One Piece RPG
Chapter One - Violet Dreams - Página 3 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Cap 4: O Silêncio dos Inocentes
Chapter One - Violet Dreams - Página 3 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 04:42

» [Mini- Yoru] Aula de kenjutsu!
Chapter One - Violet Dreams - Página 3 Emptypor Yoru-san Hoje à(s) 04:00

» I - As rédeas de Latem City!!
Chapter One - Violet Dreams - Página 3 Emptypor Jean Fraga Hoje à(s) 01:42

» Ficha Saito Hiraga
Chapter One - Violet Dreams - Página 3 Emptypor Saito Hiraga Hoje à(s) 01:38

» X - Some Kind Of Monster
Chapter One - Violet Dreams - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:24

» Chapter I: Seafret - Oceans ♪♫♪
Chapter One - Violet Dreams - Página 3 Emptypor Nolan Hoje à(s) 01:09

» [Ficha] - Koji
Chapter One - Violet Dreams - Página 3 Emptypor Proto_ Hoje à(s) 00:24

» Making Wonderful Land a Real Wonder
Chapter One - Violet Dreams - Página 3 Emptypor Achiles Ontem à(s) 23:14

» [MINI-Subaé] OXE! agora a aventura começa mesmo!
Chapter One - Violet Dreams - Página 3 Emptypor Subaé Ontem à(s) 22:44

» [Mini-DarkJohn] O começo de algo
Chapter One - Violet Dreams - Página 3 Emptypor Ryoma Ontem à(s) 22:07

» A primeira conquista
Chapter One - Violet Dreams - Página 3 Emptypor Nolan Ontem à(s) 22:01

» O que me aguarda em Ponta de Lança? Espero que belas Mulheres, hihihi
Chapter One - Violet Dreams - Página 3 Emptypor GM.Muffatu Ontem à(s) 21:46

» LightPoint!Os herois e amigos se reunem novamente!
Chapter One - Violet Dreams - Página 3 Emptypor Noah Ontem à(s) 21:25

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
Chapter One - Violet Dreams - Página 3 Emptypor Shogo Ontem à(s) 20:31

» [M.E.P-DarkJohn] O começo de algo
Chapter One - Violet Dreams - Página 3 Emptypor Ryoma Ontem à(s) 20:12

» Mini- aventura de Saito Hiraga
Chapter One - Violet Dreams - Página 3 Emptypor Ryoma Ontem à(s) 20:10

» Hizumy Mizushiro Mayan
Chapter One - Violet Dreams - Página 3 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 19:54

» Takamoto Lisandro
Chapter One - Violet Dreams - Página 3 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 19:50

» Isaac Kalidou
Chapter One - Violet Dreams - Página 3 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 19:49

» Alipheese Fateburn
Chapter One - Violet Dreams - Página 3 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 19:46



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Chapter One - Violet Dreams

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 71
Warn : Chapter One - Violet Dreams - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : Fishman Island

Chapter One - Violet Dreams - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Chapter One - Violet Dreams   Chapter One - Violet Dreams - Página 3 EmptySex 29 Jan 2016, 03:26

Relembrando a primeira mensagem :

Chapter One - Violet Dreams.

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Violet Perry. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte


Data de inscrição : 15/09/2014

Chapter One - Violet Dreams - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter One - Violet Dreams   Chapter One - Violet Dreams - Página 3 EmptySeg 29 Fev 2016, 18:43

~~ Narração ~~


Lá estava Magnus e boreas, ambos protegiam seus interesses e honras e ambos eram destinados a grandeza, talvez não soubesse ou talvez sim! O fato era que, Magnus em sua primeira vitória em Shells poderia ser avistada até mesmo por um cego... ou não! Ele dançava e gritava em euforia, enquanto o ladrão se mantinha estático.

Magnus após comemorar, algo talvez irrelevante para o louro que estava ao seu lado, pegava o Ladrão Rosch, conhecido como mão leve. Após um diálogo entre os espadachins, Bóreas agora se apresentava de maneira mais educada, ainda dava um sermão para cima de Gran, mas tudo ia bem até o momento. Magnus e Boreas decidiam ir até o quartel da marinha, era bem perto por sinal, dava para ver de longa a enorme construção visando os três andares bem destacados, principalmente a bandeira da marinha e governo. Levavam a proximamente vinte minutos até o local, poderiam ver alguns marines mais próximos fazendo ronda e guardas na entrada do QG. Gran estava levando Rosch mão leve até a prisão, mas parecia não se importar em reaver seu dinheiro, Boreas também, mas obviamente o jovem espadachim de cabelos negros não estava prestando atenção no seu dever ou talvez por ser meio atrapalhado, acabou gerando na fuga do ladrão. – Bye, Bye otários! Ele corria após acertar um chute na canela de Magnus e inicia sua corrida. Boreas até estava atento, mas a multidão próximo do quartel era grande, provável que fosse algum centro de comercio ou algo do gênero, pois o louro perdia de vista após tentar correr atrás do ladrão.

Magnus ficava estagnado, a dor no osso era intensa, mas apenas momentânea. Perdeu de vista o loiro, mas estava a menos de 50 metros do quartel. Por outro lado, o espadachim conhecido por ‘O Vento do Norte’, estava a duas quadras de distância, nem mesmo tinha percebido o quão rápido tinha corrido atrás de Rosch, mas o ladrão era ágil e despistava o louro. Ambos poderiam se alistar, tal desejo vinha sendo cativado já algum tempo ou poderiam tentar achar o ladrão Mão Leve, o que os espadachins fariam a seguir?




Histórico Perry:
 

Histórico Gran:
 

Histórico Schnell:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Orange Laranjado
Estagiário Narrador
Estagiário Narrador
Orange Laranjado

Créditos : Zero
Warn : Chapter One - Violet Dreams - Página 3 4010
Data de inscrição : 14/01/2016

Chapter One - Violet Dreams - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter One - Violet Dreams   Chapter One - Violet Dreams - Página 3 EmptyQui 03 Mar 2016, 01:40

Oh My Puss.....Y!



Talvez a garota imaginava que a tarefa de delegar funções seria mais difícil, mas bastou usar seu charme e os dois homens estavam fazendo o que lhes foi ordenado. "Homens, são melhores que cachorros, afinal um baba, é guiado pelo instinto e obedecem tudo aquilo que é ordenado a eles, enquanto os cachorros as vezes desobedecem." O dia da garota estava bom, ela conseguira com facilidade encontrar a base da marinha e com a ajuda dos outros dois recrutas conseguira concluir a tarefa que lhe fora dada.

- Bom terminamos garotos, agora o prêmio de vocês! - Violet levou a mão a boca tocou aos lábios e apontou logo em seguida aos homens assoprando.

– Hannn! Já é algo! Bom trabalho recrutas. - Falou o avaliador surpreendendo Violet, a garoto virou-se rapidamente enquanto o homem falava. - Vocês dois aí, farão um sparing, o vencedor passará no teste e o perdedor, bom será o perdedor e irá pra casa!

Violet sentiu uma tensão interior, ela não queria lutar pois não era boa com os punhos, apenas se lhe dessem uma lâmina poderia destacar-se. – Fique do meu lado garota... nossa olha esses músculos, digo esse porte físico para combate nada mal em! - O modo como as palavras foram ditas fez com que a médica relaxasse um momento, por hora sabia que não teria de lutar e isto era consolador, afinal não havia um motivo plausível para a luta além do divertimento do instrutor ao qual ela juntou-se ao deixar o local do combate que iria começar.

"Hm... Pelos golpes, me parece que logo estarão cansados, estão gastando muita energia em atacar, mas esquecem de proteger seus pontos de pressão, acho que esta luta não vai durar mais de 15 minutos..." O tempo passou e o modo como o combate prosseguiu prendeu a atenção de Violet de tal forma que a garota mal respirava, os golpes eram violentos e os homens resistentes. "Por isso prefiro a lâmina de uma espada, com uma este combate já teria terminado!" Violet perdeu-se em seus pensamentos por um instante e a imagem que viu ao retornar dos devaneios foi os dois homens ao chão, ao avaliar de longe pode perceber que um estava com a mandíbula prejudicada e o outro com o ombro danificado. "Eles precisam de um tratamento logo, o avaliador não vai chamar um mé..."

– Hmm! Gosto disso, gosto de suas atitudes para ingressar na marinha... garota, próximo teste seria físico, mas como na sua ficha diz que você é medica faremos diferente! Trate dos ferimentos deles rápido, os remédios e do que você precisar estão no armário de primeiros socorros atrás de você! Quero testar suas habilidades medicas, podem ser bem-vindas se você realmente sabe tratar ferimentos!

A ordem repentina deixou a garota em choque por um momento, mas logo Violet acenaria positivamente com a cabeça para o avaliador e tomaria rumo ao armário para pegar as ferramentas necessárias. "Bom vejamos o que vou precisar..." alcançando o armário a peituda o abriria e tomaria em suas mãos os itens que lhe seriam necessários para o atendimento. Tendo todos os itens ela iria até o homem com a mandíbula danificada. - Fraturas na mandíbula precisam ser tratadas rápido para que a cicatrização seja rápida. - diria para si enquanto dirigia-se ao homem. Ao alcança-lo a garota deixaria o homem de lado e limparia a  boca do homem que sangrava, logo faria o exame do estado em que a mandíbula do paciente estava e caso identificasse uma fratura leve a garota o colocaria sentado e então colocaria a mandíbula dele no lugar com um movimento brusco utilizando seu conhecimento médico e em seguida passaria bandagens em volta da cabeça do homem, iniciando na parte de baixo da mandíbula e tendo sua meia volta na parte superior da cabeça, repetindo isso 10 vezes, de modo que a mandíbula do paciente não abra demais quando o mesmo for falar. - Você não vai poder forçar a mandíbula por um tempo, então coma apenas sopa e nada de álcool! - Caso durante o diagnóstico a garota verificasse a necessidade de uma cirurgia para tratar o paciente ela pediria ao avaliador - Senhor vou precisar de uma maca, providencie o mais rápido possível, vou ter de operar ele! - Então apenas passaria as bandagens em volta da cabeça do homem, de modo que fique imóvel, para que a lesão não piore e iria atender o outro paciente. Ao chegar ao paciente dois, Violet examinaria o ombro do mesmo, caso a lesão não precise de uma cirurgia para ser tratada a garota o colocaria sentado, diria: - Vai doer muito querido, prepare-se - então colocaria o ombro no lugar e então usaria as bandagens para sustentar o braço do mesmo, ou seja, passaria a bandagem em volta do pescoço do homem de modo que a mesma também possa alcançar o pulso dele. - Sem exercícios físicos para você e fique em repouso, logo estará melhor. - Caso durante o diagnóstico ela identifique a necessidade de operação solicitaria uma maca para poder operar o ombro do mesmo.

____________________________________________________

?

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] ||| [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
gmasterX
Civil
Civil
gmasterX

Créditos : 11
Warn : Chapter One - Violet Dreams - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2014
Idade : 21
Localização : Na minha casa,ué

Chapter One - Violet Dreams - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter One - Violet Dreams   Chapter One - Violet Dreams - Página 3 EmptySab 05 Mar 2016, 18:28

Turbilhão de furia!

Merd*! Ele me derrubou novamente. Estava frustrado e tentei que isso não me afetasse até que senti aquela dor. Enquanto eu estava lá, ajoelhado eu senti aquela frustração envolvendo meu coração como uma chama. Meu coração queimava e eu sentia um desejo, o desejo extremo de matar aquele homem... Aqui... E agora... Eu pude ver-lo rapidamente se afastar e aquilo me deixava mais frustrado. Eu vi sua covardia como um insulto.

-Como ele pode...? Ele... Não tem honra...?–Minha expressão mudara e aquela sensação me dominava por completo. –Não... Eu não sou assim... Eu realmente não posso ferir-lo. – Eu sabia que era errado, mas meu corpo parecia quere agir por conta própria.  Mas... O que exatamente é isso...? Algo novo que me fez sentir imparável, independente do que eu pensasse, eu não conseguia seguir a lógica. Uma sensação irracional... Sim... Aquilo era a minha fúria... Del Rosa havia me explicado sobre isso e ele me disse que eu não deveria deixar-la me dominar.
Mesmo que eu me esforçasse ao máximo meu corpo não parecia concordar. Só que... De repente eu senti que parte da minha mente concordava com meu corpo, mas no final eu consegui me conter e logo após eu partiria em direção ao QG da marinha e caso não encontrasse sua localização, procuraria por um marinheiro e lhe perguntaria a localização e lentamente tomaria meu rumo.
Ao chegar lá eu observaria o local, procurando por um oficial ou algum marinheiro de patente alta. – Olá senhor... Vim me alistar! Meu nome é Gran Magnus e quero usar meus dotes como ferreiro para contribuir para a marinha. – Eu sorriria enquanto coloco a minha mão sobre o ferimento em meu braço. Disse o meu nome, mas me esqueci pelo fato de meus feitos alcançarem diversas ilhas no East blue. Não queria ser tratado de maneira diferente por ter feito o meu trabalho, mas já esperava por algo do gênero.
Era uma linda construção e muito organizada, parecia incrível o como eles mantinham em ordem diversos homens e lhes passavam disciplina.  Todos aqueles sabiam seu dever lá dentro sabiam do seu dever e isso me fez querer ainda mais fazer parte daquilo. Eu me viraria para o mesmo soldado e diria. – Tenho que passar por algum exame físico ou algum tipo de combate??! – Mesmo que eu tivesse acabado de me ferrar contra aquele ladrão que acabou escapando, eu continuei motivado e queria mais daquela adrenalina correndo em minhas veias. Seguiria a direção indicada e aguardaria por mais instruções.
Ficaria atento para caso algo aconteça lá dentro ou no caminho. Pretendi deixar pra lá, estava confiante que acabaria o encontrando novamente em meio a minha carreira na minha carreira na marinha. Agora eu só queria me preocupar em como iria atingir um cargo alto para ter respeito como os oficias que trabalhavam ali.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Bejin no ombro:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bepo
Civil
Civil
Bepo

Créditos : Zero
Warn : Chapter One - Violet Dreams - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 15/06/2010
Idade : 25

Chapter One - Violet Dreams - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter One - Violet Dreams   Chapter One - Violet Dreams - Página 3 EmptySab 05 Mar 2016, 20:48

Tudo tem limite...


=Boreas estava realmente começando a ficar cansado daquela cidade. Quando finalmente estavam prestes a reaver seu dinheiro e prender o bandido a distração de Magnus faz com que Rosch fuja e por pura idiotice nenhum dos dois havia aproveitado pra reaver seu dinheiro antes, o jovem até tenta correr atrás do gatuno, mas devido a grande concentração de pessoas ao redor da base ele acaba perdendo o ladrão de vista. Quando isso acontece o jovem coça a cabeça enquanto pensa.=

~Bem apesar dele ter fugido estou perto do quartel, isso quer dizer que mesmo eu e o Gran entrarmos na marinha vai ficar mais fácil permanecer longe do trapalhão.~

=Boreas então moderadamente frustrado vai em direção ao quartel e se admira um pouco com o quanto correu, caso consiga chegar lá sem ser assaltado novamente, para em frente as portas um momento admirando a construção e revisita as memórias com o seu professor para em seguida adentrar a base. O jovem então procura alguém para quem pudesse pedir informação parando com gentileza o primeiro marinheiro que atravesse o seu caminho e perguntaria numa voz calma.=

§Desculpe-me o incômodo, mas aonde eu posso me alistar?§

=Caso o oficial não respondesse ele iria continuar procurando outros marinheiros até que um lhe desse a informação que precisava, quando conseguisse a informação se encaminharia na direção indicada e ao chegar perguntaria com uma voz que o ajudasse a convencer a pessoa, pois estava prestes a entrar em terreno perigoso devido ao seu passado.=

§Por favor como me alisto? Sou Boreas Schnell, navegador, gostaria de entrar para a marinha.§

=Se por algum acaso a pessoa com que Boreas estiver conversando se assustar com o nome devido a conhecer o passado do jovem ele levantaria as mão e diria numa voz pacífica.=

§Ei, ei. Calma acredite não sou tão ruim quanto dizem, problemas de família podem virar grandes problemas.§

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

§Fala§
=Narração=
~Pensamento~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.centraldemangas.com.br/forum
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 73
Warn : Chapter One - Violet Dreams - Página 3 6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 26
Localização : Na Monstrolandia...

Chapter One - Violet Dreams - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter One - Violet Dreams   Chapter One - Violet Dreams - Página 3 EmptyDom 06 Mar 2016, 22:56

~~ Narração ~~


Violet

Sem delongas, Violet corria até o armário e buscava os medicamentos para tratar os homens feridos, mesmo com a dor ambos pareciam contentes e demonstrar suas habilidades físicas, mas mal sabiam eles que agora seriam testado seu emocional, para futuras missões, assim como Violet também estaria sendo testada.

A medica fazia uma diagnóstico, identificando o estado da mandíbula e percebia que estava apenas deslocada, não seria necessário uma cirurgia, mas precisava colocar rápido no lugar. Após utilizar de seus conhecimentos, Violet coloca a mandíbula no lugar correto, o carateca ruge em agonia, mas logo é aliviada com os remédios que a moça utiliza. Levava um tempo enfaixando o local ferido e após repetir algumas vezes o homem mal conseguia falar, Violet dava algumas instruções e o homem acenava com a cabeça enquanto parecia segurar seu queixo pela dor. A jovem e atraente médica se dirige até o paciente dois, o lutador... após fazer sua analise do estado do homem, ela concluía que o deslocamento era grave, um aviso de dor era proferido da recruta, o homem apenas regalava os olhos e num flash o ombro estava de volta no lugar, ele sorria enquanto Violet fazia um torniquete em seu braço e apoiava com a bandana no pescoço. Porém um tosse toma conta do homem e ao levar sua mão até a boca pode ver sangue na palma da mão. - O que é isso? Porquê estou sangrando??! Ele falava ao demonstrar seus lábios encharcados de sangue. Violet pode ver que o ombro estava mais elevado do que o normal e também que ele não podia mexer, geralmente quando se coloca o ombro de volta ao lugar, pequenos movimentos ainda são feitos, mas o lutador parecia ter perdido total controle do braço, o que a medica faria a seguir?


Magnus & Boreas

Enquanto isso lá estava Magnus tomado pela fúria, algo irrelevante para apenas um chute na canela, mas talvez tivesse desencadeado alguma coisa maior... todavia o jovem espadachim tinha decidido ir até o quartel como objetivo principal desde o inicio. Ao chegar lá, buscou algum atendente ou superior e logico que teria, na recepção a via um homem magro de cabelos longos castanhos, uma placa escrito Alistamento destacava seu grande balcão branco. Gran ia logo falando sobre se alistar e mostrar suas habilidades de ferreiro, espera ser reconhecido pela sua fama de Guardião, mas o máximo que recebeu foi um. - Se alistar é... tome, preenche-a e me entregue depois! O homem parecia estar concentrado num livro ou caderno, não tinha como dizer exatamente. No papel que Magnus tinha recebido, pedia informações como nome, sobre nome, altura, peso, oficio, habilidades (pericias), estilo de luta e três numeros com frases ao lado. 1 - Tarefa no Quartel. 2 - Teste físico. 3 - Analise de Combate. Após Gran preencher, poderia entregar ao homem para fazer o checape dos dados e passar para o primeiro teste.

Boreas voltava por meio a multidão, parecia algum protesto sobre acontecimentos na costa da ilha, algo sobre caçadores ou piratas não tinha total certeza. Após se dirigir até o quartel, pode avistar Magnus preenchendo um papel e segui-o até a recepção por causa da placa de alistamento. Após falar com o homem magro o mesmo fez uma cara de entendiado e respondeu. - Tsc... fizeram dia de alistamento hoje por acaso, que saco!? Estava provavelmente anojado de sue cargo, provável que não subisse por incompetência ou falta de vontade, todavia ele entregava para o belo loiro preencher como Magnus fazia, tinha as mesmas informações, parecia um tipo de curriculum com dados dos soldados marinheiros algo bem obvio para futuras missões.

Após terminar de preencher pode ver Gran entregando o papel e poderia fazer o mesmo, quando menos notou percebeu um alto homem atrás deles. - HoHo... novos recrutas é? Ele vestia um traje bem fino e parecia ser de patente elevada, seu sotaque era refinado assim como sua aparência, seu porte alto chamava muito a atenção, poderia dizer que tinha mais de dois metros e não era um humano qualquer, pois suas pernas eram longas assim como sua espada na cintura. - Sim Hyarow, ia mandar eles para o senhor, para fazerem o primeiro e segundo teste! O marine da recepção falava ao se colocar de pe mostrando respeito pelo superior. - Okay! Venham comigo! Proferia ao olhar para os novos recrutas, enquanto começava a caminhar em direção a um corretor estreito. - Então primeiro teste é simples, algo que ajuda em muito no nosso quartel e também avalia suas capacidades de receber ordens... chegamos! Ele terminava de falar e chegavam a uma sala cheia de roupas sujas, tinha boné, camiseta com mangas e sem mangas, calças, meias, cuecas e o que parecia uma manta azul que todos marines usavam em seus pescoços. - Lave-as nas maquinas de lavar, seque-as na maquina e secar e dobre-as em divisões especificas, ou seja, no local das camisas que fique apenas elas e assim por diante. Aquela mesa logo ali lhes ajudara com todas as peças para dividir em seus devidos grupos! Estarei aqui lhes observando, se não tiverem dúvidas bastam começar! Ele falava mostrando confiança e um leve sorriso após a entrada dos jovens espadachins, cruzava os braços e ficava analisando enquanto eles decidiam o que fazer!



Hyarow:
 



Histórico Perry:
 

Histórico Gran:
 

Histórico Schnell:
 

____________________________________________________

~Fala / Narração

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Conquistas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Orange Laranjado
Estagiário Narrador
Estagiário Narrador
Orange Laranjado

Créditos : Zero
Warn : Chapter One - Violet Dreams - Página 3 4010
Data de inscrição : 14/01/2016

Chapter One - Violet Dreams - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter One - Violet Dreams   Chapter One - Violet Dreams - Página 3 EmptySeg 07 Mar 2016, 02:36

Agora é pra valer!



Violet correu e pegou o que julgava necessário para a intervenção médica, dirigiu-se ao homem que possuía uma fratura na mandíbula e o examinou. "Me parece uma lesão simples, vou apenas encaixar a mandíbula ao maxilar." Violet então levou sua mão direita e a colocou na nuca do carateca e segurou firme, enquanto utilizava a mão esquerda para manipular a mandíbula "Basta apoiar a região do último dente molar inferior, empurrar a mandíbula para baixo, empurrar para frente e então para cima, assim eu encaixo ela no lugar" assim como lembrava os procedimentos ela os fez, durante o procedimento o paciente rugiu, mas Violet manteve a calma, tomou nas mãos o anestésico e deu ao homem. - Isso vai aliviar a dor, tome. - assim que o homem ingeriu o medicamento, Violet finalizou o atendimento enfaixando a região recém tratada utilizando o topo da cabeça como apoio para a bandagem que segurou a mandíbula no local. - Você não vai poder forçar a mandíbula por um tempo, então coma apenas sopa e nada de álcool! - Violet então deixou o homem recém tratado para trás e dirigiu-se ao paciente que tivera seu ombro deslocado, tocou lhe o ombro e analisou. "Droga, a lesão é séria, talvez eu tenha que aperar este ombro, mas vou tentar coloca-lo no lugar, quem sabe posso estar enganada sobre a gravidade da lesão." Violet então colocou o homem sentado, levantou levemente o braço do paciente, tomou o braço sadio do homem e enfiou o antebraço deste entre o braço lesionado e as costelas, na altura das axilas, tendo feito isso tomou o braço machucado com as duas mãos, segurou firme e empurrou com força na direção do corpo do lutador, apesar da força a mulher fazia isso delicadamente e com calma. Com o fim do procedimento a médica fez uma tipoia e passou-a entre o pescoço do homem e o pulso deixando assim o braço imobilizado. "Acho que está tudo certo, vou dar o medica..." O homem tossira enquanto Violet pensava e saiu-lhe sangue da boca.

- O que é isso? Porquê estou sangrando??!

- Droga! Calma, deixa eu examinar seu ombro novamente. - Violet pode perceber que o ombro estava à uma altura acima do correto e estava imóvel. "Merda, e agora?" Uma leve onda de pânico atingira a garota "Eu sabia que a fratura era grave, ele não meche o ombro, preciso me acalmar" Violet respiraria fundo. "Bom a hemorragia tem de ser local, não me parece que houve lesão nas costelas, portanto não há como ter lesionado o pulmão, preciso fazer uma incisão e suturar o sangramento." Ela diria ao avaliador: - Rápido preciso de uma maca ou uma mesa limpa, ele está com hemorragia interna, preciso operar o quanto antes! - Violet então dirigiria a palavra ao paciente e manteria a calma para falar, tentaria utilizar de sua voz doce para encoraja-lo - Vai ficar tudo bem, só vou precisar fazer um procedimento. - Levantaria então e correria ao armário, pegaria um bisturi, uma agulha de sutura, um anestésico para apagar o homem, álcool, gaze, bandagem e linha para a sutura, pegaria também soro fisiológico, o que resumi-se a uma solução de água e glicose. Aguardaria então a chegada da mesa para o procedimento, assim que tivesse a mesa a disposição, usaria parte do álcool e com o auxilio da gaze esterilizaria a mesa de procedimento, solicitaria ajuda para colocar o homem o sobre a mesa com cuidado. Tendo sucesso até aqui, daria o anestésico ao homem. - Tome, quando eu acabar vai parecer que nada aconteceu. - Daria um sorriso ao homem visando tranquilizar o mesmo enquanto usa o álcool para esterilizar as próprias mãos, tiraria então a camiseta do lutador e esterilizaria o ombro.

Com o bisturi em mãos faria uma incisão de cima para baixo no ombro do mesmo, tomaria o soro fisiológico em suas mãos e jogaria sobre a incisão, usaria a gaze para limpar a área, utilizaria de seu conhecimento médico para identificar de onde vinha o sangramento interno e então juntaria a agulha de sutura e a linha, usaria o conjunto para suturar a área interna e então avaliaria se a sutura seria suficiente para o tratamento da lesão, avaliaria também a posição dos ossos do paciente, caso necessário movimentaria o mesmo para verificar qual seria o modo mais adequado de colocar o braço no lugar, chegando a uma conclusão ela faria então o procedimento e verificaria se o ombro estava realmente na posição correta. Concluindo que a hemorragia havia sido tratada assim como o ombro deslocado a garota faria a sutura da incisão inicial. Colocaria sobre o ferimento uma gaze e passaria a bandagem sobre o local a fim de deixa-lo seguro e evitar contato enquanto a cicatrização não ocorrer, colocaria também no paciente a tipoia feita anteriormente e apoiaria o pulso dele. - Ele tem de repousar agora, tem alguma cama na qual possamos deixa-lo? - Perguntaria assim ao avaliador.

Levando em conta que Violet avalie que a sutura não seja suficiente para parar a hemorragia interna ou não conseguisse colocar o ombro do homem no lugar correto, ela iria se concentrar e utilizar de seu conhecimento de anatomia humana e sua genialidade para avaliar melhor a situação.

____________________________________________________

?

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] ||| [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
gmasterX
Civil
Civil
gmasterX

Créditos : 11
Warn : Chapter One - Violet Dreams - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2014
Idade : 21
Localização : Na minha casa,ué

Chapter One - Violet Dreams - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter One - Violet Dreams   Chapter One - Violet Dreams - Página 3 EmptySeg 07 Mar 2016, 22:02

Mas o que...?


FINALMENTE! FINALMENTE, FINALMENTE, FINALMENTE! Lá estava eu! Dentro da marinha! Já podia me ver com todos aqueles marinheiros me admirando e me respeitando por conta de meus feitos! Sei que miro muito alto, mas nada é impossível quando se tem determinação. Eu queria seguir o exemplo daquele Hyarow! Pretendo enfrentar-lo em um duelo legitimo. Parece ser um nobre espadachim e eu gosto disso nos meus oponentes. Parecia que além de sua provável enorme patente, ele era um dos veteranos daquela construção. Parecia que conhecia a todos e foi muito gentil conosco.  Porém, podia haver algo a mais ali e provavelmente a corporação estava apenas tentando ganhar a minha confiança rapidamente para algum tipo de brincadeira ou algo do gênero, mas apenas decidi deixar minha paranóia de lado e ignorar esse pré-sentimento ruim. Sabia que era algo bobo e que não merecia minha atençã-.. Mas o que eu estou falando?!?!?!  EU sou algo bobo! Eu não consigo agir seriamente... Então... Apenas esqueça esse monologo de merd* que acabou de rolar.
Eu estava muito feliz por ter chegado lá até que me deparei com a nossa primeira missão lá dentro: Lavar e passar roupas. Pensei que tinha me alistado para a marinha e não para a força extrema das donas de casa. Pensei que era brincadeira. Até mesmo aguardei aquele oficial esclarecer aquela situação, mas pelo tom de sua voz, logo me convenci que ele não estava brincando e mesmo tendo isto esclarecido eu pensei. –Você está de brincadeira..?.. Não.. Ele só pode estar de brincadeira... Ainda não vejo como um trabalho básico como este vai provar que eu sou hábil o bastante para entrar para a marinha, mas se eu pretendo futuramente arranjar um marido, esse é o teste perfeito para ver se eu serei uma ótima dona de casa. – Um pouco decepcionado, mas ainda animado pelo fato de ter conseguido, eu rapidamente e cuidadosamente jogaria a maioria das camisas dentro daquela maquina de lavar roupas e tentaria ligar a maquina com o máximo de camisas que eu pudesse colocar lá dentro, de maneira cuidadosa e de que tudo funcionasse bem.

-Muito bem senhor Boreas! Para ficar mais rápido! Eu pretendo lavar e separar as roupa e vou deixar para você arrumar-las... Certo? –Eu começaria a agilizar, independente da resposta de Boreas, eu começaria a seguir com meu plano. Aguardando com que todas as roupas estivessem limpas, eu rapidamente as separaria por tipo de peça em pilhas com cinco peças cada e rapidamente jogaria mais roupas para dentro da maquina, repetindo o processo até que todas elas estivessem limpas e empilhadas.
Caso conseguisse finalizar o processo sem interrupções ou problemas eu me sentaria de costas para a parede e descansaria um pouco. Aguardando pelo oficial para nos passar a nossa próxima missão.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Bejin no ombro:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bepo
Civil
Civil
Bepo

Créditos : Zero
Warn : Chapter One - Violet Dreams - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 15/06/2010
Idade : 25

Chapter One - Violet Dreams - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter One - Violet Dreams   Chapter One - Violet Dreams - Página 3 EmptyTer 08 Mar 2016, 17:30

Tudo tem um começo...



=Boreas atravessava a multidão sem prestar muita atenção, ainda assim acabava ouvindo partes de um protesto sobre alguma coisa na costa da ilha se bem que sem muitos detalhes. Ao chegar no quartel não precisou pedir informações tanto por indicações em placas quanto pela presença de Magnus preenchendo uma ficha, ao chegar no balcão pede pra se alistar no que é respondido pelo atendente. -Tsc... fizeram dia de alistamento hoje por acaso, que saco!? = Tal reação gerava uma resposta quase involuntária dita num tom de voz baixo e melodioso enquanto recebe o formulário.=

§Mal educadoooo...§

=O jovem navegador começa a responder o formulário colocando as informações o mais detalhadas e precisas o possível de forma a deixar o formulário o mais completo e verdadeiro possível, quando está terminando repara Magnus entregando o seu já preenchido e entrega o seu quando ouve uma voz as suas costas. - HoHo... novos recrutas é? =Tudo naquele oficial chamava a atenção de Boreas o traje, o sotaque, a aparência, o porte, podeira-se dizer que Boreas havia ficado encantado pelo homem. Ao ver o atendente se levantando o que denotava a patente alta do marinheiro o que faz o jovem espadachim prontamente bater continência como seu antigo tutor havia ensinado enquanto o atendente responde. - Sim Hyarow, ia mandar eles para o senhor, para fazerem o primeiro e segundo teste! =O oficial então começa a guiá-los por um corredor enquanto explicava a razão da primeira tarefa até que chegavam na lavanderia do quartel e Hyarow dava as ordens  - Lave-as nas maquinas de lavar, seque-as na maquina e secar e dobre-as em divisões especificas, ou seja, no local das camisas que fique apenas elas e assim por diante. Aquela mesa logo ali lhes ajudara com todas as peças para dividir em seus devidos grupos! Estarei aqui lhes observando, se não tiverem dúvidas bastam começar! =Boreas fica momentaneamente sem reação enquanto pensa.=

~Eu nunca lavei uma única peça de roupa. Maldita criação nobre!!~

=Quando está prestes a entrar em pânico por essa pequena falha em sua educação Gran o acalma mesmo sem saber dizendo. -Muito bem senhor Boreas! Para ficar mais rápido! Eu pretendo lavar e separar as roupa e vou deixar para você arrumar-las... Certo? =Magnus então partia a começar a lavar roupa enquanto o navegador responde para o oficial enquanto pensa.=

§Senhor, sim senhor.§

~Ele me livrou dessa, passar e organizar roupas eu sei fazer, odiava ficar com roupa amassada dentro do guarda roupa e os empregados nunca organizavam do meu jeito, mas é bom ficar de olho nele. A capacidade dele de causar desastres parece sem limites.~

=Boreas então vai até Magnus e fica olhando ele colocando as roupas nas máquinas e ligando-as, o espadachim ficava pronto pra interferir caso ficasse muito claro que Magnus fosse fazer um desastre apesar de seu conhecimento sobre lavar roupas ser nulo. Caso seu colega recruta conseguisse lavar e secar as roupas sem precisar da interferência de Boreas o jovem pegaria as pilhas de roupas lavadas e procuraria um ferro de passar roupa, quando encontrasse ele o ligaria na temperatura certa para o tipo de tecido da peça que estiver passando e a deixaria totalmente lisa e sem vincos para em seguida dobrar de forma a ficar perfeitamente simétrico os dois lado e colocaria em diferentes pilhas, uma para camiseta com mangas, uma para camiseta sem manga, uma para calças, uma para meias (que ele enrolaria par por par prendendo-os juntos ao invés de dobrar), uma para cuecas, uma para os lenços que os marinheiros usavam e por fim uma para os bonés peça a qual Boreas não usaria o ferro de passar só ajeitaria para não ficar amassado e colocaria na pilha. Caso não encontrasse um ferro de passar roupa Boreas se voltaria para o supervisor do treino e diria.=

§Senhor, me desculpe o incômodo, mas aonde encontro um ferro de passar roupa para tirar os amassados antes de dobrá-las e separá-las?§

=Caso o Hyarow respondesse Boreas pegaria o ferro e faria como já tinha planejado, apenas parando para agradecer ao superior.=

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

§Fala§
=Narração=
~Pensamento~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.centraldemangas.com.br/forum
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 73
Warn : Chapter One - Violet Dreams - Página 3 6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 26
Localização : Na Monstrolandia...

Chapter One - Violet Dreams - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter One - Violet Dreams   Chapter One - Violet Dreams - Página 3 EmptyQua 09 Mar 2016, 22:40

~~ Narração ~~


Violet

Após algumas analises, Violet entendia o que estava ocorrendo e sem delongas pediu uma maca para operar o homem, dentro de instantes ela era atendida e levavam o homem para ala medica, passavam-se algumas horas e a mulher terminava a operação com total sucesso, por sorte a medica estava lá, mesmo não compreendendo de inicio o estado do homem, pode socorrê-lo ao se acalmar e analisar mais precisamente. A jovem turbinava sempre falava para amenizar o psicológico do rapaz, de certa maneira ajudava. - Meus parabéns garota, você se mostrou muito hábil na sua profissão! Agora vamos prosseguir com seu exame de admissão... vamos para ultima etapa. Esse será um combate, nada muito bruto, pois você é uma mulher, não digo isso pelo fato de ser frágil, mas sim por ser uma peça para nosso quartel no aspecto de suporte ao feridos, enfim siga-me! Ele proferia enquanto caminhava até um patio, o mesmo local que a jovem tinha feito a limpeza. - Me mostre suas habilidades físicas, pegue sua arma e venha comigo! Ele dialogava e mostrava um balcão com varias armas, tinha espada, adaga, machado, armas de fogo e etc. Violet assim que escolhesse podia seguir o homem até o patio e começar seu ultimo teste de admissão. - Agora vamos finalizar sua entrada na marinha, você já e de grande ajuda, mas para mandar em missão precisamos saber se é boa em combate, assim que estiver pronta pode atacar! Ele falava ao ficar parado, ele levava consigo uma espada, mas não retirava da bainha, apenas analisava a jovem enquanto se preparava para começar sua investida.




Magnus & Boreas


As maquinas começavam a fazer barulho, um alto som se ouvia da sala de limpezas. Magnus parecia puto por estar fazendo serviço de uma dona de casa, mas até mesmo os almirantes começaram de baixo, nada na vida é fácil... bom, a menos que você nasça um tenryuubito, dai está feito na vida e pode fazer o que quiser. Boreas parecia entrar em panico, pois a riqueza em seu gênero lhe fazia entender muito pouco sobre lavar roupa, parece algo fácil, mas para um nobre espadachim como Boreas se via, lavar roupas era algo fora de seu domínio. Gran a via direcionado as tarefas, facilitando o trabalho deles, por sorte após uma hora, eles terminavam o trabalho e deixavam tudo certinho. - Rápido! Hohoho... vamos para segunda etapa rapazes! O charmoso e educado espadachim marine proferia após sair da sala e fazer um sinal para que ambos lhe seguissem. Após alguns minutos caminhando pelo quartel chegavam a um patio, nesse local, que por sinal mostrava-se amplo e enorme, a via uma jovem de aparência extravagante e um espadachim marinheiro parado, Hyarow se vira para dialogar com os recrutas. - Segundo teste é simples, vamos ver como seu fisico está atualmente, farão alguns testes como força, agilidade e resistência! No teste de força, vocês precisam erguer aquele pneusinho ali! Ele proferia ao mostrar um enorme pneu mais largo que os recrutas e pesado tanto quanto eles. - No teste de agilidade, terão que correr na pista de obstáculos, precisam fazer o mais rápido possível! O marine apontava para a pista que estava alguns metros deles. - E no teste de Resistência, precisaram fazer 10 vezes o teste de força e resistência, ou seja, erguer o pneu e soltá-lo, completar a pista de obstáculos e refazer tudo novamente! Magnus irá começar por ser o primeiro terminar a ficha e logo em seguida será sua vez Boreas! Ele terminava de falar ao soltar um leve sorriso enquanto esperava os novatas começarem sua segunda parte no teste.





Histórico Perry:
 

Histórico Gran:
 

Histórico Schnell:
 

OFF:
 

____________________________________________________

~Fala / Narração

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Conquistas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Orange Laranjado
Estagiário Narrador
Estagiário Narrador
Orange Laranjado

Créditos : Zero
Warn : Chapter One - Violet Dreams - Página 3 4010
Data de inscrição : 14/01/2016

Chapter One - Violet Dreams - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter One - Violet Dreams   Chapter One - Violet Dreams - Página 3 EmptySab 12 Mar 2016, 12:40

Cirurgias e depois... LUTA!



A maca chegou, Violet estava calma e decidida, fez o processo pré-operatório e repousou o paciente dois sobre a maca, levaram então ele à ala médica e a operação teve inicio. Violet estava preocupada com a possibilidade de ao abrir o ombro do homem, encontra-se os ossos fragmentados, concentrou-se novamente e afastou este e outros pensamentos agourentos de sua mente. "Vamos lá, preciso cortar aqui... Soro fisiológico nesta quantidade... Acho que está bom de soro... vamos suturar a ferida... Droga, esses caras são muito inconsequentes, tudo bem que desejavam assim como eu entrar na marinha, mas o que fariam se eu não estivesse aqui? Do que adianta alcançar o respeito do avaliador se não houver vida depois do exame?" A operação havia sido um sucesso, algo ainda incomodava a garota, algo relacionado aos homens que haviam se machucado para passar em um teste bobo. "Não deveríamos colocar nossas vidas em risco em testes bobos... Talvez para proteger alguém ou por justiça, mas arriscar a vida em apenas uma luta boba..."

- Meus parabéns garota, você se mostrou muito hábil na sua profissão! Agora vamos prosseguir com seu exame de admissão... vamos para ultima etapa. Esse será um combate, nada muito bruto, pois você é uma mulher, não digo isso pelo fato de ser frágil, mas sim por ser uma peça para nosso quartel no aspecto de suporte ao feridos, enfim siga-me! - a frase havia interrompido o momento reflexivo da mulher, ela reagiu então e seguiu as instruções do homem. - Me mostre suas habilidades físicas, pegue sua arma e venha comigo! - A garota estava agora no mesmo local onde fora encarregada da tarefa de limpeza. - Esta bem... - As palavras eram delicadas e ela deixava-as soltas no ar enquanto avaliaria as armas que estavam no balcão recém indicado pelo homem. "Deixe-me me ver, sem dúvidas quero aquela espada, mas se bem que um dia quero aprender a utilizar a adaga" Violet tomaria nas mãos uma espada e caminharia para o local onde o homem estaria parado com sua espada, a garota tiraria a espada da bainha, caso a mesma tivesse uma, e ficaria em posição defensiva com a espada, segurando com a mão esquerda empunhadura "Não e necessário esmagar a empunhadura contra os dedos, basta segurar com firmeza" olharia então o homem e começaria a falar. - Desculpe senhor, mas não é da minha personalidade atacar, que tal o senhor começar atacando?

A garota então deixaria toda a sua concentração focada no homem e em seus possíveis movimentos, aguardaria uma investida vinda do homem, caso o mesmo tente uma investida direta frontal atacando o flanco da esquerda ou direita na altura do dorso, a espadachim tentaria desviar do golpe flexionando as pernas para pegar impulso e lançando o corpo para trás, tendo sucesso na esquiva e o homem perca o equilíbrio, tentaria acertar o rosto do homem com a empunhadura da espada tentando aturdi-lo e logo tentaria acertar o joelho dele com a parte de trás da espada com força, afastaria-se do homem um pouco e aguardaria uma nova investida. Caso o homem tente um ataque de cima para baixo na primeira investida Violet tentativa esquivar-se dando dois passos rápidos para a esquerda e então tentaria lhe acertar o meio das costas também com a parte de trás da espada, tendo sucesso a garota afastaria-se do homem um pouco e aguardaria uma nova investida. Caso o homem tente lhe acertar nas pernas ou pés a garota saltaria para trás e tomaria um pouco de distância, logo tentaria surpreender seu avaliador utilizando sua técnica ~Physician's sword dance~ para debilitá-lo.

Physician's sword dance:
 

____________________________________________________

?

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] ||| [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
gmasterX
Civil
Civil
gmasterX

Créditos : 11
Warn : Chapter One - Violet Dreams - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2014
Idade : 21
Localização : Na minha casa,ué

Chapter One - Violet Dreams - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter One - Violet Dreams   Chapter One - Violet Dreams - Página 3 EmptySab 12 Mar 2016, 16:49

Finalmente caminhando!



Minutos antes de o oficial nos chamar, eu acabei caindo no sono, mas não por que estava cansado, mas sim por que eu estava muito relaxado e calmo.  Relaxado por finalmente ter conseguido. Não parecia difícil, muito menos cansativo, mas os acontecimentos superaram as minhas expectativas. Já esperava por qualquer merda que estava por vir, mas ia enfrentar todos os desafios que viessem.
Aquela soneca que eu tirei foi algo rápido e repentino. Não consegui diferenciar a realidade da minha imaginação, pois nem sabia que tinha caído no sono.
Não pude ver o cenário, era apenas uma escuridão imensa e que apenas consumia e envolvia tudo a sua volta, enquanto eu apenas estava lá, sentado, observando aquilo que muitos descreveriam como a pura essência da solidão. Porém eu não estava só, de repente, eu pude ouvir gritos, Mulheres, crianças, idosos, todos eles gritando em desespero. Pude ver seus corpos caindo em minha volta, se juntando a mim na escuridão. “Você será o próximo!” e “Sua morte está próxima!” frases que se misturavam aos gritos, frases ameaçadoras que não me abalavam. Até que eu pude reconhecer um dos corpos. Ao ver o rosto do meu amado irmão em minha frente.
Uma chuva de sangue se iniciou enquanto eu estava estático por ter reconhecido os corpos. Vi o rosto daqueles que tinham matado a maior parte da população de Organ. Ainda estava congelado até que algo me forçara a sorrir um sorriso sádico e que demonstrava uma sede por sangue que eu nunca tinha sentido antes. “Se eles querem me matar... Então devo matar-los primeiro” Aquilo se sobrepôs na situação e ecoou em minha mente. Parecia-me fazer sentido, mesmo sabendo que aquilo iria contra toda minha existência, aquilo iria contra o fato de eu ter jurado que não iria agir ou pensar que nem aqueles monstros. Aquela sensação me fez ir contra a minha existência e aquilo tentava me convencer que aquela era a minha verdadeira natureza.

De repente eu consegui finalmente acordar, olhei para a palma da minha mão e estava tremendo, a voz de Hyarow me fez despertar daquele pesadelo pessoal. Tentei recuperar minha animação e assim que consegui, me levantaria e ajeitaria minha cartola, seguindo Boreas e Hyarow para a próxima parte da bateria de testes. Ao chegar lá e me deparar com aquele pátio, antes mesmo de Hyarow dar suas explicações, eu pude perceber que seria um teste físico.

-YAY! Aquele treino na floresta finalmente vai valer à pena! Sabia que eu não estava fazendo aquilo à toa! –Eu sabia que não me cansaria tão rápido. Correr de leopardos e panteras na selva lhe da bastante vigor. Alongaria-me e observaria a bela moça que aparentava estar prestes a lutar. Seu enorme busto era algo chamativo para mim, afinal eu sempre me perguntei por que aquilo conquistava facilmente os homens? Sempre perguntei todos da ilha, os homens normalmente diziam: “Hohohohoho! Você vai descobrir quando for mais velho!” e as mulheres apenas me olhavam envergonhadas. Aquele mistério era incomodante, talvez Boreas soubesse então, assim que acabarmos aqui pretendo lhe perguntar.
Por conta da animação eu queria terminar logo aquilo então voltei minha atenção para a tarefa. Queria fazer-la de pressa, mas sabia que poderia acabar estragando tudo então decidi fazer-la com rapidez e cautela. Aproximaria-me do pneu e o seguraria, exercendo o máximo de força para erguê-lo e logo que conseguisse, eu o largaria no ar e iniciaria a minha corrida por volta do campo. Repetiria o processo até completar prova e caso fosse bem sucedido, descansaria, observando a bela jovem que estava a lutar no mesmo local. Moveria minha cartola para cobrir meu rosto e evitar o contato direto dela com a luz do sol e aguardaria Boreas completar a mesma tarefa.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Bejin no ombro:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Chapter One - Violet Dreams - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter One - Violet Dreams   Chapter One - Violet Dreams - Página 3 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Chapter One - Violet Dreams
Voltar ao Topo 
Página 3 de 5Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Yotsuba Island-
Ir para: