo suas roupas que sempre usava e procurando seu deck de baralhos se deu por conta que não conseguia o encontrar em qualquer lugar, sera que tinha o perdido no evento passado? Enfim, ele tinha o perdido e teria que comprar outro, antes de finalmente sair de sua casa avistou o porta retrato com os rostos familiares de seus pais e a sua imagem de criança, inocente e sorridente que parecia tão feliz, a nostalgia veio a tona trazendo lhe memoria que o entristeciam porem lhe trazia um calor no peito pois despertava em sua memoria os dias de felicidade que um dia ele tivera.

Após tantos sentimentos em apenas um local ele se despediu de sua pequena casa, queria cumprir com suas metas e encontrar com sua platônica amada mas antes lembrou de passar em uma loja de artigos que por sorte era bem em frente a sua casa ‘’Artigos & Velharias’’ era o nome do estabelecimento, o jovem estava bem em frente a loja e a decisão de entrar nela era somente dele.[/justify]

Off:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rugonis
Civil
Civil
Rugonis

Créditos : Zero
Warn : Card #1 - O valor de cada um 9010
Masculino Data de inscrição : 02/12/2015
Idade : 31

Card #1 - O valor de cada um Empty
MensagemAssunto: Re: Card #1 - O valor de cada um   Card #1 - O valor de cada um EmptyTer 16 Fev 2016, 23:47

Armas e Contrato


Hum...que sorte de encontrar essa loja, como não havia reparado nela antes? - pensou Rugonis de forma a duvidar de sua memória.

Entraria na loja sem titubear e olharia item por item, pois mesmo com pressa, sabia que se agisse de tal maneira, poderia acabar se atrapalhando. Procuraria por um jogo de Arco e Flechas, um jogo de baralho comum e lâminas para adpatar as cartas.

- Olá! Por favor, teria Arco e Flechas? Ah, também preciso de um baralho comum e lâminas do tipo navalha para adaptar as cartas! - Diria Rugonis de forma a penetrar o olhar nos olhos do vendedor(a) com intuito de fazer ali o melhor negócio possível! Rugonis pretendia gastar até 25 mil berries com o Arco e Flechas e uma pechicha no baralho e lâminas. Caso não seja possível levar o Arco e Flechas, o baralho e lâminas seriam indispensáveis, pois precisaria estar munido para se apresentar ao prefeito.

Após sair da loja, seguiria rumo ao prefeito da ilha, a passos calmos, e caso encontrasse uma loja de doces ou qualquer mercadinho que fosse, entraria para comprar barras de chocolate. Caso não encontrasse, não desviaria seu caminho, apenas buscaria encontrar o prefeito.

Marin não saia de sua cabeça, acreditava que ela não fosse de Karate Island, ou que fosse alguém de alto escalão para que fosse tão difícil de ser encontrada. Durante o trajeto, pensava que se fosse impossível o contrato com o prefeito, buscaria alternativa para não sair de lá de mãos vazias, algo como uma forma de se alistar na Marinha. Talvez o prefeito tivesse contatos, talvez ele mesmo fosse um marinheiro.

Chegaria na recepção do governo local e pediria informação a algum funcionário, caso seja uma moça:

- Mas que honra ser recepcionado por alguém como você! - abriria um riso no canto direito da boca e olharia de forma admiradora para seu rosto -, eu tenho reunião marcada com prefeito, será que posso ir até seu encontro? Meu nome é Rugoniz, Rugonis Amaz - tentaria o puro blefe para agilizar as coisas!

Caso seja homem, observaria bem o cenário, em busca de alternativas para ludibriar o indivíduo e passar por ele sem perder muito tempo. Mas antes, tentaria de forma simples:

- Oi, tudo certo? Tenho uma reunião com o prefeito! Sou o mágico Rugonis Amaz, será que poderia vê-lo agora? - arriscaria apenas na forma convincente do homem acreditar.

Objetivos Pontuais:
 

Off:
 

____________________________________________________

Narração|Flashback|Fala|Pensamento|NPC
Objetivo Principais:
 
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
"In sight without mercy"
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kiomaro
Narrador
Narrador
Kiomaro

Créditos : 7
Warn : Card #1 - O valor de cada um 10010
Masculino Data de inscrição : 25/02/2015
Idade : 21
Localização : brasilia

Card #1 - O valor de cada um Empty
MensagemAssunto: Re: Card #1 - O valor de cada um   Card #1 - O valor de cada um EmptyDom 21 Fev 2016, 19:10

Xin Yang


Runonis  entrou na loja que estava de portas abertas e começou a observar os itens de lá como se estivesse calmo mesmo estando deveras apressado, via coisas básicas de uma loja como aquelas tais como espadas na parede nas vitrines algumas bijuterias e acessórios afim tais como anéis, chapéus, colares.Mas não era aquilo que ele tinha interesse, ele buscava um arco e o avistou, logo atrás de um balconista careca um tanto quanto obeso que usava um relógio no pulso esquerdo e uma blusa preta, bem atrás do balcão onde ele estava o arco se encontra preso na parece, parecia empoeirado mas ainda com qualidade.

- Olá! Por favor, teria Arco e Flechas? Ah, também preciso de um baralho comum e lâminas do tipo navalha para adaptar as cartas!

Disse Rugonis deixando escapar um pouco de sua ansiedade, aquele homem no balcão olhou na pupila dos olhos do jovem e parecia inspecioná-lo com o olhar, e depois disse.

-Laminas para adaptar um baralho? Hahahaha nunca ouvi falar numa dessas, mas se quer navalhas e um baralho posso lhe providenciar por um preço de doze mil berris que tal? E sobre o arco... Bem temos esse velho amigo nosso que acompanhou nosso crescimento como loja a muito tempo e é realmente uma pena vende-lo... Porem se você faz questão posso o providenciar por um preço de trinta mil berris e esse é o preço mínimo que darei por ele.

Dizia com uma voz persuasiva ele era realmente um gênio nos negócios, porem Rugonis não queria gastar aquilo no arco e ia saindo da loja, um pouco antes de ele sair o balconista gritou:

-Espere! Farei por vinte de cinco mil o arco e ainda te darei as flechas que tal assim?

Rugonis ao perceber que aquela era a quantia que ele gostaria de pagar no arco retornou e pagou o homem, fazendo sobrar apenas treze mil berris e então saiu da loja rumando até a prefeitura.

Seguiu com se arco e suas navalhas, o arco ele levava nas costas já as navalhas junto do baralho vieram em uma sacola que ele carregava na mão, seguia sentido oeste porem não encontrava a loja que ele almejava e seguiu sem parar até a prefeitura. Chegando lá viu as portas fechadas e  uma pessoa na frente com um terno preto que parecia ser quem recepcionava as pessoas que iam ver o prefeito.

- Oi, tudo certo? Tenho uma reunião com o prefeito! Sou o mágico Rugonis Amaz, será que poderia vê-lo agora?

Disse Rugonis, o recepcionista  pegou uma lista na qual não parecia ter nenhum nome olhou para ele com seus óculos pretos e disse.

-Seu nome não esta na lista. Suma.

Foi bem rápido e direto com as palavras balançava as mão como se dissesse *cho cho* Porem as portas atrás dele começavam a se abrir, pouco a pouco o vulto de um homem velho que parecia ter quase quarenta e cinco anos surgiu.

-Mestre xin yang! Disse o homem de terno fazendo uma reverencia.

Xin yang apenas levantou a mão como se dissesse que não era necessário e olhou para Rugonis.

-Então você é o magico? Gosto da forma que você é audacioso de vira até aqui com uma falsa hora marcada, porem... espero que tenha um motivo para cometer tal falta de respeito.

Xin Yang parecia ofendido Rugonis teria que ter uma ótima descupa.
[/size]

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rugonis
Civil
Civil
Rugonis

Créditos : Zero
Warn : Card #1 - O valor de cada um 9010
Masculino Data de inscrição : 02/12/2015
Idade : 31

Card #1 - O valor de cada um Empty
MensagemAssunto: Re: Card #1 - O valor de cada um   Card #1 - O valor de cada um EmptySeg 22 Fev 2016, 18:10

1, 2, 3 e...imite um macaco!


- Oi, tudo certo? Tenho uma reunião com o prefeito! Sou o mágico Rugonis Amaz, será que poderia vê-lo agora?

Disse Rugonis, o recepcionista  pegou uma lista na qual não parecia ter nenhum nome olhou para ele com seus óculos pretos e disse.

-Seu nome não esta na lista. Suma.

Foi bem rápido e direto com as palavras balançava as mão como se dissesse *cho cho* Porem as portas atrás dele começavam a se abrir, pouco a pouco o vulto de um homem velho que parecia ter quase quarenta e cinco anos surgiu.

- Mestre xin yang! Disse o homem de terno fazendo uma reverencia.

Xin yang apenas levantou a mão como se dissesse que não era necessário e olhou para Rugonis.

-Então você é o magico? Gosto da forma que você é audacioso de vira até aqui com uma falsa hora marcada, porem... espero que tenha um motivo para cometer tal falta de respeito.


Xin Yang parecia ofendido Rugonis teria que ter uma ótima desculpa.

- Olá, prefeito, é uma honra! Sem grosseria, mas eu não tenho que lhe dar motivo algum para me desculpar! Ouvi dizer que o senhor está sempre ocupado e se não fosse assim, talvez não fosse nunca!- diria em tom sério, deixando meus olhos se conectarem com o do prefeito, tentando afetar inclusiva o segurança da portaria.

Rugonis então tentaria manter a calma, e usar sua voz encantadora e boa aparência para ludibriar o prefeito. - Veja bem, sou um mágico conhecido na cidade devido as minhas apresentações. Tudo que pretendo é um contrato para, em nome do governo, levar entretenimento ao nosso povo. Consequentemente eu garantiria uma renda fixa.

Caso o prefeito aceitasse, Rugonis manteria a pose e acrescentaria que o valor do contrato pode ser mínimo, desde que lhe forneça cartas de baralho, moedas apropriadas e um espaço fixo para me apresentar à comunidade. E ah...barras de chocolate! Com uma das mãos coçando o rosto explicaria que isso é pra saciar o próprio vício.

Quanto ao homem que lhe foi rude, Rugonis lançaria seu olhar penetrante e no intuito de hipnotizá-lo, diria. - Homem bom, que honraste seu emprego e sua família, mostre sua lealdade ao prefeito, no três, eu estalarei meu dedo e você entrará em transe. ... 1, 2, 3 (estalaria os dedos). Agora imite um macaco!

Caso dê certo, o homem o obedeceria e mostraria ao prefeito um pouco de sua técnica. Na hipótese de falha e irritação do segurança, diria. - Er, me desculpe, esta técnica está um pouco enferruda -, em tom sem graça, escorrendo aquela lágrima na testa torcendo para não levar um belo soco na cara.

Na possibilidade do homem se manter firme em negar tal contrato, questionaria se ele poderia lhe indicar onde e com quem falar para se alistar a Marinha, explicaria que seus pais são marinheiros e seu sonho é segui-los, sem perder o estilo que buscava aprimorar a cada dia.
Objetivos Pontuais:
 

Histórico:
 

Off:
 

____________________________________________________

Narração|Flashback|Fala|Pensamento|NPC
Objetivo Principais:
 
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
"In sight without mercy"
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Degar
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador
Degar

Créditos : Zero
Warn : Card #1 - O valor de cada um 10010
Masculino Data de inscrição : 23/08/2015
Localização : Las Camp

Card #1 - O valor de cada um Empty
MensagemAssunto: Re: Card #1 - O valor de cada um   Card #1 - O valor de cada um EmptyDom 28 Fev 2016, 03:39



Ao ver Xin Yang, Rugonis tratou de mostrar respeito ao regente da ilha. O mágico tinha percebido que o grande lutador não estava feliz de vê-lo por ali. Porém usando os seus encantos, Rugonis tentou fazer um acordo de trabalho com o regente da ilha onde ele iria apresentar os seus truques. Xin relaxou mais na sua expressão que aparentava estar ofendido, e falou com firmeza.

Xin –Primeiro garoto você não me disse seu nome! Apesar de saber que seus pais são os marines que moravam aqui, eu não sei nada sobre você. Segundo... essa ilha é destinada a incentivar as artes marciais e não truques mágicos. Desta forma minha resposta é não!

Após se negar a dar trabalho para Rugonis, o regente já estava voltando para a sua sala, mas passou a observar as ações do mágico. O artista começou através de suas habilidades tentar hipnotizar o recepcionista, mas teve apenas parcialmente sucesso. Depois dos estalos de dedos o homem apenas teria ficado 10 segundos em transe, mas não fez nenhuma ação que lembrasse um macaco. Xin observando aquele ato, iria para perto de Rugonis e falaria:

Xin –Apesar desse seu truque não ter dado totalmente certo, foi um bom número. Porém aqui em Karate Island só incentivamos as artes marciais. Depois de ser questionado pelo mágico onde poderia entrar na Marinha, o regente voltaria a falar: –Como você deve saber muito bem, aqui não tem nenhum Quartel General da Marinha. Mas se você quer seguir a mesma profissão dos seus pais, hoje é o dia. Porque um navio da Marinha está atracado aqui tentando convocar nossos lutadores para suas linhas. Se quiser ser um marine só ir para o píer que tem ao sul da ilha, eles podem querer ver seus truquezinhos lá, ou talvez você possa fazer alguma coisa com esse arco e flechas que tem aí.

O regente entraria em sua sala e fecharia a porta com uma batida forte. Aquilo poderia ser um sinal de que não queria mais ser incomodado. O recepcionista estaria trabalhando normalmente, demonstrando não lembrar do seu estado de transe. Rugonis agora sabia para onde era preciso se dirigir para tentar se alistar na Marinha, e consequentemente seguir o passo dos seus genitores.
Histórico:
 

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rugonis
Civil
Civil
Rugonis

Créditos : Zero
Warn : Card #1 - O valor de cada um 9010
Masculino Data de inscrição : 02/12/2015
Idade : 31

Card #1 - O valor de cada um Empty
MensagemAssunto: Re: Card #1 - O valor de cada um   Card #1 - O valor de cada um EmptyDom 28 Fev 2016, 13:19

Novo caminho


Decepcionado consiigo mesmo, mal acreditara que pudesse falhar vergonhosamente com o manda-chuva da ilha, mesmo se tratando de Xin Yang. Algumas pessoas tem dificuldade de assumir suas falhas seja por orgulho ou por se achar sempre superior. Rugonis se encaixava na segudna possibilidade.

- Apesar desse seu truque não ter dado totalmente certo, foi um bom número. Porém aqui em Karate Island só incentivamos as artes marciais. Depois de ser questionado pelo mágico onde poderia entrar na Marinha, o regente voltaria a falar: – Como você deve saber muito bem, aqui não tem nenhum Quartel General da Marinha. Mas se você quer seguir a mesma profissão dos seus pais, hoje é o dia. Porque um navio da Marinha está atracado aqui tentando convocar nossos lutadores para suas linhas. Se quiser ser um marine só ir para o píer que tem ao sul da ilha, eles podem querer ver seus truquezinhos lá, ou talvez você possa fazer alguma coisa com esse arco e flechas que tem aí.

Fecharia seus punhos e apertaria-os com tamanha força, que o pano que envolvia suas mãos se rasgariam. Ficaria ainda imóvel, refletindo por alguns segundos se valeria a pena devolver tamanha grosseria ou se mais valia utilizar daquela informação e continuar com seus objetivos. O resultado de sua hipnose no recepcionista aguçaria seu sentimento miserável megalomaníaco e o faria jurar a si mesmo que jamais fracassaria, não sem cair atirando.

Odeio ser assim, mas não consigo abandonar meu jeito. Desde que meus pais me abandonaram, esse senso de justiça de nunca perder cresceu de tal forma que sinto como se houvesse uma segunda vida controlando minh'alma e tomando posse quando bem entender.

Daria as costas ao recinto do prefeito e caminharia calmamente em direção ao píer. Sua meta era entrar na Marinha. Imaginaria o quão difícil poderia ser entrar na Marinha tendo em vista que eles deveriam estar atrás de homens voltados no combate físico. Afinal, essa ilha não é famosa a toa. Ajeitaria com um leve tranco no corpo a alça que suspendia o arco, deixando-o mais confortável na caminhada. Debaixo do sol forte e com muitas roupas, limparia o suor com a manga direita e se perguntaria se estava no caminho certo. Um leve deslize o faria pensar em Marin. Por onde ela se encontra?

Caso encontrasse alguma loja de doces compraria de imediato algumas barras, umas cinco, talvez seis...por que não dez de uma só vez? Sempre que pensava em doces sua boca enchia-se de água, sua saliva pesava e os lábios não paravam de enfregar um noutro. Era melhor não deixar ninguém ver essa cena, podem pensar coisa errada.

Chegaria ao sul da ilha e ao avistar o píer com o navio da Marinha, evitaria ir direto ao ponto. Seria mais cauteloso e procuraria sondar o que há no ambiente. Tanto no cenário como nas pessoas que ali rodeavam, marinheiros e recrutas. Caso não sentisse nenhum tipo de ameaça, chegaria de forma mais discreta possível e perguntaria ao marinheiro que julgasse ser o superior.

- Oi, o que devo fazer para me alistar?! - diria em voz serena, sem truques, apenas sem querer chamar atenção, já que sabia que sua própria roupa em si e seu arco nas costas entregaria que não era normal.

Caso obtenha uma resposta honesta e positiva, apenas seguria suas ordens. Mas, se o homem menosprezasse minha aparência, procuraria saber seu nome, cargo e memorizaria sua feição. O encararia com olhos profundos e tentaria fazê-lo se questionar com que tipo de homem estava falando, mas ainda sim, seguria suas ordens sem causar tumulto.

Amizades...bem, Rugonis não é muito bom com essas coisas, mas não tem problemas em conviver com estranhos desde que eles não pisem em seu calo. Procuraria conhecer algumas pessoas que dali em diante fariam parte de sua vida, pelo menos nas próximas horas. Como não leva jeito para abordar pessoas - exceto mulheres quando está com vontade de persuadi-las -, procuraria ouvir alguma conversa e se achar uma brecha diria. - Olá, também me alistei na Marinha. Me chamo Rugonis, posso me sentar com vocês? - E sorriria suavemente sem mostrar os dentes, inclinando um pouco a cabeça e fechando os olhos, na esperança de que seus novos colegas pudessem ser simpáticos com ele.

Objetivos Pontuais:
 

Off:
 

____________________________________________________

Narração|Flashback|Fala|Pensamento|NPC
Objetivo Principais:
 
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
"In sight without mercy"
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Degar
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador
Degar

Créditos : Zero
Warn : Card #1 - O valor de cada um 10010
Masculino Data de inscrição : 23/08/2015
Localização : Las Camp

Card #1 - O valor de cada um Empty
MensagemAssunto: Re: Card #1 - O valor de cada um   Card #1 - O valor de cada um EmptyDom 28 Fev 2016, 18:01



Rugonis fechou seus punhos com força devido aparentemente pela raiva que foi gerada pelas palavras do regente daquela ilha. Apesar de colocar muita força ao fechar as mãos, o pano que envolvia seus punhos não rasgaram. O mágico preferiu não causar nenhuma confusão e se dirigiu para o píer para tentar ser um soldado da Marinha. O sol castigava naquele dia, e Rugonis sofria com aquilo. Ele estava desejando comer chocolates, mas enquanto caminhava não encontrou nenhum local ou alguém vendendo qualquer tipo de doce.

Chegando ao píer logo avistou o barco da Marinha que era do tipo brigue, e a maior embarcação naquele lugar. Não tinha nenhuma pessoa próxima aos barcos menores, porém o mágico pode ver que tinham vários marines no convés do barco deles. No píer só tinha uma pessoa que era uma garota* que usava um guarda sol pequeno para se proteger do sol, e se encontrava bem abaixo do navio da Marinha. Também estava segurando uma prancheta, e antes que Rugonis pudesse falar algo ela disse: -Venham se alistar na Marinha meu lindo! Meu irmão que é Capitão e chefe de todos aqui. Quando o mágico perguntou o que deveria fazer para se alistar para os marines, a garota respondeu. –Apenas preencher esse formulário, subir abordo e colocar uma roupa da Marinha. Estou vendo que você tem um arco, e isso pode ser usado pela frota do meu irmãozão. Eu acompanho ele para ajudá-lo nas tarefas administrativas que ele não é bom. Ela falava de forma manhosa, demonstrando interesse no jovem Rugonis.

A garota estava prestes a passar a prancheta com o formulário para o mágico, mas foi interrompida. Um marine* de cabelos, barba da cor preta e musculoso apareceu acima no navio e disse para ela: –Morena suba logo no navio! Recebemos uma informação que tem piratas aqui próximos em alto mar. Temos que ir atrás deles... e quem é esse? Se for um novato traga logo ele aqui para cima. A garota chamada Morena iria subir no navio, mas iria “arrastar” o jovem arqueiro com ela. Ao subir no barco o mágico poderia perceber que muitos marines estavam se movimentando para começar a perseguição aos piratas. Quem estava dando as ordens era o marine que tinha falado anteriormente com Morena.

A garota falaria com arqueiro novamente. –Qual seu nome mesmo lindo? Preencha logo aqui esse formulário e depois entre naquela porta para vestir uma roupa da Marinha. Rugonis pode ver uma porta que tinha no convés, e perceberia que o navio já tinha saído do píer. Morena estava entregando para ele a prancheta com formulário e uma caneta.
Histórico:
 

off:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Card #1 - O valor de cada um Empty
MensagemAssunto: Re: Card #1 - O valor de cada um   Card #1 - O valor de cada um Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Card #1 - O valor de cada um
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: South Blue :: Arquipélago Wushu-
Ir para: