One Piece RPG
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Capítulo I - Despedida
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island Emptypor GM.Noskire Hoje à(s) 8:04 pm

» Capítulo I: Meu nome é Cory Atom! Filho de Kouha Atom
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island Emptypor Kiomaro Roshiro Hoje à(s) 7:53 pm

» Cap.1 - O primeiro passo!
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island Emptypor Kallieel Hoje à(s) 7:27 pm

» [MINI - DJ GBR] 01 | Eco
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island Emptypor DJ GBR Hoje à(s) 7:00 pm

» The Victory Promise
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island Emptypor Alê Hoje à(s) 5:22 pm

» Escuridão total sem estrelas
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island Emptypor K1NG Hoje à(s) 5:21 pm

» Garfield Henryford
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 4:19 pm

» O começo do grande catálogo! Aventura na ilha das flores
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island Emptypor Kiomaro Roshiro Hoje à(s) 2:26 pm

» Contrato de Sangue
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island Emptypor Coldraz Hoje à(s) 1:47 pm

» Tyrael Silverfang
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 1:13 pm

» Akira Suzuki
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 1:10 pm

» O início de uma aventura. Em busca do topo!
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island Emptypor Quazer Satiel Hoje à(s) 12:58 pm

» Leon Ari Nefesh
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 12:52 pm

» Jhonathan Wolf
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 12:42 pm

» Daniel Fried Hanz Von Joseph
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 12:35 pm

» O início da pesquisa.
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 12:22 pm

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 12:12 pm

» II - Eternas Ondas
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island Emptypor Mephisto Hoje à(s) 11:28 am

» II - Aliados
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island Emptypor Hunson Hoje à(s) 8:05 am

» Vermelho
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island Emptypor annavitoria Hoje à(s) 7:27 am



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 50
Warn : O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island Empty
MensagemAssunto: O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island   O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island EmptyQua Jan 27, 2016 10:09 am

O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Raiden Kobayashi. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Naruub
Civil
Civil
Naruub

Créditos : Zero
Warn : O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island 9010
Masculino Data de inscrição : 26/01/2014
Idade : 21
Localização : One piece

O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island Empty
MensagemAssunto: Re: O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island   O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island EmptyQua Jan 27, 2016 5:13 pm

Capitulo 01 – O Desembarque


A brisa toca-me o rosto suavemente, enquanto observo o horizonte do convés.
O céu se junta com o mar, e deixa a impressão que os dois são apenas um. Mas o peculiar iceberg que forma a ilha de Fernand não tarda a desfazer a fantasia.
Observo um outro tripulante da embarcação já vestindo um casaco, tentando afastar o frio que sente. Mas meu corpo ainda não mostrou sinal de desconforto, porque ele já é acostumado com a mudança de clima. Lembro-me agora que em Karate Island, minha família e eu nos juntávamos para ir treinar na neve, para logo depois ir para a área desértica. Agora vejo que isso não foi perda de tempo. Mas tenho certeza que essa “resistência” do meu corpo irá passar com o tempo. Por esse motivo que trajo roupas adequadas ao frio. Não estou usando a jaqueta preta, pois seria inútil aqui. Uso o casaco branco que é mais eficiente para me aquecer, por cima da camisa manga comprida branca e para completar o conjunto, a calça branca com o par de botas.
Devido a minha audição aguçada, ouço com clareza o capitão ordenando afazeres ao resto da tripulação, e um desses afazeres é preparar o meu bote. Entendo o porquê do capitão não me deixar em “terra”. É perigoso demais ancorar a embarcação em uma “praia” desse tipo, por isso já me preparo para o esforço que terei que fazer.
Um tripulante se aproxima com extrema cautela. O medo é visível. Ouço até os batimentos dele acelerar a cada passo.
A raiva preenche meu corpo, e se o homem pudesse ver meu semblante agora, com certeza ia sair correndo. Não posso negar que me sinto ótimo quando vejo medo no rosto de um inimigo meu, mas isso é totalmente diferente. O homem sente medo não de mim, mas do que eu sou. Um mink lobo.
- S-Se-Senhor Raiden!
Ignoro o chamado do homem, que repete novamente a frase.
- Diga, o que você quer.
Continuo de costas a ele enquanto ouço a desculpa que capitão mandou me contar. E somente por querer arrumar confusão, viro-me para o tripulante e falo em voz alto o suficiente para o capitão ouvir.
- Eu não me importo com o risco dessa banheira se despedaçar. Vocês me deixaram em terra!! Ou melhor dizendo, em gelo. Hahaha
Na minha cabeça conto até cinco. O tempo em que o capitão se aproxima de mim indignado com minha resposta, e quase que gritando ele diz.
- Não quero saber dos seus desejos seu cachorro sujo! Você vai sair do meu barco agora mesmo! E tem sorte de eu lhe deixar o bote, pois alguém como você mereceria nadar até lá!
Não consigo me conter com esse discurso idiota. Começo a sorrir, do estado que o homem está e da ousadia dele em me chamar de cachorro.
- Ok capitão. Eu levo o bote e fica tudo resolvido.
A essa altura todos os tripulantes nos rodeia, esperando uma reação agressiva minha, para então...
Caminho bem devagar até o bote inflável, sendo seguido por todos dentro do barco. Não entendo como o barco ainda não naufragou com todo esse peso concentrado em só uma borda da embarcação.
Antes de subir no bote e seguir para a ilha congelado, viro-me e encaro o capitão. O homem somente aceitou me trazer porque paguei bem caro por esse serviço. Então para valer cada centavo gasto, digo a ele em tom de desprezo.
- Seu rato desprezível! Se você me chamar de cachorro sujo de novo... eu mato você! Afinal eu sou mink lobo.
Ao acabar a frase, meu corpo é impulsionado pela adrenalina do momento, e em um ato inesperado até por mim, acerto um soco no rosto do homem, que recua com o ataque. Em um rápido movimento entro no bote, e após uma rápida averiguação do mesmo, percebo que ele está vazando. Eu não tenho muito tempo, então desamarro as cordas enquanto dois tiros passam raspando meu rosto.


- Ufa. Quase que morri.
Olho o navio sumindo no horizonte, sem me importa que estou preso nessa ilha congelada.
O bote não serve mais para nada. Por sorte cheguei a ilha antes dele secar por completo.
Olho ao meu redor procurando eu nem sei o que. Acho que me preparando para minha pequena (espero) caminhada. Se nessa minha “olhada” eu enxergar ou ouvir algum ser pensante. Irei averiguar a situação do mesmo, e se ele não apresenta risco (A última coisa que desejo é ser morto por um imbecil medroso que não entende o que sou.), me aproximarei com cautela e após ele me perceber direi.
- Olá! Sou Raiden Kobayashi. Você poderia me ajudar? Estou procurando um lugar onde eu posso descansar. Como uma estalagem.
Caso perceba que ele representa algum risco. Tratarei de colocar o capuz do meu manto e me abaixar, tentando me camuflar na neve. Se o ser pensante me perceber mesmo assim, direi ao ser com as duas mãos abertas na frente do peito.
- Opa. Desculpa, acho que lhe assustei com minha ação. Não precisa se preocupar comigo, não represento risco algum a você, somente procuro uma estalagem.
Direi que procuro a estalagem, somente como pretexto para a pessoa me dizer ou me guiar a cidade. Não pretendo me hospedar em nenhum lugar, mas se disser que procuro uma loja de armas, e bem provável que a pessoa não queira me dizer nada, é possível até que saia correndo.

Agora se eu não enxergar ninguém e nem ouvir um barulho que se assemelhe de uma pessoa. Seguirei caminhando próximo a “praia”, procurando um porto aonde eu possa pedir informações, sempre atento a qualquer barulho. Se eu encontrar um porto nessa minha caminhada, procurarei um homem de uns 30 a 40 anos e falarei a mesma coisa que falaria se enxergasse alguém na praia.

Off:
 

Objetivo:
 


____________________________________________________

Spoiler:
 

Objetivo:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Buggy
Coringa
Coringa
Buggy

Créditos : 16
Warn : O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island 10010
Masculino Data de inscrição : 30/07/2015
Idade : 22

O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island Empty
MensagemAssunto: Re: O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island   O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island EmptyQua Fev 03, 2016 3:54 pm

Em Fernand Ice Island, uma pequena ilha isolada do resto do mundo, uma nevasca não concedia trégua. Incessantemente, rajadas congelantes de vento propulsavam a neve com força. Caminhar por lá era muito difícil, se não impossível. Mas um ser, um ponto cinza em meio a esse cobertor branco, se arrastava na neve, com dificuldade. Era um mink lobo, e ele havia acabado de conhecer a ilha.

Quando chegou na ilha, ele achou que seria apenas frio, que se locomover por lá seria fácil. Mas aquela tempestade de neve era implacável, e foi um golpe sobre o mink. Chegou lá apenas com um bote inflável, 50 mil berries e um casaco. Mas o clima duro de Fernand Ice Island exige muito mais que isso, e ele sofria. Mas o lobo tinha força de vontade, e continuou a rumar adiante, penando, mas conseguindo se locomover. Por meia hora ele ia contra o vento, mas suas pernas eram fortes e sua mente também, mantendo-o de pé. Mas, pouco a pouco, ambos se enfraqueciam, e o mink se viu de joelhos várias vezes. Assim que ele estava prestes a desistir, a salvação se ofereceu aos seus olhos.

Alguns metros dele, várias pessoas se reuniam perto de um iglu, uma residência feita inteiramente de neve e gelo. Algumas pescavam nas frestas entre os blocos congelados, algumas crianças brincavam, outros costuravam algo. Ao todo, eles eram apenas sete pessoas, mas tal número representava uma grande porcentagem da população da ilha. Nenhum deles ainda havia visto-o, e o mink já se aproximava para discutir com os nativos. Mas, sua força sendo rapidamente drenada pelo frio e pelo cansaço, ele se arrastava com quatro patas, engatinhando. Antes que ele pudesse dizer qualquer palavra, sua consciência se esvaiu e ele desmaiou, na frente de todos os habitantes.

Quando acordou, o lobo sentiu-se muito mais aquecido e descansado. Será que os nativos haviam cuidado dele? Ao abrir os olhos, ele se viu em uma sala fechada, ao abrigo da nevasca. Porém, ele percebeu que estava dentro de uma grande jaula, suspensa por uma corrente, onde ele cabia muito bem. Ao olhar em volta dele, viu algumas prateleiras com vegetais e carnes sortidas. Em frente a um balcão, de costas para o mink, um homem cortava uma cenoura com um facão de cozinheiro. Havia também, no meio da sala, entre o preso e o cozinheiro, um caldeirão sobre uma fogueira. Ao lado da jaula, havia uma pequena besta sobre uma mesa de madeira. Talvez ele pudesse alcança-la, com um pouco de esforço...

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Naruub
Civil
Civil
Naruub

Créditos : Zero
Warn : O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island 9010
Masculino Data de inscrição : 26/01/2014
Idade : 21
Localização : One piece

O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island Empty
MensagemAssunto: Re: O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island   O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island EmptyDom Fev 07, 2016 12:12 pm

No momento em que pensei sair de karate island para recomeçar a minha vida em fernand ice island, não cogitei a ideia de que essa ilha isolada do resto do mundo, poderia ter um clima mortal como o que enfrento agora. Uma nevasca atinge a ilha enquanto caminho pela neve, tentando aguentar as incessantes rajadas de vento. A dificuldade em me locomover é extrema, mas ainda assim consigo me arrastar pela neve, e por meia hora prossigo dessa forma. A vontade de continuar me mantem de pé, mas os ventos gelados enfraquecem o meu corpo a cada segundo, me fazendo ir de encontro ao solo mais de uma vez, e até fazendo eu duvidar de minha possibilidade de continuar vivo.
-- Droga. Não posso morrer aqui. Eu prometi isso a uma pessoa.
Meu corpo por fim chegou a seu limite, fazendo eu cair de joelhos novamente. Uma vontade estranha entra em minha cabeça, e só consigo pensar em me deitar na neve e dormir, mas sei que se fizer isso nunca mais vou acordar. Fecho meus olhos e penso em tudo que passei durante minha vida toda, me arrependendo de algumas escolhas que fiz.
-- Por favor, se existe mesmo um deus, eu te imploro, me deixe viver...
Ao abrir os olhos consigo ver algo que até o momento eu não tinha percebido. Uma construção feita de neve e gelo está rodeada de umas sete pessoas. Meu corpo se enche de esperança, e começo a me locomover novamente, mas por causa do meu estado, sou obrigado a me arrastar pela neve, caminhando como um lobo de verdade. Quando por fim chego até o grupo de pessoas, a minha visão começa a escurecer, e tudo começa a ficar desfocado, é nesse momento que apago.

"Obrigado por não ter deixado eu morrer, eu agora acredito que você existe."
O meu corpo está novamente com sua temperatura normal, e já consigo me sentir bem. Provavelmente fui resgatado por uma das pessoas do grupo. Abro os olhos para verificar o meu estado, e me surpreendo ao notar que estou dentro de uma jaula suspensa por uma corrente. O ambiente ao meu redor parece ser da construção que vi, pois consigo ver algumas prateleiras com vegetais e carnes sortidas, me deixando a impressão que estou na cozinha, e um caldeirão comprova meu pensamento. Na minha frente, um homem corta uma cenoura em um balcão, parecendo ser uma espécie de cozinheiro. Passa em minha cabeça que eu posso ser um dos "ingredientes" dele, mas logo isso parece ser somente um pensamento ridículo da minha parte. Observo um pouco mais o local, e consigo ver uma mesa de madeira ao meu lado, em cima dessa mesa repousa uma pequena besta, e talvez com algum esforço meu, eu poderia pegar ela.
As minhas opções são poucas, e cada uma pode piorar minha situação. Observaria a besta para ver se a mesma poderia passar para dentro da jaula. Caso eu perceba que a besta pode passa para dentro da jaula, colocaria todo meu peso para o lado contrário dela, isso para ver se a jaula faz algum barulho que alerte o homem. Se a jaula não fizer barulho, ou se o barulho causado por ela for muito baixo para o homem perceber, colocaria novamente meu peso para o lado da besta com cuidado, e logo depois tentaria colocar meu braço para fora com a intenção de pegar a arma, se eu conseguir pega a besta e traze-la para dentro, vou verificar se a mesma estar pronta para ser usada, se sim, vou mirar a cabeça do homem e com uma voz baixa, mas suficiente para o homem me escutar direi.
- Ei você ai. Fique parado ou eu vou atirar em você. Me diga onde estou e porque me colocou aqui.
Caso o homem fique assustado e tente fugir, tentarei acerta um tiro na perna dele com a intenção de pará-lo.
- Eu mandei ficar parado! Agora abra essa jaula com cuidado e me explique porque me colocou aqui.

Agora se o homem me responder as perguntas e não tentar nada contra mim, vou abaixar a besta, mas mesmo assim ficarei pronto para um ataque dele, então direi a ele.
- Por favor me tire dessa jaula. Não gosto de ficar dentro dessas coisas, faz eu parecer um animal.

Se no momento em que eu tentar pegar a besta, o homem perceber minha ação, tentarei me esforçar ao máximo para pegar a arma e se eu conseguir mandarei ele ficar parado e me explicar porque me colocou na jaula. Agora se a besta estiver muito longe quando o homem me perceber, colocarei o braço para dentro e direi.
- Ei cara, não é nada disso que você está pensando. Eu sou Raiden, não vou fazer nenhum mal a você.

Agora se a besta não puder passar para dentro da jaula, ou se o barulho causado pelo meu movimento for muito alto, então vou desistir de pegar a arma. Então se isso acontecer ou o homem simplesmente se virar para mim, eu direi com calma.
- Ei cara... Quem é você? Por que me prendeu aqui dentro? Por favor, me tire daqui. Eu não vou lhe ferir.


____________________________________________________

Spoiler:
 

Objetivo:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Buggy
Coringa
Coringa
Buggy

Créditos : 16
Warn : O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island 10010
Masculino Data de inscrição : 30/07/2015
Idade : 22

O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island Empty
MensagemAssunto: Re: O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island   O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island EmptySeg Fev 08, 2016 5:26 pm

Raiden estava surpreso por ter sido preso. Examinando seus arredores, ele viu uma besta sobre a mesa, e calculou que ela passaria pelas barras da jaula se ele a virasse verticalmente. Então começou a por peso para o outro lado, fazendo sua cela balançar e emitir um leve som de correntes tilintando. O cozinheiro estava concentrado no preparo dos vegetais, e não percebeu o som. O lobo pôs seu peso para o outro lado, e em alguns vai-e-volta, ele conseguiu alcançar a arma e pô-la dentro da jaula.

O mink levantou a besta e mirou na cabeça do homem, e ameaçou o cozinheiro, com uma voz baixa porém audível. Ao se virar, ele abriu sua boca, e esbugalhou seus olhos. Por alguns segundos, ele ficou paralisado de estupor: afinal, para ele Raiden era apenas um lobo; mas este falava e sabia usar armas. As mãos do cozinheiros lentamente se levantaram, e ele gaguejou:

O... o... jantar tá falando...

Por alguns segundos os dois ficaram nesta cena incômoda, até que a porta se abriu com força e um homem, trajado de armadura completa, com pintura de guerra no rosto, um cocar sobre a cabeça, um machadinho em sua mão direita e um arco nas costas. Por alguns segundos, ele apenas examinou a situação, silencioso, até que ele se virou para o mink e disse, respeitoso:

Pelo que vejo, você não é um lobo comum. Parece que a benção que chegou para nós não é verdade.

Ele se aproximou da jaula, sua arma em mãos, e, ao chegar a cinquenta centímetros de Raiden, ele declarou, autoritário:

Solte a arma e nos diga o que faz em nossa terra.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Naruub
Civil
Civil
Naruub

Créditos : Zero
Warn : O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island 9010
Masculino Data de inscrição : 26/01/2014
Idade : 21
Localização : One piece

O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island Empty
MensagemAssunto: Re: O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island   O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island EmptyQui Fev 11, 2016 3:06 am

O cozinheiro parece surpreso com minha ação, não acreditando na minha racionalidade. Ainda com a arma apontada para sua cabeça, vejo ele falar uma frase meio que gaguejando. Nesse momento o meu pensamento de ser o “ingrediente” do homem não parece mais tão ridículo, mas me pergunto por que ele iria querer comer carne de lobo, quando ainda tem bastante carne e legumes nessa espécie de casa?
“Esse cara é bem estranho, mas não me parece uma ameaça. Tenho que fazer ele me tirar daqui, e talvez, eu o perdoe pelo engano.”
O meu plano para sair da jaula não está formado, mas vou improvisar um pouco e ver se vai dá certo. Faço menção de falar, mas sou interrompido pela porta que se abre com força, me assustando, mas permaneço na mesma posição. Observo o homem que entra na cozinha, ele traja uma armadura completa, o que me impossibilita de lhe acertar um tiro letal no peito, no máximo um ferimento talvez, ele tem seu rosto pintado e um cocar sobre a cabeça, além de um machadinho e um arco.
“Droga. Esse deve ser um dos guerreiros dessa tribo, ou mesmo o líder dela. Tenho que tomar cuidado, mas não posso me inferiorizar, tenho que mostrar que também sou forte.”
Começo a encarar o guerreiro, enquanto todos nós permanecemos em silencio. O homem se vira para mim e começa a falar.
“Esse deve saber o que é um mink, então não posso me supervalorizar muito se não ele vai descobrir que estou blefando. Por outro lado não posso perder essa arma, ela é meu único meio de defesa aqui. Não confio nessas pessoas.”
O clima é bem tenso entre nós três, por isso começarei a abaixar a arma com cuidado, tentando prever algum movimento hostil de um deles. Após abaixar a besta completamente, começarei a encarar o guerreiro, mas não tentarei mostrar nenhuma expressão de raiva ou parecido, só vou olhar nos olhos dele para que ele veja a minha alma refletida pelos meus olhos de assassino.
-- Infelizmente não poderei soltar a arma... Antes de negociar minha liberação senhor. Sou Raiden Kobayashi. E como já percebeu, eu sou um mink lobo. Venho de Karate Island com o objetivo de recomeçar minha vida. Agora que sabe quem eu sou e porque estou aqui, quero que me tire dessa jaula, e se puder, me deixe ficar um pouco aqui... pelo menos até essa nevasca passar.
Após dizer quase tudo que tenho para dizer, esperarei a ação dos dois com um pequeno sorriso no rosto, quase que sorrindo da situação, sempre atento a ações hostis deles, e se fizerem algo desse gênero, voltarei a apontar a besta para eles, dando preferência ao guerreiro. Agora se eles decidirem me liberta, e assim fazer, eu sairei com cuidado da jaula, atento a seus movimentos, então já do lado de fora da jaula irei agradecer por me tirar dela. Se isso acontecer, direi logo depois.
-- Eu tenho dinheiro, e queria saber se podia me vender essa besta. É que preciso caçar algum animal para eu comer.
Esperarei a resposta de algum deles. Se aceitarem, eu vou perguntar quanto querem por ela, se eu tiver o dinheiro pedido comprarei a arma, se não tiver o dinheiro deixarei de lado. Agora se recusarem, somente direi.
-- Então me entregue algo para comer, pois não me alimentei a bastante tempo senhor.

____________________________________________________

Spoiler:
 

Objetivo:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Buggy
Coringa
Coringa
Buggy

Créditos : 16
Warn : O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island 10010
Masculino Data de inscrição : 30/07/2015
Idade : 22

O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island Empty
MensagemAssunto: Re: O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island   O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island EmptySex Fev 12, 2016 11:35 am

A situação estava tensa entre os dois; o guerreiro de um lado, seu rosto sério e implacável, e Raiden do outro, o semblante apaguizador, porém determinado. Assim que o cacique ouviu a recusa do mink, seus punhos se serraram sobre as armas e seus olhos se estreitaram. Mas, pelo menos, o lobo havia cumprido metade das ordens, o que irritou menos o humano. Ele se aproximou da jaula, e, com um gesto seco, retirou a trava da cela. Raiden pulou para fora dela, cuidadoso. Os dois ficaram frente a frente, e abaixaram a arma.

O homem guiou seu mais novo conhecido pelo iglu, e levou-o para uma pequena sala, provavelmente o quarto rústico dele. Lá, o humano ouviu a proposta o lobo e, como resposta, apenas soltou uma gargalhada trovejante.

GYAHAHAHAHAHA! Então você acha que consegue caçar qualquer coisa aqui? Bem, vou lhe dizer. Não há nenhum sinal de vida por aqui, estamos prestes a morrer de fome. Por que acha que nos rebaixaríamos a comer lobo? Veja bem, a situação aqui está precária. Amanhã, iremos consultar o grande Jhonny Krieg, para sabermos o que fazer. Aliás, desculpe pela minha falta de respeito: sou Dellux, o chefe deste pequeno grupo.

Ao terminar sua frase, ele se levantou e guiou o mink para outro lugar, novamente. Desta vez, ele o levou para uma sala bem maior, onde algumas pessoas se juntavam ao redor de uma grande fogueira, que se situava no centro da peça. Lá, o líder apresentou o lobo, e todos pareceram desapontados. Alguns até chegavam a tocar sua barriga, sentindo a fome e o desespero voltarem. Haviam vários sacos de pele em volta da sala, e um era bem distinto. Seu tecido era mais refinado, e ele parecia notavelmente mais pesado. Todos olhavam para o mink, como se estivessem examinando-o e julgando-o.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Naruub
Civil
Civil
Naruub

Créditos : Zero
Warn : O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island 9010
Masculino Data de inscrição : 26/01/2014
Idade : 21
Localização : One piece

O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island Empty
MensagemAssunto: Re: O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island   O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island EmptyTer Fev 16, 2016 11:35 am

O homem ouve minha proposta, mas a sua ação não é nem de perto o que eu realmente esperava. O seu pequeno discurso sobre como eles vão morrer de fome não me impressionou muito, pois em um lugar como esse duvido mesmo que tenha muitos animais para se caçar. O que eu queria mesmo é ter conseguido a arma, mas acho que se conseguir me aproximar de Dellux eu tenha uma oportunidade de consegui-la novamente.
O humano parece um pouco agitado, me levando de um lado ao outro, acho que para conhecer o lugar ou algo assim. Por fim ele para em uma ampla sala com várias pessoas ao redor de uma fogueira. Dellux me apresenta aos residentes, mas não vejo alegria no semblante deles.
“Com certeza estão com raiva de não comer carne de mink hoje! Patéticos! Mas pode ser meu cartão de entrada para essa civilização. Não pretendo passar o resto da minha vida aqui, mas quem sabe ganhar alguma coisa desse povinho burro.”
Continuo observando as pessoas no local, tentando imaginar o que lhe passa na cabeça. Não tardo a falar um pouco para eles perceberem que não sou um monstro, ou pelo menos quebrar um pouco a tensão gerada pela “confusão”, o meu tom é educado de uma maneira cômica.
-- Olá senhores e senhoras, jovens e crianças. Acho que estraguei o jantar de vocês sendo um ser pensante, quero me desculpar por não ser a refeição hoje.
Após falar, esperarei Dellux se sentar em algum lugar, se ele fizer isso sentarei próximo a ele, mas nem tanto assim, agora se ele não fizer isso, tentarei sentar perto da pessoa que eu jugar mais carismática. Então prestarei atenção a conversa deles, procurando adquirir informações para fins futuros. Se por acaso quiserem saber mais sobre mim, me limitarei a responder coisas sem importância, sem mencionar o fato de eu ser um ex-mercenário ou minha família toda ter morrido. No momento em que perceber que posso falar alguma coisa, perguntarei.
-- A comida por aqui é escassa, percebo isso. Então porque vocês não organizam um grupo de pessoas para procurar grupos de animais longe daqui? Ouvi fala que aqui existe lobos, e esses lobos devem ter uma toca. Se descobrirmos onde é, podemos atacar e conseguir um bom estoque de carne.
Então irei esperar alguém falar alguma coisa. Se aceitarem seguir o meu plano, eu vou me voluntariar a ir junto com o grupo de busca. Agora se recusarem, dizendo que não possui pessoas suficiente para ir procurar, responderei.
-- Eu posso fazer isso sozinho, é só me entregarem alguns equipamentos e voltarei assim que possuir a localização dos alvos.


____________________________________________________

Spoiler:
 

Objetivo:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Buggy
Coringa
Coringa
Buggy

Créditos : 16
Warn : O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island 10010
Masculino Data de inscrição : 30/07/2015
Idade : 22

O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island Empty
MensagemAssunto: Re: O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island   O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island EmptyQua Fev 17, 2016 4:07 pm

Aos olhos dos habitantes do iglu, Raiden era uma criatura misteriosíssima. Como pode um lobo, seu jantar, estar falando e interagindo com eles? Mas, também, as pessoas de lá respeitavam imensamente o respeito, e o mink havia feito prova desta qualidade. Eles fitaram-no por alguns segundos, mas logo voltaram sua atenção para assuntos corriqueiros e cotidianos. Dellux sentou-se ao lado de um homem com aproximadamente vinte e cinco anos, com cabelos loiros inabituais e uma barba da mesma cor. Eles pareciam discutir sobre algo seriamente, porém baixo.


Ao lado deles, o mink sentou-se, ouvindo a conversa. Eles falavam com uma voz firme sobre como resolver o problema da fome.

Você não entende, Jackie. Você é apenas um viajante, não entende o quão forte a mãe natureza é por aqui. Nosso destacamento partiu a dois dias já, e não deu sinal de vida. Estamos morrendo de fome, e apenas Jhonny Krieg saberá como sobreviver.

Não seja tolo! O velho Krieg não pode trazer animais para perto de nós. Temos que encontra-los, prendê-los de uma vez só e trazer a carne para cá. E para isso, precisamos de mais um destacamento!

Foi neste momento que Raiden se manifestou, sua voz canina rosnando e dando um susto em Jackie. Ele disse, orgulhoso e determinado, sua proposta, e o viajante abriu um enorme sorriso.

Isso é o que eu estava esperando! Alguém com nervos de ferro! Se nós dois formos juntos, tenho certeza que acharemos algo. Além do mais, com suas habilidades animais, devemos ter uma vantagem!

O índio pôs a mão sobre o rosto, cansado e decepcionado. Resignado, ele disse para Jackie, sua voz como um sussurro:

Bem, me parece que não conseguirei te parar nunca. Mas, se o meu povo souber que forasteiros nos salvaram, como ficariam? Bem, então, estou decidido. Irei com vocês. Mas lembrem-se: se falharmos agora, todas essas pessoas aqui morrerão de fome.

Realmente, via-se que na sala haviam apenas mulheres grávidas ou muito fracas, idosos e crianças. Nenhuma delas poderia sobreviver em um ambiente tão hostil sozinha. Apenas talvez o cozinheiro, mas um homem nada fará para proteger tanta gente. Este será o all-in da tribo, a cartada que decidirá se ela viverá ou morrerá.

Dellux pegou três enormes casacos de pele, que protegeriam com eficácia de um inverno rígido, mas não contra uma tempestade forte como essa. Mas era suficiente para se sobreviver. Jackie brandiu uma carabina, e o chefe da tribo o machadinho e o arco e flecha, enquanto Raiden guardava sua besta , e recebia 15 dardos. Eles puseram o pé para fora, e o frio os atingiu como uma rajada. A caçada havia começado!

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Buggy em Qui Fev 18, 2016 2:38 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Naruub
Civil
Civil
Naruub

Créditos : Zero
Warn : O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island 9010
Masculino Data de inscrição : 26/01/2014
Idade : 21
Localização : One piece

O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island Empty
MensagemAssunto: Re: O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island   O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island EmptyQui Fev 18, 2016 11:29 am

Capitulo 02 – A caçada

Eu me sento ao lado de Dellux, e começo a observar as pessoas envolta conversando assuntos sem importância. Enquanto tento descobrir informações sobre a tribo, Dellux discuti com um homem chamado Jackie. O forasteiro parece decidido a resolver o problema da falta de comida, mas Dellux não acredita que ele realmente possa fazer isso. Aproveito que Jackie está falando, e faço uma proposta para os dois. O forasteiro parece se animar com meu plano, mas Dellux continua relutante em nós deixar ir, então ele decide que vai nós acompanhar, mas alertando sobre as consequências que a tribo ira sofrer se nós falhamos. Volto a olhar as pessoas dentro da sala, e vejo que elas não podem sobreviver sozinhas. O futuro dessa tribo está nas minhas mãos, o que é bem engraçado já que eu sou um ex-mercenário.
Dellux recolhe três casacos enormes para ajudar contra a nevasca. Jackie se equipa com uma carabina, enquanto o índio possui sua machadinha, além do arco e flecha de reserva. Eu continuo com minha besta, e recebo alguns dardos para usar como munição. O problema é que não confio em equipamentos que não foram feitos por mim, então terei que verificar se tudo está correto.
Primeiro posicionarei a besta no solo, e aplicarei pressão, então desengancharei uma ponta da corda do entalhe, e levantarei a besta, retirando a ponta da corda do outro entalhe. Usarei a minha camisa para limpar os dois entalhes e retirar qualquer resíduo dele. Após fazer isso, eu pegarei a corda usada na besta e começarei a puxar para lados opostos, verificando a resistência e elasticidade dela. Terminado a limpeza dos entalhes, eu prenderei novamente uma ponta da corda em um entalhe, verificando logo depois se ela está presa corretamente dentro do entalhe. Então eu pressionarei a extremidade já amarrada da besta no chão, e inclinarei ela de forma que o entalhe vazio fica para cima e direcionado para minha mão dominante, eu então pressionarei a besta usando o pé, pisando na parte pontuda da arma, posicionando o pé próximo ao tambor, no lado oposto à extremidade já amarrada. Eu levantarei o tambor da besta, e deslizarei a mão dominante em direção ao mesmo, continuando pressionando com o meu pé. Quando a besta começar a se curvar, usarei a mão dominante para puxar a ponta com o entalhe vazio para frente. Por fim eu encaixarei a extremidade solta da corda no entalhe vazio, deslizando até o local, para fazer isso eu soltarei o tambor e usarei a mão dominante para prender a corda no segundo entalhe. Eu levantarei a besta e examinarei o entalhe, verificando se os laços da corda estão firmemente presos. Feito isso eu verificarei os dardos entregues a mim, observando o estado de cada uma, eu escolherei o que estiver em melhor estado e colocarei ele na besta, antes do fim de tudo, eu ainda irei mirar e verificar se a mira está calibrada, se não estiver, irei calibrar manualmente. No final de toda a verificação, irei me virar para meus companheiros e com um sorriso direi.
-- É que sempre prefiro usar equipamentos revisados por mim.
E assim Dellux, Jackie e eu nós dirigíamos até a saída, onde seriamos recebidos por uma rajada de vento gelado bem no rosto. Levantando o braço na altura dos olhos, eu irei começar a caminhar bem devagar pela neve. Já saindo da tribo, eu diria aos dois companheiros.
-- Precisamos saber para onde estamos indo. Dellux, você conhece esse lugar melhor que nós dois, então, poderia me informar qual é a área com maior incidência de lobos? O local tem que ser alto e possuir uma fonte de água aberta, pois é onde geralmente lobos fazem as tocas.
Após fazer a pergunta, irei parar de caminhar, esperando a resposta de Dellux. Se o índio conseguir lembrar de algum local com a descrição dada por mim, direi a ele com empolgação.
-- Então devemos ir para lá Dellux, mas em silencio, já que os lobos possuem uma audição muito boa. Vamos falar somente em último caso.
Agora se o índio não conseguir lembrar de um local com essa descrição, eu direi desapontado.
-- Dellux, você deve saber pelo menos para onde o outro destacamento foi, então vamos para lá.
Em ambos os casos, após o termino da discussão eu voltarei a caminhar, seguindo o índio o mais silencioso possível. Sei que não sou muito furtivo, mas tentarei ao máximo evitar fazer barulho. Eu usarei minha audição aguçada para procurar barulhos distantes de minha localização, e se algum desses barulhos parecerem de um animal quadrupede, levantarei a mão fechada na altura da cabeça. Simbolizado que é para parar, logo depois irei começar a caminhar devagar em direção a origem do som, e irei fazer um sinal com a mão para meus companheiros me seguirem. Caso não ouça nenhum som, e sim encontre pegadas ou pistas, eu seguirei caminhando por elas, sempre alerta a um animal selvagem próximo.
Off::
 


____________________________________________________

Spoiler:
 

Objetivo:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island Empty
MensagemAssunto: Re: O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island   O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island
Voltar ao Topo 
Página 1 de 3Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Minion Island-
Ir para: