One Piece RPG
Onde há luz, há vida XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Cap 4: O Silêncio dos Inocentes
Onde há luz, há vida Emptypor PepePepi Hoje à(s) 04:42

» [Mini- Yoru] Aula de kenjutsu!
Onde há luz, há vida Emptypor Yoru-san Hoje à(s) 04:00

» I - As rédeas de Latem City!!
Onde há luz, há vida Emptypor Jean Fraga Hoje à(s) 01:42

» Ficha Saito Hiraga
Onde há luz, há vida Emptypor Saito Hiraga Hoje à(s) 01:38

» X - Some Kind Of Monster
Onde há luz, há vida Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:24

» Chapter I: Seafret - Oceans ♪♫♪
Onde há luz, há vida Emptypor Nolan Hoje à(s) 01:09

» [Ficha] - Koji
Onde há luz, há vida Emptypor Proto_ Hoje à(s) 00:24

» Making Wonderful Land a Real Wonder
Onde há luz, há vida Emptypor Achiles Ontem à(s) 23:14

» [MINI-Subaé] OXE! agora a aventura começa mesmo!
Onde há luz, há vida Emptypor Subaé Ontem à(s) 22:44

» [Mini-DarkJohn] O começo de algo
Onde há luz, há vida Emptypor Ryoma Ontem à(s) 22:07

» A primeira conquista
Onde há luz, há vida Emptypor Nolan Ontem à(s) 22:01

» O que me aguarda em Ponta de Lança? Espero que belas Mulheres, hihihi
Onde há luz, há vida Emptypor GM.Muffatu Ontem à(s) 21:46

» LightPoint!Os herois e amigos se reunem novamente!
Onde há luz, há vida Emptypor Noah Ontem à(s) 21:25

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
Onde há luz, há vida Emptypor Shogo Ontem à(s) 20:31

» [M.E.P-DarkJohn] O começo de algo
Onde há luz, há vida Emptypor Ryoma Ontem à(s) 20:12

» Mini- aventura de Saito Hiraga
Onde há luz, há vida Emptypor Ryoma Ontem à(s) 20:10

» Hizumy Mizushiro Mayan
Onde há luz, há vida Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 19:54

» Takamoto Lisandro
Onde há luz, há vida Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 19:50

» Isaac Kalidou
Onde há luz, há vida Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 19:49

» Alipheese Fateburn
Onde há luz, há vida Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 19:46



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Onde há luz, há vida

Ir em baixo 
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 71
Warn : Onde há luz, há vida 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : Fishman Island

Onde há luz, há vida Empty
MensagemAssunto: Onde há luz, há vida   Onde há luz, há vida EmptyQua 27 Jan 2016, 17:33

Onde há luz, há vida.

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Takeshi. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takeshi
Civil
Civil
Takeshi

Créditos : Zero
Warn : Onde há luz, há vida 10010
Masculino Data de inscrição : 01/08/2012
Localização : Polinésia Francesa

Onde há luz, há vida Empty
MensagemAssunto: Re: Onde há luz, há vida   Onde há luz, há vida EmptyTer 02 Fev 2016, 16:03


Ammmmm, acho que tenho de me levantar, tenho que sair daqui o mais rápido possível, preciso encontrar uma embracação, para ir para a próxima ilha, isto, se eu realmente quiser chegar a Karaté Island. Assim acho que consigo encontrar alguém para treinar, preciso conseguir evades.

Tento então sair do local onde me encontrava, ruínas que pareciam ser uma casa antiga, ou que outrora fora um estabelecimento de tipo de restauração, não consigo bem identificar. Após a tragédia que houve com a minha família no torneio, há uns anos atrás.

Agora, que já tenho idade suficiente para começar a aventura, decidi que ia começar em busca da verdade, mas, para tal preciso de mais poder. Neste momento, a única coisa que consigo utilizar são os meus braços, foi isso que o meu antigo mestre me ensinou. Por isso, tenho que me fazer à estrada, e procurar uma forma de passar.

- Ok, então, estou aqui no meio destas pedras, tenho de ver se já é de dia, e começar a caminhar até à próxima cidade, ver se há algum porto lá, com sorte consigo encontrar algum que vá até à próxima ilha, e assim já me dá uma ajuda.

Com isso em mente, tento sair da casa em ruínas para a rua, ver se está sol, procurar com o olhar algum caminho, ou estrada, que me leve até uma cidade que consiga ter um porto. Talvez uma cidade de mercadores, não sei. Com tanta floresta, não sei para que lado tenho de ir, se calhar devo seguir o lago, e esperar encontrar a cidade. Deixa ver como corre a partir daqui...

____________________________________________________

Narração - Fala - Pensamento
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬ஜ۩۞۩ஜ▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
**Objetivos**
+ Ser um Pirata +
+ Entrar Numa Boa Tripulação +
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬ஜ۩۞۩ஜ▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
Voltar ao Topo Ir em baixo
Levy
Civil
Civil
Levy

Créditos : Zero
Warn : Onde há luz, há vida 4010
Masculino Data de inscrição : 22/10/2015

Onde há luz, há vida Empty
MensagemAssunto: Re: Onde há luz, há vida   Onde há luz, há vida EmptyQua 03 Fev 2016, 01:02

~ Narrador ~
1. A primeira jornada...

Existe muito mistério na vida de Takeshi, no entanto a base que a família lhe deixou no início da infância impediu que a sombra da morte dos pais o transtornasse de alguma forma. Vingança seria uma resposta normal diante daquela brutalidade, mas algo natural lhe conduziu por um caminho tranquilo e sereno na vida, um que não é propriamente uma retaliação, embora possa ser considerado um outro lado mais nobre dela... Em suma, é por um ideal de honra que se move o acanhado boxeador em busca de respostas.

Não haviam ruas, nem agitação. Uma clareira na floresta abrigava uma boa casa, mas se o pai estivesse vivo teria cuidado melhor dela, com os anos se passando as reformas necessárias teriam trazido mais encanto àquele lugar bucólico, mas isso não importava agora, pois finalmente o garoto cresceu e decidiu partir nessa manhã fresca de sol entre nuvens. Sabia que não haviam trilhas para a cidade, só a visitara algumas vezes quando criança e após o incidente um lapso de memória impedia que o jovem lembrasse o caminho.

Em minutos já havia cruzado o carreador entre o mato do qual estava acostumado. Daquele ponto em diante a floresta era desconhecida e densa, a vegetação era abundante, alguns animais apareciam por vezes curiosos sobre aquele ser que perambulava por seu território. Sabia que havia um lago, mas também não saberia dizer a direção. Se virar num lugar onde estamos acostumados é realmente fácil, e qualquer um com uma pederneira pode fazer facilmente um fogo ao cair da noite, mas caminhar durante ela seria praticamente impossível. Se desejasse poderia pensar numa forma de se abrigar antes de escurecer. Não sabia onde estava e o único guia até agora tinha sido a brisa mais fresca que sopra provavelmente da direção do lago, por otimismo ou talvez convicção, em algum lugar dentro de si sabia estar certo de que logo chegaria até ele mais cedo ou mais tarde.

E essa jornada solitária e cansativa consumia uma boa energia, estava com fome, precisava de água e de descanso, e certamente se soubesse procurar poderia conseguir um pouco de tudo, nessa hora uma boa estratégia viria bem a calhar já que o jovem não possuía conhecimentos abundantes sobre sobrevivência. O que talvez pudesse quebrar a rotina seria o fato de que o luar estava particularmente convidativo, os lobos adorariam uivar para a lua e se fosse um lobo certamente Takeshi o faria, embora enquanto se decidisse sobre o que fazer primeiro, uma sensação estranha de que não estaria sozinho começa a percorrer o seu corpo, poderia até ficar alerta em relação a isso, mas dentro de uma floresta eu diria que até as árvores nos observam, e nada tinha acontecido ainda para que se pudesse pensar qualquer coisa diferente do óbvio, era apenas impressão.

Citação :
Post's: 01
Vantagens: Aceleração e Ambidestria
Desvantagens: Mau Humor
Perdas: N/A
Ganhos: N/A
Extra: N/A
OFF: Olá, como vai? Espero que aprecie sua aventura, eu farei o melhor que posso. ^^ Quanto a sua narração eu acredito que todo mundo sempre pode melhorar, e como narrador eu acho que posso ao menos tentar te instigar a fazer isso, você foi objetivo, primeiro post geralmente é assim mesmo, talvez você tenha descrevido demais o cenário e se encaixado em god mode, você podia ter falado mais sobre o personagem em vez disso, mas não chega a ser uma falha, então pense nisso.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por levy em Dom 20 Mar 2016, 23:05, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takeshi
Civil
Civil
Takeshi

Créditos : Zero
Warn : Onde há luz, há vida 10010
Masculino Data de inscrição : 01/08/2012
Localização : Polinésia Francesa

Onde há luz, há vida Empty
MensagemAssunto: Re: Onde há luz, há vida   Onde há luz, há vida EmptyQui 04 Fev 2016, 00:03


Por fim, a jornada havia começado, mas ainda agora passava um dia, já os problemas estavam a chegar. É certo que preciso de sobreviver, mas não tinha pensado nisso da forma correta, antes de sobreviver a ataques de algo/alguém, tinha de sobreviver à natureza, isto é, fome, frio, sede, calor… Todas essas coisas tão naturais, que de tão normal é, nunca tomei isso como uma advertência para mim, no entanto havia chegado à conclusão que neste momento, isso era prioridade.

- Aff, estou a ficar com fome, preciso de encontrar comida, e para piorar, também estou com sede. Preciso logo de conseguir alguma coisa para não começar a ficar fraco. Acho que… Hum… Sim, é isso.

Ao pensar sobre o assunto, e refletir uma estratégia, consegui idealizar uma, que à 1ª vista parecia ser a correta, isto é, iria tentar encontrar árvores de fruto, como é natural em florestas, algo desse género não seria difícil de encontrar. Já que são frutos, também têm água no seu interior, e com isso, os meus problemas seriam ambos erradicados, pelo menos, para já.
Tentava caminhar lentamente pela floresta, e a olhar para as árvores em busca de algum alimento, por sorte o luar estava bom, e como tal, parece que consigo ver um pouco, mesmo estando de noite.

- Para além das frutas, preciso mesmo de um local para ficar, e de lenha para fazer uma fogueira, já que está a ficar de noite, preciso de me precaver contra os animais selvagens, e nada melhor que uma fogueira.

Agora parecia que já tinha um objetivo para aquele momento, iria tentar encontrar uma árvore de frutos, com sorte a árvore seria grande, e poderia servir de abrigo, se conseguisse, enquanto juntava os frutos ia tentar quebrar algumas trancas e galhos, para depois utilizar para tentar fazer a fogueira no chão.

Se conseguisse fazer tudo isto, iria tentar fazer a fogueira uns 5 metros do tronco da árvore, para não correr o risco de esta se incendiar, para fazer o lume, iria tentar encontrar algumas pedras, e com ajuda da fricção criar faíscas que por sua vez poderiam iniciar o fogo. Como não tenho muita experiência na arte de sobreviver a condições adversas, isto tudo era um grande “suponho que”, pois as garantias de que isto irá resultar não são muito elevadas, bem como a taxa de sucesso que eu tenho com isto.

- Vamos lá, preciso estar bem atento, e ver se sinto o cheiro de algum fruto de uma árvore, pois apenas com a visão não acho que consiga encontrar algo facilmente, por isso, terei que utilizar os meus sentidos e tirar vantagem disso.

Vendo o tempo que estava, como a lua estava sorridente, acredito que não irá chover, mas tal como tudo na vida, isso é uma incógnita para mim, apenas me resta esperar que seja isso que se esteja a passar. A brisa que se sentia era a certo ponto agradável, e ainda para mais, em certas alturas poderia sentir uma mais fresca, seria isso o meu rumo para quando amanhecesse?

Por agora, precisava de viver o presente, e tentar realizar estes meus objetivos, para assim conseguir chegar ao próximo dia, um dia de cada vez e estarei seguro se conseguir fazer tudo com calma. Sendo assim, dessa forma, enquanto caminhava lentamente pela floresta, atento ao meu redor, procurava as coisas que queria, e esperava não encontrar nenhuma surpresa que eu não tivesse previsto, pois com fome e sede, qualquer luta ou correria indesejada poderia passar de um pequeno problema, para um grande problemão.




Spoiler:
 

____________________________________________________

Narração - Fala - Pensamento
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬ஜ۩۞۩ஜ▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
**Objetivos**
+ Ser um Pirata +
+ Entrar Numa Boa Tripulação +
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬ஜ۩۞۩ஜ▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
Voltar ao Topo Ir em baixo
Levy
Civil
Civil
Levy

Créditos : Zero
Warn : Onde há luz, há vida 4010
Masculino Data de inscrição : 22/10/2015

Onde há luz, há vida Empty
MensagemAssunto: Re: Onde há luz, há vida   Onde há luz, há vida EmptySab 06 Fev 2016, 00:02

~ Narrador ~
2. Mas o quê?

Após uma boa caminhada a mente realmente clareia e uma reavaliação sobre as nossas prioridades certamente é a razão do porquê o ser humano consegue se adaptar em qualquer região do planeta. Exatamente por isso Takeshi soube que teria de fazer alguma coisa a respeito. Mas como pau de Chico dá em Francisco. Ao sair um pouco para fora de sua rota, sabia que conseguiria encontrar uma bela moita de framboesas silvestres, pois onde morava costumava encontra-las em lugares com bastante sombra de copa de árvores, uma boa estratégia inicial. No entanto isso consumiu um bom tempo. Felizmente essa noite as frutas bastariam.

Já para acender uma fogueira a coisa seria bem diferente, senão vejamos. Você pega o máximo de galhos de uma árvore e dos que encontra no chão, e procura pedras apenas com a luz do luar, digamos que você encontre o tipo de pedra que pode gerar uma boa faísca, se não houver um ramo de raízes de planas finas e bem secas jamais conseguirá uma chama, e ainda que pudesse encontrar esse ramos rasteiro, a umidade natural da noite faria Takeshi falhar miseravelmente nessa tarefa. O que poderia aumentar ainda mais o mau humor característico do jovem que certamente precisaria esbravejar consigo mesmo já que estava a falar sozinho já algum tempo, provavelmente para mitigar a solidão.

Contudo foi nesse momento em que um habitante da floresta aparece para finalmente colocar uma chama naqueles galhos. Trazia consigo uma pederneira e um ramo de folhas secas amarradas que foram atirados na direção daquela espécie de fogueira, e para a surpresa do jovem boxeador, tal criatura teria saído de alguma espécie de livro de histórias de criança, onde seres únicos habitam, mas pode-se dizer que era uma bela criatura, alguma espécie de humanoide com calda de serpente, talvez cobra, estava em dúvida, e ela se inclinava como se estivesse deitada no chão bem aninhada em si mesma, observando a reação do jovem. E só após diria.

Eu te observei por um tempo, você falando sozinho é uma graça, acenda essa fogueira pra gente comer alguma coisa de verdade!

E na ponta da calda três lebres amarradas por um fio de nylon já estavam limpas esperando um bom fogo para serem assadas, era de se encher os olhos, apesar da presença inquietante do que poderia ser chamado de moça a julgar pela parte de cima de seu corpo.

Vamos, não me olhe assim, eu podia até ser do seu tipo sabia!?

A situação era desconfortável, realmente, não se vê algo assim todos os dias, mas em sua cabeça podia supor que se estivesse em perigo talvez o bote da cobra tivesse sido nessa hora em que estava abaixado, vulnerável, falhando em acender aquela fogueira e ainda mais já irritado devido a toda essa situação em que estava se metendo. Uma jornada sem preparativos é realmente um desafio, mas certamente esse encontro traria muitos outros, seja como for, por mais que se pudesse pensar em sair correndo, talvez fosse melhor tentar entender o que estava acontecendo. Qual seria a reação de Takeshi.

Lâmia:
 


Citação :
Post's: 02
Vantagens: Aceleração e Ambidestria
Desvantagens: Mau Humor
Perdas: N/A
Ganhos: Pederneira
Extra: N/A
OFF: Bom, vejamos como seu personagem vai reagir, meu estilo de narrar é degrau a degrau, não vamos a um futuro tão distante em cada post, mas não ficamos parados tenha certeza disso, então eu queria que você fizesse um OFF sobre os objetivos do personagem, se quer entrar pra alguma organização, ou apenas correr o trecho atrás dos assassinos da família.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por levy em Dom 20 Mar 2016, 23:06, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takeshi
Civil
Civil
Takeshi

Créditos : Zero
Warn : Onde há luz, há vida 10010
Masculino Data de inscrição : 01/08/2012
Localização : Polinésia Francesa

Onde há luz, há vida Empty
MensagemAssunto: Re: Onde há luz, há vida   Onde há luz, há vida EmptySab 06 Fev 2016, 13:31


Após realizar o meu plano básico de sobrevivência, deparo-me com uma solução e logo de seguida com mais um contratempo, afinal acender uma fogueira parecia não ser tão simples quanto isso, no entanto por sorte ou por azar apareceu um ser misterioso que se aclamava de ser algum tipo de ajudante.

Com cautela, deveria tentar observar os seus movimentos, afinal, ninguém anda na floresta à noite apenas só porque sim, dava ideia de que estava a caçar, e no fim de tudo a sua aparência nem sequer era humana, parecia algum tipo de híbrido de uma raça que nunca haverá visto na minha vida.

Tentei aceitar a sua ajuda, pois com aquele utensilio já iria conseguir fazer o fogo que precisava, por outro lado, havia-me estragado os planos agora não posso simplesmente ficar aqui, como irei saber se ela não é algum tipo de armadilha para que outros me assaltem ou algo do género.
Agora tudo havia mudado, e parecia que não estava nas melhores condições para uma luta, mas provavelmente teria de ser isso, ou uma fuga amigável, isto é:



    • Tentar fazer com que ela vá embora, utilizando palavras por meio da educação, assim tentarei agradecer a sua ajuda, mas pedirei que se vá embora pois preciso de descanso, se isso resultar tentarei ficar perto da fogueira por um tempo, e descansar o corpo, não poderia dormir, pois não sei quais são os seus objetivos;
    • Tentarei agradecer a sua ajuda, mas já estava na altura de continuar a andar, tentaria pegar numas trancas de madeira, enrolar com algum tipo de ervas para fazer de tocha, e continuar a caminha pela noite dentro, pois assim já tinha luz e proteção contra animais selvagens, e neste momento parecia ser uma alternativa viável;
    • Se nada destas situação resultasse, tentaria confronta-la para saber das suas reais intenções, levando a conversa para a luta mostrando o desejo de lutar, mas nunca avançando para a mesma, pois iria tentar esperar por algum movimento dela, para saber com o que poderia contar;



- Ainda agora saí de um problema, já estou metido noutro, será possível que não consiga simplesmente encontrar a cidade, um porto, e seguir para a próxima ilha? Não me lembrava que esta ilha era tão problemática, na verdade, não me lembrava de ter problemas sequer, isto assim está-me a começar a deixar mal humorado, o que não é bom, nem mau, é péssimo, e não estou com paciência para tal coisa, visto que é de noite, e tenho uma leve sonolência, preciso de adrenalina para voltar a ficar alerta.

Com isto, os seus novos passos haviam sido traçados, aquela visita era totalmente inesperada, pois tal como eu, haviam mais pessoas a andar pela floresta noite dentro, ainda para mais, alguém eu não o conhece de lado nenhum, oferecer ajuda sem querer nada em troca, é de se desconfiar, bem, vamos ver o que se segue, no melhor dos momentos, esperar pelo pior será sempre uma mais valia, isso terá sempre prioridade.



Spoiler:
 

____________________________________________________

Narração - Fala - Pensamento
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬ஜ۩۞۩ஜ▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
**Objetivos**
+ Ser um Pirata +
+ Entrar Numa Boa Tripulação +
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬ஜ۩۞۩ஜ▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
Voltar ao Topo Ir em baixo
Levy
Civil
Civil
Levy

Créditos : Zero
Warn : Onde há luz, há vida 4010
Masculino Data de inscrição : 22/10/2015

Onde há luz, há vida Empty
MensagemAssunto: Re: Onde há luz, há vida   Onde há luz, há vida EmptyDom 07 Fev 2016, 17:59

~ Narrador ~
3. Mais surpresas...

É possível entender essa reação de desespero, Takeshi não sabia com que tipo de criatura estava lidando, ainda que as suas ações não demonstrem ameaça. Se fosse para ser atacado seria quando estivesse dormindo, no entanto havia uma dúvida, quem sabe se outras como ela estariam por aí, quais seriam suas intenções... Não queria ficar para descobrir na verdade, e começava a se preparar.

A princípio, seu plano era agradecer e pedir que fosse embora agora, pois estava cansado, mas nenhuma palavra saiu de sua boca, e apenas ficou sentado sob uma pedra. A criatura se moveu na direção do fogo e rapidamente espetou as lebres em galhos que estavam próximos, e fincando na terra em um ângulo de quarenta e cinco graus logo a carne magra e rosada começava a pingar alimentando as labaredas.

Novamente se agitava e resolvia agradecer e dizer que já estava na altura de continuar a andar, olhava para um pedaço de madeira no fogo e pensava que poderia fazer uma tocha, mas não tinha sebo para passar em volta da cabeça da madeira, não tinha pano apropriado, a menos que rasgasse as roupas para enrolar sob ela, e nem tinha óleo para embeber o pano e criar uma chama duradoura por cerca de uma hora, se quer tinha esse conhecimento, e tudo que conseguiria era sair com uma madeira pegando fogo que logo se extinguiria longe de seu centro de calor. Na verdade não era uma alternativa viável, e mais uma conversa nem começou.

Mais algum tempo e as lebres já cheiravam bem quando o jovem planejava, enfim, confrontar a criatura, talvez se levantando, ou apenas encarando, iria dizer algumas palavras, mas não avançaria da direção da mesma, e esperava algum movimento dela, saber se algo mais a interessava, no entanto nada foi dito novamente e aquela “garota”, por assim dizer, pegava um espeto e mordia parecendo bem satisfeita, os olhos iluminados pelo fogo enquanto observava as reações hesitantes de Takeshi uma vez mais.

Ainda agora saí de um problema, já estou metido noutro, será possível que não consiga simplesmente encontrar a cidade, um porto, e seguir para a próxima ilha? Não me lembrava que esta ilha era tão problemática, na verdade, não me lembrava de ter problemas sequer, isto assim está-me a começar a deixar mal humorado, o que não é bom, nem mau, é péssimo, e não estou com paciência para tal coisa, visto que é de noite, e tenho uma leve sonolência, preciso de adrenalina para voltar a ficar alerta.

E a garota riu quase engasgando, enquanto o jovem se concentrava em reclamar, fazia caretas após cada pensamento suspirando, não podia evitar, só que de fora isso poderia parecer um tanto engraçado. HuaHuaHawawahuahau! Você é hilário, não fique de mal...

Seria mais um monólogo agradável da garota monstro se não tivesse sido interrompida pela luz de tochas um pouco mais longe se aproximando rapidamente, e as vozes que se podia ouvir diziam claramente. Vamos! Por aqui, estamos perto, ela deve estar por aqui! Corre! Vamos pegar aquela Lâmia e fazer dinheiro! No mesmo instante a expressão dela mudava, era uma nítida expressão de medo, mas houve tempo para a garota subir em cima de uma árvore lateral se enrolando pelo tronco como se escorregasse para cima, bem a tempo, pois quando os homens chegaram havia apenas uma pessoa assando três lebres enquanto dois homens armados e ofegantes segurando tochas faziam perguntas. Cadê ela? Sei que passou por aqui, diga moleque! E se revirasse os olhos, e olhasse apenas para a parte de cima da criatura, saberia por seu olhar de sofrimento, que ainda que fosse diferente tinha sentimentos. Uma escolha seria feita, entregaria a Lâmia ou faria algo diferente?

Citação :
Post's: 03
Vantagens: Aceleração e Ambidestria
Desvantagens: Mau Humor
Perdas: N/A
Ganhos: Pederneira
Extra: N/A
OFF: Cara, esse seu post esta ruim, veja, parece que você enumerou o que poderia fazer de forma alternativamente, mas não explicou como faria nada. A forma correta é ir agindo, e colocar alternativas caso algo não dê certo você opte por outra ação. Como consequência você não fez nada, você não pode narrar que conversaria com ela e tentaria mandá-la embora, parece que você teve preguiça de explicar as coisas, de escrever o diálogo, como eu saberia se ela iria embora ou não, se não sei como você pretende fazer isso, não teve nenhuma fala sua nesse post, espero que tenha alguma no próximo.


Citação :
Pensamento

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por levy em Dom 20 Mar 2016, 23:06, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takeshi
Civil
Civil
Takeshi

Créditos : Zero
Warn : Onde há luz, há vida 10010
Masculino Data de inscrição : 01/08/2012
Localização : Polinésia Francesa

Onde há luz, há vida Empty
MensagemAssunto: Re: Onde há luz, há vida   Onde há luz, há vida EmptyDom 07 Fev 2016, 18:06

~ Pode cancelar a aventura, vou sair do "jogo". Estou sem tempo, vlw pela ajuda. ~

____________________________________________________

Narração - Fala - Pensamento
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬ஜ۩۞۩ஜ▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
**Objetivos**
+ Ser um Pirata +
+ Entrar Numa Boa Tripulação +
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬ஜ۩۞۩ஜ▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Onde há luz, há vida Empty
MensagemAssunto: Re: Onde há luz, há vida   Onde há luz, há vida Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Onde há luz, há vida
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: South Blue :: Centaurea Island-
Ir para: